Page 10

Rui Marques

Capítulo III – Colaboração e governação integrada .................................................................................. 83 3.1. A colaboração no centro das Relações Interorganizacionais (RIO) ............ 83 3.1.1. Cooperação, coordenação e colaboração .................................................................................................. 86 3.1.2. Confiança e colaboração ..................................................................................................................................................... 86 3.1.3. Indutores / Facilitadores de colaboração .................................................................................................... 88 3.1.4. Fatores que bloqueiam a colaboração ............................................................................................................ 92 3.1.5. Fases no processo colaborativo da parceria ............................................................................................. 93 3.1.6. Capacitar para a colaboração ........................................................................................................................................ 94 3.2. Teoria da Vantagem Colaborativa ............................................................................................................................ 95 3.2.1. Liderança no quadro da Teoria da Vantagem Colaborativa ........................................ 99 3.3. Governação colaborativa ......................................................................................................................................................... 101 3.4. Colaboração e governação integrada ................................................................................................................ 105 3.5. Da governação em rede à governação integrada ........................................................................ 107 3.5.1. Conceito ................................................................................................................................................................................................... 107 3.5.2. Governação integrada – Contexto histórico ...................................................................................... 108 3.5.3. Definição de governação integrada ................................................................................................................. 110 3.5.4. Por que existe governação integrada? .......................................................................................................... 118 3.5.5. Liderança em governação integrada .............................................................................................................. 119 3.5.6. Recursos humanos qualificados para a governação integrada ............................... 120 3.5.7. Monitorização e avaliação em contextos de governação integrada ............... 122 3.5.8. Obstáculos à governação integrada ................................................................................................................. 127 3.5.9. Críticas à governação integrada ............................................................................................................................ 129 3.5.10. Que futuro para a governação integrada? .......................................................................................... 131

Conclusões - Contributos para um modelo de governação integrada ............... 133 A. Contributos teóricos .......................................................................................................................................................................................... 134 A.1.Proposta de definição de “governação integrada” ....................................................................................... 134 A.2. Fatores críticos de governação integrada – A proposta de uma Matriz GovInt .........137 A.2.1. Liderança como fator crítico de sucesso ................................................................................................. 140 A.2.2. Participação das partes interessadas ............................................................................................................... 145 A.2.3. Comunicação ................................................................................................................................................................................... 149 A.2.4. Monitorização / Avaliação ............................................................................................................................................ 151 A.2.5. Confiança como condição indispensável – o “oxigénio” – da governação integrada ........................................................................................................................................................................................................................ 152 A.3. Bloqueios e limitações à governação integrada ............................................................................................ 155

8

Profile for Instituto Padre António Vieira

Problemas Sociais Complexos e Governação Integrada  

Esta publicação resulta de uma versão resumida e atualizada da tese de doutoramento de Rui Marques “Problemas Sociais Complexos e Governação...

Problemas Sociais Complexos e Governação Integrada  

Esta publicação resulta de uma versão resumida e atualizada da tese de doutoramento de Rui Marques “Problemas Sociais Complexos e Governação...

Profile for ipav
Advertisement