Page 35

Problemas Sociais Complexos: Desafios e Respostas

Todas estas abordagens têm a sua finalidade e podem ser úteis em contextos específicos. No entanto, nem todas são adequadas à área dos problemas complexos. Por exemplo, a abordagem racional-analítica pressupõe que é possível definir o problema claramente e que todos concordarão com a sua definição. Como foi antes referido, não podemos fazer essa suposição na área dos problemas complexos. No que respeita à opção mais satisfatória3, começamos por apresentar o problema e fazemos depois uma breve pesquisa de soluções adequadas. Novamente, na área dos problemas complexos, a opção mais satisfatória é tão restritiva quanto a abordagem racional-analítica, ao pressupor que um problema é definível. A abordagem autoridade-especialista confia a resolução de problemas a especialistas que, com base no seu conhecimento e competência, são encarregues da definição do problema, de selecionar uma solução e de orientar a sua implementação do topo para a base. Na área dos problemas complexos, quem são os especialistas? Existem muitos, sobretudo quando o problema é definido de tantas maneiras diferentes. Ainda que chegássemos a um acordo sobre o tipo de especialistas que gostaríamos que fundamentassem a resolução de problemas, é improvável que chegássemos a um consenso sobre o que é o problema. Os economistas conhecem bem o dilema ao ironizarem que “a economia é a única área em que duas pessoas com visões opostas podem ganhar o Prémio Nobel.”4 Prefiro utilizar a abordagem empreendedora-inovadora para a resolução de problemas na área dos problemas complexos devido a vantagens que as outras abordagens não têm.5 Em primeiro lugar, a abordagem é experimental. A identificação e elaboração de um modelo para os problemas e soluções fazem-se por tentativas. A realização constante de experiências dá-nos informação sobre aquilo que funciona e aquilo que não funciona. Em vez de tentar definir um problema e a sua solução de forma definitiva, a resolução de problemas torna-se um processo em aberto e renovado que fomenta a adaptação e o ajustamento à medida que é produzida informação estatística sobre o desempenho das ideias inovadoras e dos seus modelos. Outra característica importante da abordagem empreendedora-inovadora é a sua orientação da base para o topo. Começar por pequenos passos, perceber o que funciona num dado contexto e, se houver indícios de que a solução resulta, desenvolvê-la e aplicá-la a outras áreas. 3

No original, satisficing.

4

Piadas sobre economistas e sobre economia http://netec.mcc.ac.uk/JokEc.html

Utilizo a metodologia de design, tal como é aplicada pela Stanford Design School, para apresentar esta abordagem empreendedora-inovadora de resolução de problemas. Para mais detalhes, pode consultar-se o sítio na internet da Stanford Design School http://dschool.stanford.edu/. 5

35

Profile for Instituto Padre António Vieira

Problemas Sociais Complexos - Atas da conferência  

Problemas Sociais Complexos - Atas da conferência  

Profile for ipav