Page 1

TERCEIRA EDIÇÃO

Viacom: trajetória de desafios e sucesso

MAI | JUN | JUL | 2021


INTERNETSUL

NEWS

editorial Caros colegas, E o informativo InternetSul News chega a sua terceira edição. Este é um instrumento que reforça a comunicação da InternetSul com o mercado, traz ainda mais visibilidade às ações da entidade e de seus associados, além de ser mais um canal pelo qual podemos prestar contas do trabalho que viemos realizando. Nesta edição, trataremos de temas como LGPD, por meio de nosso Grupo de Trabalho formado por especialistas no setor, que criam e disponibilizam oportunidades de conhecimento a nossos associados, bem como da participação da Associação no Comitê de Prestadoras de Pequeno Porte (CPPP), várias ações de representatividade dos ISPs realizadas pela entidade no trimestre, histórias de sucesso e de responsabilidade social de nossos associados, perfil e artigos de especialistas, e muito mais. Este é um conteúdo criado com muita atenção e dedicação, tendo como compromisso levar informação de qualidade ao mercado. Desejamos a você uma ótima leitura!

Ivonei Lopes Presidente da InternetSul

EXPEDIENTE

Tiragem impressa: 300 exemplares.

InternetSul News é um informativo elaborado pela InternetSul - Associação dos Provedores de Serviços e Informações da Internet.

Conselho Editorial: Ivonei Lopes, Alexandro Schuck, Paulo Roberto Todeschini. Reportagem, redação, arte e diagramação: Aceká Marketing Digital

Periodicidade: trimestral.

Jornalista responsável: Gláucia Civa Kirch (MTB 14760).

Publicação: online e impressa.

WWW.INTERNETSUL.COM.BR 2


ASSOCI

AÇÃO

InternetSul retorna à Anatel através do Comitê de Prestadoras de Pequeno Porte (CPPP)

L

iderança forte, participação no mercado e objetivos claros são os três pilares de atuação da InternetSul para o setor de telecomunicações e teleinformática. Prova disso é a participação da Associação no Comitê de Prestadoras de Pequeno Porte (CPPP), representada pelo conselheiro Fabiano André Vergani. O grupo é responsável por assessorar e subsidiar o Conselho Diretor da Anatel em matérias relativas aos interesses das prestadoras, podendo, inclusive, sugerir aprimoramentos na regulamentação setorial e medidas de estímulo à prestação de serviço pelas empresas. Junto à Vergani nessa missão estão o presidente da Internetsul, Ivonei Lopes (1º substituto) e o conselheiro Magnum Foletto (2º substituto). Ao todo, 15 temas relevantes estão na lista de ações do CPPP ao longo do ano, sendo três deles protagonizados pela InternetSul, com liderança de Vergani, como ele mesmo explica. “A redes neutras, o impacto da autorregulação nas Prestadoras de Pequeno Porte (PPP´s) e a revisão do MVNO são as três pautas que a InternetSul está liderando no momento. A primeira delas, sem dúvidas, é o assunto mais importante, visto que o conceito de rede neutra se conecta diretamente com a transformação digital e é o caminho do futuro”, conta Vergani.

A InternetSul também está na luta por maior flexibilização nas regras de MVNO para que o serviço móvel possa ser massificado entre as prestadoras regionais. “O tema é fundamental para o setor, pois mais de 90% dos ISPS não têm condições de disputar o leilão do 5G”, acrescenta. A segurança também é um assunto importante para o segmento, especialmente no que tange os ataques cibernéticos. “A Anatel criou um grupo de trabalho dentro da própria agência para tratar do problema. A InternetSul faz parte desse GT a fim de coibir a imensa quantidade de crimes digitais que estão acontecendo no Brasil”, explica Vergani. Para termos uma ideia, mais de 8,4 bilhões de tentativas de ataques cibernéticos atingiram o país em 2020. Dentro desse cenário, também está o combate às IPTV´s. “O acesso ilegal aos canais das TVs por assinatura é um problema de todos nós e a InternetSul está atenta às ações de combate a esse crime”, revela. A função dos PPP´s nas investigações é imprescindível, visto que, em muitos casos, a polícia só chega aos distribuidores através das prestadoras. Outra conquista importante da InternetSul esse ano é a participação da Associação no InovaRS - programa 4


ASSOCI

AÇÃO

jetos de smart cities no âmbito do InovaRS”, finaliza Dra. Andréa. Outras iniciativas de destaque da Associação dizem respeito à LGPD e servirão para orientar as empresas do segmento de Internet. Um exemplo disso é a cartilha sobre as maneiras de o provedor se identificar como operador ou controlador sob os aspectos da Lei, bem como a relevância de entender esta categorização, além de dados sobre as principais linhas de conformidade com a Lei. A mesma será entregue a todos os associados. Outro lançamento relevante é uma série de work­ shops, com início ainda este mês, onde palestras e mentorias online ensinarão a organização o correto mapeamento de dados dentro das empresas. Ainda no cenário das capacitações, a InternetSul promoverá live com a diretora da Autoridade Nacional de Proteção de Dados, Dra. Miriam Wimmer. A data será confirmada nos próximos dias. “Seguimos firmes na missão de conquistar espaços importantes para debates e iniciativas que fomentam o nosso setor. Para isso, contamos com a presença de todos os associados e interessados em alavancar a economia do estado como protagonistas desse movimento”, conclui Vergani.

que objetiva incluir o Rio Grande do Sul no mapa global da inovação a partir da construção de parcerias estratégicas entre a sociedade civil organizada, setores empresarial, acadêmico e governamental. “É fundamental nosso protagonismo nesse projeto, pois somos atores relevantes na missão de conectar o nosso estado digitalmente”, diz Vergani. À frente desse protagonismo também está a diretora Jurídica da InternetSul, Dra. Andréa Abreu Fattori, que abriu espaço para a Associação entrar no programa, visto que seu escritório - Abreu Fattori Advocacia - já fazia parte do projeto. “Um dos braços do programa são as cidades inteligentes, que tem como um dos fundamentos basilares a conectividade - indispensável às soluções como IoT e outras iniciativas de base tecnológica que rodam em ambiente de internet e possibilitam a transmissão de informações”, explica. Segundo ela, esses são alicerces para a construção de experiências aprimoradas dos cidadãos e avanço social em segmentos como educação, segurança e saúde. “Neste contexto, nada mais adequado do que a participação da InternetSul, que atuará como promotora e integradora do setor de internet com os pro5


ASSOCI

AÇÃO

InternetSul: representatividade forte no setor de Internet

C

om mais de 140 associados e representando os interesses de todas as empresas do mercado de Internet do Sul do país, a InternetSul vem desenvolvendo ações importantes para o desenvolvimento do setor de tecnologia. Desde o início do ano, por exemplo, diversas iniciativas foram criadas e projetos liderados para fomentar as empresas prestadoras de serviços de internet, sejam elas provedoras de acesso, de informações, de backbone ou de serviços. A criação, pela InternetSul, do Grupo de Trabalho da Lei Geral de Proteção de Dados (GTLGPD) é um dos grandes destaques, segundo a Dra. Andréa Abreu Fattori, diretora Jurídica da Associação, e que está diretamente envolvida na coordenação, estudos e produção dessas ações. “Além disso, estamos trabalhando no viés jurídico dos temas Redes Neutras, MVNO e autorregulação das PPPs para apoiar o conselheiro Fabiano Vergani no CPPP”, explica. A InternetSul também está à frente da questão da segurança e do combate aos ataques cibernéticos, de acordo com o presidente da entidade, Ivonei Lopes. “Estamos auxiliando e respondendo às au-

fabiano vergani

Ivonei Lopes

magnum folletto

toridades policiais sobre registros cadastrais e de conexão, a fim de diminuirmos os crimes digitais, especialmente nos órgãos públicos e do governo. Essas invasões aos sistemas corporativos aumentaram 330% no Brasil entre os meses de fevereiro e abril de 2020. Durante a pandemia, inclusive, algumas organizações pararam suas operações por conta de crimes cibernéticos. “Os golpes e ataques pela internet colocam o Brasil em quarto lugar no ranking de países que mais 6


Entre outras iniciativas importantes, a InternetSul também é protagonista na pauta do Mobile Virtual Network Operator (MVNO) e da autorregulação das PPPs - ação liderada pelo conselheiro Fabiano Vergani no CPPP. “O que se espera também é que as redes neutras e MVNOs criem novas oportunidade para as operadoras competitivas participarem de fato dessa nova era, mesmo sem adquirirem diretamente o espectro”, revela o presidente. Sobre o 5G, e diante da expectativa de participação de provedores menores no leilão de frequências da Anatel, a InternetSul é parte da “Iniciativa 5G Brasil” - formada por provedores regionais de banda larga fixa. O grupo está promovendo estudos econômicos, jurídicos e regulatórios, além do aporte de recursos, a fim de que essas prestadoras também estejam presentes no processo de implantação da tecnologia. Mais especificamente, o coletivo visa estudar o tema, o edital, entender todas as premissas e preceitos estabelecidos e analisar as vantagens comparativas e Os golpes e ataques competitivas dos provedores no leilão. pela internet colocam o Outras iniciativas de destaque da Brasil em quarto lugar Associação se referem à LGPD. Uma no ranking de países que delas é a cartilha sobre o tema. “O objetivo desse conteúdo é mostrar às mais sofrem com crimes empresas como deve ser feita a idencibernéticos, sendo tificação dos provedores nos quesibancos e instituições sofrem com crimes cibernéticos, sentos operadores ou controladores. Isso financeiras os principais do bancos e instituições financeiras tudo sob os aspectos da Lei”, acrescenos principais alvos dos criminosos”, alvos dos criminosos ta o presidente. revela Inovei. Para auxiliar o LaboA InternetSul seguirá promovendo ratório de Inteligência Cibernética a conscientização da comunidade para (CIBERLAB) na investigação desses a importância econômica e social das crimes, o próprio presidente da InternetSul vem paratividades na rede internet, promovendo sua difusão e ticipando das reuniões. utilização em aplicações industriais, comerciais, prestaO presidente também contou que o grupo está se ção de serviços, científicas, culturais e outras correlatas. movimentando para que os provedores coloquem um Além disso, a missão de estimular o desenvolvimento de técnico à disposição da polícia. “Os profissionais que informações no que se refere às tecnologias de telecoatuam no combate aos crimes virtuais não têm a premunicações e teleinformática seguirá ao longo do ano. paração necessária, muito embora conheçam bastante “Seguiremos defendendo os interesses dos associados, do assunto. A ideia é que eles sejam treinados e prepaproporcionando-lhes assistência por todos os meios ao rados para essa função tão importante”, ressalta. seu alcance dentro dos objetivos da InternetSul. Também Ademais, a Associação vem lutando para que os estamos certos de nossa responsabilidade na definição colaboradores do setor sejam priorizados na vacinadas políticas que permitam garantir uma infraestrutução contra o Novo Coronavírus. “A Internetsul dispora nacional e estadual de conectividade de alta qualidanibilizou aos associados um ofício para ser entregue de e compatível com os padrões tecnológicos mundiais. às Secretarias de Saúde, objetivando que a essenciaSendo assim, seguiremos buscando ter lugar e voto nos lidade dos serviços de telecom e internet seja recoórgãos que existirem e/ou nos que vierem a ser constitunhecida”, diz Lopes. ídos com essa finalidade”, conclui Lopes. 7


ASSOCI

AÇÃO

Falta pouco para o início das sanções da LGPD! InternetSul lança programação para nortear provedores no âmbito da nova legislação

E

m agosto entram em vigor as regras de fiscalização e sancionamento da LGPD pela Autoridade Nacional de Proteção de Dados a empresas que estiverem em desalinho em relação às obrigatoriedades da nova legislação. Para orientar as empresas do segmento de Internet, a Internetsul lança um pacote de ações voltados a destacar os principais conceitos e exigências da LGPD, munir os empresários de conhecimentos indispensáveis no âmbito da legislação, além de oferecer ajuda especializada por meio de seu Grupo de Trabalho LGPD. A primeira ação é a Cartilha LGPD. Em sua segunda edição, o material será distribuído aos associados da entidade, trazendo informações fundamentais, como as maneiras de o provedor se identificar como operador ou controlador sob os aspectos da Lei, bem como a relevância de entender esta categorização, além de dados sobre as principais linhas de conformidade com a LGPD. Outro lançamento é uma série de workshops, com início em julho de 2021. “O primeiro evento online, em 23 de Julho, teve duração de 1h30 e contou com uma breve palestra de introdução, seguida por uma mentoria online focada em ensinar o provedor a fazer o correto mapeamento de dados dentro de sua empresa, já que este é um dos pontos mais críticos para alcançar compliance com a LGPD”, explica Dra. Andréa Rebechi de Abreu Fattori, diretora Jurídica da InternetSul, Coordenadora do Grupo de Trabalho LGPD e uma das ministrantes da série de workshops. Além dela, participarão da série de eventos online o presidente da entidade, Ivonei Lopes, o diretor de Negócios, Paulo Roberto Todeschini, a coordenadora do Projeto de Capacitação e Compliance a LGPD da Abreu Fattori Advocacia, Mariana Nazzari Barcellos, a assessora Jurídica da associada BITCOM, Michele Meneguzzo de Souza Pinto, a assessora Jurídica da associada GTC Internet, Juliana Golembieski, além da Diretora Raquel Schwambach, proprietária da empresa Brasrede.

Depois da primeira edição, a cada mês uma nova será realizada. O tema de agosto trará instruções para alertar os ISPs sobre como produzir um relatório de impacto e as pautas futuras ainda serão definidas e divulgadas a tempo. “Em todas as edições, trataremos de assuntos impreteríveis para a adequação das empresas a LGPD, sempre de forma prática, que auxilie os ISPs no alcance da conformidade”, explica Dra. Andréa. “É claro que são instruções voltadas ao aprimoramento do conhecimento, que não substituem o acompanhamento das empresas por especialistas nos âmbitos jurídico, administrativo e técnico da nova Lei, sejam estes de equipes internas ou terceirizados”, complementa ela. Além dos conteúdos nos workshops, a InternetSul entregará aos participantes, que podem ser empresas do ramo de todo o país, sem necessariamente precisarem ser associados à entidade, uma planilha ferramental para separação de fluxos relativos a dados pessoais.

LIVE COM AUTORIDADE NACIONAL Outro evento na esteira das entregas da InternetSul para o campo da LGPD será uma live com a diretora da Autoridade Nacional de Proteção de Dados, Dra. Miriam Wimmer, a ser realizada em data ainda a ser confirmada, no mês de julho. “LGPD é um tema extremamente crítico para todas as empresas. Estar bem informado, alicerçado por especialistas, é fundamental para quem quiser estar em conformidade, longe do risco de sanções que a Lei prevê. E é esta assessoria que visamos a incrementar com esta série de ações lançadas”, explica Ivonei Lopes, presidente da InternetSul. “É a Associação trabalhando em seu propósito maior: garantir aparatos para que os negócios de nosso setor tenham mais força para vencer os desafios, se adequar aos cenários e prosperarem”, finaliza. 8


CASOS DE

SUCESSO

Viacom: trajetória de desafios e sucesso

I

dealizada e implementada por Almiro Grechi, a Viacom iniciou sua trajetória de sucesso há 21 anos, através do sistema de internet discada. Naquela época, o provedor principal ficava em Santo Ângelo, o que encarecia o custo de conexão para o usuário. “Pensando em expandir os serviços e proporcionar economia e excelência aos nossos clientes é que demos mais um passo, iniciando o provedor em São Luiz Gonzaga”, conta o proprietário da empresa. Muitos desafios foram encontrados pela equipe da Viacom. “Como era uma cidade pequena, tivemos contratempos de instalação e conexão, mas tudo foi superado com força, dedicação e ótimos colaboradores”, acrescenta. Com o passar dos anos e maior expertise no ramo, a Viacom passou a atualizar os serviços e começou a oferecer a internet Via Rádio. No entanto, alguns problemas também apareceram. “A contratação de uma empresa para nos fornecer um link foi uma etapa difícil, visto que, a única a oferecer esse recurso era a OI, ou seja, os custos eram muito altos”, explica. Como o diferencial da empresa sempre foi oferecer o que há de melhor no mercado, a Viacom passou a proporcionar conexão por meio da internet por Fibra. “Atu-

almente, trabalhamos com as duas opções, Via Rádio e Fibra Óptica. Nossa matriz ainda está na cidade de São Luiz Gonzaga, mas já chegamos a mais 12 cidades da região noroeste. Sobre o futuro, Grechi conta que a missão agora é levar internet de qualidade às áreas rurais da região. “A agricultura é a principal atividade econômica e as mudanças no setor do agronegócio são constantes, por isso, entendemos a necessidade de os produtores terem uma excelente conexão”, diz. A Viacom se manteve firme diante dos desafios ocasionados pela pandemia do Novo Coronavírus. “Nossa demanda também foi afetada pela crise, porém, mesmo com todas as dificuldades que enfrentamos, conseguimos manter nosso quadro de colaboradores, realizando nossos trabalhos diários com todos os protocolos de segurança prezando pela saúde de nossa equipe e clientes. Na espera de tempos melhores, o empresário confia na InternetSul para promover espaço e força às pequenas provedoras de internet. “Não temos noção do que será o futuro, mas acreditamos que uma saída para a crise seria a Associação patrocinar cursos profissionalizantes às empresas que trabalham no setor. Atualmente, a Viacom atende toda região noroeste do estado do Rio Grande do Sul, levando Internet por Fibra Óptica e Via Rádio com excelência. Além disso, a empresa é destaque na instalação e distribuição de conexão através de materiais de qualidade promovendo uma rede de alto padrão. Ademais, a empresa também possui a TV sobre IP, que é um método de transmissão de sinais televisivos através de redes IP. A organização também possui infraestrutura de qualidade, moderna e estruturada para promover uma conexão de alta velocidade, suporte disponível para auxiliar todos nossos consumidores e atendimento personalizado de acordo com as demandas dos clientes. Conheça mais sobre a empresa: https://viacom.com.br/. 9


ARTIGO DO

ESPECIALISTA

Como está o seu bolo??? Ludio Porto Alegre, Especialista em MKT e Vendas para ISPs

problema, e, para ser honesto, não sei como fazer uma retenção com eficiência. Agora é o momento em que devemos focar no setor comercial e na retenção para crescer e proteger a nossa base de clientes. Todos sabem disto. Mas vamos ser sinceros: quanto tempo, energia e recurso você coloca de fato nestas duas demandas diariamente? A maioria dos empresários deste setor veio de áreas técnicas. É natural e aceitável que não dominem e não tenham o mesmo desempenho em outros setores. Mas, para isto, temos duas soluções: aprender e estudar muito as melhores práticas ou contratar quem sabe. É simples assim. Mas: sempre delegar, nunca “de largar”. Muitas das cidades estão com o bolo fatiado, e qual a solução? Primeiro, temos que formar a nossa visão de futuro, através de muita conversa com os pares de outras cidades para saber o que eles estão fazendo, como estão reagindo e o que pensam. Também é importante escutar a opinião de outras pessoas e/ou influenciadores do nosso mercado para entender o futuro e, principalmente, quando ele vai “bater na minha porta”. Mas o fundamental são as escolhas: vou lutar pela minha fatia do bolo, vou à busca de novas receitas de bolo ou, ainda, vou vender a minha fatia??? Depois que você responder esta pergunta e fizer sua escolha, a dica que eu posso dar é: se prepare muito, seja qual for a decisão, pois todas elas são desafiadoras e complexas.

C

erta vez, um mestre do mundo comercial compartilhou esta pérola comigo: “Quando o bolo é só seu, você pode tudo, comer até explodir... Se lambuzar... Deixar estragar... Agora, quando o bolo é fatiado, você tem que ficar mais esperto para não perder a sua fatia. Mas quando o bolo começa a esfarelar, está na hora de você procurar outro bolo”. Moral da história: o mercado de Telecom é o nosso o bolo. Durante muitos anos, você, provedor, ficou praticamente com todo o bolo e feliz da vida, crescendo no seu ritmo e as vendas caindo no seu colo. Era só ampliar a área de cobertura e o negócio crescia! Mas começaram a chegar outros concorrentes menores, iniciando do zero, que não assustavam, e outros vindos de outras cidades, que causavam algumas preocupações, e por isto alguns começaram a melhorar os seus processos e a sua gestão, além de “fibrar e fibrar” muito, mas tudo bem, pois ainda estavam crescendo em ritmo acelerado... Mas agora o bolo fatiou. Tem muita concorrência, inclusive de provedores bem estruturados e mais fortes do que eu... As vendas estão diminuindo e não são mais tão fáceis como antigamente! Para piorar, o cancelamento só cresce - e eu que não dava muita atenção para este 10


11


PERFIL

JAIME WAGNER

J

aime Wagner é gaúcho de Porto Alegre, onde nasceu em 1953. É casado há 44 anos com Isabel, com quem teve três filhos: Felipe, que é médico na Austrália, Manuela, que é empresária em Porto Alegre e Marcos, violonista clássico na Alemanha. Hoje mora na praia de Atlântida e dedica-se à gestão, treinamentos e mentorias da PowerSelf e da WOW Aceleradora. Participa ainda das Diretorias da Junior Achievement – RS e da ACPA. Como hobby, pratica tênis e tai chi. Filho único, perdeu o pai com 20 anos e, embora trabalhasse desde os 14 anos, sua trajetória profissional começou aos 23 anos e teve quatro fases. Até os 39 anos, foi Empreendedor Industrial e Professor. Formado em Engenharia Eletrônica pela UFRGS em 1976, fez o mestrado em Ciência da Computação em 1978. No mesmo ano fundou a Digitel com outros 3 colegas para desenvolver e fabricar modens e equipamentos de comunicação digital. Ele conta que, por um ano, a “empresa” era ele sozinho num porão. Em 1981 a Digitel decolou. Em 1982, com outros 3 colegas, foi criada a Altus - que desenvolve e fabrica equipamentos de controle de processos industriais e que operava numa salinha da Digitel. Depois, a Digitel comprou e vendeu a STI, que foi o embrião da Datacom. Jaime foi um dos primeiros professores do Instituto de Informática onde ministrou em tempo parcial as cadeiras de Teleprocessamento, Redes de Computadores e onde criou, junto com Newton Braga Rosa, a primeira cadeira de Empreendedorismo na universidade brasileira, que inspirou a criação de várias empresas de tecnologia no RS. Como militante, o gaúcho sempre foi protagonista na promoção do empreendedorismo. “A vida que vale a pena é um empreendimento. Empreendimento coletivo é cooperação, não conflito” é a frase que criou como lema. Além disso, também é um incentivador do desenvolvimento tecnológico, onde defende que “desenvolver é criar o novo e não apenas saber usá-lo”. No setor da responsabilidade social, Wagner acredita que “a sociedade é quem resolve os seus problemas, o Estado é apenas um dos seus meios”. Militante do desenvolvimento tecnológico e do empreendedorismo inovador, foi Conselheiro da ABICOMP defendendo a reserva de mercado da informática, tendo organizado e coordenado a Comissão Especial de Informática da FIERGS. Naquela época, não existia o termo startup, pois as empresas eram consideradas bens de família. Em 1992, Wagner vendeu sua participação nas empresas que criara quando elas estavam faturando juntas US$45 Milhões, e ficou um ano sabático apenas como professor part time na universidade. Dos 40 aos 46 continuou como professor e tornou-se pequeno empresário de serviços. Dizendo-se desgastado com a gestão e a política das empresas médias, também não quis se dedicar somen-

te à vida acadêmica e começou duas pequenas empresas de serviços: Treinar Treinamento Empresarial e Presenta Projetores Multimídia. Em 1996, deu a Presenta para a esposa e a Treinar para seu sócio. Fez isso para fundar a PowerSelf Gestão do Tempo, um tema que o apaixonava. Apesar do fracasso financeiro, Jaime considera que teve os maiores ganhos com a PowerSelf, pois a aplicação das técnicas que ensina resultou num grande crescimento pessoal. “Creio que fui o primeiro brasileiro a desenvolver um método e um sistema integrado e integral de gestão do tempo em 1996”, afirmou o empresário, que vem aprimorando e aprofundando o Método PowerSelf de Gestão do Tempo desde então. Nesse período teve também uma primeira experiência fracassada como investidor anjo de dois alunos que criaram um provedor de Internet, mas que não decolou. Sua terceira fase profissional como executivo começou em 1999, após se demitir da UFRGS para se dedicar exclusivamente à PowerSelf. Ainda assim, não teve o crescimento esperado, o que o levou a assumir no ano seguinte como presidente da Plug In S/A, provedor de Internet. Com o tempo, Wagner adquiriu o controle da empresa, que cresceu 11 vezes até ser vendida, em 2008, para o UOL, dando origem ao UOL Host. Paralelamente, ele continuou dando os cursos da PowerSelf, que passou a ser administrada pela sua filha. Em 2003, publicou o livro “A Arte de Planejar o Tempo” e colaborou no Baguete Diário, publicando algumas colunas no livro “O Entregador de Sonhos – Reflexões de um Empreendedor”. Desde lá, escreveu dois outros livros: “Tempo e Razão” e “Reuniões Eficazes”. Sempre militando nas entidades empresariais, nesta fase Wagner foi vice-presidente da Internetsul, vice-presidente e coordenador da Divisão de Tecnologia da Federasul, Presidente da Junior Achievement – RS e Diretor do SEPRORGS. Representou os provedores no Comitê Gestor da Internet, onde coordenou a formulação dos Princípios para a Governança da Internet no Brasil. Foi também eleito para representar os provedores no Conselho do GNSO da ICANN, organização que coordena a governança da Internet mundial. Com a venda da Plug In, Jaime voltou para a gestão da PowerSelf e reafirmou sua veia empreendedora ao participar da criação do Vakinha.com.br como Investidor Anjo e mentor, onde permanece até hoje. A filha Manuela deixou a PowerSelf para fundar a Lead Educação Empresarial. Empreendendo mais uma vez, em 2013, Jaime Wagner, junto com Cássio Bobsin Machado, André Ghignatti e Bruno Peroni, fundou a WOW Aceleradora de Startups, cujo Conselho preside. A WOW é hoje a maior aceleradora independente do Brasil, com mais de 100 empresas aceleradas e mais de 300 investidores anjo engajados. Neste período, fez a formação em Filosofia na PUCRS e foi conselheiro da FAPERGS. 12


VITRINE

DO

ASSOCIADO

Associadas promovem ações do bem para amenizar a crise de Covid-19

A

pandemia de Covid-19 e a crise brasileira econômica revelaram ainda mais desigualdades entre os brasileiros. Diante do cenário que vivemos hoje, o terceiro setor ganha protagonismo e faz diferença para a vida de milhões de pessoas. É por isso que as ações benevolentes devem ser destacadas, a fim de que sirvam de exemplo para que mais empresas façam a sua parte. As associadas da InternetSul são peças importantes nesse processo de boas iniciativas em prol dos que precisam. Por exemplo, a Campanha Conexão do Bem, promovida pela Renovare Telecom, arrecadou

mais de duas toneladas de alimentos e agasalhos para que o inverno fosse menos rigoroso. Os itens foram doados às instituições de assistência social, localizadas em diversas várias cidades, como Dois Irmãos, Feliz, Novo Hamburgo e outras. Fundada em 14 de outubro de 2010, a empresa atua em Internet 100% fibra óptica para clientes residenciais e empresariais, além de soluções em telefonia. Um negócio construído com base em muita dedicação e trabalho, tendo suas raízes na força de vontade de seus fundadores, que nos idos da década passada começaram a empresa instalando antenas

14


VITRINE

DO

ASSOCIADO

Bitcom: solidariedade e apoio à APAE Caxiense

e entregando conexão, na época ainda via rádio, de casa em casa, a bordo de suas bicicletas. Com uma história de superação e sucesso, a empresa entende que a responsabilidade social é uma ferramenta de mudança. Entre outras ações, a Renovare também doou uma tonelada de alimentos a duas organizações assistenciais que estão apoiando famílias em situação de risco durante a crise. Além disso, eles implementaram gratuitamente uma solução de VPN (Virtual Private Network) para o Hospital Centenário, de São Leopoldo-RS. O serviço, que permite criar uma conexão segura entre a rede da instituição de saúde e outras redes de Internet, está sendo usado para que funcionários de diversos setores da organização possam trabalhar em home office desde o ano passado. E não para por aí, a empresa firmou uma parceria para fornecer banda larga para a sede do 15º Batalhão de Polícia Militar, que atende todo o município de Canoas e Nova Santa Rita. No Batalhão, que fica no bairro Nossa Senhora das Graças, a Renovare disponibilizou um link dedicado de Internet de 100 mega. Além disso, a conectividade no prédio foi reforçada com a instalação de novos roteadores, permitindo múltiplos acessos simultâneos e sinal disponível por toda a área da sede. Tudo isso foi feito de forma gratuita. A empresa também ajudou a melhorar a qualidade dos serviços prestados na Escola Estadual de Ensino Médio 10 de Setembro, de Dois Irmãos, uma das mais tradicionais do município gaúcho. Com a estrutura de WiFi da Renovare Telecom, mais de 700 alunos foram beneficiados.

Outra organização que também faz a sua parte é a Bitcom, empresa do conselheiro Fabiano Vergani. Para divulgar as ações da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Caxias do Sul, o canal de televisão da companhia fez a cobertura especial da 18ª edição da Feijoada organizada pela Associação. Em formato drive-thru, o evento teve mais de 500 ingressos vendidos em apoio à entidade. Nem mesmo a máscara foi capaz de esconder o sorriso e a satisfação da presidente executiva da Apae, Bernardete Pavan Vezaro, que enalteceu o apelo à causa pela população e tantos ingressos vendidos: “Atingimos todas as nossas perspectivas. A gente acreditou que a comunidade cuidaria de nós e olharia pela Apae”. A presidente destacou que a ausência de eventos devido à pandemia fez com que a instituição arrecadasse menos recursos. No entanto, com o valor arrecado será possível auxiliar na manutenção da entidade e no pagamento de funcionários. Ela ressaltou que, atualmente, a Apae atende em torno de 400 pessoas e suas famílias. O CEO da Bitcom e conselheiro da InternetSul, Fabiano Vergani, resumiu suas palavras em agradecimento. “Falar de Apae é falar de felicidade, é falar de gratidão. E, sendo assim, a Bitcom está sempre presente nesses eventos solidários, em especial dessa Associação”, enfatizou. Depois de 25 anos de estrada, a Bitcom evoluiu para um hub de negócios que engloba diversas atividades baseadas em internet, além de multisserviços. Todas elas visando melhorar a qualidade de vida nas comunidades e empresas e, acima de tudo, conectar pessoas. 15


adm@internetsul.com.br Rua Santos Dumont, 1500 - Sala 1208 São Geraldo - Porto Alegre Condomínio Fiateci CEP 90230-240

(051) 99505 8135 (051) 98170 7137 (051) 3103 0664

Profile for internetsul

Informativo InternetSul news ED 3  

Informativo InternetSul news ED 3 Não deixe de conferir, para saber mais sobre as ações recentes da entidade, informações do mercado e his...

Informativo InternetSul news ED 3  

Informativo InternetSul news ED 3 Não deixe de conferir, para saber mais sobre as ações recentes da entidade, informações do mercado e his...

Advertisement

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded

Recommendations could not be loaded