Page 1

DEZEMBRO/2015 E JANEIRO/2016

Informativo

SEÇÃO SINDICAL DOS TÉCNICOS DE NÍVEL SUPERIOR DA UFSM

Valorizando o NS

Proposta das diretrizes de carreira é apresentada e discutida com TNS Foto: Débora Franke

Evento reuniu um bom número de filiados e também não filiados para debater as diretrizes que guiarão o futuro plano de carreira dos ocupantes de cargos de nível

superior. Principal proposta do documento é a carreira em ênfases que possibilite ao TNS atuar tanto administrativa como cientificamente.

Pág 3.

MAIS DESTAQUES FESTA

VIAGEM

UFRGS

Confira as fotos do tradicional jantar-baile da ATENS/UFSM Págs. 4 e 5

Saiba mais sobre o intercâmbio profissional Pág. 7

ATENS tem mais uma Seção Sindical Pág. 6


2 | DEZEMBRO/2015 E JANEIRO/2016

SEÇÃO SINDICAL DOS TÉCNICOS DE NÍVEL SUPERIOR DA UFSM

EDITORIAL POSICIONAMENTO

Três anos de um novo processo de construção da democracia ATENS Sindicato Nacional comemora três anos de existência reafirmando o compromisso de buscar as reivindicações dos ocupantes de cargos de nível superior

N

este 3 de dezembro, o ATENS Sindicato Nacional chega ao seu terceiro ano de existência com energia revigorada e marcado por um processo histórico de construção em que os profissionais Técnicos de Nível Superior das Instituições Federais de Ensino Superior o ergueram, enfrentando dificuldades inerentes à realidade que os cercava. Cansados de integrar uma lógica de representação sindical em que, durante vários anos, mesmo questionada quanto à sua legitimidade jurídica, era consensual quanto à sua funcionalidade, os TNS decidiram pelo enfrentamento de desafios e pautaram novos rumos à luta política e sindical. Hoje, com o Movimento da categoria dividido entre uma proposta que vislumbra um novo tipo de organização sindical, participativa, e uma organização arcaica, que tolhe a liberdade de sua base e tenta impor uma lógica em que a doutrinação política se sobrepõe à luta sindical, o ATENS SN reafirma o compromisso de encampar as reivindicações da ampla maioria da categoria como um dos pilares essenciais da função de uma entidade sindical.

O ATENS SN enfrenta o desafio de consolidar e ampliar a unidade alcançada e se desvencilhar de uma lógica organizativa anacrônica e impositiva, incompatível com a pluralidade e a diversificação da base que representa. Não há como fugir do debate, posto que uma entidade que pense em lutar pelos direitos da categoria precisa do seu apoio e sua representatividade.

serve como “instrumento de luta política”, quando na verdade se fragiliza nessa mesma luta ao se isolar da sociedade e de manter um discurso e uma ação retrógrada, vazia e ultrapassada. O ATENS SN hoje, com a gestão democrática e plural, tem buscado ampliar sua comunicação e seu relacionamento com o movimento sindical da sociedade brasileira. É esse modelo que defendemos e que assusta os defensores da nostalgia. Um Sindicato que represente, de fato, os interesses dos TNS, que tenha capacidade política para se relacionar com os sujeitos sociais sem a necessidade de se impor de forma truculenta e ríspida. Uma entidade que abandone a cor cinzenta de um sindicalismo derrotado pela história e adote o colorido da pluralidade, que lhe dará força para conduzir a luta política com sucesso. A encruzilhada histórica do ATENS SN, nos seus três anos de atuação, revela que a categoria e os filiados precisam pautar o futuro da entidade. A atual gestão, que abraçou a causa de um Sindicato soberano, não tem nenhum receio em reafirmar o compromisso em estabelecer os instrumentos e mecanismos necessários para consolidar uma entidade que lute pelo interesse da categoria, que participe da luta geral da classe trabalhadora e que preste serviço de qualidade aos seus associados. Os desafios estão postos. A gestão aceitou o desafio político e organizacional. Enfrenta o desafio político de buscar uma nova organização que possibilite a construção de um Movimento efetivamente plural e democrático. Enfrentou, enfrenta e enfrentará o desafio de questionar as velhas práticas sindicais de ataques pessoais e buscará a construção de um ambiente de discussão salutar e respeitosa entre os que divergem. Nesses três anos, o Novo Movimento dos TNS tem dado outro rosto ao ATENS SN. Aberto, democrático, plural e capaz de fazer interlocução com qualquer corrente ou pessoa que tenha a capacidade política de aceitar o contraditório como regra básica de convivência política. Ousaremos lutar para que o ATENS Sindicato Nacional tornese, cada vez mais, um agente político respeitável e presente em nossa sociedade!

ATENS-SN A decisão da atual gestão, ousada e firme, foi a de romper com essa estrutura e buscar novos rumos para o Movimento dos TNS. Ousamos melhorar a estrutura do Sindicato Nacional, rompendo definitivamente com uma lógica distorcida de que a entidade só

EXPEDIENTE Jornalista responsável: Luísa Soares Kanaan - MTb 13.789 comunica@atensufsm.org.br Projeto gráfico e diagramação: Intensa Comunicação de Relacionamento Tiragem: 1.000 exemplares - Gráfica Pozzatti

CONTATO Informativo da Seção Sindical dos Técnicos de Nível Superior da Universidade Federal de Santa Maria ATENS/UfSM Campus da UFSM Reitoria - Sala 736 Bairro: Camobi Cep: 97105-900 Santa Maria – RS

Fone: (55) 3220.8112

secretariageral@atensufsm.org.br

www.atensufsm.org.br


DEZEMBRO/2015 E JANEIRO/2016 | 3

SEÇÃO SINDICAL DOS TÉCNICOS DE NÍVEL SUPERIOR DA UFSM

DEBATE ATENS/UFSM APRESENTA PROPOSTA PARA DIRETRIZES DE CARREIRA Ocupantes de cargos de nível superior lotaram o auditório da PROGEP para debater carreira e apresentar sugestões Foto: Luísa Kanaan

A

manhã do dia 10 de dezembro foi de debate sobre as diretrizes de carreira para os servidores técnicoadministrativos da UFSM ocupantes de cargo de nível superior. José Parcianello, Coordenador da Comissão Permanente de Carreira (CPC), e Moacir Righi, membro da CPC do ATENS – Sindicato Nacional, apresentaram as diretrizes gerais para os presentes e posteriormente seguiu-se o debate sobre as mesmas. O documento é a base para uma futura discussão sobre o plano de carreira. Entre as questões levantadas estiveram a nomenclatura dos TAEs, as especificidades de cada profissão e como se dará a progressão e promoção funcional na carreira. Conforme Parcianello, a universidade tem perdido muitos de seus funcionários para o mercado e para outros órgãos públicos em razão da pouca mobilidade e engajamento que a carreira de nível superior em educação oferece. Ainda a questão salarial estaria defasada em relação a servidores públicos de mesma escolarização de outros setores do executivo federal, bem como o judiciário e legislativo. As diretrizes apresentadas foram elaboradas a partir do estudo de oito carreiras do nível federal procurando inovar no serviço público de forma que os técnicos de nível superior sintam-se estimulados a continuar na universidade e a buscar qualificações que seriam empregadas na produção de conhecimento, gestão, pesquisa e extensão. “A universidade é hoje um trampolim para muitas pessoas que chegam, especializam-se e saem em busca de

Após a apresentação feita por Parcianello, participantes lançaram questionamentos e sugestões que serão reunidas e usadas como base para a elaboração em um novo documento

ascensão profissional. Nosso objetivo com essas diretrizes é tentar manter o profissional na universidade, de maneira que ele tenha mobilidade e possa aplicar o conhecimento que obteve. À medida que o profissional vai em busca de qualificação, ele define com seu gestor onde melhor pode ser aplicado esse conhecimento, podendo atuar na áreas de gestão, pesquisa, técnica ou científica”, explicou Parcianello durante o evento. O documento, que foi produzido pela CPC (forma-da por 13 integrantes das ATENS de todo o Brasil), já foi apresentado no Fórum de Pró-Reitores de Gestão de Pessoas (Forgepe), da Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino Superior (Andifes), onde foi bastante discutido, conforme

SOBRE A PROPOSTA

A

nova estrutura da carreira está embasada no modelo em “y”, com uma base comum inicial aos ingressantes que ocuparão cargo de Especialista em Educação (incluindo o estágio probatório) e, a seguir, a possibilidade de escolha de uma das duas vertentes: ênfase em Gestão Administrativa ou ênfase Técnicocientífica.

Ênfase em Gestão Administrativa Neste vetor da carreira, os profissionais de nível superior atuarão em atribuições próprias da gestão das IFES, de acordo com sua formação, qualificação ou saberes adquiridos, observando-se as responsabilidades técnicas inerentes aos cargos ocupados.

afirmou Parcianello. Muitos dos presentes pediram por mais debate sobre as diretrizes, pelo que o presidente em exercício do ATENS – SN, Clóvis Senger, afirmou que a proposta debatida agora não é o plano de carreira, apenas diretrizes gerais que serão protocoladas e a seguir deverá haver diversas discussões e busca de sugestões para o plano de carreira. Todas as sugestões dos participantes foram anotadas e serão levadas ao ATENS – SN, onde serão reunidas com as sugestões de outras ATENS do Brasil. Um novo documento com todas as novas propostas deverá ser apresentado até o fim de janeiro de 2016. Confira o documento na íntegra no site da ATENS/UFSM (www.atensufsm.org.br).

Ênfase Técnico-científica Neste vetor da carreira, os profissionais de nível superior das IFES atuarão em atribuições técnicas próprias ou em atividades de pesquisa pura ou aplicada ou no desenvolvimento científico e tecnológico, de acordo com sua formação, qualificação e responsabilidades do cargo ocupado.


4 | DEZEMBRO/2015 E JANEIRO/2016

SEÇÃO SINDICAL DOS TÉCNICOS DE NÍVEL SUPERIOR DA UFSM

CONFRATERNIZAÇÃO

SSO

JANTAR-BAILE DA ATENS/UFSM FOI UM SUCE

Fotos: Gustavo Ruviaro

Festa de final de ano reuniu cerca de 160 pessoas em uma noite animada, com sorteio de brindes, comida boa e muita dança

N

o dia 6 de novembro, cerca de 160 filiados e colaboradores compareceram ao salão da Apusm para o jantar-baile da ATENS/UFSM. Com o objetivo de comemorar o dia do servidor público e também as festas de fim de ano, a confraternização foi avaliada pela diretoria da seção sindical como um sucesso. “Agradeço a todos que se empenharam e se envolveram. Tivemos uma boa participação de filiados, seus amigos e familiares, e de colaboradores também. O jantar foi um sucesso e atingiu o objetivo de uma reunião informal entre nós para estreitar os laços. Vamos buscar promover mais encontros como este ao longo do ano”, disse a presidente Maria Nevis em reunião da diretoria para avaliação dos resultados. Quem participou saboreou deliciosos pratos assinados por Juliana Schuch e dançou até a madrugada ao som da Banda Charm’s, que levou aos presentes um repertório variado. Outro ponto alto da noite foi o sorteio de brindes, entre eles uma televisão LCD doada pela Universitária Corretora de Seguros. Ainda foram sorteados livros da Editora UFSM, um videokê doado pelo escritório Bortolini Advogados e brindes da Odontologia Santa Clara. Na ocasião, a presidente da ATENS/UFSM, Maria Nevis Weber, agradeceu a presença de todos, relembrou as lutas e

O grande sor tudo da noite que levou a televisão foi Alney Freitas Cor rêa.

conquistas que a Seção Sindical já obteve – como a representação na Comissão Pré-Estatuinte, as negociações com a reitoria para uma nova sede e o processo de debate de diretrizes de carreira. Maria Weber também conclamou todos a fazer parte mais ativamente das atividades e lutas da ATENS.


DEZEMBRO/2015 E JANEIRO/2016 | 5

SEÇÃO SINDICAL DOS TÉCNICOS DE NÍVEL SUPERIOR DA UFSM

MAIS CLICKS!!

CONFRATERNIZAÇÃO Fotos: Gustavo Ruviaro


6 | DEZEMBRO/2015 E JANEIRO/2016

SEÇÃO SINDICAL DOS TÉCNICOS DE NÍVEL SUPERIOR DA UFSM

REPRESENTATIVIDADE

ATENS/UFRGS É TRANSFORMADA EM SEÇÃO SINDICAL Associação é a 7ª seção sindical do ATENS-SN. Evento aconteceu no prédio da Arquitetura da UFRGS e contou com a presença do presidente do Sindicato Nacional e representantes da ATENS/UFSM Foto: Luísa Kanaan

D

ia 3 de dezembro, foi de festa para os integrantes da ATENS/UFRGS: a associação transformou-se em seção sindical. “Este momento foi muito esperado, pois estamos como associação há dois anos”, afirmou o presidente da agora seção sindical, Marco Schuck. Na oportunidade de votação pela transformação também foram votadas a Nova Direção e o Regimento da ATENS/UFRGS – Seção Sindical. O presidente do ATENS – Sindicato Nacional, Clóvis Senger, e representantes da ATENS/UFSM, José Parcianello e Moacir Righi, estiveram presentes no evento. A transformação demonstra que a associação está ganhando força e maior participação. Conforme Senger, a ATENS/ UFRGS é a 7ª seção sindical do Sindicato Nacional, a última organização a fazer a mudança foi a UFC. “Em 2008 não tínhamos nada de lá para cá evoluímos: estamos com algum tipo de organização 21 universidades. Uma seção sindical nova é sempre uma boa indicação de organização da nossa entidade. São passos importantes e em nome da diretoria deixo uma mensagem de força e otimismo para a ATENS/UGRGS”, parabenizou Senger. O representante do ATENS-SN relembrou momentos marcantes para os ocupantes de cargos de nível superior ocorridos na última semana de novembro: o encontro com o secretário do Ensino

Plano de gestão

Diante dos presentes, Senger parabenizou a entidade e comemorou as 21 organizações da ATENS em universidades brasileiras

Superior do MEC, Jesualdo Pereira da Silva, e a apresentação da visão de carreira no pleno do Forgep. “Conseguimos passar nosso recado e mostrar que o PCCTAE é prejudicial, deixou de ser uma ferramenta de gestão e está obsoleto. Por isso precisamos trabalhar em um plano de carreira que dê perspectivas de crescimento e remuneração para os NS de forma que não evadam e ainda colaborem para o desenvolvimento da universidade”, afirmou Senger.

Além do aspecto salarial, o advogado convidado Giovani Bortolini ressaltou que a transformação da ATENS/UFRGS em seção sindical é importante porque dá mais força aos pleitos dos NS, pois ela fará a representação de fato e de direito diante de um processo administrativo fazendo com que diferentes questões sejam tratadas de um ponto de vista institucional e coletivo dando mais força ao pleito – o que pode gerar efeitos sobre todos os NS.

ATENS/UFSM TEM DUAS REPRESENTANTES NA COMISSÃO PRÉ-ESTATUINTE Gléce Cóser, da Pró-reitoria de Extensão, e Diana Sampaio, da Pró-reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, integram a comissão que já organizou debate aberto sobre o estatuto da UFSM

A

ATENS/UFSM está participando ativamente da Comissão Pré-Estatuinte, que é formada por representantes dos docentes, dos estudantes e dos técnico-administrativos. A partir das intervenções de Gléce Cóser defendendo uma representação igualitária para todas as seções sindicais de servidores, e com a aprovação da metodologia da Estatuinte pelo Conselho Universitário (CONSU), a ATENS/UFSM agora está representada por dois filiados. Além de Gléce, ficou decidido em reunião da direção da ATENS/UFSM no dia 27 de outubro, que Diana Sampaio, lotada na Pró-reitoria de PósGraduação e Pesquisa, assumirá a nova

vaga nas discussões da Pré-Estatuinte. A comissão é composta por 30 membros, 10 de cada categoria, e entre suas atribuições estão a mobilização da comunidade, a organização de conferências gerais sobre as diferentes concepções de universidade e a condução dos processos eleitorais dos delegados. Em dezembro o Espaço Multiuso no campus da UFSM foi palco da conferência sobre o estatuto da universidade. O evento reuniu o ex-reitor Tabajara Gaúcho da Costa e o professor do departamento de Filosofia da UFSM, Albertinho Luiz Gallina, para as palestras antes do debate, que contou com cerca de 70 presentes.

Foto: Luísa Kanaan

Gléce é a secretária da comissão e Diana (de pé) integra a subcomissão de comunicação. Ambas estiveram na primeira conferência da Estatuinte e pediram mobilização de todos os setores


DEZEMBRO/2015 E JANEIRO/2016 | 7

SEÇÃO SINDICAL DOS TÉCNICOS DE NÍVEL SUPERIOR DA UFSM

VIAGEM

INSCRIÇÕES ABERTAS PARA INTERCÂMBIO PROFISSIONAL IBrasil recebe, até 14 de fevereiro, candidaturas de ocupantes de cargos técnicos para trabalho de um mês em uma universidade da União Europeia

S

e você sonha em fazer um intercâmbio no exterior mas acha que não é mais possível já que ocupa um cargo técnico, repense. É que estão abertas até dia 14 de fevereiro as candidaturas de staff (integrantes da equipe administrativa) do IBrasil – organização composta por 11 Instituições de Ensino Superior brasileiras e 9 europeias de diferentes países que busca a colaboração entre as mesmas. Para se candidatar é preciso, preferencialmente, integrar uma equipe da área de tecnologia/engenharia (como as engenharias mecânica, civil, química, elétrica, TI, entre outras). O staff brasileiro passará um mês trabalhando na mesma área que trabalhava no Brasil só que na universidade escolhida. Os apoios financeiros para o período são bolsa de 2.500 euros, segurosaúde e despesas de viagem pagas. Entre os critérios de eleição ainda estão ter um projeto de trabalho, participar de atividades de pesquisa, ter um projeto de pesquisa, ter experiência na sua área e competências linguísticas (como saber a língua do país anfitrião ou inglês). Para participar é preciso ter nacionalidade brasileira, não ter residido no exterior por mais de 12 meses nos cinco anos anteriores e não ter sido beneficiado com a mobilidade Erasmus. O objetivo desse tipo de intercâmbio (que ainda oferece bolsas para professores, doutorandos e graduandos) é promover maior colaboração e promoção de programas conjuntos entre as universidades par-

Imagem Divulgação Ibrasil

ticipantes e formar professores, técnicos e estudantes qualificados e inovadores.

Experiência luso-brasileira O especialista em informática da Universidade do Porto (Uporto), José Luís Ramos, 40 anos, cruzou o atlântico para viver a experiência de morar no Brasil através do programa de intercâmbio do Ibrasil este ano. Entre 27 de setembro e 27 de outubro, o português este-ve trabalhando no Centro de Processamento de Dados (CPD) da UFSM, mesma área em que já estava lotado na Uporto. Ele desenvolveu no CPD um trabalho de definição e sugestão de processos/procedimentos relacionados à "Automatização do Processo de Licenciamento de Software Agregado". “Logo após minha chegada fiz uma

apresentação sobre ferramentas e sistemas utilizados na Universidade do Porto, nomeadamente o Sigarra (Sistema de Informação para Gestão Agregada dos Recursos e dos Registos Académicos). Assim, eu trouxe para cá conhecimento utilizado na minha instituição de origem e conheci os que são usados aqui. Não há disparidade métodos de trabalho, apenas algumas questões burocráticas”, conta Ramos. Sobre os trâmites para o intercâmbio profissional, o português revela que não houve problemas na reunião dos documentos. “Há tudo na plataforma do IBrasil, é simples. A documentação é que precisa ser buscada com antecedência pois é necessário os superiores diretos indicarem a função que eu exercia, as tarefas e um pequeno resumo”, explica Ramos. Durante os 30 dias no Brasil, ele conta que foi muito bem recebido e teve apoio da Secretaria de Apoio Internacional (SAI) e da Pró-reitoria de Gestão de Pessoas (Progep), mas principalmente dos colegas de setor. “A secretária executiva da SAI, Cristina Amoretti, e Neiva Cantarelli da Progep, prestaram-me todo o apoio prévio para vir para cá e Ivan Hoffman e sua família fizeram a minha integração decorrer da melhor maneira possível, pois fiquei alojado em sua casa. Ele e sua família apresentaram a cidade e a região e tive até churrasco de despedida. O que custou adaptar mesmo foi a saudade dos meus filhos de 6 e 4 anos que ficaram no Porto”, revela Ramos.

Foto Arquivo Pessoal

Confira as universidades que participam do programa: 1. Université de Lille – Coordinator (France) 2. Universidade do Porto (Portugal) 3. University of Patras (Greece) 4. University of Babes Bolyai (Romania) 5. Hochschule Darmstadt (Germany) 6. Università degli Studi di Roma « Tor Vergata » (Italy) 7. University of Zilina (Slovakia) 8. Université du Luxembourg (Luxembourg) 9. Universidad de Castilla-La Mancha (Spain)

Para mais informações sobre o Ibrasil: O especialista em informática da Universidade do Porto, em Portugal, José Ramos (com a caneca na mão) conta que foi muito bem recebido no Brasil e aprovou a experiência. A despedida do português teve até churrasco.

www.ibrasilmundus.eu ibrasil@univ-lille3.fr Prazo para candidaturas: até 14 de fevereiro


8 | DEZEMBRO/2015 E JANEIRO/2016

SEÇÃO SINDICAL DOS TÉCNICOS DE NÍVEL SUPERIOR DA UFSM

ASSESSORIA JURÍDICA

PARA FICAR POR DENTRO DA LEI Saiba um pouco mais sobre o Escritório Bortolini Advogados e como funcionam os atendimentos da assessoria jurídica da empresa para a ATENS/UFSM

P

arceiro da ATENS/UFSM desde sua transformação em Seção Sindical, em 2013, o Escritório Bortolini Advogados Associados é o responsável pela consultoria e assessoria jurídica da entidade e de seus filiados, em ações individuais e coletivas em prol da categoria. Sempre atuante na área da Adminis-

tração Pública, o escritório é especializado no Direito Administrativo e em seu trabalho junto a ATENS/UFSM busca principalmente defesa dos servidores públicos, no que tange ao regime jurídico estatutário e seus direitos, desde o ingresso do mesmo até sua aposentadoria ou exoneração. O escritório, que também está ligado a

ATENS/UFRGS, trabalha ainda com todos os temas de Direito Administrativo, como licitações públicas, ações de improbidade administrativa, desapropriações e ações indenizatórias contra a Administração, além de contar com o trabalho de advogados especializados nas áreas do Direito do Consumidor, de Família e Sucessões e dos Contratos.

Conheça como funciona o atendimento e as dúvidas mais frequêntes dos filiados na entrevista a seguir. Como acontecem os atendimentos aos filiados da ATENS/UFSM? Os atendimentos têm sido agendados pelos próprios interessados junto à secretaria da ATENS/UFSM – Seção Sindical ou do Escritório. Os atendimentos são concetrados em um dia da semana (normalmente na quinta-feira) e são realizados diretamente na sede da ATENS, para conciliar os mesmos com a rotina do servidor. Excepcionalmente, são realizados no escritório, que fica próximo ao Fórum. Na primeira consulta, os advogados irão questionar o servidor sobre sua demanda e darão os encaminhamentos necessários, seja solicitando novos documentos para estudo do caso ou mesmo orientando o servidor a buscar a proteção judicial de seus direitos. Tudo depende do caso, não há uma regra única. Quais são os assuntos mais questionados? Varia de acordo com o momento político e administrativo nacional. Atualmente, os assuntos questionados de modo mais frequente são: regras de transição de aposentadoria voluntária; aposentadoria especial e conversão; pagamentos administrativos de atrasados que não são realizados; e suspensão do adicional de insalubridade em caso de afastamentos por licenças remuneradas. Como o escritório tem orientado os servidores nestes temas? Analisamos individualmente o caso do servidor e damos o encaminhamento devido. Como temos percebido a frequência destes temas e sua importância aos servidores, estamos produzindo alguns documentos de orientações gerais para os filiados, os quais serão enviados aos mesmos nos próximos meses através do e-mail cadastrado junto à Seção Sindical e também disponibilizados no site do escritório e da entidade. Este material alertará os servidores para algumas informações relevantes sobre seus direitos, para que possam optar por protegê-los judicialmente ou não.

AGENDE UM HORÁRIO Para buscar o apoio jurídico da ATENS/UFSM, agende um horário junto da secretaria (3220-8112) ou entre em contato diretamente com o escritório pelo telefone (55) 3028-1128 ou pelo e-mail contatosm@bortoliniadvogados.a dv.br e ainda presencialmente na Alameda Santiago do Chile, nº 115, salas 402-403.

Os atendimentos são apenas para processos judiciais ou também podem abordar pedidos administrativos? As consultas não precisam resultar em processos judiciais. Normalmente, o que tem ocorrido são atendimentos consultivos que são finalizados com pedidos administrativos bem sucedidos. Hoje as IES, assim como outras entidades federais, possuem procuradores capacitados nos mais variados temas do regime jurídico estatutário, o que permite que a própria Administração reveja seus atos para reconhecer os direitos pleiteados. Logo, a esfera administrativa torna-se tão importante quanto a judicial, sendo importante que o servidor procure a assessoria jurídica da Seção Sindical antes mesmo de realizar seu primeiro pedido. Qual a importância dos servidores buscarem informações sobre seus casos antes de tomarem decisões sobre sua vida funcional? É muito significativa, pois algumas decisões implicam na renúncia a certos direitos ou podem implicar em processos administrativos futuros. Exemplo recente na UFSM tem sido o caso de servidores que pediram a conversão da licença-prêmio em tempo de contribuição para adiantar o recebimento do abono de permanência por alguns meses, sendo que poderia ter sido postulado judicialmente pela conversão em pecúnia, no equivalente de quantas remunerações fossem os meses de licença. Para o Judiciário, o servidor que fez esta opção não pode mais renunciá-la, de forma que muitos foram prejudicados. Atualmente, com o grande número de informações disponíveis sobre as orientações normativas do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão às entidades federais, é possível que o advogado consiga antever e apurar as consequências positivas e negativas de diversas decisões, como o pedido de licenças, aposentadorias ou mesmo uma redistribuição. Assim, estas consultas anteriores são realmente importantes.

Profile for Atens

Informativo ATENS/UFSM - Dezembro/2015-Janeiro/2016  

Informativo ATENS/UFSM - Dezembro/2015-Janeiro/2016  

Advertisement