Issuu on Google+

INTRODUÇÃO O projeto apresenta e aborda educação e conscientização ambiental nas escolas, com a intenção de contribuir na formação de alunos do ensino fundamental e médio, a partir da construção de valores sociais e comportamentais em relação ao meio ambiente. O Objetivo será trabalhar e demonstrar através de atividades educativas (oficinas, dinâmicas,

brincadeiras,

teatro,

palestras,

feira

ecológica

e

gincanas),

comportamentos assertivos e conscientização ambiental. Proporcionar um espaço para construção e aprendizagem a cerca do tema. Acreditar na capacidade de mudança destes alunos frente ao meio ambiente e esperar que os mesmos desenvolvam

novas

idéias,

atitudes,

se

tornem

cidadãos

responsáveis,

comprometidos, que pratiquem os novos comportamentos aprendidos, e ainda possam ser exemplos e multiplicadores desta ação, o que deixa o meio ambiente um pouco mais favorecido e equilibrado. O trabalho do projeto EDUCAE, espera ajudar estes alunos a refletir, estudar e aprender novas condutas e posicionamentos de forma responsável frente ao meio ambiente. “Todos têm direito ao meio ambiente ecologicamente equilibrado, bem de uso comum do povo e essencial à sadia qualidade de vida, impondo-se ao poder público e à coletividade o dever de defendê-lo e preservá-lo para as presentes e futuras gerações”. (CONSTITUIÇÃO FEDERAL, Art 225)

JUSTIFICATIVA A Educação Ambiental é nos dias atuais o principal meio de sensibilização, expressão e mobilização, que conduz a uma análise crítica de novos valores e atitudes. Essa consciência leva a novos padrões éticos a serem construídos e vivenciados individualmente e coletivamente. As secretarias de educação de todo o país, coloca como diretriz, que o ensino de temas de cunho ambiental precisa ser interdisciplinar. Na maioria das vezes o recurso instrucional usado é o livro didático, que nem sempre trata bem da


interdisciplinaridade e da realidade da situação. Todos os professores de todas AS disciplinas precisam envolver o tema ambiental em sua grade curricular. Porém encontram dificuldade de aprofundar o conhecimento por não ter especializações para os temas propostos. Diante dessa realidade, o projeto EDUCAE vem contribuir com informação de qualidade e aprofundamentos necessários para os alunos.

OBJETIVO GERAL Preparar futuros cidadãos com conhecimento, atitudes e interesse nas questões ambientais do nosso planeta que contribuam em uma sociedade voltada para a questão da saúde e bem estar de cada um.

OBJETIVO ESPECÍFICO Por ser o espaço de início e seqüência do processo de socialização da criança e adolescente, o que nela se faz se diz e se valoriza representa um exemplo daquilo que a sociedade deseja e aprova. Implantar um sistema de educação voltado para o comportamento ambientalmente correto deve ser aprendido na prática, no cotidiano da vida escolar. Conscientizar os alunos desde o inicio do seu processo escolar até sua formação quanto às formas adequadas a tratar as questões ambientais provenientes das ações humanas diárias e que estes sejam futuros multiplicadores. Criar um grupo de profissionais conhecedores dos assuntos a serem tratados e implantar mensalmente, como carga horária extra curricular, algum tipo de ação que aprimore o conhecimento e a importância do meio ambiente para nossa saúde e bem estar social.

PÚBLICO ALVO O proposto trabalho busca um desenvolvimento cognitivo voltado para o meio ambiente dos alunos do ensino fundamental e médio. No projeto participaram discentes oriundos de escolas públicas e particulares de Belo Horizonte. Caso, alguns alunos tenham restrições a participarem de algumas atividades do projeto


como restrições físicas, psíquicas e motoras haverá outras formas para esses discentes realizarem atividades em conjunto da sua turma.

RESULTADOS DESEJADOS A implementação do Projeto EDUCAE em Instituições de Ensino ajudará a desenvolver por meios de processos educativos, a construção de novos valores sociais, novos conhecimentos, habilidades e atitudes para a conservação do nosso bem comum, o Meio Ambiente. Comportamentos ambientalmente corretos devem ser aprendidos na prática, no cotidiano da vida escolar, contribuindo para a formação de cidadãos responsáveis, que criem hábitos de vida sustentáveis e possam passar para outras gerações, tanto um meio ambiente equilibrado, quanto seus próprios aprendizados de despertar a consciência.

METODOLOGIA Estratégia do projeto Para maior êxito do projeto, foi elaborada uma estratégia de trabalho com base em duas pesquisas. Para a primeira pesquisa, foi formulada uma pergunta com o objetivo de levantar as formas que mais agradam aos alunos para serem aplicadas aos temas propostos pelo projeto. Para a segunda pesquisa, foi elaborado um questionário para serem respondido pela coordenação da escola. As perguntas irão pontuar o envolvimento da escola com as questões ambientais bem como o que acontece com a comunidade vizinha. Dessa maneira o projeto foca a satisfação de seu público, onde as metodologias aplicadas vão de interesse do aluno e da escola. Com isso a dedicação do público alvo para com o projeto ficará mais segura e com a possibilidade de maior êxito. Necessariamente as perguntas serão feitas no formato de entrevista, podendo assim, o entrevistador conduzir melhor o propósito da(s) pergunta(s) que não forem bem interpretadas. Para a pergunta direcionada aos alunos, será registrado uma ou mais respostas, a série em curso, idade, turno e tipo de escola (público ou privada).


Com base nessa estratégia, o projeto será dinâmico e atenderá a escola e seus alunos de acordo com uma análise preliminar. A metodologia do projeto terá um formato e serão moldados em detalhes de acordo com os estudos das pesquisas apresentadas. Apesar do projeto ser dinâmico e adaptável, a metodologia ditará o caminho a ser seguido para que o andamento não saia do controle e não se perca o foco. Pergunta para entrevista com alunos do ensino fundamental e médio. - Que maneira você acha mais agradável receber um conhecimento sobre meio ambiente, em especial sobre resíduos (lixo)? Questionário para entrevista com coordenação da escola. 1- A escola conhece a realidade do entorno? 2- Existe unidade de coleta seletiva próxima a escola? 3- Se existe, é utilizado corretamente? 4- Existem alunos com risco de contaminação por lixo? 5- A Escola tem noção do nível de conhecimento dos alunos em relação ao meio ambiente? 6- Os alunos sabem definir o conceito de lixo? 7- A escola trabalha com o tema “Meio ambiente” em especial o lixo de forma multidisciplinar? 8- A escola já fez algum projeto de coleta seletiva envolvendo os alunos? 9- A escola já fez algum projeto de compostagem orgânica? 10- Há conhecimento na escola que existem catadores de material reciclado na comunidade? 11- Se houver uma proposta de coleta seletiva para papel, plástico e orgânico, existe disponibilidade por parte da escola para executar? 12- Existe interesse dos professores para formação dentro do contexto do projeto?


13- O que a escola entende por meio ambiente? 14- Quais os problemas com o lixo dentro da escola? 15- A escola utiliza frente e verso dos papeis? 16- Utiliza papeis como rascunho? 17- Há desperdício de papel? 18- Utilizam papel reciclado? 19- Se não, já pensaram em utilizar? 20- Se não, quais são os motivos? 21- Há sobra de alimentos da merenda? 22- Se há, por que? 23- Existe o cuidado de aproveitar as cascas, talos, entre outros na produção dos alimentos para a merenda? 24- A escola possui algum projeto de horta? 25- Se não. Já pensaram em criar? 26- O que se faz com as sobras dos alimentos?

Procedimento de trabalho A procedimento de trabalho do projeto será desenvolvido com base nos questionários citados na estratégia. Serão trabalhados oito temas com quatro faixas de níveis escolares de alunos do ensino fundamental e médio, sendo uma metodologia para cada faixa. Para atender a diversidade e interesse das faixas escolares facilitando o entendimento dos temas, foram definidos os seguintes métodos: Teatro, dinâmica de grupo, gincana, feira ecológica, oficinas, palestras, brincadeiras ... Os sub-temas para desenvolvimento do projeto são:


• Os 4 Rs; • Reciclagem de papel; • Composto orgânico; • Lixo e consumismo; • Aterro sanitário, aterro controlado e lixão; • O problema nas grandes metrópoles • Classificação dos resíduos • Tratamento de resíduos Cada tema será trabalhado em uma data no mês, sendo Março, Abril, Maio, Junho, Agosto, Setembro, Outubro e Novembro. Para cada método utilizado, será definido o tempo, o limite de alunos por atendimento, o local e a infra-estrutura necessária.

RECURSOS Os recursos do projeto não serão apresentados nesse momento por depender da quantidade de alunos que estudam. Pois para todas as atividades desenvolvidas, a quantidade de alunos determinará os custos de materiais e elementos operacionais. Foi organizado em grupos de recursos para facilitar o levantamento de valores quando for apresentar a proposta a uma determinada escola. • Operacionalização para profissionais educadores; • Materiais para apoio educativo • Equipamentos • Ferramentas


CRONOGRAMA Faixa Escolar- 1º ao 3º ens. fundamental Atividades março abril maio junho agosto setembro outubro novembro 4R’s Reciclagem de papel Composto orgânico Lixo e consumismo Aterro sanitário, aterro controlado e lixão problema nas grandes metrópoles Classificação dos resíduos Tratamento de resíduos

Faixa Escolar- 4º ao 6º ens. fundamental Atividades 4R’s Reciclagem de papel Composto orgânico Lixo e consumismo Aterro sanitário, aterro controlado e lixão problema nas grandes metrópoles Classificação dos resíduos

março abril maio junho agosto setembro outubro novembro


Tratamento de resíduos

Faixa Escolar- 7° ao 9° ens. fundamental Atividades março abril maio junho agosto setembro outubro novembro 4R’s Reciclagem de papel Composto orgânico Lixo e consumismo Aterro sanitário, aterro controlado e lixão problema nas grandes metrópoles Classificação dos resíduos Tratamento de resíduos

Faixa Escolar- 1º ao 3º ensino médio Atividades março abril maio junho agosto setembro outubro novembro 4R’s Reciclagem de papel Composto orgânico Lixo e consumismo Aterro sanitário, aterro controlado e lixão problema nas grandes metrópoles Classificação dos resíduos


Projeto Educae