Issuu on Google+

Ano 8 – Número 60 – AGOSTO de 2013

Nossa Voz Distribuição Gratuita

In f or m at i v o

SERVIÇO VOLUNTÁRIO Boa vontade e comprometimento que fazem a diferença Página 4

Agosto de 2013

01 1


Nossa Mensagem Querido benfeitor,

amada. Quando o pai não cumpre com seu papel, uma lacuna enorme é formada. Por isso, se você é pai, não perca tempo para amar seu filho, mesmo que esteja crescido. Aproveite cada minuto que a vida lhe oferece para estar ao lado de quem você ama e construa lembranças boas. Sempre é tempo! Todo pai tem a bonita forma de concretizar sua verdadeira existência humana por meio de sua família. Quando os filhos fraquejam, o pai precisa ser a mão forte, a disponibilidade imediata para dar de si mesmo a eles. Basta olhar para o exemplo de São José, que foi um homem justo, honesto e temente a Deus, e lembrar que Deus também confiou uma missão a cada pai. E aos que, além de serem pais, abraçaram conosco a missão do IMSJT (Instituto Meninos de São Judas Tadeu), tornando-se “pais benfeitores”, recebam nosso agradecimento. Desejo, em nome de todos os nossos atendidos, que vivam intensamente a paternidade e a prática de solidariedade em sua mais autêntica acepção. Feliz Dia dos Pais, a todos os pais! Com meu respeito e minha admiração!

Tempos de mudanças (parte 4)

No ano de 1989, pe. Mauro Jungklaus,scj (1916-1999), como diretor da instituição, introduziu os cursos profissionalizantes de marcenaria, hotelaria e office boy para todos os internos que completavam 14 anos. As oficinas aconteciam fora do IMSJT (Instituto Meninos de São Judas Tadeu) por meio de parcerias. Além disso, iniciou-se a pré-escola para os meninos de seis e sete anos. Iniciativa esta que contou com o apoio das Irmãs da Divina Providência. Padre Lorival João Back, scj é dehoniano da Congregação dos Padres do Sagrado Coração de Jesus, gaúcho de Crissiumal décimo filho e de Albrecht e Casilda Back. É especialista em Psicopedago atuou em comunidade gia e sempre s de vulneração social. Dedicou os primeiros anos de seu sacerdócio na região Alegre do Pindaré missionária Alto (MA). Depois, na Paróquia trabalhou São José de Americanóp em São Paulo olis, (SP), onde foi pároco por seis anos, e na coordenação das pastorais sociais da Diocese de Santo Amaro Desde 2005 é diretor do Instituto (SP). de São Judas Meninos Tadeu. Neste livro, quis registrar com transparênci ele históricos e a bela experiência a os fatos de Deus testemunhad do amor pessoas generosas. a na vida de tantas

Nossa miss

ão

Acolher, amparar e situação de educar crianças risco e de alcancem vulnerabilidade , adolescentes e jovens em o pleno exercíci pessoal e social, a responsabilidad o de sua cidadan ia e despert fim de que e social e em-se a solidari edade humana para a .

“Do lado

Nossa míst ica Amor restaur

Terêzia Dias, nascida em Belo Horizonte (MG) em 1951, é jornalista, a primeira dos seis filhos de Dimas e Célia da Silva Dias e mãe de dois filhos. Trabalha muitos anos há na imprensa católica, tendo atuado na revista revista IRaoPovo Família Cristã, na e, mais recentement como redatora e, do departament comunicação o de do São Judas Tadeu. Instituto Meninos de Ao escrever em parceria esse livro com o pe. João Back, ela pretendeu, sobretudo, mostrar bondade e a união das pessoas como a construir uma podem sociedade mais humana e solidária. justa,

aberto de

(Padre Dehon

Cristo na

– fundador

Amor Gratuidade Solidariedade Fraternidade

ador

cruz, nasce

da Congrega

o

ção dos Padreshomem de coração do Sagrado novo” Coração de Jesus).

Nossos valo res Integridade Bondade Acolhida

Responsabilidad Sinceridade e Generosidade Cidadania

“Esta história d décadas, regad tantas lágrimas do e iluminad a por sorrisos vitoriosom por si mesma. Cont autores, pe. Loriva Back e Terêzia Dias, palavras e nomes às p e aos fatos, aos sentim e aos atos. E aqui está, resultado, um lindo li Padre Mariano Weizenmann,scj

Terêzia Padre Lorival Dias João Back, scj

Conheça mais lendo o livro: “Uma história de amor e doação”

Uma histó ria de amo r e doação

No mês passado a presença do papa Francisco no Brasil, com sua jovialidade, sua simplicidade e seu amor, e as cenas de milhares de jovens reunidos, partilhando o Cristo que vive em nós com pessoas de todo o mundo, deixaram marcas indeléveis em meu coração. Creio que também deixaram uma bonita impressão a muita gente, na vida da Igreja e na do país. Todo encontro gera responsabilidade, e neste não foi distinto. Sementes do desejo de fazer a diferença no mundo foram lançadas. Tudo foi incrível. Deixará saudades! Recordo da letra de uma música, que diz: “só se tem saudade do que é bom!”. Essa é uma expressão autêntica, pois não conheço ninguém que tenha predileção e saudade da dor, do sofrimento, mas sim de tudo o que deixa marcas positivas. Com tal expressão, nesse mês de agosto, pensemos sobre a importância do papel paterno. Todo pai precisa cultivar a vida do filho com bons ensinamentos, plantando saudades para o futuro de momentos agradáveis juntos. A primeira riqueza que o filho identifica quando vem ao mundo são a segurança e o afeto dos pais. É no cuidado e no vínculo paternos e maternos que a criança sente que é

Nossa Historia

Capa-A_Histori

a_do_IMSJT-04

.indd 1

Padre Lorival João Back,scj Diretor do IMSJT

EXPEDIENTE Diretor Pe. Lorival João Back,scj Jornalistas Responsáveis Elisângela Borges – MTb 51.973 Bruno Lourenço – MTb 62.799 Designer gráfico Eder Santos Impressão Jetgrafia – Gráfica e Serviços Tiragem 17.000

120

Fale conosco: Envie sugestões, opiniões, dicas para: imprensa@imsjt.org.br www.imsjt.org.br Para doações: Bradesco - ag. 2818-5 | c/c 11.000-0 Itaú - ag. 0150 | c/c 73.410-1 Instituto Meninos de São Judas Tadeu Associação Dehoniana Brasil Meridional Av. Itacira, 2801 – CEP.: 04061-003 Planalto Paulista – São Paulo (SP) (11) 5586-8666

Agosto de 2013

Terêzia Padre Loriva Dias l João Back,

scj

“O Instituto Meninos d São Judas Tadeu singular, entre é um oá outros, qu restaura a vida das adolescentes criança na cidade de e jovens São Paulo. Ele nasceu e vive como fruto da vida Congregação e da ação da dos Sagrado Coração Padres do de Jesus – Dehonianos, que faz pelas crianças, adolescen tes e jovens o que pela sociedad lhes é negado e e pelo Estado.” Dom Tomé Ferreira da Silva

15/02/2012

IMSJT nas redes:

Twitter: www.twitter.com/imsjt Facebook: www.facebook.com/imsjt.digital YouTube: www.youtube.com/imsjtdigital

Convênios:

Congregação dos Padres do Sagrado Coração de Jesus

Todos os direitos reservados. Permitida a reprodução desde que mencionado a fonte. As matérias assinadas são de responsabilidade de seus autores.

MISSAS E ATENDIMENTO RELIGIOSO Missas: • Segunda a sexta-feira, às 10h • Sábado, às 10h e 17h • Domingo, às 10h, 12h e 17h30 • Dia 21 – missa em memória de pe. Gregório, às 10h • Dia 28 – missa em honra a São Judas Tadeu, às 10h, 14h30, 17h e 20h Adoração: • Quarta-feira, às 19h e missa às 20h • Sexta-feira e sábado, das 9h às 10h Bênçãos e confissões: • Diariamente, das 10h às 18h Batizados e Casamentos: • Informações na recepção do IMSJT ou pelo telefone (11) 5586-8666.

13:34:


Nossa Espiritualidade

Deus procura corações disponíveis

Olhando ao redor, todos nós percebemos com certa facilidade que o mundo não deve continuar do jeito que está. Somos cotidianamente incomodados pelas dores da realidade. Não se trata de um reducionismo negativo, como se só existissem dores no mundo e na vida. De fato, não é assim! Mas elas, as dores, existem, e não se pode negar! E toda dor incomoda. Em certos casos, em que o coração é mais sensível ao drama da vida, o sentimento é de mal-estar: o que fazer para que passe? É preciso fazer alguma coisa. Todos nós, não só devido ao que dói, mas por conta dos altos ideais plantados em nós desde a criação, nossa utopia, temos no coração o desejo de que aconteça uma verdadeira transformação da realidade. E, já que estamos no mundo, sabemos nomear o que precisa ser diferente: queremos uma sociedade transformada, com mais justiça, mais amor, mais verdade, mais fraternidade, mais honestidade, mais amizade, menos violência, menos hipocrisia, muito menos indiferença e desigualdade, enfim, mais Deus no coração.

E foi justamente por isso que Jesus Cristo veio ao mundo, para promover esta transformação e ensinar como continuá-la. Como um Filho enviado, viveu e pregou a Boa Nova: com todo o seu amor, mostrou que aquele Deus único e verdadeiro era seu Pai e Pai-Nosso, que cuida de todos os seus filhos e filhas, ama-os e os quer vivendo como irmãos e irmãs. E mais: pediu a todos os seus seguidores que transformassem o mundo num Reino de Deus. Portanto, todos nós somos convidados a fazer parte desse Reino e convocados a trabalhar por ele. Você também é convidado a fazer algo. Podem, a partir daí, surgir alguns questionamentos: De que forma? Como? Onde? É aí que entra aquela palavra tão perturbadora: VOCAÇÃO. E é bom que tenha mesmo este tom, pois se trata de um CHAMADO DE DEUS que desinstala a pessoa e a provoca a desempenhar uma MISSÃO em favor da humanidade. O mais interessante é que diante desse chamado ninguém consegue ficar parado. O coração é impelido a responder. E, de fato, todos nós devemos dar uma RESPOSTA, pois, afinal, não somos nós que escolhemos nossa vocação. É Deus que nos chama. E só seremos felizes se descobrirmos e seguirmos sua vontade. A maioria das pessoas desempenha sua missão no MATRIMÔNIO, buscando “santificar os bens deste mundo”. Outros, porém, são “escolhidos a dedo” por Deus, que os consagra e os envia a trabalhar em “sua vinha” a serviço da humanidade e testemunhar o Reino. São os SACERDOTES, os RELIGIOSOS e as RELIGIOSAS. Contudo, não esqueça: é Deus quem chama. E só há plena felicidade quando se responde a seu chamado.

de várias da por oloridas muitos os, fala tudo, os al João , deram pessoas mentos , como ivro!”

de ásis ue as,

o

Então... Qual é a vocação a que você está sendo chamado? Sua felicidade depende da resposta que der a Deus. É hora de PARAR, PENSAR e REZAR por sua vocação. Deus procura “voluntários” para seu serviço. É dele que nos vem a pro-Vocação: “Ide e fazei discípulos entre todas as nações” (Mt 28,19). Vai deixar de responder? Pense nisso! Quer discernir sua vocação junto ao Coração do Mestre? Conte conosco! www.dehonianos.org.br vocacionalbsp@dehonianos.org.br TREVO - SP: (11) 5594-0399

Padre Nelber Rodrigues, scj é dehoniano da Congregação dos Padres do Sagrado Coração de Jesus e reitor do Postulantado São Judas Tadeu, em Terra Boa (PR).

Agosto de 2013

Divulgação

:24

01 3


Noss0 Voluntario

Trabalho de solidariedade A busca por uma sociedade melhor nunca esteve tão em voga como atualmente. No entanto, para que essa realidade seja concretizada é inevitável a participação de todas as pessoas na busca por fazer a diferença no mundo, pensando um pouco mais no próximo, assim como o Fábio Gastaldi. Seus pais, Márcia Cristina Dias Gastaldi e Haroldo José Brandão Gastaldi, começaram a frequentar o IMSJT (Instituto Meninos de São Judas Tadeu) 35 anos atrás, e desde pequeno Fábio e seus irmãos conheceram a obra social. Em 2011, Fábio entrou para o grupo de voluntários quando surgiu a necessidade de se produzir um vídeo institucional do IMSJT. De prontidão, Márcia disse que a família doaria esse material e, assim, Fábio assumiu a responsabilidade. Ele é diretor da produtora de vídeos Jabuticaba Filmes. “Por sempre frequentar e conhecer o Instituto, conhecer sua causa e ver os benefícios gerados para as crianças, nasceu em mim a vontade de fazer parte dessa grande história”, destaca. Segundo Gastaldi, é gratificante praticar o bem e saber que alguém de alguma maneira é beneficiado com seu trabalho. Ele é formado em Rádio e TV pela Faculdade Rio Branco, e há 12 anos vem demonstrando grande conhecimento e habilidade na área. Seu sonho era ser engenheiro agrônomo, porém, aos 15 anos, quando começou a frenquentar a produtora, que

Para o paulista que ama viajar, de preferência para o interior, por causa do contato com a natureza e com os animais, o trabalho voluntário o deixa muito feliz. “Acho que sempre arrumamos um tempo quando queremos. Se tenho tempo para trabalhar, passear e me divertir, também tenho tempo para o voluntariado”. Fábio ainda ressalta que no trabalho voluntário as pessoas não fazem somente o bem para o próximo, mas também para si mesmas. Além do vídeo institucional, que é um trabalho caro, mas que foi totalmente doado pela família, Fábio exerce seu trabalho voluntariamente realizando vários outras edições de imagens do IMSJT. “Fazer o vídeo institucional foi uma enorme satisfação, pois com isso eu pude conhecer mais do Instituto, ter um contato mais próximo com as crianças que frequentam o projeto e conhecer todas as unidades que não conhecia pessoalmente. É um imenso prazer receber o carinho e a alegria que essas crianças nos transmitem. Gosto muito de uma frase de Padre Gregório Westrupp, que diz: o amor de Deus não se distingue do amor ao próximo. Ou seja, faça o bem, ajude, seja um voluntário e estará amando como Deus te ama”, finaliza.

Família Gastaldi. Da esquerda para a direita: Fábio, sua mãe Márcia, seus irmãos Marcelo e Flávia, e seu pai Haroldo.

Arquivo pessoal

140

era de seu tio, nunca mais largou. “De lá pra cá, foi um caso de amor com essa profissão. Encaro o meu trabalho como uma diversão”, conta.

Agosto de 2013


Nosso Convidado

O esporte no desenvolvimento humano

Flavio Florido / UOL

Milton Cruz é bastante conhecido no meio esportivo. Ele é formado em Educação Física, é ex-jogador e atual consultor técnico do São Paulo Futebol Clube, e eventualmente atua como técnico interino do time. Toda a sua vida foi dedicada ao esporte, e é sobre a importância da atividade física que Milton conversou com a equipe do Informativo Nossa Voz.

Diante dos inúmeros afazeres do dia a dia, qual lugar o esporte deve ocupar na vida das pessoas? O esporte tem que ser número um na vida de qualquer pessoa. Todos devem sempre fazer esporte, se condicionar e cuidar da saúde. Além disso, você consegue ocupar a mente e exercitar um pouco.

Por meio do esporte, que valores podem ser trabalhados com crianças, adolescentes e jovens? O esporte ajuda o indivíduo a levar uma vida regrada e ter limites. A vida em grupo possibilita isso, e os esportes coletivos ajudam na formação das pessoas. Mas os esportes individuais também são importantes, porque ajudam na concentração.

Quais competências do desenvolvimento podem ser contempladas com a prática de esportes? Muitas crianças sonham em jogar futebol profissioCom o esporte, a pessoa consegue manter a boa for- nalmente. Você acredita que cada qual já nasce com ma e ter uma vida mais saudável. Acredito que isso seja o dom ou com treinos e esforços é possível chegar fundamental para uma vida mais tranquila. lá? O que diria a elas? Acho que no futebol você tem que nascer com o dom. Existem esportes específicos para cada fase Claro, você pode aprimorar, mas o dom é importante. O da vida? Acho que sim. Quando são mais jovens, as pessoas futebol não é como uma faculdade, que permite a você gostam de esportes coletivos. Porém, quando estão mais aprender e executar as coisas. É diferente, e acredito que, velhas, a tendência é pela procura dos esportes de me- no máximo, o jogador possa aprimorar a sua técnica. Eu nos contato, como natação e tênis. diria para nunca desistir dos sonhos e continuar persistindo. Quantas vezes na semana é necessário praticar? Competitividade é saudável no esporte? No mínimo três vezes por semana. Mas isso depende da condição de trabalho das pessoas. Com tempo, fica É claro. As pessoas têm que saber conviver com mais simples a prática do esporte. isso. Têm que saber perder e ganhar, porque isso faz parte da vida. É comum o uso da academia por grande parte das O Brasil, em junho, sediou a Copa das pessoas. É preciso levar em conta quais cuidados? É preciso ter atenção especial e procurar antes um mé- Confederações. Em 2014 sediará a Copa do Mundo e em 2016, as Olimpíadas. Como você analisa dico e professor que possa orientar. esses torneios esportivos como ferramenta de De que forma é possível estimular crianças a prati- desenvolvimento para o país e socialmente? Ajudam no desenvolvimento do país, porque têm car esportes? Desde pequeno, na escola, o indivíduo é estimulado a investimentos. Além disso, outros povos e cultupraticar e procurar esporte. Na infância, as pessoas esco- ras virão para cá, e isso é importante. Acredito que lhem o seu esporte favorito e, então, iniciam as atividades. muita coisa boa pode acontecer no país com esses eventos aqui. A integração entre as crianças é importante nessa fase.

Agosto de 2013

01 5


Dia dos Pais Às crianças que gostam de pintar: deem cor a esta bela cena.

Ilustração: Rebeca Venturini

Nossa Arte

Ser pai é ter um coração de infinito amor por seus filhos. Novos benfeitores também podem se cadastrar nesse espaço. Não perca tempo, contamos com você!

A grande novidade no site do IMSJT! Agora, os benfeitores da instituição possuem um espaço exclusivo para consultar doações realizadas, imprimir segunda via de boletos e alterar o próprio endereço. Basta acessar o site www.imsjt.org.br e clicar em “Espaço do benfeitor”. 160

Agosto de 2013 www.facebook.com/imsjt.digital

A ! D E JT P I IC IMS T R PA ÍLIA FAM


Nossas Noticias Eletropaulo fomenta projeto na Creche Padre Dehon No mês de junho, as professoras da Creche Padre Dehon/Núcleo Marisa iniciaram com as crianças e com os pais um projeto sobre a conscientização do uso inteligente e seguro da energia elétrica. Essa iniciativa foi proposta pela AES Eletropaulo para mostrar, através de pesquisas, o consumo, os hábitos, os acidentes, o desperdício e os problemas relacionados à energia elétrica no bairro. No final do projeto foi realizada uma exposição dos trabalhos desenvolvidos.

Passeio ao Museu da Casa Brasileira Em 22 de junho, os atendidos do NSE (Núcleo Socioeducativo Padre Gregório Westrupp) visitaram o MCB (Museu da Casa Brasileira), localizado numa das avenidas mais importantes da cidade de São Paulo, a Brigadeiro Faria Lima, que se dedica às questões da cultura material da casa brasileira. O passeio foi monitorado por uma profissional do museu, que esclareceu todas as curiosidades das crianças sobre a rica coleção de mobiliários, fotos e peças de decoração dos séculos XVII ao XXI.

NSE se apresenta na Câmara Municipal

Imaizumi / CMSP

Crianças e adolescentes do NSE (Núcleo Socioeducativo Padre Gregório Westrupp) fizeram apresentação de flautas na cerimônia de entrega do Prêmio Milton Santos, que ocorreu no dia 24 de junho na Câmara Municipal de São Paulo. A solenidade reuniu diversas pessoas para a premiação de projetos que promovem o desenvolvimento social no município.

Agosto de 2013

7 01


Dinamicidade no aprendizado Transcendendo a pedagogia de ensino formal, em 25 de junho, os pequeninos da Creche Padre Dehon/Núcleo Marisa aprenderam muito no passeio que fizeram à Sabina Escola Parque do Conhecimento, em Santo André (SP). Por meio da exploração da capacidade multidisciplinar, as crianças participaram das salas de interação com experimentos científicos, réplicas de dinossauros, pinguinário, aquário, e conhecerem as salas dos espelhos e das sombras. Para as crianças foi um momento lúdico, prazeroso e cheio de descobertas.

Nossa Dica

Conquis te

o háb ito de ler livros

“A hora de Deus” aborda de forma ampla e minuciosa a origem da crise em nossa existência. Entende-se ‘crise’ como ocasião de crescimento no plano humano. Fundamentada na ideia de que a crise é algo inerente, que é componente normal da vida humana, encontramos nesta obra subsídios suficientes para empreendermos um momento de luta, encarando a crise como uma situação de desenvolvimento, como aquilo que de fato provoca o ser humano a dar um passo adiante. “A hora da estrela” é um romance de narrativa filosófica que trata sobre temas como a inexistência humana, a vida e a morte. Ele é uma tentativa de entender os sentimentos, a alma e o coração. A protagonista, Macabéa, nos fascina e ao mesmo tempo nos aborrece e nos questiona sobre a miséria do ser humano. Clarice Lispector toca na ferida da solidão humana. Tenho certeza de que você se deliciará com o fim da 180 Agosto de 2013 história. Faz-nos ver a vida de modo diferente.

Boa leitura! Frater Crispim Teixeira Nascimento , scj é religioso da Congregação dos Padres do Sagrado Coração de Jesus e no IMSJT faz seu segundo ano de tirocínio.


Informativo - Agosto 2013