Page 1

Relatório Técnico Administrativo

2016


MESA DIRETORA DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO Sérgio Ciquera Rossi - Presidente Samuel Karasin - Vice-Presidente Valéria Maria dos Santos - 1ª Secretária CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO Abílio Licínio dos Santos Silva Adriano Roque Pontes Helena Aristides Pereira Maltez Filho Carlos Magno de Oliveira Gutemberg de Lima da Silva João Alfonso Jonas Frederico Santello José Roberto Santiago Gomes Luciano Romagnolli Nivaldo Campos Camargo Paulo Cesar Pereira Reinaldo Noboru Sato Silvana de Rose Thaís Helena Costa DIRETORIA EXECUTIVA Sérgio Luis Innocenzi Presidente

David Vieira da Costa 1º Vice-Presidente

Paulo Massaru Uesugui Sugiura 2º Vice-Presidente

Antônio Martins da Silva Neto 1º Tesoureiro

Eduardo Paravani 2º Tesoureiro

Sônia Regina Rocco 1º Secretário

Germano Fraga Lima 2º Secretário

MESA DIRETORA DO CONSELHO FISCAL Zilter Bonates Cunha - Presidente Pedro Issamu Tsuruda - Vice-Presidente Antônio Bento de Melo - 1º Secretário CONSELHO FISCAL Alexandre Teixeira Carsola Maurício Queiroz de Castro Victor Núncio Aprile DIRETORIA ADMINISTRATIVA Pascoal Marracini Diretoria Administrativa

CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO Alberto Adriano de Jesus Álvaro Liberal Neto Ana Maria Obranovich Rosa Antonio Mário Pinheiro Sobreira Antônio Salim Curiati Antônio Tadeu de Oliveira Augusto Banuis Casimiro Payá Piqueres Cláudio Antônio Plaschinsky Claudiomiro de Arruda Denizard Rabaneda Lopes Dilson Cláudio Pereira Ednéia de Fátima Marques Élcio Roberto Sarti Eliane Rodrigues Eliseu Dutra Rossi Elvira Stripp Bastos Emil Sabino Fernando Novaes Precendo Flavio Correa de Toledo Júnior Francisco José da Silva Guilherme Certain Dorsa Izilda Bezerra Matsui João Maurício Gonçalves Lima José Ângelo Gurzoni (in memoriam) José Lucas de Oliveira José Roberto Fernandes Leão Lucia Helena Certain Dorsa Luiz Antônio de Come Luiz Antônio Reis Marcelo do Amaral Arantes Marcelo Pereira Marcos Drausílio Mário Amato (in memoriam) Marisa Maldonato da Silva Mônica Liane de Melo Newton Dias Bastos Pedro Rogério Clemente Palomares Ricardo Gentil de Moraes Rosy Maria de Oliveira Leone Valdir Suzano Vitor Fernandes Cunha


Relatório Técnico Administrativo

2016


Editorial

É com imensa alegria que finalizamos mais um ano de trabalho, onde superamos todos os objetivos traçados para atendimento aos pacientes do SUS.

Nossas Unidades Avançadas de Radioterapia e Quimioterapia acompanharam o ritmo da Unidade Principal e alcançaram um excelente índice de atendimento aos pacientes residentes dos bairros Heliópolis, Imirim, Ipiranga e Santo Amaro na capital e nos municípios do Alto Tiête, Barueri, São Caetano do Sul, Santos e região. Neste ano lançamos o Movimento Move4Cancer, que tem como objetivo engajar a sociedade a realizar a prevenção primária contra diversos tipos de câncer, por meio de informação e adoção de hábitos saudáveis. Esse movimento é também uma forma de divulgar a qualidade e profissionalismo com que o Instituto de Câncer Dr. Arnaldo atende seus pacientes. O dia a dia do Instituto é conduzido por profissionais que se dedicam à causa e se empenham na busca de soluções para o desenvolvimento da saúde de nossos pacientes. Destacamos o trabalho incessante de nossos voluntários e do Grupo de Humanização, no apoio aos pacientes e aos colaboradores, na captação de recursos, no atendimento às famílias dos pacientes. Em mais um ciclo que se finda o Instituto de Câncer Dr. Arnaldo agradece o empenho e dedicação de todos os colaboradores, médicos e prestadores de serviço, voluntários da instituição, grupos de voluntários externos, doadores e parceiros, que são os pilares para a instituição continuar alcançando a excelência no tratamento ao paciente oncológico. Agradecemos também, ao apoio do Setor Público, sem o qual não teríamos possibilidade de manter as atividades de forma tão positiva. A todos, nosso muito obrigado! Diretoria Executiva

2


Introdução

A linguagem numérica dos relatórios não consegue contemplar, quase sempre, o impacto humano da contribuição pública do Instituto do Câncer Arnaldo Vieira de Carvalho, em São Paulo. Pode-se falar dos 370.366 exames realizados e das 5.016 cirurgias em 2016; ou das 95.752 consultas e das 4.998 internações, nesse mesmo ano. Mas, ainda assim, os números não contarão por si mesmos os sonhos, as esperanças e as individualidades envolvidas nesse trabalho. Nada mais correto do que realçar os contornos de uma história de belas consequências para a clínica médica e os estudos oncológicos no Brasil.

As raízes remontam ao início da década de 20. Doutor Arnaldo Augusto Vieira de Carvalho (1867-1920), então diretor da Faculdade de Medicina da Santa Casa de São Paulo, idealizou uma instituição para o estudo e o tratamento do câncer. Fundado em 1920, mas apenas em 1929, o hospital começou a funcionar, nove anos depois da morte de seu idealizador. Instituição filantrópica sem fins lucrativos, considerada de utilidade pública por decreto federal nº 1.146 de 13/10/1936, decreto estadual nº 10.794 de 09/08/2001; decreto municipal nº 7.995 de 20/02/1969; e Centro de Alta Complexidade em Oncologia/CACON pelo Ministério da Saúde. O Instituto do Câncer Dr. Arnaldo tem como missão promover o bem estar e tratamento integral ao paciente e familiar; conscientização. Sua Visão é de investimento tecnológico, modernização; trabalhar para evolução na área oncológica; buscar e ser reconhecido nacionalmente como centro de referência em oncologia e trabalhar na divulgação da imagem da instituição. Os valores do Instituto se resumem em preservar a história e a imagem da instituição, valorizar o paciente, excelência no atendimento humanizado, trabalho em equipe, compartilhar conhecimentos, reconhecer, motivar os colaborares, ética e transparência. Estas linhas de atuação se refletem na vida de milhares de pacientes que encontram, em competentes profissionais e voluntários, o sentimento de uma medicina desvinculada de distinções econômicas, atenta às demandas sociais e humanitárias. Mais um aspecto relevante. O programa de Residência Médica, com seleção realizada através de concurso sob a responsabilidade da Secretaria de Estado de Saúde, oferece aos residentes um grande momento de aprendizado em cancerologia clínica, câncer cirúrgico e radioterapia (vagas credenciadas e autorização pelo Ministério da Educação). Dessa forma, o ensino se integra à assistência a pacientes oncológicos. Neste relatório, você encontrará a face estatística de um trabalho de presença fundamental no sistema médico-hospitalar brasileiro, apresentando belos resultados na área de pesquisa. A divulgação do número de aplicações de radioterapia e quimioterapia, cirurgias, de internações e de consultas, além dos balanços patrimoniais e das demonstrações dos resultados, cumpre o objetivo de dar transparência a uma grandiosa instituição, afinada há mais de nove décadas com os princípios de Dr. Arnaldo Augusto Vieira de Carvalho.

3


Balanço Patrimonial

Exercícios findos em 31 de dezembro de 2016 e 2015 Valores expressos em reais

ATIVO CIRCULANTE Caixas e equivalentes de caixa SUS Ministério da Saúde Convênios Particulares Subvenções a receber Outros créditos Estoques Adiantamento a fornecedores Total do ativo circulante

2016

2015

5.244.123,18

5.936.185,52 -

3.041.104,57 282.601,78

1.305.623,78 -

PASSIVO CIRCULANTE

12.521.027,38 3.956.329,30 -

2.402.852,47 54.734,03

1.137.765,87 -

15.809.635,83 20.072.709,05

Fornecedores Empréstimos e Financiamentos Parcelamento de tributos Impostos e contribuições Salários e encargos sociais Contas a pagar Repasse SUS Receitas a apropriar Total do passivo circulante

Intangível Total do ativo não circulante

35.333.843,25 30.973.956,88 -

35.333.843,25

707.196,62

31.681.153,50

Empréstimos e Financiamentos Parcelamento de tributos Receitas Diferidas Provisão para Contigência Total do passivo não circulante

PATRIMONIO SOCIAL Patrimônio Social Reserva de reavaliação Superávit (Déficit) acumulado Total do Patrimônio Social

TOTAL DO ATIVO

4

2015

2.425.276,52

1.994.234,25

5.033.385,40 466.121,44

997.434,94

5.278.549,65

623.333,04

762.222,01

6.167.863,65

5.505.523,92

2.354.505,37

2.203.759,40

1.364.245,97

1.973.499,88

862.913,81

3.500.000,00

20.782.33,17

20.730.536,08

16.767.355,12

16.350.363,78

4.183.107,58

-

NÃO CIRCULANTE

NÃO CIRCULANTE Imobilizado

2016

51.143.479,08

51.753.862,55

TOTAL DO PASSIVO

1.651.105,00 237.000,00

2.236.683,49 -

22.838.567,70

18.587.047.,27

2016

2015

7.080.902,83

13.106.712,70

441.675,38

536.903,52

- (1.207.337,03)

7.522.578,21

12.436.279,19

51.143.479,08

51.753.862,55


Demonstração dos Resultados

Exercícios findos em 31 de dezembro de 2016 e 2015 Valores expressos em reais RECEITAS Operacionais

2016 81.427.011,03

74.758.092,14

81.427.011,03

79.872.843,83

-

Não operacionais

DESPESAS Recursos Humanos Honorários Médicos Medicamentos e materiais Despesas administrativas e gerais Despesas Tributárias Unidades avançadas de atendimento Depreciação

RESULTADO FINANCEIRO (DÉFICIT) DO EXERCÍCIO

2015

2016

5.114.751,69

2015

(27.115.245,19)

(24.225.426,62)

(15.057.115,52)

(13.634.675,50)

(181.616,50)

(611.629,49)

(16.925.935,64)

(7.932.270,79)

(14.161.016,87) (7.930.403,41)

(20.864.824,80)

(18.845.568,16)

(88.477.396,07)

(79.535.827,87)

(625.246,18)

(1.650.802,44)

(3.032.379,06)

(1.313.786,48)

(400.387,63)

(127.107,82)

5


Parecer da Auditoria Contábil Examinamos as demonstrações contábeis do Instituto Do Câncer Arnaldo Vieira De Carvalho, que compreendem o balanço patrimonial em 31 de dezembro de 2016 e as respectivas demonstrações do resultado, das mutações do patrimônio líquido e dos fluxos de caixa para o exercício findo naquela data, bem como as correspondentes notas explicativas, incluindo o resumo das principais políticas contábeis.

Em nossa opinião, excetuando os efeitos dos assuntos comentados no parágrafo “Base para opinião com ressalvas”, as demonstrações contábeis acima referidas apresentam adequadamente, em todos os aspectos relevantes, a posição patrimonial e financeira do Instituto Do Câncer Arnaldo Vieira De Carvalho em 31 de dezembro de 2016, o desempenho de suas operações e os seus fluxos de caixa para o exercício findo naquela data, de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil. Base para opinião com ressalvas Não acompanhamos o inventário físico dos seus estoques no ano de 2016, por isso não pudemos firmar juízo sobre a consistência dos valores integrantes desse grupo, que em 31 de dezembro de 2016 era registrado pela importância de R$1.305.623. Pelo fato da Entidade não manter controle individualizado dos bens integrantes do Ativo Imobilizado, com exceção dos bens subvencionados, e não realizar o teste de recuperabilidade dos seus ativos imobilizado, conforme definido pela NBC TG 01 em seu item 09, não podemos emitir opinião sobre os valores constantes no grupo do Imobilizado, que, em 31 de dezembro de 2016 montava em R$ 35.333.843, bem como o reflexo do cálculo da depreciação sobre o resultado do exercício e o patrimônio líquido da Entidade. Nossa auditoria foi conduzida de acordo com as normas brasileiras e internacionais de auditoria. Nossas responsabilidades, em conformidade com tais normas, estão descritas na seção a seguir intitulada “Responsabilidade do auditor pela auditoria das demonstrações contábeis”. Somos independentes em relação à Entidade de acordo com os princípios éticos relevantes previstos no Código de Ética Profissional do Contador e nas normas profissionais emitidas pelo Conselho Federal de Contabilidade e cumprimos com as demais responsabilidades éticas de acordo com essas normas. Acreditamos que a evidência de auditoria obtida é suficiente e apropriada para fundamentar nossa opinião com ressalvas. Outras informações que acompanham as demonstrações contábeis e o relatório do auditor A administração da Entidade é responsável por essas outras informações que compreendem o relatório da administração. Nossa opinião sobre as demonstrações contábeis não abrange o relatório da administração e não expressamos qualquer forma de conclusão de auditoria sobre esse relatório.

6


Em conexão com a auditoria das demonstrações contábeis, nossa responsabilidade é a de ler o relatório da administração e, ao fazê-lo, considerar se esse relatório está, de forma relevante, inconsistente com as demonstrações contábeis ou com nosso conhecimento obtido na auditoria ou, de outra forma, aparenta estar distorcido de forma relevante. Se, com base no trabalho realizado, concluirmos que há distorção relevante no Relatório da Administração somos requeridos a comunicar esse fato. Não temos nada a relatar a este respeito. Responsabilidade da Administração e da Governança sobre as Demonstrações Contábeis A administração é responsável pela elaboração e adequada apresentação das demonstrações contábeis de acordo com as práticas contábeis adotadas no Brasil aplicáveis às Entidades e pelos controles internos que ela determinou como necessários para permitir a elaboração de demonstrações contábeis livres de distorção relevante, independentemente se causada por fraude ou erro. Na elaboração das demonstrações contábeis, a administração é responsável pela avaliação da capacidade de a Entidade continuar operando, divulgando, quando aplicável, os assuntos relacionados com a sua continuidade operacional e o uso dessa base contábil na elaboração das demonstrações contábeis a não ser que a administração pretenda liquidar a Entidade ou cessar suas operações, ou não tenha nenhuma alternativa realista para evitar o encerramento das operações. Os responsáveis pela governança da Entidade são aqueles com responsabilidade pela supervisão do processo de elaboração das demonstrações contábeis. Responsabilidade do Auditor pela Auditoria das Demonstrações Contábeis Nossos objetivos são obter segurança razoável de que as demonstrações contábeis, tomadas em conjunto, estão livres de distorção relevante, independentemente se causada por fraude ou erro, e emitir relatório de auditoria contendo nossa opinião. Segurança razoável é um alto nível de segurança, mas não uma garantia de que a auditoria realizada de acordo com as normas brasileiras e internacionais de auditoria sempre detectam as eventuais distorções relevantes existentes. As distorções podem ser decorrentes de fraude ou erro e são consideradas relevantes quando, individualmente ou em conjunto, possam influenciar, dentro de uma perspectiva razoável, as decisões econômicas dos usuários tomadas com base nas referidas demonstrações contábeis. Como parte de uma auditoria realizada de acordo com as normas brasileiras e internacionais de auditoria, exercemos julgamento profissional e mantemos ceticismo profissional ao longo da auditoria. Além disso: Identificamos e avaliamos os riscos de distorção relevante nas demonstrações contábeis, independentemente se causada por fraude ou erro, planejamos e executamos procedimentos de auditoria em resposta a tais riscos, bem como obtemos evidência de auditoria apropriada e suficiente para fundamentar nossa opinião. O risco de não detecção de distorção relevante resultante de fraude é

7


maior do que o proveniente de erro, já que a fraude pode envolver o ato de burlar os controles internos, conluio, falsificação, omissão ou representações falsas intencionais. Obtemos entendimento dos controles internos relevantes para a auditoria para planejarmos procedimentos de auditoria apropriados nas circunstâncias, mas não com o objetivo de expressarmos opinião sobre a eficácia dos controles internos da Entidade. Avaliamos a adequação das políticas contábeis utilizadas e a razoabilidade das estimativas contábeis e respectivas divulgações feitas pela administração. Concluímos sobre a adequação do uso, pela administração, da base contábil de continuidade operacional e, com base nas evidências de auditoria obtidas, se existe uma incerteza significativa em relação a eventos ou condições que possam levantar dúvida significativa em relação à capacidade de continuidade operacional da Entidade. Se concluirmos que existe incerteza relevante devemos chamar atenção em nosso relatório de auditoria para as respectivas divulgações nas demonstrações contábeis ou incluir modificação em nossa opinião, se as divulgações forem inadequadas. Nossas conclusões estão fundamentadas nas evidências de auditoria obtidas até a data de nosso relatório. Todavia, eventos ou condições futuras podem levar a Entidade a não mais se manter em continuidade operacional. Avaliamos a apresentação geral, a estrutura e o conteúdo das demonstrações contábeis, inclusive as divulgações e se as demonstrações contábeis representam as correspondentes transações e os eventos de maneira compatível com o objetivo de apresentação adequada. Comunicamo-nos com os responsáveis pela governança a respeito, entre outros aspectos, do alcance planejado, da época da auditoria e das constatações significativas de auditoria, inclusive as eventuais deficiências significativas nos controles internos que identificamos durante nossos trabalhos. Fornecemos também aos responsáveis pela governança declaração de que cumprimos com as exigências éticas relevantes, incluindo os requisitos aplicáveis de independência e comunicamos todos os eventuais relacionamentos ou assuntos que poderiam afetar consideravelmente nossa independência, incluindo, quando aplicável, as respectivas salvaguardas. Araçatuba, 31 de maio de 2017. Luís Eduardo Azevedo Contador CRC: 1SP292909/O-6

8


Indicadores Hospitalares


Unidade Principal A Unidade Principal é composta pelo centro hospitalar e centro ambulatorial e administrativo. 2016

2015

2014

Aplicações de Radioterapia

252.936

247.847

274.764

Aplicações de Quimioterapia

30.439

32.223

25.345

Pacientes Novos

14.726

15.547

15.499

Paciente-Dia

24.290

22.921

20.479

Consultas em Pronto Atendimento

18.624

17.641

15.392

Consultas

95.752

128.153

115.573

Internações

4.998

4.989

4.265

Altas

4.202

4.235

3.657

Cirurgias Realizadas

5.016

4.332

3.252

Taxa de Mortalidade

15,84%

14,97%

14,37%

4,87

4,42

3,22

370.366

226.964

196.447

Média de Permanência Exames

Centro Hospitalar Vila Buarque - São Paulo, SP

10


Unidades Avançadas São unidades externas em parceria com o poder público estadual e municipal. Com objetivo de atender a população nos bairros Heliópolis, Imirim e Santo Amaro na capital e nos municípios do Alto Tietê, Santos e região. Em funcionamento desde 2014, as unidades avançadas oferecem ao paciente tratamento na região em que reside, facilitando sua locomoção e reduzindo os custos com transporte. As unidades avançadas oferecem tratamento de Quimioterapia - Unidade Santo Amaro; Radioterapia - Unidades Heliópolis, Mogi das Cruzes e Santos; e Urologia - Unidade Imirim.

Hospital Guilherme Álvaro Santos

Centro Oncológico Dr. Flávio Isaias Mogi das Cruzes

Hospital Heliópolis Heliópolis - São Paulo

CEO Alto da Boa Vista Santo Amaro - São Paulo

11


Radioterapia Aplicações Radioterapia

2016

2015

Centro Oncológico Dr. Flávio Isaias

54.602

53.988

Hospital Guilherme Álvaro

80.524

86.168

Hospital Heliópolis

96.757

79.615

Aplicações Radioterapia

2016

2015

CEO Alto da Boa Vista

4.748

1.690

2016

2015

Unidade de Apoio São José - Consultas

14.825

14.639

Unidade de Apoio São José - Cirurgias

1.622

1.721

Quimioterapia

Urologia Consultas e Cirurgias

Unidade de Apoio São José Imirim

12


Prestação de Contas Doações Com os recursos recebidos no decorrer do ano o Instituto de Câncer Dr. Arnaldo realizou a aquisição de: Uma central de sinalização de enfermagem; Armários para o vestiário feminino; Móveis Hospitalares; Bombas de Água; Aquisição e a instalação de equipamentos de Ar Condicionado. Realizou também a Manutenção de: Equipamentos Cirúrgicos; Manutenção Preventiva em Central de Ar Condicionado; Manutenção de Câmaras Refrigeradoras. Além de adquirir 52.300 comprimidos para Quimioterapia, atendendo cerca de 690 pacientes. A Diretoria agradece todas as doações recebidas por meio de pessoas físicas e jurídicas solidárias a nossa causa.

Doações Recebidas no ano de 2016 Carnê Solidário

R$ 212,441,99

Nota Fiscal Paulista

R$ 148.184,54

Pessoa Física

R$ 59.270,23

Telemarketing

R$ 92.311,54

RFCC Suzano

R$ 74.050,00

RFCC Poá

R$ 40.000,00

Loja Maçônica Polícia Cívil Total

R$ 11.170,00 R$ 1.120,00 R$ 638.548,30

13


Comemoração 95 anos de Fundação

N

o dia 03 de março o Instituto do Câncer Dr. Arnaldo celebrou seus 95 anos de fundação em uma confraternização belíssima e muito emocionante na Sala São Paulo (Complexo Júlio Prestes). Nestes 95 anos o Instituto evoluiu, se desenvolveu, cresceu, rompeu suas barreiras, enfrentou dificuldades, mas permaneceu em pé e trabalhando de acordo com os mesmos ideais do princípio: promover o bem estar e tratamento integral ao paciente e familiar.

A confraternização contou com a presença de autoridades, a comunidade médica, empresas parceiras, artistas, mas, principalmente, dos colaboradores e voluntários do Instituto. Pessoas que contribuíram e construíram nossa história ao longo desses 95 anos e que continuarão a fazer parte desta história. Que venham os próximos 95 anos. Agradecimentos

A diretoria executiva em nome do Instituto do Câncer Dr. Arnaldo agradece ao ator Leonardo Miggiorin, que nos deu a honra de ser nosso mestre de cerimônia; ao cantor Marcelo Jeneci, que nos presenteou com seu pocket show solo; ao Coral Vozes do Caminho, pela bela apresentação; a Communicare Assessoria Integrada pelo auxílio na realização do evento e ao Studio Eliana Waissmann pela produção do vídeo institucional e cobertura da comemoração. Em especial, a todos que puderam comparecer, aos colaboradores e prestadores médicos, aos conselheiros e prestadores de serviços, às empresas parceiras que apoiaram a realização do evento – Zodiac, Macromed e Santa Rita, aos parlamentares e assessores e aos primeiros doadores da campanha permanente de arrecadação.

14


Comemoração 95 anos de Fundação

Fonte: Instituto de Câncer Dr. Arnaldo

15


Move For Cancer Movimento de Conscientização sobre Sete Tipos de Câncer

O

instituto de Câncer Dr. Arnaldo, primeira instituição brasileira destinada ao estudo do câncer com atendimento realizado 100% via Sistema Único de Saúde (SUS), lança o movimento Move4Cancer, que tem como objetivo engajar a sociedade a realizar a prevenção primária contra diversos tipos de câncer, por meio de informação e adoção de hábitos saudáveis de vida.

O Lançamento oficial foi no dia 28 de Novembro, um dia após a data oficial do Dia Nacional de Combate ao Câncer em um evento onde ocorreu a inauguração da escultura em frente ao Centro Hospitalar, e contou com a presença dos membros da Diretoria Executiva e dos colaboradores do Instituto.

O desafio é tornar o Move4Cancer referência nacional e internacional no combate contra os cânceres em geral e promover uma nova plataforma de arrecadação e visibilidade ao instituto, que depende desses esforços para prestar serviços cada vez melhores à população. O movimento aborda a prevenção e detecção precoce de sete tipos de câncer: câncer de cabeça e pescoço; câncer de colo do útero; câncer do cólon e reto; câncer de mama; câncer de pele; câncer de próstata; e câncer de pulmão. 16

Entre as mensagens de prevenção disseminadas pelo Move4Cancer, estão: não fumar, manter alimentação saudável, praticar atividades físicas diariamente e amamentar; mulheres entre 25 e 64 anos devem fazer um exame preventivo ginecológico a cada três anos; evitar a ingestão de bebidas alcoólicas; evitar exposição ao sol entre 10h e 16h, e sempre utilizar proteção adequada; e a vacina contra o HPV, para meninas de 9 a 13 anos.

O movimento será fortemente ativado nas redes sociais, com ações idealizadas pela Content House, agência responsável pelo conteúdo digital do Move4Cancer. A ação Virando o Jogo! traz o conceito de que, com o câncer, não é possível voltar no tempo, mas descobrir com antecedência e se cuidar muda tudo e vira o jogo.

O movimento estimulará a postagem de fotos e vídeos invertidos, incitando a participação popular e a viralização do projeto. Além disso, o movimento conta com ações de mídia off-line e o lançamento da fan page do Facebook, Instagram e site oficial. As hashtags oficiais são: #move4cancer, #ICAVC e #virandojogo.

Em dezembro de 2016, o movimento lançou o vídeo de apresentação da Causa que foi divulgado através da internet,

contando com a participação de diversos atores, músicos, esportistas e modelos reconhecidos, como: Fernanda Gentil, Murilo Rosa, Fernanda Tavares, Ricardo Tozzi, Eriberto Leão, Mumuzinho, Tande, Flávio Canto e Ana Botafogo. Essas celebridades também participaram da campanha fotográfica do movimento, e posaram para duas fotos: uma comum e outra de cabeça para baixo, seguindo o conceito #virandoojogo.

Premiado em 2014 em primeiro lugar na categoria Internação Humanizada do Prêmio Melhores Hospitais do Estado, o instituto é reconhecido por promover a saúde e o bem-estar do paciente oncológico, incentivar a pesquisa científica do combate ao câncer e qualificar profissionais da área oncológica.

O movimento foi criado pela Pratike Social Marketing, o logo, elaborado por setas vermelhas, símbolo internacional da luta contra o câncer, foi desenvolvido pela designer Cris Mônaco, responsável por marcas renomadas internacionalmente, a escultura elaborada pelo escultor e pintor Mario Sergio Lopomo, o Painel feito pela designer Adriana Scartaris tendo todo material doado por Nilton Batista da Online Quadros.


Lanรงamento do Move For Cancer

Fonte: Julio Vilela

17


Atividades desenvolvidas pelo Voluntariado


O ano de 2016 foi cheio de realizações para a equipe de voluntariado do Instituto de Câncer Dr. Arnaldo, que trabalha com o objetivo de oferecer tratamento humanizado aos pacientes, divulgar a instituição, captar recursos e auxiliar colaboradores. O Instituto agradece à equipe do Voluntariado pelo empenho e dedicação nos trabalhos realizados ao longo do ano de 2016. Esperamos poder contar com todos sempre!

19


Retrospectiva 2016


Março Dia das Mulheres

Dia das Mulheres

Páscoa

Páscoa

Campanha de Doação de Cabelo

Campanha de Doação de Cabelo

Recepção dos Residentes

21


Abril

Recepção dos Residentes

Almoço e Bingo Beneficente

Almoço e Bingo Beneficente

Maio Campanha do Agasalho

Campanha Controle de Infecção Hospitalar

22

Campanha do Agasalho

Campanha Controle de Infecção Hospitalar


Campanha - Câncer de Pulmão

Dia do Abraço

Dia do Abraço

Dia da Enfermagem

Campanha - Câncer de Pulmão

Dia das Mães

Dia das Mães

Dia da Enfermagem

Série de Peito Aberto e Godê

23


Junho Série de Peito Aberto e Godê

Festa Junina

Julho Festa Junina

Agosto Julho Verde

Simpósio de Oncologia 2016

24

Julho Verde

Simpósio de Oncologia 2016


Outubro Outubro Rosa

Outubro Rosa

Novembro Dezembro Natal

Novembro Azul

Novembro Azul

Natal

25


Ações Permanentes Cuidando do Cuidador

Práticas Integrativas

De Peito Aberto e Godê

26

Grupo de Acolhimento à Mulher

Clube do Livro

De Bem com Você


Parceiros


Durante o período de 2016 o Instituto de Câncer Dr. Arnaldo não esteve sozinho... Rede Feminina de Combate ao Câncer de Poá “Ana Maria Guerra Guida“

Rede Feminina de Combate ao Câncer de Poá

Responsável Legal: Sidneia Bueno Endereço: Av. Nove de Julho, 912 Centro, Poá - SP

Projeto Divas

Centro de Apoio ao Paciente Oncológico - Eliane Martins Responsável Legal: Elaine Cristina Martins de Almeida Endereço: R. Ricardo Franco, 197 Vila Roque, São Paulo - SP

Grupo de Apoio Amor Rosa

Instituto Hakaru Tadokoro Responsável Legal: Ana Maria Obranovich Rosa Endereço: R. Marquês de Itu, 70 Vila Buarque, São Paulo - SP

28


Centro de Estudos da Consciência

Associação Para Pesquisa e Evolução da Consciência Humana Responsável Legal: Erica Erina Fukuyama Endereço: Rua Pero Correia, 42 Vila Mariana, São Paulo - SP

ABIHPEC

Instituto ABIHPEC Responsável Legal: Cláudio Viggiani Endereço: Av. Paulista, 1313 Bairro Jardins, São Paulo - SP

Rede Feminina de Combate ao Câncer de Suzano

Rede Feminina de Combate ao Câncer de Suzano “Esther Hidalgo Leite Rondinelli” Responsável Legal: Marília Mathias Endereço: Rua Antonio Marques Figueira, 792 - Centro - Suzano

...o Instituto agradece à todas as parcerias e espera contar com todos sempre!

29


Corpo Clínico DIRETORIA CLÍNICA Dr. Rodrigo Macedo da Silva

DIRETORIA TÉCNICA Dr. Luis Henrique Alvares Nucci ANESTESIOLOGIA Dr. Daniel Garcia Junior Dr. Daniel Pedroso de Oliveira Dr. Fábio Guidi Júnior Dra. Andréia de Freitas Correia

BRONCOSCOPIA Dr. Marcos de Aquino Fagundes CABEÇA E PESCOÇO Dr. José Francisco de Gois Filho Dr. Paulo Jorge Valentim Dr. Rafael de Cicco Dra. Érica Erina Fukuyama CARDIOLOGIA Dr. Humberto Gasperoni CIRURGIA GERAL Dr. Anselmo Nunes Duarte Júnior Dr. Luiz Henrique Alvares Nucci Dr. Mário Feitoza de Carvalho Freitas Filho Dr. Ronaldo Elias Carnut Rego CIRURGIA PLÁSTICA Dr. Luiz Carlos de Almeida Brandão CIRURGIA TORÁCICA Dr. Anderson de Oliveira CLINICA MÉDICA Dra. Marílisa Cicerelli DERMATOLOGIA Dr. Olivério Carvalho Junior ENDOSCOPIA Dr. Alex Okita Dr. Alexandre Benedito Neves Rodrigues

30

EQUIPE MULTIPROFISSIONAL TERAPIA NUTRICIONAL Dra. Sandra Maria Fonseca Vilhena GINECOLOGIA/MASTOLOGIA Dr. Carlos Elias Fristachi Dr. Fábio Francisco Oliveira Rodrigues Dr. Rodrigo Macedo da Silva HEMATOLOGIA Dr. Leandro de Pádua Santos Silva Dra. Rita de Cássia C. R. Cavalheiro MEDICINA NUCLEAR Dra. Marilia M. S. Marrone MEDICINA DA DOR Dra. Juliana Mara Cruz NEUROCIRURGIA Dr. João Luiz Vitorino Araújo ODONTOLOGIA Dr. Alexandre da Silva Costa Dr. Artur Cerri Dr. George Boraks Dr. Jaran Uriel Cirelli Dr. José Antonio Ventiades Flores Dr. Marcos Marinho Bernardini Dr. Rodrigo Otávio Silva e Gonzalez Dr. Silvio Boraks Dr. Wagner Seroli Dra. Gabriela Boraks Dra. Gabriela Rodrigues Madeira Cordeiro Dra. Vanessa Rodrigues Fontanelli ONCOLOGIA Dr. Hézio J. Fernandes Júnior Dra. Brigitte M. H. R. A. Van Eyll Dra. Cássia Maria Costa Dra. Fauzia de Fátima Naime Dra. Juliana Yorimi Yamaguchi Dra. Regina Stela Pozzi Morais Dra. Silvia Regina Graziani


Dra. Patrícia Massae Marubayashi Dr. Ricardo Oliveira da Fonseca Dr. Nelson Aquino de Carvalho Dr. Paulo Rogério Winkler Vernaglia ORTOPEDIA Dr. Pedro Pericles Ribeiro Dr. Davi Gabriel Bellan PATOLOGIA Dr. William Marques Pierani Dr. Victor Eduardo Arrúa Arias PNEUMOLOGIA Dr. Luiz Augusto Andreoli de Oliveira Dias RADIODIAGNÓSTICO Dr. Manoel Joaquim R. do Valle RADIOTERAPIA Dra. Célia Regina Soares Dra. Helena Espindola Baraldi Dra. Daniela de Menezes Miziara Dr. Miguel Miziara Filho Dr. Ricardo Cesar Fogarolli Dr. Cristiano Beck Neviani Dr. Rodrigo de Menezes Miziara Dr. Fabio de Lima Augusto TOMOGRAFIA Dr. Jefferson Mazzei Dr. Daniel Azevedo Rangel ULTRASSONOGRAFIA Dr. Alberto Jorge de Sousa Guimarães Dr. Nelson Nobuhiro Kurobe Dr. Márcio Reis Furtado

U.T.I. Dr. Antonio José P. Ferraz Santos Dr. Reinaldo Ilha de Vilhena ESTAGIÁRIOS Dr. Aderson Bohadana Dr. Alexandre Garcia Doneda Dra. Karina Emi Yamada Dr. Leandro Maritan de Almeida Dra. Ligia Rabello de Almeida Dr. Rafael Francisco Azuaga Neto Dra. Tatiana Caldeira Pontes Dr. Thiago D’Alvia Dra. Valéria Urresti Orias RESIDENTES Dra. Anna Carolina Couto Ribeiro Carneiro Dra. Arianne Renata E. Velasquez Dra. Carolina Murakami Kuboiama Dra. Christine Marques Ferreira Dr. Danilo Nogueira Cimatti Dr. Fabiano Garcia Vanderlinde Dra. Faigha Barbosa Parzianello Dra. Fernanda Gebin Galrão França Dr. Francisco de Assis Salvador Junior Dr. Francisco Araújo Dias Dr. José Carlos Ferrari Jr. Dra. Laila Nunes Ribeiro Dra. Lais Aya Inaba Dra. Margarethe Novaes Dra. Maria Stella Sá Granja de Abreu Dra. Paula Calixto Batistela Diniz Dr. Rafael Duarte Massai Dr. Rafael Sanches Ferreira Dra. Renata Jane Chaves Bernardo Dr. Sérgio Bonnanno Júnior

UROLOGIA Dr. Alexandre Iscaife Dr. Hamilton de Campos Zampolli Dr. Marcos Tobias Machado Dr. Murilo de Almeida Luz Dr. Renato Fidelis Ivanovic Dr. Igor Nunes da Silva

31


Agradecimentos A Diretoria Executiva do Instituto do Câncer Dr. Arnaldo agradece o apoio, empenho e dedicação dos parceiros da Comunidade, das Empresas e do Poder Público nessa luta diária, cujo objetivo é melhorar e fazer com que a vida seja digna àqueles que mais precisam. Sr. Antônio Reis Sr. Igor Fabian Tanaka Sr. Luis Carlos Solina Sr. Marcelo Varela Sr. Sérgio Baraldi Sra. Ligia Oizumi Andorinha Hipermercado Ltda Associação Instituto Seja do Bem Buffet Vilalegre C.E.C Centro de Estudos da Consciência - Projeto Saúde com Consciência Casa do Caminho Cirúrgica Fernandes Com. de Materiais Cirúrgicos e Hospitalar Ltda Clube do Livro – Grupo de Dor do Instituto de Câncer Dr. Arnaldo com Companhia das Letras Colégio Maria Gorete Foxmed Com. e Imp. de Produtos Hospitalares Ltda Freios Farj Industria e Comercio Ltda Grupo de Apoio Amor Rosa Instituto ABIHPEC – Projeto de Bem Com Você Instituto Brasileiro do Terceiro Setor Instituto Oncoguia Mafra - CM Hospitalar Ltda Projeto De Peito Aberto e Godê Projeto Divas Rede Feminina de Combate ao Câncer de Poá Rede Feminina de Combate ao Câncer de Suzano Santa Rita Comercial Ltda Santi Indústria e Comercio Ltda SSS Estacionamento Zodiac Produtos Farmacêuticos SA

32


Em Especial

Senadora

Marta Suplicy

Deputados Federais

Major Olímpio Gomes

Goulart

Flavinho

Celso Russomano

Marco Feliciano

Miguel Haddad

Alexandre Leite

Vanderlei Macris

Arnaldo Faria de Sá

Ricardo Tripoli

Deputados Estaduais

André do Prado

Jooji Hato

Celia Leão

Celino Cardoso

Salim Curati

Gileno Gomes

Vereadores

Anilbal de Freitas Filho

Valdecir Cabrabom

Wadih Mutran

Atílio Francisco

Aurélio Nomura

Rubens Calvo

Gilson Barreto

George Hato

Juliana Cardoso

33


Expediente Esta é uma publicação do Instituto do Câncer Arnaldo Vieira de Carvalho. O primeiro Hospital de Câncer do Brasil. Fundado em 19/02/1920. Foto da Página Um Acervo do Museu da Faculdade de Medicina da USP Redação e Edição de Textos Jéssica Letícia Silva Matheus de Souza Macedo Revisão Ortográfica José Roberto Fernandes Leão Claudia Travassos São Paulo, 2017. Reprodução Proibida.


Centro Ambulatorial e Administrativo Largo do Arouche, 66 República - São Paulo - SP 01219-010 Tel 11 3367-3844 Centro Hospitalar Rua Dr. Cesário Motta Jr., 112 Vila Buarque - São Paulo - SP 01221-020 Tel 11 3350-7088 Depto. de Doações Tel.: (11) 3203-1971] doacoes@doutorarnaldo.org Visite-nos: doutorarnaldo.org.br facebook.com/institutodocancerdrarnaldo instagram.com/icavc

Relatório Administrativo 2016  

Esta é uma publicação do Instituto do Câncer Dr. Arnaldo. As publicações relacionadas abaixo não tem vinculo com a Instituição, sendo apenas...

Relatório Administrativo 2016  

Esta é uma publicação do Instituto do Câncer Dr. Arnaldo. As publicações relacionadas abaixo não tem vinculo com a Instituição, sendo apenas...

Advertisement