__MAIN_TEXT__

Page 1


TÍTULO Catálogo ID&I de Competências em Moçambique Agricultura, Agro-indústria, Indústria Alimentar, Floresta, Recursos Naturais e Mar ANO DE PUBLICAÇÃO 2019

COORDENAÇÃO TÉCNICA

RESPONSÁVEIS Ana Teresa Vaz Matilde Sanches

EM COLABORAÇÃO COM

DESIGN IMPRESSÃO

Raquel Gonçalves Aos Papéis—Reproduções de Imagens, Lda.

Fotografia da capa gentilmente cedida por IIAM. APOIOS

O presente catálogo não foi escrito ao abrigo do Acordo Ortográfico de 1990. DISTRIBUIÇÃO GRATUITA


Agricultura . Agro-indústria . Indústria Alimentar . Floresta . Recursos Naturais . Mar

CATÁLOGO

ID&I

Competências Moçambique


Catálogo Moçambique

ÍNDICE

Nota Prévia ........................................................................................................................................................................ 6 Lista de Abreviaturas ........................................................................................................................................................... 8 Competências Institutos de Investigação IIAM - Instituto de Investigação Agrária de Moçambique .............................................................................................. 12 INCAJU - Instituto de Fomento do Caju ....................................................................................................................... 49 INIR - Instituto Nacional de Irrigação .......................................................................................................................... 53 Universidades e Institutos Politécnicos Universidade Eduardo Mondlane FAEF - Faculdade de Agronomia e Engenharia Florestal ............................................................................................... 56 FAVET - Faculdade de Veterinária .............................................................................................................................. 78 CB.UEM - Centro de Biotecnologia ............................................................................................................................ 82 ESNEC - Escola Superior de Empreendedorismo do Chibuto .......................................................................................... 86 ESUDER - Escola Superior de Desenvolvimento Rural .................................................................................................... 91

4


Índice

Universidade do Lúrio FCA - Faculdade de Ciências Agrárias ....................................................................................................................... 98 FCN - Faculdade de Ciências Naturais .................................................................................................................... 108 Universidade da Zambézia Faculdade de Engenharia Agronómica e Florestal ...................................................................................................... 110 ISPG - Instituto Superior Politécnico de Gaza ................................................................................................................ 114 ISPM - Instituto Superior Politécnico de Manica .............................................................................................................. 121 Universidade Católica de Moçambique FCA - Faculdade de Ciências Agronómicas .............................................................................................................. 130 Universidade Pedagógica FCTA - Faculdade de Ciências da Terra e Ambiente ................................................................................................... 134 Universidade Jean Piaget de Moçambique ................................................................................................................... 138

5


Catálogo Moçambique

NOTA PRÉVIA O aumento exponencial da população mundial tem vindo a trazer enormes desafios à humanidade. Por um lado, é essencial aumentar a produtividade agrícola de modo a garantir a Segurança Alimentar e Nutricional (SAN) das populações. Por outro lado, uma gestão sustentável de recursos naturais deverá acompanhar o aumento da produtividade para que esta possa ser mantida ao longo das próximas gerações. É partindo destes pressupostos que emerge a necessidade de melhorar, através da aplicação de novas tecnologias e conhecimento científico, os sistemas agrícolas e as cadeias de valor dos sectores alimentar, florestal e ambiental. Os mecanismos de partilha de informação permitem conectar os actores que geram esses novos conhecimentos (universidades, institutos de investigação, etc.) e os actores que os utilizam na sua actividade comercial (agricultores, produtores, empresas, etc.) ou outro tipo de iniciativas e aplicações (organizações não governamentais e governamentais, associações, etc.). A Plataforma SKAN - Sharing Knowledge Agrifood Networks (www.skanplatform.org) é uma rede de partilha de conhecimento e tecnologia, com enfoque nos países de língua portuguesa, apoiada pelo Camões - Instituto da Cooperação e da Língua e pela CPLP - Comunidade dos Países de Língua Portuguesa e coordenada pela INOVISA - Associação para a Inovação e Desenvolvimento Empresarial. Em Moçambique, tem desenvolvido as suas actividades em parceria com o CITT - Centro de Investigação e Transferência de Tecnologias para o Desenvolvimento Comunitário, com a UEM - Universidade Eduardo Mondlane e com o IIAM - Instituto de Investigação Agrária de Moçambique. A realização do presente catálogo teve como objectivo sistematizar e disseminar informação sobre competências de Investigação, Desenvolvimento e Inovação (ID&I) dos grupos de investigação de universidades e institutos de investigação de Moçambique, com actuação nos sectores agrícola, alimentar, florestal e ambiental. 6


Nota Prévia

Pretende-se assim contribuir para o fortalecimento da ligação entre os diversos actores, potenciando a criação de novas parcerias, projectos e iniciativas em consórcio, contribuindo para o desenvolvimento destes sectores e para uma maior SAN. O processo de levantamento das informações relativas às competências de ID&I foi realizado através do contacto com as entidades e através de formulários específicos, que foram entregues aos responsáveis destas entidades por via presencial ou por correio electrónico, tendo-se posteriormente procedido a um cuidadoso processo de verificação e validação. No entanto, poderão sempre existir incorrecções ou desactualizações nas informações constantes do presente catálogo, incluindo a escassez ou mesmo ausência de dados sobre alguns dos grupos de ID&I. A todas as entidades que colaboraram e contribuíram no fornecimento de informações para o catálogo, a equipa da Plataforma SKAN expressa a sua gratidão. Um agradecimento especial ao CITT, pelo acolhimento da nossa equipa técnica durante a estadia em Moçambique, bem como por toda a disponibilidade e apoio prestado durante esse período.

7


Catálogo Moçambique

LISTA DE ABREVIATURAS CB.UEM - Centro de Biotecnologia da Universidade Eduardo Mondlane

CITTAU - Centro de Investigação e Transferência de Tecnologias Agrárias de Umbelúzi

CEAGRE - Centro de Agricultura e Gestão de Recursos Naturais

CNPq - Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e

CEDAS - Centro de Desenvolvimento Agrário de Sabie

Tecnológico

CEFLOMA - Centro Florestal de Machipanda

CRTT - Centro de Recursos Técnicos e Tecnológicos

CES - Centro de Estudos Socioeconómicos

CUC - Centro Universitário de Changalane

CEVET - Centro de Extensão Veterinária

CZC - Centro Zonal Centro

CIADS - Centro de Investigação Agrária e Desenvolvimento

CZNE - Centro Zonal Nordeste

Sustentável

CZNO - Centro Zonal Noroeste

CICA - Centro de Investigação em Conservação Ambiental

CZS - Centro Zonal Sul

CICIE - Centro de Investigação Científica de Incubação de

DANIDA - Danish International Development Agency

Empresas

DARN - Direcção de Agronomia e Recursos Naturais

CICRTT - Centro de Investigação Científica de Recursos Técnicos

DCA - Direcção de Ciências Animais

e Tecnológicos CIE - Centro de Incubação de Empresas CIMSAN - Centro de Investigação e Multiplicação de Sementes de Algodão do Namialo CIRAD - Centre de Coopération Internationale en Recherche Agronomique pour le Développement

DFDTT - Direção de Formação e Transferência de Tecnologias DNA - Ácido Desoxirribonucleico ESNEC - Escola Superior de Negócios e Empreendedorismo de Chibuto ESUDER - Escola Superior de Desenvolvimento Rural

8


Lista de Abreviaturas

FAVET - Faculdade de Veterinária

PCR - Polymerase Chain Reaction

FCA - Faculdade de Ciências Agronómicas FCTA - Faculdade de Ciências da Terra e Ambiente

SACIDS - Southern African Centre for Infectious Disease Surveillance

FEAF - Faculdade de Engenharia Agronómica e Florestal

SADC - Southern Africa Development Community

FNI - Fundo Nacional de Investigação

Sida/SAREC - Swedish International Development Cooperation

GALVmed - Global Alliance for Livestock Veterinary Medicines

Agency / Swedish Agency for Research Cooperation with Developing Countries

HEV - Hospital Escolar Veterinário

TIC - Tecnologias da Informação e Comunicação

ID&I - Investigação, Desenvolvimento e Inovação

UCM - Universidade Católica de Moçambique

IIAM - Instituto de Investigação Agrária de Moçambique

UEM - Universidade Eduardo Mondlane

INAQUA - Instituto Nacional de Desenvolvimento da Aquacultura

UniLurio - Universidade do Lúrio

INCAJU - Instituto de Fomento do Caju

UniPiaget - Universidade Jean Piaget de Moçambique

INIR - Instituto de Irrigação de Moçambique

UniZambeze - Universidade da Zambézia

ISPG - Instituto Superior Politécnico de Gaza

USEBA - Unidade de Semente Básica

ISPM - Instituto Superior Politécnico de Manica MASA - Ministério da Agricultura e Segurança Alimentar MCTESTP - Ministério de Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico Profissional

9


Institutos de Investigação


Catálogo Moçambique

MASA IIAM Direcção Geral

Fórum de Parceiros

Colectivo de Direcção

Direcção de Agronomia e Recursos Naturais

Conselho Técnico-Científico

Direcção de Formação, Documentação e Transferência de Tecnologias

Direcção de Ciências Animais

Centro Zonal Centro

Centro Zonal Nordeste

Centro Zonal Noroeste

Centro Zonal Sul

Laboratórios Regionais de Veterinária, Estações Zootécnicas, Estações Agrárias, Estações Florestais, Laboratórios de Solos, Centros Provinciais de Formação Agrária

12

Direcção de Planificação, Administração e Finanças


Competências

IIAM - Instituto de Investigação Agrária de Moçambique

DESCRIÇÃO O IIAM é uma instituição subordinada ao MASA - Ministério da Agricultura e Segurança Alimentar. Congrega várias áreas de pesquisa agrária e resulta da necessidade de integração de esforços, bem como de racionalização e complementaridade de recursos e acções no que respeita à pesquisa multidisciplinar, desenvolvimento e disseminação de tecnologias agrárias em Moçambique. Tem como objectivos melhorar a produtividade agrária promovendo o uso sustentável dos recursos naturais, incluindo a conservação da biodiversidade e protecção do meio ambiente. O IIAM é constituído por unidades centrais e locais de pesquisa. Ao nível local, tem quatro centros zonais distribuídos por regiões agro -ecológicas no Centro (CZC), Nordeste (CZNE), Noroeste (CZNO) e Sul (CZS), que funcionam como unidades-satélite da unidade central. Estes integram unidades especializadas de pesquisa como sejam os Centros de Investigação e de Formação, os Laboratórios Regionais de Veterinária e Solos, e também as Estações Agrárias e Postos Agronómicos, Estações Florestais e Estações Zootécnicas.

DIRECÇÕES

   

Direcção Geral Olga Lurdes Jossias Fafetine faftine@yahoo.com

DARN - Direcção de Agronomia e Recursos Naturais DCA - Direcção de Ciências Animais DFDTT - Direcção de Formação e Transferência de Tecnologias Direcção de Planificação, Administração e Finanças 13

Conselho Técnico-Científico Américo António Humulane americo.humulane@gmail.com


Catálogo Moçambique IIAM - Instituto de Investigação Agrária de Moçambique

DARN - Direcção de Agronomia e Recursos Naturais

Departamento de Agronomia

COORDENAÇÃO

Limpeza e produção de material vegetativo livre de vírus; formação. Alberga as secções de Leguminosas, Mandioca, Milho, Batata Doce, Laboratório de Biotecnologia, PósColheita e Processamento, Horticultura e Protecção de Plantas.

Luísa Penicela lpenicela90@gmail.com

Departamento de Recursos Naturais

COORDENAÇÃO

Análise de solos; mapeamento de solos; identificação de plantas; estudos de avaliação do uso e aproveitamento dos solos; estudos etnobotânicos; reconhecimentos florísticos e actualização da flora de Moçambique; avaliação de ecossistemas e espécies; sementes de plantas silvestres; viveiros de plantas; conservação de material genético de plantas; estudos das propriedades físico-mecânicas da madeira, produtos madeireiros e não madeireiros. Alberga o Laboratório de Solos, o Laboratório de Sistemas de Informação Geográfica e Cartografia, o Centro de Recursos Fitogenéticos (Banco de Germoplasma), o Herbário Nacional e o Jardim Botânico.

USEBA - Unidade de Semente Básica

Paulino Munisse pmunisse@gmail.com

COORDENAÇÃO

Transferência de Tecnologia e Extensão, sem investigação.

Carvalho Ecole ccecole@gmail.com 14


Competências IIAM - Instituto de Investigação Agrária de Moçambique DARN - Direcção de Agronomia e Recursos Naturais Departamento de Agronomia

Secção Leguminosas COMPETÊNCIAS A secção de Leguminosas de Grão compreende as culturas de amendoim (Arachis hypogaea L.), feijão nhemba (Vigna unguiculata (L., Walp), feijão boer (Cajanus cajan L.), feijão vulgar (Phaseolus vulgaris L.) e soja (Glycine max. L. Merrill ). São competências desta secção:

 Identificar e desenvolver variedades produtivas, tolerantes a diferentes tipos de

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Agricultura e Ciências Agrárias Sistemas de produção agrícola Nutrição vegetal e fertilização Produtividade das culturas

stress, alto teor nutricional e boa aceitação no mercado;

 Desenvolver práticas de maneio que contribuam para o aumento da produtividade;

 Disponibilizar sementes do melhorador das variedades identificadas/ desenvolvidas pela secção. A secção também participa em estágios de estudantes.

COORDENAÇÃO Manuel Amane mivamane@gmail.com 15


Catálogo Moçambique IIAM - Instituto de Investigação Agrária de Moçambique DARN - Direcção de Agronomia e Recursos Naturais Departamento de Agronomia

Secção Milho COMPETÊNCIAS A secção é responsável pela geração de tecnologias na cultura do milho, particularmente nas seguintes áreas:

 Desenvolvimento de novas variedades, usando métodos clássicos e modernos de melhoramento genético (centrando-se na alta produtividade, resistência a pragas, doenças e infestantes, tolerância a factores ambientais, incremento do valor nutricional do milho e características que aumentem a aceitabilidade do produto pelos agricultores e consumidores em geral);

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Agricultura e Ciências Agrárias Sistemas de produção agrícola Nutrição vegetal e fertilização Produtividade das culturas

 Avaliação do desempenho agronómico das novas variedades, em colaboração com os sectores de fertilidade de solos, hidrologia e agrometeorologia;

 Promoção das novas variedades, em colaboração com o departamento de difusão das tecnologias do IIAM, sistemas de extensão rural e empresas produtoras de sementes;

 Garantir a semente pré-básica e supervisionar a produção da semente básica pela USEBA e empresas produtoras de semente do país.

 Participar na elaboração de normas e pacotes tecnológicos da cultura do milho, assim como em actividades formais e informais de formação de diferentes actores desta cadeia de valor.

16

COORDENAÇÃO Pedro Fato fatomagunge@gmail.com


Competências IIAM - Instituto de Investigação Agrária de Moçambique DARN - Direcção de Agronomia e Recursos Naturais Departamento de Agronomia

Secção Mandioca COMPETÊNCIAS A secção é responsável pelo desenvolvimento de tecnologias na cultura da mandioca, focando:

 O melhoramento de variedades para tolerância/resistência a doenças e pragas, alto rendimento da raiz e matéria seca, incremento do conteúdo de beta-caroteno e proteínas nas raízes, baixo conteúdo de cianetos e qualidade da raiz;

 A promoção e disseminação das novas variedades em parceria com

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Agricultura e Ciências Agrárias Sistemas de produção agrícola Nutrição vegetal e fertilização Produtividade das culturas

departamento de transferência de tecnologias do IIAM, sistemas de extensão rural e sector produtivo;

 A manutenção da semente do melhorador e promoção da multiplicação da semente básica de variedades melhoradas;

 O formação em boas práticas de produção e assistência técnica a diferentes actores da cadeia de valor de mandioca.

COORDENAÇÃO Sofrimento Matsimbe smatsimbe.mz@gmail.com 17


Catálogo Moçambique IIAM - Instituto de Investigação Agrária de Moçambique DARN - Direcção de Agronomia e Recursos Naturais Departamento de Agronomia

Secção Batata Doce COMPETÊNCIAS Esta secção melhora, selecciona e liberta variedades de batata doce de alto rendimento da raiz e com elevados teores nutricionais, com especial destaque para a batata doce de polpa alaranjada (OFSP), que é rica em vitamina A. Decorre também a pesquisa e libertação de variedades de batata doce de polpa roxa, ricas em antocianinas, que possuem alta concentração de propriedades antioxidantes. Para além do trabalho de multiplicação e disseminação de material de propagação vegetativa de alta qualidade das variedades libertadas no país, a secção de batata doce do IIAM realiza actividades de formação sobre os sistemas de produção aos técnicos, extensionistas da rede pública e das ONG nacionais e internacionais.

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Agricultura e Ciências Agrárias Sistemas de produção agrícola Nutrição vegetal e fertilização Produtividade das culturas

COORDENAÇÃO José Ricardo j.ricardo1999@yahoo.com.br 18


Competências IIAM - Instituto de Investigação Agrária de Moçambique DARN - Direçcão de Agronomia e Recursos Naturais Departamento de Agronomia

Laboratório de Biotecnologia COMPETÊNCIAS O laboratório de biotecnologia tem como mandato:

 Desenvolver protocolos para introdução, multiplicação in vitro, limpeza de viroses, conservação in vitro e aclimatização de plântulas de propagação

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Ciências Biológicas Biotecnologia

vegetativa;

 Fazer a indexação de viroses usando técnicas de PCR;  Providenciar formação aos técnicos de diversos níveis em técnicas de micropropagação.

COORDENAÇÃO Ricardo Macia ricamacia@hotmail.com 19


Catálogo Moçambique IIAM - Instituto de Investigação Agrária de Moçambique DARN - Direcção de Agronomia e Recursos Naturais Departamento de Agronomia

Pós-Colheita e Processamento COMPETÊNCIAS Cabe a este sector desenvolver tecnologias de pós-colheita e processamento. Tem fortes competências, nomeadamente, no que toca à conservação de produtos. Trabalha com diversos produtos perecíveis, ensinando os extensionistas e produtores de contacto a adicionar valor no processamento e utilização das culturas, por exemplo, através da criação de compotas, sumos, farinhas, etc. Recentemente o grupo realizou trabalhos em culturas de leguminosas: feijão jugo e soja.

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Agro-indústria e Produção Alimentar Conservação e pós-colheita Tecnologia dos alimentos e origem vegetal Embalagem

COORDENAÇÃO Luísa Penicela lpenicela90@gmail.com 20


Competências IIAM - Instituto de Investigação Agrária de Moçambique DARN - Direcção de Agronomia e Recursos Naturais Departamento de Agronomia

Horticultura e Protecção de Plantas COMPETÊNCIAS É competência deste sector a pesquisa e desenvolvimento de tecnologias ligadas à horticultura e protecção de plantas. Na horticultura o foco é a pesquisa de variedades mais adaptadas ao clima da região, bem como o desenvolvimento de práticas agronómicas, desde a sementeira até à colheita, que permitam aumentar a produtividade. Na protecção de plantas, o maneio integrado de pragas e doenças é prioridade. Almeja-se o controlo das pragas, recorrendo ao menor uso possível de pesticidas, de forma a minimizar as perdas de produção.

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Agricultura e Ciências Agrárias Sistemas de produção agrícola Nutrição vegetal e fertilização Pragas e doenças

COORDENAÇÃO Hipólito Malia litomalia@gmail.com 21


Catálogo Moçambique IIAM - Instituto de Investigação Agrária de Moçambique DARN - Direcção de Agronomia e Recursos Naturais Departamento de Recursos Naturais

Herbário Nacional COMPETÊNCIAS Cabe a este sector:

 Realizar a investigação botânica para a actualização e documentação da flora;  Disponibilizar informação para a conservação da biodiversidade, promoção da educação ambiental e consciencialização do público;

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Ciências Biológicas Ecossistemas, Biodiversidade e Conservação

 Realizar a colheita e a identificação taxonómica de espécies vegetais e curadoria das colecções;

 Actualizar a lista vermelha das espécies de plantas de Moçambique;  Manter e actualizar o sistema de documentação manual e computorizado das colecções do herbário e sua partilha nas redes globais de biodiversidade;

 Mobilizar dados primários da biodiversidade de plantas, priorizando as espécies endémicas de Moçambique;

 Identificar áreas importantes de plantas para conservação.

COORDENAÇÃO Inês Chelene inessebas@yahoo.com.br Hermenegildo Matimele matimele@gmail.com 22


Competências IIAM - Instituto de Investigação Agrária de Moçambique DARN - Direcção de Agronomia e Recursos Naturais Departamento de Recursos Naturais

Centro Nacional de Recursos Fitogenéticos COMPETÊNCIAS O Centro de Recursos Fitogenéticos (Banco de Germoplasma) surgiu da necessidade de conservação de germoplasma local, ameaçado de extinção. Tem a visão de ser um centro de liderança e excelência na geração de conhecimento que contribua para a SAN presente e futura e o uso sustentável de recursos naturais. A sua missão é gerar conhecimento e contribuir para a conservação e uso sustentável dos recursos fitogenéticos existentes no país. Tem como principais objetivos reduzir o risco da perda da diversidade genética do germoplasma local e aumentar a base genética, para que responda aos desafios presentes e futuros do aumento da produtividade agrária, SAN, preferências dos produtores e resiliência às mudanças climáticas.

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Ciências Biológicas Ecossistemas, Biodiversidade e Conservação

Tem como principais competências:

 Inventariar, recolher e caracterizar germoplasma;  Contribuir para a conservação ex situ de germoplasma;  Identificar características importantes para responder às preferências e necessidades dos produtores e resiliência de plantas;

COORDENAÇÃO

 Multiplicar e rejuvenescer germoplasma;

Carla Dovale cdovale080@gmail.com

 Distribuir e trocar germoplasma;  Capacitar pessoal na área de recursos fitogenéticos.

Paulino Munisse pmunisse@gmail.com 23


Catálogo Moçambique IIAM - Instituto de Investigação Agrária de Moçambique DARN - Direcção de Agronomia e Recursos Naturais Departamento de Recursos Naturais

Laboratório de Solos, Plantas e Águas COMPETÊNCIAS O laboratório de solos, plantas e águas sustenta a pesquisa nas áreas de pedologia e avaliação da aptidão da terra para usos agrários, da fertilidade do solo, da qualidade de água para rega e do estado nutritivo das culturas. Especificamente, é competência deste sector a realização de:

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Agricultura e Ciências Agrárias Nutrição vegetal e fertilização

 Análises físicas (determinações de textura do solo, reacção do solo, conductividade eléctrica, salinidade e capacidade de retenção de água);

 Análises químicas (determinações de matéria e carbono orgânicos, bases trocáveis, capacidade de troca de catiões e taxa de absorção específica, azoto total e o inorgânico, fósforo total e assimilável, acidez trocável, enxofre);

 Análise de micronutrientes (cobre, molibdénio, manganês e zinco);  Análise foliar (determinações de azoto, fósforo, potássio, cálcio, manganésio e proteína bruta);

 Análise da água de rega (determinações de sais solúveis, pH e conductividade eléctrica).

COORDENAÇÃO Saul Cumbane saulcumbane@hotmail.com 24


Competências IIAM - Instituto de Investigação Agrária de Moçambique DARN - Direcção de Agronomia e Recursos Naturais Departamento de Recursos Naturais

Laboratório dos Sistemas de Informação Geográfica COMPETÊNCIAS Actualmente, este sector está orientado para a prestação de assistência aos levantamentos e mapeamentos de solos e avaliação da aptidão para uso agrário. São competências deste sector:

 Desenvolver, estabelecer e gerir as bases de dados geo-espaciais através de digitalização, conversão de dados para diferentes formatos e plataformas de análises de dados;

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Agricultura e Ciências Agrárias Sistemas de produção agrícola Produtividade das culturas

 Analisar os atributos espaciais;  Interpretar imagens de satélites para mapeamentos pedológicos;  Editar os resultados da avaliação da aptidão de terras para usos agrários;  Apresentar produtos cartografados em forma de mapas, gráficos, tabelas de atributos, etc.

COORDENAÇÃO Jorge Francisco jorfranctse@gmail.com 25


Catálogo Moçambique IIAM - Instituto de Investigação Agrária de Moçambique DARN - Direcção de Agronomia e Recursos Naturais Departamento de Recursos Naturais

Fertilidade dos Solos COMPETÊNCIAS O sector de fertilidade dos solos conduz pesquisa no maneio integrado da fertilidade do solo. São competências deste sector:

 Desenhar propostas de pesquisa que incluam o estabelecimento de ensaios com

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Agricultura e Ciências Agrárias Nutrição vegetal e fertilização

fertilizantes orgânicos e inorgânicos e/ou combinação destes;

Produtividade das culturas

 Conduzir ensaios com correctivos de acidez do solo;  Elaborar relatórios técnico-científicos sobre o estado nutricional do solo, planta e água;

 Disseminar as práticas de maneio integrado de fertilidade do solo para locais específicos;

 Formular recomendações de adubação por cultura e tipo de solo.

COORDENAÇÃO Janete Americano janetamericano@gmail.com 26


Competências IIAM - Instituto de Investigação Agrária de Moçambique DARN - Direcção de Agronomia e Recursos Naturais Departamento de Recursos Naturais

Florestas e Biodiversidade COMPETÊNCIAS São competências deste sector:

 Reconhecer a biodiversidade e determinar o estado de conservação dos ecossistemas naturais e das espécies silvestres;

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Ambiente

 Atentar na conservação genética ex e in situ das espécies silvestres e exóticas;

Gestão de recursos naturais

 Realizar o melhoramento de espécies com valor económico;  Providenciar sementes de qualidade;  Gerir viveiros e plantações experimentais;  Desenvolver modelos de recuperação/restauro de áreas degradadas;  Desenvolver sistemas agro-florestais;  Monitorizar o crescimento e a produtividade dos diferentes ecossistemas;  Identificar e monitorizar a ocorrência de pragas e doenças florestais;  Determinar as propriedades mecânicas, químicas, e durabilidade das espécies madeireiras.

COORDENAÇÃO Teresa Alves / Camila de Sousa tealves@gmail.com 27


Catálogo Moçambique IIAM - Instituto de Investigação Agrária de Moçambique DARN - Direcção de Agronomia e Recursos Naturais Departamento de Recursos Naturais

Sector Agrometereologia COMPETÊNCIAS São competências deste sector:

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS

 Colectar dados e informação agrometeorológica;  Processar dados e produzir mapas temáticos diversos, informações climáticas sazonais e previsões agrometeorológicas interpretadas e adaptadas ao contexto local;

Ambiente Meteorologia, clima e alterações climáticas

 Dar aconselhamento prático para a selecção de sementes, datas de plantio, uso de fertilizantes, aplicação de pesticidas, estimativa de rendimentos e de perdas pós-colheita, etc;

 Arquivar e disponibilizar os dados aos interessados;  Assistir tecnicamente os parques e periodicamente reciclar os observadores agrometeorológicos da rede do IIAM;

 Produzir e divulgar folhetos, boletins e revistas agrometeorológicas.

COORDENAÇÃO Paulo Benzane benzaneps@gmail.com 28


Competências IIAM - Instituto de Investigação Agrária de Moçambique DARN - Direcção de Agronomia e Recursos Naturais Departamento de Recursos Naturais

Sector Agrohidrologia COMPETÊNCIAS O sector de agrohidrologia realiza investigação e estudos em:

 Técnicas e práticas de rega e drenagem, com particular atenção para a rega de pequena escala, eficiência de uso de água e risco de salinização;

 Medidas de conservação de água no solo (agricultura de conservação), com

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Agricultura e Ciências Agrárias Irrigação e drenagem

especial atenção para a melhoria da capacidade de retenção de água nos solos arenosos do sul de Moçambique;

 Sistemas de produção agrícola, nomeadamente fisiologia do défice hídrico e mecanismos fisiológicos da tolerância à seca;

 Interpretação científica da ocorrência de fenómenos que afectem a produtividade agrícola;

 Parâmetros físicos tais como evaporação do solo e transpiração das culturas, coeficientes de cultura e respectivos estágios de crescimento, factor de redução do rendimento para diferentes culturas e variedades em ambientes contrastantes.

COORDENAÇÃO Tomas Maculuve tmaculuve@gmail.com 29


Catálogo Moçambique IIAM - Instituto de Investigação Agrária de Moçambique DARN - Direcção de Agronomia e Recursos Naturais Departamento de Recursos Naturais

Sector de Pedologia e Avaliação de Terras COMPETÊNCIAS O sector de pedologia e avaliação de terras dedica-se aos estudos pedológicos a diferentes escalas, desde expedições exploratórias até aos estudos mais detalhados. São competências deste sector:

 Inventariar e mapear os solos e sistematizar os dados num formato padronizado

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Agricultura e Ciências Agrárias Produtividade das culturas

para a base de dados;

 Avaliar os recursos de terra e sua distribuição espacial tendo em consideração a sua utilização de forma sustentável;

 Desenvolver metodologias convencionais e participativas de avaliação de terras

Ambiente Gestão de recursos naturais

adaptadas para as diferentes regiões agroecológicas;

 Inventariar e sistematizar as práticas de conservação de solos e água existentes e sua disseminação;

 Disponibilizar a informação em forma de mapas temáticos, tabelas, gráficos e relatórios;

 Centralizar e harmonizar toda informação de solo gerada internamente bem como aquela produzida por outras entidades.

COORDENAÇÃO Jacinto Mafalacusser jmafalacusser@gmail.com 30


Cedida pelo C I T T


Catálogo Moçambique IIAM - Instituto de Investigação Agrária de Moçambique

DCA - Direcção de Ciências Animais

DESCRIÇÃO

GRUPOS DE ID&I

Compete, em geral, à DCA, desenvolver tecnologias e produtos biológicos que garantam a conservação, valorização e uso sustentável dos recursos genéticos animais, a melhoria da alimentação e a profilaxia e controlo de doenças.

    

Dep. de Nutrição e Alimentos Dep. de Sanidade e Produção Animal Unidade de Gestão de Qualidade Laboratório Central de Veterinária Centro de Recursos Genéticos e Técnicas de Reprodução Animal Assistida

 

Unidade de Produção de Vacinas Unidade de Estatística e Desenho Experimental

COORDENAÇÃO Zacarias Massango zmassango@gmail.com 32


Competências IIAM - Instituto de Investigação Agrária de Moçambique DCA - Direcção de Ciências Animais

Departamento de Nutrição e Alimentos COMPETÊNCIAS São competências deste departamento:

 Identificar, desenvolver, produzir e padronizar métodos e técnicas de pesquisa para a determinação da qualidade dos recursos existentes para alimentação animal;

 Realizar investigação para o melhoramento de qualidade e desenvolvimento de

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Agro-indústria e Produção Alimentar Qualidade e segurança Tecnologia dos alimentos de origem animal

novos produtos para a alimentação animal;

 Realizar estudos de tecnologia alimentar para o melhoramento de qualidade e

Projecto industrial e dimensionamento

conservação, bem como o desenvolvimento de novos produtos de origem animal destinados ao consumo humano;

 Efectuar o controlo físico-químico e microbiológico de produtos e forragens destinados ao consumo animal e de produtos de origem animal destinados ao consumo humano;

 Efectuar o controlo ambiental nas indústrias de processamento e centrais de incubação;

 Supervisionar laboratórios no domínio da nutrição e qualidade de alimentos. Subdivide-se em: Secção de Microbiologia de Alimentos e Repartição de Química.

33

COORDENAÇÃO António Sumbana manitosumbana@gmail.com


Catálogo Moçambique IIAM - Instituto de Investigação Agrária de Moçambique DCA - Direcção de Ciências Animais

Departamento de Sanidade e Produção Animal COMPETÊNCIAS Compete ao Departamento de Sanidade e Produção Animal:

 Desenvolver e coordenar a implementação de programas de pesquisa e metodologias para a recolha, análise e processamento de dados clínicos, epidemiológicos e de material patológico para a identificação das causas de morbidez e mortalidade de animais;

 Desenvolver e testar metodologias e técnicas para a investigação dos subsistemas

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Ciências Animais e Veterinárias Sistemas de Produção Animal Sanidade Animal e Epidemiologia Alimentação e nutrição animal

pecuários;

 Identificar áreas estratégicas de pesquisa e desenvolvimento, particularmente o estabelecimento de indicadores de produção e produtividade das espécies pecuárias e bravias;

 Pesquisar métodos economicamente eficientes de controlo de doenças e de aumento da produção e produtividade animal;

 Promover tecnologias de agro-processamento de baixo custo dos produtos de origem animal, estimulando a sua diversificação;

 Desenvolver programas de melhoramento de raças com maior resistência às doenças endémicas no país;

COORDENAÇÃO Damião Nguluve d.nguluve@yahoo.com

 Promover e desenvolver estudos de tracção animal.

34


Competências IIAM - Instituto de Investigação Agrária de Moçambique DCA - Direcção de Ciências Animais

Unidade de Gestão de Qualidade COMPETÊNCIAS Compete à Unidade de Gestão de Qualidade:

 Estabelecer e desenvolver um sistema de gestão em conformidade com as normas das Organizações Internacionais de Padrões (ISO), específicas para os laboratórios de veterinária;

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Ciências Animais e Veterinárias Sanidade Animal e Epidemiologia

 Divulgar e assegurar a implementação de políticas e procedimentos de boas práticas de laboratório;

 Manter um sistema de documentação e registos técnicos de gestão de qualidade;  Garantir a gestão eficiente e o funcionamento adequado dos laboratórios, bem como a reparação, manutenção e calibragem do seu equipamento de acordo com as normas vigentes;

 Assegurar o desenvolvimento de práticas que privilegiem a protecção do meio ambiente e da saúde pública;

 Garantir a biossegurança das instalações e do pessoal dos laboratórios.

COORDENAÇÃO Maria do Carmo Carrilho mcarmozfc@yahoo.com.br 35


Catálogo Moçambique IIAM - Instituto de Investigação Agrária de Moçambique DCA - Direcção de Ciências Animais

Laboratório Central de Veterinária COMPETÊNCIAS Compete ao Laboratório Central de Veterinária:

 Desenvolver novos métodos e técnicas de pesquisa e diagnóstico de doenças;  Identificar e criar metodologias padronizadas, garantindo o controlo de qualidade de diagnóstico nos laboratórios dos Centros Zonais e outros laboratórios sob o controlo do Estado;

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Ciências Animais e Veterinárias Sanidade Animal e Epidemiologia Saúde Animal

 Efectuar a recolha, análise e processamento de dados clínicos, epidemiológicos e de material patológico para a identificação de causas de morbilidade e mortalidade de animais;

Ciências Biológicas Biologia Animal

 Identificar e propor linhas de trabalho e investigação sobre doenças de animais;

Biotecnologia

 Garantir a formação e acompanhamento especializado a técnicos de laboratório;

Microbiologia

 Realizar estudos para o desenvolvimento de novas vacinas e produtos biológicos, garantindo a sua qualidade e disponibilidade;

 Efectuar a supervisão técnica dos laboratórios regionais e provinciais de veterinária no âmbito do diagnóstico de doenças.

COORDENAÇÃO Subdivide-se em: Repartição de Anatomia Patológica, Repartição de Virologia, Repartição de Bacteriologia, Repartição de Parasitologia, Repartição de Imunologia e Repartição de Toxicologia. 36

Sara Achá sjacha@hotmail.com


Competências IIAM - Instituto de Investigação Agrária de Moçambique

Centro de Recursos Genéticos e Técnicas de Reprodução Animal Assistida

DCA - Direcção de Ciências Animais

COMPETÊNCIAS Compete ao Centro de Recursos Genéticos e Técnicas de Reprodução Animal Assistida:

 Identificar, desenvolver e viabilizar tecnologias de reprodução e melhoramento, por forma a aumentar a disponibilidade de animais de alto mérito genético, com ênfase nas raças nativas;

 Identificar e desenvolver métodos de avaliação, caracterização e conservação de

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Ciências Animais e Veterinárias Melhoramento e genómica animal Tecnologias de reprodução Biodiversidade e conservação de raças autóctones

germoplasma animal;

 Identificar, colher e conservar germoplasma animal, com ênfase nas raças nativas pecuárias e espécies passíveis de criação pecuária;

 Disponibilizar material genético para a reprodução acelerada e melhoramento dos efectivos pecuários;

 Coordenar a elaboração e implementação de estudos para a caracterização, conservação e uso de recursos genéticos animais;

 Garantir formação e reciclagem de técnicos especializados em técnicas de reprodução.

COORDENAÇÃO Maria da Glória Taela popytaela@gmail.com 37


Catálogo Moçambique IIAM - Instituto de Investigação Agrária de Moçambique DCA - Direcção de Ciências Animais

Unidade de Produção de Vacinas COMPETÊNCIAS Compete à Unidade de Produção de Vacinas:

 Produzir vacinas virais e bacterianas e outros produtos biológicos e promover o

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Ciências Animais e Veterinárias

seu uso no campo;

 Desenvolver e actualizar metodologias e técnicas de produção de vacinas;

Saúde Animal

 Formar pessoal técnico e auxiliar mediante realização de cursos, estágios, reciclagens, treino em serviço, seminários, palestras, conferências, congressos e outros;

 Realizar estudos para o desenvolvimento de novas vacinas e produtos biológicos, garantindo a sua qualidade e disponibilidade.

Ciências Biológicas Biologia Animal Biotecnologia Microbiologia

COORDENAÇÃO Amílcar Silva amilcarsilva99@yahoo.com.br 38


Competências IIAM - Instituto de Investigação Agrária de Moçambique DCA - Direcção de Ciências Animais

Unidade de Estatística e Desenho Experimental COMPETÊNCIAS Compete à Unidade de Estatística e Desenho Experimental:

 Assessorar os investigadores no desenho experimental e análise estatística de

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Ciências Animais e Veterinárias

dados;

 Apoiar e orientar os técnicos na definição de objectivos estatísticos, escolha de delineamentos, medições e tratamento de ensaios.

COORDENAÇÃO Carla Menezes carlamenezes786@gmail.com 39


Catálogo Moçambique IIAM - Instituto de Investigação Agrária de Moçambique

DFDTT - Direcção de Formação, Documentação e Transferência de Tecnologias

DESCRIÇÃO

GRUPOS DE ID&I

A DFDTT do IIAM tem, entre outras, as seguintes atribuições:

CES

 Formar técnicos do IIAM, do Ministério da Agricultura e de outras instituições

CITTAU

Departamento de Transferência de

públicas e privadas;

 Garantir a transferência de tecnologias a diferentes grupos de produtores agrários

Tecnologias

e fortalecer a ligação investigador-extensionista-produtor;

 Promover o uso de métodos participativos de diagnóstico no processo de pesquisa, testagem e avaliação de tecnologias e desenvolver a pesquisa socioeconómica;

 Divulgar e promover as actividades e os resultados de investigação do IIAM;  Desenvolver, promover e implementar acções de formação não-formal de curta e

Outros grupos:

Departamento de Documentação, Informação e Comunicação

Departamento de Formação

média duração, visando a capacitação dos extensionistas, agentes de desenvolvimento e produtores;

 Promover a multiplicação, distribição e adopção de novas variedades do IIAM e avaliar a sua aceitabilidade pelos produtores;

 Realizar estudos socioeconómicos.

COORDENAÇÃO Albertina Alage albertinaalage@yahoo.co.uk

40


Competências IIAM - Instituto de Investigação Agrária de Moçambique DFDTT - Direcção de Formação, Documentação e Transferência de Tecnologias

CES - Centro de Estudos Socioeconómicos O Centro foi criado para complementar os resultados da investigação agrária biofísica, de modo a contribuir para a reformulação de estratégias e políticas agrárias que se ajustem às novas dinâmicas socioculturais nas zonas rurais.

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Desenvolvimento Rural Cadeias de valor

COMPETÊNCIAS

Economia rural

 Realizar estudos de base (baseline);

Política rural

 Realizar estudos de integração de género;

Sociologia rural

 Realizar a análise de custos e benefícios das tecnologias melhoradas;  Avaliar o impacto da adopção de tecnologias nos sistemas de produção e nas condições de vida dos camponeses, o que pode contribuir para melhoria de estratégias de disseminação de tecnologias e reformulação de políticas agrárias ajustadas às novas dinâmicas socioculturais nas zonas rurais;

 Assegurar a implementação de diagnósticos socioeconómicos no processo participativo para determinação dos constrangimentos e oportunidades nos sistemas de produção agrários;

 Elaboração de programas de formação de técnicos em métodos de planificação e implementação de projectos de investigação e análises socioeconómico.

41

COORDENAÇÃO Graça Manjate Gracamanjate@gmail.com


Catálogo Moçambique IIAM - Instituto de Investigação Agrária de Moçambique DFDTT - Direcção de Formação, Documentação e Transferência de Tecnologias

CITTAU - Centro de Investigação e Transferência de Tecnologias Agrárias de Umbelúzi Centro especializado do IIAM, sem fins lucrativos, vocacionado para a demonstração e transferência de tecnologias agrárias, com vista à promoção e massificação do uso das mesmas pelos produtores, contribuindo para a diversificação tecnológica, aumento da produção e da produtividade agrária, bem como para a melhoria da SAN.

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Agricultura e Ciências Agrárias Sistemas de produção agrícola Produtividade das culturas

COMPETÊNCIAS

Irrigação e drenagem

 Disseminar tecnologias agrárias desenvolvidas pelo IIAM e seus parceiros;  Conduzir testes de adaptabilidade das tecnologias importadas da China e de outros países e disseminá-las para os produtores, extensionistas e estudantes através das demonstrações e formações;

 Ajudar a comunidade a desenvolver capacidades e competências locais para utilização e massificação de tecnologias agrárias nas suas actividades produtivas.

COORDENAÇÃO

SERVIÇOS ID&I Formação e capacitação técnica; demonstração de resultados de investigação.

42

Otília Tamele Tomo otiliatamele@gmail.com


Competências IIAM - Instituto de Investigação Agrária de Moçambique DFDTT - Direcção de Formação, Documentação e Transferência de Tecnologias

Departamento de Transferência de Tecnologias Este departamento funciona como unidade de apoio e foi criada com intuito de garantir que os resultados de pesquisa do IIAM são devidamente disseminados e transferidos para a extensão e outros actores relevantes do sector agrário.

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Agricultura e Ciências Agrárias Nutrição vegetal e fertilização

COMPETÊNCIAS  Inventariar e facilitar o acesso a tecnologias, práticas e utilizações potenciais que

Produtividade das culturas Sistemas de produção agrícola

respondam às necessidades específicas das populações locais;

 Desenvolver e avaliar métodos de transferência de tecnologias;

Ciências Animais e Veterinárias

 Assegurar a disseminação e transferência de resultados de pesquisa e de

Alimentação e nutrição animal Sistemas de produção animal

tecnologias agrárias para o sector produtivo;

 Estabelecer a ligação com outras instituições públicas e privadas no que diz

Sanidade animal e epidemologia

respeito ao desenvolvimento e disseminação de tecnologias para os diferentes grupos-alvo;

 Assessorar os Centros Zonais nas actividades de difusão e transferência de tecnologias apropriadas.

COORDENAÇÃO Carlos Filimone cfilimone@gmail.com 43


Catálogo Moçambique IIAM - Instituto de Investigação Agrária de Moçambique

Centros Zonais

Os Centros Zonais do IIAM agrupam várias unidades/centros locais de pesquisa com base nas zonas agro-ecológicas de Moçambique, por forma a garantir que as soluções tecnológicas são desenvolvidas de acordo com as características edafo-climáticas, sistemas de produção e comunidades locais, tendo em conta os desafios das mudanças climáticas e preocupações ambientais de cada região.

CZC - Centro Zonal Centro

COORDENAÇÃO Carlos Quembo carlos.quembo@gmail.com

Centro de Liderança de Arroz de Namacurra (CLA)* Centro Provincial de Formação Agrária de Sofala Estação Agrária de Sussundenga (EAS) Estação Experimental de Arroz de Muirrua (EEM) Estação Florestal de Madonge (EFM) Estação Zootécnica de Angónia (EZA) Estação Zootécnica de Chimoio (EZC) Laboratório Regional de Veterinária de Chimoio (LRV) Posto Agronómico de Chemba (PAC)** Posto Agronómico de Messambuzi (PAM) Posto Agronómico de Ntengo Umodzi (PANU) * Ainda em construção e prevê o inicio do seu funcionamento em 2020 ** Encerrado devido ao estado de degradação

44


Competências IIAM - Instituto de Investigação Agrária de Moçambique Centros Zonais

CZNE - Centro Zonal Nordeste Centro de Formação de Fruteiras do Namialo (CFF) Centro de Investigação de Mapupolo (CIAM) Centro de Investigação do Caju (CIC) Centro de Investigação e Multiplicação de Sementes de Algodão do Namialo (CIMSAN) Estação Florestal de Nametil (EFN) Laboratório Regional de Veterinária Posto Agronómico de Namapa (PAN) Posto Agronómico de Nametil (PAN) Posto Agronómico de Nampula (PAN)*

CZNO - Centro Zonal Noroeste

COORDENAÇÃO António Chamuene chamuene@gmail.com

COORDENAÇÃO Magalhães Amade Miguel magalhaesamademiguel2013@gmail.com

Centro Provincial de formação Agrária (CPFA) Laboratório de Cultura de Tecidos (LCT) Unidades Experimentais * Alberga o Laboratório Regional de Análise de Solos e Plantas e o Laboratório Regional de Cultura de Tecidos e Fitopatologia

45


Catálogo Moçambique IIAM - Instituto de Investigação Agrária de Moçambique Centros Zonais

CZS - Centro Zonal Sul

COORDENAÇÃO Celestina Jochua celestina_jochua@hotmail.com

Centro de Formação Agrária de Maniquenique (CFAM) Centro de Investigação Florestal (CIF)* Estação Agrária de Chókwè (EAC) Estação Agrária de Umbelúzi (EAU) Estação Zootécnica de Chobela (EZC) Estação Zootécnica de Mazimichopes (EZM) Laboratório Regional de Veterinária de Gaza (LRVG) Posto Agronómico de Nhacoongo (PANH) Posto Agronómico de Ricatla (PAR)

*O CIF alberga o Laboratório de Sementes Florestais e o Laboratório de Tecnologia de Madeira.

46


Competências IIAM - Instituto de Investigação Agrária de Moçambique Centro Zonal Nordeste

CIMSAN - Centro de Investigação e Multiplicação de Sementes de Algodão do Namialo COMPETÊNCIAS O CIMSAN, sediado no posto Administrativo do Namialo, distrito de Meconta, Província de Nampula, é uma instituição responsável pela orientação e coordenação das actividades de investigação da cultura do algodão em Moçambique, sendo parte integrante do IIAM. O programa nacional de investigação de algodão do CIMSAN, uma das unidades experimentais do CZNE em Nampula, tem como ênfase as seguintes áreas temáticas: melhoramento genético do algodão, protecção de plantas e agronomia e sistemas de produção.

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Agricultura e Ciências Agrárias Genética e melhoramento de plantas Pragas e doenças Sementes e propagação Sistemas de produção agrícola

O CIMSAN, em parceria com outras instituições (nomeadamente o IAM - Instituto do Algodão de Moçambique) e empresas algodoeiras, tem desenvolvido pesquisas com os seguintes objectivos gerais de intervenção: - Desenvolver e identificar variedades de algodão melhoradas e adaptadas às condições locais de produção; - Produzir semente de algodão; - Desenvolver sistemas de maneio integrado de pragas, doenças e infestantes; - Garantir o acesso dos produtores de algodão às tecnologias desenvolvidas, incluindo semente de variedades melhoradas e de boa qualidade.

COORDENAÇÃO Manuel Pedro Maleia mmaleia@gmail.com 47


Competências

INCAJU - Instituto de Fomento do Caju

www.incaju.gov.mz

DESCRIÇÃO

O INCAJU é uma instituição de direito público, dotada de personalidade jurídica e autonomia administrativa e financeira. É uma instituição de âmbito nacional que se subordina ao MASA. A missão do INCAJU é contribuir para a SAN e a renda dos produtores agrários envolvidos na cadeia de valor do caju, de forma competitiva, garantindo a equidade social e de género. Compete ao INCAJU promover, de forma sustentável, o aumento da produção e da qualidade da castanha, a organização da comercialização e a estruturação da indústria de processamento, em coordenação com todas as entidades interessadas, tendo em vista a transformação das vantagens comparativas do país em vantagens competitivas, incrementar a renda das famílias rurais, gerar emprego e contribuir para a melhoria da balança de pagamentos.

DEPARTAMENTOS

Departamento de Investigação do Caju

49


Catálogo Moçambique INCAJU - Instituto de Fomento do Caju

Departamento de Investigação do Caju

DESCRIÇÃO

GRUPOS DE ID&I

O Programa Nacional de Investigação do Caju indica como grandes constrangimentos na produção da cultura do cajueiro em Moçambique, certos factores técnicos, tais como pragas, doenças, material genético de baixa qualidade e ineficiente sistema de extensão rural; e factores estruturais tais como difícil acesso ao crédito para os produtores rurais, a falta de uma legislação específica para a comercialização da castanha do caju e o baixo preço da castanha de caju ao nível do produtor familiar.

O Departamento de Investigação do Caju surge assim com vista a contribuir para a obtenção de respostas à demanda do subsector do caju. Os técnicos afectos à investigação do caju e de outras culturas tuteladas pelo INCAJU são regidos pelo Estatuto do Investigador Científico, aprovado pelo Decreto nr. 16/2006, de 22 de Junho, do Conselho de Ministros.

SERVIÇOS ID&I Realização de monitorias da adaptabilidade, adopção e avaliação de impacto das tecnologias disseminadas. 50

Repartição de Produção e Protecção do Caju

Repartição de Melhoramento Genético e Biotecnologia do Cajueiro

Repartição de Estudos Socioeconómicos


Competências INCAJU - Instituto de Fomento do Caju Departamento de Investigação do Caju

Departamento de Investigação do Caju (cont.) COMPETÊNCIAS As principais linhas de pesquisa são: 1) Protecção de plantas no contexto do maneio e controlo de pragas e doenças do cajueiro; 2) Melhoramento com vista à obtenção de clones superiores de cajueiro; 3) Transferência de tecnologias; 4) Actividades interdisciplinares e apoio institucional.

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Agricultura e Ciências Agrárias Sementes e propagação

Compete ao Departamento de Investigação do Caju:

Genética e melhoramento de plantas

 Gerar tecnologias de produção do caju e culturas sob tutela do INCAJU;

Pragas e doenças

 Elaborar e implementar, em coordenação com as instituições nacionais e internacionais especializadas, acções de investigação e transferência de tecnologias no âmbito das cadeias de valor das culturas tuteladas pelo INCAJU;

Desenvolvimento Rural Cadeias de valor

 Realizar ensaios de campo que integrem a participação dos produtores dos sectores familiar, comercial e/ou organizados em moldes colectivos;

 Realizar estudos laboratoriais e em estufas para obtenção de resultados científicos que contribuam para o crescimento das culturas sob tutela do INCAJU;

 Organizar e participar em eventos científicos nacionais e internacionais que contribuam para o conhecimento técnico;

 Produzir material de divulgação de tecnologias testadas e adequadas para os produtores familiares e comerciais de caju e de outras culturas sob tutela do INCAJU. 51

COORDENAÇÃO Américo Uaciquete amuaciquete@gmail.com


Competências

INIR - Instituto Nacional de Irrigação

www.inir.gov.mz

DESCRIÇÃO

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS

O INIR é uma instituição pública dotada de personalidade jurídica, autonomia técnica e administrativa. É tutelado pelo Ministro que superintende a área da agricultura.

Agricultura e Ciências Agrárias Irrigação e drenagem

COMPETÊNCIAS  Estudos de aproveitamento de terra e água para fins agrários;

COORDENAÇÃO

 Promoção e execução de actividades de pesquisa de carácter científico ou

Paiva Munguambe

tecnológico no domínio da hidráulica agrícola.

inir.minag@gmail.com

53


Universidades e Institutos PolitĂŠcnicos


Catálogo Moçambique

FAEF

O presente organograma apenas se refere a uma parte da estrutura da Faculdade de Agronomia e Engenharia Florestal.

Conselho da Faculdade Director da Faculdade Director Adjunto Investigação e Extensão

Director Adjunto Graduação

Dep. Economia Desenvolvimento Agrário

Dep. Engenharia Florestal

Dep. Engenharia Rural

 Secção

 Secção Ciência e

 Secção

Comunicação e Sociologia Agrária

 Secção Economia

Tecnologia da Madeira

 Secção Economia e Maneio Florestal

 Secção Exploração e Transporte da Madeira

 Secção Silvicultura

Agrohidrologia e Climatologia

 Secção Ciência de Solos

 Secção Engenharia Agrícola

Director Adjunto Administração

Director Adjunto Pós-Graduação

Dep. Produção Vegetal

 Secção Botânica e Fisiologia Vegetal

 Secção Genética e Melhoramento de Plantas

 Secção Produção Vegetal

Dep. Protecção Vegetal

 Grupo de investigação Fitofarmacologia

 Grupo de investigação Fitopatologia

 Grupo de investigação Herbologia e Infestantes Agrícolas

 Secção Uso de Terra e Água

 Grupo de investigação Maneio de Pragas

56

CEAGRE

CEDAS

CEFLOMA


Competências

FAEF - Faculdade de Agronomia e Engenharia Florestal Universidade Eduardo Mondlane

FAEF www.agronomia.uem.mz

DESCRIÇÃO

A FAEF é uma das onze faculdades da UEM, criada com o objectivo de formar técnicos superiores de qualidade em ciências agronómicas e florestais, bem como de desenvolver actividades nas áreas científicas e competências a ela associadas, proporcionando ferramentas de alavancagem ao desenvolvimento do país. Ao longo da sua existência, a FAEF formou a maioria dos técnicos de agronomia e florestas existentes no país e até alguns dos seus actuais líderes. Publicou ainda estudos de referência internacional nas suas áreas de actuação.

DEPARTAMENTOS Académicos  Economia e Desenvolvimento Agrário

   

Engenharia Rural

Não-académicos  CEAGRE - Centro de Agricultura e Gestão de Recursos Naturais  CEDAS - Centro de Desenvolvimento Agrário de Sabie

Produção Vegetal

CEFLOMA - Centro Agro-florestal de Machipanda

Engenharia Florestal

Protecção Vegetal 57


Catálogo Moçambique FAEF - Faculdade de Agronomia e Engenharia Florestal

Departamento de Economia e Desenvolvimento Agrário

DESCRIÇÃO

GRUPOS DE ID&I

O departamento foi instituído em 2012, no âmbito de reformas levadas a cabo pela FAEF, com vista a dinamizar o processo de ensino-aprendizagem, pesquisa e extensão. A principal função do departamento é coordenar o processo de ensinoaprendizagem, bem como realizar investigação e extensão na componente social da agricultura.

Secção de Comunicação e Sociologia Agrária

Secção de Economia

É um departamento académico, responsável por 1 licenciatura em Agroeconomia e Extensão Agrária, 3 mestrados (Desenvolvimento Rural, Extensão Agrária e Economia Agrária) e 10 disciplinas leccionadas ao nível da licenciatura em Agronomia. Tem ainda prevista a introdução de um Doutoramento em Gestão e Políticas Agroalimentares.

SERVIÇOS ID&I  Apoio e colaboração com outras entidades (governamentais ou privadas) através da docência e investigação;

COORDENAÇÃO Bruno Araújo baraujmz@gmail.com

 Participação na organização de eventos;  Participação em seminários. 58


Competências FAEF - Faculdade de Agronomia e Engenharia Florestal Departamento de Economia e Desenvolvimento Agrário

Secção de Comunicação e Sociologia Agrária

Secção de Economia

COMPETÊNCIAS

COMPETÊNCIAS

   

 Análise custo-benefício;  Análise de mercados agrários, incluindo análise de cadeia de

Disseminação de inovações tecnológicas agrárias; Análises de sistemas de produção;

valor;

Práticas de produção dos produtores;

   

Avaliação de programas de desenvolvimento rural.

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS

Gestão e administração de negócios agrários; Análise de viabilidade de projectos agrários; Economia da água (enquadrada na Economia Rural); Segurança alimentar.

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS

Agricultura e Ciências Agrárias

Desenvolvimento Rural

Agricultura e Ciências Agrárias

Desenvolvimento Rural

Sistemas de produção agrícola

Política rural

Sistemas de produção agrícola

Economia rural

Produtividade das culturas

Cadeias de valor

Sociologia rural

Produtividade das culturas

COORDENAÇÃO Nicia Giva

Sociologia rural

COORDENAÇÃO 3ngiva@gmail.com

João Mutondo 59

joao.mutondo@gmail.com


Catálogo Moçambique FAEF - Faculdade de Agronomia e Engenharia Florestal

Departamento de Engenharia Florestal

DESCRIÇÃO

GRUPOS DE ID&I

Desenvolve investigação e trabalho na área da silvicultura, economia de maneio, ciência e tecnologia da madeira, exploração e transporte da madeira e ambiente e vida selvagem.

Secção de Ciência e Tecnologia da Madeira

Secção de Economia e Maneio Florestal

Secção de Exploração e Transporte da Madeira

Secção de Silvicultura

COORDENAÇÃO Bernard Guedes besoguedes@gmail.com

60


Competências FAEF - Faculdade de Agronomia e Engenharia Florestal Departamento de Engenharia Florestal

Secção de Ciência e Tecnologia da Madeira COMPETÊNCIAS  Controlo de qualidade, ID&I e assistência técnica à indústria e aos produtos produzidos com matéria-prima florestal;

 Planificação, organização e controlo de actividades industriais de transformação

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Ambiente Energias renováveis e bioenergia

mecânica, primária e secundária da madeira;

 Gestão de operações e actividades na indústria de (i) produção de painéis à base de madeira, (ii) transformação química ou semi-química da madeira, (iii) tecnologias de energia de biomassa florestal e (iv) outros produtos florestais;

 Realização de ensaios para (i) determinação das propriedades da madeira e

Floresta Tecnologia e processamento florestal

respectivas implicações na sua utilização e (ii) aplicação e aperfeiçoamento de metodologias e técnicas de secagem e preservação da madeira;

 Projecção e execução de estruturas simples de madeira.

COORDENAÇÃO Andrade Egas aegas8@gmail.com 61


Catálogo Moçambique FAEF - Faculdade de Agronomia e Engenharia Florestal Departamento de Engenharia Florestal

Secção de Economia e Maneio Florestal COMPETÊNCIAS  Gestão, produção, processamento e comercialização de produtos florestais madeireiros e não madeireiros;

 Planificação, coordenação, supervisão e execução de projectos em florestas

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Floresta Sistemas de produção florestal

plantadas e matas naturais;

 Elaboração de estudos de viabilidade e rentabilidade de empresas e projectos florestais;

 Utilização de tecnologias da informação e comunicação (TIC) na gestão de recursos florestais;

 Avaliação, qualitativa e quantitativa, da biomassa e carbono através de inventários florestais;

 Aplicação de políticas e legislação florestal;  Implementação de projectos de maneio florestal, incluindo o maneio comunitário e uso sustentável de recursos florestais.

COORDENAÇÃO Tarquinio Magalhães tarqmag@yahoo.com.br 62


Competências FAEF - Faculdade de Agronomia e Engenharia Florestal Departamento de Engenharia Florestal

Secção de Exploração e Transporte da Madeira COMPETÊNCIAS  Colheita, transporte de produtos florestais e abastecimento de matéria prima à indústria florestal;

 Planificação, execução de projectos e operações de abastecimento de indústrias

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Floresta Sistemas de produção florestal

que processam matéria prima florestal;

 Projecção e construção de estradas florestais, construções rurais e instalações complementares à actividade florestal;

 Controlo de operações, manutenção e reparação de máquinas e equipamentos utilizados na área florestal;

 Promoção do uso de equipamentos e maquinaria sustentável, adequados às diferentes actividades florestais.

COORDENAÇÃO Agnelo Fernandes agnelomozambique@gmail.com 63


Catálogo Moçambique FAEF - Faculdade de Agronomia e Engenharia Florestal Departamento de Engenharia Florestal

Secção de Silvicultura COMPETÊNCIAS  Estabelecimento, tratamento e maneio de florestas naturais e plantadas;  Planificação, execução, supervisão e avaliação de projectos de reflorestamento

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Floresta

com espécies nativas e exóticas;

 Elaboração e execução de projectos de implantação de viveiros florestais, tratamentos silviculturais, defesa fitossanitária, maneio e melhoramento florestal;

Pragas e doenças florestais Genética e melhoramento florestal Tecnologia e processamento florestal

 Desenvolvimento de sistemas agroflorestais e projectos de extensão florestal. Ambiente

COORDENAÇÃO Sílvia Mausse Sitoe smaussesitoe@gmail.com 64


Catálogo Moçambique FAEF - Faculdade de Agronomia e Engenharia Florestal

Departamento de Engenharia Rural

DESCRIÇÃO

GRUPOS DE ID&I

O Departamento de Engenharia Rural desenvolve investigação nas áreas de Agrohidrologia e Climatologia, Ciências dos Solos, Engenharia Agrícola e Uso de Terra e Água. Possui, além das funções de ensino e investigação, valências em extensão agrícola, nomeadamente através da realização de ensaios de campo e provisão de serviços vários.

Secção de Agro-hidrologia e Climatologia

Secção de Ciência de Solos

Secção de Engenharia Agrícola

Secção de Uso de Terra e Água

SERVIÇOS ID&I  Consultoria em: irrigação e drenagem, topografia agrícola, mecanização agrícola, energia na agricultura, fertilidade de solos, agroclimatologia, tecnologia póscolheita, processamento e conservação de alimentos;

   

Análises laboratoriais; Mapeamento de solos;

Workshops e formações de curta duração para agricultores e extensionistas; Ensaios de campo. 66

COORDENAÇÃO Mário Chilundo mchilundo@gmail.com


Competências FAEF - Faculdade de Agronomia e Engenharia Florestal Departamento de Engenharia Rural

Secção de Agrohidrologia e Climatologia

Secção de Ciência de Solos

COMPETÊNCIAS

COMPETÊNCIAS

 Climatologia virada para a agricultura, gestão de risco e

    

calamidades.

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Agricultura e Ciências Agrárias

Fertilidade do solo; Ciências do solo; Análise de parâmetros do solo; Compostagem.

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Ambiente

Agricultura e Ciências Agrárias

Meteorologia, clima e alterações climáticas

Nutrição vegetal e fertilização Produtividade das culturas

COORDENAÇÃO Felisberto Afonso

Tecnologias de conservação do solo;

COORDENAÇÃO felisberto.afonso@gmail.com

Rogério Borguete Rafael 67

rogerborguete@gmail.com


Catálogo Moçambique FAEF - Faculdade de Agronomia e Engenharia Florestal Departamento de Engenharia Rural

Secção de Engenharia Agrícola

Secção de Uso de Terra e Água

COMPETÊNCIAS

COMPETÊNCIAS

 Mecanização agrícola;  Tecnologias pós-colheita (técnicas de armazenamento e processamento, secagens, food processing, etc.);  Energia da agricultura;  Topografia agrícola.

   

Análises de água; Desenhos de projectos de irrigação; Mudanças climáticas e gestão de recursos hídricos; Melhoramento da produtividade da água na agricultura (smart

irrigation);

 Reutilização de efluentes urbanos;  Mapeamento de salinidade;  Agricultura em sequeiro e agricultura de conservação.

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS

Agricultura e Ciências Agrárias

Agroindústria e Produção Alimentar

Agricultura e Ciências Agrárias

Máquinas e infraestrutura agrícola

Conservação e pós-colheita

Irrigação e drenagem

Tecnologia dos produtos de origem vegetal

Produtividade das culturas

COORDENAÇÃO Alfredo Nhantumbo

COORDENAÇÃO abnhantumbo@yahoo.com

Sebastião Famba 68

sebastiao.famba@gmail.com


Catálogo Moçambique FAEF - Faculdade de Agronomia e Engenharia Florestal

Departamento de Produção Vegetal

DESCRIÇÃO

GRUPOS DE ID&I

Desenvolve investigação nas áreas de produção vegetal, genética e melhoramento de plantas e botânica e fisiologia vegetal.

Secção de Botânica e Fisiologia Vegetal

Secção de Genética e Melhoramento de Plantas

Secção de Produção Vegetal

COORDENAÇÃO João Nuvunga bennuvunga@gmail.com

70


Competências FAEF - Faculdade de Agronomia e Engenharia Florestal Departamento de Produção Vegetal

Secção de Botânica e Fisiologia Vegetal COMPETÊNCIAS  Estudo e sistematização das culturas de acordo com as suas características botânicas;

 Aplicação dos mecanismos fisiológicos e bioquímicos que determinam a

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Agricultura e Ciências Agrárias Produtividade das culturas

produção e produtividade das culturas;

 Compreensão dos mecanismos de adaptabilidade das culturas aos ecossistemas agrícolas.

COORDENAÇÃO Alfredo Magumisse alfredo.magumisse@uem.mz 71


Catálogo Moçambique FAEF - Faculdade de Agronomia e Engenharia Florestal Departamento de Produção Vegetal

Secção de Genética e Melhoramento de Plantas COMPETÊNCIAS  Desenvolvimento de programas/métodos de melhoramento de plantas;  Desenvolvimento de tecnologias de produção de sementes;  Aplicação das bases do melhoramento moderno (Biotecnologia).

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Agricultura e Ciências Agrárias Genética e melhoramento de plantas

COORDENAÇÃO Hilario Magaia hmagaia@uem.mz 72


Competências FAEF - Faculdade de Agronomia e Engenharia Florestal Departamento de Produção Vegetal

Secção de Produção Vegetal COMPETÊNCIAS  Produção de culturas alimentares e industriais;

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS

 Maneio e gestão de áreas de produção;

Agricultura e Ciências Agrárias

 Desenvolvimento de tecnologias de produção de culturas;

Sistemas de produção agrícola

 Maneio de áreas de pasto e de produção de forragens;  Horticultura e fruticultura.

COORDENAÇÃO Por nomear

73


Catálogo Moçambique FAEF - Faculdade de Agronomia e Engenharia Florestal

Departamento de Protecção Vegetal

DESCRIÇÃO

GRUPOS DE ID&I

Este departamento é vocacionado para a formação académica, investigação e extensão na área de protecção de plantas, incluindo doenças, pragas, infestantes, fitofarmacologia, etc.

Trabalha com várias entidades operando no sector agrícola, com destaque para o MITADER - Ministério da Terra, Ambiente e Desenvolvimento Rural, nomeadamente no suporte técnico à criação de clínicas fitossanitárias. Interage também com outras instituições de ensino nacionais (ISPM e ISPM) e internacionais, na capacitação e desenvolvimento de projectos conjuntos.

Grupo de investigação de Fitofarmacologia

Grupo de investigação de Fitopatologia

Grupo de investigação de Herbologia e Infestantes Agrícolas

Grupo de investigação de Maneio de Pragas

COORDENAÇÃO Amélia Sidumo asidumo2@gmail.com

74


Competências FAEF - Faculdade de Agronomia e Engenharia Florestal Departamento de Protecção Vegetal

Grupo de investigação de Fitofarmacologia

Grupo de investigação de Fitopatologia

COMPETÊNCIAS

COMPETÊNCIAS

 Estudo da utilização dos fármacos, incluindo pesticidas

 Formação a indivíduos, empresas ou grupos de agricultores;

botânicos e outros produtos alternativos aos químicos e fármacos comerciais.

 Identificação de infestantes.

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS

Agricultura e Ciências Agrárias

Agricultura e Ciências Agrárias

Pragas e doenças

Pragas e doenças

COORDENAÇÃO Tomás Chiconela

COORDENAÇÃO tchiconela@uem.mz

Ana Mondjana 75

amondjana@uem.mz


Catálogo Moçambique FAEF - Faculdade de Agronomia e Engenharia Florestal Departamento de Protecção Vegetal

Grupo de investigação de Herbologia e Infestantes Agrícolas

Grupo de investigação de Maneio de Pragas

COMPETÊNCIAS

COMPETÊNCIAS

 Estudo da biologia, ecologia, determinação dos períodos

 Estudo de pragas de plantas (investigação das causas,

críticos de competição entre as infestantes e as culturas, métodos de controlo (culturais, mecânicos e químicos) das infestantes.

dinâmicas das populações, sua manifestação e respectivo maneio).

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS

Agricultura e Ciências Agrárias

Agricultura e Ciências Agrárias

Pragas e doenças

Pragas e doenças

COORDENAÇÃO Tomás Chiconela

COORDENAÇÃO tchiconela@uem.mz

Amélia Sidumo 76

asidumo2@gmail.com


Competências FAEF - Faculdade de Agronomia e Engenharia Florestal

Outros centros

CEFLOMA - Centro Agro-florestal de Machipanda

COORDENAÇÃO

Centro de transferência de tecnologias e estágios académico-profissionais nos sectores agro-florestais e de apicultura.

Ernesto Uetimane Junior wetimane@gmail.com

CEAGRE - Centro de Agricultura e Gestão de Recursos Naturais

COORDENAÇÃO

Centro de investigação aplicada; formação e disseminação de conhecimentos e tecnologias; avaliação, inventários e levantamentos de base; assistência técnica à produção e gestão agrária; e avaliação de políticas, programas e projectos agrários e de desenvolvimento rural.

Almeida Sitoe almeidasitoe@gmail.com

CEDAS - Centro de Desenvolvimento Agrário de Sabie

COORDENAÇÃO

O CEDAS é um departamento não-académico da FAEF, cujo mandato é a transferência de tecnologia para as comunidades em redor, para o desenvolvimento rural. Está a funcionar como apoio ao ensino, de duas formas: ensino à distância e actividades de campo para os estudantes. Tem infraestruturas que permitem estadias dos estudantes e investigadores, contacto com os agricultores e visitas (nomeadamente dos parceiros) aos principais complexos de produção.

Hilário Magaia magaiahilario@gmail.com

77


Catálogo Moçambique O presente organograma apenas se refere a uma parte da estrutura da Faculdade de Veterinária.

FAVET Conselho de Faculdade Director

Dir. Adjunto Investigação e Extensão

Departamentos

Clínicas

ParaClínicas

PréClínicas

Produção Animal

Comissão Científica

CEVET

Conselho de Direcção

Dir. Adjunto para PósGraduação

Coorden. Mestrado

CUC

Comissão Pedagógica

Dir. Adjunto para Graduação

Directores de Curso

Granja HEV TIC Registo Académico Graduação

78

Registo Académico Graduação

Dir. Adjunto para Administração


Competências

FAVET - Faculdade de Veterinária Universidade Eduardo Mondlane

www.veterinaria.uem.mz

DESCRIÇÃO

A FAVET, fundada há 54 anos, é a segunda mais antiga escola de veterinária na região da SADC, e a única instituição de ensino superior que lecciona o curso de Medicina Veterinária em Moçambique. Tem cinco departamentos e quatro centros, onde a extensão tem maior expressão. A FAVET oferece licenciaturas em: Medicina Veterinária, Ciência e Tecnologia de Alimentos e Ciência e Tecnologia Animal; três mestrados em Produção Animal, Segurança de Alimentos e Medicina Veterinária Preventiva. Ao nível do doutoramento, a faculdade oferece o curso de Biociências. As actividades de investigação e extensão estão ligadas ou associadas ao ensino dos cursos ministrados na faculdade. A investigação é desenvolvida com apoio financeiro de agências tais como: Sida/SAREC; FNI do MCTESTP; CNPq Brasil; GALVmed; CIRAD; SACIDS; DANIDA; Australia Awards in Africa; Cooperação Italiana.

DEPARTAMENTOS Académicos e científicos  Clínicas

  

Para-Clínicas Pré-Clínicas Produção Animal

Centros e departamentos não académicos  CEVET - Centro de Extensão Veterinária

   

79

CUC - Centro Universitário de Changalane Granja da FAVET HEV - Hospital Escolar Veterinário Tecnologias de Informação, Comunicação e Biblioteca


Catálogo Moçambique FAVET - Faculdade de Veterinária

Departamento de Clínicas

Departamento de Para-clínicas

DESCRIÇÃO

DESCRIÇÃO

Este departamento lecciona disciplinas relacionadas com a sanidade animal e realiza a extensão e investigação na área de clínica e saúde animal.

Este departamento providencia aos estudantes educação específica de apoio às clínicas e saúde pública. A investigação e extensão focam as áreas do diagnóstico laboratorial de doenças, incluindo zoonoses, e qualidade e segurança de alimentos.

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS

Ciências Animais e Veterinárias

Ciências Animais e Veterinárias

Saúde Animal

Saúde Animal

COORDENAÇÃO

COORDENAÇÃO

Samuel Bila bilavet@hotmail.com

Claudio Laisse claudiolaisse@gmail.com 80


Competências FAVET - Faculdade de Veterinária

Departamento de Pré-clínicas

Departamento de Produção Animal

DESCRIÇÃO

DESCRIÇÃO

Este departamento lecciona disciplinas básicas dos cursos de graduação, preparando os estudantes para as disciplinas de especialidade.

O departamento cuida de todos os assuntos de produção animal, desde o ensino à investigação e extensão. Foca-se especificamente na produção de produtos de origem animal: bovinos, caprinos, ovinos, suínos, coelhos, aves e peixe.

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Ciências Animais e Veterinárias

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Ciências Animais e Veterinárias Sistemas de Produção Animal

Ciências Biológicas

COORDENAÇÃO

COORDENAÇÃO

Paulo Bagasse pbagasse@gmail.com

Geraldo Dias geraldo.dias@uem.mz 81


Catálogo Moçambique

CB.UEM

Conselho do Centro

Conselho Científico

Conselho do Direcção

Director

Director Adjunto

Departamento de Caracterização Genética de Populações e Biodiversidade

Departamento de Diagnóstico e Epidemologia Molecular

Departamento de Toxicologia Molecular e Ambiente

Director de Curso

82

Departamento de Administração e Finanças


Competências

CB.UEM - Centro de Biotecnologia Universidade Eduardo Mondlane

www.cb.uem.mz

DESCRIÇÃO

O CB.UEM foi estabelecido em Maio de 2005, como um consórcio de quatro faculdades, nomeadamente as faculdades de Veterinária, Ciências, Agronomia e Engenharia Florestal e Medicina. O objectivo principal era unir as valências dessas quatro faculdades e também maximizar a utilização do potencial projectado. O Centro apoia-se numa organização administrativa que compreende quatro departamentos, sendo três deles de investigação e um financeiro. O Centro conta com uma infra-estrutura física constituída pelo edifício principal do Centro com os laboratórios de especialidade, sala dos investigadores, sala de reuniões e direcção, edifício da Administração e contabilidade, laboratório nível III, Biotério e estábulo anti -mosca e laboratórios anexos. As linhas de investigação do Centro são: i) Controlo e diagnóstico de doenças humanas, animais e vegetais; ii) Estudo da biodiversidade e conservação de espécies vegetais e animais, bravias e domésticas; iii) Protecção ambiental.

DEPARTAMENTOS

  

Caracterização Genética de Populações e Biodiversidade Diagnóstico e Epidemiologia Molecular Toxicologia Molecular e Ambiente 83


Catálogo Moçambique CB.UEM - Centro de Biotecnologia da Universidade Eduardo Mondlane

CB.UEM

DESCRIÇÃO

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS

A vocação primária do CB.UEM é a investigação, a formação e a prestação de serviços na área de Biotecnologia As principais linhas de investigação e formação são:

Ciências Biológicas

 Controlo e diagnóstico de doenças humanas, animais e vegetais;

Ecossistemas, biodiversidade e conservação

 Estudo da biodiversidade e conservação de espécies vegetais e animais, bravias e domésticas;

 Protecção ambiental.

SERVIÇOS ID&I Caracterização genética; Diagnóstico da mancha branca do camarão (INAQUA, Aquapesca, Sol e Mar); Diagnóstico de sementes geneticamente modificadas (Agrocrop, Agrotrade); Diagnóstico serológico de T. congolense em amostras de soro bovino; Diagnóstico do amarelecimento letal do coqueiro.

84

Biotecnologia Microbiologia


Competências CB.UEM - Centro de Biotecnologia da Universidade Eduardo Mondlane

Departamento de Caracterização Genética de Populações de Biodiversidade

COORDENAÇÃO

Departamento de Diagnóstico e Epidemiologia Molecular

COORDENAÇÃO

Departamento de Toxicologia Molecular e Ambiente

COORDENAÇÃO

Ivete Maquia

José Fafetine

Olívia Pedro

85

ivetemaquia@gmail.com

jfafetine@yahoo.com

olypedro76@gmail.com


Catálogo Moçambique

ESNEC Conselho da Escola Director da Escola

(…)

Director Adjunto para Graduação

Dep. Gestão

Dep. Agricultura Agro-Negócios

Director Adjunto para Investigação e Extensão

Administradora

Rep. Tecnologias de Informação e Comunicação Rep. Serviços de Documentação

Agricultura Comercial Laboratórios Dep. Estágios

O presente organograma apenas se refere a uma parte da estrutura da Escola Superior de Empreendedorismo do Chibuto. Salvaguarda-se ainda que este organograma se encontra actualmente numa fase de reestruturação.

Dep. Ciências Aplicadas

86


Competências

ESNEC - Escola Superior de Empreendedorismo do Chibuto Universidade Eduardo Mondlane

www.esnec.uem.mz

DESCRIÇÃO

A ESNEC foi criada em 25 de Novembro de 2008 por deliberação do Conselho Universitário da UEM, tendo entrado em funcionamento em Janeiro de 2009, com estudantes distribuídos pelos cursos de Agro-negócios, Gestão e Liderança e Comércio e Finanças. Em 2010 a escola introduz o curso de Agricultura Comercial e o regime pós-Laboral para os cursos de Finanças e Gestão e Liderança. Com a revisão dos currículos em 2013, a partir de 2014 a ESNEC passou a leccionar os seguintes cursos de licenciatura: Agronegócios, Agricultura Comercial, Gestão Comercial, Gestão de Empresas e Finanças.

DEPARTAMENTOS

  

Agricultura Ciências Aplicadas Gestão

87


Catálogo Moçambique ESNEC - Escola Superior de Empreendedorismo do Chibuto

Departamento de Agricultura

DESCRIÇÃO

GRUPOS DE ID&I

O Departamento de Agricultura da ESNEC possui 2 cursos de licenciatura, em Agricultura Comercial e Agro-negócios. Ambos os cursos têm como objectivos formar técnicos superiores capazes de identificar e explorar oportunidades de produção e comercialização agrária em larga escala, bem como desenvolver iniciativas empresariais e de auto-emprego no sector agrário, para resolver problemas ligados à criação, gestão e assistência de empresas agrárias e das comunidades rurais. Para além das funções de ensino, o departamento de Agricultura também está inserido em missões de investigação e extensão, através do desenvolvimento de diversas parcerias e projectos com outras instituições e também através da formação dos agricultores locais (em aspectos ligados à produção de mudas de fruteiras e de hortícolas) e fornecimento comercial de mudas. A nível de infraestruturas, o departamento possui uma estufa de produção vegetal e um laboratório de solos e entomologia, onde decorrem aulas práticas, são realizadas diversas experiências e é prestada assistência aos agricultores da região.

Agro-negócio

Agricultura Comercial

88


Competências ESNEC - Escola Superior de Empreendedorismo do Chibuto Departamento de Agricultura

Departamento de Agricultura (cont.) COMPETÊNCIAS O departamento dedica-se ao planeamento e análise de dados de experiências agrícolas, dados genómicos, estatística genética e biométrica, bayesiana e experimental. Os estudantes são envolvidos em actividades de pesquisa direccionadas à acção, onde se busca, juntamente com os diversos actores, identificar os problemas e constrangimentos e propor soluções conjuntas. Fruto deste modelo de pesquisaacção, a ESNEC lançou no ano 2015 a obra “Experiências práticas na análise da cadeia de valor - Um processo de aprendizagem pela ESNEC através de análises da cadeia de valor do arroz, tomate, cebola, frango e carne de vaca na zona sul de Moçambique”.

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Agricultura e Ciências Agrárias Sistemas de produção agrícola Nutrição vegetal e fertilização Genética e melhoramento de plantas

Ciências Biológicas Biologia Vegetal

Actualmente, a Escola prepara o lançamento da segunda obra, denominada “Uma análise da composição das cadeias de valor da batata-doce, banana, ovo e peixe na zona sul de Moçambique - Resultados do segundo ciclo de análises por estudantes da ESNEC”.

COORDENAÇÃO Efraime Gobeia egobeia@gmail.com 89


Cedida pelo C G I A R


Competências

ESUDER - Escola Superior de Desenvolvimento Rural Universidade Eduardo Mondlane

esuder.uem.mz

DESCRIÇÃO

A ESUDER - Escola Superior de Desenvolvimento Rural, localizada em Vilanculos, Inhambane, é uma unidade orgânica da UEM e dedica-se à formação vocacional politécnica através do ensino, investigação aplicada e extensão, numa área específica do saber, visando o desenvolvimento da capacidade de inovação, análise crítica e conhecimento científico de índole multi e transdisciplinar, conducente ao exercício de actividades profissionais. Tem como missão contribuir para o avanço da ciência e do conhecimento, a sua divulgação e expansão nos territórios nacional e regional nas áreas específicas da Engenharia Rural, Economia Agrária, Comunicação e Extensão Rural, Produção Animal, Produção Agrícola, Agro-processamento e Produção Pesqueira.

DEPARTAMENTOS Académicos e científicos  Engenharia Rural

 

Produção Agrária Sociologia Rural

91


Catálogo Moçambique ESUDER - Escola Superior de Desenvolvimento Rural

Departamento de Engenharia Rural

DESCRIÇÃO

LINHAS DE INVESTIGAÇÃO

O departamento foi criado em 2008 para suportar actividades rurais como a agricultura nas componentes hídricas e construções rurais. A partir de 2012 o departamento foi redesenhado, passando a suportar a componente de água e saneamento. Portanto, o departamento oferece dois cursos: Engenharia Rural e Água e Saneamento.

Abastecimento de Água

Tratamento de esgotos e reutilização

Irrigação

O departamento tem as seguintes atribuições: leccionar as disciplinas dos cursos; estimular a investigação e extensão aplicadas à resolução dos problemas nos sectores de construções rurais e água e saneamento; incentivar a participação de docentes, estudantes e investigadores nas actividades de pesquisa; dinamizar a produção do conhecimento científico e a sua publicação como forma de contribuir para tornar a escola numa referência nacional e internacional nestas áreas; dinamizar parcerias com outras instituições de investigação e extensão.

Construções Rurais

SERVIÇOS ID&I O departamento aposta muito no apoio em termos de construções para a agricultura e pecuária (construção de cercas, casas de apoio, etc. usando produtos e madeiras locais). 92

de água


Competências ESUDER - Escola Superior de Desenvolvimento Rural Departamento de Engenharia Rural

Departamento de Engenharia Rural (cont.) COMPETÊNCIAS As linhas de investigação deste departamento passam pelo tema da água, no contexto agrário. Surgiu inicialmente para dar resposta às necessidades de investigação para a irrigação e drenagem. Mais tarde entendeu-se que também poderia responder a questões relacionadas com o abastecimento humano, em particular a fertirrigação, gestão de águas de esgoto para a agricultura, etc. A investigação no departamento abarca portanto tanto a questão da agricultura como a questão ambiental e de sustentabilidade.

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Agricultura e Ciências Agrárias Irrigação e drenagem Maquinaria e infraestrutura agrícola

Ambiente

COORDENAÇÃO Lário Herculano lario.zualo@gmail.com 93


Catálogo Moçambique ESUDER - Escola Superior de Desenvolvimento Rural

Departamento de Produção Agrária

DESCRIÇÃO

LINHAS DE INVESTIGAÇÃO

O Departamento de Produção Agrária foi criado em Março de 2008. Inicialmente era constituído pelos cursos de Protecção e Produção Vegetal e Produção Animal, tendo sido reorganizado em 2010, passando a incluir o curso de Agroprocessamento como resultado da revisão curricular. Actualmente, o departamento possui um curso de Produção Pesqueira (ainda sem graduados).

Produção Agrícola

Produção Animal

Agro-processamento

O departamento tem as seguintes atribuições: estimular a investigação e extensão aplicada a resolução dos problemas no sector agrário; incentivar a participação de docentes, estudantes e investigadores para criação de novas tecnologias agrárias; dinamizar a produção do conhecimento cientifico e a sua publicação como forma de contribuir para tornar a escola uma referência nacional e internacional nesta área; coordenar as actividades dos campos agrícolas de Pambara e Inhamussua.

94


Competências ESUDER - Escola Superior de Desenvolvimento Rural Departamento de Produção Agrária

Departamento de Produção Agrária (cont.) COMPETÊNCIAS O Departamento possui três linhas de investigação, descritas de seguida:

 Produção animal: abarca os temas de ambiente na produção animal, segurança

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Agricultura e Ciências Agrárias

e nutrição animal e melhoramento e reprodução animal;

 Produção agrícola: abarca os temas de fitossanidade, tecnologias para a produção agrícola, maneio de recursos hídricos na agricultura e solos e nutrição de plantas;

 Agro-processamento: abarca os temas de química física e bioquímica dos alimentos, biotecnologia e microbiologia dos alimentos, controlo de qualidade, análise sensorial e valor nutricional dos alimentos e tecnologias de processamento dos alimentos, projectos agroindustriais e inovação tecnológica.

Conservação e pós-colheita Tecnologia dos produtos de origem animal Tecnologia dos produtos de origem vegetal

Ciências Animais e Veterinárias Sistemas de produção animal Alimentação e nutrição animal Melhoramento e genómica animal

COORDENAÇÃO Sacire Viagem sacirevi@gmail.com 95


Catálogo Moçambique ESUDER - Escola Superior de Desenvolvimento Rural

Departamento de Sociologia Rural

DESCRIÇÃO

LINHAS DE INVESTIGAÇÃO

O Departamento de Sociologia Rural possui três pilares de actividades: docência, extensão e investigação.

Gestão Agrária

Extensão

Economia Agrária / Agro-negócio

Quanto à docência, é constituído por 2 cursos de licenciatura: Comunicação e Extensão Rural e Economia Agrária. O departamento tem as seguintes atribuições: promover a investigação fundamental e aplicada, assim como a extensão e prestação de serviços à comunidade; difundir o conhecimento científico e tecnológico produzido; dinamizar a produção científica por parte de docentes e estudantes, integrando-a nas linhas de investigação definidas e tendo como objectivo cimeiro a publicação em revistas científicas; dinamizar parcerias com centros de investigação acreditados. Este departamento está actualmente encarregue de um programa relacionado com os estágios profissionais, que pretende inserir os estudantes da ESUDER em unidades de estágio com as quais são previamente estabelecidas parcerias.

96


Competências ESUDER - Escola Superior de Desenvolvimento Rural Departamento de Sociologia Rural

Departamento de Sociologia Rural (cont.) COMPETÊNCIAS A investigação do departamento decorre em torno de três linhas de investigação: Gestão Agrária; Extensão Agrária e Economia Agrária / Agro-negócio.

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS

No caso da Extensão Agrária, são abordadas as temáticas de:

Desenvolvimento Rural

 Recursos naturais (envolvimento das comunidades rurais na conservação de

Economia rural Sociologia rural

florestas, solos, águas e outros);

 Sustentabilidade agrária (estudo estratégico na produção de culturas e criação de

Cadeias de valor

animais com vista a garantir a transmissão rápida de tecnologias melhoradas para as comunidades). No âmbito do Agro-negócio são feitos estudos de:

 Mercados rurais;  Planeamento das estratégias produtivas e mercados rurais;  Emprego e renda no meio rural;  Turismo rural;  Análise e gestão de riscos no agro-negócio, etc.

COORDENAÇÃO Lucio Muchanga luciomuchanga@yahoo.com.br 97


Catálogo Moçambique

FCA Conselho de Faculdade Director de Faculdade Conselho Científico

Direcção Científica

Comissão Científica

Conselho Pedagógico

Conselho de Direcção

Direcção de Administração e Finanças

Direcção Pedagógica

Coord. Eng. Florestal

Ambiente e Conservação Recursos Naturais

Coord. Eng. Desenvolvimento Rural Produção e Protecção Vegetal

Coord. Eng. Zootécnica

Coord. PósGraduação Desenvolvimento Rural

Produção Animal

Engenharia Rural Silvicultura e Maneio Florestal

O presente organograma apenas se refere a uma parte da Faculdade de Ciências Agrárias da Universidade do Lúrio.

Extensão Comunitária

Ciências Básicas

98


Competências

FCA - Faculdade de Ciências Agrárias Universidade do Lúrio

www.unilurio.ac.mz

DESCRIÇÃO

A FCA da UniLurio é uma instituição pública de ensino superior vocacionada para formar uma nova geração de técnicos superiores de qualidade em ciências agronómicas e florestais competentes, comprometidos com o desenvolvimento, ciência e bem estar das comunidades rurais. Esta faculdade deu início à sua actividade em 2009 com dois cursos: Licenciatura em Engenharia de Desenvolvimento Rural e Licenciatura em Engenharia Florestal. Estes cursos são de regime presencial, com duração de quatro anos (8 semestres). Esta unidade académica é a primeira na região norte do país a oferecer os cursos referidos.

DEPARTAMENTOS

   

Ambiente e Conservação de Recursos Naturais Silvicultura e Maneio Florestal Produção e Protecção Vegetal

  

Engenharia Rural

99

Extensão Comunitária Ciências Básicas Produção Animal


Catálogo Moçambique Faculdade de Ciências Agrárias - Universidade do Lúrio

Departamento de Ambiente e Conservação de Recursos Naturais

DESCRIÇÃO

LINHAS DE INVESTIGAÇÃO

O departamento tem os seguintes objectivos:

Gestão de resíduos sólidos

 Desenvolver pesquisas na área da conservação e gestão de recursos naturais

Incêndios florestais

Maneio e gestão de áreas de

biológicos, com enfoque no conhecimento dos processos e funções que caracterizam os ecossistemas e seus componentes biológicos e abióticos;

 Formar profissionais capazes de responder de forma autónoma e com capacidade de análise, diagnóstico e resposta justificada de intervenção, na área da gestão e conservação de recursos naturais;

 Contribuir para a conservação e a gestão de populações vegetais, populações animais e de ecossistemas;

 Promover o aproveitamento e uso sustentável dos recursos biológicos naturais e seu restauro em situações degradação;

 Contribuir para uma interacção harmoniosa entre as populações humanas e os ecossistemas naturais que estas utilizam.

100

conservação

Energia da biomassa florestal


Competências Faculdade de Ciências Agrárias - Universidade do Lúrio Ambiente e Conservação de Recursos Naturais

Departamento de Ambiente e Conservação de Recursos Naturais (cont.) COMPETÊNCIAS Os trabalhos em curso são:

 Construção de fornos melhorados nas comunidades do posto administrativo de

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Ambiente

Unango;

 Avaliação do nível de envolvimento das comunidades de Unango e Malulo na tomada de decisões sobre a gestão dos recursos florestais no distrito de Sanga;

 Levantamento do potencial faunístico terrestre no distrito do Lago;

Gestão de resíduos e subprodutos Gestão de recursos naturais Energias renováveis e bioenergia

 Análise de impacto de queimadas sobre a diversidade de fauna terrestre no distrito do Lago (estudo de caso no Posto Administrativo de Metangula);

 Efeito de queimadas na estrutura e composição da Floresta de Miombo e emissões de CO2;

 Impacto dos resíduos sólidos na proliferação de doenças diarreicas e da malária em Lichinga;

 Potencial de espécies de miombo para uso energético.

COORDENAÇÃO Jonas Massuque massuquejonas@gmail.com 101


Catálogo Moçambique Faculdade de Ciências Agrárias - Universidade do Lúrio

Departamento de Silvicultura e Maneio Florestal

DESCRIÇÃO

LINHAS DE INVESTIGAÇÃO

O Departamento de Silvicultura e Maneio Florestal coordena a docência, pesquisa, extensão e formação dos seus membros, visando contribuir para o crescimento da faculdade. Para tal, incentiva a criatividade de seus membros, os quais produzem ideias que se materializam em acções, com o envolvimento de outros docentes, dos estudantes e das comunidades rurais adjacentes.

O Departamento promove ainda a participação de todos membros do departamento em jornadas científicas e elaboração de artigos científicos e material didático para as aulas.

102

Sementes, Mudas e Formação de Florestas

Crescimento e Produção Florestal

Caracterização de Florestas e Ecossistemas Associados

Mapeamento e Inventários florestais

Política e Economia Florestal


Competências Faculdade de Ciências Agrárias - Universidade do Lúrio Silvicultura e Maneio Florestal

Departamento de Silvicultura e Maneio Florestal (cont.) COMPETÊNCIAS A silvicultura é uma ciência dedicada ao estudo dos métodos naturais e artificiais para regenerar e melhorar os povoamentos florestais, com vista a satisfazer as necessidades do mercado. O maneio florestal consiste em intervenções feitas pelo homem com o objectivo de proporcionar benefícios múltiplos aos seres humanos sem danificar ou causar o esgotamento dos ecossistemas florestais. O Departamento de Silvicultura e Maneio Florestal desenvolve trabalhos ligados à produção de mudas, inventários florestais, incêndios florestais, caracterização de floresta e mapeamento na faculdade do campus universitário.

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Ambiente Gestão de recursos naturais

Floresta Sistemas de produção florestal

COORDENAÇÃO Alfredo Duvane aduvane@unilurio.ac.mz alfredoduvane@gmail.com 103


Catálogo Moçambique Faculdade de Ciências Agrárias - Universidade do Lúrio

Departamento de Produção e Protecção Vegetal

DESCRIÇÃO

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS

O departamento de Produção e Protecção Vegetal coordena práticas e operações culturais de todas as culturas alimentares e industriais praticadas nas condições agrogeológicas de Moçambique e propõe métodos de controlo para as principais pragas, doenças e infestantes que nelas actuam. Promove ainda a participação de todos os membros do departamento em jornadas científicas e elaboração de artigos científicos, material didático para as aulas e boletins técnicos para a comunidade em geral e desenvolve trabalhos ligados à protecção vegetal na faculdade e nas comunidades vizinhas do campus universitário.

Agricultura e Ciências Agrárias Pragas e doenças Sistemas de produção agrícola

Desenvolvimento Rural

COMPETÊNCIAS Agricultura de precisão, controlo de pragas, doenças e infestantes.

COORDENAÇÃO Adelina Cumbe Moiana adelinacumbemoiana@gmail.com 104


Competências Faculdade de Ciências Agrárias - Universidade do Lúrio

Departamento de Engenharia Rural

DESCRIÇÃO

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS

O Departamento de Engenharia Rural apoia nas aulas e trabalhos de pesquisa e também conduz trabalhos de extensão.

Agricultura e Ciências Agrárias

Docentes ligados às áreas de pesquisa fazem parte deste departamento.

Nutrição vegetal e fertilização

Irrigação e drenagem

Sistemas de produção agrícola

Ambiente Meteorologia, clima e alterações climáticas

COMPETÊNCIAS O Departamento de Engenharia Rural conduz pesquisas nas áreas de:

 Uso, conservação e fertilidade do solo;  Química do solo;

COORDENAÇÃO

 Hidrologia e Irrigação;

Belo Muetanene muetanene@yahoo.com.br

 Sensores remotos e geoprocessamento. 105


Catálogo Moçambique Faculdade de Ciências Agrárias - Universidade do Lúrio

Departamento de Extensão Comunitária

DESCRIÇÃO

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS

O departamento de extensão coordena a pesquisa e as actividades, com vista a responder e acompanhar o desenvolvimento comunitário e transferência de tecnologias nos diversos aspectos que asseguram o bem estar da população local.

Desenvolvimento Rural

O departamento tem 3 membros efectivos e cerca de 39 outros membros colaboradores.

Sociologia rural

Política rural Economia rural

COMPETÊNCIAS Realização de estudos socioeconómico sobre o desenvolvimento comunitário.

COORDENAÇÃO Cassimo Lacerda l.romua@gmail.com 106


Competências Faculdade de Ciências Agrárias - Universidade do Lúrio

Departamento de Produção Animal

DESCRIÇÃO

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS

O Departamento de Produção Animal presta apoia nas aulas teóricas e práticas, nos trabalhos de pesquisa dos estudantes finalistas da faculdade, conduz igualmente actividades de extensão pecuária.

Agro-indústria e produção alimentar Tecnologia dos produtos de origem animal Embalagem

Ciências Animais e Veterinárias Alimentação e nutrição animal Melhoramento e genómica animal

COMPETÊNCIAS

Sanidade animal e epidemiologia

Actualmente o departamento conduz pesquisa nas áreas de: sistemas de produção animal, nutrição animal, melhoramento e reprodução animal, sanidade e saúde animal, maneio de pastagem, cálculo e confecção de ração para animais, tecnologia de processamento e conservação de produtos de origem animal, maneio de pastagem e extensão pecuária. Apoia trabalhos de melhoramento do solo, armazenamento de culturas e fornos do sistemas de produção.

107

COORDENAÇÃO Omar Ali aliomar072@gmail.com


Catálogo Moçambique

FCN Director de Faculdade Conselho Pedagógico

Conselho de Direcção

Conselho Pedagógico

Secretariado

Director Adj. p/ Pósgraduação, Inv. e Exte.

Director Adj. Pedagógico

Dep. Botânica

Dep. Ecologia Marinha Dep. Ecologia Terrestre

Dep. Serviços Académicos e Documentação

Rep. Registo Académico e Serv. Sociais

CICA

Director Adj. Administrativo e Financeiro

Dep. Pósgraduação Invest. e Extensão

Rep. Doc. e Bib. Ossifo

O presente organograma apenas se refere a uma parte da estrutura da Faculdade de Ciências Naturais da Universidade do Lúrio.

Repartição de Laboratórios

108


Competências

FCN - Faculdade de Ciências Naturais Universidade do Lúrio

www.unilurio.ac.mz

DESCRIÇÃO

A FCN surgiu em 2010 e é uma das cinco faculdades da UniLurio, que se encontram distribuídas por três províncias no Norte de Moçambique. A FCN está estabelecida na cidade de Pemba. A FCN lecciona exclusivamente o curso de Ciências Biológicas, escolhido com base em interesses estratégicos locais e regionais, atendendo à necessidade de um melhor conhecimento e aproveitamento das potencialidades dos recursos naturais, capazes de propiciar uma gestão eficiente e sustentável e aliando a protecção da Natureza ao desenvolvimento da sociedade e comunidades locais. A FCN assume como missão gerar e difundir conhecimentos científicos, tecnológicos e culturais, com intuito de se destacar como instituição de referência nacional e internacional na formação de uma nova geração de profissionais competentes, críticos e éticos, dotados de uma sólida base científica e humanística e comprometidos com intervenções transformadoras na sociedade e comunidades locais e, em última instância, propiciando-lhes um desenvolvimento sustentável.

DEPARTAMENTOS

   

Departamento de Botânica

Departamento de Ecologia Marinha Departamento de Ecologia Terrestre Repartição de Laboratórios

109

CICA - Centro de Investigação em Conservação Ambiental


Catálogo Moçambique

FEAF Conselho da Faculdade Director da Faculdade

Dept. UGEA

Dept. Património

Director Adjunto de PósGraduação

Director Adjunto de Graduação

Director Adjunto Administrativo

Dept. RH

Dept. Eng. Agronómica

Dept. Pesquisa e Extensão

Dept. Eng. Florestal

Dept. Reg. Académico

Dept. Eng. Zootécnica

Dept. A Sociais

Dept. Econ. Agrária e Desenv. Rural

Dept. Planificação

Dept. Ciências Gerais

110

Secção de Secretariado


Competências

Faculdade de Engenharia Agronómica e Florestal Universidade da Zambézia

DESCRIÇÃO

www.unizambeze.ac.mz/faculdade-de-engenharia-agronomica-e-florestal/

A FEAF - UniZambeze está instalada no distrito de Mocuba, província da Zambézia. Vocacionada para a área da agronomia e produção florestal, a FEAF tem a responsabilidade de contribuir para o desenvolvimento no que tange a exploração do solo potencialmente rico para a produção agrícola e consolidação da produção florestal de forma sustentável. O município de Mocuba é um corredor de desenvolvimento em franco crescimento e é circundado por extensas áreas férteis e ricas em biodiversidade florestal. Este ambiente, aliado à infraestrutura administrativa do governo local, ao desenvolvimento urbano e socioeconómico em ascensão e aos crescentes recursos disponíveis na FEAF, revelam uma oportunidade clara e consolidada para o desenvolvimento da actividade académica com suporte na investigação e extensão. A faculdade ministra as Licenciaturas em Engenharia Agronómica, Engenharia Floresta, Engenharia Zootécnica, Economia Agrária e Administração Pública.

DEPARTAMENTOS

    

Engenharia Agronómica

Engenharia Florestal Engenharia Zootécnica Economia Agrária e Desenvolvimento Rural Ciências Gerais 111

Pesquisa e Extensão


Catálogo Moçambique Faculdade de Engenharia Agronómica e Florestal

Departamento de Pesquisa e Extensão

COMPETÊNCIAS

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS

O Departamento de Pesquisa e Extensão incentiva a investigação científica, o estudo das aplicações da ciência e da técnica nas áreas prioritárias do desenvolvimento das comunidades locais e do país em geral, a divulgação dos seus resultados e a realização de actividades de extensão e difusão da cultura, da ciência e da técnica no seio da sociedade Moçambicana. As principais linhas de pesquisa são:

Agro-negócio;

Ecoturismo e biodiversidade;

Produção e protecção vegetal;

Produção e sanidade animal;

Gestão ambiental;

Tecnologia de madeira e indústrias florestais;

Extensão rural;

Silvicultura e maneio de florestas nativas;

Política agrária pública, desenvolvimento sustentável e segurança alimentar.

Desenvolvimento Rural Economia rural Sociologia rural Cadeias de valor

COORDENAÇÃO Manuel Tome Langa langa.jingua@gmail.com

112


Cedida pelo C G I A R


Catálogo Moçambique

O presente organograma apenas se refere a uma parte da estrutura do Instituto Superior Politécnico de Gaza.

ISPG Conselho de Representantes Director Geral Gabinete do Director Geral

Faculdade de Agricultura

Centro de Investigação de Recursos Técnicos e Tecnológicos

Direcção dos Serviços Sociais

Faculdade de Economia e Gestão

Divisão de Comunicação e Informação

Centro de Investigação Científica de Incubação de Empresas

Farma do ISPG

Direcção dos Serviços Estudantis e Registo Académico

114

Direcção dos Serviços de Administração e Finanças


Competências

ISPG - Instituto Superior Politécnico de Gaza

www.ispg.ac.mz

DESCRIÇÃO

O instituto foi criado no primeiro grupo de instituições deste tipo de ensino estabelecido pelo Governo em 2005. A história dos institutos superiores politécnicos em Moçambique é recente e está rodeada de desafios para o seu adequado desenvolvimento. Enquadrando-se na estratégia do governo de expansão da formação de técnicos superiores especialmente direccionados para desafios do desenvolvimento, a criação dos institutos superiores politécnicos pretende contribuir para uma formação técnica cultural adequada, orientada para uma maior ligação com as comunidades nas quais se inserem, particularmente com o tecido empresarial. Devendo influenciar em tecnologias e inovação, não apenas a região onde se inserem, como o país em geral na sua área técnica. O ISPG tem como missão promover o desenvolvimento económico e social das comunidades locais, da região e do país, através do ensino técnico-profissional, da educação orientada para a economia, da incubação de empresas, assim como da prestação de serviços profissionais.

UNIDADES

  

Farma CIE - Centro de Incubação de Empresas CRTT - Centro de Recursos Técnicos e Tecnológicos

115


Catálogo Moçambique ISPG - Instituto Superior Politécnico de Gaza

Farma

DESCRIÇÃO A Farma é uma unidade de produção e práticas e funciona como um departamento autónomo subordinado à Direcção Geral do ISPG. As suas atribuições são as de:

 Apoiar as actividades de ensino, pesquisa, extensão e incubação de empresas;  Permitir a execução de aulas práticas, estágios gerais, académicos e profissionais dos cursos leccionados no ISPG e noutras instituições nacionais e estrangeiras;

GRUPOS DE ID&I  Unidade de produção e práticas agrícolas  Unidade de produção e práticas aquícolas  Unidade de produção e práticas florestais  Unidade de produção e práticas zootécnicas

 Desenvolver a produção agrária de forma financeiramente sustentável;  Prestar serviços para benefício da comunidade interna e externa;  Realizar outras actividades sugeridas pela Direcção do ISPG. A Farma é constituída pela Repartição de produção vegetal e animal, pela Repartição de operações e manutenção de máquinas e pela Repartição de Administração e Comércio. As repartições são áreas da Farma cuja função é produzir, operacionalizar a maquinaria e gerir os recursos financeiros e materiais alocados auxiliando o ensino, investigação, extensão e incubação de empresas.

116

COORDENAÇÃO Inácio Mugabe inaciomugabe@yahoo.com.br


Competências ISPG - Instituto Superior Politécnico de Gaza FARMA

Unidade de produção e práticas agrícolas

COORDENAÇÃO

Agricultura e Ciências Agrárias

Carlos Balate

Unidade de produção e práticas aquícolas

carlos_balate@yahoo.com.br

COORDENAÇÃO

Agricultura e Ciências Agrárias Recursos Marinhos e Dulciaquícolas

Micosa Nkole

Unidade de produção e práticas florestais

mikosankole@yahoo.fr

COORDENAÇÃO

Floresta

Handina Langa

Unidade de produção e práticas zootécnicas

handina.langa@gmail.com

COORDENAÇÃO

Ciências Animais e Veterinárias

Nelson Mesquita

117

nelmesquita@yahoo.com.br


Catálogo Moçambique ISPG - Instituto Superior Politécnico de Gaza

CIE - Centro de Incubação de Empresas

DESCRIÇÃO Funciona como uma divisão autónoma e tem como competências:

 Servir de ponte entre os conhecimentos e habilidades adquiridas pelos formandos e a vida social orientada para o auto-emprego;

 Prestar aos formandos, comunidade empresarial local e da região apoio no estudo e concepção, angariação de financiamentos, implementação de iniciativas empresariais e de negócios ligados aos conhecimentos e habilidades por eles adquiridos.

COORDENAÇÃO Carlos Balate carlos_balate@yahoo.com.br

118


Competências ISPG - Instituto Superior Politécnico de Gaza

CRTT - Centro de Recursos Técnicos e Tecnológicos

DESCRIÇÃO Funciona como uma divisão autónoma dedicada à pesquisa, investigação e experimentação técnico-científica ligada aos vários domínios, apoio à formação no ISPG, assim como à promoção do uso, valorização e aplicação social dos seus resultados. Tem como principais atribuições:

 Coordenar todas as actividades de pesquisa e extensão desenvolvidas pelas diferentes unidades orgânicas da instituição;

 Desenvolver actividades viradas para a investigação, a experimentação, a extensão, a prestação de serviços ao ISPG e às comunidades locais;

 Elaborar, promover e implementar projectos de pesquisa;  Angariar financiamento e conceder bolsas de investigação aos docentes e investigadores em diversas modalidades;

 Promover convénios nacionais e internacionais, visando o desenvolvimento de programas de investigação científica, tecnológica, artística e cultural;

 Promover a divulgação, difusão dos resultados das pesquisas e garantir proteção da propriedade intelectual das tecnologias geradas no âmbito do ISPG;

 Promover licenciamento, transferência e disseminação das suas tecnologias. 119

COORDENAÇÃO Mario Tauzene Afonso Matangue mathauz@yahoo.com.br


Competências

ISPM - Instituto Superior Politécnico de Manica

www.ispm.ac.mz

DESCRIÇÃO

O ISPM é uma instituição pública de ensino superior de Moçambique, criado pelo governo moçambicano, que tem a sua sede no posto administrativo de Matsinho, distrito de Vanduzi na província de Manica, numa área que se estende por cerca de 400 ha. Tem a missão de promover o desenvolvimento económico e social das comunidades locais, da região e do país, através do ensino técnicoprofissional, da educação orientada para a economia, da incubação de empresas, assim como da prestação de serviços profissionais.

CENTROS/DIVISÕES

Divisão de Agricultura

CICRTT - Centro de Investigação Científica de Recursos Técnicos e Tecnológicos

CICIE - Centro de Investigação Científica de Incubação de Empresas

121


Catálogo Moçambique ISPM - Instituto Superior Politécnico de Manica

Divisão de Agricultura

DESCRIÇÃO

GRUPOS DE ID&I

A Divisão de Agricultura tem como objectivo principal formar profissionais competentes, inovadores e empreendedores na área agrária, que com base nas necessidades reais da sociedade, sejam capazes de integrar e aplicar os conhecimentos teóricos e práticos em prol do desenvolvimento do país.

  

Laboratório de Solos Laboratório de Sementes Laboratório de Processamento de Alimentos

 

Laboratório de Biotecnologia Laboratório de Reprodução Animal

COORDENAÇÃO Danilo Ribeiro Alberto daniloribeiro_a@yahoo.com.br

122


Competências ISPM - Instituto Superior Politécnico de Manica Divisão de Agricultura

Laboratório de Solos COMPETÊNCIAS O Laboratório de Solos tem como objectivo principal a realização de análises no domínio da fertilidade do solo e nutrição mineral das culturas e emissão de recomendações de utilização de fertilizantes e correctivos.

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Agricultura e Ciências Agrárias

Compete ao Laboratório de Solos:

Sistemas de produção agrícola

 

Nutrição vegetal e fertilização

Aprofundar o conhecimento teórico e prático sobre as aulas ministradas;

Irrigação e drenagem

Gerar competências relativas à aplicação, cotação e interpretação de resultados de análises de solo e plantas;

Fornecer conhecimentos e aptidões relativas à aplicação, cotação e interpretação de outros instrumentos de avaliação utilizados na prática e intervenção para cada tipo de análise do solo;

Aperfeiçoar as competências relacionadas com a elaboração de relatórios de análise e recomendações a serem adoptadas após a obtenção dos resultados.

SERVIÇOS ID&I  Análises Físicas do Solo (cor, humidade, textura, densidade, etc);  Análises químicas (condutibilidade elétrica, pH do solo e da água, etc);  Complemento aos blocos de ensino dos cursos na Divisão de Agricultura.

123

COORDENAÇÃO Clemente Oliveira Jone Zivale clemzivale@gmail.com


Catálogo Moçambique ISPM - Instituto Superior Politécnico de Manica Divisão de Agricultura

Laboratório de Sementes COMPETÊNCIAS O Laboratório de Sementes visa responder às necessidades dos produtores no que concerne a qualidade de cada tipo de semente a usar, com vista a contribuir para o aumento da produção e produtividade agrária. Pedagogicamente, o laboratório permite aos estudantes e docentes desenvolverem capacidades técnicas e científicas na área de sementes. Presta igual tipo de apoio à comunidade científica do ISPM e a vários actores ao longo do corredor da Beira e Vale do Zambeze, fornecendo conhecimentos técnicos e científicos na área de sementes.

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Agricultura e Ciências Agrárias Sementes e propagação Genética e melhoramento de plantas Produtividade das culturas

SERVIÇOS ID&I    

Teste de germinação da semente;

COORDENAÇÃO

Teste de pureza física;

Binaissa Uassaleia Levene Castiano binaissaulevenec90@gmail.com

Determinação da humidade de semente; Determinação do teor de clorofila da parte vegetal da planta. 124


Competências ISPM - Instituto Superior Politécnico de Manica Divisão de Agricultura

Laboratório de Processamento de Alimentos COMPETÊNCIAS  Formar técnicos, com aptidão a desenvolver, de forma plena e inovadora, actividades na área tecnológica de processamento de alimentos;

 Auxiliar ao corpo docente, investigadores em matérias de pesquisa científica;  Implementar e desenvolver estudos e ensaios de caracterização dos géneros alimentícios, necessários à prevenção e repressão das infracções alimentares e contra a saúde pública.

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Agro-indústria e Ciências Agrárias Qualidade e segurança alimentar

SERVIÇOS ID&I Análises fisico-químicas, nomeadamente a determinação de sólidos solúveis, pH, acidez total, cor, gordura, proteína, açúcares e vitaminas A e C.

COORDENAÇÃO Dovel Branquinho Ernesto ernestodovel@hotmail.com

125


Catálogo Moçambique ISPM - Instituto Superior Politécnico de Manica Divisão de Agricultura

Laboratório de Biotecnologia COMPETÊNCIAS O labotatório pretende formar profissionais altamente qualificados na área de biotecnologia, bem como apoiar os docentes do ISPM e investigadores de outras instituições da Província de Manica no que concerne à pesquisa/ investigação em biotecnologia (produção agrícola e animal).

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Ciências Biológicas Biotecnologia

Possui:

 Conhecimento e competências genéricas em prática laboratorial: extracção do DNA de células vegetais, realização de PCRs e electrofose, cultura de tecidos vegetais;

 Capacidade para implementar medidas de segurança no laboratório e em processos biotecnológicos.

SERVIÇOS ID&I Serviços de diagnóstico molecular, em colaboração com o CZC do IIAM.

COORDENAÇÃO Elsa Rudo Pires Lameira elsalameira@gmail.com

126


Competências ISPM - Instituto Superior Politécnico de Manica Divisão de Agricultura

Laboratório de Reprodução Animal COMPETÊNCIAS Análise da qualidade do sémen, conservação do sémen e trabalho de campo diverso (inseminação artificial a tempo fixo, diagnóstico de gestação e análise ginecológica animal).

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Ciências Animais e Veterinárias Tecnologias de reprodução

SERVIÇOS ID&I  Avaliação da qualidade do sémen;  Serviços de inseminação artificial;  Conservação de sémen e embriões.

COORDENAÇÃO Francisco Manuel Júnior franciscomanueljunior@yahoo.com 127


Catálogo Moçambique ISPM - Instituto Superior Politécnico de Manica

CICRTT - Centro de Investigação Científica de Recursos Técnicos e Tecnológicos

DESCRIÇÃO O CICRTT tem como missões:

 Desenvolver actividades viradas para a investigação, a experimentação agrária e a extensão;

 Prestar serviços às comunidades locais;  Propiciar a colaboração e integração das actividades desenvolvidas pelas diferentes unidades orgânicas da instituição.

COORDENAÇÃO José Jacinto Chambo jose.chambo@gmail.com

128


Competências ISPM - Instituto Superior Politécnico de Manica

CICIE - Centro de Investigação Científica de Incubação de Empresas

DESCRIÇÃO O CICIE foi criado para servir de ponte entre conhecimentos teóricos e práticos no contexto do empreendedorismo, direccionado a estudantes e à comunidade. Tem como missões:

 Servir de ponte entre os conhecimentos e habilidades adquiridas pelos formandos e a vida social orientada para o auto-emprego e a participação nas actividades económicas e na produção da riqueza;

 Prestar aos formandos, comunidade empresarial local e da região o apoio no estudo e concepção, angariação de financiamentos, implementação de iniciativas empresariais e de negócios ligados aos conhecimentos e habilidades por eles adquiridos.

COORDENAÇÃO Estêvão Delvio Macarringue delviomacarringue@gmail.com

129


Catálogo Moçambique

FCA Director da Faculdade

Dir. Adj. Pedagógico

Pesquisa

Capelão

CIADS

Administrador

Secretaria

Tecnologias Educativas

Relações Públicas

Registo Académico

Registo Académico

Departamento Académico

Património/Logística

Biblioteca

Contabilidade e Gestão Financeira

HIV

Tecnologia de Informação e Comunicação

Controlo de Qualidade

Serviços Sociais

Recursos Humanos

130


Competências

FCA - Faculdade de Ciências Agronómicas Universidade Católica de Moçambique

www.ucm.ac.mz/cms/faculties/FCA

DESCRIÇÃO

A FCA é uma das 13 unidades básicas da UCM, propriedade da Igreja Católica. Foi criada com o objectivo de expandir o ensino superior para as zonas desfavorecidas do país. A criação desta faculdade, numa cidade geograficamente remota, permite aos estudantes estar em contacto com o meio rural e disseminar o conhecimento técnico pelas comunidades agrárias. Para isso, tem como missão formar profissionais do ramo agrário e das diversas áreas de extensão, dotando-os de conhecimentos e habilidades técnico-científicas para promover o desenvolvimento socioeconómico e sustentável, fornecer serviços de qualidade ao sector público, privado e aos indivíduos na investigação, extensão, consultoria e formação. A FCA conta hoje com o Curso de Licenciatura em Agronomia, Agro-business e mais 4 cursos de extensão: a licenciatura em Direito; Administração Pública; Gestão e Administração Hospitalar e Gestão e Administração Educacional, para além de 6 cursos de nível de mestrado, especificamente: Mestrado em Psicopedagogia; Gestão de Informação Agrícola e Agricultura de Precisão; Administração e Gestão Educacional; Administração Pública; Solo e Agricultura Sustentável e Mestrado em Administração e Gestão de Negócios.

DEPARTAMENTOS

CIADS - Centro de Investigação Agrária e Desenvolvimento Sustentável

131


Catálogo Moçambique FCA - Universidade Católica de Moçambique

CIADS - Centro de Investigação Agrária e Desenvolvimento Sustentável

DESCRIÇÃO O CIADS foi criado com a principal missão de promover a investigação científica orientada para o desenvolvimento sustentável, integrado e local. Outro propósito do centro é promover e dinamizar acções de formação, extensão e propiciar a prestação de serviços, particularmente no campo da consultoria. Cabe ao CIADS:

 Promover e desenvolver estudos e experiências agro-socioeconómicas, com enfoque no desenvolvimento interactivo e sustentável das comunidades;

 Promover e divulgar pesquisas nas áreas de pesquisa mencionadas;  Prestar serviços nas áreas de formação e consultoria;  Promover e organizar iniciativas de âmbito científico, como por exemplo congressos, colóquios, jornadas, seminários, acções de formação, etc.;

 Estimular a prática de investigação dos docentes afectos ao Centro, normalmente no que diz respeito à produção científica e respectiva divulgação em eventos científicos de âmbito regional, nacional e internacional.

SERVIÇOS ID&I Serviços nas áreas de formação e consultoria

132


Competências FCA - Universidade Católica de Moçambique Centro de Investigação Agrária e Desenvolvimento Sustentável (CIADS)

CIADS - Centro de Investigação Agrária e Desenvolvimento Sustentável (cont.) COMPETÊNCIAS  Produtividade e melhoramento de culturas agrícolas;  Impacto socioeconómico das tecnologias agrárias nas zonas rurais;

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS Agricultura e Ciências Agrárias

 Sistemas integrados de produção agrária;

Produtividade das culturas

 Gestão de negócios/empresas;

Nutrição vegetal e fertilização

 Gestão e administração educacional;

Pragas e doenças

 Solos e agricultura sustentável;  Assentos jurídico-ambientais;  Processamento e conservação de produtos agropecuários;  Gestão de recursos naturais;  Protecção vegetal.

COORDENAÇÃO Sueco Albino Cipriano sacipriano@ucm.ac.mz 133


Catálogo Moçambique

FCTA

Conselho da Faculdade Conselho Científico da Faculdade Conselho de Direcção da Faculdade

Director da Faculdade Chefe de Secretaria

Director Adjunto Para Pós Graduação Pesquisa e Extensão

Director Adjunto Pedagógico

Chefe de Dep. de Geografia

Director de Curso de L. Ensino de Geografia

Chefe de Dep. de Ambiente e Desenvolvimento

Director de Curso de L. em GADEC

Director da Escola Doutoral de Geografia

Director de Curso de L. em PLOT

134

Director de Mestrado em E. Geografia

Director de Mestrado em Gestão Ambiental

Director de Mestrado em Riscos Ambientais


Competências

FCTA - Faculdade de Ciências da Terra e Ambiente Universidade Pedagógica

www.fcta.up.ac.mz

DESCRIÇÃO

Faculdade com actividades de formação, pesquisa e extensão de qualidade e sustentáveis, enquadrados em currículos estruturados em padrões regionais e internacionais, com uma infra-estrutura física e laboratorial suficiente e moderna, a funcionar com padrões de gestão colegiais, transparentes e modernizados.

CENTROS/DIVISÕES

Departamento de Ambiente e Desenvolvimento

Departamento de Geografia

135


Catálogo Moçambique Faculdade de Ciências da Terra e Ambiente - Universidade Pedagógica

Departamento de Ambiente e Desenvolvimento

COMPETÊNCIAS

ÁREAS E SUB-ÁREAS CIENTÍFICAS

Realiza pesquisa nas áreas do ambiente e desenvolvimento comunitário, bem como em gestão de recursos naturais, gestão de riscos naturais, ecoturismo, planeamento e ordenamento territorial e ensino de geografia.

Ambiente Gestão de recursos naturais Meteorologia, clima e alterações climáticas Gestão de resíduos e subprodutos

Desenvolvimento Rural Cadeias de valor Política rural

GRUPOS DE ID&I

Sociedade e Ambiente

Sociedade e Território

Urbanismo e Ordenamento Territorial

COORDENAÇÃO

Gestão de Riscos Naturais

Gestão de Recursos Naturais

Gustavo Sobrinho Dgedge gudgedge@gmail.com

136


Cedida pelo C I T T


Catálogo Moçambique

O presente organograma apenas se refere a uma parte da estrutura da UniPiaget de Moçambique.

UniPiaget de Moçambique

Reitor Conselho Científico

Conselho Disciplinar Gab. Auto-avaliação e Garantia de Qualidade

Conselho Consultivo Conselho Pedagógico

Conselho Académico

Departamento de Altos Estudos e Formação Avançada

GEM

Unidades de Investigação e Pesquisa

Secretariado Executivo

PósGraduações Pró-Reitores

Departamento das Ciências Sociais e Humanas

Departamento das Engenharias

Departamento de Saúde e Bem-Estar

138

Gabinete de Estudos e Planeamento


Competências

Universidade Jean Piaget de Moçambique

www.unipiaget.ac.mz

DESCRIÇÃO

Tem como missão ser líder no ensino superior, assumindo-se como comunidade socialmente responsável na busca da excelência na formação de cidadãos de elevada competência profissional, científica, pedagógica e técnica, numa ampla diversidade de perfis de qualificação e no desenvolvimento da investigação e transferência aplicada de tecnologia e de conhecimento.

CENTROS/DIVISÕES

Departamento de Altos Estudos e Formação Avançada

Departamento de Saúde e Bem-Estar

Departamento das Ciências Sociais e Humanas

Gabinete de Estudos e Planeamento

Departamento das Engenharias

139


Qualquer dúvida ou questão, contacte-nos através de geral@inovisa.pt ou info@skanplatform.org


Profile for INOVISA

Catálogo ID&I Moçambique | Competências  

Este catálogo pretende sistematizar informação sobre competências de investigação, desenvolvimento e inovação (ID&I) das universidades e ins...

Catálogo ID&I Moçambique | Competências  

Este catálogo pretende sistematizar informação sobre competências de investigação, desenvolvimento e inovação (ID&I) das universidades e ins...

Profile for inovisa
Advertisement