Page 1

Caroline Kohara Melchior, Naila de Campos Soares, Érica Martinho Salvador Laraia, Suzi Rosa Mizziara Barbosa

273

demonstrou o grau de alteração do

sentar-se sobre o calcanhar, des-

das nas costas, elevar-se sobre a

desenvolvimento, classificado em

cansar por 20 segundos e realizar

ponta dos pés, flexionar o tronco

130 ou mais – muito superior; 120

com a outra perna. Era considera-

em ângulo reto e manter-se nessa

a 129 – superior; 110 a 119 – nor-

da falha se permanecesse por me-

posição sem movimentar dos pés,

mal alto; 90 a 109 – normal mé-

nos de 10 segundos ou houvesse

flexionar as pernas, tocar o chão

dio; 80 a 89 – normal baixo; 70 a

deslizamento dos braços ou perna.

com os calcanhares ou um tempo

79 – inferior; 69 ou menos – muito

A criança poderia realizar 2 tenta-

inferior a 10 segundos. A criança

inferior.

tivas com cada perna.

tinha direito a 2 tentativas.

Estes valores foram quantifi-

Aos 4 anos – equilíbrio com

Aos 9 anos – equilíbrio fa-

cados no caso de a criança ter êxi-

tronco flexionado: com os olhos

zendo um quatro com as pernas:

to em uma prova, sendo que se o

abertos, pés juntos e mãos apoia-

manter-se sobre o pé esquerdo

resultado foi positivo, ficou regis-

das nas costas, a criança devia

com a planta do pé direito apoia-

trado com o símbolo 1. Se a prova

flexionar o tronco em ângulo reto

do na face interna do joelho es-

teve resultado positivo parcialmen-

e manter-se nessa posição. Era

querdo, com as mãos fixadas nas

te com um dos membros (direito

considerado erro o movimento dos

coxas e com os olhos abertos por

ou esquerdo), o resultado regis-

pés, flexão das pernas ou um tem-

15 segundos, descansava por 30

trado foi de ½ . Se a prova teve

po inferior a 10 segundos. A crian-

segundos e realizava com a outra

resultado negativo, foi registrado 0

ça tinha direito a 2 tentativas.

perna. A criança não podia deixar

(zero).

Aos 5 anos – equilíbrio nas

cair uma perna, perder o equilíbrio

A Idade Negativa ou Positiva

pontas dos pés: a criança devia

ou elevar-se sobre a ponta dos pés

é a diferença entre a idade moto-

permanecer na ponta dos pés,

e tinha direito a 2 tentativas.

ra geral e a idade cronológica. Os

estando os pés e pernas juntos e

Aos 10 anos – equilíbrio nas

valores serão positivos quando a

braços ao longo do corpo por 10

pontas dos pés com os olhos fecha-

idade motora geral apresentar va-

segundos. Os erros eram mover-se

dos: a criança deveria manter-se

lores numéricos superiores à idade

do lugar, tocar o chão com os cal-

sobre a ponta dos pés com os olhos

cronológica, geralmente expressa

canhares ou balançar o corpo. Po-

fechados, com os braços ao longo

em meses.

dia realizar 3 tentativas. Poderiam

do corpo, pés e pernas juntos por

ser realizadas 3 tentativas.

15 segundos sem mover-se do lu-

Para a descrição do resultado foi utilizada uma ficha anexada a

Aos 6 anos – pé manco está-

gar, tocar o chão com os calcanha-

escala a qual catalogou cada uma

tico com os olhos abertos: deveria

res ou balançar o corpo. Poderiam

das variáveis do teste, realizamos

manter-se sobre a perna direita,

ser realizadas 3 tentativas.

os testes de equilíbrio em sua ín-

enquanto a outra permanecia fle-

Aos 11 anos – equilíbrio com

tegra, sendo o primeiro nível aos

xionada em ângulo reto, com a

pé manco estático com os olhos fe-

2 anos.

coxa paralela à direita e ligeiramen-

chados: deveria manter-se sobre

Para realizar o teste, a pesqui-

te em abdução e com os braços ao

a perna direita, enquanto a outra

sadora demonstrou a cada criança

longo do corpo, por 10 segundos,

permanecia flexionada em ângulo

como era a posição que era deveria

devia descansar por 30 segundos e

reto, com a coxa paralela à direita

assumir e explicado o que era con-

tentar com a outra perna. Os erros

e ligeiramente em abdução e com

siderado erro. As crianças da esco-

eram abaixar mais de três vezes a

os braços ao longo do corpo, por 10

la especial foram avaliadas sem o

perna levantada, tocar com o pé

segundos com os olhos fechados,

uso da prótese auditiva.

no chão, saltar, elevar-se sobre a

devia descansar por 30 segundos e

ponta do pé, balançar. Poderiam

tentar com a outra perna. Os erros

ser realizadas três tentativas.

eram abaixar mais de três vezes a

Para testar o equilíbrio aos 2 anos – equilíbrio estático sobre um banco: a criança deveria perma-

Aos 7 anos – equilíbrio em có-

perna levantada, tocar com o pé

necer sobre um banco de 15cm de

coras: a criança devia ficar em có-

no chão, saltar, elevar-se sobre a

altura, imóvel, com os braços ao

coras com os braços estendidos la-

ponta do pé, balançar. Poderiam

longo do corpo, com os pés juntos

teralmente, com os olhos fechados

ser realizadas três tentativas.

e braços ao longo do corpo por 10

e com os calcanhares e pés juntos

Após a coleta de dados, estes

segundos. Ela não poderia deslocar

por 10 segundos sem cair, sentar-

foram encaminhados para análise

os pés ou mover os braços, pois

se sobre os calcanhares, tocar o

estatística a qual realizou a avalia-

seria considerado erro.

chão com as mãos, deslizar-se ou

ção dos dados, utilizando a análise

abaixar os braços 3 vezes.

descritiva de distribuição das fre-

Aos 3 anos – equilíbrio sobre um joelho: devia apoiar-se com

Aos 8 anos – equilíbrio com

quências absolutas e relativas e

um dos joelhos no chão, braços ao

tronco flexionado na ponta dos pés:

comparação entre os grupos. Os

longo do corpo, tronco reto, sem

com os olhos abertos, mãos apoia-

resultados estão descritos a seguir.

Ter Man. 2009; 7(32):270-277

terapia manual 32.indd 273

25/8/2009 10:43:46

037  

ponta do pé, balançar. Poderiam ponta do pé, balançar. Poderiam quências absolutas e relativas e valores serão positivos quando a os pés ou...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you