Issuu on Google+

São Bento do Sul / SC | nº 04 | Agosto - 2013 | Distribuição gratuita.


11 - Dia dos Pais

Copyright Henrich fotografia - Foto This Heinrich


2

EDITORIAL | ÍNDICE

S

ozinho, cada ponto parece insignificante. No conjunto, forma a bela e questionadora obra de uma artista que já integrou catálogos dos expoentes da arte contemporânea catarinense. Astrid Lindroth, residente em Rio Negrinho desde 1982, apresenta um pouco de sua história, sempre entrelaçada à produção artística e à movimentos para a formação das cenas locais. Ao sair de Joinville e mudar-se para o Planalto Norte, ela deixou de lado um pouco da divulgação de sua própria arte. Porém, incentivou a criação de uma cena artística na cidade, contribuindo com suas obras, visão e o modo carinhoso de sempre defender seus ideais. Nesse mês, será possível observar dois desenhos da artista na exposição Preto no Branco, que reúne obras de artistas da Arnap e estará no Espaço Cultural de Rio Negrinho entre os dias 3 e 16 de agosto. Nessa edição, também apresentamos um pouco de uma antiga produção, que é aos poucos retomada. A fabricação artesanal de cerveja e a degustação de cervejas especiais ganha cada vez mais espaço entre uma clientela curiosa por novos sabores. É na variedade de cores, densidades e aromas que essas bebidas conquistam seus amantes, em busca de uma experiência sensorial diferenciada. Em agosto, também temos a apresentação da Orquestra Som Brasil. Formada por professores e alunos da Escola de Música Donaldo Ritzmann, ela foi fundada em 1998 e apresenta alguns clássicos das Big Bands. O espetáculo será no dia 8 de agosto, no Centro Cultural Genésio Tureck, em São Bento do Sul.

CAPA

Arte construída ponto a ponto -------------------------------------------------------------

PATRIMÔNIO CULTURAL

A Arte cervejeira -------------------------------------------------------------

04 08

GASTRONOMIA 11 ------------------------------------------------------------CULTURA E LAZER 15 ------------------------------------------------------------HOTÉIS EM SÃO BENTO DO SUL 18 -------------------------------------------------------------

ENDEREÇOS E CONTATOS 19 -------------------------------------------------------------


4

CAPA

A

bateria de Astrid Lindroth parece nunca chegar ao fim. Aos 62 anos, ela segue inventiva, criando peças, obras, ações e auxiliando a formar a cena artística de Rio Negrinho. Residente na cidade desde 1982, ela inaugurou o Astrid Espaço Arte em 2005, um ateliê que sedia suas obras e também serve de local para aulas.

Fotos: Bianca Riet

Arte construída ponto a ponto

Com um percurso artístico marcado pelo protagonismo na movimentação das cenas locais, ela já se aventurou em diversas linguagens: música, poesia, composição. Porém, é nas artes plásticas que ela encontra seu maior expoente, encontrando em telas e esculturas o meio para dar vazão à seus sentimentos. Dentre seus temas, marcados pelas críticas e pelo surrealismo, há interesse pela ecologia, assim como pelo homem e suas limitações. É ela uma das raras artistas brasileiras a explorar a técnica do bico de pena em cores, na qual um universo de pontos forma uma imagem em uníssono. Acreditando que “a vida é transformação”, ela parece seguir o lema, sempre buscando algo novo, algo a mais.

Acontece!: Como você começou seu percurso dentro das artes? Astrid Lindroth: Foi em Corupá, onde nasci. Eu estudava em um colégio de freiras e lá eles incentivavam muito as artes. E foi o que me instigou. Comecei com giz pastel, isso aos oito anos. Depois fiz o segundo grau no Colégio Estadual, em Curitiba. E há uma escolinha de artes lá. Quando havia uma folga eu estava lá, então fiz escultura, desenho, e entrei até

num outro lado, um festival de música. Eu já mexi com tudo relativo à cultura. E isso foi movimentado desde o Colégio Estadual. A: E como isso desenvolveu-se para tua profissão? A: Fiquei em dúvida entre arte e esporte (educação física). Mas fiz Belas Artes, foi mais forte. Estudei três anos em Curitiba, casei e fui para Joinville, onde comecei a produzir, a partir de 1975.


Arquivo pessoal

Obra Homenagem a Alice no País das Maravilhas 1982- de Astrid Lindroth.

Obra Meu Violino - de Astrid Lindroth. Desenho a lápis grafite.

Eu comecei o bico de pena preto e branco, pois não posso trabalhar com tinta a óleo por problemas de saúde. Então eu, sozinha, comecei a desenvolver desenhos. Isso foi em 1978, quando fiquei grávida e o médico me proibiu tudo que é tinta tóxica. Dali para a frente desenvolvi o bico de pena colorido: sou uma das poucas artistas que o fazem no Brasil. O preto e branco tem muita gente que faz, o pontilhismo: ponto a ponto você forma a imagem. A: É possível sobreviver só da arte? A: Difícil. Talvez, pela valorização da comunidade, que está se afastando cada vez mais da cultura. O que procuram hoje na arte? O trabalho mais comercial, o que é bonito, o que o consumidor gosta, o que os arquitetos e designers direcionam. Então o artista às vezes tem que fazer as duas coisas: a arte pela arte e o trabalho comercial, para poder sobreviver. É um pouco o que faço aqui. Meu espaço apresenta a arte em si, o trabalho mais surrealista, minhas esculturas e há um trabalho mais comercial, desenhos como o expectador gosta, mais flor, paisagem. E faço desenhos em ovos de avestruz, ovos de galinha, ovos de pata, em pratos, camisetas, colares e as luminárias, que são a última produção. Elas são em madeira e os furos faço com furadeira. Afinal, o desenho não é um meio, é o fim, você trabalha de diversas maneiras. A: Quando foi criado o Astrid Espaço Arte? A: O espaço foi criado mais ou menos em 2005. Fiz tanto para dar suporte em aulas de desenho para pequenos grupos e também para visitação.

Obra Pensamentos do Homem II - de Astrid Lindroth.

Ele está aberto ao público, é só agendar. A: Como é ser artista em Rio Negrinho? A: Eu sempre batalhei muito em prol da cultura da cidade, pois a gente está aqui, temos que pensar como um todo. Acredito que devemos sempre nos unir e assim também foi a criação do meu espaço: por não ter um local específico para a arte, eu sonhei em fazêlo, justamente para abarcar essa parte cultural toda. Nesse ínterim foi fundado o espaço na Fundação Cultural e surgiu a Arnap [Associação Rio Negrinho de Artistas Plásticos]. Que bom que a cultura cresceu em Rio Negrinho, pois ela é fundamental. A cultura faz bem para si e para a cidade, é um reflexo do que a cidade vive.


6

CAPA

A: Quais seus planos para o futuro? A: Agora estou fazendo o Marcas Humanas para Joinville, será para o próximo ano, mas lá terá outro nome, que ainda não sabemos, pois vou fazer com minha amiga Sonia Rosa. Os trabalhos já estão quase prontos, já tenho 23 obras. Então serão expostas 25 obras de cada uma de nós e vamos reproduzir 12 de cada uma. Essa será a quarta cidade do projeto. E também fiz dois trabalhos para a exposição que terá agora, em Rio Negrinho, a Preto no Branco [de 2 a 16 de agosto na Fundação Cultural]. A: O que é o projeto Marcas Humanas? A: Marcas Humanas começou em Corupá. Eu tinha uma foto da casa dos meus avós e resolvi homenageá-los. Então pensei: porque não fazer mais? Fiz um levantamento de fotos e produzi 15 obras. Elas foram expostas ao público e o prefeito comprou para a Fundação Cultural de Corupá. Aí começou Marcas Humanas, é um projeto que faz um levan-

tamento histórico das cidades por onde passo. Faço um levantamento, converso com as pessoas do lugar, elaboro a legenda de cada foto. O primeiro projeto não saiu com reproduções. O segundo, de Rio Negrinho, foi com reproduções: foi feita uma série, publicada em dois volumes, com 26 desenhos. E São Bento do Sul também. As reproduções estão à venda, são justamente para mais pessoas poderem ver. A: Por fim, como é o “ser artista”? A: Já levei obras para a Alemanha. Já participei de festival de música em Joinville, fui letrista e cantei. Faço poesia. Então a gente movimenta, eu mexo com tudo. É muito bom ser artista, apesar de sermos incompreendidos. Acho que o artista sempre tem que falar antes de as coisas acontecerem. Ele que grita, ele que mostra, ele que desperta o ser humano, isso é importante. Para quem está começando, inclusive, não pare, se está na veia tem que seguir.


8

PATRIMÔNIO CULTURAL

A arte cervejeira

Foto: Bianca Riet

No Brasil, ela é considerada uma das bebidas prediletas da população. Em Santa Catarina, a fama é dos produtores artesanais. Em São Bento do Sul, pipocam as novas iniciativas para a degustação desse produto que é tradicional na região. A cerveja é mais que uma bebida de festas. Utilizada para degustações e harmonizações, o mercado das cervejas especiais ganha cada vez mais espaço. E encontra seu nicho em uma cidade de tradições germânicas, que a exalta através de encontros, festas e festivais como a Schalchtfest (que ocorre de 06 a 08 de setembro). No Brasil, a população ainda é condicionada a buscar cervejas refrescantes, leves e de fácil aceitação para todos os gostos. Quem faz a avaliação é o cervejeiro são-bentense Jacson Eduardo Kollross, que produz a bebida em casa e já teve suas cervejas ofertadas na última Schlachtfest. Produzindo cervejas como hobby desde um curso feito em 2010, ele percebe uma recente abertura do mercado para as cervejas especiais. “O custo é elevado, então

O cervejeiro Jacson produz as cervejas em sua própria casa.

nem todos podem arcar”, comenta ele, que produz a bebida com o auxílio de sua esposa, Priscila Fadani. Na cidade, apesar de não existir uma cervejaria, há diversos pequenos produtores, que fabricam a cerveja para consumo próprio e de amigos. Quem visualizou esse nicho de mercado é Fernando Priebe, proprietário da recém-inaugurada Bierzelt, loja de cervejas especiais em São Bento do Sul. “Esse nicho do mercado interno cresce muito, subiu cerca 15%”, conta ele. Fernando explica que, no Brasil, a cerveja não possui o mesmo status que o vinho. “Ela é um artigo popular, corriqueiro para o dia a dia”, comenta. Entretanto, a variedade de cervejas é muito maior que a de vinhos, o que traz mais facilidade para a harmonização com os alimentos (a bebida deve ser consumida ao mesmo tempo que a comida, aumentando a gama de sensações e sabores).

Gosto para todos As diversas variações de sabores das cervejas devem-se, principalmente, a seus quatro ingredientes fundamentais: a água; o lúpulo, que é seu conservante natural; o malte, que vem da cevada ou do trigo e dá boa parte do sabor (torrado, defumado,


PATRIMÔNIO CULTURAL

9

Pamela Machado / Chroma Fotografia

de determinada região); e a levedura, responsável pela fermentação e produção do álcool. “É o conjunto dos quatro ingredientes que forma o sabor final”, explica Fernando.

Baviera, ela foi estendida a todo território alemão em 1906. Atualmente, a lei não dita mais a produção cervejeira no país, ainda assim, muitos cervejeiros ainda atem-se à suas regras.

Surgida por volta de 6000 a.C., a cerveja entrelaça sua história e seu desenvolvimento à de muitas civilizações. Sua cultura já passou por regras e estatutos que definem a maneira correta de sua fabricação. Foi assim que, na Alemanha, foi criada a Lei da Pureza, a Reinheitsgebot, que prevê o uso de apenas quatro ingredientes para a fabricação da cerveja: água, malte de cevada e lúpulo (a levedura, quarto ingrediente, foi incluída mais tarde, com a sua descoberta). Promulgada em 1516 por Guilherme IV da

Outros países, entretanto, permitem a utilização livre de ingredientes. É o caso da Bélgica, conhecida pelos variados sabores incorporados à bebida. “Utiliza-se especiarias como gengibre e coentro”, conta Fernando, explicando que isso confere sabor mais complexo à cerveja. Bastante aromáticas, essas cervejas são consumidas sob uma temperatura um pouco mais elevada, o que ajuda na liberação do aroma. Os copos com a boca larga também são indicados, já que propiciam a liberação do aroma no ambiente.

PASSOS PARA A DEGUSTAÇÃO 1 Utilizar o copo ideal para cada tipo de cerveja; 2 Atentar para a temperatura: as especiais devem estar acima de 2º C, podendo chegar a

12 ou 14ºC de acordo com o tipo;

3 Servir a bebida sem que a garrafa encoste no copo. O copo pode ser

inclinado ou em pé (nesse caso, a bebida deve cair no fundo, não encostando nas paredes do copo);

4 Começa-se com análise sensorial: cor, tonalidade, quantidade de

espuma são observadas, assim como o aroma;

5 Ao tomar (a dica é levar a bebida direto para o

fundo da boca, sentindo-a no palato), sente-se o corpo da cerveja, sua acidez e a harmonia entre os sabores;

6 Na degustação da cerveja, o líquido é engolido. É nesse pon-

to que se sente o retrogosto (aromas sentidos nas narinas e pela expiração) e a persistência aromática (sabor que permanece no palato após a ingestão).


GASTRONOMIA

11

Restaurante e Lanchonete Primar

Pizzaria Napolitana

Localizado na entrada da cidade, ao lado do viaduto de Oxford, o restaurante oferece café da manhã com diversas opções de doces e salgados, além de lanches na chapa. O almoço é servido à quilo (R$ 23,30) ou buffet livre (R$ 13,90). Nos sábados é servida a tradicional sopa de bucho e nos domingos há buffet especial (R$ 26,10 à quilo ou R$ 17,60 livre). Aberto de seg. a sex., das 6h às 22h. Sáb. e dom. das 7h às 15h. SC 301, nº 9, Oxford (47) 3635 1886 restauranteprimar@bol.com.br

Além do tradicional rodízio de pizzas e massas, a casa oferece pratos à la carte, delivery e entregas no balcão. Com atendimento diferenciado, todos os ingredientes utilizados nos pratos são escolhidos cuidadosamente. Para quem aprecia o bom chopp, a Napolitana trabalha com o Schornstein. A pizzaria conta com uma filial em Campo Alegre, que dispõe de à la carte, delivery e entregas no balcão. Aberto de ter. a dom., das 18h30 às 23h30. Antonio Kaesemodel, 1501, Colonial (47) 3635 5037 www.pizzarianapolitana.com

Restaurante e Adega Alpenbier

Bougainville Restaurante e Bierplatz

No aconchegante ambiente de estilo alpino, aquecido por uma lareira, são servidos pratos da culinária alemã e internacional. As especialidades da casa são o Camarão à Francesa (R$ 59), o Risoto de Abacaxi com Tiras de Mignon (R$ 41) e para a sobremesa, o Nhoque de Chocolate (R$ 24). Para acompanhar os pratos à la carte, pode-se degustar um dos 300 rótulos de vinhos da adega. Aberto de segunda à sábado, almoço das 11h às 14h e jantar da 17h às 23h. Rua Benjamin Constant, 43, Centro (47) 3633 6290 alpenbier@alpenbier.com.br www.alpenbier.com.br

Liderado pela Chef Mari, sua proprietária, o Bougainville, com o seu ambiente acolhedor, serviço cortês, cardápio singular e preços acessíveis destaca-se na gastronomia do Planalto Norte de SC. Seu extenso e convidativo cardápio sugere inúmeras opções de petiscos, frutos do mar, carnes, aves, risotos, massas e a tradicional “culinária germânica”. Para os apaixonados por frutos do mar, recomenda-se o Peixe Bougainville (R$ 42,30). Dentre as especialidades da Chef, a Picatta de Alcatra (R$ 37,80). Da “culinária germânica”, o tradicional Eisbein (R$ 36,90). O Vulcão Mexicano (R$ 11,80) é uma excelente pedida para sobremesa. Almoço de ter. a dom. a partir das 11h30. Jantar de ter. a sáb. a partir das 18h30. Av. Nereu Ramos, 207, Centro (47) 3635 0734 bougainvillerb@gmail.com


LEGENDA:

Estacionamento

Cartões de Crédito

Ar condicionado

Estacionamento Coberto

Wi-Fi

Lareira

Restaurante Côtè Jardin Sediado no Novotel, o restaurante é aberto para o público e serve todas as refeições: café da manhã, almoço, jantar. O cardápio diferenciado dispõe de opções no buffet e à la carte, incluindo o melhor da gastronomia contemporânea, desde massas até peixes. Todo primeiro domingo do mês e em datas comemorativas, é servido um buffet especial. A casa oferece almoço especial no Dia dos Pais. Aberto diariamente, das 6h30 à meia-noite. Rua Paulo Mueller, 250, Centro No Novotel (47) 3634 1112 www.novotel.com.br/saobento

Restaurante Búfalo Branco

Pauli Pães e Doces Localizado próximo à Oxford Porcelanas, a panificadora tem destaque para pães especiais e cafés elaborados, além de doces e salgados da culinária alemã. Nos dias frios nada melhor que um chocolate quente cremoso (R$ 5,60), que pode ser acompanhado de uma fatia de torta de queijo (R$ 3,50). Aberto de seg. a sáb, das 7h às 20h. Dom. e feriados das 14h às 20h. Rua Antonio Kaesemodel, 2874, Oxford (47) 3626 8274 www.paulipaesedoces.com.br

A churrascaria oferece quatro opções a seus clientes. Ao meio dia, pode-se optar pelo rodízio de carnes (R$ 22), pelo buffet com carnes da churrasqueira (R$ 14,90), pelo buffet completo (R$ 10,90) ou pelo buffet à quilo (R$ 22,90). À noite, além de todas as opções do almoço, há ainda o rodízio de pizzas (R$ 14,90), que pode ser pedido junto ao de carnes (R$ 22). O destaque da casa é o churrasco de carne de ovelha, com tempero especial. Aberto de seg. a sáb. das 11h às 14h e das 19h às 22h. Nos domingos, aberto apenas para almoço, com buffet especial e rodízio (R$ 26). SC 301, 1419, Bairro Colonial (47) 3635 2222 churrascariabufalo@yahoo.com.br www.restaurantebufalobranco.com.br


GASTRONOMIA

13

Restaurante Sandori

Wasabi Cozinha Oriental

O cardápio com mais de 70 opções é servido em um ambiente aconchegante e familiar. Entre as especialidades da casa estão o filé mignon, o contra-filé, a alcatra e a picanha. Destaque, ainda, para o Eisbein, Kassler, e os peixes: linguado, côngrio e salmão. Os pratos, em sua maioria para duas pessoas, variam entre R$ 34 e R$ 58. Almoço: ter. a dom, a partir das 11h. Jantar: ter. a sáb., a partir das 18h30. Av. Dom Pedro II, 45, Centro (47) 3633 6609 www.restaurantesandori.com.br reservas@restaurantesandori.com.br

Com um ambiente aconchegante, a casa oferece cardápio oriental à la carte, elaborado com produtos frescos, em especial preparações japonesas e chinesas. Há uma série de entradas, sushis, sashimis, temakis e combinados, além de pratos quentes e sobremesas que agradam a todo tipo de paladar e idade. Para beber, há opções desde o chopp artesanal, passando por cervejas diversas, sucos naturais e importados, além de carta de vinhos e as exclusivas sakerinhas. Em agosto, a casa apresenta um novo cardápio. Reservas até 19h45. Aberto de ter. a sáb. a partir das 19h. Av. Dom Pedro II, 351, Centro Próximo a Unimed (47) 3635 6553 | 9927 6505 Facebook: Wasabi CozinhaOriental wasabi.sbs@hotmail.com

Ginástico Hof-Restaurant Restaurante Cavazetto A casa oferece amplo cardápio internacional à la carte, além de servir buffet especial para eventos e ainda entregar o buffet na casa de seus clientes. No Hof-Restaurant pode-se desfrutar de uma das mais de 40 opções da carta de vinhos, em sua maioria internacionais, armazenados em adega climatizada. Na culinária alemã há o Schlachteplate (R$ 68 para duas pessoas). No inverno, aquecido pela lareira, é oferecido um buffet especial com três opções de sopas nas quartas-feiras (R$ 12) e, nas sextas-feiras, happy hour com caipirinhas, coquetel pantera cor de rosa sem álcool e tábua de frios em dobro das 18h30 às 20h. Aberto de qua. a sáb., das 18h às 23h30. Domingos das 11h30 ás 15h e todo segundo domingo do mês há buffet especial sob reservas. Rua Vigando Kock, 100, Centro Anexo à Sociedade Ginástica (47) 3634 0159 restauranteginastico@hotmail.com

Frigideira’s Restaurante Com pratos servidos em um buffet no fogão à lenha, a especialidade do restaurante é a comida tipicamente caseira. Aos domingos, o prato de destaque é a carne de ovelha, assada na brasa. A cada domingo, além dos pratos tradicionais, há variação no cardápio: no primeiro e último domingo do mês, há pratos alemães como Eisbein e marreco assado; no segundo domingo, leitão a pururuca; e no terceiro, peixes, com o especial molho de camarão. Aberto diariamente, das 11h às 14h, exceto nos feriados. De seg. a sáb., buffet livre ou à quilo. Nos domingos, buffet livre. Rua José Ruckl, 122, Serra Alta (47) 3635 2871 | (47) 4104 0084 frigideirasrestaurante@yahoo.com.br


14

GASTRONOMIA

Restaurante Empório do Sabor Anexo ao Super Center Germânia, a casa oferece a seus clientes um delicioso buffet à quilo (R$ 28,90 de seg. a sex., e R$ 31,90 sáb., dom. e feriados). O cardápio, elaborado por uma nutricionista, é composto por 16 variedades de saladas e diversas opções de pratos quentes, além de grill com carnes grelhadas, servido diariamente. O buffet de sobremesas é cortesia da casa. Após a refeição, a dica é um espresso ou um cappucino. Aberto diariamente das 11h às 14h30. Rua Capitão Ernesto Nunes, 669, Centro Anexo ao Germânia Super Center (47) 3633 7600

Bierzelt - cervejas especiais

Restaurante Sabor Caseiro

Entre cervejas nacionais e importadas, a casa dispõe de mais de 100 rótulos. Seu objetivo é difundir a cultura cervejeira, através de atendimento especializado que orienta sobre estilos e sugere harmonizações. A loja conta também com espaço para degustação das cervejas e chopes artesanais, que podem ser acompanhados de petiscos. Aberto de seg. a qua., das13h30 às 21h. Qui. e sex. das 13h30 às 22h. Sáb. das 10h às 18h. Av. Dom Pedro II, 21, Centro 47 3634-0514 contato@bierzelt.com.br www.bierzelt.com.br

O restaurante por quilo. A comida tipicamente caseira é servida por alemães e pode ser acompanhada de uma conversa no idioma germânico. O ambiente é simples, mas amplo e aconchegante. Há pratos da culinária trivial brasileira, alemã, italiana e polonesa, com opção de nove tipos de salada e doze pratos quentes no buffet à quilo (R$ 27,90 de seg. a sáb. e R$ 29,90 nos domingos e feriados), incluindo três variedades de carnes. Os sucos servidos no Sabor Caseiro são, sempre, naturais. As opções de sobremesa e o cafezinho são cortesias do restaurante. O Restaurante Sabor Caseiro é aberto diariamente, das 11h às 14h, inclusive nos domingos e feriados. Rua Marechal Floriano, 42, Centro Ao lado do jornal A Gazeta, na rua em frente ao Corpo de Bombeiros (47) 3633 0144


CULTURA E LAZER

15

03, 10, 17, 24 e 31 (segunda-feira)

04, 11, 18 e 25 (domingos)

Ensaio aberto da Banda Treml

Ensaio aberto do Jäger Volkstanzgruppe

Na Sociedade Atiradores 23 de Setembro, 17h Entrada Franca 03 (sábado)

Abertura da Exposição Paisagem Real, no SESC, 19h 05 a 20 – seg. a sex. - Exposição Paisagem Real Na Galeria SESC, das 9h às 12h e das 14h às 17h Entrada Franca 03 (sábado)

6ª. Feijoada Feminina do Clube Tiro Seta 8 de Março

Na Sociedade Ginástica e Desportiva São Bento A partir das 11h Evento exclusivo para mulheres Informações: facebook Tiro Seta 8 de Março Ingresso: R$35 03 (sábado)

Concerto de Inverno

Orquestra, Conjunto de Câmara e Coral da Escola de Música Donaldo Ritzmann No Centro Cultural Dr. Genésio Tureck, 20h Ingressos: R$10 03 a 16 (segunda a sábado)

PRETO NO BRANCO – Exposição de Arte – Desenho

No Espaço Cultural da Fundação Cultural de Rio Negrinho/SC Abertura: 02 de agosto – 20h Visitação: 03 a 16 de agosto – 8h30 às 11h30 e das 13h às 17h Sábado: das 14h às 17h Visitação de grupos mediante agendamento: 47 3644 1665 Entrada Franca

Na Sociedade Atiradores 23 de Setembro, 17h Informações: (47) 9976 5698 Entrada Franca 07 a 09 (quarta-feira a sexta-feira)

Jantar harmonizado no Alpenbier Restaurante e Adega 08 (quinta-feira)

Show Orquestra Som Brasil

No Centro Cultural Dr. Genésio Tureck, 20h Ingressos: R$12 antecipado + 1kg de alimento (na Escola de Música Donaldo Ritzmann) R$15 na hora + 1kg de alimento 09 (sexta-feira)

1ª. Feira de Troca de Livros e Gibis com

lançamento do Concurso Literário e posse dos membros da Academia de Letras Infanto-Juvenil No Centro Cultural Dr. Genésio Tureck, das 9h às 11h30 e das 13h30 às 15h30 Entrada Franca

11 (domingo)

ALMOÇO ESPECIAL DIA DOS PAIS

Restaurante Côtè Jardin, Ginástico Hof-Restaurat-Restaurante Cavazetto, Restaurante Búfalo Branco, Restaurante Sandori, Restaurante Empório do Sabor, Restaurante Primar, Frigideira’s Restaurante, Restaurante Sabor Caseiro e Alpenbier Restaurante. 12 a 15 (segunda a quinta-feira)

Mostra de Cinema clássicos do Terror (Vincent Price) No Centro Cultural Dr. Genésio Tureck, 19h30 Classificação (12, 16 e 18 anos) Entrada Franca


16

CULTURA E LAZER

14 (quarta-feira)

São Bento Acordeon Festival

Na Sociedade Ginástica e Desportiva São Bento, 20h Ingressos antecipados: R$10 (Jornal A Gazeta) 17 (sábado)

Passeio de Trem da Serra do Mar

Estação de Rio Negrinho – Rio Natal (São Bento do Sul) – Rio Negrinho Saída: Rio Negrinho, 10h Ingresso: R$ 80 17 (sábado)

Kamishibai – com Cia Caravana do Sonhar (São Bento do Sul/SC) No SESC, 14h Entrada Franca 17 (sábado)

Shantaran – Histórias indianas (infantil): Sérgio Bello (Florianópolis/SC) Classificação: 6 anos No SESC, 15h 17(sábado)

Shantaran – Histórias indianas (adulto): Sérgio Bello (Florianópolis/SC) Classificação: 16 anos No SESC, 16h30 17 (sábado)

Boate do Reencontro

Na Sociedade Desportiva Bandeirantes, 22h Animação Banda Classical Queen mais DJ Ingresso: R$25 na secretaria do clube

20 (terça-feira)

Lançamento do Livro “Terra Mátria:

a família de Thomas Mann e o Brasil” e palestra do autor, Paulo Astor Soehte No Centro Cultural Dr. Genésio Tureck, 9h Entrada Franca 21 (quarta-feira)

Teatro SESC - Encena Catarina : “Barrica Poraguabaixo “ - Palhaça Barrica (Chapecó/SC) Classificação: 8 anos No Centro Cultural Dr. Genésio Tureck, 20h Entrada Franca 21 a 23 (quarta a sexta-feira)

Cardápio Temático – Península Ibérica No Alpenbier Restaurante

22 a 24 (quinta-feira a sábado)

FESTIDANÇA Escolar

No Ginásio de Esporte Annes Gualberto, qui. e sex. 19h, Sáb 15h Ingresso: 1kg de alimento 23ago a 20set (seg. a sex.)

Exposição Arte na Cidade: Paisagem Urbana Na Galeria SESC, 9h às 12 e das 13h30 às 17h Entrada Franca 23 (sexta-feira)

Pensamundo / SESC: Rock e Literatura com Gelson Binni e Banda Jardim Elétrico No Centro Cultural Dr. Genésio Tureck, 19h30 Classificação: 15 anos Entrada Franca


CULTURA E LAZER

17

27 (terça-feira)

23 (sexta-feira)

7º. Encontro Estadual de Voluntários da Saúde Na Sociedade Ginástica e Desportiva São Bento, das 9h às 18h Evento para voluntários da saúde, mediante inscrição Informações: (47) 3633 0843 Viviane Miranda

Circuito de Música / SESC: com Grupo Samburá (Itajaí/SC) No palco, melodias somadas aos diversos ritmos brasileiros e improvisações criam um clima intimista que envolve o público. No Centro Cultural Dr. Genésio Tureck, 20h Entrada Franca 29 (quinta-feira)

Noite do Sushi

No Alpenbier Restaurante 30 (sexta-feira)

Um passe para a literatura: Cia Caravana do Sonhar de São Bento do Sul/SC No terminal urbano de passageiros Gratuito

30 de agosto a 1º de setembro (sexta-feira a domingo) 24 (sábado)

Almoço com Feijoada No Alpenbier Restaurante 26 (segunda-feira)

A Escola vai ao Cinema

No Centro Cultural Dr. Genésio Tureck, 9h e 15h Mediante agendamento com o SESC

19ª. Festa da Amizade

30 – Venda de pães e cuques 31 – 14h Desfile cívico e Alegórico e após início da festa Animação Grupo Minuano, João Luiz Correia e Amor Sertanejo Na Capela Nossa Senhora de Fátima – Rio Vermelho Estação

Entrada Franca


18

HOTÉIS EM SÃO BENTO DO SUL

Novotel

Hotel Pousada São Bento

Rua Paulo Müller, 250, Bairro Centro (47) 3634 1112 www.novotel.com.br/saobento

Rua Augusto Klimmek, 684, Centro (47) 3633 2321

Hotel Stelter Av. Nereu Ramos, 446, Bairro Centro (47) 3634 1182 www.hotelstelter.com.br

Hotel Urupês Av. Argolo, 153, Bairro Centro (47) 3633 6389 | 3633 7225 www.urupeshotel.com.br

Hotel Recanto Paraíso da Serra Estrada Rio Represo, s/n, Bairro Mato Preto (47) 3626 2584 | 9176 3062 http://recantoparaisodaserra.blogspot.com

Filadélfia Park Hotel Estrada Fundão, 259, Bairro Mato Preto (47) 3635 1055 www.larfiladelfia.com.br

Hotel e Recanto Nossa Senhora Aparecida Rua Bertha Knop, 239, Bairro Colonial (47) 3635 0030 www.recantonsa.com.br

Hotel Eliana Rua Expedicionário Isino Neumann, 71 (47) 3635 1243 | 3635 1894

Hotel Tank Av. Nereu Ramos, 154, Bairro Centro (47) 3633 4171

Beguizza Park Hotel BR 280, Km 120 , Bairro Lençol (47) 3635 5039 | 3635 3620 www.gebehoteis.com.br

Oxford In Pousada

Rodovia BR 280, 748, Bairro Oxford (47) 3635 1516 | 9989 7644

Pousada Ávila

Rua Dezenove de Novembro, 86, Bairro 25 de Julho (47) 3634 0804 www.rotasc.com.br/hotelavila

Pousada Colonial

Rua Antonio Kaesemodel, 1400, Bairro Colonial (47) 3635 2206

Pousada Ponte de Pedra

Estrada Dª Francisca, 2620, Bairro Bela Aliança (47) 3626 2660 | 3632 9080

Pousada Xavier

Estrada Pessegueiro, 340, Bairro Dona Francisca (47) 3635 1010


ENDEREÇOS E CONTATOS

19

Aracnos Montanhismo

Pontos de Táxi em São Bento do Sul

(47) 3633 1869 Rua Vigando Kock, 171 – Centro

Av. Nereu Ramos – (CELESC) – (47) 3633 2410 Tv. José Zipperer - (Pça. Central) – (47) 3634 0471 R. Jorge Lacerda – (Correio) – (47) 3633 4671 Av. Argolo – (Museu) – (47) 3634 2155 R. Wenzel Kalhofer – (Rodoviária) – (47) 3633 4627 R. Henrique Schwartz – (Hospital) – (47) 3633 6666

Arena Kart (47) 3633 2199 Rua Dr. Francisco Escobar Filho, 100

Centro Cultural Dr. Genésio Tureck (47) 3635 3817 Rua Felipe Schmidt – Centro

Posto de Informações Turísticas de São Bento do Sul (47) 3626 2123 Rua Jorge Lacerda, 11 – Centro

Espaço Cultural da Fundação Cultural de Rio Negrinho SESC – Serviço Social do Comércio (47) 3644 1665 Piso superior da Rodoviária Rio Negrinho – SC

Green Bowl Boliche (47) 3635 2724 | 9653 6133 Rua Nelson Aloísio Weiss, 100 – Colonial

Museu Municipal Dr. Felippe Maria Wolff (47) 3633 5924 Av. Argolo, 245 – Centro

Museu Natural Entomológico Ornith Bollmann

(47) 3633 0658 Rua Jorge Zipperer, 101 – Centro

Sociedade Atiradores 23 de Setembro (47) 3633 4245 Rua Rodolfo Klaumann, 264 – Centro

Sociedade Desportiva Bandeirantes (47) 3633 4971 Rua Alfredo Klimmek, 168 – Centro

Sociedade Ginástica e Desportiva São Bento

(47) 3626 7187 Rodovia SC 301, Trevo de Mato Preto, Oxford www.museunaturalsbs.blogspot.com.br

(47) 3633 4159 | 3634 0159 Rua Vigando Kock, 100 – Centro www.sociedadeginastica.com.br www.schlachtfest.com.br

Passeio de Trem da Serra do Mar

Suçuarana Aventura

(47) 3644 7000 | (47) 9986 0600 Rua da Estação Ferroviária – s/n – Centro Rio Negrinho – SC – www.abpfsc.com.br

(47) 9986 8671 Rua Ewaldo A. Buschle - Centro www.sucuarana.tur.br


20

EXPEDIENTE

Publicação mensal do Núcleo de Gastronomia da ACISBS Produção e comercialização: Ivana Lampe acontece.comercial@gmail.com Redação: Bianca Riet Villanova Jornalista responsável acontece.conteudo@gmail.com Atendimento ao leitor: acontece.leitor@gmail.com

ANUNCIE! (47)

9996.9764

Projeto Gráfico:

Viva Comunicação Integrada - (47) 3633 5129 Capa: “Procuro II” Obra de Astrid Lindroth

Realização:

NÚCLEO DE

GASTRONOMIA

Impressão: Gráfica JL Tiragem: 2.500 unidades

Para anunciar, ligue: (47) 9996 9764

A Revista é uma publicação mensal, de caráter informativo, com distribuição gratuita. É proibida a reprodução total ou parcial de textos, fotos e ilustrações por qualquer meio, sem prévia autorização. Todos os direitos reservados. Nossa programação é fechada com antecedência e está sujeita a alterações. Mande a sua até o dia 10 de cada mês para acontece.conteudo@gmail.com Consulte versão eletrônica da Revista : www.acisbs.org.br

Apoio institucional:


NOVOTEL



Revista agosto_edição 04