Page 1

Setembro de 2013 - Edição 005 - Ano 01 - Distribuição Gratuita - 4.000 exemplares

Jogos Universitários agitam Londrina

Competição, festa e interação: tudo isso em uma experiência que vai além da vida acadêmica Pág. 4

JiUEL

CALOURO UEL

EDIÇÃO ESPECIAL: JOGOS

UMA DÉCADA

COPA UEL

AAUEL comemora 10 anos de fundação Pág. 3

FICADICA

Quer uma dica de filme, música e site? Confira!

JIA

Pág. 6

EU FAÇÕ DIFERENTE

OPORTUNIDADE

FESTA

Aluno da UEL apresenta programa esportivo na TV

Procurando por estágio? Confira as vagas deste mês

Veja as fotos da VI Comunicachaça

Pág. 2

Pág. 7

Pág. 6


2 Expediente

Vagas de

estágio

Projeto Gráfico/Reportagem: BIA BOTELHO Jornalismo (43) 9655-7250 biasbotelho@gmail.com Relações Públicas/Comercial: ANA GABI BASTOS Relações Públicas (43) 8444-9403 ianagabi.bastos@gmail.com Edição/Revisão: GUILHERME SANTANA Colaboradores: LARISSA CANASSA (Fotos) FLÁVIA CHEGANÇAS (Reportagem) Periodicidade: Mensal Tiragem: 4.000 exemplares Circulação: Campus da UEL Impressão: Folha de Londrina Distribuição Gratuita

CURSO

VAGAS

PERÍODO

ANO

Administração

20

Matutino/Noturno

A partir do 1º ano

Ciências Contábeis

05

Noturno

A partir do 2º ano

Educação Física

04

Matutino

A partir do 2º ano

Artes Visuais

02

Matutino/Noturno

A partir do 2º ano

Letras

01

Noturno

A partir do 2º ano

Ciências da Computação

02

Noturno

A partir do 2º ano

Design Gráfico

02

Matutino/Noturno

A partir do 2º ano

Pedagogia

03

Noturno

A partir do 1º ano

ia.jornal@gmail.com /informativoacademico

Com que roupa eu vou? Escolher a roupa certa para entrevistas de estágio é algo que deixa muitos estudantes em dúvida. Aí bate aquela pergunta: o que eu vou vestir? Para ajudar na questão listamos abaixo algumas dicas importantes: * Escolha peças neutras e clássicas como um bom blazer, peças de alfaiataria e cores que não chamem muito atenção; * Invista em jeans com lavagens escuras, pois passam uma imagem mais formal e credibilidade; * Cardigãs e suéteres são ótimas pedidas para complementar o visual; * No quesito sapato, é aconselhável que as mulheres usem os de salto baixo ou sapatilhas, que são práticas e clássicas.

Para os homens, o melhor é investir em sapatênis, nada de tênis de academia. * Lembre-se sempre que no trabalho não é lugar de levar o seu estilo, porque lá você está representando a empresa. Dicas de moda são importantes assim como autoconfiança e determinação, por isso esteja preparado. Sucesso! César H.S. Rezende Graduado em Administração pela UEL e Pós- Graduando em Moda

tô precisando de...


3

Setembro de 2013

AAUEL comemora 10 anos Por Flávia Cheganças Nessa edição especial do Informativo Acadêmico, não poderíamos deixar de lembrar os 10 anos da atlética que representa a UEL no meio local, estadual e nacional, a Associação Atlética da UEL. Pela AAUEL já passaram diversos atletas e dirigentes, que já fizeram parte da instituição, disputando de campeonatos regionais e nacionais, colaborando em eventos realizados pela UEL, e incentivando o lazer e o esporte na Universidade. Luiz Gustavo Nascimento Haas, formado em Ciências do Esporte pela UEL, foi um dos fundadores da AAUEL. “Quando fundamos oficialmente a AAUEL, já existia uma movimentação por parte de alguns colegas do Curso de Esporte e de Educação Física que organizavam as equipes para participar dos Jogos Universitários Paranaenses (JUPs) e algumas competições internas da UEL, como o Calouro UEL”. Segundo Luiz, houve a decisão de se ter uma organização oficial apropriada para a promoção desses jogos, então ele, e os alunos de outros cursos da UEL se reuniram para a 1ª Assembleia para formação da AAUEL no intuito de criar um estatuto, diretoria e CNPJ. O atual presidente da Atlética,

Irê Nunes que já está há dois anos participando, conta que a instituição possui cerca de 120 atletas dos mais variados cursos. E que a diretoria é dividida em cargos para que todos possam ajudar. “Nesses 10 anos de existência, os times da AAUEL já ganharam campeonatos como a Copa Cambé de Vôlei, Copa Unisinos, JUPS, entre outros”, afirma. Luis Gustavo, que viu a Atlética começar, afirma que ela cresceu muito e que ganhou espaço na vida da Universidade. “Acho que se cada uma das universidades tivesse esse movimento de união, as competições esportivas universitárias ganhariam maior representatividade no cenário esportivo nacional”. A AAUEL, além de participar de campeonatos externos, como o JUPS (Jogos Universitários Paranaenses), a Copa Sul Americana – UNISINOS e em outras competições locais, ela também organiza campeonatos na universidade, como o JiUEL (Jogos internos da UEL) e o Calouro UEL (competição entre os calouros). A Atlética tem sua sede no CEFE (Centro de Educação Física e Esporte) da UEL. Para participar da AAUEL é preciso fazer parte das seletivas, que geralmente são realizadas no começo do ano. Mas também há a disponibilidade de vagas ao longo do ano.

Flávia Cheganças

Delegação da AAUEL

3º lugar nos JUPs A AAUEL participou da 53º edição dos JUPs (Jogos Universitários do Paraná), no final do mês de julho, em Campo Mourão, e ficou na 3ª colocação. A delegação contou com 104 estudantes, incluindo atletas e dirigentes de diversos cursos. A UEL conseguiu medalhas em 8 das 11 modalidades que disputou (de um total de 14), sendo elas: atletismo, badminton, futsal, judô, natação, tênis de mesa, voleibol e vôlei de praia. A instituição também garantiu vaga para JUBS (Jogos Universitários Brasileiros) no futsal masculino, vôlei feminino e masculino, no judô e em algumas provas do atletismo. Tulio Moura, esportista do atletismo, ressalta a importância da Universidade participar do JUPS: “A competição foi muito bem organizada e é muito importante que nós da UEL façamos parte dela por ser uma seletiva para o JUBS”. Ele conquistou medalha de ouro nas provas do salto em distância e do salto triplo do paranaense. O atleta foi campeão brasileiro do salto triplo na edição do ano passado do JUBS. Matheus Elias, técnico da equipe de voleibol feminino e atleta do time masculino, conta que durante os treinos e competições existe uma troca de experiência gratificante entre todos os atletas. “Com o apoio da AAUEL, o voleibol têm estado entre as melhores equipes de voleibol universitário no Paraná. Temos orgulho em ser uma referência e esse trabalho tem que ser valorizado”, afirma.


4

Jogos univesitários: esporte e diversão Disputas entre cursos e atléticas promove integração de universitários através do esporte Bia Botelho e Flávia Cheganças Os Jogos Universitários em Londrina não é caviar, mas se você nunca viu, nunca jogou, com certeza já ouviu falar. São competições que tradicionalmente envolvem modalidades como o futsal, voleibol, basquetebol, handebol, mas podem vir acompanhadas do futebol de campo, natação, tênis, atletismo, xadrez, judô, etc. Além da parte esportiva, os torneios também envolvem a integração dos estudantes nas torcidas, baterias e festas. O Informativo Acadêmico traz informações sobre todas essas competições e também foi atrás do que motiva calouros, veteranos e até formados a participar dos Jogos Universitários.

JIA – JOGOS INTER ATLÉTICAS A 5ª edição dos Jogos Inter Atléticas (JIA) movimentou a cidade de Londrina este mês e contou com a participação de seis instituições da cidade: UEL, UTFPR, PUC, Unopar, Unifil e Pitágoras. No total foram 19 atléticas participantes, algumas fundadoras dos jogos e outras participando pela primeira vez, como a Enginner Bulls, dos cursos de Engenharia da Faculdade Pitágoras. “É bonita essa festa, essa interação. Eu acho lindo o JIA, porque tem outras faculdades de Londrina e não só a UEL. A gente vê o trabalho que da pra organizar tudo isso e não é só a festa, é a organização do evento em si, ir atrás de árbitro e local para os jogos. O JIA exige muito dos universitários e comprova que eles possuem capacidade de organizar um evento grande e que as atléticas conseguem realizar essa organização”, essa é afirmação de Fernanda Cavassana, formada em Jornalismo pela UEL e que continua participando dos jogos pela ASCOF – atlética de Comunicação Social da UEL. A atleta joga vôlei de quadra e de areia e, pela primeira vez, faz dupla nesta modalidade com Dayane Vieira, formada em Relações Públicas. O que as motivam continuar jogando? “O que me motivou a continuar foi o espírito que atlética tem de incentivar, treinar e querer competir”, conta Dayane. E Fernanda completa: “mesmo a gente se formando, quando tem a oportunidade de jogar nós comparecemos, é prazeroso estar nesse clima universitário, tocar com a bateria, torcer, é uma energia tão boa que você não quer perder”. Carine Zaupa, formada em Fisioterapia, também participa do JIA. Ela está fazendo residência em Ribeirão Preto

Modalidades em grupo agitam o JIA 2013

e, mesmo assim, não deixou de vir para jogar vôlei, futsal e vôlei de areia pela Atlética 7 Copas do curso de Fisioterapia da UEL. “Me sinto bem aqui, gosto do ambiente dos jogos, do pessoal do curso. Isso me faz bem, porque tenho contato com o pessoal dos outros cursos. E as pessoas se conhecem mais e se encontram novamente através dos jogos. É o momento em que a gente deixa de focar nos estudos”. Mas não é só de formados que é feito o JIA, os calouros, alunos que entraram este ano na universidade se sentem muito bem em poder jogar e participar da competição. Giuliany Stella Niwa, por exemplo, é caloura de Engenharia na Pitágoras, e é a primeira vez que ela está participando dos jogos junto da Enginners Bulls. Ela joga futsal e o time só treinou duas vezes para estar nos jogos. Segundo ela, a competição envolve muita emoção e adrenalina, e ela gostou muito de participar. Outra caloura nos jogos é Isabella Bovo, também da ASCOF, ela nunca foi aos treinos da Atlética, ficou sabendo do JIA por uma amiga e pediu para jogar. Como ela é de Londrina, viu muita gente que conhecia e pode interagir. Além disso, adorou as baterias. “É muito bacana, ela anima muito”, afirma.

Rotinas de treinamento, ou não Diferente da calourada aí mencionada que não treina, existem Atléticas que pegam pesado para competir. Pode não ser para o JIA, mas eles se dedicam a fazer um bom preparo para participar de outros jogos – como os estaduais, e até nacionais. Ana Flávia Moreira joga vôlei, vôlei de areia, handball e é da AAASM – Direito UEL, uma das atléticas fundadoras do JIA. Ela conta que a atlética participa dos jogos para interagir com os outros curso, mas sempre com a intenção

de vencer a competição. No ano passado, eles foram campeões geral, com 22 pontos de diferença da Atlética de Educação Física, que ganhou as edições anteriores. Além disso, também foram campeões dos Jogos Jurídicos, sucesso que eles tiveram por causa dos treinos intensos. “A gente treina entre dez e meia noite durante a semana, sábado e domingo de manhã. Com profissionais da área ou mesmo estudantes. E treinamos para competir. Festamos também, mas a competição é mais forte”, conta. Daiane Marques, da atlética de Direito da UNOPAR joga futsal e afirma que o time também treina, mas com foco nos Jogos Jurídicos. Elas possuem um treinador e auxiliar técnico para acompanhá-las e o JIA é, segundo ela, uma preparação para ver como o time está para as outras competições. Já dentro das que não treinam, está a Atlética 1º de Abril do curso de Veterinária da UEL. Segundo Monica Shenki e Talita Andrade, a razão para tal é o fato de terem poucos alunos participando, as pessoas que competem são as mesmas que fazem parte da diretoria da Atlética. Fazendo parte do pessoal que não treina, está também a Atlética de Química e Exatas. Diego Bleinroth Rodriguez, que joga todas as modalidades em grupo, afirmou que eles só treinaram um dia para se preparar para o JIA. Eles jogam também o Torneio Interquímica e ficaram em 4º lugar este ano. Para o estudante, o que conta nesses jogos são os grupos de amizades que se formam. E quem disse que não há gente de um curso treinando outro? Vinicius Tashima estuda Educação Física na UEL, mas é treinador do time de handebol feminino da XXI de Agosto. Ele já participou 4 vezes da competição, e 3 delas foi como treinador e confessa: “Eu sou técnico da XXI de Agosto, mas é claro que fica o coração bate mais forte pela Educação Física. Mas querendo ou não, a gente tem que ser profissional. Já aconteceu um confronto entre as duas atléticas na final feminina do JIA do ano passado. Foi um momento difícil. Mas para mim fui campeão e vice, pelo meu curso ter ganhado o primeiro lugar e por ser treinador das meninas da XXI de Agosto, que ficaram em segundo.

A torcida organizada A atlética de Educação Física preparou a torcida para os jogos com direito até ao clássico americano: meninas uniformizadas como cheerleaders

– eram as campeã de só para torc Além da também co para o cam dores na ho como instr Rola uns co dro Rets Ol Garoa, da a Há tam quenta aind tucada, do edição do J

Históri

O JIA fo 2010, quan UEL, PUC e lizado na U Country Clu segunda ed do ano. A c a Atlética d Atlética de Para Day de o JIA ser oportunida outra cidad Ana Fláv fala da evo crescer mu to bom. Iss rio, além da oportunida todas as at sidades dife em qualque pra quem é


5 Fotos: AAUEL

JiUEL – JOGOS INTERNOS DA UEL Fotos: Assessoria de Comunicação JIA 2013

Felinas. Fernanda Tresinare, que foi xadrez no ano passado, foi este ano cer pela Atlética de Ed. Física. as torcedoras, a competição conta om as baterias. “A bateria é importante mpeonato porque incentiva os jogaora da partida. Além disso, ela serve rumento de integração das torcidas. onfrontos, mais saudáveis” afirma Peliveira, que é da bateria Demônios da atlética XXI de Agosto. mbém o desafio de baterias, que esda mais o campeonato. A bateria Tacurso de Direito foi a campeã desta JIA.

ia da competição

oi criado pela Liga das Atléticas em ndo era formado por 14 atléticas da e UTFPR. O primeiro evento foi reaUEL e as finais ocorreram no Canadá ub. Devido ao sucesso dos jogos, a dição foi realizada novamente no final campeã das três primeiras edições foi de Educação Física e, ano passado, a Direito da UEL se deu melhor. yane Vieira da ASCOF, uma vantagem r realizado nos finais de semana, “é a ade para a galera que trabalha ou é de de, participarem também”. via Moreira, da AAASM – Direito UEL, olução do evento. “A gente vê o JIA uito, com um nível competitivo muiso dá orgulho, porque o universitáas festas, vê no esporte uma grande ade para interação. A competição une tléticas de cursos diferentes e univererentes, o que raramente aconteceria er outro evento. Ver o ginásio lotado, é atleta, é muito bom!”.

Outra competição com um histórico legal é os Jogos Internos da UEL (JiUEL). A disputa acontece desde 2006 (apenas em 2012 não houve competição) e é realizada pela Associação Atlética da Universidade Estadual de Londrina - AAUEL. Em seu primeiro ano contou com mais de 700 inscrições de estudantes dos mais diversos cursos de graduação da UEL e esse número dobrou nas últimas edições. Os jogos envolvem somente as atléticas e cursos da UEL e os estudantes podem competir nas modalidades: basquete, vôlei, handebol, futsal, atletismo, judô, xadrez, natação, sinuca e truco. Este ano, ao invés de todas as modalidades serem disputadas simultaneamente, elas serão realizadas cada uma em uma semana, para que cada atleta possa participar em mais de uma – o que beneficia esportistas que participa em mais de uma modalidade. Ed Júnior, vice-presidente da AAUEL afirma que além dessa novidade, o JiUEL conta com um grande diferencial para a próxima edição:

“alunos de Pós-Graduação (Especialização, Mestrado e Doutorado) poderão fazer parte dos jogos. Com isso a AAUEL engloba todos os alunos da UEL, além de abrir a possibilidade de mais pessoas prestigiarem os jogos”. Para ele, é importante que os estudantes tenham oportunidade de disputar competições esportivas dentro da instituição, além da integração que acontece entre cursos e atletas. Os jogos começam no final deste mês, e a primeira modalidade a ser disputada é o basquete. Na última edição a AASM – Direito venceu a competição. E este ano, quem será a grande campeã?

Fotos: AAUEL

CALOURO UEL O Calouro UEL também é um campeonato organizado pela AAUEL. Nele, só participam os alunos que, como o nome já diz, são calouros na universidade. A primeira edição foi realizada em 2004, e desde então integra os calouros de todos os cursos. No começo tinha apenas a disputa de futsal, mas a partir de 2006 várias modalidades foram incluídas na competição, como atletismo, basquetebol, futsal, handebol, judô, natação, tênis de mesa, truco, vôlei e xadrez. Carolina Barlera Brazolin é estudante de Química e defendeu o Time de Exatas no handebol, xadrez, futsal e basquete, sendo

COPA UEL DE FUTSAL No mês passado, a COPA UEL de futsal foi outra competição que agitou os universitários. Diferentemente dos jogos, ela é organizada pelo 3º ano do curso de Ciências do Esporte da UEL, fazendo parte da grade curricular da graduação, na disciplina de Organização de Eventos Esportivos. Outra diferença é que ela pode ser competida com ou sem a participação das Atléticas. Vinte e oito times masculinos e

Atlétas no JIUEL 2011. Ano passado a competição não foi realizada

campeã na última. Ela adorou participar da edição de 2013: “nesses eventos, temos a possibilidade de conhecer pessoas de outros cursos. A animação do pessoal, da torcida é demais, sempre tem uma torcida provocando a outra, é uma competição saudável”. Além disso, a estudante acha importante ter este tipo de incentivo esportivo, o que estimula ainda mais a participação. A Atlética de Educação Física é a atual campeã, e a XXI de Agosto a vice desta competição. Mas independente dos vencedores, o Calouro UEL é sempre uma oportunidade para interação, é um momento descontraído dentro da Universidade para descansar da rotina acadêmica.

oito times femininos participaram do torneio. Os campeões desse ano foram a XXI de Agosto Master e TPM FC. Luiz Felipe Todeschini, aluno que ajudou a organizar a edição deste ano acha importante ter uma competição como essa, pois o futsal é a modalidade que possui o maior número de inscritos nos Jogos. “É uma competição muito famosa entre os alunos e é outra oportunidade para descontração”, afirma.

Facebook Copa UEL 2012

Final masculina da Copa UEL 2012


6 Eu Faço Diferente:

eu apresento um programa de tv

Estudante ganha programa em canal local Reprodução MultiTV

Música Sebastian Ingrosso A música Reload lembra bons momentos com pessoas especiais. É a música do momento! Felipe Corazza Educação Física

Filme Wolverine: Imortal Eu gostei da história e gosto muito de X-Men. O Wolverine perde parte das suas habilidades e recupera sozinho o que parecia impossível para salvar uma vida. Cintia Priscila de Oliveira Engenharia Civil

Site

O Esquema

É um site que reúne os tipos mais variados de blogs; que ilme falam de cinema, música até mesmo de política. Eu acesso “O Esquema” principalmente em busca de novidades na área de cultura, e lá, todo dia tem algo diferente.

F

www.oesquema.com.br Carol Ferezini Jornalismo

repórter e produtor em ouAparecer na TV e ficar fatro programa esportivo. moso pode ser o sonho de Dentro de um ano em muita gente. Não era o de que trabalhou como apreGuilherme Vanzela, estudansentador, Tonhão conta que te de Jornalismo, quando ele vários fatos foram marcanganhou o concurso cultural tes, mas o que ele destaca promovido pela MultiTV para foi um programa gravado ser o apresentador de um em um jogo entre as equiprograma por um ano. Na pes do Londrina e de Coriverdade, tudo começou como tiba. Ele pode fazer diversas uma brincadeira. entrevistas com jogadores Tonhão, como o estudanconhecidos e, além disso, te é conhecido pelos amigos, pode participar do jogo. resolveu se inscrever no con“Acabei atuando por dois curso e, para isso, era preciso Guilherme com o ex-jogador do Londrina, Garcia minutos, mas dois minufalar por no máximo 20 seguntos marcantes. Afinal, joguei junto dos em uma cabine a ideia de um pro- os próprios erros. Devido a isso, com o Ademir da Guia (um dos grama que a pessoa gostaria de apre- o programa não tinha um forprincipais jogadores da história sentar. “Como a cabine ficava ao lado do mato definido, o que ele não do Palmeiras) e participei da prédio em que tínhamos aula e eu co- considerava negativo, pois a jogada de um gol do Londrinhecia a responsável, ia lá quase sempre gravação era sempre feita de na”. e dei umas três sugestões, todas sem pé maneira espontânea e diverQuanto à nova função que nem cabeça. Acabou que uma delas foi tida. desempenha, Guilherme conselecionada entre as vinte melhores e a Com o programa, Tonhão ta que gosta muito do que faz e partir daí a decisão foi por votação. Fiz fez diversos contatos e conheceu procura sempre aprender e melhorar. uma campanha intensa, principalmente jogadores renomados que fizeram via Facebook, e prometi um churrasco história em diversos clubes e outros do Ele afirma que a oportunidade de ter vencido o concurso foi muito impora todos que compartilhassem o link no futebol amador. caso da minha vitória, que ocorreu e a “Acabou que este programa meio tante para que ele pudesse mostrar seu promessa foi cumprida”, conta. que sem pé nem cabeça, mas feito com trabalho e ser contratado em outro proVanzela começou a apresentar um muito amor e carinho ganhou adeptos grama. “Sou muito grato a MultiTV por programa esportivo chamado “Futebol e tornou-se o com maior número de me proporcionar isto. Pelo menos para para menores”, voltado para o futebol acessos pela internet na MultiTV”. O o próximo ano sigo na produção do amador de Londrina e região. Como programa acabou em agosto, mas Gui- VEC (Você Esporte Clube), mas depois ele mesmo conta, não tinha experiên- lherme agora é funcionário contratado disso não sei, o futuro é uma caixinha cia alguma na TV e foi aprendendo com da empresa e desempenha o papel de de surpresas.” Você também faz algo diferente e gostaria de contar? Fale com o INFORMATIVO ACADÊMICO. Nós publicaremos a sua história aqui.


7

Setembro de 2013

A VI Comunicachaça, organizada pela ASCOF (Atlética de Comunicação), foi realizada no começo de Agosto e contou com a presença de mais de 1000 pessoas. Fotos: Bia Botelho

Coluna Universitária

Londrina

21 de Setembro Fazendo a Cabeça III Edição Local: Chácara 2M OPEN BAR - 15h

28 de Setembro Interbatuc 2013

Local: Ilha Solteira/SP Informações com a bateria Tubatuque (Atlética XV de Setembro)

Festa Open na Mussum

Local: Rep. MussumManos OPEN BAR - 15h

5 de Outubro METAMORFOSE - 18ª Edição Local: Pq. Ney Braga 3 ambientes - 22h

f /groups/colunauniversitaria


5ª Edição - Setembro 2013  
Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you