Issuu on Google+


Caldas Empreende 2009 

Apoio social na vertente de Empreendedorismo

Políticas Sociais de (re)inserção profissional

Iniciativa de auto-emprego que privilegia o know-how

Incentivos - instalações e custos fixos


Entidades Parceiras 

M i í i d Município das C Caldas ld d da R Rainha i h

AIRO – Centro de Apoio ao Empresário

IEFP


Destinatários 

Toda a população em geral, sendo o público p prioritário: – – – –

Pessoas em situação de desemprego Dificuldade de acesso ao mercado de trabalho Em risco ou situação de exclusão Pessoas com competência base e ambição em empreender como forma de alteração a sua condição profissional


Metodologia 

Acreditar no potencial empreendedor, apostando p na q qualificação; ç ;

Fomentar o potencial empreendedor de públicos úbli menos ffavorecidos; id

Fomentar a médio prazo a alteração da condição de dependência de apoios sociais.


Caldas Empreende 2009 

Apoio à criação do próprio emprego;

Di i i ã d Diminuição do d desemprego;

Reforço de novos projectos;

Apoiar fisicamente projectos que respondam às necessidades da restante população.


Município visa:    

Apoio ao auto-emprego no concelho das Caldas da Rainha; Criação de mecanismos de apoio e suporte a actividades locais com sustentabilidade; Motivar o surgimento de projectos que respondam às necessidades económicas e sociais; C t ib i para a criação Contribuir i ã d de novos postos t d de trabalho.


Incentivos 

Disponibilizadas pelo Município instalações em alguns locais do concelho - antiga Fábrica das Calças para o funcionamento de negócio;

Isenção do pagamento de custos fixos, ( água e luz ) aos que nesta dependência constituam negócio;

A permanência em auto-emprego nas condições referidas f id poderá d á prolongar-se l até té 2 anos;

Formação para aumento de qualificações das pessoas que pretendam constituir o próprio emprego;


Incentivos 

AIRO – –

Apoio po o e em co consultoria su o a pa para a a ccriação ação do negócio egóc o Apoios (FINICIA Oeste)

IEFP –

Disponibilizará o acesso a candidaturas aos apoios existentes, sujeitas a análise nos termos legais g


Operacionalização do Projecto 

Apresentação de candidatura junto da AIRO;

Apreciação p ç p pela AIRO e Câmara Municipal; p ;

Após a apreciação, caso o projecto apresentado seja j viável é cedido o espaço p ç e eventualmente apoio p em consultoria ou no âmbito do FINICIA Oeste;

Caso se verifique q q que é inviável,, p poderá ser dado apoio para reformular pela entidade AIRO, formação, ou prestado esclarecimento pelas causas de inviabilidade total total.


Caldas Empreende 2009 

Projecto de desenvolvimento social

Óptica de empreendorismo

 

Inovação e criação de oportunidades de emprego Auto-emprego

Desenvolvimento sustentável


Caldas Empreende 2009     

Inovação e oportunidades de empreendedorismo Inclusão e melhoria social Mais formação Mais emprego M i d Mais determinação t i ã ▼ A sinergia i i de d esforços f será á a alavanca l d uma de sociedade com melhores condições e mais confiante


Caldas Empreende 2009