Page 1

I NF

RM O

E-S E

IS AT R G

INFORMAR UBATUBA

DISTRIBUIÇÃO GRATUITA - TIRAGEM 5.000 EXEMPLARES - EDIÇÃO Nº 006

DEZEMBRO DE 2016 - UBATUBA - SP

Parque em perigo Cortes de pessoal põem em risco preservação da biodiversidade Pág. 06

Sato escala veteranos dos governos Eduardo César e Antônio Carlos Pág. 03

Caiçara de 72 lança livro com memórias da infância em Ubatuba Pág. 11

RETROSPECTIVA 2016: Relembre o que foi notícia no InforMarUbatuba.com

Pág. 14

UBATUBA - SP

Sistema de Gestão Completo Equipamento - Suprimentos (12) 3832-4432 - 98891-5250 www.sistemaathos.com.br

(

Rua Prof. Thomáz Galhardo 1440 - Centro

99730-0489 - ID 90*81/90*82

Rua Capitão Felipe, 217 - Sl 03 - Itaguá


EDITORIAL

InforMar Ubatuba

O tesouro da floresta

Dezembro/2016 - Pág. 02

CHARGE DO MÊS

Em 2011, no Egito, durante a Primavera Árabe, uma cena chamou a atenção. De braços dados, muçulmanos, cristãos e republicanos seculares formaram um cordão humano para proteger o Museu do Cairo contra saqueadores que poderiam se aproveitar do caos político para pilhar o patrimônio histórico de seu povo. Ubatuba também tem um tesouro, a Mata Atlântica, onde cada criatura é uma joia de valor único. Uma simples perereca, por exemplo, pode ser a responsável por controlar a população de insetos, que também têm sua função na natureza, mas se tornam pragas terríveis como as bíblicas em caso de desequilíbrio ecológico. Como o Egito, nosso território é habitado há milhares de anos. Se não há palácios de pedra e obras de irrigação milenares é por que os indígenas não precisavam: tinham madeira para construir e chovia o ano todo. O legado que nos deixaram é a floresta em pé e os saberes sobre ela. Após a colonização no século XVI, caiçaras e quilombolas desenvolveram modos de vida sustentáveis que garantiram sua sobrevivência por gerações. Nos anos 1970, veio a rodovia Rio-Santos. Vieram também os grileiros. A paisagem mudou. Não fosse a criação de parques estaduais, especuladores imobiliários já teriam devastado tudo. Porém, os parques da Serra do Mar e da Ilha Anchieta também trouxerem problemas para as comunidades tradicionais que perderam parte do território do qual cuidavam tão bem e foram proibidos de praticar atividades como abrir pequenas roças de subsistência. Mais tarde, o ecoturismo abriu novas possibilidades para conciliar a sobrevivência e preservação. No entanto, recentemente o governo do Estado tem sido negligente com as Unidades de Conservação. O sucateamento chega a parecer premeditado para vir a legitimar a entrega dos parques a empresas privadas. Em UCs concedidas, empresas podem praticar até exploração madeireira enquanto os antigos moradores não poderão sequer circular livremente. Diante do sucateamento e risco de privatização, só resta uma coisa a fazer: nos unirmos com determinação para proteger nosso tesouro.

InforMar Ubatuba

InforMar Ubatuba Diretora de jornalismo Renata Takahashi (MTB: 0076209/SP) Editor de conteúdo Leandro Cruz

Chargista convidada Renata Vitrola (mulhervitrola.com.br) Coluna Fauna Tamoia Guilherme Fluckiger

Tiragem 5.000 / Mensal Distribuição gratuita FALE CONOSCO Redação: 12 9 9608-3288

informarubatuba@gmail.com Anúncios: 12 3835-1337 anuncienoinformar@gmail.com Acesse: www.informarubatuba.com


Dezembro/2016 - Pág. 03

POLÍTICA

Sato escala jogador e políticos veteranos Prefeito de Ubatuba deve governar ao lado de ex-vereadores e ex-secretários de Eduardo César e Antônio Carlos O prefeito eleito de Ubatuba, Delcio Sato (PSD) anunciou na noite do último dia dois de dezembro a equipe com a

qual governará a cidade pelos próximos quatro anos. Além do já anunciado exmeio-campista Marcelinho Carioca

(PRB) escalado na posição de Secretário de Esportes, o time conta com veteranos dos governos Eduardo César (PSDB, Ubatuba

2005-2012) e Antônio Carlos da Silva (PSDB, Caraguatatuba 19972004/2009-2016) além de exvereadores. Confira a lista abaixo:

Equipe de governo 2017-2020 Chefe de Gabinete - Ronaldo D. Jr Chefe de Governo - Jailton Santos Superintendente de Gestão Adm.- Sizenando Cristo Superintendente de Gestão de Pol. Sociais - Adilson Lopes Assessor Jurídico Legislativo - Anthero M. Pereira Jr. Assessora de Des. Social - Luciana Machado Resende Secretário de Superintendência de Gestão Sustentável José Americano Assessor de Relações Federativas - Renato Vella Secretário de Administração - Sílvio Bonfiglioli Neto Secretário Adjunto de Administração - Wanderley Sebastião Leite de Araújo Secretário de Habitação e Planejamento Urbano - Wilber Schmidt Cardozo Sec. Adjunto de Habitação e Planejamento Urbano Antônio Cesar Lima Abboud Secretário de Cidadania e Desenvolvimento Social -

Vereadores aumentam o próprio salário A Câmara Municipal de Ubatuba aprovou aumento salarial para os vereadores que em janeiro passam a receber R$10.128,80 por mês. Veja ao lado como cada um deles se posicionou sobre o assunto.

Jurandir de Oliveira Veloso (Pelé) Sec. Adjunto de Cidadania e Desenvolvimento Social Vanderlei Amorim Secretária de Comunicação Social -Elaine Pinho Secretário de Educação - Hélio José de Paula Sec. Adjunta de Educação - Ana Rosa Nunes de S. Costa Ouvidor - 'Pastor' Elizeu Alves Correa Secretário de Esportes - Marcelo Pereira Surcin ('Marcelinho Carioca') Sec. Adjunto de Esportes - Richard dos Santos Secretária da Fazenda - Solange Aparecida Toledo Secretário de Infraestrutura Pública - Pedro Tuzino Sec. Adjunto de Infraestrutura Pública - José Carlos Pereira Peixoto Júnior Secretário Jurídico - Marcelo Paiva de Medeiros Secretário de Meio Ambiente - Virgílio Barroso Secretário de Pesca, Agricultura e Abastecimento -

Cláudio dos Santos ('Cacá') Secretário de Saúde – Alessandro Cacciatore Sec. Adjunta de Saúde – Dra. Aparecida Enomoto Secretário de Turismo – Luiz Antônio Bischof Sec. Adjunto de Turismo – Sérgio Moretti Presidente da Empresa Municipal de Desenvolvimento Urbano (EMDURB) – Valdemir Fernando Pedroso (Timiro). Presidente da Fundação de Arte e Cultura de Ubatuba (Fundart) - Pedro Paulo Teixeira Pinto Presidente da Fundação da Criança e do Adolescente de Ubatuba (FUNDAC) – Eugênio Zwibelberg Presidente da Companhia Municipal de Turismo (COMTUR) – Andrade Henrique dos Santos Administrador da Regional Sul – Josué L. dos Santos Administrador da Regional Centro Sul – James Ricardo Guimarães Administrador da Regional Norte – Ari M. Neto

REELEITO

REELEITO REELEITO

Adão (PCdoB) Daniele (DEM) A FAVOR A FAVOR

Julião (PSL) A FAVOR

Manuel (PT) A FAVOR

REELEITO Flávia (PSB) CONTRA

Ivanil (PMDB) CONTRA

Bibi (PMDB) CONTRA

Silvinho (PSDB) A FAVOR

REELEITO Xavier (PSDB) Xibiu (PSDB) A FAVOR Não votou por estar CONTRA presidindo a sessão

D´MARIO

ADEGA CAMBUÍ Vinhos e Cachaças Nacionais e Importados

HIDRÁULICA - ELÉTRICA FERRAGENS E FERRAMENTAS

Cachaças de Paraty - RJ

(12) 3833-5251 - 99756-0969 - 99126-8711

PREÇOS ESPECIAIS P/ BARES E RESTAURANTES

ademariosm@gmail.com Rua XV de Novembro, 285 - Lj. 03 - Estufa I

Rua Tupi, 75 - Esquina c/ Rua Guarani - Itaguá


9 de dezembro – 20h30 Espetáculo “Viver a Dança” Local: Centro de Convenções de Ubatuba A apresentação encerra as atividades da Oficina de Dança da FundArt no ano de 2016. O Espetáculo “Viver a Dança”, dirigido e coreografado por Alessandra Penha, terá cerca de 30 trabalhos coreográficos e a participação de 120 bailarinas que apresentarão coreografias premiadas em diversos festivais e solos repertórios como Coppélia, Giselle, La Fille Mal Gardée, Paquita, o maravilhoso Pas de Trois do incrível “O Corsário” entre outros. Destaque para a assistente de ensino Maria Júlia de Oliveira Rocha, que participou do Valentina Kozlova International Ballet Competition 2016 em Nova York. A noite contará ainda com apresentações de alguns convidados: do Projeto Arte Para Todos, a Oficina de Dança do Ventre da FundArt juntamente com a arte-educadora Aline Pilz, os grupos de Street Dance da Gê Academia e Mais Educação da Escola Tancredo com a prof.ª Marina Silva, além das bailarinas Mônica Magalhães e Gabriela Guisolf com o contemporâneo.

11 de dezembro – 17h-23h Banda na Varanda RAINHAIMAGENS.COM

InforMar Ubatuba Local: Ubatuba Ecologic Hostel, Rua Cesar Frank, 488, Perequê-Açu

O Ubatuba Ecologic Hostel e Pousada lança seu novo projeto chamado Banda na Varanda e convida a todos para uma noite de apreciação da arte e cultura de artistas de Ubatuba. Nesse 1º evento, Show com o músico da MPB Sandro Bacelar e exposição de obras do pintor Tiano Mendes. Quem quiser também pode participar do Sarau Livre. O bar tem cervejas diversas a partir de R$3,50 além de comidas orgânicas. Couvert artístico a R$10 por pessoa. Faça chuva ou faça sol, o projeto acontece. Mais informações ou sugestões pelo WhatsApp: 12-99620-2434

16 e 17 de dezembro Ubatuba Pro Surf 39ª Edição Circuito Municipal Ubatuba de Surf Local: Praia Vermelha do Centro

Dezembro/2016 - Pág. 04

grandes atletas para o surf nacional. Mais informações, envie mensagem para atendimento@aus.com.br ou entre em contato pelo telefone (12) 3832-

1007

16 e17de dezembro 16h-22h Bazar “O Tal” Local: Hotel Xaréu, Rua Jordão Homem da Costa, 413, centro O encontro de quem faz com quem valoriza o pequeno, o autoral, o criativo. Na 1º edição do bazar, cerâmica, pinturas, pães, bijuterias, comida, mosaicos, costuras, cosmética natural, chopp artesanal e muito mais. ARQUIVO PARTICULAR ODARY CARVERO

AGENDA

17 de dezembro – 9h-17h V Feira de Trocas Sem Reais Local: O Jardim Cultural Ubatuba, Rua Guarani, 345

Na Feira Sem Reais tudo funciona sem intermédio do dinheiro. O evento visa reunir pessoas que queiram trocar de tudo: sementes, mudas, roupas, livros, objetos em geral, saberes, serviços. É só chegar e trocar. 26 de dezembro - 19h Feira de Artesanato Criativa e Solidária Local: Av. Marginal, 2220, Perequê-Mirim A Feira é organizada pela ONG Ubatuba Em Foco e acontece todos os dias a partir do dia 26. Haverá artesanato em geral, bolsas, chinelos, bijuterias, bonecas de pano, panos de prato, etc. Praça de alimentação com bar e lanchonete. Barracas com salgados, doces, pastéis, churros, pipoca. Karaokê divertido com músicas nacionais e internacionais.

Organizada pela Associação Ubatuba de Surf, a terceira etapa do Circuito Municipal Ubatuba Pro Surf 2016 rola entre os dias 16 e 17 de dezembro no praia Vermelha do Centro. Maior Circuito Municipal do Brasil e um dos mais tradicionais do mundo, o Ubatuba Pro Surf chegou neste ano à sua 39ª edição e segue revelando

AÇAÍ - POLPAS - FRUTAS CONGELADAS BATATA - MANDIOCA - PÃO DE QUEIJO

FORNECEM OS PARA: POUSADA S MERCAD OS RESTAUR AN QUIOSQU TES E

3836-1184 - 99752-1768 Rua: Constante Lúcio de Souza, 115 - Estufa I (12)


Dezembro/2016 - Pág. 05

GUIA GASTRONÔMICO

Pizzaria

e Restaurante 3832-5281 Av. Leovigildo Dias Vieira, 876, Itaguá

A Taberna Desde 2002

Restaurante Português em Ubatuba

de cado Certifi cia 2016 ên Excel

erna

A Tab

Av. Leovigildo Dias Vieira, 958 - Itaguá Tel.: (12) 3832-5663

DELIVERY (

(

3832-3782 3836-1040 99790-8916 99104-7756 OU RETIRE NO BALCÃO AV. CAPITÃO FELIPE, 149 - ITAGUÁ Pizzas, Pratos Tradicionais e Sobremesas com os melhores ingredientes do mercado.

(12) 98143-7659 (12) 3832-1862 Av. Governador Abreu Sodré, 1501 Perequê-Açu - Ubatuba - SP


MEIO AMBIENTE

Dezembro/2016 - Pág. 06

Parque Estadual pode ficar desprotegido Estima-se que a Mata Atlântica original cobria uma área de aproximadamente 131.550.000 ha (cento e trinta e um milhões, quinhentos e cinquenta mil hectares), dos quais restam menos de 10%. Desse restante de floresta ainda de pé, o Núcleo Picinguaba do Parque Estadual da Serra do Mar (PESM), em Ubatuba, busca proteger e conservar 47.500 ha (quarenta e sete mil e quinhentos hectares). O PESM Núcleo Picinguaba, criado em 1979, é administrado pela Fundação Florestal (FF) da Secretaria de Estado do Meio Ambiente. Nos últimos anos, a Unidade tem sofrido significativos cortes de verbas e funcionários. Novos cortes de pessoal podem vir a atingir até mesmo o setor de segurança, o que deixaria a floresta do parque, que corresponde a 80% do município, vulnerável à ação de criminosos como palmiteiros e traficantes de animais. Como solução à precarização que o próprio governo paulista provoca, o governador Geraldo Alckmin tem proposto medidas como concessão de Unidades de Conservação a empresas privadas por até 30 anos, permitindo

diversas atividades econômicas impactantes, podendo admitir inclusive a exploração madeireira. Em junho deste ano, a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo aprovou em regime de urgência que 25 Unidades de Conservação fossem concedidas a empresas. O Núcleo Picinguaba chegou a entrar na lista do projeto da chamada “Lei das concessões” (16.260/2016), mas escapou graças a uma ampla mobilização da sociedade civil de Ubatuba, que temia as consequências desse tipo de modelo de gestão. RECEITA E DESPESA A receita gerada pelo Núcleo com arrecadação de ingresso, hospedagem, locação de espaço para produções comerciais e realização de eventos, do início deste ano até agosto já ultrapassava R$ 73 mil e deve chegar a R$ 100 mil até o final do ano. Trata-se, portanto, de uma das Unidades de Conservação do Estado que mais gera receita. No entanto, segundo orçamento 2016, o custeio do Núcleo Picinguaba é de míseros R$ 32.939. Isso sem contar os custos com os funcionários de empresas terceirizadas, que são contratadas direta-

Abandono do Estado ameaça enorme riqueza biológica, que inclui marsupiais como a cuíca e centenas de espécies de aves

GUILHERME FLUCKIGER

por Renata Takahashi

GUILHERME FLUCKIGER

Novos cortes no Parque Serra do Mar abririam as portas para crimes ambientais e planos de privatização


CORTES DE FUNCIONÁRIOS O corte de verbas e funcionários tem ocorrido de forma generalizada nas Unidades de Conservação do Estado. No Núcleo Picinguaba, de 2012 para 2016, caiu de 44 para 15 o total de trabalhadores terceirizados que atuam na vigilância, limpeza e monitoria ambiental. Isso significa uma queda de 66% no número de funcionários em apenas cinco anos. O clima é de insegurança toda vez que a data de vencimento dos contratos se aproxima. Com cada vez menos funcionários, teme-se que a segurança do parque fique gravemente comprometida, o que deixaria a floresta desprotegida. A reportagem do jornal InforMar entrou em contato diversas vezes com a Fundação Florestal, que não forneceu informações solicitadas desde o dia 31 de outubro. A Fundação Florestal em Ubatuba administra, além do Núcleo Picinguaba do Parque Estadual da Serra do Mar, a APA Marinha e o Parque Estadual da Ilha Anchieta. A precarização não é exclusividade do Parque Estadual da Serra do Mar. O gestor do Núcleo

Picinguaba, Danilo Santos da Silva, disse que só concederia entrevista com autorização da Fundação Florestal. No entanto, há 2 meses, em seu perfil no Facebook, ele publicou uma enfática defesa do Parque, mas com crítica à maneira como o governo vem tratando as Unidades de Conservação. “Não é s i m p l e s v e r no s s o p a t ri m ô n i o (incluindo as pessoas) serem esquecidas, assim como a importância de seu trabalho sendo jogadas as traças”, disse em um trecho. No texto, o gestor fez um apelo para que as pessoas se preocupem com o parque e façam algo para de fendê-lo, como participar de reuniões, trabalhar voluntariamente ou se engajar em campanhas. “Assim conseguimos dar vida as Unidades de Conservação, conseguimos evitar o colapso, o abandono, o sucateamento!”, concluiu.

PESM Picinguaba recebe cerca de 3 mil pesquisadores por ano

44 INFOGRÁFICO: INFORMAR UBATUBA

mente pela Fundação Florestal e distribuídos entre cerca de cem Unidades de Conservação paulistas.

GUILHERME FLUCKIGER

Dezembro/2016 - Pág. 07

28

29 18 15

2012

2013

2014

2015

2016


Dezembro/2016 - Pág. 08

Ecoturismo gera renda para comunidades

RENATA TAKAHASHI

Em 2015, rendimento de monitores e cozinheiras locais que prestam serviço no Núcleo Picinguaba foi de R$ 48.621,00

Área do PESM abrange restingas, manguezais, praias e costões rochosos, assim como territórios utilizados historicamente por comunidades tradicionais caiçaras e quilombolas que hoje guiam visitantes no parque O atual modelo de turismo operante no Núcleo Picinguaba se tornou uma fonte de renda para algumas pessoas de comunidades tradicionais cujos territórios estão em ‘‘Zonas Histórico-Cultural Antropológicas’’ do Parque, como sertão da Fazenda, Cambury e Vila de Picinguaba. Por guardar uma riquíssima sociobiodiversidade, o Parque atrai visitantes de diversos lugares, entre

pesquisadores, estudantes e ecoturistas. Eles realizam trilhas em atividades de educação ambiental em contato direto com a Mata Atlântica, mata de encosta, mangue, restinga, rios e praias. O Núcleo Picinguaba realiza o agendamento dos passeios, mas quem guia os grupos de visitantes são monitores das comunidades que estão dentro do Parque ou em seu entorno. Segundo informações apresenta-

das ao Conselho Municipal de Turismo de Ubatuba, em 2015 a renda gerada para esses guias, que recebem por passeio, foi de R$ 29.320,00. A comida dos grupos de estudo que utilizam a hospedaria do Parque fica por conta de cozinheiras dos bairros próximos. Os grupos devem contratar duas cozinheiras por dia na hospedaria. Em 2015, ainda de acordo com dados apresentados ao Conselho de Turismo, o rendimento

das cozinheiras chegou a R$ 19.301,00. Entre os roteiros mais procurados por visitantes que realizam atividades no Parque estão a Trilha fluvial (veja matéria na página 9), Trilha do Picadão da Barra, Trilha do Jatobá e Trilha do Corcovado, mas há muitas outras opções. Mais informações podem ser solicitadas por e-mai: pesm.picinguaba@fflorestal.sp.gov.br


TURISMO

Dezembro/2016 - Pág. 09

Entre o rio e o mar

RENATA TAKAHASHI

RENATA TAKAHASHI

Na Trilha Fluvial, visitantes conhecem de perto as fascinantes criaturas dos manguezais

Raízes aéreas do mangue-vermelho (Rhizophora mangle)

Arte Popular - Móveis -Decoração

(12) 3833-5649

‘‘Atelier Lellis’’- Fabricação Própria Rua Guarani, 395 (em frente ao Aeroporto)

AGENDAMENTO O Centro de Visitantes do Parque Estadual da Serra do Mar Núcleo Picinguaba, de onde parte o passeio, fica próximo à praia da Fazenda, com acesso pela rodovia B R - 1 0 1 , q u i l ô m e t ro 1 1 , e m Ubatuba. Informações e reservas pelos telefones (12) 9 9707-2426 ou (12) 3833-6552 e e-mail agendamento.picinguaba@gmail.com O valor do passeio é de R$100,00 para grupos de até 10 pessoas e deve ser pago em dinheiro no ato da visita. É recomendado ir com traje de banho por baixo da roupa, levar repelente e protetor solar.


COLUNA FAUNA TAMOIA

Dezembro/2016 - Pág. 10

Deixe as conchas, leve o lixo Se retornássemos ao passado e visitássemos as praias notaríamos enormes diferenças na vegetação exuberante de restinga e de mangue, e veríamos que todas as praias tinham muitas conchas, inteiras, quebradas ou com seres vivos dentro. Desde que o ser humano passou a coletar conchas começou a alterar o visual das praias. As conchas eram coletadas para diversos usos, como adornos, moeda de troca, utensílios domésticos e ferramentas. Hoje em dia são coletadas principalmente para fazer artesanatos e coleções particulares. Quando a coleção tem um cunho científico ainda dá para entender, pois estará sendo útil para alguma pesquisa que auxiliará no manejo e na governança do espaço público das praias e de outros ecossistemas, ou seja, será útil na conservação. Uma praia totalmente sem conchas, apenas com grãos de areia tem um processo de transporte sedimentar diferente, ou seja, os grãos de areia redondinhos lado a lado são levados mais facilmente e de forma constante pela água, enquanto as conchas, que possuem formatos irregulares, são transportadas de maneira total-

GUILHERME FLUCKIGER

por Guilherme Fluckiger

mente diferente. Isso já altera a dinâmica praial e pode, por si só, já causar algumas consequências, como maior erosão e/ou acúmulo em determinados trechos das praias. Além de alterar também a biodiversidade de microorganismos fundamentais para a saúde da praia, já que alguns são adaptados a viver entre conchas e grãos irregulares de areia. Muitos organismos se fixam

nas conchas ocupadas ou não, como algas, anêmonas, corais, ascídias, esponjas, briozoários, poliquetas, enfim, uma enorme diversidade marinha que não estaria ali sem as conchas. E ainda há o famoso ermitão, um parente dos caranguejos que possui a parte traseira do corpo mole e não sobrevive sem uma concha para protegê-lo. Ele utiliza conchas vazias, principalmente de caracóis

GUILHERME FLUCKIGER

Elas são lindas, mas não devemos levá-las para casa. Entenda a importância de deixar as conchas nas praias

marinhos, e à medida que cresce vai trocando de concha e com a escassez das grandes conchas algumas espécies maiores acabam sucumbindo sem atingir seu desenvolvimento total. Além dos caracóis, outros moluscos como ostras, mexilhões, berbigões e outros animais como cracas produzem as conchas principalmente com carbonato de cálcio. Essas conchas possuem funções de proteção contra sol, desidratação, predação e sem elas os animais que a produziram não sobrevivem. Retirar o animal vivo para coletar a concha é uma crueldade, ainda mais quando se utiliza métodos cruéis como água fervente, sal e formigas. Hoje em dia encontramos muito mais lixo nas praias do que conchas. Portanto mude o hábito, leve o lixo e deixe as conchas nas praias para que todos possam admirar suas belezas em um patrimônio público e não em coleções particulares. Não incentive a comercialização de artesanatos feitos através da extração de conchas ou carapaças de animais marinhos como estrelas, ouriços, corais e muito menos cavalos marinhos secos. Faça sua parte e incentive o artesanato de lixo reciclado.


LITERATURA

Dezembro/2016 - Pág. 11

Caiçara de 72 anos lança livro com memórias da infância

MAYNARA MOURA

Ubatubana Thetis Alves da Rocha publica seu 1º livro, ‘Abraçada às minhas raízes’

por Renata Takahashi Dona Thetis é nascida e criada no Centro de Ubatuba, nos anos 40, quando a cidade era bem diferente. Em janeiro de 2017, ela publica seu primeiro livro, "Abraçada às minhas raízes". O livro reúne memórias da Ubatuba antiga e algumas poesias. "Tudo é vivido,

nada é criado pela mente", garante a autora de 72 anos. Nas palavras iniciais do livro, ela explica que pretende registrar fatos, costumes, folclore de um tempo que não volta mais e lembrar de pessoas simples importantes para Ubatuba, mas que por serem humildes, jamais fariam parte da história oficial da cidade. "Procurarei ser bem simples, bem terra com cheiro de mato e gosto de mar. Eu quero falar daquela Ubatuba dos Ubatubanos, dos caiçaras que puxavam redes; falar da Ubatuba que o progresso com sua invasão turística vai aos poucos destruindo, esquecendo que um povo sem passado jamais poderá ter um futuro’’, explica na abertura da obra. Muitas passagens do livro têm referências a ruas do centro como Jordão Homem da Costa,

Thomaz Galhardo, ou locais como Igreja Matriz, Cadeia Velha e a farmácia do Filhinho, tornando as cenas mais palpáveis à imaginação de quem conhece a cidade de Ubatuba. Dona Thetis era criança quando aconteceu a fuga dos presos da Ilha Anchieta, em 1952, e conta como recebeu a notícia em sala de aula e as crianças foram dispensadas das aulas por tempo indeterminado por medo dos foragidos. Mui tas outras curiosidades também aparecem entre as memórias da autora, desde as festas religiosas, danças a receitas tradicionais. Dona Thetis fala da medicina tradicional, que no passado era a única que existia (e funcionava) e também lembra da chegada da penicilina. Em novembro, sua poesia "Ubatuba Caiçara" foi premiada em 2º lugar no Concurso Literário de U b a t u b a , e e n t ro u n o l i v ro "Antologia 2016", que reúne os textos vencedores desse ano. O poema também estará no livro que ela lança em breve.

O super-herói que fala com os bichos A escri tora Cibele Perrella é veterinária e mãe. Ela é a criadora de Alexis, um super-herói que fala com os animais e está sempre pronto para agir quando algum deles corre perigo. Cada capítulo de Alexis e os xerifes da Natureza é uma aventura, que de maneira dinâmica e divertida ensina mais sobre fauna, além de transmitir uma mensagem de respeito aos animais. Alexis, a arara Macao, a jibóia Jaya, o quati Natu e a sussuana Palani são ótimas companhias para as férias. À venda na loja de brinquedos Com Carinho do Shopping Itaguá e pelo telefone (11)98273-1554.


Dezembro/2016 - Pág. 12

NOTAS E VERSOS

REGGAERA NERVOSA

Ponto de Equilíbrio, uma das principais bandas de reggae do País , desembarca em Ubatuba dia 14 de janeiro. Os donos de sucessos como ‘‘Ditadura da Televisão’’, ‘‘Aonde vai chegar’’ e ‘‘Santa kaia’’ fazem a galera balançar os dreads no hotel Haras IItamambuca. Ingressos à venda na Beach Pastel (Rua Tupi, 84). No repertório, clássicos e as músicas do álbum Essa É a Nossa Música que pode ser ouvido no site da banda bandapontodeequilibrio.com.br

TAROVA Dendê venceu o Tarova, festival da música autoral de Ubatuba, com ‘‘Direito à Infância’’, um rap manifesto de repúdio à violência contra a criança. Ouça em fb.com/denderap

o Equilíbri Ponto de

Macaco de Fogo Dendê

SARCASMO

E vem aí mais uma pedrada do poeta da Pedreira. O prêmio do festival Tarova, vencido por Ícaro Dendê, é uma gravação no America Studio. O rapper já escolheu a letra que deve gravar. ‘‘Sarcasmo’’ é o título do single que deve ser lançado no início de 2017 pelo exmembro do grupo Baseado Nisso.

ESCOLHA DO PÚBLICO

Além da melhor música autoral escolhida pelo júri, o festival Tarova premiou as preferidas pelo público. Terminaram empatados no voto popular as músicas ‘‘Fim’’, de Gustavo Albado, e ‘‘Cangaço urbano’’ da banda Macaco de Fogo, com autoria de Rafael Furtado e Rama dos Santos, disponível em soundcloud.com/rafael-furtadocamargo


Dezembro/2016 - Pág. 13

R. Conceição, 573, Centro Ubatuba - SP

Mulheres da Fortaleza transformam lixo em artesanato ecológico Oficina do projeto Caiçara Criativo reutiliza materiais como papel, plástico e vidro da Redação No bairro da Fortaleza, a artesã Solange Veras dá aulas para mulheres e crianças aproveitando materiais que seriam jogados no lixo. O bairro que fica a cerca de 1 hora do centro não conta com coleta seletiva e as lixeiras transbordam nos feriados e temporada de verão. Materiais orgânicos e recicláveis se misturam, alguns acabam indo parar no mar, outros são levados para um aterro sanitário. Na oficina de Solange, eles ganham um novo significado: são transformados em peças artesanais originais. Segundo a pro fessora Solange, atualmente o destaque da oficina é o papel machê, feito com embalagem de ovo. “Tudo que é potinho, vidrinho, plástico, a gente

Peças exclusivas feitas com papel machê e pintadas à mão são destaque da oficina aproveita para fazer o suporte dentro das peças”, conta Solange. As alunas aprendem todo o processo, desde picar o papel até finalizar o artesanato. Já foram criadas coleções com bonecas caiçaras, canoas, animais marinhos, máscaras, sapos, cachorros, gatos, pássaros e outros.

Além do papel machê, elas têm desenvolvido lindos trabalhos em garrafas de vidro e pet. A oficina de artesanato ecológico do projeto Caiçara Criativo, que funciona há dois anos, é gratuita e voltada aos moradores da Fortaleza e praia Brava, mas aberta a quem se interessar.

As aulas são oferecidas na sede do projeto (Estrada Vereador José Alves Barreto, 6455), onde também há um ponto de venda com os artesanatos confeccionados. A artesã fica com 70% do valor da peça e os outros 30% são investidos na sustentabilidade da própria oficina.


RETROSPECTIVA 2016

O ANO EM IMAGENS

Dezembro/2016 - Pág. 14

MARÇO: Edgar Souza (esq), dono do escritório que representa a Santa Casa em ações trabalhistas, assiste à contagem de votos da eleição para a provedoria, vencida por seu irmão Fanio (a seu lado) por um voto

Relembre o que foi notícia no InforMarUbatuba.com em 2016

JANEIRO: Julião renuncia à presidência da Câmara. Xavier assume sem eleição

ABRIL: Passagem de ônibus volta a subir e chega a R$3,80

FEVEREIRO: Alunos ficam sem merenda nas escolas estaduais

MAIO: Povos indígenas se mobilizam contra a PEC 215

JUNHO: Privatizadas 25 unidades de conservação de SP

Pizzaria

e Restaurante Av. Leovigildo Dias Vieira, 876, Itaguá - UBATUBA-SP


Dezembro/2016 - Pág. 15

RETROSPECTIVA 2016 AGOSTO: Devotos seguem procissão do Bom Jesus da Ilha Anchieta

SETEMBRO: InforMar e Caiçara Criativo realizam série de entrevistas e o único debate transmitido ao vivo entre os candidatos a prefeito

OUTUBRO: Sato vence NOVEMBRO: Feira volta à Praça BIP

DEZEMBRO: Vereadores aumentam próprio salário


DIVERSÃO

Jogo dos 7 erros

Ilustrações: Juliano Sene / Teo Arte Estúdio de Desenho e Tatuagem (12) 9 9708-0240 - Rua Jacatirão II, nº 342, Perequê-Mirim

Dezembro/2016 - Pág. 16

Que caminho leva os magos ao bebê Jesus?

nº 06 ano 01 Jornal InforMar Ubatuba - dezembro/2016  

Edição de dezembro da versão de papel do InforMar Ubatuba. Leia o jornal aqui!

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you