Issuu on Google+

JORNAL

www.jornalinformante.com.br

@PaperInformante

INFORMANTE COMPROMISSO COM A CIDADE

Farroupilha | Ano VI - Edição 271 | 12 de abril de 2013 | R$ 2,00

Crônicas da Redação

Menos papa, falas prontas Inside e mais Borat no Jornalismo Inside, página 2

Política

Uma casa para a cultura Ramon Cardoso

Pedágio segue e Assurcon Serra fará protesto terça Página 11

Esporte

Central Angélica celebra convocação para Seleção Página 16

Esporte

Peirone, o argentino que veste as ‘cores do Brasil’

Página 17

Antiga residência da família Maggioni é alugada pela prefeitura, que pretende utilizar o local, repleto de história, como um centro cultural, com valorização das diversas formas de arte, suprindo uma carência na área, há muito tempo reclamada pela comunidade farroupilhense – Capa


2 | Sexta-feira, 12 de abril de 2013

Compromisso com a cidade

Matéria EspEcial

Em avaliação, 100 dos 1461 dias ou, Com pouco mais de três meses de governo, prefeito analisa período, destaca principais ações desenvolvidas até o momento e projeta a continuidade de seu mandato ão se trata apenas de uma nova gestão municipal, mas de uma que chegou ao Executivo após 12 anos de hegemonia do PMDB no comando da prefeitura. Uma que chega com um político de ‘primeira viagem’, como é o caso do médico pedetista Claiton Gonçalves. Uma que chega respaldada por uma eleição histórica, que obteve quase 50% dos votos válidos. Na grande entrevista, que inicia nesta página e se estende pela 3 e 4, o prefeito faz uma avaliação do período que representa, segundo ele, 6,8% de seu mandato, as dificuldades enfrentadas, as ações adotadas, suas principais preocupações na gestão pública municipal e, sobretudo, o que pretende realizar para colocar em prática seu Plano de Governo que lhe garantiu o comando do Executivo farroupilhense. Jornal Informante: Chegaste ao governo respaldado por uma votação histórica e por uma palavra que foi o mote de campanha e moveu boa parte de seu eleitorado: mudança. Acredita que hoje, após três meses de governo, está colocando essa regra em prática? De que forma? Claiton Gonçalves: Estamos trabalhando algumas questões internas, sempre voltadas no gerenciamento da administração pública, mas sempre levando em conta que a mudança está sendo implementada a partir de um novo foco de gestão. Buscar nossas vocações e auxiliar a população em suas carências, sejam elas de infraestrutura, de saúde, de cultura, enfim. Procuramos tomar conhecimento, entender a situação que encontramos a Casa e, a partir disso sim, com planejamento e estudo, distribuirmos nossas atividades futuras. Informante: Acreditam que a população está percebendo essa alteração, está sendo contemplada em seu anseio? Claiton: A população faz a leitura de algumas ações, especificamente daquela que foi benéfica a ela ou a que ainda não foi aplicada. É muito relativo. As pessoas ainda não têm condições de fazer uma avaliação mais ampla, completa do governo. Seria muito negligente dizer que o governo é isso. O governo está sendo plantado, consolidando raízes para ir adiante. Nossa ideia é de apresentarmos à sociedade projetos de interesse social. Estamos afastando da administração pública os chamados ‘negócios de ocasião’, os ‘negócios políticos’. Isso não nos interessa. Estamos promovendo ações de interesse geral, de interesse da comunidade, que ela possa ter benefício com isso. Estamos criando caminhos para o desenvolvimento que permitam que a comunidade seja feliz e não que um grupo de pessoas seja contemplada. Informante: Como recebeste o Executivo? Era o que esperavas? Claiton: Achamos que a cidade, por toda a propaganda que havia sido feita anteriormente, fosse mais

Ramon Cardoso

N

Um novo foco na gestão municipal: Claiton destaca que administração está implementando aos poucos seu modelo de governo

robusta internamente. Ela é muito frágil internamente. Possui grandes deficiências administrativas e de gestão que precisamos corrigir. Essas deficiências são apontadas pelo Tribunal de Contas do Estado, pelo próprio crescimento e desenvolvimento limitado da cidade, por um orçamento que tem apenas 2% de sua receita destinada para recurso livre a investimento. O restante está comprometido, com mais de 10% somente para subvenções, por exemplo. Uma folha de pagamento que parece enxuta, mas temos dois grandes vazadouros de recursos públicos como o Pró-Saúde e o Hospital Beneficente São Carlos, que são dois grandes empregadores e que pagam com dinheiro que recebem da prefeitura. Se somarmos isso, veremos que o gasto público é muito grande. Precisamos equalizar isso. Informante: O orçamento deste ano (estimado em R$ 182 milhões) era uma preocupação. Ele vai se confirmar? Claiton: É muito precoce para dizer o que vai se confirmar ou não. Tem a questão do pré-sal que ainda está sendo discutida. Temos ainda a questão de redução de IPI, seja da linha branca, seja de automó-

veis. O desempenho de algumas empresas que estão se adequando em um período pós-crise. A princípio, o orçamento não vai se confirmar. Estamos fazendo uma ginástica para readequar a distribuição naquilo que foi destinado em forma de subvenção para chegarmos a um entendimento. Informante: Essa defasagem no orçamento ficará em que percentual? Claiton: Acreditamos que deva ficar em torno de 7% (quase R$ 13 milhões abaixo do previsto). As subvenções terão um corte superior a 50%, sob pena de inviabilizarmos a administração. Informante: Quais as principais dificuldades encontradas até o momento e as maiores alegrias do período? Claiton: A grande dificuldade de um governante novo é a ansiedade de estabelecer as suas prioridades, metas, já no início do governo. Venho da iniciativa privada e da área médica, com ações imediatas e rápidas, onde isso não somente é possível, mas necessário. Isso exige agilidade e entendimento de uma forma mais imediata do que a própria política, que tem seu


Sexta-feira, 12 de abril de 2013 | 3

Compromisso com a cidade

Matéria EspEcial

conforme Claiton, 6,8% da gestão Ramon Cardoso

processo de maturação, de conversa, de crescimento. A maior dificuldade é fazer a adequação do raciocínio médico, objetivo e lógico, do político, de retórica e de conversa mais ampliada. A maior alegria é de poder estar realizando aquilo que sonhávamos enquanto munícipes. Estamos trabalhando em muitas frentes para melhorias em diversas áreas. As ações de resposta mais próxima nos dão muita alegria e nos faz entender que a política também pode nos permitir desenvolver ações mais verdadeiras e profícuas. Informante: Antes mesmo de assumir, falaste que pretendia fazer uma auditoria nas contas públicas. Como ficou essa situação? Claiton: Algumas coisas estão sendo feitas. No Hospital São Carlos já está sendo feito esse trabalho por um serviço de auditoria da UCS. No Pró-Saúde será feito na sequência. Na prefeitura será contratado um serviço de uma empresa especializada na área, por meio de licitação. Precisamos tomar ciência de toda a situação para sabermos o que vamos buscar nessas auditorias. Informante: Outra ação que foi muito destacada em sua campanha foi a questão da Reforma Administrativa. Quando ela deve estar concluída e como está o trabalho? Claiton: Tenho acompanhado de perto a equipe que está trabalhando. O vereador Lino Troes está neste processo. Temos secretários (Planejamento, Gestão e Governo), técnicos da prefeitura, o grupo da UCS. A ideia da reforma é dar celeridade à atividade pública e de adequar a gestão aos tempos modernos. Vínhamos de um modelo arcaico, antigo, que não tem mais condições de permitir um bom governo, que possa atender a demanda da comunidade. Informante: Uma mini reforma teve de ser antecipada por conta da extinção de 91 cargos pelo TJ/ RS. Foram criados 39 cargos (29 foram ocupados até agora, sem contar os da Secretaria do Planejamento), que representam 43% dos extintos mas com 63% do custo dos extintos. Essa decisão não vai de encontro à sua proposta de economia no gasto público e enxugamento da máquina? Claiton: Se tu tiveres um gasto igual, mas com um volume de trabalho maior, já tens ganho nisso. Hoje, trabalhamos muito forte na questão do lixo. Estamos respeitando o contrato, mas negociando para que o serviço prestado seja melhor. A Secretaria de Planejamento, por exemplo, tem em seus quadros funcionários de carreira. Estamos promovendo ações que permitam uma mobilidade funcional maior e um crescimento gerencial melhor, com um custo menor. Informante: A opção pelo Centro de Atendimento ao Cidadão (Ceac) e a criação da Secretaria do Planejamento foram duas ações adotadas no início da gestão. Foi a partir da assunção que verificaram a necessidade de desenvolver os dois projetos? Claiton: É obra de cirurgião. Achar soluções duran-

Prefeito defendeu alterações administrativas adotadas e ressaltou que está ocorrendo otimização do trabalho e dos resultados

te a cirurgia. Tínhamos um visão da administração e depois de assumirmos verificamos uma outra realidade, outras necessidades, que te obrigam a buscar soluções. Um cidadão, hoje, pode fazer uma peregrinação se depender da prefeitura. O objetivo do Ceac é, além de prestar um bom atendimento, centralizar os serviços. Quanto ao planejamento, vimos que ele não existia. Atualmente, qualquer administração que se preze precisa buscar recursos federais e para isso são necessários planos municipais, projetos. Faremos isso para captar recursos para capitalizar o governo. Informante: A ideia não era de deixar a pasta desvinculada da questão político/partidária? Por que isso não ocorreu? Claiton: Procuramos ouvir muito a comunidade. Quando foi falado que existia a possibilidade de um técnico, talvez de fora da cidade, ocorreram muitas manifestações contrárias. Buscamos adequar essa necessidade a alguém que fosse natural da cidade, mais próximo, que está ligado a Farroupilha e, fundamentalmente, que tem um bom trânsito no meio político, já que a pasta está muito atrelada à captação de recursos. Informante: Seu secretário de Planejamento foi também o mentor da criação da Chefia de Gabinete, da pasta em questão e ocupou os dois cargos. Muitas

questões, de outras pastas, passam por Ansélio Brustolin. A impressão é que ele é seu super secretário. Qual a influência de Ansélio e do PT em sua gestão? Claiton: O PT tem a mesma fatia do PDT e do PSB, uma fatia um pouco maior do que a do PCdoB e do Democratas, por conta da construção política anterior. Se avaliarmos o número por filiação ou bandeira política, o PDT tem um número maior, mas a diferença é pequena. O PT está presente na fatia necessária de sua construção neste governo. A figura do Ansélio se sobressai por conta da sua personalidade. É uma pessoa de posições fortes, de fala forte. Não quer dizer que isso represente mais ou menos dentro do governo. A figura dele é igual à de qualquer outro secretário. Ocupa o Planejamento por uma decisão minha, para ouvir a comunidade. Não via outra pessoa capaz de estar à frente da pasta, de trabalhar em conjunto, de buscar recursos, de estar ligado a Brasília. Não vejo que o PT esteja se sobressaindo ou que tenha mais mando dentro do governo. O governo é do PDT, eu tomo as decisões. O Ansélio é um soldado, apenas tem posições bem fortes, mas é o jeito dele, a personalidade dele. Informante: Tiveste a saída de um secretário adjunto e de um titular de pasta. Não é muito para um início de trabalho? Segue na próxima página


4 | Sexta-feira, 12 de abril de 2013

Compromisso com a cidade

Matéria EspEcial Ramon Cardoso

Claiton: E teremos mais mudanças ali adiante, por conta de preenchimento de algumas vagas. Um governo dinâmico precisa ter decisões rápidas, para evitar que um problema isolado crie um transtorno maior. Informante: Algumas questões importantes de sua campanha, como a gratuidade para a Educação Infantil e o transporte intermunicipal, ainda não foram implementadas. Quando as medidas serão aplicadas? Claiton: Neste ano. Mas temos que fazer esse caminho acontecer. Estamos trabalhando mais fortemente na Educação Infantil. Vamos anunciar logo duas escolas na área, que nos dará um ganho de 500 vagas. Vamos buscar um entendimento mais saudável com as prestadoras de serviço na Educação Infantil. Estamos adequando nosso governo à realidade encontrada. Assim que tivermos a possibilidade, vamos fazer com que se busque aquilo que prometemos. O ano tem 365 dias. Estamos trabalhando para resolver essas questões dentro do período e oferecer essa condição. Informante: Como estará a questão da elevada na RSC-453? Claiton: Já foi feito um estudo nosso, em parceria com a UCS, na área de engenharia. Estamos adequando o estudo ao projeto e, depois dele, vamos trabalhar na captação de recursos. É algo que não acontece do dia para a noite. Informante: Até mesmo por sua área de formação profissional, a saúde merece uma atenção especial. Recentemente ocorreram trocas no comando do Hospital Beneficente São Carlos e na Associação Farroupilhense Pró-Saúde. Como está sendo trabalhada essa questão? Claiton: O orçamento deste ano prevê R$ 11 milhões na Associação Farroupilhense Pró-Saúde e R$ 12 milhões no Hospital São Carlos, mas os valores vão muito além disso. No São Carlos, nossa estimativa é de que o custo, em 2013, chegue a R$ 18 milhões, ou seja, 10% do orçamento. Não somente para manutenção, mas também para o pagamento de dívidas. Foram tomados em empréstimos bancários R$ 3 milhões no período pós-eleição municipal. Neste ano, já repassamos R$ 4 milhões ao Hospital. Temos, hoje, dívidas bancárias que chegam perto de R$ 7,5 milhões. Algumas com juros pecaminosos, que chegam a 3% ao mês. Precisamos entender onde os recursos foram aplicados e nisto se debruça a auditoria que temos lá instalada. Informante: É o principal problema da receita municipal? Claiton: É o maior problema da administração pública essa questão hospitalar. Há erros estratégicos de condução disso. A condução da saúde, nos últimos anos, foi inadequada. Uma saúde que só tem um hospital na cidade não precisa de gastos publicitários, de propaganda. Por que se gasta R$ 700 mil por mês em um Pronto Socorro se tu podes ter uma unidade de Pronto Atendimento, com um custo menor e com uma prestação de serviço mais humanizada? São situações que o foco da realidade é distorcido. Temos uma média complexidade em Ortopedia, mas seria melhor se fosse de alta complexidade. Recebemos, por cirurgias ortopédicas, valores do SUS que são muito inferiores ao gas-

Preocupação com a saúde: gastos com o Hospital São Carlos e Pró-Saúde são alvo de análise do Executivo neste início de trabalho

to de material. Às vezes, recebemos R$ 900,00 de um material que custa R$ 4 mil. E tu não atendes somente Farroupilha, mas moradores de outras cidades. Bancamos saúde para outros municípios. Atendemos cerca de 120 mil pessoas, seria essa nossa área de abrangência. Temos que reavaliar essas questões. Informante: Como está a questão da UTI Neonatal e da ampliação dos leitos? Claiton: Nosso foco é na criação de uma UCI (Unidade de Conforto Intermediário), que tem a mesma ação de uma UTI. O que muda é a quantidade de profissionais nesta unidade, que permitirá uma passagem reduzida. Estamos no projeto. Há recursos do governo do Estado para instalação. Não sei a data porque isso depende de trâmites burocráticos, mas estamos trabalhando em cima disso. Temos uma cobrança forte para que ocorra a abertura dos leitos da Unimed. Falta apenas terminar os quartos e equipá-los. Com isso, teremos mais 100 leitos. Informante: Como ficará a criação da Guarda Municipal e a possibilidade de criação da DP no 1º de Maio? Claiton: A Delegacia, por conta do efetivo atual da Polícia Civil, há um interesse que não se avance na questão. A Delegacia da Mulher funcionará junto ao Ceac. Estamos trabalhando junto ao Movimento de Combate à Violência (Mocovi) para um repasse mais robusto para auxílio das forças de segurança. Estamos buscando novas viaturas, conversando com o grupo de policiais que está sendo formado, sobre a importância de permane-

cerem na cidade. A Guarda Municipal também está contemplada no projeto de reforma administrativa. Ela dará um suporte à Brigada Militar. Informante: Os partidos que comandam o Executivo são os mesmos que governam o Piratini e o Palácio do Planalto. Que ações estão sendo feitas para usar esse alinhamento a favor do município? Claiton: Temos um bom trânsito com o governo do Estado em muitos aspectos, com estradas, com obras de infraestrutura, com a Corsan para assinar o contrato para a construção das Estações de Tratamento de Esgoto. Com o governo federal, estamos buscando recursos do Plano de Aceleração do Crescimento. Esse entendimento tem sido muito fácil, franco. Estamos felizes e essa boa relação irá nos auxiliar no governo municipal. Informante: Por fim, qual sua avaliação destes 100 dias de governo, prefeito. Claiton: Estamos muito felizes no governo. Estamos aprendendo os caminhos da governança, por conta de termos vindo de uma outra atividade. O governo permite realizar ações que, na iniciativa privada, tu não consegues. Na gestão, é possível atender um número maior de pessoas nas suas reivindicações. As iniciativas não são tão imediatas, mas são definitivas. Temos muitos projetos para a cidade, no Setor Secundário, com indústrias de ponta, que permitam um crescimento, um desenvolvimento das nossas comunidades, e na área de cultura e turismo, que são pontos que precisamos avançar.


Sexta-feira, 12 de abril de 2013 | 5

Compromisso com a cidade

Matéria EspEcial

Primeiro escalão sabatinado Secretários e chefe de gabinete serão entrevistados sobre avaliação, projetos e metas na condução das pastas a partir da próxima edição, na Editoria de Política

condução da política municipal passa, e muito, pela atuação do secretariado. O primeiro escalão do governo Claiton Gonçalves também será destaque nas próximas edições do Jornal Informante, na Editoria de Política. Os secretários e a Chefia de Gabinete (que possui status de Secretaria) foram divididos em três grupos, de acordo com as particularidades de cada pasta. Na próxima semana, Edição 272, serão publicadas entrevistas com o primeiro bloco, que contempla as Secretarias diretamente envolvidas com a gestão municipal (Planejamento, Gestão e Governo e Finanças), além da Chefia de Gabinete. São as pastas que possuem uma relação mais direta com o chefe do Executivo e que, em muitos casos, norteia o trabalho das demais secretarias. Na Edição 273 (que circula no dia 26), as pastas que possuem um maior alcance e amplitude com a comunidade serão alvo de análise: Educação, Cultura e Desportos; Saúde; Obras e Trânsito; e Agricultura. Por fim, na Edição 274 (do dia 3 de maio), o último bloco, com as Secretarias de Desenvolvimento Econômico e Turismo; Assistência Social e Cidadania; Meio Ambiente e Habitação. Os integrantes do primeiro escalão do Executivo avaliam os três meses iniciais de trabalho à frente das respectivas pastas, as ações desenvolvidas e projetam os planos na condução das Secretarias na aplicação e implementação do Plano de Governo. Confira a partir da próxima sexta, um panorama completo sobre a gestão municipal em todas as suas áreas após os primeiros 100 dias da nova administração.

Bloco 1 - Edição 272 (dia 19) Fotos: Arquivo Jornal Informante

A

Ansélio (Planejamento), Francis (Gestão e Governo) José Henrique (Finanças) e Fantinel (Chefia de Gabinete) abrem a série na edição da próxima sexta

Bloco 2 - Edição 273 (dia 26)

Mara (Educação, Cultura e Desportos), Melo (Saúde), Roque (Obras e Trânsito) e Silvestrin (Agricultura), o quarteto entrevistado na última edição do mês

Bloco 3 - Edição 274 (dia 3 de maio)

?

Piccoli (Desenvolvimento Econômico e Turismo), Rogir (Assistência Social), Marchetto (Meio Ambiente) e o novo titular da Habitação fecham os trabalhos


6 | Sexta-feira, 12 de abril de 2013

Compromisso com a cidade

Editorial

ExpEdiEntE rEdação - redacao@jornalinformante.com.br carolina dallEgraVE carol@jornalinformante.com.br diEVErson coloMBo dieverson@jornalinformante.com.br Juliana inês casa BarBiEri juliana@jornalinformante.com.br raMon cardoso ramon@jornalinformante.com.br coMErcial - comercial@jornalinformante.com.br Eduardo stockManns HEnz eduardo@jornalinformante.com.br FaBiano gaspErin gasperin@jornalinformante.com.br MarcEla kuHn marcela@jornalinformante.com.br VandErlEi BortoncEllo vande@jornalinformante.com.br artEs - artes@jornalinformante.com.br MarcElo Bortagaray MEllo marcelo@jornalinformante.com.br assinaturas - assinaturas@jornalinformante.com.br JociélE Mota dos santos jociele@jornalinformante.com.br assinatura anual: r$ 95,00 assinatura sEMEstral: r$ 50,00 FinancEiro - financeiro@jornalinformante.com.br kEli dE alMEida MaciEl keli@jornalinformante.com.br logística - logistica@jornalinformante.com.br luiz carlos dE andradE luiz@jornalinformante.com.br EconoMia: economia@jornalinformante.com.br cidadE: cidade@jornalinformante.com.br política: politica@jornalinformante.com.br Educação: educacao@jornalinformante.com.br sEgurança: seguranca@jornalinformante.com.br EsportE: esporte@jornalinformante.com.br insidE: inside@jornalinformante.com.br social: social@jornalinformante.com.br sEçõEs EspEciais Boca dE urna: bocadeurna@jornalinformante.com.br prEliMinar: preliminar@jornalinformante.com.br sétiMa artE: setimaarte@jornalinformante.com.br tElEFonEs (54) 3401-3200 / (54) 3401-3201 (54) 3401-3202 / (54) 3401-3203 EndErEço rua dr. JaiME roMEu rösslEr, 348, Bairro planalto colunistas BEnaMi spilki dolorEs Maggioni guilHErME Macalossi lauro Edson da cás

FEcHaMEnto coMErcial Quarta, às 12H tiragEM 4.000 ExEMplarEs

ÍndicE

edItorIal

Matéria EspEcial .................................páginas 2 a 5 Editorial E opinião ..............................página 6 EconoMia .............................................página 8 cidadE .................................................página 10 política ...............................................páginas 11 a 13 Educação.............................................página 14 sEgurança ...........................................página 15 EsportE ...............................................páginas 16 a 19

InsIde

Transcorridos mais de 100 dias do governo de Claiton Gonçalves, o Jornal Informante realiza, nesta edição, uma ampla entrevista com o prefeito sobre seu início de mandato. Por conta de sua inexperiência política (há um ano Claiton ainda não havia sido confirmado como o candidato, à época, oposicionista) e pelo comando do Executivo ter ficado com o PMDB por três mandatos, é natural que ocorram dificuldades, especialmente por conta da mudança de conceito político que envolve as duas filosofias. Claiton traçou um paralelo interessante com sua formação profissional. Nela, as ações são imediatas e o resultado é bem objetivo. Diferente da área médica, na política os trâmites são muito mais vagarosos, mas os benefícios podem ser estendidos a toda comunidade e, em determinadas situações, essas vantagens sequer são palpáveis. Mas não é somente a partir das ações

EspEcial...............................................capa crônicas da rEdação ..........................página 2 Música .................................................páginas 2 E 7 cinEMas ...............................................página 2 VariEdadEs...........................................página 3 laura cristina nardi callEgari ..........página 3 social..................................................páginas 4 E 5 BEnaMi spilki .......................................página 6 artEs...................................................página 6 Horóscopo ..........................................página 7 dolorEs Maggioni ................................página 7 sétiMa artE .........................................contracapa saúdE, BElEza & Estética ....................4 páginas classiFicados ......................................12 páginas

do chefe do Executivo que as decisões precisam ser tomadas. Por isso, a avaliação da gestão começa com o prefeito, mas passa por todo seu primeiro escalão. A partir da próxima semana, tem início uma série de entrevistas com os 11 secretários e mais o chefe de gabinete Jorge Fantinel. Se a abordagem com Claiton foi de forma global, com os titulares das pastas o campo de ação tende a ficar mais restrito. Iniciamos com as Secretarias mais vinculadas ao prefeito, passando pelas que possuem um envolvimento maior com a comunidade e finalizamos com as que foram criadas em um período mais recente. As entrevistas integrarão a Editoria de Política a partir da próxima sexta. Por ora, avalie as considerações de Claiton e, a partir delas, projete o que vem pela frente nas Edições 272, 273 e 274. Um raio-x completo da nova administração em todas as suas frentes de trabalho.

opinião

O valor da palavra Elenice Cazanatto *

Editorias

arMando WartHa crônicas da rEdação FláVio lopEs laura cristina nardi callEgari

Um balanço da gestão

Foi a partir da fala de uma querida amiga que encontrei inspiração para escrever essas linhas. Dizia ela: “Para mim, o mal do século é a falta de palavra”, referindo-se às combinações não cumpridas, promessas esquecidas e tantas situações cotidianas que se repetem e que pela frequência já não causam tanto desconforto, com risco de serem banalizadas. Tomo a liberdade, no entanto, de empregar essa fala num outro contexto, para trazer alguns questionamentos sobre algo que tem me intrigado. São cada vez mais frequentes pais e professores trazendo queixas em relação à indisciplina de crianças e adolescentes. Percebe-se que essas queixas se situam num espectro que vai desde uma dificuldade pontual em lidar com as chamadas “birras” em crianças ou a oposição em adolescentes, comportamentos comuns e até esperados em determinados períodos do desenvolvimento, até a identificação de situações mais preocupantes tais como a violência, as mentiras, apropriação de objetos, o uso de entorpecentes, entre outros. Ciente da amplitude do tema e do risco que se estabelece ao generalizar, sem o devido aprofundamento quanto às vicissitudes de cada caso, são propostas algumas reflexões sobre o quanto esses comportamentos denunciam de sintoma contemporâneo das relações familiares e do social. Num mundo cada vez mais competitivo e veloz, percebo entre os pais a preocupação em preparar os filhos para o futuro: escolas em tempo integral, aprendizagem de línguas estrangeiras, informática, esportes, entre tantos outros compromissos que desde muito cedo as crianças devem assumir. Entre as crianças, o que se observa é uma intensa ansiedade ao se depararem com um tempo livre, com um espaço vazio, o que se sabe, poderia representar uma possibilidade para inaugurar o trabalho psíquico, exercitando a imaginação, a criatividade, a fabulação e promovendo a autoconfiança e a confiança no mundo. Também me intriga quando, ao propor um espaço de fala para crianças e adolescentes, é comum que protestem: “Vamos fazer alguma coisa?” ou “vamos realizar uma atividade?”. É claro que são outros tempos e, entre tantas mudanças, as modernas formas de comunicação, principalmente a informática, oferecem outras possibilidades para que as crianças possam viver infância e exercitar o vir a ser, diferente de gerações anteriores. Essas costumavam construir seus próprios brinque-

dos, inventar jogos, brincar ao ar livre e entre tantas outras peraltices da infância, experimentavam o que fariam e quem seriam ao se tornarem adultos. Ora, mas falar é realizar uma atividade muito importante para o ser humano, para a socialização, para a constituição de um sujeito! Entre outras hipóteses, esse protesto me remete à “falta de palavra”, o dito mal do século, denunciando um sintoma contemporâneo, já que falar seria o mesmo que não fazer nada. Então, se nas relações sociais, uma das formas de expressão desse sintoma pode ser encontrada quando as combinações são cumpridas apenas mediante documentos escritos, de preferência lavrados em cartório, nas relações familiares, pode-se dizer que o mal estar também se faz presente quando a palavra parece não bastar para impor um limite, por exemplo. Muitos pais se queixam de que não é suficiente dizerem “não” para os seus filhos. E diante disso, observa-se que as atuações também se mostram insuficientes e os ditos comportamentos de indisciplina, desrespeito aos limites e enfrentamento à autoridade tendem a se repetir... Em outros casos, as buscas por diagnósticos e pela medicalização amenizam o sofrimento, exonerando os adultos da responsabilidade, pois assim a dificuldade pode ser explicada como uma doença, um transtorno, um déficit das funções e não exatamente no contexto das relações. Nessa perspectiva, e salvo as devidas exceções, penso que nós, adultos, enquanto pais, professores e demais profissionais que convivemos e/ou trabalhamos com crianças e adolescentes, poderíamos nos questionar sobre as nossas práticas. É importante lembrar que somos figuras de identificação e que os nossos atos possivelmente serão imitados em algum momento. A Psicanálise nos convoca a acreditar na força da palavra e a apostar no sujeito. Diante da ansiedade, da hiperatividade, da tristeza ou da indisciplina, que possamos construir em nós as condições internas que permitem ajudar essas crianças e adolescentes a enfrentarem as crises, as dores, as angústias e os momentos de instabilidade emocional, que afinal de contas, fazem parte da vida. E quem sabe possamos enfrentar o desafio de resgatar o valor da palavra nas nossas relações sociais e familiares. Como diz aquela frase, de um autor desconhecido: “Enquanto muitos se preocupam em deixar um planeta melhor para os filhos, que nos ocupemos também em deixar filhos melhores para o planeta”. * Psicóloga (CRP 07/19089)


Sexta-feira, 12 de abril de 2013 | 7

Compromisso com a cidade

O novo ICMS de 4% (importação): o risco de informar a margem de lucro nas notas fiscais Maurício Bianchi *

O

que você faria se fosse obrigado a informar na nota fiscal a margem de lucro de seus produtos importados? Se você ainda não sabe, já existe norma em vigor prevendo esta obrigação. A partir de 1º de janeiro de 2013 entrou em vigor a resolução do Senado Federal nº 13/2012, bem como suas normas reguladoras (no âmbito nacional um Ajuste Sinief, e no âmbito estadual gaúcho as normas regulamentadoras do referido dispositivo legal) que estabeleceram a alíquota do ICMS nas operações interestaduais com bens e mercadorias importados do exterior de 4%, com a finalidade de evitar a malfadada guerra fiscal entre os Estados da Federação, também denominada “guerra dos portos”. Tal norma tem por objetivo conter as hostilizadas guerras dos portos, que nada mais são senão benefícios fiscais concedidos por alguns Estados para produtos importados no âmbito do ICMS, bem como com o objetivo de reorganizar a política tributária dos Estados com o governo federal, no sentido de não haver privilégios tributários para mercadorias importadas. E, com isto, incentivar e dar condições de competitividade igualitária às mercadorias da indústria nacional. O intuito da referida norma foi o de modificar a repartição das receitas tributárias do ICMS nas operações interestaduais com mercadorias importadas, definindo qual a repartição de receita tributária que cabe ao Estado de origem – que, no caso das mercadorias importadas, passou a ser de 4% e não mais 12% ou 7%, e qual cabe ao Estado de destino – que tributará em momento apropriado a carga tributária remanescente até completar a alíquota interna daquela mercadoria. Esta mudança de repartição das receitas tributárias do ICMS nas operações interestaduais, se deu nos âmbito da competência originária, outorgada ao Senado Federal, nos termos do inciso IV do § 2º do artigo 155 da Constituição de 1988, motivo pela qual já seria a resolução do Senado nº 13/2011 autoaplicável, independentemente da regulamentação das normas pelos Estados e Distrito Federal. Para regulamentar e esclarecer o texto da referida resolução, bem como no intuito de harmonizar as interpretações em âmbito federativo, foi editada pelo Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), que congrega representantes de todos os Estados da Federação, em plano nacional, o Sinief 19/2012, na qual estabeleceu alguns procedimentos, bem como obrigações acessórias. Todavia, o Confaz, mediante o referido ajuste Sinief, estabeleceu, dentre outras, as seguintes obrigações acessórias: a) elaboração da Ficha de Conteúdo de Importação – FCI; e b) obrigatoriedade de informar, na Nota Fiscal eletrônica (NF-e), o custo da importação ou da parcela importada do exterior, número do FCI e o conteúdo de importação expresso percentualmente.

No que se concerne à obrigatoriedade referida item (a), o próprio Confaz, em razão da complexidade das informações, editou nova norma que postergou o cumprimento dessa obrigação para o dia 1º de maio de 2013. Todavia, encontra-se em pleno vigor a exigência referida no item (b), o que, em última análise, obriga os contribuintes do ICMS, que industrializarem ou importarem mercadorias, a disponibilizar aos seus próprios clientes e, sobretudo, aos seus concorrentes, informações estratégicas (custo da mercadoria vendida), o que poderá inclusive inviabilizar o exercício da atividade da empresa, na medida em que tal prática poderá afetar diretamente a margem de lucratividade. Ademais, importante observar que o descumprimento da referida norma sujeitará a empresa ao pagamento de multa equivalente a 1% do valor da mercadoria, o que é consideravelmente elevado. Assim, do ponto de vista legal e constitucional, entendemos que a manutenção das referidas obrigações acessórias resultam em flagrante violação ao direito ao livre exercício da atividade econômica, ao sigilo empresarial, à livre concorrência e ao princípio da legalidade. Além disso, entendemos que a mesma é claramente desnecessária ao passo que o fisco dispõe de outros meios que possibilitam ao erário examinar o cumprimento da legislação tributária, sem que dados estratégicos do negócio sejam divulgados em prejuízo do exercício da atividade. É importante observar que já existem decisões judiciais reconhecendo a arbitrariedade das obrigações acessórias em questão. Em recente reportagem publicada no jornal Valor Econômico, empresas paulistas conseguiram liminares na Justiça para não ter que expor o preço de mercadorias importadas nas notas fiscais. A referida reportagem refere. “Uma das decisões foi proferida pelo Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo (TJ/ SP). A desembargadora relatora Maria Laura Tavares concedeu liminar a um grupo importador de equipamentos industriais, que impede o Fisco de autuá-lo pela falta da informação. No caso, a Fazenda paulista poderia aplicar multa de 1% do valor da nota fiscal emitida sem o preço da importação”. “Se nós abrirmos o custo dessas operações para nossos clientes, a concorrência certamente ficará mais acirrada e os riscos para os negócios do grupo serão grandes”, cita um empresário. Assim, as empresas que encontram-se sujeitas à referida norma podem ingressar com ação judicial e pleitear que seja afastada a obrigação de informar, nas notas fiscais, o valor das mercadorias importadas, sob pena de estarem sujeitas a abrir a informação de sua lucratividade aos clientes e concorrentes, o que certamente comprometerá o exercício da sua atividade. * Advogado tributarista (OAB/RS 39.314), mestre em Direito pela UCS, especialista em Direito Societário pela Unisinos e sócio da Bianchi Advocacia (OAB/RS 714)


8 | Sexta-feira, 12 de março de 2013

Economia

Compromisso com a cidade economia@jornalinformante.com.br

Outono/inverno na passarela Desfile do Novo Shopping 585 mostrará as tendências que percorrem as ruas Divulgação

Ator global Ricardo Pereira será o convidado especial do desfile que ocorre na terça

O

Novo Shopping 585 prepara para terça um grande desfile para o lançamento de sua coleção outono/inverno. Com a participação do ator global Ricardo Pereira, o evento inicia às 11h, apresentando as tendências para as estações. De acordo com a gerente administrativa do shopping, Mônica Covolan Bozzetti, serão levadas para a passarela as tendências que, em outra época, já ditaram a cena fashion. “Hoje o militarismo volta com muita atitude. O grafismo composto por listras, traços geométricos, brinca com a moda. O gótico sempre presente com tons escuros, porém, com brilhos e transparências, está mais sensual. O luxo dos brocados está de volta, não só para ostentar, mas para valorizar o romantismo. Basta você ter um estilo, que a moda atual pode lhe proporcionar uma combinação que é sua cara”, comenta. A coleção contém peças para todos os tamanhos e idades. “Temos tudo para oferecer ao nosso cliente: feminino e masculino adulto, como também infantil, em jeanswear, sleepwear, moda casual, modinha, tricot, tamanhos especiais, além de cama, mesa e banho”, enumera Mônica. O desfile da nova coleção será composto por um público de lojistas em sua maioria do Rio Grande do Sul, incluindo Porto Alegre, Serra Gaúcha, regiões de fronteira e, claro, Farroupilha. Grande parte também vem de Santa Catarina e Paraná.

“O desfile é uma ferramenta de grande valor. Procuramos realizar dois por ano para apresentar as novas coleções aos nossos clientes e com um ‘plus’, que é apresentado por um ator, para atrair ainda mais público”, observa Mônica. Atores são figuras recorrentes dos desfiles do Novo Shopping 585. Thiago Lacerda, Humberto Martins, Maurício Mattar, Marco Antônio Gimenez e Joaquim Lopes são alguns dos nomes que já abrilhantaram a passarela. “Ricardo Pereira era para ter vindo ano passado, mas de última hora a emissora não permitiu, devido a compromissos com a novela que gravava. Desta vez fomos insistentes. Queríamos o Ricardo. Ele passa uma imagem muito simpática, tem tudo a ver com nosso shopping”, conta a gerente. As projeções de crescimento para o setor de malhas em 2013 podem chegar a 30% em relação ao ano anterior. “Não podemos esquecer que o mercado do tricot é sazonal e esperamos contar com uma ajudinha de São Pedro”, brinca Mônica. O Novo Shopping 585 conta com seu espaço físico totalmente ocupado. As 35 lojas que compõem seu mix de atrações participam do desfile na terça. O público do shopping se concentra em especial no Sul do País (Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná), com uma pequena quantidade de clientes de outros Estados.


10 | Sexta-feira, 12 de março de 2013

Compromisso com a cidade

Cidade

cidade@jornalinformante.com.br Ramon Cardoso

Autismo é tema de encontro na cidade Iniciativa inédita no município tem como foco a formulação de diretrizes para melhorar o atendimento aos autistas e a discussão sobre a lei que institui uma política de proteção a eles

P

ara melhorar a situação de pessoas com autismo e esclarecer seus direitos é que a Rede Gaúcha Pró-Autismo (RGPA) organiza, para este sábado, o IV Encontro de Familiares de Pessoas com Autismo no Rio Grande do Sul. A iniciativa, que antes reunia apenas as associações que tratam do assunto no Estado, ganhou força e a mobilização da sociedade. Sendo assim, o evento, antes fechado, ocorre pela primeira vez no município, aberto a toda comunidade. O encontro ocorrerá das 8h às 18h, no Centro de Ensino Superior de Farroupilha (CESF). Na programação estão inclusas a apresentação das famílias e associações de autismo e de um breve relatório sobre as atividades da RGPA desde o III Encontro do Fórum em 2012, até a exposição sobre o tema principal: a Lei 12.764/2012. Também integram a pauta do encontro as relações da RGPA com o governo do Estado, a respeito do cuidado de saúde das pessoas com autismo, além da organização interna da rede. Conforme uma das integran-

tes da RGPA, Elaine Zanella Bartelle, o encontro tem como principal objetivo formular diretrizes a serem seguidas, para fazer valer a Lei 12.764, que institui a Política Nacional de Proteção dos Direitos da Pessoa com Transtorno do Espectro Autista e estabelece diretrizes para sua realização. “A Lei foi um avanço. Antes o autista era invisível perante o governo. Agora acreditamos que as dificuldades enfrentadas no atendimento terão uma melhora”, espera Elaine. “Atualmente existe um amparo legal para os autistas. No encontro vamos realizar um estudo de grupos, discutindo a criação de uma lei estadual voltada à assistência ao autismo. Muitas famílias acreditam que apenas com uma lei federal não conseguirão fazer

valer seus direitos”, explica. Elaine ressalta que a importância do encontro está primeiramente em reunir as famílias do Rio Grande do Sul, conhecendo a quantidade de autistas no Estado. Além disso, ela acrescenta que o evento possibilitará a troca de experiências, mostrando que existe apoio e que as famílias não estão sozinhas na luta por melhorias no atendimento ao autista. O encontro contará ainda com a presença da defensora pública Renata Flores Tibyriçá. A convidada apresentará uma cartilha sobre o autismo, esclarecendo dúvidas a respeito dos direitos e deveres, orientando os presentes sobre como buscá-los. O evento conta com o apoio da Associação de Pais e Amigos do Autista de Farroupilha (Amafa).

Saiba mais sobre o autismo

O autismo é um transtorno global do desenvolvimento marcado por três características principais: a inabilidade para interagir socialmente, a dificuldade no domínio da linguagem para comunicar-se ou lidar com jogos simbólicos, além de um padrão de comportamento restritivo e repetitivo. O autismo atinge pessoas de todas as classes sociais, em especial os meninos. Os sintomas ficam evidentes normalmente antes dos três anos de idade.

Esquina

Vacinação contra a gripe inicia na segunda

Vacinas serão aplicadas gratuitamente nos postos de saúde de segunda até dia 26, para crianças de 6 meses a menores de 2 anos, gestantes, mulheres até 45 dias após o parto, idosos a partir dos 60 anos, indígenas, trabalhadores da área da saúde, população privada de liberdade (presidiários), pessoas transplantadas, obesas, pacientes com imunossupressão, diabetes, doença crônicas de ordem neurológica, hepática, renal, cardíaca e respiratória. O atendimento nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) acontece das 7h30min às 11h30min e das 13h às 17h, de segunda a sexta. No dia 20 acontece aplicação da vacina em 47 localidades, entre interior e bairros, além do atendimento nas UBS das 8h às 17h e no Posto de Saúde Central até as 18h. Para receber a dose, pacientes com doenças crônicas devem apresentar receita com prescrição da vacina e justificativa médica; gestantes devem possuir caderneta de pré-natal, exame Beta HCG ou atestado médico; mulheres até 45 dias após o parto devem apresentar declaração de nascido vivo ou registro do nascimento do bebê e os demais precisam da carteirinha de vacinação.

Tudo azul: neste mês, Farroupilha destacou o Dia Mundial de Conscientização do Autismo decorando a Praça da Matriz para chamar atenção para a data

Alguém quer nos adotar? Quatro filhotes (três fêmeas e um macho), com cerca de 45 dias, pelagem curta, de várias cores e desverminados estão disponíveis para adoção. Interessados devem entrar em contato com Carla pelo fone 9103.2232.

Divulgação


Sexta-feira, 12 de abril de 2013 | 11

Compromisso com a cidade

PolítiCa

politica@jornalinformante.com.br

Fim da novela pedágio é adiado

Para marcar a não extinção do polo entre Caxias do Sul e Farroupilha, entidades participaram de audiência pública sobre novo modelo de praça e organizam protesto terça Fotos: Carolina Dallegrave

Carolina Dallegrave carol@jornalinformante.com.br

D

urante duas horas, na quinta à tarde, cerca de 600 pessoas participaram nesta quinta, do “Diálogos CDES-RS”, audiência organizada pela Secretaria Executiva do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social do governo do Estado, na Universidade de Caxias do Sul. Críticas ao Judiciário a respeito da liminar e cobranças ao governo foram recorrentes nos discursos dos cerca de 15 representantes de entidades sindicais e empresariais da região. O terceiro encontro da série apresentou para a comunidade da Serra Gaúcha a Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR), companhia administrada pelo Estado que propõe um novo modelo de pedágios para o Estado. “Primeiramente o nosso governo assumiu o compromisso de respeitar os contratos. Achamos que o Judiciário não está nos ajudando a respeitá-los. Segundo, nos responsabilizamos por reduzir as tarifas e isso vai ter um efeito positivo para a confiabilidade do modelo que estamos propondo. E terceiro o de encerrar o Polo de Farroupilha, que é muito importante de ser extinto porque é simbólico. Ele é uma humilhação e representa tudo aquilo que a história do pedágio incutiu na concepção de desenvolvimento embutido no modelo anterior”, disse o governador Tarso Genro (PT) durante o encontro. Protesto na próxima terça marca descontentamento com liminar A liminar concedida à Univias pela juíza Ana Inés Algorta Latorre em fevereiro, e que garante a manutenção do Polo de Pedágio até dezembro, foi mantida pelo juiz João Pedro Gibran Neto. Por esta razão, a promessa do gover-

Governador teceu críticas ao Judiciário pela manutenção da praça: fechamento foi uma promessa de campanha

Com a liminar a favor da Univias, segue a cobrança no pedágio entre Farroupilha e Caxias do Sul até o final do ano

nador Tarso, de fechar a praça até abril, está inviável judicialmente. Deste modo, a novela do Polo de Pedágio entre Caxias do Sul e Farroupilha ganha mais um capítulo na próxima semana. Para terça, data prometida como extinção da Praça, está marca-

do um manifesto de descontentamento com a prorrogação do contrato, que ocorre às 17h, na Sociedade Recreativa Julieta, no desvio. Para o protesto, todos vestirão preto em forma de luto. Conforme o vice-presidente da Associação Gaúcha de Ro-

dovias Concedidas da Serra (Assurcon) e secretário executivo do Conselho Regional de Desenvolvimento da Serra (Corede Serra), José Adamoli, a Praça deverá ser extinta em função do término do contrato. “Este é um compromisso for-

mal assinado pelo governador Tarso, quando candidato em 6 de agosto de 2010. Para o Corede Serra, a Assurcon e outras instituições envolvidas na luta contra este modelo de pedagiamento, o contrato da Serra deveria acabar em 16 de abril com a extinção da Praça de Farroupilha, com a devolução da BR-116 para o governo federal e, com isto, o fechamento das Praças de Vila Cristina e São Marcos, ficando apenas a praça de Flores da Cunha a ser gerida pela EGR por meio de um pedágio comunitário (Público)”, explica Adamoli. Para o presidente da Assurcon, Juarez Colombo, não há uma contradição entre a promessa de término do pedágio feita por Tarso durante a campanha eleitoral de 2010 e as declarações do governador a respeito da decisão da justiça sobre a prorrogação “fazer parte do processo democrático”. “Não vejo como uma contradição. Acredito que o governo estadual está dentro do que foi prometido e todo seu trabalho está feito. Talvez ele pudesse ter realizado defesas melhores contra as liminares. Ninguém imaginava que a Justiça desse essa decisão. É algo estranho”, observa. Sobre a proposta do governo de criar um modelo de pedágio público, Colombo salienta que essa sempre foi uma luta da sociedade. “Não há incoerência em se propor um modelo chamado comunitário. Ele será de uma empresa que dará resultados e não terá lucros e essa possibilidade veio ao encontro do que a sociedade pedia. Com esse modelo, deixamos a conservação, para investir na construção de rodovias. Temos um modelo de pedágio que não funcionou. A sociedade não é contra o pedágio. Ela só não aceita os preços abusivos. Não podemos pagar para ter uma rodovia ruim”, finalizou.


12 | Sexta-feira, 12 de março de 2013

Compromisso com a cidade

Boca de Urna

bocadeurna@jornalinformante.com.br

Fotos: Arquivo Jornal Informante

Divulgação

Troca-troca nas pastas?

Com a saída de Luiz Ferdinando Nunes de Aguiar, o Iano, é forte a possibilidade do petista Rogir Centa deixar a titularidade da Secretaria de Assistência Social e Cidadania e assumir a pasta vaga da Habitação. Neste caso, o pedetista Miguel Ângelo Silveira de Souza, secretário adjunto da secretaria de Rogir, ocuparia a titularidade. A definição oficial, contudo, acontece somente no princípio da próxima semana, quando Iano retorna após sua licença médica. Rogir está cotado para deixar a Assistência Social e ocupar a pasta vaga da Habitação

Uma eleição de atraso

A intenção de Vandré Fardin, após seu surgimento na política de forma surpreendente, com expressiva votação que o levou ao Legislativo, em 2004, era de alçar voos mais altos. A troca de sigla do PDT para o PSB freou uma projeção, mas o ingresso de vice na chapa pura com Pedro Pedrozo, na eleição majoritária, no pleito municipal de 2008, impediu uma eventual candidatura à Assembleia em 2010. Retomado o posto na Câmara, é pré-candidato peessebista a uma vaga no Parlamento gaúcho no próximo ano. Ou seja, recomeça do zero e alicerçado em uma dobradinha com o deputado federal José Stédile.

Frutos lá na frente

Embora admita que sua meta é mesmo a briga pelo Legislativo estadual, não resta dúvida que é bem complicado a obtenção de uma cadeira na Assembleia Legislativa e, por isso, uma eventual candidatura tem o objetivo de fortalecer o nome de Vandré em uma futura eleição ao Executivo municipal.

O professor Miguel Ângelo, secretário adjunto, passaria a ser o novo titular na Assistência

Foco na cultura

Depois da Maratona Cultural, que levou um bom público a Cel. Pena de Moraes, no último sábado (abaixo o tenor Dirceu Pastori canta com Os Canarinhos), a nova investida na área, por parte da administração, é colocar em prática um dos Planos de Governo: a criação de um Espaço Cultural. A opção pela antiga residência da família Maggioni, pelo menos em um primeiro momento, parece ser um grande acerto. Com quase 700 metros quadrados, a edificação permite o desenvolvimento de uma série de atividades.

Remédio para a saúde

Acostumado a resolver problemas na área da saúde, por conta de sua formação profissional, o prefeito Claiton Gonçalves tem o maior deles agora e não pode prescrever nenhum medicamento. A administração mira o foco de atenção para a Associação Farroupilhense Pró-Saúde e Hospital Beneficente São Carlos. São muitos os valores investidos e pouco retorno à comunidade. É o grande nó a ser desatado no orçamento. Veja mais na entrevista dos 100 dias de governo na Matéria Especial.

Comunidades terapêuticas

Organizada pela bancada do PSB farroupilhense, a apresentação da Frente Parlamentar das Comunidades Terapêuticas do Rio Grande do Sul será realizada na próxima quarta, às 18h, no Plenário da Casa Legislativa Livodino Antônio Fanton. O evento será ministrado pelo deputado estadual Catarina Paladini, integrante da comissão e contará com representantes do Conselho Regional de Enfermagem do Rio Grande do Sul.


Sexta-feira, 12 de abril de 2013 | 13

Compromisso com a cidade

Política

politica@jornalinformante.com.br

Vandré, o pré-candidato do PSB à Assembleia Legislativa

Vereador peessebista é indicado pela sigla farroupilhense como possível postulante a concorrer a deputado estadual na eleição do próximo ano

A

Ramon Cardoso

reunião geral do Partido Socialista Brasileiro (PSB) de Farroupilha movimentou as dependências da Casa Legislativa Lidovino Antônio Fanton no último sábado à tarde. O encontro, que contou com a presença do prefeito Claiton Gonçalves e, claro, do vice-prefeito Pedro Pedrozo, além de avaliar a conjuntura política em suas três esferas (municipal, estadual e federal), marcou a inauguração do espaço do PSB no Legislativo farroupilhense, a fundação da Secretaria da Juventude Socialista Brasileira na cidade e apresentou novos filiados à sigla. Porém, o ponto alto foi o lançamento da pré-candidatura do vereador Vandré Fardin a deputado estadual. “Este é um processo que já havia sido iniciado e que avançou. Foi muito discutida, muito debatida uma indicação e tenho o apoio necessário para encarar esse desafio”, relatou Vandré. Sua principal bandeira, naturalmente, será a educação. Professor de Física, ele aposta no seu trabalho em diversas cidades serranas, Caxias do Sul especialmente, para conquistar uma boa votação. O vereador também fez questão de rechaçar que a candidatura seja para consolidar seu nome para um posto na eleição majoritária municipal de 2016. Na Serra, vereador farroupilhense é o primeiro a ter lançamento de pré-candidatura pelo PSB “Nosso trabalho na Câmara de Vereadores, infelizmente, é muito restrito. Acho que poderíamos fazer mais pela cidade e região na Assembleia. É uma tarefa difícil, mas todos acolheram a ideia e se a questão for bem trabalhada, acredito que tenho potencial para alcançar uma votação que garanta uma cadeira”, aposta Vandré, que tinha intenção de participar do pleito estadual em 2010, mas acabou desistindo após abrir mão da disputa no Legislativo e participar da relativa ao Executivo em 2008. Se realmente for candidato, fará dobradinha com o deputado federal José Stédile, que esteve presente na atividade e concorre à reeleição. “Existe essa possibilidade. O Vandré é um nome forte da região para concorrer pelo PSB e essa parceria, se ocorrer, será proveitosa”, acredita Stédile, que

Vereador Vandré e deputado Stédile no encontro do PSB farroupilhense do último sábado, no Legislativo: dobradinha a caminho?

fez 614 votos na cidade no último pleito. Falando na conjuntura estadual e federal, o parlamentar destacou que a meta peessebista é de dobrar o número de representantes na Assembleia Legislativa do Estado, atualmente em três (Catarina Paladini, Heitor Schuch e Miki Breier) e pelo menos manter a representação na Câmara federal, que é de 27 deputados. Stédile enalteceu o crescimento do PSB na cidade. “Não lembro de um município gaúcho onde em apenas seis anos o partido tenha eleito um vice-prefeito e dois vereadores, como é o caso de Farroupilha. A sigla cresce cada vez mais e é um crescimento de qualidade, com bons nomes em seus quadros”, comentou Stédile. Ele também ressaltou que o partido deve deixar o governo

do Estado até o final do ano para avaliar uma candidatura ao Palácio Piratini, muito provavelmente tendo Beto Albuquerque como indicado. Na esfera federal, frisou que o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, é nome certo para concorrer à presidência da República.

Secretário da JSB definido

Responsável pela Coordenadoria da Juventude na administração municipal, que é vinculada à Chefia de Gabinete, o peessebista Adriano Niquetti, o Ruspia, acabou escolhido também para ser o secretário municipal da Juventude Socialista Brasileira (JSB) de Farroupilha. Os demais integrantes do grupo serão definidos nos próximos dias.


14 | Sexta-feira, 12 de abril de 2013

Compromisso com a cidade

Educação

educacao@jornalinformante.com.br

Livros no Angelo Antonello

Feira encerra nesta sexta com palestra e visitação dos alunos, na programação que teve início quarta, envolvendo os 600 estudantes do educandário Juliana Inês Casa Barbieri

O

Instituto de Educação Cenecista Angelo Antonello promove Feira do Livro e nesta sexta acontece bate-papo com o escritor Uili Bergamin, visitação à exposição de trabalhos dos alunos e comercialização de livros realizada na própria escola, a preços especiais, pelas livrarias Niquetti, Paraná e Maneco. Iniciada na quarta, a Feira tem como proposta mobilizar a comunidade escolar na literatura e produção textual. A coordenadora, Fernanda Aguiar, que é bibliotecária e professora do 2º ano, reforça que o objetivo é incentivar o gosto pela leitura, mostrando que esta é importante e que possibilita viajar pelo mundo da imaginação. Fernanda conta ainda que a Feira tem uma edição anual e já é tradicional na instituição, tendo neste ano o tema “Ler não tem contraindicações”. “Estar à frente de uma Feira do Livro em um Instituto tão grande e com tanto respeito na cidade me deixa lisonjeada e focada para que consiga alcançar os objetivos propostos. Ainda, como professora, tenho a convicção de que a leitura é que faz com que todos possam progredir como seres autônomos e críticos diante de qualquer assun-

Escritor Wagner Costa conversou com estudantes, falou de suas obras, personagens e processos de criação

to”, reforça a coordenadora. “O incentivo é importante, tanto da escola quanto da família. Ler é fundamental, é o melhor passatempo, nem que

seja para aprender uma palavra diferente. Sempre abre novas possibilidades”, analisa a estudante Rafaela Soprana. A mesma ideia tem seu colega

Rafael Pereira, lembrando que a leitura proporciona um grande enriquecimento. “Enquanto se lê, percebe-se um mundo diferente, passamos

a refletir, nos questionamos mais. É importante também que o incentivo seja para as crianças, para despertar este entendimento”, reforça, elogiando a iniciativa da escola. O escritor Wagner Costa, palestrante da quinta, lembrou o quanto é fundamental proporcionar espaços de troca e leitura entre os estudantes. Iniciando pelo jornal, revista, por livros de qualquer assunto, o escritor afirma ser sempre válido prestar atenção no que estimula o hábito. “O fato de ser uma ação desenvolvida na escola é de valor ainda maior. É preciso apresentar a leitura de maneira lúdica, prazerosa, aproximando não só os alunos, mas suas famílias. É preciso desmistificar a complexidade da leitura e da escrita, ela deve estar em todos os lugares e ao alcance de todos”, destaca Wagner. A Feira envolve desde a Educação Infantil até o Ensino Médio, cerca de 600 alunos, e todos participam das palestras, produzem trabalhos textuais e de artes. A programação deste ano teve ainda o grupo cultural Vivandeiros da Alegria, com o espetáculo Família Romani, que abriu as atividades.

Retomadas obras em parte destelhada do Colégio Estadual Farroupilha Já está em fase de conclusão as obras para reconstruir a parte do Colégio Estadual Farroupilha, destelhado no final do ano passado em forte temporal. O trabalho foi retomado no final de fevereiro. O local abrigava quatro salas, refeitório, cozinha e laboratório de Química. Os alunos que tinham aulas nas salas danificadas foram transferidos para os turnos da tarde e noite. “Iniciaram as reformas da parte do telhado, teto, hidráulica e elétrica. Mas para os outros danos não recebemos verba”, explica a diretora Clarice Baú Porto. Segundo ela, será feito um aditivo solicitando mais verba para a Coordenadoria Regional de Obras (CRO), já que os R$ 122 mil não são suficientes. “Se não vier mais recursos vai ficar parado o local. Para a ocupação somente com os reparos. Sabemos que temos a necessidade de mais verba para a obra”, ressalta Clarice. Ainda faltam recursos para assoalhos, portas que estão emperradas, janelas, vidros,

Dieverson Colombo

Parte do Colégio Estadual Farroupilha, danificada no final do ano passado, já teve reforma iniciada

infiltrações, pintura interna e externa e toda a parte de cozinha e refeitório. O laboratório também necessita da reposição do azulejo. De acordo com a diretora, a CRO

tem até o dia 15 para cumprir a primeira etapa das obras. Mas afirma que não tem certeza se o prazo será cumprido. Segundo ela, a cozinha e o refeitório são prioridades. Hoje a escola só serve

produtos que não necessitam de utilização de resfriamento ou cozimento. “Espero que para a volta das férias de inverno esteja tudo regularizado. Vejo que por parte deles existe grande empenho da obra ser realizada em curto prazo”, entende a diretora. Todos os alunos conseguiram vagas para este início de ano, apenas estão sendo deslocados para outros turnos. A coordenadora do CRO, Marta Detanico, ressalta que os R$ 122 mil foram repassados apenas por contrato emergencial, já que o temporal comprometeu a estrutura do local. Segundo ela, um aditivo será feito e enviado para a Secretaria Estadual de Educação, em Porto Alegre, em busca de mais recursos para recuperar o telhado. “É para eles analisarem e alocarem outros recursos. Com certeza virá”, garante a coordenadora. Ela afirma que a primeira parte não será concluída até o prazo estabelecido, dia 15, devido a problemas com a construtora.


Sexta-feira, 12 de abril de 2013 | 15

Compromisso com a cidade

Segurança

seguranca@jornalinformante.com.br

Abusos da BM em investigação Jovens gravaram vídeo que mostra agressão a um deles durante uma ocorrência de perturbação e Brigada Militar promete apurar se houve excesso no caso

m fato ocorrido no final de semana trouxe à tona supostos abusos de autoridade por parte da Brigada Militar. A corporação recebeu uma denúncia de um morador de um prédio no bairro Pio X, alegando que seu vizinho estaria perturbando o sossego público e foi até o local para ver o que estava ocorrendo. Até aí as versões dos jovens e dos policiais coincide, mas depois disso há diferenças nos relatos. Os jovens, que estavam fazendo um churrasco para comemorar um aniversário, contam que a polícia chegou ao local e iniciou agressões sem motivo aparente. Eles, inclusive, postaram na internet um vídeo que mostra que, mesmo rendido, um deles foi agredido. Já a BM diz que o jovem resistiu à abordagem e, por isso, foi contido. “Os policiais subiram no apartamento onde estávamos e agrediram a porta umas duas vezes até que foi aberta. Falaram para baixar o volume e ficaram discutindo em voz alta, mas sem muito conteúdo. Eles já estavam dentro do apartamento e só mencionei que aquilo só poderia acontecer com um mandado e o sargento da operação já me agrediu”, conta o auxiliar de produção, Rodrigo Reis, que aparece no vídeo sendo agredido. Ele confirma que resistiu à prisão, mas as agressões mais significativas só pararam quando ele disse que iria junto para a Delegacia se parassem de bater nele. O jovem confirma que possuía maconha, mas afirma que os policiais só vi-

ram na viatura que ele portava a droga. “A justificativa dos policiais era que tinha cheiro de maconha no local, mas nem a vizinha nem nós sentimos esse cheiro. Eu tinha maconha, mas não ingeri no local, conforme o Boletim de Ocorrência (BO). A maconha eles viram lá dentro da viatura, que estava no meu bolso. E mesmo assim não posso ser agredido por posse”, complementa Reis. O comandante da 1ª Cia do 36º BPM, Luis Fernando Becker, disse que a repartição irá apurar o caso. Ele afirma que o intuito da BM é esclarecer todos os fatos e ouvir a versão de todas as partes envolvidas. ”Estão sendo ouvidos os policiais. Vamos solicitar a presença dos reclamantes. Ao pedirem para baixar o volume, os policiais identificaram cheiro de maconha e um dos indivíduos mostrou a droga. Os policiais resolveram rendê-lo, mas ele resistiu”, conta. O comandante lembra que o rapaz agredido e o dono da casa prestaram depoimentos e foram liberados e que foi feito um exame médico para avaliar se haviam lesões corporais. ”Não dá para confirmar nada. Só temos a informação preliminar de que teria ocorrido e é muito cedo para delimitar uma conclusão porque não se ouviu a parte da queixa. Após todos os envolvidos falarem, teremos uma conclusão a respeito do que houve”, afirma. Sobre o vidro quebrado, Becker disse que também será analisado se houve abuso da polícia. Uma investigação da Brigada Militar foi aberta para apurar os fatos.

Divulgação

U

Vidro do apartamento foi quebrado durante ocorrência e BM diz que investigará situação

Obituário 4 de abril Helena Casagrande Bogo, 76 anos. Sepultamento no cemitério da comunidade de Forqueta 6 de abril Maicon Iris Legestão da Silva, 27 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal; Irene Salvadori Tesser, 95 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal. 8 de abril João Domingues de Arruda, 84 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal. 10 de abril Gilberto Antonio Maggiolaro, 57 anos. Sepultamento no cemitério da comunidade de Monte Bérico, 2º Distrito; Marcos Cesar Zavalhia, 37 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal. 11 de abril Danilo Lovatto, 83 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal; Enedina Mendes Colasso, 81 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal.


16 | Sexta-feira, 12 de abril de 2013

EsportE

Compromisso com a cidade esporte@jornalinformante.com.br

Angélica estreia na Seleção

Central farroupilhense, contratada pelo Vôlei Amil/Campinas, de Zé Roberto Guimarães, acaba relacionada pelo técnico para o torneio de Montreux, na Suíça Ramon Cardoso

I

nterromper o período de férias para voltar ao trabalho de forma repentina é um mau negócio? Nem sempre. No caso da farroupilhense Angélica Malinverno, 23 anos, ela retornará à sua atividade profissional com um largo sorriso e cheia de disposição. Na quarta à noite, recebeu a notícia de que estava convocada por José Roberto Guimarães, que será seu técnico nesta temporada, para a Seleção Brasileira. Angélica, que começou a jogar vôlei aos 10 anos, na UCS, participou de diversas competições defendendo a Seleção Gaúcha e chamou a atenção. De 2004 a 2007 defendeu o Brasil no juvenil e no infanto, sob o comando de Luizomar de Moura (técnico do Sollys Osasco). Atuar pela Seleção, ainda que na base, abriu portas para Angélica. Ela jogou no Osasco de 2005 a 2008 e no Praia Clube, de Uberlândia, de 2008 até o encerramento desta temporada, quando assinou com o Vôlei Amil, de Campinas. Com a confirmação da convocação pela Confederação Brasileira de Vôlei, nesta quinta, Angélica se prepara para viajar a Saquarema, litoral fluminense, na segunda, onde inicia, no Centro de Desenvolvimento de Voleibol, com as outras nove convocadas (veja lista ao lado), um período de preparação para a disputa do torneio de Montreux, na Suíça, que ocorre de 28 de maio a 2 de junho. A relação não conta com atletas da Unilever Rio de Janeiro e do Sollys Osasco, finalistas da Superliga, que serão chamadas em um segundo momento. Na entrevista abaixo, a farroupilhense fala da emoção da primeira convocação para a Seleção adulta, um pouco sobre sua carreira e a expectativa de ser comandada, em duas frentes, pelo técnico mais vitorioso da história do voleibol mundial. Jornal Informante: Como recebeste a notícia da convocação e qual tua reação? Angélica Malinverno: Sabia que ia sair uma lista após a Superliga. Mas não esperava estar nela. Estava jantando com um amigo na quarta e recebi uma mensagem me parabenizando pela convocação. Foi incrível. A gente sonha com isso a vida inteira, mas não espera o mo-

Boas lembranças do Praia Clube: após cinco temporadas, Angélica deixa equipe de Uberlândia, mas com a certeza de ter feito um bom trabalho, que lhe rendeu a convocação para a Seleção

mento que isso vai acontecer. A sensação é muito agradável. Informante: A tua temporada no Praia Clube foi fundamental para a convocação? Angélica: Acredito que sim. Tínhamos um bom time, mas ninguém achava que iríamos brigar com os grandes. Quando chegou a Herrera (ponteira cubana), o Praia ficou uma equipe muito agressiva. Tive uma disputa muito forte e saudável na minha posição com a Letícia Hage, e isso ajudou a melhorar tanto o meu nível quanto o dela e, consequentemente, do time. O grupo era ótimo. Fizemos uma Superliga muito regular (perderam nas quartas de final para o Sesi no terceiro jogo). Terminei a temporada em 3º lugar no ranking das bloqueadoras. Se não tivéssemos perdido a Herrera (que se lesionou na fase final) poderíamos ter ido mais à frente. Informante: E essa mudança para Campinas? Angélica: O Zé Roberto tinha mantido um contato para minha contratação na temporada passada. Mas não me sentia segura para atuar no time. O Praia é uma

equipe menor e o Campinas estava montando uma equipe para vencer a Superliga. Não me sentia preparada naquele momento, por isso renovei com o Praia por mais um ano. Sabia que, se trabalhasse forte, uma nova oportunidade iria surgir. E acabou acontecendo. Informante: Como vai ser trabalhar, tanto no clube quanto na Seleção, com o Zé Roberto, que é tricampeão olímpico (com a Seleção Masculina em Barcelona 1992, e com a Feminina, em Pequim 2008 e Londres no ano passado)? Angélica: No início deve rolar um certo distanciamento, respeito. Tu pensas assim: ‘ele é o cara e tal’. Mas isso é muito natural. Aos poucos essa relação tende a melhorar, ficar mais espontânea. Tu acabas conquistando teu espaço, ganhando mais liberdade. Informante: Tu tens uma concorrência forte na posição que conta com Thaísa, Fabiana, Adenízia. É possível sonhar com o início de um ciclo olímpico? Angélica: Elas já têm duas Olimpíadas. Não sei até onde vai a ambição de-

las. Porque é muito desgastante. Tomara que elas pensem e digam ‘vamos deixar para as meninas novas’ (risos). Espero que sim. Hoje temos a oportunidade, coisa que não ocorria no passado. Informante: Tu estás sempre longe de casa. Sente falta de uma equipe gaúcha na Superliga? Angélica: Bastante. É muito triste jogar uma Superliga com apenas 10 equipes, sendo que no feminino o Brasil é bicampeão olímpico. Falta conhecimento, as pessoas não vão atrás para saber como é o investimento, quanto tem que ser investido e muito menos o quanto de retorno a mídia proporciona. O patrocinador do Praia (Banana Boat), no seu ano de estreia e no ano passado, faturou o dobro do que tinha investido. Aqui é um problema cultural também. O investidor quer o retorno imediato. Temos muitas atletas de qualidade, muitos técnicos capacitados no Rio Grande do Sul, mas que só terão chance de se destacarem na profissão se deixarem o Estado. Ainda falta avançar nesta parte. Informante: Deixe uma palavra aos farroupilhenses. Angélica: Tenho muito orgulho de dizer que sou daqui. É legal falar um pouco sobre o teu trabalho. Não foi fácil chegar à Seleção. A convocação é fruto de muito esforço. Só quero agradecer a quem torceu por mim: meus pais e minha irmã, que sempre me apoiaram, e os amigos, torcedores. Enfim, as pessoas que a gente pode contar, que estão próximas.

As convocadas de Zé Roberto Centrais Angélica (Vôlei Amil/Campinas) Bia (Praia Clube/Uberlândia) Levantadoras Dani Lins (Sesi São Paulo) Claudinha (Minas) Líbero Suellen (Vôlei Amil/Campinas) Opostas Monique (Praia Clube) Tandara (Sesi São Paulo) Ponteiras Ellen (Pinheiros) Michelle (Praia Clube) Pri Daroit (Vôlei Amil/Campinas)


Sexta-feira, 12 de abril de 2013 | 17

Compromisso com a cidade

EsportE

esporte@jornalinformante.com.br

O argentino do Brasil Ramon Cardoso

Atacante Hernán Gastón Peirone tem situação regularizada e está à disposição do técnico Régis Amarante

Brasil

F

ormado nas categorias de base do San Lorenzo, o atacante argentino Hernán Gastón Peirone, 26 anos, é o novo reforço do Brasil. Ele já estava treinando com o time há cerca de um mês, à espera de sua liberação junto à Federação Chilena e posterior registro junto à Confederação Brasileira de Futebol, que ocorreu nesta semana. O atleta chega para ser uma opção a mais no ataque farroupilhense, que conta com a afinada dupla Negreiros (3 gols) e Cristiano Tiririca (2 gols). Peirone se prepara para atuar no futebol brasileiro após passar pelo equatoriano, peruano e chileno. Na entrevista abaixo, ele fala um pouco sobre sua trajetória, que impressões teve do clube e da cidade, qual seu estilo de jogo e o que a torcida do Brasil pode esperar de seu desempenho. Jornal Informante: Iniciaste no San Lorenzo. Quais os outros clubes de sua carreira? Hernán Gastón Peirone: Comecei no juvenil do San Lorenzo. A partir de 2004 passei a atuar como profissional, na 1ª Divisão, e permaneci até a metade de 2009. Depois fiquei um ano no Emelec, do Equador. Passei seis meses no San Luis, no Chile. Joguei mais um ano no Alianza Lima, do Peru. No ano passado estava no União Temuco, também chileno, um time do ex-atacante Marcelo Salas. Informante: Como foi o contato para vir jogar no Brasil? Peirone: Meu representante teve contato com dirigentes do clube e chegaram a um acor-

Bate-Pronto

Grêmio São Luiz tem boa estreia Na abertura da Copa Nordeste, o Grêmio Esportivo São Luiz conquistou um triunfo triplo diante do CMD, de Nova Araçá, jogando em casa, no 3º Distrito, no último sábado. A equipe farroupilhense venceu por 2 a 1 (categoria 1998/1999), 1 a 0 (2000/2001) e 8 a 2 (2002/2003). O próximo compromisso pela competição acontece neste sábado, quando o time vai a Veranópolis, encarar o Ipiranga. Os duelos nas três referidas categorias iniciam a partir das 9h. No domingo, pela Copa Serra, o Grêmio São Luiz encara o NL Caxias, em Caxias do Sul, também a partir das 9h, nas três categorias citadas acima.

Amigos da Bocha lidera Entrai Gringo na área: Peirone é a mais nova opção no ataque farroupilhense para a disputa da Segundona Gaúcha

do. Na Argentina o mercado estava fechado e surgiu a possibilidade de atuar no futebol brasileiro. Venho com vontade, tratando de oferecer o melhor à equipe. Surgiu a possibilidade de uma forma muito rápida. Informante: O futebol gaúcho se assemelha mais ao argentino, por ser muito aguerrido, brigado, disputado, do que com o do resto do Brasil. Tu conhecias essa característica do futebol local? Peirone: Não conhecia como se jogava aqui. O que se fala é que os jogadores brasileiros são mais habilidosos, talentosos, mas notei que aqui o estilo é mais forte, aguerrido. Mas não há problema, tentarei me adaptar o mais rápido possível. Informante: Que achaste da estrutura do Brasil e de Farroupilha? Peirone: Muito linda. É uma instituição pequena, mas organizada, de gente séria, trabalha-

dora e isso é importante. Gostei da cidade também. É muito bonita, com bom clima, tranquila. Informante: Viste os jogos do time? Qual sua impressão sobre as atuações do Brasil? Peirone: Gostei bastante. Especialmente do jogo de domingo. A equipe foi muito bem. São três jogos e três vitórias. Espero ajudar e que consigamos seguir no mesmo caminho. Informante: Qual teu estilo de jogo? Atuas mais como centroavante ou como um segundo atacante? Peirone: Sou canhoto, tenho um estilo mais técnico. Posso tanto atuar centralizado, como um 9 de área, como também um atacante que joga pelos lados. Prefiro atuar nesta condição, como um segundo atacante. Mas faço as duas funções sem problema. Informante: Como tem sido esses primeiros dias de contato com os colegas e com a co-

missão técnica? Peirone: Bom, mas ainda tenho dificuldades com o idioma, que dificulta um pouco o diálogo. Mas aos poucos vou aprendendo o básico. Informante: Quais jogadores são uma referência para ti? Que atletas servem de espelho? Peirone: Gosto muito do Higuaín (Gonzalo, centroavante do Real Madrid) e do Lavezzi (Ezequiel, atacante do Paris Saint-Germain). São jogadores que admiro, ótimos atacantes, que atuam em grandes clubes da Europa. É importante ter esse tipo de referência, de jogadores que servem de exemplo. Informante: Deixe um recado para o torcedor do Brasil. O que ele pode esperar de ti? Peirone: Pode esperar muito esforço, sacrifício na defesa da camiseta do Brasil. Vou tratar, como fiz em todos os clubes em que atuei, de procurar fazer o melhor para o clube.

Após duas rodadas, a equipe Amigos da Bocha lidera o 3º Torneio do Entrai. A competição é promovida pela Liga Municipal de Bochas Tiro e Ponto. Confira os resultados da rodada passada: Amigos da Bocha 3x0 Volta Grande, Vinhedos 2x1 Horbach, Rancho de Gaudérios 1x2 Vila Rica e Santo Antônio 2x1 Tavares. Neste sábado, a partir das 14h, acontece a 3ª rodada. No bairro Santo Antônio ocorre o clássico local entre Volta Grande e Santo Antônio. Em Vila Rica, o time local recebe o Vinhedos de Nova Sardenha. O Rancho de Gaudérios joga em casa contra o Amigos da Bocha de Vila Rica. Fechando os confrontos, no bairro Farrapos, o Horbach mede forças com o Tavares do bairro 1º de Maio. A liderança da competição é do Amigos da Bocha (6 pontos), seguido por Vinhedos e Vila Rica (4), Santo Antônio e Volta Grande (3), Tavares (2) e Horbach e Rancho de Gaudérios (1). São oito equipes envolvidas na disputa, que acontece em turno único. Os quatro melhores se habilitam à fase semifinal, com cruzamento olímpico (1º x 4º e 2º x 3º).

JEF Futsal encerra superando expectativas Encerrou na quinta a etapa do Futsal, que abriu a 29ª edição dos Jogos Estudantis de Farroupilha (JEF). As disputas ocorreram desde segunda, no Complexo Esportivo do Parque Cinquentenário, e são organizadas pelo Departamento Municipal de Desportos (DMD). Cerca de mil atletas participaram da competição (veja resultados ao lado). “Faço a melhor avaliação possível. A arquibancada hoje

(quinta) estava lotada. Ficamos surpresos também com o número de adesão das escolas. Tinham categorias com mais de 25 escolas participando. Graças também ao apoio dos professores”, avalia o diretor do DMD, professor Rodrigo Nascimento. A premiação para os vencedores ocorreu na quinta, dia do encerramento da modalidade. Para o mês de maio, três competições estão agendadas.

No dia 1º haverá o Master Misto de vôlei de quadra para homens acima de 35 anos e mulheres acima de 30 anos. Também no mesmo dia será realizada uma rústica no bairro 1º de Maio em parceria com a Associação de Corredores de Rua de Farroupilha (Acorf). E nos dias 7, 8 e 9 ocorre uma competição de atletismo. Uma etapa será realizada no Complexo e duas em Caxias do Sul.

Os campeões Juvenil Masculino Colégio São Tiago Infantil Feminino 1º de Maio Infantil Masculino Santa Cruz Mirim Masculino 1º de Maio Mirim Feminino Antônio Minella Juvenil Feminino Colégio São Tiago

Classificação final entre as escolas no JEF Futsal 1º lugar São Tiago (10 pontos) 2º lugar 1º de Maio (10 pontos) 3º lugar Santa Cruz (9 pontos) 4º lugar Antônio Minella (8 pontos)


18 | Sexta-feira, 12 de abril de 2013

Preliminar União dentro de campo...

preliminar@jornalinformante.com.br

...reflexo na arquibancada

Uma temporada sem tropeço na estreia em casa (e sem uma largada decepcionante) tem sido um bom motivo para atrair o torcedor às Castanheiras. Se o público não foi lá essas coisas, o envolvimento parece ser maior do que nos anos anteriores. Elencos de peso no passado não empolgavam a torcida. Uma equipe menos badalada, porém, mais dedicada, tem cativado os rubro-verdes.

Fotos: Ramon Cardoso

Não é de graça que o Brasil tem seu melhor início de Segundona Gaúcha de todos os tempos. O grupo demonstra estar comprometido com o clube e mostra muita união em campo. O técnico Régis tem o elenco na mão e o bom ambiente reflete na posição na tabela da competição estadual. O time farroupilhense é o único com 100% de aproveitamento entre os 16 participantes.

Compromisso com a cidade

Pretinha básica

Escolhida pelos torcedores para ser o uniforme 3, a camiseta preta caiu no gosto dos farroupilhenses. A venda iniciou no sábado pela manhã e no domingo à tarde, muitos rubro-verdes já compareciam às Castanheiras com o inédito modelo. Outros efetivaram a aquisição no estádio. Produzido pela empresa de material esportivo Mar Um a nova camiseta fez a estreia no domingo e começou bem com a vitória no clássico diante do Glória.

Torcedores contemplados

Renan Gasparin

A entrega oficial do novo fardamento do Brasil ocorreu de forma simbólica a Remi de Mello e Elda Sandoval, que foram, respectivamente, os sorteados na promoção do Jornal Informante e Jornal O Farroupilha para a escolha da terceira camiseta do clube. Eles foram contemplados com o novo modelo no intervalo do duelo contra o Glória (veja abaixo).

Adquira o seu modelo

A nova camisa do Brasil pode ser encontrada na Hermelu Esportes (R$ 79,90), no clube (R$ 75,00) ou ainda pode ser solicitada pelos fones 3261-7020, 3261-7120, 9985.7294, 8115.5870 ou 9695.3783. Neste primeiro lote, estão disponíveis modelos com os números da dupla de ataque do Brasil: a 9 de Negreiros e a 11 de Cristiano Tiririca. A numeração será ampliada na próxima remessa.

Futuro indefinido na LFFC

A prefeitura ainda não informou se disponibilizará os valores solicitados pela Liga Farroupilhense de Futebol de Campo para custeio da arbitragem dos jogos do Sênior e Copa Farroupilha, competições previstas para acontecer neste primeiro semestre. A entidade deve se manifestar nos próximos dias e ainda aguarda um posicionamento do Executivo sobre o pedido.

Comandada de Zé Roberto

Guilherme Chiele (Marketing do Brasil), Ramon Cardoso (Editor do Jornal Informante), Gabriel Marchet (Marketing do Brasil), Remi, Elda, Flávio Daniel Cortiana (presidente do Brasil) Jorge Bruxel (diretor do Jornal O Farroupilha) e o advogado Carlos Alberto Sandoval na entrega da nova camiseta, nas Castanheiras, na promoção que envolveu os torcedores rubro-verdes

A farroupilhense Angélica Malinverno não conseguia esconder a satisfação na quinta. A temporada já começava promissora para a atleta após ser contratada pelo Vôlei Amil, de Campinas, equipe comandada por José Roberto Guimarães. Não bastasse atuar em um time de ponta, acabou convocada pelo técnico na primeira lista para a Seleção Brasileira. Aos 23 anos, a central teve seu primeiro chamado para o adulto. Já havia defendido o Brasil nas categorias de base.


Sexta-feira, 12 de abril de 2013 | 19

Compromisso com a cidade

EsportE

esporte@jornalinformante.com.br Ramon Cardoso

Quem segura? Brasil segue como único 100% e vai ao Bento Freitas domingo

Brasil

A

consistente vitória por 2 a 0 sobre o Glória, no clássico de domingo, nas Castanheiras (com gols do atacante Negreiros e do meia Rafael Gaúcho, com ambos chegando a três no estadual), deixou o Brasil em condição confortável na Segundona Gaúcha. O embate deste domingo, contra o xará pelotense, no Bento Freitas, tinha tudo para ser entre equipes com 100% de aproveitamento, mas o time de Pelotas perdeu no meio de semana para o Riograndense, em Santa Maria, em duelo atrasado da 1ª rodada. Nada que mude o planejamento do time farroupilhense. “O campeonato é de tiro curto. Encaramos cada jogo como uma decisão. Sabemos da qualidade do adversário, mas fute-

bol é 11 contra 11”, observou o técnico Régis Amarante. As três vitórias na largada elevam a autoestima do time e deixam os atletas mais confiantes para a sequência da competição. “Sempre falo para terem pensamento positivo. Se tivermos isso e trabalharmos sério como estamos fazendo, os resultados aparecem”, salientou Régis que deve encaminhar a equipe para o duelo no Bento Freitas, em Pelotas, nesta sexta. Sem desfalques por cartão ou lesão, a tendência é de repetição da escalação pelo quarto jogo consecutivo. “É muito bom essa manutenção da equipe. Facilita o entrosamento e fica mais fácil de corrigir eventuais equívocos. Ainda falta melhorar alguns aspectos, mas estamos progredindo jogo a jogo”, observou Régis. Após o confronto dominical, o Brasil volta a campo na quarta. Às 20h, enfrenta o Inter no Presidente Vargas, em Santa Maria, em partida atrasada da 2ª rodada.

Cada vez mais entrosado: o centroavante Negreiros (à esquerda), que se livra da marcação de Donovan, do Glória, abriu o caminho para vitória do Brasil no clássico diante do Glória em jogada iniciada pelo volante Rodrigo (à direita)

Segundona – 2ª rodada (turno)

X Estádio Presidente Vargas Santa Maria, quarta, às 20h

Segundona – 5ª rodada (turno)

GE Brasil

Time base Luiz Müller Wender Renato Martins Fernando Cardoso Edu Silva Leandro Leite Washington Cleiton Maicon Sapucaia Alex Amado Éder Machado Técnico Rogério Zimmermann

SERC Brasil Time base Carlão Thiago Machado Heberson Roger Wanderson Rodrigo Márcio Tinga Miro Bahia Rafael Gaúcho Cristiano Tiririca Negreiros Técnico Régis Amarante

Local/Data/Hora: Estádio Bento Freitas, em Pelotas, neste domingo, às 15h30min

Sub-17 estreia bem

Na preliminar do Brasil, no domingo, o Sub-17 começou bem a Copa FGF ao vencer o Sapucaiense por 4 a 2, com gols de Bruno, Rai, Matheus e Lucas Nery. Neste domingo, às 15h, a equipe farroupilhense vai a Garibaldi para o clássico local. O rival foi goleado em Ivoti na abertura por 4 a 0.

Segundona Gaúcha – Classificação Grupo A Equipe

P

J

V

E

D

GM

GS

SG

1)

São Paulo

10

4

3

1

0

8

2

6

2)

Brasil

9

3

3

0

0

8

2

6

3)

Panambi

8

4

2

2

0

4

0

4

4)

Avenida

8

4

2

2

0

6

4

2

5)

Riograndense

6

3

2

0

1

6

4

2

6)

Farroupilha

6

4

2

0

2

4

6

-2

7)

Santo Ângelo

4

4

1

1

2

2

2

0

8)

Aimoré

3

4

1

0

3

4

6

-2

Legenda: P (pontos), J (jogos), V (vitórias), E (empates), D (derrotas), GM (gols marcados), GS (gols sofridos) e SG (saldo de gols)


Matéria Especial

Esporte

Brasil irretocável

Em extensa entrevista, prefeito avalia os primeiros 100 dias de governo, fala das ações desenvolvidas e dos projetos que pretende implementar após o período inicial de adaptação ao Executivo – Páginas 2 a 5

Em seu melhor começo de Segundona Gaúcha da história, equipe farroupilhense vence o clássico serrano diante do Glória por 2 a 0 (nas fotos, o meia Rafael Gaúcho marca o segundo gol), mantém os 100% de aproveitamento e vai ao Bento Freitas neste domingo, medir forças contra o xará pelotense – Página 19

Fotos: Ramon Cardoso

Claiton analisa seu começo de mandato


Farroupilha, 12 de abril de 2013

Treinamento com suplementação Workshop tem como foco o uso correto de suplementos e acontece no dia 20, a partir das 9h, tendo como palestrantes três atletas destaques no País 1º Workshop sobre suplementação e treinamento de Artes Marciais Mistas (MMA), Musculação e Fisiculturismo, está programado para o dia 20, com organização da Nutricenter, Academia X-Gym e realização da Integralmédica Suplementos Nutricionais. Será realizado na UCS Farroupilha com início às 9h com credenciamento, recepção, coquetel e degustação de suplementos. Das 10h30min às 12h acontece explicação dos produtos existentes no mercado e a forma correta de utilizar para ganho de massa muscular, emagrecimento, definição muscular e saúde. Das 14h às 19h haverá explanação sobre os tipos de treinamento, preparo e dia a dia dos fisiculturistas, a suplementação que utilizam e as rotinas dos atletas. Também será servido coffee break. O Workshop é destinado a educadores físicos, nutricionistas, médicos, fisioterapeutas e praticantes de atividades físicas interessados em melhorar seu rendimento e resultado. São 200 vagas e a intenção é, a partir deste encontro, realizar outras edições. Serão palestrantes os atletas Fábio Caverna, Dani Oazen (que fará a explanação específica para o público feminino) e Rafael Bracca, todos educadores físicos e campeões que obtiveram colocações de destaque nas suas modalidades de treinamento. “A proposta do workshop é trazer ao público da região informações sobre a utilização correta dos suplementos e desmistificar a ideia de que sejam anabolizantes. Fazer com que as pessoas aprendam sobre estes produtos e possam ver seus benefícios. Mostrar a suplementação

Fotos: Divulgação

O

Rafael Bracca, Dani Oazen e Fábio Caverna: atletas palestrantes abordam uso correto de suplementos, treinamento e rotina para manter a forma

para os praticantes de musculação e MMA, já que é um esporte que cresce muito e tem cada vez mais adeptos”, explica Giordana Roth Fernández, da Nutricenter, lembrando que os suplementos são utilizados para potencializar os resultados de quem pratica atividades físicas, seja de alto rendimento ou apenas para manter a forma. As inscrições devem ser realizadas antecipadamente no valor de R$ 100,00 na Academia X-Gym, na Nutricenter Suplementos ou ainda contato pelo e-mail nutricentersuplementos@yahoo.com.br. Na data do evento serão realizadas inscrições apenas se restarem vagas. Haverá distribuição de coqueteleiras para todos os participantes, degustação de suplementos e sorteio de dois kits com diversos produtos. Também serão entregues certificados de participação. No dia 19 haverá um treino dos atletas na X-Gym, destinado apenas aos alunos da academia.

Serviço

O que: 1º Workshop sobre suplementação e treinamento de MMA, Musculação e Fisiculturismo Quando: dia 20, das 10h30min às 12h e das 14h às 19h Local: UCS Farroupilha (Rodovia dos Romeiros, 567) Valor: R$ 100,00 Inscrições: Academia X-Gym (Marechal Deodoro da Fonseca, 215, fone 3401-2800) ou na Nutricenter Suplementos (Tiradentes, 212, sala 3, fone 3401-0797) Contato para depósito online pelo e-mail nutricentersuplementos@yahoo.com.br


Farroupilha, 12 de abril de 2013

O papel do psic clínica: descobe Veruska Poltronieri *

O

psicopedagogo clínico trata das dificuldades de aprendizagem, através de atendimentos em sessões realizadas individualmente ou em pequenos grupos, em consultório. Para a avaliação, o psicopedagogo, no encontro inicial com seus familiares, na anamnese, usa dois recursos importantíssimos: o “olhar” e a “escuta” psicopedagógica, que o auxiliará a captar através de atividades lúdicas, desenhos, testes próprios da Psicopedagogia, atividades avaliativas, do silêncio, das expressões do sujeito, dados que possa explicar a causa do não aprender. Após essa etapa, surge à hipótese diagnóstica, os encaminhamentos necessários, o acompanhamento, dentre outros procedimentos inerentes ao trabalho terapêutico como orientação aos pais e professores e também contato com outros profissionais das áreas psicológica, neurológica, fonoaudiológica e outras, para que todos possam contribuir no tratamento. O psicopedagogo deve ser um mediador

em todo processo, indo além da simples junção dos conhecimentos da Psicologia e da Pedagogia. Para a utilização dos procedimentos diagnósticos e terapêuticos adequados, a prática psicopedagógica clínica está envolvida na concepção de um sujeito que aprende, possuidor de características biológicas, cognitivas e socioculturais singulares, que o constituem enquanto um ser único, tendo, portanto um modo de aprender e ensinar, também peculiares. O atendimento clínico deverá obedecer criteriosamente todas as etapas investigativas e analíticas, com vistas à formulação de hipóteses consistentes no sentido de levantar hipóteses diagnósticas dos elementos que interferem no desenvolvimento do sujeito que aprende, sejam eles orgânicos ou inorgânicos. Na Psicopedagogia Clínica os procedimentos diagnósticos e terapêuticos obedecem à observação de aspectos importantes, dentre eles a análise de fatores orgânicos, motores, cognitivos, intelectuais, emocionais, sociais e pedagógicos, fortalecendo, sobretudo, o rigor científico neces-

sário à afirmação da Psicopedagogia enquanto ciência voltada para o sujeito que aprende. O psicopedagogo, através do diagnóstico clínico, irá identificar as causas dos problemas de aprendizagem. Para isto, ele usará de instrumentos próprios que irão subsidiar as suas hipóteses. Após a hipótese diagnóstica inicia-se a intervenção. Muitas alternativas para uso do psicopedagogo estão sendo colocadas no mercado. Muitos recursos apresentados por autores vêm beneficiando a avaliação e intervenção psicopedagógica. Resumi alguns deles na sequência. 1) Lendo e Escrevendo (1 e 2): este material pode ser aplicado para detectar se o estudante possui os requisitos básicos para o processo de alfabetização. Pode ser usado em alunos da pré- escola e séries iniciais. Autoras: Geraldini P. Wintter e Melany S. Copit; 2) Teste de Prontidão Horizontes: pode ser usado para detectar maturidade/ prontidão para alfabetização na pré-escola e séries iniciais do Ensino Fundamental. Autora: Neda Lian Branco Martins; 3) Metropolitano de Pron-


Farroupilha, 12 de abril de 2013

copedagogo na ertas e desafios tidão: fator R. Pode ser usado para detectar prontidão alfabetização na pré-escola e séries iniciais do Ensino Fundamental. Autor: G.H. Heldreth, Ph.D. Griffiths Adaptação e Padronização: Ana Maria Poppovic; 4) Becasse R-l (F e M): este teste pode auxiliar no diagnóstico da maturidade escola. Ele traz atividades envolvendo estruturação de estórias; títulos; conteúdos; redação omissão ou recusa; dinâmica da aplicação e escolha da lâmina. Autora: Bettina Katzenstein Schoenfeldt; 5) Papel de Carta: este material pode ser utilizado para auxiliar na avaliação das dificuldades de aprendizagem. Apresenta, como conteúdo, atividades envolvendo comunicação e vinculação. A Editora Vetor recomenda que este teste seja usado somente por psicólogos. Autora: Leila Sara José Chamat; 6) Prontidão para Alfabetização: trata-se de um programa para o desenvolvimento de funções específicas destinadas à alfabetização. Apresenta conteúdo teórico e prático. Autoras: Ana Maria Poppovic e Genny Golubi de

Moraes. Além dos recursos apresentados pela editora Vetor, as provas piagetianas e os níveis de alfabetização são igualmente importantes podendo ser confeccionados pelo próprio profissional; 7) As Provas Piagetianas: podem ser usadas para detectar o estágio do raciocínio lógico matemático da criança. O conteúdo pode ser montado com o número de provas que se achar necessário. Ernesto Rosa Neto apresenta uma seqüência composta por tarefas que envolvem a classificação, seriação, classe-inclusão; conservação de quantidades contínuas e quantidades descontínuas; 8) Os Níveis de Escrita: são estudados por Emília Ferreiro e também são recursos excelentes. Eles podem ser utilizados para identificar o nível de escrita em que a criança se encontra no processo de alfabetização, podendo ser: icônico (a criança representa seu mundo através de desenhos); não icônico (a criança consegue usar letras para escrever e desenhar representando sua forma de escrita, porém o uso das letras não está sistematizado, muitas vezes co-

loca as letras e faz o desenho, usando ambos para escrever uma mesma palavra); realismo nominal (faz o uso das letras conforme o tamanho do objeto e não de acordo com a palavra, para ela o objeto grande deve ter muitas letras e o objeto pequeno poucas letras); nível pré-silábico (a criança já sabe que precisa de letras para escrever, embora não faça distinção entre letra e número, também já sabe que precisamos usar muitas letras diferentes para escrever. Deste modo, a criança usa as letras do próprio nome variando a posição e a ordem em que elas aparecem no seu nome, para escrever novas palavras); nível pré-silábico em conflito (nesta fase a criança pode enfrentar um conflito já que conta as letras para escrever, mas no momento de escrever acha que é necessário muitas letras para escrever, acreditando que com poucas letras não é possível a escrita, ainda, ao pedir a ela que faça a relação de letras com sílabas, ela risca as letras que parecem sobrar. Continua na contracapa


Farroupilha, 12 de abril de 2013

Isso pode acontecer com palavras monossílabas; ao vencer este conflito a criança entrará no nível pré-silábico); nível pré-silábico (a criança passa a atribuir valor sonoro a cada uma das letras que compõe a escrita e descobre que a escrita representa a fala). Deste modo, formula a sílaba – sem valor sonoro – cada letra representa um valor som; nível pré-silábico “elaborado” (a criança percebe o valor silábico, portanto, usa uma letra para significar uma sílaba, assim usa uma letra para escrever a palavra monossílaba, mas como acredita que uma letra só não dá para ler, coloca outras só para que possa ler); nível silábico “alfabético” (começa a usar algumas sílabas, embora algumas outras usa só uma letra e se contenta com isso vai descobrindo a sílaba e começa a usá-la); nível alfabético (a criança já usa praticamente todas as sílabas simples, embora com alguns erros, sendo necessário trabalhar a ortografia); 9) Informática: os recursos da informática, também, não podem ser ignorados pela Psicopedagogia. É verdade que o computador não possui flexibilidade para compreender outras linguagens, decifrar códigos desconhecidos ou criticar o que lhe é apresentado. Ele é mais um recurso que pode ser explorado de inúmeras maneiras. Considerando que a Psicopedagogia trabalha com a aprendizagem humana, os recursos da informática poderão possibilitar a criação, a

comunicação, à interação, enfim novas descobertas promovendo a aprendizagem humana. 10) Cartilha da ABD: Facilitando a Alfabetização Multissensorial, Fônica e Articulatória foi aprovada e reconhecida pelo Ministério da Educação. A cartilha atende aos profissionais da área de educação para reabilitação da alfabetização, supre as principais dificuldades dos disléxicos, e vem acompanhada de um caderno multissensorial, que tem a função de estimular o visual, o auditivo e o tátil sinestésico. Esse material se encontra no site da Associação Brasileira de Dislexia; 11) Livros da Renata Jardini: também são excelentes para reabilitação da alfabetização e disléxicos como o Fundamentação Teórica e Distúrbios da Leitura e Escrita. A proposta do livro é respaldar o educador ou clínico com as noções básicas dos principais distúrbios da leitura e escrita, como as dislexias, os Transtornos do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH) e outros. O Caderno de Exercícios vem com atividades para reabilitar os distúrbios da leitura e escrita. Foram mencionados aqui, alguns instrumentos que podem ser usados para o diagnóstico e intervenção psicopedagógica, enfatizando que, se o psicopedagogo não utilizar recursos exclusivos de outras áreas, não estará ferindo a ética profissional e ainda estará zelando pelo bom relacionamento com especialistas de outras áreas,

conforme menciona o Código de Ética da Psicopedagogia (Capítulo II, Das Responsabilidades dos Psicopedagogos, Artigo 6º, alínea b). Também estará garantindo o bem estar das pessoas em atendimento profissional. Consequentemente, mantendo a ética profissional. No que se refere ao levantamento realizado em muitas pesquisas sobre alguns recursos para diagnóstico e intervenção psicopedagógica, destaca-se que não se trata de apresentar um kit de materiais para serem utilizados com todas as crianças e em todas as situações, pois tal atitude colocaria o psicopedagogo na posição de um simples aplicador de testes, não é isto que se quer para este profissional. Não há intenção de também fornecer roteiros ou receitas para diagnóstico e intervenção. O propósito aqui é refletir sobre os recursos que estão no mercado e utilizar da criatividade diante do que já existe. Portanto, cabe ao profissional analisar cada situação e decidir por aplicar o recurso que lhe for conveniente tendo em vista à qualidade de seu trabalho e o compromisso com o cliente. * Mestre em Educação e doutoranda em Psicologia (Psicopedagoga Clínica, Escolar e Hospitalar – ABPP-BA-971 – Psicoterapeuta Familiar, Casal, Crianças, Adolescentes, Jovens e Adultos e coordenadora pedagógica da escola Planeta Criança


inside@jornalinformante.com.br

Inside

Farroupilha, 12 de abril de 2013

O futuro endereço da cultura Prefeitura aluga antiga residência da família Maggioni e pretende utilizar o histórico imóvel, construído em 1954, com um centro cultural e turístico farroupilhense epública, 172 A. Se tudo transcorrer conforme o planejado, até o final de maio este será o endereço da cultura em Farroupilha, pelo menos até o final do mandato de Claiton Gonçalves. O Executivo alugou a antiga e histórica residência da família Maggioni e pretende instalar no local um centro cultural. Um projeto começa a sair do papel a partir do próximo dia 26. “Estamos buscando um resgate da história de Farroupilha. Um local que possa abrigar um pouco de nosso passado, rememorar essa jornada. Mas também de criarmos um centro cultural, com um café, espaços para exposições, apresentações musicais, enfim. Criar um ambiente que beneficie todas as formas de arte”, revelou Claiton. As negociações aconteceram nos últimos meses e o contrato foi assinado no início deste. A Casa ficará ligada ao Departamento de Cultura. O prefeito revelou que a reforma administrativa, que está em curso, ainda busca uma adequação do departamento. Contudo, neste momento, ele deverá continuar vinculado à Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Desportos. Não está descartada, porém, sua vinculação à pasta de Desenvolvimento Econômico e Turismo, se o local também servir como um centro de informações turísticas, outra carência do município. “O Departamento de Cultura será deslocado para o local, para gerenciar todas essas questões. A intenção é que sejam desenvolvidas diversas atividades, como exposições de arte, saraus, que tenhamos um Café Cultural com espaço para shows. São ideias que estão surgindo e discutidas em conjunto na prefeitura”, revelou o secretário de Planejamento Ansélio Brustolin.

Fotos: Ramon Cardoso

R

Amplas salas permitem criação de pequenos auditórios para shows

História: gabinete do prefeito Avelino Maggioni também será utilizado

Dois em um: cozinha instalada permitirá o atendimento do Café Cultural

Cerca com Casal Mosquetti deve ser retirada na área externa do Café

Olavo Bilac será reformada

Com sérios problemas estruturais, outro prédio histórico, que já foi sede do Executivo e abrigou o Legislativo farroupilhense, passará por uma ampla reformulação. A edificação, que atualmente serve de local para a Biblioteca Pública Municipal Olavo Bilac, será totalmente reformada. O acervo será transferido para o Centro Cultural. Não há certeza se ele permanecerá no novo endereço, mas é quase certo que não retorne à antiga sede.

“É improvável que a biblioteca retorne para o atual prédio. Há restrições estruturais que impedem um desenvolvimento, uma ampliação do acervo”, explicou Ansélio. A edificação receberia outra utilização após a reforma, mas também voltada à área cultural. O empecilho em manter a biblioteca na Casa de Cultura seria o acesso, tendo em vista que o material seria distribuído no segundo pavimento da residência de 690 metros quadrados.


2 | Sexta-feira, 12 de abril de 2013

Crônicas da Redação Ramon Cardoso

ramon@jornalinformante.com.br

Já falei neste espaço que sou ateu. Não dou bola alguma pra Igreja Católica ou qualquer outra, com um desprezo especial por àquelas que roubam dinheiro de uns pobres coitados. Acho a religião uma das grandes pragas da história por motivos que cansei de elencar. Mas até os católicos hão de convir comigo. Essa história de papa Francisco pra cá, papa Francisco pra lá, já torrou a paciência de todo mundo. O pontífice aparece mais que a Dilma ultimamente... bom, analisando por este aspecto, não chega a ser ruim. Aliás, bom mesmo seria que nem a ‘presidenta’, nem o papa aparecessem. A política porque diz sempre a mesma coisa com aquele discurso petista ensaiado e enfadonho, que já encheu o saco de todos (de petistas, inclusive). O religioso porque não é ele que fala, são os jornalistas que cobrem o Vaticano, e estes, a exemplo de Dilma, dizem sempre a mesma coisa. Quem também tem o mesmo discurso ensaiado é o Dunga e o Luxemburgo. Tem algo mais irritante do que ouvir entrevista dos dois? Mas aí a culpa não é só deles, mas também dos incompetentes que cobrem a Dupla Gre-Nal. Isso só acontece porque a imprensa é cagalhona e porque os treinadores da Dupla, atualmente, são muito meia-boca. Eles criam um ambiente desfavorável a perguntas polêmicas e se aproveitam da covardia da imprensa que, toda c..., acaba questionando o feijão com arroz. Quem é mais covarde neste contexto? Neste final de semana estava um pouco estressado (o que é bem normal) e decidi assistir novamente “Borat: O Segundo Melhor Repórter do Glorioso País Cazaquistão Viaja à América”. Atrasei esta edição. Não devia ter feito isso. Mas me ajudou nesta crônica e também em aliviar um pouco o estresse. Atrasei porque o filme tem 80 e poucos minutos, mas vi ele em três horas. É impossível não se estourar de rir com o mais famoso personagem do britânico Sacha Baron Cohen, genial em todos os sentidos. O ideal seria o Borat atuar no Jornalismo do Rio Grande do Sul. Aí eu queria ver. Fim de jogo do Internacional com vitória colorada. Ele ia chegar no Dunga e pedir: “Por que tu tá sempre de mau humor e brigando com o mundo se teu time segue ganhando? Por que depois de 345 anos de futebol tu ainda não aprendeste a falar português corretamente? Por que tua filha passou a escolher as roupas do Luxemburgo (sim porque aqueles ternos ridículos que ele usa... bota mau gosto)?”. Para o Luxa, além da segunda pergunta formulada para o Dunga, ele questionaria. “Por que o Marcelo Moreno, que foi artilheiro no ano passado, é reserva do William José (teu bruxo, que já é reserva) que não sabe dominar uma bola? Por que tu recusaste a contratação do Lugano e pediste a do Cris (outro bruxo)? Por que o Marco Antônio (bruxo mor) está no elenco, e quase sempre atuando, se até a Vaca do Tabajara, do extinto Casseta&Planeta, joga mais do que ele?”. Menos papas Franciscos, menos ‘presidentas’ Dilma e mais Borats. Assim que ele se adaptar à cultura ocidental e não defecar mais em um saco, contratarei o célebre jornalista para trabalhar na Redação do Jornal Informante. Aguardem. High five !!!

Compromisso com a cidade

Música

Sexta de pagode no Boteco P

ara entrar no final de semana com animação, a sexta será de pagode no Boteco do Chá. A banda Nova Virtude se apresenta a partir das 23h30min, tocando covers de bandas como Sorriso Maroto, Thiaguinho e Jeito Moleque. “Possuímos apenas três anos de trajetória e acumulamos mais de 300 shows pelo Estado. Procuramos um estilo próprio pegando outros estilos musicais e agregando ao pagode e swign”, explica o vocalista Éverton da Costa, o Ton. Além dele, a banda conta com Alex da Rosa no surdo, Cassio Carvalho no rebolo e Joner Raddi no pandeiro. O quarteto está em processo de gravação do primeiro CD, que terá participações de Wallace Vianna, Ricardinho, Bruno & Renan e o cantor Buchecha, que deve ficar pronto no segundo semestre.

Divulgação

Direto do Vaticano: papa Francisco espirrou e soltou um... Por favor, Borat no Jornalismo brasileiro

Inside

Quarteto do Nova Virtude garante o agito nesta sexta no Boteco do Chá

“Tocaremos também ‘Se Você Quiser Voltar’, que teve o clipe gravado em Buenos Aires e

‘Já Passei da Idade’. Os vídeos tem mais de 10 mil acessos o YouTube”, conta Ton.

Serviço

O que: show com Nova Virtude Quando: nesta sexta Onde: Boteco do Chá (Rômolo Noro, 555) Quanto: masculino R$ 25,00 ou R$ 50,00 com consumação e feminino R$ 15,00 ou R$ 30,00 com consumação

Cinemas GNC Caxias (Shopping Iguatemi, RST-453, quilômetro 3,5)

GNC 1: Vai que Dá Certo – às 14h45min, 17h10min, 19h20min e 21h10min GNC 2: Oblivion – às 14h, 16h30min, 19h e 21h30min GNC 3: Os Croods (dublado) – às 13h20min e 15h20min GNC 3: Invasão à Casa Branca – às 17h20min, 19h40min e 22h GNC 4: Os Croods (dublado e em 3d) – às 13h10min e 17h30min GNC 4: Jack: O Caçador de Gigantes (dublado e em 3d) – às 15h10min e 19h30min GNC 4: G.I.Joe: Retaliação (3d) – às 21h50min GNC 5: Alvo Duplo – às 13h30min e 17h45min (dublado) e às 19h50min e 21h40min (legendado) GNC 5: G.I.Joe: Retaliação (dublado e em 3d) – às 15h30min GNC 6: Mama – às 14h15min, 16h45min, 19h10min e 21h20min Ingressos: segunda a quinta (exceto feriados): R$ 15,00; Movie Club Preferencial: R$ 12,00; 3D: R$ 22,00; Movie Club Preferencial 3D: R$ 18,00. Sexta, sábado, domingo e feriados: R$ 18,00; Movie Club Preferencial: R$ 15,00; 3D: R$ 24,00; Movie Club Preferencial 3D: R$ 20,00. Meia-entrada todos os dias para Clube do Assinante RBS (para o titular do cartão e acompanhante mediante a apresentação da identidade), menores de 15 anos e maiores de 60 anos (mediante apresentação da identidade) e estudantes (mediante apresentação da Carteira de Identificação Estudantil).

Cinépolis San Pelegrino (Avenida Rio Branco, 425)

Cinépolis 1: Oblivion – às 13h e 18h30min (dublado e em 3d) e às 15h45min e 21h15min (legendado e em 3d) Cinépolis 2: Os Croods (dublado) – às 12h50min, 15h15min e 17h30min Cinépolis 2: Vai que Dá Certo – às 20h e 22h Cinépolis 3: Mama – às 14h30min, 19h40min e 22h10min Cinépolis 3: Invasão à Casa Branca – às 17h Cinépolis 4: A Busca – às 12h40min, 14h45min, 16h45min, 18h50min e 21h Cinépolis 5: Alvo Duplo – às 13h15min, 15h30min, 17h45min, 20h10min e 22h Cinépolis 6: Jack: O Caçador de Gigantes (dublado e em 3d) – às 13h45min e 19h Cinépolis 6: G.I.Joe: Retaliação (3d) – às 16h30min e 21h30min Ingressos: nas salas tradicionais, segunda, quarta e quinta (exceto feriado) R$ 12,00 (matinê, sessões até as 16h55min) e R$ 14,00 (noite). Terça (exceto feriado), R$ 7,00. Sexta, sábado, domingo e feriado, R$ 16,00. Nas salas 3D, terça (exceto feriado), R$ 11,00. Demais dias, R$ 22,00.

Centro Municipal de Cultura Dr. Henrique Ordovás Filho (Luiz Antunes, 312)

O Som ao Redor – sexta às 19h30min e sábado e domingo às 20h * Sessão extra e gratuita no sábado, às 16h, seguida de palestra com a historiadora Iliriana Rodrigues Ingressos: R$ 8,00 e R$ 4,00 (estudante e sênior)

Alterações na programação ou nos valores dos ingressos são de responsabilidade das salas


Compromisso com a cidade

Sexta-feira, 12 de abril de 2013 |

Inside

Variedades

Laura Cristina Nardi Callegari lauracnardi@yahoo.com.br

Lions organiza jantar Entidade promove evento para manter projetos assistenciais voltados à comunidade carente

E

m mais uma ação beneficente, o Lins Clube Farroupilha Centro promove, nesta sexta, Jantar de Casais, no Restaurante Parque dos Pinheiros. Com início às 20h, terá cardápio especial e a expectativa é de reunir 250 participantes. Os recursos obtidos serão destinados para projetos e trabalhos da entidade em auxílio à comunidade carente. Os ingressos estão sendo comercializados a R$ 60,00 e podem ser adquiridos com a presidente da entidade, Isabel Kurmann, pelos fones 26284883 ou 9968.8753. Haverá animação com som eletrônico. O jantar não vinha sendo realizado nos últimos anos, mas já foi tradicional na cidade e agora está sendo resgatado pela atual diretoria do Lions. Cerca de 200 ingressos já foram comercializados e não haverá venda no dia do evento. O cardápio abre com coquetel de boas-vindas onde serão servidos canapés, caldinho de feijão e polenta mole. De entrada haverá salada Aristocrata e vol-au-vent de palmito, após segue risoto de aspargos com açafrão, peixe no fubá, frango recheado com parma ao molho de tomate seco e rúcula, massa al pesto e, para finalizar, prato escalope ao molho madeira, canelone e purê de batata. A sobremesa será petit gateau com sorvete de creme e calda de frutas vermelhas e na madrugada, durante o baile, será servido brodo. “Quero dar continuidade às ações já realizadas, ampliar os serviços com um toque feminino e fazer a diferença, como a primeira mulher na direção deste Clube. Resgatar este evento é muito importante, vamos unir com laços de amizade toda a nossa comunidade que sabe tão bem cultivar o companheirismo e a solidariedade como um fim e não só como um meio. Assim poderemos ajudar os menos favorecidos”, destaca a presidente Isabel.

3

Im

ag

em

:R

ep

ro

du

çã

o

Jantar com baile já foi tradicional e volta a ser realizado arrecadando recursos para manter trabalhos sociais

Serviço

O que: Jantar Beneficente de Casais Quando: nesta sexta Onde: Parque dos Pinheiros Valor: R$ 60,00 (individual) Contato para adquirir ingressos: pelos fones 2628-4883 ou 9968.8753

Sinais de alerta no desenvolvimento infantil Dificuldades para brincar e interagir com outras crianças, choro excessivo, irritabilidade, agitação, falta de concentração, movimentos repetitivos, apatia (não fala, não olha, não responde ao ser chamado). Esses são alguns dos sinais que nos dão prova de que algo não vai bem com o desenvolvimento de uma criança e que podem ser observados desde bem cedo. Para compreender o que é esperado para cada idade, segue a exemplificação de alguns aprendizados nos três primeiros anos de vida abaixo. Com 1 ano começa a caminhar, a pronunciar algumas palavras e imitar sons; com 2 anos começa a correr com mais segurança, fala aproximadamente 50 palavras, constrói frases com 2 ou 3 palavras; e, por fim, ao completar 3 anos, consegue subir e descer escadas utilizando um pé em cada degrau, seu repertório de palavras pronunciadas aumenta significativamente, sendo que nesse momento já é possível elaborar frases mais completas. É bem importante sabermos sobre os sinais precoces de que algo não vai bem com o desenvolvimento de uma criança, para que possamos buscar ajuda, antes mesmo de precisar definir sobre o nome do que ela tem (se é uma deficiência, se é um transtorno do desenvolvimento, etc). Quanto antes a criança receber ajuda, menos haverá a necessidade de nomear essa dificuldade. O que quero dizer com isso? Que é possível trabalhar o mais cedo possível com aqueles bebês que apresentam algumas características diferentes, estranhas, que dão indícios de atraso no seu desenvolvimento, para que tenham condições de ir aprendendo e progredindo. Algumas aprendizagens precisam acontecer em seu devido tempo. E com a velha história de esperar a criança melhorar com o tempo, com o amadurecimento, se perde um tempo riquíssimo de importantes conquistas. Em algumas situações é preciso “correr contra o tempo” para conseguir resgatar o que ainda é possível. Uma criança com 2 anos e meio de idade, que ainda não fala e não responde ao ser chamada já está dando sinais de uma dificuldade e precisa receber ajuda profissional o quanto antes para que tenha tempo hábil para se recuperar, ou então para avançar com mais qualidade antes de ingressar no ensino fundamental, onde as exigências do ensino formal (relacionado à leitura e à escrita) são maiores. O atendimento em estimulação precoce (0 a 3 anos de idade) tem a função de contribuir para o desenvolvimento global do bebê ou da criança (trabalha-se com o movimento, a fala, o cognitivo de forma integrada). Sendo um atendimento que acontece na primeira infância, possibilita a superação ou a minimização das dificuldades. Já acompanhei muitas histórias tristes de crianças com 10, 11, 12 anos de idade que não conseguiram conquistar algumas aprendizagens importantes para a vida por não terem tido a chance de serem auxiliadas em tempos precoces de sua infância. A partir dessas vivências, se eu pudesse dar um conselho que vale ouro, seria esse: quando você sentir que algo não está bem (e no fundo a gente sempre sabe) não espere por milagres. Faça o que deve ser feito. Busque ajuda e conviva com a certeza de ter feito tudo o que estava ao seu alcance para possibilitar ao seu filho um futuro mais feliz. * Psicopedagoga


Valéria Vettorazzi social@jornalinformante.com.br

N

Fabiano Gasperin

Novidade

a próxima quarta, Farroupilha terá um novo ponto de encontro com um ótimo cardápio. A pizzaria Al Capone – Pizza di Máfia vem para diversificar e inovar em questão de rodízios de pizza. Aguardem!

É no Pagode

O Boteco do Chá promove a festa Vem Dançar na Pagodera, nesta sexta. A animação fica por conta do grupo Nova Virtude. Antes e após o show, o DJ residente Fran Azevedo comanda a pick-up. Os ingressos custam R$ 15,00 o feminino e R$ 25,00 o masculino ou em consumação R$ 30,00 para elas e R$ 50,00 para eles. Aproveite! Veja mais na página 2.

A turma do futebol da quinta contempla o aniversário do amigo Marcelo Rufatto (ao centro), em churrasco festivo realizado no salão de festas da Rufatto Eletrocenter

Em recente viagem a Cuba, Luiz e Mari Gringes, Ana M Itacir Dalsochio, Elisabete

Alesi Ditadi Adroir Photografia

Troitiño na Capital

“Corujas e Algumas Cafeinógenas” é a exposição do artista farroupilhense Rodrigo Troitiño que inicia neste final de semana, na La Cafeteria (Osvaldo Aranha, 1.098), em Porto Alegre. A abertura será no sábado, às 18h, e conta com o apoio da Casa Valduga e Curadoria Independente de Mona Carvalho. O café e a multiplicidade de simbolismos das corujas instigaram o artista para essa nova montagem que conta com o estilo pop-arte, com a peculiaridade da técnica com acrílico e o estêncil, utilizando como quadros as superfícies de caixas rasas de madeira. As obras podem ser apreciadas até quinta.

O fotógrafo Cristian Guzzo marcou presença no Havana Café, no sábado

Brechó

Na sexta e no sábado, as 9h às 18h, acontece o Brechó Chic, organizado por Juliana Maggioni Busetti, que conta com a parceria da Palladio’s Decor e da marca de casacos de lã Aparecida. O evento objetiva adquirir produtos por um valor mais acessível e ocorre na Avenida Paulo Broilo, número 665.

Gustavo Ferrari Vanni

Moda

Na próxima sexta ocorre o lançamento da coleção outono/inverno 2013 da loja Casual Mix e também a reinauguração no novo endereço. A partir desta data, o estabelecimento atenderá na Júlio de Castilhos, 1101, na Galeria Central. Todos estão convidados para conferir as novidades!

Divas

Nesta sexta acontece o 4º Encontro das Divas Glamourosas, no Espaço Vida Saudável, na sala 205, no prédio localizado ao lado da JVM Uniformes. Evento organizado por Marisete Dal Ri, proprietária da Fetiche Sex Shop; Fabrícia Haefliger, da Herbalife, e Josiele Tonin, fisioterapeuta e professora de Dança. O evento é um encontro para as mulheres trocarem ideias e conferirem novidades. Os ingressos antecipados custam R$ 20,00 e, na hora, ficam por R$ 30,00.

Sertanejo

A sexta vai ser de sertanejo, vindo direto de Barretos, na Bulls. A casa promove a festa “Invasão Barretos”, a partir das 23h. Quem anima a festa é a dupla Lucas&Felipe e os DJ’s Luciano Lancini e Lilo Lorandi. A festa ainda conta com a comitiva organizadora do famoso rodeio que movimenta a cidade do interior paulista.

Marcela Soares, Guilherme Manfroi e Mateus Francischini comemorando o aniversário de Manfroi, ocorrido no sábado, no República Beer

M Co pe Su r


Camille Luchese

Os amigos Rafael Tem Pahs e Francisco Varisco no Lollapalooza em São Paulo, no final do mês passado

As irmãs Josceléia e Gabriela Donati e Wagner Finimundi, sócios da loja Envimi, no coquetel de lançamento da coleção outono/inverno 2013, que aconteceu no sábado Nicolas Dalzochio

, os amigos Clarel Gaviraghi, Maria Coghetto Dalsochio e Mandelli e Ivete Dalsochio

Fotos: Arquivo Pessoal

Mônica Agazzi se graduou em omunicação Social - Publicidade ela Universidade de Caxias do ul na última sexta. No sábado, recepcionou seus convidados

Harachane Bassani esbanjou beleza e simpatia ao lado dos amigos Gustavo Borges e Elias Fraron, no show de Victor Hugo & Samuel, na sexta, no Boteco


6 | Sexta-feira, 12 de abril de 2013

Benami Spilki

Inside

xxxxxxx Artes

Arte ao ar livre

benami@sjassessoria.com.br

Endividamento (i)responsável

* Consultor de Empresas

Está garantida a participação de 12 artistas no Atelier Livre do Abril Cultural promovido pelo Sesc Farroupilha, que ocorre neste domingo, no Parque dos Pinheiros, das 15h às 18h

F

otografia, pintura, escultura e outras técnicas estarão sendo produzidas em local público neste domingo, em ação aberta a toda comunidade. É o Atelier Livre no Parque dos Pinheiros, que acontece a partir das 15h e integra a programação do Abril Cultural, que teve início na última semana e encerra no dia 28. A responsável pelo projeto é a curadora e produtora cultural Mona Carvalho e esta será a 4ª edição do evento, sendo que as anteriores ocorreram em Caxias do Sul, na Estação Férrea, na UCS e no Largo da Lagoa do Desvio Rizzo. O encontro ao ar livre tem o intuito de estimular a produção artística, aproximar o público, proporcionar o maior contato das artes com a comunidade e sua descentralização. É importante que os participantes tragam seu material, como folha de desenho, lápis, telas, tintas, argila, entre outros. Vale lembrar que a ação acontece ao ar livre, então é importante providenciar uma cadeira, almofada ou toalha para ficar melhor acomodado. “É uma ação baseada nos impressionistas, que saíram do atelier para produzir ao ar livre. É uma troca de informações entre os amantes, amadores, profissionais e curiosos da arte. O encontro rompe com o difícil acesso aos centros culturais e museus. É a arte próxima ao público de uma forma grandiosa e simples”, explica Mona, que trabalha na área desde 2007 e atua desde 2009 como curadora de artes visuais e produtora cultural. “No Atelier Livre não existem regras, não tem que saber desenhar, não tem que ser artista, tem que querer estar junto e produzir ou apenas estar ali, observando. O público mais próximo da arte cria interesse, instiga a conhecer, desperta também o compromisso e a responsabilidade do artista para com o seu público”, reforça a curadora. Desta ideia compartilha também a gerente do Sesc Farroupilha, Luciana Stello, que entende a ação como uma forma de mostrar que as artes plásticas estão ao alcance de todos e que não precisam, necessariamente, acontecer num espaço específico. “O objetivo é fazer com que as pessoas experimentem, façam sua arte e até construam em conjunto com outros artistas”, destaca. Paralelo ao Atelier Livre, a partir das 16h30min acontece apresentação da banda Long John Acústico, que é composta por Mathias Capellari, Rafa Dal Bello, Vinni Biazzus e Caio Busetti. A ação encerra às 18h e, em caso de mau tempo, o Atelier Livre será transferido para o Muinho (Marechal Floriano, 190).

Divulgação

Na semana passada, mais precisamente na quarta, dia 3 de abril, foi veiculada a notícia de que o governo do Estado do Rio Grande do Sul transferiu para o caixa único a importância de R$ 4,2 bilhões. Além disso, o governador Tarso Genro afirmou tratar-se de um “endividamento responsável”. Como argumento justificativo, alegou que os ex-governadores Antônio Brito e Yeda Crusius usaram do mesmo expediente, o que não é verdade. A verdade que o governador poderia assumir é a de que quebrou o Estado em menos de três anos de governo, assim como fez o ex-governador Olívio Dutra. Critico, ainda, que Tarso não citou o ex-governador Rigotto, assim como poderia ter citado Dom Pedro I. Parece que o atual governador não assumiu ainda, pois ele foi eleito para governar e, ao que parece, este não é o seu objetivo ou ainda está em campanha. Antes de seguir, quero me retratar com aqueles que ouviram de mim a afirmativa de que o ex-governador Olívio foi o pior do Estado nos últimos tempos. Não foi! Ele agora está, neste maldito ranking, em 2º lugar. Perdeu o posto nada honroso para o atual governador. Em relação à afirmativa, a qual não posso sequer adjetivar, do governador Tarso de que este endividamento, ou seja, transferência do saldo de depósitos judiciais para o caixa único, é responsável, quero protestar com toda a veemência possível. Não há nada responsável em endividar o Estado para gastar em custeio. Seria a mesma coisa que nos endividarmos para pagar as contas de mercado, luz, telefone, entre outras. Um endividamento só é responsável quando o valor for utilizado em infraestrutura necessária ou redução do custo fixo. Por exemplo, fazer um empréstimo a juros baixos para pagar o saldo negativo do cartão de crédito que tem juros altíssimos é endividamento responsável. Dizer agora que a transferência dos depósitos judiciais é um “endividamento responsável” é um deboche à inteligência do eleitor e, certamente não será esquecido. Piora ao insinuar que outros governadores fizeram a mesma coisa. Ao menos deveria indicar que circunstâncias os outros mandatários fizeram, se fizeram, o mesmo. Por fim, o fundamento da minha afirmativa de que o governador é o pior de todos os tempos está na promessa de campanha não cumprida. Lembro que o governador afirmou que o Rio Grande do Sul assumiria as praças de pedágio em março de 2013. Ora, as promessas não realizadas tinham por origem uma mentira ou uma incompetência. Para mim, foi a segunda alternativa. E para você?

Compromisso com a cidade

Evento é gratuito, aberto a artistas e público em geral

Artistas confirmados para o Atelier Artur Volpato, Jaqueline Pauletti, Rodrigo Troitiño, Rafael Dambros, Natalia Bianchi, Gelson Soares, Alexandre Dal Zotto, Daniela Antunes, Maicon Damasceno, Alexandre Porto, José Alberto Selbach Junior e Gustavo Covolan.

Serviço

O que: Atelier Livre Quando: domingo Onde: Parque dos Pinheiros, das 15h às 18h Participação especial: Long John Acústico, a partir das 16h30min Quanto: gratuito Realização: Sesc Farroupilha e Curadoria Independente Mona Carvalho Em caso de chuva, o Atelier Livre será transferido para o Muinho (Marechal Floriano, 190)

Sorteio de ingressos para o Abril Cultural O Jornal Informante, em parceria com o Sesc, sorteará ingressos para mais três eventos do Abril Cultural. Fique de olho na Fan Page do Tabloide e concorra a ingressos para o espetáculo da próxima sexta “Um Verdadeiro Cowboy”. Acompanhe ainda as próximas postagens no Facebook e concorra a entradas para dia 27 nos shows de Blue Grass e Lonely Hearts e outros cinco ingressos para o espetáculo Par ou Ímpar, com Kleiton & Kledir e o Grupo Tholl, que acontece dia 28.


Inside

Compromisso com a cidade

Sexta-feira, 12 de abril de 2013

Música

Dolores Maggioni

Para diferentes estilos

doloresmaggioni@terra.com.br

O

final de semana terá duas atrações para gostos diferenciados no República Beer. Na sexta, a banda General Barbosa tocará o melhor do rock a partir das 22h. No sábado é a vez da festa eletrônica Freedom, tocando o melhor da música eletrônica a partir das 23h. “A gente se conhece há um bom tempo. Sempre rolou aquela de fazer um som, tocar algumas músicas que a gente gosta. Quando o República apareceu com a data, no mesmo dia falei com ele e resolvemos ensaiar algumas vezes para ver no que dava. Ficou legal”, explica Mateus Brites, violão e voz. A banda é formada por ele e por Kiko Berwanger na bateria. Kiko já foi baterista da Wonkavision, banda de sucesso no Estado. Mateus também é vocalista da Velocetts.

Covers de bandas como Beatles, Oasis, Foo Fighters, Elvis, Creedence e Rolling Stones estarão no repertório. Tocar em outros lugares da região e tentar fazer um show acústico de 24 horas, só com as influências da música que possuem, são as pretensões futuras da General Barbosa. No sábado é a vez da música eletrônica com a 14ª edição da festa Freedom. São 10 DJs, cada um com um estilo diferente, para agradar a todos os gostos. “É uma festa voltada para o lado ‘não comercial’. Ela abrange vários gêneros da House Music e do Techno. O objetivo é fazer uma festa onde o pessoal possa dançar e se divertir, sem se preocupar”, explica o DJ Fer Oliveira, um dos responsáveis pela organização e que tocará

no República. Segundo ele, a festa foi criada há cerca de três anos por eles sentirem que havia uma carência desse tipo de evento na cidade. “Nossa expectativa é de casa cheia. O pessoal pode esperar muita boa música e diversão garantida. Haverá uma decoração especial para esta edição”, adianta o DJ.

Serviço O que: show com General Barbosa Quando: nesta sexta Onde: República Beer (República, 445) Quanto: R$ 10,00 O que: 14ª edição da Freedom Quando: neste sábado Onde: República Beer (República, 445) Quanto: masculino R$ 20,00 e feminino R$ 10,00

Horóscopo Áries - 21/03 a 20/04

Aprendizado de desapego e de perceber o que é valioso, descartando o supérfluo. Compartilhar os próprios sentimentos, valores, potenciais e recursos é essencial, nativo de Áries. Não basta apenas dar início impetuosamente a algo. É preciso prosseguir, persistir.

Touro - 21/04 a 20/05

A Lua em seu signo está oposta à Saturno. Maturidade e responsabilidade necessária nas relações. Cuidado com a posse, o ciúme, o apego, a acomodação e o materialismo. Não siga repetindo os padrões emocionais do passado. Aprenda com ele, mas não estacione nele.

Gêmeos - 21/05 a 20/06

Semana para refletir sobre a preciosidade de ensinamentos que a vida tem lhe colocado. Não se apegue emocional ou materialmente. Aprendizado de despojamento e de valores espirituais. Esta semana sente mais necessidade de introspecção, contemplação. O contato com a natureza é restaurador.

Câncer - 21/06 a 20/07

Percepção dos aprendizados vinculados ao amor e à amizade. Amadurecimento, canceriano. Uma semana importante para perceber com quem pode realizar importantes objetivos. Questões envolvendo empresas e grupos estão enfatizadas. Faça contatos. Realize.

Leão - 21/07 a 20/08

Harmonize a dedicação dada às questões profissionais e emocionais, nativo de Leão. Uma semana em que percebe o que exatamente valoriza e como é valorizado na carreira. Evite atitudes possessivas. Maturidade é saber lidar positivamente com as próprias emoções.

Vírgem - 21/08 a 20/09

Muito a compartilhar, mas há uma certa dificuldade em fazê-lo, talvez por medo, virginiano. Uma semana que favorece reflexões e estudos profundos, que tocam em questões emocionais. Evite o apego e a necessidade de que as coisas sejam conforme a sua vontade.

Líbra - 21/09 a 20/10

Questões afetivas e financeiras estão em pauta esta semana. Provas de desapego, libriano. Reestruturação material e de valores é uma tendência. Reflexão sobre o que é valioso. Como você está vivenciando a intimidade, a sexualidade, o compartilhar de sentimentos?

Escorpião - 21/10 a 20/11

Saturno segue em seu signo e esta semana está oposto à Lua. Ser maduro é o desafio. Não se apegue a velhas pautas de relacionamento nas relações. Cuide de si, responsabilize-se. Reestruturação e reconstrução da identidade pessoal, que tem reflexos nos relacionamentos.

Sagitário - 21/11 a 20/12

Uma semana em que deve cuidar da saúde, percebendo os hábitos e atitudes que devem ser modificados. Pode sentir necessidade de recolhimento, introspecção, momentos de solidão. Percepção da resistência às mudanças e como ela dificulta a sua evolução, sagitariano.

Capricórnio - 21/12 a 20/01

Situações importantes envolvendo a vida afetiva, as amizades e contato com empresas. Questionamento sobre o seu papel social e nos diferentes grupos que freqüenta. Deve agir com responsabilidade, utilizando a experiência adquirida ao longo dos anos, capricorniano.

Aquário - 21/01 a 20/02

Reestruturação de propósitos, ambições e carreira é um aspecto importante atualmente. Percepção de que não dá para permanecer numa zona de conforto, que signifique estagnação. Não se acomode no que já conquistou. Procure se aperfeiçoar, aquariano.

Peixes - 21/02 a 20/03

Semana que enfatiza contatos, estudos, conhecimentos que devem ser colocados em prática. Questões que envolvem parentes próximos estão enfatizadas. Não seja inflexível. Aprimoramento de conhecimentos é essencial. Questionamento da validade de antigos conceitos.

|7

Viver verão (parte 2) Por Paulo Wainberg Em todos os veraneios, acontece aquele dia perfeito: nenhum vento, mar tranquilo e transparente, o comentário geral é “foi um dia de Santa Catarina, de Maceió, de Salvador” e outras bichices. Esse dia perfeito quase sempre acontece no meio da semana, quando quase ninguém está lá, no litoral, para aproveitar. Mas fala-se dele pelo resto do veraneio, pelo resto do ano, até o próximo verão. Morram de inveja, esta é outra das coisas de gaúcho! Atenta a essas questões, nossa indústria da construção civil, conhecida mundialmente por suas soluções criativas e inéditas, inventou um sistema maravilhoso que nos permite veranear no litoral a uma distância não inferior a 500 metros da areia e, na maioria dos casos, jamais ver o mar: os famosos condomínios fechados. A coisa funciona assim: a construtora adquire uma imensa área de terra (areia), em geral a preço barato porque fica longe do mar, cerca tudo com um muro e, mal começa a primavera, gasta milhares de reais em anúncios na mídia, comunicando que, finalmente agora você tem ao seu dispor o melhor estilo de veranear na praia: longe dela. Oferece terrenos de ponta a ponta, quanto mais longe da praia, mais caro é o terreno. Você vai lá e compra um. Enquanto isso a construtora urbaniza o lugar: faz ruas, obras de saneamento, hidráulica, elétrica, salão de festas comunitário, piscina comunitária com águas térmicas, jardins e até lagos e lagoas artificiais onde coloca peixes para você pescar. Sem falar no ginásio de esportes, quadras de tênis, futebol, futebol 7, se o lago for grande, uma lancha e um professor para você esquiar na água e todos os demais confortos de um condomínio fechado de Porto Alegre, além de um sistema de segurança quase, repito, quase invulnerável. Feliz proprietário de um terreno, você agora tem que construir sua casa, obedecendo é claro ao plano-diretor do condomínio que abrange desde a altura do imóvel até o seu estilo. O que fazemos nós, gaúchos, diante dessa fabulosa novidade? Aderimos, é claro. Construímos as nossas casas que, de modo algum, podem ser inferiores as dos vizinhos, colocamos piscinas térmicas nos nossos terrenos para não precisar usar a comunitária, mobiliamos e equipamos a casa com o que tem de melhor, sobretudo na questão da tecnologia: internet, TV a cabo, plasma ou LCD, linhas telefônicas, enfim, veraneamos no litoral como se não tivéssemos saído da nossa casa na cidade. Nossos veraneios costumam começar aí pela metade de janeiro e terminar aí pela metade de fevereiro, depende de quando cai o Carnaval. Somos um povo trabalhador, não costumamos ficar parados nas nossas praias. Vamos para lá nas sextas à tarde e voltamos de lá nos domingos à noite. Quase todos na mesma hora, ida e volta. É assim que, na sexta, pelas quatro ou cinco da tarde, entramos no engarrafamento. Chegamos ao nosso condomínio lá pelas nove ou dez da noite. Usufruímos nosso novo estilo de veranear no sábado – manhã, tarde e noite – e no domingo, quando fechamos a casa. Adoramos o trabalhão que dá para abrir, arrumar e prover a casa na sexta à noite, e o mesmo trabalhão que dá no domingo à noite. E nem vou contar quando, ao chegarmos, a geladeira estragou, o sistema elétrico pifou ou a empregada contratada para o fim de semana não veio. Temos, aqui no Sul, uma expressão regional que vou revelar ao resto do mundo: Graças a Deus que terminou esta bosta de veraneio!


Sétima Arte

As Aventuras de Pi

Ficha Técnica Título original: Life of Pi Título traduzido: As Aventuras de Pi Direção: Ang Lee Roteiro: David Magee Gênero: Drama Duração: 129 minutos País: Estados Unidos Ano de produção: 2012 Estúdio: Fox 2000 Pictures e Rhythm and Hues Distribuição: Fox Filmes Nota: 8

O mar, o tigre e o céu Do versátil diretor Ang Lee, “As Aventuras de Pi” retrata a esperança de criarmos um sentido na vida em um universo violento e muitas vezes sem perspectivas carol@jornalinformante.com.br

U

ma visão alternativa do sagrado e de um mundo fantástico totalmente diferente do que se pode imaginar, onde a luta pela sobrevivência vai muito além da fé. É esse o clima encontrado em “As Aventuras de Pi”, vencedor do Globo de Ouro em Trilha Sonora e do Oscar por Direção, Fotografia, Efeitos Visuais e Trilha Sonora Original neste ano. Muito diferente de obras que tratam de religião de uma perspectiva demasiado conhecida, o filme traz uma experiência emocionante, vivida pelo indiano Pi Patel (Suraj Sharma), em uma aventura pelo amor à vida a bordo de um bote salva-vidas. O enredo envolvente traz como protagonista Pi, filho do dono de um zoológico localizado em Pondicherry, na Índia. Com problemas na administração dos negócios devido à falta de incentivo financeiro da prefeitura, a família do garoto opta por vender o empreendimento e se mudar para o Canadá. No País venderiam os animais do zoo e poderiam recomeçar suas vidas. No entanto, no caminho, uma terrível tempestade atinge o cargueiro onde viajavam e ele naufraga no Oceano Pacífico. Pi consegue sobreviver, mas sua família não. Depois do episódio, o garoto passa a viver com uma zebra, um orangotango, uma hiena e um tigre-de-bengala, chamado Richard Parker, no pequeno espaço de um bote salva-vidas. Entretanto, em pouco tempo, o cenário se resume a convivência

entre Pi e o tigre. O longa, baseado no livro escrito por Yann Martel, mostra a história narrada por Pi a um escritor em busca de uma boa aventura para contar. Uma jornada, resultado da mistura de religiões (hinduísmo, islamismo e cristianismo) que o protagonista busca vivenciar no decorrer de sua vida, um debate sobre o lugar do homem na natureza e diante de Deus. Em uma de suas primeiras sequências, Pi tenta alimentar o tigre preso em uma jaula do zoo, pois acreditava que o animal possuía alma e viria docilmente comer a carne em suas mãos. Contudo, quando o tigre se aproxima, seu pai o retira da frente da jaula enfurecido. Pi se irrita, dizendo que os animais têm alma e que pôde vê-la em seus olhos, mas o pai alerta. “Animais não pensam como nós. Quando se olha nos olhos dele você vê suas emoções refletindo de volta, nada mais!” A frase do pai segue como um norte para todo o filme, arrancando muitas reflexões do público a respeito do universo, que é nada mais do que um espelho que reflete nosso desejo de que tudo tenha um propósito para existir. O mar, o céu e o tigre são ao mesmo tempo a representação do encanto e da tristeza de Pi, na procura de um sentido para sua existência. Com uma fotografia de tirar o fôlego e uma excelente trilha sonora, o filme é uma ótima dica para aqueles que buscam uma reflexão sobre o universo e suas possibilidades, o mundo real e imaginário.

Divulgação

Carolina Dallegrave

Você sabia que...

...a história de Yann Martel, que deu origem “As Aventuras de Pi”, foi inspirada no livro “Max e os Felinos”, do escritor gaúcho Moacyr Scliar; ...o tigre que aparece na maior parte das cenas do filme nada mais é do que uma criação virtual, sendo criado por meio da tecnologia CGI. O tigre real só foi utilizado nas sequências em que aparece sozinho.

Globo de Ouro

Venceu Trilha Sonora Concorreu Filme Drama Diretor (Ang Lee) Trilha Sonora (Mychael Danna)

Íntimo e pessoal: longa é uma aventura em busca da essência do que existe em cada um de nós

Oscar

Venceu Diretor (Ang Lee) Fotografia Efeitos Visuais Trilha Sonora Original (Mychael Danna) Concorreu Filme Roteiro Adaptado (David Magee) Fotografia Canção Original (Pi’s Lullaby) Efeitos Visuais Edição de Som Mixagem de Som


YAMAHA YAMAHA TDM TWIN 900 2005 PRETA ...................24.500,00 YAMAHA XTZ 250 X LANDER 2008 PRETA ..............8.500,00 YAMAHA YBR 125 ED 2009 PRETA ..........................4.700,00 YAMAHA YBR 125E 2002 PRATA ..............................2.900,00 YAMAHA YBR 125E 2002 PRATA ..............................2.900,00

SUZUKI SUZUKI DL 650 VSTROM 2011 LARANJA ..............29.900,00 SUZUKI GS 500 E 2008 PRETA ..............................15.500,00 SUZUKI GSX R 1000 2009 BRANCA 4 .....................2.000,00 SUZUKI INTRUDER 250 2001 MARROM .................6.000,00

KAWASAKI KAWASAKI NINJA 250R 2010 VERMELHA .............13.500,00 KAWASAKI NINJA 250R 2009 VERMELHA ............13.500,00

HONDA HONDA BIZ 125 ES 2010 PRETA .............................5.500,00 HONDA CB 300R 2012 VERMELHA .......................11.800,00 HONDA CB 600F HORNET 2008 PRETA ................26.500,00 HONDA CBR 1000 RR 2007 PRETA .......................38.000,00 HONDA CBR 1000 RR 2008 VERMELHA ...............42.000,00 HONDA CBX 250 TWISTER 2008 AMARELA ............ 7.800,00 HONDA CG 125 TITAN ES 2001 VERMELHA ...........3.000,00 HONDA CG 150 ESD 2009 PRETA ...........................5.900,00 HONDA CG 150 KS 2009 PRATA ..............................5.000,00 HONDA CG 150 SPORT 2007 VERMELHA ...............5.500,00 HONDA NX 150 BROZ ESD 2005 VERMELHA .........5.000,00 HONDA XR 250 TORNADO 2006 PRETA ..................8.000,00

Astra hatch automatic completo preto Astra hatch completo + teto azul Blazer DLX compl. + GNV preta C3 GLX 1.4 completo preto Celta 1.0 VHC 4P branco Corsa Hatch 1.0 AQ/DES/LIM/VIDR/TRAV branco Corsa Hatch 1.0 Maxx VHS comp. -ar branco Corsa Pick Up 1.6 branca Doblo Adventure completa 6 lug. verde Ducato Maxx furgão 2.8 completa branca Ecosport XLT 2.0 preta completa + couro Ecosport XLT completa prata Escort SW completo prata F75 Ford aberta 4x4 amarela pronta para trilha Fiesta Hatch 1.0 completo -ar branco Fiesta Sedan 1.6 completo prata Fiorino Furgão branca Fit LXL mec. completo vermelho Focus GL 1.6 completo prata Focus Sedan completo preto Gol G3 power 1.6 4p prata Gol G4 1.0 4P c/direção hidráulica prata Gran Besta GS azul motor novo 16 lug. Honda Civic SI completo vermelho Ka class 1.0 completo - ar preto Ka GL 1.0 prata Ka Image 1.0 completo -ar preto Kadett GL completo -ar cinza Kangoo passageiro prata Palio 1.6 2p completo -ar Palio Weekend 1.5 Vermelha Parati 1.6 G4 completa -ar branca Ranger cabine dupla diesel completa 4x4 preta RAV 4 completa automática prata S10 cabine dupla 4x4 diesel comp. prata S10 cabine simples gasolina 2.4 prata Saveiro 1.6 bolinha branca Scenic expression completa automatic azul Stilo completo prata Space Fox 1.6 completa verde Vectra Elegance completo dourado Vectra GLS 2.2 completo branco Mini van towner 8 lugares 12 Corsa sedan 1.0 prata 00 Corsa HatCH wind 1.0 2p verde 99 Corsa 1.0 2p verde 99 Corsa 1.0 2p branCo 96 Monza sle CoMpleto azul 91 Mini van towner 5 passageiros azul 97 Ybr 125e preta 07

03 99 98 12 05 01 05 01 06 04 04 04 97 77 03 07 03 08 05 03 03 06 00 08 10 06 99 95 04 96 97 07 01 05 01 02 99 06 07 08 06 99

r$ 20.000 r$ 13.900 r$ 11.000 r$ 10.500 r$ 8.900 r$ 7.500 r$ 7.500 r$ 2.900


Estamos recrutando divulgadores (as) para divulgação externa em Farroupilha. Remuneração compatível + vale transporte. Interessados entregar currículo pessoalmente na Rua Cel. Pena de Moraes, 680, sala 2. Vendo locadora completa de DVDs, retirar do local, 2.200 DVDs, expositores, balcão, computador

e impressora. Aceito proposta de automóvel e/ou moto no negócio. Interessados entrar em contato pelo fone (54) 8402.0708.


Oportunidade para vendedor(a) na área da saúde. Interessados enviar currículo para o email oportunidadefarroupilha@gmail.com. Vendo Vectra CD, 1997, 2.0, completo. Valor R$ 18.000,00. Interessados entrar em contato pelo fone (54) 3268-4307. BORTOLINI MULTIMARCAS a melhor opção para troca de carro! Próximo ao viaduto da Barão. Vendo terreno de cooperativa. Interessados entrar em contato pelo fone (54) 9690.1136


JUMPER F35 MH 23S 2010 BRANCA .....................53.000,00 BLAZER ADVANTAGE 2006 PRATA ...........................33.000,00 ZAFIRA CD- 7 LUGARES 2004 BRANCA ..................30.000,00 PARATI 1.8 COMF. FLEX/GN 2006 BRANCA ...........23.500,00 BLAZER DLX 4.3 C/ GNV LEG. 1997 BRANCA ........20.500,00 PALIO FIRE FLEX 2009 CINZA .................................19.900,00 FIESTA 2004 PRATA ..................................................19.000,00 PALIO FIRE C/ D.HIDRAULICA 2003 CINZA ............16.800,00 VECTRA CD 2.2 1998 VERDE ..................................16.500,00 CORSA SEDAN GLS 1.6 1999 BRANCA ..................15.800,00 GOL 1.6 C/ D.H 4P 2000 CINZA .............................15.500,00 CORSA SEDAN 2000 CINZA .....................................14.500,00 SANTANA 2.0 2001 CINZA .......................................13.000,00 PALIO ED 1998 VERMELHA .....................................10.500,00 KADETT GSI MPFI 1995 VERMELHA .......................10.000,00 UNO MILLE SX 1997 PRETA ......................................9.000,00 CORSA WIND 1997 BRANCA .....................................9.000,00 CORSA WIND 1995 CINZA .........................................8.800,00 FIESTA 1.0 1998 PRATA .............................................8.700,00 KOMBI ENVIDRAÇADA 1996 BRANCA ...................... 7.800,00 MONZA SL/E 2.0-COMPLETO 1990 VERDE ............. 7.500,00 KADETT GL 1994 VERMELHA ................................... 7.000,00 VOYAGE 1986 CINZA .................................................. 7.000,00 VERONA LX 1.6 1990 CINZA .....................................6.000,00 UNO CS 1990 BEGE ...................................................5.800,00 CHEVETTE SL 1.6 S 1989 VERMELHA ......................5.000,00 HONDA CG 125 FAN 2008 PRETA ............................3.600,00


Civic LXS automatic cinza 2008 ........................R$ 42.900,00 HONDA CBR 450 SR 1991 AZUL .................................. 9.800,00

C4 PALLAS 2010 PRETO .......................................A CONSULTAR

HONDA CG 150 TITAN MIX EX 2010 LARANJA ............ 6.500,00

NOVA ECOSPORT FREESTYLE 0KM ....................A CONSULTAR

HONDA CBX 250 TWISTER 2005 VERMELHA ............. 5.800,00

ECOSPORT FREESTYLE 2011 PRATA .......................43.500,00

HONDA HONDA CG 150 TITAN ESD 2008 AZUL .......... 5.500,00 HONDA BIZ 125 ES 2007 PRETA .................................. 4.800,00

ONIX 1.0 BRANCO ................................................A CONSULTAR L200 SPORT HPE 2004 CINZA ...........................A CONSULTAR

Megane Grand Tour aut preto 2010 .................R$ 39.900,00 Focus Hatch 1.6 cinza 2012 .............................. R$ 41.900,00 Focus Hatch 1.6 prata 2012 .............................. R$ 41.900,00 Focus Hatch 1.6 preto 2011 ............................... R$ 41.000,00 Focus Sedan 2.0 prata 2011 ..............................R$ 44.000,00 Focus Sedan automático preto 2008 .................R$ 25.900,00 Focus Sedan 1.6 preto 2008 ..............................R$ 25.900,00

L200 TRITON AUTOMÁTICA PRETA 2012.............A CONSULTAR

Focus Sedan 1.6 prata 2007 ..............................R$ 24.900,00

HONDA CG 150 TITAN KS 2007 PRATA ........................ 4.700,00

CIVIC CINZA 2008 .....................................................42.800,00

Focus Hatch 1.6 preto 2005 ..............................R$ 23.000,00

YAMAHA YBR 125 2008 PRETA .................................... 4.300,00

TOYOTA SW4 4WD 2008 PRATA ...........................A CONSULTAR

YAMAHA YBR 125K 2008 PRETA ................................. 4.300,00 HONDA CG 125FAN 2007 VERMELHA ......................... 3.900,00

COROLLA XEI AUTOMATICO VERDE 2000 ................15.000.00 UNO MILLE FIRE 2006 VERMELHO .........................11.800,00 DOBLO ADVENTURE 2009 PRATA .......................A CONSULTAR

Focus Hatch azul 2001........................................R$ 19.400,00 Focus Hatch verde 2001 ....................................R$ 18.900,00 Corsa Pickup 1.6 preta 1999 ..............................R$ 14.500,00 Corsa Super 4p branco 1997..............................R$ 11.900,00 Celta 1.0 c/ rodas branco 2001 .........................R$ 14.500,00

PALIO EDX 4P 1999 VERDE ......................................13.000,00

HONDA CG 150TITAN KS 2004 AZUL ........................... 3.800,00

PALIO FIRE 2P 2001 BRANCO ..................................12.300,00

Gol 1.6 vermelho 4p c/ direção 1999................R$ 13.000,00

FIESTA SEDAN 2005 PRATA .......................................23.500,00

Gol 1000I branco 1995 ....................................... R$ 9.500,00

YAMAHA YBR 125 K 2008 PRETA ................................ 3.500,00 YAMAHA YBR 125K 2004 PRATA ................................. 3.500,00

FIESTA SEDAN COMPLETO 1.6 PRATA..................A CONSULTAR CHEROKEE LIMITED 5.8 4X4 1997 BORDO ............25.300,00 VECTRA CD 1997 CHUMBO ......................................15.800,00

HONDA CG 125 TITAN KS 2004 VERDE ........................ 3.300,00

ASTRA HATCH CD 2004 PRATA .................................25.500,00

HONDA CORSA WIND 2002 VERMELHA ..................... 3.200,00

CORSA 1.0 1995 PRETO .............................................8.500,00

YAMAHA YBR/125 E 2004 ROXA ................................ 3.200,00 HONDA CG TITAN KS 2002 AZUL ................................. 3.000,00

Gol 1.0 16v bordô 2001 ......................................R$ 13.500,00 Golf 1.6 c/ rodas 17 prata 2000 ........................R$ 22.900,00 Saveiro CLI verde 1997........................................R$ 11.900,00 Palio Weekend cinza 2000 .................................R$ 14.000,00 Scenic RXE completa aut. cinza 2002 ...............R$ 19.900,00 Uno Smart bordô 2001........................................R$ 11.500,00

GOLF FLASH 1.6 2006 PRETO .................................31.000,00

HONDA XL 250 1985 PRETA ........................................ 2.700,00

FOX 1.0 4P COMPLETO -AR PRATA 2009.............A CONSULTAR GOL G5 1.0 COMPLETO 2009 PRATA .......................26.000,00

Uno Smart branco 2001...................................... R$ 9.900,00 Mondeo SW verde 1998 .....................................R$ 11.000,00 Besta GS 12 lug. branca 2001 ...........................R$ 22.900,00 Ranger CD 4X4 Branca 2003 ............................R$ 40.000,00 Toyota Hilux SW4 branca 1998 ...........................R$ 39.000,00 Mercedes 608 diesel azul 1984 carroceria .......R$ 35.000,00 CG 150 KS vermelha 2008 ................................. R$ 4.200,00

PEUGEOT 206 4P 1.4 COMP. PRATA 2005..............20.800,00

Biz 100 ES azul 2003 .......................................... R$ 3.000,00

IX 35 AUTOMÁTICA PRATA 2011...........................A CONSULTAR

FORD ECOSPORT XLS 2008 PRATA ....................34.000,00 FIAT SIENA 1.4 2011 PRATA ....................................33.500,00 GM ASTRA SEDAN ADVANTAGE 2007 BRANCA . 28.000,00 MITSUBISHI PAJERO GLS V6 1999 BRANCA ......26.500,00 GM PRISMA JOY 2009 CINZA ..................................22.500,00 RENAULT SCENIC 1.6 2003 CINZA .......................21.500,00 FORD FOCUS 1.8 2001 MARRON .........................19.500,00 VOLKSWAGEN SAVEIRO 1.8 2001 PRATA ...........19.500,00 VOLKSWAGEN GOLF 2000 VERDE ......................18.500,00 GOL 1.0 8V COPA 2006 VERMELHA ......................17.500,00 FIAT UNO MILLE FIRE FLEX 2008 BRANCA .........16.800,00 GM VECTRA GLS 1997 BRANCA ..........................14.500,00 GM CORSA CLAS. 2003 BRANCA ...........................13.500,00 GM CORSA WIND 2002 BRANCA ......................... 13.500,00 FORD KA GL 2003 BRANCA ................................. 12.500,00 FIAT FIORINO LX PICKUP 1995 CINZA.................. 9.500,00

CBX 250 twister preta 2005 .............................. R$ 6.000,00

GOL 1.0 16V 4P 1998 BRANCO ...............................12.300,00

SANDERO PRIVILEGE 1.6 PRATA 2009.....................25.800,00

TOYOTA TOYOTA SW4 D 1997 PRETA .................37.000,00

Santana MI 4p bordô 1997 .................................R$ 12.500,00

Clio Hatch 1.6 completo prata 2001 .................R$ 13.900,00

GOLF SPORTLINE 2008 PRETO ...........................A CONSULTAR

HONDA CG 125 TITAN 1998 AZUL ............................... 2.300,00

Gol 1.0 Sport vermelho 2002 .............................R$ 14.500,00

CELTA LIFE 2P 2009 PRETO .....................................18.300,00

HONDA XLX 250 1987 VERMELHA .............................. 2.800,00

YAMAHA YBR 125 2001 VERMELHA ........................... 2.500,00

Gol G4 1.6 vermelho 2007 .................................R$ 21.900,00

CORSA SEDAN 1.0 LIFE 2006 ..................................16.800,00

PAJERO TR4 4X4 GASOLINA 2007 PRATA ................39.800,00

FORD FOCUS SEDAN 2.0 2009 PRATA ...............39.000,00

Focus Sedan Guia prata 2001 ............................R$ 19.500,00

HONDA CG 125 FAN 2008 PRETA ................................ 3.800,00

HONDA HONDA XLX 250 1989 BRANCA ...................... 3.500,00

TOYOTA HILUX SW4 D 2001 PRETA ......................48.000,00

Neo 115 completa azul 2008 ............................. R$ 4.500,00

VOLKSWAGEN GOL 1000 1994 BRANCA.............. 8.800,00 FORD MONDEO GUIA V 6 1999 AZUL .................. consultar SAVEIRO 1.6 CS 2011 VERMELHA ........................ consultar


OPORTUNIDADE ÚNICA! Vendo fiesta, ano 2004, cor prata, super inteiro. Valor R$ 19.500,00. Interessados entrar em contato pelo fone (54) 9911.6635.

FORD KA 1.0 FLEX 2009 PRETA R$ 19.900,00

FORD FIESTA TRAIL 1.6 FLEX 2008 PRETA R$ 23.500,00

PARATI 2.0 CROSSOVER 2005 PRATA R$ 24.000,00

MEGANE GRAND TOUR DYNAM 1.6 HI 2012 PRATA R$ 40.900,00

MITSUBISHI L200 SPORT 4X4 HPE 2006 PRETA ......................................55.000,00 VOLKSWAGEN GOLF 2.0 SPORTLINE TIPTRONIC 2011 PRETA ................46.900,00 FORD FOCUS HATCH GHIA 2.0 TIPTRONIC 2010 AZUL .............................45.000,00 HONDA CIVIC LXS FLEX 2008 PRATA .........................................................45.000,00 RENAULT MEGANE GRAND TOUR DYNAM 1.6 HI 2012 PRATA ................40.900,00 VOLKSWAGEN CROSSFOX GII 1.6 2011 PRATA ........................................39.000,00 YAMAHA YZF R1 2007 PRETA .....................................................................38.000,00 FORD ECOSPORT XLT 1.6 FLEX FREESTYL 2008 PRATA ..........................36.000,00 MITSUBISHI PAJERO TR4 2.0 FLEX 4X4 2008 CINZA ...............................35.000,00 GM BLAZER DLX 4X4 2000 PRATA .............................................................33.900,00 GM TRACKER 2.0 4X4 2009 PRETA ...........................................................32.900,00 GM TRACKER 2.0 4X4 2003 CINZA ............................................................32.000,00 AUDI A3 1.8 T 150CV LEGALIZADO 2005 PRETA ......................................29.000,00 TOYOTA FIELDER 1.8 VVT AUTOMATIC 2005 PRATA .................................29.000,00 FORD FIESTA HATCH CLASS 1.6 FLEX 2011 PRETA ..................................28.000,00 FORD FOCUS SEDAN GLX 1.6 FLEX 2009 PRATA ......................................28.000,00 CHERY CIELO HATCH 1.6 2011 PRATA ......................................................27.900,00 CITROEN C3 EXCLUSIVE 1.4 FLEX 2010 PRETA ........................................27.500,00 FORD RANGER 11D 4X4 2000 AZUL .........................................................27.000,00 JAC MOTORS J3 1.4 VVT 2012 PRETA ........................................................27.000,00 GM ASTRA HB ADVANTAGE 2.0 4P 2007 AZUL .........................................26.900,00 FORD FOCUS HATCH 1.6 FLEX 2009 PRATA ..............................................26.000,00 FORD FOCUS SEDAN 1.6 2007 PRATA .......................................................26.000,00 GM OMEGA CD G I I I V6 AUTOMATIC 2001 CINZA ....................................25.900,00 RENAULT SANDERO EXP 1.6 2010 PRETA ................................................25.500,00 PEUGEOT 307 PASSION 1.6 2002 PRETA .................................................25.000,00 GM ASTRA HB 2.0 ADVANTAGE FLEX 2007 PRATA ...................................24.500,00 FORD FOCUS HATCH GLX 1.6 2004 PRETA ...............................................24.000,00 VOLKSWAGEN PARATI 2.0 CROSSOVER 2005 PRATA ..............................24.000,00 FORD FIESTA TRAIL 1.6 FLEX 2008 PRETA ................................................23.500,00 GM ZAFIRA CD 2.0 AUTOMATIC 2002 PRATA ............................................22.500,00 VOLKSWAGEN POLO HATCH 1.0 16V 2003 PRETA ...................................20.000,00 HONDA CBX 750 F INDY 1995 PRETA FOSCO ...........................................17.500,00 FIAT UNO MILLE ECONOMY 2009 BRANCA ................................................16.900,00 VOLKSWAGEN GOL GIII TURBO C/AIR BAG 2000 BRA PEROLA ...............16.000,00 GM CORSA SEDAN 1.0 SUPER 1999 BRANCA ..........................................11.900,00 VOLKSWAGEN SANTANA GLSI 2000 1995 PRATA ....................................11.500,00 VOLKSWAGEN FUSCA 1300 1978 MARROM ............................................consultar

Imperdível. Zafira CD, 7 lugares, ano 2004, cor branca. Valor R$ 30.000,00. Interessados entrar em contato pelo fone (54) 9911.6635. Vendo Fiorino Working aberta 1.5, ano 1997, revisado, IPVA pago, placa IGE 0372. Ótimo estado. Interessados entrar em contato com o proprietário pelo fone (54) 3268-1773. Vendo moto Biz, ano 1999, cor azul. Interessados entrar em contato pelo fone (54) 3282-3020 ou (55) 9134.0914

CENTER LUZ SELECIONA! Vendedores com experiência em vendas. Favor comparecer na loja com curriculum, Rua Thomaz Edison, 368 - centro.


Super Inteira. Parati 1.8, Comfortline, ano 2006, cor branca. Valor R$ 24.000,00. Interessados entrar em contato pelo fone (54) 9911.6635. Estado de novo! Fiat Palio Fire, flex, ano 2009, cor cinza. Valor R$ 21.000,00. Interessados entrar em contato pelo fone (54) 9911.6635. Vendo ou troco por menor valor. Gol, ano 1999, 16v, 4 portas, motor novo, cor verde, direção hidráulica, trava vidros elétricos, interface, em ótimo estado. Interessados entrar em contato pelo fone (54) 8406.2850 ou 9912.9050 com João. Vende-se uma sala de jantar, estilo colonial, com 6 cadeiras. Mesa elástica medindo 1.60m x 0.90cm de largura (mesa aberta total: 2m de comprimento). Interessados entrar em contato pelo fone (54) 3261-1814 ou (54) 8413.9990


Compro terreno de cooperativa, mesmo que esteja em atraso. Pagamento à vista. Interessados entrar em contato pelo fone (54) 9925.2068 ou 8419.5688. Vendo casa na praia! Em Torres com 2 dormitórios grandes, cozinha, banheiro, garagem para 3 carros, pátio cercado. Localizado no bairro São Jorge. Valor R$ 80.000,00. Interessados entrar em contato pelo fone (54) 9684.6995. ALUGO APARTAMENTO! Com sala, cozinha, 2 dormitórios, 1 banheiro , área de serviço, tanque, bem arejado, ensolarado. Possui salão de festas, uma vaga de garagem, portaria 24h, playground, quiosque. Aluguel: R$ 500,00 e condomínio em torno de R$ 50,00. Interessados entrar em contato pelo fone (54) 9935.8173.


Quer vender, alugar, trocar e fazer um bom negócio? Anuncie nos classificados do Jornal Informante, a melhor alternativa para você sempre fazer um bom negócio. Ligue (54) 3401-3200 e anuncie no melhor semanário do Rio Grande do Sul. Vendo terreno de cooperativa. Interessados entrar em contato pelo fone (54) 9690.1136. Alugan-se quartos para ambos os sexos. Interessados entrar em contato pelo fone (54) 9941.7558. Vendo terreno no bairro Imigrante na Rua Plínio Bartelle. Bem localizado, com metragem 14x75m de frente por 26m de comprimento. Ótimo preço. Valor R$ 130.00,00. Interessados entrar em contato pelo fone (54) 9997.1923.



edicao 271