a product message image
{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade

Page 1

FARROUPILHA

|

ANO XII

|

EDIÇÃO 626

|

21 DE FEVEREIRO DE 2020

|

R$ 3,00

Mal assessorado juridicamente e com base esfacelada na Câmara de Vereadores, prefeito Claiton Gonçalves vê processo de impeachment ser instaurado e, embora seja improvável a deposição, desgaste marca reta final de seu segundo mandato e certamente terá reflexos no ano eleitoral Matéria Especial, páginas 2, 4 e 5 e Editorial ESPORTE

SETOR PRIMÁRIO

A rota das gurias rubro-verdes A força que brota do interior

ESPORTE

Alê Menezes retorna ao Brasil

CBF divulga tabela do Brasileirão Série Talentos locais que não ficam restritos à Técnico do acesso à Segundona comanda A2 e Brasil estreia fora, contra a Chape produção e chegam à área da pesquisa rubro-verde no lugar de Rodrigo Bandeira Página 14 Caderno Especial e Editorial Página 15

Mainara Torcheto

Um governo contra a parede


2

FARROUPILHA, 21 DE FEVEREIRO DE 2020

PELA ADMISSIBILIDADE

Legislativo aceita a denúncia e instaura processo de impeachment contra Claiton Por 9 votos a 5, vereadores acataram pedido de impedimento feito pelo empresário Glacir Gomes na noite de segunda

A

aquisição de quatro terrenos para a Secretaria da Saúde, no valor de R$ 890 mil, por parte do Executivo, foi a base da denúncia do pedido de impeachment do prefeito Claiton Gonçalves feito por Glacir Gomes. O empresário destaca que a suplementação de verba para a compra dos terrenos não passou pelo Legislativo, onde apenas havia sido solicitada a abertura de um crédito especial de R$ 10 mil e que havia necessidade da questão passar pela Câmara de Vereadores, em consonância com o que determina o artigo 97 da Lei Orgânica Municipal. A análise do caso aconteceu na sessão de segunda à noite. Antes mesmo dela ter início, Claiton se manifestou no sentido de que voltaria atrás e iria proceder ao distrato do contrato, ou seja, o cancelamento da compra dos imóveis, bem como da plataforma de saúde, no valor de R$ 3,3 milhões e com custo mensal de R$ 196 mil, fato que rendeu uma grande polêmica no último mês, inclusive com mobilização de entidades de classe que solicitaram que a questão fosse mais debatida com a comunidade. O prefeito ainda exonerou o servidor Gelson Priotto do cargo de procurador-geral do município.

Como votaram os vereadores Pela admissibilidade Arielson Arsego (MDB) Eleonora Broilo (MDB) Jonas Tomazini (MDB) Jorge Cenci (MDB) José Mário Bellaver (MDB) Josué Paese Filho (Progressistas) Sandro Trevisan (PSB) Sedinei Catafesta (PSD) Tadeu Salib dos Santos (Progressistas) Contra a admissibilidade Deivid Argenta (PDT) Fabiano André Piccoli (PT) Maria da Glória Menegotto (Rede) Odair Sobierai (PSB) Thiago Brunet (PDT) A manifestação do chefe do Executivo, contudo, foi insuficiente para impedir que os vereadores suspendessem o trâmite regular do pedido de impedimento. Durante três horas a discussão a favor

e contra o prefeito foi acalorada, fato que obrigou o vereador presidente Fernando Silvestrin a prorrogar a sessão legislativa para além das quatro horas regimentais para a leitura da denúncia, que foi feita pelo secretário, vereador Arielson Arsego (MDB), e pelo vereador Jonas Tomazini (MDB). Após mais de uma hora, passava das 23h quando o pedido foi colocado em votação. Por nove votos contra cinco, os vereadores optaram pela admissibilidade da denúncia contra o prefeito, abrindo o processo. Encerrada a votação, como determina o regimento interno, foi feito o sorteio de três vereadores para instalação da comissão processante que analisará o pedido de análise do impeachment contra Claiton. O sorteio realizado definiu os vereadores Fabiano André Piccoli (PT), Josué Paese Filho, o Kiko (Progressistas), e Jorge Cenci (MDB) como os escolhidos para compor a comissão. O presidente Silvestrin suspendeu a sessão por 5 minutos para que fossem definidos os cargos de relator e presidente. Após a deliberação, foi escolhido para presidir a comissão o vereador Piccoli, ficando na relatoria o vereador Cenci. A primeira reunião do trio aconteceu na terça à tarde, no Legislativo (veja mais na página 5).


4

FARROUPILHA, 21 DE FEVEREIRO DE 2020

RESPOSTA À COMUNIDADE

Prefeito recua, mas garante não ter havido irregularidade Em coletiva no Salão Nobre, Claiton Gonçalves explicou decisão e comentou abertura do processo de impedimento no Legislativo

S

e a coletiva de imprensa marcada para o final da manhã de terça, no Salão Nobre da Prefeitura, já estava cercada de grande expectativa para o anúncio do recuo de Claiton Gonçalves, tanto no que diz respeito à compra dos terrenos para a Secretaria da Saúde quanto à aquisição da plataforma de saúde, ela ganhou um componente adicional com a admissibilidade da denúncia que levou à instauração do processo de impeachment contra o prefeito, fato ocorrido na noite anterior, na Casa Legislativa Lidovino Fanton. Além dos veículos de comunicação, apoiadores lotaram o espaço em que todas as atenções estavam voltadas a Claiton. Ele abriu a manifestação esclarecendo o motivo real da convocação, que era o rompimento dos contratos, mas ao longo de mais de uma hora foi muito questionado pelo impedimento. O prefeito não respondeu diretamente a muitas questões, em certos momentos tergiversou, em outros fez uma mea-culpa, mas foi enfático em dizer que não houve qualquer irregularidade nos dois processos, além de enaltecer as conquistas de seus mandatos. “Estamos dando um passo atrás na compra dos

Turbilhão Claiton teve semana agitada, como devem ser as próximas

terrenos e na chamada pública da plataforma da saúde. Ouvimos o clamor da comunidade e das 14 entidades que encaminharam o assunto. É importante destacar que nos dois casos foram respeitados todos os trâmites legais, não houve qualquer tipo de ilicitude e agora, administrativamente, vamos proceder à quebra do contrato, avaliar essas questões e buscar fazer essa ruptura, se possível, de maneira amigável”, comentou o prefeito, sem

esclarecer eventuais multas, apesar da insistência nos pedidos dos presentes. Claiton disse ainda que respeita a decisão dos legisladores. “Os vereadores têm seu caminho, sua vontade. Não trouxe ninguém a cabresto. Não sou político. Sempre respeitei o Legislativo, sua autonomia. Tenho uma relação saudável com todos os vereadores”, assegurou. O prefeito comentou que não tem uma estratégia traçada e deu a entender que deixaria o processo de impedimento correr normalmente no início da coletiva, porém, ao final, falou que estaria prevaricando caso não fizesse uso das ferramentas legais e que seria uma falta de respeito com quem confiou a ele o voto na urna. “Talvez tenha pecado na falta de diálogo, talvez devesse ter ouvido mais a comunidade”, admitiu. Por fim, Claiton acredita que ficará uma marca na sua gestão. “Evidente que fica uma mancha porque dá uma ideia de expropriação de bem público, embora não seja nada disso que tenha ocorrido. É que num processo desses se joga tudo no mesmo balaio, mas não é a mesma coisa. Não houve irregularidade. Somos um governo transparente, não pactuamos com descaminhos”, finalizou o prefeito.


5

FARROUPILHA, 21 DE FEVEREIRO DE 2020

COMEÇO DA TRAMITAÇÃO

Comissão Processante iniciou os trabalhos na terça, no Legislativo Fabiano André Piccoli (presidente), Jorge Cenci (relator) e Josué Paese Filho estiveram reunidos na Câmara de Vereadores para apresentar o relatório, que pode recomendar o arquivamento da denúncia, submetendo-a ao plenário, ou prosseguimento, momento em que o presidente dará início à instrução, onde determinará atos, diligências e inquirição de testemunhas. O impeachment se confirma somente com 2/3 dos votos dos vereadores. Piccoli informou que na quinta à tarde a Comissão foi à prefeitura e não encontrou Claiton, momento em que foi informada que ele não estaria no município nesta sexta. Com o recesso de Carnaval, a notificação será feita somente na quarta à tarde ou publicada em edital. “Temos 90 dias para trabalhar, mas fizemos um acordo para darmos a

Ramon Cardoso

O

processo de impeachment contra Claiton Gonçalves teve início na tarde de terça, na sala de reuniões do Legislativo, momento em que a Comissão Processante, formada pelos vereadores Fabiano Piccoli (presidente), Jorge Cenci (relator) e Josué Paese Filho, o Kiko, definiu o rito de tramitação, que será de acordo com o Decreto 201, que dispõe sobre a responsabilidade de prefeitos e vereadores. Segundo esclareceu Piccoli, o prefeito será notificado e, após, será aberto o prazo de 10 dias para que o chefe do Executivo faça a defesa prévia. Encerrado o prazo, Cenci terá cinco dias

Primeira reunião Kiko (Progressistas), Piccoli (PT) e Cenci (MDB) integram a Comissão Processante

maior celeridade possível ao processo”, ressaltou Piccoli. No site do Legislativo, o www.camarafarroupilha.rs.gov.br, é

possível acompanhar o andamento do caso. Basta acessar a aba Comissões e clicar em Comissão Processante.


6

FARROUPILHA, 21 DE FEVEREIRO DE 2020

Carnaval é dia de folia ou de trabalho? Jânia Aparecida P. dos Reis *

O

Carnaval normalmente é esperado ansiosamente por todos os trabalhadores, tanto pelos que querem se divertir e cair na folia, quanto pelos que querem descansar, porque, tradicionalmente, em vários locais, nos dias de Carnaval não há expediente em empresas, repartições públicas e bancos. E essa tradição, aliada ainda ao fato da maioria dos calendários trazerem a data da terça de Carnaval em vermelho, induz as pessoas a acreditarem que o Carnaval é feriado nacional. No entanto, a Lei n.º 9.093 de 1995, que dispõe sobre os feriados, diz que são considerados feriados os dias declarados como tal em lei federal, a data magna do Estado fixada em lei estadual, que no caso de São Paulo, por exemplo é no dia 9 de julho, bem como os feriados municipais, previstos em lei municipal, que envolvem normalmente os feriados religiosos de guarda de acordo com a tradição local, que não podem ser superior a quatro dias, já considerando a Sexta-Feira da Paixão. Assim, são considerados feriados Nacional o dia 1º de janeiro (Confraternização Universal – Ano Novo), a Sexta-Feira da Paixão, 21 de abril (Tiradentes), 1º de maio (Dia do Trabalho), 7 de setembro (Independência do Brasil), 12 de outubro (Nossa Senhora Aparecida), 2 de novembro (Finados), 15 de novembro (Proclamação da República) e 25 de dezembro (Natal). Além desses feriados, os Estados e municípios, obedecendo a tradição local, podem estabelecer como feriado no município o dia de Corpus Christi, do Aniversário da Cidade, do Padroeiro da Cidade, Carnaval ou outra data determinada pelo município. Dessa forma, se o Estado ou município não estabeleceu o Carnaval

como feriado, este é um dia normal de trabalho e o não comparecimento do empregado poderá ocasionar, dentre outros, desconto do salário, ausência de benefícios que são condicionados à assiduidade, bem como a aplicação de sanções disciplinares como advertências, suspensões ou até mesmo, em casos específicos, a demissão. Como o Carnaval é uma festa de rua que atinge a grande massa e a maioria das cidades ficam intransitáveis, é possível que mesmo nos locais em que o Carnaval não foi decretado como feriado os trabalhadores possam usufruir desta folga sem prejuízos na sua remuneração, desde que previsto em norma coletiva, em acordo individual de bancos de hora ou mesmo por mera liberalidade do empregador. Nos locais onde o Carnaval é considerado feriado, os empregados que trabalharem nesses dias deverão receber horas extras, exceto se houver folga compensatória em outro dia da semana conforme previsão em norma coletiva ou acordo particular entre as partes. Os empregadores que concedem a folga por mera liberalidade a seus empregados, mesmo sem lei, estabelecendo-o como feriado sem a previsão em norma coletiva, devem se atentar para o fato de que a concessão de folga no Carnaval e na sua véspera, ainda que por mera liberalidade, de forma de automática, por um longo período, pode levar à alteração tácita do contrato de trabalho, ou seja, o direito à folga no Carnaval passa a ser incorporado, em definitivo, ao contrato de trabalho. Assim, apesar do Carnaval não ser feriado propriamente dito, é possível tratarmos como se fosse, de acordo com os interesses da empresa e do empregado. * Pós-graduada em Direito do Trabalho pela Escola Superior de Advocacia (ESA) e especialista em relações do trabalho do Cunha Ferraz Advogados


8

FARROUPILHA, 21 DE FEVEREIRO DE 2020

Uma ação pela humanidade Rosa Lia Barbieri

A Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) tem, entre seus pesquisadores mais conceituados, a farroupilhense Rosa Lia Barbieri. Bióloga formada pela UCS, com mestrado e doutorado em Genética pela UFRGS, é ela quem representará, não somente o Brasil, mas as Américas, no Comitê Consultivo que valida o Banco Mundial de Sementes pelos próximos dois anos (veja matéria no Caderno Especial do Setor Primário). Nesta sexta, Lia viaja à Noruega onde participará de uma cerimônia, com a presença da premier norueguesa Erna Solberg, de depósito de sementes de 30 instituições de pesquisa mundo afora, que enviaram material para o local, que é uma espécie de bunker destinado a preservar a diversidade das espécies de plantas com importância para a alimentação e agricultura no mundo, e que fica localizado em Longyearbyen, a cidade mais ao norte do planeta em que é possível chegar de avião, no arquipélago de Svalbard. O trabalho é grandioso e, mais do que isso, fra-

terno e generoso. Com essa reserva de preservação, é possível garantir a segurança alimentar no futuro em locais que sofrem com desastres ambientais, climáticos, ecológicos e humanitários. Atuando

na Embrapa em Brasília há um ano, Lia ocupa o cargo de supervisora da rede de bancos de germoplasma de plantas, na divisão de Recursos Genéticos e Biotecnologia. O Brasil, com sua poderosa e vasta produção agrícola, já havia enviado uma primeira remessa em 2012 e, no mês passado, destinou mais 3,5 mil sementes ao Banco. O evento que acontece na próxima terça, na nevada montanha norueguesa, confere visibilidade ao País, à Embrapa e, claro, à farroupilhense Lia. Uma mobilização que integra 200 Países, centenas de pesquisadores ao redor do mundo e que merece não somente o destaque, mas o reconhecimento da comunidade internacional. Sequer é possível dimensionar a importância do trabalho desenvolvido no setor. Ainda que o desejo seja de jamais ter que fazer uso dessa reserva, que seria acionada por conta de alguma catástrofe, essa segurança mostra que há uma parcela significativa de indivíduos que empregam seu conhecimento, dedicação, esforço e trabalho em prol da humanidade.

Politicamente, o pedido de impeachment do prefeito, que está em curso a partir da denúncia aceita pelo Legislativo, é um dano que vai muito além da figura do gestor. Sem entrar no mérito se houve dolo ou má-fé, situação que vai ser apurada de maneira devida na Comissão, o simples fato da instauração do processo já causa um estrago à imagem da política farroupilhense (veja mais na Matéria Especial). Não precisamos ir muito longe. A vizinha Caxias do Sul virou o ano com um trâmite que depôs seu gestor. Claiton Gonçalves sabe e inclusive disse na entrevista coletiva desta semana que o processo mancha de certa forma sua gestão, que tem pontos

que podiam ser melhor trabalhados, mas também conta com conquistas expressivas em diversas áreas. A visibilidade maior é justamente por estarmos no final de seu período à frente do Poder Executivo. O que é nitidamente visível é o isolamento de Claiton, especialmente neste seu segundo mandato. Se por culpa dele ou não, isso é passível de averiguação e discussão, mas é evidente que o gestor parece fatigado e ocupar tal cargo, não resta a menor dúvida, está longe de ser uma tarefa glamourosa e que carrega muita responsabilidade, haja vista a situação desencadeada nesta semana, quando uma equivocada interpretação jurídica provocou

uma hecatombe na administração. É claro que muitos irão se aproveitar do fato e isso é perfeitamente normal, até mesmo por estarmos às vésperas de um pleito, mas o prejuízo é de toda comunidade. Não sabemos o que vai acontecer nos próximos dias e semanas. Parece improvável uma deposição, até mesmo pelo recuo do prefeito, mas o que é necessário e urgente é reduzirmos, simplificarmos e, sobretudo, unificarmos a legislação que rege a administração pública, sob pena de, no futuro, não termos mais pessoas capacitadas com interesse em concorrer. É tudo o que a esmagadora maioria dos políticos de carreira deseja.

Redação: redacao@jornalinformante.com.br

Assinaturas: assinaturas@jornalinformante.com.br

Made in Brazil Variedades tradicionais de pimenta nacional que foram enviadas para o Banco Mundial de Sementes de Svalbard

Sequência de ações equivocadas

Índice

Editorial

Matéria Especial .................................... Páginas 2, 4 e 5 Editorial ...................................................Página 8 Opinião ......................................................Página 9 Cidade ........................................................ Página 10 Política ..................................................... Página 12 Esporte ..................................................... Páginas 14 e 15

Inside

Especial..................................................... Capa, 8 e 9 Cinemas ..................................................... Página 2 Carnaval ................................................... Páginas 3 e 5 Crônicas da Redação ............................. Página 4 Agenda....................................................... Página 4 Social ........................................................ Páginas 6 e 7 Fabrício Oliboni ..................................... Página 8 Paulo Roque Gasparetto ..................... Página 9 Sétima Arte .............................................. Páginas 10 e 11 Horóscopo ............................................... Contracapa Saúde, Beleza & Estética...................... 4 páginas Classificados .......................................... 4 páginas Setor Primário ....................................... 12 páginas

Juliana Inês Casa Barbieri juliana@jornalinformante.com.br Ramon Cardoso ramon@jornalinformante.com.br Yasmin Signori Andrade yasmin@jornalinformante.com.br

Comercial: comercial@jornalinformante.com.br Fabiano Luiz Gasperin gasperin@jornalinformante.com.br Jean Marco Lançarin de Mattos comercial5@jornalinformante.com.br Maria da Graça Potricos Leite maria@jornalinformante.com.br

Anúncios: anuncios@jornalinformante.com.br Marcelo Bortagaray Mello marcelo@jornalinformante.com.br Tiago Rodrigues da Silva tiago@jornalinformante.com.br

Financeiro: financeiro@jornalinformante.com.br Keli de Almeida Maciel keli@jornalinformante.com.br

Assinatura Bienal: R$ 250,00 Assinatura Anual: R$ 150,00

Telefones (54) 3401-3200 / (54) 3401-3201 (54) 3401-3202 / (54) 3401-3203

Endereço Rua Dr. Jaime Romeu Rössler, 348, Bairro Planalto

Colunistas Crônicas da Redação Dolores Maggioni Egui Baldasso Fabrício Oliboni

Guilherme Macalossi Lauro Edson Da Cás Paulo Roque Gasparetto

A manifestação dos colunistas é livre e independente e não necessariamente reflete a opinião do Tabloide sobre os temas abordados nas colunas

@PaperInformante www.jornalinformante.com.br

/jornalinformante


9

FARROUPILHA, 21 DE FEVEREIRO DE 2020

Combustíveis. Menos impostos, mais concorrência ão duç pro : Re gem Ima

Mateus Bandeira * Do seu jeito, o presidente Jair Bolsonaro trouxe à baila um tema crucial para os brasileiros. O preço dos combustíveis precisa ser debatido com profundidade. Afinal, quase todos os cidadãos se locomovem em veículos movidos com combustíveis derivados do petróleo. Sem gasolina e sem diesel o Brasil para, como tragicamente constatamos na greve dos caminhoneiros em 2018. Ao provocar os governadores, propondo zerar os impostos sobre os combustíveis, o presidente da República acertou num dos pontos nevrálgicos da questão. São os impostos, sobretudo o ICMS, que fazem os combustíveis serem tão caros no Brasil. De acordo com o Sindipeças, em 2018, a frota circulante no País era composta por cerca de 58 milhões de unidades. Destas, 42,7 milhões de automóveis, ônibus e comerciais leves, 13 milhões de motocicletas e 2 milhões de caminhões. Todos os proprietários e condutores destes veículos sabem que a redução do preço nas refinarias não significa combustível mais barato nas bombas. Por que, então, o preço sobe mais rapidamente do que desce? Para isto, é preciso entender a com-

posição do preço. No caso da gasolina, apenas 29% dizem respeito ao valor cobrado pela Petrobras. Além disso, 14% referem-se ao etanol adicionado e 13% da distribuição e da revenda. E os 44% restantes? Bem, como deve presumir o leitor, representam os impostos arrecadados. A União (Cide, PIS, Cofins) fica com R$ 28 bilhões/ano. No caso dos Estados, o ICMS dos combustíveis pode representar 20% da arrecadação estadual. Eis um dilema. De um lado, uma montanha de dinheiro, da qual nenhum governante quer abrir mão. Do outro, consumidores pesadamente onerados e preços de produtos pressionados pelo custo dos fretes. Ficou claro que há disposição do Governo Federal para, de alguma forma, reduzir o preço nas bombas. Não cabe aos governadores, portanto, adotar postura intransigente e se acomodar sobre o dinheiro compulsório pago pelos motoristas. Principalmente se levarmos em conta que a maioria dos governadores não está adotando as medidas estruturais estratégicas – como reformar a administração e privatizar. São medidas difíceis, que encontram forte oposição, mas que devem ser enfrentadas. Parte do preço elevado deve-se,

afinal, ao ICMS cobrado pelos mandatários estaduais. Enquanto os impostos federais representam 15% do preço final da gasolina, o ICMS abocanha 29%. Veja, leitor. A Petrobras extrai óleo bruto das profundezas e o transforma em gasolina, em operações complexas que exigem alta tecnologia. Cobra para isto 29% do valor final da gasolina. Enquanto isto, numa operação praticamente “insonegável”, os governadores embolsam 29%. Vejamos o caso dos gaúchos. De acordo com a Fecombustíveis, pagamos, na primeira quinzena de 2020, R$ 2,067 por litro de gasolina em tributos. Deste valor, R$ 0,652 ficou com a União. Outros R$ 1,416 com o Governo Estadual. De outra forma, 31,5% para a União, 68,5% com o Piratini. No caso do Diesel, a União cobra R$ 0,313 em impostos. O Estado, R$ 0,437. De outra forma, 41,7% para a União; 58,3% para o erário local. Como disse o empresário Flávio Rocha, em vez de adotar reformas estruturantes definitivas, mas difíceis, o Estado concentra toda sua arrecadação em cobranças desproporcionais, mas fáceis. Fáceis e injustas. Vale ressaltar que os governos estaduais usam um truque para manter alta a arrecadação. Em vez de apli-

carem a porcentagem sobre o preço variável que vem das refinarias ou o preço final, os governadores adotam um valor estimado na bomba – o que encarece o preço dos combustíveis. Como resolver, então, este complexo, mas crucial problema? Em primeiro lugar, é preciso adotar um debate honesto e sem tergiversação. Governantes não são eleitos para adotar soluções fáceis e populistas. São eleitos para atender o interesse dos cidadãos. Em segundo lugar, é preciso aproveitar a reforma tributária que está sendo debatida no Congresso Nacional. Lá é o local, como defendeu o ministro Paulo Guedes, de encarar de frente a questão dos tributos. Em terceiro lugar, concorrência. É urgente acabar com qualquer tipo de monopólio. O Brasil não pode depender de uma única petroleira – e a Petrobras já anunciou a privatização de várias de suas refinarias. Nada melhor para baixar preços do que livre mercado, livre iniciativa e livre concorrência. E menos impostos! * Foi CEO da Falconi, presidente do Banrisul, secretário de Planejamento do Rio Grande do Sul e candidato ao governo gaúcho


10

FARROUPILHA, 21 DE FEVEREIRO DE 2020

Rumo a Cadaval

Obituário

Confira os selecionados para intercâmbio Cinco farroupilhenses estudarão em Portugal em Programa de Formação Técnica Divulgação

14 de fevereiro * Celestino Valério de Lemos, 81 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal. 18 de fevereiro * Simão Decesaro, 67 anos. Sepultamento no cemitério da comunidade da Capela São Vitor, em Flores da Cunha. 19 de fevereiro Candida Ferri, 89 anos. Sepultamento no cemitério da comunidade de Vila Jansen (2º Distrito).

Alguém quer me adotar? Divulgação

Me chamo Bella! Fui resgatada prenha e maltratada há quatro anos. As dindas cuidaram de mim e de meus bebês que foram adotados. Eu ainda espero por um lar e uma família para demonstrar meu amor e gratidão. Sou dócil, de porte médio e me dou bem com meus amigos do hotelzinho. Quem sabe um milagre aconteça e a tão sonhada adoção chegue. Contato pelo fone 999.371.647.

Em Cadaval Intercâmbio de estudos será custeado pela prefeitura

O

portunidade única para aprender e trocar experiências em Portugal. O programa de intercâmbio, por meio de cooperação entre Farroupilha e a portuguesa Cadaval, selecionou cinco candidatos para integrar time de estudantes. O resultado foi oficializado no início da semana, após averiguação de informações dos inscritos. O processo acontece por meio do Programa de Formação Técnica em Inovação no Agronegócio e Enoturismo de Farroupilha. São vagas nas áreas de Turismo, Agronomia, Enologia ou Administra-

ção e Gastronomia. O objetivo é ofertar qualificação e troca de experiências, sendo que as despesas serão pagas pelo município. O curso terá duração de 25 a 30 dias. Os selecionados devem entrar em contato com a Secretaria Municipal de Turismo pelo fone 3261-6963.

Conheça os selecionados

Turismo: Monica Schneider Agronomia, Enologia ou Administração: Monica Mugnol Verona, Felipe Maggioni Bertuol e Fernanda Tonini Gastronomia: Deborah Feltrin Schultz


12

FARROUPILHA, 21 DE FEVEREIRO DE 2020

ACORDO FIRMADO

São Carlos renegocia dívida com RGE Em situação financeira delicada há anos, Hospital deve R$ 2 milhões à Companhia gaúcha e prefeitura garante maior parte do valor Gabriel Venzon

E

m busca de saúde financeira, o Hospital Beneficente São Carlos teve mais uma situação de resolutividade nesta semana. Desta vez, o acerto de contas foi com a Companhia de Energia RGE a fim de sanar uma dívida de R$ 2 milhões. Vale destacar que as faturas mensais estão sendo pagas e o valor em aberto, de acordo com o Departamento Jurídico da instituição hospitalar, é referente ao período de 2013 a 2017. Para avalizar uma proposta de renegociação, integrantes da RGE estiveram reunidos na Câmara de Vereadores com representantes do Parlamento Municipal, do Hospital São Carlos e prefeitura. As tratativas deram bons frutos e a renegociação proposta reduzirá a dívida para R$ 1,2 milhão, que deverá ser diluída em uma entrada de R$ 700 mil, inicialmente assumida pela prefeitura, e o restante em 60 parcelas de cerca de R$ 12 mil com responsabilidade de quitação do próprio hospital. Outra iniciativa da RGE, também buscando auxiliar a casa de saúde e como estratégia de eficiência energética, é a pretensão de instalar placas fotovoltaicas na instituição, o que garantirá economia de 26% na conta de luz. A proposta apresentada é válida até 5 de março e deverá passar por aprovação dos vereadores, por meio de projeto de lei do Executivo.

Para quitar débito RGE, vereadores, representantes do Hospital e Executivo se reuniram antes da sessão de terça

Boca de Urna Carnês de IPTU começaram a ser distribuídos nesta semana

Teve início nesta semana a distribuição dos carnês do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) de 2020. A correção monetária foi de 3,99%, corresponde ao IGP-M de dezembro de 2018 a novembro de 2019. São mais de 38 mil unidades e os descontos vão de 10% a 17% para pagamentos em cota única, variando de acordo com a quitação de débitos dos contribuintes junto à prefeitura nos últimos cinco anos. O desconto é somente sobre o IPTU, não aplicado à taxa de lixo. O vencimento da cota única ou primeira parcela será em 20 de março. Vale lembrar que o valor pode ser dividido em até seis vezes. Os boletos podem ser pagos pela internet, em caixas eletrônicos nos bancos e presencialmente nos conveniados da Caixa Econômica Federal, como lotéricas e estabelecimentos Caixa Aqui.


14

FARROUPILHA, 21 DE FEVEREIRO DE 2020

CAMINHO DEFINIDO

Gurias rubro-verdes conhecem tabela do Brasileirão Série A2 Equipe farroupilhense estreia diante da Chapecoense em solo catarinense e encerra fase classificatória contra Fluminense no Rio

Brasileirão Feminino Série A2 Grupo F (fase classificatória) Caminho das gurias rubro-verdes Brasil Feminino

A

CBF finalmente divulgou a tabela de jogos do Campeonato Brasileiro Feminino Série A2, que conta com inédita participação do Brasil. As gurias rubro-verdes começam a jornada no próximo dia 15, em solo catarinense, diante da Chapecoense. O Grupo F conta ainda com outro barriga verde, o Napoli, de Caçador, além dos paranaenses Athletico e Toledo (que firmou parceria com o Coritiba há poucos dias) e o carioca Fluminense. São 36 equipes que disputam o nacional, divididas em seis chaves. Os duelos acontecem dentro de cada grupo em turno único. Avançam à fase eliminatória os dois primeiros colocados e os quatro melhores terceiros que, a partir daí, jogam em sistema de mata-mata, partindo das oitavas até a decisão. Os semifinalistas ascendem à elite e assegu-

* Nos dias 22 de março e 5 de abril o Brasil tem compromissos pela Segundona Gaúcha, respectivamente contra Tupi e Passo Fundo, e é provável que haja um remanejo, ou do futebol masculino ou do feminino, com um duelo sendo antecipado para sábado

1ª rodada

X Dia 15 de março Horário e local ainda no aguardo de definição

2ª rodada

3ª rodada

X

X

Dia 21 ou 22 de março * Horário a ser definido Castanheiras (Farroupilha)

Dia 29 de março Horário e local ainda no aguardo de definição

4ª rodada

5ª rodada

X Dia 4 ou 5 de abril * Horário a ser definido Castanheiras (Farroupilha)

X Dia 19 de abril Horário e local ainda no aguardo de definição

ram vaga no Brasileirão Série A1 em 2021. No ano passado, Grêmio (que abriu a vaga gaúcha na Série A2, conquistada pelo rubro-verde farroupilhense), Palmeiras, Cruzeiro e São Paulo, que foi o campeão, garantiram o acesso. Por ora foi definido apenas o dia dos confrontos, sem o horário e o local. O Brasil faz apenas duas partidas como mandante na 1ª fase, jogos que ocorrem nas Castanheiras, e realiza três embates como visitante, inclusive o compromisso que encerra a etapa classificatória, contra o Fluminense, no Rio de Janeiro. Os confrontos ocorrem aos finais de semana, com folga apenas no feriadão de Páscoa (confira ao lado), mas a tabela pode sofrer alterações por conflito de datas do time profissional, envolvido com a disputa da Segundona.

Peneirão

Realizado no sábado, selecionou quatro atletas que passam a reforçar as gurias rubro-verdes: Laysa, Letícia, Sara e Pâmela foram aprovadas.

Amistoso

No dia 29, o Brasil Feminino encara o Grêmio Montenegrense. O duelo acontece às 16h, nas Castanheiras.


15

FARROUPILHA, 21 DE FEVEREIRO DE 2020

O NOVO (VELHO) COMANDANTE

Alê Menezes retorna ao rubro-verde Após saída de Rodrigo Bandeira para o Guarany de Bagé, direção acertou regresso do técnico que ascendeu Brasil à Segundona Ramon Cardoso

frente e com poder de marcação forte no sistema defensivo, com atletas experientes. Diferente do elenco que tínhamos no ano passado, que era mais jovem e sem atletas rápidos no ataque. É um plantel qualificado.

A

Mudança

Brasil

semana foi movimentada nas Castanheiras. A saída do técnico Rodrigo Bandeira, que recebeu uma proposta do Guarany de Bagé, a menos de duas semanas da estreia na Segundona Gaúcha, obrigou a direção a agir de maneira rápida. E ela assim o fez. No mesmo dia em que Bandeira foi confirmado na equipe bageense, os dirigentes rubro-verdes acertaram o retorno de Alê Menezes, que comandou o Brasil na temporada passada, conquistando da maneira invicta o acesso à Segundona Gaúcha. Na quarta à tarde, o técnico orientou o primeiro trabalho com o grupo no Estádio das Castanheiras, já visando o jogo-treino de quinta à tarde, realizado após o fechamento desta Edição, contra o Juventude, no Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul. Logo depois do encerramento da atividade, Alê Menezes conversou com o Jornal Informante. Ele falou do acerto, das impressões do grupo, de como a equipe deve atuar e projetou a participação farroupilhense na competição estadual. Confira principais trechos da conversa.

Acerto

Havia conversado com a diretoria do Brasil ainda no ano passado, para

Claro que o grupo vinha trabalhando no estilo de jogo do Bandeira, mas aos poucos vamos adaptando o time à nossa maneira de atuar. Neste início é mais na base da conversa, mas não é muito diferente do que fizemos na temporada passada, num esquema 4-2-31 com a bola e num 4-4-2 sem ela. As características dos atletas mudaram, mas basicamente o sistema é esse.

Postura

O dono da bola Técnico volta a Farroupilha e acelera trabalhos para deixar time com seu estilo: novo acesso?

comandar o time nesta temporada, mas não chegamos a um acordo. Agora acertamos tudo e foi tranquilo. Fiquei feliz pela nova oportunidade, é um sinal de que fiz um bom trabalho no ano passado. Vamos buscar repetir ele neste ano.

Retorno ou continuidade?

Sabe que de certa forma não deixa de ser uma continuidade. Claro que eu não participei da montagem do elenco

e essa é a única diferença. Mas ninguém vai me ver chegar e dizer que quero esse ou aquele atleta, o grupo está montado e é com esse grupo que vamos montar um time competitivo, como fizemos em 2019.

Elenco

Muitos permaneceram da temporada passada e eu conheço a maioria, uns até de ter jogado contra. Um time muito veloz do meio para a

A torcida pode esperar o que viu em 2019, uma equipe agressiva, com marcação alta, compacta, aguerrida, que gosta de jogar com a bola, que valoriza a posse, procura sempre sair jogando, evita ligações diretas. Isso não vai mudar e é desta forma que meus times atuam. Gosto deste estilo, de equipes vibrantes, como foi o Brasil na temporada passada.

Segundona

Vai ser a competição mais difícil dos últimos tempos. É só dar uma analisada no que aconteceu nas temporadas passadas. Tinha time que todo mundo apostava que ia cair e quase chegou à elite, outros que eram dados como favoritos caíram ou ficaram fora das fases decisivas. Às vezes uma equipe encaixa e surpreende. Vamos ter que trabalhar muito forte para buscarmos nosso objetivo, que é de chegar ao Gauchão em 2021.


INSIDE

Os 50 melhores filmes da década resenhados na seção Sétima Arte Imagens: Reprodução

Assim como feito há 10 anos, no início de 2010, tendo como referência os anos 2000 a 2009, levantamento do Jornal Informante destaca as obras de maior destaque no Cinema que integraram as páginas do Tabloide nos Anos 10, de 2010 a 2019 Capa e páginas 8 e 9


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 21 DE FEVEREIRO DE 2020

SP Produções

CUIDADO

Olhar diferenciado para os idosos Psicóloga Juliana Hoeckele oferece serviço para acolhimento e atendimento à terceira idade

O

foco é o público idoso. É assim que a psicóloga Juliana Hoeckele firma seu trabalho. Formada pelo Centro Universitário da Serra Gaúcha (FSG), é pós-graduanda em Saúde do Idoso e Gerontologia. “Senti o desejo de iniciar este trabalho voltado para o público idoso por ver as dificuldades que estas pessoas enfrentam em seu cotidiano. A minha maior inspiração foi minha avó, Lourdes, com quem convivo diariamente. Por ver suas limitações e buscar auxiliar, decidi transformar isso na minha missão de vida e no meu trabalho”, explica a profissional. Outro apontamento é que, segundo dados do Ministério da Saúde, no Brasil, em 2030, o número de idosos ultrapassará o total de crianças entre zero a 14 anos. O trabalho de Juliana é tão amplo que também desenvolve os serviços de concierge, facilitando a vida do idoso, auxiliando nas atividades diárias e cotidianas, possibilitando companhia, troca de experiências e maior interação social. Essa função presta

cuidados não-médicos, aqueles que os próprios familiares fariam se não estivessem com compromissos pessoais e profissionais ou limitados pela distância. Os atendimentos são realizados diretamente na residência. “O objetivo principal é manter e incentivar o idoso a viver de forma autônoma, independente e digna. Proporcionar à família maior segurança e tranquilidade nos momentos em que não pode estar diretamente em contato com o idoso”, reforça a psicóloga que atende Farroupilha e região e tem consultório na Júlio de Castilhos, 651, sala 310. Contato pelo fone 999.886.642 (WhatsApp).

Cuidados especiais Psicóloga realiza serviços diferenciados para bem acolher idosos e facilitar as demandas diárias

Atendimentos que presta

Serviços diários: compras no supermercado, idas à farmácia, correio, cartório, lavanderia, entre outros Serviços de agenda: marcação de consultas, exames e demais compromissos, compra de presentes, compra de ingressos para atividades de lazer Serviços domésticos: auxílio com pagamento de contas, idas à residência durante a ausência do idoso (para molhar plantas, recolher correspondências e cuidar dos animais domésticos, por exemplo), auxílio com assuntos relacionados à manutenção da residência, auxílio na contratação de serviços de reparação Serviços personalizados: acompanhamento a consultas e exames, assistência com a utilização de computador, celular, internet e mídias sociais, passeios, prática de atividades físicas, idas ao shopping e visitas a familiares e amigos


Compromisso com a Cidade. Compromisso com Você

FARROUPILHA, 21 DE FEVEREIRO DE 2020

Entenda como as manchas aparecem Equipe Espaço da Beleza *

T

odas as peles têm a mesma quantidade de melanócitos, porém as peles mais escuras produzem em maior quantidade a melanina, que funciona como filtro natural, protegendo a pele da radiação solar. Portanto, as mais escuras têm menos facilidade de manchar com a exposição solar, mas têm mais probabilidade de desenvolver o melasma. Já as peles claras têm mais facilidade para as sardas. Conheça abaixo os principais tipos de manchas, suas características e as diferenças entre elas. Manchas senis Além de cor mais amarronzada, elas costumam apresentar formato arredondado. Podem aparecer em vários tamanhos, e normalmente surgem a partir dos 40 anos. Os locais mais comuns são nas mãos, braços e pescoço. Melasmas São aquelas manchas que aparecem depois da gravidez ou após uma tarde inteira de sol. Elas têm uma coloração puxada para o castanho, formato parecido com asas de borboleta e tamanhos variados. Problemas hormonais e predisposição genética são outros fatores que podem ocasionar esse tipo de sinais. Sardas Uma das causas principais é a predisposição genética, principalmente naquelas pessoas que têm a pele clarinha, como ruivos e loiros naturais. Na maioria dos casos, elas escurecem com a exposição solar. Fitofotodermatite Trata-se daquelas manchas marrons com fundo avermelhado, que surgem na pele após contato com frutas mais cítricas, como limão, laranja, figo e caju, associadas à exposição ao sol. Fatores que influenciam no aparecimento das manchas * Genéticos * Hormonais * Exposição à radiação ultravioleta * Exposição a substâncias fotossensibilizantes * Uso de medicamentos como corticóides, antibióticos entre outros * Exposição ao sol em horários inadequados


Imagem: Reprodução

FARROUPILHA, 21 DE FEVEREIRO DE 2020

Como prevenir as manchas na pele * Escolha um fator de proteção superior a 30, que proteja contra raios ultravioletas do tipo A e B. Opte por protetores com cor * Aplique protetor solar todas as manhãs. Escolha um protetor que contenha antioxidantes e vitaminas * Faça uso de chapéu, viseira ou óculos escuros na praia * Não exponha seu rosto ao sol. Como tratar as manchas do rosto Dependendo do tipo mancha, é possível fazer tratamentos preventivos para se expor ao sol ou tratamentos que elas desapareçam ou amenizem. Os procedimentos com ácido, muito procurados nesses casos, são seguros. O ácido e sua concentração dependem da época do ano em que são aplicados. Mas há outros tratamentos, como a Luz Pulsada, que tem o resultado satisfatório, sem riscos e que pode ser feito em qualquer época do ano. A escolha do tratamento dependerá de uma avalição para definir o tipo de mancha e tratamento adequado, para cada caso. Além de uma manutenção em casa para manter os resultados obtidos. * Espaço da Beleza Centro Estético Independência, 555 – Centro de Farroupilha Fone (54) 3268-5511 WhatsApp: 981.195.645 Fan Page: Espaço da Beleza Site: www.spabeleza.com.br

Compromisso com a Cidade. Compromisso com Você


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 21 DE FEVEREIRO DE 2020

DIAGNÓSTICOS

Para regularizar exames laboratoriais Secretaria Municipal de Saúde já realizou 32.287 análises neste ano e deve seguir com força-tarefa em março Divulgação

A

proposta era de realmente zerar a fila de espera por exames laboratoriais e, até esta semana, já foram realizados 32.287 procedimentos neste ano pelos dois laboratórios conveniados com o Sistema Único de Saúde (SUS) em Farroupilha. O trabalho foi ainda fortalecido por mutirão que aconteceu de 3 a 14 de fevereiro. “A demanda era de 17 mil exames laboratoriais e até ultrapassamos essa marca porque era um mês corrente, então não atendemos apenas os exames de mutirão, mas os demais também. Alcançamos cerca de 18 mil exames laboratoriais somente de 3 a 14 de fevereiro”, destaca Davi Almeida, secretário interino da Secretaria Municipal de Saúde. O resultado poderia ter sido ainda melhor caso não tivesse tido a abstenção de 350 pacientes que deixaram de realizar 2,4 mil exames, sendo que os mesmos já estavam autorizados pelo sistema. Mais uma vez a falta dos pacientes atrapalha o bom andamento dos serviços, índice que vem sendo alvo de campanhas de conscientização da Secretaria, já que prejudica muitos

Mutirão Pasta tem trabalhado em muitas frentes para zerar filas de espera

que necessitam dos atendimentos. “Foi um grande sucesso, a comunidade hoje está com os exames laboratoriais em dia e cada vez mais vamos

avançando na saúde de Farroupilha. Em março deverão ser realizados os exames de imagem e provavelmente em abril ou maio as cirurgias de catara-

ta”, informa Davi, que comanda a pasta desde novembro do último ano e aponta que a Secretaria de Saúde atende cerca de 12 mil pessoas ao mês.


Inside

Clube Santa Rita revive uma nostalgia que marcou época na cidade: a magia do Carnaval Infantil está de volta Página 3

No limite da

perfeição

Melhor dos Anos 10 Atuação antológica da bela Natalie Portman ajudou a colocar “Cisne Negro”, o belo, intenso e sofisticado thriller de Darren Aronofsky, no topo da lista da Sétima Arte

Thriller psicológico do americano Darren Aronofsky, estrelado pelas deslumbrantes Natalie Portman e Mila Kunis, é considerado o melhor filme dos Anos 10 resenhado pelo Jornal Informante na seção Sétima Arte

E

m 10 anos foram 520 resenhas de filmes na Sétima Arte. Claro que nem todos foram lançamentos na seção. Relembramos algumas obras célebres que aniversariavam, outras foram homenagens póstumas a diretores e atores, mas a esmagadora maioria dos longas era inédito e estava entrando em cartaz. Assim como fizemos no início da década passada, na Edição 106, quando listamos os 50 melhores filmes produzidos de 2000 a 2009, nesta Edição 626 elaboramos o Top 50 de 2010 a 2019. Evidente que não foi uma tarefa fácil. Uma pré-lista com cerca de 80 obras integrou a primeira triagem e, a partir dela, o número foi reduzido até a seleção proposta. Dentro dela, também ocorreram muitas alterações de

posicionamento entre os trabalhos. Dos lançamentos resenhados, “Cisne Negro” encabeça a seleta lista. O thriller do cineasta americano Darren Aronofsky é inovador e ousado. Ele usou o clássico “O Lago dos Cisnes”, do russo Tchaikovski, em uma nova versão, com a mesma bailarina interpretando o cisne branco, Odette, e o cisne negro, Odile. A personagem de Natalie Portman (Nina Sayers), uma bailarina promissora, luta pelo papel principal. Porém, se ela interpreta com maestria Odette, com sua graça e pureza, tem dificuldades para viver o papel de Odile, dotado de malícia e sensualidade. Obcecada pela dança e pelo posto de estrela da companhia, Nina enfrentará a pressão de sua mãe, a frustrada bailarina Erica (Barbara Hershey), as investidas sexuais do diretor Thomas

Foliões a postos: tradicional, Bloco da Velha comemora os 10 anos de samba na rua neste domingo Página 5

Imagem: Reprodução

OS MELHORES DA DÉCADA

Carnaval II

Divulgação

Carnaval

Leroy (Vincent Cassel) e o talento da jovem Lily (Mila Kunis), que interpreta o cisne negro de maneira sublime. Ryan Gosling, ótimas sequências e uma renovada safra de diretores Nenhum ator conseguiu projeção maior na última década do que o canadense Ryan Gosling, presente em seis filmes no Top 50: Blade Runner 2049, A Grande Aposta, Tudo Pelo Poder, Drive, La La Land e O Lugar Onde Tudo Termina. Blade Runner, aliás, teve uma sequência grandiosa, assim como Trainspotting com o T2 de Danny Boyle, que também emplacou o bem construído “Em Transe”. Mas os diretores novatos é que conseguiram destaque. Do americano Damien Chazelle (Whiplash e La La Land), passando

pelo dinamarquês Nicolas Winding Refn (Drive, Demônio de Neon) e chegando ao uruguaio Fede Alvarez (O Homem nas Trevas e A Garota na Teia da Aranha). A série Millenium, aliás, entrou ainda com “Os Homens que não Amavam as Mulheres”. O estadunidense Adam McKay também carimbou duas obras (A Grande Aposta e Vice). Contudo, o diretor recordista na lista foi o americano Dan Gilroy, com três longas de impacto: Velvet Buzzsaw, Roman J. Israel e O Abutre, filme sobre Jornalismo que figurou no Top 50 ao lado de “The Post” e do ótimo “Spotlight”, vice na avaliação. Destaque ainda para o Cinema Brasileiro (Tropa de Elite 2, O Lobo Atrás da Porta e O Rastro) e Argentino (O Segredo dos Seus Olhos, O Clã e Tese Sobre um Homicídio). Veja lista completa nas páginas 8 e 9.


Inside

2

FARROUPILHA, 21 DE FEVEREIRO DE 2020

Cinemas Imagens: Reprodução

Shopping Iguatemi (RST-453, quilômetro 3,5) Cinemas GNC 1: O Chamado da Floresta - às 14h10min, 16h20min e 21h10min (dublado), 18h50min (legendado) GNC 2: Sonic: O Filme (dublado) - às 13h45min, 16h10min, 18h30min e 20h45min GNC 3: Jumanji: Próxima Fase (dublado) - às 13h30min GNC 3: Maria e João: O Conto das Bruxas - às 16h e 20h (legendado), 18h e 22h (dublado) GNC 4: Dolittle - às 14h30min e 19h (dublado), 16h45min (dublado e em 3d) e 21h20min (legendado e em 3d) GNC 5: Aves de Rapina - às 14h40min e 21h40min (dublado), 19h20min (legendado) GNC 5: Minha Mãe é uma Peça 3 - às 17h GNC 6: Minha Mãe é uma Peça 3 - às 14h10min GNC 6: Parasita - às 16h30min e 19h10min GNC 6: O Grito - às 21h50min Ingressos: segunda e quinta (exceto feriado e Carnaval) a R$ 24,00 e R$ 30,00 (salas 3d); terça e quartas (exceto feriado e Carnaval) todos pagam meia entrada; sexta a domingo e feriado a R$ 28,00 e R$ 34,00 (salas 3d). Meia entrada todos os dias para menores de 18 anos e maiores de 60 (mediante apresentação de identidade), estudantes (mediante apresentação de Carteira de Identificação Estudantil), pessoas com deficiência (com documento que a comprove), cliente Movie Club Preferencial (cartão verde fidelidade GNC).

Shopping San Pelegrino (Avenida Rio Branco, 425) * Obs: o site do Cinépolis traz apenas os horários dos filmes, mas não informa em qual sala serão exibidos 1917 - às 20h Sonic: O Filme (dublado) - às 14h15min, 15h45min, 16h45min, 18h15min, 19h15min e 21h45min Dolittle - às 14h, 16h30min e 19h (dublado e em 3d), 15h e 17h30min (dublado) e 21h30min (em 3d) Parasita - às 20h45min Maria e João: O Conto das Bruxas - às 15h15min, 17h20min e 19h45min (dublado), 22h10min (legendado) O Chamado da Floresta (dublado) - às 13h30min, 16h e 18h30min O Grito - às 21h Ingressos: nas salas tradicionais, segunda a quarta (exceto feriado) a R$ 23,00 e R$ 11,50 (meia); quinta (exceto feriado) a R$ 25,00 e R$ 11,50 (meia); sexta a domingo e feriado a R$ 26,00 e R$ 13,00 (meia). Nas salas 3d, segunda a quarta (exceto feriado) a R$ 29,00 e R$ 14,50 (meia); quinta (exceto feriado) a R$ 29,00 e R$ 15,00 (meia); sexta a domingo e feriado a R$ 32,00 e R$ 16,00 (meia).

Sala de Cinema Ulysses Geremia (Luiz Antunes, 312) Parasita - nesta sexta, às 19h30min Ingressos: R$ 10,00 e R$ 5,00 (estudantes e sênior)

As estreias nas salas de cinema Dirigido pelo americano Oz Perkins, a fábula de terror “Maria e João: O Conto das Bruxas” é uma das atrações do fim de semana, bem como a divertida fantasia “Dolittle”, com duas estrelas americanas, protagonizado por Robert Downey Jr. e com direção de Stephen Gaghan


FARROUPILHA, 21 DE FEVEREIRO DE 2020

Inside

3

Carnaval

Folia de Carnaval volta ao Santa Festa infantil acontece neste domingo, a partir da 15h, e a animação é por conta da Banda Toque de Mágica

o gaç ã Divu l

a Banda Toque de Mágica, de São Leopoldo, misturando músicas infantis, hits carnavalescos e um bom repertório para divertir a família toda. “Faremos algumas brincadeiras com as crianças e também músicas do repertório da banda especialmente para o evento”, observa Jair Barbon, diretor da Toque de Mágica, que já animou outras festas aqui pela cidade. O pedido é para que a criançada capriche na fantasia e pinte os rostos justamente para entrar no clima de folia. Vale chamar os amiguinhos que a diversão está garantida. Vai ter venda de lanches e bebidas, o Santa conta ainda com segurança e facilidade de estacionamento. Então prepare seus adornos, com serpentinas e confetes, que o Carnaval de domingo promete. É a volta que deve projetar novamente o Santa Rita no cenário das melhores festas.

Arquivo Clube Santa Rita

L

evanta a mão quem tem saudades dos Carnavais do Santa. Muita gente deve lembrar das tardes de brincadeiras e fantasias. Então avisa a criançada que a diversão voltou. Depois de cinco anos, a folia retorna ao Clube Santa Rita para os pequenos e será neste domingo, às 15h. Foi justamente para atender aos pedidos de “quero mais” que o Clube proporciona mais uma festa infantil. A entrada é gratuita para as crianças, sendo que acompanhantes sócios também não pagam e para os demais o valor é R$ 8,00. Os ingressos devem ser adquiridos na hora, na bilheteria. A festa vale para crianças até 12 anos. “Estamos na expectativa, os associados pediram e o motivo foi retomar a tradição do Clube”, explica Gilmar Gasperin, secretário executivo do Santa Rita. A animação segue com

Retomando a tradição Registro do início da década de 90, quando a folia era uma marca registrada do Santa Rita

Programe-se O que: Carnaval Infantil do Clube Santa Rita Quando: neste domingo, das 15h às 18h Onde: Clube Santa Rita (Vêneto, 233) Quanto: gratuito para crianças, acompanhantes sócios não pagam e para não sócios o valor fica em R$ 8,00 Música ao vivo Banda Toque de Mágica vai animar a festa infantil com repertório diversificado para alegrar a tarde de domingo


Inside

4

Crônicas da Redação Ramon Cardoso

ramon@jornalinformante.com.br

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, está longe de ser um intelectual. Pelo contrário, volta e meia comete erros grosseiros de Português. Já fez postagens em que escreveu “paralização” e “imprecionante”, embora impressionante mesmo tenha sido a performance de um de seus antecessores, que conseguiu a proeza de arrumar confusão em todas, absolutamente todas as provas do ENEM das quais capitaneou o processo, do vazamento de gabarito à anulação da aplicação das provas. Isso, falo do indivíduo que o matemático da USP disse que tinha 99,4% de chances de ser presidente. Bendito 0,6%. Pois bem, voltando ao Weintraub. Qualquer ação bem executada ou meritória de sua pasta ficava sempre em segundo plano por conta de seus equívocos gramaticais. Nesta semana, para chamar a atenção sobre a entrega de ônibus escolares a municípios paulistas, ele usou e abusou de erros de Português, na tentativa clara de demonstrar que, desta forma, a notícia seria disseminada. A sacada foi genial e a repercussão, a melhor possível porque foi completamente hilária, já que teve lesado com a capacidade de não entender a ironia escrachada. Vamos inicialmente à postagem do ministro. “Oje, intregamos 120 ônibus iscolares a municípios de São Paulo. No ano paçado, mais de 1300 foram entregues em todo o Brasil. O Governo @jairbolsonaro já disponibilizou atas a estados e municípios para aquisição de mais 6200 ônbus. Espero que dessa forma a notícia chegue a todos”. Vejam que a última frase deixa bem evidente a ironia. Não que fosse necessário, mas Weintraub fez chacota de seus próprios erros e, por tabela, escancarou a cretinice que permeia a extrema imprensa, essa que tem uma única bandeira: esculhambar com o governo por picuinhas e desconsiderar a agenda positiva, que é histórica e apresenta dezenas de grandes conquistas a cada semana. Olhando a postagem, um indivíduo com elevado retardo mental, um banana mesmo, um bocó, alguém que fale em estocagem de vento, enfim, consegue entender (tá, tudo bem, quem pensa em estocar vento não consegue), sem fazer esforço algum, que o ministro, obviamente, estava sendo irônico. Teve gente que não entendeu. Vi uma postagem em rede social da comunidade “Reflexões da Direita”, no Facebook, em que o jornal O Globo se horroriza com a escrita do ministro, dizendo que ele escreveu “oje” e “paçado” para divulgar as entregas dos ônibus. Juro que eu achei que era fake news. Tanto achei que fui às redes sociais e site do Globo para verificar. Não era. Vergonha alheia. O iluminado repórter Bruno Alfano assina a matéria. “Weintraub escreve ‘oje’ e ‘paçado’ para divulgar entrega de ônibus”, diz o título. No parágrafo inicial, novas pérolas desse Jornalismo acéfalo e militante: “Horas após cometer novo erro de português no Twitter, o ministro da Educação, Abraham Weintraub, escreveu ‘oje’, ‘iscolares’, ‘paçado’ e ‘trabaiando’. As grafias corretas são ‘hoje’, ‘escolares’, ‘passado’ e ‘trabalhando’”. Esse cara é um “jênio”. Pois é, caros leitores, é isso mesmo que vocês estão pensando. O conceito de retardo mental acaba de ser atualizado e redefinido pela extrema imprensa. Dessa vez vai ser difícil de ser superado.

Agenda

SEXTA

Divulgação

A extrema imprensa acaba de atualizar e redefinir o conceito de retardo mental

FARROUPILHA, 21 DE FEVEREIRO DE 2020

Grupo Instinto Natural Deck 256 (Gonçalves Dias, 306), às 23h Pista Certa: Carnatron, Mega Funk, Funk e Carnavalesco Muinho Club (Marechal Floriano Peixoto, 190), às 23h

SÁBADO CarnaSunset, com Cantor Kinhos e Grupo Pura Curtição Euro Garden (Stefano Crippa, 196, Bela Vista), a partir das 18h Micareta Sertaneja: Vitor Henrique & Gabriel, participação do DJ Bulin, Cirilo Souza e DJ Jonatan Fransa Boteco do Chá (Rômulo Noro, 555), às 23h30min

DOMINGO Carnaval Infantil do Clube Santa Rita Clube Santa Rita (Vêneto, 233), às 15h


Inside

FARROUPILHA, 21 DE FEVEREIRO DE 2020

5

Carnaval

Bloco da Velha: uma década sambando Edição 2020 do mais tradicional Carnaval da Serra Gaúcha ocorre domingo e tem como tema “10 Anos de Samba na Rua”

O

domingo será de celebração de uma tradição que completa uma data histórica. Os “10 Anos de Samba na Rua” pauta a edição 2020 do Bloco da Velha, a mais clássica comemoração carnavalesca da Serra Gaúcha, que agita os foliões na rua Dom José Barea, entre a 13 de Maio e a Vereador Mario Pezzi, próximo à Maesa, em Caxias do Sul, das 14h às 22h. “Mais do que brincar o Carnaval, um evento como o Bloco da Velha propicia à população a ocupação dos espaços públicos com música, dança e confraternização. Samba na rua é sinônimo de alegria, comunhão, diversidade e participação popular”, comenta Germano Weirich, integrante da comissão organizadora, que espera um público de 50 mil pessoas na atração. Para esta edição, o Bloco da Velha contará com área de alimentação, Espaço Kids ampliado, palco maior, melhor capacidade de sonorização, controle de materiais nas entradas e uma grande estratégia de segurança, com os acessos controlados pela 13 de Maio e Tronca, na esquina com a Mario Pezzi. A entrada é franca, e em caso de chuva forte o evento será transferido para o dia 1º de março. Quem garante a animação é a Banda Bloco da Velha, comandada pelo músico Dan Ferretti, que agitará o público de cima do palco, que será maior, terá sonorização mais potente e contará com dois andares. A multidão também dançará, ao som do DJ Mono, as coreografias do grupo Mixturado, coor-

Imagem: Reprodução

denados pelo bailarino Rodrigo Scherer, além das hilárias intervenções da madrinha do Bloco, a Dona Bastiana, personagem do ator Davi de Souza. Quem desejar curtir a folia com mais conforto, há opção da compra de camarotes Open Bar com área reservada, sombra e banheiros exclusivos, em um local próximo ao palco. As vendas estão no 2º lote, sendo comercializadas a R$ 160,00 (o 3º lote custa R$ 190,00), e os ingressos podem ser adquiridos no domingo ou antecipados pelo site da Blueticket. O abadá do Bloco da Velha 2020, confeccionado nas cores amarelo, roxo e verde, está sendo vendido a R$ 40,00, juntamente a um copo personalizado do evento. O Bloco da Velha 2020 conta com o financiamento da Lei Municipal de Incentivo à Cultura de Caxias do Sul e o apoio cultural da Racon Consórcios, além do Pró-Cultura-RS – Financiamento do Governo do Estado do Rio Grande do Sul. A produção cultural é de Cristina Nora Calcagnotto e Florencia Del Carmen Nieto. Mais informações podem ser obtidas no site do evento, o www.blocodavelha.com.br.

Atrações extras

Programe-se O que: Bloco da Velha 2020, 10 Anos de Samba na Rua Quando: domingo, das 14h às 22h, rua Dom José Barea, próximo à Maesa, entre a 13 de Maio e Vereador Mario Pezzi Quanto: entrada franca Camarotes Open Bar: 2º lote (R$ 160,00) e 3º lote (R$ 190,00), de 10 a 17 anos (sem bebida alcoólica liberada), R$ 50,00 Combo: somente abadá + copo, R$ 40,00

Terça, às 17h: Bloco da Velha no Boss Pub Choperia (Ernesto Alves, 2.350) Quarta, às 19h: Bloquinho da Velha com Bastiana, Baile de Carnaval Infantil promovido pelo Bloco da Velha, na Ferraro Kids (Avenida Rubem Bento Alves, 5.542) Dia 1º de março, às 15h: show com a Banda Bloco da Velha no Pale Beer House (BR-116, 19.055)


Zéto Telöken

Tradição Retomada

O

Santa Rita revive toda a nostalgia dos anos 80 e 90, quando o Carnaval Infantil sacudia o tradicional clube farroupilhense. O agito será neste domingo, a partir das 15h, gratuito para crianças e sócios e com preço acessível para não sócios (veja mais na página 3). Seria esse o primeiro passo para o resgate do célebre Carnaval do Santa?

União Celebrada

Arquivo Pessoal

O último sábado foi de grande alegria para Fabiane Carraro e Gustavo Zucolotto Carnizella. Os noivos receberam as bênçãos na Igreja São Vicente Mártir e, após, recepcionaram amigos e familiares no Clube Santa Rita. A equipe da Denise Colombo Eventos ficou responsável pela organização, enquanto Silvia Regina Neis pela decoração e o jantar.

Patrícia Baretta celebrou no sábado não somente sua formatura em Artes Visuais – Licenciatura pela UCS, como também a Láurea Acadêmica

Tatuador da Nova Tattoo Studio, Anderson Gaio ganhou o prêmio de Melhor Tatuagem Old School no 2º Vale dos Sinos Tattoo Fest, que aconteceu em Novo Hamburgo

Cristiane Tres celebrou sua Licenciatura em Pedagogia pela Restaurante Tempero Di Castro


Daiane Cavalini Fotografia

a formatura em a UCS com festa no o, no último sábado

Diego Frigo

Nelson Dagnese/ND Produções

Karine Fagherazzi Lazzari comemorou sua formatura em Arquitetura e Urbanismo no último sábado. Após a colação, ela reuniu amigos e familiares para comemoração no Restaurante Caminho do Trem. Denise Balbinot Colombo esteve à frente da organização e cerimonial e Diego Frigo registrou as imagens

Fique por Dentro

10 Anos

Gustavo Zucolotto Carnizella e Fabiane Carraro celebraram união no último sábado

Mais tradicional Carnaval da Serra Gaúcha, o Bloco da Velha 2020 celebra uma edição histórica com o “10 Anos de Samba na Rua”. O agito carnavalesco é neste domingo, na rua Dom José Barea. Confira matéria na página 5 e não fique de fora da festa.


Inside

8

Fabrício Oliboni fabrioliboni@gmail.com

Cariocas

* Agente de intercâmbio e bacharel em Relações Internacionais

Cinema

O Top 50 da Sétima Arte Posição/Filme 1) Cisne Negro 2) Spotlight 3) Whiplash 4) Armas na Mesa 5) Tropa de Elite 2 6) O Segredo dos Seus Olhos 7) Blade Runner 2049 8) Ted 9) O Clã 10) The Post 11) A Grande Aposta 12) Biutiful

Direção Darren Aronofsky Tom McCarthy Damien Chazelle John Madden José Padilha Juan José Campanella Denis Villeneuve Seth MacFarlane Pablo Trapero Steven Spielberg Adam McKay Alejandro González Iñárritu

Ano 2011 2015 2014 2016 2010 2010 2017 2012 2015 2017 2015 2010

País Estados Unidos Estados Unidos Estados Unidos Estados Unidos Brasil Argentina Estados Unidos Estados Unidos Argentina Estados Unidos Estados Unidos Espanha/México

George Clooney Nicolas Winding Refn Tom Ford Bradley Cooper Richard Glatzer e Wash Westmoreland Phyllida Lloyd Hernán Golfrid P. B. Shemran David Cronenberg Danny Boyle

2011 2011 2016 2018

Estados Unidos Estados Unidos Estados Unidos Estados Unidos

2014 2011 2013 2018 2014 2017

Estados Unidos Inglaterra Argentina Inglaterra Estados Unidos Escócia

David Fincher

2011 Estados Unidos/Suécia

Imagens: Reprodução

O Rio é f***! Acho importante deixar isso claro desde o início, porque definitivamente, é. Estarei aqui até sábado, essa que é a terceira vez que passo pela cidade. Todas a trabalho, então vi pouco de pontos turísticos, além não ter aproveitado da forma como gostaria e se deve. No entanto, considerando que estou escrevendo algo sobre o Rio, evidencia que algo eu extraí daqui e, embora seja bem raso, tenho um pouco de conhecimento e vi algumas coisas legais por essas bandas. Vamos lá! Acho que o Rio é um eterno ame ou odeie. No meu caso, amo na maioria das vezes, e acredito que 98,4% das pessoas pense algo na mesma linha. Acontece que, até mesmo as coisas que me levariam a odiar o Rio, por exemplo, eu vejo como um certo charme, uma espécie de patrimônio imaterial. Hoje aconteceu uma dessas coisas, que em certo ponto eu fiquei p***, mas depois achei legal, pois teria mais uma estória divertida para contar envolvendo o Rio. Segue no próximo parágrafo. Então, eu estava na praia do Flamengo pela manhã, aí resolvi tomar uma água de coco. Fui na primeira barraquinha e fiz a devida solicitação, e o cara me respondeu dizendo que a esposa dele tinha levado a chave de onde estavam os cocos, então eu deveria esperar por ela. E só. Não disse se ela estava voltando, nada. Olhei pra ele tipo: “É só isso que tu vai falar mesmo?”. É, foi só isso. Saí rindo e incrédulo ao mesmo tempo. Segui para a barraca seguinte e aí a resposta foi a seguinte: “Tá geladinho não, moço”. Só, mais uma vez. Ok, seguimos. Na terceira o rapaz falou: “Caraca, ainda não tá gelada não, muléque! Tenta na banca do Nilton”. Aí deu uma assobiada, tentando contato com o Nilton, que fez um aceno representando mais uma negativa envolvendo a temperatura dos malditos cocos. Aí me estressei e segui o meu rumo, já que a água de coco não iria rolar, né. Passada a sede, achei graça do que aconteceu. Ninguém resolveu o meu “problema”, mas não foi por mal, sei lá. É o jeito natural, descompromissado, até inocente do carioca. Mais tarde eu estava almoçando, aí passou um cara por mim e falou: “Tá bom esse rango aí?”, aí eu meio que reagi no susto concordando com a cabeça, que sim, tava bom, e ele: “Demorô! Vô pegá um desses aí. Valeu, parceiro!”. Isso é o Rio. A informalidade do carioca é algo que gosto muito, e que pode ser considerado um sinônimo. Não tem muito filtro, eles simplesmente são quem são e fazem o que costumam fazer, independente de quem seja, goste ou não. Autenticidade. É divertido e surreal. O sotaque deles me soa um tanto quanto prepotente e debochado, mas eu também acho isso legal. Me parece que eles simplesmente vivem. E eles estão certos. Não tem muitas amarras, eles são o que são. O carioca se veste de forma despojada, como ele se sente melhor. Nós temos inveja dos cariocas. Pelo local privilegiado onde moram, por eles serem como são, pelo seu entusiasmo, pelo seu carisma. Por serem cariocas. O Rio é f***, e os cariocas também são. Se não gosta deles: demorô, múlequi!

FARROUPILHA, 21 DE FEVEREIRO DE 2020

Obras de destaque “Spotlight” foi grandioso ao retratar o incessante trabalho na Redação do Boston Globe, não de graça venceu o Oscar e ficou em vice na avaliação, onde também merece aplausos as ótimas sequências de “Blade Runner”, com a direção do canadense Denis Villeneuve, e de “Trainspotting”, com o veterano Danny Boyle conferindo em “T2” um pouco de bom senso e lógica à insanidade que notabilizou o original

13) Tudo Pelo Poder 14) Drive 15) Animais Noturnos 16) Nasce uma Estrela 17) Para Sempre Alice 18) A Dama de Ferro 19) Tese Sobre um Homicídio 20) O Gênio e o Louco 21) Mapas Para as Estrelas 22) T2 Trainspotting 23) Os Homens que não Amavam as Mulheres


Inside

FARROUPILHA, 21 DE FEVEREIRO DE 2020

Cinema Posição/Filme 24) Velvet Buzzsaw 25) Viva 26) Birdman 27) Rua Cloverfield 10 28) Em Transe 29) Macbeth 30) Demônio de Neon 31) O Lobo Atrás da Porta 32) Manchester à Beira-Mar 33) A Garota na Teia da Aranha 34) La La Land 35) O Lugar Onde Tudo Termina 36) Garota Exemplar 37) O Homem nas Trevas

Direção Dan Gilroy Paddy Breathnach Alejandro González Iñárritu Dan Trachtenberg Danny Boyle Justin Kurzel Nicolas Winding Refn Fernando Coimbra Kenneth Lonergan Fede Alvarez Damien Chazelle Derek Cianfrance David Fincher Fede Alvarez

Sofisticada Obra do dinamarquês Nicolas Winding Refn prova que ele é um dos talentos da nova safra

38) Eu, Tonya 39) O Espião que Sabia Demais 40) Roman J. Israel 41) Vice 42) O Homem Mais Procurado 43) Interestelar 44) O Rastro 45) Azul é a Cor Mais Quente 46) O Abutre 47) Livre 48) O Artista 49) História de um Casamento 50) Duas Rainhas

Paulo Roque Gasparetto prgasparetto@terra.com.br

Ano 2018 2016 2014 2016 2013 2015 2016 2013 2016 2018 2016 2013 2014 2016

País Estados Unidos Cuba/Irlanda Estados Unidos Estados Unidos Inglaterra Inglaterra Estados Unidos Brasil Estados Unidos Estados Unidos/Suécia Estados Unidos Estados Unidos Estados Unidos Estados Unidos

Imagens: Reprodução

Triste e real As agruras e as misérias da ditadura cubana evisceradas pelo irlandês Paddy Breathnach

9

Tenso ao extremo Em ascensão O jovem cineasta uruguaio A atriz australiana Margot Fede Alvarez é outro a ganhar Robbie tem tudo para ser projeção no suspense/terror a nova estrela de Hollywood

Craig Gillespie Tomas Alfredson Dan Gilroy Adam McKay Anton Corbijn Christopher Nolan J.C. Feyer Abdellatif Kechiche Dan Gilroy Jean-Marc Vallée Michel Hazanavicius Noah Baumbach Josie Rourke

2017 2011 2017 2018 2014 2014 2017 2013 2014 2014 2011 2019 2018

Estados Unidos Inglaterra Estados Unidos Estados Unidos Inglaterra/Alemanha Estados Unidos Brasil França Estados Unidos Estados Unidos França Estados Unidos Inglaterra/Escócia

Vida: dom e compromisso A Campanha da Fraternidade é um modo especial pela qual a Igreja no Brasil vivencia a Quaresma. É sempre um convite para renovar a vida e a fé, para lembrar a fragilidade da vida. Assim, por meio do tema da Campanha da Fraternidade – Fraternidade e Vida: Dom e Compromisso e o lema: “viu, sentiu compaixão e cuidou dele” (Lc 10,33-34), somos convidados a refletir sobre o significado mais profundo da vida em suas diversas dimensões: pessoal, comunitária, social e ecológica. A vida é essencialmente samaritana, tal qual o homem que interrompeu sua rotina para cuidar de quem estava caído à beira do caminho. O Texto-Base nos oferece um panorama completo com uma abordagem fundamentada para cada um dos pilares, “viu, compadeceu e cuidou”. Segundo o Papa Francisco, esta parábola se tornou paradigmática da vida cristã: “tornou-se o modelo de como um cristão deve agir”. A misericórdia diante de uma vida humana na situação de necessidade é a verdadeira face do amor. Uma novidade desta Campanha da Fraternidade é o site especial https://campanhas.cnbb. org.br/. A página simplifica a consulta dos usuários, uma vez que as pesquisas dos materiais podem ser realizadas por Campanhas. Outra novidade é que o site agora pode ser acessado através de aparelhos mobile, permitindo que o usuário possa acessar/baixar os materiais utilizando celulares ou tablets. Além disso, o novo site dá acesso a uma cronologia detalhada sobre as edições das Campanhas já realizadas, permitindo ao usuário consultar informações detalhadas sobre cada uma delas. Já em nossas comunidades, os encontros em preparação à Pascoa deste ano têm como lema: “Cristo vive e te quer vivo!”. Trata-se da abordagem do Papa Francisco na Exortação Apostólica Pós-Sinodal Christus Vivit. O cuidado com a vida perpassa todos os encontros quaresmais. Os subsídios, elaborados pelo Regional Sul 3, contém a proposta de quatro encontros para serem realizados em grupos de famílias. Acompanha o roteiro dos encontros uma figura da Cruz, com Jesus Cristo Ressuscitado. Também tem uma sugestão de celebração penitencial que se realizará de acordo com o planejamento de cada comunidade. Permita o Bom Deus que cada comunidade e grupo de pastoral que possam fazer o mesmo, assim como fez o bom samaritano. Jamais passemos indiferentes diante do próximo que necessita de socorro, nem encontremos desculpas para negar a caridade, pois seremos julgados pelo amor. Fazei-nos solidários, acolhedores e promotores da vida. * Pároco da Paróquia Sagrado Coração de Jesus e doutor em Comunicação


Inside

10

FARROUPILHA, 21 DE FEVEREIRO DE 2020

Sétima Arte

Perversidade

sedutora

“Ted Bundy: A Irresistível Face do Mal” narra jornada criminosa de um dos maiores serial killers da história, baseado nas memórias de Liz Kendall, companheira e grande amor de sua vida

O

s Estados Unidos ainda sequer tinham conseguido compreender como se dera a atuação do Zodíaco, o assassino em série que matou 14 pessoas no final dos anos 60 e que até hoje permanece como um mistério, já que nunca foi capturado, quando um novo serial killer começou a atacar. Theodore Robert Bundy é considerado o terceiro maior criminoso em série dos Estados Unidos. Estima-se que ele tenha matado 37 jovens entre 1974 e 1978. O filme produzido pela Netflix faz uma abordagem diferente do psicopata, já que se baseia no livro “O Príncipe Fantasma: Minha Vida com Ted Bundy”, escrito em 1981 por sua companheira e grande paixão de sua vida, Elizabeth Kendall. Foi em Seattle, em 1969, que o encontro aconteceu. Estimulada pela amiga Joanna (Angela Sarafyan), Liz (Lily Collins) vai até um bar de faculdade para curtir um pouco a vida. Mãe soleira, sua rotina girava em torno do trabalho e dos afazeres domésticos. De uma beleza singular, ela logo chama a atenção de Ted (Zac Efron),

que era sua antítese. Enquanto ela era frágil, insegura e tímida, ele era charmoso, confiante e muito persuasivo. Ted foi um sopro de esperança, um renascimento para Liz que tinha uma vida pra lá de enfadonha e acaba facilmente se entregando aos encantos do namorado. Ele vivia entre Seattle e Utah, onde passou a frequentar a Universidade no curso de Direito e foi, a partir de 1974, que estudantes universitárias começaram a desaparecer nos Estados de Washington e Oregon. Ted acaba detido por uma infração de trânsito e, a partir dela, a polícia começa a suspeitar que ele possa estar envolvido nos assassinatos. O filme não é narrado de maneira linear, conta com fragmentos de história que são encaixados à medida que os fatos se desenrolam e está repleto de imagens reais do caso, muitas delas que foram reproduzidas de maneira fiel na obra do diretor Joe Berlinger, que teve roteiro adaptado por Michael Werwie e que respeita muito à fonte que bebeu: o relato de Liz em sua obra literária. Tanto que a violência perpetrada contra as jovens está implícita na obra. A perspectiva é da companheira e o quanto ela teima em admitir

que Ted não é o responsável pelas bárbaras mortes. Preso em Utah, transferido para o Colorado, onde também havia feito vítimas, ele foge da prisão e vai parar na Flórida, onde aumenta o seu banho de sangue até ser, de fato, capturado e levado à jul-

gamento. A trama mantém meio que intocado o mito que gira em torno do serial killer. Extremamente sedutor, Ted tinha uma legião de fãs, algo que, em território americano, só encontra paralelo no casal de criminosos Bonnie & Clyde.


FARROUPILHA, 21 DE FEVEREIRO DE 2020

Sétima Arte

Inside

11

Brian Douglas/Netflix Imagem: Reprodução

Devoção cega Ted Bundy (Zac Efron) apresenta a namorada Liz Rendall (Lily Collins) para sua amiga Carole Ann Boone (Kaya Scadelario): só um amor desmedido para fazer a dupla crer na inocência do cruel assassino

Muitos trabalharam de maneira decisiva na captura e condenação do psicopata, como o detetive Mike Fisher (Terry Kinney), o xerife Ken Katsaris (Kevin McClatchy) e, em especial, o promotor Larry Simpson (Jim Parsons), de atuação fundamental e incisiva no tribunal, comandado pelo juiz Edward Cowart (John Malkovich). Não apenas Liz acreditava piamente na inocência de Ted como também sua amiga Carole Ann Boone (Kaya Scodelario), que era apaixonada pelo criminoso e que fica a seu lado durante todo o julgamento. Ele foi transmitido ao vivo e nele é possível perceber o poder de persuasão de Ted, sua inteligência acima da média e como desmantelou muitos argumentos da acusação a partir do momento que destituiu seu advogado e assumiu o comando da própria defesa. Zac Efron parece ter rompido (para o bem dele, claro) o rótulo de galã da Disney e teve uma performance de luxo vivendo o serial killer, fundamentalmente incorporando a narrativa charmosa, sedutora e, sobretudo, cretina e desonesta de não admitir a culpa por seus crimes e jurando inocência a qualquer custo. Se a perspectiva do assassino em série é esta mesmo, de mentir e corromper a verdade sem qualquer tipo de constrangimento, a perspectiva de Liz é de uma angústia sem fim. Não somente porque amava Ted, mas porque, à medida que a trama avança, ela vai sendo consumida por um sentimento de culpa que aniquila sua própria existência. E esse tormento avassalador é potencializado a cada instante em que o assassino reforça sua inocência. Uma dor que será amenizada com o desfecho do julgamento e com a condenação à pena capital de Ted, mas que nem por isso tem o poder de passar incólume pela história de Liz, deixando uma ferida aberta que jamais cicatrizará.

Título original Extremely Wicked, Shockingly Evil and Vile Título traduzido Ted Bundy: A Irresistível Face do Mal Direção Joe Berlinger Roteiro Michael Werwie Gênero Drama Duração 109 minutos País Estados Unidos Ano de produção 2019 Estúdio Voltage Pictures Cota Filmes Third Eye Distribuição Netflix


12

Horóscopo Áries - 21/03 a 20/04

Você está transitando uma nova fase com amigos ou na condução dos seus projetos. É necessário ser flexível e ter jogo de cintura para interagir com os imprevistos, porque mudanças podem acontecer. É um excelente semana para conectar-se às oportunidades.

Touro - 21/04 a 20/05

É essencial mudar o seu campo de visão sobre as coisas e as pessoas que o cercam. O futuro passa por mudanças e o céu pede de você flexibilidade e permissão para que novas experiências entrem. A sabedoria é a chave para desenvolver os seus projetos.

Gêmeos - 21/05 a 20/06

O céu lhe traz um novo campo de visão, e isso pode modificar as suas crenças e as suas ideias sobre assuntos que estavam enraizados. O autoconhecimento é essencial para permitir mudanças. O seu caminho profissional está protegido e abençoado.

Câncer - 21/06 a 20/07

O céu pede uma nova postura para interagir com os recursos, principalmente aqueles que estão direcionados aos seus projetos. Avalie as condições e faça a diferença. Você está sendo amparado por pessoas boas e a sabedoria é um combustível necessário para se relacionar.

Leão - 21/07 a 22/08

Busque entender a dificuldade de uma pessoa importante para o seu desenvolvimento antes de tomar qualquer decisão. As mudanças são inevitáveis e necessárias para que ambos progridam. O trabalho está sendo impulsionado e há proteção em suas decisões.

Vírgem - 23/08 a 22/09

A pressa de mudar aspectos no trabalho é intensa, mas pode atrapalhar as relações de convivência. Busque a flexibilidade e desenvolva a adaptação. Você está transitando um excelente ciclo de autodesenvolvimento e tudo isso potencializa as suas qualidades e os seus talentos.

Libra - 23/09 a 22/10

Você está transitando um ciclo de mudanças que afetam a autoestima e as relações com os filhos. Busque interagir com as mudanças com permissão e aceitação. As relações familiares passam por curas, e isso é positivo para seguir mais leve a novos valores pessoais.

Escorpião - 23/10 a 21/11

Você está passando por uma transição significativa em família, então deve avaliar as mudanças com flexibilidade para evitar barreiras ainda maiores. O relacionamento pode ser afetado. É preciso ter consciência do seu potencial e ressignificar as relações de convivência.

Sagitário - 22/11 a 21/12

O céu pede atenção com a forma como você se relacionar com as pessoas que participam da rotina e do trabalho. Busque entender as mudanças utilizando a transmissão de informações com mais qualidade. O céu abençoa os resultados financeiros e protege as suas decisões.

Capricórnio - 22/12 a 20/01

Tenha atenção com os imprevistos financeiros e com a forma como vem percebendo o seu valor. Você está num ciclo de mudança profissional. Além disso, você se sente protegido e em condições de se conectar com novas informações e pessoas.

Aquário - 21/01 a 19/02

Você está transitando um novo ciclo, e isso gera mudanças, afastamentos e cortes de pessoas e situações. Busque interagir com as mudanças com flexibilidade e permissão. O céu lhe traz proteção para interagir com decisões financeiras.

Peixes - 20/02 a 20/03

As mudanças pelas quais você vem passando tocam o seu emocional e podem gerar medos e reflexão sobre como deseja interagir com as pessoas à sua volta. Você está num ciclo de proteção e de conexão para alinhar os seus projetos e perceber o que o futuro lhe reserva.

Inside

FARROUPILHA, 21 DE FEVEREIRO DE 2020


FARROUPILHA, 21 DE FEVEREIRO DE 2020

VENDE-SE TERRENO DE ESQUINA, com 1.377m², a uma quadra da rodoviária e do Shopping Centro de Compras. Contatar através do telefone: (54) 991.181.642. Vendo terreno. Excelente negócio! BARBADA! Localizado no Bairro Imigrante, medindo 12,00 x 33,00 (396m²). APENAS R$ 135.000,00. Tratar diretamente com proprietário. (54) 999.680.419. Farroupilha: para você homem discreto, que procura uma boa massagem para relaxar, agora você já tem o local certo! “PRAZER PICANTE”, você encontra as mais BELAS GAROTAS! Local central. Venha conhecer! Fone: (54) 991.430.723. Segunda a sábado. Dani, loirinha de olhos claros! Sempre pronta para o prazer! Disponível das 9h às 16h, com atendimento com local próprio. Contatar pelo fone (54) 996.145.503. Pamela: loira bronzeada, siliconada, 25 aninhos, boca carnuda, pronta para satisfazer suas fantasias e desejos. Contato pelo fone (54) 991.430.723, das 9h às 20h Está a fim de fugir da rotina com uma gata sensacional? Então venha passar esse momento comigo. Sou a Pati, uma moreninha pronta para te enlouquecer. Atendimento em local central e discreto (54) 996.145.503 ou (54) 991.430.723, das 13h30min às 18h. Lu, morena sensual, para você que quer relaxar. Venha me conhecer, prazer garantido. Atendimento central (54) 996.145.503. Venha me conhecer! Mulatinha cor do pecado, dos teus sonhos! Realizo seus desejos e fetiches, sou carinhosa! Eu sou a Manu! Entre em contato e agende seu horário, atendimento em meu local central e bem discreto! (54) 996.145.503 ou (54) 991.430.723.


2

Quer relaxar e sentir prazer com uma mulher cheirosa e que adora dividir momentos intensos com você? Venha me conhecer! Paula (54) 991.430.723 ou (54) 996.145.503. Flávia, linda acompanhante para seus desejos mais secretos, com a massagem relaxante para seus momentos de tensões! Agende seu horário através do fone (54) 991.430.723 ou (54) 996.145.503. Bianca para você que quer algo diferente, com aquela massagem para seus momentos de estresse. Agende comigo (54) 996.145.503 ou (54) 991.430.723. Oi! Me chamo Manu, tenho 28 anos, sou morena clara com cabelos cacheados! Carinhosa e atenciosa! Para você que está naqueles momentos precisando de uma massagem relaxante e tântrica. Venha se descontrair! (54) 996.145.503, (54) 991.430.723 ou (48) 991.730.233. Renata loira / Ana Paula morena, juntas ou separadas, com aquele atendimento especial! Agende conosco (54) 996.155.503 ou (54) 991.430.723.

FARROUPILHA, 21 DE FEVEREIRO DE 2020


Setor Primário

P a r te i n te g r a n te d a E d i ç ã o 6 2 6 . N ã o p o d e s e r ve n d i d o s e p a r a d a m e n te

21 d e feve r e i ro d e 2 0 2 0 Ramon Cardoso

Riqueza interior O trio Paula, Marcia e Gustavo integra o time da Emater/RS-Ascar, entidade que tem Setor Primário farroupilhense mapeado e, com isso, consegue desenvolver ações e iniciativas para fortalecer ainda mais a atividade produtiva

Páginas 3 e 6

Feira Livre do Produtor Rural e Agroecológica: oções para o consumidor farroupilhense

Ações movimentam Largo Carlos Fetter Páginas 2 e 4

Ano decisivo debate o futuro do kiwi com iniciativas para reativar a cultura na cidade Busca por retomada do protagonismo Páginas 8 e 10

A pesquisadora farroupilhense da Embrapa que representa o Brasil em evento na Noruega Lia no Banco Mundial de Sementes Página 9


2

FARROUPILHA, 21 DE FEVEREIRO DE 2020

FEIRA DO PRODUTOR

Diretamente à mesa do consumidor É o sabor do interior que chega à cidade: produtos do campo e de agroindústrias de Farroupilha à venda em Feira Livre Ramon Cardoso

À

s quartas, das 14h30min às 18h, e aos sábados, das 7h às 11h, a área coberta do Largo Carlos Fetter ganha movimentação de quem procura por produtos fresquinhos, bons preços e a qualidade que vem da garantia do agricultor. É a Feira Livre do Produtor Rural. Já tradicional na cidade e consolidada como bom endereço para quem busca produtos diferenciados e saborosos, também valoriza a mão de obra local e abrevia a distância entre o campo e a mesa do consumidor. O coordenador dos feirantes, que também estão organizados em Associação, é Marcelo Somacal. São frutas, verduras, legumes, produtos coloniais e de agroindústrias, artesanato e muito mais. No primeiro sábado de cada mês abriga ainda a Feira do Peixe. O bom mesmo é conferir de perto os produtos da época, fazer bons negócios e adquirir o que é necessário para bem alimentar toda a família.

Turma do campo Feirantes comercializam seus produtos às quartas e aos sábados

Nailde Valandro Itamar Giacomin Oscar Crocoli Flávio Fabro Inete Cecato Amandio Troes Francisco Crocoli Antônio Gheno

Conheça os feirantes Deoclécio Bertuol Valdir Gregolin Domingos Bartelle Valdecir Cerbaro Pedro Gajardo Claimar Gasperin

Marcelo Somacal Jovani Campeol Iracema Antoniazzi Luciano Krindges Eliane Bohn Ismael Weirich Associação dos Artesãos Remi Chiele


3

FARROUPILHA, 21 DE FEVEREIRO DE 2020

PARCEIRA DO PRODUTOR RURAL

Emater/RS-Ascar: demandas e necessidades do Setor Primário

A

s diretrizes estratégicas institucionais estão bem definidas no planejamento da Emater/RS-Ascar: defesa e garantia de direitos, inclusão social e produtiva, ações socioambientais e melhoria das condições de trabalho. São a partir delas que as ações de Marcia Inês Berti Georg, chefe do Escritório Farroupilhense, dos extensionistas rurais na área de Agronomia, Gustavo Ayres e Paula Kunde Milech, e do estagiário Lucas Brustolin, são conduzidas. E essa condução, necessita, sobretudo, ser precisa. Afinal de contas, cabe ao grupo prestar assistência técnica e extensão rural e social a 927 famílias, espalhadas por 50 localidades do município, a esmagadora maioria no interior, onde a Emater/RS-Ascar cobre 1.625 estabelecimentos, sendo 1.312 de origem familiar. Para isso ser executado é imprescindível a atuação em parceria com as três esferas de governo: municipal, estadual e federal. Neste início de 2020 está sendo colocado em prática o Plano Operativo da Assistência Técnica e Extensão Rural e Social, o primeiro do quadriênio que integra o Planejamento Plurianual para o município, de 2020 a 2023. Neles estão definidas as iniciativas nas mais variadas áreas, que vão da viticultura ao crédito rural, da fruticultura à gestão ambiental. Todas discriminadas com seu público beneficiado, as ações previstas e com projeção do impacto esperado dentro do período em questão. São 32 eixos temáticos que envolvem praticamente todas as famílias do interior (veja na tabela ao lado). “Em Farroupilha temos uma diversidade grande de culturas, muitas famílias produzindo. Isso exige bastante da entidade, que é responsável por dar orientação técni-

Ramon Cardoso

Escritório local tem município mapeado e trabalha no sentido de desenvolver ainda mais o rico interior ca. O que percebi também, neste período em que estou atuando na cidade, é que o pessoal do interior é muito empreendedor. Eles recebem uma orientação e, na visita seguinte, já colocaram em prática o que foi recomendado”, destacou Gustavo, que está na Emater/RS-Ascar há sete anos e, em maio, completa dois no município. Esse empreendedorismo exige ainda mais dos técnicos.

Emater/RS-Ascar Trabalho de Paula, Marcia e Gustavo estão em perfeita sintonia com os produtores rurais farroupilhenses

Exigência de conhecimento para atender demandas do interior “É um trabalho desafiador, pela diversidade produtiva, pelo nível tecnológico. Com o tempo vamos conhecendo mais as culturas, mas é fundamental saber de tudo e ir se reciclando, aprimorando. Os produtores exigem esse nível de conhecimento e temos que estar preparados para dar as respostas às demandas solicitadas”, comentou Paula, que integra os quadros da Emater/RS-Ascar desde 2011 e a equipe farroupilhense desde setembro de 2016. Chefe do Escritório Local há uma década e rumando aos 29 anos no órgão, em junho, Marcia, que também atua como extensionista rural na área social, corrobora a manifestação dos colegas. “Trabalhar em Farroupilha requer muita dedicação, envolvimento com as comunidades e estudo, seja sobre as culturas, parte econômica ou relacionamentos sociais. É um aperfeiçoamento constante. Estamos sempre aprendendo, mas não só aprendendo, como também executando essa aprendizagem. O produtor farroupilhense tem uma visão de vanguarda. Contamos também com muitas parcerias com órgãos das três esferas de governo, que são vitais, pois nos auxiliam na aplicação das políticas e no atendimento das necessidades do interior”, esclarece Marcia.

Planejamento Plurianual do Escritório Municipal (2020/2023)

Atividade Viticultura Segurança e soberania alimentar Acesso às políticas públicas, a direitos sociais e socioassistenciais Laranja Pêssego Agricultura de base ecológica Agroindústria Alho Artesanato Assessoramento à gestão rural Ater com idosos Ater indígenas Ater mulheres rurais Bergamota Bovinos de leite Cebola Crédito rural Educação e promoção da saúde Fomento à inclusão social e produtiva Fruticultura (exceto as específicas) Geoprocessamento Gestão ambiental Juventude rural Milho grão Morango Olericultura (exceto as especificadas) Organização rural Plano operativo e relatório de atividades Promoção da cidadania e organização social Secagem e armazenagem de grãos Solos Tomate

Famílias envolvidas (2020) 400 130 450 20 103 20 16 10 35 16 50 10 80 15 20 10 100 150 9 86 80 35 25 25 23 45 430 150 110 4 150 10


4

FARROUPILHA, 21 DE FEVEREIRO DE 2020

FEIRA ORGÂNICA

Garantia de produtos ecológicos Quinta é dia de comprar alimentos livres de agrotóxicos diretamente de produtores certificados no Largo Carlos Fetter presidida por Pedro Lovatto. Todos possuem certificado de produtor orgânico e constam no Cadastro Nacional de Produtores Orgânicos do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. O coordenador da Feira é Antoninho Miri. Mesmo que bem movimentada, os agricultores garantem que têm capacidade para atender a uma demanda maior de público e o chamado é para que a população prestigie os feirantes e conheça produtos que garantem vida mais longa e saudável.

Juliana Inês Casa Barbieri

H

á cerca de sete anos acontece a Feira Agroecológica de Farroupilha. São frutas, verduras, legumes, grãos, farinhas, geleias, suco de uva, vinho, mel e muito mais, tudo adqurido com produtores certificados. É a garantia de levar saúde para as refeições da família. Acontece todas as quintas, das 11h às 16h, na área coberta do Largo Carlos Fetter. Os participantes integram a Associação Farroupilhense de Agroecologia (Afagro) que é

Conheça os feirantes

Antoninho e Maria Miri Elói e Maria Pandolfi Sérgio Barbieri Pedro José e Margarida Lovatto Sizandra Inês Ribacki e Stefano Marchese Ana Lenir Zanoni da Silva e Luis Clésio Lopes da Silva Luis e Loreci Pazzini (de Boa Vista do Sul)

Feirantes agroecológicos À espera dos clientes: participantes comercializam seus produtos às quintas, com variedade e garantia de saúde


6

FARROUPILHA, 21 DE FEVEREIRO DE 2020

DO SETOR PRIMÁRIO AO SECUNDÁRIO

Família Zamboni e a agroindústria sedimentada numa cultura da terra Vinícola colonial aposta no pioneirismo e na herança de sangue para estabelecer negócio que promete bons frutos na Linha 30

Tradição familiar mantida e reafirmada: pequena vinícola que vira agroindústria “A Emater nos abriu esse caminho. Sempre produzimos vinho, desde os tempos do nono (o avô Vitório Zamboni, que iniciou a tradição), mas a produção era para consumo próprio e para amigos e vizinhos. Agora existe essa possibilidade de ampliação por meio da agroindústria, algo que permitirá um ganho maior”, salientou Juarez que, ao lado do pai, Danilo, comanda o negócio. Juarez, aliás, é o único dos quatro filhos que permanece

Ramon Cardoso

F

oi há pouco mais de dois anos que a família Zamboni, moradora da Linha 30, manteve o primeiro contato com a Emater/RS-Ascar. A intenção era de transformar a pequena vinícola colonial na primeira agroindústria do segmento no município, o que está se tornando realidade. Vinculada à Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (SEAPDR), a Emater/RS-Ascar viabilizou a inclusão da pequena vinícola no Programa Estadual de Agroindústria Familiar, que permite a emissão de nota fiscal e até mesmo participação da agroindústria em feiras. Há algumas limitações, como a produção, que tem que ficar dentro dos 20 mil litros ao ano, mas que atende perfeitamente a capacidade produtiva e a demanda de momento. “A grande vantagem é que o produtor continua vendendo pelo CPF, pelo Talão do Produtor, mas a matéria-prima, a uva, tem que ser da produção familiar. A quantidade da bebida é limitada a 20 mil litros/ano, porém a agroindústria está autorizada a produzir, além dos vinhos, espumante e suco de uva, por exemplo”, destacou a extensionista rural na área da Agronomia, Paula Kunde Milech, que acompanhou todo o trabalho realizado ao longo dos últimos anos.

Receita de sucesso Marcia, o casal Danilo e Delmira, com o filho Juarez, o neto Bernardo, e Paula: trabalho da Emater/RS-Ascar gerando desenvolvimento e riqueza no interior farroupilhense e possibilitando permanência das famílias em atividades no campo

no interior, ao lado da esposa Juscélia e do filho Bernardo. O desenvolvimento de agroindústrias é fundamental para evitar um outro problema. “Com isso estamos oferecendo às famílias uma possibilidade de renda extra, de ter um negócio e conseguimos conter um pouco do êxodo rural, que é muito forte no interior e em especial aqui, na Linha 30. Das cerca de 60 famílias que produziam na localidade, resta uma meia dúzia. Por isso essas políticas públicas são importantes, pois abrem possibilidade dessas famílias permanecerem no interior”, destaca Marcia Inês Berti Georg, chefe do escritório farroupilhense da Emater/RS-Ascar. Na Linha 30, a uva é a cultura predominante.

Na propriedade dos Zamboni, os sete hectares produzem cerca de 250 mil quilos da fruta. Destes, 30 mil são destinados à vinícola. Na produção familiar estão vinhos Bordô, Lorena, Moscato, Niágara e Rosé, armazenados nas pipas e que devem iniciar comercialização em breve, com o rótulo prestes a ser obtido. Além da Emater/RS-Ascar, também foi decisivo o apoio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural, SEAPDR e do Sindicato dos Trabalhadores Agricultores Familiares de Farroupilha (Sintrafar). Cada um em seu campo de atuação contribuiu para que a cultura vinícola da família Zamboni fosse mantida, agora como uma pioneira agroindústria.


8

FARROUPILHA, 21 DE FEVEREIRO DE 2020

AGRICULTURA

Força-tarefa em prol do kiwi Cultura que já foi símbolo da cidade volta a reunir entidades e a intenção é de criar uma associação para o setor Arquivo Jornal Informante

P

ara o kiwi voltar a reinar em Farroupilha uma mobilização está envolvendo diversos segmentos a fim de garantir a continuidade do plantio, ampliar a área e fortalecer o setor. Uma reunião realizada em janeiro entre Emater/RS-Ascar, prefeitura, Câmara de Vereadores, universidades, produtores de kiwi e instituições ligadas à agricultura debateu a melhor forma de conduzir a situação. Entre as estratégias está a criação de uma Associação para amparar os produtores, fomentar pesquisas, troca de experiências, discutir introdução de novas variedades e assegurar melhores condições de investimento. Outro ponto a ser efetivado é a realização de um Seminário que deverá acontecer ainda neste ano para debater o cultivo do kiwi. Um dos culpados pela quebra nas áreas de plantio, hoje quase 50% inferior, é uma doença ocasionado pelo fungo ceratocystis fimbriata, que provoca a mortandade dos pés. O município chegou a ter 130 hectares de plantio da fruta, hoje são estimados 70. Um novo encontro entre os setores deverá ser realizado no próximo mês para dar prosseguimento às resoluções.

Para fortalecer a produção do kiwi Segmento se mobiliza para incentivar ampliação da área de plantio e conduzir pesquisas de melhorias nos pomares


9

FARROUPILHA, 21 DE FEVEREIRO DE 2020

PENSANDO NO FUTURO

Pela segurança alimentar do planeta Farroupilhense Rosa Lia Barbieri viaja nesta sexta à Noruega onde representa o Brasil em cerimônia no Banco Mundial de Sementes

Ela viaja à Noruega e se tornará a primeira mulher da América Latina a fazer parte do Comitê Consultivo que valida o Banco Mundial de Sementes e a única representante do Continente Americano (são 11 integrantes de vários continentes), posto que ocupará por dois anos. Localizado no Círculo Polar Ártico, em Longyearbyen, a cidade mais ao norte do planeta em que é possível chegar de avião, no arquipélago de Svalbard, o Banco Mundial de Sementes tem o objetivo de salvaguardar a diversidade das espécies de plantas com importância para a alimentação e agricultura no mundo. Inaugurado há 12 anos, ele conta com sementes de 200 Países. No mês passado, a Embrapa enviou ao Banco cerca de 3,5 mil sementes de diversas variedades como arroz, milho, cebola, pimentas e cucurbitáceas, que são melancia, pepino, abóboras. Uma primeira remessa já havia ocorrido em 2012. Lia representa o Brasil na cerimônia que acontece na próxima terça, onde acontecerá o depósito de sementes de 30 instituições de pesquisa de diferentes Países, ato que contará com

Riqueza nacional Com Celso Moretti, presidente da Embrapa, Lia apresenta material que foi enviado ao Banco Mundial e, na foto abaixo, com parte da equipe responsável pela preparação das amostras Maria Devanir Heberlê

Lia: representante das Américas no Comitê Consultivo do Banco

a presença da primeira-ministra norueguesa, Erna Solberg, além de delegados de várias nações e de representantes de bancos de germoplasma. “É uma experiência emocionante. Ter sido convidada para compor o Comitê Consultivo do Banco Mundial de Sementes de Svalbard, como única pessoa representando as Américas, é o reconhecimento da importância do trabalho da Embrapa na conservação dos recursos genéticos. É uma grande honra. Poder organizar e acompanhar o envio dessas sementes de hortaliças e cereais para depósito naquele Banco é uma oportunidade para divulgar a riqueza do patrimônio genético das nossas variedades tradicionais, um legado que os nossos agricultores deixam para as futuras gerações”, declarou a farroupilhense. Construído no interior de uma montanha onde havia uma mina de carvão, o Banco é uma espécie de bunker formado por um conjunto de câmaras frias que conserva as sementes a uma temperatura natural de -18ºC, mantendo, assim, sua capacidade germinativa. O local foi projetado para resistir a catástrofes climáticas e até mesmo a explosões nucleares. Conforme destacou Lia, o bunker tem capacidade de estocagem de 4,5 milhões de amostras de sementes e é financiado pelo consórcio internacional Crop Trust.

Katia Marsicano

B

ióloga formada pela UCS com mestrado e doutorado em Genética pela UFRGS, a farroupilhense Rosa Lia Barbieri é pesquisadora da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) desde 2002. Atuou por 17 anos na Embrapa Clima Temperado, em Pelotas, e há um ano assumiu o cargo de supervisora da rede de bancos de germoplasma de plantas do órgão, na Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, em Brasília. Professora colaboradora do Programa de Pós-Graduação em Agronomia da UFPel, Lia tem publicados 146 artigos científicos em revistas, 20 livros, além de orientar 22 dissertações de mestrado, 19 teses de doutorado e oito trabalhos de pós-doutorado. Não bastasse isso, a farroupilhense também é vice-presidente da Sociedade Brasileira de Recursos Genéticos. Nesta sexta, Lia acrescenta mais um importante dado a seu impressionante currículo.

Futuro: um trabalho minucioso de prevenção e segurança alimentar “As sementes são enviadas em embalagens aluminizadas hermeticamente fechadas, identificadas com código de barras, e organizadas em caixas plásticas lacradas. Coletadas em todo o território nacional ao longo de 50 anos, essas sementes são conservadas nos bancos de germoplasma da Embrapa e agora terão mais uma cópia de segurança naquele Banco Mundial Sementes. É importante destacar que somente o País que faz o depósito no Banco pode ter acesso a essas sementes. Nenhum outro pode resgatar esse material. Funciona como uma conta bancária: somente quem faz o depósito poderá sacar o que foi depositado”, explica a pesquisadora. O trabalho é um dos pilares do órgão. “A conservação das plantas de im-

portância para a alimentação e a agricultura é uma preocupação da Embrapa desde sua criação, em 1973. A empresa tem hoje uma grande rede de bancos de germoplasma distribuídos em várias unidades da Empresa, de Norte a Sul do país. Uma cópia de segurança desses bancos fica em Brasília, na Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, o maior banco gené-

tico vegetal da América Latina, com mais de 120 mil amostras de sementes de cerca de 670 espécies agrícolas de importância socioeconômica. O Banco Mundial de Svalbard oferece a oportunidade de termos mais uma cópia de segurança desse material, e dá visibilidade ao Brasil no cenário mundial em termos de riqueza do patrimônio genético”, finaliza Lia.


10

FARROUPILHA, 21 DE FEVEREIRO DE 2020

PRODUTOR

Olhar de experiência com o kiwi Mesmo com fungo tendo causado perdas nas últimas safras, Claimar Gasperin mantém plantio em propriedade de Monte Bérico parte do seu pomar atingido pelo fungo ceratocystis fimbriata, que causa a mortandade das plantas. “Tive perda de cerca de 30% nos últimos sete ou oito anos”, confirma Gasperin que, mesmo não prevendo a expansão da área de plantio, investe para manter a produtividade do pomar e dar sequência às colheitas. A maior área de cultivo é da variedade Bruno e a safra do kiwi acontece entre os meses de abril e maio. A baixa na produção que está projetada para este ano teve como agravo as chuvas na época de floração da planta, que prejudicou a vinda dos frutos. Registro da última safra Gasperin mantém plantio de kiwi no 3º Distrito há mais de 25 anos

Arquivo Jornal Informante

“P

lanto kiwi há mais de 25 anos”, destaca Claimar Luiz Gasperin, 62 anos, que tem previsão de colheita de 10 toneladas da fruta. Apesar de número inferior em relação à última safra, que girou em torno de 15 toneladas, aguarda bons resultados na propriedade em Monte Bérico (3º Distrito). A área de plantio é de um hectare e a comercialização é feita por Gasperin diretamente na Feira Livre do Produtor Rural que acontece no Centro de Farroupilha, às quartas e sábados, e uma quantia vai para a empresa Silvestrin Frutas. Também cultiva uva e tem área de parreiral coberto. Apesar do tempo de plantio e da experiência, também teve


Profile for Informantef Informantef

Edição 626  

Jornal Informante (Farroupilha/RS)

Edição 626  

Jornal Informante (Farroupilha/RS)

Advertisement