__MAIN_TEXT__

Page 1

FARROUPILHA

|

ANO XII

|

EDIÇÃO 622

|

24 DE JANEIRO DE 2020

|

R$ 3,00

Em busca de soluções Fabiano Gasperin

ECONOMIA

Instituições se mobilizam para fortalecer o cultivo do kiwi na cidade e uma associação deve ser criada para ajudar no desenvolvimento da cultura Página 8

MATÉRIA ESPECIAL

INSIDE

Deputada destaca conquistas do início de mandato e projeta ações para 2020 Páginas 2 e 3

Egui Baldasso tem projeto aprovado no Mais um atrativo da Sede Campestre Ministério da Cidadania e foca captação já está garantido para esta temporada Capa, página 3 e Editorial Página 10

CIDADE

Fran avalia o ano parlamentar Incentivando jovens a escrever Santa com piscinas aquecidas


2

FARROUPILHA, 24 DE JANEIRO DE 2020

AVALIAÇÃO E PLANEJAMENTO

Bom ano de trabalhos parlamentares Saúde foi a grande pauta da deputada estadual Fran Somensi em 2019 e a previsão é de ampliar as frentes de atuação juliana@jornalinformante.com.br

"S

omos uma equipe jovem, com uma deputada de primeiro mandato, mas com muita vontade de fazer a diferença na vida das pessoas, de trabalhar em prol da nossa população e do nosso Estado que tanto amamos”, avalia a deputada estadual Fran Somensi (Republicanos), em entrevista ao Jornal Informante nesta semana, que marcou também a passagem do Dia do Farmacêutico no Estado, celebrado na segunda, um dos projetos de lei (PL) da própria deputada. Fran teve ainda outros PL de sua autoria aprovados: Farmácia Solidária e a Semana Estadual de Conscientização Sobre a Causa do Luto Parental. Com traquejo de trabalho, afirma que as atividades serão ainda mais intensas neste 2020. Conheça um pouco do que já foi realizado e as metas para mais um ano parlamentar.

Avaliação de 2019

Ainda temos muito a fazer. Não imaginávamos a quantidade de demandas. Trabalhamos de 10 a 12 horas por dia, finais de semana e, mesmo assim, parece pouco para dar conta de tudo. O trabalho de um deputado vai muito além das votações no plenário, tem um papel fundamental de levar as demandas dos municípios e das comunidades até o governo. O deputado, muitas vezes, acaba resolvendo situações que estavam emperradas há tempos, também promove audiências públicas, ofícios de encaminhamento e, claro, provoca a criação de políticas

públicas que beneficiam a sociedade como um todo. Nosso mandato em 2019 foi muito pautado na área da saúde. Só para o Hospital São Carlos nossas ações resultaram na obtenção de mais de R$ 700 mil mensais para a entidade. Levamos à secretária de Saúde do Estado, Arita Bergmann, e ao próprio ministro da Saúde, Henrique Mandetta, processos como a habilitação e qualificação de leitos de UTI, a vinda de recursos do portas de entrada do hospital e da habilitação do São Carlos na alta complexidade em Traumato-Ortopedia. Recorremos a todas as instâncias, inclusive ao presidente da República Jair Bolsonaro. São processos que levavam anos para serem resolvidos, mas que em menos de um ano tivemos grandes resultados.

Adroir Fotógrafo

Juliana Inês Casa Barbieri

Farmácia Solidária como lei estadual

Trabalhamos muito forte a questão da Farmácia Solidária. Desde a campanha deixamos claro que era nosso principal objetivo. Graças a Deus, e ao entendimento dos nossos colegas parlamentares, de que esse programa irá beneficiar milhares de gaúchos, tivemos a oportunidade de aprovar o projeto da Farmácia Solidária, por unanimidade, já no primeiro ano de mandato. Aliás, tivemos quatro projetos já aprovados e que se tornaram leis estaduais ainda em 2019. Já temos mais de 30 municípios que vieram conhecer o projeto em Farroupilha, sendo que muitos já estão em andamento, a exemplo de Flores da Cunha que iniciou a campanha de coleta (de medicamentos) no final do ano passado e Lagoa Vermelha, onde a Farmácia Solidária já está aberta e atendendo a po-

Deputada Fran com o governdor Eduardo Leite Viraram lei: Farmácia Solidária, Dia do Farmacêutico e Conscientização do Luto Parental

pulação. Nosso objetivo e nosso maior sonho é criar uma grande rede de Farmácias Solidárias em todo Estado e acreditamos estar no caminho certo.

Projetos para o ano

Um deles visa diminuir os percentuais de contrapartida para empresas que apoiam e financiam projetos de esporte e cultura, via Leis de Incentivo. As empresas que financiam têm 75% do valor deduzido do imposto, mas precisam aportar 25% do montante. Nosso projeto é que esse percentual seja reduzido para 10%, beneficiando produtores e entidades que terão mais facilidade para captar recursos. A questão das rodovias estaduais

precisamos continuar cobrando. Nosso Estado, além de economizar, precisa de alavancagem em infraestrutura, logística e transporte para vencer a crise. Nosso custo com logística é um dos mais altos do País e com as piores condições do mundo, o que derruba a competitividade de nossas empresas. Estamos trabalhando em projetos de lei para a educação. Acreditamos que é o melhor caminho para o desenvolvimento e prevenção de problemas como segurança pública e drogadição. Vamos continuar trabalhando nas frentes parlamentares na busca de políticas públicas construtivas. Acreditamos construir novos caminhos já em 2020.


FARROUPILHA, 24 DE JANEIRO DE 2020

3

Fotos: Adroir Fotógrafo

Ajuda ao Hospital São Carlos Por intermédio da deputada, HBSC recebe mais de R$ 700 mil ao mês e para 2020 está prevista emenda no orçamento estadual de R$ 160 mil para aquisição de cinco camas elétricas para UTI

Rodovias gaúchas em pauta Audiências públicas em Caxias do Sul, Vacaria e Gramado, organizadas pela Comissão de Defesa do Consumidor da Assembleia Legislativa, onde Fran é vice-presidente

Outras leis de autoria e subscrição da deputada que foram aprovadas Caminhos de Caravaggio, autoria de Carlos Búrigo, subscrita por Fran e Elton Weber; projeto que prevê transparência na farmácia do Estado; Farroupilha e Caxias na Rota das Cervejarias

Fran presidiu três Frentes Parlamentares Logística Reversa de Medicamentos que inclui o processo da produção, distribuição, consumo até descarte correto; em defesa das comunidades terapêuticas e das pessoas com psoríase


4

FARROUPILHA, 24 DE JANEIRO DE 2020

A utilização indevida de marca e o dever de indenizar Thais de Melo Chales *

R

ecentemente foi publicada decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) que condena o Grupo Jequiti a pagar indenização a título de danos morais e materiais à Natura, pela utilização indevida de marcas pertencentes a esta. Na ação movida contra o Grupo Jequiti, a Natura alega que a empresa se utilizou de suas marcas de notório conhecimento nacional, como Natura Erva Doce, Revelar da Natura e Hórus, as quais são devidamente registradas no órgão competente. Os produtos do Grupo Jequiti, indicados como propensos à confusão do consumidor, são os de marca Jequiti Erva Doce Mais, Jequiti Revela e Jequiti Oro, que possuem identificações semelhantes aos produtos comercializados pela Natura e com embalagens e grafias equivalentes. Em virtude desta ação, além de ser condenada em indenização por danos morais e materiais, em razão da violação de direitos de propriedade industrial, o Grupo Jequiti deverá se abster de utilizar marcas registradas pela Natura. Isto porque os produtos extremamente semelhantes poderiam induzir o consumidor a erro, tendo em vista que ele identifica um produto muito mais pela percepção visual do que pela marca em si. Neste sentido, a Lei da Propriedade Industrial (9.279/1996) reprime toda conduta que resulta em con-

corrência desleal entre empresas e considera como crime o uso de expressões ou sinais de propagandas que podem causar qualquer tipo de confusão ao consumidor com relação a produtos ou estabelecimentos. Tal confusão poderia ocasionar à empresa lesada enormes prejuízos financeiros. Neste caso, o relator, ministro Luis Felipe Salomão, afirmou que “tendo em vista que a honra objetiva da empresa se dá por meio de sua projeção externa, a utilização indevida de seus signos identificadores atinge frontalmente seu nome e sua reputação no mundo civil e empresarial onde atua”. Por esta razão, as empresas deverão atentar-se a essas questões e privar-se de comercializar produtos que podem ter relação com marca já registrada, sob pena dos proprietários serem condenados à pena de detenção de três a um ano ou multa, sem prejuízo da apuração de indenização por perdas e danos e eventual apreensão de mercadorias. Vale lembrar que, em 2012, o Grupo Jequiti já havia sido denunciado pela Natura, sob o argumento de que a empresa havia plagiado seus produtos e embalagens. Na época, os produtos comercializados eram da linha “Humor!” da Natura, e da linha “Comix”, da Jequiti. Entretanto, o grupo foi absolvido pela decisão de não serem idênticas em muitos aspectos e a lide foi arquivada. * Advogada da Massicano Advogados


6

FARROUPILHA, 24 DE JANEIRO DE 2020

Um estímulo que é fundamental Quem lê geralmente escreve melhor. Mas não basta somente ler, é também preciso escrever. Ex-repórter e colunista do Jornal Informante, Egui Baldasso teve, no final do ano passado, aprovado junto ao Ministério da Cidadania, dentro da Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura, o projeto “Oficina de Escrita Criativa: Além do Papel”, que busca estimular a escrita entre os jovens, um trabalho que já vinha sendo executado pelo

jornalista e escritor há algum tempo em suas palestras em escolas. É um projeto que merece todos os elogios justamente por atacar uma frente que visivelmente é uma deficiência na formação do estudante brasileiro. Nas duas últimas décadas, a educação nacional foi sucateada sem piedade por governos que se interessavam única e exclusivamente no empobrecimento intelectual, transformando os alunos na imagem e semelhan-

ça de seus governantes, que buscavam adestrá-los com esmolas em troca de favores eleitorais. Em resumo, votos. Há uma clara mudança de posicionamento na esfera federal, nitidamente preocupada com o futuro do País e não com o próximo pleito, e que vai ao encontro do projeto de Egui, tanto que ele acabou chancelado pela União (veja mais sobre ele na capa e página 3 do Inside). Que essa nova postura do governo

também sirva de estímulo para que empresas direcionem recursos ao projeto e que iniciativas que objetivem mudar a triste realidade do destroçado ensino brasileiro ocorram em profusão. Se de fato acontecerem, aos poucos os resultados positivos serão percebidos, o que também será benéfico, já que impedirá o retorno ao poder de quadrilhas que só tinham o interesse de transformar jovens em massa de manobra eleitoral.

OPINIÃO

Como organizar as finanças e começar 2020 no azul? Samara D’Alessio * Passada a euforia das festas do final de ano é a hora de colocar na ponta do lápis todas as dívidas que devem ser acertadas nas próximas semanas. Esses primeiros meses são os mais temidos pelas pessoas, pois chegam em casa uma infinidade de boletos. IPTU, IPVA, matrícula e material escolar, são apenas alguns gastos que surgem agora e que podem acabar pesando (e muito) no bolso do brasileiro. Sem contar as despesas com as festas do Natal e virada do ano, cartão de crédito e até mesmo outras dívidas atrasadas já estabelecidas. Segundo a Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e o SPC Brasil, no final do ano passado foi registrada, pela primeira vez nos últimos dois anos, uma redução na inadimplência entre os

brasileiros, o que é um bom sinal da retomada da nossa economia. Porém, para manter esse ritmo é essencial aderir algumas práticas que podem ajudar no controle e na organização das despesas, deixando sua vida financeira mais tranquila. O primeiro passo é colocar no papel todas as contas a serem pagas. Criar uma planilha de gastos pode ser uma saída para enxergar melhor e ter uma dimensão real de todas as contas, analisar melhor as despesas fixas e a sua receita. Pode ser que você se assuste ao fazer isso, mas só assim será possível ter a visão geral do valor gasto com coisas supérfluas e, com isso, entender melhor o quanto você poderia poupar para pagar as contas fixas. Vejo que ainda há muitas pessoas com um padrão de vida incompatível com a sua realidade, o que acaba resultando em inúmeras dívidas e muito estresse ao

Índice

Editorial

Matéria Especial .................................... Páginas 2 e 3 Editorial e Opinião ................................Página 6 Economia .................................................. Página 8 Cidade ........................................................ Página 10 Esporte ..................................................... Página 11

Inside

Especial..................................................... Capa e página 3 Cinemas ..................................................... Página 2 Crônicas da Redação ............................. Página 4 Agenda....................................................... Página 4 Moda .......................................................... Página 5 Social ........................................................ Páginas 6 e 7 Fabrício Oliboni ..................................... Página 8 Enoturismo .............................................. Página 8 Literatura ................................................ Página 9 Paulo Roque Gasparetto ..................... Página 9 Sétima Arte .............................................. Páginas 10 e 11 Horóscopo ............................................... Contracapa Saúde, Beleza & Estética...................... 4 páginas Classificados .......................................... 4 páginas

final do mês. Entendendo melhor essa questão, com certeza será possível perceber uma folga no orçamento. O segundo passo é preparar um planejamento financeiro e definir prioridades para que, ao longo do ano, seja possível ficar livre de dívidas ou evitar que elas se multipliquem. Esse controle pode ajudá-lo a proporcionar uma vida financeira mais tranquila e, quem sabe, aproveitar aquela promoção ou pensar em saidinha com amigos ou a família no fim de semana. Para que essas ações funcionem, é preciso ser realista e traçar objetivos tangíveis com seu orçamento. Poupe o máximo que puder e não estipule metas financeiras que sejam consideradas ambiciosas a curto prazo, uma vez que isso pode prejudicar todo um planejamento bem elaborado ao longo do ano. Esse é o terceiro passo dessa jornada.

Redação - redacao@jornalinformante.com.br Juliana Inês Casa Barbieri juliana@jornalinformante.com.br Ramon Cardoso ramon@jornalinformante.com.br Yasmin Signori Andrade yasmin@jornalinformante.com.br

Comercial-comercial@jornalinformante.com.br Fabiano Luiz Gasperin gasperin@jornalinformante.com.br Jean Marco Lançarin de Mattos comercial5@jornalinformante.com.br Maria da Graça Potricos Leite maria@jornalinformante.com.br

Anúncios - anuncios@jornalinformante.com.br Marcelo Bortagaray Mello marcelo@jornalinformante.com.br Tiago Rodrigues da Silva tiago@jornalinformante.com.br

Financeiro - financeiro@jornalinformante.com.br Keli de Almeida Maciel keli@jornalinformante.com.br

Por fim, tão importante quanto estabelecer suas metas e tirá-las do papel é ter disciplina. Caso seja preciso, mude seus hábitos, adaptando-os ao seu estilo de vida para que seja condizente com a sua realidade. Mantenha sempre o seu plano em mente e acompanhe-o diariamente e não só quando o seu salário estiver disponível na sua conta. Ao longo do tempo você verá suas metas sendo atingidas sem dificuldades, que será o principal indício de que você está no caminho certo. Mas, se perceber que algo não está como o esperado, reveja tudo que foi feito e busque encontrar onde está o erro. Quanto antes você perceber onde falhou, mas rápido você conseguirá rever os planos, e se preciso, recomeçar. * Coordenadora de Recuperação de Crédito na Geru

Assinaturas-assinaturas@jornalinformante.com.br Assinatura Bienal: R$ 250,00 Assinatura Anual: R$ 150,00

Telefones (54) 3401-3200 / (54) 3401-3201 (54) 3401-3202 / (54) 3401-3203

Endereço Rua Dr. Jaime Romeu Rössler, 348, Bairro Planalto

Colunistas Crônicas da Redação Dolores Maggioni Egui Baldasso Fabrício Oliboni

Guilherme Macalossi Lauro Edson Da Cás Paulo Roque Gasparetto

A manifestação dos colunistas é livre e independente e não necessariamente reflete a opinião do Tabloide sobre os temas abordados nas colunas

@PaperInformante www.jornalinformante.com.br

/jornalinformante


8

FARROUPILHA, 24 DE JANEIRO DE 2020

ESTUDOS

Reunião busca alternativas para o kiwi Avanços em pesquisa, a visão dos produtores e iniciativas para fortalecer o setor devem vir com criação de associação engenheiro agrônomo da Emater/RS-Ascar, afirmando que neste ano os dados de área de plantio e de produtores em Farroupilha serão atualizados pela instituição. Estudos foram apresentados, já que desde 2013 foi realizado um levantamento em 20 propriedades locais, além do relato dos produtores e considerações com relação ao manejo, colheita e comercialização da fruta. Introdução de novas variedades também estiveram em pauta. O empresário e produtor Gervásio Silvestrin explicou que o kiwi chegou ao Brasil em 1970, em São Paulo, e a primeira colheita em Farroupilha foi em 1989. O município chegou a ter 130 hectares de plantio da fruta, hoje são estimados 70. A intenção é de criar uma associação do setor e neste ano também deverá ser realizado um seminário sobre a cultura.

Juliana Inês Casa Barbieri

F

arroupilha já foi a Terra do Kiwi, mas nos últimos anos perdeu sua imponência. Um dos culpados pela quebra nas áreas de plantio, hoje quase 50% inferior, é uma doença ocasionada pelo fungo ceratocystis fimbriata, que provoca a mortandade dos pés. Justamente para discutir a questão e tomar frente a uma série de resoluções fomentando novamente o setor, é que a Emater/RS-Ascar organizou reunião na manhã de quarta, na Câmara de Vereadores. Representantes de diversas instituições, como Embrapa, universidades, prefeitura, sindicato, produtores e empresários do setor acompanharam o encontro. “Provoquei esta reunião para achar alternativas” explicou Gustavo Ayres,

Frente pela fortalecer a cultura do kiwi Cerca de 25 representantes de entidades, empresas e produtores acompanharam reunião


10

FARROUPILHA, 24 DE JANEIRO DE 2020

LAZER

Obituário

Alguém quer me adotar? Divulgação

Este é o Thor. Ele é de pote médio, brincalhão e se dá bem com outros cães. Thor foi abandonado com 6 meses há três anos e desde então aguarda a adoção. Interessados em adotar podem manter contato pelo fone 999.371.647.

Em breve: aquecimento das piscinas do Santa Caldeira está sendo instalada e nos próximos dias as águas estarão quentinhas

A

té final do mês as três piscinas da Sede Campestre do Clube Santa Rita estarão com água aquecida garantindo que seus associados usufruam melhor da temporada. A caldeira está sendo instalada e será um grande diferencial do espaço de lazer. Também está previsto, para início de fevereiro, a finalização do pórtico que sinaliza a nova entrada da Sede Campestre. O prolongamento da Coronel Pena de Moraes foi inaugurado em dezembro garantindo um acesso mais seguro aos frequentadores. Vale lembrar que a entrada antiga, pela RSC 453, será fechada no próximo dia 3. De acordo com Oscar Triches, presidente do Clube Santa Rita, o planejamento para a temporada 2021 é construir uma piscina térmica que proporcionará atividades como hidroginástica e natação. Um toboágua também deverá ser instalado para complementar a estrutura de diversão aquática. A Sede Campestre do Clube Santa Rita está localizada em Linha Julieta (1º Distrito), conta com área de camping, pesca, de bocha, salão de festas, churrasqueiras, quiosques, cabanas, galpão crioulo, campos de futebol, quadra de vôlei e piscinas.

Divulgação

16 de janeiro * Américo Colombo, 83 anos. Memorial Crematório São José, em Caxias do Sul; * Ademir Luis Scariot, 58 anos. Sepultamento no cemitério da comunidade de Nova Milano (4º Distrito); * Itacyr Luiz Feltrin, 88 anos. Memorial Crematório São José, em Caxias do Sul. 20 de janeiro * Ademar Greef, 61 anos. Sepultamento Cemitério Público Municipal de Farroupilha; * Amélia Augusta Travi Agusti, 78 anos. Sepultamento no cemitério da comunidade de São Marcos (4° Distrito). 21 de janeiro * Ademir Provenzzi, 35 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal de Farroupilha.

Em instalação Caldeira garantirá aquecimento das piscinas da Sede Campestre


11

FARROUPILHA, 24 DE JANEIRO DE 2020

FUTEBOL FEMININO

Gurias rubro-verdes conhecem as rivais no Brasileirão Série A2 Brasil está no hexagonal do Grupo F da disputa nacional, ao lado de Chapecoense, Napoli, Athletico-PR, Toledo e Fluminense

Brasil Feminino

N

o final da manhã de quinta, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) sorteou os grupos do Brasileirão Série A2 Feminino. Estreante na competição nacional, a SERC Brasil ficou no Grupo F e terá como rivais dois times catarinenses,

Chapecoense e Napoli (de Caçador); dois paranaenses, Athletico e Toledo; e um carioca, o Fluminense. A tabela de jogos ainda não foi divulgada pela CBF porque as equipes têm que confirmar a participação até a próxima terça e ela pode ser alterada caso haja alguma desistência. São 36 equipes na disputa nacional, divididas em seis hexagonais. Os confrontos ocorrem dentro de cada chave, em turno único. Avançam à 2ª fase os campeões, vices e os quatro melhores terceiros colocados. A partir daí a disputa segue em mata-mata, com jogos de ida e volta, até a decisão. Quem chegar à fase semifinal assegura vaga no Brasileirão Série A1 em 2021.

Grupo F do Brasileirão Série A2 Feminino

O

Quadrangular 2 do AVN/AM foi disputado no último fim de semana e manteve o predomínio dos times caxienses. Um novo trio da cidade vizinha assegurou a vaga nas finais da disputa organizada pela SERC Farrapos e que, em 2020, está na 40ª edição. A S.R. 1º de Maio garantiu seu posto no sábado, no Veterano. Venceu seus dois confrontos, assim como o farroupilhense Canarinho e, no duelo decisivo, após empate em 1 a 1, levou a melhor nos pênaltis, triunfando por 4 a 2. No domingo foi a vez dos titulares e suplentes irem a campo. Com duas vitórias na largada, o Monte Carmelo chegou à rodada decisiva necessitando apenas de um empate contra o farroupilhense Saturno. Segurou o 0 a 0 e avançou no 2º Quadro. No 1º, equilíbrio entre os caxienses Amigos do Gaúcho e Bom

Fotos: Roberto Minella

Trio caxiense classificado

Pastor, que venceram um confronto e empataram os outros dois. No duelo derradeiro, 0 a 0 e classificação do Amigos nos pênaltis, por 2 a 1. O Quadrangular 3 reúne Santos, Beltrão, São Caetano e São Francisco (Veterano); Penharol, Beltrão, União De Zorzi e Vila Lobos (2º Quadro); e Vasco, Diamantinycos, Juventus e União De Zorzi (1º Quadro).

2º Quadro Monte Carmelo segurou um 0 a 0 com o Saturno no duelo final

Veterano S.R. 1º de Maio venceu Canarinho nos pênaltis e ficou com vaga

1º Quadro Amigos do Gaúcho ficou com último posto ao vencer Bom Pastor


ESPECIAL

INSIDE

ESPORTE

Biamar mergulha em Tóquio para a nova coleção Página 5

Chapecoense, Napoli, Athletico, Toledo e Fluminense no caminho do Brasil no Brasileirão Série A2 Página 11

Imagem: Reprodução

Arquivo Biamar

Um 2020 Moda olímpica As rivais das gurias em ritmo rubro-verdes acelerado

Com ano bissexto e seis feriadões, divididos igualitariamente entre sextas e segundas, fique por dentro do calendário e atento aos seus compromissos


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 24 DE JANEIRO DE 2020

PREVENÇÃO

Volta às aulas: aquele momento em que a saúde das crianças pede atenção especial Retorno à rotina escolar gera aumento de risco de doenças como alergias, micoses e pediculose, destaca o Cremesp Divulgação

À

medida que as férias se aproximam do fim, a volta às aulas pode gerar alguns transtornos extras para os pais. O ambiente escolar pode favorecer a transmissão de algumas doenças já que há intenso contato entre os estudantes e, a grande maioria, vindo de ambientes diferentes. Pediatra do Conselho Regional de Medicina do Estado de São Paulo (Cremesp), Paulo Tadeu Falanghe ressalta que o ideal é a prevenção. “É muito comum, nessa época do ano, registrarmos o aumento de casos de doenças como alergias, micoses e impetigo (infecção cutânea contagiosa), por exemplo. É aconselhável que, ao retornar das férias, caso os pais percebam qualquer sintoma, consultem o pediatra e mesmo o dermatologista, se indicado”, comenta o médico. Outro fator que pode favorecer a

contaminação por bactérias e vírus é a baixa imunidade, que ocasiona desde crises de amigdalites a gripes. O especialista ressalta que, como o período de férias é mais flexível, com mais liberdade tanto na rotina quanto na alimentação, a retomada da rotina deve acontecer

aos poucos, com a adoção de uma dieta mais saudável e constante higienização das mãos e dos alimentos. Outro grande problema verificado no período é a ocorrência de pediculose, os piolhos, justamente porque eles costumam se reproduzir com as altas temperaturas verificadas na

estação. Uma das dicas é evitar o compartilhamento de itens pessoais. É aconselhável que pais supervisionem a cabeça dos filhos diariamente. Em caso de serem encontrados piolhos ou lêndeas, devem proceder à limpeza nos cabelos das crianças, com pente fino to-

dos os dias, além de procurar um médico dermatologista ou pediatra para um tratamento. Também é prudente que o retorno às aulas seja precedido de uma consulta pediátrica, que permita que as crianças sejam avaliadas do ponto de vista nutricional e de saúde, buscando identificar fatores que possam interferir na qualidade de vida, bem como permitir que os pequenos tenham um aproveitamento escolar adequado. Da mesma forma é indicada uma avaliação da saúde bucal e, para as crianças entre 5 e 6 anos, ainda é recomendável uma análise oftalmológica. Por fim, uma verificada na carteira de vacinação dos pequenos é outro aspecto que deve ser levado em conta para que eventuais coberturas sejam feitas antes do regresso aos bancos escolares. São medidas simples, mas preventivas, que podem evitar muitas dores de cabeça ao longo do período letivo.


Compromisso com a Cidade. Compromisso com Você

FARROUPILHA, 24 DE JANEIRO DE 2020

Entenda como as m Equipe Espaço da Beleza *

T

odas as peles têm a mesma quantidade de melanócitos, porém as peles mais escuras produzem em maior quantidade a melanina, que funciona como filtro natural, protegendo a pele da radiação solar. Portanto, as mais escuras têm menos facilidade de manchar com a exposição solar, mas têm mais probabilidade de desenvolver o melasma. Já as peles claras têm mais facilidade para as sardas. Conheça, abaixo, os principais tipos de manchas, suas características e as diferenças entre elas. Manchas senis Além de cor mais amarronzada, elas costumam apresentar formato arredondado. Podem aparecer em vários tamanhos e normalmente surgem a partir dos 40 anos. Os locais mais comuns são nas mãos, braços e pescoço. Melasmas São aquelas manchas que aparecem depois da gravidez ou após uma tarde inteira de sol. Elas têm uma coloração puxada para o castanho, formato parecido com asas de borboleta e tamanhos variados. Problemas hormonais e predisposição genética são outros fatores que podem ocasionar esse tipo de sinais. Sardas Uma das causas principais é a predisposição genética, principalmente naquelas pessoas que têm a pele clarinha, como ruivos e loiros naturais. Na maioria dos casos, elas escurecem com a exposição solar. Fitofotodermatite Trata-se daquelas manchas marrons com fundo avermelhado, que surgem na pele após contato com frutas mais cítricas, como limão, laranja, figo e caju, associadas à exposição ao sol. Fatores que influenciam no aparecimento das manchas * Genéticos * Hormonais * Exposição à radiação ultravioleta * Exposição a substâncias fotossensibilizantes * Uso de medicamentos como corticóides, antibióticos, entre outros * Exposição ao sol em horários inadequados Como prevenir as manchas na pele * Escolha um fator de proteção solar superior a 30, que proteja contra raios ultravioletas do tipo A e B. Opte por protetores com cor; * Aplique protetor solar todas as manhãs. Escolha um protetor que contenha antioxidantes e vitaminas;


Compromisso com a Cidade. Compromisso com Você

FARROUPILHA, 24 DE JANEIRO DE 2020

manchas aparecem

Divulgação

* Faça uso de chapéu, boné, viseira ou óculos escuros na praia; * Não exponha seu rosto ao sol. Como tratar as manchas do rosto Dependendo do tipo mancha, é possível fazer tratamentos preventivos para se expor ao sol ou tratamentos que elas desapareçam ou amenizem. Os procedimentos com ácido, muito procurados nesses casos, são seguros. O ácido e sua concentração dependem da época do ano em que são aplicados. Mas há outros tratamentos, como a Luz Pulsada, que tem o resultado satisfatório, sem riscos e que pode ser feito em qualquer época do ano. A escolha do tratamento dependerá de uma avalição para definir o tipo de mancha e tratamento adequado, para cada caso. Além de uma manutenção em casa para manter os resultados obtidos. * Espaço da Beleza Centro Estético Independência, 555 – Centro de Farroupilha Fone (54) 3268-5511 WhatsApp: 981.195.645 Fan Page: Espaço da Beleza Site: www.spabeleza.com.br


Social

Quem foi notícia ao longo da semana e as boas pedidas para o fim dela na cidade na Coluna de Valéria Vettorazzi Centrais

Inside

Sétima Arte

A Guerra Civil Libanesa revisitada em “Beirute”, o thriller político de Brad Anderson e Tony Gilroy Páginas 10 e 11

Literatura

Fazendo do papel um companheiro Egui tem projeto de incentivo à escrita aprovado no Ministério da Cidadania e agora parte para fase de captação recursos Yasmin Signori Andrade

Yasmin Signori Andrade yasmin@jornalinformante.com.br

B

uscando estimular não apenas a leitura, mas a escrita entre os jovens, o autor e jornalista Egui Baldasso criou a “Oficina de Escrita Criativa: Além do Papel”. Destinado a alunos das séries finais do Ensino Fundamental e do Ensino Médio das escolas públicas estaduais e municipais de 30 municípios dos Coredes Serra e Vale do Taquari, o projeto teve aprovação no Ministério da Cidadania, dentro da Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura, e agora precisa captar recursos para de fato acontecer. A ideia foi transformar as palestras que já realizava, trazendo um cunho mais educacional e cultural. A intenção do autor do livro “Sequência de Rabiscos”, de 2017 e o “#vailá”, de 2019, é que os estudantes comecem a escrever sobre aquilo que gostam. “Quero que o jovem tenha um companheiro, que é o papel. Quando eu era jovem e não tinha com quem conversar, o papel acabou sendo meu cúmplice. Eu acabei me tornando es-

incentivando talentos Egui busca aproximar os jovens da escrita por meio de projeto que deve iniciar em breve

critor e alguns deles também podem, mas quero que se sintam à vontade com a escrita. A ideia é que eles se aproximem do papel”, ressalta o também colunista do Jornal Informante. O projeto custa R$ 407 mil para a realização de 40 oficinas. Para iniciar, é preciso ter arrecadado pelo menos

20% do valor. O projeto já pode receber recursos de empresas por meio da Lei de Incentivo à Cultura. Contribuintes que tributam sobre o lucro real terão 100% de isenção sobre o valor do patrocínio, limitado a 4% da alíquota a ser paga para a União. “A oficina é muito bacana por cau-

sa da troca. E geralmente saem textos realmente bons, com coisas palpáveis”, assegura Egui. Cada aluno que participar da Oficina receberá o primeiro livro de Egui, além de material para trabalhar durante o projeto. Segue na página 3


Inside

2

FARROUPILHA, 24 DE JANEIRO DE 2020

Cinemas Imagens: Reprodução

Shopping Iguatemi (RST-453, quilômetro 3,5) Cinemas GNC 1: Frozen 2 (dublado) - às 13h10min e 15h15min GNC 1: A Possessão de Mary - às 17h20min (dublado) e 19h20min (legendado) GNC 1: Parasita - às 21h20min GNC 2: Minha Mãe é uma Peça 3 - às 14h20min, 16h45min, 19h10min e 21h40min GNC 3: 1917 - às 13h45min e 19h (dublado), 16h20min e 21h50min (legendado) GNC 4: Frozen 2 - às 13h15min e 15h20min (dublado e em 3d), 17h30min (dublado) GNC 4: Jumanji: Próxima Fase (dublado e em 3d) - às 19h40min GNC 4: Minha Mãe é uma Peça 3 - às 22h10min GNC 5: Um Espião Animal - às 13h20min e 17h40min (dublado), 15h30min e 19h50min (dublado e em 3d) GNC 5: Jumanji: Próxima Fase (em 3d) - às 22h GNC 6: Jumanji: Próxima Fase - às 13h30min e 18h45min (dublado), 16h10min e 21h30min (legendado) Ingressos: segunda e quinta (exceto feriado e Carnaval) a R$ 24,00 e R$ 30,00 (salas 3d); terça e quartas (exceto feriado e Carnaval) todos pagam meia entrada; sexta a domingo e feriado a R$ 28,00 e R$ 34,00 (salas 3d). Meia entrada todos os dias para menores de 18 anos e maiores de 60 (mediante apresentação de identidade), estudantes (mediante apresentação de Carteira de Identificação Estudantil), pessoas com deficiência (com documento que a comprove), cliente Movie Club Preferencial (cartão verde fidelidade GNC).

Shopping San Pelegrino (Avenida Rio Branco, 425) * Obs: o site do Cinépolis traz apenas os horários dos filmes, mas não informa em qual sala serão exibidos Minha Mãe é uma Peça 3 - às 14h, 16h45min, 19h45min, 20h30min e 22h15min Adoráveis Mulheres - às 21h45min 1917 - às 13h30min e 19h (dublado), 16h15min e 21h30min (legendado) Um Espião Animal (dublado e em 3d) - às 13h15min, 15h45min e 18h Jumanji: Próxima Fase - às 12h30min, 15h15min e 18h15min (dublado e em 3d), 13h45min, 16h30min, 19h15min e 22h (dublado), 21h (legendado e em 3d) Frozen 2 (dublado) - às 14h30min, 17h e 19h30min Ingressos: nas salas tradicionais, segunda a quarta (exceto feriado) a R$ 23,00 e R$ 11,50 (meia); quinta (exceto feriado) a R$ 25,00 e R$ 11,50 (meia); sexta a domingo e feriado a R$ 26,00 e R$ 13,00 (meia). Nas salas 3d, segunda a quarta (exceto feriado) a R$ 29,00 e R$ 14,50 (meia); quinta (exceto feriado) a R$ 29,00 e R$ 15,00 (meia); sexta a domingo e feriado a R$ 32,00 e R$ 16,00 (meia).

Sala de Cinema Ulysses Geremia (Luiz Antunes, 312) Maria Callas: Em Suas Próprias Palavras - sexta a domingo, às 19h30min Ingressos: R$ 10,00 e R$ 5,00 (estudantes e sênior)

Entrando em cartaz Dirigido pelo americano Michael Goi, o terror “A Possessão de Mary” conta com o lendário Gary Oldman como protagonista e, para a criançada neste período de férias, a boa pedida é a animação “Um Espião Animal”


FARROUPILHA, 24 DE JANEIRO DE 2020

Inside

3

Literatura

último ano para Egui foi uma consolidação de projetos. Mais de 4 mil pessoas foram impactadas com as palestras “Sequência de Rabiscos”, voltada a estudantes, e “Invente uma Vírgula”, para público em geral, além da Oficina. “Também fui para lugares que ainda não tinha ido como Uruguaiana, abrindo horizontes para mim”, aponta o autor. Outro ponto alto foi a participação com autógrafos e palestras na Feira do Livro de Porto Alegre e o lançamento do segundo livro, o “#vailá”. E este ano promete. O escritor será patrono da Feira do Livro de Carlos Barbosa e lançará mais um livro. E pensando na Oficina de Escrita Criativa: Além do Papel, Egui pretende selecionar alguns textos produzidos pelos alunos durante o projeto para posterior publicação na obra. “A ideia é sempre incentivar cada vez mais jovens a ler e escrever. Sai muita coisa boa”, resume.

O

Para os jovens Um dos tantos momentos da palestra Sequência de Rabiscos, desta vez ministrada em Vila FLores

Realização de um sonho Primeira participação na tradicional Feira do Livro de Porto Alegre, com sessão de autógrafos e palestra

Responsabilidade Anúncio da prefeitura de Barbosa para Egui ser patrono da Feira do Livro da cidade em 2020

Em Uruguaiana Egui fez participação em Feiras do Livro da Região Sul e contabilizou sua primeira participação em uma Feira Internacional do Livro, na Fronteira Oeste do Estado

Início da caminhada Implantação da Oficina de Escrita, que possibilitou a criação do projeto que se consolidará a partir deste ano

Fotos: Arquivo Pessoal

Ano da largada nas palestras


Inside

4

Crônicas da Redação Ramon Cardoso

ramon@jornalinformante.com.br

Foi cercada de grande expectativa a nova temporada do Roda Viva, que tem no comando, agora, Vera Magalhães. A saída de Augusto Nunes mostra que o programa, outrora respeitado, ruma ao ostracismo. Na verdade, as atenções se concentravam mais no entrevistado do que propriamente na bancada. Sergio Fernando Moro, ministro da Justiça e Segurança Pública, abriu os trabalhos de 2020. Eu nem vou me juntar ao coro dos que falaram que Moro foi bem porque qualquer um iria diante de perguntas que corroboram o nível deplorável do Jornalismo que se pratica na extrema imprensa. Os temas foram os seguintes: Vaza-Jato, Marielle Franco, Roberto Alvim, Vaza-Jato, Marielle Franco, Roberto Alvim... exceção feita a Felipe Moura Brasil, da Jovem Pan, que formulou realmente questões importantes, como as propostas de contenção do crime organizado e de controle de fronteiras, fundamental para conter o avanço do tráfico de armas e narcotráfico, os questionamentos objetivavam deixar o ministro constrangido, irritado ou fazê-lo cair em alguma contradição. Foi algo vergonhoso. Também pudera, com uma bancada de profissionais (???) da Falha à Revista Paraíba, o cenário que se desenhava era esse mesmo. Um dos temas que também integraram a pauta foram os ataques do presidente Jair Bolsonaro à extrema imprensa. O ministro foi polido, como de hábito é, mas acho que deveria ter dito que um instituto de pesquisa desse mesmo grupelho falava que o presidente perderia a eleição para todos os candidatos em projeções de 2º turno, até mesmo para Marina Silva, que encerrou a campanha com pífio 1% dos votos. Deveria ter dito que Bolsonaro é atacado por ter cortado as generosas e gordas verbas publicitárias destinadas à grande mídia. Eu sei e vocês, caros leitores, sabem que esses são os reais motivos da perseguição que o governo sofre, mas o povão não sabe e ele necessita saber, a fim de evitar que se transforme em massa de manobra desses quadrilheiros interessados em lacrar e em direcionar lucros ao próprio bolso, pouco se importando com o futuro do Brasil. A verdade é que uma palavra fora de lugar, como a bárbara manifestação do secretário Roberto Alvim, deixa essa galera chocada, a mesma turma que não se chocou com os R$ bilhões desviados dos cofres públicos que iria para áreas essenciais, como saúde, educação e segurança. Recursos desviados que ocasionaram dezenas de milhares de mortes, de idosos que foram a óbito sem leito em hospital, passando por crianças que não tiveram vaga em escola, foram recrutadas pelo narcotráfico e tiveram uma vida breve, interrompida pela violência, até a população civil, que fica no fogo cruzado do crime organizado porque faltam recursos para órgãos de segurança. Felizmente, a população brasileira, até mesmo a que não tem acesso à informação e ainda utiliza, por falta de condição (apesar dos governos de esquerda terem liquidado com a desigualdade no Brasil) a extrema imprensa como norte, está se conscientizando. Os números estão aí. O futuro é promissor para quem deseja o bem do País.

Agenda

SEXTA

Início na festa La Prima Vendemmia Complexo Municipal de Esporte e Lazer (Nova Roma do Sul), às 19h

SÁBADO Elas por Elas Caverna Comedy Club (República, 445, subsolo), às 20h Sentadão 20/20: 1º Baile do Ano Muinho Club (Mal. Floriano Peixoto, 190), às 23h Reinauguração do Boteco Boteco do Chá (Rômulo Noro, 555), às 23h30min Locais: edição janeiro Casa Milano (RS 122, 7011, Nova Milano), às 23h

Yasmin Signori Andrade

A vexatória militância travestida de Jornalismo da extrema imprensa

FARROUPILHA, 24 DE JANEIRO DE 2020


Inside

FARROUPILHA, 24 DE JANEIRO DE 2020

5

Moda

Biamar em clima oriental

País que vai receber as Olimpíadas deste ano, Japão é pano de fundo para nova coleção da marca farroupilhense Arquivo Biamar

A

cultura milenar de força, esperança, educação e delicadeza do Japão inspirou a marca farroupilhense Biamar para a coleção Outono/Inverno 2020. Uma equipe com oito profissionais embarcou em dezembro de 2019 para a jornada desafiadora de traduzir em fotos toda a atmosfera da marca unida ao País oriental. A união das belas paisagens encontradas em Tóquio com os profissionais do ramo da moda resultou em uma encantadora campanha com fotos e vídeos que resumem o universo que a marca encontrou durante a viagem. O que poucos sabem é que os teares usados para produzir as peças da marca são japoneses, ou seja, essa mistura está desde a criação até a produção. A união traduz a tecnologia do povo oriental junto com as tendências mundiais da moda. A campanha completa com as fotos e vídeos da coleção pode ser conferida no site biamar.com.br. A Biamar possui mais de

30 anos de história e com a nova década, busca transformação por meio da moda. A marca, possui produção

100% nacional e tem o objetivo de construir uma identidade a partir de tendência, utilizando de matérias-pri-

mas selecionadas, como fios com fibras naturais, algodão, aplacas, modal, lãs, viscoses, linhos e mohair.

União A tradição oriental com as tendências mundiais da moda resultou em um belo ensaio da Biamar no Japão


Micael Oliveira

A

Festival

s bandas farroupilhenses Baterya Fox, EntreTantos, The Furniture e Two Two, com apoio do Muinho e K’Sound, promovem o evento Autoria Festival. A proposta é um encontro multicultural no dia 9 de fevereiro, a partir das 14h, no pátio do Muinho. Os quatro grupos são novos na cena da música independente e iniciam seu movimento com o festival, que visa levantar fundos para projetos de gravações das bandas. Os ingressos antecipados estão à venda na Akústica Musical.

Pagodin

O Deck256 realiza nesta sexta a festa Noites de Verão. O show é de pagode com o grupo Pura Curtição, a partir das 22h. A entrada é R$ 15,00.

Experiência

Henrique Lavoratti

No dia 8 de fevereiro inicia a nova atração de Enoturismo da Casa Perini, a “Saga da Uva: A Experiêcia”. A proposta é viver como os italianos na época da imigração. A programação conta com visita aos vinhedos, apreciação de aperitivos típicos e almoço harmonizado com vinhos e espumantes. Veja mais na página 8 do Inside.

Gabriela Balbinot, filha de Roberto e Roselene Balbinot, conquistou seu diploma no curso de Direito, pela Unisinos. Os familiares e amigos foram recepcionados na chácara da família

Laura Pessin realizado no E na semana

Fique por Dentro

Bailinho

O Muinho está de volta de férias com a festa Sentadão. Na pista rola muito funk, reggaeton e hip hop com os DJ’s Zinho e Thon. A entrada é free até meia noite para quem confirmar presença. E o evento conta com promoções de bebida e campeonato de just dance.

Carnaval

O Farra Pizza Burger está organizando uma programação intensa para o Carnaval. No dia 16 de fevereiro rola, na Júlio de Castilhos, show com bandinha carnavalesca e muitas atrações.

Cristiane Maino e Carlos Eduardo Heberle no batizado do pequeno Noah, com participação especial da cachorrinha Mel

Bruna Maso em suas recentes férias pela praia d o Morro da Coroa, que pode ser acessado pela


Fábio Campos

#SELFIEDASEMANA

Fotos: Arquivo Pessoal

Rafaela Roth e Gustavo Biscoli curtiram férias no Farol de Santa Marta, em Santa Catarina

n em evento Euro Garden a passada

do Campeche. Na foto, visita a trilha Lagoinha do Leste

Gabriel Lazzari e Rosângela Vanzella aproveitaram o começo de ano para conhecer a Argentina, o Paraguai e o Uruguai. Na foto, visitam o El Caminito, em Buenos Aires


Inside

8

Fabrício Oliboni

fabrioliboni@gmail.com

Parasitas e faróis

* Agente de intercâmbio e bacharel em Relações Internacionais

Enoturismo

Experiência no parreiral Perini lança Saga da Uva para exaltar tradições e inscrições já podem ser realizadas Divulgação

Os dois últimos filmes que assisti no cinema foram “O Farol” e “Parasita”. Ambos são o que se costuma chamar de filmes alternativos, que não tem tanta projeção, saem em poucos cinemas e não têm um alcance representativo com o público em geral. Acredito que no circuito comercial seja difícil de encontrá-los em cartaz, então o jeito é ir em cinemas menores, de universidades ou – não somos mais inocentes – procurar algum streaming decente por aí e ver no conforto da sua casa. Fazem umas duas semanas que assisti a esses dois filmes, e desde então eles seguem comigo. Fico pensando neles com bastante frequência, ora refletindo sobre algo, por vezes tendo uma nova interpretação sobre algo, ainda digerindo o impacto do que vi em ambos os casos. São filmes bem diferentes, não tem a mínima comparação. No entanto, um misto de incômodo, fascinação e perplexidade estão presentes nos dois casos. “O Farol” é um filme que acredito que a grande maioria iria sair indignada do cinema após assisti-lo. É um filme de diálogos, tem apenas dois personagens, preto e branco... mas é fascinante. Não sei defini-lo, e isso até diminuiria o filme, mas é como se fosse algo onírico, um pesadelo visceral em algumas partes, um conto de terror de marinheiros e um retrato de loucura que se instala em alguém solitário. Não sei, mas hoje eu chutaria algo nessa linha. O filme deixa tudo em aberto, aberto a interpretações, e com isso a obra só ganha força. “Parasita” certamente está tendo um alcance maior, pois é tido pela imprensa especializada como uma das barbadas do Oscar e toda essa fase de premiações do cinema. É um filme sul-coreano que eu vejo como irrepreensível em todos os aspectos. Quanto menos falar sobre o filme, melhor. Para não estragar nada, pode-se dizer que o nome do filme não poderia ser mais adequado. O longa foca em uma família que é bastante malandra, por assim dizer, e dá um jeito de “subir na vida” de formas não muito tradicionais. A partir daí, é algo na linha “Fargo”, de uma comédia de erros, mas que tem muuuuitas camadas sendo exploradas, e que dão uma riqueza absurda para o filme. Se a ideia é ver algo original, muito bem montado, dirigido, atuado e que te surpreenda, seja engraçado e faça pensar (muito), esse é o filme da vez. Uma similaridade que Parasita e O Farol têm é no que tange ao clímax dos dois filmes. Por clímax me refiro ao momento crucial do filme, onde a tensão dramática explode, chega no seu nível mais alto. É onde acontecem as viradas, a catarse toma conta e você solta aquele “bahhhh!”. Digamos que seja o ápice do filme, vai lá. Bom, creio que um dos motivos pela qual eu sigo pensando bastante nesses filmes é pelo impacto que o clímax de cada um teve em mim. Por ser algo inesperado, da forma como foi, o peso daquelas imagens/cenas... razões distintas, mas que ao escrever aqui elas já me vem à mente mais uma vez, dá vontade de rever os filmes, falar sobre eles ou ler/ver algo a respeito para ver se alguém teve a mesma análise, se você entendeu algo errado, etc. Parei o texto para ler e ver coisas sobre os filmes, conforme citei aqui. Dito isso, encerro como: assistam O Farol e Parasita (sinal de jóinha).

FARROUPILHA, 24 DE JANEIRO DE 2020

Mais uma opção Casa Perini cria mais uma atração de enoturismo em Farroupilha

C

om a intenção de traduzir as vivências dos imigrantes italianos na região, a Casa Perini lançou “Saga da Uva: A Experiência”. A atração vai custar R$ 350,00 e acontece no período da colheita das uvas, nos dias 8, 22 e 29 de fevereiro e 14 de março, na vinícola. “A vontade é de que os visitantes se sintam como os italianos na época, para desvendar a magia por trás de uma garrafa de vinho”, aponta Bruna Porto Balen, analista de marketing da Casa Perini. Os participantes irão conhecer vinhedos, apreciar aperitivos, fazer a pisa das uvas, e degustar o melhor da culinária colonial. O evento é limitado e as turmas terão 20 pessoas. A inscrição é pelo fone 21097300 ou pelo e-mail emporio@casaperini.com.br. “Queremos que esse evento seja anual, no período da safra da uva, época em que as paisagens estão verdes, com as videiras repletas de uvas e com seus aromas característicos”, revela Bruna.

Confira a programação

9h: chegada na vinícola e ida aos vinhedos 9h30min: ida até os vinhedos com coquetel de boas-vindas e atração surpresa. Pisa das Uvas 12h: retorno à vinícola passando pelo Belvedere Casa Perini para fotos 12h30min: almoço harmonizado guiado por uma enóloga com explicação de cada vinho e espumante servido 14h: encerramento da atividade

Programe-se O que: Saga da Uva: A Experiência Quando: 8, 22 e 29 de fevereiro e 14 de março Onde: Casa Perini (próximo à igreja de Santos Anjos, s/nº, no Vale Trentino) Quanto: R$ 350,00 por pessoa


FARROUPILHA, 24 DE JANEIRO DE 2020

Inside

9

Paulo Roque Gasparetto

Literatura

prgasparetto@terra.com.br

Coletando informações Yasmin Signori Andrade

Biblioteca Municipal realiza pesquisa para entender o que o público espera do espaço

Atraindo usuários O questionário busca saber quais os reais interesses dos farroupilhenses para fazer com que a Olavo Bilac seja cada vez mais frequentada

E

stá no ar a consulta pública realizada pela Biblioteca Pública Municipal Olavo Bilac, juntamente com o Programa Conecta Biblioteca. A pesquisa busca coletar opiniões e sugestões do público sobre o espaço e pode ser respondida de forma online até o dia 31, pelo site https://pt.surveymonkey.com/r/PDD2WHC. O questionário é totalmente anônimo e pode ser respondido em 10 minutos. O objetivo é aprimorar o atendimento e identificar que outras atividades poderiam ser implementadas no local. São perguntas fáceis e rápidas, oportunizando que todos possam participar, basta ter acesso à internet. A pesquisa foi feita pela primeira vez em 2018 e desde então muita coisa mudou. Foi formado,

por exemplo, o comitê jovem Conectando Mentes, que até hoje é atuante. Além disso, foram realizadas oficinas de escritas e filatelia e aconteceram shows com bandas da cidade. Segundo a bibliotecária Cristina Arruda, o principal objetivo desde o início das pesquisas era o aumento do público, especialmente entre os jovens. Em 2018, a Biblioteca tinha cadastrado 3.553 usuários, fazia 857 atendimentos mensais e teve 1.367 participantes em diferentes atividades literárias. Em 2019, os números subiram consideravelmente: 4.110 usuários, 1,1 mil atendimentos por mês e 2.322 participantes em atividades. A Olavo Bilac fica localizada na rua 13 de Maio, nº 10, e o atendimento é feito das 8h às 11h55min e das 13h às 17h55min, de segunda a sexta.

Mentes confusas Todos nós experimentamos a luta diária pela sobrevivência. As pessoas competem entre si. Não é difícil perceber como cada um de nós está envolvido por este individualismo. Estamos cada vez mais atolados num estilo de vida marcado pela busca de mais dinheiro e mais “status”. Lembro de uma história que nos diz que certo homem machucou uma das pernas e teve que andar de muletas. Por um longo tempo teve que andar com esses acessórios. A sua família achou a ideia ótima e começou também a usar muletas, e elas tornaram-se algo normal de suas vidas. Aos poucos os vizinhos também começaram a usar e depois de um tempo toda a cidade adotou o costume. Lojas foram abertas para vender todo tipo de muletas conforme a ambição de cada um. No entanto, algumas poucas pessoas começaram a andar sem muletas. Foi um escândalo. E aí foram punidos. Pois é, meus amigos leitores, somos desafiados a viver uma cultura, uma “contracultura” baseada no Evangelho de Jesus Cristo. Uma das primeiras reivindicações deste novo estilo de vida é o direito a uma vida digna. Cabe a nós a escolha de “não usar muletas”, olhando apenas para o alto, mas olharmos também para quem está à nossa volta e precisa da nossa ajuda. Cabe a nós escolhermos lutar contra uma cultura individualista de “que vença o mais forte” e que torna os nossos corações indiferentes. Neste sentido, nesse final de semana, celebramos a festa da conversão de São Paulo. Sua conversão ocorreu de modo inesperado a caminho de Damasco, quando liderava uma perseguição contra os cristãos daquela cidade. Jesus apareceu-lhe e o “derrubou do cavalo”, transformando-o de cruel perseguidor dos cristãos em fervoroso anunciador do Evangelho de Jesus. Todos nós precisamos renunciar ao nosso egoísmo, espírito de rivalidade, à competição e aceitar o amor de Deus na nossa vida, deixando que ele nos indique o caminho. * Pároco da Paróquia Sagrado Coração de Jesus e doutor em Comunicação


Inside

10

FARROUPILHA, 24 DE JANEIRO DE 2020

Sétima Arte

Da calmaria

ao caos

Guerra Civil Libanesa é pano de fundo do tenso “Beirute”, que mostra com propriedade como instabilidade da região serviu também para o atendimento de interesses escusos

O

diplomata americano Mason Skiles (Jon Hamm), em uma festa realizada em sua mansão, em uma área nobre de Beirute, explica a congressistas americanos em visita à região o que é a Capital libanesa. Uma mistura de raças, etnias, credos e povos com profunda divisão, da política à religião, mas todos convivendo de maneira harmoniosa, apesar de um excesso poder detonar o barril de pólvora. E é exatamente isso que acontece no mesmo dia, em 1972. Embora ficcional, a história guarda muitos aspectos em comum com a Guerra Civil Libanesa, que começou em 1975, durou até 1990 e deixou cerca de 150 mil mortos. Antes do conflito, Beirute era uma cidade que abrigava uma série de refugiados, palestinos especialmente, e minorias políticas e religiosas que eram perseguidas em seus Países de origem. O pequeno Karim Abu Rajal, agora com 13 anos, é apadrinhado por Mason e sua esposa, desde quando vivia desamparado pelas ruas da cidade. Agente da inteligência americana, Cal Riley (Mark Pellegrino) informa ao amigo Mason que Karim, na verdade, é o irmão mais novo do

terrorista Rafid Abu Rajal (Hicham Ouraqa), que havia participado do atentado na Vila Olímpica contra a Delegação Israelense nos Jogos de Munique, em 1972, e que uma investida para resgatá-lo estava em curso. Rafid era líder da Milícia da Libertação Islâmica, uma dissidência radical e violenta da Organização para a Libertação da Palestina (OLP) que, aos poucos, se estabelecia como uma força no território libanês. Mason se nega a aceitar e, mais do que isso, a entregar o jovem aos agentes e o pior acaba acontecendo. O massacre deixa, entre as vítimas, sua esposa, e um desejo de nunca mais voltar a Beirute. Perito em Oriente Médio, com pós-graduação em Oxford e professor na Universidade Americana de Beirute, logo ele é cooptado para trabalhar para o governo dos Estados Unidos, mas a tragédia faz com que deixa tudo para trás e passe a ser um advogado de mediação de conflitos econômicos em Boston, além de bêbado nas horas vagas. Quando um importante agente estadunidense é sequestrado em Beirute, em 1982, já com a Guerra Civil em curso, um saldo nefasto de 50 mil mortos e com a cidade loteada por grupos paramilitares, milícias e exércitos, o grupo responsável pela investi-

da solicita a presença de Mason para ser o interlocutor, buscando negociar o estadunidense em troca de um líder terrorista. O refém tem informações valiosas e sabe de posições chaves

de vários agentes, o que colocaria em risco não apenas os americanos, mas as próprias operações dos Estados Unidos na complexa região. O pedido do grupo radical e o


FARROUPILHA, 24 DE JANEIRO DE 2020

Sétima Arte

Inside Divulgação

Imagem: Reprodução

Cicerone A adida cultural Sandy Crowder (Rosamund Pike) faz as honras da casa em Beirute para um velho conhecido da cidade, o ex-diplomata Mason Skiles (Jon Hamm): parceria fundamental para montar o quebra-cabeça de interesses

currículo de Mason, com seu conhecimento de Beirute, levam a inteligência americana a requisitar novamente seus serviços. Atormentado pelos fantasmas do passado, ele é reticente em aceitar a empreitada, mas no fim acaba topando voltar ao Líbano. Lá é recebido por Sandy Crowder (Rosamund Pike), a adida cultural da Embaixada Americana, comandada por Frank Whalen (Larry Pine), um velho conhecido de Mason, na operação que também conta com o coronel Gary Ruzak (Shea Whigham), do Conselho de Segurança Nacional, e Don Gaines (Dean Norris), o diretor político da Embaixada. Logo Mason percebe que revisitará seus maiores pesadelos e, embora veja que facilmente Beirute não é mais sua casa, ele sabe como a banda toca e sua profunda capacidade de negociação entrará em cena, mostrando que há muitos interesses por trás do imbróglio e que é difícil empenhar a palavra neste cenário, não somente com os terroristas, mas também com quem deveria, em tese, estar do mesmo lada da trincheira. Aos poucos, Mason começa a ver o cenário de maneira mais clara, ao mesmo tempo em que tentará sair ileso e, quem sabe, ter um pouco de paz de espírito no retorno nem um pouco desejado a Beirute. Dirigido por Brad Anderson e com roteiro do consagrado Tony Gilroy, “Beirute” sintetiza um pouco da barbárie e do caos vivenciados com o conflito civil que destroçou o Líbano em uma história que mostra muito do que era a tensa realidade do local, com grupos lutando para atender suas demandas em uma terra sem lei nem ordem. Jon Hamm tem boa performance e prova que pode ter atuações como protagonista, da mesma forma que Rosamund Pike, que ganhou destaque em “Garota Exemplar”, há cinco anos, e passou a ser vista com outros olhos por Hollywood. Para quem aprecia um bom thriller político é um prato cheio.

11

Título original Beirut Título traduzido Beirute Direção Brad Anderson Roteiro Tony Gilroy Gênero Suspense Ação Drama Duração 110 minutos País Estados Unidos Ano de produção 2018 Estúdio Shiv Hans Pictures Radar Pictures Distribuição Netflix


12

Horóscopo Áries - 21/03 a 20/04

É possível entender a complexidade que envolve o campo profissional e as suas metas futuras. Uma nova consciência o faz tomar decisões importantes e, consequentemente, o leva a assumir responsabilidades ainda maiores. Tenha atenção com rivalidades que podem prejudicá-lo com documentos.

Touro - 21/04 a 20/05

Nada é seguro e visível sobre a segurança do seu futuro. É preciso ter flexibilidade para interagir com as mudanças. O que vai ajudá-lo? Amplie o seu campo de visão sobre as coisas e crie novas oportunidades. Os estudos, o campo filosófico e os estudos iluminam as suas decisões.

Gêmeos - 21/05 a 20/06

O seu crescimento profissional só acontecerá diante do desapego e de uma reconstrução financeira. As relações com sócios, clientes e com o cônjuge precisam de reparos e justiça. Avalie qual é o seu papel com uma pessoa importante para o seu desenvolvimento. Seja ético e justo.

Câncer - 21/06 a 20/07

O relacionamento vem exigindo de você habilidades para perceber as suas próprias necessidades. Uma pessoa está passando por desafios profundos e complexos. Analise as suas posturas, porque isso pode afetar negativamente o seu trabalho ou a sua rotina.

Leão - 21/07 a 22/08

É preciso assumir as rédeas do seu trabalho. Os resultados acontecerão a partir do momento em que você estiver disposto a desapegar e a reconstruir novas bases. Mas o céu fala sobre a autoestima e a qualidade das relações, principalmente no campo afetivo.

Vírgem - 23/08 a 22/09

O conflito entre os seus interesses pessoais e familiares ficam visíveis nos próximos dias. O céu pede que você olhe mais para o seu próprio desenvolvimento pessoal e que tenha mais consciência para tomar as decisões necessárias. As relações com os filhos estão sendo transformadas.

Libra - 23/09 a 22/10

O céu fala sobre as transformações pelas quais você vem passando com a família e para reconstruir os laços existentes. Tudo isso é necessário para o seu desenvolvimento. É preciso ter habilidades para se relacionar com as pessoas do seu convívio.

Escorpião - 23/10 a 21/11

O céu pede de você maturidade para se relacionar com as pessoas do seu convívio. É preciso ser flexível para aprender e trocar informações. A autoestima está sendo fortalecida. Mas é nítido o quanto as mudanças afetam as relações familiares e o seu próprio relacionamento.

Sagitário - 22/11 a 21/12

Tudo o que foi mal resolvido no passado volta como oportunidade de aprimorar os sentimentos e as expectativas depositadas em uma pessoa. É preciso assumir as rédeas financeiras e agir com maior consciência das suas possibilidades.

Capricórnio - 22/12 a 20/01

A vida vem exigindo de você uma postura firme para transformar as situações à sua volta. É preciso ter consciência dos processos de cura pelos quais você vem passando. Você sente que está reprimindo os seus sentimentos, e isso não é positivo. Analise o que está armazenado no seu coração.

Aquário - 21/01 a 19/02

Não está sendo fácil lidar com as mudanças, e isso pode intensificar a ansiedade. Você está disposto a se afastar de algumas pessoas. Agora, mais do que nunca, é preciso agir com maturidade emocional para lidar com os desafios externos. É preciso vencer a si mesmo.

Peixes - 20/02 a 20/03

É preciso assumir as rédeas em atividades com um grupo de pessoas. O seu desejo é cortar tudo e ir embora, mas é preciso ter maturidade para interagir com as pessoas e lidar com os conflitos. É preciso desenvolver o autovalor.

Inside

FARROUPILHA, 24 DE JANEIRO DE 2020


FARROUPILHA, 24 DE JANEIRO DE 2020

VENDE-SE TERRENO DE ESQUINA, com 1.377m², a uma quadra da rodoviária e do Shopping Centro de Compras. Contatar através do telefone: (54) 99118-1642. Vendo terreno. Excelente negócio! BARBADA! Localizado no Bairro Imigrante, medindo 12,00 x 33,00 (396m²). APENAS R$135.000,00. Tratar diretamente com proprietário. (54) 99968-0419. Farroupilha: para você homem discreto, que procura uma boa massagem para relaxar, agora você já tem o local certo! “PRAZER PICANTE”, você encontra as mais BELAS GAROTAS! Local central. Venha conhecer! Fone: (54) 99143-0723. Segunda a sábado. Vendo Kia Sportage 2017 LX2 167c flex, automática, bancos em couro, excelente estado de conservação, e na garantia. Modelo Novo. Valor R$ 89.900,00 aceito carro de menor valor. Contato pelo whats (54) 99139-9760.


Profile for Informantef Informantef

Edição 622  

Jornal Informante (Farroupilha/RS)

Edição 622  

Jornal Informante (Farroupilha/RS)

Advertisement