Page 1

FARROUPILHA

|

ANO XII

| EDIÇÃO 603

| 30 DE AGOSTO DE 2019 |

R$ 3,00

Educandário do bairro São José comemora 40 anos com evento neste domingo, além de atividades que vão de Gincana à Sarau Literário Matéria Especial, páginas 2 e 3, e Editorial ECONOMIA

CIDADE

Lazer e negócios na Multifeira A consulta popular está aí

POLÍTICA

Redução para 13 vereadores?

Evento de Carlos Barbosa abre no dia 6 De quarta a sexta, população poderá votar Proposta para enxugar gastos está sendo com expositores em diversos segmentos entre cinco projetos para receber recursos elaborada pelo presidente Sandro Trevisan Página 8 Página 10 Página 11 e Editorial

Juliana Inês Casa Barbieri

Legado de saberes da Vivian Maggioni


2

FARROUPILHA, 30 DE AGOSTO DE 2019

ESCOLA EM FESTA

Trajetória de 40 anos da Vivian Maggioni Educandário do bairro São José festeja quatro décadas de vida com ações especiais e almoço festivo neste domingo

O

que faz uma escola ser verdadeiramente uma instituição de ensino? Não é o prédio, com certeza, tampouco os alunos ou somente os professores, mas é justamente o conjunto, as relações afetivas conjugadas pelo conhecimento. É assim que a Escola Estadual Vivian Maggioni estrutura sua própria história: a partir dos vínculos e da diferença que busca fazer na vida de cada aluno. Com esta missão, a Vivian Maggioni festeja 40 anos de fundação no próximo dia 10 e para marcar a data, promove missa e almoço festivo neste domingo, às 9h e às 12h, respectivamente, na igreja e salão comunitário do bairro São José. Ingressos estão sendo comercializados a R$ 38,00 e o cardápio é macarrão, galeto, maionese, saladas diversas, sagu e creme. Unidades estão disponíveis na secretaria da escola ou diretamente com a equipe docente. A intenção é reunir 350 participantes numa grande confraternização entre ex-

Juliana Inês Casa Barbieri

Juliana Inês Casa Barbieri juliana@jornalinformante.com.br

-alunos, ex-professores e na expectativa de juntar também os 10 diretores que passaram pela escola nesses 40 anos. “É uma forma de integração e estamos fazendo um trabalho para que os alunos conheçam melhor a história, as origens da escola, a partir de diversas atividades. É um momento de agradecer também a todos que passaram por aqui e que trouxeram sua colaboração”, destaca a diretora Cladi Maria Zuffo Colussi. Trio de amor à causa: dedicação faz a diferença Para dar uma definição mais exata desta dedicação à escola um trio é o maior representante: Neusa Molon Mansan, professora de Arte, vice-diretora da manhã e que preside os festejos de aniversário da instituição, sendo que tem 25 anos de casa; Rosaura Paraboni que já foi diretora e, mesmo aposentada desde 2015, continua prestando serviços de maneira voluntária e soma 36 anos de atividades, mesmo tempo de atuação de Lisette Fabro Weber, também vice-diretora. “Adoro essa escola, já passei por diversas, mas essa é que está no meu coração. É a extensão da nossa casa. Temos que ser professora, um pouco mãe, médica, psicóloga. Se não nos doarmos totalmente para a educação nem se consegue entrar numa sala de aula”, declara Neusa.

União é o lema das professoras Lisette, Neusa e Rosaura conhecem a realidade da escola e também são referências importantes para os alunos

Reformas para melhorias da escola A direção também festeja a destinação de verba do governo estadual para reformas na estrutura do prédio. O recurso estava aprovado há dois anos, mas chegou há 60 dias. Um novo portão de acesso para a entrada de caminhões e fornecedores está sendo construído, além de colocação de toldo no corredor principal e cobertura na área entre os prédios. O telhado também será substituído. Tudo para dar maior comodidade e segurança aos alunos. Serão investidos R$ 200 mil e as obras devem ser finalizadas em setembro. Mais um bom motivo para comemorar neste ano pra lá de especial.

Programe-se O que: missa e almoço festivo aos 40 anos de fundação da Escola Vivian Maggioni Quando: neste domingo, missa às 9h e almoço às 12h Onde: igreja e salão comunitário do bairro São José Quanto: ingresso para almoço a R$ 38,00 que pode ser obtido diretamente na escola


3

FARROUPILHA, 30 DE AGOSTO DE 2019

ATIVIDADES

D

urante todo o ano diversas atividades estão sendo realizadas para festejar a data. Uma gincana está acontecendo com cinco equipes no turno da manhã e cinco à tarde. São tarefas variadas desde resgate histórico, ações que envolvem arte e pesquisa em diversas disciplinas. Há ainda o Livro “Boas Lembranças”, coordenado pela professora Lisette, onde ex-alunos e os atuais registram acontecimentos marcantes vividos no educandário. “Temos recebido boas histórias, muitas lembranças importantes, até emocionantes”, considera a docente. O nome Vivian Maggioni faz referência à filha do prefeito da época, Ave-

lino Maggioni, que faleceu aos 14 anos num acidente doméstico. A mãe de Vivian, a escritora farroupilhense Dolores Maggioni, será homenageada em Sarau Literário que acontecerá em 12 de dezembro, encerrando as festividades. A escola atende 350 alunos da Educação Infantil ao 9º ano do Ensino Fundamental nos turnos da manhã e tarde. À noite há ainda três turmas da Educação de Jovens e Adultos (EJA), aliás, aí vem um pioneirismo importante da escola: a primeira turma implantada no Estado nesta modalidade foi na Vivian Maggioni, em 1999. Neusa lembra bem que ministrou aulas, recebeu representantes de outras instituições e foi a diversas cidades gaúchas para orientar com relação a este formato de ensino.

Histórico Funcionava como escola de séries iniciais no antigo núcleo da Sociedade Farroupilhense de Auxílio aos Necessitados (SFAN), com denominação inicial de Escola São Francisco de Assis. Com a criação do São José, primeiro loteamento popular de Farroupilha, a escola foi transferida para o centro do bairro, em 1979, em área doada pela prefeitura. A partir daí a instituição passou a ser estadual, de 1ª a 4ª séries. Anos mais tarde foi batizada de Vivian Maggioni. Entre 1982 e 1985 passou a ofertar de 5ª a 8ª séries. Atende estudantes dos bairros São José, Imigrante e São Francisco.

Acervo Escola Vivian Maggioni

Ações especiais marcam o aniversário da escola

Direto do arquivo da escola Foto de 1989 registra construção do atual prédio da instituição, no bairro São José, 10 anos após a fundação


4

FARROUPILHA, 30 DE AGOSTO DE 2019

A MP da Liberdade fundos de venture Marcelo Godke *

O

s fundos de investimento ocupam lugar importante na economia. Congregam capital de investidores de várias espécies. Conseguem atrair grande quantidade de dinheiro e redirecioná-lo a empresas que dele necessitam, financiando e fomentando a atividade produtiva, a criação de riquezas e a geração e manutenção de empregos. Mesmo os fundos meramente especulativos são importantes para o sistema econômico do País, pois ajudam a criar e aumentar a liquidez nos mercados. No que diz respeito ao empreendedorismo e à inovação, os fundos de investimento possuem especial destaque. Os fundos de venture capital são constantemente procurados para financiar novos negócios e empresas inovadoras. Podem investir em empresas recém-nascidas ou em outras que já tenham um pouco mais de tempo de vida. O mercado é variado e existe financiamento para as mais variadas startups. Via de regra, os investidores gostam de saber o tamanho do risco que assumem ao investir. Isso se aplica também aos investidores de fundos de venture capital. Em Países em que se dá maior proteção aos investidores, notadamente naqueles em que se adota o common law como sistema jurídico, há formas societárias que cumprem tal função. Por exemplo, podem ser utilizadas as limited partnerships, em que coexis-

tem os limited partners (com responsabilidade limitada) e os general partners (com responsabilidade ilimitada). No Brasil, em tese, poderíamos utilizar as sociedades em comandita (simples ou por ações) para tal função, pois têm características similares às limited partnerships. Mas o problema que surge é de outra natureza, a saber, tributária. Com efeito, a legislação brasileira determina a tributação de todas as pessoas jurídicas de maneira similar. Se uma for estruturada para ter função econômica de fundo de investimento (seja ou não de venture capital), será tributariamente ineficiente a ponto de tornar proibitiva a utilização deste tipo de veículo de investimento em território nacional. A solução encontrada, então, foi de não se utilizar pessoas jurídicas para tanto. A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) baixou normativos que determinam serem os fundos de investimento verdadeiros condomínios, que não são tributados como as pessoas jurídicas normalmente o são. Assim, seriam “tributariamente neutros”. Uma solução bastante engenhosa, que resolveu de maneira aparentemente brilhante a inadequação de nossa legislação tributária. É uma solução societária para um problema tributário. Contudo, é verdadeiro remendo que criou outro problema: condomínios, nos termos da legislação brasileira, não têm como característica intrínseca a limitação da responsabilidade dos investidores. Em outras palavras, não servem para delimitar os riscos que os investidores enfrentam ao investir nos fundos. Então, por


5

FARROUPILHA, 30 DE AGOSTO DE 2019

Econômica e os capital

Imagem: Reprodução

serem condomínios, fazem que seus condôminos (os cotistas) carreguem consigo o risco de terem de assumir para si todo o passivo do fundo. Agora entra em cena a MP 881, que institui a chamada “Declaração de Direitos de Liberdade Econômica” para estabelecer “normas de proteção à livre iniciativa e ao livre exercício de atividade econômica”. Apesar de estar longe de ser perfeita, traz dispositivo importantíssimo para lidar com o problema da ilimitação da responsabilidade dos investidores em fundos de investimento. A medida é bastante importante no que diz respeito aos fundos de venture capital, pois o índice de mortalidade das startups que recebem investimentos de tais fundos é altíssimo, sendo extremamente importante impor-se limite às possibilidades de perdas, para que os riscos sejam adequadamente mensurados. A MP 881 insere novo artigo no Código Civil, de número 1.368-C. Tal dis-

positivo cria legalmente a categoria de fundos de investimento na forma de “condomínio de natureza especial” (já que os normativos editados pela CVM não possuem força de lei), de acordo com a redação dada pelo Congresso Nacional nos termos do Projeto de Lei de Conversão nº 17/2019. Mas, tão importante quanto isso, o referido dispositivo também permitirá que os regulamentos dos fundos de investimento na forma de “condomínio de natureza especial” tenham como característica “a limitação da responsabilidade de cada investidor ao valor de suas cotas”. Tal medida é essencial para o desenvolvimento do mercado de fundos de venture capital e permitirá que sejam feitos mais investimentos com muito mais segurança. É verdadeiro incentivo bem-vindo em nosso mercado e mais iniciativas deste estilo devem ser implementadas. * Advogado


6

FARROUPILHA, 30 DE AGOSTO DE 2019

Motivos de sobra para comemorar A Escola Estadual Vivian Maggioni celebra, no próximo dia 10, 40 anos de vida. Uma missa, seguida de um almoço festivo, movimentam o domingo e abrem o mês especial de celebração do aniversário. Porém, as atividades são realizadas na instituição de ensino do bairro São José desde o início do ano (veja mais na Matéria Especial, páginas 2 e 3). A Vivian Maggioni foi fundada em um bairro loteado pelo prefeito Clóvis Tartarotti, nos anos 70, que recebia, basicamente, a mão de obra da indústria calçadista, quando Farroupilha ainda tinha o calçado como motor da economia e, para oferecer uma opção de ensino aos filhos dos trabalhadores, foi solicitado, junto ao Estado, a instalação do educandário no São José, na gestão seguinte, do prefeito Avelino Maggioni, tendo a instituição sido batizada com o nome de sua filha, uma forma de perpetuar a memória de Vivian, de passagem breve, mas marcante.

Ao longo de quatro décadas a escola cumpriu um papel fundamental na formação de milhares de farroupilhenses e lutou contra todas as adversidades, que quase sempre esbarravam na falta de recursos, um drama que afeta os cofres públicos do Rio Grande do Sul e que tem, no campo educacional, um de seus piores reflexos. Mas isso jamais foi motivo para conformismo. Tanto é verdade que muitos professores e diretores não mediram esforços para encarar essa realidade. Atualmente, a instituição está passando por reformas e está mais colorida, receptiva e vistosa. Esse ambiente acolhedor certamente traz benefícios a todos, da comunidade escolar, passando pelo corpo docente, direção e até mesmo o próprio bairro que é seu berço. Que esse processo de revitalização seja contínuo e permanente e que o festejo dominical marque esse novo momento vivido pelo educandário.

Pensando muito além do mandato Desde que assumiu a presidência da Casa Legislativa Lidovino Antônio Fanton, no início deste ano, o professor Sandro Trevisan (PSB) tem um norte bem definido: economia. Foi com esse propósito, de enxugar os gastos legislativos, que ele tem conduzido seus trabalhos. Extinguiu quatro cargos em comis-

são, dois que não estavam sendo utilizados, mas que poderiam ser usados legalmente, e dois que estavam, gerando uma economia de R$ 200 mil por ano aos cofres públicos. Agora a meta é reduzir o número de cadeiras no Legislativo, das atuais 15 para 13 vereadores (veja matéria na Editoria de Política, página 11).

Índice

Editorial

Matéria Especial .................................... Páginas 2 e 3 Editorial ...................................................Página 6 Opinião...................................................... Página 7 Economia .................................................. Página 8 Cidade ........................................................ Páginas 9 e 10 Política ..................................................... Página 11 Educação .................................................. Página 12 Esporte ..................................................... Páginas 13 a 15

Inside

Especial..................................................... Capa Cinemas ..................................................... Página 2 Tradicionalismo ..................................... Página 3 Crônicas da Redação ............................. Página 4 Agenda....................................................... Página 4 Desenho .................................................... Página 5 Guilherme Macalossi ............................ Página 5 Social ........................................................ Páginas 6 e 7 Egui Baldasso ......................................... Página 8 Primeiro Parágrafo............................... Páginas 8 e 9 Lauro Edson Da Cás ............................... Página 9 Sétima Arte .............................................. Páginas 10 e 11 Horóscopo ............................................... Contracapa Saúde, Beleza & Estética...................... 4 páginas Classificados .......................................... 8 páginas

O projeto está sendo analisado e deixa os parlamentares em uma boa sinuca de bico. A votação dará uma clara ideia de quem está na Câmara de Vereadores interessado no bem público ou apenas no atendimento de interesses pessoais. A redução não é tão somente dos cargos eletivos, mas também encontra reflexos nos CCs.

Redação - redacao@jornalinformante.com.br Juliana Inês Casa Barbieri juliana@jornalinformante.com.br Ramon Cardoso ramon@jornalinformante.com.br Yasmin Signori Andrade yasmin@jornalinformante.com.br

Comercial-comercial@jornalinformante.com.br Fabiano Luiz Gasperin gasperin@jornalinformante.com.br Jean Marco Lancarin de Mattos comercial5@jornalinformante.com.br Maria da Graça Potricos Leite maria@jornalinformante.com.br

Anúncios - anuncios@jornalinformante.com.br Marcelo Bortagaray Mello marcelo@jornalinformante.com.br Tiago Rodrigues da Silva tiago@jornalinformante.com.br

Financeiro - financeiro@jornalinformante.com.br Keli de Almeida Maciel keli@jornalinformante.com.br

Embora muitos possam vir alegar a necessidade de ter amplitude na representatividade, a discussão é conveniente e oportuna e vai ao encontro do que pensa a esmagadora maioria da sociedade. Em um período de grave crise econômica, os gastos públicos necessitam ser revistos de maneira urgente, nas três esferas de governo.

Assinaturas-assinaturas@jornalinformante.com.br Assinatura Bienal: R$ 240,00 Assinatura Anual: R$ 140,00

Telefones (54) 3401-3200 / (54) 3401-3201 (54) 3401-3202 / (54) 3401-3203

Endereço Rua Dr. Jaime Romeu Rössler, 348, Bairro Planalto

Colunistas Crônicas da Redação Dolores Maggioni Egui Baldasso Fabrício Oliboni

Guilherme Macalossi Gustavo Pimentel Lauro Edson Da Cás Paulo Roque Gasparetto

A manifestação dos colunistas é livre e independente e não necessariamente reflete a opinião do Tabloide sobre os temas abordados nas colunas

@PaperInformante www.jornalinformante.com.br

/jornalinformante


7

FARROUPILHA, 30 DE AGOSTO DE 2019

Sem habitação não há desenvolvimento Não há muito o que comemorar no Dia Nacional da Habitação, celebrado no último dia 21 de agosto, alusivo à criação do antigo BNH, nessa data, há 55 anos, em 1964, quando se iniciava o regime militar. Desde então, sucederam-se governos e planos, como o Programa de Arrendamento Residencial (FHC) e Minha Casa, Minha Vida (Lula), além de iniciativas estaduais e municipais. Nada resolveu. O Brasil segue com crescente falta de moradias e grande número de famílias morando em condições inadequadas. Os dados são taxativos: pesquisa recém-divulgada, realizada pela Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc), em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), indica que o País bateu o recorde de déficit habitacional, que aumentou 7% entre 2007 e 2017, chegando a 7,78 milhões de moradias. Além disso, o Censo 2010 do IBGE apontava que 11,4 milhões de brasileiros estavam morando em favelas. Deve-se considerar que, no período subsequente à apuração dessas estatísticas, a crise econômica prolongada agravou o quadro. Independentemente de governos e ideologias, estamos diante de antiga questão estrutural brasileira, com um histórico de crescimento populacional sem planejamento urbano, desordenado e marcado por paternal tolerância com ocupações irregulares do solo. Em contrapartida, há muitos obstáculos a empreendimentos habitacionais sustentáveis e consoantes com as leis. Cada vez mais se burocratiza a aprovação e se elitiza o solo urbano. Assim, a tão sonhada casa própria fica mais distante. Com esse vácuo urbano/habitacional, principalmente no segmento de baixa renda, surgem organizações e movimentos juridicamente inexistentes, oferecendo a ocupação ilegal como alternativa. Precisamos reordenar as políticas de desen-

Imagem: Reprodução

Luiz Augusto Pereira de Almeida *

volvimento e expansão das cidades. É importante maior adensamento em torno das estruturas de transportes, bem como gabaritos de altura dos edifícios menos restritivos. Com isso, os espaços, cada vez mais escassos, seriam mais bem aproveitados, ampliando-se a oferta de moradias e, consequentemente, se reduzindo os preços. Ademais, melhoraria muito a questão da mobilidade, outro problema decorrente da falta de planejamento. Multiplicam-se os problemas relativos às ocupações ilegais, em contraste com as barreiras e críticas a inúmeros projetos social, ambiental e economicamente sustentáveis, que preveem a devida infraestrutura para moradia, água, esgoto, saúde e

educação. Devido a alegadas razões de ordem urbanística ou ambiental, onde muitos se instalam de modo ilegal e desordenado, os regularmente constituídos não conseguem dar andamento a empreendimentos legalmente aprovados e até licenciados. Se conseguirmos solucionar essas questões, teremos boas chances de mitigar o déficit habitacional, principalmente quando for retomado o crescimento econômico. É uma prioridade, pois não conquistaremos o desenvolvimento sem moradias dignas para os brasileiros. * Diretor da Federação Internacional Imobiliária (Fiabci/Brasil)

Menos pessoas, mais humanizado: o futuro do atendimento Adria Candido * Os impactos das mudanças tecnológicas e comportamento das novas gerações estão mudando, drasticamente, as relações de trabalho e, consequentemente, o atendimento ao cliente e a experiência do consumidor. Quando o assunto é a substituição da força de trabalho, decorrente do processo de digitalização, automação e robotização das empresas, tende-se a um olhar pessimista, mostrando as piores narrativas da relação entre pessoas e máquinas. A robotização, na verdade, ajuda a ressaltar o valor das competências humanas, pois os atributos inerentes tornam-se diferenciais. Mas, como harmonizar a interação do homem com a máquina

para garantir um atendimento mais humanizado? A substituição de pessoas pela tecnologia não é um assunto atual, já que ocorre desde a Revolução Industrial e é um processo de evolução natural dos negócios. A pauta que deve ser discutida agora é como qualificar as pessoas ante as rápidas mudanças organizacionais. O trabalho do futuro engloba a adoção de tecnologias emergentes e a maneira como nós, seres humanos, seremos aprimorados por ela e qual o progresso resultante do trabalho conjunto com as máquinas. Segundo recente pesquisa da Robert Half, figuram entre as 10 profissões e carreiras mais promissoras do Brasil os profissionais relacionados à aprendizagem, transformação e assistência digital e à experiência do cliente.

A partir da reflexão, é possível projetar novas profissões e papeis na área de atendimento ao cliente. Mas, as pessoas e suas competências como a criatividade, pensamento crítico, orientação para servir, resolução de problemas complexos serão fundamentais e diferenciais nesse novo contexto de mundo. Ao imaginar o futuro do atendimento, devemos considerar a atuação harmônica entre pessoas e máquinas, em que ressaltamos o papel dos humanos, sobretudo, no aprimoramento das tecnologias e na criação de um atendimento mais pessoal, criando elos entre marcas e consumidores. * Diretora Executiva de Operações da CSU.Contact


8

FARROUPILHA, 30 DE AGOSTO DE 2019

Juliana Inês Casa Barbieri

NEGÓCIO

Tudo na Multifeira

Prestes a abrir as portas, evento de Carlos Barbosa, reúne 106 expositores

E

m sua segunda edição, a Multifeira, de Carlos Barbosa, apresenta seis eventos dentro de um só: Feira do Bem-Estar, Mega Feirão de Imóveis, Outlet de Fábrica, Pet Day, Rodada de Negócios e Salão de Eventos. Com início no próximo dia 6, no Parque de Eventos Guido Pasqual Sganderlla, acontece às sextas, das 17h às 21h, sendo que a abertura oficial será às 19h, aos sábados, das 13h às 21h, e domingos, das 13h às 19h. Entrada, estacionamento e shows são gratuitos. Reunirá 106 expositores da Associação do Comércio, Indústria e Serviços (ACI) de Carlos Barbosa. De acordo com Moacir Recktenwaldt, vice-presidente da ACI, a expectativa é reunir 50 mil participantes neste evento

que tem como proposta oferecer atrações para toda a família. Outro mote é incentivar o empreendedorismo. “A proposta é congregar serviços, com expositores e setores variados. A Multifeira já está se tornando referência”, considera Felix Cichelero, vice-presidente do evento. Uma das novidades desta edição é o Pet Day, que tem programação especial nos próximos dias 7 e 15 com shows de cães, adestramento, bate-papo com os tutores, desfiles e comercialização de artigos para animais. Já a Feira do Bem-Estar tem foco na saúde

física e mental, além de terapias alternativas. O Outlet de Fábrica trará sete empresas do ramo dovestuário e o Salão de Eventos terá negócios de festas facilitando o contato com os profissionais, desde locação de trajes, sonorização, decoração e demais serviços. O evento oferece ainda palestras e Rodada de Negócios com o Sebrae. O destaque da programação cultural é o Grupo Tholl, que se apresenta no próximo dia 13, às 21h30min, na Praça de Alimentação. Confira programação completa em multifeiraaci.com.br.

Programe-se O que: Multifeira, de Carlos Barbosa Quando: de 6 a 15 de setembro, às sextas, das 17h às 21h, sábados, das 13h às 21h, e domingos, das 13h às 19h Onde: Parque de Eventos Guido Pasqual Sganderlla, em Carlos Barbosa Quanto: entrada, estacionamento e shows gratuitos

Comitiva divulga evento Giovani Foppa, Felix e Moacir em visita ao Jornal Informante nesta semana

Finanças LF Transportes é destaque no serviço

A empresa LF Transportes, que possui sua matriz em Farroupilha, recebeu homenagem pelo seu atendimento. As revistas Logweb e Frota&Cia, voltadas ao mercado de logística, realizaram a 13ª Pesquisa Nacional de Desempenho dos Fornecedores de Serviços de Transportes. Foram ouvidos 611 embarcadores de carga, vinculados a diferentes ramos de atividade. A LF Transportes foi um dos destaques com o transporte de móveis, seus principais clientes. Apenas 81 transportadoras entre 1.213 receberam a certificação.


9

FARROUPILHA, 30 DE AGOSTO DE 2019

Viticultura

Vencedores serão anunciados Jantar de premiação da 14ª Seleção de Vinhos será nesta sexta, agraciando 30% dos incritos Juliana Inês Casa Barbieri

A

23 de agosto Jeni de Souza Lima, 77 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal. 26 de agosto Diva Edwige Noro Ely, 97 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal. 28 de agosto Regina Kochuzycki, 69 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal; Celso João Oschoski, 52 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal.

Alguém quer me adotar? reconhecimento As 190 amostras inscritas foram analisadas por 26 especialistas

um time de 26 especialistas entre enólogos, representantes de instituição de ensino e pesquisa, profissionais da indústria vinícola e enófilos, dos dias 6 a 8 deste mês. Foram 190 amostras, de 12 vinícolas, registrando um recorde de participação. O

evento é uma promoção da Associação Farroupilhense de Produtores de Vinhos, Espumantes Sucos e Derivados (Afavin), em parceria com a Prefeitura de Farroupilha, por meio das Secretarias de Desenvolvimento Rural e de Turismo e Cultura.

Programe-se O que: jantar-baile de premiação da 14ª Seleção de Vinhos Quando: sexta, às 19h30min Onde: Centro Municipal de Eventos Mário Bianchi Quanto: R$ 110,00

Divulgação

noite desta sexta será marcada pelo jantar-baile de divulgação dos premiados na 14ª Seleção de Vinhos. Será no Centro de Eventos Mário Bianchi, no Parque Cinquentenário, a partir das 19h30min. Para quem quiser participar do evento, é possível adquirir os ingressos no Ceac (14 de Julho, 710), junto à Secretaria de Desenvolvimento Rural, pelo valor de R$ 110,00. No evento serão anunciadas as medalhas de ouro, prata e bronze das 13 categorias que compreendem: vinhos de mesa tintos e brancos, secos e suaves; vinhos finos secos tintos e brancos; vinho branco fino seco moscatel tranquilo; espumantes moscatel e brut, vinho frisante moscatel; e suco de uva integral/natural. Além disso serão entregues duas distinções especiais Moscatel Premium ao vinho fino seco tranquilo e ao espumante moscatel com maior pontuação, com o intuito de destacar a condição do município de Capital Nacional do Moscatel. A análise sensorial foi feita por

Obituário

Essa é a Bella. Foi resgatada prenha e maltratada há 3 anos. Todos os filhotinhos foram adotados, menos ela. É dócil, de porte médio e tem cerca de 4 anos. Convive bem com outros animais. Busca um adotante para demonstrar seu amor e carinho. Interessados em adotar podem manter contato pelo fone 999.371.647.


10

FARROUPILHA, 30 DE AGOSTO DE 2019

Desenvolvimento

Demandas da população Em Consulta Popular, na quarta, quinta e sexta, eleitores poderão escolher entre cinco projetos para receberem recursos do Estado

I

novação nas empresas, turismo regional, desenvolvimento rural, capacitação ambiental e competitividade produtiva são os cinco projetos que poderão ser votados na Consulta Popular, na próxima quarta, quinta e sexta. A votação será feita pelo eleitorado dos 32 municípios da região de abrangência do Conselho Regional de Desenvolvimento da Serra (Corede Serra), que inclui Farroupilha. A Lei da Consulta defende que a população define diretamente parte dos investimentos e serviços que cons-

tarão no orçamento do Estado. Cada participante poderá escolher um dos cinco projetos que foram definidos como prioridades pela Serra pelo Plano Estratégico de Desenvolvimento Regional 20152030. No final, os três mais votados ficam com recursos. O Corede Serra irá receber pouco mais de R$ 628 mil, que será dividido igualmente entre as propostas eleitas. Como e onde fazer a votação no município A votação pode ser feita pelo site consultapopular. rs.gov.br/, por aplicativos dis-

ponibilizados para representantes do Coredes e Comudes ou por SMS para o número 30264 com a mensagem: RSVOTO#Título de EleitorR#nº do programa escolhido. Também é possível fazer a votação presencialmente levando o Título de Eleitor e CPF na Prefeitura, Ceac (junto à Secretaria de Desenvolvimento Econômico), Sindicato Rural, UCS, CNEC, AFEI, Casa de Cultura e Farmácia Popular. E também nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) Central, Burati, Vila Esperança, Cruzeiro, CES, Monte Pasqual, São José, América, 1º de Maio, Cinquentenário e Medianeira.

Projetos do Corede Serra (cada eleitor poderá votar em um)

1) Incentivo à Agricultura Familiar: apoio à infraestrutura rural 2) Apoiar a implantação do Inova RS: Programa de Inovação na Região do Corede Serra 3) Fortalecer os Arranjos Produtivos Locais: Metalmecânico, Moda, Moveleiro e TIC 4) Integrar o Turismo na Região Funcional 3: Serra, Hortênsias e Campos de Cima da Serra, fortalecendo o Circuito Integrado de Turismo da Serra 5) Qualificar os Servidores Municipais para o Licenciamento Ambiental A Prefeitura de Farroupilha está apoiando o projeto de implantação do Inova RS, por conta da atração de investimentos para o município, podendo gerar aumento dos empregos e da renda da população.


11

FARROUPILHA, 30 DE AGOSTO DE 2019

REDUÇÃO DE CADEIRAS

Menos vereadores no Legislativo? Presidente da Câmara de Vereadores, Sandro Trevisan luta por uma Casa mais enxuta e quer reduzir parlamentares para 13 nhado para avaliação do Instituto Gamma de Assessoria a Órgãos Públicos (Igam), para verificar sua total constitucionalidade. Esse retorno deve ser obtido na próxima semana e, com parecer favorável, Trevisan busca a assinatura de outros quatro vereadores para dar entrada do projeto na Câmara. Manifestações de apoio têm sido recebidas, sendo que o presidente deve alinhavar essas tratativas nos próximos dias e acredita que deve obter êxito. Com o projeto apresentado, passa para aná-

lise das comissões da Câmara e segue para votação por quórum qualificado, sendo necessário 2/3 para aprovação, o que corresponde a 10 votos favoráveis. Respeitando o prazo de 10 dias, nova votação deverá ser convocada para confirmação desse apoio e validação do projeto. “Ano passado eu já tinha maturado essa ideia junto com o setor jurídico e esse ano, revendo as leis, verifiquei essa possibilidade legal”, observa. O projeto, se aprovado, entra em vigor a partir das próximas eleições municipais.

Arquivo Jornal Informante

S

andro Trevisan (PSB), presidente da Câmara de Vereadores, está trabalhando em novo projeto para reduzir custos na Casa Legislativa Lidovino Antônio Fanton. Depois da redução de quatro cargos de assessores, a proposta é diminuir as cadeiras dos parlamentares, passando de 15 para 13 vereadores. “Custos se reduzem de uma maneira ponderada, contínua e estamos trabalhando com diversos fatores para atingir essa redução. Com relação ao número de vereadores tem que se ter cuidado para não afetar a representatividade, mas é necessário enxugar a máquina”, considera o presidente. O projeto foi pré-elaborado, já analisado pelo setor jurídico da Casa e encami-

Para otimizar e cortar custos Presidente alinha estratégia para reduzir número de vereadores

Esquina Ademir Baretta na presidência do MDB

Ex-prefeito de Farroupilha, Ademir Baretta é o novo presidente do MDB farroupilhense. Eleito em convenção realizada no último sábado, a sigla tem como vices a ex-vereadora Maristela Rodolfo Pessin, que também preside o MDB Mulher, e Matheus Paim Silva, que responde ainda pelo Juventude MDB. A Executiva Municipal segue no cargo por dois anos.

Rede em Convenção

Nesta sexta, das 19h às 21h, na Câmara de Vereadores, a Rede realiza sua Convenção Municipal, com filiação de novos integrantes, apresentação e homologação da nova Comissão Executiva Municipal e assuntos referentes ao próximo pleito.


12

FARROUPILHA, 30 DE AGOSTO DE 2019

REFORÇO

Vagas para curso preparatório do ENEM Formação gratuita é voltada a concluintes do Ensino Médio e as inscrições encerram na segunda de setembro e outubro. Será das 13h30min às 16h, no Salão Nobre da Prefeitura. “Promover um curso desses é mostrar que, cada vez mais, nossos jovens são prioridade. Além de informação e conhecimento queremos que se preparem e busquem alcançar seus objetivos, ingressando no Ensino Superior”, ressalta Juliano Baumgarten, diretor do Departamento de Juventude e coordenador geral da formação, explicando ainda que esta é a primeira vez que o curso é realizado. A aula inaugural já acontece na próxima segunda, às 13h30min, no Salão Nobre, com apresentação do

Divulgação

E

studantes com interesse em ter uma melhor performance no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM) têm prazo até segunda para se inscrever no curso preparatório ofertado gratuitamente pela Secretaria Municipal de Esporte, Lazer e Juventude. “Se Liga Juventude – Pré-ENEM” é a formação que oferta 90 vagas aos concluintes do Ensino Médio. A capacitação será ministrada por professores da Universidade de Caxias do Sul (UCS) e acontecerá às segundas, quintas e sextas, dos meses

Ensino São ofertadas 90 vagas para a formação preparatória

formato e método do curso. A coordenação pedagógica é da professora Fabiana Kaodoinski e as inscrições podem ser feitas pelo WhatsApp 996.301.247, até segunda pela manhã.

Programe-se O que: inscrições para curso preparatório ao ENEM Quando: até segunda pela manhã Onde: cadastro pelo WhatsApp 996.301.247 Quanto: curso gratuito


13

FARROUPILHA, 30 DE AGOSTO DE 2019

PRIMEIRO TRIUNFO

Campos vence em Interlagos e volta à briga na Stock Light Após um começo irregular, piloto farroupilhense faz temporada de recuperação e já está em 3º na classificação geral carro nas retas. Campos finalizou a prova em 10º lugar. Como o grid dos 10 primeiros é invertido para a prova dominical, ele largou na pole. “Na corrida 2 deu tudo certo. Larguei em primeiro e também tive sorte de muitos carros atrás baterem, provocando a entrada de dois safety car, fato que favoreceu a defesa de nossa liderança. A estratégia da equipe foi ótima. Economizei push para a prova decisiva e isso também foi determinante para a boa performance”, comentou o piloto, que tem boas lembranças do circuito. “Foi em Interlagos que eu fui campeão em 2016 e passar esse filme na cabeça me emocionou muito”, admitiu Campos, que saltou para 3º na classificação geral (veja os 10 primeiros ao lado). A possibilidade de nova conquista também passa pela pista, já que a etapa decisiva

ocorre em Interlagos. A próxima etapa, a 5ª, acontece em solo gaúcho, no Autódromo Internacional do Velopark, em Nova Santa Rita, nos dias 14 e 15 de setembro. Haverá ainda etapas em Cascavel (dias 19 e 20 de outubro), Goiânia (dias 23 e 24 de novembro) e São Paulo (dia 15 de dezembro).

Vanderley Soares/MS2

O

fato certamente incomodava. Sem ter triunfado na temporada 2019 da Stock Light, o piloto farroupilhense Márcio Campos necessitava de uma vitória, não somente para a confiança, mas para confirmar a evolução do carro da Motortech Competições. No último domingo, voltou a ocupar o lugar mais alto do pódio. O local foi especial, na principal pista do País. No Autódromo Internacional de Interlagos, em São Paulo, onde Campos foi campeão em 2016, chegou sua vitória inaugural no ano na categoria, justamente quando é finaliza a primeira metade da temporada, com a conclusão da 4ª etapa. Na disputa de sábado, o piloto farroupilhense não teve boa performance, com perda de rendimento do

Conquista Primeira vitória de Campos permitiu salto na tabela e o recolocou no páreo pelo título em 2019

Classificação Stock Light

(10 primeiros após quatro etapas) 1º) Guilherme Salas: 176 pontos 2º) Gustavo Frigotto: 150 pontos 3º) Márcio Campos: 108 pontos 4º) Pedro Boesel: 105 pontos

5º) Marco Cozzi: 99 pontos 6º) Raphael Abbate: 97 pontos 7º) Gabriel Robe: 83 pontos 8º) Raphael Reis: 77 pontos Luca Moraes: 77 pontos Erik Mayrink: 77 pontos


14

FARROUPILHA, 30 DE AGOSTO DE 2019

Ramon Cardoso

Valeu, gurias rubro-verdes

O Brasil Feminino fez um bom duelo contra o Grêmio, atual campeão estadual, na estreia do Gauchão. A performance do ano passado, quando as gurias rubro-verdes chegaram em 4º lugar, fez crescer consideravelmente o número de torcedores. No duelo dominical foi registrado o segundo maior público do ano no Estádio das Castanheiras, perdendo tão somente para o duelo decisivo contra o Santo Ângelo.

Fazer um duelo parelho, dentro do contexto que envolve o futebol feminino profissional e o amador, como o Brasil fez com o Grêmio, dá muita confiança para a sequência do estadual. A briga da equipe farroupilhense, vale lembrar, não é com a Dupla, mas com o trio de rivais do interior. Por isso seria fundamental uma vitória neste domingo, em Candiota, diante do João Emílio. No turno, o rubro-verde encara as rivais do interior como visitante. Conquistando bons resultados, decide tudo no Estádio das Castanheiras no returno.

Os destaques da estreia

A lateral direita Tai, especialmente na marcação, foi um dos destaques do Brasil. Teve de sair no 2º tempo com cãibras, mas fez um bom jogo e mostrou bom entrosamento com a zagueira Adri, no balanço defensivo, e com a meia Luana, na armação e saída de bola. A atacante Tuca também teve de sair por cansaço, mas fez boa movimentação. Quando foi substituída acabou deixando a centroavante Pati isolada à frente, brigando sozinha com a defesa gremista. A dupla de zaga Luana e Ifi também foi bem e altamente exigida, bem como a goleira Gil. Suas saídas pelo chão foram sempre precisas.

Em busca dos três pontos

Uma vitória fundamental

Apoio Mais de 600 torcedores foram às Castanheiras na estreia do Brasil Feminino no Gauchão

Mais físico do que propriamente técnico

Evidente que o time do Grêmio conta com atletas de muita qualidade, como a meia atacante Karina, a meia Katrine e a centroavante Karol Lins, recém-contratada, mas a diferença técnica entre as gremistas e as rubro-verdes não é grande. Já no aspecto físico, a distância é abissal. Prova disso é que o Brasil equilibrou o confronto enquanto teve perna. Na etapa final, a supremacia gremista ficou escancarada. Avançando um pouco na parte física o time farroupilhense tem condições de fazer um enfrentamento ainda mais equilibrado com a Dupla.

Depois de um começo turbulento, com muitos problemas no carro, o farroupilhense Márcio Campos conquistou seu primeiro triunfo do ano na Stock Light no último domingo, na corrida 2 em Interlagos (veja mais na página 13). O resultado foi fundamental para evitar que o rival Guilherme Salas disparasse ainda mais na liderança, embora seu domínio seja grande, já que venceu cinco das oito provas. A distância ainda é considerável, mas Campos tem capacidade para buscar o caneco na metade final da temporada.


15

FARROUPILHA, 30 DE AGOSTO DE 2019

GAUCHÃO FEMININO

Gurias rubro-verdes na estrada Após estreia contra o atual campeão Grêmio, Brasil Feminino viaja até Candiota para encarar o João Emílio

O

Gauchão Feminino teve início, para as gurias rubro-verdes, no último domingo, no duelo contra o Grêmio. O favoritismo estava do lado das tricolores, atuais campeãs estaduais, e ele se confirmou no placar, mas o duelo foi, em muitos momentos, bem equilibrado, especialmente na etapa inicial. No 2º tempo, com melhor preparo físico, as gremistas se impuseram, mas mesmo assim a vantagem foi pequena. O Brasil fez um jogo de espera, mas a marcação não foi baixa. O Grêmio não se atirou à frente, o que permitiu que as gurias rubro-verdes forçassem um recuo das gremistas em boa parte do 1º tempo. A primeira chance foi do rubro-verde. A lateral direita Tai, de grande atuação, roubou a bola, driblou a rival e deixou Tuca pifada logo aos 11 minutos. Ela finalizou e a goleira Thaís fez a defesa para o Grêmio em dois tempos. Aos 15 minutos, Karina, o grande destaque gremista, cruzou a bola na cabeça de Karol Lins. A centroavante tricolor cabeceou encobrindo Gil e marcando o 1 a 0 para o Grêmio. Aos 23, a volante Bianca quase empatou o jogo em bela cobrança de falta, que Thaís foi buscar no ângulo. Aos poucos, o melhor preparo físico das gre-

Ramon Cardoso

Brasil Feminino

mistas foi fazendo a diferença e ficou muito nítido na etapa final. O Grêmio praticamente jogou todo o tempo na defesa do Brasil, que não conseguiu encaixar um contra-ataque. A meia Katrine, de boa atuação, entrou na área rubro-verde a dribles e foi contida pela zagueira Luane. Pênalti que Karina bateu firme para vencer Gil e fazer 2 a 0. A goleira farroupilhense também teve grande performance e evitou o que poderia ser uma goleada. Raça de sobra: torcedores reconheceram o empenho O resultado, contudo, foi comemorado e os torcedores que foram às Castanheiras, no segundo melhor público do ano, só perdendo para o duelo contra o Santo Ângelo, que valeu o acesso à Segundona Gaúcha, saíram satisfeitos e reconheceram o esforço das gurias rubro-verdes antes, durante e depois dos 90 minutos, o que deixa uma boa expectativa para o restante do Gauchão. “Fizemos um bom jogo. Na etapa inicial equilibramos o duelo e tivemos chances para marcar. O preparo físico acabou fazendo a diferença no 2º tempo. Claro que não estamos satisfeitos com a derrota, mas tivemos uma boa atuação que nos dá confiança para a sequência da competição”, destacou o técnico Fernando Varani, que elogiou a raça das atletas rubro-verdes. “Garra e pegada não faltaram e foi um diferencial nosso para equilibrar em alguns momentos a partida. Vamos manter esse empenho e dedicação no duelo contra o João Emílio, claro, buscando jogar mais quando estivermos com a posse de bola e ser-

Começo da jornada A lateral direita Tai fez bons tabelamentos com a meia Luana no 1º tempo do duelo contra as gremistas: enquanto gurias rubro-verdes tiveram perna, impuseram dificuldades às tricolores

Gauchão Feminino (2ª rodada)

X Domingo, às 13h | Tarumã (Candiota) mos mais objetivos quando chegarmos à frente. Temos que agradecer aos torcedores também, que compareceram em bom número e nos apoiaram do início ao fim. Essa presença é muito importante”, ressaltou Varani. As gurias rubro-verdes voltam a campo neste domingo. Às 13h enca-

ram o João Emílio, no estádio Tarumã, em Candiota. O rival dominical, em sua estreia na competição, foi impiedosamente goleado pelo Internacional por 16 a 0. O Brasil Feminino viaja para o Sul do Estado às 19h30min deste sábado, em busca da primeira vitória no estadual.


INSIDE

Ramon Cardoso

Fotos: Yasmin Signori Andrade

Um talento consolidado e outro a caminho Marinês Busetti expõe duas de suas obras em Paris, enquanto Rubiane Capeletti realiza sua primeira exposição na Casa de Cultura Capa e página 5

ESPORTE

Pé na estrada em busca dos três pontos Gurias rubro-verdes voltam a campo neste domingo, diante do João Emílio, em Candiota, buscando a primeira vitória no Gauchão Feminino Página 15 e Preliminar


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 30 DE AGOSTO DE 2019

PREVENÇÃO

Vacinação antecipada contra o sarampo Seguindo recomendação do Ministério da Saúde, doses devem ser aplicadas aos bebês entre seis e 11 meses com Rosane da Rosa, secretária municipal da Saúde, essa intensificação não deve ser encarada com receio por parte dos pais, sendo apenas uma medida protetiva. De maio até início de agosto foram registrados 1.680 casos em 11 Estados, sendo São Paulo o que acusa índice mais elevado, além de Rio de Janeiro, seguido por Pernambuco. O Sul do País registra incidência no Paraná. A recomendação é para quem tem viagem programada a esses locais que imunize os filhos o quanto antes, sendo que a vacina segue disponível nos postos de saúde até recebimento de nova orientação do Ministério da Saúde. Importante esclarecer que a chamada “dose zero” não será considerada válida para fins do calendário nacional de vacinação da criança. Além dessa dose que está sendo aplicada, os pais devem levar os filhos para tomar a vacina tríplice viral aos 12 meses (1ª dose) e aos 15 meses (2ª dose).

Programe-se O que: vacinação contra o sarampo para crianças de seis a 11 meses Quando: segue por tempo indeterminado, dependendo de orientação do Ministério da Saúde Onde: Postos de Saúde, de segunda a sexta, das 7h30min às 11h30min e das 13h às 17h Quanto: dose gratuita. É preciso apresentar carteirinha de vacinação

Divulgação

T

endo em vista o surto de sarampo que assola alguns Estados brasileiros e buscando proteger os pequenos, os postos de saúde estão aplicando doses contra o sarampo às crianças de seis a 11 meses de vida. A medida visa intensificar a vacinação neste público-alvo da doença, que é mais suscetível a casos graves e óbitos. Inicialmente a aplicação da tríplice viral, que protege contra sarampo, caxumba e rubéola, é destinada aos bebês a partir de um ano, mas com vistas à prevenção, já que a vacina é a maneira mais eficaz de se proteger da doença, foi antecipada a imunização. Todos os postos de saúde estão aplicando a dose gratuitamente, de segunda a sexta, das 7h30min às 11h30min e das 13h às 17h. É importante apresentar a carteirinha de vacinação para controle de recebimento da imunização. De acordo

Medida protetiva contra surto Levantamento aponta que são 434 crianças a serem vacinadas em Farroupilha

Imunização também contra a Febre Amarela

Outro alerta da Secretaria Municipal da Saúde é que continuam disponíveis as vacinas contra a Febre Amarela para quem tem entre nove meses e 59 anos. As doses continuam sendo aplicadas no Posto de Saúde Central, de segunda a sexta. É importante apresentar a carteirinha de vacinação.

xxxxxx xxxxxxxx


Compromisso com a Cidade. Compromisso com Você

FARROUPILHA, 30 DE AGOSTO DE 2019

Como combater o envelhe Equipe Espaço da Beleza *

Q

uem não gosta de estar com a pele saudável, lisinha, sem manchas e aparência sempre jovem, não é? Para isso, é preciso ter alguns cuidados essenciais com ela. Rugas, manchas, poros dilatados, sulcos e flacidez é o que todas tentamos evitar. Mas, claro, envelhecer é um processo natural pelo qual todas nós passamos, a cada dia e a cada hora. Apesar de não ser possível nos mantermos eternamente jovens, ainda assim é possível amenizarmos os sinais do tempo e nos mantermos bonitas. Rejuvenescer é tornar a pele mais bonita, com mais vida, mais viçosa, mais firme, com a textura mais homogênea, sem manchas. Enfim, se a pele está saudável, isso demonstra que sua saúde está em equilíbrio. Uma das características importantes deste equilíbrio é o balanço positivo entre os radicais livres e antioxidantes. Os radicais livres são moléculas continuamente produzidas através de processos metabólicos, e que devem ser “neutralizadas” pelos antioxidantes. Por isso, os antioxidantes também chamados de “nutrientes antienvelhecimento”. Causas Comuns do Envelhecimento Precoce da Pele Além do desgaste natural da idade, cuidado com o estresse emocional, sobrecarga de atividades, ansiedade; tudo isso pode levar a um estado chamado de estresse orgânico, que prejudica a pele. A baixa de hormônios femininos pós-menopausa, sol, cigarro e bebida alcoólica também contribuem para o envelhecimento precoce. Confira algumas técnicas que podem ajudar * Radiofrequência Fracionada: gera uma corrente entre as microagulhas. Esse efeito produz uma rede de calor, aquecendo a pele de forma muito mais eficiente, proporcionando estímulo

da produção de colágeno e fibra ção, promovendo a nutrição e a o aspecto de olheiras, bolsas, fl rejuvenescimento facial. O tratam movendo a nutrição e a oxigena formação de colágeno e fibras el * Revitalização Facial Profu sidratadas, desvitalizadas, opaca por fatores biológicos e cronológ uma higienização do rosto e esfo da a técnica da drenagem facial permeabilidade do produto pela aplicação da máscara hidratante * Luz Pulsada: é gerada po calor na pele e atinge diferente excesso, causa sardas e manch caso, os microvasos da face e co – para tratamento da flacidez e o tratamento de várias lesões ca to, aquele provocado pela expos corpo, como face, dorso das mã finas, vasos faciais, rosácea, ma co, alteração de textura da pele, chas, vasos e envelhecimento do * Peeling de Cristal: é feita u crocristais, removendo as célula ção de colágeno e elastina, deix de melhorar a oleosidade, manc sinais de expressão. Uma de sua em todos os tipos de pele. * Vacina Anti-Idade: outra nais do tempo é também con (anti-idade). A aplicação da inje ta o potencial da pele de se re venescimento natural.


Compromisso com a Cidade. Compromisso com Você

FARROUPILHA, 30 DE AGOSTO DE 2019

ecimento precoce da pele?

as de elastina, melhora a circulaa oxigenação do tecido. Melhora lacidez do pescoço e promove o mento melhora a circulação, proação do tecido, o que estimula a lásticas. unda: é indicada para peles deas, desnutridas ou envelhecidas gicos. Inicia-se o tratamento com oliação da pele. Depois é utilizacom pedras frias para facilitar a as células. Em seguida, é feita a e nutritiva com filtro solar. or um equipamento que produz es alvos: a melanina – que, em has –, os vasos sanguíneos – no olo principalmente – e o colágeno rugas. A Luz Pulsada possibilita ausadas pelo fotoenvelhecimensição solar, em diversas áreas do ãos, colo e pescoço. Trata rugas anchas solares, dano solar crôniolheiras e poiquilodermia (mano colo e pescoço). uma esfoliação na pele com mias mortas, estimulando a produxando a pele macia e fina, além chas superficiais e até suavizar as vantagens é que pode ser feito

indicação para retardar os sinhecida como vacina antiaging eção no local desejado aumeneestruturar, estimulando o reju-

Imagem: Reprodução

* Tratamentos com ácidos: tem sido cada vez mais comum usar ácidos para tratar e prevenir rugas. Também é útil para prevenção de acne e manchas. Uma combinação com ácido retinóico, glicólico e kójico ajudam a tratar peles envelhecidas, diminuindo marcas e rugas. Derivado da vitamina A, é muito eficaz também em tratamentos da pele fotoenvelhecida, com manchas, aspereza, sardas, rugas finas, hiperpigmentação e irregularidades na textura. Tudo isso é possível porque esse ácido estimula a produção de colágeno novo. Importante Lembrando sempre a importância do uso do protetor solar diariamente, retirar a maquiagem antes de dormir e seguir as orientações de dermocosméticos específicos para uso em casa. * Espaço da Beleza Centro Estético Independência, 555 – Centro de Farroupilha Fone (54) 3268-5511 WhatsApp: 981.195.645 Fan Page: Espaço da Beleza


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 30 DE AGOSTO DE 2019

artigo

O fumo e a queda da fertilidade Divulgação

Marcos Höher *

O

cigarro é usualmente associado a diversas doenças cardiorrespiratórias e, principalmente, aos muitos tipos de câncer que desse vício provém. Quem fuma já tem conhecimento desses riscos e mesmo assim os negligencia, arrisca. Usufrui do prazer imediato que a droga lícita propicia e faz vista grossa para os seus nocivos e frequentemente letais efeitos de longo prazo. No entanto, há muitos outros problemas de saúde decorrentes do hábito de fumar que não costumam receber tanto destaque, como é o caso, por exemplo, da diminuição da fertilidade e de perdas gestacionais nas primeiras semanas de gravidez. Quem fuma geralmente não sabe o quanto o cigarro é deletério à sua capacidade de ter filhos. A dificuldade para engravidar, evidenciada geralmente muitos anos após o início (ou até mesmo após a interrupção) do vício, por não colocar em risco a vida da pessoa, recebe pouco destaque. Estudo realizado em 1996 revelou

que a cotinina, um dos metabólitos da nicotina, foi encontrada em 100% dos folículos ovarianos – cavidades líquidas no interior do ovário onde ficam armazenados os óvulos. Também foram encontrados níveis elevados desse componente do cigarro em todos os folículos de mulheres que conviviam com parceiros que fumavam. É comum recebermos de parte dos embriologistas – profissionais que trabalham diariamente nos laboratórios de reprodução humana – o relato de

que foi observada uma baixa quantidade e/ou qualidade de óvulos, de espermatozoides e de embriões de pessoas que fumam ou que já deixaram de fumar. Assim, como decorrência do uso do tabaco, muitos casais se deparam com dificuldades na hora de engravidar naturalmente e até mesmo depois de se submeterem a técnicas de reprodução assistida. Ao fazermos o levantamento das possíveis causas do mau desempenho de um tratamento, não raro en-

contramos o relato de tabagismo. Está comprovado que o consumo de cigarros constitui uma das causas de infertilidade, de insucessos nos tratamentos para engravidar ou de perda de gestações iniciais. Muitas vezes, essa correlação entre o fumo e a demora ou dificuldade para gestar passa despercebida e casais, no mundo inteiro ficam com o diagnóstico de Infertilidade Sem Causa Aparente (ISCA). A boa notícia é que dados recentes do Instituto Nacional de Câncer (Inca) apontam para um decréscimo no consumo do tabaco nas últimas três décadas no Brasil, passando de 35% para cerca de 10% de usuários entre a população adulta. Entretanto, vale o alerta da Secretaria Estadual da Saúde do Rio Grande do Sul (SES/RS): o Estado é o campeão brasileiro de consumo de tabaco. Assim, no Dia Nacional de Combate ao Fumo, lembrado nesta quinta, bem como nos demais dias do ano, devemos ressaltar o quão lesivo continua sendo o cigarro à saúde. * Especialista em Reprodução Humana do Centro de Reprodução Humana do Hospital Bruno Born


Tradicionalismo

Soberano em casa, CTG Ronda Charrua vence classificatória e está garantido na final do Enart, em Santa Cruz do Sul Página 3

Inside

Primeiro Parágrafo

Michel Laub escancara a hipocrisia e o politicamente correto que impera nos tribunais das redes sociais Páginas 8 e 9

Arte

Xilo de Marinês Busetti chega a Paris Exposição, que vai acontecer na França e no Brasil, conta com 32 artista da gravura, e entre eles a artista farroupilhense Yasmin Signori Andrade

Yasmin Signori Andrade yasmin@jornalinformante.com.br

M

ais de 30 anos dedicados à arte, resultam em diversas realizações. Para a farroupilhense Marinês Busetti um marco na carreira inicia na quinta, quando abre a exposição “Sincronias Invisíveis”. Será na Fondation Taylor, em Paris, e se baseia em uma troca entre artistas franceses e brasileiros. A mostra segue até dia 28 de setembro. Na Feevale, em Novo Hamburgo, ela estará exposta a partir de 25 de setembro. “Não é uma trajetória fácil. Neste momento estão acontecendo várias oportunidades, entre elas a de levar o trabalho para fora. Estou bem feliz de estar podendo usufruir de tanto tempo de dedicação”, considera a artista, que já possui uma experiência internacional, na Bienal do Douro, em Portugal. O convite para Paris veio de Lurdi Blauth, professora da Feevale, que junto a Ana Sartori, fizeram a curadoria. A proposta é desafiadora. Cada artista seleciona uma obra a ser exposta e para

Diretamente para a Cidade Luz Obra Metamorfose, escolhida de Marinês para compor a mostra, e obra Evolução, criada a partir de fragmento de um artista francês

que haja interação, encaminha um fragmento desta criação a um segundo gravurista. Esta dinâmica envolve os 32 participantes, sendo 16 de cada País. Os visitantes então poderão conhecer a obra escolhida e a criada neste intercâmbio entre talentos. “Foram vários dias imaginando o que poderia fazer para desenvolver uma obra a partir do fragmento. Percebi então que poderia utilizá-lo como módulo, para imprimir várias vezes a mesma matriz compondo assim uma imagem”, revela. Marinês é graduada em Educação Artística na Feevale. Ao longo dos anos trabalhou com o ensino informal de arte, criou o Chalé da Xilo e realizou exposições individuais e coletivas. Desde 2006 se dedica à xilogravura, na qual utiliza madeira como matriz e possibilita a reprodução da imagem gravada sobre papel ou outro material. Marinês não irá até Paris durante e exposição, já que vai seguir a Portugal em outubro, para uma residência de arte. Porém durante sua estada, vai passar na capital francesa para conhecer os artistas que também fizeram parte do Sincronias Invisíveis.


Inside

2

FARROUPILHA, 30 DE AGOSTO DE 2019

Cinemas Imagens: Reprodução

Shopping Iguatemi (RST-453, quilômetro 3,5) Cinemas GNC 1: Velozes e Furiosos: Hobbs & Shaw (dublado) - às 13h50min GNC 1: Anna: O Perigo tem Nome - às 16h40min e 21h45min (legendado), 19h20min (dublado) GNC 2: Nada a Perder 2 - às 14h20min, 16h30min, 19h30min e 21h40min GNC 3: Os Brinquedos Mágicos (dublado) - às 13h30min GNC 3: Brinquedo Assassino - às 15h40min e 22h (dublado), 17h50min e 19h50min (legendado) GNC 4: O Rei Leão - às 13h20min e 16h (dublado), 18h50min (dublado e em 3d) GNC 4: Velozes e Furiosos: Hobbs & Shaw - às 21h20min GNC 5: Yesterday - às 14h10min e 19h10min (dublado), 16h50min e 21h50min (legendado) GNC 6: Era Uma Vez em Hollywood - às 14h e 17h30min (dublado), 21h (legendado) Ingressos: segunda e quinta (exceto feriado e Carnaval) a R$ 24,00 e R$ 30,00 (salas 3d); terça e quartas (exceto feriado e Carnaval) todos pagam meia entrada; sexta a domingo e feriado a R$ 28,00 e R$ 34,00 (salas 3d). Meia entrada todos os dias para menores de 18 anos e maiores de 60 (mediante apresentação de identidade), estudantes (mediante apresentação de Carteira de Identificação Estudantil), pessoas com deficiência (com documento que a comprove), cliente Movie Club Preferencial (cartão verde fidelidade GNC).

Shopping San Pelegrino (Avenida Rio Branco, 425) * Obs: o site do Cinépolis traz apenas os horários dos filmes, mas não informa em qual sala serão exibidos O Rei Leão - às 14h e 16h40min (dublado), 19h15min e 22h (dublado e em 3d) Nada a Perder 2 - às 13h, 15h30min, 18h e 20h30min Anna: O Perigo tem Nome (dublado) - às 13h30min, 16h, 18h45min e 21h30min Era Uma Vez em Hollywood - às 16h15min e 22h10min Brinquedo Assassino (dublado) - às 14h15min e 19h45min Yesterady - às 13h15min, 15h45min e 18h30min (dublado), 21h10min (legendado) Velozes e Furiosos: Hobbs & Shaw (dublado e em 3d) - às 17h40min e 20h45min Os Brinquedos Mágicos (dublado) - às 14h45min Ingressos: nas salas tradicionais, segunda a quarta (exceto feriado) a R$ 23,00 e R$ 11,50 (meia); quinta (exceto feriado) a R$ 25,00 e R$ 11,50 (meia); sexta a domingo e feriado a R$ 26,00 e R$ 13,00 (meia). Nas salas 3d, segunda a quarta (exceto feriado) a R$ 29,00 e R$ 14,50 (meia); quinta (exceto feriado) a R$ 29,00 e R$ 15,00 (meia); sexta a domingo e feriado a R$ 32,00 e R$ 16,00 (meia).

Sala de Cinema Ulysses Geremia (Luiz Antunes, 312) Meu Bebê - sexta a domingo, às 19h30min Ingressos: R$ 10,00 e R$ 5,00 (estudantes e sênior)

Estreias do fim de semana O francês Luc Besson dirige a ação/ suspense “Anna: O Perigo tem Nome”, com a bela atriz russa Sasha Luss. O renomado diretor britânico Danny Boyle volta à telona com “Yesterday”, filme que presta homenagem aos Beatles


FARROUPILHA, 30 DE AGOSTO DE 2019

Inside

3

Tradicionalismo

Na terra do Fegart, Ronda é campeão Etapa definiu os primeiros classificados para o Enart e, nas danças tradicionais Força A, o CTG farroupilhense garantiu o 1º lugar

Confira os classificados na etapa farroupilhense do Enart

Danças Tradicionais Força A 1º lugar: CTG Ronda Charrua (Farroupilha) 2º lugar: CTG Campo dos Bugres (Caxias do Sul) 3º lugar: CTG Sentinela da Querência (Erechim) 4º lugar: CTG Tropilha Farrapa (Lajeado) 5º lugar: CTG Chegando no Rancho (Caxias do Sul) 6º lugar: CTG Estirpe Gaúcha (Guaporé) 7º lugar: CTG Negrinho do Pastoreio (Caxias do Sul) 8º lugar: CTG Sentinelas do Pago (Marau)

Campeão em cada modalidade Danças Tradicionais Força B CTG Felipe Portinho (Marau)

Divulgação

A

1ª inter-regional do Encontro de Artes e Tradição Gaúchas (Enart) aconteceu no último final de semana, em Farroupilha. Foram competidores de 10 Regiões Tradicionalistas que levaram suas invernadas para o Parque Cinquentenário, relembrando os tempos em que o Fegart era sediado na cidade. Dentre os 10 CTGs classificados nas danças tradicionais Força A, o farroupilhense Ronda Charrua garantiu o 1º lugar. Também foi definido no evento os classificados da Serra Gaúcha na Força B, Causo, Chula, Solista Vocal Peão e Prenda, Declamação Peão e Prenda, Danças de Salão e Violão. Nos próximos meses ainda vão acontecer as inter-regionais Fronteira, em Santo Ângelo, e Litoral, em Sapiranga. A grande final do Enart acontece em Santa Cruz do Sul, de 15 a 17 de novembro.

Representando a cidade Invernada do Ronda Charrua já está garantida para a grande final do Enart, que acontece em novembro

Causo Gustavo Gayer da Silva, do CTG Sentinelas do Pago (Marau) Danças de Salão Wellington Bufon e Julia Rigo, do CTG Sentinelas do Pago (Marau) Chula Henrique Soares Zanin, do GAN Lagoa Vermelha (Lagoa Vermelha) Violão Maicon Balbinot, do CTG Getúlio Vargas (Getúlio Vargas) Intérprete Solista Vocal Masculino Patrick Antunes, do CTG Lalau Miranda (Passo Fundo) Intérprete Solista Vocal Feminino Paola Larrea da Silva Machado, do CTG Lalau Miranda (Passo Fundo) Declamação Masculina William Andrade, do CTG Lalau Miranda (Passo Fundo) Declamação Feminina Ana Julia Camera, do CTG Sentinelas do Pago (Marau)


Inside

4

Crônicas da Redação Ramon Cardoso

ramon@jornalinformante.com.br

O presidente francês roubou a cena nesta semana. Teve um rompante de Napoleão Bonaparte, só que acho que deve ser mais baixinho que Napoleão. Na verdade, Macron é um anão político. A França, berço do Iluminismo, ter eleito um coitado desses é um sinal mais do que evidente de que caminha a passos largos para a ruína. Além de desrespeitar o Brasil, ele não gostou de uma brincadeira feita por Bolsonaro. “Isso é muito afrontoso”, disse Macron e seu séquito de seguidores esquerdistas. Mas eles fazem de propósito, para tergiversar, para reduzir o debate porque se ele escorrer para o campo criminal, aí é covardia: ninguém é páreo para a esquerda. Então é bom não se discutir queimadas criminosas viabilizadas por ONGs na Amazônia, nem a execução sumária de um integrante honesto do partido que governa uma grande cidade paulista (onde já se viu isso) e mais uma dezena de queimas de arquivo, ou um bandidinho de quinta contratado para assassinar um candidato à Presidência da República e novas queimas de arquivo, mas sim uma piada, um deboche. Isso sim é que deve ser criminalizado. Não tem nada demais Macron, o bobo da corte na Europa, propagar fake news sobre a Floresta Amazônica e querer interferir na soberania nacional brasileira com o único propósito de arrumar uma desculpa para barrar o acordo comercial celebrado entre o Mercosul com a União Europeia, com medo do agronegócio brasileiro. O que é indesculpável é um seguidor do presidente fazer uma brincadeira e Bolsonaro entrar na pilha. Vocês são chatos pra c... A própria Europa tratou de mostrar como Macron é pequeno em representatividade. Ninguém o acompanhou na tentativa de boicote ao Brasil. Boris Johnson, o premier do Reino Unido, o desmascarou. Disse que uma coisa não tem nada a ver com a outra, ou seja, em resumo, quis dizer que o francês está é se borrando da concorrência dos produtos brasileiros, justamente porque a França faliu e, como o governo subsidia boa parte da agricultura, não tem mais condições de financiar o campo e competir em pé de igualdade. Macron é um nanico. Consegue ser mais inexpressivo que Angela Merkel e isso não é pouca coisa. Agora ele quer solicitar status internacional à Amazônia. Quando tentou peitar Donald Trump ouviu o que devia: “Se não fosse pelos Estados Unidos, a França agora estaria falando alemão”, disparou o presidente americano. Não adiantou nada pelo visto. A arrogância permanece. Ansioso pelas próximas eleições na Europa. A extrema direita vai varrer do mapa esse bando de bunda moles, de Berlim a Paris. É a tábua de salvação do Velho Continente, que mergulha na barbárie.

Projaquistão vaiado

Os cineastas, roteiristas, produtores e atores que estavam em Gramado confundiram o Festival de Cinema com o Projaquistão e resolveram promover um desfile antigoverno (devem ter bebido muito vinho, só pode, porque tem que ser muito idiota pra fazer uma coisa dessas no Rio Grande do Sul). Levaram uma vaia estrondosa, gelo na cabeça e gritos de Bolsonaro. Aí acordaram com um susto. Viram que não estavam no Reino da Lacrolândia.

Agenda

Divulgação

Emmanuel Macron, um anão político

FARROUPILHA, 30 DE AGOSTO DE 2019

SEXTA

Pop Rock Acústico com Taiane Bartz Armazém Retrô Pub (Guerino Tartarotti, 162), às 22h Pagode com Grupo Novo Caso Deck 256 (Gonçalves Dias, 306), às 22h Stand-up Gaudério com Xucro Bagual Caverna Comedy Club (República, 445, subsolo), às 22h

SÁBADO Show beneficente com Ziliband Muinho Club (Mal. Floriano Peixoto, 190), às 17h Locais com DJs Dalkio, Feerr e Juliano Cortiana Casa Milano (RS 122, quilômetro 55), às 23h

Sertanejinho Bem Bacana com Guilherme Mecca e Banda Boteco do Chá (Rômulo Noro, 555), às 23h30min Stand-up com Patrick Maia Caverna Comedy Club (República, 445, subsolo), às 22h


FARROUPILHA, 30 DE AGOSTO DE 2019

Inside

Desenho

Obras de Rubiane Capeletti em exposição na Casa de Cultura até a próxima sexta Yasmin Signori Andrade

Realismo nos retratos Rubiane desenvolve sua arte no tempo livre e sua primeira exposição pode ser conferida na Casa de Cultura

T

Guilherme Macalossi cisperter@hotmail.com

Dom e paixão pelas artes

alento que veio do Maranhão e hoje reside em Farroupilha, Rubiane Capeletti está tendo a oportunidade de fazer sua primeira exposição “Diversidade Visual” na Casa de Cultura. O trabalho da artista poderá ser conferido até a próxima sexta, durante a semana, das 8h às 12h e das 13h às 19h. “Desde a minha infância gosto de desenhar, mas foi depois que casei, com incentivo do meu marido, Jonas Capeletti, que comecei a levar mais a sério a arte”, considera a artista, que tem na família o amor pela arte. Seu pai tinha o gosto pela pintura que passou para a filha. Hoje Rubiane possui como uma de suas maiores referências o artista de Santo Ângelo, Fabiano Millani, que desenvolve cursos de pintura online.

5

Sem possuir formação em desenho ou pintura, aprendeu algumas técnicas apenas acompanhando cursos pela internet. Atualmente ela trabalha como auxiliar de produção e em seu tempo livre se dedica desenvolver técnicas artísticas e produzir as encomendas que recebe. A exposição conta com 16 trabalhos, que utilizam técnicas de pintura realista, feitas com lápis e óleo sobre tela. “A arte é a maior parte de mim. Fico muito satisfeita quando, através das minhas artes, posso trazer boas sensações às pessoas, esta é minha intenção nessa exposição e em todas que farei durante toda minha trajetória”, declara Rubiane. Quem quiser acompanhar o trabalho da artista basta seguir nas redes sociais: Facebook como Ateliê RubiArt e YouTube e Instagram como Rubiane Capeletti. O número para encomendas é 999.684.543.

Amazônia, fogo e mistificação Quem acompanha minha coluna sabe: não poupo o governo Bolsonaro de críticas. Agora, não é por isso que comprarei qualquer coisa que se diga contra ele. Ainda mais o catastrofismo oriundo de setores expressivos do ambientalismo. Os incêndios na Amazônia, ainda que preocupantes, não são o fim do mundo. A depender do noticiário, impressão que se tem é que no dia 1º de janeiro de 2019 o presidente saiu com uma tocha em punho botando fogo na floresta. Queimadas não são novidade na região amazônica. Elas ocorrem todos os anos, principalmente no período de seca. Na média, o ano de 2019 não apresenta focos de incêndio acima de medições anteriores e nem supera os números recordes. Aliás, os anos de 2003, 2004, 2005, 2007 e 2010 apresentaram incidência ainda maior do que se registra atualmente. Por acaso era Bolsonaro quem governava o país naquela época? Curioso que, com esse histórico, só agora tenha havido uma mobilização de caráter global para tratar da questão. Até mesmo Emmanuel Macron, o presidente da França, resolveu manifestar sua preocupação. Em postagem em seu Twitter, usou uma foto antiga para falar das queimadas e se referiu a Amazônia como “nossa casa”. Pura mistificação misturada com ofensa à soberania nacional. Impopular na França, Macron usou o fogo na Amazônia como palanque para arregimentar apoiadores em seu país e questionar o acordo comercial entre o Mercosul e a União Europeia. Ao mesmo tempo em que flerta com o eleitorado jovem, progressista e preocupado com as questões ambientais, Macron também agrada aos produtores agrícolas franceses, que se sentem ameaçados com a potencial concorrência dos agricultores brasileiros. Por certo, é necessário criar instrumentos para coibir incêndios criminosos, bem como apagar aqueles que estão acontecendo nesse momento. Isso, entretanto, não ocorrerá à base de saliva oportunista. Até aqui, a maioria daqueles que se dizem preocupados usaram o fogo na floresta para queimar a reputação do governo e, até mesmo, como é o caso do presidente francês, lucrar politicamente. * Redator e radialista


Divulgação

N

#vailá

o próximo dia 9, o escritor farroupilhense Egui Baldasso vai lançar seu segundo livro. “#vailá e outras tentativas de te fazer entender que a vida é agora”, segue a linha otimista do autor, que decidiu passar para as folhas os textos que iniciaram nas redes sociais. O lançamento será no El Viajero Hamburgueria e Pub, a partir das 18h30min.

Homenagem

O Rei do Rock Elvis Presley será homenageado na edição de setembro do projeto Terça Cult, do Recreio da Juventude de Caxias do Sul. O evento é realizado pela direção da entidade e acontece na próxima terça, a partir das 20h. A atração da noite será o show cover de Fabiano Feltrin. A atividade é aberta ao público e os ingressos custam R$ 5,00.

Ensino

Fique por Dentro Show

Roberto Lima

Daniela De Rocco

Em parceria com a Secretária do Nacional de Juventude e o Banco Central do Brasil, a Secretaria do Esporte, Lazer e Juventude está oferecendo aos jovens farroupilhenses o curso de “Gestão de Finanças Pessoais”. A formação é gratuita, em modalidade em EAD e está com inscrições abertas até encerrarem as vagas. Mais informações podem ser obtidas pelo WhatsApp (54) 996.301.247.

Juliana e Alessandro Marchetto celebraram casamento na igreja do Seminário Nossa Senhora de Caravaggio

Essa semana foi confirmado mais um show nacional na região. A banda Melim se apresenta no palco da All Need Master Hall, no dia 11 de outubro. Composto por três irmãos, o grupo vem fazendo sucesso com canções como “Ouvi Dizer” e “Meu Abrigo”. Os ingressos estão à venda no site minhaentrada.com.br.

Vamos ajudar?

A pequena Maria Clara celebrou seus 5 anos no dia 16, na Ticabum Festas, e recebeu todo carinho dos pais Ivair Schena e Carla Regina Schena, e também das manas Emily e Giordana Schena

As modelos Mônique Galves dos Anjos e Camila Grando na festa Mirada, em Gramado, na sexta passada

No sábado o Muinho Club abre suas portas para um projeto super do bem. A banda Ziliband, composta por músicos da Escola Pública de Música, estará recebendo convidados para um show, que tem por objetivo ajudar na compra de medicamento especial para Daisy Fortes. O repertório conta com instrumental de rock dos anos 80, 90 e 2000. O couver sugerido é R$ 15,00 e qualquer ajuda é bem-vinda.


o . o o r o s e

b a á m o l . e

Joelson Goulart

Josiane Depcke comemorou sua formatura em Nutrição, pela FSG, no sábado. A jovem recepcionou amigos e familiares no Restaurante Mussoi e confiou a Denise Balbinot Colombo a organização e o cerimonial

Cristiano de Oliveira

Giovana Somacal curtiu a festa animada do Boteco do Chá, no final de semana

Multifotos Studio

Heverton Silvestrin e Simone De Bona Silvestrin, felizes da vida no aniversário de 5 aninhos da filha Valentina, realizado no domingo, na Bambolino Festas


Inside

8

Egui Baldasso e.baldasso@gmail.com

Mulher como impacto, mulher referência Há dois tipos de referências que seguimos na vida, que moldam personalidade, sonhos e até o modo como vamos lidar com as pessoas. Como encarar o mundo. Se com mais força, menos medo, mais doçura, ainda mais ímpeto. A primeira é aquela que te apresentam de cara. Quase impondo modelo de sucesso ou espécie de garantia de uma vida de chegadas. A segunda é a que reconhecemos. As dessa categoria vêm sem querer, sem que alguém pudesse controlar. Ninguém nos aponta. Surgem à medida que a alma precisa. Para um garoto, o corriqueiro é que figuras masculinas sejam colocadas aos olhos como opção de escolha. Exemplos de carreira e vida pessoal. Homens nos quais se espelhar quando o confronto com a realidade chegar inevitável. Eu fui mais um a não sair ileso a tantas referências indicadas. E gosto que tenha sido assim. Cada uma das que carregam o mesmo gênero que o meu, e decidi tentar repetir, ajudaram um pouquinho a criar o Egui que hoje escreve, e escolhe, e vive. Tudo a toda hora. Mas uma peculiaridade, que costumo chamar de sorte, mudou ainda mais esse mesmo agora Baldasso. Desde sempre, foram algumas mulheres que vi escancaradas à frente, como chances que julguei por bem não ignorar. Segui-las, muito mais do que amá-las. Veio de casa, óbvio, o primeiro exemplo. Pelo destino, forjado ou não, não teve relevância profissional. Mas fez da criação e educação dos três filhos a obtenção de um diploma que poucas conseguem. Atingiu inteligência emocional e força de defesa dos seus que poucos ostentam por aí. Dentro das mesmas quatro paredes, outra me mostrou que o mundo vai ser sempre lugar pequeno quando o coração dele ter sede. Quando fui à rua, uma chefe me ensinou algo sobre liderança, visão de mercado. O trato com funcionários e superiores. As armadilhas e os desafios de cada universo. Que precisamos nos mexer, mexer com o apático, o confortável, para que o ao redor mexa junto. Logo ali adiante, dividi angústias e pautas com quem olhava para os dias de forma destemida que raras vezes vi parecida. Lembro de quando encarou o machismo no alto da sua segurança, e relegou o idiota que imaginou constrangê-la a um constrangimento que ensina, porque nunca mais presenciei o machismo dele em situações que poderia ter se repetido. Há alguns anos, decidi recorrer a elas nos livros, também. “A Guerra não tem Rosto de Mulher”, da bielorussa Svetlana Alexievich, uma das melhores que já conheci, me fez ver que a própria história tem pouca voz feminina, e busquei nas palavras delas mais uma chance de ler o meu mundo. Uma atrás da outra, trouxeram oportunidades únicas de pensar e sentir diferente. Ainda com minhas convicções, mas agora com a influência de quem tem infinitos argumentos e feitos para seguirmos buscando a sociedade igual que tanto se fala, e pouco se pratica. Sorte, destino, escolha. O impacto que tantas mulheres causaram no ser humano que sou hoje jamais poderá ser mensurado. Elas são referência. De sucesso, de onde chegar. De como fazer. Enxergá-las apenas como complemento ou à margem dos homens é perder. Tempo e dinheiro. Mas, acima de tudo, a chance de ver o quão longe podemos ir. Coisa que somente essas mulheres me proporcionaram. * Jornalista e escritor

FARROUPILHA, 30 DE AGOSTO DE 2019

Primeiro Parágrafo

Adeus ao anonimato Lançado em 2016, “O Tribunal da Quinta-Feira”, de Michel Laub, é cada vez mais atual diante da exposição desenfreada da privacidade, do excesso hipócrita de puritanismo e do maldito politicamente correto Ramon Cardoso ramon@jornalinformante.com.br

F

oi um descuido. De certa forma, foi. Mas isso não dá o direito de José Victor ter a vida revirada do avesso. O publicitário de meia idade, saía de um casamento curto, de quatro anos (seis de relacionamento), e extremamente conturbado no final, mas esse era o menor de seus problemas, especialmente quando sua ex-esposa Tereza, a Teca, decide acessar seus e-mails pessoais. A arquiteta, com o perdão do trocadilho, arquitetou o plano perfeito para ir a desforra contra seu ex-marido. “Eu faço confidências a Walter como pessoas fazem a pessoas de que gostam. Eu narro minhas angústias, desejos, planos e alegrias. Foi isso que fez minha vida ser tão melhor nos últimos 25 anos, a sorte de ter um amigo tão inteligente e divertido, que me tornou menos aborrecido do que eu era, menos ingênuo, estúpido, medroso e conformado”, descreve João Victor, sintetizando o peso da relação fraterna que mantinha com Walter desde os tempos de faculdade. E isso gerava uma cumplicidade absoluta. Mas a história do nosso narrador não começa por esse ponto específico, embora ele seja o epicentro nervoso da trama. Começa lá em 1988, em episódios vividos durante a adolescência, tanto dele como de Walter, um especial do amigo bem traumático, que o fez deixar a pequena Bariri, no interior paulista, e buscar uma nova vida em São Paulo, onde poderia ser o que bem entendesse

sem o peso de assumir uma condição que sofreria resistência em uma cidade interiorana. Tanto a trajetória de José Victor como a de Walter são vistas em digressão, com ênfase para o período em que se conheceram no ambiente universitário e ali estabeleceram um laço que é comum entre amigos que se conhecem há muito tempo e que, ao longo da vida, apenas fortaleceram essa relação, a ponto de trocarem confidências sem qualquer tipo de mesura ou pudor, justamente porque o vínculo assim permite. O grande problema é quando esse tipo de comentário vem a público. Num primeiro momento, a epidemia de Aids, que surgiu com força nos anos 80 e que era tida como altamente destrutiva e letal, a ponto de criar um pânico em escala global, começa a ser inserida na história e acaba, se não justificando, tornando mais aceitável até mesmo comportamentos extremos dos personagens. Não há datas precisas para os fatos, o que deixa ainda mais tensa a narração e essa incerteza desencadeia uma fúria cega em Teca. É ela que dará a publicidade necessária à troca de mensagens entre os velhos amigos. “É preciso ser muito estúpido para transformar esse registro teatral e hiperbólico entre duas pessoas conversando em privado numa declaração literal e pública que revela intenções e caráter”, desabafa o narrador num momento em que teve sua privacidade eviscerada e propagada muito mais que uma epidemia por conta da velocidade com que um escândalo se processa hoje em dia nas redes sociais. Longe de querer se eximir da responsabilidade de seus atos, José Victor, submetido ao tribunal da opinião pública, sabe que não há alternativa a não ser


FARROUPILHA, 30 DE AGOSTO DE 2019

Inside

Primeiro Parágrafo aceitar o linchamento virtual. “Nada do que você pense, diga ou faça mudará alguma coisa. A violência consensual evocada por você como simbolismo erótico num e-mail, sinto informar, será transformada em violência unilateral praticada no mundo concreto. A piada virará fato, o personagem virará uma pessoa de carne e osso e você será visto como alguém que cumpre literalmente as próprias bravatas”, comenta o personagem narrador. Em resumo, todos viram juízes da vida alheia em um tribunal com viés inquisitorial. Contudo, a obra tem histórias que são reveladas em camadas, e vão do ambiente das grandes corporações publicitárias; passam pelo envolvimento com Dani, uma jovem estagiária; e a relação com Teca, desde o início do namoro até o abrupto rompimento, que desencadeia a vingança que afetará todos, inclusive o narrador. Ele, no entanto, vai percebendo aos poucos, e de onde menos espera, que existe vida além da bolha das redes sociais. “O Tribunal da Quinta-Feira” expõe de maneira precisa esse voyerismo social que faz com que todos virem moralistas e puritanos, mas sem olhar para a própria história, claro. Se alguém se deixou revelar em sua intimidade, ainda que por meio de uma conduta inapropriada de terceiro interessado em fazer o circo pegar fogo, azar do descuidado. É algo a ser debatido nos dias atuais, convenhamos. Enquanto se aponta o dedo para a bola da vez, se dorme com a consciência tranquila. O porto-alegrense Michel Laub explora com maestria esse relativismo moral, essa hipocrisia que permeia a sociedade que encontra numa execração pública o alívio para as próprias frustrações. E ele fez isso não criando um herói, tampouco um monstro como o tribunal social insiste em qualificar o réu. Um sujeito regular, de carne e osso, com fraquezas e virtudes, desejos e repulsas. José Victor não é um ser extraterrestre, mas parece ter sido criado para expor esse cretino politicamente correto, que encontra ressonância tão somente em discursos, passando muito longe das ações.

9

Lauro Edson Da Cás ldacas@hotmail.com

A vida se esvai num piscar de olhos

O Tribunal da Quinta-Feira Autor: Michel Laub Gênero: Drama, Romance Literatura Brasileira Ano de publicação: 2016 Editora: Companhia das Letras Nº de páginas: 183 Preço médio: R$ 32,00

A magia do tempo é inexplicável. O tempo é exigente e está a nos cobrar os anos e anos que vivemos! Mas o que eu fiz mesmo? Se não bastasse o tempo, temos ainda as tantas interrogações e dúvidas existenciais que ficam, em geral, quase sem respostas, principalmente sobre a vida e o viver. Para onde vou? Sim, o tempo e a vida são mistérios sem fim. Para muitos, passar o mês de agosto é sinal verde para avançar, como bônus, para uma nova etapa da jornada existencial. Mas algo nos faz refletir! Numa rápida ‘viagem’, por exemplo, aonde está aquela geração que se dizia livre? Quantos diziam, “que pena dos avós (velhos) que casaram tão cedo e nunca puderam, sequer, viajar por aí”? Onde estão aqueles que estudaram nas ‘melhores escolas da cidade/região’? Ah, o tempo... Havia, de certa maneira, uma geração que já nascia bilíngue e que depois, se aventurariam em outras línguas, como o mandarin, o francês, etc. Na sequência, o tempo das faculdades, das especializações, talvez, mestrado e doutorado. Diplomas e certificados sem fim, numa exigente (e necessária) formação intelectual. Com maestria, a geração se preparava com inúmeros recursos e ‘bagagens’ para as temidas admissões, seja no âmbito intelectual/colegial/acadêmico, bem como, em estágios seletivos de nível profissional, ou ainda em cargos efetivos em diversas áreas de trabalho e atuação. Que tempo fantástico! Ao lançar o olhar para este tempo passado, uma breve constatação: muitos fizeram parte de uma “geração que, sem fazer juízo, já aos 20, ganhava o que não precisava. Aos 25, ganhava o que os pais ganharam aos 45. Aos 30, ganhava o que os pais ganharam na vida toda. Aos 35 ganhava o que os pais nunca sonharam ganhar”. Quem poderia detê-los? Certamente, neste contexto, para muitos desta geração, não só a experiência crescia constantemente (diariamente), mas também a carreira se solidificava e, por conseguinte, a conta no banco se tornava esbelta, pomposa e encantadora. Contudo, sem perceber, aquela meta projetada no tempo da adolescência estava cada vez mais longínqua. Sempre mais. Talvez, ainda hoje, há confusão para definir o que era meta, sonho, o que era ambição, gana, o que era necessário e o que era vício! Eis o enigmático mistério da vida! Quantas histórias de superação, de conquistas e de crescimento pessoal, intelectual e profissional! Por vezes, eram tantos que perpassavam horas e horas no local de trabalho. Muitos que acabavam ficando ao invés de sempre ir. Porém, como dizem, eram ‘as prioridades’! Como provocação, quantos não se encontram ou não se veem neste típico exemplo, “viviam tomando café para ficar acordado e que tomavam comprimidos para dormir”? Eis o dilema do viver... A geração sonhadora e, de certa forma, livre, agregava ainda, oscilações do ‘sim’ e do ‘não’. Não foram naquele aniversário, pois sim, precisavam esquematizar o trabalho. Não viram o filho dar o primeiro passinho, pois ao chegarem ele já estava dormindo. Enfim, bônus que não compram os anos de volta! * Mestre em Letras, Cultura e Regionalidade


Inside

10

FARROUPILHA, 30 DE AGOSTO DE 2019

Sétima Arte

Uma entidade maligna para “O Chamado do Mal” bebe da fonte dos terrores da atualidade, tem roteiro com pontos de tensão crescente, mas não apresenta nada muito além do habitual

O

matemático Adam Pierce (Josh Stewart) vive um momento ímpar em sua vida. Prestes a ser pai pela primeira vez, sua relação com a esposa Lisa (Bojana Novakovic) é perfeita e, para completar, ele recebe o convite para lecionar em uma Universidade do interior americano que lhe oferece um salário pomposo e uma mansão suntuosa em meio a uma área verde. Em resumo, era tudo que poderia desejar. Ao chegarem à residência, sendo recebidos por David (Ben VanderMey), um aluno de Adam que realiza trabalhos para custear seus estudos, se deparam com um presente deixado pela exuberante Becky (Melissa Bolona), a irmã caçula de Lisa, com quem Adam não se dá muito bem por conta de seu comportamento inconstante, mas que é protegida pela esposa que releva a situação pelo laço sanguíneo. O presente é uma caixa, junto a um bilhete com uma frase enigmática, que indica que uma visita será feita em breve, para lamento do professor. Enquanto Adam inicia seus trabalhos acadêmicos, Lisa resolve fazer uma leve corrida por um bosque nos arredores de casa, quando se depara com a figura de Emily Harper (Yvette Yates), suja e ensanguentada, que profetiza algo terrível para ela, apesar da tentativa de auxílio prestada de imediato. O fato, claro, deixa Lisa perturbada, mas ela logo volta as suas

atribuições regulares, como a montagem do quarto que receberá a filha. Quando o professor retorna para casa após um dia exaustivo de trabalho, ele sofre um baque tremendo. Vê sua esposa desacordada após sofrer um aborto involuntário e sem um motivo aparente para a ocorrência, já que sua gravidez era não tinha qualquer

tipo de anormalidade. Para Lisa, a situação é mais dramática. Ela tinha uma insegurança tremenda em ser mãe e contava os minutos para celebrar a chegada da herdeira a fim de provar, para si mesma, que cumpriria com excelência a dádiva da maternidade. É justamente neste momento que Becky chega e sua presença, até mes-

mo por Adam, é saudada, tendo em vista a fragilidade emocional e a solidão em que Lisa estava. Aos poucos, ela passa a ter visões e ser assombrada por uma entidade maligna, que a apresenta a filha em diferentes fases da vida, sempre de forma assustadora, que a faz questionar sua sanidade. Ao relatar o caso para o esposo, ele


Inside

FARROUPILHA, 30 DE AGOSTO DE 2019

11

Sétima Arte

Imagem: Reprodução

estragar os planos

Divulgação

Até aqui tudo bem O casal Pierce, Adam (Josh Stewart) e Lisa (Bojana Novakovic), é recebido pelo jovem David (Ben VanderMey): vidas prestes a serem atormentadas

Título original Malicious Título traduzido O Chamado do Mal

se mostra cético em relação ao fato, acredita que seja apenas uma consequência natural da perda, mas mesmo assim procuram auxílio médico. O problema é que a questão está além da Medicina e as assombrações aparecem também para Becky e para o próprio Adam. É neste momento que ele deixa um pouco de

lado seu ceticismo e resolve buscar ajuda de Ronald Clark (Delroy Lindo), seu chefe no Departamento de Matemática e que ministra também um curso de Parapsicologia. Aos poucos os passos vividos pelo casal são revistos e pontos são esclarecidos, o que ajuda a sanar algumas dúvidas, embora haja uma certa for-

çada de barra para tentar criar um universo de tensão, mas que faz parte da temática sobrenatural que pauta as obras do gênero. Nada muito extraordinário na obra dirigida e roteirizada por Michael Winnick. É mais do mesmo de uma abordagem que, aos poucos, vai exaurindo a paciência do espectador e precisa ser revista.

Direção e roteiro Michael Winnick Gênero Terror Duração 91 minutos País Estados Unidos Ano de produção 2018 Estúdio Fortress Features Impossible Dream Entertainment Distribuição Imagem Filmes


12

Horóscopo Áries - 21/03 a 20/04

Busque permitir e se abrir para um novo ciclo no trabalho. A rotina passa por mudanças consideráveis, e isso é necessário para o seu desenvolvimento. O céu pede atenção com as expectativas depositadas e avaliações sobre as pessoas em quem você deposita a sua confiança.

Touro - 21/04 a 20/05

O seu caminho está aberto e tudo conspira para um novo ciclo que dá destaque ao seu desenvolvimento pessoal. O ciclo também é novo no campo afetivo! Mas é importantíssimo dar permissão às coisas boas da vida, curando as expectativas e desenvolvendo a autoestima.

Gêmeos - 21/05 a 20/06

Inicia-se uma nova fase em família. É importante se preencher de coragem e obter uma nova visão sobre os laços em família. É necessário limpar as expectativas depositadas em pessoas que são importantes para o seu coração.

Câncer - 21/06 a 20/07

Inicia-se uma nova fase, que pede abertura para estudos e contato com pessoas diferentes. Os projetos estão abertos e tudo flui e colabora para o seu desenvolvimento. As pessoas de sua convivência seguem vulneráveis, o que requer atenção às expectativas.

Leão - 21/07 a 22/08

Inicia-se uma nova fase profissional, e isso mexe consideravelmente com os recursos materiais. Esteja aberto a novas formas de ganhar dinheiro e a um olhar mais empreendedor. Mas é importante avaliar os passos, porque existem expectativas e elos com outras pessoas.

Vírgem - 23/08 a 22/09

Você inicia uma nova fase, e isso toca consideravelmente as posturas e acentua o autodesenvolvimento. Os estudos e uma nova forma de encarar a vida são responsáveis pela sua mudança. Busque resolver consigo mesmo as expectativas que vem depositando em pessoas.

Libra - 23/09 a 22/10

Você inicia uma nova fase de trabalho que impacta o seu emocional. A rotina pede inovações e mudanças consideráveis. É importante avaliar as possibilidades e dar atenção ao acúmulo de atividades e expectativas que você vem depositando em pessoas.

Escorpião - 23/10 a 21/11

O cônjuge ou uma pessoa importante para a experiência passa por uma fase nova. O momento está excelente para inovar e seguir com maior autonomia. Mas é importante dar atenção aos desperdícios e às expectativas em pessoas que partilham das mesmas ideias.

Sagitário - 22/11 a 21/12

Inicia-se uma nova fase profissional e tudo está aberto, mas é preciso ter coragem e uma visão mais empreendedora. É importante levar em consideração as suas percepções e avaliar o quanto está lidando com a realidade dos fatos. Solte o passado para que o novo entre!

Capricórnio - 22/12 a 20/01

A vida lhe traz a oportunidade de olhar para o futuro através de novas lentes. Você está se abrindo e mudando o seu campo de visão sobre coisas, pessoas e fatos, o que move a fé e o contato com uma nova filosofia de vida.

Aquário - 21/01 a 19/02

É aberta uma fase nova que toca investimentos e inovações em família. O momento está excelente para concretizar venda ou compra de imóvel. Mas é preciso prestar atenção aos desperdícios financeiros e à forma de negociar.

Peixes - 20/02 a 20/03

O céu aponta uma nova fase no relacionamento. O cônjuge está em amplo desenvolvimento e com novas atividades em vista. A experiência também pode tocar parcerias comerciais e sociedades. Preste atenção às suas posturas e ao modo como vem percebendo a experiência.

Inside

FARROUPILHA, 30 DE AGOSTO DE 2019


FARROUPILHA, 30 DE AGOSTO DE 2019

CRÉDITO DE IMÓVEL LIBERADO /CAIXA CONSÓRCIOS: R$ 239.000,00 valor da parcela de R$ 1.873,00, já tem pago R$ 24.292,00. Para compra, construção, reforma urbana ou rural, aceito carro na entrada. Telefone: (51) 980349805. CRÉDITO DE CAMINHÃO LIBERADO / R$ 180.000,00 valor da parcela de R$ 2.144,56, já tem pago R$ 16.432,00, estudo troca. Telefone: (51) 980349805. ALUGUEL: direto com a proprietária de um APARTAMENTO de dois dormitórios, 2 sacadas, e vaga de garagem, próximo à Defensoria Pública. Escola nas imediações. E, uma SALA COMERCIAL, com dois banheiros, na Independência, com 168m², ambos no Bairro São Luiz. Fones: 9 9951.3583 / 3268-1062. VENDO LOJA DE AUTOMÓVEIS: RSC 453 próximo ao trevo Santa Rita com clientela e nome consolidados. Tratar (54) 9 9118.1642. VENDE-SE TERRENO DE ESQUINA, com 1.377m², a uma quadra da rodoviária e do Shopping Centro de Compras. Contatar através do telefone (54) 9 9118.1642.


2

FARROUPILHA, 30 DE AGOSTO DE 2019


Profile for Informantef Informantef

Edição 603  

Jornal Informante (Farroupilha/RS)

Edição 603  

Jornal Informante (Farroupilha/RS)

Advertisement