__MAIN_TEXT__

Page 1

FARROUPILHA

|

ANO XII

| EDIÇÃO 599

| 2 DE AGOSTO DE 2019 |

R$ 3,00 Ramon Cardoso

Bons negócios à mesa no Business to Business Pessin, Paesi, Trujillo e Bampi: a diretoria da CICS Farroupilha projeta 3ª edição do evento Editoria de Economia, páginas 8 e 9, e Editorial

MATÉRIA ESPECIAL

Gestão Ambiental em pauta

Com o tema saneamento básico, Fórum Estadual acontece na próxima quinta Páginas 2 e 3

INSIDE

POLÍTICA

Projeto “Quinteto Vai à Escola” busca recursos para realizar 29 concertos Página 5

Presidente do Legislativo ocupou posto no Executivo no começo desta semana Página 12 e Boca de Urna

Por mais música na cidade

Dias de Sandro como prefeito


2

FARROUPILHA, 2 DE AGOSTO DE 2019

SUSTENTABILIDADE

Para uma gestão ambiental integrada Farroupilha sedia Fórum Estadual na quinta e deve reunir gestores, técnicos e comunidade para debater políticas de preservação

A

gestão ambiental tem pautado discussões mais frequentes no cenário municipal. Prova disto é o encontro desta semana que reuniu a comunidade buscando soluções para melhorar o sistema de coleta de resíduos e de conteinerização (acompanhe detalhes na página 3). Outra iniciativa que fomenta a temática é o 1º Fórum Estadual de Gestão Ambiental, que acontece na próxima quinta, no auditório do Sindilojas, das 8h30min às 16h, com palestra, ciclo de debates e duas apresentações de cases. O tema é “Saneamento básico em pauta, um compromisso que precisa ser regional”. O objetivo é integrar e estimular iniciativas que visam a sustentabilidade e o fortalecimento do saneamento básico de qualidade na região. “Farroupilha está trazendo o movimento e sendo protagonista dessa discussão porque nossos estudos mostram que a capacidade que temos de

resolver alguns problemas relacionados ao saneamento são muito maiores quando pensamos de forma regional, buscando soluções conjuntas”, considera Tiago Ilha, secretário de Meio Ambiente e que está à frente do Fórum. Durante a programação também será realizado o Encontro Público do Projeto Farroupilha 20-40, com o tema “PPPs, o que são? Como Funcionam? E o que precisa para uma boa regulação”. O Fórum é gratuito, sendo importante a confirmação de presença pelo e-mail ambiente@farroupilha.rs.gov.br ou pelos fones 3261-6986 ou 984.045.564. “Precisamos encontrar soluções para o nosso resíduo, para o esgoto, não podemos mais conviver com uma cidade de 80 mil habitantes que não tem um metro de esgoto tratado. Não podemos mais conviver enterrando lixo, precisamos educar as nossas pessoas”, considera o secretário. Também serão apresentados o Programa Municipal de Educação Ambiental, Planos Municipais de Arborização e de Simplificação dos Processos de Licenciamento Ambiental e o Diagnóstico Ambiental local.

Juliana Inês Casa Barbieri

Juliana Inês Casa Barbieri juliana@jornalinformante.com.br

Secretário Tiago Atuação junto à comunidade para obter melhores resultados nas questões ambientais

Programe-se O que: 1º Fórum Estadual de Gestão Ambiental Quando: próxima quinta, das 8h30min às 12h e das 13h30min às 16h Onde: auditório do Sindilojas (Nataly Valentini, 75, Centro) Quanto: evento gratuito. Importante confirmar presença pelo e-mail ambiente@farroupilha.rs.gov.br ou ainda pelos fones 3261-6986 ou 984.045.564


3

FARROUPILHA, 2 DE AGOSTO DE 2019

SANEAMENTO E COLETA DE LIXO

8h30min: Credenciamento e Coffee Break de boas-vindas 9h: Abertura oficial 9h30min: Palestra “Saneamento Básico em Pauta: um compromisso que precisa ser regional”, com o jornalista Rubens Filho, do Instituto Trata Brasil 10h30min: Ciclos de debates do Projeto Farroupilha 20-40 com o tema “PPPs, o que são?” Como Funcionam? E o que precisa para uma boa regulação. Mediador: Tiago Ilha, secretário municipal de Meio Ambiente. Convidados: Bruno Vanuzzi e Alexandre Pasqualini 12h: Intervalo para almoço 13h30min: Apresentação do case: Usina Pirólise, uma valorização econômica de resíduos sólidos, com Luigi Florian, consultor na área 14h30min: Apresentação do case: Farmácia Solidária, como o descarte incorreto de medicamentos impactam o meio ambiente, com Francis Somensi, deputada estadual pelo PRB 15h30min: Lançamento da Semana Estadual e Interamericana da água, com o tema “Para onde vai seu esgoto”? 16h: Encerramento

Juliana Inês Casa Barbieri

Sistema de recolhimento de resíduos Programação do Fórum Estadual de Gestão Ambiental Informações Técnicos do Meio Ambiente apresentaram dados sobre coleta de lixo

A comunidade teve espaço para discutir, na noite de terça, na prefeitura, questões relativas à coleta de lixo, triagem e o uso do sistema de contêineres. Dados relativos ao recolhimento foram apresentados por técnicos da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, a partir de estudos e mapeamento. Representantes de entidades, associações e lideranças políticas acompanharam o encontro, tendo como um dos principais pontos discutidos a contaminação do lixo seletivo pela separação ineficaz dos rejeitos. Dados apurados pela prefeitura apontam que a perda anual dos resíduos potencialmente recicláveis, tendo em vista a triagem e destinação incorretas, chega a R$ 1,7 milhão ao ano. As sugestões apresentadas, que foram desde a abolição do uso

dos contêineres, aperfeiçoamento do sistema de coleta, instalação de Ecopontos nos bairros ou mesmo campanhas educativas para que a população separe com maior eficiência o lixo, serão avaliadas pela prefeitura e Ecofar, empresa que presta os serviços de coleta no município, integrando um projeto maior que busca otimizar e trazer eficiência ao sistema. Outra novidade é que nesta sexta será implantado um projeto piloto de Ecoponto na Escola Municipal Santa Cruz, em Nova Milano, no 4º Distrito, possibilitando ainda que os itens revertam recursos para o educandário. A Secretaria de Meio Ambiente também está desenvolvendo um projeto de lei de apoio à reciclagem que em breve deverá ser encaminhado à Câmara de Vereadores para aprovação.


4

FARROUPILHA, 2 DE AGOSTO DE 2019

Divulgação

Superior Tribunal de entendimento sobre de saúde Thayná Cristina da Silva Oliveira *

A

assistência particular à saúde facilita a vida de muitos brasileiros, uma vez que o atendimento do Sistema Único de Saúde (SUS) muitas vezes deixa a desejar em qualidade, além de ser mais moroso, retardando diagnósticos, tratamentos e prolongando sofrimentos que poderiam ser evitados. Entretanto, a comodidade à saúde particular é limitada, pois muitas operadoras estabelecem que apenas hospitais, médicos e laboratórios credenciados atendam aos titulares de seu plano de saúde. Essa limitação pode gerar desconforto aos usuários, desde interrupção de tratamento com o médico que o iniciou, até, muito mais grave, quando a assistência médica se faz necessária em situações de urgência e ou emergência, pois o socorro mais próximo pode não ser credenciado pelo plano. Para os casos de urgência (situações decorrentes de acidentes pessoais ou de complicações no processo gestacional) ou emergência (situações que implicam risco imediato de vida), o artigo 12, inciso VI, da Lei nº 9.656/98 (Lei do Plano de Saúde), garante ao beneficiário o reembolso das despesas médicas e hospitalares havidas, nos limites do preço da tabela de serviços efetivamente contratado.Além disso, a Resolução Normativa nº 259, da Agência Nacional de Saúde (ANS), estabelece prazos máximos para atendimento ao usuário, conforme sua necessidade.

Se tal prazo for descumprido, a operadora estará obrigada a custear o serviço fora de sua rede credenciada. Na jurisprudência STJ, as possibilidades de custeio das despesas efetuadas em hospitais não credenciados seguiam as da lei, acima descritas. No entanto, recentemente, o entendimento foi revisto. No julgamento do Recurso Especial nº 1.575.764-SP, a ministra relatora Nancy Andrighi julgou pela possibilidade de reembolso do usuário pela operadora do plano de saúde, mesmo nos casos em que não haja urgência ou emergência, concluindo que tais situações não são requisitos do reembolso, mas sim, exemplos. A alteração do entendimento se


5

FARROUPILHA, 2 DE AGOSTO DE 2019

Justiça (STJ) muda reembolso de planos

deu em razão do artigo 32 da Lei do Plano de Saúde. O dispositivo prevê o reembolso das operadoras ao SUS pela utilização do serviço público pelo usuário que possui assistência à saúde privada, ponderando que é contraditório o SUS poder ser ressarcido e o usuário não. Esclareça-se que não foi objeto de julgamento o cabimento do reembolso fora da área geográfica de abrangência do plano. Todavia, o SUS sempre deve ser ressarcido quando o usuário do plano de saúde usar o serviço público. Se a lógica for a mesma, poderá haver reembolso mesmo fora do território de abrangência. O recurso não foi julgado como repetitivo, quer dizer, processos

em andamento que versem sobre a mesma questão podem não ser julgados do mesmo modo. Todavia, tendo em vista a supremacia do STJ, parece pouco provável que as próximas decisões não sejam na mesma linha. Tudo indica que a modificação deve ter sido recebida com satisfação pelos milhares de usuários no Brasil. Porém, será necessário aguardar a postura das operadoras em relação ao tema. Isso porque a decisão afeta somente as partes do processo onde foi proferida. Já os usuários poderão pleitear o reembolso e, provavelmente, terão êxito. * Advogada da área de Direito Civil


6

FARROUPILHA, 2 DE AGOSTO DE 2019

Aproximando necessidades, encontrando soluções Na próxima quarta, o maior encontro empresarial farroupilhense realiza mais uma edição. O 3º Business to Business (B2B), promovido pela Câmara da Indústria, Comércio, Serviços e Agronegócio (CICS) de Farroupilha, foi uma forma encontrada pela atual diretoria da entidade de classe empresarial de proporcionar um estreitamento de laços entre empreendedores de diversos segmentos da ampla e vasta cadeia produtiva do município. A ideia surgiu a partir de visitas da diretoria da CICS a empresas, onde foi facilmente constatado que a grande maioria dos empresários não tinha conhecimento do que era comercializado e produzido no município. Muitos, aliás, adquiriam produtos de fora da cidade quando tinham a possibilidade de fazer a aquisição sem sair de Farroupilha, conseguindo, com isso, baixar custos, aumentar a receita de um vizinho e, por tabela, fazer com que os impostos gerados acabassem ficando na cidade. Ou seja, o ganho é completo. Essa situação é ainda mais surpreendente nos dias atuais, tendo em vista as inúmeras facilidades que a comunicação oferece. Prova que essa era uma demanda represada é que desde a edição inaugural do B2B o número de participantes superou a meta inicial, obrigando o evento a mudar de

Imagem: Reprodução

local, do Parque dos Pinheiros, para o Campus Universitário de Farroupilha (CFar) da Universidade de Caxias do Sul (UCS). O evento no ano passado levou 64 empresas, entre expositores e patrocinadores, até a instituição de ensino superior. O objetivo é que esse número seja superado neste ano. O que mais chama a atenção no

Índice

Editorial

Matéria Especial .................................... Páginas 2 e 3 Editorial ...................................................Página 6 Opinião...................................................... Página 7 Economia .................................................. Páginas 8 e 9 Cidade ........................................................ Páginas 10 e 11 Política ..................................................... Páginas 12 e 13 Educação .................................................. Página 14 Esporte ..................................................... Página 15

Inside

Especial..................................................... Capa e página 3 Cinemas ..................................................... Página 2 Crônicas da Redação ............................. Página 4 Agenda....................................................... Página 4 Música ....................................................... Páginas 5 e 9 Guilherme Macalossi ............................ Página 5 Social ........................................................ Páginas 6 e 7 Egui Baldasso ......................................... Página 8 Tradicionalismo ..................................... Página 8 Lauro Edson Da Cás ............................... Página 9 Sétima Arte .............................................. Páginas 10 e 11 Horóscopo ............................................... Contracapa Saúde, Beleza & Estética...................... 4 páginas Classificados .......................................... 8 páginas

Business to Business é a informalidade, uma marca registrada da iniciativa. O objetivo é mesmo de expor o produto, conversar com os colegas empreendedores, conhecer os problemas e demandas de cada um e, sobretudo e o mais importante, atalhar caminhos em busca de soluções objetivas e práticas para a obtenção de

Redação - redacao@jornalinformante.com.br Juliana Inês Casa Barbieri juliana@jornalinformante.com.br Ramon Cardoso ramon@jornalinformante.com.br Yasmin Signori Andrade yasmin@jornalinformante.com.br

Comercial-comercial@jornalinformante.com.br Fabiano Luiz Gasperin gasperin@jornalinformante.com.br Maria da Graça Potricos Leite maria@jornalinformante.com.br

Anúncios - anuncios@jornalinformante.com.br Marcelo Bortagaray Mello marcelo@jornalinformante.com.br Tiago Rodrigues da Silva tiago@jornalinformante.com.br

Financeiro-financeiro@jornalinformante.com.br Keli de Almeida Maciel keli@jornalinformante.com.br

bons negócios e parcerias. Com uma cadeia tão diversificada como é a farroupilhense, a chance de plantar uma semente que renderá frutos no futuro é muito grande e esse é o foco. Nesta semana, conversamos com a diretoria da CICS na sede da entidade (veja mais na Editoria de Economia, páginas 8 e 9). Partindo do presidente Daniel Bampi, passando pelos vices, José Carlos Trujillo (Indústria) e Charles Paesi (Serviços), e chegando a Vinícius Pessin (diretor do Núcleo de Desenvolvimento Empresarial). Todos demonstravam entusiasmo com a iniciativa e uma alta expectativa para a 3ª edição do B2B que, vale lembrar, tem entrada franca para a comunidade e inscrições para empresas associadas à CICS encerrando nesta sexta. Que o evento que se aproxima seja coroado de êxito e que consiga abrir caminho para a concretização de bons negócios e parcerias de sucesso. É uma ótima oportunidade para os empresários se apresentarem, acessarem novos clientes, obterem novos fornecedores e estreitarem relações com as empresas farroupilhenses, com os vizinhos empreendedores. Essa é praticamente uma certeza. A economia do município só tem a ganhar com ações do tipo e o benefício não fica restrito à classe empresarial, mas é extensivo a toda comunidade.

Assinaturas-assinaturas@jornalinformante.com.br Assinatura Bienal: R$ 240,00 Assinatura Anual: R$ 140,00

Telefones (54) 3401-3200 / (54) 3401-3201 (54) 3401-3202 / (54) 3401-3203

Endereço Rua Dr. Jaime Romeu Rössler, 348, Bairro Planalto

Colunistas Crônicas da Redação Dolores Maggioni Egui Baldasso Fabrício Oliboni

Guilherme Macalossi Gustavo Pimentel Lauro Edson Da Cás Paulo Roque Gasparetto

A manifestação dos colunistas é livre e independente e não necessariamente reflete a opinião do Tabloide sobre os temas abordados nas colunas

@PaperInformante www.jornalinformante.com.br

/jornalinformante


7

FARROUPILHA, 2 DE AGOSTO DE 2019

Lições da Bastilha Edi Aparecido Trindade * Há cerca de 10.000 anos o ser humano começou a vivenciar um momento importante no que diz respeito à sua organização social. O domínio das técnicas de plantio e a domesticação de animais foi permitindo a sua fixação e o consequente fim da vida nômade. A Revolução Agrícola criou as condições para o surgimento do que chamamos de civilização: uma estrutura social cada vez mais complexa e que possibilitou a transformação da existência humana em todos os seus aspectos. Um ponto importante a ser destacado sobre a trajetória humana desde então é que ela não ocorreu de forma linear entre todos os povos que foram, progressivamente, ocupando o globo terrestre. As características e as particularidades de cada região apresentaram diferentes desafios para cada grupo humano, resultando em distintas formas de organização social e, consequentemente, em estruturas culturais absolutamente diversas. Entretanto, um traço comum em

todos os povos foi a prática generalizada da escravidão e da servidão. Pelas mais diversas razões ou sob as mais variadas justificativas, alguns grupos, controladores ocasionais de algum tipo de poder, sentiam-se no direito e tinham força para submeter outros grupos ao seu domínio. Por mais paradoxal que possa parecer, a civilização criou condições para impedir o exercício da liberdade de uma boa parte dos indivíduos. A prática da escravidão e da servidão era legal, legitimada e moralmente aceita pelas sociedades e foi elemento constitutivo em quase todas elas ao longo da história. Tornou-se uma relação social naturalizada apesar de todos os movimentos de resistência e enfrentamento levados a cabo pelos grupos atingidos diretamente por ela ou por outros grupos que condenavam tais práticas. Somente no século XVIII, ou seja, muito recentemente, alguns movimentos foram capazes de promover mudanças na estrutura social que possibilitaram, do ponto de vista formal, a afirmação universal dos prin-

cípios da liberdade e da igualdade entre todos os seres humanos. Sem entrar no mérito do aspecto formal e do aspecto real, é preciso destacar que foram necessários aproximadamente 10.000 anos para que a humanidade entendesse que era preciso eliminar dos seus ordenamentos legais a anuência à exploração e degradação das pessoas. Entre os movimentos daquele século, a Revolução Francesa se destaca como um dos mais importantes. Influenciada pelos ideais iluministas, esta revolução guiou-se pela conquista da Liberdade, Igualdade e Fraternidade. “São esses os direitos que vão sintetizar a natureza do novo cidadão e essas as palavras de ordem dos que se amotinaram contra as opressões das quais há século padeciam”, descreveu Nilo Odalia em “Revolução Francesa: A Liberdade Como Meta Coletiva”. A tomada da Bastilha (uma fortaleza usada como prisão), em 14 de julho de 1789, constituiu-se como um marco do movimento francês. A partir de então, o curso em direção às mudanças tornou-se irreversível e, no dia 26 de agosto, a Assembleia Nacional aprovou a Declaração dos Direitos do Homem e Cidadão, cujo artigo 1º estabelece que “Os Homens nascem e são livres e iguais em direitos. As distin-

ções sociais só podem fundamentar-se na utilidade comum”. Naturalmente que a Revolução Francesa não é um fato isolado. Ela se insere em um longo processo de lutas pelas garantias à dignidade humana e é uma das referências mais significativas para a construção dos Direitos Humanos. Ainda que por si só insuficientes, foi naquele momento que definitivamente se consolidou no ordenamento jurídico que todos devem ser livres e tratados com igualdade, abrindo caminho para a luta por mecanismos mais amplos de proteção ao ser humano. Decorridos pouco mais de 200 anos do movimento francês, parece que as sociedades ainda não conseguiram assimilar o exato significado e a importância daquelas conquistas. Vários acontecimentos no mundo todo têm passado a ideia de que práticas antigas de intolerância e discriminação são naturais. Certamente, ainda temos um longo caminho a ser percorrido para construir uma sociedade mais justa, mas um passo fundamental para essa jornada é a aceitação das nossas diferenças. * Mestre em Economia Social e do Trabalho e professor da Universidade Presbiteriana Mackenzie Campinas

Políticas públicas para cidades inteligentes Luiz Augusto Pereira de Almeida * É preocupante constatar que o recente estudo Cities in Motion Index (Cimi) 2019, da Escola de Negócios da Universidade de Navarra, na Espanha, tenha apontado que os municípios brasileiros estejam muito distantes do conceito de cidades inteligentes. De acordo com o levantamento, Rio de Janeiro, a mais bem colocada de nosso País, está em 128º lugar, atrás das vizinhas Santiago (66º), no Chile; Buenos Aires (77º), na Argentina; e Montevidéu (92º), no Uruguai. Londres é a líder mundial. Cabe refletir por que o Brasil encontra dificuldades de se enquadrar nesse parâmetro contemporâneo de urbanismo. Fica claro que precisamos rever numerosas questões internas e políticas públicas, pois o marco de cidade inteligente não é mera grife e tampouco se caracteriza por meras iniciativas tecnológicas isoladas. Trata-se de uma referência de qualidade da vida, bem-estar e desenvolvimento. Para evoluirmos nesse conceito, precisamos contemplar o planejamento urbano e a gestão dos municípios, de modo que atendam, de modo

integrado, a requisitos básicos de saúde, educação, transporte, meio ambiente, habitação e segurança. Pouco ajuda estarmos, de um lado, entre as nações com o maior número de startups e, de outro, batermos recordes de homicídios. Além das dificuldades de gestão e zeladoria municipais, para que haja cidades inteligentes no Brasil é necessário solucionar aspectos fundamentais para seu advento. Como podemos, por exemplo, criar polos tecnológicos, se demoramos quase uma década para aprovar e licenciar novos projetos de desenvolvimento urbano? Como melhorar a mobilidade urbana se, depois de 20 anos em obras, o rodoanel em São Paulo ainda não foi finalizado. Inteligência e burocracia são palavras antônimas. Cidades são espaços de problemas, desafios e oportunidades e abrigam a maioria da população mundial. Além disso, são altamente poluidoras e geradoras de conflitos de desigualdade e exclusão social. As previsões indicam que as 600 maiores do mundo gerarão 60% do PIB global em 2025 (Mackinsey/2011). Assim, imperativos demográficos, econômicos,

sociais e ambientais tornam premente a aposta em novos modelos de desenvolvimento urbano. Infelizmente, nos últimos 20 anos as políticas públicas brasileiras com foco no desenvolvimento urbano não têm contribuído para a criação de modelos de cidades inteligentes, nas quais as liberdades econômica, criativa e empreendedora devem ser priorizadas e incentivadas. Na contramão dessas tendências, criou-se no País um intrincado arcabouço legal, com milhares de normas (só na área ambiental, são mais de 22 mil). Tal emaranhado burocrático-normativo, um pesadelo para quem quer investir, conspira contra o nascimento e a favor da morte de empresas. Assim, o Brasil vai se distanciando de várias nações onde a liberdade econômica é estimulada. De acordo com o relatório Doing Business 2019, do Banco Mundial, ocupamos a 109ª posição em ambiente de negócios, dentre 190 Países. No âmbito dos BRICS, somos lanternas. É triste constatar que, na realidade, estamos ficando no final da fila em praticamente tudo. Pensamos como Primeiro Mun-

do. Somos produtores incansáveis de legislação de País desenvolvido, mas, na verdade, somos uma nação subdesenvolvida, com tudo por fazer. Precisamos de investimentos bilionários para subir um pouco nos rankings globais de competitividade. Só para exemplificar, para universalizar os serviços de saneamento básico são necessários mais de R$ 300 bilhões. Se não temos recursos para investir, devido à crise fiscal e ao baixo desempenho econômico, é premente uma postura em favor do desenvolvimento, com mais agilidade nas aprovações de empreendimentos, menos obstáculos ao ingresso de capital e soma de forças entre os setores público e privado. Será muito difícil agregar inteligência às cidades, como vem ocorrendo em numerosas nações, quando questões relacionadas ao populismo e/ou à ideologia interferem no planejamento e nas aprovações de projetos urbanísticos adequados, ao mesmo tempo em que respaldam a tolerância com práticas de uso e ocupação do solo conflitantes com a sustentabilidade. * Diretor da Fiabci-Brasil


8

FARROUPILHA, 2 DE AGOSTO DE 2019

ENCONTRO EMPRESARIAL

A informalidade dos bons negócios Apesar de recente, iniciativa capitaneada pela Câmara da Indústria, Comércio, Serviços e Agronegócio (CICS) de Farroupilha está devidamente consolidada e acontece na próxima quarta, das 17h às 20h, no CFar

E

squeça a pompa e a circunstância de um encontro empresarial, mas potencialize ao grau máximo seus efeitos objetivos e práticos. Esse é o propósito do Business to Business (B2B), o evento de negócios que foi organizado pela Câmara da Indústria, Comércio, Serviços e Agronegócio (CICS) de Farroupilha no final de 2017, superou as expectativas desde o momento inicial, e chega, na próxima semana, à sua 3ª edição. “A formalidade acaba afastando as pessoas. O Business to Business é um encontro para compartilhamento e conhecimento do que é feito e produzido em Farroupilha, pelas empresas de Farroupilha. É uma oportunidade para que os associados à CICS e comunidade em geral se conheçam. Muitas pessoas têm medo de se relacionar e a meta é de justamente quebrar essas barreiras”, comentou Daniel Bampi, presidente da CICS. Como no ano passado, o B2B acontece no Campus Universitário de Farroupilha (CFar) da Universidade de Caxias do Sul (UCS) e também, a exemplo de 2018, conta com uma programação paralela (veja ao lado). A participação é restrita a empresas

associadas à entidade de classe empresarial, mas a visita é aberta a toda comunidade. O objetivo vai ao encontro do que foi proposto pela atual diretoria. “É um trabalho de aproximação da CICS com os associados. Muitas empresas não sabem o que a CICS pode fazer por elas, não conhecem a CICS, tampouco o associado, que é seu vizinho. Percebemos isso nas visitas que fizemos às empresas da cidade. O Business to Business é um evento apropriado para que todos se apresentem”, ressaltou José Carlos Trujillo, vice da Indústria da CICS. O B2B é o maior encontro de networking do município. “Quem não é visto não é lembrado. Não adianta o empresário ficar restrito a rede de relacionamentos dele. O ideal é ampliar essa rede com as associadas à CICS, que são de todos os segmentos: da indústria, do comércio e dos serviços. Outra vantagem é o ganho de tempo, a agilidade, as facilidades de interação que o evento proporciona”, cita Vinícius Pessin, diretor do Núcleo de Desenvolvimento Empresarial da CICS Farroupilha. Esse desprendimento e facilidade no relacionamento, que foi visto desde a edição inaugural, é uma marca do Business to Business. Até o fechamento desta Edição, na quinta à tarde, o número

Como no ano passado, expectativa é ótima para a edição 2019 do B2B,


9

FARROUPILHA, 2 DE AGOSTO DE 2019

s: vem aí o 3º Business to Business Arquivo Jornal Informante

Interação sem rodeios , evento que busca estreitar laços entre os empresários farroupilhenses

de participantes girava em torno de 60, ou seja, restam poucas vagas e a inscrição para integrar o encontro encerra nesta sexta (confira mais informações no box ao lado). “Muitas vezes as empresas farroupilhenses buscam soluções fora da cidade, quando o problema pode ser resolvido por aqui mesmo. Vivemos uma mesma realidade, nossos problemas são comuns. É muito melhor e mais eficiente conseguir um fornecedor ou cliente na cidade. Os impostos acabam ficando aqui em Farroupilha e isso gera mais emprego e renda”, salientou Charles Paesi, vice de Serviços da entidade. Evidente que a visibilidade é um dos grandes ganhos do B2B. Embora possa ocorrer, é pouco provável que negócios sejam fechados no encontro, mas perspectivas sejam abertas para o futuro, independente do tamanho da empresa, já que as dificuldades, seja da grande, média ou pequena, via de regra, são similares. Muitos bons negócios foram originados a partir do encontro empresarial. “Tivemos um incremento do número de associados com o Business to Business, vários negócios foram construídos em função do encontro. É uma iniciativa da CICS para que as pessoas possam se aproximar, discutir temas comuns, sem qualquer tipo de custo. É um ambiente colaborativo, descontraído e que busca fomentar futuros relacionamentos”, aponta Bampi, sem esconder, com sua diretoria, o orgulho pelo sucesso do evento.

Palestras paralelas ao evento (às 18h30min)

Sala 1 “Energia Solar: Cenário Atual, Benefícios, Modelos de Negócios e Produtos”, com Carlos Sena, gerente de Projetos em Energia da Sices Brasil “Sustentabilidade: Comunidade Lixo Zero”, com Everton Marinho, responsável pelo Marketing e Comunicação da Tecnova Sala 2 “Como a Inovação vem Alterando a Economia”, com Daniel Piardi, professor convidado na FGV, ESPM e ESIC “Comportamento e Tendências de Consumo”, com Luana Belarmino, CEO na Agência Moça e diretora criativa na NovoBr

Programe-se O que: 3ª edição do Business to Business Quando: próxima quarta, das 17h às 20h Onde: CFar (Rodovia dos Romeiros, 567) Quanto: gratuito para associados à CICS Inscrições: até esta sexta Informações: na CICS Farroupilha, pelos fones (54) 3261-3460 e (54) 991.225.160 ou e-mail cics@cicsfarroupilha.com.br


10

FARROUPILHA, 2 DE AGOSTO DE 2019

Programação

Semana da Família abre na quarta Ações seguem até o dia 12, envolvendo palestrar e benção

U

m período para se pensar na família abre na quarta. Este ano denominada “A Família, Como Vai?” a programação contempla palestras, bênção e missas especiais.

A Semana da Família é um evento anual que integra o calendário das Paróquias Jesus Ressuscitado e Sagrado Coração de Jesus de todo o País. Em Farroupilha, as atividades iniciam quarta e seguem até dia 12 (veja programação completa ao lado).

Quarta, às 19h30min: palestra com Edgar Salvi no Salão da Comunidade Sagrado Coração de Jesus, Rio Caçador; Quinta, às 19h30min: palestra com Giovanni Mattiello na Igreja São Brás, do Bairro Cinquentenário; Sexta, dia 9, às 19h30min: Missa da Ultréia do Cursilho, na Paróquia Sagrado Coração de Jesus, na Comunidade São José, do Bairro São José; Sábado, dia 10: bênção dos pais e das famílias nas missas; Domingo, dia 11, às 15h: Mateada das famílias, na Praça da Igreja Matriz. Chimarrão e show com ECC e Cursilho. Também haverá bênção dos pais e das famílias nas missas; Segunda, dia 12, às 19h30min: palestra com Edson Luiz Dal Pozzo no Salão da Comunidade São Vicente Mártir.

Esquina Ex-empregados da Avícola Carrer têm valores a receber

A Justiça do Trabalho de Farroupilha está buscando 1.275 ex-empregados da Avícola Carrer. Estas pessoas estão habilitadas a receber valores, que variam de R$ 30,00 a R$ 800,00 mais atualização monetária, garantidos por ação civil coletiva, ajuizada pelo sindicato da categoria em 2010. Os empregados devem se manifestar até 1º de novembro. Informações podem ser obtidas com a Vara do Trabalho de Farroupilha, pelo fone (54) 3268-3100. Os valores que não forem resgatados serão revertidos para projetos beneficentes.

Alguém quer me adotar?

Obituário José Leonir Carpes Vieira, 52 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal; Eva Ribeiro da Luz Santana Dias, 75 anos. Sepultamento no cemitério da comunidade Nova Sardenha (3º Distrito). 30 de julho Zelia Mokfa Bet, 54 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal. 1º de agosto Catharina Lopes Ferreira, 86 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal.

Esse é o Melado, um cão muito amoroso de porte grande. Ele tem 4 anos e já está castrado. Busca um lar e uma família para poder demonstrar todo seu carinho. Ele se dá bem com outros cães. Interessados em adotar podem manter contato pelo fone 999.371.647.

Divulgação

25 de julho Serio Canei, 72 anos. Sepultamento no cemitério da comunidade de Nossa Senhora de Caravaggio (1º Distrito). 26 de julho Maria Gülden Gonzatto, 90 anos. Sepultamento no cemitério da comunidade Nossa Senhora da Saúde, de Linha Ely (3º Distrito). 29 de julho Arcolino José Sonaglio, 85 anos. Sepultamento no cemitério do bairro Nova Vicenza;


11

FARROUPILHA, 2 DE AGOSTO DE 2019

FILANTROPIA

Confirmado 19º Jantar Noite do Peixe Tradicional evento beneficente será em 26 de outubro, angariando recursos para projeto social Querer Bem comunidade para manter o projeto”, considera Francis, que apresentou os números da ação: são 60 voluntários integrantes do Querer Bem e mensalmente são distribuídas 20 mil fraldas. O evento é a maior fonte de renda que mantém a ação, juntamente com recursos repassados por empresa local ao Fundo do Idoso. Na última edição do Jantar Noite do Peixe foi arrecadado R$ 97.941,95. O cardápio e os cozinheiros estão sendo confirmados pela equipe organizadora, sendo que os ingressos estarão sendo comercializados a partir de setembro, com pontos de venda na prefeitura e com os apoiadores da ação. No local ainda haverá área kids, permitindo que os pais desfrutem do evento enquanto as crianças se divertem em espaço adequado.

Juliana Inês Casa Barbieri

I

niciando os trabalhos de divulgação do 19º Jantar Noite do Peixe, Francis Somensi, Primeira Dama e deputada estadual, já confirma a data do evento beneficente. Está marcado para 26 de outubro, às 20h, no Centro Municipal de Eventos Mário Bianchi. Envolverá cerca de 50 cozinheiros voluntários na preparação de 14 pratos especiais para 700 participantes. Os ingressos serão comercializados a R$ 150,00, incluindo água e refrigerante. Toda renda será revertida para o projeto Querer Bem que confecciona e distribui fraldas geriátricas descartáveis a doentes de baixa renda. “Esse ano será nosso maior desafio justamente pelo número de beneficiados que é de 230 pessoas e é muito importante a participação da

Pela causa Em visita ao Jornal Informante, Francis repassa informações do evento beneficente

Programe-se O que: 19º Jantar Noite do Peixe, em prol do projeto social “Querer Bem” Quando: 26 de outubro, às 20h Onde: Centro Municipal de Eventos Mário Bianchi, no Parque Cinquentenário Quanto: R$ 150,00 o ingresso (incluso água e refrigerante)


12

FARROUPILHA, 2 DE AGOSTO DE 2019

DE UM PODER PARA OUTRO

O Legislativo no Executivo Sandro Trevisan ocupou cargo de prefeito de segunda a quarta e sancionou a Lei Lucas, uma promessa do tempo de vereador Ramon Cardoso

Q

uem por acaso chegou no vespertino de quarta, no Centro Administrativo Prefeito Avelino Maggioni, poderia imaginar que tinha errado o endereço e chegado, na verdade, à Casa Legislativa Lidovino Antônio Fanton. No encerramento de seus três dias como prefeito, o presidente do Legislativo, Sandro Trevisan, sancionou as quatro leis que foram aprovadas no dia anterior, terça, na Câmara de Vereadores. A legislação de maior impacto, sem dúvida, foi a “Lei Lucas”, que torna obrigatória a orientação em noções básicas de primeiros socorros de professores e funcionários de estabelecimentos de ensino públicos e privados de educação básica e de recreação infantil. Inicialmente aprovada em Campinas, ela recebeu o nome em homenagem a Lucas Begalli, 10 anos, que morreu ao se engasgar com um pedaço de cachorro quente em passeio escolar no ano passado. Em 4 de outubro de 2018, a Lei Lucas foi sancionada pelo presidente Michel Temer e virou uma legislação federal. No município, ela foi inicialmente apresentada pelo vereador Jonas Tomazini (MDB), mas não progrediu por vício de origem já que acarretaria custos à administração pública, que, após essa alegação, no entanto, se comprometeu a estudar a questão e apresentar novamente o projeto à Câmara, com autoria do Executivo, o único que poderia propor a questão nestes termos. Jonas foi um

Respaldado Colegas de Câmara de Vereadores de várias legendas prestigiaram o prefeito na sanção de quatro leis, no final da tarde de quarta

dos muitos vereadores que estiveram presentes à assinatura. “A intenção em apresentar o projeto era realmente chamar a atenção para a questão e transformar ela em uma ‘política de Estado’, que permanecerá, independente de quem ocupará a cadeira de prefeito nos próximos anos. Recebi uma série de relatos que reforçam a importância e necessidade de transformarmos o tema em lei e em uma política perene”, destacou o vereador emedebista. Sua manifestação foi acompanhada da maioria dos colegas presentes à Sala de Reuniões anexa

do Gabinete do Prefeito. Sandro reforçou a relevância da medida. “Me comprometi, como vereador, de que conversaria com o Executivo para que ele enviasse à legislação ao Parlamento. O prefeito e a secretária de Educação foram sensíveis ao tema e tenho muito orgulho em poder ter sancionado a lei. Essa questão que envolve os primeiros socorros pode ser facilmente incluída na formação dos professores, dentro da qualificação regular. Se salvarmos uma vida, já terá valido e muito a pena”, comentou o prefeito em exercício Sandro. Ele também avaliou seus dias à

frente do Executivo. “Foram bem intensos no sentido de que há muitas cobranças e reivindicações e não somente de parte dos moradores, mas de amigos, com opiniões, sugestões. Fiz visitas a obras, falamos direto com a comunidade. Foi interessante ver como funciona o cargo que tem um alcance e uma projeção muito maior do que a que estamos acostumados a desempenhar no Legislativo”, citou Sandro, também fazendo alusão aos demais projetos que foram sancionados na quarta (veja mais no Boca de Urna, na página ao lado).


13

FARROUPILHA, 2 DE AGOSTO DE 2019

Ramon Cardoso

Uma semana intensa

Sandro Trevisan (PSB) teve dias pra lá de agitados neste início de semana. Assumiu o cargo de prefeito por três dias, sancionou quatro leis e ouviu as mais diversas demandas da comunidade. Evidente que também ocorreram felicitações pela ocupação do posto. O professor retoma a condição de presidente da Casa Legislativa Lidovino Antônio Fanton, mas certamente honrado com a posição que ocupou no Centro Administrativo Prefeito Avelino Maggioni.

De candidato a prefeito

Embora em 2016 já tenha se processado uma certa renovação na política, por conta do desgaste da classe, poucos apostavam que o professor Sandro Trevisan (PSB) fosse um dos 15 vereadores eleitos na cidade. Não somente foi como, dois anos mais tarde, passou a ocupar a cadeira de presidente da Câmara de Vereadores, que lhe abriu a possibilidade de, nesta semana, vir a ocupar o cargo de chefe do Executivo. Jornada que merece ser destacada.

Dono da caneta Sandro sancionou quatro leis no final da tarde de quarta, na prefeitura: elas haviam sido aprovadas no dia anterior, no Legislativo

Contenção de gastos

A gestão de Sandro à frente do Legislativo tem sido pautada pela contenção de gastos. De imediato, ele promoveu um enxugamento no quadro de servidores que gerou uma economia de R$ 200 mil aos cofres públicos. Com direito a um assessor como presidente da Casa, não fez uso do benefício e a assessora de bancada do PSB, Daniela Martins da Cruz, atende as duas funções, sem gerar um custo extra para o Parlamento.

Respaldo dos colegas

O bom relacionamento do professor na Câmara pôde ser visto no apoio que teve na assinatura dos projetos, na quarta à noite, no apagar das luzes de sua breve e rápida gestão como prefeito. Muitos compareceram à solenidade, além do secretário de Gestão e Governo Vandré Fardin. Evidente que é um prestígio para o vereador ocupar o posto, mas também para o Legislativo, já que é raro um integrante da Casa chegar à condição de prefeito, ainda que por poucos dias.

IPTU Sustentável

Outro projeto que passou pelo Legislativo e foi aprovado por Sandro diz respeito ao Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) Sustentável, que concede benefício tributário aos proprietários de imóveis que adotem medidas que estimulem a proteção, preservação e a recuperação do meio ambiente e reduzam o impacto nas infraestruturas urbanas.

Recursos para o IFRS

Outra lei sancionada por Sandro foi do subsídio para estudantes do IFRS Campus Farroupilha que se preparam para a competição Shell Eco-Marathon, que ocorrerá no Rio de Janeiro, de 16 a 19 de setembro. Os vereadores aprovaram, por unanimidade, o pagamento do transporte da equipe, custeado pela Administração Pública. O concurso consiste na apresentação de veículos de maior eficiência energética com menor consumo de combustível. O modelo construído pelos estudantes farroupilhenses pode superar a autonomia de 500 quilômetros por litro. A etapa nacional classifica para o mundial, que ocorre nos Estados Unidos.


14

FARROUPILHA, 2 DE AGOSTO DE 2019

TECNOLOGIA

Ampliando conhecimentos em Robótica Curso ofertado pelo Colégio CNEC Farroupilha está com inscrições abertas para crianças a partir dos 6 anos aprendizado de outras matérias”, reforça Marcos Ricardo Pretto, diretor do Colégio CNEC, reforçando que é uma oportunidade ímpar para ingresso neste mundo digital. O curso segue até junho de 2020 e será conduzido pela professora Rafaela Regina Fabro, que é especialista em Matemática Aplicada e Computacional e em Educação Matemática. Tem ainda experiência no ensino de Física e Robótica. As matrículas podem ser realizadas até o próximo dia 12, na secretaria do Colégio, que atende de segunda a sexta, das 7h30min às 11h50min e das 13h às 17h30min. É necessário apresentar cópia do documento de identificação do aluno e do responsável. Os participantes também recebem dois kits de materiais, sendo que um permanece na escola e outro vai para casa como suporte para as atividades. As mensalidades têm valores que variam de R$ 171,00 a R$ 241,00, de acordo com a idade do aluno.

Divulgação

C

om o intuito de ampliar o raciocínio lógico, trabalho em equipe e criatividade, a volta às aulas será com novidades no Colégio CNEC Farroupilha Ângelo Antonello. A inovação chega com o curso Programação e Robótica, voltado a desenvolver as habilidades cognitivas aliadas ao contexto do fazer e pesquisar por meio de experimentações. As atividades acontecem na própria escola, mas também é aberta a alunos de outras instituições. As aulas iniciam no próximo dia 13 e serão duas turmas: para alunos de 6 a 11 anos os encontros acontecem às terças, das 10h às 11h50min, e para os que tem entre 12 e 14 anos será às sextas, das 13h às 15h. “Ajuda na organização dos pensamentos, ideias e ações, o que resulta numa melhor escrita, desenvolve habilidades para a solução de diversos tipos de situação e ainda incentiva o

Robótica na prática Formação é voltada a estudantes até 14 anos, complementando proposta pedagógica do CNEC

Programe-se O que: Curso de Programação e Robótica Quando: inicia no próximo dia 13 e encerra em junho de 2020 Onde: Colégio CNEC Farroupilha Ângelo Antonello (Avenida Paulo Broilo, 342) Quanto: valores mensais entre R$ 171,00 e R$ 241,00 conforme a idade do aluno. Inscrições até o próximo dia 12


15

FARROUPILHA, 2 DE AGOSTO DE 2019

AQUECE PARA SELETIVA

Sierra Fight tem bons resultados na 5ª Copa Barão de Kickboxing Evento foi realizado no último sábado e parte do time concentra atenções em seletiva para a disputa nacional o desenvolvimento da técnica do que propriamente a força, com utilização, por parte dos competidores, de todo o material de proteção obrigatório. Os atletas que representaram Farroupilha no evento foram Erick Almeida (campeão na categoria Cadete), Guilherme Rolim de Moura (campeão na categoria Juvenil), Emerson Dias e Tiago Miguel Cavalli (campeões na Adulto) e Klei-

ton Cardoso (vice-campeão na Adulto). O próximo compromisso da equipe é no próximo dia 10, em Canoas, o Torneio Laçador, que classifica os melhores para a Copa Brasil de Kickboxing. Os treinos estão a cargo do diretor técnico e atleta Leandro Barbosa.

Fotos: Divulgação

O

município de Barão sediou a 5ª edição da Copa de Kickboxing. O evento é uma forma de proporcionar aos atletas iniciantes e intermediários noções básicas do esporte e busca proporcionar ganho de experiência no combate, com golpes controlados e que visam mais

Representando a cidade Sierra Fight esteve com bom número de atletas na disputa

Preliminar Mérito Esportivo vai para Ulysses Bertholdo Filho

Indicado pelo vereador Fabiano André Piccoli (PT), Ulysses Bertholdo Filho teve seu nome aprovado por unanimidade pela Casa Legislativa Lidovino Antônio Fanton para receber o Título Mérito Esportivo. Piloto profissional desde 1997 e chefe da equipe Mitsubishi Racing, colecionou títulos no rali nacional e internacional ao longo de sua vitoriosa carreira que inclui, entre muitas conquistas, um tricampeonato consecutivo no Brasileiro de Rali na categoria N4. A solenidade de entrega do Mérito Esportivo está prevista para ocorrer no dia 30 de setembro.

Reconhecido Bertholdo recebeu das mãos de Piccoli o projeto de lei que concede a ele a distinção Mérito Esportivo


Ramon Cardoso

INSIDE

A tradição dos CTGs municipais no XVII Juvenart

Fotos: Yasmin Signori Andrade

Rancho de Gaudérios (foto ao lado) é o primeiro a se apresentar no festival em Santa Maria nesta sexta à tarde, no Bloco 1, já o Ronda Charrua (foto abaixo), é do Bloco 2, à noite, e o Aldeia Farroupilha fica para o sábado pela manhã, dentro do Bloco 3 Capa e página 3

INSIDE

EDUCAÇÃO

Canarinhos representam a Serra Gaúcha

Aliando tecnologia com proposta pedagógica

O Coro Infanto-Juvenil de Farroupilha se apresenta no XI Festival Curso de Programação e Robótica, que inicia no próximo dia Da Capo Coral, sábado, em Erechim, junto com outros 10 grupos 13, está com inscrições abertas no Colégio CNEC Farroupilha Página 9 Página 14


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 2 DE AGOSTO DE 2019

RECURSO

Ajuda: mais fraldas aos doentes Prefeitura adere ao programa estadual que beneficia quem está em tratamento de saúde domiciliar

A

gora ainda mais doentes que necessitam de fraldas descartáveis e que passam por tratamentos de saúde poderão ser beneficiados. Farroupilha aderiu ao programa estadual e já está cadastrando os interessados em receber o auxílio. O Programa de Distribuição de Fraldas Geriátricas do governo do Estado do Rio Grande do Sul destina gratuitamente até 150 unidades ao mês, de acordo com a necessidade do paciente que deve ter renda familiar inferior a três salários mínimos. “Entendemos a importância de aderir a esse recurso disponível junto ao Estado para auxiliar as pessoas que têm parentes em tratamento domiciliar e que precisam fazer uso de fraldas. É um custo bem considerável para a família e nosso objetivo é beneficiar a renda dessas pessoas e oferecer mais qualidade de vida aos farroupilhenses”, considera Rosane da Rosa, secretária municipal de Saúde. Integrando este mesmo serviço, Farroupilha já conta com o Projeto Querer Bem que confecciona fraldas descartáveis geriátricas, trabalho realizado por 60 voluntários, beneficiando 230 doentes mensalmente com entrega de 20 mil unidades. A intenção é de ampliar ainda mais esse número, agora por meio do novo programa.

Divu

lgaç

ão

Fraldas descartáveis a doentes de baixa renda Cadastramento para receber o auxílio de até 150 unidades mensais está sendo realizado pela Secretaria Municipal de Saúde

Como receber as fraldas

É preciso realizar cadastro no Sistema de Gerenciamento dos Usuários com Deficiência (GUD), na Secretaria Municipal de Saúde, localizada no Centro de Atendimento ao Cidadão (Ceac), na rua 14 de Julho, 710. É necessário apresentar laudo médico atestando a existência de incontinência urinária ou fecal decorrente de algumas patologias, além de CPF, cópia do cartão do Sistema Único de Saúde (SUS), carteira de identidade ou certidão de nascimento, comprovante de endereço, declaração de incapacidade financeira e comprovante de renda familiar.

xxxxxx xxxxxxxx


Compromisso com a Cidade. Compromisso com Você

FARROUPILHA, 2 DE AGOSTO DE 2019

Intradermoterapia Pressuriz Equipe Espaço da Beleza *

C

om tantas técnicas lançadas recentemente, às vezes é difícil saber o que é e como funciona cada um dos procedimentos estéticos. Por isso, vamos explicar como funciona o método Intradermoterapia pressurizada específico para tratar a celulite. O que é este método e quais os seus benefícios? A Intradermoterapia Pressurizada consiste na aplicação de ativos através de uma pistola de pressão na pele ou no tecido subcutâneo (tecido de gordura). O ativo aplicado é escolhido pelo profissional de acordo com o objetivo do tratamento. Esta técnica é utilizada para introduzir alta concentração de determinados ativos no local de ação, aumentando o resultado desejado. A técnica é indicada para tratamentos corporais de celulite, gordura localizada, estrias e flacidez em homens e mulheres. Na celulite em específico, ela age de maneira mais eficaz quando esta já está num grau mais avançado, isto é, quando a celulite já está visível sem contração da pele, onde pode haver formação nódulos e presença de dor. A celulite é uma fibrose, fenômeno causado pelo acúmulo de gordura em contraposição às células adiposas retidas pelo tecido fibroso. As células de gordura estão distribuídas logo abaixo da pele em meio ao tecido fibroso. Quando saturado, o tecido gorduroso se expande e empurra a pele para fora, contudo, parte desta gordura é retida pelo tecido fibroso nas camadas mais profundas da pele, e essa diferença de posição é o que causa a celulite. O trabalho da intradermoterapia é quebrar estes nódulos gordurosos, reduzindo a aparência da celulite. Para isto são feitas aplicações subcutâneas de uma combinação de substâncias lipolíticas, que agem diretamente no local do problema. Essas aplicações garantem um melhor resultado do que as medicações orais, pois se concentram em uma região e não desperdiçam nenhuma parte circulando pelo corpo. A intradermoterapia pode ter associação de diferentes técnicas. Para atender regiões mais afetadas recomenda-se a utilização de outros procedimentos, como radiofrequência, infravermelho (LED) ou endermologia. Porém, uma rotina de exercícios e boa alimentação deve ser implementada para eliminar, de fato, as células adiposas em excesso. Por ser um procedimento invasivo o local fica dolorido nas primeiras horas após a aplicação, mas a recuperação é rápida. O número de sessões pode variar de acordo com cada caso, por isso a indicação é avaliar a região e objetivo de cada cliente. Os resultados aparecem no primeiro mês de tratamento. Agende sua avaliação e livre-se das temidas celulites! * Espaço da Beleza Centro Estético Independência, 555 – Centro de Farroupilha Fone (54) 3268-5511 WhatsApp: 981.195.645 Fan Page: Espaço da Beleza


Compromisso com a Cidade. Compromisso com Você

FARROUPILHA, 2 DE AGOSTO DE 2019

zada no combate à celulite

Imagem: Reprodução


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 2 DE AGOSTO DE 2019

artigo

Como as doenças e seus ganhos secundários afetam as relações

G

anhos secundários é um conceito usado para definir os benefícios que uma doença, transtorno ou trauma podem oferecer a um indivíduo. São as consequências que acompanham situações e que justifica o desejo de continuar doente. Um exemplo clássico: uma pessoa que está resfriada receberá mais cuidados e privilégios de amigos e parentes por estar doente. Com isso, a pessoa transforma um acontecimento ruim (o resfriado) em algo bom (amor, carinho e atenção em dobro). Em muitos casos, o paciente não tem consciência

do benefício que está recebendo e continua “alimentando” a doença para satisfazer desejos, necessidades e conseguir algo em troca. Dentro do mal-estar, para a pessoa que recebe, os ganhos secundários são benéficos. Familiares, cônjuge e amigos próximos sofrem as consequências, pois acreditam que a pessoa doente irá se recuperar. A situação acaba desequilibrando relacionamentos e desgastando sentimentos. Descobrimos esses ganhos quando observamos a pessoa doente, já que o possível sofrimento lhe concede alguns privilégios, como ficar sem trabalhar, fugir de uma prova ou conseguir mudanças nas pessoas próximas. Enquanto a pessoa não assu-

mir certas responsabilidades e tentar substituir os efeitos dos ganhos secundários por outros que realmente façam sentido para sua vida, a situação não mudará. Segundo o filósofo Immanuel Kant (1724-1804), “Toda ação tem uma intenção”, isto é, há um motivo para agir, pois o sujeito tem em mente um fim e busca meios para atingi-lo. Esse é um tema muito estudado por psiquiatras e psicólogos desde Sigmund Freud (1856-1939), que introduziu o estudo da Psicossomática, como sendo um conceito de pulsão no limite entre o somático e o psíquico. Pessoas emocionalmente dependentes, frustradas e decepcionadas com as escolhas que fizeram são mais propensas a desenvolverem um

Freepik

Marian Martins *

padrão de comportamento e pensamento negativos. Na tentativa de conseguir o que almejam, os “doentes” sobrecarregam seus cuidadores – filhos, família, pais e profissionais pagos para

essa função – os quais ainda não aprenderam a exercitar a sutil arte de dizer não para esses indivíduos. * Psicóloga (CRP/RS 07 10386 | CRP/PR 08 IS 335)


Música

Canarinhos de Farroupilha representa o município e a Serra Gaúcha em evento neste sábado, em Erechim Página 9

Inside

Sétima Arte

Cineasta americano Jordan Peele reforça motivos que o guindaram a grande nome do Terror na atualidade em “Nós” Páginas 10 e 11

Tradicionalismo

Boas chances de triunfo farroupilhense Rancho de Gaudérios, Ronda Charrua e Aldeia Farroupilha se apresentam na etapa final do 17ª Juvenart, que inicia nesta sexta Ramon Cardoso

Yasmin Signori Andrade yasmin@jornalinformante.com.br

M

aior evento do Estado na categoria, o XVII Concurso Estadual de Danças Tradicionais Categoria Juvenil (Juvenart), terá sua etapa final disputada a partir desta sexta até domingo, em Santa Maria. São 60 Centros de Tradições Gaúchas, com peões e prendas de até 18 anos, que disputam o troféu, entre eles o Rancho de Gaudérios, o Ronda Charrua e o Aldeia Farroupilha. Em meio a muitos ensaios e dedicação, os grupos vão para o festival a fim de preservar, valorizar e divulgar a cultura gaúcha. O Rancho, primeiro grupo do município a subir no tablado, fará uma homenagem ao Festival Gaúcho de Arte e Tradição (Fegart), que teve início em solo farroupilhense em 1986 e hoje leva o nome de Encontro de Artes e Tradições Gaúchas (Enart).

revivendo o Passado Rancho de Gaudérios escolheu fazer homenagem ao Fegart, retratando o jeito de bailar da época

“Nosso tema será ‘Revivendo o Passado’. Fizemos algumas pesquisas para ver como introduzir a temática em nossas coreografias e danças. Vamos retratar grandes clássicos musicais da época do Fegart. Tentamos trazer o jeito do bailar da épo-

ca, que sofreu evoluções com o passar dos anos”, revela Moisés Fraga Júnior, instrutor do Rancho junto com Isadora Dalpias e Jônatas Martins. A apresentação do grupo será no primeiro Bloco, que acontece na sexta à tarde. O CTG é o 9º a subir ao palco.

No ano passado, montando grupo do zero e com pouco mais de cinco meses de trabalho, o CTG conquistou o 23º lugar na fase final do concurso. Agora, pouco mais de um ano depois o Rancho foi campeão da segunda fase classificatória, mostrando

seu potencial. Os ensaios, que ocorriam quatro vezes na semana, se intensificaram com a proximidade do Juvenart. Com a classificatória para a final, eles passaram a ser diários. Segue na página 3


Inside

2

FARROUPILHA, 2 DE AGOSTO DE 2019

Cinemas Imagens: Reprodução

Shopping Iguatemi (RST-453, quilômetro 3,5) Cinemas GNC 1: Toy Story 4 (dublado) - às 13h40min GNC 1: Homem-Aranha: Longe de Casa - às 15h50min (dublado) e 22h (legendado) GNC 1: Velozes e Furiosos: Hobbs & Shaw (dublado) - às 19h20min GNC 2: O Rei Leão - às 14h, 16h30min e 19h10min (dublado), 21h40min (legendado) GNC 3: O Rei Leão - às 14h30min e 20h (legendado), 17h10min (dublado) GNC 4: Velozes e Furiosos: Hobbs & Shaw - às 13h20min (dublado), 16h10min (legendado), 19h (dublado e em 3d), 21h50min (legendado e em 3d) GNC 5: O Rei Leão - às 13h10min, 16h e 18h45min (dublado e em 3d), 21h20min (legendado e em 3d) GNC 6: Velozes e Furiosos: Hobbs & Shaw - 14h15min e 20h30min (legendado), 17h30min (dublado) Ingressos: segunda e quinta (exceto feriado e Carnaval) a R$ 24,00 e R$ 30,00 (salas 3d); terça e quartas (exceto feriado e Carnaval) todos pagam meia entrada; sexta a domingo e feriado a R$ 28,00 e R$ 34,00 (salas 3d). Meia entrada todos os dias para menores de 18 anos e maiores de 60 (mediante apresentação de identidade), estudantes (mediante apresentação de Carteira de Identificação Estudantil), pessoas com deficiência (com documento que a comprove), cliente Movie Club Preferencial (cartão verde fidelidade GNC).

Shopping San Pelegrino (Avenida Rio Branco, 425) * Obs: o site do Cinépolis traz apenas os horários dos filmes, mas não informa em qual sala serão exibidos Toy Story 4 (dublado) - às 15h45min O Rei Leão - às 16h15min, 19h15min e 22h10min (dublado e em 3d), 17h15min, 20h e 22h30min (dublado) Velozes e Furiosos: Hobbs & Shaw - às 15h e 21h (dublado), 16h, 18h40min, 19h e 21h30min (dublado e em 3d), 18h (legendado) e 22h (legendado e em 3d) Homem-Aranha: Longe de Casa (dublado) - às 18h20min e 21h15min Pets: A Vida Secreta dos Bichos 2 (dublado) - às 16h30min Ingressos: nas salas tradicionais, segunda a quarta (exceto feriado) a R$ 23,00 e R$ 11,50 (meia); quinta (exceto feriado) a R$ 25,00 e R$ 11,50 (meia); sexta a domingo e feriado a R$ 26,00 e R$ 13,00 (meia). Nas salas 3d, segunda a quarta (exceto feriado) a R$ 29,00 e R$ 14,50 (meia); quinta (exceto feriado) a R$ 29,00 e R$ 15,00 (meia); sexta a domingo e feriado a R$ 32,00 e R$ 16,00 (meia).

Sala de Cinema Ulysses Geremia (Luiz Antunes, 312) Os Papéis de Aspern - sexta a domingo, às 19h30min Ingressos: R$ 10,00 e R$ 5,00 (estudantes e sênior)

Estreias do fim de semana “Velozes e Furiosos: Hobbs & Shaw” é o 9º filme da longeva franquia, desta vez dirigido pelo americano David Leitch. Já “Os Papéis de Aspern” é a adaptação à telona do romance de Henry James, que conta com o ator irlandês Jonathan Rhys Meyers e a lendária atriz britânica Vanessa Redgrave como protagonistas, na obra do jovem cineasta francês Julien Landais


Inside

FARROUPILHA, 2 DE AGOSTO DE 2019

3

Tradicionalismo roupilha, que vem numa boa fase. No último final de semana conquistaram o 11º lugar no FestMirim (veja mais na página 8). Agora o objetivo é fazer uma boa apresentação sábado de manhã, no Bloco 3, quando a Invernada entra no tablado. O CTG é o 8º a se apresentar. À frente do grupo há cinco anos, Guilherme Dallegrave e Carla Ribeiro viram os pequenos da Mirim se tornarem adolescente que agora disputam o Juvenart. Para a apresentação desde ano o grupo decidiu retratar os tropeiros, que se destacaram no Brasil Colonial. “Nosso tema é o ‘Tropeirismo’. Buscamos retratar não seu trabalho em si, mas sim como eles se divertiam, descansavam e o que faziam no tempo livre. Nas danças tradicionais buscamos deixar o grupo mais solto, com embalos típicos do jeito serrano de danças, valorizando de onde somos”, adianta Guilherme. “Nossa participação no ano passado foi muito boa, deixamos uma boa imagem do grupo para o futuro. Infelizmente não conseguimos nosso objetivo de chegar na finalíssima. Esperamos esse ano conseguir alcançar essa meta”, projetou. Os ensaios do grupo, que aconteciam quartas, sextas, sábados e domingos, com a chegada dos concursos passaram a ser diários. No total, são 25 grupos que disputam fase final, no domingo.

Fotos: Yasmin Signori Andrade

Ainda nesta sexta, outro CTG do município sobe no tablado do Juvenart. O Ronda Charrua é o 10º grupo a se apresentar no Bloco 2, que inicia às 19h. Segundo o instrutor Mateus Tadei Dal Magro, à frente do grupo desde 2014, nos últimos meses os ensaios foram intensificados para apresentar o tema “Uma Estampa de Fronteira”. Os ensaios ocorreram às segundas, terças, quartas, quintas e domingos. “Nosso tema busca mostrar as características do povo fronteiriço. Achamos que é um tema bem forte e pouco lembrado nos últimos anos. Então decidimos resgatar e retratar isso no palco”, ressalta o instrutor sobre a temática que vai mostrar as vivências do gaúcho que domina as lides campeiras e enfrenta o árduo cotidiano rural. No ano passado o CTG conquistou a 11ª colocação no Estado. Com isso o grupo não precisou passar pelas fases classificatórias, já que os 15 primeiros colocados de 2018 foram direto para a etapa final deste ano. Já o maior destaque do Ronda foi em 2016, quando conquistaram o 6º lugar. “Desde 2015 a Invernada se mantém entre os 15 melhores do Estado”, lembra Mateus sobre as conquistas. Os últimos preparativos também estão acontecendo no Aldeia Far-

Representando a fronteira O CTG Ronda Charrua vai mostrar, no tablado do Juvenart, as características do povo fronteiriço

Vida de tropeiro Aldeia Farroupilha vai apresentar como eles se divertiam, descansavam e passavam o tempo livre


Inside

4

Crônicas da Redação Ramon Cardoso

ramon@jornalinformante.com.br

A comunista de iPhone finalmente reapareceu

Agenda

SEXTA

Me Leva pro Deck, com grupo Sem Razão Deck 256 (Golçalves Dias, 306), a partir das 20h Locais, com DJ’s FEERR e Lee Batista Casa Milano (RS 122, quilômetro 55), às 23h Sextou de Rir Caverna Comedy Club (República, 445, subsolo), às 22h Muinho Rock Café Muinho Club (Mal. Floriano Peixoto, 190), às 20h

SÁBADO Badin, O Colono Salão Paroquial da Vila Jansen, às 19h Festival de Open Mic Caverna Comedy Club (República, 445, subsolo), às 22h

Clássicos do Sertanejo Universitário, Parte III Boteco do Chá (Rômulo Noro, 555), às 23h30min Robson Gervasoni e Overcustic Iron Beer (Dante Sérgio Macari, 47), às 20h Divulgação

Manuela D’Ávila, o símbolo de empoderamento feminino, para as feministas, claro, que é tão poderosa que se sujeitou a ser vice candidata à Presidência da República do vice, sendo que o candidato era um presidiário que colecionava declarações ofensivas e grosseiras às mulheres e o vice, que virou candidato, era um indivíduo com apenas 32 processos na Justiça (parei a contagem aí, mas acredito que uma atualização seria necessária), finalmente reapareceu. A procura por ela foi intensa desde que encerrou a eleição presidencial, há cerca de nove meses. Nas missas dominicais, inclusive. Pelas igrejas, nem sinal de Manu. Mas a busca não ficou restrita aos templos religiosos, claro. Foram atrás da vice do vice em cidades de Países venerados por ela como democracias. Não acharam Manu em Pyongyang, Havana e muito menos em Caracas. Procuraram a Manu até na biblioteca falsa do Andrade, que agora tem um programa de entrevistas. Não acharam livros no cenário do poste, tampouco o “avião” da planilha da Odebrecht. Mas aí apareceu um criminoso que hackeou o telefone da Manu e ligou para ela a fim de conseguir o telefone de um outro criminoso, que estava na agenda da Manu (nossa, estou chocado que ela tenha esse tipo de contato na agenda, vocês não?). Ela repassou o número e foi, além de condescendente, muito prestativa e solícita com o hacker, uma espécie de Síndrome de Estocolmo Cibernética. Pobrezinha, fiquei com uma pena. Mas não para por aí, tem mais. Logo depois do crime de invasão ao seu celular ter ocorrido e da colaboração com o criminoso, Manu foi acometida do Mal de Alzheimer. Isso mesmo. É muita tragédia para uma pessoa só, todos hão de convir. Sei que estão lendo esse texto aos prantos, compadecidos com a situação da Manu, mas aguentem até o fim. Vejam só, esse malvado do Alzheimer fez a vice do vice esquecer de reportar o ataque a seu telefone às autoridades competentes. Só lembrou meses depois, uns dias atrás, quando o hacker revelou que ela tinha sido a intermediária entre os dois marginais. Como advogado de defesa, a vice do poste, que era vice, contratou o advogado José Eduardo Cardozo, seu ex-namorado, que era Advogado Geral da União, mas pisou no posto sem fazer cerimônia para assumir a defesa da estocadora de vento. Resultado: o número de defensores do impeachment aumentou consideravelmente do início para o final do processo, tamanho o talento jurídico do defensor da rainha da mandioca. Por fim, se a Manu sumir agora, não tenham dúvida do local onde poderão encontrá-la: corram pra igreja. Certamente ela estará lá. Como diz aquele ditado, “até mesmo comunistas passam a acreditar em Deus quando o avião está caindo”. O cerco ao redor da esquerda está se fechando e, o melhor, não há como escapar. Sejam resistentes. Ninguém solta a algema de ninguém, viu. O xilindró é logo ali. Tic-tac, tic-tac, tic-tac.

FARROUPILHA, 2 DE AGOSTO DE 2019


FARROUPILHA, 2 DE AGOSTO DE 2019

Inside

Música

JPAlmeida

Projeto “Quinteto Vai à Escola” quer levar concertos gratuitos para as instituições públicas de ensino e para toda a comunidade

Música para entreter e ensinar Wagner, Rodrigo, Carlos, Fábio e João buscam levar de clássicos até MPB para escolas e comunidade farroupilhense

C

Guilherme Macalossi cisperter@hotmail.com

Recursos para mais cultura

om o objetivo de usar a música como ferramenta de transformação social, surge o “Quinteto Vai à Escola”. A ideia é fazer um Concerto Didático, para aproximar estudantes do universo musical e proporcionar mais cultura para Farroupilha. O projeto, já aprovado pelo Ministério da Cidadania, através da Lei de Incentivo à Cultura, agora está em fase de captação de recursos para se concretizar. Formado por Wagner Rezer e Rodrigo Duarte Maciel, no violino; Carlos Zinani, na viola; Fábio Chagas, no violoncelo; e João Pedro de Almeida, no contrabaixo, o Quinteto da Serra Gaúcha é uma formação reduzida de uma orquestra de cordas. Eles têm o objetivo de atingir todas as escolas públicas do município, sendo 22 de Ensino Fundamental e cinco de Ensino Médio. Além disso, serão dois concertos para a comunidade.

5

“Queremos levar esses instrumentos para dentro das escolas, para aqueles que geralmente não têm contato com isso. O repertório é eclético e comtempla não apenas a música de concerto, como também a Música Popular Brasileira, a Bossa Nova, o Samba e o Choro”, ressalta Fábio. A colaboração para fazer o projeto acontecer, tanto da classe empresarial quando da comunidade, pode ser feita através da declaração do imposto de renda. As informações de como ajudar podem ser obtidas pelo fone 996.422.232, com Fábio. Serão necessários R$ 196.218,00, para suprir demandas como cachês, equipamentos e divulgação. “Farroupilha tem essa demanda cultural que precisa ser suprida”, acredita o músico Fábio, falando sobre a carência de uma Orquestra no município e quem sabe esse seja o pontapé inicial. Para o projeto começar é preciso arrecadar pelo menos 20% do valor total.

A verdadeira oposição a Jair Bolsonaro Essa semana foi eivada de notícias positivas para a economia brasileira. Entre elas o corte na taxa de juros, que caiu para o menor patamar em três décadas: 6% ao ano. A tendência, já deixou bem claro o Copom (Comitê de Política Monetária), é de que novos cortes podem ocorrer no futuro imediato, o que serviria como estímulo para a economia. Ao mesmo tempo, o desemprego caiu 0,7% em relação ao primeiro trimestre de 2019, número que deve ser comemorado. Tudo isso na esteira da aprovação da Reforma da Previdência, que criará as condições fiscais para outras modificações na estrutura pública do país. Como se nota, o governo tem realizações a mostrar. O problema é que Jair Bolsonaro prefere se apegar as polêmicas inúteis do que realmente explorar a pauta positiva. Ele mesmo disse que “é assim”, tentando justificar o festival de boçalidades que enfileirou nas últimas semanas. São tantas que é difícil catalogar. A última é relativa ao pai do presidente da OAB, que despareceu em circunstâncias jamais explicadas durante a ditadura militar. Bolsonaro fez uma referência gratuita a ele enquanto reclamava da atuação da OAB no caso de Adélio Bispo: “Se o presidente da OAB quiser saber como o pai desapareceu no período militar, eu conto para ele”. A reação veio. A pergunta é: pra que Bolsonaro fez isso? Não foi a mídia que inventou o debate sobre os desaparecidos políticos, ainda que os bolsonaristas gostem de ver nela um inimigo a ser combatido. Muito pelo contrário, até então o enfoque do jornalismo eram as investigações da Polícia Federal sobre a quadrilha de hackers de Araraquara, suspeita de invadir o celular de Sérgio Moro e de outras inúmeras autoridades da República. O grupo havia sido emparedado, assim como Glenn Greenwald, que publicou em seu site o conteúdo obtido através do hackeamento. Tudo isso, entretanto, sumiu do noticiário quando o presidente incitou um debate sobre as mortes na ditadura militar. Na votação da Reforma da Previdência, a oposição não conseguiu reunir os votos necessários para impedir o prosseguimento do texto. PT, PSOL, PDT, PSB e PCdoB estão isolados no Congresso. Nas ruas, a não ser na manifestação em favor da educação, o substrato de apoio tem sido irrisório. “Lula livre” deixou de ser uma movimento para virar um chavão cansado, quase anedótico. No momento, a esquerda não tem força para impedir o governo de fazer o que bem entender. O que fica claro é que a única oposição consistente a Jair Bolsonaro é ele mesmo. O presidente, como ninguém, consegue tirar o foco de suas boas ações e partir para assuntos desgastantes. O período de recesso parlamentar era uma boa oportunidade para azeitar a articulação interna de seu governo, mas ele preferiu desperdiçá-lo para exercitar a verborragia irresponsável. * Redator e radialista


Klaus Toledo

N

Força Tarefa

o dia 12 deste mês todos estão convocados para estar presentes na Câmara dos Vereadores, fazer uma força tarefa e ajudar o Muinho. Na data os presentes poderão fazer o pedido de preservação do histórico prédio como patrimônio histórico. O local conta com a presença de todos!

Rei

And Noima Beleza rua Pin 15 sua desfile irão ve Mistura

Mulheres

A psicóloga e master coach Edgmara Giordani fará uma palestra na cidade, no próximo dia 13, no Clube Santa Rita. O evento abordará o tema “Mulheres em Ação: as cinco competências que farão sua chave do sucesso girar”. A programação inicia às 19h e os ingressos estão à venda pelo site Sympla. Kênia Chayanne Ferreira Maciel e Kelvin Eduardo Nunes Maciel trocaram alianças no domingo de manhã, com cerimônia no Giovana Campo Clube

Multifotos Studio

Desde o dia 9 de julho Farroupilha tem uma nova opção gastronômica, o Guaraipo Bar & Cozinha. O restaurante, anexo ao hotel Hollyday Inn Express, tem suas delícias assinadas pelo chef Rodrigo Bellora, que celebrou 10 anos de atuação na ecogastronomia. O espaço se propõe a oferecer uma experiência mais informal, com um menu descomplicado no almoço e jantar.

O pequeno Arthur recebeu o carinho de seus pais Rafael e Sabrina Campeol, durante sua festinha de aniversário, realizada no dia 21, na chácara da família

Daiane Cavalini Fotografias

Novidade

E-m

Diego Holvorcen e Silva se formou no curso de Direito pela FSG no sábado e celebrou com festa no Parque dos Pinheiros. A decoração, organização e cerimonial foram assinados por Denise Balbinot Colombo

A C seu lin tista co restaur para os jantar.


Arquivo Pessoal

Fique por Dentro inauguração

driza Deliberalli, Elisangela da Silva e Valer estão à frente da Toda Toda & Estética. O espaço, localizado na nheiro Machado, organiza para o dia a reinauguração. Na data, haverá com 5 convidadas especiais, que estir looks Las Manas e acessórios a Fina. Todas estão convidadas!

music

Casa Milano abre nexta sexta com ne-up de DJ’s locais. Feerr e Lee Baomandam a pista a partir das 23h. O rante estará aberto já às 19h30min s interessados em chegar antes para A entrada é free.

Juliano Conci

Augusto de Assumpção, Thaís Letícia Olivo, Volney David Olivo e Solange Dal Monte Olivo curtiram recente férias pela Espanha. Na foto visitam a Sagrada Família, em Barcelona

Lucas Davanzo, Felipe Lazzari e Otávio Feltrin curtiram a festa Colours, no sábado, no Vale dos Vinhedos


Inside

8

Egui Baldasso e.baldasso@gmail.com

Mãe é escola que ensina a ser gigante

* Jornalista e escritor

Tradicionalismo

Mirim do Aldeia entre os 15 A Invernada conquistou o 11º lugar no FestMirim, no último final de semana Estampa da Tradição Fotografia

Minha mãe é gigante. Tenho quase certeza que não faz ideia do quanto. Talvez tenha sido condicionada pela vida a acreditar que não poderia sê-lo. Ensinaram a ela que mulheres gigantes têm grandes carreiras. O que não deixa de ser verdade. Ou que para chegar a um lugar de destaque era preciso devorar livros tão chatos quanto necessários, que ajudam a formar belos intelectuais. Outra verdade irrefutável. A sorte do mundo é que dona Lúcia é filha da mãe dela, e não escutou muito sobre o caminho convencionado para criar uma gigante. Construiu o dela. Com um sacrifício colossal, com muitas escolhas em nome dos filhos preterindo as próprias. A trancos e barrancos que a tornaram a mulher que mais me orgulha entre tantas que me inspiram. Dona Lúcia tem inteligência emocional que não cabe em livros e carreiras. Sabe como tratar as pessoas em cada momento. No silêncio do abraço, na roupa dobrada pra poupar o pequeno esforço. No colo, na conversa. Na besteira que salta inocente da boca. Na preocupação que mora constante no coração. Na lágrima quase exagerada. No riso que contagia todos os outros. No jeito moleca que zomba dos sessenta e poucos. Dona Lúcia sabe chegar e fazer o seu bem. Fica triste quando não pode fazer muita coisa, mesmo já tendo feito tudo. É mulher gigante. Que ensina os seus como deve ser uma mãe, um pai, um homem, uma mulher. Porque dona Lúcia, que tem vergonha do pouco estudo catedrático que a vida lhe deixou ter, ensina como ser gente. De verdade. Todos os dias. Ser humano com seus mais puros e fundamentais valores. Ensina entrega e força. Todas as mulheres são de verdade. Dona Lúcia só deu um passinho a mais, foi aonde as gigantes chegam para mostrar que todos podemos ser, basta ter a vontade de ver o mundo, e as pessoas nele, um pouco melhores. Apenas estando ali.

FARROUPILHA, 2 DE AGOSTO DE 2019

Mundo fantástico das crianças Bonecas de pano e soldadinhos de bandas marciais deram ritmo à apresentação que teve um ótimo resultado

U

m final de semana especial para a Invernada Mirim do CTG Aldeia Farroupilha. Eles participaram do maior concurso do Estado na categoria, o 25º Festival Estadual Tradicionalista Mirim (FestMirim), que aconteceu de sexta a domingo, em Santa Maria. As crianças alcançaram a 9ª posição no sábado, nas danças tradicionais, se classificando para a final no domingo, onde concorriam apenas 15 grupos. O resultado foi a 11º posição, entre 40 grupos da Força A. “Muita união, concentração e apesar do cansaço eles não mediram esforços para ensaiar e fazer uma boa preparação”, comentou Manoelle Busetti, instrutora junto com Diego Laidens da Costa. O grupo de 32 crianças, sendo 14 estreantes no FestMirim, está na formação atual há apenas quatro meses. Foram três meses de ensaios para retratar no tablado do festival “O Fantástico Mundo de So-

nhos e Sons das Crianças”, onde representaram o imaginário infantil, com bonecas repletas de magia e soldadinhos batucadores de sonhos. “Era esperado o nervosismo e ansiedade a mil, mesmo assim foram gigantes dançando. As crianças estão muito felizes com a conquista, tinham como objetivo dançar no domingo e foram além, hoje são a 11ª Mirim do Estado. Faltou muito pouco para trazer um troféu para casa”, observou Manoelle. A Invernada já havia conquistado o 8º lugar em 2016, mas além do ótimo resultado deste ano, outra questão chamou a atenção: a interação que o grupo teve com o CTG Aldeia dos Anjos, de Gravataí. “Torceram para o outro grupo durante toda entrega de resultados. Foi um momento muito bacana, que nos meus 27 anos dedicados à dança, nunca havia vivenciado algo tão puro e bacana”, declara a instrutora sobre o grupo que demonstrou que o companheirismo e amor pela cultura gaúcha vai além da simples competição.


FARROUPILHA, 2 DE AGOSTO DE 2019

Inside

Música

O Coro se apresenta neste sábado no evento em comemoração aos 100 anos da Paróquia São José, junto com coros de toda Região Sul Divulgação

Coro representa a Serra Gaúcha Os Canarinhos de Farroupilha são os únicos da região no evento

N

Lauro Edson Da Cás ldacas@hotmail.com

Canarinhos de Farroupilha representando em Erechim

este sábado o Coro Infanto-Juvenil Canarinhos de Farroupilha estará participando do VII Festival Da Capo Coral. O evento, que acontece sexta e sábado, em Erechim, será em comemoração aos 100 anos da Paróquia São José, Catedral do município. Serão 11 coros de toda a Região Sul do País, sendo Farroupilha o único representante da Serra Gaúcha. O encontro, além de uma homenagem à catedral, será marcado por atividades de integração entre os Coros. As apresentações de canto iniciam a partir das 19h30min e após haverá jantar de encerramento. O convite para participar do evento, foi feito por Tailor Roberto Malossi, regente do Da Capo Coral e promotor do evento.

9

“O grupo está muito feliz pelo convite e ansioso pela viagem, apresentação e integração com os demais Coros participantes”, assegura Gilberto Colombo, presidente do Coro farroupilhense. No dia 10, os Canarinhos de Farroupilha também estarão participando do 2º Festival de Coros Canarinhos de Pinto Bandeira.

Peças que o Coro de Farroupilha apresentará “Speranza”, de Laura Pausini “Sementes do Amanhã”, de Erasmo Carlos “I Will Follow Him”, do filme Mudança de Hábito “Gira L’amore”, de Gigliola Cinquetti

A ‘Geração T’ (da tecnologia e do testemunho) A vida é dinâmica e está sempre em constante transformação. Os hábitos, as coisas que existem, as próprias relações familiares e/ou de trabalho, entre outras, também mudam (e mudam num ritmo cada vez mais rápido). Neste mundo globalizado e tecnológico que vivemos, se percebe a constituição e/ou a formação de uma nova geração, isto é, estamos acompanhando a formação da Geração T, que por sinal, é do ‘Tê’ de tecnologia e do testemunho. O que isso significa? De fato, não se quer neste momento ficar comparando gerações. O que se quer é buscar compreender esta nova geração que está surgindo neste momento da História. Sim, pois novas classes genealógicas vão surgindo de tempos em tempos. Conforme estudiosos desta área, o período para análise se dá, atualmente, a cada 10 anos (detalhe importante, em períodos passados, a formação e/ou a constituição de gerações, em média, se dava a cada 25 anos). A análise de gerações torna-se importante, pois são novos grupos de pessoas, com estilos e peculiaridades singulares, que vão se integrando e interagindo no social, se misturando com as mais diversas gerações já presentes. Cada geração presente implica, sociologicamente e diretamente, na forma de como as pessoas agem, consomem produtos/serviços, etc. Na vida das empresas, no âmbito do trabalho, misturam-se, por exemplo, no mesmo setor, pessoas com as mais diversas idades e com as mais variadas formas de experiência de vida e trabalho. E como saber entender/compreender cada uma? Mas como será o futuro? E como entender esta ‘Geração T’? Na sociedade de hoje, encontram-se presentes, entre outras, as Gerações X, Y e Z, incluindo, esta nova, a Geração T, obviamente. Dentre as características desta ‘Tê’, vê-se que não existe limitação de uma faixa de idade, ou ainda, conforme estudos, ela é formada por jovens que sabem de absolutamente tudo que está acontecendo no mundo, entretanto, não são capazes de analisar, comparar ou pensar algo sobre nenhum assunto. Para conhecimento, o ‘Tê’ vem da palavra ‘testemunha’ e vem para designar indivíduos que não passam de meros espectadores dos fatos. Segundo Luciano Pires, profissional de comunicação, esse grupo “sabe de tudo, mas não sabe o porquê das coisas”. Desta forma, são testemunhas, no sentido de que o que eles mais sabem fazer é contar para outros o que viram. Caso participem de eventos ou mesmo ao buscarem alguma informação, são capazes, apenas, de reproduzir o que leram ou pesquisaram sem formar opinião ou tecer algum parecer sobre. Evidente que, em geral, isso está acontecendo devido às facilidades que a própria tecnologia proporciona e oferece, ou seja, no amplo e rápido acesso às informações e na facilidade em se conectar com outras pessoas. Em consequência, estas coisas fazem com que esta nova geração se esqueça do conteúdo a ser desenvolvido mais objetivamente. Enfim, cá estamos! Há muito, ainda, em se falar de ‘Geração T’, contudo, não esqueçamos que em cada geração se encontra as ‘sementes’ de um novo amanhã e de uma nova sociedade! * Mestre em Letras, Cultura e Regionalidade


Inside

10

FARROUPILHA, 2 DE AGOSTO DE 2019

Sétima Arte

Quando fantasmas do passado Cineasta americano Jordan Peele cria universo peculiar e de tensão progressiva em “Nós” e mostra que é o nome do Terror na atualidade

G

ênero que mais evoluiu nas últimas décadas, o Terror ganha novos contornos a partir de trabalhos que atuam mais no plano da violência psicológica do que propriamente física. E o americano Jordan Peele tem se notabilizado como o grande expoente dessa vertente. Em “Nós”, esse conceito é reforçado. A família Wilson curte folga em sua casa de veraneio. Gabe (Winston Duke), a esposa Adelaide (Lupita Nyong’o) e os filhos Zora (Shahadi Wright Joseph) e Jason (Evan Alex) querem apenas uns dias de descanso, até que o patriarca decide fazer uma visita à praia de Santa Cruz, na Califórnia. Reticente no início, Adelaide concorda com o passeio, mas a apreensão é visível em seu semblante. Já no caminho, ela tem insights e aquela sensação desagradável de déjà-vu. Lá, encontram os amigos da família Tyler, com Josh (Tim Heidecker), a esposa Kitty (Elisabeth Moss) e as filhas gêmeas Becca (Cali Sheldon) e Lindsey (Noelle Sheldon). Exceção feita a um pequeno incidente com Jason, o dia transcorre com naturalidade, mas chegando em casa, à noite, Adelaide reporta a Gabe um fato perturbador que assinalou de forma traumática sua infância. O esposo é um brincalhão, um sujeito que parece que não saiu da infância, e faz pouco caso do relato, mas as coisas mudam drasticamente quando eles percebem que uma família espreita a residência. Isolados eles logo serão uma presa fácil e é justamente neste momento que Adelaide terá que

assombrar


FARROUPILHA, 2 DE AGOSTO DE 2019

Sétima Arte

Divulgação

11

lidar com seu pior pesadelo, um drama que a acompanha desde 1986, quando era criança e visitou Santa Cruz pela primeira vez. O ambiente de tensão cresce a cada instante e partes do obscuro passado de Adelaide são reveladas ao longo da trama, o que acaba dando densidade ao thriller. Trama baseada na mitologia alemã dos doppelgängers, que seria uma cópia maligna de cada indivíduo, Nós se sustenta justamente nessa imprevisibilidade, de que algo pode ocorrer a qualquer instante, mas a história, afora a temática que envolve o sósia demoníaco de cada um, é bem plausível e se alicerça na realidade, o que já pôde ser visto em seu trabalho anterior, o também enigmático “Corra!”, longa pelo qual ganhou ampla notoriedade e passou a ser visto como um jovem talento na área, por vezes saturada em determinadas temáticas. Mas evidente que tudo começa por um bom roteiro e uma narração que é revelada em camadas e que vão dando sentido ao que parece fugir da realidade. Sempre que a história soa como impossível ou irreal, o produtor/roteirista/diretor apresenta uma passagem que recoloca o espectador dentro do thriller, mostrando que as coisas não são tão óbvias quanto aparentam em um primeiro momento. Essas diversas subtramas que se desenrolam no filme, a partir da confrontação dos demônios do passado de Adelaide, dão fôlego de sobra a Nós e aumentam ainda mais o conceito do cineasta americano em Hollywood. Dualidade indesejada Adelaide (Lupita Nyong’o), Jason (Evan Alex), Zora (Shahadi Wright Joseph) e Gabe (Winston Duke) confrontam seus sósias malignos

Imagem: Reprodução

voltam para

Inside

Título original Us Título traduzido Nós Direção e roteiro Jordan Peele Gênero Terror Duração 116 minutos País Estados Unidos Ano de produção 2019 Estúdio Monkeypaw Productions Perfect World Pictures Distribuição Universal Pictures

Referências a clássicos do Terror

Para quem curte o gênero, é evidente as inúmeras referências a filmes consagrados do Terror feitas por Peele, especialmente os clássicos dos anos 80. Começa com “Pague Para Entrar, Reze Para Sair”, passa por “Violência Gratuita” e avança por “A Hora do Pesadelo” e “Halloween”. No material de apoio, há um vasto material em que Peele e os atores, especialmente Lupita, falam sobre diversos aspectos da obra, além de cenas excluídas.


12

Horóscopo Áries - 21/03 a 20/04

A Lua Nova abre o campo afetivo. Esteja com as portas do coração abertas. O céu amplia a autoestima e lhe traz realização com viagens e contato com estudos que o deixam em destaque. Você está disposto a mudar e ser feliz.

Touro - 21/04 a 20/05

A Lua Nova traz inovações para a família e boas resoluções com documentos que envolvem o imóvel ou possíveis investimentos. Mas é importante aceitar as mudanças e os afastamentos gerados por esses movimentos. Decisões são bem-vindas e necessárias.

Gêmeos - 21/05 a 20/06

A Lua Nova ativa o contato com pessoas do seu convívio e com parentes. É um período ótimo para lidar com viagens, estudos e com uma pessoa especial que participa destes planos. Você se sente aberto para se comunicar e ficar perto das pessoas que torcem por você.

Câncer - 21/06 a 20/07

A Lua Nova abre o campo financeiro e pede de você novas posturas para impulsionar a sua carreira e os seus planos. Se estiver em busca de trabalho, é um período ótimo e favorável para o seu desenvolvimento profissional. É necessário estar aberto a experiências novas.

Leão - 21/07 a 22/08

A Lua Nova deixa em destaque assuntos de seu interesse, o que ilumina as suas posturas. O céu abre o namoro, o lazer e o desenvolvimento de talentos. É um período ótimo para seguir pleno e conectado com valores elevados. Mas é necessário permitir mudanças.

Vírgem - 23/08 a 22/09

A Lua Nova amplia as suas necessidades emocionais e pede que você abra o seu coração por meio do autoconhecimento. O esforço emocional para tomar decisões certas o leva à expansão e a curas envolvendo a família. Seja leve para permitir as mudanças.

Libra - 23/09 a 22/10

A Lua Nova abre as relações com os amigos e com as pessoas do seu convívio. É um período ótimo para lidar com projetos e para realizar planos mais ousados. O momento fica aberto para viagens, estudos e para uma nova forma de se relacionar com pessoas próximas.

Escorpião - 23/10 a 21/11

A Lua Nova abre a carreira e as metas futuras. Você está sendo testado em sua evidência para lidar com decisões que movimentam o futuro. Ficam abertas novas oportunidades profissionais. A prosperidade bate à sua porta.

Sagitário - 22/11 a 21/12

A Lua Nova lhe deixa em destaque para lidar com os estudos e as viagens. Você está em expansão e as oportunidades de autodesenvolvimento são excepcionais. O céu lhe permite mudar as suas percepções sobre coisas, pessoas e fatos.

Capricórnio - 22/12 a 20/01

A Lua Nova deixa o caminho aberto para investimentos, conclusões com heranças e documentos. Você se sente mais seguro para mudar e eliminar da sua vida situações que não cabem mais. O cenário deixa visível o seu crescimento emocional.

Aquário - 21/01 a 19/02

É um período ótimo para perceber melhor as intenções da pessoa amada. Os planos são movimentados e há com crescimento. Esteja aberto às mudanças e entenda de que forma é melhor seguir daqui para frente.

Peixes - 20/02 a 20/03

A Lua Nova abre o trabalho e mexe com a sua rotina. O céu lhe traz prosperidade e crescimento profissional. Esteja atento e aberto às novas possibilidades que se apresentam. É necessário tomar decisões saudáveis para uma rotina mais produtiva.

Inside

FARROUPILHA, 2 DE AGOSTO DE 2019


FARROUPILHA, 2 DE AGOSTO DE 2019

CRÉDITO DE IMÓVEL LIBERADO / CAIXA CONSÓRCIOS R$ 290.320,00 valor da parcela de R$ 1.967,72, já tem pago R$ 29.868,00. Para compra, construção, reforma urbana ou rural, aceito carro na entrada. Telefone: (51) 9 9525.0130. CRÉDITO DE CAMINHÃO LIBERADO R$ 209.000,00 valor da parcela de R$ 2.448,88, já tem pago R$ 28.315,53, estudo troca. Telefone: (51) 9 9525.0130. VENDO LOJA DE AUTOMÓVEIS: RSC 453 próximo ao trevo Santa Rita com clientela e nome consolidados. Tratar (54) 9 9118.1642. VENDE-SE TERRENO DE ESQUINA, com 1.377m², a uma quadra da rodoviária e do Shopping Centro de Compras. Contatar através do telefone (54) 9 9118.1642.


2

FARROUPILHA, 2 DE AGOSTO DE 2019


Profile for Informantef Informantef

Edição 599  

Jornal Informante (Farroupilha/RS)

Edição 599  

Jornal Informante (Farroupilha/RS)

Advertisement