__MAIN_TEXT__

Page 1

FARROUPILHA

|

ANO XII

| EDIÇÃO 597

| 19 DE JULHO DE 2019 |

R$ 3,00

CNEC: agito literário e artístico Juliana Inês Casa Barbieri

Feira do Livro do Colégio CNEC Farroupilha Ângelo Antonello homenageia a patrona Isabel Kurmann, que também integrou a organização do Festival Multicultural, movimentando o educandário nesta semana Editoria de Educação, página 13

ESPECIAL

CIDADE

POLÍTICA

Quem produz e quem transporta Banco Social entrega donativos Bampi e Feltrin, os preferidos

Nova edição do Agricultor & Motorista traz Ação acontece neste sábado, no Centro Empresários despontam como os nomes matérias sobre as importantes categorias de Convivência São José, a partir das 9h mais fortes do PP para o pleito municipal Caderno Página 10 Página 11


2

FARROUPILHA, 19 DE JULHO DE 2019

CARDÁPIO NOTURNO

“Investidores estão deixando o Estado Senador Luis Carlos Heinze (PP/RS) palestra nesta sexta, no “Jantando com a CICS”, falando sobre um tema que é caro ao Rio Grande do Sul, em importância e, literalmente, em custo

N

ome forte do Partido Progressista (PP) para concorrer ao Palácio Piratini, o então deputado federal Luis Carlos Heinze passou a ser o preferido para disputar uma das duas vagas gaúchas no Senado Federal a partir do momento que a senadora Ana Amélia Lemos foi escolhida para ser a vice na chapa presidencial encabeçada pelo tucano Geraldo Alckmin. Com votações expressivas em seus cinco mandatos de deputado federal, o ex-prefeito de São Borja atropelou na disputa majoritária, tendo ficado com a primeira cadeira no Senado e obtido 2.316.177 votos. Destes, conquistou 15.349 em Farroupilha (38% do total) e foi o candidato a cargo legislativo com a maior votação na cidade. Às vésperas do 2º turno da eleição, esteve no município, a convite de Daniel Bampi, presidente da Câmara da Indústria, Comércio, Serviços e Agronegócio (CICS) de Farroupilha, para uma rápida visita, onde fez questão de agradecer à expressiva votação obtida e reforçar as pautas que trabalharia em Brasília: redução do tamanho do Estado, incentivo à classe empresarial e estímulo ao agronegócio, de onde é oriundo. Nesta sexta, o senador progressista estará em Farroupilha novamente, no “Jantando com a CICS”, que ocorre a partir das 19h30min, no Restaurante Parque dos Pinheiros. Na terça pela manhã ele aten-

deu a Redação do Jornal Informante para falar um pouco sobre o tema a ser tratado na reunião, reformas e perspectivas econômicas para o Rio Grande do Sul e o Brasil. Confira principais trechos. Jornal Informante: Sua palestra versa sobre o tema “Perspectivas Econômicas e de Infraestrutura para o Rio Grande do Sul”. Que abordagem fará sobre a questão, senador? Luis Carlos Heinze: Estive em Farroupilha, Bento Gonçalves, Caxias do Sul e muitos outros municípios da Serra e a demanda é justamente essa, a carência de infraestrutura. Os investidores estão deixando o Rio Grande do Sul por conta disso. Não temos sequer rodovias em condições mínimas de trafegabilidade. Não temos ferrovias, aeroportos... Informante: A situação financeira do Estado é calamitosa. O que pode ser feito, a partir do Senado, para melhorar a perspectiva? Heinze: A renegociação da dívida é fundamental. Promovi uma audiência no Senado com o Paulo Guedes (ministro da Economia), o Onix (Lorenzoni, ministro chefe da Casa Civil) e com os governadores. Se o Rio Grande do Sul deve R$ 65, 66 bilhões à União, ela deve R$ 55, 58 bilhões da Lei Kandir. Isso tem que ser discutido. Não estou falando a partir de uma abordagem política. Consultei um auditor gaúcho e falei com vários outros auditores. Para se ter uma ideia, nos anos 90 o Estado devia cerca de R$ 30 bilhões ao governo federal, pagamos R$ 40 bilhões

e a dívida hoje ultrapassa os R$ 60 bilhões. Essa questão é muito urgente. Há que se resolver esse impasse que está sufocando o Rio Grande do Sul. Com essa folga, no primeiro momento será possível ao Estado pagar os salários em dia, num segundo momento destinar recursos para áreas vitais, saúde especialmente, e por

fim, ter capacidade de investimento. No cenário atual o governo estadual está engessado e não tem condição sequer de tomar empréstimo. Os Estados devem, mas também têm a receber. O foco está em trabalhar uma solução para esse impasse. Informante: A aprovação da Reforma da Previdência deve conferir


3

FARROUPILHA, 19 DE JULHO DE 2019

porque nossa infraestrutura é carente” Arquivo Jornal Informante

De volta Senador Heinze, que esteve na CICS a convite do presidente Daniel Bampi, logo após sua eleição à Casa Legislativa, retorna para palestra nesta sexta à noite, tratando de temas que interessam à classe empresarial e comunidade farroupilhense

xxxxxxxx xxxxxxxxx

Programe-se O que: “Perspectivas Econômicas e de Infraestrutura para o Rio Grande do Sul”, com o senador Luis Carlos Heinze, no Jantando com a CICS Quando: nesta sexta, às 19h30min Onde: Restaurante Parque dos Pinheiros Quanto: R$ 55,00 Informações e reservas: 3261-3460 ou cics@cicsfarroupilha.com.br

um fôlego para que a agenda do governo federal seja implementada de maneira mais efetiva. O Senado deve chancelá-la ou ela voltará à Câmara dos Deputados? Heinze: Vai voltar, com certeza. Estamos trabalhando no Senado de maneira muito intensa, um esforço que será redobrado quando a Reforma da Previdência chegar aqui, para que os prefeitos e governadores também ingressem na proposta. Os Estados e Municípios têm que ser incluídos. O modelo atual vai andar, será aprovado na Câmara e, se sofrer alterações no Senado, devem ser mínimas. A aprovação será mais fácil por aqui. Mas numa discussão paralela vamos nos empenhar para a inclusão de Estados e Municípios. A sociedade está cobrando isso e vi poucos prefeitos engajados na Reforma. O Brasil não aguentaria mais sem a mudança na Previdência. Sei que muitos Estados não estão em situação crítica como o Rio Grande do Sul, mas logo vão estar, assim como boa parte dos municípios também terá problemas logo mais adiante. O que é necessário é pensar no futuro e não na próxima eleição. Ter uma visão mais ampla do problema e não uma imediatista. Informante: Contudo, aprovada a Previdenciária, o ambiente melhora. Heinze: Sem dúvida que sim. Melhora a confiança, os investidores se animam. Mas a questão da infraestrutura é uma coisa paralela porque boa parte do dinheiro vem da iniciativa privada. Mas claro que o aceno da Reforma deixa mais tranquilo o investidor. Informante: A Reforma Tributária e Política devem vir na sequência? Heinze: A Tributária é um clamor

de todos, inclusive da oposição. Temos uma Comissão no Senado para debater o tema que conta com 69 assinaturas dos 81 senadores. Acredito que a Previdenciária, já muito bem encaminhada, e a Reforma Tributária devem ser debatidas e aprovadas ainda neste ano. A Política talvez fique para o ano que vem, mas estas duas já têm a condição de destravar a economia e permitir um crescimento do País. Informante: O senador, desde o período de campanha, manifestou apoio a Eduardo Leite e Jair Bolsonaro aos Palácios Piratini e Planalto. Como vê a gestão do governador e do presidente até o momento? Heinze: Vejo ambas muito bem. O Leite é mais ativo e propositivo que o Sartori (José Ivo, seu antecessor). Ele tem mais diálogo e fez passar uma agenda na Assembleia Legislativa que o Sartori não conseguiu. Aposto que ele vai deixar o Estado bem melhor do que recebeu. Quanto ao Bolsonaro ele é muito focado e tem amplo conhecimento do que precisa ser feito. Ele foi eleito pelo povo, pelas ruas, e está atendendo às demandas do seu eleitorado. Informante: Há muita diferença de sua antiga Casa Legislativa para a atual? Heinze: Não muito. Claro que no Senado temos muito mais força, mas o trâmite legislativo é similar. Informante: Por fim, senador, deixe um recado aos farroupilhenses. Heinze: Espero que participem da palestra desta sexta. Vou levar muitas informações e vamos discutir com a sociedade as demandas de Farroupilha, que são também as da Serra e do Rio Grande do Sul. Conto com a presença de todos os amigos.


4

FARROUPILHA, 19 DE JULHO DE 2019

Algumas questões importantes sobre a Reforma da Previdência João Clair Silveira *

M

uitas coisas têm sido ditas sobre a Reforma da Previdência. Até então, eram meras ilações. Agora, já aprovada na Comissão Especial da Câmara Federal e na Câmara Federal temos um esboço relativo às novas regras destinadas ao trabalhador com vistas à aposentadoria. Cabe salientar que os dados e as informações não são pessoais, mas informações sobre o texto aprovado. Na aposentadoria por incapacidade permanente, o benefício, que hoje é chamado de aposentadoria por invalidez, de 100% da média dos salários de contribuição para todos, passa a ser de 60% mais 2% por ano de contribuição que exceder 20 anos. Para entender: apenas se o trabalhador for acometido de uma doença incapacitante, tendo a condição de segurado, se aposentaria com 100% da média salarial. Com a reforma, se você ficar doente e incapaz para trabalhar, seu salário será de 60% da média de suas contribuições, ou seja, só neste ponto, se ficar doente e tiver que se aposentar,

perderá 40% do salário, justo quando mais precisa de rendimentos. Tem o claro o atenuante que a cada ano mais que 20 anos de trabalho acrescerá 2% de ganho no salário, porém o que não é levado em observação neste ponto é que o trabalhador que está doente e inválido para capacidade laborativa vai ser punido com a perda de 40% da sua renda. Em caso de invalidez decorrente de acidente de trabalho, doenças profissionais ou do trabalho, o cálculo do benefício não muda. Outra alteração considerável a partir da reforma é a criação da idade mínima de aposentadoria. Ao final do tempo de transição, deixa de haver a possibilidade de aposentadoria por tempo de contribuição. A idade mínima de aposentadoria será de 62 anos para mulheres e de 65 para homens. O tempo mínimo de contribuição aumenta para 20 anos para homens e de 15 anos para mulheres. Para os servidores, o tempo de contribuição mínimo será de 25 anos. Professores, policiais federais, agentes penitenciários e educativos estão hoje com as mesmas regras conforme foi aprovado na Câmara Federal no último dia 10. * Advogado


6

FARROUPILHA, 19 DE JULHO DE 2019

Perspectivas para o futuro

Índice

Editorial

Matéria Especial .................................... Páginas 2 e 3 Editorial ...................................................Página 6 Opinião...................................................... Página 7 Economia .................................................. Página 8 Cidade ........................................................ Páginas 9 e 10 Política ..................................................... Páginas 11 e 12 Educação .................................................. Página 13 Esporte ..................................................... Páginas 14 e 15

Inside

Especial..................................................... Capa Cinemas ..................................................... Páginas 2 e 3 Gustavo Pimentel ................................... Página 4 Agenda....................................................... Página 4 Gastronomia............................................ Página 5 Guilherme Macalossi ............................ Página 5 Social ........................................................ Páginas 6 e 7 Egui Baldasso ......................................... Página 8 Educação .................................................. Página 8 Música ....................................................... Página 9 Lauro Edson Da Cás ............................... Página 9 Sétima Arte .............................................. Páginas 10 e 11 Horóscopo ............................................... Contracapa Saúde, Beleza & Estética...................... 4 páginas Classificados .......................................... 8 páginas Agricultor & motorista ....................... 8 páginas

Divulgação

Promovido pela Câmara da Indústria, Comércio, Serviços e Agronegócio (CICS) de Farroupilha, o “Jantando com a CICS”, que acontece nesta sexta à noite, no Restaurante Parque dos Pinheiros, com o senador da República Luis Carlos Heinze (PP/ RS), pelo que pôde ser percebido na entrevista exclusiva da Matéria Especial (veja mais nas páginas 2 e 3), é uma ótima oportunidade para a comunidade se inteirar do que realmente está acontecendo em Brasília. Como bem destacado pelo parlamentar, são várias frentes de ação que atuam de maneira simultânea tentando tirar o Brasil do fundo do poço em que foi arremessado. Há muito noticiário sobre a Capital Federal atualmente, bem como o número de veículos que concentram sua atenção na frente política, porém, em muitos deles é necessário ativar um filtro, dar um desconto ou levar em conta um histórico recente que faz o Jornalismo ser conduzido não pelo interesse público, como deveria ser, mais pelo interesse da militância política/partidária. É justamente por isso que ouvir o senador Heinze é relevante. Ele está, como se diz na gíria, no “olho do furacão”. Contudo, não é somente por isso. O congressista integra um grupo, que era minoritário até a legislatura passada, mas que ganhou corpo, notoriedade e relevância a partir deste ano: parlamentares que estão realmente preocupados com o futuro do País, legisladores que perceberam que é necessário se romper com o ciclo de abuso que pautou a política nacional desde o período da redemocratização, essa nojeira que se convencionou chamar pelo nome perfumado de “presidencialismo de coalizão”, um termo pomposo para definir o assalto aos cofres públicos e atendimento do interesse particular em detrimento do coletivo. Evidente que essa mudança cultural não se processa do dia para a noite, ainda mais na política, mas quem ainda defende o sistema antigo está, felizmente, aos poucos, sendo desmascarado e, por consequência e para o bem geral da nação, desfru-

ta de seus últimos anos com um mandato. A próxima eleição, não resta a menor dúvida, fará uma limpa ainda maior em Brasília, o que é imprescindível para que essa depuração tenha continuidade e seja ininterrupta, um trâmite que está longe de ser fácil, mas extremamente necessário para atingirmos padrões mínimos de civilidade dentro da política. O que também é fundamental, e esse é um outro mal nos bastidores do poder, seja em que esfera for, é a tentativa de se apropriar, quase sempre de maneira inadequada, da conquista de determinada votação ou reforma. Pegamos um exemplo simples como ilustração. Rodrigo Maia, o presidente da Câmara dos Deputados, fez um discurso de peito estufado na semana passada, atribuindo ao Parlamento, e especialmente a ele, o avanço da pauta da Reforma Previdenciária, algo que, obviamente,

não condiz com a realidade. Essa não é, tampouco, uma vitória do governo Bolsonaro. É, sobretudo, um triunfo do Brasil. Uma conquista do povo, que foi às ruas e fez pressão pela aprovação. Essa ideia de auferir vantagem política de olho em benefícios eleitorais futuros é uma desgraça que está enraizada na conduta de parte expressiva dos agentes políticos brasileiros, seja em que esfera for. Essa mudança, embora evidentemente mais difícil de ser processada, também faz parte de uma política que é pensada no plano coletivo, uma visão que deveria ser padrão, mas que é miseravelmente exceção da exceção. Mas todos hão de convir que essa agenda vigora no País por mais de três décadas e está de tal forma incorporada à prática política que não será fácil mudá-la. Mas que o processo de depuração está em curso, ninguém duvida.

Redação - redacao@jornalinformante.com.br

Assinaturas-assinaturas@jornalinformante.com.br

Juliana Inês Casa Barbieri juliana@jornalinformante.com.br Ramon Cardoso ramon@jornalinformante.com.br Yasmin Signori Andrade yasmin@jornalinformante.com.br

Comercial-comercial@jornalinformante.com.br Fabiano Luiz Gasperin gasperin@jornalinformante.com.br Maria da Graça Potricos Leite maria@jornalinformante.com.br

Anúncios - anuncios@jornalinformante.com.br Marcelo Bortagaray Mello marcelo@jornalinformante.com.br Tiago Rodrigues da Silva tiago@jornalinformante.com.br

Financeiro-financeiro@jornalinformante.com.br Keli de Almeida Maciel keli@jornalinformante.com.br

Assinatura Bienal: R$ 240,00 Assinatura Anual: R$ 140,00

Telefones (54) 3401-3200 / (54) 3401-3201 (54) 3401-3202 / (54) 3401-3203

Endereço Rua Dr. Jaime Romeu Rössler, 348, Bairro Planalto

Colunistas Crônicas da Redação Dolores Maggioni Egui Baldasso Fabrício Oliboni

Guilherme Macalossi Gustavo Pimentel Lauro Edson Da Cás Paulo Roque Gasparetto

A manifestação dos colunistas é livre e independente e não necessariamente reflete a opinião do Tabloide sobre os temas abordados nas colunas

@PaperInformante www.jornalinformante.com.br

/jornalinformante


7

FARROUPILHA, 19 DE JULHO DE 2019

Lei Anticorrupção na Operação Purgato Maurício Sant’Anna dos Reis * Foi noticiado, na última segunda, o deferimento de pedido liminar em ação civil pública ajuizada por Ministério Público do Rio Grande do Sul (MP/RS) e Procuradoria Geral do Estado do Rio Grande do Sul (PGE/RS) para cumprimento da Lei Federal nº 12.846/2013, a Lei Anticorrupção ou Lei Empresa Limpa, como é conhecida. A decisão, nessa data, ainda não estava disponível ao público, ao menos não fora divulgada em nenhum meio de imprensa que a noticiou. A medida é extrema. A Lei, evidentemente, prevê a atuação por via judicial, mas não é esse seu grande objetivo. Pautada na autorregulação regulada, a lei pretende que sejam implementados mecanismos internos de controle nas empresas para que atividades ilícitas e perniciosas com o poder público não ocorram. Essa

tendência é o que podemos chamar de “Compliance”. Compliance pode ser traduzido como o devido cumprimento de regras e procedimentos. O mecanismo burocrático, nesse caso, delimitaria quais pontos devem ser objeto de atenção para a correta realização do serviço ou manufatura de um produto. Em última análise, pretende o Estado legar às empresas o controle de suas atividades sob pena de responsabilização, administrativa e judicial e, eventualmente, criminal, preferencialmente nesta ordem. A lógica preventiva aqui é imperante, tanto que existe certa tendência para que os Estados membros da Federação, ao regularem o tema em seu território, acrescentem cláusulas de compliance na contratação com o poder público. É isso que ocorre, por exemplo, na Lei do Estado do Rio Grande do Sul nº 15.228/2018 que, em seu artigo 37, exige a implementação de programa de conformidade para licitações de maior monta.

O que causa certa perplexidade na reportagem, lembrando que ainda não tive acesso ao conteúdo da decisão liminar, é que ela é decorrente de uma operação policial, a Operação Purgato. Isso significa dizer que o procedimento administrativo e judicial, em sequência, foram instaurados após o processo criminal, invertendo-se a lógica preventiva. Fica claro que a lei não alcançou seu objetivo preventivo por um lado. Por outro, fica a observação da possibilidade de utilização desta lei para que se fragilizem as garantias ao empresário investigado, mormente se utilizadas técnicas tais como a cegueira deliberada para fins de imputação. O enfrentamento à corrupção é importante, todavia, não poderá ser efetivado a qualquer preço.

pela ICO, de que os dados pessoais são apenas isso: pessoais. Quando uma organização falha em protegê-los contra vazamentos ou roubos, isso acarreta mais do que simples inconvenientes. Esta é a razão pela qual a lei é clara: se a você foram confiados dados pessoais, você deve zelar por eles. Aqueles que não o fizerem, vão se entender com a autoridade inglesa, a fim de verificar se foram tomadas as medidas adequadas para proteger o direito fundamental da privacidade. Nos EUA, pela mesma razão (violação de dados pessoais), o Facebook foi autuado em US$ 5 bilhões (aproximadamente R$ 19 bilhões), naquela que é, de longe, a maior autuação já vista por este fundamento. O caso envolveu a parceria com a Cambridge Analytica, que propiciou a esta ter acesso aos dados pessoais de milhões de pessoas, e também dos dados pessoais dos amigos das pessoas que responderam uma pergunta no App da Cambridge

Analytica dentro do Facebook. Trata-se de empresa de Marketing Digital que, com essa medida, conseguiu criar banco de dados com informações de dezenas de milhões de pessoas e que, inclusive, parece ter sido utilizado nas eleições americanas e brasileiras (em uma soma que pode chegar a incríveis 200 eleições ao redor do globo), a fim de manipular as eleições e ameaçar a democracia. Trata-se, sem dúvida, de vitória (ainda que a luta tenha apenas começado) importante para toda a sociedade, que vê a União Europeia e os EUA tomarem a iniciativa global no combate à violação dos dados pessoais. E, também por esta razão, uma má notícia para quem acredita que a Lei brasileira de Proteção de Dados Pessoais não irá “pegar”.

* Advogado criminalista e mestre em Ciências Criminais

Vazamento de dados pessoais: os bons ventos provenientes da Europa e dos EUA Marcelo Chiavassa de Mello *

Semana passada tivemos três fatos muito importantes sobre Proteção de Dados Pessoais. No Brasil, a publicação no Diário Oficial da Lei que cria a Autoridade Nacional de Proteção de Dados Pessoais e modifica pontualmente a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais, já bastante abordada pela mídia em geral. Entretanto, é de fora, EUA e Inglaterra, que vieram as melhores notícias. British Airways e Facebook sofreram as duas maiores autuações de toda a história por conta de vazamento de dados pessoais. A ICO (Autoridade Nacional Inglesa) autuou a British em 184 milhões de libras esterlinas (aproximadamente R$ 900 milhões), pelo vazamento de dados de 500 mil passageiros. Isso tudo baseado no Regulamento Europeu de Proteção de Dados Pessoais (RGPD). Mais importante do que a multa em si, foi o reconhecimento,

* Professor de Direito Civil, Digital e da Inovação da Universidade Presbiteriana Mackenzie

A democracia em perigo Celso Tracco * Os dados das últimas pesquisas de satisfação com as instituições públicas brasileiras são reveladores da total desconfiança que o povo tem, principalmente, com os políticos. A instituição na qual os brasileiros mais confiam é a Igreja (a pesquisa da Confederação Nacional dos Transportes não menciona uma denominação religiosa específica: católica, evangélica, protestante ou outra). A Igreja, ou a Instituição Religiosa, é merecedora de confiança para 40% dos brasileiros. Em 2º lugar vem os Bombeiros com 20% e as Forças Armadas com 16%. Breve análise sobre esses números: cerca de 90% dos brasileiros declaram que pertencem a uma religião, ainda que confundam religião com filosofia de vida. De qualquer modo, somos uma sociedade crédula nas coisas do Alto, portanto, é natural que acreditemos na instituição Igreja, embora, também neste caso, os números, que sempre foram bem altos, estejam caindo. Os Bombeiros entram em cena em caso de risco,

tragédias, situações dramáticas onde colocam sua vida em perigo para salvar os demais. É natural que ocupem tal posto nessa pesquisa. Já com as Forças Armadas podemos refletir um pouco, pois somos uma sociedade que vive em paz com os demais Países. O Brasil não sofre ameaças de outros Estados. Talvez, como não acreditamos nas forças de segurança interna, queremos que as Forças Armadas desempenhem esse papel. Se é assim, é lamentável e muito preocupante. O grupo que vem a seguir é: Justiça com 10%, Polícia com 4% e Imprensa com 4%. O número de 10% é, certamente, influenciado positivamente pela atuação do ex-juiz Sergio Moro e pela Operação Lava-Jato onde, pela primeira vez na história deste País, políticos e ricos empresários foram julgados, condenados e presos. Como a polícia é, em geral, repressora, e devido à enorme desigualdade social, é natural que a maioria da população não confie nela. Muito preocupante é essa baixa confiança na Imprensa. Nos tempos da internet e redes sociais, ela já não é uma formadora de opinião. Basta analisar os resultados das últimas eleições.

Mas o último grupo é realmente o fundo do poço, é a falência, em poucas palavras, de uma verdadeira democracia: o Governo (Poder Executivo) tem 3% de confiança, o Congresso Nacional (Legislativo) tem 2% e os Partidos Políticos 1%. Ou seja, o povo brasileiro, por esta pesquisa, não tem nenhuma confiança em seus dirigentes políticos. Isso é um absurdo para uma sociedade democrática. A democracia só pode sobreviver na política partidária! Está claro que o Sistema Político Brasileiro está falido, é um “cadáver” insepulto, em decomposição, fétido, mas recusa-se a ser enterrado. Mantem-se, em seu dia-a-dia, atrapalhando o crescimento do País e o bem-estar dos cidadãos. Então, devemos acabar com a política? Claro que não, devemos contribuir com a política, elegendo bons e conscientes políticos que realmente se preocupam com o bem comum da população. A democracia, por definição, é o regime político do povo. Cabe ao povo exercer e proteger a democracia. * Escritor, palestrante e consultor


8

FARROUPILHA, 19 DE JULHO DE 2019

SETOR VITIVINÍCOLA

Monte Paschoal Moscatel é ouro localizada em Monte Bérico, 2º Distrito de Farroupilha. O mais exigente concurso de moscatos do mundo, que está em sua 19ª edição, entregou 23 medalhas de ouro para os 19 Países participantes com um total de 205 amostras degustadas. A avaliação foi realizada por 55 juízes internacionais e aconteceu nos últimos dias 3 e 4,

Espumantes brasileiros premiados

em Frontignan-la-Peyrade, na região francesa de Languedoc Roussillon. O mesmo Monte Paschoal Espumante Moscatel já havia sido reconhecido neste concurso com medalhas de prata em 2014 e 2015. Outros cinco espumantes moscatéis brasileiros foram premiados, sendo dois com ouro e três com prata (veja abaixo).

Medalhas de Ouro Monte Paschoal Espumante Moscatel, da Basso Vinhos e Espumantes (Farroupilha) Aurora Espumante Moscatel Rosé, da Cooperativa Vinícola Aurora (Bento Gonçalves) Medalhas de Prata Distinto Mistela Affonso Gasparin, da Vinícola Don Affonso (Caxias do Sul) Terranova Moscatel Espumante, da Miolo Wine Group (Bento Gonçalves) Casa Valduga RSV Moscatel, da Casa Valduga Vinhos Finos (Bento Gonçalves)

o duçã epro

B

oa notícia para quem aprecia um espumante: produto farroupilhense, o Monte Paschoal Moscatel conquistou medalha de ouro no Muscats du Monde, fazendo jus à Capital Nacional do Moscatel. É produzido pela Basso Vinhos e Espumantes,

R em: Imag

Produzido pela Vinícola Basso, o espumante conquista o Muscats du Monde, renomado concurso francês, onde já havia obtido duas pratas

Prestígio mundial Moscatel Monte Paschoal conquista ouro na França


9

FARROUPILHA, 19 DE JULHO DE 2019

CERTIFICADO

Sachet é o Agricultor Destaque

S

érgio Sachet, conhecido por sua produção de uvas em cobertura e morangos em estufa, foi eleito o Agricultor Destaque e será homenageado pela Câmara de Vereadores. A sessão solene com entrega do certificado será na segunda, às 18h. Cultiva uvas das variedades Rubi, Rainha Itália e Niágara Rosa, pretende expandir a produção para Uva Rosa e figos. Possui propriedade em Linha Vicentina, 3º Distrito de Farrou-

pilha, localidade onde nasceu, e na cidade de Pareci Novo. Também o filho, Diego Sachet, estudante de Agronomia, cultiva uvas e morangos orgânicos na propriedade da família. O nome do agricultor foi selecionado pelo Conselho Municipal do Desenvolvimento Rural no segmento da plasticultura, sendo um dos pioneiros do setor em Farroupilha. Reconhecimento Sachet e o filho Diego dividem a mesma paixão pela agricultura

Alguém quer me adotar?

Obituário Nova Vicenza. 16 de julho Valdir Chiarello, 66 anos. Sepultamento no cemitério do bairro Nova Vicenza; Horácio Corá, 81 anos. Sepultamento no CPM. 17 de julho Ernesto Brummelhaus, 85 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal.

Hoje acordei disposto a conquistar seu coração. Me chamo Átila, tenho em torno de 4 anos, porte grande, dócil e carinhoso. Me dou bem com outros cães, adoro um carinho e uma caminha fofinha, mas também sei guardar meu pátio e meu território. Então se você me der uma chance vou te fazer muito feliz. Contato pelo fone 999.371.647.

Divulgação

12 de julho Delva Catharina Cenci Tonon, 81 anos. Sepultamento no cemitério de Rio Caçador (3º Distrito). 14 de julho Sérgio Christiano Müller, 70 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal (CPM). 15 de julho Osmar Iris Rossi, 63 anos. Sepultamento no cemitério do bairro

Candida Photo Art

Homenagem será prestada segunda, na Câmara de Vereadores


10

FARROUPILHA, 19 DE JULHO DE 2019

Adroir Silva

DOAÇÕES

Inverno aquecido

P

Distribuição de calçados e roupas do Banco Social acontece neste sábado

ara garantir que a população mais carente esteja agasalhada neste Inverno, o Banco Social realiza distribuição de donativos. Será neste sábado, das 9h às 12h, no Centro de Convivência Idosos São José. Serão entregues roupas e calçados. A ação foi pensada para facilitar o acesso dos que não podem ir até o Banco Social durante a semana. Haverá ainda transporte gratuito com saída às 8h dos bairros São José, 1º de Maio e Industrial, tendo retorno às 11h. Quem quiser ser beneficiado deve apresentar documen-

to com foto para realização de cadastro. O Banco Social é coordenado pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Habitação e, além de roupas e calçados, também recebe móveis, eletrodomésticos e utensílios em geral. Esta será a terceira edição da entrega especial de donativos do Banco Social que acontece aos sábados. Em junho do ano passado, nesta mesma atividade, foram distribuídas 12.818 peças de roupas, 1.050 pares de calçados e 37 cobertores. Durante todo o ano o Banco fica aberto de segunda a sexta, das 7h30min às 17h15min, e está localizado ao lado do Centro de Convivência Idosos.

Quem precisa recebe, quem tem doa Banco Social realiza entrega de donativos neste sábado, mas está de portas abertas durante todo o ano

Programe-se O que: distribuição de agasalhos do Banco Social Quando: neste sábado, das 9h às 12h Onde: Centro de Convivência Idosos São José (Rodovia dos Romeiros, 440) Quanto: entrega é gratuita. Haverá ônibus gratuito com saída dos bairros São José, Industrial e 1º de Maio


11

FARROUPILHA, 19 DE JULHO DE 2019

ELEIÇÃO MUNICIPAL

PP aposta as fichas em Bampi e Feltrin e projeta coligação enxuta Presidente da sigla, Kiko Paese destaca empresários como favoritos à candidatura, mas não descarta outros nomes Fotos: Arquivo Jornal Informante

S

e no campo da situação o nome de Elaine Giuliato desponta como favorito para a sucessão de Claiton Gonçalves, na oposição o Partido Progressista (PP) surge como principal força e, a cada dia, cresce um consenso em torno de dois nomes: os dos empresários Daniel Bampi e Fabiano Feltrin. Presidente do PP, Josué Paese Filho, o Kiko, reforça o que já havia dito desde que assumiu a legenda, de que o partido teria candidato à majoritária como cabeça de chapa e não descarta, até mesmo, uma chapa pura, embora a possibilidade seja pequena. Kiko ressalta que a legenda está aberta ao diálogo com todas as siglas, seja de oposição ou situação, mas assegura que eventual aliança será enxuta. “Faremos uma coligação com um

Favoritos Nomes de Bampi e Feltrin são praticamente unanimidade dentro do PP que busca retomar a condição de protagonista na política farroupilhense

número mínimo de partidos. Não será uma coligação ampla, isso eu posso garantir. Temos planos para Farroupilha, estamos pensando no município. Uma das nossas metas é enxugar a máquina administrativa, cortar CCs (cargos em comissão) e Secretarias

e cuidar do dinheiro público”, observou o presidente progressista. Ele também ressaltou que outros nomes podem surgir como eventuais candidatos, mas que o foco está na dupla. “Estamos trabalhando em cima da possibilidade de candidatura do

Bampi ou do Feltrin. Foi o que ficou muito claro em nosso último encontro, que contou com muitos progressistas. Acredito que mais perto do fim do ano teremos essa definição, de poder anunciar um nome em definitivo como candidato ao Executivo”, observou.


12

FARROUPILHA, 19 DE JULHO DE 2019

SINDICÂNCIA

Quebra de decoro parlamentar é apurada Foi protocolada nesta semana, na Comissão de Ética da Casa Legislativa, a representação contra Raul Herpich próprios cooperativados, e da ação que transita na Justiça, o pedido foi acolhido pelo vereador Fabiano Piccoli (PT), presidente da Comissão de Ética. Nesta semana foi criada ainda a subcomissão que analisará o caso, tendo Odair Sobierai (PSB) como relator e Jonas Tomazini (MDB) como revisor. “Temos programado para a próxima terça uma reunião dessa subcomissão para começar a analisar o caso e também vamos fazer um cronograma de atividades”, adianta Piccoli. Ele explica que também foi assinado e emitido um pedido à Justiça para obtenção de cópia e acesso a todo o processo que, por ser de natureza penal, não está disponível no sistema para consulta. A partir dessas informações é que a comissão irá apurar se houve quebra de decoro parlamentar por parte de Herpich.

Gabriel Venzon

C

om participação de um representante de cada bancada, a Comissão de Ética do Legislativo deu início efetivo aos trabalhos de apuração de conduta do então vereador suplente Raul Herpich (PDT), acusado pelo Ministério Público (MP) de desviar cerca de R$ 1,1 milhão de duas cooperativas habitacionais que presidia. A representação foi protocolada nesta semana por Sandro Trevisan (PSB), presidente da Casa Legislativa, baseada na operação do MP que culminou em mandado de busca e apreensão, realizado inclusive na própria Câmara de Vereadores. Herpich já foi destituído das duas cooperativas e, com base no descontentamento oficializado por parte dos

Comissão de Ética Piccoli recebeu nesta semana representação contra Herpich emitida pelo presidente Sandro


13

FARROUPILHA, 19 DE JULHO DE 2019

LEITURA E ARTE

Vivências literárias no CNEC Feira do Livro e Festival Multicultural mobilizam estudantes do Ângelo Antonello que homenagearam a patrona Isabel Kurmann tas que nos remetem ao imaginário em fração de segundos”, reforçou Isabel. A Feira do Livro contou com a presença de Edgar Salvi, escritor, palestrante e humorista. Nesta sexta terá ainda contação de histórias da Biblioteca do Serviço Social da Indústria (Sesi) e participação da Editora e Livraria Correa. A organização da Feira é das professoras Lenara de Oliveira e Luciana Maria Saldanha Piaia, responsáveis pela biblioteca do Colégio. Paralelo à Feira do Livro aconteceu ainda o Festival Multicultural na noite de quinta, no auditório do Colégio. Foram 12 apresentações entre exibição de curta-metragem, música, dança e teatro, com a participação de pais, alunos, professores e comunidade. A coordenação foi da patrona Isabel, juntamente com Juce-

Juliana Inês Casa Barbieri

V

er no livro um mundo de possibilidades, oportunidade para despertar a curiosidade, estimular o raciocínio, conhecer mais sobre as relações e si mesmo. Com esta proposta segue nesta sexta a Feira do Livro do Colégio CNEC Farroupilha Ângelo Antonello. A homenageada como patrona nesta edição é Isabel Cristina Mombelli Kurmann, professora de Arte que tem 30 anos de atuação na escola. “Tenham certeza de que levarei em minha memória, para toda a vida, o dia em que recebo esta destacada homenagem”, considerou a patrona durante a abertura oficial do evento, na manhã de quinta. “Livros são amigos fantásticos, transcendem o tempo, são diamantes de muitas face-

li Pergher Uberti e Morghana Stoffels dos Santos. Vivências que intensificam a participação dos alunos, estimulam a

descoberta de mundos fantásticos por meio das páginas dos livros e das muitas possibilidades artísticas.

Artes Cênicas Dom Quixote foi uma das peças teatrais que marcaram o Festival Multicultural


14

FARROUPILHA, 19 DE JULHO DE 2019

TAÇA NO ARMÁRIO

Titanium vence a União de Clubes

E

ra grande a expectativa para a decisão da Copa Farroupilha União de Clubes, mas os duelos decisivos, se não deixaram a desejar na emoção, ficaram devendo nos gols. Tanto a decisão do

3º lugar como a final tiveram placar em branco. Na abertura da tarde, o farroupilhense Lyon ficou no 0 a 0 com o bento-gonçalvense Paysandu, mas fechou o pódio da disputa ao levar a melhor nos pênaltis, vencendo por 5 a 4. Na sequência, a tão aguardada final, reunindo dois times do município: Gaúcho, como anfitrião, e Titanium. Muito equilíbrio durante todo o jogo e nada de alteração no placar até o apito final. A decisão foi mesmo nos pênaltis e quem levou a melhor foi o Titanium, que venceu por 5 a 4 e ficou com o caneco da competição regional.

Divulgação

Time triunfou sobre Gaúcho, em Linha Sertorina, nos pênaltis, na conclusão da Copa Farroupilha

Com sofrimento Após placar em branco no tempo normal, os sempre nervosos tiros livres diretos deram o título ao time visitante

Campanha Titanium Fase classificatória Titanium 3x2 Olimpíacos Titanium 6x3 Azulão Titanium 0x5 Los Thicos Titanium 5x3 Trans 2001 Titanium 3x2 Lyon Titanium 5x1 Sapucaia Titanium 3x0 Apollo Titanium 2x0 Gaúcho

Titanium 1x1 Baile de Munique Titanium 2x1 Nova Vicenza Titanium 6x2 Pôr do Sol Titanium 2x3 Industrial Titanium 0x2 Paysandu Quartas de final Titanium 1x0 Industrial Semifinal Titanium 0x0 Lyon (pênaltis: 6x5 Titanium)

Final Titanium 0x0 Gaúcho (pênaltis: 5x4 Titanium) Resumo 16 jogos 10 vitórias 3 empates 3 derrotas 39 gols marcados 25 gols sofridos


15

FARROUPILHA, 19 DE JULHO DE 2019

PENSANDO EM 2020

Vice da Terceirona, foco na Segundona Brasil é superado pelo Guarany em Bagé na decisão estadual e concentra atenções no planejamento da próxima temporada Yuri Cougo Dias/Jornal Minuano

A

Brasil

derrota por 1 a 0 para o Guarany, no Estrela D’Alva, em Bagé, no último domingo, com um gol do zagueiro Roger para os mandantes, não era o que o Brasil desejava no capítulo final da Terceirona. Contudo, a meta maior já estava selada: o retorno à Segundona Gaúcha em 2020, que já passa a ser o foco do rubro-verde a partir de agora. Reunido com o investidor e parceiro, no sábado pela manhã, antes da viagem a Bagé, o Comitê Gestor, junto com a direção, optou por abrir mão da participação na Copa Seu Verardi, e dar prioridade a melhorias internas no clube, como no gramado do Estádio das Castanheiras, por exemplo, e focar em um planejamento mais estruturado para a próxima temporada, que deve exigir muito do clube farroupilhense, à medida que a competição estadual fica cada vez mais acirrada. Além disso, o rubro-verde segue com os trabalhos nas Categorias de Base, onde o Juvenil ainda continua na disputa da 2ª fase do Estadual. A partir de 25 de agosto é a vez das meninas rubro-verdes entrarem em campo pelo Gauchão Feminino. Em sua temporada de estreia, em 2018, elas foram às semifinais e finalizaram em um honroso 4º lugar entre 10 equipes participantes (confira mais ao lado).

Missão maior cumprida Rubro-verde conseguiu o tão desejado acesso e busca se estruturar melhor para uma competição estadual que promete ser muito disputada

Sonho nacional: acesso do Grêmio abre vaga gaúcha no Brasileirão A2

O

Gauchão Feminino pode ter um atrativo ainda maior em disputa. Caso o Grêmio passe pelo América-MG (o Tricolor venceu o primeiro jogo da fase de quartas de final por 2 a 1 e só precisa de um empate para avançar à semifinal), neste sábado, no Vieirão, em Gravataí, o time retorna à elite nacional, abrindo uma vaga gaúcha para

o Brasileirão Série A2, que ficaria com a equipe do interior de melhor campanha na competição estadual. Afora a dupla Gre-Nal (o Internacional está participando da Série A1), o Gauchão será disputado por mais quatro equipes: Brasil, Atlântico de Erechim, João Emílio de Candiota e Oriente de Canoas. Os jogos ocorrem em turno e returno e as quatro melhores avançam à semifinal. A estreia das meninas rubro-verdes ocorre no dia

25 de agosto, nas Castanheiras, diante do Grêmio, atual campeão gaúcho. A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) tem adotado uma campanha de estímulo ao futebol feminino e, para incentivar o ingresso na disputa, custeia as despesas com passagens aéreas, estadia e alimentação das equipes que participam do Brasileirão A1 e A2. Para quem já fez história em sua estreia no Gauchão, não custa projetar um desafio nacional, certo?


MATÉRIA ESPECIAL

Na terra dos descobridores Heinze traz os bastidores de Brasília Jefferson Rudi/Agência Senado

Juliana Inês Casa Barbieri

INSIDE

Bailarina Júlia Picollo e professora Giane Teixeira, do Lizete Teixeira, embarcam para curso em conceituado Conservatório de Balé de Leiria, em Portugal Capa

CIDADE

ESPORTE

Sachet, o Agricultor Destaque Brasil foca atenções em 2020 Produtor de uvas e morangos recebe a Rubro-verde decide não disputar Copinha distinção segunda, no Poder Legislativo e já faz planejamento para a Segundona Página 9 Página 15

Senador progressista é palestrante do “Jantando com a CICS” desta sexta e antecipa pauta em entrevista exclusiva Páginas 2 e 3 e Editorial


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 19 DE JULHO DE 2019

ORGANIZAÇÃO SOCIAL

População mais participativa nas questões de saúde Projeto piloto foi implantado no bairro São José com formação do Conselho Local numa ação de parceria com o poder público Divulgação

O

primeiro Conselho Local de Saúde foi implantado na última semana no bairro São José. A proposta é simples, mas os resultados deverão ser inovadores: ter maior participação comunitária, moradores envolvidos na gestão e fiscalização das ações públicas na área. “É uma aproximação das comunidades, fortalecer esse vínculo e que eles tenham responsabilidades. É justamente para melhorar a qualidade da saúde no município, de cada usuário e para cuidar da unidade de saúde do bairro que é de todos”, considera Rosane da Rosa, secretária municipal de Saúde, reforçando a importância da população zelar também pelo patrimônio que possui, evitando furtos ou depredações no posto de saúde do próprio bairro. O Conselho terá reuniões mensais e apresentará as principais demandas da comunidade. A iniciativa é da Residência Médica e Multiprofissional, Secretaria da Saúde e Conselho Municipal de Saúde. “Que a comunidade possa olhar o que acontece no seu bairro e não somente em termos de saúde, mas de educação, saneamento e as necessidades, elencando as prioridades de forma ordenada”, reforça Rosane. A ideia é de que o Conselho Local, após estar fortalecido no bairro São José, tenha seu modelo replicado para outras comunidades.

Comunidade é convidada a acompanhar de perto as tratativas na área São José recebe projeto que deve ser modelo para outros bairros, numa união de esforços para otimizar gestão e serviços

Quem pode integrar o Conselho Local de Saúde

As reuniões do Plenário do Conselho Local de Saúde são abertas aos usuários, trabalhadores, coordenadores da Unidade Básica de Saúde e moradores em sua área de abrangência, que terão direito à voz e ao voto. A próxima reunião do grupo está agendada para dia 31, às 18h30min, na Unidade Básica de Saúde do São José, quando será eleito presidente e vice. Os representantes também integrarão o Conselho Municipal de Saúde.

xxxxxx xxxxxxxx


Compromisso com a Cidade. Compromisso com Você

FARROUPILHA, 19 DE JULHO DE 2019

Corpo de verão se c Equipe Espaço da Beleza *

O

s dias frios já chegaram e a vontade de ficar embaixo da coberta é maior que tudo. Mas, para manter o corpo em dia, é necessário deixar a preguiça de lado, fazer exercícios físicos, se alimentar corretamente e ainda apostar em tratamentos estéticos que se tornam grandes aliados do corpo em dia. Preparamos para a estação mais fria tratamentos que vão aquecer sua autoestima, confira abaixo o casamento perfeito em tratamentos estéticos. * Ultrassom focado, aliado à radiofrequência: o ultrassom é um aparelho da área da estética muito procurado para tratamentos de celulite, fibroses, pós cirúrgicos, entre outros, porque promove oxigenação na pele, nutrição, vascularização resultando em uma pele mais bonita e sem ondulações. O aparelho possui ondas sonoras que ativam as moléculas por meio de vibração, ativando a circulação e preparando esse tecido para melhor receber tratamentos associados. A radiofrequência, por sua vez, remodela os contornos corporais, melhorando a qualidade da pele e diminuindo a flacidez. * Lipo Led: o corpo recebe uma combinação de massomodelagem manual, cremes que promovem a ciclotermia (combinação de frio e calor simultâneo) e manta térmica. Neste processo indolor podemos tratar barriga, braços, pernas e bumbum. Esta técnica aumenta o metabolismo em até 300 vezes resultando em um gasto maior de energia que acelera o metabolismo daquela área, fazendo com que o organismo busque mais energia nas células que armazenam gordura. Ocorre então uma perda significativa de vários centímetros em poucas sessões. Entre os benefícios estão * Vasodilatação (aumenta a circulação e oxigenação do tecido) * Aumenta a queima de gordura

* Aumenta o metabolismo * Auxilia no combate de radic * Ajuda na permeação de ativ * Melhora a elasticidade da p * Ajuda na perda de peso * Ajuda a eliminar líquido * Promove relaxamento musc Saiba mais


Compromisso com a Cidade. Compromisso com Você

FARROUPILHA, 19 DE JULHO DE 2019

constrói no inverno

cais livres e toxinas (efeito detox) vos aplicados no corpo pele

cular

Divulgação

Agora falta pouco, agende sua avalição sem custo e comece seu projeto verão sem canga. * Espaço da Beleza Centro Estético Independência, 555 – Centro de Farroupilha Fone (54) 3268-5511 WhatsApp: 981.195.645 Fan Page: Espaço da Beleza


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 19 DE JULHO DE 2019

MELHORA NA ECONOMIA

Planos de saúde têm contratação impulsionada pelo aumento do emprego formal Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS) traz levantamento que aponta mais de 263 mil novas adesões em um ano

E

ntre maio de 2018 e maio de 2019, mais de 263 mil novos vínculos empresariais foram firmados com planos de saúde médico/hospitalares, o que representa uma alta de 0,8% segundo a última edição da Nota de Acompanhamento de Beneficiários (NAB), do Instituto de Estudos de Saúde Suplementar. Superintendente executivo do IESS, José Cechin destaca que o resultado está diretamente ligado ao aquecimento do mercado de trabalho, já que esse tipo de plano é oferecido pelo contratante aos colaboradores, para atrair e reter talentos ou por força de

acordos coletivos entre os sindicatos patronais e os dos trabalhadores. “Apesar de o Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) ter registrado saldo de apenas 32 mil vagas de trabalho formal em maio deste ano e maio do ano passado, este é o segundo mês consecutivo com aumento dos postos com carteira assinada. O que repercute positivamente no mercado de planos de saúde”, comenta o executivo. No geral, 100,3 mil novos beneficiários passaram a contar com um plano médico/hospitalar nos 12 meses encerrados em maio de 2019. O resultado é inferior ao aumento dos planos empresariais porque houve uma

redução de 1,2% no total de vínculos individuais/familiares, aqueles contratados diretamente pelo beneficiário. No período analisado, foram rompidos 107,8 mil vínculos deste tipo. Além disso, os planos coletivos por adesão, aqueles contratados e mantidos pelos trabalhadores por meio de vínculo com sindicatos, também tiveram um ligeiro recuo, de 0,2%. O que equivale a 13,1 mil beneficiários deixando de contar com o plano em maio deste ano na relação direta com maio de 2018. As Unidades Federativas com o maior número de novos vínculos foram Goiás, com 43,4 mil, o que gerou um incremento de 3,9%; São

Paulo, com 31,9 mil, majoração de 0,2%; e Distrito Federal, onde foram assinados 26,7 mil novos planos, representando um aumento de 3,1%, o que, de certa forma, reflete a situação econômica mais estável em relação a outros locais. Por outro lado, o Rio de Janeiro e o Rio Grande do Sul foram os Estados em que mais beneficiários deixaram de contar com os planos de saúde, reflexo direto da grave crise financeira que afeta as duas Unidades da Federação. No primeiro, 41,5 mil deixaram de contar com o benefício, recuo de 0,8%, já no segundo foram 37,7 mil planos a menos, o que representa uma redução de 1,4%.


Gastronomia

Círculo Italiano comemora 29 anos de fundação com confraternização em sua sede, nesta sexta à noite Página 5

Inside

Quem foi notícia na cidade e as boas pedidas para curtir o fim de semana na Coluna de Valéria Vettorazzi Páginas 6 e 7

Alinhando posturas e sonhos Júlia Picollo, do Ballet Lizete Teixeira, embarca para curso em Portugal, num dos mais renomados Conservatórios da Europa Juliana Inês Casa Barbieri juliana@jornalinformante.com.br

A

os 16 anos a bailarina Júlia Picollo mostra um potencial e tanto, o que já é comprovado por quem entende do assunto: a jovem foi selecionada no ano passado, em audição realizada por Ana Palmieri, no Ballet Vera Bublitz, em Porto Alegre. Júlia ganhou uma bolsa para estada de 15 dias em Leiria, Portugal, para um Curso de Verão no Conservatório Internacional de Ballet e Dança Annarella Sanchez, focado na metodologia cubana. Este é um dos mais consagrados no circuito da dança, sempre com premiações nos maiores festivais mundiais, uma grande referência. “É um curso muito conceituado, sendo a primeira vez que realizou audição no Sul do Brasil”, explica Giane Teixeira, coreógrafa do Ballet Lizete Teixeira, que acompanhará a jovem e que neste mesmo tempo participará de preparação exclusiva para professores. “Quero aprender bastante, desenvolver muito Ballet, amo dança”, confirma a jovem que se dedica à prática desde os 3 anos e é aluna do 2º ano

do Ensino Médio do Colégio CNEC Farroupilha Ângelo Antonello. A dupla embarca neste sábado e retorna no dia 6. Após a seleção, Júlia passou a dedicar-se com ainda mais afinco à dança, caprichando na preparação física, já que terá aulas de segunda a sexta, das 9h às 18h, com intervalo apenas para almoço. Serão cinco aulas ao dia, uma experimentação de duas semanas vivenciando a rotina diária de uma bailarina nas grandes companhias mundiais de dança. “Representa muito, nossa escola tem um grande trabalho que pode abrir portas do mundo para quem quer dançar”, reforça Giane, sendo este o quarto ano consecutivo que bailarinas ganham bolsas de estudo ou vagas em companhias internacionais. Esta, porém, é a primeira vez que o Lizete Teixeira leva uma bailarina à Europa. Uma importante projeção de Faroupilha no mundo artístico, mais um talento da terrinha conquistando o mundo. Preparativos finais Giane e Júlia embarcam neste sábado e alinham últimos ensaios antes da formação em Portugal

Juliana Inês Casa Barbieri

DANÇA

Social


Inside

2

FARROUPILHA, 19 DE JULHO DE 2019

Cinemas Imagens: Reprodução

Shopping Iguatemi (RST-453, quilômetro 3,5) Cinemas GNC 1: Toy Story 4 (dublado) - às 13h30min, 15h30min e 19h50min GNC 1: Pets: A Vida Secreta dos Bichos 2 (dublado) - às 17h45min GNC 1: Annabelle 3: De Volta Para Casa - às 22h GNC 2: O Rei Leão - às 14h e 19h (dublado), 16h30min e 21h40min (legendado) GNC 3: Turma da Mônica: Laços - às 13h35min GNC 3: O Rei Leão - às 15h45min (dublado) e 18h30min (legendado) GNC 3: Homem-Aranha: Longe de Casa (dublado) - às 21h10min GNC 4: O Rei Leão - às 13h10min, 16h e 18h50min (dublado e em 3d), 21h30min (legendado e em 3d) GNC 5: Homem-Aranha: Longe de Casa - às 13h30min e 19h10min (dublado), 16h15min e 21h50min (legendado e em 3d) GNC 6: O Rei Leão - às 14h30min e 20h (dublado), 17h10min (legendado) Ingressos: segunda e quinta (exceto feriado e Carnaval) a R$ 24,00 e R$ 30,00 (salas 3d); terça e quartas (exceto feriado e Carnaval) todos pagam meia entrada; sexta a domingo e feriado a R$ 28,00 e R$ 34,00 (salas 3d). Meia entrada todos os dias para menores de 18 anos e maiores de 60 (mediante apresentação de identidade), estudantes (mediante apresentação de Carteira de Identificação Estudantil), pessoas com deficiência (com documento que a comprove), cliente Movie Club Preferencial (cartão verde fidelidade GNC).

Shopping San Pelegrino (Avenida Rio Branco, 425) * Obs: o site do Cinépolis traz apenas os horários dos filmes, mas não informa em qual sala serão exibidos Homem-Aranha: Longe de Casa - às 13h15min, 16h15min, 19h e 21h45min Toy Story 4 (dublado) - às 15h15min e 20h15min O Rei Leão - às 11h45min, 14h30min, 16h, 18h45min, 20h e 21h30min (dublado), 11h, 12h45min, 13h45min, 15h30min, 16h30min, 18h15min, 19h15min e 22h (dublado e em 3d), 17h15min e 22h45min (legendado), 21h (legendado e em 3d) Turma da Mônica: Laços - às 13h30min Annabelle 3: De Volta Para Casa (dublado) - às 22h30min Pets: A Vida Secreta dos Bichos 2 (dublado) - às 13h e 18h Ingressos: nas salas tradicionais, segunda a quarta (exceto feriado) a R$ 23,00 e R$ 11,50 (meia); quinta (exceto feriado) a R$ 25,00 e R$ 11,50 (meia); sexta a domingo e feriado a R$ 26,00 e R$ 13,00 (meia). Nas salas 3d, segunda a quarta (exceto feriado) a R$ 29,00 e R$ 14,50 (meia); quinta (exceto feriado) a R$ 29,00 e R$ 15,00 (meia); sexta a domingo e feriado a R$ 32,00 e R$ 16,00 (meia).

Sala de Cinema Ulysses Geremia (Luiz Antunes, 312) A Espiã Vermelha - sexta a domingo, às 19h30min Ingressos: R$ 10,00 e R$ 5,00 (estudantes e sênior)

Fim de semana de estreias Quem monopoliza as atenções nas salas de cinema é o aguardado remake de “O Rei Leão”, dirigido pelo cineasta nova-iorquino Jon Favreau. Inspirado em fatos reais e com a lendária Judi Dench no elenco, “A Espiã Vermelha” relata a história de Melita Norwood, uma estudante britânica que foi recrutada pela KGB para atuar como agente do governo soviético no Reino Unido


Inside

FARROUPILHA, 19 DE JULHO DE 2019

3

Cinema

Reconhecimento aos talentos do Estadual Noite do Oscar aconteceu na quarta, no Clube do Comércio, premiando curtas estudantis em 16 categorias

R

Greicy Gardini

econhecer talentos, o empenho e divulgar a Sétima Arte é a proposta do Colégio Estadual Farroupilha que viveu a Noite do Oscar, celebrando as produções dos estudantes dos turnos da manhã, tarde e noite. Esta foi a 2ª edição, com coordenação das professoras Aline Gasparetto, Joice Colbeich e Rafaella Coradini. Os curtas foram exibidos na própria escola no último mês, mas a divulgação dos vencedores aconteceu apenas na noite de quarta, no Clube do Comércio. Ao total foram produzidos 59 curtas-metragens. A intenção é de apresentar o material também para outras escolas, em sessões que devem acontecer em agosto.

Trabalhos de cinema Reconhecimento aos alunos em Noite de Oscar que premiou as produções destaques na 2ª edição do evento

Confira os premiados na Noite do Oscar Melhor Cartaz Marcas do Silêncio (Leticia Kabel, Keila Ferri, Maria Rita Bitencourt, Caroline Pintarelli e Brenda Vitória Ferreira) Melhor Roteiro O Grande Filósofo Sócrates (Luana Brizola, Tais de Col, Yris Sautier) Melhor Produção e Arte Primavera Fascista (Maiara Iracet, Maik dos Santos, Francini dos Santos, Rafael Briscke, Ana Clara Valentini, Vitoria Maioli, Brenda Dos Santos, Luís Henrique Santin, Larissa Tang, Mateus Weber, Maria Eduarda Marin e Mailon Mascarel) Melhor Trilha Sonora Harley Davidson (Alisson Rodrigues, Igor Boeira, Mateus Weber, Gustavo Althaus, Guilherme Althaus, Fernando Weber, Moises Dick, Maiara Fedrigo, Lucas Patzlaff, Helena Pontes e Reyjel Nichetti)

Melhor Figurino e Melhor Filme Passagens de Cristo (Leonardo Peretti, Estevan Zanandrea, Larissa Venturella, Maria Eduarda Maggioni, Marina Benvenuti, Stefani dos Santos, Lucas Zamboni, Marlon Fuhr e Vinicius Melotto) Melhor Cenário e Melhor na Categoria 2ª Guerra A Lista de Schindler (Brenda Bergonci, Gabriela Dos Santos, Júlia Rodrigues, Felipe Troes, Alexsander Melo, Eduardo Rossi, João Vitor Nunes, Jonathan Vargas, Júlia Tofolo e Eduarda Petry) Melhor Edição e Melhor Filme Cobras Fumantes (Alberto Fiorio Neto, Bernardo Sipp, Bernardo Piazza, Eduarda Peretti, Bruno Maciel, Gabriel Soares, Leonardo Zanonato, Nicollas Barella e Vinicius Feltrin) Melhor Atriz Coadjuvante Ana Júlia Gianello Isabelli Caragnatto

Melhor Ator Coadjuvante Alexsander de Melo Melhor Atriz Laila Cecconi Melhor Ator Alberto Fiorio Neto Melhor Filme Popular Três Primeiros Imigrantes (Evelyn Bonifácio, Fabiana Stassak, Eduardo Miranda, Leticia Fabro, Jordana Broilo, Gabriel Michel, Matheus Fuhr, Vinicius Balsani, Vinicius Zwirtes, Guilherme Guilden e Rafael Pacheco) Melhor Contexto Social O Retorno de Lilith (William Karda, Lilian Da Silva, Felipe Gonçalves, Maicon Proença, Ahuva dos Santos, Suelen Vivian, Eduarda Borges, Natalia Tres, Shayane de Oliveira e Schaiane Freitas) Melhor Artista Performático William Karda


Inside

4

Gustavo Pimentel

gustavospimentel@yahoo.com.br

Agenda

SEXTA

É com bastante tristeza que informo que precisarei dar uma pausa nesta coluna. Por motivos profissionais, estou me afastando do Informante e não poderei mais escrever para o Jornal. Ao longo desse período de pouco mais de três anos sempre tentei trazer temas políticos e jurídicos de uma maneira mais informal, com uma linguagem mais acessível, que pudesse ser de fácil compreensão para qualquer leitor. Por vezes fui duro nas palavras, é verdade, mas a ocasião pedia. Fiz algumas previsões. Acertei em cheio em algumas, errei feio em outras. Faz parte. De qualquer sorte, sempre quis ser o mais transparente possível. Não é fácil abordar temas espinhosos e mexer com paixões, principalmente em um momento em que o País está praticamente dividido. Quem me acompanhou quinzenalmente por aqui percebeu a minha predileção por um tema: a má vontade da imprensa em relatar a verdade dos fatos. O assunto fake news volta e meia era por mim abordado e, sempre que podia, eu buscava desmentir as notícias falsas, trazendo sempre a fonte para que o leitor pudesse buscar o outro lado da moeda. Espero, honestamente, que a semente da dúvida tenha sido plantada na cabeça de cada leitor. Não é razoável que, em um mundo digital cujo acesso à informação esteja tão facilitado, ainda sejamos reféns da opinião de meia dúzia de pessoas de caráter duvidoso, que usam os meios de comunicação para a propagação de sua ideologia, seja ela qual for. Deixo um abraço carinhoso a toda a equipe do Jornal, em especial ao Ramon Cardoso, editor que sempre me deu carta branca para escrever sobre qualquer tema e jamais pautou qualquer coluna, por mais polêmica que fosse. Agradeço também à minha noiva Marina, revisora e primeira leitora de todas as colunas. Sem ela e as suas sugestões sempre inteligentes, tenho certeza que os textos não teriam ficado tão bons. Por fim, agradeço a todos os leitores que me acompanharam, às diversas mensagens carinhosas e de apoio que recebi e, por que não, às críticas também, afinal, sempre defendi que as ideias brigam, os homens não. Vai o colunista, permanece o leitor. Espero que em um futuro bem próximo eu possa voltar a ocupar esse espaço no Informante, podendo trazer a minha humilde opinião sobre assuntos que reputo importante, contribuindo para a formação de uma sociedade melhor. Por isso, essa coluna não é uma despedida, mas sim um muito obrigado e até breve... * Advogado

Café Retrô anos 70, 80 e 90, com DJ Zanco Muinho Club (Mal. Floriano Peixoto, 190), às 20h Sextaneja, com Vitor Henrique & Gabriel Caverna Comedy Club (República, 445), às 22h

SÁBADO Acústico com Rodrigo Lorenzo Iron Beer (Dante Sérgio Macari, 47), às 20h Show com o humorista Nil Agra Caverna Comedy Club (República, 445, subsolo), às 22h Show com Lucas Rocha Deck 256 (Gonçalves Dias, 306), às 22h

DJ Luciano R, Dinho Rodriguez e Jeff Oliv Casa Milano (RS 122, quilômetro 55), às 23h Sertanejinho com Alanna e Banda Boteco do Chá (Rômulo Noro, 555), às 23h30min Shaiane Giacomelli

Um até breve...

FARROUPILHA, 19 DE JULHO DE 2019


Inside

FARROUPILHA, 19 DE JULHO DE 2019

Gastronomia

Para celebrar seus 29 anos, instituição promove evento nesta sexta Ima

gem

: Re

pro

duç

ão

Mais um ano de vida Tábua de frios, pães e bebidas serão servidos no evento do Círculo

A

Guilherme Macalossi cisperter@hotmail.com

Círculo Italiano festeja aniversário

fim de vivenciar um pouco mais a cultura italiana, agregar convivência entre alunos e comunidade, o Círculo Cultural Ítalo-Brasileiro promove uma festa de aniversário nesta sexta. Haverá tábua de frios, acompanhada por pães, sucos, vinhos e espumantes. Ingressos estão sendo comercializados a R$ 35,00 e podem ser obtidos na sede da instituição (Cel. Pena de Moraes, 513, Shopping Omar Valentini, sala 909). Ainda restam algumas unidades que estarão disponíveis até a tarde desta sexta. Também pode ser mantido contato pelo fone 32612056 para reservas. “Conquistar mais espaço na cultura e reconhe-

5

cimento pelos que chegaram antes”, considera Ricardo Ló, presidente da instituição, como intenção da reunião que celebra os 29 anos do Círculo Cultural. O propósito da entidade é manter as heranças, disseminar a cultura, idioma e tradições italianas, preservando a identidade da população local.

Programe-se O que: evento gastronômico em comemoração aos 29 anos do Círculo Cultural Ítalo-Brasileiro Quando: nesta sexta, às 19h Onde: sede do Círculo Cultural (Shopping Omar Valentini, sala 909) Quanto: R$ 35,00 o ingresso

O corporativismo fez a Nova Previdência ficar velha Um dos maiores argumentos em favor da Reforma da Previdência proposta pelo governo é que ela acabaria com privilégios, equalizando distorções do atual modelo em vigência. Mas isso caiu por terra. Pelo menos desde o início da votação dos destaques que alteram o texto base do projeto aprovado na última quarta. Mal nasceu, a tal “Nova Previdência” já ficou velha, adulterada que foi pelo poderoso lobby exercido por setores do funcionalismo que atuam dentro do Congresso Nacional. Velhos privilégios foram vencidos, mas novos foram criados para agradar certas categorias profissionais influentes entre os parlamentares. O mais extraordinário é que a corrida por benefícios específicos nasceu quando Jair Bolsonaro se sentiu compelido a atenuar os efeitos da reforma para profissionais da segurança pública. Após ser chamado de “traidor” por sindicalistas ligados à polícia, o presidente saiu a disparar telefonemas e apelar para que deputados alterassem o relatório que estava sendo discutido na Comissão Especial. Ainda que, naquele momento, o texto não tenha sido modificado, a ação sinalizou para que outros grupos buscassem modificações atenuadoras. Inúmeras propostas modificativas foram apresentadas por partidos de diferentes orientações ideológicas. Além dos integrantes da segurança pública, também foram beneficiados os professores, além se estabelecerem regramentos mais brandos para obtenção de pensão por morte, redução na contribuição do tempo mínimo para homens e mulheres. Outros destaques continuam sendo analisados, alguns deles com impactos de até R$ 200 bilhões na economia pretendida. E os demais profissionais que não tem força política dentro do Congresso para conseguir um destaque em seu favor? Como ficam faxineiros, pedreiros, motoristas e caminhoneiros que terão de pagar pelas regras mais brandas que foram concedidas a integrantes da Polícia Federal? Eis aí a distorção brutal da ideia de igualdade de condições que havia se estabelecido quando a proposta original, saída do Ministério da Economia, foi apresenta ao Brasil. De suavização em suavização, aquilo que poderia ser uma grande modificação na estrutura previdenciária vai se transformando em um arremedo de reforma, distorcida pelo corporativismo que infelizmente intoxica e atrasa o país. E aqui não importa nem mesmo o impacto financeiro de cada modificação, mas a cultura de privilégios que possibilita a reiteração dessas práticas. * Redator e radialista


Arquivo Pessoal

A

Compartilhando

Akústica Musical promove um encontro bacana para quem curte música no próximo dia 27, com o evento “Compartilhar Experiências “, com Marcos Mangoni. O profissional convidado trocará ideias com os convidados e falará da sua trajetória no universo musical que atualmente está voltada para produção e gravação em estúdio. A entrada é solidária de 1 quilo de alimento não perecível.

Pré-estreia

A Invernada Juvenil do CTG Rancho de Gaudérios faz a pré-estreia da sua nova temática para apresentação do Juvenart 2019, no dia 27. Para marcar a data e apoiar o grupo será realizado um Jantar no espaço do CTG, com valor de R$ 25,00.

Pagode no Deck

As amigas Eduarda Baretta Nicoletti, Letícia Stefani, Hellen Dall Agnol e Paula Rissi foram presença confirmada na festa Levels, que reuniu muitos fãs de música eletrônia em Porto Alegre, no sábado

Arquivo Pessoal

Nesta sexta, o recém-inaugurado, Deck 256 recebe o projeto “Me Leva”, idealizado pelo grupo de pagode Sem Razão. A festa inicia a partir das 20h e promete esquentar a noite dos farroupilhenses.

O secretário de Turismo Francis Casali, a Vice-M Moraes e Rudialva Vigolo, servidora e ex-miss Ita posse de Acimar Freitas, como o novo Mister Fa

Fábio Silvestri

Da série trip entre amigos: Cassiano Dupont Ferri, Mario Bonalume Filho, Eider Possa, Guilherme Bonalume, Mateus Dupont Ferri, Leonardo Moroni Kolcenty e Marcus Casagrande em recente viagem pela Argentina e Uruguai

Daniela Titton em noite animada de Boteco do Chá, no final de semana

Terezinha Pasqual Pessin com deste mês e festejou ao lad do esposo Zeno Pessin, no


Divulgação

Cassiane Frozi

Miss Rio Grande do Sul Camila alia Nel Mondo, na cerimônia de arroupilha, na semana passada

Multifotos Studio

Taissom Freitas e Roberta Campeol felizes da vida com o nascimento de sua pequena, Maria Clara, que chegou em junho para alegrar a família

Éder Tondello

mpletou 80 anos no dia 5 do de seus familiares e o Restaurante Roman

Laura Barbizan celebrou mais um ano de vida na sexta passada com festinha na Pilim Pim Pim e recebeu o carinho de seus pais Daniel Barbizan e Márcia Magda Montemezzo Barbizan, e também da mana Natália Barbizan

Show

Fique por Dentro

Os guris da banda Long John sobem ao palco da Festiqueijo neste sábado, em Carlos Barbosa, às 14h. No repertório os farroupilhenses trazem surf music, reggae e rock para animar o público do evento. Entre os sucessos do set-list estão Sublime, Cidade Negra e Charlie Brown Jr.

Inauguração

Na quinta que vem abre as portas do Armazém Fit Store. O espaço contará com uma gama gigante de produtos saudáveis que atendem diversos estilos de vida. A loja está localizada na rua Cel. Pena de Moraes, 621.

Comedy

Dihh Lopes se apresenta do Caverna Comedy Club no dia 31 deste mês, com seu novo show “Eu Poderia Ter Ficado Quieto”. O comediante já fez sucesso com seus solos “Sem Maldade” e “Comediante, Casado e Pai” e faz parte do grupo “4 Amigos”.


Inside

8

Egui Baldasso e.baldasso@gmail.com

E quem nos ensina a deixar para trás pessoas e lugares? Sou ruim nisso. Principalmente com o primeiro. Não sei direito quanto de cada um colocar na mala, no bolso da calça. Vivo de pessoas. Sozinho, no canto que me jogarem, sou nada. Absolutamente ninguém. Me alimento é de gente rindo, de motivos inventados pra encontrar o amigo. Pra reunir gente que se gosta. Vivo desses encontros, da alma de quem me quer bem. E faz o bem. E me faz bem. E encho a boca pra falar que uso todos eles. Sou amigo de cada um por interesse. Interesse de me manter respirando, de pé. Não fossem as pessoas, o mundo não teria a menor graça. Eu não teria a menor graça. E a vida, quieta, seria sem cor, sem a música que embala. É por isso que preciso delas. Quem me vê sorrindo não faz ideia de que não sou que o faço. São os outros. É cada um dos que eu carrego comigo que me seguram o humor. A sanidade. Tenho tanta sorte nesse mundo, que Deus joga no meu caminho gente fantástica a toda hora. E eu me nego a deixá-las pra trás. Elas vão comigo sem nem saber. Pra casa, pra rua, de volta pro mundo. Porque elas precisam estar ao meu lado, dentro de mim. Precisam me fazer ser Egui. Finjo que não choro quando a lágrima cai no meu ombro. Depois corro pra cama e seco mais que o ombro, mas todo um rosto. Seguro o choro e só o admito a mim mesmo não por vergonha, mas porque prefiro o riso, e tento tirá-lo de quem me completa a vida a cada segundo. Nasci com essa teimosia de provocar o riso no mundo. E, se parar agora, quem para sou eu. O corpo nasceu pequeno, mas fui aprendendo a aumentar minha bagagem. Não levo roupas, perfumes ou dinheiro. Carrego histórias, alegrias, momentos. Carrego corações e almas. Carrego gente. E nem tentem tentar me esquecer. Também tenho aumentado o espaço no peito, porque aqui, meus amigos, vocês se acumulam, e não saem nunca mais. * Jornalista e escritor

Educação

Balada pelo bem animal Ação acontece nesta sexta, na Lima Limão, para colaborar com ONG dos Peludos Arquivo Jornal Informante

Sobre chegar e partir (e o espaço na bagagem)

FARROUPILHA, 19 DE JULHO DE 2019

Conscientização Lima Limão já desenvolveu projeto em prol da ONG, no ano passado, inclusive com visita de uma mascote

A

proposta é ajudar os animais e disseminar a consciência entre os alunos da Lima Limão Centro de Atividades de Contraturno. Com este intuito é que acontece a “Baladinha do Bem”, nesta sexta, às 19h30min, na própria escola. A festa é para quem tem entre 4 e 12 anos, com diversas atividades dirigidas, como brincadeiras, música, dança, dinâmicas envolvendo o tema de responsabilidade com os animais. As atividades seguem até às 23h30min e para participar não é necessário ser aluno da instituição. “Queremos enfatizar a responsabilidade de se ter um animalzinho e os cuidados”, considera a

diretora Susane Canan, sócia da Lima Limão junto com Dione Franceschet. A entrada é a doação de dois quilos de ração para cães ou gatos que será repassada à ONG dos Peludos. Será servido ainda um lanche especial com cachorro-quente, pipoca e suco. Ingressos para o evento deverão ser retirados até às 17h desta sexta, no Centro de Contratuno.

Programe-se O que: Baladinha do Bem da Lima Limão Quando: nesta sexta, às 19h30min Onde: Lima Limão Centro de Atividades de Contraturno (Independência, 341, São Luiz) Quanto: entrada é a doação de 2 quilos de ração


Inside

FARROUPILHA, 19 DE JULHO DE 2019

9

Lauro Edson Da Cás

Música

ldacas@hotmail.com

Workshow: boa pedida Léo Ferrarini e Pedrinho Figueiredo estarão em Farroupilha no próximo dia 30

C

om a proposta de promover a cultura musical na região, Léo Ferrarini e Pedrinho Figueiredo ministram workshow na Casa de Cultura, junto à Escola Pública de Música (EPM), no próximo dia 30. Será às 18h30min, aberto aos pais, alunos, professores da instituição e comunidade em geral. O valor é R$ 40,00 e as inscrições podem ser realizadas até a próxima sexta, dia 26, pelos fones 999.856.286 ou (51) 996.670.539. São dois

músicos de renome e a oportunidade é de troca de conhecimento e apreciação de seu trabalho. Terá duração de duas horas e será fornecido certificado de participação. “Promover atividade de cultura musical dentro do ambiente da Casa de Cultura e Escola de Música. Dentro do período de recesso escolar abrem-se janelas de tempo para que se façam cursos ou eventos”, considera Luís Henrique New, professor e coordenador pedagógico da EPM e que está à frente do evento.

Conheça os músicos Fotos: Divulgação

Léo Ferrarini é pianista, compositor, arranjador, professor e pesquisador. Participou de diversos festivais musicais no Brasil e América Latina. Há 10 anos é pianista e professor no Jazz Combo do Conservatório de Tatuí. Lançou três discos e é autor do Guia Prático do Piano Brasileiro. O artista é natural de Caxias do Sul.

Pedrinho Figueiredo é natural de Teresópolis, no Rio de Janeiro, e radicado em Porto Alegre. É flautista, saxofonista, arranjador, compositor e produtor. Faz arranjos para a Orquestra de Câmara da Ulbra, OSPA e várias outras formações brasileiras. É membro do grupo de Renato Borghetti e já realizou cerca de 400 concertos pela Europa.

A consagração da superficialidade A leitura nos provoca intensamente. Qualquer das leituras realizadas, por sinal. Os dias atuais, apesar de tudo, nos impulsionam para o descobrir sempre e sempre mais. Há uma geração ávida e ansiosa por novidades. Qualquer novidade! Por vezes, neste turbilhão de coisas novas que surgem ou no meio de tantas informações acessíveis, podemos cair na famosa, por assim dizer, ‘consagração da superficialidade’. Mas e aquela capacidade de pensar? Ao tentar responder tal indagação, certamente, um dos grandes nomes da História do Cristianismo, Santo Agostinho (354 – 430), diria que sim. Estamos perdendo a capacidade de pensar! Para tanto, surgem novas perguntas, como por exemplo: temos, então, um novo tipo de inteligência?; será que estamos consagrando a superficialidade?; entre tantas outras, obviamente. Por incrível que possa parecer, talvez, o próprio conceito de pensar tenha ficado, ao longo do tempo, sempre confuso e/ou até em segundo plano. Ou ainda, será que o pensar foi sendo aglutinado ou foi se dissolvendo com aquela imagem de armazenamento de informações? Mero erro, caso isso esteja sendo entendido desta maneira. Contudo, o fato de estarmos informados não significa em nada que se pensa, que se reflita ou que se tenha mais discernimento perante tal. Por um lado, é de se louvar tamanha facilidade de obtenção de informações (de praticamente tudo!). Podemos vivenciar inúmeras situações ‘em tempo real’ e ‘ao vivo’. Neste sentido, muitas delas se multiplicam e vêm sendo replicadas de forma indiscriminada (a questão de Fake News, aquelas notícias falsas divulgadas principalmente em redes sociais; os boatos e outras informações irreais que apelam para o emocional do leitor/espectador, implica em novo assunto para se debater). Se sabe que existem pessoas que não pensam em absolutamente nada. E não é algo espantoso, tal afirmação! Nesta condição real, significa que alguém pode receber informações, mas em suma, se compreende que ela é, simplesmente, informada. Convenhamos, se existem pessoas que nada pensam, se não convivem com possibilidades de pensamento que favoreçam a sua própria evolução, como se poderá pensar em avanços ou até em progressos (seja em nível pessoal e social)? Pensar é pensar. Tanto é que, conforme estudiosos, o ato de pensar é algo livre de julgamento e referências. É, então, um ato de inteira liberdade. Isso desestabiliza, pois requer generosidade, inteligência, abertura cultural e moral, maturidade, reflexão e coragem. Realça-se que o pensar não produz verdades imputáveis e/ou absolutas. Pensar é algo valioso, pois te faz conhecer, entender, compreender, etc. É algo inerente ao viver, ou ainda, é algo que nos faz perceber a essência da vida. Então, como está o seu pensar? E o seu agir? O mundo está cada vez mais acelerado! Vivemos num ritmo alucinante e, portanto, você já pensou ou parou para pensar? O ato de pensar é exigente, pois nos faz abandonar o mundo das aparências, que em geral, nos deixa tão confortáveis. Enfim, não sejamos nós os consagradores das aparências e muito menos, da superficialidade! Pense bem. * Mestre em Letras, Cultura e Regionalidade


Inside

10

Sétima Arte

Decifrando o

terror

Com diretor e roteirista peritos na área, “Maligno” ousa na abordagem ao mostrar como o mal pode se manifestar por diversos meios

A

chegada de Miles parece ser o raio de luz que faltava na família Blume. O jovem casal John (Peter Mooney) e Sarah (Taylor Schilling) há muito desejava um herdeiro, mas logo percebem que há algo de diferente com a criança. O pequeno não demonstrava reação em inúmeras situações e, à medida que ele vai crescendo, seu comportamento piora. No início, ele foi detectado como um superdotado, que possuía um QI acima da média, mas sua inteligência parecia dissociada de sua interação, já que dificilmente tinha um relacionamento na escola. Até aí, nada com que se preocupar, mas quando Miles (Jackson Robert Scott) passa a adotar, em alguns momentos, uma postura agressiva e violenta, o sinal de alerta é ligado. O ambiente em casa não é mais o mesmo. Há um receio facilmente perceptível na interação dos pais com o filho e é evidente que ele percebe essa frieza. Enquanto John não dá muita bola para a questão, Sarah está completamente aterrorizada e não demora muito para

procurar ajuda especializada. Ela chega até a médica terapeuta Elaine Strasser (Paula Boudreau), que logo detecta o caso como extremamente complexo. Diante das dificuldades em oferecer uma solução satisfatória, ela acaba entrando em contato com Arthur Jacobson (Colm Feore), especialista em assuntos paranormais e regressão. Sarah fica reticente em relação à questão, principalmente quando Arthur dá a entender que o corpo de Miles está sendo utilizado por uma outra alma e que esta deseja que o jovem complete um trabalho que ficou inacabado. Mesmo relatando casos que vivenciou no exterior, especialmente em outras culturas, que acreditam em reencarnação, Arthur não consegue convencer Sarah de que seu filho pode estar sendo utilizado por um espírito maligno. No entanto, a conduta de Miles é cada vez mais surreal e aterrorizadora, a ponto da relação do casal ficar totalmente abalada a partir das ações do filho. Miles atua bem e seu comportamento oscila facilmente da doçura e inocência ao pavor e a insanidade,

FARROUPILHA, 19 DE JULHO DE 2019


FARROUPILHA, 19 DE JULHO DE 2019

Sétima Arte

Inside Divulgação

Vidas perturbadas Miles (Jackson Robert Scott) e Sarah (Taylor Schilling) em raro momento de relação sadia e tranquila entre filho e mãe: tateando no escuro para desvendar o mal

Imagem: Reprodução

com grande influência na conduta da Sarah. Sua relação é afetada de maneira direta pela postura do filho e isso é nitidamente percebido na tela. Ela ama Miles ao mesmo tempo que o teme. E a falta de respostas para a forma como ele age gera uma aflição permanente e opressora. Há um ambiente de tensão crescente no lar dos Blume, que obrigará Sarah a finalmente ceder e, quando isso acontecer, as pontas serão conectadas. Embora difícil de acreditar, será possível vislumbrar uma relação desse ente maligno e seu filho. Mais do que isso, da mesma forma será possível perceber a chave para tentar salvar o garoto antes que seja tarde demais, ainda que o preço a ser pago seja alto. Terceiro filme do gênero dirigido por Nicholas McCarthy, “Maligno” tem roteiro de Jeff Buhler, que também milita no terror e é o queridinho do momento, já que escreveu os remakes de “Cemitério Maldito” e “O Grito”, ambos com lançamento previsto para breve. Existe uma carga progressiva de dúvida e busca por respostas que tornam o longa metragem bem mais interessante do que a maioria das obras similares da atualidade. Mais do que isso, deixa o campo aberto para uma sequência.

11

Título original The Prodigy Título traduzido Maligno Direção Nicholas McCarthy Roteiro Jeff Buhler Gênero Terror Duração 92 minutos País Estados Unidos Canadá Ano de produção 2018 Estúdio Orion Pictures Vinson Films XYZ Films Distribuição Imagem Filmes


12

Horóscopo Áries - 21/03 a 20/04

É uma excelente semana para priorizar os projetos e as relações com os amigos. Estudos e viagens são exaltados com aberturas e oportunidades. O seu regente, Marte, está em contato com o planeta Júpiter, o que lhe deixa mais confiante.

Touro - 21/04 a 20/05

Os projetos profissionais são edificados com aberturas e oportunidades. Boa semana para mexer com documentos e para pensar mudanças. Seu regente pede maturidade para interagir com aspectos familiares, mas também traz a capacidade de ressignificar e curar.

Gêmeos - 21/05 a 20/06

Excelente semana para divulgar notícias e para impulsionar estudos e viagens. É necessário saber que você não está bem e que precisa lidar com situações que geram ansiedade e mudanças abruptas. Seja flexível.

Câncer - 21/06 a 20/07

Você é levado a interagir com documentos e investimentos necessários para esse momento. O céu favorece o seu crescimento no trabalho. Você está confiante, mas precisa aprender a lidar com o autovalor e com o seu bem-estar pessoal. Solte tudo o que não está sob seu controle.

Leão - 21/07 a 22/08

Você vai perceber o cônjuge mais confiante e aberto às oportunidades. Os aspectos ativam também sócios e clientes. Por outro lado, você está mais consciente das suas necessidades emocionais e aberto a curar o passado para ser feliz.

Vírgem - 23/08 a 22/09

Excelente semana para avaliar as oportunidades no trabalho e para desenvolver projetos que estejam em sintonia com os seus ideias. Mas o céu alerta para a ansiedade e para a urgência na hora de executar mudanças em sua vida. É necessário ter paciência.

Libra - 23/09 a 22/10

A semana está excelente para namorar e desenvolver atividades que exaltem a autoestima. O céu pede desenvolvimento de autoestima e satisfação. Existem pontos em família que exigem muito de você. É necessário agir com maturidade e consciência das curas existentes.

Escorpião - 23/10 a 21/11

Boa semana para lidar com investimentos em família ou para promover, de alguma forma, os projetos familiares. Você está passando por uma fase de cobranças em relação a algumas pessoas. Busque ampliar a sua percepção sobre pontos que precisam ser curados.

Sagitário - 22/11 a 21/12

Excelente semana para promover as relações com parentes e pessoas que participam de projetos em comum. É importante agir com sabedoria para lidar com investimentos e, concomitantemente, com ressentimentos do passado que ainda o afetam.

Capricórnio - 22/12 a 20/01

Boa semana para realizar investimentos e promover planos que exigem de você planejamento material. O céu também exige de você maturidade e consciência das responsabilidades. Um contato importante o ajuda a interagir com os projetos.

Aquário - 21/01 a 19/02

Excelente semana para promover seus projetos. O céu favorece a sua imagem e as suas posturas. É necessário entender que existem fatores emocionais que estão sendo construídos por meio do autoconhecimento. Entenda também que alguns deles não estão sob o seu controle.

Peixes - 20/02 a 20/03

O momento é ideal para ter uma boa percepção do seu crescimento e do quanto pode interagir para promover os seus projetos profissionais. A sua percepção sobre pessoas e fatos é boa, entretanto é importante dar atenção a negligências que dificultam a comunicação.

Inside

FARROUPILHA, 19 DE JULHO DE 2019


FARROUPILHA, 19 DE JULHO DE 2019

VENDO LOJA DE AUTOMÓVEIS: RSC 453 próximo ao trevo Santa Rita; com clientela e nome consolidados. Tratar (54) 9 9118.1642. VENDE-SE TERRENO DE ESQUINA, com 1.377m², a uma quadra da rodoviária e do Shopping Centro de Compras. Contatar através do telefone (54) 9 9118.1642.


2

FARROUPILHA, 19 DE JULHO DE 2019


P a r t e i n t e g r a n t e d a E d i ç ã o 5 9 7. N ã o p o d e s e r v e n d i d o s e p a r a d a m e n t e .

19 de julho de 2019


2

Farroupilha, 19 de julho de 2019

A herança deixada na fala Estimativas apontam que mais de 50 línguas de imigração sobrevivem Divulgação/Prefeitura de Pomerode

A

vinda de imigrantes para o Brasil deixou uma herança além das tradicionais sempre lembradas. Não existem números oficiais, mas a estimativa é de que no País ainda estejam em uso pelo menos 50 línguas da imigração trazidas, especialmente, por europeus. Antes dos portugueses chegarem ao Brasil, a língua falada era chamada de geral. Com a vinda dos imigrantes a partir dos séculos XVII e XVIII, o Português passou a ser obrigatório e ensinado e se tornou ao longo do tempo a língua materna da maioria da população. Com a continuidade do processo de colonização, imigrantes de vários Países foram chegando a Brasil e o contato com o português acabou dando origem a variações como talian e hunsriqueano, conforme um artigo da agência alemã Deutsche Welle. Os muitos imigrantes que chegaram ao País no Século XIX, não falavam sequer a língua oficial de suas nações de origem, mas o dialeto, no caso da Alemanha, o hunsrückisch. Por aqui, após o contato com o português, nasceu

o hunsriqueano, falado no Brasil há quase 200 anos. O nascimento de outra língua, o pomerano, se deu desta forma também. A linguista Neubiana Beike, pesquisadora do Inventá-

rio da Língua Pomerana no Brasil, destaca que o pomerano se trata de uma variedade linguística germânica. Na Europa, possui o status de dialeto alemão. Assim como o hunsriquea-

no, no Brasil, o pomerano é considerado uma língua, mais especificamente, uma língua de imigração. O Instituto de Investigação e Desenvolvimento em Política Linguística estima

que existam 56 línguas de imigração ainda em uso. “O Brasil não é monolíngue. O País também tem falantes do talian, do platt menonita, vêneto, suábio, vestfaliano, wolga-

Município de Pomerode, em Santa Catarina, tem três línguas oficiais

deutsch, húngaro, lídiche, variedades do suíço e do holandês, entre outras”, lista a pesquisadora.


Farroupilha, 19 de julho de 2019

3

Talian, Patrimônio Cultural Ele se formou de variedades do italiano de Vêneto e do Português Fotos: Divulgação/Prefeitura de Serafina Corrêa

T

alvez o caso mais curioso de línguas de imigração brasileiras seja o talian, que é, desde 2014, Patrimônio Cultural do Brasil, além de língua c o of i c i a l e m ci d ades da Região Sul do País. “O talian, também conhecido como vêneto-brasileiro, se formou do contato entre as variedades do italiano faladas na região do Vêneto, na Itália, e as do Português faladas na metade do século XIX”, explica a linguista Rosângela Morello, coordenadora do Instituto de Investigação e Desenvolvimento em Política Linguística. Assim como o hunsriqueano, o talian tem dicionário e até um material

de gramática, que é usado em Serafina Corrêa, no Rio Grande do Sul. Também há livros, jornais, cantigas e músicas no idioma. Pelo menos 200

estações de rádio brasileiras transmitem em talian. “Há uma enorme importância cultural para todos os brasileiros no ato de manter vivas as Línguas

de Imigração, porque o Brasil não seria como é, rico e diverso, se não fosse pela presença histórica de todos esses grupos e suas línguas”, afirma Morello.

A linguista considera ser urgente que o País tenha um censo linguístico para mapear com precisão todos os idiomas e dialetos falados em território nacional.

Placas em Serafina Corrêa são escritas em talian: cidade gaúcha perpetua tradição dos imigrantes


4

Farroupilha, 19 de julho de 2019

Sistema garante alimentos Quem tem uma pequena propriedade pode tirar dela o sustento consumo da ração pelos peixes é rico em minerais, como cálcio, fósforo e potássio. Esta água deve ser utilizada para irrigar áreas de horta para a produção de alface e tomate, por exemplo, e também para outras culturas, como a produção de forragem a partir de sementes de milho para complementar ou alimentar animais. A criação de galinhas, que pode ser para o consumo também, garante ovos para o produtor. E as fezes das aves servem de elemento importante para o minhocário, garantindo terra fértil para o desenvolvimento das plantas. A ideia do sisteminha é garantir uma alimentação completa o ano inteiro. Por isso, no caso da horta, o plantio deve ser escalonado para que sempre haja disponibilidade. Dependendo do empenho do produtor e tamanho do sistema criado é possível ter sobra de alimentos que podem ser vendidos a vizinhos, garantindo uma fonte de renda. Atualmente, o sisteminha da Embrapa possui 15 módulos podendo contemplar até a criação de cabras e porcos bem como garantir água potável. Não é uma tecnologia isolada em si, mas um “pacote” de soluções tecnológicas integradas, com muitas possibilidades de combinações. O módulo básico é a piscicultura e cada produtor adota módulos disponíveis de acordo com seus interesses. A Embrapa disponibiliza em seu site orientações sobre o sisteminha.

Fotos: Eugenia Ribeiro/Embrapa

O

s imigrantes logo que chegaram ao Brasil encontraram muitas dificuldades e aos poucos foram se adaptando e deram origem a muitas cidades. Nos tempos mais modernos, o êxodo rural se transformou em um problema para grandes centros. Em diversas partes do Brasil, contudo, pequenos produtores rurais permaneceram no campo e em diversas regiões a pobreza também ficou. Muitas famílias até têm terra, mas não sabem exatamente o que fazer com ela. Uma técnica desenvolvida pela Embrapa, conhecido como sisteminha, se constitui em um sistema integrado para produção de alimentos que garante às necessidades nutricionais de uma família de quatro pessoas, no atendimento às recomendações nutricionais da Organização Mundial da Saúde (OMS), segundo o pesquisador Tadeu Graciolli. O sisteminha pode ser ajustado conforme às necessidades, experiência e preferências do produtor e é adequado para pequenos espaços a partir de 100 metros quadrados. O elemento central da solução tecnológica é a criação de peixes, como tilápias, em um tanque, com sistema de recirculação e filtragem. Ele pode ser construído de forma artesanal, com materiais disponíveis na localidade, de alvenaria, placas pré-moldadas ou outros materiais. Os resíduos resultantes do

Criação de peixes e frangos: pontos centrais do sistema integrado de produção de alimentos


Farroupilha, 19 de julho de 2019

5

Saúde exige cuidados

caminhoneiro tem uma rotina desgastante e os que puxam cargas para diversas regiões do País sofrem ainda mais com o estresse do trânsito e horários. A falta de atividade física, aliada a maus hábitos de alimentação, bem como as mudanças climáticas nas viagens de uma região para outra, podem desencadear uma série de problemas de saúde. A hidratação é um dos pontos importantes que os motoristas não podem descuidar. Sucos e bebidas ricas em sais minerais devem ser priorizados, pois ajudam na fixação da água ingerida. Em regiões quentes, onde o uso de ventilador e ar-condicionado não é dispensado, o cuidado deve ser maior, pois eles refrescam o corpo mas contribuem para a perda de líquido sem que a

pessoa perceba. Na estrada, outro cuidado é com a alimentação. Muitos pontos de parada oferecem refeições as vezes baratas, mas esse não é o problema. A atenção do caminhoneiro deve estar em observar a higiene do local e no preparo dos alimentos para evitar contrair alguma patologia intestinal. Elas podem ser facilmente tratadas, mas se o quadro se agravar será necessário interromper a viagem e procurar um médico. Cuidados com a pele também são necessário para evitar o desenvolvimento do câncer. Mãos e braços estão constantementes expostas ao sol e em horários nos quais os raios ultravioletas são mais intensos. Na boleia, então, não pode faltar o protetor solar. E ele deve ser aplicado também nas partes do corpo que ficam expostas, mesmo que não diretamente ao sol,

como rosto e pescoço. O Fator de Proteção Solar (FPS) deve ser de no mínimo 30, dependendo da cor da pele, e para os mais brancos o ideal é o FPS 60. Se no verão o calor pode causar algumas doenças, no inverno quem já tem alguns problemas de saúde, como bronquite, pode sofrer mais. Quem tem algum problema de saúde deve visitar o médico com frequência para saber o que deve fazer na estrada no sentido de evitar alguma crise. Um outro ponto importante para quem dirige por muitas horas é a coluna. Os especialistas recomendam que a cada parada sejam feitos exercícios de alongamento. Eles não são benéficos apenas para a coluna, pois ficar sentado por muito tempo dirigindo provoca dores musculares, inchaço nas pernas, tensão e também Lesão por Esforço Repetitivo (LER).

Thomaz Silva/Agência Brasil

O

Viver na estrada exige uma atenção maior dos motoristas

Estresse, má alimentação e falta de exercícios: prejuízos à saúde


6

Farroupilha, 19 de julho de 2019

A vez dos apps de carga Para alguns ele traz vantagens e para outros ele faz o frete baixar

E

les já existem há al guns anos e a cada dia passam a fazer parte da vida de um número maior de caminhoneiros em todo o Brasil. Os aplicativos chegaram para ficar. Para alguns motoristas é uma boa alternativa e para outros nada agradável. Antes da existência do chamado “Uber do Frete”, as empresas precisavam correr atrás dos caminhoneiros e havia muito mais espaço para os agenciadores de carga nas estradas. Hoje, elas lançam nos aplicativos a necessidade e os motoristas avaliam e decidem se aceitam ou não. A vantagem para os transportadores é que chegando em uma cidade não é necessário esperar dias para conseguir uma carga para retornar ou sair atrás de um agenciador, já que tudo pode ser resolvido em poucos cliques. O problema é que os caminhoneiros perderam o poder de barganha. Antigamente o caminhoneiro viajava dias, aguardava a descarga e depois tinha que conseguir outra para retornar. Não havia celular e fichas telefônicas eram usadas para tentar encontrar uma carga. Com a chegada dos aplicativos, embarcadoras,

Divulgação

Diversos aplicativos estão disponíveis oferecendo carga: mercado ainda se adapta à novidade

transportadoras e agenciadores passaram a publicar suas cargas nas redes e quem corre atrás delas é o caminhoneiro. Em fração de segundos, uma mesma carga é compartilhada por 20 mil caminhoneiros e um leilão se estabelece, muitas vezes, fazendo o preço do frete cair muito. Além disso, os aplicativos desmotivaram as empresas de transporte a manter frota, pois ficou mais fácil encontrar um caminhoneiro e vem justamente daí a defesa de uma ta tabela do frete mínimo, para evitar que os caminhoneiros, a ponta mais fraca da cadeia, sejam prejudicados. Quem defende os aplicativos destaca que eles chegaram para ficar, as agenciadoras vão desaparecer dos postos de combustíveis e as transportadoras não vão querer negociar frete pessoalmente ou por telefone. O crescimento dos aplicativos, que deve gerar o fim dos agenciadores, vai aumentar o poder de barganha dos caminhoneiros, pois eles poderão escolher o melhor frete nas ofertas disponíveis em diversos aplicativos que os motoristas podem ter instalados em seus celulares.


Farroupilha, 19 de julho de 2019

7

Refeição requer atenção Comida na estrada nem sempre é saudável para o caminhoneiro

O

s pratos que costumam fazer parte do cardápio de quem almoça ou janta na beira da estrada nem sempre são opções saudáveis para quem segue a rotina de viagens longas. Nutricionistas alertam para os riscos que a má qualidade da alimentação traz para os caminhoneiros, que podem sofrer com doenças cardiovasculares, diabetes, colesterol alto e mau funcionamento do intestino. “O ideal seria fazer refeições a cada três horas. A dieta não se baseia (apenas) nas refeições principais”, explica a nutricionista Pérola Ribaldo, especialista em gestão de qualidade e mestre em Ciências Médicas pela Universidade de Cam-

Divulgação

Tentador, mas bom evitar: churrasco em restaurantes de beira de estrada são comuns

pinas (Unicamp). Além disso, não adianta comer poucas vezes ao dia, nem a cada refeição se servir

de grandes quantidades ou mais de uma vez. Alguns caminhoneiros até fazem a própria comi-

da, mas a maioria busca restaurantes de estrada, principalmente em postos de gasolina, o que dificulta

na hora de manter uma dieta balanceada. Nesses lugares, geralmente predominam os alimentos fritos, de difícil digestão. Se o caminhoneiro pega a estrada logo depois de comer, o perigo está na sonolência que isso provoca. Mesmo realizando as refeições fora de casa, é possível manter uma boa alimentação. As refeições devem atender às necessidades de proteína e carboidratos. Arroz e feijão é a combinação básica que lidera as indicações de médicos e nutricionistas para uma dieta saudável, além de priorizar o consumo de carnes magras e brancas. Legumes e verduras podem ser ingeridos em grandes quantidades.

Para os intervalos, beber sempre muita água para se hidratar e ter sempre ao alcance da mão frutas, barras de cereal e biscoitos integrais. Embutidos como salsichão, salame, mortadela e linguiça estão na lista do que evitar. É importante ainda cuidar para não exagerar no sal. E nada de tomar muito café. No máximo, quatro xícaras por dia. Outro cuidado é com alimentos de fácil degradação. Pratos que tenham leite e ovo como ingredientes não devem ser ingeridos, pois a eventual má conser vação pode favorecer o crescimento e proliferação de micro-organismos que podem provocar doenças.


Profile for Informantef Informantef

Edição 597  

Jornal Informante (Farroupilha/RS)

Edição 597  

Jornal Informante (Farroupilha/RS)

Advertisement