Page 1

FARROUPILHA

|

ANO XII

| EDIÇÃO 595

| 5 DE JULHO DE 2019 |

R$ 3,00

De volta à Segundona, Brasil começa a decidir o título da Terceirona contra o Guarany, domingo, nas Castanheiras Esporte, páginas 12, 13 e 15, Opinião e Carta do Editor

SAÚDE, BELEZA & ESTÉTICA

POLÍTICA

EDUCAÇÃO

Palestra acontece na próxima terça, promovida pelas Voluntárias da Saúde Capa

Apontado como suspeito de receber propina, vereador divulga nota oficial Página 10 e Editorial

Estudantes farroupilhenses recebem medalhas nas Olimpíadas Nacionais Página 11

Como a mente controla a saúde Catafesta investigado pelo MP Alunos destaques na OBMEP

Ramon Cardoso

Depois do acesso, foco no caneco


2

FARROUPILHA, 5 DE JULHO DE 2019

SELEÇÃO DE VINHOS

Melhores a caminho 14ª edição do tradicional concurso teve lançamento na terça

A

s amostras já estão sendo coletadas desde quarta pela manhã. A 14ª edição da Seleção de Vinhos de Farroupilha teve seu tradicional lançamento oficial ocorrido na noite de terça, no Salão Nobre da Prefeitura. Neste ano, o concurso é especial por dois motivos. Primeiro por ser a avaliação de estreia desde o recebimento, por parte de Farroupilha, do título de Capital Nacional do Moscatel, distinção outorgada no início deste ano pelo governo federal, e segundo por ser a edição inaugural com um comando feminino, com Rosane Meggiolaro Cappelletti na presidência e Fernanda Tonini como vice da Associação Farroupilhense de Produtores de Vinhos, Espumantes, Sucos e Derivados (Afavin). “É um momento especial por ser a minha primeira fala como presidente

da Afavin. Agradeço a confiança depositada no meu trabalho que é de todos que integram a entidade. A conquista recente do título de Capital Nacional do Moscatel soma-se à Indicação de Procedência (IP) e o Festival do Moscatel como marcas da cidade. A Seleção é um evento consolidado, uma importante ferramenta de avaliação para a manutenção da qualidade e melhora constante da vitivinicultura farroupilhense para um reconhecimento no Brasil e no Exterior”, destacou a presidente. Promotores ao lado da Afavin, o Poder Executivo se manifestou com as Secretarias que atuam diretamente na Seleção, a de Turismo e Cultura, com Francis Casali, e a de Desenvolvimento Rural, com Fernando Silvestrin. Francis relatou suas idas à Vinitaly, no ano passado e neste, e como os produtos farroupilhenses apresentados foram elogiados pelo público especializado


3

FARROUPILHA, 5 DE JULHO DE 2019

Fabiano Gasperin

que participava do evento ocorrido em Verona, na Itália. Já Silvestrin fez questão de trazer números de famílias que estão diretamente envolvidas na cadeia vitivinícola farroupilhense e destacar um estudo de mestrado do engenheiro agrônomo Gustavo Ayres, da Emater, que busca fazer um diagnóstico nutricional das parreiras da cidade e, com isso, buscar aumento da produtividade. “Acompanhei boa parte desse processo evolutivo e acho que está na hora de buscarmos a Denominação de Origem (DO), assim como fizemos com a IP. Produzimos mais de 50% das uvas moscato do País e somos o 3º, 4º maior produtor da fruta. A uva faz parte da história do município, temos uma ciência que envolve a uva, um estudo, uma cultura, e isso graças ao trabalho de vocês, produtores e vitivinicultores, um trabalho que muito nos orgulha”, salientou o prefeito Claiton Gonçalves. Após a conclusão da solenidade, um coquetel, com os melhores espumantes, vinhos e sucos produzidos nas vinícolas farroupilhenses, foi servido aos presentes. O clássico brinde Silvestrin, Rosane, Claiton, Fernanda e Francis: Prefeitura e Afavin reforçam a parceria para mais uma edição da Seleção de Vinhos

Calendário da 14ª edição

Inscrição e coleta das amostras: até o dia 12 Análise sensorial: dias 6 a 8 de agosto, pela manhã, no Seminário Apostólico Nossa Senhora de Caravaggio Entrega dos prêmios e jantar de celebração: dia 30 de agosto, às 19h30min, no Centro Municipal de Eventos Mário Bianchi

Categorias da 14ª edição

Vinho Tinto de Mesa Seco Vinho Tinto de Mesa Suave Vinho Branco de Mesa Seco Vinho Branco de Mesa Suave Vinho Tinto Fino Seco Vinho Branco Fino Seco (exceto moscatéis) Vinho Branco Fino Seco Moscatel Tranquilo Engarrafado Vinho Branco Fino Seco Moscatel Tranquilo a Granel Espumante Moscatel Espumante Brut Charmat Espumante Brut Champenoise Vinho Frisante Moscatel Suco de Uva Integral/Natural

Balanço das 13 edições Total de amostras inscritas: 2074 Total de prêmios concedidos: 722 Total de medalhas de ouro: 369 Total de medalhas de prata: 313 Total de medalhas de bronze: 8 Total de menções honrosas: 8 Total de distinções especiais: 24


4

FARROUPILHA, 5 DE JULHO DE 2019

Diminuição de espaço do fiador traz mais agilidade nas negociações Juliana Assolari *

T

alvez a modalidade mais disseminada no mercado imobiliário, a garantia de locação através do fiador tenha perdido espaço nos últimos anos, de acordo com dados do Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis (Secovi). Apesar de ser uma queda lenta, ela já indica mudança no cenário de locações e traz mais agilidade nas negociações, uma vez que a garantia através do fiador é mais burocrática no levantamento de documentações. Sem contar que, para o locador, principalmente no que diz respeito a inquilinos inadimplentes, a morosidade do Judiciário nesses casos faz com que a retomada do imóvel demore anos para acontecer. Em um mercado cada vez maior são necessários processos cada vez mais rápidos. Atualmente, existem diversas modalidades de contrato como o seguro fiança e também a fiança bancária que, além de trazerem segurança jurídica nos contratos, são procedimentos mais rápidos e menos burocráticos. É importante ressaltar que os direitos de locador e locatário são garantidos por lei em qualquer uma dessas duas modalidades. O título de capitalização é uma outra modalidade que tem sido ado-

tada cada vez mais como garantia, principalmente em contratos de locação comercial, e tem custo aproximado entre seis a 10 vezes o valor do aluguel. O dinheiro é depositado em uma conta com rendimento mensal e no final do contrato o locatário recebe o valor corrigido, caso o contrato seja encerrado sem inadimplência. No entanto, um outro procedimento muito comum, a caução de três aluguéis, é o que menos traz segurança, pois em casos de inadimplência de condomínio, IPTU, aluguel ou até mesmo danos ao imóvel, muitas vezes o depósito dos três alugueis não é suficiente para cobrir os prejuízos em uma eventual ação para despejo cumulada com ressarcimento. O recomendável, nesse tipo de situação, é incluir nos contratos de locação o pagamento mensal do aluguel com o reembolso do condomínio e IPTU e, a partir do segundo mês de inadimplência, iniciar o procedimento judicial, pois, neste tipo de garantia, não é exigido caução do locador para deferimento da liminar de despejo. Com uma perspectiva de melhora na economia, a tendência é que ela reflita também no mercado imobiliário, inclusive no interesse por aluguel. Por isso, é importante entender todas as modalidades de garantia, avaliar os riscos e saber como proceder em qualquer imprevisto negativo. * Advogada especialista em contratos


INFORME COMERCIAL

Tormes na liderança do Sismuf Diego Tormes é o novo presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Farroupilha (Sismuf). Empossado na última sexta, no Reality Eventu’s, junto ao Clube Santa Rita, presidirá a instituição pelos próximos quatro anos. Como vice-presidente assumiu Beatriz Sosnoski. O Sismuf tem 700 associados e a diretoria foi eleita em maio, com 96% dos votos favoráveis. Tormes é professor da Rede Municipal de Ensino, doutorando em Educação pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, além de ter forte atuação política e sindical, já que respondia pela vice-presidência do Sismuf no mandato anterior.

Praticamente por aclamação Diego Tormes fala da importância de ter o aplauso de 96% dos votos válidos

Fotos: Rita Neis

Equipe completa em defesa dos direitos dos servidores Os membros da nova Diretoria do Sismuf, empossada no dia 28 de junho, reforçam o compromisso de lutar pelos interesses do Sindicato

Presenças ilustres Maristela Macalossi (Delegada da Federação), Luis Claudiomiro de Quadros (Presidente da Comissão Eleitoral) e Clélio Covari (Presidente da Fesismers) ladeiam a Vice e o Presidente eleitos do Sismuf

O início da gestão Cláudia Fernandes (associada do Sismuf), Giórgia Fernandes e Lia Onzi Pastori (ex-presidentes), prestigiando a posse de Beatriz e Tormes

Posse prestigiada Sérgio Neves e Orildes Lotici, da União Geral dos Trabalhadores (UGT), na foto ao lado de Beatriz Sosnoski e Diego Tormes

Linha de frente Zilmar Machado Bitencourt (2º Vice Presidente do Sismuf) Beatriz Sosnoski (Vice Presidente) e Diego Tormes (Presidente): preparados para o mandato de 2019/2023 no Sindicato

Ex-presidente e atual vice Beatriz agradeceu o apoio de todos e fez uma análise de sua trajetória no Sismuf


6

FARROUPILHA, 5 DE JULHO DE 2019

Méritos de uma construção coletiva A semana foi marcada pelo lançamento da 14ª Seleção de Vinhos de Farroupilha. Mas não foi um evento qualquer. É o primeiro concurso a partir da obtenção do título de Capital Nacional do Moscatel, por parte de Farroupilha, outorga que foi concedida no início deste ano pelo governo federal. Também é a primeira Seleção que passa a contar com um comando feminino na Associação dos Produtores de Vinhos, Espumantes, Sucos e Derivados (Afavin), com Rosane Meggiolaro Cappelletti como presidente e Fernanda Tonini como vice (veja mais na Matéria Especial, páginas 2 e 3). Porém, é importante que se destaque que a dupla não chegou à posição na Afavin pelo fato de serem mulheres, muito pelo contrário. Chegaram por méritos e por competência e é justamente por isso que devem ser saudadas à frente da entidade. Tanto a Afavin como a prefeitura, que se manifestou por meio do prefeito Claiton Gonçalves e dos secretários Francis Casali (Turismo e Cultura) e Fernando Silvestrin (Desenvolvimento Rural), fi-

zeram questão de enaltecer as conquistas obtidas pelo setor e como uma acaba desencadeando em outra. Isso desde o surgimento da Afavin e a edição inaugural da Seleção de Vinhos, em 2006, passando pelo Festival do Moscatel, luta pela Indicação de Procedência (IP), inserção dos produtos locais em feiras consagradas, como a Vinitaly, de Verona, onde Francis esteve nas duas últimas edições, até a conquista do posto de Capital Nacional do Moscatel, a mais recente grife da cidade, que soma-se a tantas outras que tornam Farroupilha reconhecida no plano estadual, nacional e até mesmo mundial. Sobram motivos para celebrar. É justamente o setor vitivinícola que consegue enaltecer a potencialidade do município. O sucesso do Festival do Moscatel, que fez com que os organizadores ampliassem sua realização em um sábado neste ano, é um exemplo perfeito. No dia de abertura de venda dos ingressos, mais de mil foram comercializados, não há mais entradas para os sábados e o percentual de ingressos adquiridos por ‘estrangei-

ros’, que foi de 78% em 2018, segundo o secretário Francis, deve superar os 85% neste ano, o que mostra o alcance e boa aceitação que o Festival tem. Muitos não vêm apenas para o evento enogastronômico, mas se hospedam nos hotéis da cidade, compram nos shoppings, almoçam nos restaurantes... enfim, movimentam toda a economia. Como bem destacou o prefeito Claiton Gonçalves, há uma cultura em torno da uva no município e que permanece até hoje, com as mais de 1,3 mil famílias que trabalham na cadeia vitivinícola, conforme dados apresentados pelo secretário Silvestrin. Valorizar esse segmento e ter proporcionado condições para que ele pudesse se desenvolver, como aconteceu com a criação da Seleção de Vinhos e do Festival do Moscatel, não deixa de ser um fator de reconhecimento e respeito às próprias raízes farroupilhenses. Que novas conquistas sejam acrescidas às já obtidas e que o trabalho desenvolvido nesta frente específica inspire outros segmentos a também buscarem um aprimoramento constante.

O caso envolvendo o vereador Raul Herpich (PDT), que está sendo investigado por conta de sua atuação à frente das Cooperativas Habitacionais, nem bem tinha ocorrido, um novo escândalo atingiu em cheio à política farroupilhense. Desta vez, o vereador Sedinei Catafesta (PSD), que é investigado também pelo Ministério Público (MP), suspeito de receber uma propina de R$ 20 mil em uma licitação no tempo em que era presidente do Legislativo (veja matéria na Editoria de Política, página 10). Há uma necessidade urgente de apuração dos fatos. Presidente da Câmara, o vereador Sandro Trevisan (PSB) destacou que não hesitaria em abrir uma Comissão de Ética para investigar o primeiro

caso se o pedido fosse solicitado por algum colega. Fabiano André Piccoli (PT) tomou à frente, mas seriam necessárias pelo menos cinco assinaturas para a instauração. Odair José Sobierai (PSB), Beto Maioli (Rede), Léo Guth (PRB) e Jonas Tomazini (MDB) o acompanharam, mas o ideal era que todos vereadores assinassem o documento. O segundo episódio ocorreu nesta semana. Os casos são sérios e a Casa Legislativa Lidovino Antônio Fanton não pode ficar inerte. Ao que tudo indica, não irá. Cumpre destacar também que, embora a Constituição Federal fale em presunção de inocência, não vivemos um Estado Policial e o histórico do MP de Farroupilha sempre indicou uma atuação criterio-

sa e fundamentada, de sorte que tampouco cabe apontar o trabalho como precipitado ou persecutório. É inegável que existem muitos pontos nebulosos e cabe aos envolvidos fazerem suas defesas e prestarem contas que elucidem as suspeitas. Há muito o que ser esclarecido e é oportuno que se faça de maneira célere. Vivemos um novo momento no País em que a sociedade não tolera mais condutas que estejam à margem da lei ou que deflagrem ações e condutas que desrespeitem a ética, a moral e a honestidade. Que o Legislativo, como epicentro da crise, consiga fornecer as respostas que a comunidade farroupilhense espera, elucidando fatos e, se for o caso, apurando responsabilidades.

Redação - redacao@jornalinformante.com.br

Assinaturas-assinaturas@jornalinformante.com.br

Premente necessidade de apuração

Índice

Editorial

Matéria Especial .................................... Páginas 2 e 3 Editoriais .................................................Página 6 Opinião...................................................... Página 7 Economia .................................................. Página 8 Cidade ........................................................ Página 9 Política ..................................................... Página 10 Educação .................................................. Página 11 Esporte ..................................................... Páginas 12 a 15

Inside

Especial..................................................... Capa Cinemas ..................................................... Páginas 2 e 9 Solidariedade ......................................... Página 3 Gustavo Pimentel ................................... Página 4 Agenda....................................................... Página 4 Gastronomia............................................ Página 5 Guilherme Macalossi ............................ Página 5 Social ........................................................ Páginas 6 e 7 Egui Baldasso ......................................... Página 8 Música ....................................................... Página 8 Lauro Edson Da Cás ............................... Página 9 Sétima Arte .............................................. Páginas 10 e 11 Horóscopo ............................................... Contracapa Saúde, Beleza & Estética...................... 4 páginas Classificados .......................................... 8 páginas

Juliana Inês Casa Barbieri juliana@jornalinformante.com.br Ramon Cardoso ramon@jornalinformante.com.br Yasmin Signori Andrade yasmin@jornalinformante.com.br

Comercial-comercial@jornalinformante.com.br Fabiano Luiz Gasperin gasperin@jornalinformante.com.br Maria da Graça Potricos Leite maria@jornalinformante.com.br

Anúncios - anuncios@jornalinformante.com.br Marcelo Bortagaray Mello marcelo@jornalinformante.com.br Tiago Rodrigues da Silva tiago@jornalinformante.com.br

Financeiro-financeiro@jornalinformante.com.br Keli de Almeida Maciel keli@jornalinformante.com.br

Assinatura Bienal: R$ 240,00 Assinatura Anual: R$ 140,00

Telefones (54) 3401-3200 / (54) 3401-3201 (54) 3401-3202 / (54) 3401-3203

Endereço Rua Dr. Jaime Romeu Rössler, 348, Bairro Planalto

Colunistas Crônicas da Redação Dolores Maggioni Egui Baldasso Fabrício Oliboni

Guilherme Macalossi Gustavo Pimentel Lauro Edson Da Cás Paulo Roque Gasparetto

A manifestação dos colunistas é livre e independente e não necessariamente reflete a opinião do Tabloide sobre os temas abordados nas colunas

@PaperInformante www.jornalinformante.com.br

/jornalinformante


7

FARROUPILHA, 5 DE JULHO DE 2019

É tempo de reforma Germano Rigotto * Por que o povo foi para as ruas nos últimos anos? Não existe uma única resposta para essa pergunta. As manifestações tinham, claramente, um caráter político – o que não as descredencia. Mas é preciso extrair delas uma motivação mais profunda, que explique o que foi capaz de levar tantos brasileiros de bem a dedicar seus domingos a um protesto em favor do país. O ato tem consigo uma demonstra-

ção de fé no Brasil, de patriotismo. Se as pessoas pedem mudanças, é porque não querem desistir da nação. Mais do que nomes e partidos, mais do que a simples troca de comando do país, mais do que ideologias, está na alma do brasileiro uma profunda vontade de transformação. Note-se: uma prática de conformismo e comodismo foi rompida como claro sinal à classe política. E esse clamor é ordeiro e democrático, vindo de todos os setores. Há os tresloucados e histriônicos, mas a

grande maioria quer viver e deixar como legado um país melhor aos seus filhos. Chamo isso de espírito de reforma. Há abertura para mudanças em todas as áreas, mesmo com as doses de sacrifício que se fizeram necessárias. O país já sofreu demais nos últimos anos, especialmente com o desemprego e a criminalidade. Nossa Constituição como um todo, datada de 1988, e nosso modelo político, especificamente, ainda mais arcaico, já não respondem mais aos parâmetros da sociedade moderna. O sistema tributário, dos mais complexos e caros do planeta, trava a economia – ao invés de promover o desenvolvimento. As instituições se dis-

tanciaram da sociedade, que não se sente mais representada. A crise é geral e irrestrita, mas os brasileiros não querem rompimento; querem construção, e pela via da democracia e das reformas. A terra das consciências está mexida para uma nova lavoura. Apesar dos muitos pesares, sou otimista – pelo menos em relação ao sentimento do povo. Que o temor, a angústia e a desesperança se transformem em atitude. Sem medo e com esperança, é tempo de reformar o país.

Naquele trágico jogo do dia 5 de maio nas Castanheiras, eu fui o comentarista durante a transmissão da Rádio Miriam. O Brasil levou três do Esportivo. De fato, foi decretado que o Brasil não iria permanecer mais na Divisão de Acesso e o jogo seguinte foi a confirmação do Brasil na Terceirona. Dia triste, meu primeiro jogo como comentarista e o resultado não foi nada bom. O ano de 2019 raiou e com ele muitas dúvidas, entre elas o futuro do Brasil. Até se cogitou em não disputar a Terceira Divisão. Mas a diretoria persistiu e decidiu jogar e aí veio uma imensa reformulação. A juventude tomou conta do time. O time, que antes tinha desconfiança, partia para um grande desafio. Não teve batalhas homéricas, mas protagonizou uma classificação eletrizante. Aos poucos

o time foi crescendo e cada vez mais se desenvolvendo. Da derrocada à ascensão. As dúvidas trouxeram a certeza. Era 30 de junho, um domingo chuvoso e com temperatura amena. O Estádio das Castanheiras, um grande palco de vitórias e de frustrações, contou com um bom público, que nem o clima os afastou. Vivenciamos um típico jogo de Gauchão raiz, divididas fortes, garra, vontade, chuva, poças de água e os famosos rasantes de quero-quero. O Brasil saiu em vantagem em 2x0, ainda na primeira etapa. O Santo Ângelo, adversário desta batalha, errou um pênalti. Caso convertesse, o resultado poderia ter sido outro. O segundo tempo veio e com ele a tensão que a cada minuto que passava aumentava. Penalidade para a equipe adversária, que converteu. O gol calou por uns instantes a torcida.

Aquela angústia aflorou os ânimos. O jogo se encaminhava para seu final, o árbitro da partida marcou seis minutos de acréscimos. Caso ocorresse o empate, estaríamos fora e o sonho de voltar à Divisão de Acesso acabava. Parecia que já tinha visto o roteiro e o final desse filme mais de uma vez. Mas eis que o ruído do apito finalizava a partida e conquistávamos o acesso. O grito e a euforia, em meio a algumas lágrimas, contagiaram o Estádio. Sim, o final foi diferente. Voltamos para a Segundona, a comunidade pôde sorrir e os atletas vibravam e se atiravam em meio aquele lamaçal. Avante, Brasil! Voltamos e segue o sonho de chegar à elite, que faz nosso coração pulsar cada vez mais forte.

A Divisão de Acesso é logo ali Juliano Baumgarten * O ano de 2017 foi para contar a história do Brasil de Farroupilha para os pequenos, por meio do meu livro “O Pequeno Dragãozinho”. Projeto que dava sequência ao trabalho do resgate histórico que tinha sido começado com o Mini Memorial, lá em 2014. O time não andava muito bem naquele ano, mas o pior estaria por vir. A desconfiança e a falta de apoio da torcida em 2018 eram visíveis. A presença de público havia diminuído significativamente. O Brasil, nos últimos anos, sempre esbarrava e batia na trave nas tentativas do acesso à tão sonhada Primeira Divisão. Várias vezes estava tudo certo para subir e no final ocorria o desapontamento com a desclassificação e a eliminação.

Os 25 anos do Plano Real: FHC e a liderança democrática Rodrigo Augusto Prando * O Brasil não seria, hoje, o que é sem o Plano Real. O controle da hiperinflação diretamente e, indiretamente, a estabilidade econômica e os elementos atinentes à reforma do Estado e à Lei de Responsabilidade Fiscal são frutos do plano econômico que teve na figura de Fernando Henrique Cardoso (FHC) e outros aquilatados economistas seus principais atores. FHC, como sabemos, foi ministro de Itamar Franco: primeiro, das Relações Exteriores; e, depois, da Fazenda. O cenário econômico era horrível e ser nomeado ministro da Fazenda, cujo objetivo seria o controle da inflação foi, por muitos, considerado o início do fim da carreira política de FHC. Mas, ao contrário, o ministro tucano vislumbrou, conscientemente, a oportunidade de conjugar sua virtù à fortuna. Não foram poucos os que tinham falhado na árdua e hercúlea tarefa de controlar a hiperinflação que assolava,

há tempos, o Brasil. FHC não é economista de formação e sim cientista social e isso, no meu entender, fez toda a diferença. Ao ser guindado à condição de ministro da Fazenda, já era político experimentado e, ainda, já havia angariado a fama de um “intelectual que liderava intelectuais”. Sua trajetória acadêmica, sua dimensão na vida pública e na carreira política são assaz conhecidas. Há dezenas de obras, livros, artigos científicos, documentários e filmes sobre os atores e os fatos que desencadearam na criação do Plano Real e na eleição e reeleição de FHC como presidente do País. O plano, em si, é considerado uma das obras primas da engenharia econômica contemporânea, pois não significou, apenas, o controle inflacionário, mas também a estabilidade da economia e enfrentamento das finanças públicas caóticas e do Estado patrimonialista tão arraigado em nossa sociedade. Não foi, todavia, um plano perfeito. Er-

ros estiveram presentes em sua formulação e implantação, mas, no limite, no balanço geral, o saldo foi francamente positivo. Em muitas situações, a equipe econômica esmoreceu e titubeou e de forma realista, pois a situação e a classe política poderiam colocar tudo a perder em poucas ações. Dentro do grupo, assumindo sua liderança, FHC insistiu na tese de uma “pedagogia democrática”, em tornar públicas todas as ideias e as fases do plano econômico. Assim, com paciência e o didatismo peculiar ao professor de Sociologia, FHC foi, cotidianamente, explicando aos atores políticos, aos formadores de opinião e à sociedade brasileira que o processo então em voga não levaria a nenhum choque, congelamento e, mais difícil ainda, explicar a existência da URV. E, como não poderia deixar de ser, contra as vozes oposicionistas – O PT à frente – o plano foi colocado em prática e não apenas uma moeda foi trocada, mas mudanças nas formas de pensar e agir em relação

* Ex-governador do Rio Grande do Sul, presidente do Instituto Reformar

* Professor à Economia e ao Estado. O pessimismo, muitas vezes bem fundamentado, era, por FHC, substituído por um termo de sua predileção: uma “utopia possível”. Em seu livro “A Arte da Política: A História que Vivi”, FHC afirma que: “O pragmatismo responsável, no entanto, não explica a mudança. Sem uma liderança capaz de apresentar um caminho aceito como válido pela maioria não acontecem transformações significativas numa sociedade democrática. E essa aceitação não se dá às cegas. Sem uma pedagogia democrática, sem que haja o convencimento, quer dizer, o esforço para ‘vencer juntos’, a ordem tradicional prevalece sobre os ímpetos modernizadores e mudancistas”. A capacidade intelectual e de liderança de FHC, somadas às ideias de um grupo de brilhantes economistas, foram fundamentais para o sucesso do Plano Real. Foi um sociólogo-político que, democraticamente, fez o meio de campo entre as teses áridas da Economia e as expectativas dos políticos e da sociedade. O controle da inflação e a estabilidade da economia é marca de FHC e seu governo, inegavelmente. Em tempos que pululam fake news e desprezo à política, é bom rememorar essa história. * Cientista Político e professor da Universidade Presbiteriana Mackenzie


8

FARROUPILHA, 5 DE JULHO DE 2019

EMPRESARIAL

“Conversa com a Nádia” em jantar da CICS Encontro será na próxima quarta, no Restaurante Parque dos Pinheiros, numa promoção do Núcleo da Mulher Empreendedora

P

rimeira mulher a presidir a Câmara de Indústria, Comércio, Serviços e Agronegócios (CICS) de Farroupilha, Nádia Emer Grasselli será destaque no Jantar das Mulheres Líderes da próxima quarta, no Restaurante Parque dos Pinheiros, às 19h30min. Empresária contabilista, com experiência de 47 anos na área, economista e vice-presidente do Conselho Regional de Contabilidade do Rio Grande do Sul, Nádia abordará questões que envolvem profissão, gerenciamento do tempo e harmonia entre vida pessoal e carreira.

Divulgação

“Será num formato Talk Show e minha intenção é contribuir com a CICS, com as mulheres. Abordar um pouco essa questão da mulher que trabalha fora, que é ativa na profissão e o equilíbrio necessário com a família, a necessidade de ter um parceiro ciente de seus objetivos”, destaca Nádia, que responderá questionamentos do público e dos promotores do evento. A ação é encabeçada pelo Núcleo da Mulher Empreendedora da CICS e o jantar é por adesão, no valor de R$ 48,00, pago diretamente ao restaurante. Reservas podem ser feitas pelo fone 3261-3460 ou pelo e-mail cics@cicsfarroupilha.com.br.

Jantar das Líderes Encontro proposto pela CICS será pautado em conversa com Nádia e vale lembrar que é aberto também ao público masculino

Programe-se O que: Jantar das Mulheres Líderes, com Nádia Emer Grasselli Quando: próxima quarta, às 19h30min Onde: Restaurante Parque dos Pinheiros (Independência, 22, bairro do Parque) Quanto: R$ 48,00 jantar por adesão. Reservas pelo fone 3261-3460 ou pelo e-mail cics@cicsfarroupilha.com.br

Finanças Inscrições para Seminário de Viticultura

Na próxima quarta acontece o 1º Seminário Farroupilhense de Viticultura que será no salão da comunidade de Santos Anjos (4º Distrito). Haverá palestras e atividades em campo. O encontro inicia às 9h e as vagas são limitadas. Inscrições podem ser feitas pelos fones 3261-1735 ou 999.496.048. A promoção é do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural, junto a diversas entidades.


9

FARROUPILHA, 5 DE JULHO DE 2019

Fabiano Gasperin

RotaRy faRRoupilha

Novo comando

Jadriani Pellizza passa a presidência para Arcelino Bottin Tivemos ótima sintonia com as gestões dos outros clubes de serviço Saio da presidência, mas não do Rotary. Podem contar comigo”, declarou Pellizza. O novo mandatário seguiu a linha. “Estou assumindo com muita vontade e conto cm a ajuda dos companheiros para, além de mantermos os projetos, se possível, aperfeiçoá-los. Tenho certeza que será um grande ano para todos nós. Vamos em frente”, conclamou o novo presidente do Rotary Farroupilha. O último clube de serviço a efetuar a troca na presidência é o Rotary Nova Vicenza, no dia 11.

Rotary Farroupilha (gestão 2019/2020)

Presidente: Arcelino Bottin Vice-presidente: Marciano Lazzari Secretário: Daniel Krahn Tesoureiro: Éder Tondello Protocolo: José Carlos Trujillo Comissão de Administração: Clarimundo Grundmann Comissão de Imagem Pública: Fabiano Loronha Comissão de Desenvolvimento do Quadro Social: Gedeão Lutz Comissão da Fundação Rotária: Pedro Grisa Comissão Pró Juventude: Anazilda Theodoro Comissão de Projetos Humanitários: Vera Sebben

Gestão 2019/2020 Nova diretoria tomou posse na segunda à noite, em evento realizado no Parque dos Pinheiros

Obituário 27 de junho Marcos Vincio de Oliveira Silva, 51 anos. Sepultamento no CPM; Vitalvino Cortelletti, 85 anos. Memorial Crematório São José, de Caxias do Sul; Valmor Cambruzzi, 77 anos. Sepultamento no cemitério de Nova Vicenza. 28 de junho Olinda Peccin Frá, 105 anos. Sepultamento no CPM; Padre Benicio Tamanini, 77 anos. Sepultamento no cemitério de São Jorge; Arlete Terezinha Soares de Almeida, 50

anos. Sepultamento no CPM. 30 de junho Antonio José Weis, 86 anos. Sepultamento no CPM; Mario Perini, 89 anos. Sepultamento no CPM. 1º de julho Elma Fitarelli Roncatto, 89 anos. Sepultamento no CPM; Pedro Dal Pizzol, 77 anos. Sepultamento no cemitério de Monte Bérico (3º Distrito). 4 de julho Diego Martini, 36 anos. Sepultamento no cemitério de Tupanci do Sul.

Alguém quer me adotar?

Elaine Kist

A

semana foi aberta com a mudança no comando do Rotary Farroupilha. Jadriani Pellizza encerrou sua gestão e passou a presidência para Arcelino Bottin. A cerimônia, ocorrida no Parque dos Pinheiros, iniciou com o ingresso de Angela Maurer e Adriana Bogoni como novas companheiras do clube de serviço. “Foi uma grande honra. Só tenho que agradecer a todos os companheiros. Fizemos muito pela comunidade e sem esse apoio não conseguiríamos.

Bella é dócil e se dá bem com outros cachorros. Ela é de porte médio e aguarda adoção. Foi resgatada prenha e maltratada e hoje vive em um hotel para cães. Os filhotes foram adotados e agora Bella quer uma chance. Interessados podem manter contato pelo fone 999.371.647.


10

RODOVIAS

FARROUPILHA, 5 DE JULHO DE 2019

SUSPEITA

Debate sobre Catafesta é investigado a situação das estradas

Vereador é suspeito de receber R$ 20 mil em propina, numa fraude à licitação que teria ocorrido em 2014, na época em que presidia o Legislativo farroupilhense

O

s cinco deputados estaduais da Serra: Fran Somensi (PRB), que foi autora da proposta, Elton Weber (PSB), Carlos Búrigo (MDB), Pepe Vargas (PT) e Neri, o Carteiro (Solidariedade), encabeçaram audiência pública que aconteceu na segunda, na Câmara de Vereadores de Caxias do Sul. para discutir a condição das estradas da Serra. A deputada Fran reforçou que o intuito foi de fazer um levantamento das demandas e buscar soluções para as rodovias de maneira conjunta. Claiton Gonçalves, prefeito de Farroupilha, defendeu que as obras podem ser executadas por parcerias entre as prefeituras e empresários da região, a exemplo do que foi feito na cidade, com o trevo da Tramontina. No encontro, Juvir Costella, secretário estadual de Logística e Transporte, destacou que as obras de reparação na ERS 122, entre Farroupilha e São Vendelino, devem iniciar nos próximos dias. Esta foi a primeira de uma sequência de três audiências públicas para tratar do tema. As próximas serão realizadas em agosto, nas cidades de Gramado e Vacaria. Ao fim da terceira audiência será formatado documento e entregue ao governo do Estado.

O

vereador Sedinei Catafesta (PSD) que retornou à Casa Legislativa nesta semana, está sendo investigado pelo Ministério Público sob suspeita de receber R$ 20 mil de propina durante seu mandato como presidente da Câmara de Vereadores, em 2014. Na época, era filiado ao PROS e teria recebido o valor numa licitação fraudada. Catafesta, até a última sexta, era secretário municipal de Esporte, Lazer e Juventude, e retornou na segunda à Câmara de Vereadores, ocupando vaga de Raul Herpich (PDT) que está sendo investigado pelo desvio de R$ 1,1 milhão de duas Cooperativas Habitacionais as quais presidia. A investigação de Catafesta está ocorrendo desde 2015, quando o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) do Ministério Público de São Paulo, instaurou a investigação da prática de crimes na cidade de Limeira, após denúncia contra uma empresa de móveis, de propriedade de Daniel Palmeira de Lima, que fraudava licitações e corrompia servidores. A investigação apontou cidades onde o esquema teria sido realizado, entre elas Farroupilha, onde a empresa de Lima venceu a licitação para venda de arquivo para guardar documentos na Câmara de

Vereadores, no valor de R$ 78.840,00. Conforme análise do MP, o proprietário da empresa articulou com o vereador e seu assessor Alex Sandro Weirich, uma recompensa para que fizessem uma especificação que impossibilitaria concorrência na licitação. Identificou-se ainda que teria sido depositado o valor de R$ 20 mil na conta da esposa de Catafesta, Daniela Pegoraro Panegaz. Em nota divulgada por Catafesta na tarde de quinta, assinada por ele e pelo advogado de defesa Gustavo Nagelstein, o vereador esclarece que o arquivo adquirido não possui sobrepreço, sendo a compra aprovada pela comissão licitatória e chancelada pelo Tribunal de Contas do Estado no mesmo ano. Cita que os R$ 20 mil apontados é fruto de uma transação fracassada cujo distrato aconteceu próximo à data da licitação, o que levantou suspeitas, uma vez que por mais de dois anos teve duas lojas de móveis, em Garibaldi e em Gramado dos Loureiros. “A justiça há de prevalecer no processo judicial. Mas, desde logo, quis vir a público para fazer estes apontamentos, pois desejo, enquanto os fatos ainda não são julgados, dar tranquilidade aos cidadãos de que, da parte deste agente público, nunca houve qualquer ato ímprobo e que sempre se teve em mente o interesse público, jamais o particular”, aponta a nota de Catafesta.


11

FARROUPILHA, 5 DE JULHO DE 2019

Fotos: Juliana Inês Casa Barbieri

OBMEP 2018

Mentes matemáticas Dois alunos farroupilhenses viajam a Salvador e serão premiados com medalha de ouro na Olimpíada Brasileira

I

asmin de Lima de Oliveira e Pedro Thomaz Conzatti Martins têm mais do que talento nas Exatas, são destaques nacionais e na segunda estarão em Salvador recebendo a medalha de ouro na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP). Pedro tem 17 anos e é estudante do 3º ano do Técnico em Informática integrado ao Ensino Médio do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFRS). Foi ainda

premiado em 2017 com o bronze. Já Iasmin, aluna do 8º ano da Escola Estadual Carlos Fetter, é bicampeã no ouro. Também conquistou o feito em 2017 e continua empenhada na Olimpíada. Sábado acontece em Porto Alegre a entrega de certificado aos alunos ouro na OBMEP e das medalhas aos que são prata e bronze no Estado, também aos docentes e escolas destaques. Os vencedores nacionais receberão medalhas em Salvador, na segunda.

Determinação Ganhou bronze na edição de 2017 e desta vez Pedro é medalha de ouro

Alunos de Farroupilha premiados na OBMEP 2018 Ouro Prata

Iasmin de Lima de Oliveira (Carlos Fetter) Pedro Thomaz Conzatti Martins (IFRS)

Bronze

Eduardo Toffolo (IFRS) Gabriel Muller (IFRS)

Eduardo Luiz Wittmann (Escola Municipal Ângelo Chiele) Henrique Gabriel Albring (Escola Municipal Nossa Senhora de Caravaggio) Guilver Inacio Dornelles (Escola Estadual José Fanton) Arthur Colognese Busetti (Escola Municipal Oscar Bertholdo) Diogo Cerentini (Escola Municipal Cinquentenário) Pietro de Oliveira Bortolini (Escola Municipal Ângelo Chiele)

Bicampeã Iasmin repete o ouro e o reconhecimento será com viagem a Salvador para receber medalha


12

FARROUPILHA, 5 DE JULHO DE 2019

CONQUISTA INVICTA

Volta à Segundona: um acesso redentor Traumatizado por seguidos insucessos, muitos deles em casa, Brasil é letal no início do confronto decisivo e segura vantagem

Estádio das Castanheiras era um misto de euforia com tensão, de esperança com desconfiança no chuvoso domingo à tarde. O mau tempo, aliás, era um componente a mais de uma decisão que se revelaria nervosa até mesmo com campo seco, quem dirá com ele enlameado. Mas logo o torcedor percebeu que o dia seria diferente, que os insucessos pregressos seriam uma página virada.

Ramon Cardoso

O

Brasil

O zagueiro Andrion, aos 5 minutos, aproveitando rebote do goleiro, e o capitão Luiz Carlos, aos 11, de pênalti, deram ao Brasil uma vantagem confortável, que não foi diminuída por conta de uma grande defesa do goleiro Diego e de um pênalti perdido pelo Santo Ângelo. A cobrança fatal, chutada para fora, era mais um indicativo de que a sorte estava do lado farroupilhense. O 2º tempo estava controlado, até um novo pênalti, já na reta final do duelo. Convertido pelo volante Thiago, ele fez os últimos minutos se transformarem em agonia. Até mesmo os gritos de incentivo da torcida, que compareceu em bom número e apoiou o time do início ao fim, ecoavam com certa tensão. O apito final foi de alívio e a chuva para lavar a alma. Uma redenção há muito desejada e que recolocou o Brasil na Segundona Gaúcha em 2020.

Êxtase Atletas, comissão técnica, direção, torcedores... faltou espaço para o tamanho da alegria no festivo vestiário rubro-verde


13

FARROUPILHA, 5 DE JULHO DE 2019

PILARES DA CONQUISTA

Diferenciais de uma campanha histórica Todos tiveram parcela de contribuição no triunfo rubro-verde, mas listamos cinco destaques que foram decisivos no Brasil

O xerife

O maestro

O goleador

O comandante

O goleiro Diego fez uma temporada em alto nível. Seguro nas saídas de gol e ágil debaixo das traves, realizou defesas com grau de dificuldade elevado, como no duelo decisivo contra o Santo Ângelo, uma em cada tempo. Teve uma fissura na costela que o afastou de alguns jogos, mas voltou na semifinal para auxiliar e muito na conquista do acesso. Passava tranquilidade para o sistema defensivo.

O zagueiro Andrion foi outro que, não somente cumpriu seu papel na defesa, como foi ao ataque marcar, como no confronto da semifinal. Voluntarioso, foi deslocado para atuar de volante no 2º tempo do duelo derradeiro contra o Santo Ângelo e teve atuação de gala. Foi um limpa trilho à frente da zaga rubro-verde. Sua dedicação e raça contagiaram companheiros e torcida.

Veterano em um time de garotos, o capitão Luiz Carlos foi o maestro da equipe. Ditou o ritmo do Brasil em praticamente todos os jogos e ainda marcou nas quartas e na semifinal, gols que contribuíram para a classificação à Segundona. É o clássico camisa 10, um produto em falta no futebol brasileiro e, por isso, necessário para qualquer time. Foi o toque de experiência na equipe rubro-verde.

Outro destaque foi o centroavante Almeida. Sempre bem colocado, foi letal e regular durante toda a competição. Perturbou defesas, segurou a bola na frente, fez paredes, atuou como pivô, caiu pelos lados do campo, criou situações de gol sozinho e, claro, foi às redes. Marcou 8 gols na campanha rubro-verde. Extremamente técnico, é o típico 9, outro exemplar cada vez mais raro no futebol nacional.

Rei do acesso com 14 obtidos na carreira como atleta, o ex-centroavante Alê Menezes celebra o seu primeiro como técnico. Com o grupo na mão, parecia mais um jogador à beira do campo do que propriamente um treinador e conseguiu transmitir isso aos atletas rubro-verdes. Fez um trabalho elogiável à frente do Brasil, especialmente pelo pouco tempo de preparação. Soma, agora, 15 acessos.

Fotos: Ramon Cardoso

O paredão


14

FARROUPILHA, 5 DE JULHO DE 2019

Carta do Editor: valeu demais, presidente !!! Ramon Cardoso

Ramon Cardoso *

S

ão muitos os responsáveis pelo acesso do Brasil à Segundona Gaúcha, uma obra coletiva, sem dúvida. Seria necessária, talvez, uma Edição inteira para nomeá-los e ainda assim, com o risco de esquecer alguém. Mas tenho a mais absoluta certeza de que todos que contribuíram para o sucesso, hão de concordar comigo: se esse triunfo pode ser pessoalizado, ele encontra em Elenir Bonetto a figura mais emblemática. O presidente rubro-verde foi gigante. No primeiro momento quando o clube, diante da falta de recursos, sucumbiu no ano passado, caindo para a Terceirona. Tão logo ocorreu o insucesso, seria compreensível e natural que Bonetto não mais concorresse a um novo mandato. Seu primeiro ato de grandeza foi o de seguir, o de continuar. Ele não me falou isso, mas sentia-se responsável pela queda. O regime é presidencialista e é muito natural que o peso de insucesso tenha, na figura presidencial, seu carimbo. Particularmente, não via o presidente como responsável. Quem acompanha, ainda que de maneira superficial, como é fazer futebol no interior gaúcho, as dificuldades, a falta de recursos, o descaso da Federação Gaúcha de Futebol (FGF), sabe que os que atuam na área são heróis. A esmagadora maioria não ganha nada e abre mão de família e carreira para se dedicar voluntariamente aos clubes, sofrendo pressões de toda ordem, de corneteiros a pseudo torcedores. Carregam nas costas o peso de representar uma comunidade.

Amor ao Brasil Desde 2016, Bonetto preside o clube e ficará marcado pela histórica volta por cima desta temporada

Evidente que Bonetto achava-se responsável pelo revés rubro-verde. Mas o fracasso dentro de campo não o abalou e o trabalho seguiu firme e forte. As categorias de base se fortaleceram e as meninas rubro-verdes fizeram algo extraordinário em seu ano de estreia no Gauchão Feminino, chegando à semifinal, escrevendo um dos capítulos mais bonitos da história recente do Gigante das Castanheiras. O vínculo com a torcida, aos poucos, foi sendo resgatado. Porém, não resta a menor dúvida que a meta do presidente era a de recolocar o Brasil na Segundona. Embora os resultados tenham contribuído, quem foi às Castanheiras neste ano, ainda que poucos torcedores em alguns jogos, foi com o propósito de abraçar o time. Após o acesso, obtido com todos os ingredientes de um típico jogo de futebol gaúcho raiz, com chuva, barro, lama, frio e disputa a cada palmo de campo, o choro foi algo inevitável no rosto de muitos, inclusive do presidente. Assim que ele cessou e o encontrei no festivo vestiário, fiz questão de o cumprimentar de

maneira efusiva e falei, sem titubear. “Presidente, ninguém merece mais essa conquista do que o senhor”. A resposta de Bonetto o deixou ainda maior. “Que nada, todos merecem. Todos que contribuíram com o Brasil são merecedores desse acesso. Todos os clubes que, em algum momento, caíram, voltaram mais fortes. É o que aconteceu agora e ainda vai acontecer conosco”, falou, já projetando a Segundona em 2020. Quem conhece o presidente sabe que foi uma das falas mais longas de seu mandato. O mandatário rubro-verde é de poucas palavras, mas de muito trabalho e dedicação ao clube. Sei que depois de tantos tropeços em momentos decisivos, alguns deles em casa, era natural uma certa aflição e desconfiança. Havia uma tensão no ar e aquela pergunta que não queria calar: “Será que vamos novamente ficar pelo caminho?”. Seria muito cruel o Brasil ter permanecido na Terceirona, com todo respeito às demais agremiações. Sei também que é na dor que o amor por

um clube de futebol se fortalece. É experimentando o sabor amargo da derrota que esse carinho aumenta. E um ponto positivo deste ano foi essa reconexão do Brasil com seus torcedores, com os verdadeiros rubro-verdes, que desejam o melhor para o clube, que vivem o clube e que tem as Castanheiras como segunda casa. Não há patrimônio maior para um clube de futebol do que sua torcida, independente do tamanho. Seja ela de milhões de torcedores, espalhados até mesmo mundo afora, ou no universo restrito de uma comunidade. Meu amor pelo clube, uma herança paterna, de quem jogou e trabalhou no Brasil, está imune a qualquer tipo de revés. Estaria nas Castanheiras ano que vem, em nova disputa de Terceirona, com o sentimento pelo clube intacto. E sei que muitos torcedores fariam o mesmo. Mas por toda essa história, esse compromisso, essas provações a que o rubro-verde se sujeitou, o acesso foi justo e redentor. Minha história com o Brasil vem dos anos 80 e já relatei ela em algumas oportunidades. Juntava, com os meus primos, cujos pais também jogaram pelo clube, pedaços de tijolos que serviriam de um assento improvisado para acompanhar os jogos na Baixada, com o nariz colado no alambrado. É uma experiência transcendental, que levo no coração. Por isso, presidente, esse acesso teve um valor tão significativo. Por isso, discordo e reafirmo: ninguém mais do que o senhor merecia essa conquista. Valeu demais, presidente. E chega de “vamos subir, Brasil”. Desta vez, subimos. * Editor do Jornal Informante


15

FARROUPILHA, 5 DE JULHO DE 2019

TAÇA EM JOGO

Vale o caneco da Terceirona Gaúcha Com campanhas praticamente idênticas, Brasil e Guarany de Bagé começam a decidir competição estadual no domingo

m disputas que não são de pontos corridos, geralmente nem sempre dá a lógica. Não foi o caso da Terceirona Gaúcha. Brasil e Guarany de Bagé foram absolutos desde o início da fase classifi-

Venda de ingressos

Eles serão comercializados a R$ 15,00 o masculino e R$ 8,00 o feminino, estudante e idoso. Sócios 2019 têm entrada franca. Eles podem ser adquiridos antecipadamente na Hermelu Esportes (Independência, 566), Yeah Capas e Acessórios (Cel. Pena de Moraes, 547) ou na Imobiliária Conceitto (Cel. Pena de Moraes, 513, térreo).

Sorteio de ingressos

Como de costume, o Jornal Informante sorteia dois ingressos para o primeiro duelo decisivo da Terceirona Gaúcha. Para participar, basta compartilhar, no modo público, nesta sexta, a postagem da promoção no Facebook do Tabloide. Participe e boa sorte.

Preliminar Copa Farroupilha União de Clubes chega à semifinal

A Copa Farroupilha define finalistas neste sábado, na Linha Sertorina. Na etapa não há vantagem. Ocorrendo empate, definição nos pênaltis. Semifinal (neste sábado, em Linha Sertorina, a partir das 13h30min) Gaúcho x Paysandu Titanium x Lyon

Ramon Cardoso

E

Brasil

catória, lideraram com folga seus respectivos grupos e chegam à decisão invictos, com performances praticamente idênticas. O time bageense leva vantagem no saldo de gols, com dois a mais que o farroupilhense. Ou seja, a dupla ascendeu à Segundona e chegou à final com mérito (veja ao lado). Alê Menezes conta com apenas um desfalque para o duelo dominical, o meia e capitão Luiz Carlos. O time deve ser o mesmo que venceu o confronto que valeu o acesso e busca fazer bom uso do fator local para obter uma vantagem que dê tranquilidade para a partida derradeira, em Bagé. A taça seria a cereja do bolo de um ano memorável.

Foco no título Celebrado o acesso, é hora de atenção total na final do estadual, que inicia pelas Castanheiras

As campanhas dos finalistas Equipe P Brasil 30 Guarany 30

J 14 14

V 8 8

E 6 6

D 0 0

GM 24 21

GS 11 6

SG 13 15

Terceirona Gaúcha (primeiro jogo da final) Time base Time base Éder Diego Raphinha Dennys Igor Andrion Caio Darlan Jaime Eduardo Roger Erick Baggio Souza Diego Abreu Hiago William Guedes (Andrei) Emanuel (Romarinho) Robinho Wellington Santos Itamar Almeida Técnico Técnico Vanderson Pereira Alê Menezes Estádio das Castanheiras, em Farroupilha. Domingo, às 15h

X


MATÉRIA ESPECIAL

CIDADE

Com elas no comando Troca na presidência Fotos: Fabiano Gasperin

Fernanda Tonini e Rosane Cappelletti brindam a Seleção de Jadriani Pellizza encerra gestão no Rotary Club Farroupilha estreia da dupla à frente da Afavin Páginas 2 e 3 e Editorial e entrega cargo para o empresário Arcelino Bottin Página 9 Divulgação

INSIDE

Prática e essencial

Alice Salazar apresenta workshop de maquiagem na próxima terça Capa

ECONOMIA

Nádia Grasselli no Jantar das Mulheres Líderes

Network e boa conversa em encontro promovido quarta pela CICS Página 8 INSIDE

Campanha Pet está arrecadando doações

Cobertores e agasalhos vão auxiliar animais do Abrigo Municipal Página 3


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 5 DE JULHO DE 2019

CORPO E MENTE

Equilíbio e saúde pela neurolinguística Grupo de voluntárias do Hospital Beneficente São Carlos promove palestra na próxima terça com foco na qualidade de vida “É importante a comunidade participar, ajudar o Hospital e conhecer mais sobre saúde. Os ingressos devem ser comprados com antecedência e tem tido boa procura”, assegura Lourdes Refosco, presidente das Voluntárias da Saúde, que atuam em prol do Hospital Beneficente São Carlos (HBSC). A Programação Neurolinguística é uma ciência que trata da experiência humana subjetiva, do funcionamento cerebral e como administra as informações do mundo externo. A palestra terá como foco a melhora na qualidade de vida, promovendo pensamentos e comportamentos assertivos para promoção da saúde. Ingressos estão sendo comercializados a R$ 15,00 e podem ser adquiridos com as Voluntárias, no HBSC, Centro de Pinturas ou na loja Toque de Classe. O Hospital também solicita a doação de alimentos e as maiores necessidades da instituição são açúcar, leite, óleo, café, farinha de trigo e fermento em pó químico.

Divulgação

D

ois palestrantes poderão ser acompanhados pela comunidade na próxima terça, numa ação encabeçada pelas Voluntárias da Saúde. Lembrando o Dia Mundial do Hospital, a proposta é reunir a população para pensar sobre o bem-estar de maneira integrada: corpo e mente num único sistema. O tema é “Uma Visão da Saúde Através da Programação Neurolinguística” e será às 19h29min, no Campus Farroupilha da Universidade de Caxias do Sul (UCS). A proposta veio da quiropraxista Flávia Flores e da fisioterapeuta Fernanda Flores Barbieri, que viabilizaram o encontro com os profissionais que são referências no assunto. Os palestrantes serão Michelle Pajak que é psicóloga, especialista em avaliação psicológica e neuromarketing, master e advanced practitioner em Programação Neurolinguística (PNL), self coach e coach sistêmico. O outro é Jarilson Zanetti, que é engenheiro metalúrgico, gestor e auditor de sistema de Qualidade e Ambiental, master e advanced practitioner em PNL e coach sistêmico. O casal é de Canoas e administra treinamentos em programação neurolinguística por meio do Instituto Nacional de Excelência Humana (Inexh).

Programe-se O que: Palestra “Uma Visão da Saúde Através da Programação Neurolinguística” Quando: próxima terça, às 19h29min Onde: UCS Campus Farroupilha (Rodovia dos Romeiros, 567) Quanto: R$ 15,00 e a colaboração com alimento, preferencialmente açúcar, leite, óleo, café, farinha de trigo e fermento em pó químico. Ingressos com as Voluntárias da Saúde, no Hospital Beneficente São Carlos, Centro de Pinturas e na Toque de Classe

xxxxxx xxxxxxxx

Especialistas Zanetti e Michelle estarão na cidade abordando saúde e programação neurolinguística


Compromisso com a Cidade. Compromisso com Você

FARROUPILHA, 5 DE JULHO DE 2019

Como manter a beleza durante a gestação? Aposte na Drenagem Linfática Equipe Espaço da Beleza *

A

lguns tratamentos e técnicas estéticas podem proporcionar diversos benefícios às gestantes, que muitas vezes sofrem incômodos com determinados sintomas da gravidez. Conheça na sequência as partes do corpo que mais sofrem com o aumento do peso.

Pernas As pernas podem sofrer com inchaço, celulite e varizes, por isso é necessário cuidar delas. Procure manter o peso adequado. Evite ficar muito tempo em pé; repousar com as pernas elevadas e passar cremes e óleos para estimular a circulação. Exercícios físicos leves, moderados e drenagem linfática. Barriga Sua barriga vai crescer muito ao longo dos nove meses de gestação e, para prevenir o surgimento de estrias, comece

desde o início a hidratá-la. Bus seguros para grávidas.

Pés O aumento do peso e o inc podem sofrer com rachaduras imunidade. Use sapatos confor para ajudar na hidratação e cir

Drenagem Linfática Aposte na Drenagem Linfática dar a aliviar os sintomas. A técn vos para as gestantes. Listamos * Melhora da nutrição das célu * Estímulo da circulação, tant * Diminuição do inchaço com * Combate da celulite e das e * Diminuição da gordura loca * Alívio de tensões e dores


Compromisso com a Cidade. Compromisso com Você

FARROUPILHA, 5 DE JULHO DE 2019

Imagem: Reproduç

ão

sque aqueles produtos que são

venção e combate de varizes e diminuição da sensação de cansaço nas pernas. * Outro efeito muito benéfico é o estímulo da lactação.

chaço prejudicam os pés, que e micoses devido à queda da táveis e também passe cremes rculação.

Quando realizar a técnica Antes de realizar a drenagem é necessário conversar com o seu médico liberando a gestante para a técnica. Com o aval do profissional, elas são indicadas a partir do terceiro mês, cerca de uma ou duas vezes por semana. Após o parto, a drenagem também pode contribuir para o retorno à boa forma, estímulo do metabolismo e prevenção de celulites. Dica: é fundamental que a mulher procure um profissional com experiência na técnica antes de realizá-la.

a e como esta técnica pode ajunica possui muitos pontos positios principais abaixo. ulas e da oxigenação dos tecidos; to a venosa quanto a linfática; mum e da retenção de líquido; estrias; alizada; s nos músculos do corpo; pre-

* Espaço da Beleza Centro Estético Independência, 555 – Centro de Farroupilha Fone (54) 3268-5511 WhatsApp: 981.195.645 Fan Page: Espaço da Beleza


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 5 DE JULHO DE 2019

ARTIGO

Em que a Lei Geral de Proteção de Dados pode contribuir para o setor de saúde? Wilson Pedreira *

T

oda a área de saúde deve se preparar para um desafio de enormes proporções, que virá em breve. Em fevereiro de 2020, entra em vigor a Lei Geral de Proteção de Dados (Lei 13.709, de 2018), que modifica regras de compartilhamentos de dados entre entidades privadas. No caso da área da saúde, estamos falando de elementos gerados por hospitais, laboratórios de medicina diagnóstica e empresas de seguro, entre outras. São informações sensíveis, que envolvem documentação de pacientes, pagamentos, contratos, diagnósticos e podem interferir na projeção de atendimentos e serviços de saúde prestados no futuro. A Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) muda o tratamento obrigatório dado à segurança da informação. Se até o momento o cliente dependia de uma política

da empresa que tratasse seus dados com segurança, futuramente isso será requisito mínimo. Mas, tanto no segmento privado quanto no público, trata-se de um avanço extremamente necessário. Um caso de 2016 expõe a seriedade da situação: devido a uma falha de segurança nos sistemas da Prefeitura de São Paulo, foram expostos e divulgados dados de 650 mil pacientes de servidores da Secretaria Municipal de Saúde, incluindo detalhes de prontuários médicos. No entanto, são muitos os desafios que a área médica deverá abraçar para proteger os dados pessoais de seus pacientes. Um dos exemplos é a discussão de interoperabilidade no setor, ou seja, a troca de informações por meio de computadores e a possibilidade de executar programas através de várias unidades funcionais seguindo protocolos, sistemas e linguagens que conversem entre si. Geralmente esses sistemas são padrões

abertos (não protegidos por royalties), o que demanda uma atenção redobrada com segurança. Não existe ainda um modelo padrão para o sistema de saúde, com protocolos de segurança estabelecidos. Na verdade, como o uso da tecnologia nessas empresas foi se desenvolvendo de forma independente, sem um padrão único, existem diversos modelos que tratam os dados do paciente conforme cada instituição julga mais adequado. Antes de uma regulamentação formal, isso não representava um problema, mas a tendência é que o setor precise pensar de forma mais colaborativa, tratando as informações médicas e pessoais como patrimônio do paciente. Além disso, a informatização do atendimento médico é cada vez maior. Prontuário, histórico de exames, informações pessoais e outros dados, uma vez inseridos no sistema, facilitam e podem melhorar o acompanhamento médico daquele

paciente. Por outro lado, com toda a informação digital concentrada em um sistema, surgem riscos: computadores sem antivírus ou com sistemas desatualizados, redes wi-fi inseguras, servidores de e-mail desprotegidos ou equipes sem treinamento suficiente para proteger a privacidade do paciente. Entre as provisões apresentadas pela LGPD, as regras mais importantes versam sobre segurança, boas práticas e fiscalização. Devem ser estabelecidos procedimentos em caso de incidentes que possam gerar risco ou danos aos titulares dos dados e multas e sanções a quem descumpra exigências da Lei, que podem chegar a R$ 50 milhões, ou 2% do faturamento do grupo econômico. A pressão econômica deve ser um fator decisivo para impulsionar a adoção generalizada dos investimentos no setor. Quem se adequar primeiro vai oferecer um diferencial ao paciente. * CEO do Cura: Imagem e Diagnóstico


Solidariedade

Campanha busca arrecadar agasalhos e cobertores para proteção dos pets que estão no Abrigo Municipal Página 3

Inside

Sétima Arte

Os lendários Mel Gibson e Sean Penn protagonizam uma impressionante história real em “O Gênio e o Louco” Páginas 10 e 11

Beleza

Maquiagem de forma descomplicada Senac traz Alice Salazar para workshop “Maquiagem Prática Essencial” na terça e ainda há ingressos disponíveis

M

aquiadora profissional e influenciadora digital, Alice Salazar é dona do blog “Espelho Meu”. Seus vídeos de automaquiagem, com dicas para todos os perfis, são acompanhados por mais de 2 milhões de inscritos no YouTube. Alice já esteve diversas vezes na Serra Gaúcha, e terça estará pela primeira vez em Farroupilha apresentando seu workshop “Maquiagem Prática Essencial”. O evento acontece no Sindilojas, às 19h30min, e os ingressos podem ser adquiridos no Senac, que promove o evento (veja valores ao lado). No evento Alice fará uma maquiagem ao vivo que vai da simples para o dia a dia à mais elaborada que pode ser usada à noite. “É o passo a passo de uma forma bem irreverente e descontraída. Eu gosto de colocar a maquiagem de uma forma descomplicada para que todo mun-

do saiba um pouco saindo de lá. Quero que o pessoal chegue em casa querendo pegar o pincel e testar tudo”, assegura Alice. Ela trabalhou como maquiadora do Grupo RBS e foi em 2010 que criou o “Espelho Meu”, onde apresentava tutoriais e dicas de beleza. Alice ainda é autora do livro “De Bem com o Espelho” e possui uma linha de cosméticos própria. Atualmente também se dedica aos workshops e palestras que ministra pelo Brasil e exterior, sendo sempre um sucesso por onde passa. Quem deseja seguir seus passos Alice dá algumas dicas. “Usar as redes sociais a seu favor, usar Instagram, mostrar teu trabalho. Contratar uma modelo também é muito importante, não apenas ficar maquiando clientes. Sempre estar se atualizando e investir nos produtos. Além de buscar fazer cursos e não perder oportunidade de workshop, como o que vai acontecer na terça”, recomenda a maquiadora. Mais informações pelo fone 3268-3500.

Referência no ramo A maquiadora profissional Alice Salazar estará apresentando suas técnicas em workshop na cidade

Programe-se O que: workshop “Maquiagem Prática Essencial”, de Alice Salazar Quando: terça, às 19h30min Onde: Sindilojas (Nataly Valentini, 75) Quanto: R$ 49,00 com 20% desconto para associados Sindilojas, 10% à vista e 7% no cartão de crédito. Ingressos podem ser adquiridos no Senac (República, 617)

Divulgação

Yasmin Signori Andrade yasmin@jornalinformante.com.br


Inside

2

FARROUPILHA, 5 DE JULHO DE 2019

Cinemas Imagens: Reprodução

Shopping Iguatemi (RST-453, quilômetro 3,5) Cinemas GNC 1: Toy Story 4 (dublado) - às 13h30min e 20h GNC 1: Pets: A Vida Secreta dos Bichos 2 (dublado) - às 15h40min e 17h50min GNC 1: Annabelle 3: De Volta Para Casa - às 22h10min GNC 2: Annabelle 3: De Volta Para Casa - às 14h20min e 19h20min (dublado), 16h45min e 21h40min (legendado) GNC 3: Turma da Mônica: Laços - às 13h15min (com legenda descritiva), 15h30min, 17h45min e 19h55min GNC 3: Annabelle 3: De Volta Para Casa (dublado) - às 22h GNC 4: Homem-Aranha: Longe de Casa - às 13h20min, 16h10min e 19h (dublado), 21h50min (legendado e em 3d) GNC 5: Pets: A Vida Secreta dos Bichos 2 (dublado e em 3d) - às 13h10min e 19h45min GNC 5: Toy Story 4 (dublado e em 3d) - às 15h15min e 17h30min GNC 5: Homem-Aranha: Longe de Casa (dublado) - às 21h45min GNC 6: Homem-Aranha: Longe de Casa - às 13h45min e 20h20min (legendado), 17h20min (dublado) Ingressos: segunda e quinta (exceto feriado e Carnaval) a R$ 24,00 e R$ 30,00 (salas 3d); terça e quartas (exceto feriado e Carnaval) todos pagam meia entrada; sexta a domingo e feriado a R$ 28,00 e R$ 34,00 (salas 3d). Meia entrada todos os dias para menores de 18 anos e maiores de 60 (mediante apresentação de identidade), estudantes (mediante apresentação de Carteira de Identificação Estudantil), pessoas com deficiência (com documento que a comprove), cliente Movie Club Preferencial (cartão verde fidelidade GNC).

Shopping San Pelegrino (Avenida Rio Branco, 425) * Obs: o site do Cinépolis traz apenas os horários dos filmes, mas não informa em qual sala serão exibidos Annabelle 3: De Volta Para Casa (dublado) - às 14h, 16h45min, 19h15min e 21h30min Homem-Aranha: Longe de Casa - às 12h, 13h, 16h, 18h, 19h e 22h (dublado e em 3d), 22h20min (dublado) e 15h e 21h (legendado e em 3d) Turma da Mônica: Laços - às 15h45min e 20h30min Toy Story 4 - às 12h15min, 14h30min, 17h, 19h30min e 21h45min (dublado e em 3d), 13h30min e 18h15min (dublado) Pets: A Vida Secreta dos Bichos 2 (dublado) - às 13h15min, 15h30min, 17h30min e 19h45min Ingressos: nas salas tradicionais, segunda a quarta (exceto feriado) a R$ 23,00 e R$ 11,50 (meia); quinta (exceto feriado) a R$ 25,00 e R$ 11,50 (meia); sexta a domingo e feriado a R$ 26,00 e R$ 13,00 (meia). Nas salas 3d, segunda a quarta (exceto feriado) a R$ 29,00 e R$ 14,50 (meia); quinta (exceto feriado) a R$ 29,00 e R$ 15,00 (meia); sexta a domingo e feriado a R$ 32,00 e R$ 16,00 (meia).

Sala de Cinema Ulysses Geremia (Luiz Antunes, 312) A Grande Dama do Cinema - sexta a domingo, às 19h30min Ingressos: R$ 10,00 e R$ 5,00 (estudantes e sênior)

Estreias do fim de semana Após comandar e faturar uma fortuna em bilheteria com “Homem-Aranha: De Volta ao Lar”, cineasta norte-americano Jon Watts segue à frente da franquia e dirige “Homem-Aranha: Longe de Casa”. Encerrado o Festival Varilux de Cinema Francês, a Ulysses Geremia traz “A Grande Dama do Cinema”, do talentoso e oscarizado diretor argentino Juan José Campanella, que entra em cartaz por duas semanas


Inside

FARROUPILHA, 5 DE JULHO DE 2019

3

Solidariedade

Inverno mais quente para os animais Campanha Agasalho Pet busca arrecadar peças para aquecer os bichinhos que ainda não possuem lar e estão no Abrigo Municipal Divulgação

E

m busca de um inverno menos gelado e mais acolhedor para cães sem lar, o Departamento de Controle e Proteção Animal e a Secretaria de Saúde estão promovendo a Campanha do Agasalho Pet: Um Gesto de Amor. Cobertores, edredons e tecidos podem ser doados para depois serem transformados em camas e cobertores para os animais do Abrigo Municipal. Para colaborar basta levar a doação no ponto de coleta no Centro de Atendimento ao Cidadão (Ceac), junto ao Departamento, sem data estipulada para término. Se não puder levar até o local, é possível entrar em contato pelos fones 3261-7914 ou 996.281.878, para solicitar a retirada das doações. Hoje são 196 cães acolhidos e, com a capacidade máxima de 200, o abrigo acaba priorizando o socorro e recolhimento de casos onde o animal esteja machucado, em estado de saúde precária ou que seja filhote. Os materiais doados na campanha serão usados para suprir as necessidades do abrigo e o restante será doado para locais onde há animais em situação de vulnerabilidade. Quem quiser ir além e adotar um companheiro pode entrar em contato diretamente com o Departamento. “Será feita entrevista para adoção, visita ao ambiente onde o cão-

zinho irá ficar, assim como assinatura de termo de responsabilidade por parte do adotante”, explica Juelci de Souza, Diretor do Departamento. Quem não puder fazer doações e nem tem interesse em adotar, o pedido é para que ajudem a aquecer os animais que ainda continuam em situação de abandono. “É possível auxiliar dando um pequeno espaço em sua residência, colocando uma caixa de papelão deitada com um paninho para ele ter um local para se aquecer. A maior moti-

Empatia com os amigos de quatro patas Doações serão transformadas em camas e cobertas para os animais que estão no abrigo municipal

vação da campanha é a conscientização da comunidade em relação aos cuidados que devemos ter com nossos pets e aqueles que se encontram vagando pelas ruas”, declara Juelci, salientando que tudo é válido para ajudar os animais a se mantarem aquecidos e acolhidos.

O que doar?

Cobertas, edredons, mantas ou tecidos, para serem transformados em camas e cobertores.

Onde doar?

Centro de Atendimento ao Cidadão (Ceac), rua 14 de Julho, 713, junto ao Departamento de Controle e Proteção Animal. Para combinar outra forma de entrega contato pelos fones 3261-7914 ou 996.281.878.


Inside

4

Gustavo Pimentel

gustavospimentel@yahoo.com.br

O ministro da Justiça Sérgio Moro e alguns procuradores da República foram vítimas de um ataque criminoso e repugnante. Sim, não há outro termo para definir a invasão à intimidade de pessoas, sejam elas quem forem, e a exposição de suas conversas privadas, arquivos e uma série de outras informações estritamente pessoais, obtidas ilicitamente e que hoje estão em poder do criminoso site The Intercept. Quem vive e transita no meio forense sabe que é absolutamente comum juízes, advogados, defensores públicos e promotores de justiça frequentarem os mesmos ambientes e manterem, senão uma relação de amizade, mas de cordialidade e afinidade pessoal, haja vista trabalharem juntos por diversos anos. As conversas no dia a dia, pessoalmente ou por aplicativos de mensagens, são comuns, antes ou após audiências, inclusive sobre temas tratados ou a serem tratados nos processos. Eu, enquanto advogado, por diversas vezes conversei com juízes que julgariam os meus processos. Obtive êxito em alguns e derrotas em tantos outros. Conversar sobre a prova não torna juiz nenhum suspeito. Inclusive, se você fizer uma rápida pesquisa na internet encontrará várias matérias sobre juízes que disponibilizam os seus e-mails para conversar com advogados via Skype. Não há nada de ilegal nisso! Ora, se o juiz é o destinatário da prova no processo, ninguém mais apropriado do que ele para apontar quais provas considera mais relevantes para cada caso. As legislações mais modernas, como é o caso do Código de Processo Civil de 2015, trazem até mesmo a imposição (sim, é um dever) para que o juiz estabeleça as controvérsias do processo e informe às partes sobre as questões que entende que devem ser provadas. Se isso é uma imposição nas demandas cíveis, em que se discutem interesses e direitos privados, quanto mais em um processo crime. Como se pode notar, não houve nada de anormal ou que possa indicar a suspeição do então juiz Moro nas supostas conversas reveladas até o momento. Além disso, é de se destacar que o site The Intercept usa um editorial totalmente partidário – quem acompanhava o editor Leandro Demori antes da reportagem sabe da sua forte atuação política –, adjetivando expressões e pinçando diálogos para montar uma espécie de quebra-cabeça, tudo na tentativa de persuadir o leitor a acreditar na sua história fantasiosa. Porém, essa tentativa não se sustenta após a leitura das mensagens “na íntegra”. Eu coloquei o na íntegra entre aspas porque as mensagens mais recentes reveladas apresentam diversos erros materiais e inconsistências que permitem concluir que foram editadas, fato que acaba de uma vez por todas com qualquer dúvida que ainda possa existir sobre a seriedade do jornal. O que o The Intercept faz não é Jornalismo, mas sim a montagem de um grande circo para uma trupe de palhaços aplaudirem. Sinto trazer más notícias para quem gosta de corruptos, mas as mensagens até agora divulgadas não têm o menor condão de anular uma operação policial, um processo judicial ou mesmo de libertar o líder da organização criminosa que dilapidou o patrimônio público do País. * Advogado

Agenda

SEXTA

Rock Acústico com Tai Armazém Retrô Pub (Guerino Tartarotti, 162), às 22h

Sabadão Sertanejo com Paulinho Belusso Armazém Retrô Pub (Guerino Tartarotti, 162), às 22h Divulgação

Os ataques à Lava Jato e ao juiz Sérgio Moro

FARROUPILHA, 5 DE JULHO DE 2019

Café & Vinil, entrada free Muinho Club (Mal. Floriano Peixoto, 190), às 20h Sextaneja Premium com Mateus e Fabiano

Degustare Premium House (Ernesto Fetter, 18), às 22h

SÁBADO 6ª Festa a Fantasia do Boteco Boteco do Chá (Rômulo Noro, 555), às 23h30min Festa do Arromba com Os Neutrons Caverna Comedy Club (República, 445, subsolo), às 22h

DOMINGO Bruna Louise em Desbocada Caverna Comedy Club (República, 445, subsolo), às 20h


FARROUPILHA, 5 DE JULHO DE 2019

Inside

5

Gastronomia Café recheado de solidariedade Grupo Centelhas de Luz promove a 2ª edição de Café Colonial no dia 13

V

isando melhorar a estrutura do Grupo Espiritualista Centelhas de Luz, um Café Colonial Beneficente está sendo promovido no dia 13. Começa às 16h30min no Salão Luterano, ao lado da Estação Férrea. Os ingressos custam R$ 37,00 e crianças pagam R$ 16,00. Para adquirir bastar entrar em contato com os números no serviço abaixo, ir até a Joalheria Calera ou no próprio Grupo. O Centelhas de Luz trabalha de forma voluntária com passes e apometrias e tem, como objetivo, a construção de uma sede própria. Na 1ª edição do Café foram reunidas 510 pessoas. Para animar o evento no dia 13, a atração é a dupla de sertanejo Vitor Henrique & Gabriel.

Divulgação

Para ajudar Evento busca adquirir recursos para o Grupo ter sede própria

Programe-se O que: Café Colonial Beneficente do Grupo Espiritualista Centelhas de Luz Quando: próximo dia 13 (sábado), às 16h30min Onde: Salão Luterano (ao lado da Estação Férrea) Quanto: R$ 37,00 e crianças de 7 a 11 anos pagam R$ 16,00. Ingressos com Ademir, 996.864.830; Jô, 999.446.738; Nádia, 984.128; ou Claudir, 999.840.264. Também na Joalheria Calera (Cel. Pena de Moraes, 533) ou Centelhas de Luz (Cel. Pena de Moraes, subsolo do Sindicato dos Trabalhadores Rurais)

Cardápio

Salgados Mini prensadinhos de frios, mini cachorro-quente, mini bauru, trouxinha de frango, mini hambúrguer (integral e tradicional), folhados de frango e palmito, risóles de frios, mini pizza, pastel assado, mini quibe, cozinhas de frango, torta fria de frango e frios, pão de queijo, frios (queijo, salame e copa), omelete e salsicha Doces Torta de bombom, marta rocha, morango moreno, limão, bolacha, massa folhada, cucas integrais (de figo e banana), nega maluca, bolo de pudim, grostoli, biscoito, croissant (de chocolate, creme e goiaba), bolo paçoquinha, pães sortidos com geleias e manteiga Bebidas Café, leite e chocolate quente

Guilherme Macalossi cisperter@hotmail.com

Herpich e Catafesta devem ser investigados pela Câmara Nas últimas duas semanas, a Câmara Municipal de Vereadores foi sacudida em virtude de acusações que recaíram sobre dois de seus membros: Raul Herpich e Sedinei Catafesta. Ambos estão sendo investigados pelo Ministério Público. Herpich é suspeito de desviar R$ 1,1 milhão de cooperativas habitacionais em Farroupilha. Por sua vez, Catafesta é investigado porque teria recebido R$ 20 mil de propina em uma licitação quando era presidente da casa. São denúncias graves e que merecem apuração aprofundada de todos os órgãos competentes, incluindo aí a própria Câmara Municipal. Sim, é preciso que se instaure um procedimento de investigação no Legislativo. Alguém poderá alegar que os supostos desvios de Herpich teriam ocorrido em atividades fora da Câmara, e que por isso não se trata de assunto que envolva os demais vereadores. É uma desculpa capenga. O decoro abrange todos os aspectos da vida de um legislador. E por isso sua conduta pessoal deve ser analisada não apenas no desempenho de sua atividade parlamentar. Até porque, não é incomum, essas múltiplas atividades acabam se misturando, ainda mais quando um político atua profissionalmente em uma área de interesse social como a habitação. Já a denúncia contra Catafesta é inerente à sua própria atividade, já que, segundo o Ministério Público, a licitação de um produto que seria adquirido pela Câmara foi manipulada para conter especificações absurdas que impediriam a concorrência de outras empresas. A propina viria como pagamento pela facilitação obtida. Uma das exigências elencadas pelos investigadores é de que o produto deveria ser à prova de corrosão e exposição à névoa salina. O que é um absurdo, já que Farroupilha, como devem saber todos os seus habitantes, está a 770 metros de altitude e, em linha reta, 140 quilômetros de distância do mar. A menos, obviamente, que o Rio Burati e o Rio das Antas tenham água salgada. De modo que, respeitando o amplo direito de defesa e presunção de inocência dos dois denunciados, essa não é a hora da Câmara de Vereadores se abster de suas prerrogativas. Apenas com o procedimento investigativo próprio é que o Legislativo se distanciará dos dois casos, mostrando que não tem receio de cortar na própria carne e nem comprometimento com nenhum tipo de corporativismo. * Redator e radialista


Arquivo Pessoal

N

Rolê

este sábado acontece no Muinho Club a festa “Me Solta” e também um som com os DJ’s residentes da casa. Na pista principal rola Funk, Pop e HipHop com DJ’s convidados e na segunda pista rola o som eletrônico com Cris D., Mau Maioli e Lucas Oliveira. Os ingressos antecipados estão à venda no local, na Academia Prime Fitness e na Loja Boardstore.

Futuro

Mais um debate do Projeto Farroupilha 2020-2040 acontece nesta sexta, a partir das 19h, no Salão Nobre da Prefeitura. Essa edição terá como foco o futuro da Segurança Pública. A entrada é gratuita e a participação garante certificado de horas complementares. Participe!

Tattoo

Divulgação

O espaço Nova Tattoo Studio está em novo endereço, na rua Rui Barbosa, e promove neste sábado o Flash Day Tattoo. Das 13h30min até às 18h os artistas estarão realizando tattos de R$ 80,00 até R$ 150,00 e aplicando piercings com valor promocional.

As amigas Larissa Zuco e Camila Oliveira conheceram recentemente os Cânions de Cambará do Sul

Os pais Erlene Penso e Jocelino Pontin ao lad que celebrou um aninho no domingo, na

Fique por Dentro Movie

No dia 13 deste mês rola o Wine Movie da Vinícola Peterlongo, a partir das 18h. Na data, será apresentado o filme “O Grande Hotel Budapeste”, no Centro de Eventos do local. O ingresso para a sessão inclui pipoca e também haverá a participação de food truck na ação.

Encontro

O Grupo Espiritualista Centelhas de Luz realiza, no próximo dia 13, o Café Colonial Beneficente do espaço. A atividade acontece no Salão Luterano a partir das 16h30min e conta com um cardápio cheio de delícias, além da animação da dupla Vitor Henrique & Gabriel. Os ingressos já estão à venda com os participantes do grupo (veja mais na página 5 do Inside).

Sextou

Os empresários Clarines Lamb, Cristiano Lamb, Fernanda Mugnol Matiussi e Robson Matiussi estão na linha de frente da franquia da lavanderia 5àSec, que inaugurou na cidade nesta semana, na rua José Dalla Riva

Para esquentar esta sexta, o Deck256 recebe Vitor Henrique & Gabriel no pub. A dupla promete animar o público presente.

Os farroupilhen marcaram p ocupou os sa


Multifotos Studio

do da filha Cecília, Pilim Pim Pim

nses Marilia Fornari e Daniel Guaragni presença na Feira de Noivas, que alões do Intercity, em Caxias do Sul

#SELFIEDASEMANA

Arquivo Pessoal

As amigas Schana Kellin de Alexandre e Greice da Silva Carraro em recente viagem de férias na cidade de Portilho, na Cordilheira Chilena

Fábio Silvestre

Ricardo Rech

Talita Trintin curtiu a noite de sábado nos embalos do Boteco do Chá


Inside

8

Egui Baldasso e.baldasso@gmail.com

O último presente do meu pai foi um relógio. Me deu quando completei 15 anos. Pra variar, gastou mais com os filhos do que cabia no bolso e, também invariavelmente, em coisas que nem ele tinha. Foi o melhor relógio que usei na vida. Até então, e até hoje, porque parei de usá-lo. Um mês depois de um dos dias mais felizes que meu pulso esquerdo já viveu, o relógio, assim como cada parte do meu corpo, deu adeus ao homem que vivia presenteando. Por 10 anos, eu e o relógio fomos infalíveis companheiros. Eu adorava tanto aquilo. Mostrava para quem perguntasse, e puxava papo qualquer para chegar nesse assunto. “Presente do velho antes de ir. Legal, né?”. Mesmo que não concordassem comigo, ninguém é tão frio ao ponto de discordar assim, na cara. E eu ostentava a lembrança como um troféu que nenhum outro jamais ganharia. Foi por 10 anos porque, nem na metade disso, eu comecei a odiar aquilo. Cada volta daquele registrador me mostrava mais um minuto que eu vivia sem o meu pai. Era me distrair um pouco e ele, insaciável na sua sofreguidão pela próxima volta, já havia corrido de novo. Desembestado a chegar num depois que nunca bastava. E eu ficava outro minuto mais longe de quem queria tão perto. Foi quando decidi. Quando completasse 10 anos de um dos dias mais felizes que meu pulso esquerdo já viveu, eu aposentaria o lindo relógio. Por mais bonito que eu o considerasse. Por mais simbólico que fosse. Por mais confortante que era tê-lo comigo. Ele carregava horas que eu não queria ver passar. Abandonava os dias sem a minha autorização. E tamanha insanidade precisava acabar. E acabou. Com 10 anos certinho de uso, e em pleno funcionamento, joguei-o em um canto qualquer. E lá agoniza a saudade até hoje. A parte da razão que mora em mim não concordou. Ainda me julga e chama de ingrato. É um relógio lindo, afinal. Representa a nossa ligação, também. Mas o coração, que nunca julga e manda na casa, jamais apontou dedo, e entende o porquê daquilo. E me ajuda a seguir com mais tempo do que controle. É porque, desde lá, não conto mais os segundos, nem minutos ou quantas voltas. Não há mais tempo que me separe do meu pai. Eu parei os ponteiros. Quando encontrá-lo novamente, seremos pai e filho, eternos como sempre fomos um para o outro. Com pulsos sem relógios, com horas de sobra. * Jornalista e escritor

Música

Tributo a Cazuza

Sesc promove espetáculo no próximo dia 12 e ingressos já podem ser adquiridos

O

carioca Valério Damásio de Araújo é quem dá vida ao cantor, compositor e poeta que deixou sua marca na música brasileira. Intitulada “Tributo a Cazuza: Um Poeta Não Morre”, a atração acontece no próximo dia 12, em comemoração ao Mês do Rock, no Auditório do Sindilojas (Nataly Valentini, 75), às 20h. Os ingressos podem ser adquiridos no Serviço Social do Comércio (Sesc), promotor do evento, e custam de R$ 13,00 a R$ 28,00 (valores podem ser conferidos abaixo). O artista Valério era estudante, tinha uma pizzaria e, de vez em quando, cantava em um karaokê da cidade por prazer. Em uma noite, um músico o viu cantando e o convidou para montar uma banda cover do Cazuza. O artista, que não era fã do cantor, quando começou a decorar as letras se deparou com um grande poeta e se viu na responsabilidade de representá-lo. O tributo também vai acontecer em outras cidades da Serra Gaúcha, homenageando Cazuza, que morreu precocemente aos 32 anos e deixou uma legião de fãs. O fã que perpetua o legado Valério Araújo faz tributos a Cazuza por todo Brasil e estará em Farroupilha no próximo dia 12

Programe-se O que: Tributo a Cazuza: Um Poeta Não Morre, por Valério Araújo Quando: próximo dia 12 (sexta), às 20h Onde: Auditório do Sindilojas (Nataly Valentini, 75) Quanto: comércio, serviço e empresários com cartão Sesc/Senac, R$ 13,00; público em geral, R$ 28,00; estudantes, professores, idosos e classe artística, R$ 14,00. Ingressos no Sesc (Cel. Pena de Moraes, 320)

Divulgação

O último presente do meu pai foi o tempo

FARROUPILHA, 5 DE JULHO DE 2019


FARROUPILHA, 5 DE JULHO DE 2019

Inside

9

Lauro Edson Da Cás

Cinema

ldacas@hotmail.com

Além da tela do cinema Cine Freud com filme “Intocáveis”, parceria da Elo Psi e da Amdef, é no dia 13 Imagem: Reprodução

P

ara pensar sobre as dimensões inconscientes da mente e das relações, os Psicólogos Associados de Farroupilha (Elo Psi), junto com a Associação Municipal de Deficientes Físicos (Amdef), está promovendo, no próximo sábado, o Cine Freud. O debate será em torno do filme “Intocáveis”, e vai das 9h às 12h30min na rua da República, 425, sala 601. “Este filme em especial apresenta uma dupla onde ambos ganham com a amizade criada entre eles. A importância do respeito às diferenças e a possibilidade de superação de nossos próprios limites e dos limites que a deficiência ou a vida impõe é o pretendemos passar com o debate”, declara Débora Haupt, presidente da Amdef. O evento é aberto à comunidade e será entregue certificado de 4 horas de atividade a quem desejar. É importante fazer a inscrição antecipadamente, pelo e-mail elopsi2002@gmail.com para já deixar o certificado pronto. O debate custa R$ 10,00 para sócios e R$ 15,00 para o público em geral. A discussão será conduzida pelo psicanalista João Luiz Costa Ribeiro. “É a primeira vez que as associações unem forças com o mesmo foco. Também já temos engatilhado mais um filme para outubro e um curso sobre comunicação para pessoas com deficiência abordando Libras e Audiodescrição para o segundo semestre”, adianta Débora.

Redescobrindo Thomas Edison

Intocáveis Escolha do filme foi pensada para transmitir algo positivo a quem tem dificuldade física, profissional ou psíquica

Programe-se O que: Cine Freud, com sessão de Cinema e Psicanálise do filme Intocáveis Quando: próximo dia 13 (sábado), das 9h às 12h30min Onde: República, 425, sala 601 Quanto: sócios a R$10,00 e público em geral a R$ 15,00

São os primeiros dias de julho e isso nos motiva para trilharmos o segundo semestre deste corrente ano. É o momento de recordar das tantas promessas, metas e projeções instigadas fervorosamente lá na última virada do ano! Muito já se caminhou até aqui. Avanços, de alguma maneira, tivemos. Decepções, idem. Até como forma de motivação, eis que encontramos em Thomas Edison algo que pode nos ajudar para vivermos intensamente sempre (e não só mais este segundo semestre), mesmo nas inconstâncias da vida. Recordar de Thomas Edison (1847-1931), na verdade, é sempre motivo de aprendizado e praticamente em todo o lugar que frequentamos, certamente, encontramos alguma coisa do seu legado. Foram inúmeras invenções, como por exemplo: a lâmpada elétrica incandescente; o regulador de corrente para máquinas elétricas; a válvula (precursora das válvulas de rádio); o acumulador de energia (as baterias); entre outras, dentro das suas 1.033 patentes autorais. Sim, ele foi um dos maiores inventores da humanidade e teve um papel preponderante na revolução tecnológica do século XX. Na biografia dele, mais do que fazer referências sobre as suas invenções ou de seus equipamentos, encontramos pérolas de ensino e de aprendizagem para a vida. Convenhamos, ele com seus 11 anos, para termos referência, já ‘brincava’ no seu laboratório no porão de sua residência. Lá foi criando, inventando e, através de inúmeras experiências, foram surgindo infinitas descobertas. Agora, será que a lâmpada que ele inventou, foi algo que surgiu na primeira experiência? Certamente que não foi. Edison fez e refez inúmeras experimentações, com ajustes e cuidados, para que chegasse à inovação. Contava, também, com alguns auxiliares que se dedicavam nestas tarefas científicas. Evidente que, nesta condição de experiências laboratoriais (científicas), todo o dia é desafiador, pois não é todo o dia que nasce um novo produto e/ou invento (mesmo sabendo que a invenção e/ou a novidade, por vezes, é sempre fruto de correções, ajustes e, inclusive, descobertas diárias, se não para tal objetivo, para nova possibilidade e/ou descarte). Um de seus auxiliares, num dia qualquer, chegou a questionar seu maior mestre e orientador, pois mesmo com inúmeras descobertas, eles já tinham deixado de lado, mais de 700 experimentos não produtivos e/ou de insucessos, provenientes de muitas horas, dias e meses, de tão igual dedicação. Este sugeriu, inclusive, que Edison desistisse de outras futuras tentativas, provavelmente porque não haviam avançado nada com aqueles estudos experimentais. Thomas Edison, diante disso, com sua sabedoria, respondeu: “– O quê? Não avançamos um só passo? Avançamos 700 passos rumo ao êxito final! Sabemos de 700 coisas que não deram certo! Estamos para além de 700 ilusões que mantínhamos anos atrás e que hoje não nos iludem mais. E a isso você chama perda de tempo?”. Que cada um faça a reflexão de como está vivendo, agindo e/ou pensando. Talvez este cientista possa ser inspiração para a caminhada. Por vezes, o desânimo, noutras, as alegrias da conquista almejada. Que a motivação nunca nos falte e, caso falte, recordes da invenção da lâmpada, pois foi preciso realizar mais que 1.200 experimentações! * Mestre em Letras, Cultura e Regionalidade


Inside

10

FARROUPILHA, 5 DE JULHO DE 2019

Sétima Arte

O poder das

palavras

Baseado em fatos reais, “O Gênio e o Louco” conta com o talento de Mel Gibson e Sean Penn para contar uma história de dor, sacrifício, pecados expiados e, sobretudo, redenção

A

prestigiada Universidade de Oxford se propôs a uma tarefa tão nobre quanto hercúlea. Editar o mais completo Dicionário de Língua Inglesa. Não somente com as palavras e seus respectivos significados, mas com sua evolução ao longo dos séculos e citações em obras consagradas da Literatura mundial para contextualização. Convenhamos, cansa só de imaginar. O professor Freddie Furnivall, um dos eruditos da Universidade, apresenta a seus colegas de academia James Murray (Mel Gibson). Um escocês (e daí já vinha a primeira reserva), que era autodidata (a segunda) e, por fim, que abandonou os estudos aos 14 anos para trabalhar (a terceira). Culto ao extremo e fluente em diversas línguas, ele sonhou com a chance que se apresentava. Sua proposta era ainda mais radical. Ele conclamava a todos os que falavam Inglês no mundo a enviarem palavras em citações para Oxford, que se responsabilizaria pela compilação do material recebido. Um dicionário que emanava do

povo, formatado por cultos profissionais encarregados da tarefa. As mensagens em jornais, panfletos e até mesmo inseridas em livros, era muito clara. “Não temos mapa nem bússola para nos guiar pelo vasto oceano de palavras. Chegou a hora de conferir à nossa grande língua a mesma dignidade e respeito dos outros padrões definidos pela ciência”, descreve James. Uma dessa obras chega por acaso às mãos do americano William Chester Minor (Sean Penn) e o pedido, de certa forma, salva mais do que sua vida, mas sua própria alma. Capitão cirurgião do Exército dos Estados Unidos, ele havia se refugiado em Londres porque vivia atormentado por um fantasma da guerra. Acreditava que um dissidente o perseguia em território estadunidense, uma empreitada que seguiu em solo britânico. Certa noite, ele tem a certeza de que seu algoz o encontrou e, perturbado, sai a caça dele. Acaba matando um homem inocente, deixando a esposa Eliza Merrett (Natalie Dormer) viúva e com seis filhos para criar.

William é julgado e preso, mas sua condenação não é para uma prisão convencional. Pelo júri, ele é considerado insano e internado em uma instituição psiquiátrica. Atormentado pelo mal que causou à família Merrett, o americano encontra no inusitado pedido de James a possibilidade de ocupar sua mente. Intelectualmente diferenciado, ele passa a enviar milhares de palavras com suas definições e inserções literárias para Oxford. O diretor do manicômio, Richard Brayn (Stephen Dillane), junto com o guarda Muncie (Eddie Marsan), acaba auxiliando ao máximo William, na certeza de que o trabalho poderia

recuperá-lo. Mas seu fardo segue muito pesado, por conta do dano gerado a Eliza e seus filhos. Ele não medirá esforços para minorar o prejuízo, enquanto seus dias são ocupados auxiliando James. A ajuda é muito bem-vinda especialmente porque William joga um facho de luz em um trabalho que flertava com a escuridão. Logo nasce uma amizade entre os dois, mas não demora muito para o peso da culpa e da dor se abater novamente sobre o americano, o que pode colocar tudo a perder, não somente o penoso e sacrificante trabalho de pesquisa, mas a própria crença na redenção do ser humano.


Inside

FARROUPILHA, 5 DE JULHO DE 2019

Sétima Arte

11

Divulgação

Lendas William Chester Minor (Sean Penn) e James Murray (Mel Gibson): intelectos brilhantes a serviço de uma grande história, real e na telona

Mais pra gênios que pra loucos

As atuações de Mel Gibson e Sean Penn são seguras e o ponto alto da trama, fruto de carreiras sólidas na Sétima Arte. Ambos duplamente oscarizados, o primeiro por Direção e Ator em “Coração Valente” e o segundo pelas performances em “Sobre Meninos e Lobos” e “Milk”, a dupla transforma o filme de P.B. Shemran em um dos grandes do ano. Abaixo, listamos uma filmografia recomendada dos consagrados atores americanos. Sean Penn Mel Gibson Caminhos Violentos (1986) Mad Max (1979) Cores da Violência (1988) Gallipoli (1981) Pecados de Guerra (1989) Máquina Mortífera (1987) O Pagamento Final (1993) Conspiração Tequila (1988) Uma Lição de Amor (2001) Eternamente Jovem (1992) Sobre Meninos e Lobos (2003) Maverick (1994) 21 Gramas (2003) Coração Valente (1995) A Intérprete (2003) Teoria da Conspiração (1997) Milk (2008) O Patriota (2000) Jogo de Poder (2010) Sinais (2002)

Imagem: Reprodução

Baseado no livro do jornalista britânico Simon Winchester, “O Gênio e o Louco” é um dos grandes filmes do ano. Dirigido pelo jovem cineasta iraniano Farhad Safinia, que assina como P.B. Shemran, em seu longa de estreia, ele divide roteiro com o americano Todd Komarnicki. Gibson e Penn estão impecáveis como protagonistas e o elenco de apoio também tem atuação que sustenta e eleva a performance da dupla. Um trabalho notável, que fala de erro, martírio, sacrifício, sofrimento, mas também de segundas chances, da possibilidade redentora de acertar, de fazer o bem, e de perseverança, de lutar incansavelmente por aquilo em que se acredita e o doce sabor de ver todo o esforço recompensado. Um longa que irradia luz, deixa muitas lições e conquista com sobras seu espaço entre os melhores da temporada.

Título original The Professor and the Madman Título traduzido O Gênio e o Louco Direção P.B. Shemran Roteiro P.B. Shemran Todd Komarnicki Gênero Drama Duração 124 minutos País Inglaterra Estados Unidos Irlanda Ano de produção 2018 Estúdio Voltage Pictures Fábrica de Cine Distribuição Imagem Filmes


12

Horóscopo Áries - 21/03 a 20/04

Uma conversa pode gerar afastamentos tanto no namoro quanto com experiências relacionadas aos filhos. Tenha atenção com imprevistos e situações que exigem encerramento. O setor financeiro pode se mesclar a essas decisões.

Touro - 21/04 a 20/05

Você passa por uma fase desafiadora com a família. Haverá a oportunidade de conversar com uma pessoa próxima para encerrar um ciclo que não deve ser mais mantido. Seja flexível para interagir com a experiência com sabedoria.

Gêmeos - 21/05 a 20/06

Uma conversa é importante para lidar com cortes e afastamentos de pessoas próximas. Haverá a necessidade de se expressar, mas é importante avaliar até que ponto você deve falar tudo o que pensa. Seja sábio e flexível. Tenha atenção no trânsito!

Câncer - 21/06 a 20/07

O céu indica imprevistos financeiros. Uma conversa pede de você mais flexibilidade para realizar acordos, mas também ativa cortes necessários envolvendo outras pessoas do seu círculo. Busque entender todas as situação.

Leão - 21/07 a 22/08

Você fica em destaque para resolver situações pertinentes ao seu interesse. Você será levado a expressar o que pensa e vai optar por se afastar e cortar situações. Tenha atenção com as suas posturas e preserve o seu condicionamento físico. Tenha atenção com acidentes.

Vírgem - 23/08 a 22/09

Uma conversa em segredo o leva a interagir com mudanças que são necessárias para o seu desenvolvimento. Você vai tomar a decisão importante de se afastar de situações ou de promover cortes significativos envolvendo algumas pessoas.

Libra - 23/09 a 22/10

Os projetos passam por um tumulto, o que traz imprevistos e mudanças necessárias. Os amigos passam por situações novas, então afastamentos podem acontecer. É necessário interagir com a situação com sabedoria e flexibilidade.

Escorpião - 23/10 a 21/11

Você vai sentir dificuldades para interagir com uma pessoa muito próxima. Uma conversa o leva a tomar decisões que causam cortes e afastamentos necessários para a carreira, para concluir metas importantes ou que interfiram em seu futuro. Tenha atenção.

Sagitário - 22/11 a 21/12

Uma conversa o faz perceber melhor a situação e o modo como deve agir para inovar o trabalho e a rotina. Você vai perceber, de uma forma nítida, quem são as pessoas que bloqueiam a vinda de novas ideias e movimentos. Seja flexível e atento às mudanças.

Capricórnio - 22/12 a 20/01

Uma conversa o leva a interagir com recursos guardados e dinheiro que se relaciona a outras pessoas. O cenário é caótico e pede de você entendimento da situação, para que seja possível se desapegar e reciclar a sua vida. A experiência pode se relacionar a filhos.

Aquário - 21/01 a 19/02

O cônjuge ou uma pessoa muito próxima sente a necessidade de expressar o que pensa sobre situações em família. O cenário é caótico e o leva a exercitar o desprendimento com entendimento. Pode haver cortes e afastamentos, então o relacionamento pode ser afetado.

Peixes - 20/02 a 20/03

Tenha atenção com imprevistos que afetam o seu trabalho e a sua rotina. Uma conversa pode gerar cortes e afastamentos significativos para a carreira. É preciso dar atenção especial às relações próximas e também ao trânsito.

Inside

FARROUPILHA, 5 DE JULHO DE 2019


FARROUPILHA, 5 DE JULHO DE 2019

OPORTUNIDADE no LITORAL. CASA à VENDA. Apenas duas quadras do mar. Localização central em Arroio do Sal. Tratar pelo fone (54) 9 9118.1642. ATENÇÃO INVESTIDORES! VENDE-SE TERRENO DE ESQUINA, com 1.377m², a uma quadra da rodoviária e do Shopping Centro de Compras. Contatar através do telefone (54) 9 9118.1642. VENDE-SE uma CASA MISTA localizada no Bairro Pio X, a mesma já está alugada através de imobiliária por R$ 1.500,00. Tratar: (54) 9 9118.1642.


2

FARROUPILHA, 5 DE JULHO DE 2019


Profile for Informantef Informantef

Edição 595  

Edição 595  

Advertisement