__MAIN_TEXT__

Page 1

FARROUPILHA

|

ANO XII

| EDIÇÃO 587

| 10 DE MAIO DE 2019 |

R$ 3,00

MATÉRIA ESPECIAL

ESPECIAL

Percurso de 200 quilômetros que liga Canela a Farroupilha foi oficializado Páginas 2 a 5

Material traz dicas de presentes e conteúdos alusivos à celebração Caderno

Novo caminho para Caravaggio O Dia das Mães se aproxima

Bazar das Voluntárias da Saúde segue nesta sexta e sábado com venda de roupas novas a preços especiais, tudo para ajudar o São Carlos Capa do Saúde, Beleza & Estética

Juliana Inês Casa Barbieri

Ação solidária pelo HBSC


2

FARROUPILHA, 10 DE MAIO DE 2019

LANÇAMENTO

Caravaggio: roteiro da fé e superação Novo produto turístico chega para peregrinos que buscam vivências em trajeto de 200 quilômetros que percorre cinco municípios

Yasmin Signori Andrade yasmin@jornalinformante.com.br

A

Santa padroeira de Farroupilha e da Diocese de Caxias do Sul ganha uma homenagem em roteiro de peregrinação. Um desafio para vivenciar a fé numa experiência única de persistência, silêncio e contemplação da natureza. Lançado oficialmente no último sábado, o Caminhos de Caravaggio traça rota entre o Santuário de Canela e Farroupilha. Representantes dos cinco municípios acompanharam o evento oficial que aconteceu no santuário farroupilhense. O prefeito Claiton Gonçalves e o reitor, padre Gilnei Fronza, foram os anfitriões do en-

contro, junto com a deputada estadual e Primeira Dama Francis Somensi. “O Caminhos de Caravaggio tem por objetivo unir as maiores microrregiões turísticas da Serra Gaúcha, que é a região das Hortênsias com a região da Uva e Vinho. Não podemos mais pensar turismo individualmente. Estamos trabalhando num consórcio municipal para um único destino: a Serra Gaúcha”, considerou Francis Casali, secretário municipal de Turismo, um dos mentores do Caminhos. Detalhes do roteiro, materiais de apoio e um vídeo institucional foram apresentados. O prefeito Claiton destacou ainda o início do projeto que teve os primeiros esboços em 2012, num trabalho conjunto com Fabiano André Piccoli, secretário de Turismo na primeira gestão de Claiton. “Um grande produto está

Yasmin Signori Andrade

Juliana Inês Casa Barbieri juliana@jornalinformante.com.br

nascendo hoje”, comemorou o prefeito, considerando que este roteiro deve ganhar projeção mundial em breve.

Caminhos de Caravaggio lançado Prefeitos e representantes dos cinco municípios descerraram placa alusiva ao roteiro de fé


3

FARROUPILHA, 10 DE MAIO DE 2019

Fotos: Yasmin Signori Andrade

Veja depoimento de representantes dos municípios que integram o Caminhos de Caravaggio

“Este roteiro não é apenas responsabilidade dos cinco municípios, mas da marca maior que temos como um grande produto que é a Serra Gaúcha. Essa grande marca que vende, que atrai e que faz com que tenhamos turistas para todos os municípios”. Daniel Guerra Prefeito de Caxias do Sul

“Vai ficar para a história. Esse Caminho vai ser sucesso porque esta é uma região que ama a mãe. O Rio Grande do Sul é um Estado carinhoso com Nossa Senhora e o turismo religioso é o que mais cresce. Daqui 50 anos verão o que será este caminho”. Constatino Orsolin Prefeito de Canela

“Como gramadenses nos sentimos prestigiados em participar deste roteiro num pensamento sustentável que é o cooperativismo e a união. Temos muitas belezas que poderão internacionalizar o turismo na nossa região”. José Carlos Ramos de Almeida Secretário de Turismo de Gramado

“Juntos somos fortes. Somos todos Serra Gaúcha. Nos dando as mãos é que vamos conseguir. Que o manto de Nossa Senhora proteja nossos municípios e que tudo isso que a gente sonha, nessa união, nos fortaleça e que fortaleça a nossa fé” Regis Luiz Hahn Prefeito de Nova Petrópolis

“Não tem muito o que falar do Caminhos de Caravaggio, tem que andar nele. Ele sai da prancheta e vira história, começa alcançar o mundo. É o caminho da família: do pai, da mãe, dos filhos. Vai ser um grande produto de alcance mundial”. Claiton Gonçalves Prefeito de Farroupilha

“Fico feliz em poder levar este Caminho para todo o Estado. O objetivo principal é o turismo, mas vai ser um momento de reencontro, de reestruturar famílias. Vivemos num mundo tão agitado e precisamos trazer de volta o que é mais importante dentro de nossas famílias: a fé e a religiosidade”. Fran Somensi, deputada estadual

“Nós, aqui da Serra, buscamos a paz, nos faltava o caminho. Agora temos o caminho. São dois Santuários da mesma mãe e pelos caminhos muitas histórias de fé, das comunidades, capelas, dos peregrinos. Cinco municípios, uma integração. Nós temos o caminho para encontrar a paz”. Gilnei Fronza, reitor do Santuário


4

FARROUPILHA, 10 DE MAIO DE 2019

ROTEIRO COMPLETO

Trajeto aproxima regiões da Uva e Vinho e Hortênsias

O

roteiro de fé tem 200 quilômetros com indicação de percurso de 10 dias, mas podendo ser realizado também em seis. Ganhou sinalização específica para garantir segurança aos caminhantes e nenhum desvio de rota. Os pioneiros a percorrerem o trajeto foram os farroupilhenses Francis Casali, Gilberto Galafassi, Mário Maggioni e Roque Severgnini, que realiza-

ram o percurso em seis dias numa espécie de teste para possíveis ajustes e lançamento do Caminhos de Caravaggio. O grupo ainda foi reconhecido na cerimônia com certificados entregues pelos prefeitos dos municípios envolvidos na rota. Aliás, essa história deverá se tornar livro que está em projeto nas mãos de Galafassi. Outro destaque foi o grupo caxiense Fugindo da Genoveva que percorreu o trajeto com revezamento de corredores em 26 horas. Foram 25 atletas que participaram da maratona. O grupo foi homenageado durante o evento. “Na saída ou na chegada a inspiração da fé, a esperança que motiva o caminho, nem sempre fácil, mas que o faremos inspirados naquele que se intitulou Caminho, Verdade e Vida. O maior caminho é aquele que faremos na nossa mente e no nosso coração”, considerou o padre Fronza, reitor do Santuário.

Roteiro do Caminhos de Caravaggio 1º trecho (14,3 quilômetros) * Parque do Saiqui, Santuário de Caravaggio de Canela até Supermercado Rissul de Gramado. Tempo médio: 3h55minutos 2º trecho (18,3 quilômetros) * Supermercado Rissul até Pousada da Colina de Pedra, em Gramado. Tempo médio: 7h08min 3º trecho (20,8 quilômetros) * Pousada Colina de Pedra, de Gramado até Pousada Dona Solange, em Vila Oliva, Caxias do Sul. Tempo médio: 9h03min 4º trecho (15,6 quilômetros) * Pousada Dona Solange, de Vila Oliva, até o Seminário de Santa Lúcia do Piaí, também em Caxias do Sul. Tempo médio: 6h19min 5º trecho (23,1 quilômetros) Seminário em Santa Lúcia do Piaí, de Caxias do Sul, até Hospedaria

Bom Pastor, em Nova Petrópolis. Tempo médio: 9h51min 6º trecho (19,3 quilômetros) * Hospedaria Bom Pastor até Pousada da Chácara, também em Nova Petrópolis. Tempo médio: 6h 7º trecho (24,1 quilômetros) * Pousada da Chácara, em Nova Petrópolis, até Hotel Fazenda Vale Real, em Caxias do Sul. Tempo médio: 8h06min 8º trecho (15 quilômetros) * Hotel Fazenda Vale Real, de Caxias do Sul, até Capela de Linha Caravaggeto, em Farroupilha. Tempo médio: 5h30min 9º trecho (15,5 quilômetros) * Capela de Linha Caravaggeto até Vinícola Colombo, também em Farroupilha. Tempo médio: 6h34min 10º trecho (22,5 quilômetros) Vinícola Colombo até Santuário de Caravaggio, em Farroupilha. Tempo médio: 8h35min


5

FARROUPILHA, 10 DE MAIO DE 2019

Imagens: Reprodução

Passaporte

É gratuito e pode ser adquirido nas Secretarias de Turismo dos cinco municípios e em pontos de informações. Em Farroupilha está disponível ainda no Hotel e Restaurante Bem Te Vi e Secretaria do Santuário. Para receber o certificado de realização da caminhada é preciso ter no mínimo dois carimbos por trecho percorrido, fornecidos nos pontos de apoio.

Indicações

Placas, setas azuis e amarelas marcam o trajeto que ligam os Santuários. As azuis indicam o sentido de Farroupilha para Canela e as amarelas de Canela para Farroupilha.

Guia Oficial do Peregrino

É gratuito e pode ser obtido nas Secretarias de Turismo dos municípios, em Farroupilha, há ainda no Hotel e Restaurante Bem Te Vi e Secretaria do Santuário. Contém informações desde preparação da caminhada, dicas, orienta os trechos marcando subidas, descidas, distâncias e tempo de percurso. Indicações de paradas, pousadas e demais serviços. A partir da próxima semana estará disponível online, numa página de Facebook que está sendo desenvolvida.


6

FARROUPILHA, 10 DE MAIO DE 2019

Aposentadoria médico Juliana Godoi *

O

presente artigo tem o objetivo de tecer alguns esclarecimentos acerca da aposentadoria especial do médico e através de uma didática simples responder dúvidas frequentes e comuns a todo o profissional que ingressa no mercado de trabalho ou mesmo aquele que já está às vésperas de sua aposentadoria. Questionamentos como: “quem tem direito a aposentadoria especial de médico?”, “qual o tempo necessário de contribuição para poder se aposentar?”, “como é feito o cálculo de salário da aposentadoria?”, “existe a possibilidade de continuar exercendo a profissão após a aposentadoria?”, entre outros comuns da categoria, serão objeto desse estudo. Hodiernamente o Regime Geral da Previdência Social (RGPS) é regido pela Lei 8.213/91, todos os segurados regularmente inscritos junto ao RGPS estão albergados por essa legislação específica. No que se refere à aposentadoria do médico, é importante destacar que desde o ano de 2014 o Supremo Tribunal Federal (STF), editou a súmula 33, com o teor exposto abaixo. “Aplicam-se ao servidor público, no que couber, as regras do regime geral da previdência social sobre aposentadoria especial de que trata o artigo 40, § 4º, inciso III da Constituição Federal, até a edição de lei complementar es-

pecífica”. Em síntese, significa dizer que mesmo o profissional médico servidor público ou concursado que contribui ao RGPS, ao completar 25 anos de atividade profissional, possui direito a aposentadoria especial. Essa espécie de aposentadoria, ou seja, aposentadoria especial se difere das demais devido à sua concessão ser em regra mais benéfica ao segurado médico filiado no RGPS, isso porque ela reduz o requisito tempo de contribuição em relação à aposentadoria comum, além de não ser utilizado o fator previdenciário para apuração do salário de aposentadoria. A aposentadoria especial do médico é possível pelo fato de suas atividades serem exercidas sob condições especiais que prejudiquem a saúde ou a integridade física, expondo o profissional a agentes biológicos, ensejando o enquadrando nos Códigos 1.3.2 do Quadro Anexo do Decreto nº 53.831/64, 1.3.4 do Anexo I do Decreto nº 83.080/79, 3.0.1 do Anexo IV do Decreto 2.172/97 e 3.0.1 do Anexo IV do Decreto 3.048/99 (microorganismos e parasitas infecciosos vivos e suas toxinas), entre outros. Outra dúvida frequente trazida por essa categoria profissional diz respeito acerca da continuidade do exercício da profissão após a aposentadoria especial, pois bem passamos a analisar. Quanto a esse tema nossas cortes superiores têm se manifestado no sentido de que a aposentadoria especial não é óbice à continuidade do trabalho, explico: prevalecendo o princí-


7

FARROUPILHA, 10 DE MAIO DE 2019

especial do pio constitucional que garante o livre exercício de qualquer trabalho, ofício ou profissão (previsão legal: art. 5.º, XIII, da Constituição Federal de 1988). Frisa-se ainda que a proibição de trabalho perigoso ou insalubre existente no art. 7.º, XXXIII, da Constituição Federal de 1988, só se destina aos menores de 18 anos, não havendo vedação ao segurado aposentado. Igualmente ao disposto no art. 201, § 1.º, da Carta Magna de 1988, que não estabelece qualquer condição ou restrição ao gozo da aposentadoria especial. Logo resta assegurado ao aposentado a possibilidade de continuar exercendo atividades laborais sujeitas a condições nocivas mesmo após a implantação do benefício. Feito essas considerações, então outra dúvida frequente e bastante comum é a seguinte: “Quem tem direito a aposentadoria especial de médico? Ela abrange toda a categoria? Ou alguma área de atuação específica?”. Conforme salientado anteriormente aposentadoria especial do médico é devida aqueles profissionais que, no exercício de sua atividade, estão expostos a condições especiais que prejudiquem a saúde ou a integridade física, como agentes biológicos. Logo, aqueles médicos que atuam mais em áreas administrativas, não exercendo a profissão de fato, não se enquadram nesse requisito da lei, portanto não tem direito a aposentadoria especial. Desse modo é possível o enquadramento de médicos autônomos, médicos com mais de um vínculo de emprego e ainda servidores públicos ou concursados em geral, desde que regularmente filiados ao RGPS e vertendo regularmente as contribuições

à Previdência Social. Assim o médico (aqui se lê homem e mulher) que comprovar 25 anos de atividade exposto a agentes nocivos, independente da idade, tem direito a aposentadoria especial. Para aqueles profissionais que ainda não preenchem o requisito supracitado, ou seja, 25 anos de contribuições completos, existe a possibilidade de converter o tempo especial em comum, com aplicação de fatores de conversão 1,4 para homem e 1,2 para a mulher. Uma vez preenchidos os requisitos, é realizado o cálculo do salário de benefício, que leva em consideração o disposto na lei vigente, que prevê a média aritmética simples dos 80% maiores salários de contribuição vertidos ao RGPS a contar de julho de 1994 até a data de entrada do requerimento administrativo. Cumpre ainda salientar que existe uma série de documentos hábeis para comprovar o exercício da atividade insalubre não sendo possível única e exclusivamente o seu enquadramento apenas pela apresentação de documento como o CRM, por exemplo, isso ocorre desde a publicação da Lei nº 9.032, de 28 de abril de 1995, que até então se permitia o enquadramento de atividade especial por categoria profissional. Em síntese essa é a realidade atual da aposentadoria do profissional médico, sob a ótica do RGPS e sua legislação vigente. Legislação essa que hodiernamente ampara o trabalhador que exerce atividade de risco, assegurando-lhe o direito de se aposentar com tempo reduzido. * Advogada (OAB/RS 87.988)


8

FARROUPILHA, 10 DE MAIO DE 2019

Torcida por reparo no estrago Que a educação nunca foi prioridade no Brasil, isso é fácil de perceber. Nosso ensino, alicerçado na doutrina marxista de Paulo Freire, ocupa quase sempre os últimos e vexatórios postos em qualquer índice de avaliação. Porém, nos últimos anos, há um problema adicional, que é a falta de profissionais na área. Baixos salários, falta de valorização e respeito, ambientes hostis e até mesmo violência são fatores que têm afugentado os professores da sala de aula. Essa situação é ainda mais grave a partir do momento que o Estado deixa de investir no setor, o que ajuda a desestimular ainda mais a outrora valorizada profissão. Em Farroupilha, lá se vão dois meses e meio de ano letivo e muitas escolas estaduais ainda não contam com o quadro docente completo. Professores que ocupavam outras funções, via de regra, têm sido deslocados para a sala de aula, mas mesmo com a boa vontade e disposição, é evidente que os alunos acabam sendo prejudicados, à medida que muitos destes profissionais não estão completamente familiarizados com o conteúdo que tem que ser ministrado. No último sábado, estudantes do Ensino Médio do Estadual Farroupilha, Olga Ramos Brentano, Pio X e São Tiago realizaram uma manifestação no Centro (veja mais na Editoria de Educação, página 14). Uma das faixas continha uma pergunta que fala por si só: “E o ENEM, vai esperar?”. Evidente que não vai e como o ingresso no Ensino Superior é cada vez mais vinculado ao Exame

Nacional do Ensino Médio (ENEM) é pertinente a indagação e a aflição dos jovens. Ainda que o quadro funcional seja preenchido nos próximos dias, haverá uma necessidade de realização de aulas extras com conteúdos repassados de forma mais rápida do que o adequado. Mas isso é o melhor dos cenários. A triste tendência é que o impasse se arraste sem um prazo definido para a solução. Há algumas sinalizações que indicam uma mudança de rumo na macro educação nacional, como a alocação de valores mais expressivos e subs-

Índice

Editorial

Matéria Especial....................................... Páginas 2 a 5 Editorial e Opinião.................................. Páginas 8 e 9 Economia ..................................................... Página 10 Cidade .......................................................... Página 12 Política ....................................................... Página 13 Educação..................................................... Página 14 Esporte........................................................ Página 15

Inside

Especial ....................................................... Capa Cinema .......................................................... Páginas 2 e 3 Gustavo Pimentel ..................................... Página 4 Agenda ......................................................... Página 4 Ação Social ................................................ Página 5 Guilherme Macalossi .............................. Página 5 Social ........................................................... Páginas 6 e 7 Egui Baldasso............................................ Página 8 Cultura ........................................................ Página 8 Literatura ................................................... Página 9 Lauro Edson Da Cás ................................. Página 9 Sétima Arte................................................. Páginas 10 e 11 Horóscopo ................................................. Contracapa Saúde, Beleza & Estética...................... 4 páginas Classificados .......................................... 8 páginas Especial Dia das Mães ........................... 8 páginas

tanciais à Educação Básica, que é a mais importante, em detrimento do Ensino Superior, que custa muito e produz pouco. Mas evidente que essa questão não vai ser resolvida do dia para a noite, até mesmo porque há toda uma estrutura ideológica, política e partidária interessada em sucatear cada vez mais o futuro, negligenciando ao extremo o ensino básico. Contudo, essa é uma medida que terá reflexos a médio e longo prazos. Em um curto prazo, o governo do Estado necessita concentrar seus esforços para resolver o problema que

Redação - redacao@jornalinformante.com.br Juliana Inês Casa Barbieri juliana@jornalinformante.com.br Ramon Cardoso ramon@jornalinformante.com.br Yasmin Signori Andrade yasmin@jornalinformante.com.br

Comercial - comercial@jornalinformante.com.br Fabiano Luiz Gasperin gasperin@jornalinformante.com.br Maria da Graça Potricos Leite maria@jornalinformante.com.br

Anúncios - anuncios@jornalinformante.com.br Marcelo Bortagaray Mello marcelo@jornalinformante.com.br Tiago Rodrigues da Silva tiago@jornalinformante.com.br

Financeiro - financeiro@jornalinformante.com.br Keli de Almeida Maciel keli@jornalinformante.com.br

afeta o Ensino Médio. É uma questão que tem que ser sanada para ontem, dada a urgência do caso. Os procedimentos, até mesmo os que envolvem a contratação emergencial de professores, são demasiadamente burocráticos, e isso vem de muito tempo. A impressão de quem lida diretamente com a área é de que parece não haver o menor interesse em se solucionar o problema, que o famoso “empurrar com a barriga” é a regra que vigora na estrutura administrativa do Estado. O dano causado pela falta de docentes está aí. Ele pode afetar os estudantes em menor ou maior escala, mas certamente todos serão atingidos pelo descaso. O que pode ser feito é uma simples mitigação dos nefastos efeitos gerados pela absoluta falta de prioridade com a educação. Não se trata de uma questão que envolve essa ou aquela administração, justamente porque o ensino sempre foi deixado de lado pelo Estado, se trata de criar as mínimas condições para termos um futuro melhor. Esse pensamento coletivo, tão banal, lógico e simples, infelizmente nunca fez parte da condução da política brasileira na área. Os reflexos desse descaso sequer podem ser mensurados, mas a conta chega a cada dia, seja com os números assustadores de desemprego, seja com a crescente violência. Passou da hora dos governos tratarem a educação com um mínimo de seriedade e não como braços da militância para atender a interesses particulares.

Assinaturas - assinaturas@jornalinformante.com.br Assinatura Bienal: R$ 240,00 Assinatura Anual: R$ 140,00

Telefones (54) 3401-3200 / (54) 3401-3201 (54) 3401-3202 / (54) 3401-3203

Endereço Rua Dr. Jaime Romeu Rössler, 348, Bairro Planalto

Colunistas Crônicas da Redação Dolores Maggioni Egui Baldasso Fabrício Oliboni

Guilherme Macalossi Gustavo Pimentel Lauro Edson Da Cás Paulo Roque Gasparetto

A manifestação dos colunistas é livre e independente e não necessariamente reflete a opinião do Tabloide sobre os temas abordados nas colunas

@PaperInformante www.jornalinformante.com.br

/jornalinformante


9

FARROUPILHA, 10 DE MAIO DE 2019

Poder Executivo, viagens de aproximação e os negócios internacionais Zilda Mendes * As primeiras viagens da presidência da República aos Estados Unidos, Chile e Israel mostraram que este governo está buscando cumprir suas promessas de se aproximar de Países que possam contribuir para a retomada do crescimento e o desenvolvimento econômico do Brasil. Da mesma forma que se torna imprescindível que o País promova reformas necessárias, como as da previdência e tributária, é inquestionável a importância das assinaturas de acordos nas áreas de ciência e tecnologia, o que foi feito sobretudo nas viagens aos Estados Unidos e Israel. Estes acordos são portas abertas para os conhecimentos e trocas de experiências com nações que tradicionalmente valorizaram os investimentos em pesquisas científicas e tecnológicas que os destacam globalmente. Portanto, há de se reconhecer que estas aproximações muito provavelmente contribuirão para capacitar profissionais e empresas no Brasil, preparando-os e dando acesso a novas ferramentas e técnicas exigidas no mundo dos negócios da atualidade. Em Israel, acordos foram assinados em diversas áreas, entre eles os de cooperação e o intercâmbio de práticas nos setores de mineração, petróleo e gás, termoeletricidade e energias renováveis, medicina, saúde, além da parceria firmada para o desenvolvimento de startups. E, visando facilitar o acesso entre os dois Países, um acordo de serviços aéreos também foi assinado. É sabido que se leva algum tempo entre as assinaturas de protocolos de intenções e de acordos entre Países até que estes passem a vigorar, uma vez que dependem de aprovações dos Poderes Executivos e Legislativos das nações, mas o fato de serem celebrados já é um bom começo. Se há alguma observação a ser feita em relação aos acordos assinados entre o Brasil e Israel, talvez seja em relação aos acordos de natureza comercial. Há um acordo de preferências tarifárias em vigor entre os Países do Mercosul e Israel. Seria interessante que este acordo fosse repensado e ampliado, permitindo assim o incremento do comércio en-

tre os Países, mas aparentemente nada neste sentido foi firmado. No Chile, a viagem de aproximação também teve pontos positivos em relação às decisões dos governos para ampliar e facilitar os negócios entre os dois Países. Uma das decisões foi o compromisso assumido para a construção do corredor que unirá o centro-oeste do Brasil com os portos do norte do Chile, o que finalmente nos facilitará o acesso ao Oceano Pacífico, diminuindo assim as distâncias entre o Brasil e os Países da Ásia e Oceania. Outros compromissos assumidos no Chile foram os de acelerar os processos para se estabelecer uma área de livre comércio entre o Mercosul e a Aliança do Pacífico e de finalizar os termos do acordo bilateral de livre comércio assinado em novembro de 2018 entre o Brasil e o Chile. Mesmo sob críticas e visões pessimistas sobre estas viagens, está claro que estas iniciativas podem contribuir para o crescimento dos negócios internacionais do Brasil, em especial o comércio exterior brasileiro, que mais uma vez apresentou resultados medíocres em 2018, segundo a Organização Mundial do Comércio (OMC). Embora estas viagens não tratassem apenas das assinaturas de acordos bilaterais, da consolidação das amizades entre os Países, da ideia de aumentar ou de pelo menos manter as relações comerciais e outros assuntos mais, alguns momentos não tão agradáveis foram enfrentados pela comitiva brasileira. É certo que as posições do atual governo brasileiro referentes à sua política externa já haviam sido apresentadas e, portanto, ninguém seria surpreendido. Mas, diante das reações e até mesmo dos alertas sobre as consequências negativas que estas posições poderiam trazer para o País, esperava-se que pelo menos neste primeiro momento determinados assuntos fossem evitados. Só que não. A situação mais difícil ocorreu na viagem a Israel. Conforme já dito, os acordos assinados entre os dois Países foram importantíssimos, as possibilidades de negócios com aquele País foram ampliadas, mas a decisão de instalar um escritório comercial em Jerusalém não fez com que se evitasse a insatisfação dos

nossos parceiros comerciais árabes. Comentários e manifestações contra a decisão brasileira foram destaques na mídia nacional e internacional. Mas, de imediato, nenhuma retaliação que prejudique nossos negócios com os árabes foi anunciada. Por outro lado, o governo de Israel também não ficou feliz e a frustação pelo não cumprimento da promessa de transferir a Embaixada do Brasil de Tel Aviv para Jerusalém ficou evidente. No mundo dos negócios, é muito comum montar em outros Países escritórios comerciais que podem até se transformar em câmaras de comércio. Basta fazer um levantamento e verificar quantas câmaras de comércio de diversos Países temos em várias cidades brasileiras, sobretudo em São Paulo. O mesmo ocorre com o Brasil no exterior. Temos diversas instituições brasileiras que promovem nossos produtos e serviços em outros Países. Mas a instalação de um escritório comercial do Brasil em Jerusalém tem outros significados que vão muito além dos negócios comerciais entre dois mercados. Envolve história, religião e conflitos ainda não resolvidos entre povos. A reação dos Países Árabes e do governo de Israel não poderia ser diferente. E, nestes casos, todo cuidado é pouco nas relações político-diplomáticas com estes Países. De volta ao Brasil, algumas ações foram observadas no sentido de amenizar o clima desfavorável. Agora é esperar para ver os resultados. Na visita do presidente Bolsonaro ao Chile aconteceu uma quebra de hábito, que alguns chamam de tradição. O que ocorreu foi que os últimos presidentes petistas eleitos no Brasil escolheram a Argentina para ser o primeiro País visitado na América Latina após as suas tomadas de posse. Só que desta vez não foi assim. O presidente Bolsonaro optou pelo Chile. Mas, se houve algum tipo de manifestação ou crítica em relação à sua ida ao Chile, certamente não foi por este motivo. Aliás, somente a mídia escrita e digital brasileira fez esta observação e ficou nisso. Aconteceram de fato algumas críticas e declarações da oposição do governo chileno que geraram algumas polêmicas, mas não evitaram que acordos fossem assinados e que o Brasil e o Chile, juntamente com outros seis Países da América

do Sul, assinassem a Declaração de Santiago, que lançou o Foro para o Progresso da América do Sul (Prosul), com pretensões de ser “um espaço de diálogo e colaboração sul-americana”. Nos Estados Unidos, talvez o momento mais delicado tenha sido a entrevista concedida aos jornalistas da Fox News que, em vez de o questionarem sobre a sua ida àquele País e as reais possibilidades de fortalecer as relações comerciais e diplomáticas, preferiram explorar outros assuntos, como os referentes às suas postagens nas redes sociais e certas declarações feitas por ele no passado. No Brasil, as críticas ficaram por conta da isenção dos vistos de entrada no território nacional para os americanos, canadenses e australianos. Os críticos e analistas pediam reciprocidade, em especial dos Estados Unidos, mas nada neste sentido foi conquistado. Nem para os empresários, que esperavam o chamado Global Entry, que evita a fila na imigração, e muito menos para os turistas brasileiros. Mas, nas relações e nos negócios internacionais, as reciprocidades nem sempre vêm e se vierem podem demorar um tempo. Questão de confiança, de crédito. Outras viagens internacionais de aproximação estão previstas durante este mandato. Para junho deste ano, já estão anunciadas uma viagem à Argentina e outra ao Japão. A viagem para a Argentina, agendada para o dia 6, atende a um convite feito pelo presidente Maurício Macri, e o Itamaraty diz que o motivo deste encontro é para que os presidentes definam os rumos do relacionamento entre os dois Países. A viagem anunciada para o Japão é para participar da Cúpula do G-20, em Osaka, que ocorrerá nos dias 28 e 29 de junho. Esta poderá ser uma boa oportunidade para dialogar e estabelecer inícios de negócios, não só com o Japão mas com outros Países, uma vez que nesta reunião estarão reunidas as 20 maiores economias do mundo. E, para o segundo semestre, já está sendo organizada uma viagem para a China, com as mesmas intenções de aumentar as relações comerciais e diplomáticas. * Professora da Universidade Presbiteriana Mackenzie e atua nas áreas de comércio exterior e câmbio


10

FARROUPILHA, 10 DE MAIO DE 2019

REPASSES

Sicredi apoia educação financeira Cooperativa de Crédito contribui com projetos que apostam no gerenciamento da economia doméstica e pessoal de profissionais da instituição que são especialistas na temática, tudo para orientar e replicar a ideia nas instituições de ensino, formando alunos mais conscientes, sustentáveis com relação ao consumo, planejamento e organização financeira. Essa visão de futuro, ensinando as novas gerações a lidarem de maneira mais adequada com o seu próprio dinheiro e no gerencimanento da economia doméstica, estimula o comprometimento social a partir do impacto que o consumo provoca nas relações humanas. Outra frente de atuação do Sicredi é na seguran-

ça pública, com destinação para Farroupilha de R$ 16 mil por ano para auxílio das forças policiais. Outros R$ 100 mil estão previstos para investimento na região, destinados na instalação da Polícia Rodoviária Estadual entre Carlos Barbosa e Garibaldi e no repasse de outros R$ 50 mil, via Consepro, à segurança dos municípios. Outro representante do Sicredi, Marcos Citolin, gerente de Desenvolvimento Regional, destacou formas de garantir investimentos para o setor, como a mudança da lei que assegura 5% do ICMS, principal imposto estadual, para a segurança do município.

Gabriel Venzon

C

erca de R$ 100 mil serão destinados a projeto de educação financeira e outras iniciativas na área que são encabeçadas pelo Sicredi em Farroupilha. O anúncio foi feito pelo presidente da Sicredi Serrana, Marcos Balbinot, em sessão na Câmara de Vereadores, na segunda. Desde 2018, por meio do Projeto Fundo Social, a cooperativa age junto com as escolas incentivando a prática da educação financeira e demais projetos. Em Farroupilha há ainda formação ofertada aos docentes, por meio

Investimentos anunciados Balbinot, presidente da Sicredi Serrana, em sessão na Câmara de Vereadores


12

FARROUPILHA, 10 DE MAIO DE 2019

Maio aMarelo

Alguém quer me adotar? Divulgação

Por um trânsito melhor

O Esta dupla conviveu por muito tempo e busca de preferência uma adoção conjunta. A preta é uma fêmea chamada Bibi e tem 5 anos. Já o macho se chama Caramelo e tem 3 anos. Ambos são dóceis, de porte médio a grande e já estão castrados. Interessados em adotar podem manter contato pelo fone 999.371.647.

Consepro realiza ações para a prevenção de acidentes

Conselho Comunitário Pró-Segurança Pública de Farroupilha (Consepro) está realização ações em apoio ao Maio Amarelo. O movimento busca reduzir o número de acidentes no trânsito, chamando a atenção da sociedade para o alto índice de mortos e feridos em todo mundo. Em Farroupilha, as ações começam nesta sexta e contemplam simulação de acidente, teatro e palestras.

Ações

* Sexta, às 10h: peça teatral “Exército dos Sonhos”, da Fundação Tiago Gonzaga, no Ginásio de Esportes do Colégio Nossa Senhora de Lourdes (CNSL). Entrada franca. Faixa etária: a partir de 13 anos. * Sexta, às 17h: simulação de um acidente de trânsito em frente à praça da Igreja Matriz, na rua Rui Barbosa.

Palestras abertas ao público com o tema “No trânsito, o sentido é a vida”

* Terça, às 19h30min, no Colégio Estadual Farroupilha (Thomas Edison, 91) * Quinta, às 19h30min, no Colégio Estadual São Tiago (Rodovia dos Romeiros, 658) * Terça, dia 21, às 16h30min, no Pró Saúde

Obituário 2 de maio * Luiz Guilherme Oliveira de Assis, 22 anos. Sepultamento no Cemitério da Comunidade de São Marcos (1º Distrito); * Jordi Gomercindo da Silva, 25 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal. 3 de maio * Vitalina Somacal, 80 anos. Sepultamento no cemitério da comunidade da Linha Boêmios (4º Distrito); * Dália Bianchini Mocellin, 88 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal; * Bernardete da Silva Machado, 68 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal; * Nelcy Lopes da Motta, 93 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal.

4 de maio * Vitalino Pioner, 69 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal; * Leonel José Fernandes, 58 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal. 5 de maio * Ione Iolanda Heitling Isoppo, 76 anos. Sepultamento no cemitério Jardim da Paz de Forqueta, em Caxias do Sul; * Geralda Maria Piaia, 74 anos. Sepultamento no cemitério da comunidade de São Marcos (1º Distrito). 8 de maio * Valacir Machado Padilha, 72 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal; * Luiz João Marin, 85 anos. Sepultamento no cemitério de Nova Vicenza.


13

FARROUPILHA, 10 DE MAIO DE 2019

LOGÍSTICA REVERSA DE MEDICAMENTOS

Frente Parlamentar instalada Idealizada por Fran Somensi (PRB), grupo teve marco inicial dos trabalhos na quinta à tarde

C

om a presença da secretária estadual da Saúde, Arita Bergmann; a presidente do Conselho Regional de Farmácia, Silvana de Vargas Furquim; a defensora pública Célia Rizzon Borges de Medeiros, representantes da indústria farmacêutica, das farmácias e diversos parlamentares, a deputada Fran Somensi (PRB) promoveu, na quinta à tarde, a instalação da Frente Parlamentar sobre Logística Reversa de Medicamentos na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul (AL/RS). Projetada a partir do bem-sucedido projeto da Solidare: Farmácia Solidária, idealizado por Fran em Farroupilha, a meta é tornar o Rio Grande do Sul um Estado pioneiro no processo. Em três anos, a Solidare recolheu duas toneladas de medicamentos e beneficiou cerca de 10 mil pessoas na cidade. A economia para os cofres públicos no período foi de cerca de R$ 1,2 milhão. A deputada pretende implementar a prática no plano estadual, que ainda aguarda regulamentação desde a instituição da Lei 12.302, de 2010, que dispõe sobre a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS). Com esse marco regulatório, o Conselho Federal de Farmácia busca a implantação da logística reversa para os resíduos sólidos por meio de acordos setoriais relacionados aos medicamentos. Na próxima semana, Fran deverá promover na Assembleia uma campanha para o recebimento de medicamentos fora de uso, que serão destinados para o projeto de Farroupilha. Ela explicou que a destinação desses medi-

Adroir Fotógrafo

Boca de Urna Cidadão Honorífico

Na próxima segunda, às 18h, o Legislativo concede o título de Cidadão Honorífico ao empresário Flávio Boakoski. Natural de Alpestre, ele chegou a Farroupilha em 1989 e, em 2014, fundou a Cervejaria Favorita.

Cidadão Emérito

A Câmara aprovou, na terça, o projeto de lei 006/2019, que concede o título de Cidadão Emérito de Farroupilha a Itacyr Luiz Feltrin. A autoria é da bancada do PP e do presidente Sandro Trevisan.

HBSC habilitado

Conquista Fran se empenhou na instalação da Frente Parlamentar: passo gigante para tornar o processo uma prática regular em todo Rio Grande do Sul

camentos é mediante a apresentação de receita médica. Também reforçou que uma das prioridades do trabalho será a conscientização das pessoas a respeito do potencial tóxico dos medicamentos e, por isso, a necessidade de descartá-los de maneira adequada. Além disso, busca comprometer a indústria farmacêutica para que participe ativamente da logística reversa.

A instituição poderá ser referência na Traumatologia de Alta Complexidade. O São Carlos teve aprovado, na Comissão Intergestores Bipartite, o encaminhamento da proposta junto ao Ministério da Saúde. Conforme o projeto, o HBSC será responsável pelo setor da 26ª Região da Saúde Uva e Vale, que abrange 12 municípios, além de parte da 25ª Região Vinhedos e Basalto, que contempla mais 20 municípios. Farroupilha passará a ser referência na área para uma população de 382 mil habitantes no atendimento de urgência e emergência, além de cirurgia eletivas, que tem cerca de 2,5 mil procedimentos em espera.


14

FARROUPILHA, 10 DE MAIO DE 2019

PROTESTO

Ainda sem professores: até quando? Ramon Cardoso

Estudantes tomaram Praça da Matriz no último sábado, cobrando do governo do Estado posição pela falta de docentes

D

as 10 escolas estaduais em Farroupilha, quatro delas continuam com quadro incompleto de professores para atuação em sala de aula. Faltam ainda funcionários para os demais serviços, como bibliotecários, serventes, secretários e merendeiras. O que está com maior defasagem é o São Tiago (confira ao lado a situação das instituições). Este foi o motivo da mobilização estudantil do último sábado, quando jovens do Estadual Farroupilha, São Tiago, São Pio X e Olga Ramos Brentano se reuniram cobrando ação do Estado. O ponto de encontro foi a Praça da Matriz e os alunos também percorreram ruas centrais portando cartazes, manifestando a indignação pelo quadro ainda não estar completo, já que as aulas iniciaram no final de fevereiro. A 4ª Coordenadoria Regional de Educação (CRE) aponta que os esforços estão concentrados para suprir a demanda. De acordo com Jorge Gilmar Göet, assessor de Recursos Humanos da CRE, as contratações estão sendo realizadas e a maior dificuldade é que muitos professores se candidatam às vagas e desistem ao serem convocados, ocasionando morosidade ao processo. A Coordenadoria não apresenta datas para solução definitiva da situação.

Voz ativa Estudantes Raíssa Gabrielly de Freitas, do São Pio X, João Gabriel De Lucca, do São Tiago, e Jéferson Debiazi, do Estadual Farroupilha

Situação das escolas estaduais em Farroupilha

Carlos Fetter: Recebeu nesta semana professor de Português e Inglês. Falta docente de Matemática, secretário e bibliotecário. Estadual Farroupilha: Falta professor de Português, servente, secretário e três merendeiras. Izabel Venzon: Assumiu nesta semana o professor de Séries Iniciais que estava em falta. José Fanton: Professor de Matemática deve iniciar nesta semana. Falta bibliotecário e servente. Júlio Mangoni: falta professor para a coordenação pedagógica e um secretário. Docente de Química assumiu na semana passada. Olga Ramos Brentano: quadro de professores

completo. Falta servente, bibliotecária e docente para coordenação pedagógica. Padre Rui Lorenzi: quadro completo de professores desde o início do ano. Merendeira está confirmada para assumir nos próximos dias. São Pio X: Professor de Português e Inglês assumiu na última sexta. Falta merendeira.. São Tiago: Faltam docentes de Matemática, Sociologia, Filosofia, Química e dois professores das Séries Iniciais (2º e 5º ano). Faltam três secretários, uma servente e duas merendeiras. Vivian Maggioni: Falta professor de Português e um de Séries Iniciais, servente e bibliotecário.


15

FARROUPILHA, 10 DE MAIO DE 2019

PARADA OPORTUNA

Brasil celebra pausa na Terceirona Confronto do fim de semana, contra o Nova Prata, fica para o dia 22 e meta é limpar o DM até o duelo com o Santo Ângelo Ramon Cardoso

A

Brasil

pós abrir o returno da Terceirona Gaúcha com um empate sem gols diante do Santa Cruz, no Estádio das Castanheiras, o Brasil terá o fim de semana sem compromisso pela competição estadual. O duelo diante do Nova Prata, previsto para o domingo, foi adiado para o dia 22. Assim, a equipe farroupilhense volta a campo somente no dia 19, no confronto com o Santo Ângelo, nas Castanheiras. A perda dos 100% como mandante não chegou a ser lamentada por Alê Menezes. O técnico destacou que ficou satisfeito com a produção ofensiva do Brasil, que criou muitas oportunidades, mas acabou não convertendo as finalizações em gol. O Santa Cruz veio a Farroupilha com uma postura altamente defensiva, procurando jogar por uma bola, e não ofereceu riscos à invencibilidade do rubro-verde. “O jogo foi muito disputado. Sabíamos que seria assim, que o Santa Cruz não podia perder. O time criou as oportunidades. Temos que valorizar esse ponto porque não foi um duelo fácil. Enfrentamos um concorrente

direto ao acesso. O importante é estarmos sempre somando os pontos”, observou o comandante. Com atletas no Departamento Médico (DM), Alê Menezes celebrou a parada, que deve permitir a recuperação dos lesionados para a sequência da Terceirona. O rubro-verde, que havia assumido a liderança do Grupo B com o empate voltou a ficar em 2º com o triunfo do Gaúcho sobre o Santa Cruz, na quarta, nos Plátanos, em Santa Cruz do Sul. Com isso, o time de Passo Fundo retomou a frente da chave com 16 pontos, dois a mais que o Brasil, mas com sete partidas disputadas contra seis dos farroupilhenses.

Estadual Júnior

Sem espaço Capitão Luiz Carlos tenta jogada cercado por rivais: ferrolho defensivo impediu vitória do Brasil

Terceirona Gaúcha (Classificação do Grupo B) Equipe

P

J

V

E

D

GM GS SG

1)

Gaúcho

16

7

5

1

1

15

5

10

2)

Brasil

14

6

4

2

0

8

1

7

3)

Santo Ângelo

8

5

2

2

1

7

6

1

4)

Santa Cruz

5

7

1

2

4

6

9

-3

5)

Cruz Alta

3

5

1

0

4

3

9

-6

6)

Nova Prata

1

4

0

1

3

2

11 -9

Legenda: P (pontos), J (jogos), V (vitórias), E (empates), D (derrotas), GM (gols marcados), GS (gols sofridos) e SG (saldo de gols)

A semana não foi das melhores para o rubro-verde na competição estadual da base. Como visitante, o Brasil perdeu para o Lajeadense, no último sábado, por 1 a 0, e para o Grêmio, na quarta, por 4 a 1 (gol de Xandi para os farroupilhenses). A recuperação no Estadual Júnior pode vir na próxima semana, em duelos nas Castanheiras. A equipe recebe o Novo Hamburgo na segunda e o Juventude na quarta, ambos duelos às 15h. Com as derrotas da semana, o Brasil está fora da zona de classificação, ocupando o 9º lugar. O rubro-verde está com uma partida a menos que a maior parte dos rivais. O time soma 8 pontos em seis jogos, com duas vitórias, dois empates e duas derrotas. O Gauchão da categoria é disputado por 14 equipes que se enfrentam em turno único. Ao final da fase classificatória, as oito melhores avançam às quartas de final.

Preliminar Copinha de Futsal

A Copa Farroupilha de Futsal Feminino segue neste sábado, a partir das 19h, em Lourdes, com mais dois jogos: Valente Futsal/Máquinas Sazi x Bento FC e, na sequência, o duelo entre 1º de Maio x AFF. O ingresso custa R$ 5,00. No último sábado, 1º de Maio e Comando SP ficaram no 1 a 1, o Santa Catarina fez 3 a 0 na Valente e a Damas de Ferro venceu a AFF por 3 a 2.

União de Clubes tem rodada cheia no sábado

A competição de futebol continua com sete jogos neste sábado, na disputa da 8ª rodada. Veja abaixo os resultados do último final de semana e as partidas que dão sequência à disputa regional. Copa Farroupilha União de Clubes Resultados da 7ª rodada Pôr do Sol 6x2 Sapucaia Lyon 5x1 Baile de Monique Azulão 2x3 Paysandu Gaúcho 8x3 Atlético Nova Vicenza Los Thicos 1x0 Olimpíacos da Serra Titanium 1x0 Apollo 8ª rodada (neste sábado)

Titanium x Gaúcho Bairro São José, às 13h30min Lyon x Azulão Bairro São José, às 15h30min Atlético Nova Vicenza x Trans 2001 Bairro Industrial, às 13h30min Industrial x Sapucaia Bairro Industrial, às 15h30min Baile de Monique x Olimpíacos da Serra Bairro Nova Vicenza, às 13h30min Apollo x Paysandu Bairro Nova Vicenza, às 15h30min Pôr do Sol x Los Thicos Nossa Senhora da Salete, às 15h30min


Juliana Inês Casa Barbieri

INSIDE

Perpetuação da história

Ramon Cardoso

Obra que resgata a saga italiana, “Museu da Imigração, da Uva e do Vinho” é inaugurado no Parque de Nova Milano e abre um novo espaço para exposições culturais Capa

EDUCAÇÃO

Ainda sem professores Num ato de indignação e revolta, estudantes protestaram no último sábado pela falta de docentes nas escolas estaduais de Farroupilha Página 14 e Editorial


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 10 DE MAIO DE 2019

AÇÃO BENEFICENTE

Bazar em prol do São Carlos Para ajudar Hospital Beneficente, Voluntárias da Saúde organizam venda de roupas novas e seminovas nesta sexta e sábado Juliana Inês Casa Barbieri

M

ais uma ação das Voluntárias da Saúde busca recursos para contribuir com serviços do Hospital Beneficente São Carlos (HBSC). É o Bazar que abriu na quinta, segue nesta sexta e sábado, das 9h às 18h, na sala em frente à parada de ônibus da Matriz. São cerca de 5 mil peças, itens que vão de roupas de couro a casacos de lã e diversas malhas. Artigos femininos, masculinos e infantis, além de calçados. São doações de empresas farroupilhenses que buscam contribuir com a causa. Cerca de 90% das peças são novas, o restante é seminovo. “Farroupilha é mesmo a Capital da Solidariedade e estamos recebendo muitas doações. Agora contamos com a população para que venha adquirir e nos ajudar”, considera Lourdes Refosco, presidente do grupo Voluntárias da Saúde. A intenção é dar sequência a obras, compra de equipamentos e materiais que são necessários para os atendimentos da instituição hospitalar. As Voluntárias estão realizando reforma de cinco leitos pediátricos e da sala de contabilidade da instituição. “As demandas do Hospital são inúmeras e buscamos atender essas necessidades”, reforça Lourdes. O Bazar tem peças a partir de R$ 5,00.

Programe-se O que: Bazar Beneficente das Voluntárias da Saúde, em prol do HBSC Quando: nesta sexta e sábado, das 9h às 18h Onde: Independência, 333, em frente à parada de ônibus da Matriz Quanto: peças de R$ 5,00 até R$ 60,00

Atuação conjunta Voluntárias da Saúde trabalharam toda semana na organização das peças, expositores e marcação de preços


Compromisso com a Cidade. Compromisso com Você

FARROUPILHA, 10 DE MAIO DE 2019

Radiofrequência Frac cicatrizes e remodela Equipe Espaço da Beleza *

A

lgumas mulheres se incomodam pelo fato de estarem com o rosto mais inchado em certos dias. Assim como a pele do corpo, que retém líquidos, a derme facial também pode passar pelo mesmo processo. E, para amenizar esse fator, um tratamento facial vem chamando atenção do mercado de beleza: a Radiofrequência Fracionada, que para os especialistas em estética vem se tornando uma ótima aliada, por trazer resultados satisfatórios, sem a necessidade de recorrer a procedimentos cirúrgicos, remodelando com eficácia a face de maneira segura, natural e duradoura. Eficaz no combate às rugas e a outros problemas estéticos como estrias e cicatrizes, o novo aparelho de radiofrequência fracionada promete dar resultados eficazes. O equipamento tem três ações distintas: estimular a regeneração da fibra elástica, melhorar a textura da pele e gerar um processo de coagulação que favorece a regeneração do tecido cutâneo. O tratamento funciona por meio de ponteiras descartáveis, compostas por pequenos canais (com tamanho de uma cabeça de alfinete), por onde o laser passa para penetrar e agir internamente na pele fazendo furinhos mínimos, quase imperceptíveis. Neste momento, ele gera um aquecimento dérmico profundo em pontos microscópicos para induzir a cicatrização do tecido e estimular a formação de novas fibras de colágeno, sem causar queimaduras ou lesões na epiderme. O tratamento é considerado um dos mais inovadores e eficientes para o rejuvenescimento do rosto porque causa um mínimo de desconforto e pode atacar em diversas frentes. Por ser multifuncional, a técnica também reduz as manchas, suaviza as cicatrizes de cirurgias, acnes e estrias, fecha os poros e deixa a pele mais lisa e regular. Indicações Como é eficaz, sobretudo, no combate às rugas, as aplicações do aparelho são realizadas, principalmente, no rosto, no colo e nas mãos. Já para a diminuição das estrias, as áreas tratadas costumam ser a dos seios e do abdome. Independentemente dos casos, são indicadas de três a cinco sessões do tratamento, realizadas com intervalos de 30 dias, mas também é possível fazer apenas uma aplicação pontual para tratar uma área afetada pela cicatriz de acne, por exemplo.


Compromisso com a Cidade. Compromisso com Você

FARROUPILHA, 10 DE MAIO DE 2019

cionada reduz rugas, a contornos da face Imagem: Reprodução

Resultados Os resultados podem ser vistos sete dias após a primeira sessão, tempo necessário para a pele recuperar-se da vermelhidão e descamação. Neste período, é importante o uso de hidratantes de manhã e à noite e filtro solar a cada duas horas. Resultados esperados: devolve firmeza à pele, deixando-a mais viçosa, remodelada e rejuvenescida depois de algumas sessões. Agende sua avaliação e venha conferir os resultados. * Espaço da Beleza Centro Estético Independência, 555 – Centro de Farroupilha Fone (54) 3268-5511 WhatsApp: 981.195.645 Fan Page: Espaço da Beleza


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 10 DE MAIO DE 2019

PROBLEMA ATUAL

Um problema contemporâneo: a Síndrome do Coração Partido Ele apresenta sintomas similares aos do infarto, mas é causado pelo estresse emocional que afeta cada vez mais pessoas

em ep

:R ro du çã o

Síndrome do Coração Partido pode causar disfunções nas contrações dos ventrículos do coração, gerando sintomas iguais aos do infarto do miocárdio. Por isso, exige tratamento médico adequado, muitas vezes com a participação não só do cardiologista, como também de psiquiatra e/ou psicólogo. É uma disfunção cardíaca transitória, mas precisa ser tratada com eficiência, evitando-se complicações. A prevenção é a melhor forma de combate ao problema. O presidente da Socesp indica a realização de exercícios físicos, especialmente em grupos, pois a atividade associada à sociabilização proporciona momentos de descontração

ag

variadas, mas todas vinculadas a um forte abalo emocional: morte de uma pessoa querida, separação conjugal, dificuldades profissionais e financeiras, perda de emprego, descoberta de uma doença grave ou problemas que envolvem os filhos. “O mundo atual, especialmente em Países como o Brasil, atingidos por crises político-econômicas, desemprego e criminalidade, apresenta um ambiente de forte pressão sobre os indivíduos”, observa o cardiologista. Nem todos conseguem lidar bem com os problemas, o que pode gerar um quadro mais grave. Embora diagnosticada como doença provocada por razões psicoemocionais, a

Im

R

econhecidamente um problema na sociedade moderna, o estresse emocional acentuado pode provocar sintomas semelhantes aos do infarto, como dor no peito, falta de ar, cansaço, tontura e náuseas. O problema já ganhou um nome. “Trata-se da Síndrome do Coração Partido, que pode afetar qualquer pessoa, sendo mais recorrente em mulheres com idade superior a 40 anos”, explica o médico José Francisco Kerr Saraiva, presidente da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo (Socesp). As causas que podem provocar a síndrome são

Mal moderno O estresse emocional é apontado como a principal causa do problema, que pode gerar um quadro grave e fatal de saúde se não tratado de maneira adequada

e psicologicamente positivos. “Atividade física é sempre adequada e necessária para todos como prevenção às doenças cardiovasculares em geral. Para aqueles que

estejam submetidos a estresse emocional, é ainda mais importante, podendo evitar a Síndrome do Coração Partido, um mal de nosso tempo”, conclui o especialista.


Filantropia

1º Desfile Fashion e Chá Beneficente ocorre sábado em prol da Liga de Combate ao Câncer e do Banco Social Página 5

Inside

Cultura

Ainda restam ingressos para a palestra de Carpinejar, na promoção do DNA da Alma, que acontece na terça Página 8

Tradição

O patrimônio da uva e do vinho Espaço voltado para a cultura italiana foi inaugurado quarta, no Parque da Imigração, e está aberto para visitação do público A primeira exposição que o museu recebe é organizada pela Casa de Cultura e inicia no sábado e segue até dia 9 de junho, nos finais de semana. Ela retrata a produção da uva moscato na região, ressaltando o título de Capital Nacional do Moscatel concedido a Farroupilha. Estarão expostos no local produtos vitivinícolas e ferramentas de produção. O funcionamento do museu será nos finais de semana, das 14h às 18h, com entrada gratuita. “Mais do que isso essa construção vai abrigar também um quiosque, que vai ser licitado nos próximos dias, onde será lançado o edital de sessão de espaço público, para que alguém posso explorar e vender produtos, como alimentos e bebida. A obra é um conjunto que complementa as melhorias já realizadas anteriormente no Parque”, pontua Francis. A construção possui 150 metros quadrados e teve

Juliana Inês Casa Barbieri

L

ocalizado no Parque da Imigração Italiana, em Nova Milano, foi inaugurado na quarta o Museu da Imigração, da Uva e do Vinho. O evento contou com a presença do cônsul geral da Itália, Roberto Bortot, além de autoridades municipais. O espaço resgata e preserva a cultura dos imigrantes italianos, além de contemplar exposições temporárias para a valorização dessa cultura. “Não é apenas uma obra de museu, mas sim de convivência para a comunidade que ocupa o Parque da Imigração. A ideia é que nesse local possamos ter vários tipos de exposições temporárias voltadas à cultura italiana, mas também de outras expressões artísticas. Esse é um local para reuniões, atividades no Parque, enfim, uma sala multiuso”, explica o secretário de Cultura e Turismo, Francis Casali.

Pronto para a comunidade Espaço que resgata a cultura italiana foi inaugurado na noite de quarta e está aberto para visitação nos finais de semana

um investimento de R$ 250 mil, custeada por uma emenda do ex-deputado federal Renato Molling (PP). A construção, projetada pelo arquiteto Rafael Maso, tem

revestimento de pedra basalto e madeira, remetendo às primeiras edificações dos imigrantes italianos, além de possuir uma abertura na fachada sul para visualizar o

monumento do Centenário da Imigração. O projeto foi capitaneado pela Secretaria de Planejamento, concretizando mais um espaço de cultura e lazer para a cidade.


Inside

2

FARROUPILHA, 10 DE MAIO DE 2019

Cinema Imagens: Reprodução

Shopping Iguatemi (RST-453, quilômetro 3,5) Cinemas GNC 1: Cemitério Maldito - às 13h30min e 19h30min (dublado), 21h50min (legendado) GNC 1: Vingadores: Ultimato - às 15h45min GNC 2: Vingadores: Ultimato - às 14h30min (dublado), 18h e 21h40min (legendado) GNC 3: De Pernas pro Ar 3 - às 14h15min (com legenda descritiva), 16h40min, 19h20min e 21h50min GNC 4: Vingadores: Ultimato - às 13h20min e 20h45min (dublado e em 3d), 17h (legendado e em 3d) GNC 5: Pokémon: Detetive Pikachu - às 13h40min (dublado e com legenda descritiva), 16h10min e 18h40min (dublado) e 21h10min (legendado e em 3d) GNC 6: Vingadores: Ultimato - às 14h (legendado) e 19h45min (dublado) GNC 6: Cemitério Maldito - às 17h30min Ingressos: segunda e quinta (exceto feriado e Carnaval) a R$ 24,00 e R$ 30,00 (salas 3d); terça e quartas (exceto feriado e Carnaval) todos pagam meia entrada; sexta a domingo e feriado a R$ 28,00 e R$ 34,00 (salas 3d). Meia entrada todos os dias para menores de 18 anos e maiores de 60 (mediante apresentação de identidade), estudantes (mediante apresentação de Carteira de Identificação Estudantil), pessoas com deficiência (com documento que a comprove), cliente Movie Club Preferencial (cartão verde fidelidade GNC).

Shopping San Pelegrino (Avenida Rio Branco, 425) * Obs: o site do Cinépolis traz apenas os horários dos filmes, mas não informa em qual sala serão exibidos Cemitério Maldito - às 14h15min, 17h e 19h30min (dublado), 21h45min (legendado) Pokémon: Detetive Pikachu - às 13h30min e 16h (dublado), 18h30min e 21h (dublado e em 3d) Vingadores: Ultimato - às 12h30min, 13h, 16h15min, 20h e 20h30min (dublado), 14h30min, 18h15min e 22h15min (dublado e em 3d), 16h45min (legendado), 13h45min, 17h30min e 21h15min (legendado e em 3d) Ingressos: nas salas tradicionais, segunda a quarta (exceto feriado) a R$ 23,00 e R$ 11,50 (meia); quinta (exceto feriado) a R$ 25,00 e R$ 11,50 (meia); sexta a domingo e feriado a R$ 26,00 e R$ 13,00 (meia). Nas salas 3d, segunda a quarta (exceto feriado) a R$ 29,00 e R$ 14,50 (meia); quinta (exceto feriado) a R$ 29,00 e R$ 15,00 (meia); sexta a domingo e feriado a R$ 32,00 e R$ 16,00 (meia).

Sala de Cinema Ulysses Geremia (Luiz Antunes, 312) Um Ato de Esperança - sexta a domingo às 19h30min Ingressos: R$ 10,00 e R$ 5,00 (estudantes e sênior)

Para adultos e crianças Baseado no romance de Stephen King, Jeff Buhler roteiriza e Kevin Kölsch e Dennis Widmyer dirigem o remake de “Cemitério Maldito”, clássico do terror, 30 anos depois do lançamento do original. Para a garotada, a pedida é “Pokémon: Detetive Pikachu”, que tem direção de Rob Letterman


Inside

FARROUPILHA, 10 DE MAIO DE 2019

3

Cinema

Cine Fórum está de volta Evento promovido pela Elo-Psi firma parceria com o “Cine Freud: Sessão de Psicanálise e Cinema”, idealizado por João Luiz Costa Ribeiro, o convidado que abre temporada 2019 com o longa “Coisas que Perdemos pelo Caminho”

Ribeiro Sétima Arte vinculada à Psicanálise

“Coisas que Perdemos pelo Caminho”, com os oscarizados Halle Berry e Benicio del Toro, atividade que será mediada pela psicóloga Verônica Sinhor. A obra da diretora dinamarquesa Susanne Bier é

um pesado drama que fala de perdas e traumas de uma maneira visceral, mas também irradia luz à medida que concentra atenções na busca dos personagens pela redenção. “Irei procurar associar questões psicanalíticas do filme com situações cotidianas. O Cinema é, por excelência, o modo moderno de se produzir mitologia”, considera Ribeiro. Embora tenha uma abordagem voltada à sua área de atuação, o psicanalista assegura que a linguagem será coloquial, acessível a todos, na busca pela associação de ideias com entretenimento. “Este evento é uma das principais coisas que você não pode perder pelo caminho”, brinca Ribeiro. A atividade é aberta à comunidade.

Fotos: Divulgação

C

riado em 1997 pelo psicanalista João Luiz Costa Ribeiro, numa forma de estabelecer um elo entre a Psicanálise e a Sétima Arte, o “Cine Freud” firma agora uma parceria com a Psicólogos Associados de Farroupilha, a Elo-Psi. Desde janeiro com Rita Rosa Baretta na presidência, a entidade pretende reativar de maneira efetiva e ainda mais intensa o “Cine Fórum”, evento em que um longa-metragem é exibido e comentado por um profissional da área envolvido com a temática abordada na trama. A abertura da temporada 2019 é no próximo dia 18, e para selar a relação com o Cine Freud, seu fundador estará comentando o filme

Programe-se O que: Cine Fórum da Elo-Psi, em parceria com o Cine Freud, na exibição do filme “Coisas que Perdemos pelo Caminho”, comentado pelo psicanalista João Luiz Costa Ribeiro Quando: dia 18 (sábado), às 9h Onde: CICS Farroupilha (República, 426, sala 601) Quanto: R$ 10,00 (associadas a Elo-Psi) e R$ 15,00 (público em geral) Inscrições e informações: pelo e-mail elopsi2002@gmail.com

Reencontrando o caminho Halle Berry e Benicio del Toro têm atuações intensas no pungente drama da cineasta dinamarquesa Susanne Bier, roteirizado pelo americano Allan Loeb


Inside

4

Gustavo Pimentel

gustavospimentel@yahoo.com.br

Nicolás Maduro é um ditador que subverteu a ordem constitucional na Venezuela para se perpetuar no poder e dar seguimento ao diabólico plano de dominação chavista. Na verdade, o que acontece com a Venezuela é um reflexo do projeto idealizado por Fidel Castro e Luís Inácio Lula da Silva no início da década de 90, para construir uma pátria única do proletariado na América Latina, principal objetivo do Foro de São Paulo. Vale lembrar que a existência do Foro de São Paulo já foi taxada como uma teoria da conspiração criada por Olavo de Carvalho, mas que, como diversos outros fatos citados pelo filósofo ao longo de suas obras, foi comprovada pela história. Hoje, os documentos e atas do Foro foram revelados e as suas reuniões não são mais segredo para ninguém; aliás, contam com um link no site oficial do Partido dos Trabalhadores. Pois bem, se o colapso econômico de um País que é um dos maiores produtores de petróleo do mundo era inimaginável para alguns, para outros era de certeza matemática, tendo em vista que na história da humanidade o socialismo jamais deu certo em País algum. Margareth Thatcher, a Dama de Ferro, costumava dizer que o socialismo dura enquanto durar o dinheiro dos outros. Com a falta de dinheiro, a inflação descontrolada, crises de abastecimento e falta de comida, era natural que a insatisfação popular culminasse com uma forte oposição ao governo e a única alternativa que restou ao ditador Maduro para se manter no poder foi cooptar as forças armadas, dissolver o Congresso e acabar (literalmente) com seus opositores. Na semana passada, líderes da oposição conclamaram, até de maneira atabalhoada, um levante popular para que o real detentor do poder – o povo – o assuma novamente. Porém, esse enfrentamento levou a cenas de guerra. Uma população faminta, falida e desarmada foi presa fácil para fuzis e tanques de guerra. O que foi assustador para o mundo todo, que assistiu perplexo às imagens de civis sendo esmagados pelas forças militares, para Pepe Mujica não foi nada demais, afinal, a culpa foi das pessoas que não saíram da frente dos blindados, segundo palavras ditas pelo ídolo de unhas sujas da esquerda. De tudo isso, o que causa mais revolta é que não se viu uma manifestação sequer da esquerda brasileira contra o massacre da população venezuelana. Aliás, verdade seja dita, manifestação até houve. O PT divulgou uma nota de apoio ao ditador Maduro, que, segundo a esquerda delirante, está sendo vítima de um golpe orquestrado pelos Estados Unidos. Vocês se lembram de todas aquelas pessoas que há pouco tempo se diziam muito preocupadas com a democracia, com uma possível ditadura, que prometiam não soltar a mão de ninguém e que juravam que se lembrariam de quem lutou ao seu lado, nas trincheiras, pela democracia? Então, todas elas permaneceram caladas, sem dar um pio. Surpresa? Não para mim. O silêncio sepulcral da esquerda delirante brasileira só comprova o que eu sempre soube: nenhum – eu repito – nenhum militante de esquerda, seja aquela esquerda raiz, de chão de fábrica, seja a esquerda Nutella, dos típicos socialistas de Iphone, estava preocupada de fato com a democracia. Para essa gente, a democracia só interessa se o seu time ganhar. * Advogado

Agenda

SEXTA

Divulgação

O silêncio da esquerda brasileira ao massacre da população venezuelana

FARROUPILHA, 10 DE MAIO DE 2019

Fernando Semmer e Thiago Oliveira Caverna Comedy Club (República, 445, subsolo), às 22h Ladies Night com DJ Cris Pacheco Wild Beer (Gonçalves Dias, 73), às 20h Pop Rock com a banda Jovem Ainda Armazém Retrô Pub (Guerino Tartarotti, 162), às 22h

SÁBADO Boleiro e Gio Lisboa Caverna Comedy Club (República, 445, subsolo), às 22h Sabadão com Victor & Rafa Armazém Retrô Pub (Guerino Tartarotti, 162), às 22h

Sertanejinho bem bacana com Cris Fagundes e Banda Boteco do Chá (Rômulo Noro, 555), às 23h30min

DOMINGO Otaku Ponto Nerd Universe Pavilhões do Complexo Esportivo do Parque Cinquentenário, às 11h


FARROUPILHA, 10 DE MAIO DE 2019

Ação Social

Inside

Chá e desfile fashion duplamente solidário

5

Guilherme Macalossi cisperter@hotmail.com

Bolsonaro lava as mãos emconflito entre militares e Olavo

Na última segunda, Jair Bolsonaro comentou as recentes polêmicas envolvendo o filósofo Evento em prol da Liga de Combate ao Câncer e do Banco Social acontece sábado Olavo de Carvalho e integrantes das Forças Armadas que ocupam cargos em seu ministério. O sta é a 1ª edição do evento solidário presidente negou a existência de grupos antaque terá a verba arrecadada destigônicos dentro de se governo: “Não existe grupo Cardápio do chá nada à Liga de Combate ao Câncer Risoles, pastéis, croisde militares nem grupo de Olavos aqui, tudo é e as peças de roupas arrecadadas sant, enroladinhos, sanduum time só”. Apesar dessa afirmativa, as escadoadas ao Banco Social. O evento íches, entre outros salgadiramuças públicas continuam se avolumando em acontece no Centro de Convivênnhos variados, docinhos e graus cada vez mais elevados. cia de Idosos São José, no sábado, às 15h. Os chás de diferentes sabores. Após os ataques trocados entre Olavo e o ingressos, que estão quase esgotados, custam ministro Carlos Alberto dos Santos Cruz, titular Para R$ 35,00 e doação de uma peça de roupa. Eles da Secretaria de Governo, agora quem resolveu podem ser adquiridos com as representantes da participar se envolver no assunto foi ninguém menos que Liga, por meio do fone 3035-2488. do desfile o general Eduardo Villas Bôas, ex-comandante O evento reúne diversas voluntários, como parQuem quiser particido Exército Brasileiro. No Twitter, o militar disticipantes do Centro de Convivência e as soberapar basta ter uma peça se que Olavo vive em um “vazio existencial” e o nas de Farroupilha, que estarão na passarela. Os de roupa para doar ao classificou como “Trótski da direita”: idosos do São José estarão vestindo roupas que final da passarela. É Ainda que se referindo a Olavo, o destinatário já fazem parte do Banco Social e os outros participreciso passar o nome da mensagem foi o próprio presidente. Dado o pantes doarão roupas no final da passarela. para uma das voluntáprestígio que tem dentro das Forças Armadas, é O Banco Social pertence a Secretaria Municipal rias da Liga na hora da possível dizer que Villas Bôas atuou como portade Desenvolvimento Social e Habitação e se dedica compra do ingresso ou a arrecadar e destinar donativos, como roupas, mó-voz de seus pares, manifestando o desconforto para Rudialva Vigolo no veis, fogões, colchões e utensílios, para as pessoas e a inconformidade do setor militar com essa início do evento. em situação de vulnerabilidade. Já a Liga de Comsituação de conflito. Em outras palavras, Villas bate ao Câncer busca dar esperança e conhecimenBôas disse que seu grupo não apanhará calado to às pessoas que enfrentam o câncer e os recursos e recomendou a Bolsonaro que dê um jeito de Programe-se arrecadados no evento serão destinados à compra aquietar Olavo. O presidente, entretanto, parece O que: 1º Desfile Fashion e Chá Beneficente de medicamentos para auxiliar essas pessoas. ter ignorado. Quando: sábado, às 15h “Conhecendo as necessidades da Liga fizemos Na mesma entrevista que negou a existência essa parceria para poder contribuir, pois os recurOnde: Centro de Convivência Idosos de grupos militares e olavistas, Bolsonaro disse sos são muito escassos. E precisamos divulgar o São José (Rodovia dos Romeiros, 440, o seguinte: “Temos coisa muito mais importante Banco Social para a comunidade, pois muitas pesatrás do CTG Ronda Charrua) para discutir no Brasil. Aqueles que porventura soas ainda não conhecem. Como está chegando Quanto: R$ 35,00 mais a doação de uma peça não tenham tato político estão pagando o preço o inverno, precisamos de doações”, declara Maria de roupa. Ingressos devem ser adquiridos com junto à mídia (…) Essas coisas menores, o pessoda Glória Menegotto, secretária de Desenvolvias voluntárias da Liga, pelo fone 3035-3488 al sabe que eu não perco tempo com isso porque mento Social e Habitação. nosso objetivo é outro, em termos de gastar nossas energias para outras áreas”. Sobre a nota de Villas Bôas, arrematou: “Não tenho nada a ver com Villas Bôas, é um comandante que eu respeito”. Na prática, as declarações deixam bastante evidente que Bolsonaro não fará nada. Isso se dá porque o presidente se encontra entre fogo cruzado e não quer se indispor com nenhuma das partes. Ele precisa do corpo militar para seu governo ter envergadura institucional, mas também precisa dos olavistas, que fazem sua defesa na web e no debate público. De modo que ele não demite os generais em seu entorno, mas também não se afasta de Olavo. Na encruzilhada, prefere lavar as mãos. A questão é saber por quanto tempo essa omissão calculada vai retardar os efeitos de uma cizânia que caminha para o incontornável. Afinal, não parece nada crível que militares e olavistas se mantenham em um “time só” até o fim do governo.

E

* Redator e radialista


Cristiano de Oliveira

N

Comédia

o dia 25 deste mês o comediante Badin: O Colono se apresenta na cidade. O evento acontece no Clube do Comércio, a partir das 21h. Badin é conhecido na internet por seus vídeos engraçados, que buscam resgatar e manter viva a cultura colonial e o dialeto praticado pelos antepassados da região. Os ingressos estão à venda na loja Drop’s de Menta e na padaria Berola.

Mães

O restaurante Guri, localizado no Vale dos Vinhedos, prepara uma edição especial do projeto Guri Convida neste domingo. Em homenagem ao Dia das Mães, o chef Enio Valli cozinhará ao lado da mãe Rosane Rodrigues Valli, para preparar um almoço de família com sabor mais especial.

Os DJ’s Mau Maioli e Cris D. estão à frente do p Me, que celebrou 4 anos no sábado, com festa n

Afavin

Karine Lóss marcou presença na festa que animou o Boteco do Chá, no sábado

Eduardo de Moraes

Rosane Meggiolaro Cappelletti é a primeira mulher a assumir a presidência da Associação Farroupilhense de Produtores de Vinhos, Espumantes, Sucos e Derivados (Afavin). Como vice, foi empossada Fernanda Tonini. A gestão é pelo biênio 2019/2020. A cerimônia aconteceu na terça, marcando ainda os 14 anos da instituição.

Renata e Eduardo Prezzi estiveram presentes no show do Sem Razão, no pagode de domingo do Muinho

Winter

Fique por Dentro

O projeto mais marcante do inverno em Farroupilha já tem d 7 de junho acontece, no Centro da cidade, o Vivere, que reú música e atrações artísticas e culturais. Desde já, programe-se

Make

André Florão Maciel e Franciele Tosetto casaram no sábado, na Igreja São Vicente Mártir, com recepção de seus convidados para celebrar no São do Bela Vista. O cerimonial e a recepção foram assinados por Denise Balbinot Colombo

Para os fãs de maquiagem, o Senac Farroupilha promove u para o dia 9 de julho. O workshop com Alice Salazar. A profissio a passo de uma make para o dia, que pode ser transformada p sos já estão à venda na escola e as vagas são limitadas!


Fotos: Júnior Machado

#SELFIEDASEMANA

Arquivo Pessoal

projeto Beat On no Muinho Club

data marcada. No dia úne boa gastronomia, e!

um evento imperdível onal mostrará o passo para noite. Os ingres-

Alexandra Bernardi Tonin e Rodrigo Tonin curtem férias em Melbourne, na Austrália

Jeferson Deboni/Divulgação

Tahís Fabbro Madeira e sua mãe, Inês Terezinha Fabbro Madeira, participaram do encontro “Café de Mãe”, promovido por Daniela Conte e Patrícia Zuco no endereço fashion da designer Camila Vieira, em Caxias, no dia 2


Inside

8

Egui Baldasso e.baldasso@gmail.com

Pelo direito das mães de não serem felizes o tempo todo

* Jornalista e escritor

Cultura

Carpinejar e a ternura nas relações familiares O escritor conduz palestra em Farroupilha na terça e ainda há ingressos disponíveis

O

Centro de Eventos Mário Bianchi vai receber na terça o escritor, poeta e jornalista Fabrício Carpinejar. A palestra com o tema “Cuide de seus Pais Antes que Seja Tarde” acontece a partir das 19h30min. Ternura, perdão e cuidado serão temas abordados durante o encontro. Os ingressos para participar estão sendo comercializados por R$ 35,00 e em Farroupilha podem ser adquiridos no Cartório Kunzler; com Jorge, pelo fone 999.776.864; ou com Vanusa, no 981.081.471. Comentarista do programa Encontro com Fátima Bernardes e colunista do jornal Zero Hora, Carpinejar é um dos poetas mais reconhecidos atualmente no Brasil. Natural de Caxias do Sul, o escritor possui 43 livros publicados e mais de 20 prêmios literários conquistados. Esta será a primeira vez que a cidade receberá o escritor para uma palestra. “Vou abordar o quanto que devemos trocar o tempo pela ternura. É preferível perder tempo para não perder pessoas, do que ganhar tempo e perder pessoas. Vou mostrar o quanto que podemos ser felizes com pouco e que precisa de muito para ser triste”, aponta Carpinejar. O encontro acontece por meio do DNA Da Alma, grupo de apoio à adoção. A renda arrecadada será destinada para a manutenção da entidade, que tem o objetivo de auxiliar e preparar famílias interessadas em adotar crianças e adolescentes. Além disso, o grupo busca o fortalecimentos das famílias fomentando a cultura local.

Divulgação

Elas nem sempre são felizes. Em muitos momentos querem correr para qualquer lugar, sair dali. Voltar para quando tinham o controle da própria vida. Tomavam decisões apenas por elas mesmas, e no que bem entendiam do que fazer com seus dias e seus futuros. Entendi isso quando li o livro de uma feminista contando como, depois de uma vida convicta em não ser mãe, resolveu engravidar. Do nada. Depois de uma noite de sono. O corpo talvez conversando com a mente, dizendo que o tempo logo ali na frente iria acabar. Mais umas das tantas injustiças com a mulher. Esse prazo de validade menor em relação ao homem quando o assunto é procriação. Mãe. O que nós julgamos sempre ser um porto seguro. Sinônimo de força e presença. Porque realmente são. Jamais deixam um filho ou uma filha na mão. Apoiam toda iniciativa, sem sequer fazer pergunta. São elas que nunca deixa o filho abandonado. As filas enormes em presídios nos dias de visita estão aí para comprovar. Quando o mundo vira muro, é a mãe que vira a única certeza. Fazem isso porque faz parte da sua natureza. Não faço ideia do que é ser mãe, porque a vida me fez nascer com outro gênero que não o delas. Vou passar toda a minha existência tentando entender esse universo, invejando a conexão que tem com suas criaturas. Esse apego advindo da geração que o homem nunca terá igual. Mas, em meio a um mar de ternura, aconchego e calor, como uma das minhas músicas preferidas canta, a mulher que se torna mãe traz consigo, também, o óbvio e quase esquecido direito de ser falha. De não querer sê-la todas as horas, a todo momento. Nós parecemos ter retirado delas a chance de, mesmo que por minutos, sentir raiva, dor, arrependimento até. Ninguém é feliz o tempo inteiro. Então, por que raios uma mãe haveria de rir a cada segundo? Com todas as mulheres que já conversei sobre a maternidade, o discurso é quase unânime em relação ao amor incondicional. Elas amam, protegem, querem. Por mais difícil que seja. Por mais pesado que se torne. Em todas as fases da criação. Cada qual com sua peculiaridade, e o orgulho imenso por aquilo que saiu delas. Um arroto vira alegria. Um passo depois do outro, então, motivo de festa. Riem as primeiras palavras, todas as conquistas. Mães colocam as vitórias dos filhos, por mais corriqueiras que sejam, muito acima de qualquer uma que elas próprias tenham vencido. Mas cansam, questionam-se. E muitas vezes sem ajuda. Sem amparo. São a fortaleza de si mesmas. Tiram de dentro delas o que esperam, em vão, do que poderia vir de fora. Até em relacionamentos saudáveis, com pais, nada mais do que cumprindo sua obrigação, presentes e atuantes, sentem-se pequenas, quando na verdade agem dia a dia feito gigantes. O Dia das Mães é um belo dia para falar que ama. Para estar junto. Ligar. Dividir o sorriso. Criá-lo, também. Levar o presente. Mas é, mais do que isso, uma oportunidade de entender que podemos ser mais. Entender mais. Elas nunca vão pedir ajuda, reclamar do ofício. Mas se pudermos ao menos valorizar uma vida colocada de lado para que a nossa seja minimamente melhor, o presente já vai estar garantido. Sem custos. Eu não sei sorrir um sorriso de mãe. Mas amo ver o da minha escancarado, mesmo que ela tenha forjado um quando era lágrima que queria ter brotado. Hoje, só quero que, mesmo cansada, ela viva todos os dias sabendo que seus filhos entenderam o tamanho dessa jornada.

FARROUPILHA, 10 DE MAIO DE 2019

Encantando com a escrita Carpinejar possui uma legião de seguidores em suas redes sociais, que acompanham textos publicados regularmente

Programe-se O que: palestra de Fabrício Carpinejar: “Cuide dos Seus Pais Antes que Seja Tarde” Quando: próxima terça, às 19h30min Onde: Centro de Eventos Mário Bianchi (Arno Domingos Busetti, s/nº, bairro Cinquentenário) Quanto: R$ 35,00. Os ingressos estão sendo comercializados no Cartório Kunzler (Cel. Pena de Moraes, 661)


FARROUPILHA, 10 DE MAIO DE 2019

Inside

Literatura

Presidente Dutra realiza atividades em alusão às datas que comemoram a Literatura Divulgação

Incentivando leitura através do teatro Alunos do 7º ano prepararam apresentações para as turmas de pré e do 4º ano, para mostrar a importância da Literatura

O

Lauro Edson Da Cás ldacas@hotmail.com

Criando gosto pela leitura

s meses de abril e maio são repletos de datas que comemoram a Literatura. Pensando nisso, a Escola Municipal Presidente Dutra preparou diversas atividades em alusão a estas datas para movimentar a escola e incentivar o hábito da leitura. A ação acontece por meio do projeto “Eu Sou Leitor”, que é aplicado desde 2016, promovendo ações para incentivar a leitura entre os alunos da Educação Infantil até o 9º ano. “A utilização das datas comemorativas é utilizada como uma prática pedagógica que enaltece a importância da leitura. É recompensador perceber que nesse período os alunos ficam mais curiosos, engajados e motivados”, declara a coordenadora

9

pedagógica da Escola, Glória Finimundi. A contação de histórias foi uma das atividades desenvolvidas durante o período. A ação foi feita pelo convidado Zé Henrique, do Instituto Cultural Taru, e também por alunos e professores que realizaram a contação para outras turmas. Entre as atividades também ocorreram peças teatrais que foram preparadas pelos estudantes para retratar a importância da leitura. “É neste momento que os estudantes desenvolvem habilidades significativas de leitura, colocando em prática a compreensão, interpretação, socialização, autonomia na resolução de problemas, tomam iniciativas e decisões e desenvolvem a autonomia”, ressalta Glória.

- “Oi, mãe!” Cada filho(a) carrega consigo alguns traços da mãe, ou ainda, cada filho(a) leva consigo a sua mãe. Mistérios da vida e da nossa criação, sem dúvida alguma. Tal situação é algo que nos vincula eternamente e do qual jamais ninguém separará. Dia das Mães, assim sendo, é a lembrança de que aquilo que somos hoje se deve ao fato de sermos herdeiros de algo de nossa mãe. A nossa história de vida está intimamente ligado às influências familiares, sobretudo de alguma coisa ou de algo de nossa mãe. Dela, a oferta do amor e, mesmo antes de nascermos, enquanto ela aguardava o tempo para o nosso nascer, ela já se ofertava como sendo uma fonte inesgotável de carinho, de sustento, de alegria e conforto. Além de cuidar de seu corpo e da sua vida, nossa mãe, com tamanha maestria, já cuidava de nós. O amor sereno, divino e perene de mãe para conosco. A ligação íntima e eterna entre mães e filhos completa-se neste pensamento de Christiane Northrup: “Nossas células se dividiram e se desenvolveram ao ritmo das batidas do coração; nossa pele, nosso cabelo, coração, pulmões e ossos foram alimentados pelo sangue, sangue que estava cheio de substâncias neuroquímicas formadas como resposta a seus pensamentos, crenças e emoções. Quando sentia medo, ansiedade, nervosismo, ou se sentia muito aborrecida pela gravidez, nosso corpo se inteirou disso; quando se sentia segura, feliz e satisfeita, também notamos”. Deste pensamento, fica a nítida e profunda consideração e compreensão de que somos aquele legado das nossas mães. Assim, se a nossa progenitora transmitiu coisas boas, sentimentos positivos sobre o seu corpo enquanto gestante, isso ficou, de alguma forma, em nós. Ao contrário, se aconteceu influências negativas da mãe diante dos problemas e inconstâncias da vida, mesmo na gestação, a herança acabou ficando como que tóxica para nossa maneira de enxergar e/ou viver as coisas do mundo e o outro. Mistérios. O segredo da vida, sem exagero, está em compreendermos os efeitos que a criação teve sobre nós. Reconhecendo e percebendo isso, começaremos a compreender quem somos e como pensamos a respeito da vida, do mundo, da sociedade, dos outros indivíduos e, naturalmente, como conseguir projeção para os anos futuros, mais especificamente, em como galgar os desafios e sonhos, por vezes mirabolantes. Há infinitos exemplos de vida. Há ao nosso redor, infinitas experiências que envolvem mães e filhos. Não nos furtamos deste cenário, todavia, ficamos no exemplo mais clássico, como aquele, por exemplo, de quando alguém é filmado em público, seja em algum evento esportivo ou em qualquer outro evento e a reação primeira é gritar e/ou saudar com aquele, “- Oi, mãe!”. Momentos assim, simplesmente remetem ao fato daquela dependência e, até mesmo, de querermos ser vistos por nossas mães, buscando, sim, a sua aprovação. Amor sem igual. Enfim, que o toque maternal jamais se apague de nossos pensamentos e ações. Parabéns para todas as mães que nos acompanham, principalmente, todas que formam a família do Tabloide Informante. * Mestre em Letras, Cultura e Regionalidade


Inside

10

FARROUPILHA, 10 DE MAIO DE 2019

Sétima Arte

Lute por seus

sonhos

“Tudo que Quero” aborda a delicada questão que envolve a Síndrome de Asperger, mas expõe o drama de maneira divertida, abrindo uma porta para a aceitação e tolerância

O

mundo de Wendy Welcott (Dakota Fanning) é demasiadamente regrado, mas isso não chega a ser um problema. Pelo contrário, é uma segurança para a jovem. Com a Síndrome de Asperger, classificado por muitos especialistas como um leve autismo, Wendy tem uma vida relativamente normal em uma instituição que atende quem sofre do distúrbio. No local, é cuidada pela prestativa diretora Scottie Kyle (Toni Collette), que repassa sua rotina regularmente, e em parte do dia trabalha oferecendo quitutes em uma grande rede de cinemas. A Sétima Arte, aliás, é sua grande paixão. Mais precisamente “Jornada nas Estrelas”, assunto que ela domina com absoluta maestria. Justamente por isso, quando a Paramount Pictures lança um concurso para o desenvolvimento de um roteiro da saga, Wendy resolve participar. Sua trajetória passa a ser pautada pela elaboração do texto que deve ser enviado até às 17h do dia 16 de fevereiro, o prazo final para recebimento do material. A todo momento a jovem percebe algo que pode melhorar no roteiro, repassa falas dos personagens, revisa, reescreve, ree-

dita o conteúdo sucessivas vezes na tentativa de obter o melhor texto, na expectativa de vencer a disputa e faturar o prêmio de US$ 100 mil. Neste meio tempo, recebe a visita da irmã Audrey (Alice Eve), que recém teve sua primeira filha, mas tem receio de apresentá-la para Wendy. Criadas sem a figura paterna e com o precoce falecimento da mãe, não restou outra alternativa a Audrey a não ser colocar a irmã em uma instituição especializada, mas é nítido o desconforto por conta da situação, tanto da mais velha quanto da caçula, uma aresta familiar nitidamente mal resolvida. Mas esse drama dos Welcott é pano de fundo. O foco central está mesmo no roteiro de Wendy e na possibilidade de ser reconhecida por seu trabalho. Com o prazo perto de expirar e com feriados pelo caminho, ela, que não percorria mais do que poucas quadras de Oakland, decide deixar a cidade, na região central da Califórnia, rumo à sulista Los Angeles, para entregar o roteiro pessoalmente na Paramount. Se para quem está habituado a circular pelos mesmos ambientes, causa uma certa aflição se aventurar por novos locais sem ter um conhecimento prévio do que pode acontecer, imagina para a jovem, com suas limita-

ções. Acompanhada do inseparável cãozinho Pete, Wendy terá muitas surpresas ao longo de sua jornada, que é sobretudo uma jornada de autoconhecimento e de desafios que precisam ser superados. “Tudo que Quero” é um filme que aborda o problema de Asperger, mas de um modo bem-humorado, divertido, leve. Aquela obra que o espectador sequer percebe a torcida pelo êxito da jovem. Guardadas as devidas proporções, lembra conceitualmente o longa “Pequena Miss Sunshine”, que também tem a talentosa Toni Collette atuando. Da mesma forma

vale o registro para a boa atuação de Dakota Fanning. O filme do diretor australiano Ben Lewin, roteirizado pelo americano Michael Golamco, concentra atenções em um problema específico, a Síndrome de Asperger, mas é uma obra universal. Sua mensagem perpassa a história e encontra ressonância na vida real. Uma lição para persistirmos em busca dos nossos sonhos e para valorizarmos cada conquista.


FARROUPILHA, 10 DE MAIO DE 2019

Sétima Arte

Inside

11

Divulgação Imagem: Reprodução

Longo caminho a percorrer Junto com Pete, Wendy (Dakota Fanning) não medirá esforços para levar seu roteiro até a Paramount: uma história universal que fala sobre os desafios da vida

Título original Please Stand By Título traduzido Tudo que Quero Direção Ben Lewin Roteiro Michael Golamco Gênero Drama Comédia Duração 92 minutos País Estados Unidos Ano de produção 2017 Estúdio Embankment Films 2929 Productions Allegiance Theater Distribuição Imagem Filmes


12

Horóscopo Áries - 21/03 a 20/04

Os assuntos familiares tomam uma proporção maior. Está insatisfeito com situações cuja solução depende de você. A situação financeira pede organização, mas os caminhos estão sendo estruturados, o desafio é encarar o futuro e os obstáculos, que são altos.

Touro - 21/04 a 20/05

Há desafetos com pessoas próximas e parentes. Existem fatores cármicos que não estão sob o seu controle e exigem de você autocontrole e entendimento emocional. Mas está em condições de mudar a situação, através de curas e avaliações sobre suas próprias ações.

Gêmeos - 21/05 a 20/06

Há exigências fortes no setor financeiro. Deve dar atenção aos compromissos financeiros que causam preocupações, principalmente para ancorar os projetos. Mas está em condições de mudar a sua percepção sobre os ganhos e os gastos.

Câncer - 21/06 a 20/07

Sente-se altamente exigido no relacionamento e para assumir uma postura mais positiva em relação ao futuro e ao seu bem-estar. A experiência também pode ser direcionada para o reconhecimento profissional. Mas está inserido em projetos que agregam novos valores.

Leão - 21/07 a 22/08

É importante cuidar do emocional e de medos desenvolvidos por responsabilidades que estão sob o seu comando. A saúde também pode ser afetada, e o cenário pede cuidados e tratamentos que levam tempo. Mas está resignado e com consciência deste novo ciclo.

Vírgem - 23/08 a 22/09

Sente dificuldades para interagir em grupo e com os amigos. A fase prioriza as responsabilidades, principalmente aos filhos e para desenvolver os seus talentos. Atenção com desafetos que bloqueiam a autoestima. Mas está em condições de absorver a experiência.

Libra - 23/09 a 22/10

Deve dar atenção a insatisfações em relação ao futuro e rivalidades profissionais. O cenário também aponta desafios com o cônjuge, clientes e pessoas que de alguma forma são figuras importantes para a sua experiência. Mas você está consciente e em condições de superá-las.

Escorpião - 23/10 a 21/11

Há desafios para lidar com pessoas. O céu pede planejamento para os estudos, experiências em outras cidades e aprimoramento para transmitir informações. Pode haver desafios para irmãos e parentes. Mas está em condições de superar e curar.

Sagitário - 22/11 a 21/12

Os desafios financeiros são altíssimos e podem relacionar-se filhos e experiências que desafiam a autoestima. O céu alerta sobre investimentos e empréstimos. As contas devem ser priorizadas. Mas o céu lhe dá condições de entender o novo ciclo direcionado à carreira.

Capricórnio - 22/12 a 20/01

O relacionamento e as relações sociais exigem de você posturas fortes e maduras. É necessário entender e se colocar no lugar do cônjuge. A experiência também pode tratar de desafetos em família ou com uma pessoa muito próxima.

Aquário - 21/01 a 19/02

Há dificuldades para lidar com a rotina e o trabalho. A experiência aponta desafetos com situações e pessoas de seu convívio. Você está com tendência a reprimir o que sente. A experiência pede de você maturidade. Mas o cenário lhe proporciona cura e ressignificação.

Peixes - 20/02 a 20/03

É uma semana para encarar os desafetos que causam mal-estar. A experiência também aponta dificuldades de perceber o seu valor, e isso pode apontar desafios com filhos ou no namoro. Mas está em condições de mudar e ressignificar essa experiência de outra forma.

Inside

FARROUPILHA, 10 DE MAIO DE 2019


FARROUPILHA, 10 DE MAIO DE 2019

VENDO TERRENO DE COOPERATIVA com 130 parcelas pagas, área já definida (ao lado da BIGFER) R$ 23.000,00; e outro com 72 parcelas pagas R$ 10.500,00. Contato: 9 9978-9897. SOMENTE DUAS QUADRAS DO MAR! Vende-se casa, localização central em Arroio do Sal. F. 9 9118.1642. VENDE-SE TERRENO DE ESQUINA, com 1.377m², a uma quadra da rodoviária e do Shopping Centro de Compras. Contatar através do telefone: 9 9118.1642. VENDE-SE uma CASA MISTA localizada no Bairro Pio X, a mesma já está alugada através de imobiliária por R$ 1.500,00. Tratar: (54) 9 9118.1642. VENDO MERCADO no bairro Santo Antônio, em funcionamento e com clientes fidelizados. Telefone 54 9 9905-4768.


2

FARROUPILHA, 10 DE MAIO DE 2019


PARTE INTEGRANTE DA EDIÇÃO 587 - NÃO PODE SER VENDIDO SEPARADAMENTE

Especial Dia das

Mães

Dicas para presentear

Sou mãe: e agora?

Confira ótimas opções de presentes para celebrar a importante data que se aproxima Página 3

A maternidade é uma fase cheia de surpresas e estar bem informada é fundamental Páginas 4 e 5


2

Farroupilha, 10 de maio de 2019

Editorial

Um dia só para elas Elas são mulheres fortes, guerreiras, dedicadas, carinhosas, amorosas. Elas são mães! Mulheres que aprenderam a sentir o coração pulsar fora do corpo, e experimentam dia a dia o verdadeiro significado do amor. Desde o primeiro instante em que pega o filho no colo, uma mulher sabe que será mãe por toda a vida, e que aquele pequenino ser dependerá do seu amor e afeto para tornar-se uma pessoa preparada para a vida. E é por todo o esforço em fazer sempre o melhor pelos filhos que elas ganharam um dia especial só para elas. Um dia para mimá-las, para presenteá-las e para dedicar um pouco do tempo e da atenção que por toda a vida elas vêm dedicando aos seus descendentes. Por isso, neste dia que é dedicado a elas, aproveite cada segundo para estar ao lado da sua mãe. Desfrute da sua presença enquanto é possível. Partilhe de bons momentos que ficarão para sempre guardados na memória: na dela e na sua. Faça deste Dia das Mães um dia especial, um dia onde quem será mimada e protegida será aquela que por toda a vida vem se dedicando a mimar e proteger você.

Você sabia? Assim como no Brasil, o Dia das Mães também é comemorado no segundo domingo de maio nos Estados Unidos, Japão, Turquia e Itália.


Farroupilha, 10 de maio de 2019

E já que o dia é delas, vamos presenteá-las! Uma flor, uma joia, um perfume, roupas, um sapato, uma bolsa, um bom livro para ler ou até mesmo um vale passeio ou um dia no spa. São muitas as opções de presentes que podem alegrar o coração de uma mãe no seu dia. Para acertar na escolha a dica é prestar atenção nos gostos e no estilo da sua mãe. Se ela é uma mulher intelectual, aposte em livros, ingressos para o teatro/museu ou treinamentos na sua área profissional. Se ela gosta de cozinhar, invista em utensílios que vão equipar sua cozinha. Se é uma mulher atleta, você pode apostar em acessórios como tênis, viseira, squeeze, ou outras opções que vão acompanhá-la em seus treinos. Não importa o presente, o que importa é presenteá-la no seu dia, afinal, nenhuma mãe vai ficar feliz de ver seu dia passar em branco, não é mesmo?! E se a grana está curta, não deixe a falta de dinheiro ser uma desculpa.

Confira algumas dicas para alegrar o coração da sua mãe Passeio Escolha um lugar que combine com o estilo dela. Por exemplo, se ela é uma mulher intelectual vocês podem ir a um museu ou uma exposição; se ela gosta de fazer compras a dica é levá-la a uma loja de artigos femininos ou um shopping; se ela gosta de atividades esportivas vocês podem ir a um parque e praticar um esporte. Faça deste um momento de descontração e crie memórias agradáveis para toda a família.

Almoço Aproveite para reunir os filhos, noras, genros e netos e faça um almoço especial para ela. Escolha uma receita que ela goste e faça todos colocarem a mão na massa, menos ela, é claro! Não esqueça da sobremesa, e também de fazer uma escala para a limpeza. Como este é o dia dela, ela deve apenas desfrutar deste momento em família.

Vídeo Monte uma apresentação de slides com fotos dela desde pequena até os dias atuais. Reúna imagens da família, dos filhos pequenos, dos momentos especiais como casamento e aniversários, dos netos e de tudo que a faça relembrar o passado. Escolha uma música especial para colocar de fundo e reúna a família para mostrar a apresentação. Com certeza você vai arrancar muitos sorrisos e até algumas lágrimas de felicidade.

3


4

Farroupilha, 10 de maio de 2019

O que não me falaram Não há dúvidas de que a maternidade é uma das experiências mais transformadoras na vida de uma mulher. Mas o que poucas assumem é que nem sempre é fácil ser mãe. Algumas mulheres, e não são poucas, não sentem um amor incondicional logo no primeiro instante em que pegam seus bebês no colo, muitas vão construindo esse amor dia após dia. Chegar em casa com um bebê indefeso nos braços pode ser uma experiência assustadora, afinal, o bebê chora, e chora muito, e depende totalmente de você para satisfazer suas necessidades. Mas pouco, ou quase nada, é dito sobre esse assunto. Selecionamos algumas dicas que vão ajudar as mulheres a enfrentar o desafio da maternidade. Confira!

Tem horas que ser mãe cansa É isso mesmo! Tem horas que tudo o que a nova mamãe quer é ficar sozinha, tomar um bom banho, ler um bom livro, dormir e descansar. Tem horas que o bebê não para de chorar, e tudo o que você vai pensar é: porque eu resolvi ser mãe? Até mesmo a mãe mais babona e apaixonada do mundo já se fez essa pergunta, pode ficar tranquila. Mas tudo passa, o bebê cresce, a rotina se estabelece e você voltará a ter certeza de que ser mãe foi a melhor decisão da sua vida.

Pense em você também

A maioria dos recém-nascidos acorda de três em três horas para mamar. Portanto, aproveite para dormir e descansar enquanto o bebê dorme. Os serviços da casa ou outros compromissos podem ser feitos enquanto ele está acordado, basta deixar a criança por perto e ficar sempre supervisionando tudo, claro.


Farroupilha, 10 de maio de 2019

sobre a maternidade Toda ajuda é sempre muito bem-vinda Sua mãe ou sua sogra querem ficar na sua casa quando o bebê chegar e você está receosa? Deixe elas ajudarem! Toda ajuda é oportuna quando um novo ser chega ao lar. Elas poderão ajudá-la com as tarefas do lar e também com o bebê. Mas não se esqueça de estabelecer limites. Se você não tem mãe e sogra por perto, vale também a ajuda de amigas e vizinhas. Aproveite a presença delas para descansar e cuidar um pouco de você.

Amamentar nem sempre é fácil

Aproveite a rotina

As coisas ficam muito mais fáceis quando o bebê sabe o que vai acontecer, então crie uma rotina desde o primeiro dia em casa. Planeje a hora do banho, de dormir, de brincar e as sonecas. Siga esta rotina todos os dias. Vale também criar uma rotina para o bebê dormir: uma massagem relaxante e uma historinha ajudam a criança a se acalmar.

Os primeiros dias de amamentação podem ser difíceis, porém, não desista. Além de fazer muito bem para o bebê, amamentar ajuda a fortalecer o vínculo entre mãe e filho, e ainda contribui para perder os quilinhos adquiridos durante a gestação. Nos primeiros dias a mãe produz o colostro, que contém substâncias antibacterianas que protegem o bebê. A descida do colostro é muito lenta, o que permite ao bebê aprender a coordenar a sucção, o respirar e o engolir.

5


6

Farroupilha, 10 de maio de 2019

Meus filhos saíram de casa. E agora? A mesa do café da manhã está vazia. Os quartos permanecem de portas fechadas. O barulho das risadas e discussões agora dá lugar ao silêncio e à calmaria. A casa bagunçada, com objetos espalhados por todo lado, agora está sempre em ordem e com tudo no lugar. Os filhos cresceram, saíram de casa para seguir suas próprias vidas e você não sabe como preencher o espaço que cada um deixou? Você pode estar enfrentando a Síndrome do Ninho Vazio, condição psicológica caracterizada pelo surgimento de um sentimento de vazio após a saída dos filhos de casa. Geralmente esta sensação é pontual e a duração se estende do instante da separação dos filhos até o estabelecimento de uma nova ordem familiar. Porém, caso a tristeza se prolongue e estiver acompanhada pela ausência de novos objeti-

vos de vida, pode transformar-se em depressão e, nestes casos, é preciso procurar um especialista para enfrentar o problema. Para evitar essa sensação de perda com a saída dos filhos de casa, a psicóloga e terapeuta familiar Edna Sandra Rocha afirma que é muito importante que a mulher não se esqueça dela mesma e não coloque em primeiro lugar o papel materno. “A mulher exerce vários papéis ao longo de sua vida, começando como filha, às vezes irmã. Mais tarde com a união conjugal passa a ter o papel de esposa e, com a vinda dos filhos, o papel materno. Com a chegada de um filho é fundamental que a nova mãe se empenhe em exercer este papel da melhor forma, mas, ao mesmo tempo, ela não pode esquecer de outros papéis que ela também desenvolve, neste caso o mais importante se-

ria o papel conjugal. Sem falar de outros quesitos como um trabalho fora de casa e outras rotinas que ela tinha antes da chegada do bebê”, ressalta. Para as mulheres que são casadas, a principal dica da terapeuta é estar sempre fazendo investimentos no relacionamento conjugal, pois, segundo ela, casais que chegam a esta fase com um relacionamento fortalecido e bem resolvidos em questões profissionais e emocionais, conseguem superar esta passagem dos filhos com mais tranquilidade. E para todas as mães, casadas ou solteiras, a dica é cuidar da vida profissional, praticar atividades físicas, e ter um bom círculo de relacionamentos. “O que elas não devem fazer é ter um ‘foco’ exclusivo somente nos filhos, pois um dia eles irão embora... e isto é muito bom”, garante a profissional.

Preparo psicológico Segundo Edna, é preciso que durante toda a fase da criação dos filhos, até o dia que eles saem de casa, os pais preparem este filho com autonomia para a resolução das dificuldades que ele vai encontrar e, simultaneamente, se preparem como casal para que um dia possam vir a ficar em casa sozinhos novamente, como no começo da sua união. Outra dica da especialista é que as mães façam planos para suas vidas além do cuidado com os filhos. “Esta fase da saída dos filhos de casa pode ser muito boa, com menos responsabilidades, menos obrigações que antes lhe ocupavam. Agora a mulher pode ter mais tempo para ela e, quando for o caso, mais tempo para desfrutar de seu relacionamento conjugal”, afirma a terapeuta familiar. “As mães precisam se preparar psicologicamente para o momento da saída dos filhos de casa. Precisamos ter consciência que não temos o controle sobre tudo, é algo natural e saudável que os filhos saiam de casa e sigam suas vidas independentemente de seus pais”, finaliza.


Farroupilha, 10 de maio de 2019

7

Priorize a relação com seu cônjuge

Melhore a relação com seus filhos

Quando uma mulher tem filhos, muitas vezes acaba deixando o companheiro de lado. Priorize seu cônjuge, tenham tempo de qualidade juntos. Se ambos estão sendo afetados com a saída dos filhos de casa, este é o momento de buscarem forças e se apoiarem mutuamente. Esta é uma nova etapa da vida que vocês devem desfrutar totalmente.

À medida que passa o tempo, a relação com seus filhos mudará positivamente. A maturidade de ambos fomentará outro tipo de comunicação, mais frutífera. Você nunca vai deixar o seu papel de mãe, seus filhos sempre serão seus filhos, só passarão a se relacionar com você de outro modo, com outra rotina. Aproveite a ausência deles para convidá-los a estarem em sua casa.

Como superar a Síndrome do Ninho Vazio Pratique mais atividades físicas O exercício físico é muito bom para a saúde e ajuda a relaxar. Saia para caminhar todos os dias durante 30 minutos e você notará como em pouco tempo se sentirá cada vez melhor. Olhe para você e comece a cuidar melhor da sua saúde e da sua beleza, afinal, agora você tem tempo para isso. Ir ao salão de beleza toda semana pode ser algo positivo na sua nova rotina.

Adote um animal de estimação Se você não tem um marido ou namorado com quem compartilhar este momento e sente que a casa está vazia sem seus filhos, que tal adotar um animal de estimação? Eles serão uma grande companhia e com certeza trarão muita alegria e descontratação para dentro de casa. Há diversas instituições que atuam com a adoção de pets.


Profile for Informantef Informantef

Edição 587  

Edição 587  

Advertisement