Page 1

FARROUPILHA

|

ANO XII

| EDIÇÃO 579

| 15 DE MARÇO DE 2019 |

R$ 3,00

Colégio Olga Ramos Brentano aniversaria neste domingo e luta por melhores condições para atender os 230 alunos do Ensino Médio, que lidam com a falta de professores e aguardam por maiores investimentos do Estado Matéria Especial, páginas 2 e 3

SAÚDE, BELEZA E ESTÉTICA

INSIDE

CIDADE

Valores previstos para os próximos dias Capa

se apresenta em Farroupilha no dia 22 Página 3

Homenagens na Câmara de Vereadores Página 9

HBSC recebe recursos do Teto Já garantiu o seu ingresso? Na segunda, Dia da Mulher Promoção do Sesc, Carmen e os Violões Farroupilhense, honras a elas MAC por repasse estadual

Yasmin Signori Andrade

Os 15 anos de muitos desafios


2

FARROUPILHA, 15 DE MARÇO DE 2019

ANIVERSÁRIO

Festejos, apesar do descaso do Estado Colégio Olga Ramos Brentano completa 15 anos tendo como desafios melhorar estrutura e completar quadro de docentes Yasmin Signori Andrade

H

á motivos para comemorar, é claro, afinal são 15 anos de atividades. Por outro lado, é uma década e meia em que se esperam melhores condições de trabalho, equipe completa e ainda um espaço mais adequado para comportar as atividades. Essa é a realidade do Colégio Estadual Olga Ramos Brentano, do bairro 1º de Maio, que tem 230 estudantes, do 1º ao 3º ano do Ensino Médio, nos turnos manhã, tarde e noite. O projeto inicial do Estado previa, além do bloco 1 que está em operação há nove anos, a construção de mais um prédio de dois andares e ainda um ginásio de esportes coberto. Mas nada foi feito, o que levou, nos últimos dois anos, a uma queda no número de estudantes, passando de cerca de 500 para 230. A diretora, Márcia Guimarães Garcia, explica que o esgotamento de vagas no turno da manhã, que tem as cinco salas de aula totalmente ocupadas, a constância na falta de docentes e até mesmo a dificuldade de transporte até o local, ocasionaram essa baixa. “Todo ano falta algum profissional. Quadro completo nunca tivemos, mas nos preocupamos em manter o que temos, para que os novos que chegam se sintam bem nessa família”, ressalta a diretora. São 14 professores e três funcionários em atuação, mas faltam educadores de nove disciplinas.

Celebração e crença em melhorias Alunos do turno da manhã do Colégio Olga Ramos Brentano, instituição de ensino que aniversaria neste domingo

Histórico do Colégio Olga Ramos Brentano

Fundado em 17 de março de 2004, funcionava no prédio da Escola Municipal 1º de Maio, como Escola Estadual de Ensino Médio do Bairro 1º de Maio. A reivindicação foi por meio da Consulta Popular. Em 2010 passou para sede própria (Jacomina Veronese, 76), após permuta de terreno entre Estado e Município, como Colégio Estadual Olga Ramos Brentano, em homenagem à professora farroupilhense.


3

FARROUPILHA, 15 DE MARÇO DE 2019

DOCÊNCIA E DEDICAÇÃO

Histórias ligadas à instituição Juliana Inês Casa Barbieri

M

árcia é diretora da escola desde 2012 e tem uma ligação especial com a instituição justamente por buscar melhorias constantes e querer oferecer uma educação de qualidade aos alunos. “Por mais que tenhamos essas necessidades todas, desde 2007, quando comecei a atuar na escola (como coordenadora pedagógica), me sinto grata por estar aqui. Há muita diferença no quesito humano, na educação, no acompanhamento próximo da realidade dos alunos e tudo isso por sermos uma escola pequena. É gratificante acompanhar parte desses 15 anos”, enfatiza a diretora. A equipe ainda é composta por Rosane Favero De Souza, vice-diretora; por Andréia de Oliveira Lima de Pelegrin, que é orientadora educacional; e Tatiana Valesca Prati, que é supervisora. A instituição atende estudantes de oito localidades, conforme zoneamento: 1º de Maio, Alvorada, América, Centenário, Industrial, Monte Pasqual, Monte Verde e Santo Antônio. Nesses 15 anos do Colégio são seis as docentes que estão há mais tempo na instituição: Tatiana, Andréia e Márcia, da equipe diretiva, Sandra Ornaghin, Vera Lúcia Prando e Márcia Gazzoni Zatti. A primeira diretora foi Leatrice de Araújo Corbelini. “Essa escola é minha vida. São 14 anos que estou aqui, passamos mais tempo com os filhos dos outros do que com os nossos”, considera a supervisora Tatiana que iniciou na escola como docente de Biologia.

Missão de educar Márcia e Tatiana, que levam muitos dos trabalhos avante e somam 12 e 14 anos, respectivamente, de atuação no Colégio

Comemoração pelos 15 anos

Para celebrar a data estão previstas ações durante o ano: Jantar Baile, concurso entre os alunos para escolha da bandeira da escola, montagem de álbum dos 15 anos da instituição, Galeria dos Formandos, Mostra Artística e Literária. As datas ainda estão sendo definidas, mas envolverão todos os alunos em trabalhos interdisciplinares. O pedido da direção é que estudantes que concluíram o Ensino Médio no Olga Ramos Brentano, e que possuem fotografias da formatura, que mantenham contato com a escola. A intenção é deixar completa a galeria, resgatando parte da história do educandário.


4

FARROUPILHA, 15 DE MARÇO DE 2019

Governo prepara para o visto EB-5 Daniel Toledo *

O

visto EB-5, modalidade que permite ao requerente e sua família a morar e trabalhar legalmente nos Estados Unidos, em breve sofrerá algumas alterações principalmente em relação a valores. Esse será um dos temas que iremos abordar no Congresso “Brasil, Estados Unidos e Europa”, dias 29 e 30 de março, em São Paulo. Algumas das mudanças propostas incluem aumentar o valor mínimo do investimento, que não sofreu qualquer alteração desde 1980, ano que o programa foi criado. A correção garantiria que os requisitos do programa refletissem o valor atual do dólar e assim adequar a proposta do programa para que se adeque às necessidades atuais. Especificamente, o Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos, conhecido como DHS, propõe aumentar inicialmente o investimento mínimo padrão, que também se aplica às áreas de alto nível, de US$ 1 milhão para US$ 1,8 milhão. Ou seja, o EB-5 ativo/ direto, em que você faz o investimento no seu próprio negócio, sofreria esse ajuste de valor. Já o passivo, EB-5 indireto, que hoje é US$ 500 mil, aquele que é destinado a um fundo ou centro regional, passaria para US$ 1,35 milhão, como investimento mínimo. As mudanças propostas também incluem que alguns peticionários de EB-5 mantenham sua data de prio-

ridade original, mudem o processo de designação de área de emprego ou direcionadas, além de alterações no processo de arquivamento e entrevista. Preparem-se porque haverá um ajuste geral. Quando uma agência publica uma regra final, tais ajustes passam a valer em 30 dias. Por isso, aconselho que as pessoas que desejam ingressar com a solicitação do visto EB-5, que já comecem a se estruturar. O tal relatório não foi disponibilizado ao público, mas o American Immigration Lawyers Association (AILA) continuará atualizando os alertas conforme as


5

FARROUPILHA, 15 DE MARÇO DE 2019

diversos ajustes Imagem: Reprodução

medidas forem divulgadas. Em 22 de fevereiro de 2019, um regulamento final sobre a modernização do programa de investidores imigrantes EB-5 foi enviado ao escritório de administração e orçamento, e está pendente de revisão, que pode levar de várias semanas até meses para ser concluída. Depois dessa etapa, o próximo passo será a publicação no registro federal. O documento intitulado “Modernização do Programa de Investidores Imigrantes EB-5”, publicado em outubro de 2018, é descrito da seguinte forma: “Em janeiro de 2017,

o DHS propôs a alteração de seus regulamentos que regem a classificação de investidores imigrantes baseada em empregos. No programa EB-5, os indivíduos são elegíveis a solicitar residência permanente legal nos EUA se fizerem um investimento necessário em uma empresa comercial no território americano e criarem, ou em determinada circunstância preservarem, 10 empregos de tempo integral para trabalhadores qualificados nos Estados Unidos”. * Advogado especializado em Direito Internacional


6

FARROUPILHA, 15 DE MARÇO DE 2019

Um crime de apropriação indébita

ão uç

Especial ....................................................... Capa Cinemas ........................................................ Página 2 Música .......................................................... Páginas 3, 8 e 9 Gustavo Pimentel ..................................... Página 4 Agenda ......................................................... Página 4 Gastronomia .............................................. Página 5 Guilherme Macalossi .............................. Página 5 Social ........................................................... Páginas 6 e 7 Egui Baldasso............................................ Página 8 Lauro Edson Da Cás ................................. Página 9 Sétima Arte................................................. Páginas 10 e 11 Horóscopo ................................................. Contracapa Saúde, Beleza & Estética...................... 4 páginas Classificados .......................................... 8 páginas Guia do IRPF 2019 ................................... 8 páginas

d ro

Inside

ep :R

Matéria Especial....................................... Páginas 2 e 3 Editoriais e Opinião ................................ Páginas 6 e 7 Economia ..................................................... Página 8 Cidade .......................................................... Páginas 9 a 11 Política ....................................................... Página 12 Educação..................................................... Página 13 Esporte........................................................ Páginas 14 e 15

em

Editorial

ag

Índice

Im

Entra ano e sai ano, a tabela do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) segue como uma das principais fontes de receita do Estado. Com um déficit fiscal elevadíssimo, sem o menor controle de suas contas, gastando muito mais do que arrecada, é fácil entender os motivos que levam o governo federal a ter, por exemplo, nos últimos três anos, sequer cogitado a possibilidade de correção da tabela. Essa situação aprofunda ainda mais a desigualdade social, uma das grandes mazelas nacionais, tendo em vista que, à medida que não há a devida correção, mais e mais contribuintes acabam entrando nas faixas de contribuição. E isso penaliza quem mais necessita, ou seja, os trabalhadores de média e baixa renda. Qualquer simples ganho de reposição salarial implica seu ingresso ou elevação dentro das divisões contributivas. Como faz todo ano, o Sindicato Nacional dos Auditores da Receita Federal (Sindifisco Nacional) publicou um relatório, elaborado pelo seu Departamento de Estudos Técnicos, em que reforça a necessidade premente de se corrigir a defasagem na correção da tabela que, desde 1996, quando os estudos foram iniciados, chega a impressionantes 95,46%. O governo de Jair Messias Bolsonaro sinalizou a intenção de estabelecer novos critérios de tributação a partir de 2020. Os que estão valendo neste ano foram aprovados no apagar das luzes da gestão de Michel Temer, no final do ano passado, e mantiveram a tabela sem correção, uma prática do último triênio, e que acabou por empurrar milhões de trabalhadores para o grupo dos declarantes. A falta de correção é um aumento de imposto maquiado, já que se ocorresse ao longo dos anos a progressão nos índices de correção, hoje estaria na faixa de isenção os que recebem até R$ 3.689,93 mensais ou R$ R$ 44.279,16 por ano. A realidade é que quem ganha até R$ 1.903,98 (R$ 22.847,76

por ano) está isento. A diferença é expressiva. São R$ 1.785,95 de defasagem no salário mensal e R$ 21.431,40 nos rendimentos anuais, praticamente os valores que são tributados na atualidade. Os problemas não ficam restritos à questão salarial. As deduções, da mesma forma, não tiveram correções ao longo do período em análise. O estudo aponta que o desconto por dependente, de R$ 189,59 por mês (R$ 2.275,08), deveria estar em R$ 370,58 mensais (R$ 4.446,96 anuais). Cita ainda que o “valor atualmente vigente está defasado e é insuficiente para a proteção à família (assistir, Redação - redacao@jornalinformante.com.br Juliana Inês Casa Barbieri juliana@jornalinformante.com.br Ramon Cardoso ramon@jornalinformante.com.br Yasmin Signori Andrade yasmin@jornalinformante.com.br

Comercial - comercial@jornalinformante.com.br Fabiano Luiz Gasperin gasperin@jornalinformante.com.br Maria da Graça Potricos Leite maria@jornalinformante.com.br

Anúncios - anuncios@jornalinformante.com.br Marcelo Bortagaray Mello marcelo@jornalinformante.com.br Tiago Rodrigues da Silva tiago@jornalinformante.com.br

Financeiro - financeiro@jornalinformante.com.br Keli de Almeida Maciel keli@jornalinformante.com.br

educar e criar os filhos menores)”. Outro ponto discutido pelo documento diz respeito às despesas com educação, que foram limitadas ao longo dos anos. Não há mudança da dedução do ano passado para este, sendo permitido deduzir até R$ 3.561,50. O Sindifisco ressalta que a reposição da defasagem inflacionária deveria permitir uma dedução com os gastos educacionais de R$ 6.961,40. Evidente que, mesmo que o novo governo venha a reestudar e se convença de que há uma apropriação indébita de valores do trabalhador, ainda assim é pouco provável que essa atualização seja feita de maneira plena, até mesmo porque a nova gestão política econômica do País projeta um outro tipo de tributação na área. Independente do modelo a ser adotado, é necessário que se faça uma readequação, para que se restabeleçam critérios mínimos de justiça tributária e que evitem a ofensa a princípios de capacidade contributiva e progressividade, consagrados na Constituição Federal e reiteradamente descumpridos ao longo das últimas duas décadas, apesar das recorrentes promessas de atualização da correção. Quem acaba sendo penalizado com esse congelamento na tabela são justamente os que ganham menos e, a partir do momento em que esses trabalhadores ingressam nas faixas de contribuição, elas acabam tendo uma parte de seus já parcos rendimentos direcionados ao Estado, valores que certamente faltam para suprir suas necessidades mais básicas, como a alimentação. Como de costume, o Jornal Informante publica, nesta sexta, mais uma edição do seu já tradicional Caderno Especial do Guia do Imposto de Renda da Pessoa Física. O material conta com dicas, informações, novidades do IRPF neste ano, além de matérias do estudo citado neste Editorial e que reforçam a necessidade do governo federal pôr fim ao abuso que se transformou o IR no Brasil. Assinaturas - assinaturas@jornalinformante.com.br Assinatura Bienal: R$ 240,00 Assinatura Anual: R$ 140,00

Telefones (54) 3401-3200 / (54) 3401-3201 (54) 3401-3202 / (54) 3401-3203

Endereço Rua Dr. Jaime Romeu Rössler, 348, Bairro Planalto

Colunistas Crônicas da Redação Dolores Maggioni Egui Baldasso Fabrício Oliboni

Guilherme Macalossi Gustavo Pimentel Lauro Edson Da Cás Paulo Roque Gasparetto

A manifestação dos colunistas é livre e independente e não necessariamente reflete a opinião do Tabloide sobre os temas abordados nas colunas

@PaperInformante www.jornalinformante.com.br

/jornalinformante


7

FARROUPILHA, 15 DE MARÇO DE 2019

na

Literatura

Eduardo Villela *

A Literatura é um espaço majoritariamente masculino e, obviamente, isso não acontece por que os homens tenham mais capacidade, repertório e melhores histórias para escrever do que as mulheres. Por muito tempo, o impacto de pressões socioculturais decretava que as mulheres se dedicassem exclusivamente ao lar. Portanto, uma mulher que ousasse ter uma atividade intelectual estava cometendo uma séria transgressão. Até o começo do século XX, por exemplo, as que se atrevessem a publicar livros usando seus próprios nomes eram severamente criticadas, pois estavam extrapolando o papel a elas designado. Esta desvantagem social desde os tempos mais remotos fez com que a produção literária feminina fosse numericamente inferior à dos homens até os dias atuais. Equivocadamente, isso parece ter gerado um ambiente que associou um tipo de ‘padrão de qualidade’ relacionado à produção textual masculina. Em uma triste comparação, podemos falar de Emily Brontë, que lançou o clássico “O Morro dos Ventos Uivantes”, em 1847, e de J.K. Rowling, que lançou o primeiro livro da série Harry Potter, em 1997. Com 150 anos que separam a publicação dos dois livros, as duas escritoras inglesas usaram pseudônimos masculinos para suas obras. Brontë assinava como Ellis Bell, pois na época mulheres não podiam ser escritoras e Joanne Rowling? (o K é uma homenagem a sua avó, Kathleen?), um século e meio depois, foi aconselhada por seus edito-

res a adotar a abreviação “J. K.” por acreditarem que o público não leria o livro se soubesse que havia sido escrito por uma mulher. É fácil constatar esta realidade também através da análise de algumas das principais premiações e eventos literários do mundo: o prêmio Nobel de Literatura, por exemplo, existe desde 1901, mas só foi concedido a 14 mulheres em sua história; a FLIP, Feira Literária Internacional de Paraty, já teve 16 edições e entre os escritores convidados, o número de homens é muito maior ao de mulheres; a Academia Brasileira de Letras tem 40 membros, mas apenas cinco mulheres. No entanto, assim como em todas as outras esferas sociais, na Literatura as mulheres também ocupam seu espaço cada vez mais. Escritoras como Mary Shelley, Virginia Woolf, Agatha Christie, Simone de Beauvoir e Florbela Espanca abriram passagem para que, no mundo, outras também pudessem disseminar seus anseios e vivências através dos livros. No Brasil, o caminho foi trilhado por nomes como Raquel de Queiroz, Cecília Meireles, Carolina de Jesus, Ruth Guimarães, Clarice Lispector, Zélia Gattai, Cora Coralina, Lygia Fagundes Telles, Ana Maria Machado entre outros tantos. É inquestionável: a presença de mulheres na Literatura é tão fundamental quanto em outras tantas áreas em que o feminino ganhou representatividade ao longo dos tempos. Hoje em dia existe um grande número de escritoras que conquistaram sucesso arrebatador com livros das mais diferentes temáticas e para variados públicos. Bons exemplos são Alice Munro, vencedora do

Nobel de Literatura em 2013, a própria J. K. Rowling, que mesmo após ter sua real identidade descoberta, encantou crianças, adolescentes e jovens com seu mundo de seres mágicos, Stephenie Meyer, autora de “Crepúsculo”, que fez adolescentes e jovens suspirarem por vampiros e E. L. James, escritora de “Cinquenta Tons de Cinza”, que tirou o fôlego do público adulto com seus protagonistas intensamente apaixonados. Falando ainda de uma remessa de novíssimas escritoras, a nigeriana Chimamanda Ngozi Adichie, do premiado romance “Americanah”, e as brasileiras Paula Pimenta (Minha Vida Fora de Série), Thalita Rebouças (Tudo Por Um Pop Star) e Babi Dewet (Sábado à Noite) – com quem tive o prazer de trabalhar – também são parte de uma lista de autoras que representam a importante e imprescindível participação da mulher na Literatura. É claro que ainda estamos longe do ideal, mas é notório que novas escritoras a cada dia conquistam mais espaço no mercado editorial. E nesse cenário, felizmente, ganhamos todos. Afinal, o que seria de nós, leitores, sem as obras que tratam das mais diversas e complexas questões da vida sem o olhar sensível, detalhista e perspicaz da mulher? * Book advisor

A democracia de costas para o povo Celso Tracco * Como sabemos, democracia significa o governo do povo ou para o povo. Apesar de ter sido idealizada na Grécia Antiga (Platão escreveu seu livro A República cerca de 400 anos A.C.), este sistema de governo ganhou força popular a partir da Revolução Francesa e, à custa de muito sangue derramado, foi se espalhando pelo mundo. No entanto, 230 anos passados daquela revolução que pregava a Liberdade, Igualdade e Fraternidade, menos de 15% da população mundial vive sob uma democracia plena. Em nosso País, que em 2019 completa 130 anos de República, vivemos sob ditaduras ou sob presidentes indicados por voto indireto durante 46 desses 130 anos. Estabelecer uma democracia plena não é fácil em lugar nenhum do mundo. Um governo de iguais pressupõe uma população medianamente igual ou com uma desigualdade razoável, ainda que este critério seja subjetivo. Nada mais paradoxo do que isso no Brasil. Somos um dos países mais desiguais do mundo,

onde 1% da população detém cerca de 30% da renda da nação. Mais de 40% dos domicílios brasileiros não possuem saneamento básico. Temos foro privilegiado para dezenas de milhares de cidadãos. Além disso, temos um sistema judicial com uma infinidade de recursos processuais. Portanto, quem tem poder e dinheiro para bancar bons advogados dificilmente pagará pelos seus crimes, bem ao contrário dos pobres que lotam as penitenciárias, e aí sim, tornam-se verdadeiros criminosos. Nada é mais desigual no Brasil que o sistema previdenciário que, além de ser imoralmente desigual, é escandalosamente injusto. Em primeiro lugar deveríamos nos perguntar por que cargos públicos, cujos ocupantes foram eleitos, têm direito a aposentadoria? Ser político não deveria ser visto como profissão, e sim como um serviço que se presta à sociedade. O tempo que o cidadão empresta ao povo, sem dúvida, deveria ser contado para a sua aposentadoria, mas seria muito disciplinador que nossa Constituição limitasse o tempo que um cidadão pode exercer um cargo eletivo. Ninguém deveria poder se reeleger no mesmo

cargo. É razoável pensar que vereadores, deputados e senadores que se reelegem por diversos mandatos, criem “feudos”, se acomodem e esperem o tempo passar, aguardando sua “gorda” aposentadoria. Igualmente para os cargos do Executivo (prefeitos, governadores e presidentes). Fim da reeleição, já! Isto permitiria uma oxigenação no sistema político, com uma renovação forçada de seus membros. Não assegura melhor qualidade, mas ajuda em uma conscientização de que política é um serviço, não uma profissão. Outro benefício: teoricamente, aqueles que manifestadamente entram na política para se locupletarem, pensarão duas vezes antes de tomarem sua decisão. O sistema político brasileiro é anacrônico, corrupto, ineficaz e caro em sua essência. Consequentemente, suas ações são antidemocráticas por excelência. Vivemos em uma democracia que privilegia os poderosos, na qual as necessidades do povo são o que menos importa para os governantes. Até quando? * Escritor

Imagem: Reprodução

A representatividade feminina


8

FARROUPILHA, 15 DE MARÇO DE 2019

LANÇAMENTO

A nova coleção, desde a concepção Outono/Inverno da Dominator apresenta moda mais conceitual em processos desvelados a partir do Laboratório de Experiências

Carlos Sillero

C

om a experiência de quem está há 36 anos no mercado da moda, a Dominator, que trabalha com confecção de vestuário e acessórios em couro artesanal lança, nesta sexta, sua coleção Outono/Inverno. Destacando a expressividade feminina e as imperfeições assimétricas, a grife farroupilhense mostra, sob o olhar da diretora criativa Ritielle Dal Pizzol, as novidades para as estações frias. “O couro faz parte do nosso DNA. Material nobre em que trabalhamos há 36 anos, desde a fundação da Dominator. Somos exigentes, a cada dia buscamos aperfeiçoar técnicas, materiais e design, a fim de atingir padrões de qualidade superiores. Adaptando as principais tendências do mundo da moda com a nossa essência entregamos um produto exclusivo e atemporal, como uma joia”, explica Ritielle. As peças em couro artesanal ganham destaque na campanha com a modelo Leonora Weimer, miss Rio Grande do Sul 2018, que posou para as lentes do fotógrafo Carlos Sillero, com beleza assinada pelos profissionais da Griffecapelli e produção de moda de Bruna Schiochet e Ritielle. As semijoias da Camii Vieira Brand e os sapatos da Schutz completaram a composição do visual. “O mindset da coleção está associado a descobertas introspectivas e inesperadas. Remete a fundo nossas raízes, ao estado de sintonia com o universo e natureza, na busca da reconexão. O consumo consciente surge com essa ideia, pois é mais relevante do que nunca. Reforçando o desejo por produtos atemporais, ca-

Para surpreender Dominator mostra nova coleção para as estações frias, lança loja virtual e detalha processo de produção de suas peças artesanais em evento nesta sexta

pazes de durar toda vida. A necessidade de desacelerar pode ser comparada a usar peças artesanais e duradouras. O destaque são peças atemporais e materiais de procedência”, destaca a diretora criativa da marca. Ela reforça que, na nova campanha da grife, as barreiras entre trabalho e lazer foram quebradas. Seja no ambiente corporativo, no passeio ou à noite, os conjuntos, blusas e streetwear integram o visual das mulheres que buscam praticidade, elegância e conforto nas temperaturas mais baixas. A seleção de cores leva em consideração o clima além das condições do dia e da noite. Tons sóbrios com toque metalizado realçam o look com pontos de luz em combinações balanceadas de cores adequadas a todos os gêneros e idades, afora a grande gama de tons de pele. Uma produção desde o princípio: por dentro do Laboratório de Experiências As novidades serão lançadas nesta sexta, na sede da empresa (Dom Pedro II, nº 414, bairro Pio X), a partir das 18h, com uma curadoria especializada sobre os looks em couro e os cuidados básicos para a conservação do nobre material, mas um dos pontos altos promete mesmo ser a apresentação do Laboratório de Experiências, onde será possível ver de perto como são produzidas as peças da Dominator. Além da coleção Outono/ Inverno, também ocorrerá o lançamento da loja virtual, onde será possível encontrar de tudo: de peças básicas a produtos exclusivos online.


9

FARROUPILHA, 15 DE MARÇO DE 2019

DESTAQUES

Mulheres farroupilhenses reconhecidas Oito serão homenageadas na próxima segunda à noite, em sessão solene na Câmara de Vereadores

J

ustamente no Dia da Mulher Farroupilhense que será na próxima segunda, a Câmara de Vereadores presta uma homenagem a figuras femininas que são destaque no município. O reconhecimento acontece com a outorga do título “Certificado Mulher Destaque” que, em 2019, completa 10 anos de existência. A sessão inicia às 18h e as homenageadas são indicadas por cada bancada (veja relação ao lado). São atuações voltadas ao empreendedorismo, voluntariado e educação, sendo que as indicadas deste ano entram na lista das 112 que já receberam um título de mulher farroupilhense. Um encontro com as homenageadas já foi realizado na última sexta, promovendo uma visita pela Casa Legislativa e antecipando o roteiro da sessão solene de homenagens. Outro diferencial é que também o Conselho Municipal dos Direitos da Mulher (Comdim) fará a entrega do “Certificado Mulher Referência 2019”.

Gabriel Venzon

As escolhidas Neusa, Leonilda, Doki, Marinês, Luciana e Adriane (filha de Marília), sendo que Maria de Lourdes estava em viagem

Homenageada pelo Comdim

Conheça as homenageadas pelos partidos Neusa Ignez Felicetti (PSB) Leonilda Rech Pessin (PDT) Maria de Lourdes Anselmi (PT) Marilia Túlia Giacomoni de Oliveira (Rede) Luciana Zanfeliz (PRB) Dorli Maria Tonin - Doki (MDB) Marinês de Rossi Pagliarini (PP)

Nádia Gelmini Crippa

Neste mesmo ato solene, também o Condim prestará um reconhecimento especial à assistente social aposentada, Nádia Gelmini Crippa. Ela receberá a outorga do “Certificado Mulher Referência 2019”.


10

FARROUPILHA, 15 DE MARÇO DE 2019

ABASTECIMENTO

Alguém quer me adotar? Divulgação

Obituário 7 de março Nelly Paraboni, 91 anos. Sepultamento no Cemitério da comunidade de Nova Milano (4º Distrito). 8 de março João Liberato Rocha Bitencorte, 82 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal. 11 de março Antonia Teresa Cadorin Rossi, 78 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal. 12 de março Olmiro De Cesero, 85 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal. 13 de março Maria de Lourdes de Jesus, 72 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal; Joelita Fátima Fretzel, 62 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal.

Água para Vila Esperança Sistema começou a ser instalado na comunidade, suprindo carência

O

abastecimento de água potável na Vila Esperança está se tornando uma realidade. A Companhia Riograndense de Saneamento (Corsan) deu início nesta semana às obras de instalação do sistema que levará água para abastecer as residências da comunidade e também o Condomínio Industrial Greentec. Esta era uma antiga reivindicação, já que a área foi regularizada apenas no final de 2017 e, por ter sido uma ocupação irregular por diversos anos, apresentava esta carência. Já haviam sido realizados estudos pela prefeitura para a perfuração de poços artesianos e instalação de caixa d’água, mas a partir de agora, com a implantação do sistema, será uma solução definitiva. “Os moradores da Vila Esperança estão

Matheus Chieli

Essa é a Guria, ela é super amorosa, tem aproximadamente 2 anos e se dá bem com outros cães. Ela é de porte médio e já está castrada e vacinada. Guria foi resgatada em um lixão junto com suas irmãs, que já foram adotadas. Interessados em adotar podem manter contato pelo fone 999.371.647.

Chegando água potável Trabalhos de instalação tiveram início nesta semana

vendo a solução de um problema que se arrasta há mais de 30 anos”, avalia Maria da Glória Menegotto, secretária municipal de Desenvolvimento Social e Habitação.

Esquina Pedágio da Afadev acontece neste sábado

A Associação Farroupilhense de Deficientes Visuais (Afadev) transferiu para este sábado o 8º Pedágio Solidário que seria realizado inicialmente no último dia 9 e, tendo em vista o mau tempo da data, foi cancelado. Será das 8h às 17h, na Júlio de Castilhos com a Pedro Grendene, em frente à Bella Morada; Cel. Pena de Moraes com Rui Barbosa, na Copifar; Cel. Pena de Moraes com Pinheiro Machado, no Banrisul e Clube do Comércio; Júlio de Castilhos com Avenida Santa Rita, na Dorigon; Júlio de Castilhos com Pinheiro Machado, no Posto Benvenutti. Será aceito qualquer valor em dinheiro que será revertido para as atividades da instituição.


11

FARROUPILHA, 15 DE MARÇO DE 2019

POSSE OFICIAL

Inicia nova gestão da OAB Farroupilha Maurício Bianchi assume oficialmente a presidência pelo próximo triênio reforçando um compromisso institucional da entidade

C

andidato natural à sucessão de Rafael Gustavo Portolan Colloda, o advogado Maurício Bianchi, que ocupou o posto de vice-presidente da OAB Farroupilha no triênio 2016/2018, assumiu a presidência da entidade nesta quinta à noite, em evento no Restaurante do Parque dos Pinheiros, que contou com a presença de Ricardo Breier, presidente da OAB/ RS. Se ocorreu a mudança na gestão, o mesmo não pode ser dito do propósito da entidade, que segue em busca de uma plena integração com a comunidade farroupilhense. Integração, aliás, era o nome da chapa encabeçada por Bianchi, que conta com grande renovação em relação às gestões anteriores. Apenas Isaias Roberto Girardi segue no posto de tesoureiro, os demais inte-

grantes pela primeira vez atuam em um cargo diretivo na Ordem farroupilhense: Tiago Troes como vice-presidente, Silvia Trevisan como secretária geral e Franciele Boschetti Reche como secretária adjunta. Na noite festiva também tomaram posse os integrantes do Conselho Subseccional (veja ao lado). “O objetivo é dar continuidade ao trabalho da gestão que nos antecedeu. Após a eleição conversei com os colegas e percebi que muitos têm interesse em se envolver com a OAB, especialmente os jovens advogados, o que é algo muito positivo”, ressaltou Bianchi, que reforçou que pretende ter uma gestão pautada na participação de todos. O novo presidente também tem um bom exemplo em família, já que seu pai, Valter, foi o primeiro presidente da entidade, ocupando o posto no biênio 1986/1987.

Diretoria OAB (2019/2021)

Presidente: Maurício Bianchi Vice-presidente: Tiago Troes Tesoureiro: Isaias Roberto Girardi Secretária geral: Silvia Trevisan Secretária adjunta: Franciele Boschetti Reche

Conselho Subseccional

Titulares: Rafael Gustavo Portolan Colloda, Fernando José Sebben, Daniel Mucelini, Luciana de Fátima Calabria, Patrícia Maino Wartha e Sidney Werner Suplentes: Eduardo Francischeti, Giane Maria Teixeira, Márcio Montemezzo, Manila Scopel Silvestrin, Isabel Barbizan e Vili Machado Barbosa

Esquina Pesquisa para melhorar serviços municipais

Segue até domingo o prazo para opinar na pesquisa que está sendo realizada pela prefeitura. A intenção é avaliar a prestação de serviços e os principais ajustes a serem feitos. O questionário é online e pode ser acessado pelo link bit.ly/PesquisaFarroupilha (com letras maiúsculas).


12

FARROUPILHA, 15 DE MARÇO DE 2019

LOGÍSTICA REVERSA

Solidare é apresentada em Carazinho Idealizada pela deputada farroupilhense Fran Somensi (PRB), Farmácia Solidária busca beneficiar outros municípios gaúchos frisou Anelise, que mostrou entusiasmo com a possibilidade. Fran colocou o mandato à disposição do município nortista e explicou que está trabalhando para levar o projeto ao maior número possível de cidades. “Uma das nossas bandeiras na Assembleia é essa, expandir pelo Rio Grande do Sul o trabalho que em Farroupilha deu certo. Essas reuniões são importantes para sanar dúvidas e dar um norte para as prefeituras que têm interesse na implementação do projeto”, destacou a parlamentar. A Solidare recebe medicamentos não utilizados ou com a validade expirada. Os que podem ser aproveitados são doados para a população comprovadamente carente. Os que estão fora do prazo de consumo, são destinados para o descarte correto. Em Farroupilha, a Solidare foi ins-

Adroir Fotógrafo

N

o início da semana, Fran Somensi esteve na região Norte do Rio Grande do Sul, mais precisamente em Carazinho, onde esteve reunida com Anelise Almeida, secretária de Saúde do município, para explicar o funcionamento da Solidare: Farmácia Solidária. A iniciativa integra o compromisso assumido desde a campanha à Assembleia por parte de Fran, de expandir o trabalho da Solidare no Estado e transformá-lo no pioneiro do Brasil em logística reversa de medicamentos. “Achamos a ideia muito boa e por Carazinho ter características parecidas com a de Farroupilha, como por exemplo no número de habitantes, acreditamos que seja possível implementarmos o projeto aqui também”,

Promessa de campanha Fran destacou que um de seus objetivos no Parlamento estadual é justamente o de disseminar o projeto farroupilhense em outras cidades

tituída pelo decreto 5.841, em 2015. O estoque é abastecido com antibióticos, anti-inflamatórios, anticoncepcionais, entre outros medicamentos, e opera integrado com a prefeitura. Para ser beneficiado, é preciso apre-

sentar receita médica do Sistema Único de Saúde (SUS) ou receita médica particular e comprovante de renda pessoal de até um salário mínimo e meio. Nos dois casos, é necessário comprovar residência no munícipio.


13

FARROUPILHA, 15 DE MARÇO DE 2019

FORMAÇÃO

Processo criativo dos contos Biblioteca Pública Municipal Olavo Bilac promove oficina literária gratuita e as inscrições estão abertas até quinta ser útil nos primeiros passos literários. “O mais importante é que juntos, Comitê Jovem e Biblioteca Pública, promovam atividades inovadoras, estimulando nos jovens suas possibilidades de ação e criação em benefício de um impacto positivo para suas vidas, comunidades e o mundo”, reforça Cristina Possa Arruda, bibliotecária da Olavo Bilac, considerando ainda que esta atividade tem como proposta incentivar outros jovens a escreverem e publicarem suas criações. São 15 vagas disponíveis e também será entregue certificado de participação. A exigência para integrar o time é ter idade acima de 12 anos. Inscrições podem ser realizadas até quinta, diretamente na Biblioteca, que atende de segunda a sexta, das 8h às 11h55min e das 13h às 16h55min.

Programe-se O que: oficina “Escritas Digitais no Wattpad: Desvendando Contos” Quando: próximo dia 25, das 13h30min às 17h Onde: Biblioteca Pública Municipal Olavo Bilac (13 de Maio, 10, Centro) Quanto: gratuito

Arquivo Jornal Informante

S

e você aprecia o mundo literário e gostaria de se aprimorar na área, tem uma atividade gratuita ofertada pela Biblioteca Pública Municipal Olavo Bilac. É a oficina “Escritas Digitais no Wattpad: Desvendando Contos”, que acontece no próximo dia 25, das 13h30min às 17h. A atividade será ministrada pela escritora Danieli Mützenberg, que integra o Comitê Jovem Conectando Mentes e que por diversas vezes foi premiada no Concurso Literário Oscar Bertholdo. A proposta é debater as principais diferenças entre contos e crônicas, apresentar a plataforma digital Wattpad, que é uma rede social para escritores iniciantes, explanando como funciona e de que maneira pode

Para escrever contos Biblioteca promove primeira oficina pelo Programa Conecta, é gratuita e aberta ao público

Forças reunidas para movimentar a Biblioteca

O Comitê Jovem Conectando Mentes foi criado no ano passado, a partir do Programa Conecta Biblioteca, que é uma iniciativa nacional com o propósito de aproximar os espaços de leitura da comunidade. É coordenado pela ONG Recode, que tem matriz no Rio de Janeiro, numa parceria com a Caravan Studios, instituição internacional.


14

FARROUPILHA, 15 DE MARÇO DE 2019

EM TORRES

COPA FARROUPILHA

Farroupilhenses na briga União de Clubes pelo Circuito Verão Sesc inicia no sábado Finais da competição acontecem neste sábado e domingo na Praia Grande

Sesc Farroupilha

Ramon Cardoso

Na final estadual Sabrina e Bruna levaram no Feminino e Tonian e Juliano, ao lado de Carlos Alberto Fritsch, coordenador de Esportes do Sesc Farroupilha, venceram no Masculino

O

encerramento da temporada de verão deve levar um grande público ao Litoral Norte, neste fim de semana, mais precisamente a Torres. O sábado e o domingo são reservados às finais do Circuito Verão Sesc

de Esportes, que acontece nas areias da Praia Grande. As duplas Sabrina de Paula Camargo e Bruna Castagna e Tonian Zuquetto e Juliano Jardim são os representantes de Farroupilha na decisão estadual do Vôlei de Praia. Elas conseguiram a habilitação à final há um mês, na seletiva municipal, que ocorreu no

O

mau tempo no sábado e domingo acabou por adiar a abertura da Copa Farroupilha União de Clubes. A competição, organizada pelo trio Luciano Tomé, André Mello e Marcio Marques, que reúne 14 equipes e é toda sediada no município, começa

neste fim de semana. Farroupilha conta com seis representantes: Atlético Nova Vicenza, Gaúcho, Industrial, Lyon, Titanium e Trans 2001; Bento Gonçalves com quatro: Baile de Monique, Olimpíacos da Serra, Paysandu e Los Thicos; e Caxias do Sul também participa com quatro times: Apollo, Azulão, Pôr do Sol e Sapucaia.

Copa Farroupilha União de Clubes

Parque dos Pinheiros. Sabrina e Bruna e Tonian e Juliano superaram 11 duplas rivais para ficar com a tão desejada vaga em Torres. Disputado ao longo de janeiro e fevereiro, o Circuito Verão movimentou os municípios gaúchos durante a estação quente e agora coroa campeões da temporada 2019.

1ª rodada Atlético Nova Vicenza x Pôr do Sol Nova Vicenza, sábado, às 13h15min Sapucaia x Los Thicos Nova Vicenza, sábado, às 15h15min Industrial x Baile de Monique Industrial, sábado, às 13h15min Trans 2001 x Paysandu Industrial, sábado, às 15h15min Azulão x Gaúcho Linha São José, sábado, às 15h Lyon x Apollo Bairro São José, domingo, às 13h15min Titanium x Olimpíacos da Serra Bairro São José, domingo, às 15h15min


15

FARROUPILHA, 15 DE MARÇO DE 2019

PRÉ-TEMPORADA

Brasil avança em time ideal Compactado e com posse de bola, rubro-verde goleou Sub-20 do Juventude em jogo-treino e encara Santa Cruz no sábado Ramon Cardoso

A

Brasil

terça pela manhã registrou a primeira aparição do Brasil em um jogo-treino em casa nesta temporada. A equipe farroupilhense, formada por uma mescla de juniores com atletas profissionais, teve atuação sólida contra o Sub-20 do Juventude, conquistando uma vitória por goleada e sem muitas dificuldades. Mais entrosado, o time caxiense começou melhor, com predomínio da posse de bola, no entanto as investidas ofensivas não levavam perigo ao gol farroupilhense. O Brasil, por sua vez, estava muito bem posicionado defensivamente e explorava os contra-ataques. Em um deles, com saída rápida, duas inversões de lado e boa troca de passes, a bola chegou ao meia Luizinho, que recebeu na área e mandou para as redes, aos 17 minutos. A partir daí até o final do 1º tempo, o rubro-verde atuou praticamente em meia linha, no campo de ataque, forçando o rival a se defender para evitar a ampliação do marcador, que acabou acontecendo, mas na metade final. Luizinho novamente, desta vez de pênalti, marcou o 2 a 0 aos 5 minutos do 2º tempo, momento em que o técnico Alê Menezes passou a rodar o elenco. “Deixamos o máximo de tempo

possível a equipe que saiu jogando porque é nossa ideia de time para a estreia. Evidente que ainda estudamos a possibilidade de contratar reforços, mas temos que definir uma base”, declarou o técnico após o jogo-treino. Xande, aos 23 minutos, em um preciso chute cruzado, rasteiro, marcou o 3 a 0 e deu números finais ao duelo. “O que mais me deixou satisfeito foi a compactação do time e a parte física, que mostrou muita evolução em relação aos jogos-treinos que fizemos na semana passada. Ainda precisamos melhorar um pouco nossa transição defensiva, fazer ela de maneira

mais rápida, mas temos condições de evoluir nesta reta final de pré-temporada”, observou Alê Menezes. Neste sábado, em mais um compromisso na preparação à Terceirona, o rubro-verde encara o Santa Cruz, no Estádio dos Plátanos, às 15h30min. A estreia do Brasil está prevista para o dia 23, contra o Cruz Alta, fora de casa, mas a Federação Gaúcha de Futebol, até o fechamento desta Edição, ainda não havia publicado sequer o regulamento da disputa, nenhum clube havia registrado atletas no BID e os estádios não tinham ainda a liberação do Corpo de Bombeiros.

Evoluindo Equipe farroupilhense, formada em sua grande maioria por atletas Sub-23, teve boa performance em trabalho nas Castanheiras

Plano de Sócios lançado

No valor de R$ 120,00, foi lançado na quinta o Plano de Sócios do Rubro-Verde para a temporada 2019. Ele dá acesso liberado a todas as partidas do ano no Estádio das Castanheiras, da equipe profissional ao Gauchão dos Juniores, Juvenis e Feminino. É possível se associar na Secretaria do Clube (Castanheiras), Hermelu Esportes, Mercado De Cesaro, Yeah e Malu Modas.


Ramon Cardoso

OAB Farroupilha em nova gestão Dominator lança

Carlos Sillero

Isaias Roberto Girardi (tesoureiro), Franciele Boschetti Reche (secretária adjunta), Maurício Bianchi (presidente), Silvia Trevisan (secretária geral) e Tiago Troes (vice-presidente) assumiram oficialmente a entidade pelo próximo triênio nesta quinta Editoria de Cidade, página 11

coleção e reforça devoção ao couro

Imagem: Reprodução

CADERNO ESPECIAL

Dicas, informações e novidades para uma declaração tranquila Evite mordidas do Leão com a nova Edição do Guia do Imposto de Renda da Pessoa Física

Grife farroupilhense também apresenta loja virtual e Laboratório de Experiências Editoria de Economia, página 8


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 15 DE MARÇO DE 2019

REPASSE

Estado destina recursos: R$ 46,5 milhões à saúde São Carlos está na expectativa do recebimento de repasses do Teto MAC, valor compartilhado entre 200 hospitais gaúchos neficente São Carlos (HBSC) deve fazer parte deste pacote, já que a Secretaria Estadual de Saúde confirmou que todas as instituições que prestam esses serviços serão contemplados. Não há definição de valores, tendo em vista que a casa de saúde farroupilhense ainda não recebeu o montante. “O Fundo Nacional da Saúde faz o repasse para o Fundo Municipal de Saúde dos valores que correspondem ao Teto MAC e incentivos federais. O município tem até cinco dias úteis para repassar o valor ao hospital, conforme previsão contratual. Está provisionado para o dia 15”, esclarece Janete Toigo, superintendente do Hospital São Carlos. Ainda para este mês, o Estado prevê pagar os R$ 41,5 milhões devidos aos municípios na área da saúde, referente a 100% do passivo de janeiro.

Juliana Inês Casa Barbieri

U

nidades de saúde gaúchas tiveram uma boa notícia no início da semana, com o repasse de R$ 46,5 milhões para atendimentos de pacientes por meio do Sistema Único de Saúde (SUS). O encaminhamento foi feito pelo governo do Estado e representa a totalidade do Teto Financeiro de Média e Alta Complexidade (Teto MAC). A verba é destinada para custeio de procedimentos ambulatoriais e hospitalares nos serviços do SUS. O valor, recebido do Ministério da Saúde, foi repassado para cerca de 200 instituições, entre hospitais, laboratórios e clínicas médicas que têm contratos com o governo do Estado para a realização de procedimentos de média e alta complexidade. O Hospital Be-

Também está sendo dado sequência ao programa que destina recursos aos hospitais filantrópicos e Santas Casas. O financiamento beneficia 116

instituições com um aporte de R$ 100 milhões em empréstimos bancários, com juros pagos pelo governo estadual e carência de 12 meses.

Na expectativa Recursos do Teto MAC deverão ser repassados ao HBSC nesta sexta, referentes a procedimentos ambulatoriais e hospitalares


Compromisso com a Cidade. Compromisso com Você

FARROUPILHA, 15 DE MARÇO DE 2019

Luz Pulsada e se Equipe Espaço da Beleza *

A

Luz Intensa Pulsada (LIP) é uma tecnologia que emite luz com diferentes comprimentos de ondas, atingindo, assim, vários tipos de alvo como a melanina (sardas e manchas escuras), os vasos sanguíneos (microvasinhos da face, pescoço e colo) e o colágeno. Portanto, pode ser utilizada para vários tratamentos. A luz emitida na pele gera calor, atinge a cor vermelha dos vasinhos e a cor escura da melanina das manchas, eliminando-os posteriormente, estimula e remodela o colágeno mantendo a superfície da pele intacta. Quais são as condições que se beneficiam com o tratamento? * Melanose Solar: manchas escuras arredondadas na face, antebraço e dorso das mãos * Melasma * Sardas * Pequenos vasos sanguíneos na face * Rosácea: apresenta-se como uma vermelhidão na face que na verdade é uma trama de vários vasos sanguíneos, ameniza a vermelhidão * Poiquilodermia: ocorre devido à exposição solar com envelhecimento da pele, localiza-se no pescoço e colo e apresenta-se como uma trama de vasos sanguíneos, vermelhidão, hiperpigmentação e atrofia da pele. A LIP tem ação sobre os componentes da poiquilodermia, conseguindo obter uma melhora acentuada do problema. * Flacidez * Rugas finas * Fotoenvelhecimento Número de sessões de Luz Pulsada O número de sessões varia conforme o caso e a região a ser tratada. O profissional que vai determinar o número de sessões e o tempo de tratamento. O intervalo entre as sessões é de quatro semanas. Os resultados vão aparecendo progressivamente a cada aplicação e variam bastante de pessoa para pessoa.


Compromisso com a Cidade. Compromisso com Você

FARROUPILHA, 15 DE MARÇO DE 2019

eus benefícios

Imagem: Reprodução

Saiba mais O ideal é agendar uma avaliação, definir protocolo de tratamento e produtos específicos para usar em casa, mantendo assim o resultado do tratamento. * Espaço da Beleza Centro Estético Independência, 555 – Centro de Farroupilha Fone (54) 3268-5511 WhatsApp: 981.195.645 Fan Page: Espaço da Beleza


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 15 DE MARÇO DE 2019

OPINIÃO

Medo e ansiedade nos concursos e provas! Marian Martins *

A

pós uma ou mais reprovações, o ser humano tende a ter mais medos, associando sempre ao negativo. Este fenômeno é mais comum e inúmeros candidatos a concursos públicos e exames, como o caso da OAB, enfrentam. É importante ressaltar que tomar consciência dos estudos e de fatores psicológicos é essencial. Primeiro é fundamental que você entenda que a ansiedade patológica atinge várias pessoas e se manifesta em várias situações. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 20% dos moradores das grandes cidades sofrem transtornos de ansiedade de forma geral como fobias específicas, transtorno de pânico, transtorno obsessivo/compulsivo, entre outros. A ansiedade exagerada com as provas de concurso público se enquadra nas fobias específicas. O primeiro passo é identificar, reconhecer e assumir. Mas nem todo nível de ansiedade é patológica. Muitas vezes, por trás disto há uma fobia de insegurança que precisa ser tratada para o enfrentamento de uma atividade a ser realizada, vista como de forma saudável e intelectual para descontruir a ansiedade exagerada. * Psicóloga (CRP/RS 07|10386 – CRR/PR 08 IS|335), atua na área da Psicologia Clínica e é perita do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul

m:

ge

a Im

R

ção

du

ro ep


Gastronomia

Cave Antiga Vitivinícola promove o 1º Costelão Harmonizado neste sábado à noite Página 5

Inside

Música

Armazém traz Dinamite Joe e mais quatro bandas para o 1º Retrô Bike Festival, neste sábado Páginas 8 e 9

TeaTro

Humor em dose dupla Thiago Oliveira e Emerson Ceará, já conhecidos do Caverna Comedy, sobem ao palco nesta sexta para fazer a alegria do público como o dia em que meu pai foi me buscar na escola com o carro sem a porta do passageiro”, adianta Thiago. O grande contador de histórias Emerson Ceará encerra a noite de sexta. Em sua apresentação, Ceará apresenta dilemas do mundo atual, como as relações com as atendentes de telemarketing, os impasses com cartão de crédito e diversas histórias autobiográficas. Ele mistura a tradição dos comediantes do Nordeste com a modernidade dos stand up atuais. A abertura da casa se dá às 20h, os ingressos podem ser adquiridos no site sympla. com.br, desta forma é garantido lugar a noite inteira, sem restrição de horário de chegada. Reservas também podem ser feitas pelo número 996.193.726, assim, o valor do ingresso será cobrado na comanda no dia do show, porém a reserva garante lugar até às 20h30min.

Divulgação

O

s comediantes Thiago Oliveira e Emerson Ceará chegam nesta sexta dispostos a fazer o público do Caverna Comedy Club sorrir. Os ingressos para o show estão sendo comercializados por R$ 30,00 na área do salão e R$ 35,00 na área premium. Cada comediante se apresenta por cerca de 30 minutos. Quem abre as apresentações é o paulista Thiago Oliveira, que mora no Rio Grande do Sul e em seus shows discorre sobre episódios reais de sua vida, relacionamentos, histórias peculiares e as diferenças entre São Paulo e o Estado onde está radicado. O humorista, que se dedica ao stand up há três anos, faz parte do grupo de comédia “Bah Meu”. “Adoro me apresentar no Caverna, a resposta do público sempre é muito positiva. No show conto situações engraçadas do meu cotidiano

Programe-se O que: Stand Up de Thiago Oliveira e Emerson Ceará Quando: nesta sexta, às 22h Onde: Caverna Comedy Club (República, 445, subsolo) Quanto: R$ 30,00, área do salão, e R$ 35,00, área premium

Histórias do cotidiano Emerson Ceará e Thiago Oliveira abordarão dilamas do dia a dia de forma cômica e cativante


Inside

2

FARROUPILHA, 15 DE MARÇO DE 2019

Cinemas Imagens: Reprodução

Shopping Iguatemi (RST-453, quilômetro 3,5) Cinemas GNC 1: Cinderela Pop - às 13h25min (com legenda descritiva), 17h40min e 19h50min GNC 1: Minha Vida em Marte (com legenda descritiva) - às 15h30min GNC 1: Capitã Marvel - às 22h GNC 2: A Caminho de Casa - às 13h15min (dublado), 15h25min e 19h40min (legendado) GNC 2: A Morte te Dá Parabéns 2 - às 17h30min GNC 2: Vingança a Sangue Frio - às 21h50min GNC 3: Vingança a Sangue Frio - às 13h30min (dublado) e 17h50min (legendado) GNC 3: Maligno - às 15h50min (dublado) e 20h10min (legendado) GNC 3: Capitã Marvel (dublado) - às 22h10min GNC 4: Capitã Marvel - às 13h10min e 18h50min (dublado e em 3d), 16h e 21h40min (legendado e em 3d) GNC 5: Capitã Marvel - às 14h20min e 20h (legendado) e 17h (dublado) GNC 6: O Parque dos Sonhos (dublado) - às 13h20min (com legenda descritiva), 15h20min, 17h20min e 19h20min GNC 6: Capitã Marvel (dublado) - às 21h30min Ingressos: segunda e quinta (exceto feriado e Carnaval) a R$ 22,00 e R$ 28,00 (salas 3d); terça e quartas (exceto feriado e Carnaval) todos pagam meia entrada; sexta a domingo e feriado a R$ 26,00 e R$ 32,00 (salas 3d). Meia entrada todos os dias para menores de 18 anos e maiores de 60 (mediante apresentação de identidade), estudantes (mediante apresentação de Carteira de Identificação Estudantil), pessoas com deficiência (com documento que a comprove) e para o Movie Club Preferencial.

Shopping San Pelegrino (Avenida Rio Branco, 425) * Obs: o site do Cinépolis traz apenas os horários dos filmes, mas não informa em qual sala serão exibidos A Caminho de Casa - às 15h10min (dublado) e 19h45min (legendado) Capitã Marvel - às 14h15min, 15h30min, 16h30min, 18h15min, 19h15min, 20h e 22h (dublado e em 3d), 18h45min (dublado), 16h e 21h30min (legendado) e 17h e 21h (legendado e em 3d) Maligno - às 17h30min e 22h10min (dublado), 20h40min (legendado) O Parque dos Sonhos (dublado) - às 14h, 16h15min e 18h30min Ingressos: nas salas tradicionais, segunda a quarta (exceto feriado) a R$ 23,00 e R$ 11,50 (meia); quinta (exceto feriado) a R$ 25,00 e R$ 11,50 (meia); sexta a domingo e feriado a R$ 26,00 e R$ 13,00 (meia). Nas salas 3d, segunda a quarta (exceto feriado) a R$ 29,00 e R$ 14,50 (meia); quinta (exceto feriado) a R$ 29,00 e R$ 15,00 (meia); sexta a domingo e feriado a R$ 32,00 e R$ 16,00 (meia).

Sala de Cinema Ulysses Geremia (Luiz Antunes, 312) Meu Querido Filho - sexta a domingo às 19h30min Ingressos: R$ 10,00 e R$ 5,00 (estudantes e sênior)

Para adultos e crianças O americano Nicholas McCarthy dirige o terror “Maligno” e a opção para a garotada é “O Parque dos Sonhos”, a mais nova animação produzida pela Paramount Pictures


Inside

FARROUPILHA, 15 DE MARÇO DE 2019

3

Representando a força feminina O espetáculo Carmen e os Violões, promovido pelo Sesc, chega em Farroupilha no dia 22 e já é possível garantir seu ingresso

E

m alusão ao Dia Internacional da Mulher e ao Dia Municipal da Mulher Farroupilhense, o Serviço Social do Comércio (Sesc) traz o espetáculo Carmen e os Violões para o município. O concerto cênico, que tem como objetivo mostrar a força feminina, estará no Auditório Professor Raul Bampi na próxima sexta, dia 22, a partir das 20h. Os ingressos já podem ser adquiridos na Unidade Farroupilhense do Sesc (Cel. Pena de Moraes, 320).

A peça foi criada pela camerata Violões de Porto, grupo porto alegrense de oito violonistas da música de concerto, em parceria com a bailarina Ana Medeiros, que coreografou o espetáculo com base no flamenco, incluindo aspectos da dança contemporânea e do samba. Os violonistas e a bailarina com suas castanholas sobem ao palco para unir música e coreografia de forma cênica, enaltecendo a força e o protagonismo feminino. O espetáculo conceito foi inspirada na ópera “Carmen”,

de Bizet, e na biografia da atriz e cantora Carmen Miranda. Das castanholas de Sevilha ao swing brasileiro, a performance traz no repertório músicas de compositoras consagradas, como Chiquinha Gonzaga, autora da primeira marchinha carnavalesca. Carmen e os Violões está ganhando reconhecimento e foi indicado ao Prêmio Açorianos de Música, como Melhor Espetáculo. Os ingressos para assistir à peça em Farroupilha custam entre R$ 10,00 e R$ 25,00 (confira os valores

no serviço abaixo). Mais informações podem ser obtidas pelo fone 3261-6526, no site sescrs.com.br/farroupilha ou na página do Facebook do Sesc Farroupilha.

Mulheres à frente Farroupilha vai receber o concerto cênico que une oito violonistas e uma bailarina com a intenção de mostrar o protagonismo feminino

Programe-se O que: espetáculo Carmen e os Violões Quando: próxima sexta, dia 22, às 20h Onde: Auditório Professor Raul Bampi (UCS Campus Farroupilha, Rodovia dos Romeiros, 567, Bela Vista) Quanto: comércio e serviço, R$10,00; empresários, R$ 18,00; público em geral, R$ 25,00; estudantes e idosos, R$ 13,00. Ingressos podem ser adquiridos no Sesc Farroupilha (Cel. Pena de Moraes, 320)

Fábio Zambom

Música


Inside

4

Gustavo Pimentel

gustavospimentel@yahoo.com.br

Financiamento público para o carnaval

* Advogado

Agenda SEXTA

Emerson Ceará e Thiago Oliveira Caverna Comedy Club (República, 445), às 22h Sexta com as Patroas Armazém Retrô Pub (Guerino Tartarotti, 162), às 22h Festa Summer End com Vitor H. & Gabriel e DJ Cleber Clube Vasco da Gama (Nova Milano), às 22h

SÁBADO Erick Clepton com Sucessos Volume 1 Caverna Comedy Club (República, 445, subsolo) Patrick Ferriera e Banda Boteco do Chá (Rômulo Noro, 555), às 23h30min

Saturday Rock com Acústico Play Favorita Beer Store (Ernesto Fetter, 18), às 22h

DOMINGO Me Leva Summer com Grupo Sem Razão Favorita Beer Store (Ernesto Fetter, 18), às 18h Divulgação

Eu tive a infeliz oportunidade de ver parte da mídia criticar o prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, por ter reduzido o investimento público no carnaval carioca de 2019. Parece até que os pseudojornalistas esqueceram que o Rio de Janeiro, a exemplo do Rio Grande do Sul, passa pela maior crise financeira da sua história. Nessa situação, nada mais natural que o seu gestor, tendo a caneta na mão e podendo optar pela escolha que mais atenda ao interesse público, prefira gastar os parcos recursos que tem com saúde, educação ou segurança a investir no carnaval. O exemplo de Porto Alegre é ainda mais estarrecedor. O prefeito Nelson Marchezan Júnior precisou responder a uma ação de improbidade administrativa, movida por uma entidade carnavalesca, que pedia a sua condenação por não ter repassado o valor de R$ 7 milhões para a realização do Carnaval em Porto Alegre. Isso mesmo, você não leu errado! O município de Porto Alegre, que encontra dificuldades para realizar até mesmo o pagamento dos salários dos seus servidores, deveria investir R$ 7 milhões do seu orçamento no carnaval. Felizmente a ação foi julgada improcedente, o prefeito absolvido e os cofres públicos foram poupados de tamanho desaforo. O brasileiro é muito mal acostumado com o Estado. Acha que o Estado tem que ser um grande pai, com a obrigação de proporcionar tudo de mão beijada, inclusive a sua diversão. E o pior disso tudo é que muitos políticos veem nisso a oportunidade de fazer média com a população menos esclarecida e, de quebra, angariar alguns simpatizantes e votos para o próximo pleito, tudo isso financiado com o dinheiro público. O absurdo é tamanho que foi necessário que o Ministério Público de Contas de diversos Estados emitisse recomendações para que os gestores evitassem usar dinheiro público na realização de festas de carnaval Brasil afora. Um exemplo que o Estado acerta quando não intervém veio de São Paulo, com o retorno dos blocos de rua. A cidade de São Paulo conseguiu atrair um número recorde de visitantes nesse carnaval justamente por apostar nessa ideia. Em diversos pontos da cidade eram organizados blocos que desfilavam pelas ruas, com a autorização da Prefeitura Municipal. A participação do Poder Público nesse evento se restringe basicamente à organização, ou seja, proporcionar a instalação de banheiros químicos e a interdição das vias públicas para garantir a segurança das pessoas que queiram se divertir, sem que isso atrapalhe o trânsito ou o deslocamento daqueles que não querem participar da festa. O papel do Estado é meramente secundário, não envolvendo um financiamento ou investimento direto de recursos públicos. Com isso, ganham todos, especialmente os cofres públicos.

FARROUPILHA, 15 DE MARÇO DE 2019


Inside

FARROUPILHA, 15 DE MARÇO DE 2019

5

Guilherme Macalossi

Gastronomia

cisperter@hotmail.com

Unindo a tradição com o requinte

Peça desculpas às Voluntárias da Saúde, vereadora Renata Trubian

Cave Antiga promove 1º Costelão Harmonizado com vinhos e espumantes da casa

C

om a ideia de proporcionar um evento inédito, a Cave Antiga irá juntar carnes e vinhos de alta qualidade no 1º Costelão Harmonizado, que acontece neste sábado. Um prato tradicional gaúcho servido de maneira diferenciada, tendo o sabor destacado por meio da combinação com vinhos e espumantes da Cave. “Sempre fizemos o costelão assado com os amigos e concluímos que esta seria uma harmonização interessante e diferente do que temos visto”, revela um dos promotores do evento, Carlos André de Lima. Os ingressos estão sendo comercializados por R$ 120,00 e restam poucas unidades. Podem ser adquiridos pelo site sympla.com.br ou com Carlos pelo fone 999.024.461. Crianças até 13 anos têm entrada franca. O evento também contará com a presença do músico Álisson Jazer, tocando acústicos. O jantar vai ser comandado pelo Chef Airto Pires, que conta com mais de cinco anos de experiência na culinária e diversos cursos de especialização. O costelão será assado de maneira tradicional, em fogo de chão por cerca de 12 horas, tornando a carne mais macia e saborosa. Os vinhos e espumantes escolhidos para a harmonização foram especialmente escolhidos pelo enólogo e sommelier da Cave, Christian Ferrari Ambrosi. O jantar será servido às 20h, confira o menu.

Programe-se O que: 1º Costelão Harmonizado da Cave Antiga Quando: neste sábado, às 20h Onde: Cave Antiga Vitivinícola Linha Rio Burati (3º Distrito) Quanto: R$ 120,00

Divulgação

Proposta diferenciada Cave Antiga Vitivinícola será cenário para jantar que promete surpreender e proporcionar uma noite especial aos presentes

Menu

Entrada: Folhas roxas, tomate cereja marinado com azeite e uvas Prato principal: Costelão ao molho madeira Acompanhamento: Risoto de ervas finas e legumes rústicos Sobremesa: Sabayon com frutas vermelhas ou frutas de época Vinhos e espumantes: serão servidos conforme ordem dos pratos, harmonizando os sabores

No último dia 26 de fevereiro, a vereadora Renata Trubian, que é suplente pelo Rede Sustentabilidade, usou a palavra no Legislativo Municipal para questionar a destinação dos recursos obtidos para o Hospital Beneficente São Carlos (HBSC) pelo trabalho desenvolvido pelas Voluntárias da Saúde. Foi uma crítica absolutamente gratuita, uma vez que o tema em debate era outro: a possibilidade de animais de estimação visitarem seus donos enfermos na referida instituição de saúde. Em sua manifestação, Renata Trubian afirmou que “E eu ouvi, na entrevista, a administradora dizer que é desde de mil não sei quanto que o PPCI está vencido e os extintores vencidos. E aí se ouve que as Voluntárias fazem campanha, colocam comida, pintam hospital, trocam telhado e fazem calçamento... Eu só faço uma pergunta: talvez o direcionamento dos recursos ou as prioridades dentro do hospital não estão sendo bem avaliadas. Porque no meu mote, no meu conhecimento, o PPCI é o mais importante e os extintores de incêndio também. (...) Então que que adianta nós termos um hospital pintado se ele corre o risco de incêndio a qualquer momento? Que que adianta nós termos pavimentado o espaço e o estacionamento que os médicos e os serviços utilizam no hospital se nós não temos PPCI?”. Que se note: as preocupações da vereadora são corretas. Disse na Rádio Sonora e repito aqui: É assustador que uma entidade do porte e da importância do HBSC não esteja em conformidade com a legislação vigente. Eis aí, entretanto, uma triste realidade brasileira, comum a outros incontáveis prédios de uso público. De modo que é adequado que os administradores do hospital sejam cobrados, e também a administração municipal, que já fez uma longa e infrutífera intervenção na instituição. O que não se pode é voltar esse tipo de questionamento a quem faz trabalho voluntário para qualificar e ajudar o lugar a atender melhor os seus pacientes. O que as Voluntárias da Saúde merecem é o acolhimento, o incentivo e o agradecimento de nossa comunidade. Sem elas, as condições do HBSC seriam ainda piores. Entre as melhorias promovidas pelo trabalho que desenvolvem estão a compra de equipamentos, manutenção do prédio, aquisição de novas roupas de cama, troca de iluminação, troca do telhado e manutenção da rede elétrica (que ajuda a prevenir incêndios). Elas não precisariam fazer nada disso. Mesmo assim, tiram tempo de sua vida particular para se dedicar uma causa social da mais elevada importância. E sem ganhar nada em troca. Tudo o que elas não precisam ouvir são críticas de uma vereadora que é remunerada para executar seu trabalho, o que inclui a fiscalização do Executivo e da administração pública em geral. A vereadora Renata Trubian fariam muito bem se, na próxima sessão da Câmara, pedisse desculpas às Voluntárias da Saúde. Seu questionamento foi absolutamente infeliz e despropositado. Se ela tem preocupação com a adequação do HBSC para com a lei de prevenção contra incêndios, que chame no plenário do Legislativo quem se omitiu de resolver o problema no passado ou que tem a competência e a responsabilidade para fazê-lo no presente. Esse é o seu papel, não passar a carraspana em quem só pretende ajudar. * Redator e radialista


Cristiano de Oliveira

#SELFIEDASEMANA

A

Arquivo Pesso

Pão e Grostoli

gora sob o comando de Inês Radaelli, a nova presidente, o Clube de Mães As Milanesas abre, neste sábado, a temporada 2019 de comercialização de pães (R$ 6,00) e grostolis (R$ 7,00 o pacote com 10 unidades) na Praça de Nova Milano. A produção começa cedo, a partir das 9h e se estende até às 18h. A venda acontece sempre no terceiro sábado de cada mês.

Lançamento

Ex-colunista do Jornal Informante, o jornalista Marcos Fernando Kirst lança “O Ocaso da Colombina: A Breve e Poética Vida de Vivita Cartier” no próximo dia 23, das 14h às 18h, na Galeria Municipal de Arte Gerd Bornheim, na Casa de Cultura de Caxias do Sul (Dr. Montaury, 1.333). Foram sete anos de pesquisa e um para escrever o livro que é lançado neste ano, centenário de morte da poetisa.

Os amigos Márcio Campos e Rene Farinon curtem férias em Nova Iorque, nos Estados Unidos

Eduardo de Moraes

Samuel Boff

Giovanni Brambatti e Nadieli Gross curtiram a noite de sexta no Boteco do Chá

Joice Sant’Ana e Ricardo Balbinotte confirmaram sua união no final do mês passado na Igreja Matriz de Farroupilha, após a cerimônia os noivos celebraram a união no Salão da Comunidade da Capela de Todos os Santos

Luana Concatto celebrou sua formatura em Design pela FSG, no sábado, com festa no Muinho. A organização e cerimonial ficou à cargo da D&C Eventos

Ana Paula Trevisan c amigos e familiares, a f pela Faculdade CNE Parque dos Pinheiros. Balbinot Colombo de doces, organiza


No sábado Camila Bazzo Schmitz e Giordana Schena realizaram sua festa de formatura no curso de Pedagogia, pela Faculdade CNEC Farroupilha. Os convidados foram recepcionados no Giovana Campo Clube. As formandas receberam a Laurea Acadêmica

Suyane Bueno

oal

Daniela De Rocco

Walter Finimundi

celebrou, ao lado de formatura em Direito, EC Farroupilha, no A profissional Denise o assinou a mesa ação e cerimonial

Vinicius Romulo Bazzo e Catia Gaio realizaram seu casamento no final de semana em cerimônia intimista, na beira-mar da Praia do Rosa

Bazar

Fique por Dentro

Inspire-se Aromas Especiais e Atelier Josi Lima organizam o 4º Bazar neste sábado, das 9h às 17h, na Galeria Merlin (Pinheiro Machado, 208). Um dia para conferir as novidades e as ótimas opções para decorações e presentes.

Carnaval

O Serviço Social do Comércio (Sesc) de Farroupilha prepara um Aulão de Carnaval, que ocorre no próximo dia 22, às 18h, no estacionamento da unidade (Cel. Pena de Moraes, 320). O evento é gratuito e aberto a todos os públicos.

Novidade

Igor Frosi e Cleiton Sironi estão à linha de frente da Academia Bem Viver que reinaugurou na segunda passada. O espaço está localizado na rua Padova, 186, no Bairro Medianeira, e passa a oferecer novos serviços, como atendimento nutricional.


Inside

8

Egui Baldasso e.baldasso@gmail.com

Os anjos estão indo embora Elas são muitas. Estão em lares espalhados por muitos interiores. Mas estão nos deixando aos poucos. Uma a uma. Na minha memória, falam italiano, mesmo depois de uma vida em uma País que falava outra língua. Mas sei que há tantas outras que preferem o alemão ou algum idioma que remeta ao lugar de onde a família saiu um dia. Elas são doces, mas fortes. Feito rocha. Suportaram décadas de sofrimento que nós sequer imaginamos. Por seus filhos, por sua família. São mulheres, com a marca mais robusta que o gênero pode carregar. Acreditam num Deus que jamais abandonam, e rezam exageradamente para compensar a nossa indiferença à conversa com Ele. Quando a minha se foi, cheguei a me perguntar de onde viria minha proteção, já que a bênção diária e o moral que ela tinha com o pessoal lá de cima já não estariam mais comigo. Dona Elina, minha nona (embora eu nunca tenha chamado ela assim), sustentava uma família inteira. E sorria. Silenciava decepções e dores. E sorria. Guardava na saudade que queria esquecer um passado de machucados físicos e psicológicos impensáveis. E sorria. Foi como cresci a sentindo. Foi como, mesmo com lágrimas, vi ela se despedindo. Certamente tinha defeitos, falhas. Mas eu nunca os conheci. Talvez tenha os praticado quando ainda era jovem, quando o mundo ainda exigia dela o que nem podia entregar, mas dava um jeito. A dona Elina que eu convivi era um anjo. Que cuidava, pedia, demonstrava. Desconfio que todas as avós sejam um pouco assim, mas essas, em especial, são diferentes. Na semana que passou, quando fiquei sabendo da morte de dona Ivone, mãe do técnico da Seleção Brasileira, Tite, eu não consegui segurar as lágrimas. Era outra Elina ali, bendizendo o filho, falando com voz terna, julgando o máximo o simples fato de estar viva, e poder se orgulhar dos seus. Jamais tive contato com ela. Não sei nada além do nome. Mas chorei a partida de outro anjo. Estão todos indo embora. Pessoas que, sem esforço algum, geralmente até sem palavras, contagiam o seu entorno. E quem mais tem a chance de ver seu exemplo. Nos mostram que vaidade, ego, prepotência levam a nada. Que simplicidade, atenção com o outro e dedicação ao bem são bem mais fáceis de praticar do que o contrário. Elinas, Ivones, Idalinas, Volmidas. Nomes de nonas. Almas de anjo. O que mais me preocupa é que não aprendemos com elas. Não estamos mais criando seres humanos nem de longe parecidos. Somos homens e mulheres perdendo para a correria, deixando pra depois a família. Acreditamos menos, rezamos quase nada. A prova está na dor da perda de cada uma. Ainda restam algumas. Ainda há tempo para aprender a transformar o coração em verbo, e praticá-lo. Como somente os anjos fazem. * Jornalista e escritor

FARROUPILHA, 15 DE MARÇO DE 2019

Música

Armazém Pub 1º Retrô Bike

Dinamite Joe é a grande atração de encerramento do evento neste sábado

P

ensando nos amantes de rock n roll, chopp e motos, o Armazém Retrô Pub criou o Retrô Bike Rock Festival. A 1ª edição do evento chega para reunir o melhor do rock regional, flash tattoos, salchipão e bebidas a partir das 10h, com recepção dos motoqueiros, neste sábado. Às 14h iniciam os shows de rock com Malvinas’s Rock Band, Yellow Plate, Carol Soul Rock e Overcustic Band, sem horários determinados para cada banda se apresentar. Dinamite Joe, principal atração da noite, sobe ao palco às 22h. O ingresso para o show da Dinamite é de R$ 15,00 se adquirido antecipadamente no próprio Armazém, na Akústica Musical ou na NBK Rock. Na hora os ingressos serão comercializado no valor de R$ 20,00.

Pela primeira vez no Pub, a banda que é referência do rock independente no Rio Grande do Sul, Dinamite Joe irá tocar clássicos do rock. De Feliz, a banda é composta por Jorge Flores, no vocal; Jô, no baixo; Xande, na guitarra, harmônica e sax; Nei Tomazi, na guitarra; e Estevan Gallas, na bateria. “Sempre tocamos com amor, quem conhece a Dinamite sabe que vai ver e ouvir música boa com alegria e energia positiva. O pessoal sempre sai do show com um sorriso no rosto”, garante o vocalista, prometendo um show com muita animação para o encerramento do evento. Outra atração do evento, as Flash Tattoos serão feitas por tatuadores do estúdio Nova Tattoo. O salchipão será servido para os motociclistas que chegarem até ao meio dia. O Armazém Retrô Pub fica localizado na saída de Farroupilha para Caxias do Sul, na rua Guerino Tartarotti, 162.

Programe-se O que: 1º Retrô Bike Rock Festival Quando: sábado, a partir das 10h. Shows a partir das 14h e Dinamite Joe às 22h Onde: Armazém Retrô Pub (Guerino Tartarotti, 162) Quanto: evento gratuito, somente para o show da Dinamite Joe o ingresso é R$ 15,00 antecipadamente no Armazém, na Akústica Musical (Independência, 399) ou na NBK Rock (Júlio de Castilhos, 897)


FARROUPILHA, 15 DE MARÇO DE 2019

Inside

9

Lauro Edson Da Cás

Música

ldacas@hotmail.com

promove o Festival

Atrações do evento Malvinas’s Rock Band Yellow Plate Carol Soul Rock Overcustic Band Dinamite Joe

Algumas reflexões sobre Shallow, a música vencedora do Oscar 2019 “Você está feliz neste mundo moderno? Ou você precisa de mais? Existe algo mais que você está procurando?”

Leonardo Savaris

Festival para roqueiros Dinamite Joe fecha com chave de ouro o Retrô Bike Rock, que chega como opção de evento para os motoqueiros amantes do estilo musical

De maneira especial, iniciamos com um trecho traduzido da música vencedora do Oscar deste ano, realizado no último dia 24, mais precisamente. Independente do filme, é importante frisar que esta música de Lady Gaga e Bradley Cooper, nesta semana, atingiu o 1º lugar da Billboard Hot 100, impulsionado pelos ganhos do Oscar. Mas, de fato, o que você responderia quanto às interrogações da canção? Mais que apenas escutar e/ou se empolgar com o ritmo, com a melodia, com a afinação e equalização do som dos instrumentos musicais, convém também nos desafiar a pesquisar, a refletir e, porque não, a traduzir a letra, uma vez que originalmente, ela é ‘em inglês’. Em outras palavras, saber o que se está cantando e/ou ouvindo! Eis, então, a surpresa, não só pela combinação da melodia, da música e da interpretação no vocal, obviamente, mas também pela própria letra em si, tão questionadora e que retrata a inquietude deste tempo moderno. Da emoção da cantora à parceria do cantor, o que fica mesmo da música é o que ela nos provoca. Além de sentimentos e emoções, temos o grande questionamento (dilema) de como viver o tempo de hoje e ser feliz. Eis a reflexão, que deve perpetuar no nosso íntimo e no nosso viver, de maneira constante. Isso, de fato, é mais que escutar meramente a música e/ou o sucesso interpretado no filme “Nasce uma Estrela” (por mais que se goste, sim, da música). Sublinha-se ainda que esta canção pode estar se referindo e pode ser interpretada de diferentes formas, ou seja, pode ser envolvida na questão do se enamorar e/ou do se apaixonar, por exemplo, bem como da superação e das batalhas constantes para se conseguir algum ‘lugar ao sol’, etc. Tudo vale se tirarmos lições ao invés de só aplaudir sem sabermos o que tal música (e serve para tantas outras músicas) quer nos transmitir. Prosseguindo, vale destacar, também, o discurso da cantora após o anúncio da premiação. Ela acabou emocionando o público em geral falando: “Não é sobre ganhar, é sobre não desistir. Não é sobre quantas vezes você foi rejeitado, caiu e teve que levantar. É quantas vezes você fica em pé, levanta a cabeça e segue em frente”. Como ela mesma compôs a letra, certamente vivenciou inúmeros questionamentos e experimentou infinitas situações adversas para chegar até a consagração, principalmente ali, ao vencer ao Oscar com a sua música autoral. Lições de grande valia se pode tirar de tudo. Por vezes, se vive buscando a felicidade, sem imaginar que ela pode estar diante de caminhos, não livres, de conflitos, sacrifícios e dor. Ora, sejamos capazes de lidar com isso, sim. Mas, voltando ao início, você está feliz nesse mundo moderno? Que sua resposta não seja ‘rasa’... (shallow, traduzindo, é raso)! Enfim...

* Mestre em Letras, Cultura e Regionalidade


Inside

10

FARROUPILHA, 15 DE MARÇO DE 2019

Sétima Arte

Quando o azar é endêmico “Apartamento 212” mostra série de acontecimentos trágicos que ocorrem com jovem que tenta recomeçar sua vida do zero

A

o que tudo indicava, a vida da jovem Jennifer Conrad (Penelope Mitchell) caminhava para um bom termo. Ativa, invejada e popular no Ensino Médio, sua trajetória virou ao avesso a partir do momento em que se envolveu com o policial Boyd McFarland (Chris Johnson). O que parecia um conto de fadas passou a ser um pesadelo após a união, fato que fez Jennifer se divorciar e mudar de cidade para recomeçar sua jornada. Ela aluga um apartamento em um condomínio conjugado e começa uma difícil busca por emprego, já que sua experiência tinha sido apenas como garçonete. Ou seja, o envolvimento com Boyd teve ainda esse componente, de freio profissional que ela agora terá que contornar. Ao sair de uma entrevista de emprego ela encontra Brenda Medina (Elisa Vasquez), velha conhecida e muito bem situada no mercado e que acena para ela uma possibilidade de trabalho em pouco tempo. As esperanças são renovadas para a nova seleção, que acontece dentro de poucas semanas, um tempo suficiente para ela colocar outras coisas em ordem, mais no campo emocional e pessoal. Para isso ela conta com o auxílio sempre prestimoso de Terry Lumley (Kyle Gass), uma espécie de síndico e faz tudo do condomínio administrado pela pouco simpática Claudette Grim (Sally Kirkland). Mas logo as coisas começarão a fugir do controle, sem qualquer interferência de Jennifer.

Desde sua chegada, a jovem percebe um comportamento perturbado na vizinha Stella Barkanowski (Susan Bellone), e acredita que possa ser por conta de abusos do marido, algo que ela conhece muito bem, mas procura não se envolver com a situação até o dia em que uma tragédia acontece com Stella. Seu apartamento necessita de um processo de dedetização por conta do incidente e logo que Jennifer consegue retornar para casa ela começa a desenvolver es-

caras e feridas pelo corpo. Jennifer desconhece a origem dos horríveis ferimentos e começa a investigar o caso a fim de conseguir tratar a questão. Ela passa dias insones, com olheiras e a impressão é de uma viciada contumaz em drogas pesadas. Enfim, sua vida vira um inferno que é potencializado a partir do momento que seu ex-marido começa a atormentá-la mais uma vez. Sua única alternativa é tentar descobrir a origem do problema


FARROUPILHA, 15 DE MARÇO DE 2019

Inside

11

Sétima Arte Divulgação Imagem: Reprodução

Título original Apartment 212 Título traduzido Apartamento 212

antes que tenha o mesmo fim que sua vizinha de condomínio. “Apartamento 212” é um suspense relativamente simples do americano Haylar Garcia, mas que faz um apelo um tanto quanto exagerado no campo do sobrenatural. Vale pela incerteza em relação à atormentada situação de Jennifer. O desespero em que sua vida mergulha cria no espectador uma tensão de um bom suspense, embora o desfecho deixe um tanto a desejar.

Desespero Jennifer Conrad (Penelope Mitchell) conta com o auxílio de Terry Lumley (Kyle Gass) para tentar descobrir o motivo do inferno em que se transformou sua vida

Direção Haylar Garcia Roteiro Haylar Garcia Kathryn Gould Jim Brennan Gênero Suspense Duração 98 minutos País Estados Unidos Ano de produção 2017 Estúdio Unreal Media Wrecking Ball Pictures Dilettante Productions Entropy Studio Distribuição Flash Star Filmes


12

Horóscopo Áries - 21/03 a 20/04

A Lua crescente afeta a comunicação e a interação com as pessoas de sua convivência. Existem informações que afetam o seu emocional e precisam ser entendimentos. É importante avaliar as suas crenças. São ativados também assuntos domésticos e familiares.

Touro - 21/04 a 20/05

A Lua crescente pede atenção para os trâmites financeiros. Você está em condições de resolver a situação, através de posturas e posicionamentos. À tarde, é ativada a comunicação, e traz-se a necessidade de trocar informações pertinentes.

Gêmeos - 21/05 a 20/06

A Lua crescente lhe deixa em destaque para resolver assuntos com uma pessoa, com a intenção de resolver documentos ou uma conversa franca. É importante identificar em você sentimentos que podem vir com exageros ou posturas arrogantes.

Câncer - 21/06 a 20/07

A Lua crescente pede de você uma avaliação de suas expectativas em relação ao trabalho. Existem crenças que impedem o fluxo de sua rotina e o deixam mais recluso. À tarde, são tocados assuntos de seu interesse, e você fica em destaque.

Leão - 21/07 a 22/08

A Lua crescente pede que examine as suas posturas em atividades em grupo e amigos. Os exageros podem dificultar a interação com algumas pessoas ou a resolução de projetos importantes para você. À tarde, sentirá a necessidade de refletir sobre os seus sentimentos.

Vírgem - 23/08 a 22/09

A Lua crescente pede que examine suas posturas na carreira e impõe olhar mais amplo para o futuro. Está com dificuldades para interagir com uma pessoa importante, e uma conversa se faz necessária para que conclua os seus planos. Atenção com os exageros.

Libra - 23/09 a 22/10

A Lua crescente vem exigindo de você um novo olhar para a sua rotina e na interação com as pessoas do seu convívio. O cenário traz exageros de um lado e negligências do outro. Busque identificar a melhor forma de produzir. À tarde, o seu foco vai para a carreira e as responsabilidades.

Escorpião - 23/10 a 21/11

A Lua crescente pede que examine as ideias em relação a investimentos e que seja feito um planejamento. Está com tendências a exagerar ou desperdiçar oportunidades. A autoestima e fatores de reconhecimento são colocados à prova.

Sagitário - 22/11 a 21/12

A Lua crescente traz a necessidade de se colocar no lugar de outra pessoa, principalmente para situações comerciais ou o próprio relacionamento. Atenção com o julgamento e posturas arrogantes. Busque entender o cenário e o porquê de estar passando por tudo isso.

Capricórnio - 22/12 a 20/01

A Lua crescente traz a necessidade de refletir sobre o trabalho e usar da comunicação com sabedoria. Os exageros podem atrapalhar os resultados e também afetar a sua saúde. As informações devem ser transmitidas com objetividade. À tarde, o seu foco vai para as relações.

Aquário - 21/01 a 19/02

Está com uma tendência a exagerar nas relações de amizades e no campo afetivo. A autoestima deve ser equilibrada para que consiga uma interação verdadeira com as suas necessidades. Os exageros atrapalham o seu desenvolvimento.

Peixes - 20/02 a 20/03

A Lua crescente pede uma avaliação de suas posturas em família e a forma com que vem direcionando os projetos futuros. Está com tendências a negligenciar fatores importantes que prejudicam o seu desenvolvimento. Faça uma análise do todo através da verdade e da sabedoria.

Inside

FARROUPILHA, 15 DE MARÇO DE 2019


FARROUPILHA, 15 DE MARÇO DE 2019

VENDO APARTAMENTOS com áreas privadas de 72m² no bairro são Luiz, próximo a Bigfer. Configurado de 02 quartos, 1 banheiro, sala de jantar e estar. Cozinha com churrasqueira, sacada ampla, cerâmica nas áreas frias e laminado nos quartos. Medidores individuais, espera para água quente. Esquadrias em alumínio. Com elevador e 1 box de garagem. Excelente localização e ótima posição solar. Prédio com 4 andares em fase de acabamento. Valores a partir de R$ 240.000,00. Vendas direto com proprietário. Whats: 9 8135.8555. VENDO TERRENO de esquina com 1.377m² a uma quadra da rodoviária e do Shopping Centro de Compras. F. 9 9118.1642. VENDO TERRENO e casa no Litoral, localização central em Arroio do Sal, somente duas quadras do mar. F. 9 9118.1642. VENDO 2 terrenos de Cooperativa já com área comprada. R$ 20.000,00 um, ou dois por R$ 35.000,00. F.: 9 9118.1642. VENDO CASA MISTA localizada no Bairro Pio X, (a mesma já está alugada através de imobiliária por R$ 1.500,00). Tratar: (54) 9 9118 1642. CRÉDITO DE IMÓVEL LIBERADO R$ 160.000,00 com 5 pagas de R$ 1.150,81, estudo carro como entrada: compra/reformas/rural ou capital de giro. Telefone: (51) 3597-1474 ou (51) 99739-6368. CRÉDITO DE IMÓVEL LIBERADO R$ 259.575,00 com 3 pagas de R$ 1.759,34, estudo carro como entrada: compra/reformas/rural ou capital de giro. Telefone: (51) 3597-1474 ou (51) 99739-6368. CRÉDITO DE CAMINHÃO LIBERADO R$ 150.280,78 com 6 pagas de R$ 1.728,23, estudo troca. Telefone: (51) 3597-1474 ou (51) 99739-6368. CRÉDITO DE CAMINHÃO LIBERADO R$ 227.809,88 com 2 pagas de R$ 2.619,81, estudo troca. Telefone: (51) 3597-1474 ou (51) 99739-6368.


2

FARROUPILHA, 15 DE MARÇO DE 2019


CRECI 23909 J


CRECI 23909 J


Guia do IRPF

P a r t e i n t e g r a n t e d a E d i ç ã o 57 9 . N ã o p o d e s e r v e n d i d o s e p a r a d a m e n t e

15 de março de 2019

do IRPF Em novo Caderno Especial, Jornal Informante traz dicas, informações e as novidades que fazem parte da Imposto de Renda da Pessoa Física

FIQUE DE OLHO

Datas, números e novidades

Não perca prazos, veja dados sobre o IRPF e regras que vigoram em 2019 Páginas 2 e 3

IRPF 2019

Quem deve e como declarar

ESTADO VORAZ

Uma mordida cada vez maior

Atenção para documentos necessários O prejuízo da tabela sem correção e tipos de declaração e deduções possíveis sua surreal defasagem desde 1996 Páginas 4 e 5 Páginas 6, 7 e contracapa

Divulgação

Guia


2

FARROUPILHA, 15 DE MARÇO DE 2019

Fique atento às datas e números Começa a correr o prazo para a entrega do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF).

30,5 milhões

É o número de declarações que a Receita Federal do Brasil (RFB) espera receber neste ano. Em 2018 foram pouco mais de 29,2 milhões e, em 2017, 28,5 milhões enviaram dados à RFB. A falta de correção faz com que mais trabalhadores ingressem na faixa de contribuição.

95,46%

É a defasagem acumulada pela falta de correção na tabela do IRPF desde 1996, segundo cálculo feito pelo Sindicato Nacional dos Auditores da Receita Federal, o Sindifisco Nacional. O levantamento foi realizado com base na diferença entre a inflação oficial, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), e as correções da tabela do IRPF durante o período em questão, de 23 anos. Veja mais sobre o estudo do Sindifisco na Contracapa deste Caderno Especial.

Três anos

É o tempo em que a tabela do IRPF não sofre correção, o que faz aumentar o número de contribuintes que acabam ingressando na faixa de contribuição devido à simples reposição salarial.

109,63%

É o percentual de correção da tabela do IRPF desde que o estudo do Sindifisco começou a ser feito, em 1996. Neste período, em 11 anos não houve correção e em apenas quatro a correção foi superior à inflação verificada pelo IPCA.

R$ 3.689,93

Esta seria a primeira faixa de contribuição caso a tabela do IRPF tivesse sido corrigida desde 1996, segundo cálculos do Sindifisco Nacional.

30 de abril

É o último dia para os contribuintes realizarem a declaração do IRPF à Receita Federal.

309,74%

É o percentual da inflação medida pelo IPCA no período compreendido entre 1996 e 2018 e, que, em tese, deveria ser acompanhado pela correção da tabela, por uma questão de justiça tributária.

R$ 1.903,98

É o limite da primeira faixa de contribuição. Quem recebe acima desse valor por mês deve pagar o IRPF.

R$ 165,74

É o mínimo de multa para o contribuinte que não fizer a declaração até a data limite ou entregá-la fora do prazo. O valor máximo pode chegar até a 20% do imposto devido.

Sete

É o número de lotes no cronograma da restituição, feitos a partir de junho deste ano. O 1º sairá no dia 17 de junho, o 2º em 15 de julho, o 3º no dia 15 de agosto, o 4º em 16 de setembro, o 5º em 15 de outubro, o 6º ocorre no dia 18 de novembro e, por fim, o 7º estará disponível a partir de 16 de dezembro.

Imagem: Reprodução

7 de Março


3

FARROUPILHA, 15 DE MARÇO DE 2019

As novidades no IRPF deste ano CPF dos dependentes

CNPJ de financeiras

A Receita Federal também vai exigir o Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) da instituição financeira onde o contribuinte tem conta corrente e/ou aplicações financeiras.

Sem Receitanet

A partir deste ano, a entrega da declaração não terá necessidade de instalação do Receitanet, tendo em vista que o programa foi incorporado ao Programa Gerador da Declaração (PGD IRPF 2019), não sendo mais necessária a instalação em separado.

Atualização

O contribuinte poderá obter a atualização do PGD atualizado automaticamente, sem necessidade de realizar o download no site da Receita. A atualização poderá ser feita por meio do menu Ferramentas/Verificar Atualizações.

Alíquota

Ela deve constar ao lado dos valores de impostos a pagar ou restituição a receber, informação que era facultativa no ano passado

O limite para o abatimento da contribuição patronal incidente sobre a remuneração do empregado doméstico será de R$ 1.200,32, diferente do ano passado, que era de R$ 1.171,84.

Pensão alimentícia

O programa da Receita deixou mais claro o local onde deve ser declarado o recebimento de pensão. Dentro do ícone “Rendimentos”, a seção “Outros” passará a ser designada como “Pensão Alimentícia e Outros”, bem como o “Dependentes”, que passa a ser classificado como “Quantidade de Dependentes”.

Doação

No espaço “Fichas de Declaração”, constará a opção de doação para o Fundo dos Direitos da Criança e do Adolescente. Até o ano passado, a ficha encontrava-se no Resumo da Declaração.

Consulta

Os contribuintes poderão verificar no dia seguinte ao envio da declaração do IRPF se estão com alguma divergência nos dados, informação que estava disponível em 15 dias no ano passado. Se for verificado algum erro, o contribuinte poderá enviar uma correção retificadora, a fim de evitar o ingresso na malha fina.

Imagem: Reprodução

Neste ano são exigidos os CPFs de todos os dependentes, diferentemente do que ocorria no ano passado, quando o documento era obrigatório para idade a partir de 8 anos.

Patronal


4

FARROUPILHA, 15 DE MARÇO DE 2019

Quem deve declarar, como proceder, Quem declara?

Importação de dados

Existe a possibilidade do contribuinte fazer a importação de dados

o

É necessário fazer o download do programa pelo site da Receita Federal do Brasil, o www.receita.gov.br. Na página principal já há a opção de acessar a página em que é possível baixar o programa. No computador, o contribuinte pode baixá-lo do Windows, Multiplataforma (zip) e outros (Mac, Linux, Solaris). Para os celulares, os programas estrão disponíveis para Android e iOS (Apple). No próprio local há explicações para proceder à declaração.

çã du ro ep

Como proceder?

de 2018 para facilitar o preenchimento. Para tanto, a Receita recomenda fazer a importação antes de iniciar o preenchimento. Em caso da última declaração ter sido retificada, é preciso substituir pelo número do recibo da última retificadora online.

:R em ag Im

Deve declarar Imposto de Renda quem recebeu rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2018, o mesmo valor do ano passado. Também deve declarar os contribuintes que receberam rendimentos isentos, não tributáveis ou tributados exclusivamente na fonte, cuja soma tenha sido superior a R$ 40 mil no ano passado; Quem obteve, em qualquer mês de 2018, ganho de capital na alienação de bens ou direitos sujeito à incidência do imposto ou realizou operações em Bolsas de Valores, Mercadorias, Futuros ou assemelhadas; Declara da mesma forma quem obteve, ao longo do ano passado, na atividade rural, uma receita bruta superior a R$ 142.798,50; Quem tinha, até o dia 31 de dezembro de 2018, a posse ou propriedade de bens ou direitos (terra nua, inclusive) no valor superior a R$ 300 mil; Os que passaram à condição de residente no Brasil em qualquer mês

do ano e nesta condição encontravam-se em 31 de dezembro de 2018; Quem optou pela isenção do imposto incidente em valor obtido na venda de imóveis residenciais cujo produto da venda seja aplicado na aquisição de imóveis residenciais localizados no País, no prazo de 180 dias, contado da celebração do contrato de venda.

Prioridade

Os contribuintes que enviarem a declaração no início do prazo, sem erros, omissões ou inconsistências, também receberão mais cedo as restituições do IRPF. Sempre lembrando que idosos, portadores de doença grave e deficientes físicos ou mentais têm prioridade sobre os demais.

Documentos necessários

Renda Informes de rendimentos de instituições financeiras, inclusive de corretora de valores; Rendimentos de salários, pró labore, distribuição de lucros, aposentadoria, pensão, etc.; Rendimentos de aluguéis de bens móveis e imóveis recebidos de jurídicas;

Informações e documentos de outras rendas percebidas no exercício, tais como rendimento de pensão alimentícia, doações, heranças recebida no ano, dentre outras; Resumo mensal do livro caixa com memória de cálculo do carnê-leão; DARFs de carnê-leão. Bens e direitos Documentos que comprovem a compra e venda de bens e direitos; Cópia da matrícula do imóvel e/ ou escritura de compra e venda; Boleto do IPTU de 2019; Documentos que comprovem a posição acionária de cada empresa, se houver.


5

FARROUPILHA, 15 DE MARÇO DE 2019

documentos necessários e deduções Dívidas e ônus Informações e documentos de dívida e ônus contraídos e/ou pagos no período. Renda variável Controle de compra e venda de ações, inclusive com a apuração mensal de imposto; DARFs de renda variável; Informes de rendimento auferido em renda variável. Informações gerais Dados da conta bancária para restituição ou débitos das cotas de imposto apurado, caso haja; Nome, CPF, grau de parentesco dos dependentes e data de nascimento; Endereço atualizado; Cópia da última declaração (completa) entregue; * Atividade profissional exercida atualmente. Pagamentos e doações efetuados Recibos de pagamentos ou informe de rendimento de plano ou seguro saúde (com CNPJ da empresa emissora e a indicação do paciente); Despesas médicas e odontológicas em geral (com CNPJ da empresa

emissora ou CPF do profissional, com indicação do paciente); Comprovantes de despesas com educação (com CNPJ da empresa emissora com a indicação do aluno); Comprovante de pagamento de Previdência Social e previdência privada (com CNPJ da empresa emissora); Recibos de doações efetuadas; GPS (ano todo) e cópia da carteira profissional de empregado doméstico; Comprovantes oficiais de pagamento a candidato político; Comprovante de pagamento de pensão alimentícia em decorrência de decisão judicial por alimentando.

Deduções

Declaração simplificada Não há mudanças. Quem optar por este modelo tem um desconto único de 20% sobre a renda tributável. Este abatimento substitui todas as deduções legais da declaração completa. No IR de 2019, esse desconto de 20% está limitado a R$ 16.754,34, o mesmo valor do ano passado.

Declaração completa Quem opta por este modelo pode deduzir gastos com saúde, educação, dependentes, pensão alimentícia e previdência. Saúde: os gastos do contribuinte e de dependentes podem ser deduzidos de forma integral no cálculo do imposto de renda. Estão inclusos os valores pagos por plano de saúde, exames, consultas médicas, dentista, psicólogo, fisioterapeuta, fonoaudiólogo, hospital, entre outros. Os valores devem ser informados em “Pagamentos Efetuados”, fazendo constar o CPF ou CNPJ do profissional ou clínica. Educação: os gastos têm limite de dedução. O limite é de R$ 3.561,50. Só podem ser deduzidos gastos com instrução formal do contribuinte e seus dependentes, ou seja, Educação Infantil (creche e pré-escola), Ensino Fundamental, Médio e Superior (graduação e pós-graduação) e Educação Profissional (ensino técnico e o tecnológico). Cursos extracurriculares, como informática, idiomas, etc., não podem ser deduzidos.

Dependente: o contribuinte que inclui dependentes pode deduzir até R$ 2.275,08. Se o gasto com o dependente ultrapassar R$ 28.559,70 no ano, mesmo se ele for menor de idade, a declaração tem de ser feita de forma separada. É obrigatório informar na declaração o CPF de todos os dependentes. Pensão alimentícia: pode ter o valor deduzido integralmente, mas o determinado pela Justiça, estabelecido por meio de acordo homologado pelo Poder Judiciário ou por escritura pública. Quem recebe fica sujeito a pagar imposto sobre o montante recebido. Previdência: valores pagos por aposentadoria, tanto ao Instituto Nacional da Seguridade Social (INSS) quanto a bancos ou fundos de pensão privados podem ter esse gasto deduzido. Os valores pagos para a Previdência Oficial (União, Estados e Municípios) podem ser deduzidos integralmente. Para a Previdência Privada a dedução é limitada a 12% dos rendimentos tributáveis. Já para a empregada doméstica formal (com carteira de trabalho) o limite é de R$ 1.200,32.


6

FARROUPILHA, 15 DE MARÇO DE 2019

Sem correção pelo terceiro ano, Com contas no vermelho, governo mantém regra vigente desde 2016 e mais trabalhadores ingressam nas faixas de contribuição

Imag eprod

em: R

A tabela atual do Imposto de Renda da Pessoa Física (mês)

ução

Renda mensal

Alíquota

Parcela a deduzir

R$ 1.903,98

Isenta

Isenta

R$ 1.903,99 a 2.826,65

7,5%

R$ 142,80

R$ 2.826,66 a 3.751,05

15%

R$ 354,80

R$ 3.751,06 a 4.664,68

22,5%

R$ 636,13

A partir de R$ 4.664,69

27,5%

R$ 869,36

Fonte: Receita Federal do Brasil

A

ssim como ocorreu nos dois últimos anos, a tabela do Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) não sofreu correção. Ou seja, quem recebe a partir de R$ 1.903,99 passa a contribuir com a primeira faixa do imposto, que tem uma alíquota de 7,5%. No período, mais de 2 milhões de trabalhadores

ingressaram no time dos contribuintes. Confira mais ao lado, na tabela mensal e anual. Como acontece todo início de ano, o Departamento de Estudos Técnicos do Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil (Sindifisco Nacional) elaborou um material em que reforça a necessidade urgente de correção da tabela e escancara o tamanho da

A tabela atual do Imposto de Renda da Pessoa Física (ano) Renda anual

Alíquota

Parcela a deduzir

R$ 22.847,76

Isenta

Isenta

R$ 22.847,77 a 33.919,80

7,5%

R$ 1.713,58

R$ 33.919,81 a 45.012,60

15%

R$ 4.257,57

R$ 45.012,61 a 55.976,16

22,5%

R$ 7.633,51

A partir de R$ 55.976,17

27,5%

R$ 10.432,32

Fonte: Receita Federal do Brasil


7

FARROUPILHA, 15 DE MARÇO DE 2019

tamanho da mordida aumenta Imagem: Reprodução

defasagem originada pela ausência de correção. Veja mais na tabela. O estudo do Sindifisco Nacional traça um histórico econômico, político e jurídico sobre a correção da tabela do IRPF, mostrando até mesmo que a presença de uma legislação específica sobre o tema não era, por vezes, suficiente para que fosse cumprido o que estava previamente estipulado, fazendo com que a ausência de correções acabasse por engordar os cofres do governo e esvaziar o bolso da população. Essa ausência de correção acaba impactando também as deduções. Na conclusão do material, o Sindifisco reforça que o contribuinte está pagando cada vez mais imposto por conta da ausência de correção da tabela e pela defasagem dela em relação à inflação oficial, e que é uma obrigação do governo corrigi-la para evitar que aconteça a penalização sobre o contribuinte de menor renda. Aponta também que a falta de correção ofende princípios da Constituição Federal, como o da capacidade contributiva e da progressividade, gerando distorções na tributação.

A tabela do IRPF corrigida pela defasagem acumulada (mês) Renda mensal

Correção

Alíquota

Parcela a deduzir

Até R$ 3.689,93

93,80%

Isenta

Isenta

De R$ 3.689,94 a R$ 5.478,07

93,80%

7,5%

R$ 276,74

De R$ 5.478,08 a R$ 7.338,47

95,64%

15%

R$ 687,60

De R$ 7.338,48 a R$ 9.169,34

96,57%

22,5%

R$ 1.237,99

A partir de R$ 9.169,35

97,51%

27,5%

R$ 1.696,45

Fonte: Sindifisco Nacional


8

FARROUPILHA, 15 DE MARÇO DE 2019

Defasagem na correção atinge 95,46% Sindifisco Nacional detalhou o tamanho do problema ano a ano, desde o início do levantamento, em 1996

M

ais brasileiros estão pagando o Imposto de Renda da Pessoa Física (IRPF) e a tabela ao lado deixa muito evidente a situação. O estudo do Sindifisco Nacional mostra que, nos 23 anos da análise, em 11, ou seja, praticamente a metade, não ocorreu nenhum tipo de correção, como nos seis anos iniciais e nos três últimos. Em apenas cinco anos a correção superou a inflação medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA): em 2002, 2005 e 2006, para compensar períodos sem correção, e em 2007 e 2009, quando os valores praticamente equipararam o percentual inflacionário. Em outros sete anos, em 2008 e de 2010 a 2015, o IPCA foi superior à correção feita.

Resíduos na correção da tabela do IRPF pelo IPCA (1996 a 2018 em %) Períodos 1996 1997 1998 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 2016 2017 2018

IPCA 9,56 5,22 1,66 8,94 5,97 7,62 12,53 9,30 7,60 5,69 3,14 4,46 5,90 4,31 5,91 6,50 5,84 5,91 6,41 10,67 6,29 2,95 3,75

Correção x-x-x x-x-x x-x-x x-x-x x-x-x x-x-x 17,5 x-x-x x-x-x 10,00 8,00 4,50 4,50 4,50 4,50 4,50 4,50 4,50 4,50 5,60 x-x-x x-x-x x-x-x

Resíduo 9,56 5,22 1,66 8,94 5,97 7,62 -4,23 9,30 7,60 -3,92 -4,50 -0,04 1,34 -0,18 1,35 1,92 1,28 1,35 1,83 4,80 6,29 2,95 3,75

Fonte: Receita Federal do Brasil, IBGE. Material elaborado pelo Departamento de Estudos Técnicos do Sindifisco Nacional

Resíduo acumulado 9,56 15,28 17,19 27,67 35,29 45,60 39,44 52,41 63,99 57,57 50,48 50,42 52,44 52,16 54,22 57,17 59,18 61,33 64,28 72,17 83,00 88,40 95,46

Profile for Informantef Informantef

Edição 579  

Edição 579  

Advertisement