Page 1

FARROUPILHA

|

ANO XI

| EDIÇÃO 562

| 1º DE NOVEMBRO DE 2018 |

R$ 3,00

Jovem farroupilhense Valéria Bazzo Flach, de apenas 13 anos, é campeã da Copa Gaúcha de Hipismo, projetando carreira de sucesso no esporte com o seu cavalo Desktop, companheiro de todas as provas Matéria Especial, páginas 2 e 3 CIDADE

SAÚDE, BELEZA & ESTÉTICA

Feira de Flores até sábado e missas nesta sexta celebram Dia de Finados Páginas 8 e 9

Ações têm foco na saúde do homem Banda Overcustic leva melhor do pop rock com prevenção e diagnóstico precoce para a Casa de Cultura, às 19h30min Capa Capa

INSIDE

Homenagens aos que se foram Vez deles no Novembro Azul Uma Quinta da Arte musical

Ricardo Viana

Saltos que projetam a campeã


2

FARROUPILHA, 1º DE NOVEMBRO DE 2018

HIPISMO

Proezas de uma jovem amazona: Valéria Bazzo Flach é a grande vencedora da Copa Gaúcha de Hipismo e celebra o feito que a consolida como representante do esporte no Estado Juliana Inês Casa Barbieri juliana@jornalinformante.com.br

E

la e seu cavalo Desktop são a dupla do momento no cenário do hipismo no Estado. É assim que Valéria Bazzo Flach, a jovem farroupilhense de 13 anos, ficou conhecida nos últimos dias, graças ao título de campeã da Copa Gaúcha. O evento que a consagrou aconteceu no último dia 20, na Hípica Santa Thereza, em Viamão, local que sedia seus treinos junto ao fiel companheiro, o cavalo da raça Puro Sangue Lusitano, de 10 anos. Uma dupla cujo desempenho está entrelaçado

e que precisa de uma linguagem comum para alcançar o sucesso em cada prova. “Gosto da conexão do cavaleiro/amazona com os animais e a natureza”, sublinha Valéria, que é filha da veterinária Scheila Bazzo e do empresário Gustavo Flach. Há oito anos praticando hipismo, a aluna do 8º ano do Colégio Nossa Senhora de Lourdes iniciou no esporte em Caxias do Sul, na Hípica da Serra, e há um ano e meio passou para a Hípica Santa Thereza, tendo aulas com o professor Alberi Luiz Rodrigues. “Gosto muito do hipismo por ter que confiar no cavalo, ter que conquistar essa confiança para assim formar um conjunto”, explica Valéria, que herdou da mãe a paixão

pelo esporte, já que Scheila praticava hipismo quando era criança. Sobre a sequência na carreira, ela não faz afirmações, mas o próprio talento não mente e representa um convite a investir na área. “Eu fico muito feliz e cheia de orgulho, pois é um esporte difícil. Ela compete com meninos e meninas de idades diferentes da dela. É um esporte que tem ligação com a minha profissão, então eu adoro”, considera a mãe Scheila, lembrando que na Categoria B, a qual Valéria faz parte, competem os de 12 a 21 anos. Valéria começou desde pequenina saltando 40 cm nas competições. Ano passado foi vice-campeã gaúcha de escolas (85 cm), sendo que iniciou as


3

FARROUPILHA, 1º DE NOVEMBRO DE 2018

talento e técnica lapidam campeã Fotos: Karla Viana

competições pelo Estado depois que transferiu-se para a hípica de Viamão. Neste ano, Valéria também foi convidada a integrar equipe gaúcha no Campeonato Brasileiro de Hipismo que aconteceu em Curitiba, mas tendo em vista um problema de saúde de seu cavalo, que precisou de uma extração dentária, resolveu adiar sua participação, o que deve acontecer no próximo ano. É por isso mesmo que Valéria e Desktop formam a grande dupla: uma cumplicidade na relação homem e animal, neste caso, entre a menina e seu amigo, onde buscam o melhor de si numa performance única. Saltos campeões Valéria e Desktop em momento de prova e concentração

Premiação Valéria recebe troféu do presidente da Federação Gaúha de Esportes Eqüestres, Nelson Limeira Lima

Premiações de Valéria neste ano Campeã da Copa Gaúcha (1 metro) Grupo A Campeã gaúcha Equipe Amazonas B 3º lugar equipe Jovem Cavaleiro B 4º lugar gaúcho Amazonas B 5º lugar gaúcho Jovem Cavaleiro B


4

FARROUPILHA, 1º DE NOVEMBRO DE 2018

Ampliando o Direito Imobiliário e sua celeuma jurídica Greta Lacerda Tomielo *

F

adado a desenvolver uma visão contemporânea, o Direito já apresenta solidez para pleitear por uma perspectiva interdisciplinar na seara jurídica do Direito Imobiliário. Essa perspectiva deve ser capaz de romper com o tradicionalismo dogmático que circunda a legislação, os códigos e a própria hermenêutica jurídica. Prezar tão somente pelo conteúdo dogmático do Direito não é mais satisfatório, pois a sociedade modifica ao longo dos tempos, as próprias leis sofrem editamentos, dessa forma, engessar o desenvolver de um conhecimento é como tentar frear a evolução de algo que não nasceu para ser estagnado, mas sim para acompanhar o crescimento global. A falta de uma harmônica delimitação formal com a material é fruto de lacunas jurídicas que promovem a incapacidade legal para que conflitos imobiliários sejam efetivamente solucionados, a aplicabilidade de pontos legais fundamentais do ordenamento jurídico, mais notadamente, para o caso da posse injusta na locação de um imóvel, é comprovação fática dessa afirmação. Impossível se dedicar a promover mudanças positivas nesse sentido sem levantar a bandeira da criação de uma vara especializada que trate da seara do Direito Imobiliário, o que seria um passo largo rumo à evolução forense, uma vez que só acresceria ao rol das soluções aos cotidianos conflitos. Dessa forma, notoriamente, imobiliárias e fiadores, enquanto garantidores legais, vêm convivendo com medidas, muitas vezes, paliativas, seja extra, seja judicial. É preciso a percepção do conhecido binômio necessidade – possibilidade, haja vista a demanda nesta área do Direito já ter se tornado compatível à particularidade elencada. Sem uma revisão da Lei do Inquilinato, que conecte-a harmonicamente com outros ordenamentos da seara imobiliária, e um local adequado para suas demandas judiciais, ainda, tratando-se na integralidade do tema abordado, com o devido respeito que ele merece, não haverá possibilidade de perfectibilizar justiça em sua íntegra quando o Judiciário se deparar com situações ainda não abarcadas por um ordenamento jurídico específico.

Com o silogismo do atual sistema normativo na área do Direito Imobiliário, se indaga quanto ele realmente busca atender a demanda atual no caso da locação residencial sob a posse injusta ou se suas normas instituídas não passam de mero protocolo, uma vez que não são observados requisitos fundamentais na defesa da posse, um questionamento polêmico diante dos inúmeros já registrados. Isto posto, é premente completar e expandir os princípios da celeridade processual e da segurança forense do nível meramente formal para o material em justa serventia legítima dos Códigos à Lei do Inquilinato para, por concluso, equilibrar os aspectos formais e materiais-fáticos na seara locatícia, obtendo resultados satisfatórios perante a sociedade. Escoltando esse raciocínio, é possível observar que a própria morosidade processual nas ações possessórias é fruto de lacunas existentes na área do Direito Imobiliário. Tecer sobre direitos e deveres da seara imobiliária não é tarefa fácil, uma vez que se trata de um assunto que clama por constante lapidação. Refletir quanto às polêmicas dessa área, mais especificamente, problemáticas como as que trata este artigo, é pensar nos contratos de locação de imóveis, seja verbal, seja escrito, pois transfere para o locatário a posse do imóvel locado e, isto posto, o locador passa a ser o possuidor indireto do imóvel, já o locatário passa a ser o possuidor direto. Importante lembrar que esta posse somente se encerra com o término do contrato, que pode ser firmado por acordo entre as partes ou pela via judiciária. Atualmente, a dogmática contratual se encontra em processo de revitalização constante, visando uma completa adequação à realidade econômica e social do País. Dessa forma, o Direito não deve se manter longe das mudanças que a sociedade vem almejando, uma vez que é preciso ter em mente que as transformações sociais, econômicas e políticas são resultantes das mudanças originadas no mundo e no País, já que o recomeço inicia no... agora! * Bacharel em Direito, aluna da pós-graduação em Direito Imobiliário e Notarial e MBA Executivo em Negócios Imobiliários


5


6

FARROUPILHA, 1º DE NOVEMBRO DE 2018

O triunfo do bom senso Pauta que monopolizou as atenções no último mês, a eleição presidencial fez, pela primeira vez desde a redemocratização, com que o poder voltasse à direita. Motivos não faltaram para que isso se confirmasse, entre eles o demasiado tamanho do Estado de bem-estar social que fulmina e criminaliza a classe produtiva em favor da dependência eleitoral criminosa. Convenhamos, não era difícil de imaginar que esse cenário pudesse se confirmar. As gestões da esquerda foram uma hecatombe que feriu de morte a ética, a moral e, sobretudo, o equilíbrio fiscal. O rombo nas contas públicas precisará de pelo menos uma década para ser consertado, isso se o pessoal de centro e esquerda não voltar ao poder. Embora seja algo difícil diante do resultado das urnas, não é impossível de acontecer. A vitória de Bolsonaro traduz alguns sentimentos desejados pela maioria dos brasileiros, que vão do restabelecimento da ordem ao combate à corrupção, a chaga que destruiu o País e o empurrou para o abismo, deixando-o com índices educacionais bizarros, 60 mil homicídios por ano, um sistema de saúde em colapso e 14 milhões de desempregados, apenas para ficarmos nos dramas mais visíveis. Seu inquestionável e arrebatador triunfo é ainda maior se avaliarmos que ele sequer tinha tempo de TV, fundo eleitoral, foi criminalizado pela esmagadora maioria da imprensa e ainda sofreu uma tentativa de assassinato por um militante de esquerda, um crime que reclama solução antes que as queimas de arquivo, que estão em curso, obstaculizem a chegada à verdade, como ocorre no caso Celso Daniel, prefeito petista de Santo André, que deve ter seus arquivos reabertos. Da mesma forma, é desalentador e extremamente preocupante que Fernando Haddad (PT), o postulante derrotado, tenha obtido mais de 44% dos votos válidos, já que sequer era candidato, recebia ordens do titular do posto diretamente da cadeia além de responder a mais de três dezenas de processos na Justiça, muitos vinculados à sua ges-

Índice

Editorial

Matéria Especial....................................... Páginas 2 e 3 Editoriais.................................................... Página 6 Economia ..................................................... Página 7 Cidade .......................................................... Página 8 e 9 Política ....................................................... Páginas 10 a 12 Educação..................................................... Página 13 Esporte........................................................ Página 15

Inside

Especial ....................................................... Capa Cinemas ........................................................ Página 2 Comportamento ........................................ Página 3 Crônicas da Redação............................... Página 4 Agenda ......................................................... Página 4 Antiguidades.............................................. Página 5 Paulo Roque Gasparetto ....................... Página 5 Social ........................................................... Páginas 6 e 7 Fabrício Oliboni ....................................... Página 8 Arte............................................................... Páginas 8 e 9 Dolores Maggioni .................................... Página 9 Sétima Arte................................................. Páginas 10 e 11 Horóscopo ................................................. Contracapa Saúde, Beleza & Estética...................... 4 páginas Classificados .......................................... 8 páginas

Sina mantida

tão na prefeitura de São Paulo, ou seja, um cargo executivo igual ao que estava concorrendo. Paulistanos classificaram seu mandato como catastrófico. Não bastasse isso, o viés totalitário de seu plano de governo, que tinha, entre outras questões, o controle da mídia e diminiução do poder de órgãos persecutórios, deveria ser, naturalmente, um óbice à sua escolha, justamente por ferir questões que são vitais e indispensáveis em um Estado que se julgue minimamente democrático. Isso mostra que o brasileiro ainda é tolerante com a criminalidade e que uma frase fora de tom tem um peso muito mais determinante na escolha eleitoral do que R$ bilhões saqueados dos cofres públicos. Esse relativismo moral, consubstanciado por escolas e universidades aparelhadas por um ensino de alinhamento à esquerda, é preocupante e precisa ser urgentemente freado. A ausência de respeito à democracia ficou muito clara no discurso pós resultado de Haddad. Não houve reconhecimento da derrota e, muito menos, felicitações ao vencedor. Uma grosseria sem precedentes na história política nacional. Não bastasse isso, a narrativa divisiva, virulenta e vitimista, como era de se esperar, se fez novamente presente. Voltando ao lado vencedor, os desafios do novo presidente são gigantescos, mas parafraseando um condenado pela Justiça que deve ficar muito tempo atrás das grades, “nunca antes na história desse País” se abriram precedentes tão favoráveis à implementação de uma agenda política que pode, de fato, representar uma definitiva guinada em um sistema corrupto, oneroso e viciado. Essa chance deve ser aproveitada. O respaldo conquistado pelo voto e um Congresso Nacional altamente renovado, reoxigenado pela muito bem-vinda exclusão de velhos caciques, permite a Bolsonaro realizar o processo de consertação há tempo reclamado pela sociedade. Que o triunfo do bom senso dos eleitores, que iniciou no dia 7 e foi finalizado no último domingo, guie o caminho do novo mandatário da nação.

A eleição para o Palácio Piratini, de certa forma, ficou em um plano secundário neste ano. Isso porque a agenda dos candidatos que passaram ao 2º turno era muito parecida e focada nos reais problemas do Estado. Evidente que uma nova troca de comando gera atrasos e transtornos, mas essa é a regra no Rio Grande do Sul, o único da Federação que jamais reelegeu um governador. Porém, cumpre destacar que a transição deve ser das mais tranquilas, não apenas pelo alinhamento ideológico, mas sobretudo pelo alto nível dos candidatos. Assim como ocorre no Palácio do Planalto, os desafios de Eduardo Leite (PSDB) são gigantes e passam, obrigatoriamente, pelo déficit fiscal, que foi o grande obstáculo do governo de José Ivo Sartori (MDB), que demorou um pouco, no início de sua gestão, para ver a real dimensão do abacaxi que teria que descascar ao receber um Estado dilacerado das mãos de seu antecessor, Tarso Genro (PT). Contudo, diferente de Bolsonaro, Leite não conta com recursos em caixa, problema que pode ser atenuado se a proposta presidencial de estabelecer um novo Pacto Federativo seja, de fato, implementada. Evidente que essa não é uma questão de fácil solução, mas a disposição para colocar o assunto na mesa de discussão já representa avanço em relação ao que se viu até então, onde medidas paliativas eram feitas com esse ou aquele Estado, sem que o problema fosse resolvido a médio e longo prazos. Que o jovem governador tucano consiga atender as demandas da sociedade gaúcha e dê solução aos problemas reclamados, que foram bem identificados em seu plano de governo, fato que justificou seu triunfo eleitoral. Evidente que há uma distância entre o papel e a realidade. Caberá a Leite diminui-la e recolocar o Rio Grande do Sul na posição de vanguarda que notabilizou sua história e que, infelizmente, faz parte de um passado cada vez mais distante.

Redação - redacao@jornalinformante.com.br

Assinaturas-assinaturas@jornalinformante.com.br

Juliana Inês Casa Barbieri juliana@jornalinformante.com.br Ramon Cardoso ramon@jornalinformante.com.br Yasmin Signori Andrade yasmin@jornalinformante.com.br

Comercial-comercial@jornalinformante.com.br Camila de Lima Alves camila@jornalinformante.com.br Fabiano Luiz Gasperin gasperin@jornalinformante.com.br Kelly Ariane da Silva Medeiros comercial5@jornalinformante.com.br Maria da Graça Potricos Leite maria@jornalinformante.com.br Rafaella Anhaia Alvarenga comercial3@jornalinformante.com.br

Anúncios-anuncios@jornalinformante.com.br Marcelo Bortagaray Mello marcelo@jornalinformante.com.br Tiago Rodrigues da Silva tiago@jornalinformante.com.br

Financeiro-financeiro@jornalinformante.com.br

Assinatura Bienal: R$ 240,00 Assinatura Anual: R$ 140,00

Telefones (54) 3401-3200 / (54) 3401-3201 (54) 3401-3202 / (54) 3401-3203

Endereço Rua Dr. Jaime Romeu Rössler, 348, Bairro Planalto

Colunistas Crônicas da Redação Dolores Maggioni Egui Baldasso Fabrício Oliboni

Guilherme Macalossi Gustavo Pimentel Lauro Edson Da Cás Paulo Roque Gasparetto

A manifestação dos colunistas é livre e independente e não necessariamente reflete a opinião do Tabloide sobre os temas abordados nas colunas

Keli de Almeida Maciel keli@jornalinformante.com.br

@PaperInformante www.jornalinformante.com.br

/jornalinformante


7

FARROUPILHA, 1º DE NOVEMBRO DE 2018

SETOR VINÍCOLA

Fartos negócios na Wine South America Rodadas do Projeto Comprador incluíram 130 representantes brasileiros e do exterior gerando R$ 6 milhões em negociações Espanha e Rússia. Para incentivar as vendas no mercado interno, o Projeto reuniu compradores de 25 Estados brasileiros, que prospectaram negócios com 65 vinícolas e devem resultar em R$ 2,5 milhões em vendas nos próximos 12 meses. Já na ação voltada ao mercado externo, os 30 compradores encaminharam cerca de R$ 3,5 milhões para o mesmo período. “A vinda de mais de 130 compradores, entre os representantes brasileiros e do exterior, e o volume de negócios que foram encaminhados ajudaram a alavancar as vendas para o final de ano”, acredita Diego Bertolini, gerente de Promoção do Ibravin, considerando que 70% dos compradores eram de Países da América Latina, mostrando o potencial deste mercado para o vinho brasileiro. “Receber bem os compradores, mostrar novidades, mas também proporcionar momentos de lazer para esses visitantes. Tudo isso ajuda para atingir o objetivo principal que é a venda”, acredita Franco Perini, diretor

Augusto Tomasi

U

m saldo para lá de positivo foi divulgado como resultado do Projeto Comprador da Wine South America que aconteceu em setembro, em Bento Gonçalves, feira que teve participação de cinco vinícolas locais, além da Associação de Vinícolas de Farroupilha (Afavin). Mais de R$ 6 milhões em negócios foram projetados, o que deve se concretizar nos próximos 12 meses, gerados por um total de 700 contatos. O resultado foi apresentado na última semana em reunião do Conselho Deliberativo do Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin). Considerado um saldo positivo pelo setor e, em especial, pelas quase 100 vinícolas brasileiras que participaram da feira internacional, o Projeto Comprador, voltado à exportação, possibilitou que 22 vinícolas participassem de mais de 400 rodadas de negócio com representantes de empresas de 10 Países: Chile, Peru, Paraguai, Colômbia, Panamá, Estados Unidos, Canadá, Reino Unido,

Incremento no setor Projeto Comprador divulga balanço positivo nas rodadas de negócios na edição de estreia da Feira

comercial que participou das rodadas de negócios com compradores nacionais. Mais do que os números positivos divulgados, a Wine South America foi marcada pela qualidade dos produtos apresentados, especialmente os espumantes brasileiros. Entre as palestras e degustações

orientadas, destaque para a apresentação do Master of Wine britânico Alistair Cooper, que elogiou a qualidade dos espumantes brasileiros, afirmando que a capacidade de produzir com profissionalismo, tanto no método Tradicional como no Charmat, e o custo-benefício estão entre os atributos da bebida.


8

FARROUPILHA, 1º DE NOVEMBRO DE 2018

DIA DE FINADOS

Homenagens prestadas com missas e Feira para ornamentar túmulos segue em frente aos Cemitérios Público Municipal e Nova Vicenza até sábado e comunidades

A

movimentação nos cemitérios é intensa neste período que antecede o Dia de Finados, data celebrada na sexta e que motiva milhares de famílias a realizarem limpeza, manutenção e ornamentação dos jazigos nos cemitérios. Para facilitar a aquisição de flores, uma feira segue até sábado em frente ao Cemitério Público Municipal e cemitério do bairro Nova Vicenza. Será das 7h30min às 18h30min, com participação de seis feirantes. A organização é da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Rural, em parceria com a administração dos cemitérios. Estão sendo comercializados vasos de crisântemos com valores de R$ 12,00 a R$ 25,00; bolão belga de R$ 30,00 a R$ 40,00; flores de corte (mosquitinho e statice) R$ 8,00; palmas a partir de R$ 2,50; arranjos a partir de R$ 15,00; botões de rosa R$ 3,00 a unidade; copo de leite a partir de R$ 1,50 cada e

verdes a partir de R$ 6,00 o molho. Também estão à venda pacotes de velas no valor de R$ 6,00. As orientações de Juelci De Souza, responsável pela administração dos cemitérios, é de que as famílias não deixem água nos vasos de flores e utilizem areia, a fim de evitar possíveis criadouros para o mosquito da dengue. Também é necessário realizar coleta das flores que estiverem secas, sendo que após o próximo dia 15 os próprios funcionários realizarão o recolhimento dos vasos que estiverem de fora das capelas nos dois cemitérios. O prazo para reparos e limpezas dos túmulos foram encerrados na terça para facilitar a organização, podendo após esta data somente realizar ornamentações. A prefeitura efetuou ainda roçada, recolhimento de entulho e outras melhorias nos espaços. É importante lembrar que os cemitérios ficam abertos, até esta sexta, das 7h30min às 20h em função do Dia de Finados, mas o funcionamento normal é das 8h às 18h.


9

FARROUPILHA, 1º DE NOVEMBRO DE 2018

celebram missas nesta sexta Yasmin Signori Andrade

Facilidade para ornamentar os túmulos Feira segue em frente ao Cemitério Público Municipal e cemitério do bairro Nova Vicenza com diversas opções de vasos, arranjos e variedades de flores

Paróquia Sagrado Coração de Jesus * 8h: Cemitério da Capela São Luiz (3º Distrito) 9h e 18h: Cemitério Público Municipal 16h: Cemitério da comunidade São Paulo da Cruz, de Nova Sardenha (3º Distrito) Paróquia Jesus Bom Pastor * 9h: Cemitério da Capela São José (1º Distrito) Paróquia Jesus Ressuscitado * 8h: Cemitério do bairro Nova Vicenza 8h: Cemitério da Comunidade Sagrado Coração de Jesus, em Rio Caçador (3º Distrito) 9h30min: Cemitério da comunidade São Gabriel das Dores, no Rio Burati (3º Distrito) 16h30min: Cemitério da comunidade Santo Inácio Mártir, em Linha Alencastro (1º Distrito) 18h: Cemitério da comunidade Nossa Senhora de Monte Bérico (3º Distrito) Santuário Nossa Senhora de Caravaggio 8h: Missa na Igreja e após bênção no cemitério. Haverá celebrações ainda às 10h, 11h, 14h, 15h e 17h, todas na Igreja, e reza do terço às 18h Paróquia de Nova Milano (4º Distrito) 8h: Igreja Matriz de Nova Milano (4º Distrito) 9h30min: Capela Nossa Senhora da Saúde, em Linha Ely (3º Distrito) 11h: Capela Santo André Avelino, de Linha Machadinho (4º Distrito) 15h: Igreja Nossa Senhora Auxiliadora, em Linha Boêmios (4º Distrito) 17h: Igreja Nossa Senhora de Caravaggio, em Caravaggeto (4º Distrito) Sábado 15h: Igreja São José, em Sete Colônias ( 4º Distrito) 18h30min: Igreja São Miguel, da comunidade de São Miguel (4º Distrito) Domingo 10h: Igreja São João Batista, da comunidade de São João * Em caso de chuva, as missas serão realizadas nas igrejas das respectivas comunidades, com exceção do bairro Nova Vicenza, onde a celebração será no cemitério, independentemente das condições climáticas. * Não foi possível obter a relação das celebrações nas Capelas da Paróquia de São Marcos (1º Distrito), tendo em vista que nenhuma das ligações telefônicas foram atendidas.

Alguém quer me adotar? ONG dos Peludos

flores

Confira horários das missas no Dia de Finados

Pudim é castrado e vacinado, além de ser bastante jovem e ter porte médio. Gosta muito de brincar. Contato para adoção pelo fone 999.415.440. Importante: ONG dos Peludos informa que não serão doados cães para ficarem presos em correntes

Obituário 29 de outubro Rosalina Dall Agnol Basso, 81 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal (CPM); Lourdes Maria Massarol, 60 anos. Sepultamento no CPM. 30 de outubro Candida Mussoi Conte, 86 anos. Memorial Crematório São José, em Caxias do Sul.


10

FARROUPILHA, 1º DE NOVEMBRO DE 2018

GOVERNO DO ESTADO

Sartori vence no município, mas Leite conquista Palácio Piratini Governador ampliou vantagem em relação ao 1º turno, mas tucano comandará Estado pelos próximos quatro anos

N

o 1º turno, José Ivo Sartori (MDB) venceu em Farroupilha, mas a margem não foi das maiores, já que fez 47,32% dos votos (19.470) contra 36,14% dos votos (14.871) de Eduardo Leite (PSDB), que conseguiu uma votação expressiva na terra natal do atual governador. No entanto, o candidato emedebista conquistou uma transferência de votos maior que o oponente tucano no 2º turno na cidade, mas insuficiente para impedir que Leite chegasse ao Palácio Piratini em um pleito que começou a apuração com vantagem do emedebista, mas que, aos poucos, reverteu o quadro em favor do tucano. Sartori venceu no município com margem mais folgada na eleição dominical em relação ao pleito ocorrido no último dia 7, contabilizando

25.327 votos (60,27% dos válidos) contra 16.695 votos de Leite (39,73% dos válidos). Ou seja, aumentou em quase 13 pontos percentuais seus votos, ao passo que o tucano incrementou a votação em 3,59%. Leite manteve a escrita no Estado, onde nenhum governador conseguiu a reeleição. Fez 3.128.317 votos, o que corresponde a 53,62% dos válidos, contra 2.705.601 votos de Sartori, o que representou 46,38% dos válidos.

2º turno RS em Farroupilha José Ivo Sartori (MDB) 25.327 votos (60,27% dos válidos) Eduardo Leite (PSDB) 16.695 votos (39,73% dos válidos)

2º turno Rio Grande do Sul

Eduardo Leite (PSDB) 3.128.317 votos (53,62% dos válidos) José Ivo Sartori (MDB) 2.705.601 votos (46,38% dos válidos)

80 70

Governador (2º Turno em Farroupilha)

60 50 40 30 20 10 0

Sartori (MDB) 60,27% 25.327 votos

Leite (PSDB) 39,73% 16.695 votos


11

FARROUPILHA, 1º DE NOVEMBRO DE 2018

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

Presidente eleito, Bolsonaro faz 80% dos votos em Farroupilha Candidato do PSL confirma favoritismo no município contra Fernando Haddad (PT) e triunfa com larga margem

A

pós conquistar 2/3 dos votos no 1º turno, Jair Messias Bolsonaro ampliou ainda mais sua votação em Farroupilha no 2º turno realizado no último domingo. O presidenciável do PSL totalizou 34.114 votos (80,07% dos válidos). No pleito do dia 7 havia feito 29.446 votos (67,02% dos válidos). A votação do petista Fernando Haddad quase dobrou no município. No 1º turno, ele havia contabilizado 4.679 votos (10,65% dos válidos) e saltou para 8.491 no 2º turno, que corresponde a 19,93% dos válidos. No Colégio Eleitoral Farroupilhense ainda foram 1.275 votos em branco e 2.907 votos nulos. No recorte no Rio Grande do Sul, Bolsonaro também venceu, mas com uma margem menor que a veri-

ficada na cidade. Foram 3.893.737 votos (63,24% dos válidos) contra 2.263.171 de Haddad, que representa 36,76% dos válidos. No Brasil, o postulante do PSL venceu com 57.797.847 votos (55,13%) contra 47.040.906 (44,87%) do oponente petista.

2º turno Brasil em Farroupilha Jair Bolsonaro (PSL) 34.114 votos (80,07% dos válidos) Fernando Haddad (PT) 8.491 votos (19,93% dos válidos)

2º turno Brasil no Estado

Jair Bolsonaro (PSL) 3.893.737 votos (63,24% dos válidos) Fernando Haddad (PT) 2.263.171 votos (36,76% dos válidos)

2º turno Brasil

Jair Bolsonaro (PSL) 57.797.847 votos (55,13% dos válidos) Fernando Haddad (PT) 47.040.906 votos (44,87% dos válidos)

100

Presidente (2º Turno em Farroupilha)

80

60

40

20

0

Bolsonaro (PSL) 80,07% 34.114 votos

Haddad (PT) 19,93% 8.491 votos


12

FARROUPILHA, 1º DE NOVEMBRO DE 2018

Vitória avassaladora

Jair Bolsonaro, que já havia conquistado 2/3 dos votos válidos no 1º turno em Farroupilha, incrementou ainda mais seu percentual, ultrapassando a barreira dos 80%. O candidato do PSL fez 4.668 votos a mais na votação no 2º turno. Fernando Haddad (PT) também teve um aumento expressivo, que se aproximou do vencedor. Ele conquistou 3.812 votos a mais do que no 1º turno, saltando de 4.679 para 8.491 votos, quase dobrando seu percentual da eleição do dia 7, certamente impulsionado pela migração dos eleitores de Ciro Gomes (PDT) e Marina Silva (Rede), que no turno somaram 3.823 votos na cidade, número muito próximo ao obtido por Haddad. Boa parte dos novos eleitores de Bolsonaro, por sua vez, migraram das candidaturas de centro (de Geraldo Alckmin, do PSDB, e de Henrique Meirelles, do MDB) e de direita (João Amoêdo, do Novo). As três, somadas, totalizaram no turno 5.294 votos. Veja ao lado como ficou o avanço dos votos válidos dos eleitores farroupilhenses nos dois turnos para o pleito presidencial.

O triunfo insuficiente

José Ivo Sartori (MDB), que no 1º turno tinha feito uma votação aquém da esperada, teve um expressivo salto percentual, rompendo a barreira dos 60% dos válidos. Entre os turnos, o emedebista aumentou sua votação em 5.857 votos, ao passo que Eduardo Leite (PSDB), que foi eleito para comandar o Palácio Piratini pelos próximos quatro anos, majorou sua performance em apenas 1.824 votos, fato que deixa claro que seu desempenho surpreendente no pleito do dia 7, esteve muito próximo de seu teto eleitoral no município. Veja gráfico ao lado na comparação dos candidatos nos dois turnos.

Dentro da expectativa

A eleição estadual foi mais equilibrada do que o esperado, mas a vitória do candidato tucano era previsível (pelo histórico gaúcho e pelo desgate do atual governo), talvez por uma margem maior, mas esteve longe de ser ameaçada a partir do momento que a totalização atingiu 20% das urnas. É difícil precisar para onde o voto das candidaturas à esquerda, de Miguel Rossetto (PT) e Jairo Jorge (PDT), foi. A dupla somou 4.979 votos na cidade. Mateus Bandeira, do Novo, que fez 1.692 no 1º turno, declarou abertamente apoio a Sartori, mas sua colagem imediata à imagem de Bolsonaro certamente lhe rendeu um incremento na votação.

100

Eleição presidencial em Farroupilha 1º Turno

80 60

2º Turno 80,07%

67,02% Bolsonaro (PSL)

40 19,93%

20 0 80

10,65% Haddad (PT)

Eleição para governador em Farroupilha

70 1º Turno

60

Sartori (MDB)

60,27% 47,32%

50

39,73%

40 30

2º Turno

36,14% Leite (PSDB)

Alinhamento à direita

A eleição presidencial é que atraiu a maior atenção em Farroupilha. O domingo à noite foi de celebração para os eleitores de Bolsonaro, que promoveram foguetórios e carreatas para comemorar o triunfo eleitoral do candidato direitista.

Linha centro direitista

A eleição para o governo do Estado não foi polarizada. Tanto Sartori quanto Leite tinham planos de governo muito parecidos e, não raro, entre os eleitores não militantes de um ou de outro, o resultado das urnas pouco importava.

Mapeamento eleitoral

Assim como fez no 1º turno, em um trabalho completo e inédito na imprensa farroupilhense, o Jornal Informante publica, na próxima semana, o voto a voto, urna a urna, das 171 seções eleitorais do município, além do mapa dos bairros onde os candidatos tiveram supremacia e outras informações estatísticas sobre o pleito que definiu os novos eleitos para os Palácios Piratini e do Planalto pelos próximos quatro anos. Um Caderno Especial que detalha e esmiúça as corridas eleitorais que monopolizaram a atenção dos farroupilhenses nos últimos meses. Não deixe de conferir.


13

FARROUPILHA, 1º DE NOVEMBRO DE 2018

MOSTRA LITERÁRIA

Amor legitimado pela arte Escola Senador Teotônio Vilela vive evento artístico que instiga os 620 alunos a representarem as formas de se querer bem “Possibilita o contato dos alunos com a obra literária, muitos não teriam esse acesso. No teatro melhoraram a oratória, dicção, evoluíram nas representações”, considera a professora Daniela Girelli Gracelli, que integra comissão organizadora junto às docentes Andrea Pereira, Yazana Guaresi, Magali Pontin, Carla Cristina Dal Vesco, Franciela Pegoraro Bristot, Joelma Inês Casa, Caroline Varta, Soraia Vieira Martini e Marlova Reolon. “Faço aulas de teatro há cinco anos e gosto muito. Me divirto, mas o mais difícil é realmente ter a emoção do personagem”, considera Vitória Olcheski, 14 anos, que vive a Julieta. E por falar em amor, suas diversas formas de expressão foram contempladas na Mostra, esmiuçando este vasto sentimento que define muito sobre todos nós.

Juliana Inês Casa Barbieri

R

omeu e Julieta continua sendo um dos símbolos universais do amor e, para reviver essa trama, estudantes da Escola Municipal Senador Teotônio Vilela viraram personagens. Cenário, figurino e todo o enredo de William Shakespeare tomaram forma de maneira caprichada. Esta é a Mostra Artística e Literária “Nas Trilhas do Amor” que abriu na segunda com palestra e contação de histórias de Délcio Agliardi, exposições de trabalhos como cartazes, maquetes, produções textuais até as salas temáticas, que resultaram de pesquisa sobre o escritor e dramaturgo inglês. O encerramento será nesta quinta, com a encenação “Romeu e Julieta” nos turnos da manhã e tarde.

Na pele de Romeu e Julieta As estudantes Kauany Machado e Vitória interpretam os protagonistas do romance de William Shakespeare


15

FARROUPILHA, 1º DE NOVEMBRO DE 2018

MENINAS RUBRO-VERDES

Em busca da semi do Gauchão Brasil Feminino vai a Canoas encarar o Oriente e, com empate, garante vaga entre os quatro melhores do Estado Ramon Cardoso

D

Brasil

epois de um fim de semana de recesso por conta do 2º turno das eleições, o time feminino do Brasil decide, nesta sexta, às 15h30min, a vaga na semifinal do Gauchão da categoria. Após vencer por 1 a 0 nas Castanheiras, com gol de pênalti da meia Bruna Galiotto, o time farroupilhense necessita apenas de um empate diante do Oriente, no Estádio dos Eucaliptos, em Canoas, para assegurar classificação entre as quatro melhores equipes do Estado. “Esperamos mais um jogo complicado, difícil. Temos a vantagem

Para fazer história Em ano de estreia, meninas rubro-verdes podem chegar à semifinal do estadual nesta sexta, se não sofrerem gol diante da rival canoense

no placar e, por conta disso, elas vão querer partir para cima, mas pretendemos adotar a mesma postura: marcar a saída de bola delas, aproveitar que o campo é pequeno para tentarmos fazer um gol e aumentarmos ainda mais a pressão para cima delas”, destacou o técnico Fernando Varani. Evidente que o sistema de marcação alta, que foi

uma tradição reafirmada

Como tradicionalmente ocorre em outubro, desde 2005, foi realizada na última sexta, dia 26, a 14ª edição da tradicional Oktober Jansen, que reuniu amigos na Chacará dos Ferri, em Farroupilha, para tradicional confraternização.

dos. No campo da PUC/RS, em Porto Alegre, o Internacional recebe o João Emílio, de Candiota, após ter vencido fora de casa por 9 a 0. O Estrela enfrenta o Rio Grande, em casa, depois de triunfo fora por 1 a 0. Por fim, o Grêmio derrotou o Ijuí por 6 a 0 como visitante e decide a vaga na semifinal do estadual em seus domínios, atuando no Vieirão, em Gravataí. Fabiano Gasperin

14ª Oktober Jansen,

implementado nos últimos confrontos do Brasil, será feito com as devidas precauções. “Claro que temos que ter um pouco mais de cautela no sistema defensivo e tentar fazer um jogo perfeito, para não sofrermos riscos e buscarmos a classificação”, projetou o comandante rubro-verde. Toda a rodada acontece neste feriado de Fina-


POLÍTICA

Guinada à direita no País, rotina mantida no Estado Fotos: Divulgação

Confira como foi o 2º turno da eleição para os Palácios do Planalto e Piratini em Farroupilha, pleitos que elegeram Jair Bolsonaro e Eduardo Leite para os cargos executivos Páginas 10 a 12 e Editoriais

EDUCAÇÃO

Todas as formas de amar Juliana Inês Casa Barbieri

Alunos da Senador Teotônio Vilela em semana de Mostra Artística e Literária Página 13


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 1º DE NOVEMBRO DE 2018

CONSCIENTIZAÇÃO

Agora é a vez da saúde do homem Novembro Azul acontece com diversas ações em Farroupilha, mobilizando serviços de prevenção e diagnóstico precoce

Q

uando o assunto é câncer de próstata, não há o que discutir: o diagnóstico precoce é fundamental para aumentar as chances de cura. Então o primeiro passo é falar sobre o assunto, conscientizar e facilitar o acesso aos serviços de saúde. Depois das ações do Outubro Rosa, que atuaram na promoção da saúde feminina, o Novembro Azul chega com o mesmo intuito, mas mudando o foco para os cuidados com o homem. Vencer a resistência masculina é um dos principais desafios, já que eles são os que menos procuram os serviços de saúde. Para ajudar nesse processo,

há uma programação neste mês com palestras para conscientizar sobre a importância de manter exames em dia e a rotina de consultas médicas. A programação do Novembro Azul em Farroupilha abre na segunda com um bate-papo na Aldeia Indígena, seguindo com atividades que englobam até arte, como a ação que acontece na Casa de Cultura no próximo dia 22 buscando sensibilizar toda a comunidade (acompanhe abaixo). A organização do Novembro Azul, assim como foi a do Outubro Rosa, é da Secretaria Municipal da Saúde e Associação Farroupilhense Pró-Saúde. As atividades, que seguem até o próximo dia 27, são gratuitas e abertas ao público em geral.

Confira a programação do Novembro Azul Segunda 13h30min: Roda de conversa com o homem indígena, na Aldeia de Farroupilha. Terça 13h: Abordagem em grupo Hiperdia (hipertensão e diabetes) sobre saúde do homem, na Unidade do bairro 1º de Maio, com condução da médica Paula da Rosa;

13h30min: Abordagem em grupo Hiperdia sobre saúde do homem, na Unidade do bairro 1º de Maio, com a médica Tamara Longoni. Dia 12 8h30min: Postura corporal e saúde, no salão do bairro Santa Catarina, com profissionais do Núcleo de Apoio à Saúde da Família.

Dia 14 14h: Saúde do homem na Terceira Idade, no Posto de Saúde do bairro Monte Pasqual, com o médico Henrique Wisintainer. Dia 19 8h30min: Postura corporal, na Unidade de Saúde do bairro Medianeira, com profissionais do Núcleo de Apoio à

Saúde da Família. Dia 20 15h: Saúde do homem e Grupo da Boa Vizinhança, no salão do bairro São Roque, com equipe de Saúde da Família da UBS Cruzeiro. Dia 22 19h30min: Quinta da Arte e Saúde do Homem, na Casa de Cultura, com palestra,

apresentação de curta metragem do Colégio Estadual Farroupilha e show com professores e funcionários da Escola Pública de Música. Dia 27 8h: Saúde do homem no grupo de Hipertensos e Diabéticos, na Unidade de Saúde do bairro Monte Pasqual, com o médico Henrique Wisintainer.


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 1º DE NOVEMBRO DE 2018

Luz Pulsada e se Equipe Espaço da Beleza *

A

Luz Intensa Pulsada (LIP) é uma tecnologia que emite luz com diferentes comprimentos de ondas, atingindo, assim, vários tipos de alvo como a melanina (sardas e manchas escuras), os vasos sanguíneos (microvasinhos da face, pescoço e colo) e o colágeno. Portanto, pode ser utilizada para vários tratamentos. A luz emitida na pele gera calor, atinge a cor vermelha dos vasinhos e a cor escura da melanina das manchas. Eliminando-os posteriormente, estimula e remodela o colágeno mantendo a superfície da pele intacta. Quais são as condições que se beneficiam com o tratamento? * Melanose Solar: manchas escuras arredondadas na face, antebraço e dorso das mãos; * Melasma; * Sardas; * Pequenos vasos sanguíneos na face; * Rosácea: apresenta-se como uma vermelhidão na face que, na verdade, é uma trama de vários vasos sanguíneos, ameniza a vermelhidão; * Poiquilodermia: ocorre devido à exposição solar com envelhecimento da pele, localiza-se no pescoço e colo e apresenta-se como uma trama de vasos sanguíneos, vermelhidão, hiperpigmentação e atrofia da pele. A LIP tem ação sobre os componentes da poiquilodermia, conseguindo obter uma melhora acentuada do problema; * Flacidez; * Rugas finas; * Fotoenvelhecimento. Número de sessões de Luz Pulsada Varia conforme o caso e a região a ser tratada. O profissional é quem vai determinar o número de sessões e o tempo de tratamento. O intervalo entre as sessões é de quatro semanas. Os resultados vão aparecendo progressivamente a cada aplicação e variam bastante de pessoa para pessoa.


FARROUPILHA, 1º DE NOVEMBRO DE 2018

eus benefícios

Para saber mais sobre a LIP O ideal é agendar uma avaliação, definir protocolo de tratamento e produtos específicos para usar em casa, mantendo assim o resultado do tratamento. * Espaço da Beleza Centro Estético Independência, 555 – Centro de Farroupilha Fone (54) 3268-5511 WhatsApp: 981.195.645 Fan Page: Espaço da Beleza

Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 1º DE NOVEMBRO DE 2018

OpiniãO

O que o paciente borderline e a sua família podem esperar de um tratamento especializado Eliana Krambek *

O

tratamento do paciente borderline pode gerar muitas angústias e expectativas para ele e seus familiares. Quando procuram um atendimento especializado, em geral, já estão cansados e desacreditados que possa existir uma possível melhora, isto acontece porque vários profissionais foram consultados, sendo que alguns deles erraram no diagnóstico e no tratamento. Além disso, há também aqueles profissionais que, de forma responsável, os encaminharam por não possuírem um atendimento especializado. Os dois cenários reforçam a crença de que não há solução para estes casos, postergando assim, o sofrimento do paciente. Promover a evolução deste paciente não é tarefa fácil, para isso é fundamental trabalhar a dinâmica dele e do ambiente familiar, visto que um influencia o outro. A família, ora está muito distante, ora numa excessiva interferência na vida uns dos outros, abusam de críticas e acusações. Nestes momentos, podem utilizar um tom de voz e palavras agressivas, o que chamamos de emoção expressa, é uma comunicação que vem “sem filtro”. Se pudessem esperar a raiva passar, as palavras seriam outras e o tom também. Eles acreditam

que todo o problema familiar está ligado ao transtorno e provocam o sentimento de culpa que o indivíduo não sabe como lidar. O paciente apresenta dependência emocional e financeira da família. Ele possui um sofrimento psíquico intenso, diferente da maioria das pessoas. Há também o comportamento de boicotar todas as áreas de sua vida, fazendo com que fique estagnada. Cronologicamente é um adulto, muitas vezes bastante inteligente, porém sente e sofre de forma muito parecida com a criança ou com um bebê. Emocionalmente, os recursos que utiliza são de uma fase muito primitiva, um funcionamento à base do “oito ou oitenta”, do amor ou do ódio, totalmente bom ou totalmente mau. É uma forma absoluta de vivenciar o mundo, muito diferente do esperado para alguém da sua idade, que relativiza algumas verdades e entende que uma pessoa não é totalmente má ou totalmente boa, por exemplo. Sua rede de relacionamentos normalmente está restrita à família. Possui um comportamento recorrente de isolar-se, afastar-se e ainda provocar o afastamento das pessoas, isso faz com que acabe perdendo o melhor alimento para o mundo mental e emocional, que favorece o lapidar das emoções e da personalidade. Quem fica muito sozinho, acaba emocionalmente empobrecido e pode adoecer. Como diz

Sassi Júnior: “O alimento para o corpo é comida e para o mundo mental é gente”. O primeiro ano do tratamento é o período onde acontecem o maior número de resistências e, dependendo do paciente, este tempo pode se estender. Apresenta muitas faltas, pode não fazer o uso correto das medicações (não toma ou ainda toma em excesso), compra medicações no “mercado negro”, etc. Ao longo do processo podem ocorrer recaídas no uso de álcool e drogas, compras abusivas no cartão de crédito, sexo desprotegido com desconhecidos, automutilações, tentativas de suicídio, dentre outros comportamentos impulsivos. Não é tarefa fácil para este perfil dividir com o terapeuta os pensamentos e sentimentos que possui, pois é um paciente de difícil acesso. Isso ocorre em função das fantasias que tem a respeito de si mesmo e dos outros. Ele teme que o profissional e a equipe possam julgá-lo ou até mesmo abandoná-lo, como fez a maioria de seus relacionamentos. Se estas fantasias não forem trabalhadas, a terapia e o tratamento podem não acontecer. A melhora começa quando ele encontra um lugar no qual se sente ouvido e entendido. Então, diminuem as automutilações e as tentativas de suicídio. As pequenas mudanças acontecem em “conta gotas”, alternando com as recaídas no modo “dá

dois passos e volta um”. O desenvolvimento da autonomia emocional e financeira, a conquista da confiança dos familiares e a manutenção dos laços afetivos acontecem gradativamente, ao longo dos anos, como resultado das reflexões feitas nas terapias individual e familiar, e também das orientações e prescrições do médico psiquiatra. Alguns pacientes conseguem a melhora geral na qualidade de vida em torno de seis anos de tratamento. Nos últimos tempos, para estes pacientes, temos arriscado em falar sobre cura, pois obtiveram uma mudança significativa na maneira de pensar a vida e conduzi-la, e passaram a não mais preencher os critérios para o transtorno. Há pacientes que podem levar mais tempo para esta conquista e outros podem tornar-se crônicos, permanecendo dependentes do tratamento para sobreviverem. Os fatores que contribuem para a melhora significativa do paciente são: uma equipe especializada que trabalhe afinada entre si e com um método específico; familiares que incentivem e participem do processo, seja através da terapia familiar ou da presença quando solicitada; e finalmente o paciente que desde o início apresenta uma capacidade maior para falar e comparecer à terapia e no tratamento de um modo geral. * Psicóloga e psicoterapeuta


Comportamento

“Invente uma Vírgula”, o novo projeto do jornalista e escritor Egui Baldasso, tem palestra de lançamento no fim do mês Página 3

Inside

Sétima Arte

A incrível jornada do maluco Jay Bahadur em “Piratas da Somália”, que traz o grande Al Pacino como coadjuvante Páginas 10 e 11

Música

Pop Rock para embalar a noite Banda Overcustic será atração na Quinta da Arte, na Casa de Cultura, às 19h30min, relembrando músicas dos anos 60 aos 80 o quarteto Robson, Filipe, Diuran e Evandro. Hoje, a banda se apresenta em toda a Serra Gaúcha e várias cidades do litoral, tendo como característica a versatilidade de ritmos em seu repertório, deixando sempre o público à vontade para fazer pedidos e interagir. “Faremos um show voltado às músicas mais tocadas no rádio nos anos 60, 70 e 80, para a galera recordar”, antecipa Robson. Na Casa de Cultura, o grupo entoará canções de pop rock, como Guns N’ Roses, Pink Floyd e Dire Straits, e covers de Elvis Presley e Eagles.

Divulgação

O

pop rock da banda Overcustic vai animar esta edição da Quinta da Arte, que será exclusivamente musical, sem a exibição de curtas metragens. A banda foi formada há 4 anos, com um projeto acústico solo de Robson Gervasoni, depois, engajando com o projeto, o filho Filipe Gervasoni entrou tocando rock pop com guitarra e violão. Desde então, a banda começou a fazer os shows com participações de amigos músicos. A Overcustic tem formatos de trio, quarteto e banda. Os integrantes são Evandro Gomes ou Patrick Oliveira, na bateria; Diuran Matani, na gaita e teclado; Jair Seimetz ou Jonatas Leite, no baixo; Filipe, na guitarra; e Robson no violão e voz principal. Para a Quinta da Arte o grupo estará com

Programe-se O que: Show Overcustic na Quinta da Arte Quando: quinta, às 19h30min Onde: Casa de Cultura (República, 172) Quanto: entrada franca

Para a galera recordar Robson, Filipe e Evandro tocam clássicas de três décadas nesta edição da Quinta da Arte, na abertura do feriadão


Inside

2

FARROUPILHA, 1º DE NOVEMBRO DE 2018

Cinemas Imagens: Reprodução

Shopping Iguatemi (RST-453, quilômetro 3,5) Cinemas GNC 1: O Doutrinador - às 14h, 16h30min, 18h50min e 21h15min GNC 2: O Primeiro Homem - às 13h20min GNC 2: Nasce uma Estrela - às 16h20min e 22h (legendado), 19h10min (dublado) GNC 3: Fúria em Alto Mar - às 13h35min GNC 3: Johnny English 3.0 - às 16h e 20h (dublado), 18h e 22h10min (legendado) GNC 4: O Quebra Nozes e os Quatro Reinos (dublado e em 3d) - às 13h, 15h20min, 17h30min e 19h40min GNC 4: Venom - às 21h55min GNC 5: Halloween - às 14h15min e 19h20min (dublado), 16h45min e 21h40min (legendado) GNC 6: Bohemian Rhapsody - às 13h30min e 19h (dublado), 16h10min e 21h50min (legendado) Ingressos: segunda e quinta (exceto feriado e Carnaval) a R$ 22,00 e R$ 28,00 (salas 3d); terça e quartas (exceto feriado e Carnaval) todos pagam meia entrada; sexta a domingo e feriado a R$ 26,00 e R$ 32,00 (salas 3d). Meia entrada todos os dias para menores de 18 anos e maiores de 60 (mediante apresentação de identidade), estudantes (mediante apresentação de Carteira de Identificação Estudantil), pessoas com deficiência (com documento que a comprove) e para o Movie Club Preferencial.

Shopping San Pelegrino (Avenida Rio Branco, 425) * Obs: o site do Cinépolis traz apenas os horários dos filmes, mas não informa em qual sala serão exibidos Bohemian Rhapsody - às 14h30min e 20h (dublado), 17h15min e 22h45min (legendado) Fúria em Alto Mar (dublado) - às 14h15min Halloween - às 14h45min, 17h30min e 19h40min (dublado), 22h (legendado) Johnny English 3.0 - às 13h e 19h (dublado), 21h20min (legendado) Nasce uma Estrela - às 21h40min O Doutrinador - às 14h, 16h20min, 18h40min e 21h O Quebra Nozes e os Quatro Reinos - às 13h, 15h30min e 18h (dublado e em 3d), 20h30min (legendado e em 3d) Tudo por um Popstar - às 15h e 17h Venom (dublado) - às 16h45min e 19h20min Ingressos: nas salas tradicionais, segunda a quarta (exceto feriado) a R$ 23,00 e R$ 11,50 (meia); quinta (exceto feriado) a R$ 25,00 e R$ 11,50 (meia); sexta a domingo e feriado a R$ 26,00 e R$ 13,00 (meia). Nas salas 3d, segunda a quarta (exceto feriado) a R$ 29,00 e R$ 14,50 (meia); quinta (exceto feriado) a R$ 29,00 e R$ 15,00 (meia); sexta a domingo e feriado a R$ 32,00 e R$ 16,00 (meia).

Sala de Cinema Ulysses Geremia (Luiz Antunes, 312) A Outra Mulher - quinta a domingo, às 19h30min Ingressos: R$ 10,00 e R$ 5,00 (estudantes e sênior)

Estreias do fim de semana O nacional “O Doutrinador”, de Gustavo Bonafé, traz herói que luta contra a corrupção sistêmica entranhada nas esferas do Poder no País. Já “Bohemian Rhapsody” fala do surgimento do Queen e de seu líder, Freddie Mercury, no trabalho dirigido pelo americano Bryan Singer


FARROUPILHA, 1º DE NOVEMBRO DE 2018

Comportamento

Inside

3

A busca por dias mais leves Jornalista e escritor Egui Baldasso lança palestra “Invente uma Vírgula”, no dia 29, sugerindo às pessoas uma vida otimista Divulgação

C

om a intenção de fazer as pessoas buscarem mais leveza em seus dias, o escritor, jornalista e colunista do Jornal Informante Egui Baldasso, divulga em suas redes sociais vídeos e textos com a #vailá. O bate-papo virtual entrega um pouco sobre o novo projeto da palestra “Invente uma Vírgula”, trazendo temas do cotidiano do cidadão mais simples ao profissional requisitado. Respirar um pouco do dia a dia corrido e entender que a vida é feita de “agoras”, são motivos para acompanhar o lançamento da palestra do autor do livro “Sequência de Rabiscos”. A força do otimismo, um universo que nos devolve exatamente o que jogamos para ele, a chance de criar novas oportunidades a cada dia e a culpa sobre os erros cometidos são alguns dos temas que Egui abordará. A palestra “Invente uma vírgula” vai acontecer no dia 29, às 20h, no Auditório Professor Raul Bampi, no Campus de Farroupilha (CFar) da UCS. Os ingressos serão comercializados por R$ 30,00 e estarão à venda a partir de segunda na Lulu Acessórios, Livraria Paraná, Pip’s Restaurante e no local do evento. No dia da palestra, o Sequência de Rabiscos, repaginado e com novidades, estará à disposição com preço diferenciado, além de outros produtos.

Otimismo Egui abordará o tema na palestra “Invente uma Vírgula”, projeto que surgiu a partir de vídeos e textos publicados em redes sociais, tratando sobre o cotidiano

Programe-se O que: palestra de Egui Baldasso “Invente uma Vírgula” Quando: dia 29, às 20h Onde: Auditório Professor Raul Bampi, do CFar (Rodovia dos Romeiros, 567) Quanto: ingressos a R$ 30,00 que podem ser obtidos a partir de segunda, na Lulu Acessórios (Pinheiro Machado, 350), Livraria Paraná (Júlio de Castilho, 734), Pip’s Restaurante (Pinheiro Machado, 208, sobreloja) e no local do evento


Inside

4

Crônicas da Redação Ramon Cardoso

ramon@jornalinformante.com.br

Obrigado, esquerda

Agenda QUINTA

Baile Indecente – Reggaeton e Funk Muinho Club (Mal. Floriano Peixoto, 190), às 23h DJ Rodi Saquetti Favorita Beer Store (Ernesto Fetter, 18), às 21h

Juli ana De Sa

São muitos os fatores que explicam a chegada de Bolsonaro à Presidência da República, mas um deles foi essencial: ele chegou ao Palácio do Planalto graças, fundamentalmente, à esquerda. Foi essa ala da política nacional, que flerta com a criminalidade (e isso não é exagero, flerta mesmo. Afinal de contas, não custa lembrar que seu líder mor está preso, assim como outros tantos e a fila vai acelerar agora), que alimentou o candidato de extrema direita. E não cito extrema de forma pejorativa ou com rótulo negativo, acho ótimo que, diante do extremismo esquerdista que arruinou e dilacerou o País ao longo de uma década e meia, tenhamos, enfim, um governo ultraconservador. A defesa intransigente de criminosos e vagabundos e o menosprezo pelos valores familiares que são caros à imensa maioria da sociedade formaram a base de potencialização da candidatura de Bolsonaro. Aliado a isso, seu discurso de combate irrestrito à corrupção conquistou os eleitores que lhe garantiram a vitória já no 1º turno, já que com 49% dos votos e 11% do Sudeste apurado era impossível que não tivesse liquidado a fatura já no dia 7. Isso sem falar na totalização dominical, que achatou uma diferença que é muito maior. Evidente que outros fatores também ajudaram. Indicar um presidiário foi um deles, mas tiveram outros. Ter um invasor e incendiário de pneus, uma patricinha de iPhone, um aloprado que adora xingar todo mundo e fugir de oficial de justiça e um professor universitário com sei lá quantas faculdades que escreve “caçar” ao invés de “cassar” (ao se referir à impossibilidade da Justiça deixar Lula concorrer, ou seja, cassando seu direito de participar do pleito), entre outras aberrações ortográficas, foram proezas da esquerda que se julga completamente dona da verdade e acima do bem e do mal. Talvez na história política mundial jamais tenha havido um triunfo do tamanho do obtido por Bolsonaro no domingo. Uma campanha com 8 segundos de tempo de TV, sem recursos, com uma sigla desconhecida, uma grande imprensa contra si (espalhando fake news de maneira desavergonhada enquanto passava a mão na cabeça dos demais concorrentes, alguns com vasta ficha criminal), institutos que fraudaram pesquisas na cara dura, totalização de votos suspeita e, para finalizar, uma tentativa de assassinato por um militante da esquerda (que ainda carece de explicação convincente). Nem tudo isso foi capaz de deter seu triunfo eleitoral. O povo brasileiro estava a seu lado. Numa disputa justa, certamente faria 70% dos votos. Bolsonaro é muito maior do que Lula, que só chegou ao poder em sua quarta eleição, com um partido estruturado e gozando do benefício da dúvida acerca da decência e honestidade da esquerda. A eleição de Bolsonaro será objeto de análise por décadas. Um fenômeno eleitoral que não encontra parâmetros em disputas mundo afora. Mas o que deve doer mesmo na esquerda, embora eles jamais vão admitir isso, é saber que foram eles, primordialmente eles, que alçaram Bolsonaro à condição de presidente. De quebra, conseguiram cavar sua própria ruína. Não é pouca coisa, convenhamos. Muito obrigado, esquerda. Nem sempre vocês fazem besteira.

FARROUPILHA, 1º DE NOVEMBRO DE 2018

SEXTA Sextaneja com Patrick Ferreira e DJ Rodi Saquetti Favorita Beer Store (Ernesto Fetter, 18), às 22h

SÁBADO Sertanejo no Boteco com Erick e Murilo Boteco do Chá (Rômulo Noro, 555), às 23h30min Saturday Rock com Ultrasonic Favorita Beer Store (Ernesto Fetter, 18), às 22h November Fest – Festival de Chopp Beijo Frio (Júlio de Castilhos, 1351), às 15h

DOMINGO November Fest – Festival de Chopp Beijo Frio (Júlio de Castilhos, 1351), às 15h Alive Sunset – Abertura do Verão Hunter Club (Linha Caçador), às 14h


FARROUPILHA, 1º DE NOVEMBRO DE 2018

Antiguidades

Inside

A competição aconteceu no sábado, com mais de 100 pessoas participantes Fabiano Gasperin

Encontro de antigos Ralley dos Gringos premiou 24 carros no último sábado

N

Paulo Roque Gasparetto prgasparetto@terra.com.br

Rallye para os amantes de antigos

o último sábado aconteceu o 27º Rallye dos Gringos, o mais antigo no Brasil de carros antigos. Foram 45 carros inscritos, com mais de 100 pessoas participantes, destes, 24 carros foram premiados. As categorias foram da década de 20 a 40, 50 a 60, 70 a 80, futuros clássicos até 1994, dupla feminina e caminhões. O evento foi realizado pela Sociedade Caxiense de Automóveis Antigos (SCAA). Os participantes foram recebidos com um café da manhã oferecido pela Drops de Menta de Caxias do Sul, onde, às 12h30min, foi dada a largada da competição. O final do Rallye aconteceu na Vinícola Cappelletti onde os competidores foram recepcio-

5

nados com espumantes e vinhos. O jantar de premiação foi no Restaurante Mussoi na Forqueta. “Com 27 anos de Rallye conseguimos reunir amigos da região, Grande Porto Alegre e de outros Estados também. A maioria dos participantes são casais mostrando união entre eles e amigos. Neste passeio conhecemos locais da Serra Gaúcha com suas belas paisagens e gastronomia que só nossa região possui”, declarou Adelar Colombo, presidente da SCAA e diretor regional da Federação Brasileira de Veículos Antigos (FBVA). Estiveram presentes no evento a rainha e princesas da Festa da Uva, a Liga Feminina de Combate ao Câncer de Caxias do Sul e representantes da Câmara de Vereadores caxiense.

Dia de Saudade O Dia de Finados é marcado por um rito especial: a visita aos túmulos onde foram depositados os restos mortais daqueles que fizeram parte de nossa vida e a oração por eles. Assim, o Finados está consagrado à lembrança das pessoas que já faleceram. Quem passa pelos cemitérios percebe uma movimentação diferente do que em outros dias. As pessoas levam flores, acendem velas e demonstram todo os sentimentos por aqueles que nos foram caros. São gestos importantes. Quem ama cuida e não esquece. Nós temos esse gesto bonito, podemos até lembrar o povo mexicano que Finados é umas das maiores festas e que vão até o cemitério, passam o dia lá cantando e oferecendo os alimentos que os familiares gostavam. Tudo isso são manifestações, mas devemos lembrar que as “melhores flores” nós queremos ganhar enquanto estamos vivos. Fazer o bem e amar as pessoas enquanto elas ainda estão conosco. A visita ao cemitério, ao mesmo tempo, fala dos que já partiram, de nós mesmos e também de Deus. Um dia de saudade, mas em muitas vezes ainda, é uma recordação dolorida e que parece como a “estreita boca de um poço”. Achamos que não vamos mais sair. A mão de Deus continua estendida. É questão de tempo. Uma história para ser lembrada. Cada túmulo é o ponto humano de conexão com tantas histórias, lugares, ensinamentos, alegrias e cruzes, que ainda permanecem vivas. Eles permanecem vivos na memória. Nessa direção, nossa oração por eles e as flores que depositamos são manifestações de nossa gratidão a Deus. Como é bom ter uma memória agradecida por aqueles que nos antecederam. Continuamente, nos recordam que a história não iniciou quando nós nascemos. Eles nos precederam e nos ensinaram a viver. Por isso, alguém só morre quando ninguém se lembra mais dele. Dia que nos fala de Deus, pois temos a certeza que, mesmo ao cair no mais profundo abismo, para quem tem fé tem a certeza de que será amparado pelas mãos de Deus. Assim, Com a morte deixamos “a mansão deste corpo para ir morar junto do Senhor” (2 Cor 5,8); “se com Ele morremos, com Ele vivemos” (2 Tm 1, 22). Disse Jesus: “hei de levar-vos para junto de mim, a fim de que, onde Eu estou, vós estejais também” (Jo 14, 3). Deus é refúgio. Seus anjos acampam ao nosso lado, para que ninguém nos aparta de suas mãos. A doença pode levar nossa voz, nossa alegria, nossa vitalidade, nosso bom humor, mas jamais vai nos tirar do amor de Deus, revelado em Jesus. Talvez uma das maneiras de não apenas lembrarmo-nos da morte uma vez ao ano é ter a consciência de que todos os dias precisamos morrer um pouco em nosso orgulho e na nossa ignorância. Morre a semente, mas nasce a flor. * Pároco da Paróquia Sagrado Coração de Jesus e doutor em Comunicação


Cristiano de Oliveira

A

Sunset

Casa Perini promove no dia 10 deste mês o primeiro Sunset Enogastrômico Open Bar & Food de Farroupilha. Na data os jardins da vinícola estarão abertos para uma seleção exclusiva de mais de 30 vinhos e espumantes, além de drinks e ilhas de comfort food. Os ingressos estão à venda no Empório Casa Perini.

Vintage

No dia 9 Garibaldi estará aberta para receber o público para a 10ª edição do Garibaldi Vintage. A ação reúne o charme das décadas de 20 a 60 através dos carros antigos e da música, com a gastronomia tradicional da cidade. O evento inicia às 19h, no Centro histórico do município vizinho.

Fest

Vanto Maioli foi presença confirmada da Oktober do Boteco do Chá, no sábado

Cristiano de Oliveira

Janine Gonçalves

A Sorveteria Beijo Frio, promove o November Fest neste sábado e domingo. No calçadão do espaço, na rua Júlio de Castilhos, haverá discotecagem do DJ Cris Pacheco e promoção de chopp a partir das 15h.

A pequena Fernanda celebrou seu ani sexta passada, ao lado dos pais Marc

Marcos Rossi e Camila Ferrari curtiram a noite de festa do final de semana no Boteco do Chá

Carolina Tartarotti esbanjou estilo no Boteco Antonielle no domingo

Daniela Corrêa da Silva, que está mor em Portugal, visitou a cidade de Toro no Canadá, em momento de féria


Daniela De Rocco

#SELFIEDASEMANA Arquivo Pessoal

iver de 4 anos na Ticabum, na cilaine e José Fernando Slomp

Arquivo Pessoal

rando onto, as

Eduarda Gonçalves e Mariana Caramez Cardoso conferiram de perto o jogo na Arena do Grêmio, na terça

Wine

Fique por Dentro

O jardim, cercado por vinhedos, com música ao vivo e um castelo construído em 1930 será o cenário do 2º Tasting Peterlongo. O evento programado para o dia 17, visa promover uma experiência única com degustação guiada pelo enólogo francês Pascal Marty, winemaker da Vinícola Peterlongo, e a enóloga responsável, Deise Tempass. Os ingressos são limitados e já estão à venda no site Sympla.

Luau

No dia 11 a Favorita Beer Store organiza a festa Luau da Favorita, a partir das 16h. No deck do pub o Grupo Razão Diferente traz o melhor do pagode e o setlist fica por conta do DJ Rodi Saquetti. Na pista interna o sertanejo comanda, com os músicos Filipe Girardi e Joel Carlo.

Pagode

O Boteco Antonielle promove o evento Pagode de Lei neste domingo. Para animar o público haverá roda de pagode com o show do grupo T-Samba.


Inside

8

Fabrício Oliboni fabrioliboni@gmail.com

Bressan Até o último domingo o Brasil era um País polarizado entre esquerda e direita, Haddad ou Bolsonaro e bolacha ou biscoito, que sempre será a grande discussão nacional. Passou, temos um novo presidente, quer você goste ou não, e o choro ou comemoração seguirão pelos próximos 4 anos (em tese, já que nunca se sabe no Brasil). Acontece que, a partir de terça à noite, mais precisamente depois da partida entre Grêmio x River Plate pela Libertadores, o assunto da vez foi o jogador Bressan. No Rio Grande do Sul, claro, mas no alcance futebolístico do Brasil também é um dos trending topics, como se diz hoje. E não é por bons motivos, ao menos para nós (eu nesse caso), gremistas. Bressan entrou no jogo no 2º tempo, após Paulo Miranda sair por câimbras (já não é bom sinal, ainda mais porque ele tava bem no jogo). Foi para a área e, sem nem encostar na bola ou participar de alguma jogada tomou o cartão amarelo por ficar se empurrando com os atacantes do River. Se tem uma foto no dicionário ilustrando como se começa mal um jogo, é a foto do Bressan recebendo esse cartão amarelo. Logo em seguida teve gol do River, o empate deles. Confesso que não sei se teve falha do Bressan na jogada, não lembro agora. Espero que não. Detalhe que foi gol de mão, algo muito tradicional na Argentina. Não teve VAR, gol validado e beleza, né, mas esse é outro papo. Aí teve o lance do pênalti. Que não afetou em nada na jogada e nem mesmo os jogadores do River pediram. Scocco, o atacante deles chutou e o Bressan foi bloquear o chute, mas com os braços abertos, e raspou, de fato, na mão dele. Avisaram o juiz, que conferiu e deu o pênalti. Gol do River e a classificação para a final. Em seguida ainda teve a expulsão do Bressan, que compreensivelmente se desesperou. Segundo amarelo e tchau. Talvez a pior jornada em um período de 10 minutos que um jogador de futebol já teve em uma partida decisiva. E foi assim. Eu queria/quero matar o Bressan. Visão de torcedor, claro, até porque ele é reincidente nos seus crimes futebolísticos. Já teve os seus bons momentos no Grêmio, mas é muito mais marcado pelas suas falhas, infelizmente. Me parece um cara legal, parece que é alguém importante no grupo e é alguém identificado com o time de certa forma. Mas não dá mais, e isso é algo que seria positivo pra ele. Pelo lado profissional e humano também. É praticamente insustentável a permanência dele no Grêmio depois dessa. O cara vai entrar em campo usando uma calça jeans molhada imaginária e carregando uma mochila cheia de tijolos nas costas. Qualquer ameaça de falha a torcida vai cair em cima. Ele vai jogar inseguro, e isso não vejo como sadio para nenhuma das 3 partes, que seriam ele, a torcida e o clube. Eu tenho quase certeza que o Bressan não dormiu ontem. Eu como torcedor fiz isso quase às 4h da manhã, pensando no jogo, então imagino ele. É do jogo, acontece, mas acho que é isso. Por mais humano que eu tente ser eu não sei se xingo ou desejo apenas boa sorte pra ele. Não sei como acabar esse texto. * Agente de intercâmbio e bacharel em Relações Internacionais

FARROUPILHA, 1º DE NOVEMBRO DE 2018

Arte

Bondade demonstrada Concurso Internacional Cartaz da Paz, desenvolvido pelo Lions Clube, já tem representante do Imigrante

N

os últimos 31 anos os Lions Clubes de todo o mundo patrocinam o Concurso Internacional do Cartaz sobre a Paz em escolas e grupos de jovens locais. O concurso estimula participantes do mundo inteiro a expressarem sua visão sobre a paz por meio da arte, estimulando a criatividade. Todos os anos, o Lions Clube Farroupilha Imigrante convida uma escola para fazer parte do concurso. Esse ano foi a Escola Municipal Presidente Dutra que desenvolveu a atividade com seus alunos. “A Bondade Importa” é o tema do concurso 2018/2019 e puderam participar estudantes de 11 a 13 anos. O Lions Imigrante recebeu 25 cartazes produzidos pelos alunos. Sophia Dal Bello, orientada pela professora de Artes Luciane Andreola, desenvolveu um belo trabalho em relação ao tema e foi a escolhida para representar o Clube Imigrante. “Valorizamos muito a criatividades, expressão e a participação dos jovens na sociedade. Dessa forma são descobertos muito talentos, que muitas vezes não sabíamos que existiam”, declara Terezinha Dalpan Fagherazzi, esposa do presidente do Lions Clube Farroupilha Imigrante, Itaroty Fagherazzi. Cada cartaz produzido foi julgado pela originalidade, mérito artístico e expressão do tema proposto. Os trabalhos passam por diversos níveis de julgamento. A próxima etapa que Sophia concorrerá será a nível distrital, após distrital múltiplo, que é a nível nacional, e finalmente nível internacional, onde será escolhido o grande vencedor. No âmbito internacional, os juízes das comunidades de arte, paz, juventude, educação e mídia,

determinam os melhores. Um será o vencedor do grande prêmio e receberá US$ 5 mil e uma viagem para a cerimônia de premiação especial; e outros 23 vencedores receberão o prêmio de honra ao mérito, ganharão o valor de US$ 500,00 e um certificado. Os contemplados serão anunciados até o dia 1º de fevereiro do próximo ano.


FARROUPILHA, 1º DE NOVEMBRO DE 2018

Inside

Arte

9

Dolores Maggioni doloresmaggioni@terra.com.br

de forma artística

Desabotoo a madrugada

Fotos: Arquivo Lions Clube Farroupilha Imigrantes

Retratando a paz Alunos da Escola Presidente Dutra, orientados pela professora Luciane Andreola, entregaram seus trabalhos para o Concurso do Lions Clube, que tem como tema “A Bondade Importa”

A vencedora da etapa Sophia Dal Bello foi a escolhida para representar o Lions Clube Imigrante no próximo passo no concurso, a nível distrital

Sem ser solene, um galo anuncia a aurora. O atrevimento do seu canto conjuga verbos com sílabas sagradas. É outra vez madrugada. Pincelada de oferendas que inventam cantigas doces... que balbuciam frestas de luz acordando olhos, repletos ainda da lua que se despede. A madrugada redescobre a intimidade do cansaço e a caneta segue sonhando versos na hora oca. É agosto no meu rumo. O cronômetro decreta a precisão do fim da noite, com jeito de ternura. Desabotoo a madrugada. Profetizo alturas, onde mãos boêmias modelam espantos e fantoches. Tão fundo o pensamento! Capaz de atropelar estrelas. O clarão agônico da lua se esvai, quase surreal. No último fulgor da madrugada o verso chora a inútil rendição da rosa. Abro o lacre do quase amanhecer. Reinvento a solidão âmbar-dourado. Caminhos se atordoam. Auroras se atormentam. Mãos de Beethoven tecem rostos como El Grecco. Mãos de Renoir tecem melodia como Schumann. Na curva da paisagem a solidão não se desvia. E eu recolho as horas corroídas de abandono. Colho o frio orvalho e me despojo. Escuto uma canção no manuscrito da saudade. Nasce a manhã. Uma hemorragia rubra de sol escorrega por entre as nuvens de púrpura, na curva infinita do escuro que fenece. Migalhas de ouro explodem emoções incendiadas, capazes de ressuscitar os sonhos. Renasço com o dia. Quero calar perguntas. Quero mil asas para este coração, infinitamente ícaro. Me faço pacifista. Abandono revolucionários sonhos e embrulho no manancial da alma as palavras que eu não disse. Guardo metáforas no verso que eu não iniciei. Me faço borboleta ondeando o eterno e inventando a convulsão no ar. Desabotoo a madrugada que logo vai acordar o dia. Dispo as sandálias. Assim, descalça, vou comprar a luz do sol que o edifício recomenda, em trinta e sete prestações. Perco meus olhos nas nuvens alheias e, no peito, tão bêbado de sonhos, invento um instante de arco-íris, com som de flauta mágica. Há um longe sem longe no sondável dos pássaros, com seus gritos sem letras varando a copa esmeraldina da árvore que o vento faz bêbada, na textura de um bailado solitário. Soberba esta madrugada, infringindo as regras do amanhecer. A harmonia surda, em musical silêncio, abre a mandíbula de um pensamento contido no arabesco linguajar desta madrugada que desabotoo docemente. * Escritora


Inside

10

FARROUPILHA, 1º DE NOVEMBRO DE 2018

Sétima Arte

Aquele momento em que o “Piratas da Somália” relata a história real de jornalista canadense, que contrariou toda a lógica, estava na hora e no lugar certo e, claro, contou com um pouco de sorte

A

meta de Jay Bahadur (Evan Peters) é cursar Jornalismo em Harvard, trabalhar em uma grande Redação e escrever um furo de reportagem consagrador, que lhe garanta fama e notoriedade. O pôster de “Todos os Homens do Presidente”, pendurado na parede de seu quarto, dá bem a dimensão do tamanho de sua ambição. Porém, ele está muito longe de ser um Bob Woodward ou Carl Bernstein, e ele tem plena consciência disso. Ele começa a faculdade, não dá sequência a ela e sobrevive trabalhando em lixos de empregos. Na verdade, Jay se acha um cara azarado. E na verdade ele é mesmo. Tudo em sua vida parece dar errado, do campo pessoal ao profissional. Por acaso, ele encontra em uma emergência médica de Toronto, sua cidade natal, o jornalista Seymour Tolbin (Al Pacino), uma grande referência, de quem ouve alguns conselhos preciosos. “O Jornalismo não é ensinado, é inato. Se você quer ser um jornalista de verdade você precisa ir a um lugar maluco”, recomenda Seymour. A dica fica martelando a cabeça de Jay que, no primeiro ano de faculdade, fez um trabalho sobre a Somália e como o País da costa leste africana, que no passado tinha uma rica herança cultural, mergulhou em um espiral de barbárie e violência, processos acelerados pela exploração europeia, notadamente a inglesa ao norte e a italia-

na ao sul do território somali. Jay não perde tempo e começa a mandar e-mails para veículos de comunicação da Somália sobre a possibilidade de viajar ao País para um livro reportagem. Não demora muito, Mohamad Farole (Armaan Haggio), filho do presidente do País e que trabalha na rádio Garowe, liga entusiasmado para seu celular concordando com sua viagem, acreditando se tratar de um profissional dos mais gabaritados e que conseguirá expor uma nova visão da Somália para o mundo. Quando decide pela aventura, Jay passa a ter o auxílio de Seymour, que abre caminho para que mantenha contato com Avril Benoit (Maria Vos), uma influente editora, que pode ser a chave para que deixe o ostracismo. O jovem comunica aos pais Kailash (Alok Tewari) e Maria (Melanie Griffith) que está partindo para o País africano com o objetivo de escrever um livro sobre os piratas da Somália. Deles ganha uma grana para custear as passagens além de uma indiferença absoluta, pautada na descrença de que logrará êxito na investida. Hostil à presença de estrangeiros, sobretudo de jornalistas, tanto que nenhuma rede ocidental conta com correspondentes no País, a costa da Somália é o local mais perigoso do planeta para navegação. A pirataria é uma ameaça à marinha mercante internacional desde a eclosão da Guerra Civil somali, que iniciou em 1991

e que continua até hoje, tendo como episódio mais notório o sequestro do cargueiro Maersk Alabama, em 2009, que originou o filme “Capitão Phillips”. É justamente neste período que o jovem canadense se desloca à nação africana.

Em solo somali, Jay é ciceroneado pelo tradutor Abdi (Barkhad Abdi), que tentará facilitar seu contato com os piratas. Do mais ralé, como Boyah (Mohamed Barre), ao mais poderoso, como Garaad (Mohamed Osmail Ibrahim). Ao mesmo tempo em que


FARROUPILHA, 1º DE NOVEMBRO DE 2018

Inside

11

Sétima Arte

universo conspira a favor Divulgação

Imagem: Reprodução

Risco calculado Abdi (Barkhad Abdi) e Jay (Evan Peters) à espera do encontro com o mais famoso pirata somali: investida ousada em busca de notoriedade

tenta as perigosas entrevistas, o jovem canadense busca se integrar à cultura local e se encanta por Maryan (Sabrina Hassan Abdulle), uma jovem traficante de khat (uma droga muito popular no País) que é uma das muitas esposas de Garaad. Fato é que ele não tem a menor ideia do que pretende expor e de como fará a obra, mas sua disposição é algo comovente e que sequer permite que perceba o risco que está correndo. Claro que há muito exagero na dramatização, mas a história de Jay, que é baseada em fatos reais, é maluca mesmo. A vantagem do filme, roteirizado e dirigido por Bryan Buckley, famoso pela produção de comerciais e que há pouco tempo começou a atuar na Sétima Arte, é que ele tem uma veia cômica aguçada, que torna a obra mais leve, algo que foi visto em outros filmes com temática parecida, de forma mais superficial em “O Senhor das Armas”, com deboche moderado como em “Argo”, ou completamente escrachado como em “Cães de Guerra”. Longas também baseados em fatos reais em histórias que beiram a surrealidade. O que é de se reconhecer e valorizar é que muitos envolvidos na obra, do elenco e até mesmo da equipe de produção, são refugiados e, nos créditos finais consta há quantos anos eles se encontram nesta situação. “Esse filme é um tributo ao nosso elenco que perdeu seu País, mas não perdeu o senso de esperança”, ressalta a obra na abertura dos créditos. Uma esperança que fez parte da trajetória de Jay, claro, misturada com ousadia, perseverança e doses industriais de insanidade.

Título original Dabka Into the Fire Título traduzido Piratas da Somália Direção e roteiro Bryan Buckley Gênero Drama Ação Comédia Duração 117 minutos País Estados Unidos Ano de produção 2017 Estúdio Bankside Films Head Gear Films BCDF Pictures Hungry Man Metrol Technology Distribuição Califórnia Filmes


12

Horóscopo Áries - 21/03 a 20/04

Está sendo testado para identificar seu verdadeiro valor e para desenvolver sua autoestima. Para isso, será levado a eliminar o que não agrega mais ao seu crescimento e à sua evolução pessoal. Atenção com brigas ou insatisfações no campo afetivo. A Vênus lhe possibilita reativar assuntos no relacionamento, para avaliar como deseja atuar a dois.

Touro - 21/04 a 20/05

É desafiador para você lidar com situações em família ou lidar com finalizações de imóvel. O cenário não é amigável e pede a você jogo de cintura. É natural ter a sensação de falta de controle, a qual te deixa vulnerável. A sua regente Vênus ingressa no setor do trabalho para reavaliar sua atuação, buscando um melhor aproveitamento.

Gêmeos - 21/05 a 20/06

Sente dificuldades para atuar com parentes ou com pessoas próximas. O cenário indica que isso pode afetar sua produtividade, a rotina e as relações com prestadores de serviço. É necessário dar atenção a suas palavras e a informações que devem circular. A Vênus lhe possibilita reativar o cenário afetivo e o desenvolvimento do seu real valor.

Câncer - 21/06 a 20/07

É uma semana desafiadora para lidar com assuntos financeiros e com investimentos. Sente-se desvalorizado e com desafios para adequar sua vocação. A Vênus lhe possibilita reavaliar as relações em família e como pode manter e reconstruir os laços que ainda estão à sua disposição.

Leão - 21/07 a 22/08

Você está em destaque e com dificuldades para interagir com familiares ou com pessoas muito próximas. Existe o desejo de se libertar de padrões para obter autonomia. A Vênus lhe possibilita reavaliar as relações de afeto com parentes ou com pessoas de seu convívio. É natural sentir que nessa posição você vai dizer o que não disse, até porque agora fica claro para você o que realmente deseja.

Vírgem - 23/08 a 22/09

Há abalo emocional para interagir com parentes ou com pessoas de seu convívio. Pode se sentir desvalorizado e com a necessidade de cortar algumas relações. O cenário acentua uma reserva ou a necessidade real de esconder informações. A Vênus lhe possibilita reavaliar seu valor e pensar sobre o retorno material. É importante se dar mais crédito.

Libra - 23/09 a 22/10

É uma semana importante para examinar suas posturas com projetos ou com amizades. O cenário indica que precisa avaliar os investimentos em relação a projetos ou a amigos. A Vênus te deixa em destaque e lhe possibilita reavaliar seu valor e como pode se sentir merecedor do que vem recebendo.

Escorpião - 23/10 a 21/11

O cenário segue com tensões para obter o reconhecimento que almeja no setor profissional ou para direcionar suas metas. Apesar de estar em destaque, sente dificuldades para interagir com cortes ou com possíveis mudanças pois não está no controle. A Vênus pede que reavalie seu valor e vença seus medos e preconceitos. A vida pede para que volte atrás, e isso é muito difícil.

Sagitário - 22/11 a 21/12

Grande parte das coisas que você tem observado traz conclusões fortes sobre situações que você não queria perceber. Tudo isso lhe possibilita mudar internamente os sentimentos por pessoas que eram valiosas. A Vênus o auxilia a reativar experiências com amigos ou com projetos inacabados.

Capricórnio - 22/12 a 20/01

A semana vem com crises e com dificuldades para interagir com amigos ou com projetos que vem desenvolvendo. É natural sentir a necessidade de cortar ou de se afastar de algumas pessoas. A Vênus te deixa em destaque e com a oportunidade de mostrar seu valor. Assuma o controle com entendimento e sabedoria.

Aquário - 21/01 a 19/02

É desafiador para você lidar com as relações em geral, e se for casado, a situação envolve o relacionamento. É fundamental entender o contexto atual para interagir com as mudanças que afetam os dois. A Vênus lhe possibilita reavaliar ideias, viagens, estudos ou crenças que necessitam ser encaixadas na relação.

Peixes - 20/02 a 20/03

Atenção com situações que fogem de seu controle no trabalho. É desafiador para você lidar com opiniões ou com regras diferentes. O cenário traz imprevistos, cortes ou afastamentos. A Vênus pede para que você reavalie as mudanças e a forma que vem interagindo com investimentos e com o dinheiro de outras pessoas.

Inside

FARROUPILHA, 1º DE NOVEMBRO DE 2018


FARROUPILHA, 1º DE NOVEMBRO DE 2018

BARBADA! Vendo terreno de 624m², com projeto pré-aprovado na Prefeitura para 15 apartamentos, com estrutura do alicerce pronta com filtro e fossa colocada. Bairro Imigrante em Farroupilha. Tratar pelo telefone: (54) 9 9962-9252 c/ Geraldo. Valor R$ 330.000,00. VENDO TERRENO de esquina com 1.377m² a uma quadra da rodoviária e do Shopping Centro de compras. Valor R$ 650.000,00. F. 9 9118.1642. VENDO TERRENO, localização central em Arroio do Sal a duas quadras do mar. F. 9 9118.1642.


2

OPORTUNIDADE para Investimento! VENDO 4 terrenos de Cooperativa já com área comprada R$ 110.000,00 (pelos quatro) F.: 9 9118.1642. VENDO CASA MISTA localizada no Bairro Pio X, ao lado da Igreja. (A mesma já está alugada através de imobiliária pelos valores de R$ 1.500,00 por mês). R$ 250.000,00 Tratar: (54) 9 9118 1642. CUIDADORA DE IDOSOS ou DEFICIENTES. Profissional experiente, com boa aparência, busca colocação. Preferência para trabalhar na cidade. Contato: (54) 9 9700 6455.

FARROUPILHA, 1º DE NOVEMBRO DE 2018


Edição 562  
Edição 562  
Advertisement