Page 1

FARROUPILHA

|

ANO XI

| EDIÇÃO 556

| 21 DE SETEMBRO DE 2018 |

R$ 3,00

Adroir Fotógrafo/Prefeitura de Farroupilha

Talento e culto às tradições

Estudantes receberam seus troféus no 6º Concurso Estudantil Farroupilha Bem Gaúcha, demonstrando respeito à cultura e valorizando a arte em diferentes modalidades nos quatro dias de competição, que aconteceram no Acampamento Farrapo Matéria Especial, páginas 2 e 3

INSIDE

ECONOMIA

EDUCAÇÃO

Dupla formada por suíço e chileno se apresenta segunda, na Casa de Cultura Capa

Rótulos farroupilhenses na Wine South America, feira do setor que abre quarta Página 8

Conheça as docentes que receberão outorga da Câmara de Vereadores Página 12

Duo de acordeons em concerto Vinhos para o mundo degustar Professoras Destaques do Ano


2

FARROUPILHA, 21 DE SETEMBRO DE 2018

Farroupilha Bem Gaúcha

Os destaques do Concurso Artístico Competição, que mobiliza as instituições de ensino do município, já tem seus vencedores da 6ª edição

O

Concurso Artístico Farroupilha Bem Gaúcha movimentou o Acampamento Farropo, montado no Largo Carlos Fetter, com declamações, danças, chula, instrumental e canto. Este ano, o concurso teve como tema “Três Pátrias Gaúchas e Uma Só Tradição”, sugerindo mostrar às origens comuns dos habitantes do Sul do Brasil, da Argentina e do Uruguai. Esta é a 6ª edição da competição que busca promover arte e cultura dentro das escolas. Foram 148 alunos inscritos, que durante os quatro dias de competição demostraram talento e respeito às tradições. O Concurso Farroupilha Bem Gaúcha foi dividido nas modalidades: Instrumental, Intérprete Vocal, Declamação, Chula e Danças Tradicionalistas. Nas categorias Pré-mirim, Mirim, Infantil, Juvenil e Adulto. Os estudantes receberam os troféus na quarta, no Acampamento Farrapo.

Confira os vencedores

Instrumental Mirim 1º) Rafael Zamboni, da Escola Municipal Presidente Dutra 2º) Felipe Poncio de Lima, da Escola Estadual de Ensino Fundamental Carlos Fetter 3º) João Vitor Knirsh, do Centro de Atendimento Integrado 1º de Maio

Instrumental Juvenil 1º) Guilherme Suzin, Escola Municipal Cinquentenário 2º) Alini de Brittos Jukoski, da Escola Municipal Cinquentenário 3º) Luis Gustavo Friedrich, da Escola Municipal João Grendene Instrumental Adulto 1º) Kevin dos Passos, do Colégio Estadual São Tiago 2º) Marco Antonio Corrêa Junior, da Escola Estadual Olga Ramos Brentano Intérprete Solista Vocal Feminino Mirim 1º) Ana Livia Pereira Pinto, da Escola Municipal Oscar Bertholdo 2º) Isabela Morari Maggioni, da Escola Municipal Presidente Dutra 3º) Larissa dos Passos, do Centro de Atendimento Integrado 1º de Maio Intérprete Solista Vocal Feminino Juvenil 1º) Angélica de Brittos Jukoski, da Escola Municipal Cinquentenário 2º) Alini de Brittos Jukoski, da Escola Municipal Cinquentenário 3º) Ana Beatriz Souto, do Colégio Nossa Senhora de Lourdes Intérprete Solista Vocal Feminino Adulto 1º) Daihana Selli Balieiro, do Colégio Nossa Senhora de Lourdes 2º) Luiza Torcheto Dias, do CNEC Farroupilha

Intérprete Solista Vocal Masculino Mirim 1º) Guilherme A. T. Cechin, do Colégio Nossa Senhora de Lourdes 2º) Guilherme da Rocha Vieira, da Escola Municipal Cinquentenário 3º) Kauã Gabriel Birkheuer da Silva, da Escola Municipal Cinquentenário Intérprete Solista Vocal Masculino Juvenil 1º) João Miguel Peglow Ávila, da Escola Municipal Nossa Senhora do Caravaggio 2º) Klaiton Taschetto, Escola Municipal Cinquentenário 3º) Vinicius Stella, da Escola Estadual Carlos Fetter Intérprete Solista Vocal Masculino Adulto 1º) William Guilherme dos Santos, do Colégio Estadual São Tiago Declamação Feminino Infantil 1º) Larissa Dallanhol, da Escola Municipal Zelinda Rodolfo Pessin 2º) Eduarda Gabrielli da Silva de Quadros, da Escola Municipal Cinquentenário Declamação Feminino Pré-Mirim 1º) Manuela Reiter, Escola Municipal Cinquentenário 2º) Laura Araújo dos Santos, da Escola Municipal Cinquentenário 3º) Evelyn Andrielli Alves da Silva, da Escola Municipal Cinquentenário Declamação Feminino Mirim 1º) Pamela da Silveira Ramos, da Escola


3

FARROUPILHA, 21 DE SETEMBRO DE 2018

Adroir Fotógrafo/Prefeitura de Farroupilha

Tradição enraizada nas escolas Os alunos, divididos em diversas categorias, demonstraram talento nos quatro dias de concurso que pretende levar arte e cultura para dentro das instituições de ensino

Municipal Oscar Bertholdo 2º) Carolina Heinen Lima, da Escola Municipal Oscar Bertholdo 3º) Bianca Severgnini Picinin, da Escola Municipal Zelinda Rodolfo Pessin Declamação Feminino Juvenil 1º) Kamily da Silveira Ramos, da Escola Municipal Oscar Bertholdo 2º) Eduarda Montanari Pires, da Escola Municipal Oscar Bertholdo 3º) Stéfani Odorsik, da Escola Municipal 1º de Maio Declamação Feminino Adulto 1º) Eloisa Hockele, do Colégio Estadual São Tiago 2º) Suelen Vitória Olszeski, da Escola Estadual Olga Ramos Brentano 3º) Bruna Tartarotti Cordovo, da Escola Estadual Olga Ramos Brentano Declamação Masculino Infantil 1º) Miguel Hohensee Pereira, da Escola

Municipal Zelinda Rodolfo Pessin 2º) Jeferson Madriel Inacio, da Escola Municipal Cinquentenário Declamação Masculino Pré-Mirim 1º) Murilo Sbrussi de Souza, da Escola Municipal Cinquentenário 2º) Vinicyus de Quadros Demuti, da Escola Municipal Cinquentenário 3º) Felipe Gabriel Pacheco Neuhaus, da Escola Municipal Zelinda Rodolfo Pessin Declamação Masculino Mirim 1º) Bernardo Verona Bet, da Escola Estadual de Ensino Fundamental Carlos Fetter 2º) João Pedro Verona Hartmann, da Escola Estadual de Ensino Fundamental Carlos Fetter Declamação Masculino Juvenil 1º) Mauricio Adriano Ambrósio, da Escola Municipal Cinquentenário Chula Juvenil

1º) Erick Bernardo Bomfim dos Santos, da Escola Municipal 1º de Maio 2º) Gabriel Peruzzo, da Escola Municipal 1º de Maio 3º) Pedro Kauã dos Santos, da Escola Municipal Zelinda Rodolfo Pessin Chula Adulto 1º) Felipe Sosnoski da Silva, do Colégio São Tiago 2º) Guilherme Lazzari de Moraes, do Colégio Estadual São Tiago 3º) Makley Canali Nunes, do Colégio São Tiago Danças Tradicionalistas Infantil 1º) Escola Ensino Fundamental Oscar Bertholdo 2º) Escola de Educação Infantil Planeta Criança Danças Tradicionalistas Pré-Mirim 1º) Escola Municipal Angelo Venzon Neto Danças Tradicionalistas Mirim 1º) Colégio Estadual São Tiago 2º) Escola Municipal Angelo Venzon Neto 3º) Escola João Grendene Danças Tradicionalistas Juvenil 1º) Escola Ensino Fundamental Oscar Bertholdo 2º) Escola João Grendene 3º) Escola 1º de Maio Danças Tradicionalistas Adulto 1º) Colégio Estadual São Tiago Coreografia de Entrada Infantil Escola Ensino Fundamental Oscar Bertholdo Coreografia de Entrada Mirim Colégio Estadual São Tiago Coreografia de Entrada Juvenil Escola Ensino Fundamental Oscar Betholdo Coreografia de Entrada Adulto Colégio Estadual São Tiago Coreografia de Saída Infantil Escola de Educação Infantil Planeta Criança Coreografia de Saída Juvenil Escola Ensino Fundamental Oscar Bertholdo


4

FARROUPILHA, 21 DE SETEMBRO DE 2018

A natureza híbrida do atuação do MP: conflitos Leonardo Pantaleão *

É

cediço que durante relevante transcurso de tempo, o interrogatório, especialmente à época da ditadura militar, era compreendido tão somente como meio de prova, pois o denunciado era, então, tido como o objeto da prova. Nesse sentido, portanto, seu principal objetivo era a obtenção da sua confissão. Hodiernamente, sob o espectro de uma visão garantista do Processo Penal, em que o acusado é sujeito de direitos, e no contexto do sistema acusatório, embora continue sendo um meio de prova (arts. 185 a 196 do Código de Processo Penal), é, também, um meio de defesa (natureza híbrida ou mista do interrogatório), consoante entendimento dos Tribunais Superiores. Representa, assim, a oportunidade única em que o acusado possui para apresentar, pessoal e diretamente ao seu julgador, a sua versão acerca das inculpações que lhe são atribuídas na exordial acusatória. Aliás, sabe-se que a Carta Política assegura ao acusado o exercício da ampla defesa. Numa concepção primária, trata-se a ampla defesa de direito constitucional processual assegurado ao jurisdicionado subjetivamente. Por esse postulado, a parte que figura no polo passivo da relação processual penal exige do Estado-Juiz, a quem compete a prestação da tutela jurisdicional, o direito de ser ouvida, de apresentar suas razões e de contrapor as alegações de seu acusador, a fim de elidir a pretensão deduzida em juízo. Tal garantia constitucional sobre-

leva-se pela composição advinda de relevantíssimo binômio, qual seja: defesa técnica (exercida pelo profissional do direito apto a representar os interesses de seu constituinte, em juízo) e autodefesa (capitaneada pelo próprio denunciado e manejada pessoalmente perante seu julgador em momento específico, denominado ‘interrogatório’). Por ser, como visto, um meio de exercício da autodefesa, que é sempre disponível, permite o ordenamento jurídico que o acusado possa se calar, sem que seu silêncio seja interpretado em seu desfavor (direito ao silêncio – art. 5º, LXIII, Constituição Federal e art. 186, Código de Processo Penal). Mister destacar, a seu turno, que o advento da Lei nº 10.792/2003 facultou as partes, após as indagações do juiz, sugerirem perguntas ao magistrado (art. 188, Código de Processo Penal), sem que pudessem, entretanto, interrogar diretamente o acusado. Manteve-se, assim, o sistema presidencialista de inquirição em relação ao interrogatório. Nessa seara, tormentosa se apresenta a alteração legislativa decorrente do advento da Lei nº 11.690/2008, que superou o sistema presidencialista na oitiva das testemunhas, nada obstando, por uma interpretação sistemática, que o juiz permita que as partes efetuem perguntas diretamente ao acusado. Emerge, neste ponto, aspecto de grande relevância e que exige, por parte do magistrado e do advogado, extremada atenção no resguardo dos direitos do acusado, senão vejamos. Inegável que o Ministério Público, em regra, assume a condição de parte no processo penal (com exceção da ação penal privada, em que intervirá


5

FARROUPILHA, 21 DE SETEMBRO DE 2018

interrogatório judicial e ideológicos e práticos como custos legis), razão pela qual é correto afirmar que sua atuação deve revestir-se de imparcialidade, haja vista que, como órgão estatal que é, deve almejar apenas a justa aplicação da sanção penal. Assim é que, mesmo tendo exercido a ação penal, poderá opinar pela absolvição do denunciado (art. 385, Código de Processo Penal), bem como recorrer em seu favor ou, ainda, impetrar habeas corpus. Sob prisma transverso, a rotina forense evidencia que a evolução legislativa pode haver se transformado em verdadeira “armadilha” ao acusado, uma vez que, dentro de suas convicções e valendo-se de ferramentas retóricas apuradas, pode o órgão acusador transformar um mecanismo de defesa (interrogatório), em um perfeito estado de deleite acusatório. Imperioso salientar, sob esse enfoque, que qualquer técnica visando confundir o acusado deve ser rechaçada por aquele que zela pelos seus interesses. Dessa maneira, “...as perguntas que lhe são formuladas, portanto, devem ser claras, precisas, unívocas e não complexas. A fim de que as respostas representem o produto espontâneo da vontade do acusado, não se admite a formulação de perguntas equívocas, obscuras, tendenciosas ou capciosas, sendo vedadas, ademais, quaisquer formas de ameaças”. Nesse aspecto, relevante a observação de que não se admite “que o acusado seja tratado como testemunha, submetido a uma bateria de perguntas da acusação, capazes de comprometer sua autodefesa. O juiz deverá estar atento para não desnaturar o ato, impedindo que ganhe contornos de quase inquisitorialidade”.

Em adição, a fim de que seja respeitada a dignidade do acusado e o direito de não produzir prova contra si mesmo, não se admite o emprego, no interrogatório, de nenhum método tendente a extrair uma confissão ou capaz de exercer influência indevida sobre a liberdade de autodeterminação do acusado. Além dos aspectos acima pontuados, também são incompatíveis com a liberdade de autodeterminação do acusado, no momento do exercício de sua autodefesa, toda e qualquer forma de violência física ou moral para fazê-lo cooperar na persecução penal. Nessa linha, a doutrina cita “a questão da duração do interrogatório que, realizado durante longo espaço de tempo, sem intervalos, à noite, conduz o acusado à exaustão e à falta de serenidade para posicionar-se diante das perguntas formuladas, não deixando de caracterizar tais expedientes de tortura ou, quando menos, tratamento desumano”. Em breve síntese, tem-se que os órgãos estatais, em sua plenitude, devem zelar pela observância das garantias individuais asseguradas pela Constituição Federal, atentando-se o Estado, sob todas as suas vertentes, que também é destinatário das normas que edita, competindo-lhe rigor e zelo na sua aplicação, sob pena de se caracterizar, na seara processual penal, a prevalência da hipossuficiência do acusado, se comparado ao ‘gigante’ que o atribui responsabilidade penal. É assunto para se refletir. * Advogado criminalista, professor e palestrante de Direito Penal e Direito Processual Penal


6

FARROUPILHA, 21 DE SETEMBRO DE 2018

Ações que realmente importam Claro que todas as atenções estão voltadas à corrida eleitoral, especialmente no plano federal, que impacta na vida de todos, mas não resta a menor dúvida que as ações que mais fazem a diferença são as singelas, como a retratada na Edito-

ria de Cidade, na página 10. Sabendo que boa parte dos recém-nascidos do Hospital Beneficente São Carlos (HBSC) não contava com um enxoval, um grupo de amigas se reuniu para montar kits para ajudar as mamães carentes a

receber com mais conforto e carinho o novo integrante da família. O grupo, que já entregou 15 kits na instituição hospitalar, está se mobilizando para a montagem de novos enxovais e aberto a colaborações dos farroupilhenses, sempre

solidários em causas do gênero. Iniciativas como essa merecem todo o apoio, auxílio e reconhecimento da comunidade. Um gesto que faz toda a diferença. Não apenas para quem é beneficiado, mas especialmente para quem beneficia.

OPINIÃO

Nós, os rinocerontes Elton Duarte Batalha * O atentado contra a vida do candidato a presidente da República, Jair Bolsonaro, no último dia 6 de setembro, em Juiz de Fora (MG), materializou o fenômeno de bestialização da sociedade brasileira que tem se agravado nos últimos tempos. Em grande medida, ao observar o comportamento nacional, inexoravelmente é traçado o paralelo com a obra “O Rinoceronte”, de Eugène Ionesco, na qual as pessoas, aos poucos, brutalizam-se, até a total transformação no tipo de animal que dá nome ao livro. O ataque mencionado não só atingiu fisicamente Bolsonaro, como feriu a experiência do convívio democrático entre pessoas com visão de mundo divergentes e, em certa medida, expôs uma sociedade doente, que tem caracterizado a vida brasileira por um binarismo pobre em que o adversário é visto como inimigo. A democracia, realidade em que o dissenso é ponto de partida e o con-

senso possível é o ponto de chegada, parece não ser algo plenamente arraigado no Brasil. Além da estrutura formal das instituições, é necessário que os valores democráticos plasmem as mais diversas relações sociais (familiares, profissionais, etc). Quase tão preocupante quanto o fato ocorrido em Minas Gerais foi a reação observada em redes sociais ou em conversas cotidianas. A relativização moral do atentado com base nas ideias atribuídas ao presidenciável é repugnante a qualquer comunidade que se pretenda civilizada. Por mais discutíveis que sejam, quaisquer posições de Bolsonaro não podem, de nenhum modo, ser vinculadas ao ataque físico por ele sofrido, estabelecendo uma relação de causa-consequência. Em última análise, tal visão, eticamente repugnante, consistiria em transformar a vítima em alguém com culpa parcial pela violência sofrida. Em momentos como esse, é perceptível a atualidade do pensamento de Hannah Arendt ao tratar da

Índice

Editorial

Matéria Especial....................................... Páginas 2 e 3 Editorial e Opinião.................................. Página 6 Economia ..................................................... Página 8 Cidade .......................................................... Páginas 9 e 10 Política ....................................................... Página 11 Educação..................................................... Página 12 Esporte........................................................ Página 13 a 15

Inside

Especial ....................................................... Capa Cinemas ........................................................ Página 2 Pintura ........................................................ Página 3 Crônicas da Redação............................... Página 4 Agenda ......................................................... Página 4 Música .......................................................... Páginas 5 e 8 Paulo Roque Gasparetto ....................... Página 5 Social ........................................................... Páginas 6 e 7 Fabrício Oliboni ....................................... Página 8 Moda ............................................................. Página 9 Dolores Maggioni .................................... Página 9 Sétima Arte................................................. Páginas 10 e 11 Horóscopo ................................................. Contracapa Saúde, Beleza & Estética...................... 4 páginas Herança Gaúcha ..................................... 8 páginas Casa & Construção ................................ 12 páginas Classificados .......................................... 12 páginas

banalidade do mal. Os conflitos que tomaram corpo nos últimos tempos em Roraima, Estado em que tem havido entrada relevante de venezuelanos em decorrência da crise humanitária experimentada pelo País vizinho, demonstraram como a possibilidade de animalização do convívio humano é algo latente. Basta que as instituições não funcionem adequadamente para que Hobbes possa, discretamente, sorrir. Lamenta-se que o convívio no seio nacional tenha sido tomado pelo ressentimento nos últimos anos. Embora a existência de conflitos seja inevitável e, até certo ponto, desejável, pois representa a força motriz para mudanças sociais, a institucionalização dos desentendimentos é ponto essencial para o amadurecimento democrático. A despeito de quaisquer influências das redes sociais, estas representam apenas o instrumento utilizado pelos indivíduos, não sendo responsáveis pelo acirramento dos ânimos. A irracionalidade está no comportamento

Redação - redacao@jornalinformante.com.br Juliana Inês Casa Barbieri juliana@jornalinformante.com.br Ramon Cardoso ramon@jornalinformante.com.br Yasmin Signori Andrade yasmin@jornalinformante.com.br

Comercial-comercial@jornalinformante.com.br Camila de Lima Alves camila@jornalinformante.com.br Fabiano Luiz Gasperin gasperin@jornalinformante.com.br Maria da Graça Potricos Leite maria@jornalinformante.com.br Rafaella Anhaia Alvarenga comercial3@jornalinformante.com.br

Anúncios-anuncios@jornalinformante.com.br Marcelo Bortagaray Mello marcelo@jornalinformante.com.br Tiago Rodrigues da Silva tiago@jornalinformante.com.br

Financeiro-financeiro@jornalinformante.com.br Keli de Almeida Maciel keli@jornalinformante.com.br

das pessoas, não nos meios utilizados para a materialização das opiniões. O pensamento de Descartes parece ter sido atualizado ultimamente em território nacional: “odeio, logo existo”. É necessário muito cuidado para que não ocorra em nossa sociedade o fenômeno retratado na obra de Ionesco. Em algum momento, não haverá mais comunicação, somente barridos. A compreensão da complexidade da visão de mundo exige humildade, lembrando-se que “os bons sujeitos dão bons rinocerontes” e que “às vezes, fazemos o mal sem querer, ou então deixamos que ele se propague”, como assevera a personagem Bérenger. Há o perigo de que a brutalidade da convivência cotidiana seja vista com naturalidade. É preciso força de caráter para, em meio à “bestialização” que se nota nas discussões políticas, manter a humanidade e não se render. * Advogado, doutor em Direito pela USP e professor de Direito na Universidade Presbiteriana Mackenzie

Assinaturas-assinaturas@jornalinformante.com.br Assinatura Bienal: R$ 240,00 Assinatura Anual: R$ 140,00

Telefones (54) 3401-3200 / (54) 3401-3201 (54) 3401-3202 / (54) 3401-3203

Endereço Rua Dr. Jaime Romeu Rössler, 348, Bairro Planalto

Colunistas Crônicas da Redação Dolores Maggioni Egui Baldasso Fabrício Oliboni

Guilherme Macalossi Gustavo Pimentel Lauro Edson Da Cás Paulo Roque Gasparetto

A manifestação dos colunistas é livre e independente e não necessariamente reflete a opinião do Tabloide sobre os temas abordados nas colunas

@PaperInformante www.jornalinformante.com.br

/jornalinformante


8

FARROUPILHA, 21 DE SETEMBRO DE 2018

Presença farroupilhense na Wine South America Cinco vinícolas locais, Afavin e prefeitura estarão no evento que reúne 250 marcas expositoras nacionais e internacionais

V

inhos, espumantes e sucos made in Farroupilha estarão marcando presença na Wine South America – Feira Internacional do Vinho, que acontece de quarta até o próximo dia 29, no Parque de Eventos (Fundaparque), em Bento Gonçalves. Cinco vinícolas farroupilhenses estarão participando: Adega Chesini, Casa Perini, Cave Antiga Vitivinícola, Cooperativa São João e Vinícola Tonini. Também a Associação Farroupilhense de Produtores de Vinhos, Espumantes, Sucos e Derivados (Afavin) e a prefeitura de Farroupilha estarão com espaço no evento. O encontro de negócios

setorizado envolverá também os segmentos de cachaças, destilados e de olivicultura. São 250 marcas expositoras nacionais e internacionais que integram a programação. A Feira é uma oportunidade para a indústria brasileira mostrar sua variedade de vinhos e lançamentos, além do desejo de expandir seus negócios para novos mercados consumidores. Jornalistas especializados e apreciadores de vinhos, sommeliers, enólogos e outros experts do ramo estarão presentes. Na programação ainda haverá palestras, treinamentos, visitas a vinícolas, degustação, premiações e rodada de negócios. O Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) subsidiará a realização dos proje-

tos Comprador e Imagem e o projeto setorial 100% Suco de Uva do Brasil também estará presente. A expectativa é que mais de 10 mil pessoas circulem nos quatro dias da Wine South America.

Representantes farroupilhenses

Adega Chesini Casa Perini Cave Antiga Vitivinícola Cooperativa São João Vinícola Tonini Afavin Prefeitura de Farroupilha Na vitrine internacional Entre as marcas brasileiras, destaque para a qualidade das produções farroupilhenses

Maryo Franzen

VITIVINICULTURA


9

FARROUPILHA, 21 DE SETEMBRO DE 2018

SEMANA MUNICIPAL

Por mais consciência no trânsito Ações propõem que motoristas não usem o celular quando estão ao volante Imagem: Reprodução

I

nicia na segunda a Semana do Trânsito e o mote da mobilização neste ano é que os motoristas não utilizem o celular quando estão dirigindo, tendo em vista que o uso do aparelho é a terceira maior causa de acidentes no Brasil, envolvendo principalmente jovens. Com o tema “Uma chamada para a vida, não use o celular no trânsito”, a programação começa às 19h50min de segunda com um bate-papo no Campus Farroupilha da UCS, na quarta a mesma ação acontece no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia (IFRS) Campus Farroupilha, às 19h10min. Já na quinta será a vez da entre-

ga de material informativo na Faculdade CNEC Farroupilha e no próximo dia 29 haverá panfletaço abordando comunidade e motoristas. A atividade é promovida

Obituário

Alguém quer me adotar? Grandão é bastante dócil, companheiro e educado. Tem 2 anos, é castrado e vacinado. Contato para adoção pelo fone 999.515.440 (WhatsApp). Importante: a ONG dos Peludos informa que não serão doados cães para ficarem presos em correntes.

ONG dos Peludos

13 de setembro Maira Daniela Tremea, 41 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal (CPM). 14 de setembro Maicon Costi, 28 anos. Sepultamento no CPM. 15 de setembro Maria Bonett Bellaver, 94 anos. Sepultamento no cemitério da comunidade de São Marcos (1º Distrito). 16 de setembro Tranquilo Chiele, 89 anos. Sepultamento no cemitério da comunidade de São Luiz (3º Distrito); Deonilda Gasparetto Reolon, 92 anos. Sepultamento no cemitério de Santa Juliana, em Flores da Cunha; Alourdes Basso Mussoi, 84 anos. Sepultamentno no cemitério de Santa Juliana, em Flores da Cunha. 19 de setembro Auri de Abreu, 55 anos. Sepultamento no cemitério de Forqueta; Ivo Crippa, 78 anos. Sepultamento no CPM. 20 de setembro Maria Irena Muller, 92 anos. Memorial Crematório São José, de Caxias do Sul.

pela prefeitura, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Urbano, Infraestrutura e Trânsito, Departamento de Trânsito, Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude e Guarda Municipal.


10

FARROUPILHA, 21 DE SETEMBRO DE 2018

COLABORAÇÃO

Campanha para montar enxovais a recém-nascidos Grupo de amigas coleta doações até 31 de outubro para ajudar bebês que nascem no Hospital Beneficente São Carlos

Programe-se O que: Campanha para montagem de enxovais a recém-nascidos do Hospital São Carlos Quando: segue até 31 de outubro Onde: entrega das doações na Talkers Idiomas (14 de Julho, 240, Centro)

Divulgação

A

lgumas mães mais carentes chegam à maternidade do Hospital Beneficente São Carlos (HBSC) sem roupinhas e outros artigos para o bebê. Pensando em ajudar essas famílias, um grupo de amigas se reuniu e está montando kits de enxovais. O trabalho ainda está sendo complementado com uma campanha para coletar lenços umedecidos, fraldas, pomada para assaduras, chupeta, sabonete, mamadeira, roupinhas e cobertores pequenos. Quem puder contribuir pode deixar a sua doação até 31 de outubro na Talkers Idiomas. Vale lembrar ainda que as roupinhas não precisam ser novas, mas devem estar higienizadas e em bom estado. “Sempre compartilhamos da ideia que ajudar ao próximo nos torna mais felizes. Eu ouvia alguns comentários de que algumas mãezinhas chegavam ao Hospital para ter o bebê e não tinham o básico para vesti-lo”, considera Simone Rodrigues De Souza que, sensibilizada, reuniu algumas amigas e fez frente ao grupo que está montando os kits. Além de Simone, também colaboram Daise Teixeira, Talita Spricigo e Greice Giacomini. O grupo já entregou 15 kits nos últimos quatro meses e para dar continuidade ao trabalho solicita a colaboração da população para que mais enxovais possam ser montados.

Enxoval para sair da maternidade Grupo já entregou 15 kits completos ao Hospital São Carlos nos últimos meses

Esquina Festival do Moscatel recebe visitantes de seis Estados

Encerrado no último sábado, o 8º Festival do Moscatel teve mais uma edição se sucesso, consolidando o potencial de Farroupilha em alavancar eventos enogastronômicos. Foi realizado nos últimos três finais de semana, no Centro Municipal de Eventos Mário Bianchi e serviu à vontade bebidas premiadas da Associação Farroupilhense dos Produtores de Vinhos, Espumantes, Sucos e Derivados (Afavin) e cardápio especial, preparado pela equipe Dirceu Dalla Riva com assessoria da chef Janete Canello. A edição teve ocupação máxima em todas as noites, sendo que 80% dos ingressos do evento foram comercializados para visitantes de 70 municípios de seis Estados brasileiros. A rede hoteleira também teve lotação máxima neste período.

Vem aí mais uma edição do Vivere: A Alegria das Cores

No próximo dia 5 o Calçadão da Júlio de Castilhos sediará mais uma edição do Vivere, saudando a chegada da Primavera. A programação inicia às 18h com muita música, gastronomia, vinhos, espumantes, cervejas artesanais e comércio aberto até às 20h. Terá ainda bolhas de sabão que fazem a alegria da criançada e cerca de 20 estabelecimentos com opções de boa comida e bebida que estarão expondo seus produtos. A promoção é da Secretaria Municipal de Turismo e Cultura.


11

FARROUPILHA, 21 DE SETEMBRO DE 2018

LEI REFORÇADA

Autonomia e segurança para os autistas Pelo projeto do vereador Jonas Tomazini (MDB), símbolo passa a ter exposição obrigatória para atendimento preferencial Fotos: Gabriel Venzon

B

uscando conferir uma maior autonomia, liberdade e segurança para quem sofre com o Transtorno do Espectro Autista, a Casa Legislativa Lidovino Antônio Fanton aprovou, por unanimidade, na sessão legislativa de terça, projeto de autoria do vereador emedebista Jonas Tomazini. Ele torna obrigatória a exposição do símbolo do autismo nas placas de atendimento preferencial em bancos, farmácias e comércio em geral. “A identificação de atendimento preferencial normalmente tem uma imagem

de cadeirante. Ocorre que o autista é pessoa com deficiência, mas muitas vezes sem deficiência física. No entanto, no caso dos autistas, ambientes com barulho e agitação se tornam hostis. Com o projeto essas pessoas poderão ir mais no nosso comércio e instituições do nosso município”, justificou Jonas. O símbolo, caracterizado pelo laço colorido, poderá ser introduzido como adesi-

vo em placas já existentes nos estabelecimentos. Os vereadores sugeriram também o estabelecimento de uma parceria com a Amafa, para confecção e distribuição do material, como forma de padronizá-lo e facilitar sua identificação. O projeto de lei ruma ao Executivo, onde aguarda a sanção do prefeito. A lei tem 180 dias para entrar em vigor a partir de sua publicação.

Em prol dos autistas Projeto de autoria do vereador Jonas foi aprovado de forma unânime na terça e abre novas perspectivas para quem sofre com o transtorno


12

FARROUPILHA, 21 DE SETEMBRO DE 2018

PROFESSOR DESTAQUE

Reconhecimento aos mestres do ensino Quatro docentes serão homenageadas pela Câmara de Vereadores por projetos de mérito nas escolas farroupilhenses

E

nsinar exige um propósito, além da técnica é preciso ter o dom, conciliar saberes e esforço passando valores e conhecimento. A fim de reconhecer os profissionais que fazem a diferença na carreira do magistério, a Câmara de Vereadores outorga anualmente o certificado de Professor Destaque do Ano. Os vencedores da edição 2018 foram divulgados nesta semana pela Comissão de Educação, Esporte, Cultura, Lazer e Assistência Social da Câmara

de Vereadores, juntamente com o Conselho Municipal de Educação (CME). Foi eleito um representante de cada esfera: rede municipal, estadual, federal e particular (veja quadro ao lado). As docentes vencedoras foram avaliadas por projetos desenvolvidos nas suas instituições de ensino voltados a fortalecer o aprendizado dos estudantes de forma diferenciada, unindo novas práticas ao currículo escolar. A homenagem às docentes acontece no próximo dia 15, justamente o Dia dos Professores, às 18h, em Sessão Solene na Câmara de Vereadores.

Festival Afro foi novamente um grande sucesso na escola Nossa Senhora das Graças e mobilizou instituição de ensino e comunidade de Linha Palmeiro

Pais e comunidade acompanham o Festival Afro que aconteceu no último sábado, na Escola Nossa Senhora das Graças, em Linha Palmeiro, no 1º Distrito. Com música, dança, exposição de trabalhos, participação de grupos afros e aulão de capoeira, a instituição de ensino abriu as portas para a 3ª edição do Festival. O evento foi coordenado pela professora Neila Bonone e envolveu alunos da Educação Infantil ao 5º ano do Ensino Fundamental.

Divulgação

Aprovação

Consolidado Evento chegou à 3ª edição e mobilizou o educandário


13

FARROUPILHA, 21 DE SETEMBRO DE 2018

MENINAS EM QUADRA

Citadino segue, mas no Saturno Com antecipação da 4ª rodada no lugar da 3ª, neste sábado, duelos acontecem em Caravaggio, com entrada franca Ramon Cardoso

A

rodada intermediária do Citadino Feminino de Futsal, organizado pela Liga Farroupilhense de Futsal, ocorre neste sábado, mas não no Ginásio de Lourdes, como habitualmente ocorre, mas na Associação de Desportos Saturno, em Caravaggio. Os duelos têm entrada franca e iniciam a partir das 19h. Na abertura da noite, o líder 1º de Maio/Clip Gráfica Expressa duela contra a lanterna Hórus/Mercadão dos Óculos. Na sequência, a vice-líder Juventus Futsal mede forças com a Valente Futsal/Máquinas Sazi, 4ª colocada. Por fim, o Alvorada/Lancheria GNV/Lulu Acessórios, outra que ainda não pontuou, enfrenta a Chape, 3ª. Pela 2ª rodada da competição municipal, a Chape venceu a primeira ao derrotar a Hórus por 2 a 0, a Juventus fez 1 a 0 no Alvorada e o 1º de Maio aplicou 5 a 1 no Valente. Disputado por seis equipes, as quatro primeiras avançam ao quadrangular final, que definirá a ordem das semifinais.

Três pontos Chape (de uniforme preto e verde) venceu a Hórus por 2 a 0 e conquistou primeira vitória: equipes voltam à quadra neste sábado


14

FARROUPILHA, 21 DE SETEMBRO DE 2018

O Complexo Esportivo do Parque Cinquentenário foi movimentado com muito vôlei no último domingo, no primeiro torneio organizado na parceria entre o Serra Vôlei Clube (SVC) e o Departamento Municipal de Esporte e Lazer (DMEL), vinculado à Secretaria Municipal de Esporte, Lazer e Juventude. Foram 14 equipes, sendo oito no feminino e seis no masculino. Entre os homens, o caneco ficou com a APAA Vôlei UCS, o vice com a TDS e o pódio foi finalizado com o Farrapos. Já entre as mulheres, título para AABB, vice para a Anselmi e o 3º lugar ficou com as Gurias do Vôlei.

Fotos: Divulgação

Um domingo de voleibol

Campeão APAA Vôlei UCS faturou disputa realizada no Cinquentenário no Masculino

Campeã AABB venceu a competição no Feminino ocorrida ao longo do domingo

Hermelu Runners no CGCTM

Copando em Tucumán

A cidade esteve representada no Estádio Monumental José Fierro, em São Miguel de Tucumán. O farroupilhense Cristiano Maciel Cezar acompanhou o primeiro duelo das quartas de final da Taça Libertadores da América entre Atlético Tucumán e Grêmio, realizado na terça. Os gols de Alisson e Everton Cebolinha provaram que o torcedor foi pé quente. Arquivo Pessoal

Na 5ª etapa do Campeonato Gaúcho de Corridas em Trilhas e Montanhas, a Hermelu Runners (foto ao lado) esteve presente com 25 atletas, que competiram nos percursos de 7, 12 e 29 quilômetros, na prova ocorrida em Nova Roma do Sul. Abaixo a classificação dos competidores. 7 quilômetros Sirlei Meert: 2ª na 38 a 42 anos Fransuelen Castagnera: 2ª na 28 a 32 anos Viane Moscone: 3ª na 53 a 57 anos Brenda Trosinski: 3ª na 16 a 22 anos Renan Ditadi: 3º na 16 a 22 anos Samir Doors: 4º na 38 a 42 anos Viviane Vedovelli: 8ª na 38 a 42 anos José Nascimento: 12º na 43 a 47 anos Vanussa Mantovani: 15ª na 38 a 42 anos Luciano Mantovani: 15º na 38 a 42 anos Marcelo Malfatti: 19º na 33 a 37 anos 12 quilômetros Rosalete Brambilla: 1ª na 43 a 47 anos Roque Graff: 1º na 63 a 67 anos Gabriel Rossi: 2º na 33 a 37 anos Ronaldo Spinelli: 3º na 33 a 37 anos André Bisol: 6º na 38 a 42 anos Daniel Rossi: 8º na 28 a 32 anos Adriano Vianini: 9º na 28 a 32 anos Silvio Dias: 9º na 38 a 42 anos Reginaldo Zanella: 10º na 38 a 42 anos Alexandre Holuigue: 10º na 43 a 47 anos Daniel Zaballa: 13º na 33 a 37 anos 29 quilômetros José de Souza: 2º na 53 a 57 anos Maria Rosane de Jesus: 7ª na 48 a 52 anos Cleonir Simonetti: 7º na 38 a 42 anos

BTR Trail Runners no CGCTM

Outra equipe farroupilhense a participar da prova foi a BTR Trail Runners. Confira abaixo como foi a participação do grupo na prova. 12 quilômetros Jossemar Gomes: 4º na 33 a 37 anos Felipe Cecconelo: 5º na 33 a 37 anos 29 quilômetros Samuel Polli: 6º na 33 a 37 anos Vanessa Borsoi: 7ª na 33 a 37 anos

Rumo à semifinal Cristiano representou os gremistas farroupilhenses no duelo

Semana de JEF Vôlei

A etapa do Vôlei dos Jogos Estudantis de Farroupilha começa na segunda e se estende até a próxima sexta, com as finais. São 20 escolas com 780 alunos na competição regular e mais 115 no Mini, que é uma introdução à prática esportiva com os pequenos, ou seja, a modalidade registra 895 participantes. Serão 88 equipes, sendo 65 nas divisões tradicionais além de 23 no Mini. Dominado por farroupilhenses Gabriel Rossi (2º, da Hermelu Runners), Ronaldo Spinelli (3º, da Hermelu Runners), Jossemar Gomes (4º, da BTR Trail Runners) e Felipe Cecconelo (5º, da BTR Trail Runners), na premiação da categoria 33 a 37 anos


15

FARROUPILHA, 21 DE SETEMBRO DE 2018

GAUCHÃO FEMININO

Meninas rubro-verdes em campo Brasil Feminino visita o Estrela, no domingo, em busca dos pontos suficientes para assegurar a classificação no estadual

D

epois de mais um fim de semana sem jogos, o time feminino do Brasil volta a campo domingo, quando encara o Estrela, fora de casa. O duelo tem início às 16h, no campo da SER Aimoré, e a principal mudança é fora das quatro linhas. De mudança do Estado, o técnico Eder Vanzin será substituído por Fernando Varani, que já trabalha nas categorias de base do rubro-verde. “É um início de trabalho. Ainda estamos conhecendo

Ramon Cardoso

Brasil

a característica das meninas. Espero que possamos fazer uma excelente partida no domingo e, se não sanar, reduzirmos os erros das últimas partidas. Teremos uma equipe de marcação forte para que possamos sair desta partida sem sofrer gols, fato que ocorreu com frequência nos duelos anteriores”, salientou o novo comandante. Com muitas partidas adiadas, a competição estadual apresenta disparidades em relação ao número de jogos dos times. O Brasil, por exemplo, vai apenas para seu quarto confronto, o segundo fora de casa. No embate em Farroupilha, o rubro-verde acabou superado pelo Estrela por 3 a 1. O time farroupilhense está em 4º lugar, com a mesma pontuação do Ijuí. Já a rival é vice-líder, com os mesmos pontos do Inter, líder nos critérios.

Hora do troco? No duelo do turno, nas Castanheiras, Tuca (à esquerda) marcou no final, mas não impediu a derrota do time farroupilhense na estreia em casa na competição

Gauchão Feminino (classificação do Grupo A) Equipe

P

J

V

E

D

GM

GS

SG

1)

Internacional

12

4

4

0

0

26

0

26

2)

Estrela

12

6

4

0

2

9

18

-9

3)

Ijuí

3

4

1

0

3

16

10

6

4)

Brasil

3

3

1

0

2

5

10

-5

5)

Palestra

0

3

0

0

3

2

20

-18

Legenda: P (pontos), J (jogos), V (vitórias), E (empates), D (derrotas), GM (gols marcados), GS (gols sofridos) e SG (saldo de gols)


INSIDE

CIDADE

O espetáculo acontece na terça, às 20h, para o público em geral Página 5

Grupo coleta itens para compor kits e ajudar recém-nascidos do HBSC Página 10 e Editorial

Musical “Os Miseráveis” leva arte ao Campus 8

Campanha para montar enxovais a bebês carentes

HERANÇA GAÚCHA E CASA & CONSTRUÇÃO

Tradicionalismo e as opções para residência nos Cadernos Especiais Imagens: Reprodução

Materiais destacam entrega da Medalha Mérito Farroupilha e dicas para quem pretende valorizar o lar, da diversão e lazer à decoração

POLÍTICA

ESPORTE

Preferência no atendimento agora estará devidamente identificada Página 11

Com novo comando técnico, Brasil Feminino encara o vice-líder Estrela Página 15

Projeto beneficia autistas Meninas rubro-verdes vão facilitando inserção social a campo neste domingo


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 21 DE SETEMBRO DE 2018

FORMAÇÃO

Saúde mental na escola é a temática da Jornada promovida pela UCS, na segunda Evento reunirá cerca de 400 participantes para debater o assunto em conferências e grupos de trabalho

C

om a proposta de desenvolver a formação continuada de profissionais das áreas da Saúde e da Educação e qualificar o atendimento a crianças, jovens e adultos é que a Universidade de Caxias do Sul (UCS) promove a 2ª Jornada de Saúde Mental na Escola: Um campo e um problema multidisciplinar. Será na segunda, a partir das 8h30min, no UCS Teatro. O evento abre com a conferência “Saúde mental na escola: atendimento multidisciplinar”, que será ministrada pelo professor Cláudio Roberto Baptista, da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), que possui Doutorado em Educação pela Università degli Studi di Bologna e Pós-doutorado pela Università di Roma. Às 11h a jornada de estudos recebe o professor da UCS, Lucas Fürstenau de Oliveira, com Doutorado em Ciências Biológicas: Neurociências pela UFRGS, que irá abordar a temática “Saúde mental e cérebro ativo”. O intervalo do evento está marcado para às 12h30min. A partir das 13h30min ocorrem os “ateneos” que são encontros de

formação na qual participam pesquisadores ou profissionais experientes para debater sobre uma temática específica. Esses grupos, que são 10 ao total (acompanhe relação completa ao lado), estarão reunidos nas salas do Bloco J. Já às 16h, no UCS Teatro, haverá o lançamento do e-book “Pesquisa: Educação, Saúde e Acolhimento” pela EDUCS, organizado pelos professores Delcio Antônio Agliardi e Verônica Bohm, que narra um percurso investigativo acerca da saúde mental na escola. Cerca de 400 participantes entre professores, educadores sociais, auxiliares educacionais, contadores de história, estudantes e outros profissionais estarão participando. Quem ainda não se escreveu tem oportunidade até esta sexta, pelo site www. ucs.br, com preenchimento de cadastro. As vagas são limitadas. O evento é gratuito e realizado em parceria com o Programa Regional de Ação Conjunta (PRAC) Universidade e Municípios. Também é válido para horas complementares a acadêmicos de graduação da UCS. O encerramento está previsto para às 17h.

Temas abordados nos grupos de debate da tarde, os “ateneos” * Saúde Mental e Transtorno do Especto do Autismo, com Sarai Sánchez de León Fernández (UCS) * Saúde Mental e Práticas Pedagógicas, com Patrícia Giuriatti (UCS) * Saúde Mental e Protocolos Médicos, com Juliana Dall Onder (neurologista) * Saúde Mental e Proteção Jurídico Social, com a promotora de Justiça Simone Martini * Saúde Mental e Família, com Bruna Krimberg Von Muhlen (UCS) * Saúde Mental e Cérebro Ativo, com Nilva Lúcia Rech Stedile (UCS) * Saúde Mental e Rede de Atenção Básica, com Margareth Lucia Paese Capra (UCS) * Saúde Mental e Implicações na Vida dos Profissionais, com Magda Macedo Madalozzo (UCS) * Saúde Mental e Acolhimento, com Cláudia Patrícia Malta Panno de Oliveira, da Secretaria Municipal de Saúde de Caxias do Sul * Saúde Mental e Drogadição, com Deysi Bottin Piovesan, psiquiatra do Centro de Atenção Psicossocial em Álcool e Drogas Reviver

Programe-se O que: 2ª Jornada de Saúde Mental na Escola: Um campo e um problema multidisciplinar Quando: segunda, das 8h30min às 17h Onde: UCS Teatro, no Campus-Sede, em Caxias do Sul Quanto: evento gratuito Inscrições: até esta sexta pelo site www.ucs.br


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 21 DE SETEMBRO DE 2018

Luz Pulsada e se Equipe Espaço da Beleza *

A

Luz Intensa Pulsada (LIP) é uma tecnologia que emite luz com diferentes comprimentos de ondas, atingindo, assim, vários tipos de alvo como a melanina (sardas e manchas escuras), os vasos sanguíneos (microvasinhos da face, pescoço e colo) e o colágeno. Portanto, pode ser utilizada para vários tratamentos. A luz emitida na pele gera calor, atinge a cor vermelha dos vasinhos e a cor escura da melanina das manchas, eliminando-os posteriormente e estimula e remodela o colágeno, mantendo a superfície da pele intacta. Quais são as condições que se beneficiam com o tratamento? * Melanose solar: manchas escuras arredondadas na face, antebraço e dorso das mãos; * Melasma; * Sardas; * Pequenos vasos sanguíneos na face; * Rosácea: apresenta-se como uma vermelhidão na face que, na verdade, é uma trama de vários vasos sanguíneos, ameniza a vermelhidão; * Poiquilodermia: ocorre devido à exposição solar com envelhecimento da pele, localiza-se no pescoço e colo e apresenta-se como uma trama de vasos sanguíneos, vermelhidão, hiperpigmentação e atrofia da pele. A LIP tem ação sobre os componentes da poiquilodermia, conseguindo obter uma melhora acentuada do problema; * Flacidez; * Rugas finas; * Fotoenvelhecimento. Número de sessões de Luz Pulsada

O número de sessões varia c tratada. O profissional que vai d e o tempo de tratamento. O inter tro semanas. Os resultados vão a cada aplicação e variam bastant Recomendação O ideal é agendar uma avalia


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 21 DE SETEMBRO DE 2018

eus benefícios

conforme o caso e a região a ser determinar o número de sessões rvalo entre as sessões é de quaaparecendo progressivamente a te de pessoa para pessoa.

ação, definir protocolo de trata-

Imagem: Reprodução

mento e produtos específicos para usar em casa, mantendo assim o resultado do tratamento. * Espaço da Beleza Centro Estético Independência, 555 – Centro de Farroupilha Fone (54) 3268-5511 WhatsApp: 981.195.645 Fan Page: Espaço da Beleza


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 21 DE SETEMBRO DE 2018

opinião

O que um terapeuta deve saber antes de atender um paciente borderline Eliana Krambek *

O

terapeuta que deseja atender um paciente com o transtorno de personalidade borderline (TPB) deve ter algumas características específicas. Sua personalidade determinará o perfil de trabalho, favorecendo ou não o bom vínculo e a evolução do tratamento de um modo geral. A terapia é o ponto central deste tratamento que demanda um trabalho desenvolvido por uma equipe composta por diversos profissionais como psiquiatra, terapeuta individual, terapeuta de grupo, terapeuta de família, enfermeiro, entre outros. A maior função da terapia é fortalecer a capacidade de pensar do paciente. Afinal, ele apresenta dificuldade em refletir sobre a própria vida e tudo que a envolve. Além disso, apresenta muitos comportamentos que compro-

metem o bom funcionamento da vida, podendo colocá-la em risco através do abuso de álcool e drogas, sexo sem segurança, relacionamentos abusivos, etc. Alguns deles podem apresentar automutilação e tentativas de suicídio. A dificuldade em conduzir as relações de forma saudável é levada para o consultório e repetida na relação com o terapeuta. Lá, ele poderá promover inúmeros boicotes ao tratamento, apresentando muitas faltas, chegando muitas vezes com atraso, sendo agressivo no falar, permanecendo calado em terapia ou, ao contrário, falando todo o tempo, e dessa forma, impedindo que o terapeuta faça algumas colocações. Pode, inclusive, desvalorizar o profissional não pagando seus honorários ou atrasando por muito tempo. Este cenário é frustrante para o terapeuta, que pode passar a se sentir confuso e impotente como profissional. Pode, também, reagir dando

conselhos como uma mãe faria, fazendo mais por este paciente do que para outros. São sentimentos difíceis de tolerar e administrar, fazendo com que muitos profissionais desistam de atender este paciente. Por isso, alguns destes profissionais não atendem ou fogem deste paciente, e ainda assim podem ser muito competentes para atender outros perfis. Quem decide atendê-lo, decide porque, apesar da frustração que sente em muitos momentos, sente-se impulsionado e incentivado a buscar supervisão clínica e, também, Literaturas que abordem este tema. Este possui traços de temperamento como a busca pela novidade, esquiva ao dano, persistência alta (alta tolerância à frustração) e mínima dependência de gratificação. Esses traços facilitam o vínculo e o trabalho terapêutico. Lembrando que o temperamento é herdado e, por isso, varia pouco ao longo do tempo e das cir-

cunstâncias (Sassi e Zito). Normalmente é uma pessoa afetuosa e cuidadosa com o outro. Tem um olhar voltado mais para a pessoa que possui a doença do que para a doença que a pessoa possui (Hipócrates). É respeitosa, tem empatia, é corajosa, apresenta capacidade de ser continente (das angústias do paciente e as próprias), é paciente, possui intuição, é verdadeira e possui capacidade de sobreviver (Zimerman, Bion, Winnicott e Gabbard). Algumas destas características podem ser conquistadas, isto é, desenvolvidas através da terapia pessoal, supervisão de casos clínicos, cursos e leituras específicas. Sem esse tripé não se formará um bom terapeuta, independente do paciente que este escolher atender. * Psicóloga com especialização em Psicoterapia da Infância e Adolescência


Social

Quem foi notícia na sociedade farroupilhense e as atrações para este final de semana na Coluna de Valéria Vettorazzi Páginas centrais

Inside

Sétima Arte

Em sua obra mais densa, Marc Forster mostra como as estruturas de uma relação podem ser bem fragilizadas Páginas 10 e 11

Música

Acordeons embalam a segunda Olivier Forel, da Suíça, e Danilo Cruces, do Chile, apresentam concerto na Casa de Cultura, com entrada franca liana fica próxima da Suíça, me interesso em saber se o público de Farroupilha, que é de origem italiana, vai reagir da mesma forma que o público que já encontremos até agora nessa turnê. Adoro o público brasileiro, as plateias são bem mais calorosas do que o público europeu e de qualquer outro público que já encontrei”, declara o suíço. Já Danilo Cruces é acordeonista natural de Coihaique, Sul do Chile. Aos 9 anos fez sua primeira apresentação em público no “Encuentro de Acordeonistas el Baker”. O artista representou seu País no Encontro de Acordeonistas, onde conheceu Olivier e teve início a parceria. “Espero que possamos compartilhar com o público a nossa música, europeia e Latino Americana, passar um pouco do repertório mundial do acordeon, várias linguagens de música, mas que levam ao mesmo fim. O Brasil é a terra mãe do ‘Dos Alpes aos Andes Duo de Acordeon’, então a turnê tinha que ser aqui. O público tem sido muito bom e esperamos o melhor da apresentação em Farroupilha”, revela Danilo.

Cláudio Etges

I

ntegrando a Turnê RS-Brasil 2018, os acordeonistas Olivier Forel, da Suíça, e Danilo Cruces, do Chile, vão apresentar Duo de Acordeons em Concerto na Casa de Cultura (República, 172), na próxima segunda, às 19h30mim com entrada franca. Dos Alpes aos Andes – Duo de Acordeons é composto pelos artistas do exterior que, através de suas culturas e raízes, apresentam a universalidade da linguagem musical. Cada um com suas particularidades, mas o amor em comum pelo acordeon. Com roteiro e arranjos criados por Danilo e Olivier, o programa do concerto vai apresentar tangos, valsas e composições do folclore. Olivier Forel é acordeonista, pianista, compositor. Nasceu em Nyon, Suíça, e iniciou seus estudos ao piano ainda criança. Se tornou músico profissional em 1980, ano em que trabalhou com a Companhia Lubat, na França. Olivier descobriu o Brasil por Porto Alegre no primeiro Fórum Social Mundial, em 2001. “Como sou suíço e a cultura ita-

Paixão em comum Acordeons em Concerto vem mostrar que, para a arte, não existem fronteiras, na união de Olivier e Danilo pelo amor ao instrumento e, sobretudo, à música

Programe-se O que: Dos Alpes aos Andes – Duo de Acordeons em Concerto Quando: segunda, às 19h30min Onde: Casa de Cultura (República, 172) Quanto: entrada franca


Inside

2

FARROUPILHA, 21 DE SETEMBRO DE 2018

Cinemas Imagens: Reprodução

Shopping Iguatemi (RST-453, quilômetro 3,5) Cinemas GNC 1: Crô em Família - às 13h10min (com legenda descritiva), 17h30min e 21h50min GNC 2: O Candidato Honesto 2 - às 15h10min (com legenda descritiva) e 19h30min GNC 2: O Mistério do Relógio na Parede - às 14h15min e 19h (dublado), 16h45min e 21h40min (legendado) GNC 3: Os Jovens Titãs em Ação! Nos Cinemas (dublado) - às 13h15min e 15h15min GNC 3: Alfa (dublado) - às 17h10min, 19h20min e 21h20min GNC 4: A Freira - às 13h20min e 19h50min (legendado), 15h30min, 17h40min e 22h (dublado) GNC 5: O Predador - às 14h e 19h (dublado), 16h30min (legendado) e 21h30min (legendado e em 3d) GNC 6: 22 Milhas - às 13h30min (dublado), 17h50min e 22h10min (legendado) GNC 6: A Freira - às 15h40min (legendado) e 20h (dublado) Ingressos: segunda e quinta (exceto feriado e Carnaval) a R$ 22,00 e R$ 28,00 (salas 3d); terça e quartas (exceto feriado e Carnaval) todos pagam meia entrada; sexta a domingo e feriado a R$ 26,00 e R$ 32,00 (salas 3d). Meia entrada todos os dias para menores de 18 anos e maiores de 60 (mediante apresentação de identidade), estudantes (mediante apresentação de Carteira de Identificação Estudantil), pessoas com deficiência (com documento que a comprove) e para o Movie Club Preferencial.

Shopping San Pelegrino (Avenida Rio Branco, 425) * Obs: o site do Cinépolis traz apenas os horários dos filmes, mas não informa em qual sala serão exibidos 22 Milhas - às 19h30min (dublado) e 21h45min (legendado) A Freira - às 13h, 14h, 15h20min, 16h15min, 17h40min, 18h40min, 20h e 21h (dublado) e 22h (legendado) Crô em Família - às 14h15min e 16h30min O Candidato Honesto 2 - às 14h45min e 17h15min O Mistério do Relógio na Parede - às 14h30min, 16h45min e 19h (dublado), 21h20min (legendado) O Nome da Morte - às 18h20min e 20h40min O Predador - às 17h e 19h45min (dublado e em 3d), 22h (legendado e em 3d) Os Jovens Titãs em Ação! Nos Cinemas (dublado) - às 13h e 15h Ingressos: nas salas tradicionais, segunda a quarta (exceto feriado) a R$ 23,00 e R$ 11,50 (meia); quinta (exceto feriado) a R$ 25,00 e R$ 11,50 (meia); sexta a domingo e feriado a R$ 26,00 e R$ 13,00 (meia). Nas salas 3d, segunda a quarta (exceto feriado) a R$ 29,00 e R$ 14,50 (meia); quinta (exceto feriado) a R$ 29,00 e R$ 15,00 (meia); sexta a domingo e feriado a R$ 32,00 e R$ 16,00 (meia).

Sala de Cinema Ulysses Geremia (Luiz Antunes, 312) Egon Schiele: A Morte e a Donzela - sexta a domingo, às 19h30min Ingressos: R$ 10,00 e R$ 5,00 (estudantes e sênior)

Entrando em cartaz Cineastas americanos em ação: Eli Roth faz uma inédita incursão pela Fantasia com “O Mistério do Relógio na Parede”, já Peter Berg comanda a Ação “22 Milhas”, com Mark Wahlberg


Inside

FARROUPILHA, 21 DE SETEMBRO DE 2018

3

Arte

Aprendendo com o afeto animal Exposição de José Antônio Troitiño, na Casa Legislativa Lidovino Antônio Fanton, retrata lições de amor entre os animais Yasmin Signori Andrade

A

série “Afeição Animal”, de José Antonio Troitiño, está em exposição no hall da Câmara Municipal de Vereadores. A visitação pode ser feita de segunda a sexta, das 8h30min às 11h30min e das 13h30min às 17h30min, com término previsto para início de outubro. Esta é a terceira coleção de quadros do artista exposto no Legislativo. A primeira, “Farroupilha Ontem e Hoje”, retratou a cidade no passado, e a segunda, “A Água é Essencial à Vida: É Preciso Preservar a Natureza”, foi uma forma de conscientização por meio da arte. “Afeição Animal” é uma série que retrata o comportamento afetuoso dos animais, com seus filhos, seus semelhantes e parceiros, propondo uma reflexão sobre as nossas ações fraternais. Todas as obras foram produzidas em 2017, formando assim, 10 quadros que integram a mostra. “Essa afeição, esse carinho e cuidado é natural. Mesmo selvagens eles expressão esse amor e proteção. As representações de afeição, nas pinturas que fiz para essa série, são uma verdadeira lição de amor”, descreve Troitiño. O artista plástico possui mais de 160 obras catalogadas e utiliza a técnica de óleo sobre tela, expressando realismo e naturalismo. Troitiño também faz obras para encomendas. Mais de seu trabalho pode ser conferido no site: troitinoart.com.

Programe-se O que: exposição “Afeição Animal” Quando: até início de outubro, das 8h30min às 11h30min e das 13h30min às 17h30min Onde: Casa Legislativa Lidovino Antônio Fanton (Júlio de Castilhos, nº 420, Centro) Quanto: entrada franca

Lição dos semelhantes As obras de Troitiño que retratam o amor entre os animais ficarão expostas até o começo de outubro no hall da Câmara


Inside

4

Crônicas da Redação Ramon Cardoso

ramon@jornalinformante.com.br

O ambiente virulento em que se transformou essa eleição é apenas mais uma, e diga-se de passagem, uma das heranças menos nefastas do PT e seus puxadinhos de esquerda. Essa virulência teve seu ápice há quatro anos, na campanha da mulher sapiens, onde “fake news” era um termo que nem existia, mas que foi propagado à exaustão. Mas isso é apenas para contextualização. Quando um candidato à Presidência sofreu uma tentativa de assassinato, ficou muito claro que isso aqui, que estamos presenciando, é muito mais do que uma eleição, especialmente quando a vítima do atentado passou a ser apontada como culpado pela esquerda, autora do crime. Embora o candidato em questão esteja longe de ter um discurso centrado no politicamente correto (e justamente daí provém sua aceitação e popularidade), outro dispara barbaridades a toda hora, mas este nem de perto recebe o mesmo tratamento. Nesta campanha, este candidato, no período eleitoral, chamou um vereador paulistano negro de capitão de mato (racismo) e a promotora que abriu investigação sobre o fato de filha da ... (injúria), chamou um candidato a governador de veado (homofobia), disse que a função da sua mulher é dormir com ele (machismo), que esta é a eleição da testosterona (misoginia) e que, se ele for presidente, vai colocar o MP e o Judiciário de volta na caixinha (desprezo e desrespeito às instituições). No último domingo, agrediu física e verbalmente um jornalista e ordenou (???) sua prisão. Porém, o candidato racista, grosseiro, homofóbico, machista e intolerante é um só. Ele está em um hospital, se recuperando de uma tentativa de assassinato. O citado no parágrafo acima não teve sequer um dos absurdos e impropérios que disse veiculado em um telejornal ou publicado em jornal de grande circulação. É disparado o mais aloprado, desqualificado e despreparado candidato a concorrer ao cargo máximo da nação em toda a história. O silêncio constrangedor, criminoso, hipócrita e patético da grande imprensa, numa clara tentativa de preservação de seu candidato protegido, depõe contra todos que trabalham sério na área e acabam sendo arrastados para o mar da lama que se transformou a mídia do País, com sua perda de credibilidade progressiva. Apenas um candidato é alvo da quase totalidade das notícias de checagem e o conteúdo produzido somente é publicado caso exponha, por menor que seja, alguma contradição. Mas o que mais choca é a massa de manobra dessa turba. Gente instruída, com educação, que frequentou boas escolas e universidades, mas age como burro de padeiro, faz vista grossa para a verdade, destila sua hipocrisia em escala industrial e atua como fantoche a serviço de um projeto totalitário de poder, que de democrático não tem nada. Não é de graça que estamos atrás da Venezuela no IDH da ONU. Nunca o voto foi tão determinante para virarmos esse jogo e evitarmos o abismo. x-x-x-x-x-x Em tempo, o Ibope divulgou nova pesquisa (???) nesta semana. Em relação à anterior, os candidatos de centro e direita, Alckmin, Dias, Amoêdo e Meirelles perderam, somados, cinco pontos. Bolsonaro subiu dois. Parabéns. Na certa esses votos migraram para o Haddad.

Agenda SEXTA

Os Pelicanos República Beer (República, 445, subsolo), às 23h Sextaneja com Jonatan e Tiago Favorita Beer Store (Ernesto Fetter, 18), às 22h Preview Oktoberfest, La Birra e Zero 54 Zero 54 (Augusto Pestana, 154, em Caxias do Sul), às 19h Exposição Arte Pelo Fogo e Exposição Coisas do Meu Pago Fundação Casa das Artes (Herny Hugo Dreher, 127, em Bento Gonçalves), às 8h

SÁBADO The Beatles no Acordeon Favorita Beer Store (Ernesto Fetter, 18), às 21h

Divulgação

Está em jogo muito mais que uma eleição

FARROUPILHA, 21 DE SETEMBRO DE 2018


FARROUPILHA, 21 DE SETEMBRO DE 2018

Inside

Música

Musical Os Miseráveis acontece na próxima terça, às 20h, para público em geral Aline Fagundes

Alunos em cena O projeto permite que os estudantes do curso de Música e os participantes do Coro do Moinho da UCS possam participar da experiência de palco, desenvolvendo assim habilidades musicais

E

Paulo Roque Gasparetto prgasparetto@terra.com.br

Campus 8 em cena

ssa é a segunda edição do projeto “Campus 8 em Cena”, ação dos acadêmicos dos cursos da area do conhecimento de Artes e Arquitetura, ministrados no Campus 8 da Universidade de Caxias do Sul (UCS). A primeira aconteceu em julho do ano passado, apresentando “O Fantasma da Ópera”, agora, é a vez de “Os Miseráveis: O Musical”, uma adaptação do original “Les Misérables”, de Claude-Michel Schönberg. Serão duas apresentações do espetáculo na terça, no auditório do Campus 8, às 17h para escolas e às 20h para o público em geral. A entrada é franca, com ingressos limitados que devem ser retirados no local. “O projeto de montagem de um espetáculo cênico-musical na UCS teve o seu início no curso de Licenciatura em Música. Hoje, o projeto integra todos os cursos do Campus 8 e é desenvolvido por professores, alunos e funcionários da instituição

5

e tem como objetivo proporcionar aos alunos uma experiência interdisciplinar”, explica a coordenadora do curso de Licenciatura em Música e do projeto Campus 8 em Cena, Suelen Scholl Matter. A ação tem como objetivo contribuir para a formação complementar dos alunos através da promoção da interdisciplinaridade, da pesquisa e da aproximação e interação do estudante com diferentes áreas de atuação profissional, além de despertar na comunidade o interesse pela música e arte.

Programe-se O que: Musical “Os Miseráveis” Quando: terça, às 17h, para escolas, e às 20h, para o público em geral Onde: UCS Campus 8 (Avenida Frederico Segala, 3099, bairro Samuara, Caxias do Sul) Quanto: entrada franca

Acolher e falar é a melhor solução A natureza toda é uma entrega e acolhida. É bom ser acolhido. É bom acolher. Acolher é um gesto de amor. É o primeiro gesto de amor, quando se deseja um relacionamento. É da acolhida do homem e da mulher entre si que nasce o amor. A acolhida é o princípio da transformação. A rejeição é o princípio da condenação e da morte. Amar é acolher a pessoa como ela é. Também, além de acolher e falar, meu viver é partilhar. Esse é um programa de vida que deveria estar presente em todos os momentos da nossa vida, inclusiva na hora da nossa partida. Nessa direção, durante todo o mês de setembro, somos convidados a acolher e de cuidar dos nossos sentimentos. Esta iniciativa é para chamar a atenção para o mês de prevenção do suicídio. Este ano, campanha do “Setembro Amarelo” tem como tema o “Falar é a melhor solução”. A ideia é promover eventos que abram espaço para acolhida e debates sobre suicídio, além de divulgar o tema e alertar a população sobre a importância de sua discussão. O suicídio é um problema de saúde pública no Brasil e os casos têm crescido, principalmente entre os jovens. De acordo com números do Centro de Valorização da Vida (CVV), 32 brasileiros se matam por dia, média de uma morte a cada 45 minutos. Essa taxa é maior do que a de vítimas de Aids e da maioria dos tipos de câncer. No Brasil, o CVV realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo com a acolhida voluntária, onde todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, e-mail e chat 24 horas todos os dias. A esperança é o fato de que, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), nove em cada 10 casos poderiam ser prevenidos. É necessário a pessoa buscar ajuda e atenção de quem está à sua volta. Falar também é a melhor solução já que a pessoa que pensa em suicídio sofre uma grande dor e não vê saída para ela. Em geral, quem pensa em suicídio não quer necessariamente morrer, mas fazer aquela dor sair, mas não sabe como. Nessa direção, o tempo não é meu. Devo colocá-lo à disposição das pessoas que nós amamos: nossa família, nossas comunidades e nosso mundo, muitas vezes com um gesto bem simples de emprestar os nossos ouvidos para que alguém possa desabafar. Eu o recebi de graça e por isso devo pô-lo a serviço do bem-estar das outras pessoas. O meu corpo, meus órgãos não são meus. Eu não me comprei. Não me fiz existir. Sou uma graça para a humanidade. Quando já não vou mais precisá-los devo ser uma graça, um dom para os outros. Assim vai acontecendo a partilha da vida. É por tudo isso que eu posso dizer que sou doador de órgãos. Que tudo aquilo que pode ser aproveitado, depois da minha partida, que seja partilhado. Sabemos que Deus se partilhou em totalidade. Entregou sua vida na pessoa de Jesus. Deus, que tudo partilhou, nos ensina a partilhar a nossa vida, por isso, vamos conversar nas nossas famílias sobre a decisão de ser um doador, pois, por inúmeras vezes, a família deixa de autorizar a doação por não conhecer o desejo do seu ente querido. Assim, acolher e partilhar os órgãos que temos, depois que não servem mais para nós, é o novo jeito de viver. * Pároco da Paróquia Sagrado Coração de Jesus e doutor em Comunicação


Daniela De Rocco Fotografia

O

Show

show do Vitor Ramil, que havia sido reagendado no mês passado, acontece neste sábado. Com realização e organização do Sesc Farroupilha, o evento inicia às 20h no Auditório Professor Raul Bampi, na UCS Farroupilha. Vitor Ramil é compositor, intérprete e escritor, autor de 11 discos, dois songbooks, três romances e um ensaio. Os ingressos estão disponíveis na entidade promotora.

Beatles

A Favorita Beer Store realiza uma festa diferente neste sábado, com a banda The Beatles no Acordeon. O show é um tributo aos queridos do rock mundial The Beatles. A casa abre às 21h e conta com abertura da banda DennyOliver Trio.

Cultura

Cristiano de Oliveira

Neimar De Cesaro

Desde esta quinta, está aberto o Festival Internacional de Folclore em Nova Prata, que ocorre até o domingo. O evento visa resgatar a cultura de 13 Países com suas danças típicas, apresentadas por 22 grupos ao longo destes dias. As apresentações ocorrem no Ginásio Alcides Tarasconi, no bairro Santa Cruz.

No último domingo foi a vez da Julia Pegoraro comemorar seus 6 aninhos ao lado dos pais Adriano Pegoraro e Marli Walisszewski Pegoraro, amigos e familiares, na Villa Festas e Eventos

Tailine Farinela Toso e Junior Toso compareceram ao Baile da AFEI, que ocupou o Clube do Comércio, no sábado

Larissa Ramos e Rodrigo Lima aproveitaram a festa sertaneja do Boteco do Chá, semana passada

Lauri e Rosemeri Sordi celeb em bela cerimônia na Igre familiares foram recepci


Divulgação

Janine Gonçalves

O fotógrafo Júnior Machado curtiu a noite de sábado na festa que agitou o Muinho Mayara Martins circulou pelo Boteco Antonielle, no domingo

Fique por Dentro Deise Dagnese/ND Vídeo Digital

braram Bodas de Prata no sábado, eja Santo Antônio. Os amigos e ionados no Restaurante Top 5

MDBF

O Mississippi Delta Blues Festival, tradicional festival de blues que ocorre na cidade vizinha de Caxias do Sul, já tem data confirmada. Com a temática “Mississippi Shack Edition” o evento ocupará a Estação Férrea entre os dias 22 e 24 de novembro. Os ingressos já estão à venda.

Movie

O cinema a céu aberto de Garibaldi está de volta. O Wine Movie Peterlongo, que ocorre nos jardins da Vinícola Peterlongo, será realizado no próximo dia 29. Nesta edição o filme escolhido é “Um Bom Ano” e o espaço estará aberto a partir das 18h30min. O ingresso dá direito à pipoca e a uma taça personalizada, de vinho ou espumante.

Prost

Outubro não chegou ainda, mas as comemorações para a Oktoberfest, sim. Nesta sexta o Zero 54 e o La Birra Caxias promovem o Preview da 4ª Oktoberfest La Birra. Na pista principal o ritmo é rock com a banda Ladies and Tramp e na segunda pista os DJ’s residentes comandam outros estilos. Para celebrar o encontro haverá promoção de seis estilos de cervejas.


Inside

8

Fabrício Oliboni fabrioliboni@gmail.com

Muitos não, poucos sim

* Agente de intercâmbio e bacharel em Relações Internacionais

Música

Sábado ao som de Ramil O show, que teve que ser adiado, vai acontecer no sábado às 20h, no CFar Satolep Press

Difícil não falar de política. Não há como evitar, é o centro das atenções. Ainda mais nessa reta final de eleições, onde não há nada definido e o Brasil gira em torno de expectativas e receios. Período onde os ataques vêm de todos os lados na luta pelo poder, pela sua perpetuação e para alguns, que realmente querem mudar o status na qual o País se encontra, para melhor. Saber bem quem são esses na hora de votar não é fácil, mas uma hora o brasileiro aprende. Tem que aprender. Tem tanta coisa acontecendo que é complicado definir um tópico para falar nesse emaranhado político na qual se encontra o Brasil. Situação do Lula, “discurso de ódio”, o partido Novo, os prós e contras ao Bolsonaro, quem contra quem no 2º turno, a estagnação do Alckmin, os surtos do Ciro, pra onde vai a Marina, o “voto útil”... assuntos, polêmicas e discussões não faltam. Sem definir um tema único, acho interessante analisar com calma algo que sempre está presente na política, e que tem se destacado muito ao meu ver nessas eleições, particularmente: a hipocrisia. Vi há alguns dias a campanha do “EleNão”, que se refere ao Bolsonaro. Tudo bem não votar no cara, motivos para isso têm aos montes. Mas quando os argumentos para não votar nele se enquadram tão bem quanto no candidato que essa pessoa irá de fato votar, aí temos uma boa dose de incoerência e hipocrisia. Em muitos casos é fanatismo, em outros é ignorância e, talvez em números alarmantes, mau caratismo e vista grossa. Ainda sobre o “EleNão”, me parece muito confortável posicionar-se a dizer um não, mas ao mesmo tempo não manifestar qual seria o seu voto. Muitas vidraças seriam quebradas, então parece conveniente mesmo apenas ficar na negativa. Eu vejo essa hipocrisia de forma muito mais clara e escancarada na esquerda, mas não quer dizer que ela não esteja também muito presente na direita. Defender o Bolsonaro como se ele fosse alguém iniciante na política, um cara de fora do meio e que veio para mudar as coisas para melhorar é ignorar completamente o fato de que ele já tem muitos anos de política e presença constante na Câmara. Então aí também tem certa hipocrisia em querer algo novo, uma política mais assertiva e transparente, votando em alguém que poderia ter mudado, sim, mas que não é novato nesse tabuleiro de xadrez político. Vejo muitos nãos e poucos sim. As entrevistas do Jornal Nacional com os candidatos focaram-se mais em expor o lado negativo dos candidatos, bater com as fragilidades de cada um, ou mesmo temas mais sensíveis nas trajetórias de cada um e seus partidos. Motivos expostos para que se possa dizer não, e poucos para que tragam junto afirmativas, alguns sim para variar com propostas e o que cada um teria a oferecer de concreto em ideias a serem implementadas no País. Repito o que falei de início, que temos ataques em abundância e poucas afirmações construtivas, debates de ideias e melhores soluções para o Brasil. “Ah, mas é política, é assim que a coisa anda”. Duvido alguém que esteja satisfeito ao ver como estamos hoje, falando de País, nossa sociedade, educação, segurança, saúde, economia... então manter o que já vem repetidamente sendo apresentado como falho não me parece ser o que queremos e buscamos.

FARROUPILHA, 21 DE SETEMBRO DE 2018

Total envolvimento O álbum Campos Neutrais possui músicas inéditas do compositor, além de ser produzido por ele

P

romovido pelo Serviço Social do Comércio (Sesc) através do projeto Arte Sesc – Cultura por toda parte, o show que estava inicialmente marcado para 26 de agosto, e foi transferido por um problema de saúde do cantor, ocorre neste sábado. O evento ocorre às 20h, no Auditório Professor Raul Bampi no CFar (Rodovia dos Romeiros, 567). Os ingressos estão disponíveis na unidade do Sesc (Cel. Pena de Moraes, 320), os valores podem ser conferidos ao lado. Para quem já havia adquirido o ingresso para a apresentação, não há necessidade de trocar, poderá ser utilizado o mesmo. Para quem desejar solicitar ressarcimento, o Sesc fará a troca pelo valor correspondente, no local onde o ingresso foi adquirido, mediante apresentação do mesmo. O artista, natural de Pelotas, possui mais de 30 anos de carreira e já lançou 11 discos. O último, Campos Neutrais, é o que conduz a turnê que passará pela cidade. Ramil é um dos artistas contemporâneos mais reconhecidos do Estado e na

carreira foi indicado 25 vezes ao Prêmio Açorianos, concedido para os melhores do ano em diferentes áreas artísticas, onde recebeu 14 títulos. “Em tempos de polarizações e xenofobia, no meu disco há uma grande mistura, parceiros do Norte, Nordeste e Sul do Brasil, da Argentina, versões para canções da Galícia e dos Estados Unidos, letras em português, espanhol e inglês. Em tempos de superficialidade, Campos Neutrais propõe um aprofundamento”, declara o artista sobre o álbum.

Programe-se O que: show de Vitor Ramil Quando: sábado, às 20h Onde: Auditório Professor Raul Bampi, do CFar (Rodovia dos Romeiros, 567) Quanto: cartão Sesc/Senac na categoria comércio e serviços, R$ 12,00; estudantes, professores, maiores de 60 anos e classe artística, R$ 13,00; empresários e dependentes com cartão Sesc/Senac, R$ 18,00; público e geral, R$ 26,00.


FARROUPILHA, 21 DE SETEMBRO DE 2018

Inside

9

Dolores Maggioni

Moda

doloresmaggioni@terra.com.br

Novas coleções do Farroupilha’s Center

Na varanda do anoitecer

Desfile de apresentação acontece na terça, às 10h, no Shopping de Atacado

D

esfiles de lançamento das coleções de Primavera/Verão 2019, vão acontecer na terça, às 10h, no Shopping de Atacado Farroupilha’s Center (RS 122, quilômetro 61, nº 4166). O evento contará com a presença de Carol Bittencourt, modelo e apresentadora, que irá desfilar para algumas marcas, além de blogueiras que farão parte da divulgação do evento. O lançamento das coleções é exclusivo para lojistas cadastrados. São peças de todos os segmentos que serão apresentadas no evento: femininas, masculinas e infantis. “A expectativa é muito boa, já temos muitas parcerias confirmadas e eventos como esse são uma oportunidade de mostrar os produtos que a Serra Gaúcha tem a oferecer”, declara Miriam Rita Bozzetti, sócia proprietária do Farroupilha’s Center. O Shopping oferece café da manhã e almoço cortesia no dia do evento para os lojistas presentes. Para participar do evento e conferir os desfiles, lançamentos e promoções, é preferível confirmar presença pelo telefone 2109-6565.

Divulgação

Programe-se O que: Desfile Primavera/Verão 2019 do Shopping Farroupilha’s Center Quando: na próxima terça, às 10h Onde: Farroupilha’s Center (RS 122, quilômetro 61, nº 4166) Quanto: entrada franca, devendo confirmar presença com antecedência

Tendências da estação Serão apresentadas diversas peças para ficar na moda no período mais quente do ano, sempre com muita beleza e estilo

O sol começa a se pôr. Visto desde a minha janela, cada dia apresenta um espetáculo diferente. Amo o anoitecer. A beleza que ele conserva. O ocaso do dia é o despertar do último brilho de sol. Guardo meus sonhos de beleza no bolso da alma. As cenas do diuturno vão se tornando invisíveis. Embora rotineiro, o ritual deste momento arrepia a pele. Perco meus olhos na curva do horizonte. Pássaros sonoros melodiam meu deleite. Passam as horas embrulhadas em carmim. E sequer deixam que se sintam passar. Noite agora. A casa já escurecida toma a coloração púrpura azulada. A noite impõe o seu domínio. Uma escuridão fosca e borrada veste as ruas. Minúsculas gotículas de sereno se parecem com insetos esbranquiçados ao passarem pelos raios de luz da rede pública. Algumas janelas iluminadas difusamente transformam-se em retângulos embaçados. A lua espia, apoiando seus braços sobre o dorso da vida. O ombro da noite se veste de estrelas. A imobilidade e o silêncio convidam à reflexão. O poder da existência... o cintilar do cosmos... As palmeiras da avenida tornam-se vultos esguios e esquálidos. A varanda entreaberta permite a entrada do hálito da noite. E a noite se arrasta por entre rostos pálidos... ventos... corpos... beijos... saudades... dores liquefeitas... sonhos acordados... esperas... ausências... afagos... palavras... senões... vazios... paixões... Revejo a vida. A natureza dos fatos e das coisas rarefeitas pelo tempo. A vida dói rasgando as artérias das memórias. Irretorquíveis, as contradições que se escondem sobre nossa insignificância diante de certas histórias da vida. A terra ruminando a vida dos homens! Viver é estar cercado de vidas e, mesmo assim, estar só. Sob este céu vivemos, andamos, fazemos coisas. Há desejos e vontades... histórias incompletas... rotas impedidas... palavras silenciadas... reversos de nós mesmos. Já muito tarde olho o relógio sobre o piano, e os ponteiros estão ali, mecânicos, como se deles dependesse o tempo para passar. Não há ansiedades andando pelos campos. Não há raivas navegando pelas nuvens. Não há medos dissonando o pio dos pássaros. A natureza respira calma a simplicidade. Tudo é tranquilo, introspectivo, chama ao recolhimento e à meditação. É um convite ao pensamento. Abro as portas da alma. Embora adormecida, deixo-a inundar-se pelo rubros olhos do anoitecer. Acarinho-os docemente. Pouso seus braços sobre meus joelhos e segredo em seu ouvido um poema de amor. Baixinho. Para não acordar a alma. Este anoitecer mais parece uma estação da alma do que da natureza. Os olhos contemplam. A alma se inebria. Por milhares de anos esta florescência se repete. E nem sempre paramos para observar o céu, o sol, ou a lua branca de fulgores e de encanto. * Escritora


Inside

10

FARROUPILHA, 21 DE SETEMBRO DE 2018

Sétima Arte

Conectados na desesperança, “Por Trás dos Seus Olhos”, um drama romântico alicerçado na dependência, evolui para a mais absoluta miséria quando os protagonistas são inseridos em uma outra realidade

U

ma relação pode ser pautada de muitas formas. Porém, o grau de envolvimento entre parceiros, que já é difícil de mensurar em condições normais, fica ainda mais complicado de ser avaliado a partir do momento que há um vínculo de dependência intrinsicamente ligado à questão. Os americanos James (Jason Clarke) e Gina (Blake Lively), aparentemente, são um casal perfeito, não fosse por uma particularidade: Gina é completamente cega e, por tabela, totalmente dependente do esposo, que trabalha em uma seguradora e, por conta disso, teve que se mudar para Bangcoc. Mas tudo muda a partir da possibilidade de Gina receber um transplante de córnea e, com isso, voltar a enxergar. Seria o melhor dos mundos, não fosse por uma mudança de postura na própria personagem. Quando se envolveu com James, ela já tinha sofrido o acidente que resultou na perda de visão. Este, contudo, não é o único drama do casal. O desejo de ter um filho é enorme e as diversas tentativas resultam infrutíferas. Elas coincidem justamente no momento em que Gina come-

ça a recuperar a visão. É natural que sinta-se mais confiante e pronta para vislumbrar um mundo que era, em parte, ‘visto’ a partir de James. É uma mistura de deslumbramento pela novidade, por reaprender a viver em plenitude, com desencantamento. Gina tem a impressão que está aprisionada a uma realidade que é bem diferente da que projetava quando estava privada da visão. E isso, por si só, desencadeia um turbilhão que é difícil de assimilar, convenhamos. Essa desconexão é naturalmente sentida por James. Logo ele resolve reeditar a viagem de lua de mel à Espanha, como uma forma de restabelecer uma ligação que parece se esvair entre as mãos. A visita à irmã de Gina, Carla (Ahna O’Reilly), em Barcelona, faz parte do pacote, mas ao invés de resultar em uma reaproximação, acaba abrindo ainda mais os horizontes da esposa. A trama dirigida e roteirizada por Marc Forster é delicada como a questão. Não há uma franqueza capaz de expor os reais sentimentos da dupla e, justamente neste momento, a perspectiva de perda é acentuada. E ela é muito mais evidente em James. Se antes da cirurgia era Gina que depen-


FARROUPILHA, 21 DE SETEMBRO DE 2018

Inside

11

Sétima Arte

afastados na perspectiva Divulgação

Mudança visceral James (Jason Clarke) e Gina (Blake Lively) parecem não estar maduros o suficientes para um novo relacionamento: ressalvas escancaradas da pior maneira

Imagem: Reprodução

dia dele, a situação, agora, está invertida. Evidente que essas misérias deveriam ser evisceradas e colocadas em pratos limpos, mas é muito fácil imaginar isso estando distante da relação. Se colocar na pele dos protagonistas é difícil, bem como aceitar que o envolvimento não era pleno e que a adoração, de uma das partes, era mais intensa que da outra. E essa possibilidade de perda evoca sentimentos bárbaros e mesquinhos, tanto de um lado quanto de outro. É neste ponto que o grau de dependência parece estar muito mais aflorado do que em qualquer momento de limitação física, embora seja provável e até mesmo inevitável que o fato desencadeie problemas em profusão. O cineasta alemão faz possivelmente o trabalho mais reflexivo da carreira. Consagrado pelo impactante “A Última Ceia”, de 2001, ele conduz um longa altamente sensorial, que é revelado em camadas, literalmente pelo olhar de Gina, mas fundamentalmente pelas ações dos protagonistas, mergulhados em uma relação que parecia perfeita, mas que acabou se revelando fraturada.

Título original All I See is You Título traduzido Por Trás dos seus Olhos Direção Marc Forster Roteiro Sean Conway Marc Forster Gênero Drama Duração 109 minutos País Estados Unidos Ano de produção 2016 Estúdio Sierra Affinity SC International Pictures 2 Dux² Distribuição Paris Filmes


12

Horóscopo Áries - 21/03 a 20/04

Há dificuldades entre amigos ou participações de atividades em equipe. Não consegue se sentir encaixado com a experiência e sentirá o desejo de fazer um corte. Examine a frequência de seus desejos e a baixa autoestima para identificar o seu real valor dentro do grupo ou com amigos.

Touro - 21/04 a 20/05

Semana tensa para encaminhar acordos comerciais ou tratar de assuntos do campo afetivo. No relacionamento é importante entender o cenário para não fazer escolhas erradas. O cônjuge passa por uma semana de desafetos e está propenso a tomar uma decisão importante.

Gêmeos - 21/05 a 20/06

É necessário obter informações adequadas e colocar as ideias em movimento no trabalho. Atenção com a insatisfação, com a preguiça e com as escolhas erradas que podem prejudicá-lo. Pode haver desafetos no ambiente de trabalho, mas a solução está em seu conhecimento. Valorize-se.

Câncer - 21/06 a 20/07

É necessário varrer da sua vida qualquer tipo de rivalidade, ciúme e inveja que atrapalham a troca afetiva. Foque no desenvolvimento da autoestima com consciência do seu valor. A transformação sobre o que de fato você merece daqui para frente depende de mudanças internas.

Leão - 21/07 a 22/08

É desafiador para você lidar com o relacionamento ou com uma pessoa importante para a experiência. O cenário indica desafetos e rivalidades que colocam em destaque os sentimentos envolvidos. Antes de tomar qualquer decisão, analise o que o “outro” tem a dizer e depois faça a sua escolha.

Vírgem - 23/08 a 22/09

Está sendo altamente testado no trabalho. É importante avaliar o seu valor para fazer uma escolha adequada. Expresse com qualidade seus anseios e, com inteligência, tenha uma escuta cordial sobre os fatos. Atenção com desafetos, intrigas e rivalidades.

Libra - 23/09 a 22/10

Está em busca de valorização material e, para isso, a autoestima está sendo tocada consideravelmente. É essencial problematizar internamente o seu real valor e como lidar com trâmites financeiros que envolvam o prazer ou filhos. Acredite, você merece o melhor, porém depende muito de sua postura.

Escorpião - 23/10 a 21/11

Você está com dificuldades de perceber o seu valor e a experiência o deixa em destaque. As circunstâncias problematizam o setor financeiro e os afetos, principalmente com pessoas próximas ou com os familiares. Crie condições de entender o momento atual com maior abertura nas relações e não crie atrito com as pessoas.

Sagitário - 22/11 a 21/12

Está observando as circunstâncias com as pessoas próximas ou com parentes. Provavelmente há desafetos que prefere recolher e analisar no silêncio. Existe o desejo de se expressar, entretanto, é importante analisar as palavras e se o cenário traz essa possibilidade. Cuide do seu emocional.

Capricórnio - 22/12 a 20/01

Há rivalidades e desafetos que se relacionam com o seu dinheiro e o seu trabalho. Dê atenção especial às relações pessoais, promovendo harmonia e equilíbrio, porém priorizando suas necessidades e seu valor. As relações devem ser guiadas com cordialidade e justiça.

Aquário - 21/01 a 19/02

Você está em evidência e existem desafetos com pessoas próximas que interferem em suas metas. É necessário analisar suas posturas e o cenário em que está inserido para fazer um bom julgamento. É realmente desafiador perceber a nós mesmos, entretanto, essencial para fazer escolhas que estão exclusivamente em suas mãos.

Peixes - 20/02 a 20/03

Existem experiências que tocam seu emocional com profundidade e que o levam ao silêncio. A experiência em si toca pessoas de seu convívio ou parentes. Atenção com rivalidades e desafetos que precisam ser analisados com entendimento emocional. Crie condições de analisar sua autoestima e a visão sobre seu valor.

Inside

FARROUPILHA, 21 DE SETEMBRO DE 2018


FARROUPILHA, 21 DE SETEMBRO DE 2018

TENHA SEU PROPRIO NEGÓCIO! EXCELENTE OPORTUNIDADE! VENDO BAR, ponto com mais de 30 ANOS! Clientela feita! Vários cômodos. Bairro São Luiz em Farroupilha. Estudo proposta! Whats 9 9927 9136. BARBADA! Vendo terreno de 624m², com projeto pré-aprovado na Prefeitura para 15 apartamentos, com estrutura do alicerce. Pronta com filtro e fossa colocada. Bairro Imigrante em Farroupilha. Tratar pelo telefone: (54) 9 9962-9252 c/ Geraldo. Valor R$ 330.000,00. Vende-se casa no Bairro Imigrante com 2 pavimentos, 3 quartos em cada pavimento, 2 vagas de garagem, cercada com grades, portões eletrônicos, alarme, câmera, espera para gás e água quente. Tel. (54) 9.9686-4860. ALUGO PAVILHÃO de 600m² no loteamento América, entrada para a Linha São Miguel, perto da Multi Nova. Altura interna de 8 metros, sem colunas. Amplo espaço para estacionamento. Tratar: (54) 3268-0522.


2

FARROUPILHA, 21 DE SETEMBRO DE 2018


FARROUPILHA, 21 DE SETEMBRO DE 2018

3

VENDO TERRENO de esquina com 1.377m² a uma quadra da rodoviária e do Shopping Centro de compras. Valor R$ 650.000,00. F. 9 9118.1642. VENDO TERRENO, localização central em Arroio do Sal a duas quadras do mar. F. 9 9118.1642. ALUGUEL DE SALA COMERCIAL. Negociamos valores! Localizada no bairro São Luiz, com 168m². Fones: 9 9951.3583 / 3268-1062. OPORTUNIDADE para Investimento! VENDO 4 terrenos de Cooperativa já com área comprada R$ 110.000,00 (pelos quatro) F.: 9 9118.1642. VENDO CASA MISTA localizada no Bairro Pio X, ao lado da Igreja. (A mesma já está alugada através de imobiliária pelos valores de R$ 1.500,00 por mês). R$ 250.000,00 Tratar: (54) 9 9118 1642.


4

FARROUPILHA, 21 DE SETEMBRO DE 2018


FARROUPILHA, 21 DE SETEMBRO DE 2018 Parte integrante da Edição 556 Não pode ser vendido separadamente

Cultura, história e tradição perpetuadas Fabiano Gasperin

Entrega da Medalha Mérito Farroupilha, conferida pela Casa Legislativa Lidovino Antônio Fanton, a Vanda Cristina Basso (CTG Ronda Charrua), Tiago Paese (CTG Chilenas de Prata), Marco Antônio Martins (Piquete Querência Farroupilha), Pedro Piccolo (CTG Aldeia Farroupilha) e Antônio José Zanella (CTG Rancho de Gaudérios) foi um dos pontos altos da Semana Farroupilha, que movimenta o Acampamento Farrapo até domingo Páginas 3 a 5


2

FARROUPILHA, 21 DE SETEMBRO DE 2018

SEMANA FARROUPILHA

Tradição continua até domingo Para quem não viajou no feriadão, ainda há tempo de curtir o Acampamento Farrapo no Largo Carlos Fetter três dias de festa. Com o tema “Três Pátrias e Uma Só Tradição”, ele fez alusão à formação dos povos da Argentina, Uruguai e do Rio Grande do Sul e a identidade cultural que caracteriza o Extremo Sul do Continente Americano. Veja abaixo o restante da programação que movimenta o Acampamento neste fim de semana e boa diversão.

Adroir Fotógrafo/Prefeitura de Farroupilha

P

onto de encontro de quem leva o tradicionalismo no peito ou simplesmente de quem apenas aprecia a cultura e a gastronomia gaúcha, o Acampamento Farrapo tem levado um grande público ao Largo Carlos Fetter. Iniciado na última sexta, ele ingressa em sua reta final com mais

Mais três dias do Festejo Farroupilha

Sexta * 18h30min: Grupo de teatro Luz e Cena com o espetáculo, “Mas Bah, Como Meu Rio Grande é Grande” * 20h: Show com Grupo Canteriando * 21h30min: Show com Grupo Chasque Sábado * 13h30min: Torneio de Truco Cego (trio) * 14h30min: Show com Grupo Seresteiros (Baile da Terceira Idade) * 18h: Show com Grupo Fortchê * 20h30min: Show com Machado e Marcelo do Tchê Domingo * 13h30min: Show com Lucas Contini * 14h30min: Apresentação de Danças Tradicionalistas com CTGs Aldeia

Como manda a tradição Chama Crioula chegou ao Acampamento Farrapo com chuva, frio e acompanhada das bandeiras do Rio Grande do Sul, Argentina e Uruguai: identidade cultural destacada nesta edição da festa

Farroupilha, Chilenas de Prata, Rancho de Gaudérios e Ronda Charrua * 18h: Show com César Oliveira & Rogério Melo * 19h30min: Encerramento com a extinção da Chama Crioula * 20h: Show com Grupo Eco das Coxilhas


3

FARROUPILHA, 21 DE SETEMBRO DE 2018

MEDALHA MÉRITO FARROUPILHA

Amor ao Rio Grande do Sul devidamente materializado Em nova edição, entrega da honraria da Câmara de Vereadores destaca quem cultua e preserva as tradições da terra Fabiano Gasperin

O

início da semana foi marcada pela sessão solene da Casa Legislativa Lidovino Antônio Fanton, que ocorreu junto ao Acampamento Farrapo. Os cinco Centros de Tradições Gaúchas foram homenageados, cada com um integrante, para receber a Medalha Mérito Farroupilha. Antônio José Zanella (CTG Rancho de Gaudérios), Marco Antônio Martins (Piquete Querência Farroupilha), Pedro Piccolo (CTG Aldeia Farroupilha), Tiago Paese (CTG Chilenas de Prata) e Vanda Cristina Basso (CTG Ronda Charrua) foram os contemplados deste ano (veja mais nas páginas centrais).

Reconhecimento Junto aos vereadores, os homenageados devidamente contemplados com outorga que reconhece importante papel desempenhado no tradicionalismo


4

FARROUPILHA, 21 DE SETEMBRO DE 2018

MEDALHA MÉRITO FARROUPILHA

Zanella, Martins, Piccolo, Paese tradicionalistas que preservam

Entrega da distinção concedida pela Casa Legislativa Lidovino Antônio Fanton ocorreu na segunda à noite, na tradicional sessão Repasse da medalha e do certificado foram feitos por Pedro Evori Pedrozo, prefeito em exercício, e pelo vereador T

CTG Rancho de Gaudérios Antônio José Zanella foi o contemplado com a Medalha Mérito Farroupilha

Piquete Querência Farroupilha Marco Antônio Martins, agraciado pelo trabalho prestado ao tradicionalismo

Pedro Piccolo recebe a merecida di


5

FARROUPILHA, 21 DE SETEMBRO DE 2018

e e Vanda: honra aos cinco m a cultura e os valores da terra

solene que acontece junto ao Acampamento Farrapo e que sedimenta a cada ano um legado de orgulho pelo Rio Grande do Sul. Tiago Brunet, presidente do Legislativo, ao quinteto que representa os Centros de Tradições Gaúchas estabelecidos em Farroupilha Fotos: Fabiano Gasperin

CTG Aldeia Farroupilha istinção pelo culto às tradições da terra

CTG Chilenas de Prata Tiago Paese com os reconhecimentos prestados pelo Poder Legislativo

CTG Ronda Charrua Vanda Cristina Basso é agraciada com a Medalha Mérito Farroupilha


6

FARROUPILHA, 21 DE SETEMBRO DE 2018


FARROUPILHA, 21 DE SETEMBRO DE 2018

7


CASA

Farroupilha, 21 de setembro de 2018 Parte integrante da Edição 556. Não pode ser vendido separadamente

& CONSTRUÇÃO

Sua piscina com estilo Alvenaria, fibra ou vinil: saiba escolher qual o melhor estilo de piscina para a sua casa Páginas 4 e 5

O corretor de imóveis: profissão volta a ter destaque Páginas 8 e 9

Deixe ambientes alinhados às novas e modernas tendências Página 10


2

Farroupilha, 21 de setembro de 2018

Helena Imóveis

em novo endereço A empresa agora está localizada na Júlio de Castilho, 478, oferecendo mais comodidade ao cliente para fechar bons negócios

A empresa Helena Imóveis estava há mais de cinco anos instalada na Independência. Pensando nos clientes e na funcionalidade, agora a empresa está localizada na rua Júlio de Castilhos, 478. A abertura oficial aconteceu na última segunda. “Esse novo endereço foi pensado para ficar mais próximo do cliente, oferecendo agora estacionamento exclusivo para maior comodidade”, destaca

Helena Thomé Giacometi, que divide a propriedade da empresa com o filho, Grégori Giacometi. Com experiência e conhecimento, a empresa oferece serviços de consultoria, venda e compra de imóveis e agora também conta com locação comercial. Os serviços são feitos de forma exclusiva e personalizada, visando buscar o melhor para o cliente. Mais informações podem ser obtidas pelo fone 3412-2220.

À sua espera em novo endereço Os proprietários Grégori Giacometi e Helena Giacometi, com os colaboradores Valmir de Andrade e Tatiane Luisa Mallmann: ramo de atuação ampliado


4

Farroupilha, 21 de setembro de 2018

Qual o melhor estilo de

piscina para sua casa? Ter uma piscina em casa é o sonho de muita gente. Além de proporcionar bons momentos de descanso e lazer para toda a família, a piscina também ajuda a valorizar o imóvel e enriquece o projeto paisagístico da área externa. As piscinas estão cada vez mais modernas, com estilos de construção, formas, cores e acessórios que combinam no perfil de cada cliente.

Mas, independente da técnica construtiva adotada, é fundamental avaliar o espaço disponível do terreno antes de iniciar a instalação. Entre os detalhes que precisam ser avaliados estão o tamanho do local, estilo do solo, a posição do sol e a profundidade da piscina.

Construir uma piscina é um empreendimento que envolve profissionais capacitados e que exige uma cuidadosa pesquisa de mercado na escolha da empresa que se encarregará da construção. Para saber qual o modelo que mais combina com seu imóvel, separamos algumas informações na página ao lado.


Farroupilha, 21 de setembro de 2018

As piscinas de alvenaria ou concreto armado, são construídas através de uma estrutura de ferro com fundo concretado. Possuem alta resistência e maior durabilidade, quando bem elaboradas duram por tempo indeterminado. É um modelo que valoriza e destaca o design externo da casa, pois pode ser pro-

jetada em qualquer tamanho ou formato e possui grande variedade de revestimentos, como azulejos, pedras ou pastilhas, que são a maior aposta do momento quando o assunto é revestimento de piscina de alvenaria, pois apresentam melhor qualidade e maior possibilidade de personalização.

alvenaria As piscinas de fibra de vidro são pré-fabricadas e, por isso, são bem mais rápidas e fáceis de instalar (7 a 10 dias) do que os outros tipos. Porém, possui restrições de modelos, profundidades e formatos. Sua instalação se torna inviável em terrenos ou locais de difícil acesso. Se comparada com

vinil

os demais modelos, sua durabilidade é menor. Se forem executadas manutenções regulares e adequadas, podem durar cerca de 10 anos. Porém, seu custo de instalação é bem menor também. Também são mais fáceis de limpar, por serem lisas e não acumularem sujeira, fungos ou bactérias.

O vinil é o material utilizado para dar o acabamento estético e funcional a este modelo de piscina e é instalado sobre uma estrutura de alvenaria que recebe ainda um revestimento de filme de PVC. Assim como a piscina de concreto, também pode ser construída no formato e tamanho desejado. Sua principal vantagem é que dispensa outro revestimento e a impermeabilização, e o vinil pode ser encontrado em diversas estampas, cores e modelos.

fibra

Sua construção é mais rápida e barata do que a utilizada na piscina de alvenaria, e possui a vantagem da mesma facilidade de limpeza que a piscina de fibra, pois são lisas e não utilizam rejuntes que acumulam sujeira, fungos e bactérias. A durabilidade das piscinas de vinil pode ser afetada mais facilmente pelo uso de produtos químicos, como cloro excessivo, que faz com que a tinta desbote e a superfície resseque. Sua durabilidade é de cerca de 10 anos.

5


6

Farroupilha, 21 de setembro de 2018

Francescatto comemora 10 anos em Farroupilha Com variedade de produtos, confiabilidade do bom preço e atendimento, loja festeja uma década de trabalho com promoção aos clientes

Se você já é cliente da Francescatto Casa das Tintas então já conhece a costumeira cordialidade no atendimento e os produtos de qualidade, mas se não for, vale uma voltinha pela loja para verificar a expertise da marca que é referência. Comemorando uma década de atendimento em Farroupilha, a matriz está localizada em Flores da Cunha e tem 42 anos de fundação. “É referência como loja de tintas não só de Farroupilha, mas da Serra

Gaúcha. É gratificante também ter colaboradores que estão há um tempo conosco, com experiência e conhecimento, isso faz muita diferença no atendimento”, considera Mauro Millezi, gerente comercial. Aliás, o bom atendimento é um dos referenciais da Francescatto que possui linha completa de tintas e complementos, trabalhando com cerca de 10 marcas destaques no mercado, principalmente no segmento predial e industrial. Ofe-

rece ainda produtos e itens com tecnologia de ponta. “Temos uma parceria com os clientes, procuramos oferecer o que temos de melhor em tendências e atualizações do ramo”, garante o gerente. Para festejar a data, há um mês a loja está realizando sorteios semanais aos clientes com cheques presentes, kits, acessórios de pintura, utensílios domésticos e de lazer. A cada R$ 100,00 em compras recebe um

cupom e concorre aos prêmios que serão sorteados até final do ano. Outro evento comemorativo será realizado no dia 6 de outubro, na Chácara Pasqual, destinado a fornecedores e clientes, lembrando ainda o Dia do Pintor. A Francescatto Casa das Tintas está localizada na Independência, 973, e o atendimento é de segunda a sexta, das 7h30min às 11h50min e das 13h às 18h30min, já aos sábados das 7h30min às 11h50min.

Fotos: Juliana Inês Casa Barbieri

Motivos para celebrar Mauro Millezi reforça conceitos da marca florense que está há 10 anos estabelecida na cidade


8

Farroupilha, 21 de setembro de 2018

Profissão

em alta

Dicas importantes para se destacar Hoje, o Brasil possui 300 mil corretores de imóveis em atuação, e o novo desafio da carreira é destacar-se em meio a tantos profissionais exercendo a mesma função. “É preciso ter profissionalismo para se destacar. É preciso acompanhar as evoluções do mercado, manter-se sempre atualizado e informado, principalmente na evolução da informática, caso contrário, o

corretor perde espaço para outro”, orienta o presidente da Fenaci. O segredo, segundo Ribeiro, é tornarse um consultor de bons negócios e estar informado sobre tudo, desde Matemática, até formas de financiamento, transações bancárias, questões contábeis, marketing e relacionamento com o outro, e sempre agir com ética e responsabilidade.

CORRETOR DE IMÓVEIS Você sabia? Que o déficit habitacional do Brasil é de 6 milhões de moradias? Que o mercado imobiliário deverá manter-se aquecido até 2022?

Que existe, no País, 300 mil corretores de imóveis em atuação? Que até 2022 serão comercializadas, em média, 1,5 milhões de novas residências por ano? CRECI 23909J

A facilidade para conseguir crédito e a ascensão das classes C e D fez com que o Brasil registrasse um boom imobiliário nos últimos anos. O aumento da compra e venda de imóveis no País fez surgir um novo desafio no mercado imobiliário: a contratação de profissionais qualificados para executar bons negócios. O corretor de imóveis é o profissional responsável por intermediar a relação comercial entre o vendedor e o cliente comprador de um imóvel. Cabe ao corretor a organização dos documentos e papéis que serão usados na negociação, a apresentação de imóveis para a visitação do público, bem como do projeto desenvolvido e dos arredores do imóvel, a intermediação da negociação e a verificação da correta construção do imóvel. Joaquim Antônio Mendonça Ribeiro, presidente da Federação Nacional dos Corretores de Imóveis (Fenaci), afirma que apesar de estar mais estável em 2014, o mercado imobiliário continua aquecido, com muito crédito disponível e muitas famílias com vontade de adquirir a casa própria, por isso a profissão do corretor de imóveis continua bastante visada. “Chegamos a ter um déficit de 150 mil profissionais no Brasil. Hoje o mercado já está mais equilibrado. Apenas em algumas regiões, como em São Paulo, ainda faltam corretores de imóveis. Muitos profissionais de outras áreas tornaram-se corretores diante do crescimento da negociação de imóveis no País, o que fez aumentar o número de profissionais”, revela.


Farroupilha, 21 de setembro de 2018

Mercado continua

aquecido O ano com maior crescimento nas transações imobiliárias foi 2012. Desde então as negociações sofreram uma pequena queda, mas, segundo Ribeiro, presidente da Fenaci, apesar da fase de acomodação em que se encontram os compradores, a tendência é de que o mercado continue aquecido até 2022. “Isso porque a população continua crescendo. Só deverá parar de crescer em 2060 e, enquanto tivermos novas famílias, teremos novos imóveis para negociar. A previsão do mercado imobiliário é de que até 2022 serão comercializadas 1,5 milhões de residências por ano”, afirma. Além do crescimento populacional, Joaquim revela que o Brasil é um País com muito crédito para financiar, apesar do valor de financiamentos habitacionais representar apenas 8% do PIB enquanto em outros Países este índice chega a 60%. “Temos espaço para crescer e dinheiro para emprestar. Com facilidade do dinheiro, não compra quem não quer”, ressalta o presidente da Fenaci.

Como tornar-se um corretor de imóveis Para tornar-se um corretor de imóveis, o profissional precisa estar credenciado junto ao Conselho Regional de Corretores de Imóveis (Creci) do seu Estado. O corretor de imóveis pode ser bacharel em Ciências Imobiliárias, curso que tem duração de quatro anos. Pode também ter o curso de Gestão Imobiliária (com duração de dois anos) ou pode especializar-se como Técnico em Transações Imobiliárias, cuja duração é de apenas um ano. Outra opção para exercer esta profissão é fazer o Exame de Proficiência, fato que lhe permite não somente ser um corretor, como também possuir sua própria administradora de imóveis (imobiliária).

Vantagens x Desvantagens da Profissão A principal vantagem da profissão de corretor de imóveis é a oportunidade de fazer o seu próprio salário. Quanto mais trabalha, mais o profissional tem oportunidade de fechar negócios e assim mais ele ganha. O horário flexível é outra vantagem apontada pelo presidente da Fenaci, que acredita que poder trabalhar para

uma imobiliária ou por conta própria seja um grande benefício da profissão. A desvantagem, segundo Joaquim, é o elevado número de clientes que não são fieis ao corretor e que usam o profissional para tirar algum tipo de vantagem. E para tratar com este tipo de cliente, ele recomenda: é preciso ficar atento.

9


10

Farroupilha, 21 de setembro de 2018

DECORAÇÃO

Dicas para deixar

sua casa linda Tons neutros, estampas, mistura de materiais no mobiliário, iluminação combinada com luminárias pendentes e utilização de papel de parede são as atuais tendências da decoração de interiores. Para ajudar a acertar na hora de decorar ou redecorar a casa, conversamos com especialistas e separamos estas dicas super práticas, que vão ajudar a deixar sua casa linda e na moda durante todo o ano. Confira!

Móveis A mistura de estilos está em alta. Utilizar móveis retrô e peças leves e modernas no mesmo ambiente ajuda a dar a sensação de contraste, inovação e originalidade e tem sido a tendência para salas e ambientes para receber amigos e familiares. É possível utilizar, por exemplo, uma mesa de madeira, uma estante metálica e um aparador de vidro em um mesmo ambiente. Móveis de madeira rústica também estão em alta e destacam-se por suas diferentes formas e texturas, acrescentando charme e contraste ao ambiente. Outra tendência quando o assunto são os móveis é a utilização de mobiliário feito com objetos recicláveis, do tipo Faça Você Mesmo. Como o uso de pallets e caixotes para fazer mesas de centro, por exemplo.

Cores O cinza tem sido a aposta para a arquitetura de interiores nos últimos tempos. Uma decoração clean, com tons que vão desde o cinza claro até o cinza chumbo, ajudam a manter o ambiente com sensação de conforto, bem estar, sobriedade e elegância. O cinza combina bem com todas as outras cores e pode ser a cor base do ambiente, que deve receber também pitadas de cores fortes nos mobiliários e objetos decorativos. Entre as cores fortes, a tendência tem sido laranja acobreado, rosa, tons de terra e amadeirados.

Tecidos e estampas Misturar estampas continua em alta. As almofadas estampadas e/ou coloridas são indicadas para dar vida às poltronas com tons neutros. Outras peças que ganham cor e dão vida ao ambiente são os tapetes, que podem ser listrados ou estampados e as cadeiras, que agora recebem forros estampados. Os papéis de parede continuam fazendo parte da decoração moderna, e ganharam versões gráficas, 3D e em auto relevo. E o melhor de tudo, agora possuem designs e métodos de aplicações super fáceis.


Profile for Informantef Informantef

Edição 556  

Edição 556  

Advertisement