__MAIN_TEXT__

Page 1

FARROUPILHA

|

ANO XI

| EDIÇÃO 553

| 31 DE AGOSTO DE 2018 |

R$ 3,00

Juliana Inês Casa Barbieri

Mini mundos, a habilidade de Ivo além do consultório

Pequenos vilarejos ganham versões fantásticas nas maquetes do cirurgião-dentista, que usa suas habilidades para reproduzir detalhes com perfeição Matéria Especial, páginas 2 a 5

INSIDE

CIDADE

EDUCAÇÃO

Evento inicia neste fim de semana e ainda é possível garantir ingressos Capa e página 3

Plantio que inicia em Nova Sardenha quer chegar a outras comunidades Página 13

Ecofar mantém projetos educativos com enfoque na separação correta do lixo Página 17 e Editorial

8º Festival do Moscatel

Embelezando com hortênsias

Ensinando a cuidar do planeta


2

FARROUPILHA, 31 DE AGOSTO DE 2018

MAQUETARIA

Colocando o mundo no formato mini Ivo Lovato cria verdadeiras obras de arte em maquetes que reproduzem cenas cotidianas com uma perfeição que encanta

juliana@jornalinformante.com.br

É

uma estação de trem. Há vagões na oficina para conserto, igreja, pontes, montanhas, lago, um casal que namora tranquilamente no banco da praça, uma simpática pousada, um paiol e tudo isso num cenário exuberante. Seria um roteiro perfeito para desfrutar de um final de semana ou um passeio de domingo, se não fosse descrição de um cenário que nasceu da imaginação de Ivo André Lovato, 67 anos, e que está retratado numa maquete. É encantador, prende a vista nos detalhes e nas proporções tão reais que dão vida a esse mini mundo. É a essas criações que o cirurgião-dentista se dedica, como hobby, desenvolvendo em pequenas

escalas cenários imaginários, moldados pela paciência, concentração, habilidade, além, é claro, da velha tríade da aprendizagem: tentativa, erro e acerto. Autodidata, Ivo nunca frequentou um curso na área, é curioso e muito observador, como ele mesmo se descreve. Realiza muita pesquisa, testa novos materiais e pela internet encontra um universo e tanto de possibilidades para aperfeiçoar suas técnicas. “É um hobby que virou uma terapia, às vezes até esqueço de comer. É um desafio conseguir desenvolver aquilo que se imaginou, é também um momento de relax”, considera, destacando que embora tenha iniciado a prática na infância, por brincadeira, foi há cerca de uma década que passou a trabalhar com olhar mais técnico. “Sou muito observador, imito sempre a natureza, en-

Juliana Inês Casa Barbieri

Juliana Inês Casa Barbieri

tão tem que ter escala para ter padrão, ficar mais real”, complementa. Tem um espaço na casa onde está sua oficina de produção com materiais que

vai explorando, armazenando, adquirindo e, mais do que isso, vai deixando a criatividade tomar proporções além de si próprio, por horas a fio.

Olhar do criador Ivo trabalha na manutenção da maquete que demorou dois anos para ser finalizada


3

FARROUPILHA, 31 DE AGOSTO DE 2018

OLHAR APURADO

Talento esculpido ao longo do tempo Foi integrante do Grupo Escoteiro Salto Ventoso por 18 anos e teve reconhecimento pelas suas produções com uma maquete que representava um acampamento e que está exposta em Porto Alegre, na sede da União dos Escoteiros do Brasil (UEB). Agora essa mesma instituição solicitou que Ivo confeccione um totem e outra maquete com o acampamento de uma tropa escoteira, o que deve ser sua próxima missão. Já o atual desafio vem sendo a produção que irá compor a vitrine de um comércio de Carlos Barbosa que atua no segmento alimentício. Há também um trem em homenagem ao pai do proprietário do espaço que trabalhava em ferrovia. A entrega está prevista para outubro. Os detalhes fieis à realidade impressionam, o trem anda, a água tem efeito cristalino e até parece estar em movimento, são reproduzidas as irregularidades do relevo

Juliana Inês Casa Barbieri

D

esde pequeno que Ivo explora suas aptidões manuais para criar brinquedos e reproduzir cenários próprios. Confeccionava carrinhos e outros adereços com a ajuda do irmão e das irmãs. Tinha um tio tanoeiro que o deixada usar as ferramentas para experienciar, desde que tudo voltasse ao devido lugar depois do uso. A mãe, Olga Dal Monte Lovato, sempre gostou muito do Natal e a decoração do presépio era um dos trabalhos que fazia, lembrança que guarda com carinho e que repetiu em sua casa depois de adulto. Ivo, pai de Tatiana, Carolina, Gabriela, avô de Brenda, 9 anos, e Lorenzo, de 3 anos, relembra ainda que, nos tempos de escola das filhas, ajudou em Feiras de Ciências e outros trabalhos com suas maquetes que sempre foram um sucesso com a meninada.

e as árvores parecem exemplares reais. A base das maquetes é feita em madeira, as montanhas, por exemplo, são de isopor que é revestido de massa corrida para ter resis-

tência e recebe pintura. Para complementar as criações, ainda utiliza pedrinhas, musgos e outros elementos naturais para criar a sensação de fusão entre os dois mundos.

Paisagem rural Maquete em construção para ornamentar vitrine da loja Fetina de Formaio, de Carlos Barbosa


4

FARROUPILHA, 31 DE AGOSTO DE 2018

PRECISÃO NOS ACABAMENTOS

Detalhes que compõem uma história Maquetes produzidas por Ivo: a Estação de Trem nas Montanhas, que tem 3,2 metros de comprimento por 1,8 metro de largura

C


FARROUPILHA, 31 DE AGOSTO DE 2018

5

e tornam reais cenários imaginários e que demorou dois anos para ficar pronta, além da recente criação que irá compor uma vitrine com 2,5 metros de comprimento Fotos: Juliana Inês Casa Barbieri


6

FARROUPILHA, 31 DE AGOSTO DE 2018

A Lei Maria da Penha em Paulo Akiyama *

A

definição de família tornou a ser revista desde que em 5 de maio de 2011. O Supremo Tribunal Federal (STF), ao julgar a ADI (Ação Direta de Inconstitucionalidade) 4.277 e a ADPF (Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental) nº 132, da relatoria do ministro Ayres Brito, reconheceu a união homoafetiva como entidade familiar. Ao interpretar o artigo 1.723 do Código Civil, conforme a Constituição Federal, garantiu aos parceiros homossexuais os mesmos direitos e deveres da união estável, entendida como sinônimo de família. Como tal decisão dispõe de efeito vinculante e eficácia contra todos, a inclusão das uniões homoafetivas no âmbito do Direito de Família não requer tratamento destacado. Portanto, ao invés de se falar em “homem e mulher”, a referência é feita a “duas pessoas”. Após estar sedimentado por efeito vinculante o reconhecimento de união de pessoas do mesmo sexo, o CNJ (Conselho Nacional de Justiça) editou a resolução de nº 175 no ano de 2013, que dispôs sobre a habilitação, celebração de casamento civil ou de conversão de união estável em casamento, entre pessoas do mesmo sexo. A lei 11.340, datada de 2006, batizada de Lei Maria da Penha, portanto cinco anos antes da decisão do STF em reconhecer a União Estável entre pessoas do mesmo sexo, vem sendo interpretada de forma a não preservar somente a violência contra a mulher, mas sim como violência doméstica, sendo que vários doutrinadores defendem a aplicação desta lei em todas as situações de violência doméstica, pouco importando se a

vítima é homem, mulher ou se a relação seja hétero, homo ou poliafetiva, sendo este posicionamento o mais adequado aos dias atuais. Diante desta visão doutrinária, ainda não consolidada, mas aceita em vários julgados, principalmente considerando ser uma violência de gênero e que independe de orientação sexual, muitos casos foram remetidos ao juizado de violência doméstica e processado com base na lei Maria da Penha. Citamos ainda o art. 5º da lei Maria da Penha (11.340/06): “Art. 5º (…) II – no âmbito da família, compreendida como a comunidade formada por indivíduos que são ou se consideram aparentados, unidos por laços naturais, por afinidade ou por vontade expressa (…). Parágrafo único. As relações pessoais enunciadas neste artigo independem de orientação sexual”. (Brasil, 2006). Assim, considerando que a lei Maria da Penha explicitamente reconhece a proteção a toda e qualquer família por laços naturais, por afinidade ou por vontade, independentemente da orientação sexual, não se pode afastar a aplicação desta lei e muito menos negar a nova tendência da família baseada na afetividade, visto que, a convivência entre pessoas e pela reciprocidade de sentimentos deve seguir uma proteção isonômica. Isto se reforça pelo princípio basilar do estado democrático de direito, a igualdade, devendo a Lei Maria da Penha ser aplicada em todas as situações de violência doméstica, pouco importando se a vítima é homem, mulher, relação hétero, homo ou poliafetiva. Necessário se faz esclarecer o que é o sujeito ativo e o sujeito passivo do crime. Diferentemente do que se


7

FARROUPILHA, 31 DE AGOSTO DE 2018

relações homoafetivas pode imaginar, o sujeito ativo do crime é aquele que pratica a figura típica descrita em lei, ou de forma isolada ou conjunta, com outros sujeitos, ou seja, aquele que pratica o núcleo do crime (quem mata, provoca lesões corporais, subtrai, etc...), como também os partícipes que colaboram de alguma forma para a consumação da conduta típica (prática do crime). O sujeito passivo do crime é aquele que é lesado ou ameaçado pela conduta criminosa, podendo inclusive haver mais do que um sujeito passivo do crime, desde que todos tenham sofrido com os atos criminosos do sujeito ativo. Assim, podemos dizer que, nos crimes domésticos, tanto homem como mulher pode ser sujeito ativo. Porém, por ser originariamente a Maria da Penha uma proteção da violência contra a mulher, nada impede que, por analogia, seja aplicada contra ela (mulher) caso seja agente ativo do crime. Entendemos que a Lei 11.340/06 deve ser aplicada indistintamente a homens e mulheres, pois tal posição não leva em conta a essência da própria lei, que é combater a violência de gênero. Assim, em uma relação homoafetiva entre pessoas do sexo feminino, haverá no caso de crime de violência doméstica, uma mulher como sujeito ativo do crime e uma mulher como sujeito passivo do crime, portanto, pelo princípio do Estado Democrático do Direito de igualdade, aplica-se as medidas previstas na Maria Penha contra a mulher sujeito ativo do crime. O mesmo se entende nos casos de relação homoafetiva entre pessoas do sexo masculino. Por que um homem não pode ser protegido pelo princípio da igualdade de direitos? Leda Maria Hermann esclarece que o artigo 5º da Lei Maria da Penha tem objetivo conceitual ao desdobrar

o conceito e determinar a abrangência da referida norma. Segundo a autora, diante a redação do parágrafo único do referido dispositivo legal, fica evidente que o sujeito ativo da relação possa ser alguém tanto do sexo feminino quanto do sexo masculino, desde que a agressão ocorra nos moldes dos incisos I, II e III do aludido dispositivo legal, ou seja, no âmbito doméstico, familiar ou intrafamiliar. Maria Berenice Dias esclarece que “a Lei Maria da Penha, de modo expresso, enlaça ao conceito de família as uniões homoafetivas”. Acrescenta que “o parágrafo único do art. 5º reitera que independem de orientação sexual todas as situações que configuram violência doméstica e familiar”. Chamamos a atenção dos leitores para que saibam que a Maria da Penha não prevê apenas violência física, mas todo e qualquer tipo de violência, seja psicológica, moral, sexual ou até mesmo patrimonial. Assim, vale dizer que a Lei tem como verdadeiro objetivo prevenir, punir e erradicar a violência doméstica e familiar contra a mulher, não em razão do sexo, mas em virtude do gênero que é a violência doméstica, bem como dentro do princípio de igualdade entre os sexos, cabível e necessária é a aplicação da Maria da Penha aos crimes praticados contra os homens nas relações domésticas, visto que, o que caracteriza a violência doméstica não é o sexo, mas a existência de uma relação familiar ou de afetividade entre pessoas envolvidas, desde que uma esteja vulnerável frente a outra, ainda partindo do princípio da igualdade, com o reconhecimento em 2011 da união entre pessoas do mesmo sexo, a Lei Maria da Penha também se aplica aos casais homoafetivos. * Advogado


8

FARROUPILHA, 31 DE AGOSTO DE 2018

Providências para o futuro Um dos grandes problemas que assola o País e que, por tabela, acaba gerando outros, é a falta de educação. Não apenas no sentido de ausência de respeito, cada vez mais em falta, mas de conhecimento mesmo. E dentro deste universo, uma questão que deveria ser relativamente simples deflagra uma situação extremamente séria: a que envolve o lixo. Não faz muito tempo que o Brasil

passou a contar com coleta que separa o material seco do orgânico, o que só mostra como estamos atrasados neste processo que é dos mais banais em qualquer sociedade que se julga minimamente civilizada. Mas esse é um tema que é mais ligado a um aspecto cultural, de rotina, de repetição. Por conta disso, o projeto da Empresa Farroupilhense de Saneamento e Desenvolvimento Ambiental (Ecofar)

merece ser enaltecido porque ele vai direto ao ponto: é realizado nas instituições de ensino, com as crianças, a partir da Educação Infantil, justamente na fase em que as lições aprendidas servem como um norte, um guia, uma referência para toda a vida (veja na Editoria de Educação, página 17). Ao apostar em um projeto educacional que lida diretamente com a conscientização, a Ecofar deixa um

legado importante para as gerações futuras, porque a questão que envolve o lixo sempre foi um grave problema no Brasil, mas é de fácil solução e os primeiros passos, neste sentido, necessitam ser dados com urgência. Claro que é muito difícil mensurar o efeito que o projeto terá no futuro, mas não resta dúvida que gerará amplos e expressivos benefícios para toda a comunidade farroupilhense.

OPINIÃO

Investir no colaborador para diminuir o turnover Alexandre Slivnik * Gerir uma empresa é para cabeças pensantes que estejam disponíveis a criar um ambiente agradável para seus colaboradores. As metas serão alcançadas, os resultados trarão mais impactos e os clientes serão melhor atendidos se os funcionários se sentirem confortáveis ao realizarem seu trabalho. É importante se atentar ao turnover que resulta em gastos, em equipes não envolvidas e possíveis desequilíbrios no negócio por conta de novas contratações, treinamentos

e adaptações. Em contrapartida, se o turnover estiver alto, é momento para repensar e reavaliar o cenário da empresa para identificar o que pode ser feito e transformado. Com isso, é possível diminuir ao máximo rotatividades dos colaboradores, firmar seus postos e possibilitar o engajamento e comprometimento. Dentro desse cenário, pode-se tomar a Disney, a empresa mais amada do mundo, como um exemplo em relação ao tratamento que o funcionário recebe e como isso reflete no trabalho que chega aos clientes. É preciso aprender a gos-

Índice

Editorial

Matéria Especial....................................... Páginas 2 a 5 Editorial e Opinião.................................. Página 8 Economia ..................................................... Página 10 Cidade .......................................................... Páginas 12 a 15 Política ....................................................... Página 16 Educação..................................................... Página 17 Esporte........................................................ Páginas 18 e 19

Inside

Especial ....................................................... Capa e página 3 Cinemas ........................................................ Página 2 Gustavo Pimentel ..................................... Página 4 Agenda ......................................................... Página 4 Literatura................................................... Página 5 Guilherme Macalossi .............................. Página 5 Social ........................................................... Páginas 6 e 7 Egui Baldasso............................................ Página 8 Primeiro Parágrafo................................. Páginas 8 e 9 Lauro Edson Da Cás ................................. Página 9 Sétima Arte................................................. Páginas 10 e 11 Horóscopo ................................................. Contracapa Saúde, Beleza & Estética...................... 4 páginas Classificados .......................................... 12 páginas

tar do que se faz. A Disney trabalha o encantamento do cliente interno, justamente para que ele esteja engajado para produzir cada vez mais e para atuar de forma feliz. Certa vez, uma família estava no parque da Disney, em Orlando, quando o urso de pelúcia de uma das filhas caiu e foi atropelado por um carro de limpeza. A fim de resolver a situação, foi criado toda uma trama: o brinquedo foi levado à sala de primeiros socorros; enquanto a enfermeira “atendia” o urso numa sala, o colaborador da limpeza correu para a loja e pegou um urso

Redação - redacao@jornalinformante.com.br Juliana Inês Casa Barbieri juliana@jornalinformante.com.br Ramon Cardoso ramon@jornalinformante.com.br Yasmin Signori Andrade yasmin@jornalinformante.com.br

Comercial-comercial@jornalinformante.com.br Camila de Lima Alves camila@jornalinformante.com.br Fabiano Luiz Gasperin gasperin@jornalinformante.com.br Maria da Graça Potricos Leite maria@jornalinformante.com.br Rafaella Anhaia Alvarenga comercial3@jornalinformante.com.br

Anúncios-anuncios@jornalinformante.com.br Marcelo Bortagaray Mello marcelo@jornalinformante.com.br Tiago Rodrigues da Silva tiago@jornalinformante.com.br

Financeiro-financeiro@jornalinformante.com.br Keli de Almeida Maciel keli@jornalinformante.com.br

novo, que foi entregue para a criança com o braço enfaixado. Esse ocorrido mostra não somente como os funcionários estavam preparados para agir, como também estavam em sintonia para trabalhar em equipe. Perceba quantas áreas acabaram se envolvendo para devolver o entusiasmo para a criança. Por isso, é preciso ressignificar o ambiente de trabalho a fim de se criar laços que trabalhem juntos com o objetivo de crescer em coletivo junto com a empresa. * Empresário e escritor

Assinaturas-assinaturas@jornalinformante.com.br Assinatura Bienal: R$ 240,00 Assinatura Anual: R$ 140,00

Telefones (54) 3401-3200 / (54) 3401-3201 (54) 3401-3202 / (54) 3401-3203

Endereço Rua Dr. Jaime Romeu Rössler, 348, Bairro Planalto

Colunistas Crônicas da Redação Dolores Maggioni Egui Baldasso Fabrício Oliboni

Guilherme Macalossi Gustavo Pimentel Lauro Edson Da Cás Paulo Roque Gasparetto

A manifestação dos colunistas é livre e independente e não necessariamente reflete a opinião do Tabloide sobre os temas abordados nas colunas

@PaperInformante www.jornalinformante.com.br

/jornalinformante


10

FARROUPILHA, 31 DE AGOSTO DE 2018

FEIRA

Bons negócios em Carlos Barbosa Evento abre na próxima quinta com 110 expositores associados da ACI e espera receber cerca de 50 mil visitantes nas de nutrição, beleza e estética. A entidade tem como foco a promoção do empoderamento feminino e realização de ações de cunho social. “A ACI, formada por mulheres de negócios, tem nesse espaço a oportunidade de oferecer um evento à mulher mãe e trabalhadora”, considera Vanessa Ferranti, presidente da ACI Mulher. Já no dia 15 haverá o 1º Feirão com participação de imobiliárias e instituições bancárias, tendo diversas oportunidades e imóveis com valores especiais. A expectativa de público é de reunir 50 mil visitantes durante os dois finais de semana do evento que está em sua 6ª edição. Os expositores são da região, sendo todos associados da ACI. Também haverá praça de alimentação, parque de diversão e programação cultural com cerca de 40 shows, todos gratuitos. O único pago será o Guri de Uruguaiana com apresentação no dia 8, às 21h. O valor é R$ 15,00 no 1º lote e pode ser obtido diretamente na ACI.

Juliana Inês Casa Barbieri

O

s setores de construção, decoração, móveis, serviços e equipamentos agrícolas têm lugar especial na Expo Carlos Barbosa, que acontece no Parque Guido Pasqual Sganderlla, da próxima quinta até o dia 16. O evento é organizado pela Associação do Comércio, Indústria e Serviços (ACI). “É o nosso maior evento de vitrine e voltado a negócios. Os expositores são do segmento de soluções para o lar, vai da construção civil, móveis, jardins, decoração, iluminação, tapeçaria, segurança e muito mais”, considera Marisa Kaspary Zanatta, coordenadora de eventos da ACI. Serão 110 expositores, sendo 20% a mais do que a última edição. Como novidades, haverá o lançamento do ACI Mulher, no próximo dia 8, às 14h, durante a Feira, com palestra de Daniella Gasperin sobre “Como elevar a autoestima e conquistar a felicidade”, além de ofici-

Linha de frente Expositora Janaina Bolico e as organizadoras Marisa, Sirlei Lazzarin, Vanessa e Sônia Zarpelon

Programe-se O que: Expo Carlos Barbosa 2018 Quando: abre na quinta, segue até dia 16, às sextas, sábados e domingos Onde: Parque Guido Pasqual Sganderlla, em Carlos Barbosa Quanto: entrada e estacionamento gratuitos


12

FARROUPILHA, 31 DE AGOSTO DE 2018

ATIVIDADES CÍVICAS

Celebrações pela Pátria Marcando os festejos, sábado tem desfile no 1º de Maio e Belvedere

Centelha Prefeito Claiton Gonçalves recebe Fogo Simbólico abrindo festejos pátrios

ticipação de escolas e entidades, acontece no próximo dia 7, na Cel. Pena de Moraes, às 9h45min e com a temática “Educação Ambiental e

Sustentabilidade”. As solenidades em homenagem à Pátria abriram no último dia 23, com a chegada da centelha do Fogo Simbólico.

Alguém quer me adotar?

23 de agosto Rosa Angelina Menzen, 81 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal. 24 de agosto Rosa Piccinin Dalzochio, 94 anos. Sepultamento no cemitério da comunidade de Monte Bérico (3º Distrito). 26 de agosto Adair Lumbieri, 72 anos. Sepultamento no cemitério do bairro Nova Vicenza. 27 de agosto Ourelio Roque Rosetti, 80 anos. Sepultamento no Cemitério Púbico Municipal.

De porte bem pequeno, é alegre, tem 5 anos e adora brincar. Contato pelos fones 999.515.440 ou 981.663.349 (WhatsApp). Importante: a ONG dos Peludos informa que não serão doados cães para ficarem presos em correntes.

ONG dos Peludos

Obituário

Adroir Fotógrafo

Ramon Cardoso

U

ma das atividades mais importantes da Semana da Pátria é o Fogo de Conselho que acontece nesta sexta, às 20h, na Escola Municipal Angelo Chiele. O rito é promovido pelos grupos escoteiros Guaracy 78, Salto Ventoso e Rouxinol da Serra. No sábado iniciam as solenidades de hasteamento e arriamento das bandeiras, na Praça da Emancipação e nas escolas. A programação segue com os desfiles em homenagem à Pátria às 9h30min, que acontece no bairro 1º de Maio e às 13h30min, no Belvedere. O Desfile Cívico, com par-


13

FARROUPILHA, 31 DE AGOSTO DE 2018

MOBILIZAÇÃO

Mais hortênsias pelo caminho Mutirão para plantio de mudas acontece neste sábado, às margens da VRS-813, a partir do trevo de acesso a Nova Sardenha se engajar na causa, reunir vizinhos, amigos e contribuir com o embelezamento nos entornos da cidade. “Esse projeto saiu do 3º Distrito e ganhou uma amplitude bem maior. É uma boa ideia para as pessoas cuidarem da cidade, para que fique mais linda e aconchegante”, considera Cleito Feraboli, presidente da Associação de Moradores. A mobilização segue até o próximo dia 22, início da Primavera, em todo o município e quem plantar mais mudas de hortênsias também ganhará um brinde. Quem deseja acompanhar o mutirão deste sábado pode confirmar presença pelo fone 996.104.003 (WhatsApp), com Cleito.

Divulgação

P

ara embelezar as margens das rodovias, uma mobilização está ganhando forma e o trabalho deve iniciar neste sábado, na VRS-813. Toda a comunidade é convidada a participar do plantio de mudas de hortênsias, das 8h às 12h, partindo do trevo de acesso a Nova Sardenha (3º Distrito). O projeto é uma iniciativa da Associação dos Moradores da localidade e conta com o apoio da prefeitura, por meio das Secretarias Municipais de Turismo e de Meio Ambiente. O objetivo é também expandir a iniciativa para toda a cidade e convidar a população a

Visual serrano Paisagem é clássica e objetivo, neste primeiro momento, é adornar o entorno da rodovia

Programe-se O que: mutirão para plantio de hortênsias Quando: neste sábado, das 8h às 12h Onde: às margens da VRS-813, no trevo de acesso a Nova Sardenha (3º Distrito)


14

FARROUPILHA, 31 DE AGOSTO DE 2018

ALÉM DOS 70 MIL

Com 71.570 habitantes, Farroupilha é o 30º mais populoso do Estado Dados da estimativa populacional do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística para 2018 foram divulgados na quarta

F

arroupilha tem ou não tem 70 mil habitantes? Segundo o IBGE, que divulgou novos dados referentes à estimativa da população, a projeção para este ano é que o município atinja 71.570 habitantes. Com isso o município ingressa na lista dos 30 mais populosos do Estado, ultrapassando Venâncio Aires, que ficou com 71.117, e se mantém como o 3º mais populoso da Serra, onde Caxias do Sul tem estimativa de romper a casa dos 500 mil habitantes. A projeção para 2018 é que a população brasileira alcance a casa dos 208,5 milhões. Um dado que chamou a atenção é que o Paraná, por registrar um crescimento populacional maior, ultrapassou o número de habitantes do

Rio Grande do Sul. Segundo o IBGE, ao final do ano serão 11.348.937 paranaenses contra 11.329.605 gaúchos. Santa Catarina é a Unidade Federativa da região onde tem se verificado o aumento mais acentuado, rompendo a barreira dos 7 milhões. São 7.075.494 catarinenses. São Paulo segue como a cidade mais populosa, com 12.176.866 habitantes, seguida pelo Rio de Janeiro (6.688.927) e por Brasília, que com 2.974.703 tomou o posto de 3ª maior de Salvador, que conta com 2.857.329. Fortaleza fecha o Top 5 das que contam com maior população, com 2.643.247. Na Região Sul, Curitiba é a mais populosa, com 1.917.185 (8ª no País), seguida por Porto Alegre, com 1.479.101 (12ª no Brasil) e Joinville, com 583.144 (36ª no País).

Os 10 mais populosos da Serra Município 1) Caxias do Sul 2) Bento Gonçalves 3) Farroupilha 4) Vacaria 5) Canela 6) Gramado 7) Garibaldi 8) Flores da Cunha 9) Carlos Barbosa 10) Nova Prata

População 504.069 119.049 71.570 65.846 44.489 35.875 34.684 30.430 29.409 26.489

Os 30 mais populosos do Rio Grande do Sul

Município 1) Porto Alegre 2) Caxias do Sul 3) Canoas 4) Pelotas 5) Santa Maria 6) Gravataí 7) Viamão 8) Novo Hamburgo 9) São Leopoldo 10) Rio Grande 11) Alvorada 12) Passo Fundo 13) Sapucaia do Sul 14) Santa Cruz do Sul 15) Cachoeirinha

População 1.479.101 504.069 344.957 341.648 280.505 279.398 254.101 246.452 234.947 210.005 209.213 201.767 140.311 129.427 129.307

Município População 16) Uruguaiana 127.079 17) Bagé 120.943 18) Bento Gonçalves 119.049 19) Erechim 105.059 20) Guaíba 98.043 21) Ijuí 83.173 22) Esteio 83.121 23) Lajeado 82.951 24) Cachoeira do Sul 82.547 25) Sapiranga 81.198 26) Santana do Livramento 77.763 27) Santo Ângelo 77.620 28) Alegrete 74.173 29) Santa Rosa 72.919 30) Farroupilha 71.570

Esquina Definidos os homenageados com a Mérito Farroupilha

Coleta de lixo eletrônico contabiliza nove toneladas

A sessão solene da Casa Legislativa Lidovino Antônio Fanton, que promove a outorga da Medalha Mérito Farroupilha, acontece no dia 17, às 18h30min, no Largo Carlos Fetter, junto ao Acampamento Farrapo. Confira a lista de contemplados com a distinção e as entidades tradicionalistas que representam.

A coleta de lixo eletrônico realizada no último sábado contabilizou 9 toneladas de resíduos. Este foi o segundo recolhimento do ano e já chega a mais de 25 mil quilos de materiais arrecadados em 2018. O próximo descarte está previsto para ocorrer em 1º de dezembro, no estacionamento do Ceac.

* Antônio José Zanella (Rancho de Gaudérios) * Marco Antônio Martins (Piquete Querência Farroupilha) * Pedro Piccolo (Aldeia Farroupilha) * Tiago Paese (Chilenas de Prata) * Vanda Cristina Basso (Ronda Charrua)

A prefeitura abrirá as portas neste sábado, das 8h às 14h, compensando ponto facultativo do próximo dia 21. Estarão abertos o Centro Administrativo, Ceac, Casa de Cultura, Museus, CRAS, CREAS, Parque Cinquentenário e Centro de Convivência Idosos.

Os contemplados de 2018

Prefeitura atende neste sábado


15

FARROUPILHA, 31 DE AGOSTO DE 2018

cultuRa

Quinta dedicada à arte Casa de Cultura vai promover, a partir de semana que vem, projeto com apresentações dos alunos da escola e de convidados Denise Cavalca

V

alorizar e mostrar o talento dos alunos da Casa de Cultura: este é o objetivo do projeto que terá inicio na quinta, às 19h30min. O “Quinta da Arte” vai acontecer toda semana promovendo arte visual, música, cinema e teatro. Para inaugurar, o espaço de cultura vai receber o Colégio Estadual Farroupilha, que apresentará curtas metragens produzidos pelos alunos, e apresentações dos alunos de música, teatro e professores da Escola Pública de Música. “O objetivo é de mostrar aos pais, alunos e público em geral o desenvolvimento dos estudantes e a importância da Casa de Cultura, com sua Escola de Música, para a sociedade, como um importante instrumento cultural”, declara Kuka Anghinoni, atual agente administrativo da Casa. Em parceria com o Colégio Estadual, ao longo do projeto serão apresentados mais de 40 curtas produzidos durante as atividades escolares. As apresentações têm duração de uma hora, sempre abrindo com um curta ou peça teatral, seguindo com alunos da Escola de Música e convidados especiais. Quem for artista e quiser se apresentar na Quinta da Arte pode entrar em contato com a Casa de Cultura pelo telefone 3261-6995, para que seja incluído no planejamento das apresentações.

Reconhecendo artistas O “Quinta da Arte” pretende das visibilidades aos estudantes da Escola Pública de música, alunos do Colégio Estadual Farroupilha e convidados

Esquina Mais equipamentos para o Banco Ortopédico

O Rotary Club Farroupilha adquiriu mais equipamentos para o Banco Ortopédico, que antes estava defasado. Com um investimento de R$ 2.808,50, agora são mais 30 muletas e 10 andadores que integram o Banco que já beneficiou mais de 3,5 mil pessoas. Se você está precisando de algum equipamento, basta ir até o depósito da Colombo (José Achiles Colombo, nº 50) e preencher um formulário. Lembrando que, após o uso, o equipamento deve ser devolvido ao Rotary Club, para que outras pessoas também possam ser beneficiadas.


16

FARROUPILHA, 31 DE AGOSTO DE 2018

SERVIDORES MUNICIPAIS

Sismuf faz balanço de 20 anos do Fundo de Previdência na Câmara Presidente Beatriz Sosnoski e vice Diego Tormes estiveram no Legislativo na terça à noite, a pedido do Partido Progressista sui cerca de 1,5 mil servidores, sendo 150 em cargos em comissão e o restante em cargos de provimento efetivo. De acordo com o Sismuf, dados de julho deste ano apresentaram um saldo relativamente baixo quando comparado a outros anos, caso que pode ser agravar à medida que mais servidores acabem requerendo a aposentadoria. Na última sexta, o Sindicato realizou uma reunião com o atuário Francisco Humberto Simões Magro, onde se concluiu a necessidade de criar mecanismos que incentivem o servidor a permanecer mais tempo na ativa. O Sismuf ainda destacou que o Fundo de Previdência possui atualmente um saldo de quase R$ 214 milhões.

Gabriel Venzon

A

sessão legislativa da última terça contou com a presença do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Farroupilha, o Sismuf. A presidente Beatriz Sosnoski e o vice-presidente, professor Diego Tormes, compareceram à Câmara de Vereadores para atender a um requerimento feito pela bancada do Partido Progressista (PP), e apresentaram dados de arrecadação do Fundo de Previdência desde 1998. Conforme o Sindicato, ao longo de duas décadas de histórico financeiro, em alguns meses não ocorreu o depósito dos valores no Fundo. Atualmente, o Poder Executivo pos-

Dados apresentados Sindicato mostrou histórico financeiro do Fundo de Previdência aos vereadores na sessão de terça à noite


17

FARROUPILHA, 31 DE AGOSTO DE 2018

MEIO AMBIENTE

Boas práticas para cuidar do mundo Projetos da Ecofar atendem escolas ensinando como separar o lixo corretamente e a importância da reciclagem dos resíduos e acompanhar o trabalho da Associação de Recicladores na triagem dos materiais, preparando-os para a comercialização, e o “Você Mais Responsável”, que busca disseminar conhecimentos sobre sustentabilidade e preservação do meio ambiente, principalmente com relação aos resíduos sólidos urbanos. Neste ano já foram atendidos cerca de 1,2 mil estudantes da Educação Infantil ao Ensino Médio de 29 escolas por meio desses projetos. “Muitos alunos apresentam interesse pela temática, ou melhor, despertam o interesse frente à realidade apresentada de um aterro sanitário”, considera Margarete Hammes, mestre em Engenharia e Ciências Ambientais e educadora responsável pelos projetos da Ecofar há dois anos.

Divulgação

Q

uando o discurso chega com a prática então acontece o real aprendizado. É com este mote que a Empresa Farroupilhense de Saneamento e Desenvolvimento Ambiental (Ecofar) trabalha junto às escolas, por meio de projetos, traduzindo, à linguagem dos pequenos e adolescentes, as lições de preservação e sustentabilidade. A intenção é espalhar a boa semente da cidadania voltada aos cuidados ambientais e ainda sensibilizar crianças e jovens a se engajarem na causa. São dois projetos de educação ambiental: o “Ecofar Recebe”, que leva os estudantes à visitação no Aterro Sanitário para conhecer a estrutura, o processo de destinação final

O trabalho é realizado em parceria com as Secretarias Municipais de Meio Ambiente e de Educação. Os projetos também atendem

outras organizações como grupos escoteiros, condomínios e empresas, engajando a sociedade na preservação dos recursos.

Desde cedo Para que os pequenos se tornem multiplicadores das ideias e protetores ambientais


18

FARROUPILHA, 31 DE AGOSTO DE 2018

Divulgação

Colégio Estadual São Tiago triunfa

Nas finais dos Jogos Estudantis do Rio Grande do Sul (JERGS), no Vôlei, disputadas em Dois Irmãos, o Colégio Estadual São Tiago saiu com o caneco. O educandário farroupilhense venceu no Vôlei Juvenil Masculino, triunfando nos cinco compromissos por 2 sets a 0. Na fase classificatória, vitórias sobre o IFSul, de Pelotas; 10 de Setembro, de Dois Irmãos; e Colégio Tiradentes, de Ijuí. Na semifinal, vitória sobre o Elise Ferrari, de Uruguaiana; e, por fim, na grande final, novo triunfo sobre o anfitrião 10 de Setembro. A equipe foi formada por Murilo Herpich (capitão), Bruno Brustolin, Nicolas Borguesan, Nicolas Neis, Marcos Daniel Maciel, Mateus Honorato, Pedro Henrique Mauri, Rodolfo Biegelmeyer, Thomás Subtil e Vinicius Andreis.

Colégio Estadual São Tiago triunfa II

Já na regional dos JERGS, realizada na quarta, em Vacaria, o São Tiago (foto ao lado) também faturou a etapa, mas com o Handebol Juvenil. A equipe venceu os três jogos da disputa, por 18 a 3 na Padre Cobalchini, de Nova Bassano; por 16 a 4, na Marcírio Pacheco, de Esmeralda; e, por fim, por 9 a 5 no Colégio Zezinho, de Vacaria.

Enfim, a primeira vitória no Gauchão

O Brasil Feminino tinha um duelo decisivo pela competição estadual diante do Palestra, de Erechim. Após duas derrotas no Gauchão, sendo uma delas em casa, com atuação abaixo da expectativa inicial, a vitória era fundamental não somente para sair da incômoda posição na disputa, mas também para deixar a equipe mais aliviada e confiante. Com algumas mudanças pontuais, a performance segura trouxe benefícios além do time titular, com reservas ingressando na equipe com naturalidade, o que aumenta as opções do técnico Eder Vanzin. O quarteto de frente, com Fran, Bruna, Pati e Tuca foi responsável por construir a vitória. Por fim, a zagueira Adri ainda fez um golaço para fechar a atuação com goleada. A tendência é de melhora constante e progressiva.

Começa o Citadino Feminino de Futsal

Organizada pela Liga Farroupilhense de Futsal, a competição tem início neste sábado, a partir das 19h, no Ginásio de Esportes do Colégio Nossa Senhora de Lourdes. A competição é disputada por seis equipes. Elas jogam entre si e, ao final da fase classificatória, os quatro primeiros avançam às semifinais com cruzamento olímpico (1º x 4º e 2º x 3º). A Copa da Liga, que conta, além de times farroupilhenses, com equipes de fora do município, inicia no próximo dia 29. Confira abaixo a rodada de abertura da competição. O ingresso custa R$ 3,00 o feminino e R$ 5,00 o masculino.

Citadino Feminino

1ª rodada (sábado, às 19h, no Ginásio de Lourdes) Associação 1º de Maio/Gráfica Clip x Chape Juventus Futsal x Hórus/Mercadão dos Óculos Alvorada/Lancheria GNV/Lulu Acessórios x Valente Futsal/Máquinas Sazi


19

FARROUPILHA, 31 DE AGOSTO DE 2018

MENINAS RUBRO-VERDES

Vitória do alívio e da confiança Brasil Feminino goleia Palestra e conquista os primeiros três pontos no Gauchão com atuação consistente Ramon Cardoso

V

Brasil Feminino

oltando a campo após três semanas, o Brasil Feminino atuou novamente em casa no último domingo. Diante do Palestra, de Erechim, com a qual dividia a lanterna, a vitória era imprescindível para ingressar no grupo de classificadas no Gauchão da categoria. E ela veio. E com autoridade. Logo aos 8 minutos, a volante Bianca, que teve atuação destacada, fez ótimo lançamento para Fran que entrou cara a cara com a goleira Júlia. Ela cruzou para a área, Pati não alcançou, mas Tuca empurrou para as redes, marcando seu segundo gol no estadual: Brasil 1 a 0. Porém, a vantagem durou pouco tempo. Aos 16 minutos, Marcieli empatou para os visitantes. Quando o placar do intervalo indicava um empate, pênalti para o time farroupilhense. Na cobrança, a meia Bruna Galiotto

Zagueira artilheira Adri marcou um golaço que fechou a goleada em favor das meninas rubro-verdes no primeiro triunfo no estadual

recolocou as meninas rubro-verdes à frente, o que deu mais tranquilidade para a etapa final. No início do 2º tempo, a centroavante Kétlin levou o segundo amarelo e foi para o chuveiro mais cedo. As rivais, que vieram a Farroupilha apenas com 11 atletas, não ofereceram mais resistência a partir da expulsão. Com a vantagem numérica o Brasil tratou de tocar mais a bola e cansar as adversárias, que não resistiram ao maior volume de jogo do rubro-verde. O técnico Eder Vanzin também aproveitou e fez trocas que deixaram o time

ainda mais agressivo à frente. A equipe farroupilhense praticamente alugou o campo defensivo do Palestra e a pressão resultou no terceiro gol com a centroavante Pati, aos 32 minutos, que ampliou a vantagem e deu tranquilidade. Mas o melhor mesmo ficou para o fim. A zagueira Adri pegou a bola na lateral direita e foi costurando a defesa rival. Em uma jogada que misturou técnica, habilidade e força, ela entrou a área a dribles e chutou com precisão, no ângulo da goleira Júlia, para fechar o placar em 4 a 1 e garantir, assim, a primeira vitória rubro-verde no estadual. “A equipe mostrou vontade, determinação e, desta vez, a bola entrou. Coisa que não aconteceu no nosso primeiro jogo em casa. Mesmo o time rival sem reservas, tivemos uma postura consistente”, destacou Eder. Foram muitos os aspectos que mereceram consideração. “Claro que sair ganhando ajuda, mas hoje fizemos muita inversão de jogo, tivemos posse de bola, intensa movimentação das atacantes”, pontuou o técnico do rubro-verde, que também fez questão de agradecer aos torcedores que foram até às Castanheiras apoiar as meninas. O Brasil folga no fim de semana e regressa a campo no próximo dia 9, quando recebe o Ijuí. O duelo contra o próximo rival, no Noroeste do Estado, que havia sido adiado no último dia 19, foi remarcado para o dia 6 de outubro.


CIDADE

Farroupilha supera os 70 mil e é o 30º mais populoso do Estado Fabiano Gasperin

Estimativa populacional para este ano, feita pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), foi divulgada na quarta Página 14

Distopia cada vez mais atual

Ficção futurista da canadense Margaret Atwood, “O Conto da Aia”, que parecia algo surreal na época de seu lançamento, vira série de sucesso e, ao ser ambientada em Estado teocrático e totalitário, encontra leve ressonância na realidade que faz parte de muitas nações Inside, páginas 8 e 9

Imagem: Reprodução

PRIMEIRO PARÁGRAFO


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 31 DE AGOSTO DE 2018

OpOrtunidade

Feira dedicada à terceira idade Primeira edição da Geronto Fair promete estabelecer bons negócios para quem trabalha na área da saúde Yasmin Signori Andrade

A

Geronto Fair é uma feira técnica com entrada gratuita voltada para profissionais da área da saúde, empresas e também público em geral. Focado na terceira idade, o evento será realizado na próxima semana, de segunda a quarta, das 10h às 19h, no Serra Park (Viação Férrea, 100, bairro Três Pinheiros, em Gramado). “Serão cerca de 30 a 40 expositores e o público esperado é de 6 a 8 mil pessoas. A Feira tem um conceito bem abrangente, trazendo diversas atividades”, aponta Nice Barcelos, representante da Merkator, empresa realizadora do evento. Também serão oferecidos dois espaços para palestras gratuitas que darão direito a certificado, elas ocorrem dentro da programação da feira em dois auditórios: o Vida e o Saúde. Um dos grandes destaques é a palestra como maior especialista em envelhecimento do País, Alexandre Kalache, que discutirá as características da Cidade da Longevidade, Veranópolis, e o Seminário de Marketing 60+. O objetivo é trocar informações e discutir sobre a qualidade de vida do idoso, oferecendo produtos e serviços que atendam a este público que cresce a cada ano no Brasil. Entre os segmentos que serão representados es-

tão equipamentos médicos, nutrição, medicamentos, laboratórios, higiene, ortopedia, odontologia, próteses e fisioterapia. Farão parte da feira médicos, administradores de hospitais e clínicas de diversas áreas, empresas

farmacêuticas, seguradoras, planos de saúde e os profissionais que buscam produtos adaptados para este público. A programação completa e credenciamentos podem ser encontrados no site gerontofair.com.br.

Valorizando a vida Róger Rodrigues e Nice Barcelos, representantes da Merkator, realizadora do evento, convidam todos a participar da feira dedicada aos idosos


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 31 DE AGOSTO DE 2018

opinião

Os 40 anos do beb avanços da Medici Mauricio Chehin *

E

m 25 de julho de 1978 nascia, na Inglaterra, Louise Joy Brown, a primeira bebê de proveta do mundo. O procedimento criado por pesquisadores britânicos revolucionou a Medicina Reprodutiva com o método inovador de juntar os óvulos com os espermatozoides dentro de um laboratório, transferindo posteriormente os embriões para o útero. A realização desse procedimento foi o pontapé inicial para o avanço tecnológico que permitiu ampliar as possibilidades de tratamento da fertilidade. Para se ter dimensão do quanto a Medicina Reprodutiva evoluiu nos últimos 40 anos, até o final da década de 80 as chances de sucesso nas fertilizações não ultrapassavam 15%. Não existia o ultrassom transvaginal, os laboratórios e os equipamentos eram bem menos desenvolvidos e o procedimento era realizado por meio de Laparoscopia, tornando-o mais arriscado e menos eficaz. Diante desse cenário, as chances de uma gravidez acontecer eram quase nulas. De lá para cá muita coisa mudou. O método para realização de uma fertilização in vitro (FIV) hoje é minimamente invasivo. A evolução tecnológica possibilita que as chances de

sucesso no tratamento variem de até 35 anos. A técnica evol fertilização in vitro, a chance d um ciclo natural de um casal jo No Brasil, o primeiro bebê no interior do Paraná. Nesta ponível no País a tecnologia embriões e, com isso, os mé vários embriões em desenvol que quanto mais embriões o a chance de uma gravidez. Hoje, a precisão de técnica de embriões em uma FIV já t de apenas um embrião ao úter estágio de blastocisto, com m contribuir com isso, clínicas de pamentos de última geração, c Esse aparelho permite qu ção dos embriões seja realiz terna. Seu sistema de vídeo p acompanhem de forma cont do desenvolvimento, permitin adequada quais os embriões transferência ao útero, no m


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 31 DE AGOSTO DE 2018

bê de proveta e os ina Reprodutiva

m de 50% a 60% em mulheres luiu tanto que, a cada ciclo de de gravidez é maior do que em ovem e saudável. de proveta nasceu em 1984 época, ainda não estava dispara avaliar a qualidade dos édicos optavam por transferir lvimento. O entendimento era útero recebesse, maior seria

as de seleção e congelamento tem permitido a transferência ro e, na maioria das vezes, em maior chance de gravidez. Para e reprodução têm usado equicomo o Embryoscope Plus. ue todo o processo de avalizado sem a manipulação expossibilita que embriologistas tínua e ao vivo cada estágio ndo selecionar de forma mais s de melhor potencial para a momento certo, proporcionan-

do um ganho na fertilização in vitro. Além dos equipamentos, as técnicas de congelamento de óvulos também evoluíram. Elas permitem, por exemplo, que mulheres que queiram adiar a maternidade ou irão passar por algum tratamento de saúde por conta de uma doença, como câncer, preservem seus óvulos saudáveis e escolham o melhor momento para engravidar. Em 2011, uma resolução do Conselho Federal de Medicina (CFM) estabeleceu o número máximo de embriões que podem ser levados ao útero durante o processo de fertilização in vitro. Em mulheres até 35 anos, é permitida a transferência de até dois embriões. Já para mulheres de 36 a 39 anos o número aumenta para três; e para mulheres de 40 anos ou mais são permitidos até quatro embriões. A Medicina Reprodutiva continua em constante avanço, oferecendo técnicas cada vez menos invasivas e sofisticadas. As informações e os recursos tecnológicos possibilitam realizar procedimentos cada vez mais precisos para alcançar resultados efetivos, permitindo, assim, que mais pessoas possam realizar o sonho de ter filhos. * Coordenador médico da Unidade Vila Mariana e coordenador do projeto de Oncofertilidade da Huntington Medicina Reprodutiva


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 31 DE AGOSTO DE 2018

opinião

Você sabe o que é a Odontopediatria? Divulgação

Tainara Chiossi Martins *

A

Odontopediatria é o ramo da Odontologia que cuida da saúde bucal de bebês, crianças e adolescentes. O cuidado com os pequenos deve ser iniciado mesmo antes do primeiro dente erupcionar na cavidade bucal, com o pré-natal odontológico e consultas de prevenção e orientações ainda quando bebês. O pré-natal odontológico consiste na assistência que o cirurgião-dentista oferece à mãe em relação à sua saúde bucal e orientações sobre a mesma do futuro bebê, prevenindo problemas bucais durante a gestação ou agravando um pré-existente. Ainda hoje existem alguns mitos relacionados ao atendimento odontológico para gestante, como: “Os dentes enfraquecem na gestação”; “É necessário o uso de comprimidos de flúor durante a gestação”; “Não é seguro realizar anestesia local e exames radiográficos em gestante”; “Não é possível realizar procedimentos odontológicos enquanto estiver grávida”. Estudos recentes revelam uma associação entre problemas gengivais (doença periodontal) e aumento do risco de complicações obstétricas, como pré-eclâmpsia, parto prematuro e baixo peso do bebê ao nascimento. Portanto, consultas trimestrais durante a gestação são o ideal para que problemas bucais possam ser tratados e controlados com segurança e até mesmo evitados, buscando uma gestação mais tranquila e saudável.

Cuidado desde cedo Atenção aos pequenos garante uma dentição saudável

O acompanhamento odontológico feito durante a gestação deve continuar após o nascimento do bebê, com consultas periódicas ao dentista, momento em que a mãe será orientada em relação ao aleitamento e hábitos nutritivos, além de prevenir a instalação de males bucais buscando que a dentição se desenvolva de forma saudável. Os dois primeiros anos de vida do bebê e o tempo de gestação são de grande importância no desenvolvimento fisiológico da criança, além disso, são importantes para que ela crie e adquira

bons hábitos que serão reproduzidos na sua vida adulta. Após a erupção do primeiro dente na cavidade oral, o cirurgião-dentista orientará os responsáveis sobre a forma correta de higienização desse dente e dos sucessores. A Organização Mundial da Saúde (OMS), assim como as principais Associações de Pediatria e Odontopediatria, recomendam o uso de dentifrício fluoretado (1000ppm, no mínimo) a partir da erupção do primeiro dente. O flúor tem papel importante no processo de desmineralizacão e remineralização (processo que ocorre na superfície dentária). Mas vale ressaltar que, para obtermos resultados positivos na superfície dentária, o flúor precisa ser usado na forma e com a quantidade correta, com supervisão de um adulto e seguindo as orientações feitas pelo profissional. A forma, frequência e quantidade que serão usadas de dentifrício variam de criança para criança, pois envolve muitos fatores, como: dieta da criança, rotina familiar, quantidade de dentes em boca, idade, entre outros. O ideal seria que a primeira consulta odontopediátrica não ocorresse em um momento de emergência e dor, pois é nela que a criança e o profissional constroem um laço e os pequenos têm a primeira impressão. Por isso, ela deveria ser a mais passiva possível com a intenção de orientar os pais e conseguir um ambiente mais lúdico para a criança. * Cirurgiã-Dentista (CRO/RS 25.783)


Primeiro Parágrafo

Resenha de “O Conto da Aia”, da escritora canadense Margaret Atwood, que virou recentemente até série de TV Páginas 8 e 9

Inside

Sétima Arte

O talentoso ator Woody Harrelson encarna, com maestria, o presidente Lyndon Baines Johnson Páginas 10 e 11

GastronoMia

Festival do Moscatel inicia nesta sexta: já garantiu seu ingresso? Serão três finais de semana do tradicional evento que reúne gastronomia e bebidas premiadas, e ainda é possível adquirir ingressos para alguns dias

A

8ª edição do Festival do Moscatel vai acontecer nesta sexta e sábado e nos dias 7, 8, 14 e 15, das 20h à meia noite, no Centro Municipal de Eventos Mário Bianchi (Avenida Arno Domingos Busetti s/nº, bairro Cinquentenário). O ingresso dá direito a uma taça personalizada do evento, ao cardápio elaborados pela chefe Janete Canello (confira na página 3) e executado pela equipe Dirceu Dalla Riva e, claro, às bebidas premiadas. Para este sábado e dia 15 de setembro os ingressos já estão esgotados. Para os outros dias restam somente ingressos do 2º lote, no valor de R$ 130,00 para sextas, e R$ 150,00 para os sábados. Menores de idade, independentemente do lote, os valores são R$ 85,00, de 12 a 17 anos; R$ 55,00 de 7 a 11 anos; e crianças de até 6 anos têm entrada franca. Para os menores de 18 anos a entrada só é permitida com o acompanhamento de pais ou responsáveis. Os ingressos podem ser adquiridos pelo e-mail turismo@ farroupilha.rs.gov.br, pelo telefone 3261-6963, na Secretaria Municipal de Turismo e Cultura ou ainda pelo site sympla.com.br.

Divulgação

Serão cerca de 40 rótulos entre espumantes moscatel, frisante moscatel, vinhos moscato, espumantes brut, vinhos finos, suco de uva e água. As bebidas são servidas pelas vinícolas associadas à Afavin (Associação Farroupilhense de Produtores de Vinhos, Espumantes, Sucos e Derivados): Adega Chesini, Basso Vinhos e Espumantes, Cave Antiga Vitivinícola, Cooperativa Vinícola São João, Vinhos Cappelletti, Vinícola Colombo, Vinícola Tonini e Vinícola Perini. O evento é uma realização da Prefeitura Municipal, por meio da Secretaria de Turismo e Cultura e da Afavin. Patrocinam o evento Mario Tur, Sindicato Empresarial de Gastronomia e Hotelaria Região da Uva e do Vinho (Segh) e Tramontina. Segue na página 3 Capital do Moscatel Farroupilha promove 8ª edição do Festival que reúne alta gastronomia e bebidas de excelência


Inside

2

FARROUPILHA, 31 DE AGOSTO DE 2018

Cinemas Imagens: Reprodução

Shopping Iguatemi (RST-453, quilômetro 3,5) Cinemas GNC 1: Slender Men: Pesadelo sem Rosto - às 13h50min (dublado), 16h e 18h40min (legendado) GNC 1: Mamma Mia! Lá Vamos Nós de Novo - às 21h GNC 2: O Candidato Honesto 2 - às 14h15min (com legenda descritiva), 16h45min, 19h e 21h30min GNC 3: Meu Ex é um Espião - às 13h30min e 21h50min (legendado), 16h10min (dublado) GNC 3: Megatubarão - às 19h20min GNC 4: Os Jovens Titãs em Ação! Nos Cinemas (dublado) - às 14h, 16h, 18h e 20h GNC 4: Megatubarão (dublado) - às 22h GNC 5: Os Incríveis 2 (dublado) - às 13h40min GNC 5: Christopher Robin: Um Reencontro Inesquecível - às 16h20min e 18h50min (dublado), 21h15min (legendado) GNC 6: O Protetor 2 - às 14 (dublado), 16h30min e 21h40min (legendado) GNC 6: Mamma Mia! Lá Vamos Nós de Novo (dublado) - às 19h10min Ingressos: segunda e quinta (exceto feriado e Carnaval) a R$ 22,00 e R$ 28,00 (salas 3d); terça e quartas (exceto feriado e Carnaval) todos pagam meia entrada; sexta a domingo e feriado a R$ 26,00 e R$ 32,00 (salas 3d). Meia entrada todos os dias para menores de 18 anos e maiores de 60 (mediante apresentação de identidade), estudantes (mediante apresentação de Carteira de Identificação Estudantil), pessoas com deficiência (com documento que a comprove) e para o Movie Club Preferencial.

Shopping San Pelegrino (Avenida Rio Branco, 425) * Obs: o site do Cinépolis traz apenas os horários dos filmes, mas não informa em qual sala serão exibidos Christopher Robin: Um Reencontro Inesquecível - às 14h (dublado) e 16h40min (legendado) Hotel Transilvânia 3: Férias Monstruosas - às 13h15min (legendado), 15h15min e 17h30min (dublado) Megatubarão - às 14h30min, 17h e 19h20min (dublado e em 3d), 22h10min (legendado e em 3d) O Candidato Honesto 2 - às 13h30min, 15h40min, 18h, 19h40min, 20h20min e 22h O Protetor 2 - às 19h e 21h40min Os Jovens Titãs em Ação! Nos Cinemas (dublado) - às 14h15min, 16h20min, 18h40min e 21h Slender Man: Pesadelo sem Rosto - às 13h40min, 16h e 18h20min (dublado), 20h40min (legendado) Ingressos: nas salas tradicionais, segunda a quarta (exceto feriado) a R$ 23,00 e R$ 11,50 (meia); quinta (exceto feriado) a R$ 25,00 e R$ 11,50 (meia); sexta a domingo e feriado a R$ 26,00 e R$ 13,00 (meia). Nas salas 3d, segunda a quarta (exceto feriado) a R$ 29,00 e R$ 14,50 (meia); quinta (exceto feriado) a R$ 29,00 e R$ 15,00 (meia); sexta a domingo e feriado a R$ 32,00 e R$ 16,00 (meia).

Sala de Cinema Ulysses Geremia (Luiz Antunes, 312) A Festa - sexta a domingo, às 19h30min Ingressos: R$ 10,00 e R$ 5,00 (estudantes e sênior)

Em cartaz O ator Leandro Hassum e o diretor Roberto Santucci reeditam parceria na comédia nacional “O Candidato Honesto 2”. Já para a criançada, a boa pedida é a animação americana “Os Jovens Titãs em Ação! Nos Cinemas”


Inside

FARROUPILHA, 31 DE AGOSTO DE 2018

3

Gastronomia

Cardápio do 8º Festival do Moscatel elaborado pela chef Janete Canello Adroir Fotógrafo

Aperitivos: Pães, queijo de moscatel, queijo parmesão, salame e copa. Entradas: Terrine de gorgonzola, salada de batata, bacon, salsinha e mostarda; salada de mamão, coco, iogurte natural e nozes; salada de tomate, manjericão e balsâmico; salada italiana com folhas, alcachofras, tomate seco e lascas de parmesão; salada napolitana com abobrinha, pimentão colorido, cenoura, brócolis, azeitona, azeite de oliva e orégano. Pratos principais: Medalhão de filé mignon ao vinho, costelinha suína ao molho de mostarda e mel, peixe gratinado com banana, molho bechamel, queijos muçarela e parmesão. Acompanhamentos: Risoto de maçã vermelha com espumante rosé, arroz três grãos com nozes e castanhas, ravioli ao molho de queijo, espaguete ao molho picante com ervas, echalotes caramelizadas, batata-doce com açafrão da terra e hortelã. Sobremesas: Creme de café com chocolate, frutas frescas com calda de moscatel, mousse de moscatel com coulis de frutas vermelhas, panna cotta com amêndoas laminadas e caramelo, pavê sonho de valsa, sagu com espumante e morangos, tortinha de limão, Romeu e Julieta brulée. Bebidas: Espumante moscatel, frisante moscatel, vinho moscato, espumante brut, vinhos finos (tintos e brancos), suco de uva (tintos e brancos) e água.

Gastronomia requintada O renomado Festival, além de servir bebidas premiadas, conta com um completo cardápio elaborado pela chef Janete Canello e executado pela equipe Dirceu Dalla Riva

Programe-se O que: 8º Festival do Moscatel Quando: nesta sexte e sábado e dias 7, 8, 14 e 15, das 20h à meia-noite Onde: Centro Municipal de Eventos Mário Bianchi (Avenida Arno Domingos Busetti s/nº, bairro Cinquentenário) Quanto: sextas, 2º Lote: R$ 130,00, enquanto houver disponibilidade, até 15 de setembro. Sábados, 2º lote: R$ 150,00, enquanto houver disponibilidade, até 15 de setembro. Menores de idade, independentemente do lote: de 12 a 17 anos, R$ 85,00; de 7 a 11 anos, R$ 55,00; Crianças até 6 anos têm entrada franca


Inside

4

Gustavo Pimentel

gustavospimentel@yahoo.com.br

Um dia desses, conversando com um casal de amigos catarinenses, descobri a existência do homem mais azarado do mundo. Eles são amigos dele e juram que esse tal sujeito existe de verdade. Para me convencer da perseguição do azar com esse rapaz, elencaram-me uma série de histórias, uma mais incrível que a outra, e que algumas eu faço questão de contar para vocês. Dizem eles que não há uma única vez em que saem em um grupo de amigos para jantar ou beber algo que o pedido do Leo, o azarado, não venha errado. E eles enfatizam para ficar bem claro: não há exceções! Sempre o pedido do Leo virá errado. Aliás, segundo eles mesmos, houve uma única exceção. Certa feita, em uma lancheria, o garçom trouxe o pedido de todas as pessoas. Todos olharam apreensivos para saber qual tinha sido o erro no prato do Leo, eis que, para surpresa geral, o pedido estava certo. O próprio Leo, sem acreditar, olhou para todos e, sem conter a euforia, disse que o seu pedido estava certo e que a fama de azarado finalmente havia acabado. Porém, tão logo terminou de proferir aquelas sonoras palavras, uma enorme mosca aterrissou exatamente dentro do seu copo de chope. Leo há pouco tempo comprou um apartamento. Um dia, marcou com os pedreiros para colocar o piso no banheiro. Comprou os azulejos na loja e, quando chegou no prédio para descarregá-los, percebeu que o prédio estava sem luz. Nesse momento, com enorme tristeza, Leo se deu conta que havia comprado um apartamento no 7º andar. E lá foi ele, subindo com as caixas pesadas, degrau por degrau, até o 7º andar. Vocês pensam que esse foi o azar? Que nada! Quando terminou de colocar as caixas no banheiro, o mestre de obras entrou correndo porta adentro para avisá-lo que a luz tinha voltado. Mas tudo pode piorar. Leo é oficial da Marinha. Para quem não sabe, na Marinha os oficiais são chamados apenas pelo sobrenome, até mesmo para que não haja confusão em caso de alguma emergência. Pois é, isso não seria problema para ninguém, exceto para o Leo, que tem como sobrenome um nome de mulher. Na Marinha ele é conhecido por Sargento Simone! Mas as histórias não param por aí. Houve também uma festa, dessas baladas chiques em mansões enormes, sabem?! Pois é, toda a turma estava curtindo a festa quando Leo resolveu ir ao banheiro. No meio da mansão havia uma piscina, aquelas cujo piso é de vidro temperado e que quando fecha pode-se caminhar tranquilamente sobre ela. Pois é, o que o Leo não contava é que enquanto ele estava no banheiro, alguém iria abrir o piso removível da piscina. Resultado? Isso mesmo, quando voltou do banheiro Leo foi parar dentro da piscina, em plena festa. Esses amigos me contaram que o Leo irá casar em novembro. Bem, a primeira reação que tive foi de avisar para não deixá-lo fazer uma cerimônia a céu aberto. Graças a Deus não fui só eu que tive essa ideia. A hipótese já havia sido descartada por todos, especialmente pela noiva (risos). Fico me perguntando, em uma festa de casamento, onde sempre alguma coisa dá errado, qual será a próxima história que teremos para contar do Leo, o homem mais azarado do mundo? * Advogado

Agenda SEXTA

Long John + Aniversário DJ Ricardo Gaviraghi República Beer (República, 445), às 23h Sertanejo com Patrick Ferreira Favorita Beer Store (Ernesto Fetter, 18), às 22h

SÁBADO Sábado Literário Sesc Caxias do Sul (Moreira César, 2.462, em Caxias do Sul), às 13h30min Boteco dos Apertados IV Boteco do Chá (Rômulo Noro, 555), às 23h30min Pop Rock com Kako e Jeff Favorita Beer Store (Ernesto Fetter, 18), às 22h

Divulgação

O homem mais azarado do mundo

FARROUPILHA, 31 DE AGOSTO DE 2018


FARROUPILHA, 31 DE AGOSTO DE 2018

Inside

Literatura

Fotos: Márcia Dall’Ago

Será lançado sábado o livro “Chorus: Composições e Arranjos de Alcides Verza”, que reúne as obras do maestro que há 50 anos se dedica ao canto coral

A

Guilherme Macalossi cisperter@hotmail.com

Partituras de Alcides Verza

biografia que contém partituras do maestro Alcides Verza, que atualmente rege dois coros em Farroupilha: o Coro Tramontina e o Coro do Santuário de Caravaggio, será lançada neste sábado, na Sala de Teatro Valentim Lazzarotto, localizada no Centro de Cultura Dr. Henrique Ordovás Filho (Luiz Antunes, 312, Bairro Panazzolo, em Caxias do Sul). Os textos introdutórios às seções de partituras e a biografia do renomado maestro são do jornalista e escritor Marcos Fernando Kirst, ex-colunista do Jornal Informante. Com início às 16h, o evento contará com uma apresentação especial dos seis corais atualmente regidos pelo maestro, seguida de coquetel. O livro não estará à venda e terá distribuição restrita e dirigida. Alcides Verza nasceu em 1947, em Vacaria. Ao longo de mais de cinco décadas de atividades, o ma-

5

Arte de compor O maestro construiu sua carreira tendo como foco o canto coral e hoje possui um livro reunindo parte de suas composições

estro, compositor e arranjador já organizou e regeu dezenas de coros em municípios do Estado, somando diversas apresentações, discos gravados e uma gama significativa de arranjos feitos para canto coral. “Chorus: Composições e Arranjos de Alcides Verza”, trata de um resgate histórico de uma seleção das partituras para canto coral, cujos arranjos decorrem do maestro Alcides Verza. A obra apresenta o acervo distribuído em três seções: “Composições Próprias”, material autoral produzido pelo maestro; “Folclore Italiano”, arranjos produzidos por Verza; e “Diversos”, arranjos de canções do folclore brasileiro, do folclore internacional, músicas natalinas, músicas sacras e canções eruditas. O projeto de edição do livro foi aprovado e financiado pela Lei de Incentivo à Cultura (LIC) da Prefeitura Municipal de Caxias do Sul, contando com o apoio cultural das empresas Randon e Marelli, bem como com o apoio da Tramontina.

A popularidade de Lula não é manipulação das pesquisas É fácil chamar Lula de ladrão, de criminoso, de salafrário, de quadrilheiro, ou de qualquer outro adjetivo que se possa usar para descrevê-lo. Difícil é reconhecer que, mesmo preso, ele continua conservando enorme prestígio popular. Quem acompanha meu trabalho sabe o que penso dele e do PT. O caos que vivenciamos, tanto no campo moral quanto no campo econômico, é resultado de suas políticas, seja exercendo o poder de forma direta, seja mandando e desmandando em Dilma. Mesmo assim, é preciso examinar o que ocorreu em sua época para compreender seus indicadores atuais. É preciso saber distinguir a análise técnica que se pode fazer do governo Lula da percepção que a população tem do período. Os números robustos da economia entre 2003 e 2010 se devem a um conjunto de fatores que contemplam a continuidade das políticas fiscais do governo Fernando Henrique Cardoso, o boom das commodities e o contexto favorável do mercado mundial. O resultado foi a redução considerável do índice de desemprego, o aumento do salário mínimo, a elevação das reservas internacionais, a obtenção do status de grau de investimento pelas agências de risco – só para citar alguns exemplos. Qualquer pesquisador honesto dirá que o Brasil cresceu apesar do governo Lula, não por sua causa. Isso, entretanto, não tem a menor importância para o brasileiro médio, que tem baixa instrução e escolaridade. O cidadão comum faz a associação direta entre o governo do momento e o momento em que vive. De modo que muita gente considera que a vida era melhor quando Lula era presidente, mesmo não tendo sido ele o responsável por idealizar nenhuma das políticas que resultaram em emprego e renda. Entre 2003 e 2013, foram gerados 15,38 milhões de postos formais de trabalho. Lula nadou de braçada em cima desses números. Outro fator preponderante foi a exploração do consumo. Com fartos recursos à disposição, houve a expansão do crédito (que bateu em R$ 1 trilhão), volume de recursos que representavam 50% do Produto Interno Bruto. Linhas de financiamento com operações de crédito consignado, que é abatido na folha de pagamento, foram disponibilizadas para as camadas populares, incluindo aposentados e pensionistas. Os mais pobres podiam comprar bens e ter acesso a um conjunto de serviços que antes eraM inviáveis em termos financeiros. A crise atual, com a explosão das contas públicas e o índice recorde de endividamento da população, é resultante desse populismo fiscal. Ocorre que ninguém, a não ser a ínfima fração de pessoas estudadas e intelectualmente sérias, sabe disso. O que popularmente se sabe é que durante o governo Lula se vivia bem, e agora se vive mal. Grande parte dos críticos de Lula ignoram esses fatos, atribuindo a ele uma aceitação inventada pelas pesquisas. Trata-se de pura negação da realidade. Durante anos, o ex-presidente fez uso da retórica e da propaganda para mistificar o legado de sua passagem pelo poder. Sem oposição e sem discurso contrário que tivesse efeito junto às massas, predominou o entendimento de que ele foi o único responsável pelo crescimento do Brasil. A estabilidade, que foi conquistada com a oposição ferina do PT, foi instrumentalizada em favor do seu líder. É por isso que Lula seria o favorito na eleição presidencial se pudesse de fato concorrer. * Redator e radialista


Multifotos Studio

M

Novidades

arcele Vaccari e Aline Meotti, linhas de frente do Única Espaço de Beleza inauguram o empreendimento em novo local na próxima segunda. O salão passará oferecer um espaço mais amplo para suas clientes e o serviço de manicure. O novo endereço será no Comercial Dona Ruth, sala 93. O mês é de celebração para as empresárias com o aniversário de Aline no domingo e de Marcele na próxima quinta. Parabéns!

Travel

Cinco agências de intercâmbio de Caxias do Sul, entre elas a Intercultural, comandada por Lucile Pessin, se juntaram para realizar mais uma edição do Salão do Intercâmbio neste sábado, às 14h. O evento visa divulgar viagens de intercâmbio e esclarecer dúvidas para os interessados. A atividade conta com 24 empresas expositoras e ocupa o espaço do Hotel Intercity.

Churrasco

Rafael Toff sua filha M de Nos

Janine Gonçalves

Daniela De Rocco

Com o propósito de retratar os churrascos realizados no sul da América do Sul, Luciana Alberti, Pedro Sehbe e a direção do Hotel Samuara organizam para este sábado o evento Fogo de Chão. O encontro gastronômico reúne os melhores assadores da região para realizar o churrasco no estilo patagônico nos jardins do local, a partir das 11h. O grupo Yangos anima o público no dia.

A pequena Valentina De Bona Silvestrin completou seu 4º aniversário neste domingo, juntamente com seus pais Héverton e Simone Silvestrin, que recepcionaram seus convidados na Bambolino Festas, em Caxias do Sul

Rafaela Madalosso Pedrozo recebeu o carinho de sua mãe, Dione Maria Madalosso Pedrozo, no sábado, na festa da sua formatura no curso de Medicina Veterinária, que ocupou o Restaurante Parque dos Pinheiros

Solange Calabria marcou presença no pagode que agitou o Boteco Antonielle no final de semana

Viviana Vettorazzi celebrou a conquista d curso de Ciências Contábeis, pela UCS, no festa ao lado de familiares e amigos na Se


Arquivo Pessoal

Daniela De Rocco

Ana Neise Felin e Ademir Felin felizes em celebrar seu Casamento Civil, no sábado Cristiano de Oliveira

folo e Rocheli Verona batizaram Milena, no dia 18, no Santuário ssa Senhora de Caravaggio

Cristiano de Oliveira

do seu diploma no último sábado, com ede da Tramontina

Michel Matias e Matheus Nicolini curtiram a noite de sexta na festa animada do Boteco do Chá

Fique por Dentro Pista

Na quinta, dia 6, véspera de feriado, o Muinho prepara a festa já confirmada Pista Certa. Os ritmos mais tocados no momento, como Funk, Pop e Hip Hop marcam presença nas playlists dos DJ’s Cris Duarte e Mono. Quem confirmar presença no evento do Facebook tem preço especial até à 0h.

Remarcado

O show de Vitor Ramil, que foi cancelado no último domingo, por conta de um problema de saúde com o músico, já foi remarcado. Ele acontece no próximo dia 22, um sábado, no Auditório Professor Raul Bampi, na UCS Farroupilha. A promoção é do Sesc e os ingressos podem ser adquiridos na unidade farroupilhense (Cel. Pena de Moraes, 320).


Inside

8

Egui Baldasso e.baldasso@gmail.com

Feliz 2019! Não. Eu não acordei louco, nem corri no tempo. Acordei no mesmo ainda agosto que você. Mas é justamente por isso que eu já antecipo meus votos e lhe desejo um ano repleto de realizações, momentos em família, amores, dinheiro. Que aquela promoção no trabalho finalmente venha, ou só um trabalho mesmo, vai, porque as coisas não andam assim pra brincadeira. Ah! E que seu time, caso não seja azul, branco e preto, caia o mais breve possível de todas as competições que disputar (nada pessoal). Sim. Eu sei que trago-lhes um clichê, mas é necessário fazê-lo. O ano acabou. O famigerado mês 08, que em outros tempos tomava acento, se aprochegava e demoraaaava pra ir embora, de uns anos pra cá resolveu se apressar e não finca mais raízes no calendário. É piscar que o danado, antes uma bela tartaruga, agora foge acelerado tal qual um coelho assustado. E quem se assusta com o setembro inesperado somos nós. É que depois dele, agosto, os dias voam ainda mais, e súbito esbarramos com o seu João fazendo bico de Papai Noel pra tirar uma graninha a mais, garantindo os presentes dos netinhos. Não. Não é preciso desespero. Embora o ano novo se avizinhe, ainda tem muito 18 por acontecer. É aqui que eu queria chegar. Assim como quase todas as decisões dessa vida, cabe somente a nós definir o que fazer desses meses que ainda faltam pra janeiro chegar suando. A minha mania de viver agora todo mundo conhece. Mas como fazer pra colocar em prática? Pra não ver mais um ano passando quase que em vão em meio a tantos planos que sempre fizemos no começo de cada um, a grande maioria suplantada pela correria desenfreada que nos enfiamos? Se eu tivesse a resposta, eu já teria lhe dado há muito tempo. Ela, a resposta, é diferente em mim e em você. Sim. Eu poderia ao menos sugerir o que podemos fazer, talvez em conjunto, para fazer valer esse tempo até o 31 de dezembro. E vou fazê-lo, só porque você pediu. Que tal sermos nós? Dois, sete, dez ou mais. Procurar as pessoas. Ir até eles, não esperar. Listar alguns amigos e buscá-los. Com o Pedro, que anda mais sossegado, um chimarrão. Com a Daniela, que adora uma conversa, uma cerveja. A Joice ama um café no fim da tarde, por que não? Aquela turma, que tanto faz bem, merece ser reunida pra uma baita churrascada. Estar entre os seus. Dizer que precisa deles. Demonstrar a importância. Ganhar tempo com outros, e não desperdiçá-lo sozinho. Não. Tantos encontros não são tudo que vai salvar teu ano. Vai ter barra pesada pra passar, problema pra resolver. Às pencas. Mas, sim, juntando tanta gente que nos faz bem e se importam conosco, o restante encaixa, acontece. A vida aparece. E nós, lá na frente, vamos olhar pra trás e pensar: “que 2018 fantástico foi aquele, precisamos repetir”. * Jornalista e escritor

FARROUPILHA, 31 DE AGOSTO DE 2018

Primeiro Parágrafo

“Não deveriam nos dar se não quisessem que “O Conto da Aia” é o romance mais poderoso de nossos tempos por misturar ficção com uma história moral de significado profundo Sirlei Cardoso Masiero Especial para o Jornal Informante

O

livro da escritora canadense Margaret Atwood apresenta uma visão perturbadora sobre o risco da ficção se tornar realidade e a humanidade ser dominada por uma sociedade teocrática. Qual mal ou qual bem é maior? Transformar mulheres em incubadoras humanas ou deixar a humanidade desaparecer? O Conto da Aia, escrito em 1985, ocupa a posição dos livros mais vendidos em diversos Países e foi muito comentado nos últimos meses. O romance de Margaret é ambientado num Estado teocrático e totalitário, em que as mulheres são vítimas preferenciais do governo e o fundamentalismo se fortalece como força política. Os problemas climáticos, a contaminação radioativa, a promiscuidade sexual, as doenças venéreas tornaram a maioria das mulheres inférteis e os bebês que sobrevivem são raros. Paralelo a isso, grupos conservadores religiosos conseguem dar um golpe na Casa Branca, nos Estados Unidos. Surge então, no século XXI, a República de Gilead. Essa sociedade, organizada militarmente, teve por base preceitos puritanos, estabelecendo-se de acordo com castas: a elite formada por comandantes da nação e suas esposas e parentes; as mulheres inférteis que se tornam empregadas domésticas, chamadas de Marthas; e, por fim, as mulheres

férteis que são enviadas ao Centro Vermelho, onde sofrem lavagem mental para se tornarem Aias (barrigas de aluguel) para as famílias da elite. As aias se vestem com uma longa túnica vermelha que as diferenciam das Marthas. Essas usam roupas e aventais marrons e as esposas dos comandantes vestem elegantes roupas verdes. Como disse a personagem Offred: “não deveriam nos dar uniformes se não quisessem que nos transformássemos em um exército”. Nos Centros Vermelhos, as tias Lydias são instrutoras, com a tarefa de reeducar as mulheres férteis para que assumam a missão de aias. Suas vidas anteriores são apagadas e as que se rebelam são torturadas. O útero das mulheres férteis é agora propriedade estatal. São convencidas de que sua fertilidade é um sinal de que foram escolhidas por Deus para perpetuar a humanidade. Ao completarem o treinamento, são designadas a viver com uma das famílias de elite de Gilead para reprodução. O sexo praticado entre a aia e o comandante é apenas inseminação direta assistida pela esposa. Qualquer reação de prazer, a aia é enviada a uma espécie de campo de concentração nazista. Nesses campos são enviados os rebeldes, os homossexuais, feministas e adúlteras. Descobrimos todo esse contexto através da narrativa em primeira pessoa da personagem Offred, a aia do comandante Fred. Seu nome real é June. Ela vivia com seu marido Luke e a filha Hanna em Boston, antes do golpe. Ao tentarem


FARROUPILHA, 31 DE AGOSTO DE 2018

Inside

9

Primeiro Parágrafo

Lauro Edson Da Cás ldacas@hotmail.com

uniformes fôssemos um exército” Divulgação

O Conto da Aia Autora: Margaret Atwood Gênero: Romance Literatura Canadense Ano de publicação: 1985 Editora: Rocco Nº de páginas: 368 Preço médio: R$ 29,00

Futuro sombrio O romance de Margaret virou filme, ópera e, no ano passado, uma série de TV: distopia da obra encontra cada vez mais ressonância com o aumento de regimes totalitários Imagem: Reprodução

fugir para o Canadá, June é capturada, Hanna é entregue a uma família de Gilead e apenas Luke consegue cruzar a fronteira. Esse romance nos leva a muitas reflexões: as mudanças radicais podem engolir toda uma nação de uma hora para outra se os problemas sociais não forem tratados honestamente e que os fundamentalistas de que tanto desdenhamos crescem distante de nossos olhos, até estarem suficientemente organizados para atingir seus objetivos. O Conto de Aia denuncia verdades desconfortáveis sobre a nossa realidade. Margaret, em sua criação ficcional, mostra uma sociedade com governos totalitários, ditatoriais, com poder tirânico e domínio ilimitado onde impera a corrupção e a imoralidade. Comparamos essa obra de ficção com as perseguições políticas e assassinatos de opositores de governos que nos fazem fronteiras e que podem chegar até nós. Não é um livro de leitura para se distrair. É uma ficção poderosa para ser lida e assimilada em toda a sua essência, alertas e mensagens. A escritora recebeu inúmeros prêmios internacionais pela obra que é considerado uma obra-prima.

Refugiados ou recém-chegados ou imigrantes? Se existe um assunto que merece mais atenção de todos nós, inclusive de órgãos governamentais ou não, mídias sociais, das rodas de conversas e de tantos outros setores da sociedade, é o tema da imigração e, por consequência, do povo que deixa sua casa, sua história, sua cidade, seu País e se achega em outra terra, em outro País, em outro lugar diverso. De fato, é este tema que está agitando e tomando conta dos noticiários e que, diretamente, impacta com as relações pessoais, políticas, econômicas e sociais. Falar em imigração, considerando a nossa Região de Colonização Italiana (RCI), é até mais compreensível e natural, embora, este movimento imigratório ou o fluxo migratório tenha ocorrido, mais fortemente, pelos idos de 1870 em diante (por exemplo, foi em 1875 que os primeiros imigrantes italianos chegaram ao Rio Grande do Sul, se estabelecendo na Serra Gaúcha, em Nova Milano – Farroupilha, o Berço da Imigração Italiana no Estado). Como é sabido, naquele período, muitos imigrantes europeus deixaram a vida cotidiana (e muitas outras coisas) para virem em busca de melhores condições de vida. Foi uma reviravolta na vida e no projeto de vida dos mesmos. Nisso, eles trouxeram junto com o pouco que podiam o otimismo e a esperança. Aliás, Hannah Arendt, versando sobre isso, já referenciava que “o nosso otimismo é admirável, mesmo que sejamos nós a dizê-lo” (ela que também foi imigrante). Cá estamos em pleno século XXI e a imigração continua. Se considerarmos nosso Estado e nossa Serra Gaúcha (para não se falar somente de Farroupilha), vemos e convivemos com inúmeros imigrantes vindos de diversas partes do mundo. E mais, a previsão é que muitos irão chegar até aqui, certamente, pois as notícias mais recentes tratam sobre imigração, crise migratória, etc. Somos cidadãos do mundo, embora nem sempre reagimos assim, principalmente se considerarmos aquele que se achega. Além disso, é interessante perceber que para a mesma situação, como definimos este que chega de fora: refugiado ou recém-chegado ou imigrante? Talvez, por aí, se compreenda o tratamento e/ou o sentimento que se nutre por eles! Será preciso rever posicionamentos quanto esta questão de imigração (e, principalmente, do imigrante)? Talvez, há de se pensar e refletir, porque não, em questões, como por exemplo: se os limites geográficos ainda são necessários; se se é condição natural do ser humano estar limitado a viver apenas onde nasceu; de se repensar o que a globalização significa para nós; se as políticas públicas são eficazes ou omissas; entre tantas outras questões. Se migrar torna-se um direito humano, o que pensar, o que fazer e como agir diante disso tudo? Somente para destacar, é dado que dos 5.570 municípios brasileiros, 3.432 tiveram ao menos um registro de imigrante internacional. * Mestre em Letras, Cultura e Regionalidade


Inside

10

FARROUPILHA, 31 DE AGOSTO DE 2018

Sétima Arte

Deixando a sombra da “LBJ: A Esperança de uma Nação” mostra as significativas mudanças na postura política do presidente americano, que passou de autoritário a diplomático, uma necessidade para implantação da agenda de JFK e perpetuação de seu legado

P

oucos presidentes na história dos Estados Unidos foram tão carismáticos quanto John Fitzgerald Kennedy (Jeffrey Donovan). Por isso, buscar a indicação do Partido Democrata para a eleição de 1960 era das tarefas mais difíceis para o senador Lyndon Baines Johnson (Woody Harrelson). “LBJ: A Esperança de uma Nação”, fala de seu período à frente da presidência, após o assassinato de Kennedy, em 22 de novembro de 1963, em Dallas, mas não somente disso. O filme de Rob Reiner traça um dos perfis políticos mais completos já vistos no cinema. Evidente que o ponto chave da trama é o assassinato e a chegada de LBJ ao poder em um momento traumático da história americana, mas a narração não é linear. Ela inicia em Dallas, mas volta mais de três anos no tempo, época em que os democratas ainda decidiam, nas prévias, quem seria seu representante na corrida presidencial. E volta no período em que LBJ era um intempestivo líder do Partido Democrata no Senado. O político texano tinha um modo, digamos, abrupto e intenso de resolver as coisas. Mas trabalhava como um doido para defender os interesses da sigla. Ele era, na verdade, a antítese de JFK, em todos os sentidos. Johnson era sulista, pouco polido e não tinha um pingo de carisma. Kennedy era nortista, diplomata por excelência e era adorado por todos. O trabalho do

senador texano era feito com o objetivo de ser, algum dia, indicado pelos democratas para uma disputa à Casa Branca. Era o que ele desejava, mas não falava. Johnson era muito orgulhoso para admitir isso e, na verdade, foi isso que acabou prejudicando ele nas prévias democratas. Quando ele decidiu se habilitar ao posto, JFK estava anos luz à frente e venceu a indicação para disputar a presidência com relativa folga. Porém, a diplomacia sempre fez parte do perfil de Kennedy. Tão logo foi proclamado o resultado, ele ligou para Johnson convidando-o para integrar a chapa democrata e ser seu vice, para revolta de seu irmão mais novo, Bobby (Michael Stahl-David), que viria a ser procurador-geral. JFK sabia que, continuando LBJ no Senado, ele teria menos poder na presidência, já que Johnson poderia ser uma sombra democrata a agir contra seus interesses na Casa Branca e um, em particular, era por demais importante: o Ato dos Direitos Civis. Quatro presidentes tiveram projetos similares, voltados aos direitos civis, derrubados em parte pela votação dos senadores sulistas. Como LBJ era texano, líder e muito influente, Kennedy sabia que contar com ele a seu lado seria o caminho mais fácil para fazer passar um projeto que sepultava por definitivo a segregação racial que fraturava a sociedade americana desde a Guerra Civil. Mas o risco era grande. Do lado do Partido Republica-

no, Richard Nixon era o indicado e se Johnson topasse ser vice e Kennedy perdesse a eleição, sua carreira política estaria encerrada, bem como o sonho de ser presidente americano. JFK venceu a eleição por margem apertada e se tornou o 36º presidente dos Estados Unidos, tendo LBJ como vice. Durante os primeiros anos, ele trabalhou intensamente para buscar o apoio dos ex-colegas de Senado sulistas, do senador Richard Russell (Richard Jenkins) em especial, que havia ocupado sua posição de líder quando concorreu a vice. Um de seus trabalhos mais espinhosos era aprovar o Ato dos Direitos Civis de Kennedy, projeto que ele próprio havia se posicionado contrariamente. É muito interessante perceber a mudança de postura de LBJ quando passa a ocupar o posto no Executivo. Sai de cena o político agressivo e resoluto, entra o conciliador. O longa de Reiner mescla os períodos com maestria e contrapõe de forma objetiva e direta essas duas faces de Johnson. A trama é repleta de imagens de arquivo que ajudam a contextualizá-la. Mas o que merece destaque mesmo são os dilemas de LBJ (em nova atuação grandiosa do talentoso Woody Harrelson), sua sensibilidade em conduzir a nação após a morte de um líder altamente carismático (fato que muitos duvidavam que teria condição de fazer), reconhecer sua relevância histórica e lutar para implementar seu legado despido de qualquer benefício pessoal. Pior, ten-

do que fazer isso sem ninguém a seu lado e com resistências da Família Kennedy, de Bobby principalmente. Em resumo, foi a humildade de Johnson que o tornou grande. E um


Inside

FARROUPILHA, 31 DE AGOSTO DE 2018

11

Sétima Arte

Imagem: Reprodução

Família Kennedy Castle Rock Entertainment

Emergindo das sombras Contra tudo e contra todos: Lyndon Baines Johnson (Woody Harrelson) herdou o cargo máximo da nação e teve muita sensibilidade para liderar os Estados Unidos logo após a perda de um carismático líder

LBJ

líder se forma e se molda justamente nestes momentos. É nos períodos de mais intensa crise, quando tudo parece perdido, que se percebe a altivez e a sobriedade para fazer boas escolhas.

O filme de Reiner eviscera de maneira plena e absoluta toda a trajetória de Lyndon Baines Johnson. Se ainda restava alguma dúvida de que ele não teve méritos, que sua gestão foi fracassada

ou que sempre figurará à margem de Kennedy, a trama deixa claro que LBJ não somente deixou a sombra de seu antecessor como perpetuou seu legado em prol dos direitos civis.

Direção Rob Reiner Roteiro Joey Hartstone Gênero Drama Duração 97 minutos País Estados Unidos Ano de produção 2016 Estúdio Eletric Entertainment Acacia Entertainment Savvy Media Holdings Star Thrower Entertainment Castle Rock Entertainment Distribuição California Filmes


12

Horóscopo Áries - 21/03 a 20/04

Semana agitada e que pede atenção absoluta em suas posturas. O céu indica imprevistos e cortes no campo afetivo. Avalie a forma como você ama e pense sobre como pode interagir com a pessoa. Atenção com a ansiedade.

Touro - 21/04 a 20/05

É importante cuidar do campo emocional para avaliar as questões afetivas ou de processos materiais. O céu indica desafios que interferem em sua rotina e na forma de lidar com pessoas do trabalho. Não se precipite!

Gêmeos - 21/05 a 20/06

A semana segue agitada e pode haver imprevistos para conduzir projetos ou atividades em grupo. Um amigo pode passar por uma fase de mudanças, e isso interfere na troca entre vocês. Seja flexível às mudanças.

Câncer - 21/06 a 20/07

É desafiador lidar com o relacionamento ou o cônjuge. Existem desafetos que precisam ser encarados de frente. Avalie as mudanças que são necessárias e esteja aberto a imprevistos ou afastamentos.

Leão - 21/07 a 22/08

Você está sendo levado a expressar o que sente e o que acredita na troca com pessoas próximas, inclusive parentes. Atenção com a forma como vai fazer isso, mas não deixe de fazer. É uma semana em que a sua expressão se faz necessária.

Vírgem - 23/08 a 22/09

Seja flexível e aberto a mudanças com investimentos e com a forma como você lidar com os recursos materiais. Acreditar mais em si mesmo e desenvolver o seu potencial é primordial para o seu crescimento. Uma decisão é importante.

Libra - 23/09 a 22/10

É importante avaliar a troca afetiva e permitir as mudanças que são necessárias para uma troca mais saudável. Atenção com imprevistos ou decisões precipitadas. A semana traz cortes ou afastamentos.

Escorpião - 23/10 a 21/11

A semana de trabalho segue agitada e você será levado a tomar uma decisão forte e importante para interagir com as pessoas de uma forma mais saudável. Fique atento a imprevistos, cortes e decisões que injetam movimento.

Sagitário - 22/11 a 21/12

Desenvolver a autoestima é importante para seguir mais consciente do seu potencial. Atenção com rivalidades e competições que colocam em risco os investimentos e as oportunidades de crescimento. O campo afetivo segue tumultuado e pede atenção.

Capricórnio - 22/12 a 20/01

Existem decisões fortes envolvendo a família e o campo afetivo. Desenvolver a autoestima é fundamental para seguir consciente da nova vida que surge. Esteja aberto a mudanças e inovação nos campos familiar e amoroso.

Aquário - 21/01 a 19/02

Podem ocorrer embates para se comunicar com pessoas próximas e parentes. O cenário traz tumulto e imprevistos. Atenção com as palavras, mas se expressar sobre os sentimentos é necessário. Seja aberto e flexível ao novo.

Peixes - 20/02 a 20/03

Os movimentos materiais vêm mexendo muito com você. É importante avaliar a melhor forma de planejar e interagir com recursos guardados. Atenção com imprevistos e impulsividade para investir. Pode haver perda financeira.

Inside

FARROUPILHA, 31 DE AGOSTO DE 2018


FARROUPILHA, 31 DE AGOSTO DE 2018

ALUGO sobrado no final bairro 1° maio, cercado c/ portão eletrônico, garagem para 02 carros, sala, cozinha mobiliada, 02 dormitórios, banheiro mobiliado c/ box e amplo pátio nos fundos. Valor. R$ 500,00. Fone 999789897. ALUGO PAVILHÃO de 600m² no loteamento América, entrada para a Linha São Miguel, perto da Multi Nova. Altura interna de 8 metros, sem colunas. Amplo espaço para estacionamento. Tratar: (54) 3268-0522. VENDO TERRENO de esquina com 1.377m² a uma quadra da rodoviária e do Shopping Centro de compras. Valor R$ 650.000,00. F. 9 9118.1642. VENDO TERRENO, localização central em Arroio do Sal a duas quadras do mar. F. 9 9118.1642.


2

FARROUPILHA, 31 DE AGOSTO DE 2018


3

FARROUPILHA, 31 DE AGOSTO DE 2018

ALUGUEL DE SALA COMERCIAL direto com a proprietária! 168m², na Independência, Bairro São Luiz. Fones: 9 9951.3583 / 3268-1062. OPORTUNIDADE para Investimento! VENDO 4 terrenos de Cooperativa já com área comprada R$ 120.000,00 (pelos quatro) F.: 9 9118.1642. VENDO CASA MISTA localizada no Bairro Pio X, ao lado da Igreja. (A mesma já está alugada através de imobiliária pelos valores de R$ 1.500,00 por mês). R$ 250.000,00 Tratar: (54) 9 9118 1642.


4

FARROUPILHA, 31 DE AGOSTO DE 2018


Profile for Informantef Informantef

Edição 553  

Edição 553  

Advertisement