Page 1

FARROUPILHA

|

ANO XI

| EDIÇÃO 542

| 14 DE JUNHO DE 2018 |

R$ 3,00

O novo emérito farroupilhense Fabiano Gasperin

ECONOMIA

Segue a pauta empresarial

CIDADE

Cardápio com solidariedade

1ª Semana do Empreendedor continua Meio Frango das Voluntárias da Saúde no nesta quinta, sexta e próxima segunda sábado e Feijoada do Rotary no domingo Página 8 Páginas 10 e 11

Titulado em sessão solene pela Câmara de Vereadores como Cidadão Emérito, Valderiz Possa teve reconhecimento proposto pelo vereador Fabiano Piccoli Matéria Especial, páginas 2 e 3


2

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

HOMENAGEM

Possa, alicerce da Vinícola São João Com o título de Cidadão Emérito, Valderiz recebe reconhecimento da Câmara de Vereadores

juliana@jornalinformante.com.br

H

á 15 anos preside a Cooperativa Vinícola São João, de Linha Jansen (2º Distrito), articulando decisões entre os 460 associados. É por essa atuação marcante que Valderiz Possa, 64 anos, agricultor e morador de Linha 80, foi aclamado na Câmara de Vereadores com o título de Cidadão Emérito, honraria concedida aos que nasceram em Farroupilha e lideram ações na comunidade. O trabalho valoroso junto à instituição foi reconhecido em sessão solene na noite de segunda. Casado com Mariazinha Toso Possa, é pai de Márcia Possa Busetti, avô de Luiz Carlos Júnior e Guilherme Busetti. Deu continuidade ao trabalho do pai, Dolorindo Possa, que presidiu a Cooperativa Vinícola São João por quase três décadas. “Vários foram os critérios elencados para essa difícil escolha, mas o que

preponderou foi a sua dedicação ao cooperativismo. Quando uma bancada faz a indicação de um nome, todos os vereadores precisam aprovar e, o seu nome, Valderiz, foi aprovado por unanimidade e com louvor”, considerou Fabiano André Piccoli (PT), vereador que propôs a indicação do homenageado. “Não queria falar, não sei fazer discurso. Então hoje só quero que saibam que estou muito feliz com este título de Cidadão Emérito. Agradeço ao vereador Fabiano Piccoli pela indicação e as vereadores dessa Casa pela provação do meu nome. Muito obrigado a todos os associados da Cooperativa Vinícola São João. Com todos eles divido essa homenagem. Agradeço meus pais, esposa, filha, genro, netos”, considerou o titulado da noite. Possa foi ainda homenageado pelo neto gaiteiro, Luiz Carlos Júnior, que junto ao amigo Delavi entoou canções gauchescas. Em nome das bancadas, os pronunciamentos foram feitos pelos vereadores Aldir Toffanin (PDT), San-

Fabiano Gasperin

Juliana Inês Casa Barbieri

Outorga entregue Brunet e Pedrozo entregam certificado de Cidadão Emérito para Possa, junto à esposa Mariazinha

dro Trevisan (PSB), Tiago Ilha (PRB), Alberto Maioli (Rede Sustentabilidade), José Mário Bellaver (MDB) e Tadeu Salib dos Santos (PP). Representando o prefeito Claiton Gonçal-

ves, o vice, Pedro Pedrozo, também parabenizou e destacou a história da família e fez a entrega da honraria, junto ao presidente da Casa Legislativa, Thiago Brunet.


3

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

FRUTO DO TRABALHO

Cooperativismo em família Fabiano Gasperin

O

caminho de Valderiz no cooperativismo veio por herança do pai, Dolorindo Possa (em memória) que por 28 anos esteve à frente da Vinícola São João. Dando sequência à atuação paterna, tem na instituição um cargo de responsabilidade na presidência dos associados. A Cooperativa processa anualmente 18 milhões de quilos de uva e seu faturamento gira em torno de R$ 37 milhões. Mantém 28 colaboradores diretos e já soma 86 anos de fundação institucional. Em nome dos associados da Cooperativa, o pronunciamento foi feita por Cláudia Butelli Teixeira, que explanou o envolvimento do presidente e a dedicação para o fortalecimento da entidade. Considerou que ao conversar com Possa a simplicidade é logo percebida: a infância na Linha 80, as brincadeiras com os irmãos, o futebol com os amigos, o namoro com Mariazinha, tempos que se recorda com alegria. “A vida nos ensina que o mérito não vem por acaso e pode ser até

para receber um dom, mas em todos os casos, as vitórias são frutos de muito trabalho, persistência, empenho e de ações diárias firmes e bem coordenadas, seguidas de pequenas conquistas até chegarmos a um objetivo maior. A trajetória do senhor Valderiz não foge a essa regra”, considerou, lembrando que o homenageado integra a diretoria da Associação de Moradores de Linha 80 e preside ainda a Central das Cooperativas da Serra Gaúcha.

Abraço comunitário Familiares, amigos e associados da Cooperativa estiveram presentes para homenagear Possa

Confira a lista de farroupilhenses agraciados com o Cidadão Emérito Ano: homenageado 2006: Bento Geraldo Pigozzi 2007: Fernando Lucchese 2010: Dulce Tartarotti 2011: Jaïrton Dupont 2012: Guerino Pasquali

2013: Clóvis Tartarotti 2014: Clóviz Zanfeliz 2015: Adelino Colombo 2016: Juarez Colombo 2017: Nestor Feltrin 2018: Valderiz Possa


4

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

Para evitar os riscos que tal adotar o due Adriel Santos Santana *

A

figura da diligência prévia, mais conhecida pela expressão em inglês due diligence, vem tomando cada vez mais espaço nas práticas de negócios promovidas por empresas brasileiras. Em tempos de “Lava Jato”, os Departamentos de Compliance das companhias utilizam esta ferramenta para conhecer com mais profundidade seus parceiros de negócios, sejam estes fornecedores ou compradores, antecipando-se à ocorrência de possíveis fraudes e até a riscos de imagem do seu negócio que o envolvimento com mídias negativas podem causar. O processo de due diligence não é exatamente algo novo, já era usado comumente no meio empresarial para fornecer subsídios para investidores em negócios por meio da coleta de dados e informações sobre empresas que lhes interessavam comercialmente. Neste aspecto, o tipo mais padronizado de due diligence empreendida nos negócios no Brasil é a consulta aos cadastros de órgãos de proteção ao crédito, tais como o Serviço de Proteção ao Crédito (CPC), Serasa e Serviço Central de Proteção do Crédito (SCPC). Dado a facilidade e rapidez de acesso aos dados, aliado ao custo relativamente razoável por consulta, faz sentido que a maioria das empresas recorram a esses mecanismos antes da realização de operações

diárias de compra e venda. Contudo, quando se trata da realização de negócios envolvendo valores elevados ou cuja duração seja prolongada no tempo, estes meios se mostram insuficientes para minimizar todos os riscos de uma operação comercial. Em situações em que a inadimplência já se consolidou, a opção mais comum é a venda da carteira para empresas de recuperação de crédito, envolvendo altas taxas de deságios para o empresário. Nessa situação, o due diligence patrimonial é uma opção que ganha cada vez mais importância no mercado de crédito. Revelando todos os tipos de ativos de um investigado, que pode ser tanto um fornecedor quanto um comprador ou até mesmo o recebedor de um empréstimo ou financiamento, este procedimento permite que o empresário gerencie efetivamente os riscos de eventual inadimplência ou descumprimento contratual ao ser relacionar com determinada pessoa ou empresa. Portanto, vai além de conhecer superficialmente com quem o empresário se envolve. A elaboração de um due diligence patrimonial, também denominado como levantamento ou investigação de ativos, permite que a empresa e o empresário não só tenham total ciência da situação patrimonial atual e futura do parceiro de negócio, como também saber quais bens e direitos efetivamente possui. Outra vantagem da investigação de ativos prévia é permitir a identificação rápida de maquiagens contábeis


5

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

de inadimplência, diligence patrimonial Imagem: Reprodução

e fraudes patrimoniais que o futuro parceiro de negócio esteja cometendo. Dessa forma, o empresário pode tanto abortar a concretização de um negócio como se antecipar, por meio de incidentes, tutelas e ações judiciais, para impedir ou combater fraudes que estejam em progresso para prejudicar o negócio que já foi realizado. Inegavelmente, riscos em negócios sempre existirão e fatores prejudiciais ao seu desenvolvimento estarão à es-

preita. Exatamente por isso que agir com cautela e preparo, tomando todas as medidas necessárias para minimizar a ocorrência de possíveis problemas, especialmente os que poderiam ser evitados por meio da realização de um due diligence patrimonial, pode mostrar crucial para garantir a continuidade financeira da vida de uma companhia. * Advogado e analista sênior da Protiviti


6

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

Em clima de Copa do Mundo Assim como fizemos em 2014, na última edição do Mundial, o Jornal Informante publica um gigante Caderno Especial com tudo sobre o principal evento esportivo do planeta e, também por conta disso e como há quatro anos, excepcionalmente

circulamos nesta quinta, dia de abertura da Copa do Mundo da Rússia. Evidente que o assunto monopoliza as atenções da Edição 542, mas convenhamos: é impossível ficar indiferente a um Mundial. Até mesmo quem não gosta de futebol acaba se

envolvendo com a competição. Em 48 páginas, o “Todos os corações do mundo” é um trabalho que consumiu boa parte do tempo da equipe do Tabloide nas últimas duas semanas e que procura levar até você, prezado leitor, um material de

excelência sobre a disputa. O Mundial não para por aqui. Segue com o Bolão da Copa Jornal Informante/Hermelu Esportes, mas o Caderno Especial é um bom aperitivo para acompanhar a atração esportiva. Boa leitura e excelente Copa.

OPINIÃO

A geração nem nem Juliano Luiz Baumgarten * O Brasil vive um momento complexo em torno de várias situações: desemprego, falta de moradia, violência, corrupção, entre outras, porém estes fatores contribuem cada vez no aumento de índices que atingem a nossa juventude. De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), um quinto dos jovens brasileiros fazem parte da “geração nem nem” (nem estuda e nem trabalha). Realmente uma situação complexa e preocupante. Temos outros dados que provam que cada vez mais é necessário o investimento em políticas públicas para a juventude. O Brasil é um dos países onde mais morrem jovens todos os anos. Se pegarmos estatísticas do número de mortos no ano de 2017, cerca de 30 mil jovens foram assassinados. A triste realidade brasileira. Esse índice é assustador. Por conta deste contexto, nossa juventude está afastada dos estudos,

cerca de 170 mil jovens deixaram faculdades e universidades, não conseguindo pagar seus estudos. Com recente alteração no modelo do Fies, o número de Universidades que aderiram foi muito baixo, fato que reduziu significativamente as vagas através desse programa. O desemprego influencia diretamente na queda drástica de nossos jovens nas universidades. Muitas vezes jovens procuram empregos em diversos segmentos, mas na maioria das vezes não se encaixam no perfil, pois nos pré-requisitos se necessita experiência e vários destes jovens estão em busca do seu primeiro emprego. E muitas vezes existem escolhas a serem feitas: ou se estuda ou se trabalha. A juventude é o grupo que mais vem sendo prejudicado com a crise econômica no país. Para se ter uma dimensão, basta ver que um quarto dos jovens entre 18 e 28 encontram-se desempregados. As mulheres correspondem a maior parte dos índices. A gravidez

Índice

Editorial

Matéria Especial....................................... Páginas 2 e 3 Editorial e Opinião.................................. Página 6 Economia ..................................................... Página 8 Cidade .......................................................... Páginas 10 e 11 Política ....................................................... Página 12 Educação..................................................... Página 13 Esporte........................................................ Páginas 14 e 15

Inside

Especial ....................................................... Capa Cinemas ........................................................ Páginas 2, 8 e 9 Música .......................................................... Página 3 Crônicas da Redação............................... Página 4 Agenda ......................................................... Página 4 Cultura ........................................................ Página 5 Paulo Roque Gasparetto ....................... Página 5 Social ........................................................... Páginas 6 e 7 Fabrício Oliboni ....................................... Página 8 Dolores Maggioni .................................... Página 9 Sétima Arte................................................. Páginas 10 e 11 Horóscopo ................................................. Contracapa Saúde, Beleza & Estética...................... 4 páginas Classificados .......................................... 8 páginas Copa do Mundo da Rússia .................... 48 páginas

precoce é o principal fator que as afasta do estudo e do trabalho. Outro aspecto que define o perfil é a questão da renda, tendo o maior número, jovens em questões sócio econômicas não favoráveis. Muitos desses jovens, que não têm qualificação para entrar no mercado de trabalho, não voltam a estudar. Afastando ainda mais possibilidades e aproximando do mundo do crime, muitas vezes como uma porta de saída. Não é à toa que 55% da população carcerária no Brasil é composta por jovens. Outro fator que influencia é a falta de motivação, ambição e sonhos que poderiam ser utilizados como fonte de inspiração para a sua construção. Em meio a uma era diferente, onde se possuem mais recursos no viés de informações, temos uma geração apática. Onde muitos destes não conseguem superar e lidar com frustrações, depressão e doenças psíquicas são mais comuns do que se imagina na fase da juventude.

Redação - redacao@jornalinformante.com.br Juliana Inês Casa Barbieri juliana@jornalinformante.com.br Ramon Cardoso ramon@jornalinformante.com.br Yasmin Signori Andrade yasmin@jornalinformante.com.br

Comercial-comercial@jornalinformante.com.br Camila de Lima Alves camila@jornalinformante.com.br Fabiano Luiz Gasperin gasperin@jornalinformante.com.br Maria da Graça Potricos Leite maria@jornalinformante.com.br

Anúncios-anuncios@jornalinformante.com.br Marcelo Bortagaray Mello marcelo@jornalinformante.com.br Tiago Rodrigues da Silva tiago@jornalinformante.com.br

Financeiro-financeiro@jornalinformante.com.br Keli de Almeida Maciel keli@jornalinformante.com.br

Estes índices mencionados anteriormente não são consequência apenas de fatos recentes e sim de uma série de fatores que há anos atinge nosso país. Cito um exemplo pontual: a educação. Infelizmente ela não passa de um discurso que fica em um palanque, poucos investimentos, se baseando na busca por “resultados” para serem usados em pleitos eleitorais, em um todo escolas sucateadas, e diversos fatos, só no campo da educação. Cabe, de fato, a criação e o fomento às políticas públicas de juventude, políticas estruturantes, que venham suprir as necessidades dos nossos jovens. Assim, daqui a um determinado período, podemos ter índices melhores, uma outra realidade. Juventude não é apenas o futuro como é proferido, ela é “presente”. Juventude é prioridade. * Presidente do Fórum Estadual de Gestores Municipais de Juventude do Rio Grande do Sul (Forjuvers)

Assinaturas-assinaturas@jornalinformante.com.br Assinatura Bienal: R$ 240,00 Assinatura Anual: R$ 140,00

Telefones (54) 3401-3200 / (54) 3401-3201 (54) 3401-3202 / (54) 3401-3203

Endereço Rua Dr. Jaime Romeu Rössler, 348, Bairro Planalto

Colunistas Crônicas da Redação Dolores Maggioni Egui Baldasso Fabrício Oliboni

Guilherme Macalossi Gustavo Pimentel Lauro Edson Da Cás Paulo Roque Gasparetto

A manifestação dos colunistas é livre e independente e não necessariamente reflete a opinião do Tabloide sobre os temas abordados nas colunas

@PaperInformante www.jornalinformante.com.br

/jornalinformante


8

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

PALESTRAS

Segue Semana do Empreendedor Atividades continuam nesta quinta, sexta e na próxima segunda, reunindo especialistas em inovação para fomentar debate tece palestra com Eduardo Makiyama, que é engenheiro de software pela Yokohama University, que falará sobre “Blockchain/Criptomoeda”, e com o professor José Augusto Pereira Brito, que é pesquisador na Universidade Presbiteriana Mackenzie, doutor em Ciências da Comunicação e mestre em Engenharia. Para a sexta a programação reunirá dois empresários que estão à frente de negócios em Farroupilha: Geraldo Alexandrini, do Grupo Bigfer, e Franco Onzi Perini, da Vinícola Casa Perini, além de Shana Sabbado Flores, que é pró-reitora de Desenvolvimento Institucional do IFRS. Na segunda será a vez de um time de representantes de quatro instituições de ensino abordarem as novas profissões do futuro e as mudanças do mundo acadêmico.

Programação

Nesta quinta 12h: Parque dos Pinheiros (Almoçando com a CICS) Palestra almoço “Blockchain/Criptomoeda”, com Eduardo Makiyama 20h: Auditório da UCS Paestra “Grafeno: a tecnologia do futuro”, com o professor José Augusto Pereira Brito (MackGraphe) Sexta 20h: Auditório do Sindilojas Painel “Inovação: Desafios e Oportunidades”. Convidados: Geraldo Alexandrini (Grupo Bigfer), Shana Flores (IFRS), e Franco Onzi Perini (Casa Perini) Segunda 20h: Auditório UCS Painel “As novas profissões do futuro e as mudanças do mundo acadêmico” Convidados: Diego Piazza (UCS), João Alvarez Peixoto (UERGS), Marcos Ricardo Pretto (Faculdade CNEC Farroupilha) e Marcelo Soares Lubaszewski (UFRGS)

Fotos: Divulgação

M

ais quatro palestras acontecem nesta quinta, sexta e na próxima segunda integrando a programação da 1ª Semana do Empreendedor. As atividades tiveram início na quarta, sendo que a programação de abertura, prevista para a noite de segunda, foi transferida em virtude do mau tempo que deixou parte do município sem energia elétrica. A 1ª Semana do Empreendedor integra a Expo Farroupilha e 23ª Festa Nacional do Kiwi (Fenakiwi) e a intenção é que, assim como a Feira, tenha uma edição anual. A participação é gratuita e não é necessário realizar a inscrição, basta comparecer no dia do evento. Para esta quinta acon-


10

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

BENEFICENTE

Feijoada com propósito social Rotary promove evento no domingo, no Centro de Eventos Mário Bianchi, e pretende reunir 400 participantes Divulgação

Q

uem aprecia uma boa feijoada não pode perder o evento promovido pelo Rotary Club Farroupilha Nova Vicenza neste domingo, no Centro Municipal de Eventos Mário Bianchi. A recepção acontece a partir das 11h e o buffet será servido às 12h30min. A Feijoada do Rotary é realizada para angariar recursos e manter a Campanha da Visão, que atende crianças carentes com consultas oftalmológicas e óculos nos casos de necessidade. O evento tem uma edição anual. De acordo com Eduardo Maggioni, presidente da instituição, a arrecadação obtida com a Feijoada no último ano reverteu benefício para atendimento de 77 crianças. O mesmo desempenho é esperado para esta edição. O valor do ingresso é R$ 70,00 e ainda restam algumas unidades que podem ser obtidas com integrantes do Rotary e, caso ainda houver disponibilidade, no dia do evento. O cardápio será servido pela equipe de Dirceu Dalla Riva e é composto por feijoada completa e light com diversos acompanhamentos. Também haverá sobremesa. Enquanto os pais aproveitam o evento, a meninada tem local específico para diversão no Espaço Kids que terá inclusive a atuação de um monitor para supervisionar os pequenos.

União pelo bem Equipe que conduziu Feijoada no último ano busca repetir feito nesta edição

Programe-se O que: 18ª Feijoada do Rotary Quando: no domingo, às 12h30min Onde: Centro Municipal de Eventos Mário Bianchi Quanto: R$ 70,00 (individual) Cardápio: feijoada completa e light, lombinho de porco assado com bacon, calabresa fatiada, batata frita, batata doce, moranga caramelizada, arroz branco, ovo ralado, couve refogada, farofa, salsa picada e laranja. Haverá ainda mix de folhas, repolho, couve-flor, brócolis e tomate. De sobremesa terá pudim de leite, doce de abóbora, sagu, creme e ambrosia


11

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

Divulgação

SOLIDARIEDADE

Ação “Meio Frango” pelo Hospital São Carlos neste sábado Será no Salão Comunitário Luterano e expectativa é vender 800 ingressos

P

ara colaborar com melhorias no Hospital Beneficente São Carlos (HBSC), o grupo Voluntárias da Saúde promove mais uma edição do “Meio Frango”. Inicialmente marcado para o último dia 9, foi transferido para este sábado em virtude do desabastecimento ocasionado pela greve dos caminhoneiros. O valor é R$ 20,00 o ingresso que pode ser adquirido diretamente com as Voluntárias, na portaria do Hospital São Carlos ou na loja Toque de Classe, sendo que ainda restam algumas unidades. Dá

direito a um meio frango assado que é apenas retirado no Salão Comunitário Luterano, entre 11h30min e 12h30min, para ser consumido em casa. Também haverá comercialização de maionese de aipim, de batata e pão caseiro. De acordo com Lourdes Refosco, coordenadora do grupo Voluntárias da Saúde, a expectativa é de comercializar 800 ingressos, sempre contando com a solidarieda-

de do povo farroupilhense. Os valores obtidos com a ação serão revertidos na reforma total da sala de esterilização do Hospital. No dia também estará sendo comercializada a rifa cujo prêmio é uma casa em madeira, pré-fabricada, outra ação promovida pelas Voluntárias da Saúde. O valor da rifa é R$ 25,00 e o sorteio será em novembro, também para auxiliar a Casa de Saúde.

Programe-se O que: Meio Frango em prol do Hospital São Carlos Quando: neste sábado, das 11h30min às 12h30min Onde: Salão Comunitário Luterano Quanto: R$ 20,00 o ingresso

Alguém quer me adotar?

Esquina Brechó Solidário arrecada R$ 25 mil

Foi um sucesso e teve boa receita o Brechó Solidário realizado no último sábado, no Clube do Comércio. Promovido pela Associação FazBem e Gabinete da Primeira Dama, arrecadou R$ 25.440,00, sendo o valor dividido entre a Associação de Prevenção e Combate ao Câncer de Farroupilha e outra parte investido em projetos sociais da FazBem.

Obituário ONG dos Peludos

Este cão é macho, porte pequeno, jovem e está abandonado em frente ao Residencial Morada do Sol. Os moradores o alimentam, mas ele precisa de um lar. Contatos para adoção pelos fones 981.663.349 ou 999.515.440. Importante: a ONG dos Peludos informa que não serão doados cães para ficarem presos em correntes.

Ação beneficente Valores serão revertidos para reforma da sala de esterilização do HBSC

7 de junho Leopoldo Bonalume, 92 anos. Sepultamento no cemitério da comunidade de Nova Milano (4º Distrito); Ernestina Letícia Perin Verona, 101 anos. Sepultamento no cemitério da comunidade de Monte Bérico (2º Distrito); Ulisses Bertholdo, 85 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal; Maria Enilda Secco, 41 anos. Sepultamento no Cemitério Públi-

co Municipal. 8 de junho Fiorindo Guaragni, 79 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal. 9 de junho Nadilio Alves Lara, 69 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal. 10 de junho Henrique Pasa, 81 anos. Sepultamento no cemitério da comunidade de Nossa Senhora de Caravaggio

(1º Distrito). 11 de junho Joana Nardi Cremoneze, 96 anos. Sepultamento no cemitério do bairro Nova Vicenza; Isayra Biasus Molinetti, 86 anos. Sepultamento no cemitério da comunidade de Mato Perso, em Flores da Cunha. 12 de junho Ignes Angelina da Fré Massarol, 83 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal.


12

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

PAISAGEM NATURAL

Mais verde na área urbana Com proposta do vereador Fabiano Piccoli (PT), Câmara aprova PL que regulamenta arborização de passeios públicos e canteiros Plano Municipal de Arborização. Piccoli explica que passou a tratar do assunto por sugestão da amiga Clementina Giacomelli, observando que diversas calçadas estavam sendo construídas sem espaços destinados a canteiros. Como não havia amparo legal neste sentido, e pelo não conhecimento de muitos cidadãos, pensou em orientar a comunidade. “Decidi fazer esse projeto de lei que é uma forma de orientar e não de punir o cidadão, de como proceder quando for fazer uma obra. A preocupação é com a paisagem urbana porque precisamos viver num local onde a paisagem natural conviva harmonicamente com o desenvolvimento”, considera o vereador, ressaltando que o PL faz uma amarração entre o Código de Posturas e Código de Edificações com o Plano Municipal de Arborização. Também prevê a necessidade de obediência à Norma Brasileira de Acessibilidade.

Gabriel Venzon

A

proposta é uma cidade realmente mais verde, mais agradável para os moradores, diminuindo os níveis de poluição e melhorando a harmonia com o ambiente natural. Com esse intuito e também marcando o Dia Mundial do Meio Ambiente, festejado no último dia 5, a Câmara de Vereadores aprovou o projeto de lei (PL) 005/2018. De autoria do vereador Fabiano André Piccoli (PT), a proposta visa orientar os novos empreendimentos na arborização de suas calçadas e canteiros. Para isso o projeto alterou artigos nos Códigos de Posturas e Edificações do Município. A partir do PL, a execução e manutenção dos passeios públicos serão de responsabilidade do proprietário do imóvel e deverão obrigatoriamente ter, em seu pavimento, espaços destinados aos canteiros para arborização, obedecendo as regras contidas no

A expectativa agora é de que o Poder Executivo finalize o Plano Municipal de Arborização, que estabelece o tamanho do canteiro, distâncias a serem mantidas, espécies que podem ser plantadas e uma série de outras orientações.

Nova paisagem urbana Piccoli é autor do PL que se refere à arborização de calçadas e canteiros nas futuras edificações


13

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

PRÁTICA

Yoga é aliada do processo educacional Atividade é ministrada na APAE de maneira voluntária pela terapeuta holística Denise Colombo Gregolin algo diferente, sempre passava pela APAE e achava que poderia ajudar, então resolvi entrar para conhecer e comecei a vir uma vez por semana. Todos me receberam muito bem”, explica Denise, que ministra a ação há quase dois anos. Os ganhos vão desde concentração, autonomia, melhoras físicas e motora, afetiva, também acalma, desenvolve as relações, permite estreitar laços e se aprofundar no conhecimento pessoal. De acordo com Izabel Kuhn Moroni, diretora da escola, as aulas têm contribuído muito para o desenvolvimento dos alunos que ficam mais tranquilos com os exercícios de respiração e relaxamento. “Eles interagem bastante. Alguns têm dificuldades motoras e se esforçam para acompanhar, cada um dentro de suas possibilidades”, avalia a terapeuta.

Juliana Inês Casa Barbieri

A

proposta surgiu muito mais pela motivação de ajudar ao próximo do que um projeto pensado para melhorar o desempenho físico. Então foi para atingir esses ganhos que tiveram início aulas com foco em qualidade de vida e que já somam bons frutos na Escola de Educação Especial Sol Nascente, da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Farroupilha. Uma vez por semana, nos tunos manhã e tarde, a terapeuta holística Denise Colombo Gregolin se dirige à instituição para aulas de Yoga, sendo que também ministra Reiki e Meditação. Os 68 estudantes que acompanham as práticas se entusiasmam e sentem falta nos dias que, porventura, as atividades não acontecem. “Senti que precisava fazer

Trabalho voluntário

A APAE aceita voluntários que desejam realizar algum tipo de atividade junto aos estudantes. Interessados em desenvolver oficina ou atendimento, seja na área da saúde, educação, recreação, arte ou cultura podem manter contato com a instituição pelo fone 3261-2929.

Concentração APAE com Yoga, Reiki e Meditação, práticas que agregram qualidade de vida


14

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

Patrícia na Meia Maratona

Atleta da Hermelu Runners, a farroupilhense Patrícia Peroni participou, no último domingo, da 35ª Maratona Internacional de Porto Alegre. Ela competiu na Meia Maratona, em sua terceira participação neste tipo de prova, e finalizou o percurso de 21 quilômetros em 1h56min. É mais um passo no objetivo de Patrícia, que é o de disputar, em breve, os tradicionais 42 quilômetros e 195 metros da mais nobre prova do atletismo. Satisfação Patrícia celebra conquista na Capital: firme trajetória rumo a uma maratona

Semifinalistas definidos

O Torneio Zeno Pessin de Bochas 48 definiu seus semifinalistas no último sábado. Nos jogos de volta das quartas de final, Bar Belvedere 0x3 Nossa Senhora de Fátima, Vetera’s Bar 3x0 Bar do Alemão, Bar do André 3x0 Bar do Radinho e Bar do Muth 3x0 Amigos da Bocha. Bar do André e Bar do Muth avançaram com duas vitórias. Já o Vetera’s Bar e o Bar Belvedere empataram em vitórias com os rivais, mas levaram a melhor no saldo de bochas. Os duelos de ida das semifinais ocorrem neste sábado, às 16h. No bairro Alvorada, o Vetera’s Bar encara o Bar do André. No bairro Belvedere, o Bar Belvedere mede forças com o Bar do Muth.

Divulgação

SERC Brasil Feminino

A equipe realiza um amistoso no próximo dia 20, às 20h30min, nas Castanheiras, visando a estreia no Campeonato Gaúcho da categoria. O Brasil está na Chave C, ao lado de Grêmio, Oriente, Santarritense e Black Show.

Base da SERC Brasil

O último fim de semana foi de compromissos das categorias de base do Brasil, válidos pela Copa da Liga Serrana. No sábado, o rubro-verde foi a Caxias do Sul e enfrentou o Santos, no campo do bairro Diamantino. Derrota por 3 a 0 no Sub-13 e empate em 2 a 2 no Sub-15, com gols de Eduardo e Henrique para os farroupilhenses. No domingo, a categoria Sub-16 recebeu o Vasco da Gama, de Caxias, nas Castanheiras. O placar ficou no 1 a 1, com Jéferson Camargo marcou para o rubro-verde.

Vantagem dos visitantes

Na abertura das semifinais do Torneio Roque Líris Ornaghi (em memória) de Bochas Tiro e Ponto, os visitantes levaram a melhor. No CTG Aldeia Farroupilha, o time local foi superado pelo Vinhedos por 3 a 1, mesmo placar do Rancho de Gaudérios sobre o Veteranos do Rancho. As partidas de volta acontecem neste sábado, às 13h30min. Em Linha Azevedo (Caruara), o Vinhedos recebe o Aldeia Farroupilha. No CTG Rancho de Gaudérios, a equipe da casa enfrenta o Veteranos.


15

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

MENINAS EM QUADRA

Conhecendo as semifinalistas Quartas de final da Copa Farroupilha de Futsal Feminino acontecem neste sábado, às 19h, no Ginásio de Lourdes Maio e as caxienses Comando São Paulo, Olímpia/AABB e Santa Catarina Futsal. O primeiro duelo da noite é entre as caxienses Comando São Paulo e Nápoli/Benfica. Na sequência, o confronto é farroupilhense, com 1º de Maio encarando a Benjamin. A Santa Catarina enfrenta a Clínica no terceiro embate da noite. Por fim, Olímpia/AABB e BGF definem quem será o último semifinalista. Em caso de empate, a definição das equipes classificadas acontecerá nas cobranças de pênaltis. A competição é organizada pela Liga Farroupilhense de Futsal. Os duelos iniciam a partir das 19h de sábado, no Ginásio de Esportes do Colégio Nossa Senhora de Lourdes (CNSL). O ingresso custa R$ 5,00.

Ramon Cardoso

A

s últimas quatro vagas na fase de quartas de final da Copinha foram definidas no último sábado. No duelo farroupilhense, a Benjamin venceu a Valente Futsal/Máquinas Sazi por 4 a 3. O caxiense Nápoli/Benfica ficou no 2 a 2 com a Bento FC e venceu nos pênaltis por 4 a 3, a Clínica Veterinária Álvaro Abreu/Elisa Cosméticos, de Nova Petrópolis, fez 5 a 3 no Damas de Ferro, de Bento Gonçalves e, por fim, a bento-gonçalvense BGF não tomou conhecimento do canelense Antes do Bar e goleou por 6 a 0. As classificadas juntam-se agora às equipes que fecharam em 1º lugar e já haviam assegurado a vaga nas quartas: a farroupilhense 1º de

Duelo farroupilhense No enfrentamento entre os times da cidade, melhor para a Benjamin (de camiseta branca), que venceu a Valente Futsal/Máquinas Sazi por 4 a 3 e avançou na disputa regional


Fotos: Divulgação

INSIDE

Mente sã

ESPECIAL

Por dentro do Mundial

Kronnus exibe seu Show de Mentalismo no domingo Capa

SÉTIMA ARTE

Saída estilosa

Último ato do gigante Daniel Day-Lewis é perfeita síntese de sua brilhante carreira Inside, páginas 10 e 11

Em Caderno de 48 páginas, saiba tudo sobre a Copa que inicia nesta quinta


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

ASSISTÊNCIA

Residencial Terapêutico completa 4 anos Instituição oferece amparo a 10 moradores, recriando um ambiente domiciliar e substituindo serviços de internação psiquiátrica Juliana Inês Casa Barbieri

N

o próximo domingo completa quatro anos de funcionamento em Farroupilha do Serviço Residencial Terapêutico (SRT). Mantido pela Associação Farroupilhense Pró-Saúde, por meio de recursos provenientes do Sistema Único de Saúde (SUS), é um atendimento especializado substitutivo à internação psiquiátrica de longo prazo. Atende quem não tem condições de ser amparado por sua família ou cuja psicopatologia e quadro clínico não possa ser cuidado em ambiente domiciliar, após internação em hospital psiquiátrico ou de custódia. O SRT funciona como um lar, recria o ambiente familiar e presta toda a assistência necessária para quem necessita de cuidados permanentes. “Os moradores são acompanhados pelos serviços da rede de assistência psicossocial, como o CAPS e Caisme. Outras demandas de ordem clínica são acompanhadas pela UBS, Hospital e demais serviços disponíveis no município”, explica Luciano Luis Diel, psicólogo e coordenador do SRT. A casa possui 10 internos que é a capacidade máxima do serviço, sendo a maioria moradores de Farroupilha. São portadores de transtorno mental grave, já internados

Recriando ambiente familiar Instituição, mantida pela Associação Farroupilhense Pró-Saúde, tem 10 internos que são assistidos e acompanhados pela rede pública de saúde

em hospital psiquiátrico ou de custódia por dois anos ou mais, de maneira ininterrupta. “Busca promover a reinserção e reabilitação psicossocial de seus

moradores, na medida de suas capacidades e possibilidades, tendo em vista as especificidades de cada sujeito”, ressalta o coordenador. O serviço é considerado ainda um

avanço para o município no quadro de cuidados em serviços mentais, sendo fundamental para o amparo desses pacientes que necessitam de assistência permanente.


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

Revitalização faci Equipe Espaço da Beleza *

N

ossa pele está diariamente exposta a agressões como exposição solar, poluição, vento, frio, maus hábitos alimentares, fumo... enfim, fatores que provocam danos que aceleram o envelhecimento precoce e resultam em uma pele mais ressequida e até mais avermelhada, provocando desconforto. Ainda bem que existem inúmeros recursos ao nosso alcance para suavizar os estragos. Os avanços na estética e cosmetologia nos possibilitam a revitalização e hidratação da pele através de cosméticos com princípios ativos que têm a finalidade de repor vitaminas e nutrientes essenciais à saúde da pele.

Benefícios

A revitalização facial é obtida através de tratamentos que devolvem nutrição à pele, regenera os tecidos e rejuvenesce, proporciona equilíbrio da textura e aparência da pele. Vou falar aqui de técnicas simples que promovem a revitalização facial. Uma pele nutrida e bem hidratada tem oleosidade controlada, textura lisa e macia, sem poros dilatados, pústulas ou outras irregularidades.

Tratamentos

Quando falamos em revitalização não há como dispensar os peelings mecânico (esfoliação comum), químico, de diamante, de cristal ou ultrassônico, pois é através da esfoliação que conseguimos afinar a camada córnea, retirando o acúmulo de queratina da superfície da pele, promovendo a renovação celular e facilitando a penetração de princípios ativos

como vitamina E, utilizados pa fortalecer as barreiras de prote

Resultados

Os procedimentos de revital zação de linhas de expressão, mula o tônus muscular do rosto


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

ial x frio intenso

ara hidratação, nutrição e para eção da pele.

lização facial promovem suaviajuda a clarear manchas, estio, diminui a flacidez e melhora o

Fotos: Divulgação

contorno facial. Lembrando sempre a necessidade de uso do protetor solar diariamente, seja inverno ou verão. * Espaço da Beleza Centro Estético Independência, 555 – Centro de Farroupilha Fone (54) 3268-5511 / WhatsApp: 981.195.645 Fan Page: Espaço da Beleza


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

PREVENÇÃO

Hipo e hipertireoidismo podem desequilibrar todo o organismo Mudanças em diferentes sistemas podem ter um único motivo: a alteração na produção dos hormônios da tireoide o ritmo do metabolismo. Por isso, sonolência, desânimo e lentidão são algumas características detectadas. Ainda de acordo com a endocrinologista, sintomas em outros sistemas do corpo também podem acontecer. “O paciente apresenta desaceleração dos batimentos cardíacos e ganho de peso, pois o metabolismo fica mais lento. Além disso, pode ocorrer interferência na digestão, deixando-a mais demorada”, explica. No caso da produção em excesso dos hormônios, o hipertireoidismo, há uma aceleração do metabolismo. Nesta situação, os indícios são de nervosismo, insônia, impaciência, transpiração excessiva e digestão rápida, podendo ocorrer diarreia. Vivian Estefan alerta que essa rapidez do metabolismo acarreta, em alguns casos, consequências mais graves,

Imagem: Reprodução

P

equena glândula, com aproximadamente 13 gramas, localizada entre o pescoço e a região torácica, a tireoide tem papel fundamental nos processos fisiológicos de todo o corpo. Os hormônios triiodotironina (T3) e tiroxina (T4), que são produzidos pela glândula, são fatores de desenvolvimento do hipotireoidismo e hipertireoidismo, respectivamente, a partir de sua falta ou excesso. Conforme destaca a endocrinologista Vivian Estefan, do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, as causas mais frequentes para esses problemas são hereditárias e genéticas. Sinais claros e opostos caracterizam as doenças. No caso do hipotireoidismo, a falta de produção dos hormônios tende a diminuir

como a taquicardia e arritmias. “O perigo do hipertireoidismo está no fato de provocar uma parada cardíaca súbita. No hipotireoidismo a mesma situação pode levar ao coma, porém este é um processo mais lento e gradual”, ressalta a médica. O tratamento difere de acordo com o diag-

nóstico. Para os pacientes com falta de hormônios, é necessária a reposição hormonal. Já para quem sofre com o excesso da produção, a endocrinologista explica que podem ser três opções: por meio de medicamento de forma oral, uso de iodo radioativo e, em casos especiais, cirurgia.


Cultura

Arraiá do Lourdes agita o Colégio com diversas atrações na abertura do fim de semana Página 5

Inside

Cinema

Festival Varilux de Cinema Francês continua no Centro de Cultura Ordovás Filho com programação até o dia 1º Páginas 8 e 9

IlusIonIsMo

É magia na cidade Ilusionista Kronnus apresenta o misterioso show de mentalismo no Auditório da UCS, no encerramento do fim de semana tico. O nome artístico é inspirado no deus do tempo Cronos, da Mitologia Grega. No espetáculo, o mágico faz a utilização de recursos como palavras, número, baralhos, cadeados, talheres, matemática, física e memorização. Totalmente interativo, este show é desafiador, intrigante e misterioso. A classificação indicativa do evento é de 12 anos. Os ingressos antecipados estão à venda no Sesc Farroupilha (Cel. Pena de Moraes, 320, Centro). Veja os valores no box abaixo. Mais informações pelos fones 3261-6526 ou 3268-6950. O Jornal Informante irá sortear cinco ingressos para o show na sexta à tarde. Confira a promoção em nossa página no Facebook.

Divulgação

O

show que vai acontecer no domingo às 19h, vai explorar os limites da mente. O mentalismo tem como objetivo mostrar que a mente humana tem poder e que é possível manipulá-la. Esta é uma arte antiga praticada por pessoas chamadas de mentalistas, que por meio de uma performance apresentam ao público ilusões e fenômenos como telepatia, memorização, clarividência e controle mental. Thiago Neves, conhecido como Kronnus, é natural de Caxias do Sul, e hoje recebe o título de maior ilusionista do País e já se apresentou em programas de televisão como o Fantás-

Programe-se O que: Espetáculo Paranormal: Os Mistérios da Mente com Kronnus Quando: domingo, às 19h Onde: Auditório da UCS Farroupilha (Rodovia dos Romeiros, 567) Quanto: comércio e serviço com Cartão Sesc/Senac, R$ 12,00. Estudantes, professores e maiores de 60 anos, R$ 13,00. Empresários e dependentes com Cartão Sesc/Senac, R$ 18,00. Para o público em geral, R$ 26,00.

Mais que mágica Maior ilusionista do País promete passear entre realidade e ilusão, deixando plateia sem fôlego


Inside

2

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

Cinemas Shopping Iguatemi (RST-453, quilômetro 3,5) Imagens: Reprodução

Cinemas GNC 1: Não se Aceitam Devoluções - às 14h15min (com legenda descritiva), 16h30min, 18h40min e 21h GNC 2: Deadpool 2 - às 13h50min e 19h20min (dublado), 16h45min (legendado) GNC 2: Han Solo: Uma História Star Wars - às 21h30min GNC 3: Do Jeito que Elas Querem - às 13h40min e 19h (dublado), 21h15min (legendado) GNC 3: Vingadores: Guerra Infinita (dublado) - às 15h50min GNC 4: Jurassic World: Reino Ameaçado - às 13h e 18h50min (dublado e em 3d), 16h e 21h40min (legendado e em 3d) GNC 5: Jurassic World: Reino Ameaçado - às 13h30min e 19h10min (legendado), 16h20min e 22h (dublado) GNC 6: Gnomeu e Julieta: O Mistério do Jardim (dublado) - às 13h20min GNC 6: Oito Mulheres e um Segredo - às 15h15min e 19h45min (dublado), 17h30min e 22h (legendado) Ingressos: segunda e quinta (exceto feriado e Carnaval) a R$ 22,00 e R$ 28,00 (salas 3d); terça e quartas (exceto feriado e Carnaval) todos pagam meia entrada; sexta a domingo e feriado a R$ 26,00 e R$ 32,00 (salas 3d). Meia entrada todos os dias para menores de 18 anos e maiores de 60 (mediante apresentação de identidade), estudantes (mediante apresentação de Carteira de Identificação Estudantil), pessoas com deficiência (com documento que a comprove) e para o Movie Club Preferencial.

Shopping San Pelegrino (Avenida Rio Branco, 425) * Obs: o site do Cinépolis traz apenas os horários dos filmes, mas não informa em qual sala serão exibidos Deadpool 2 (dublado) - às 14h, 17h, 19h30min e 22h10min Do Jeito que Elas Gostam - às 14h15min, 16h45min e 19h15min (dublado), 21h45min (legendado) Gnomeu e Julieta: O Mistério do Jardim (dublado) - às 13h30min e 15h30min Jurassic World: Reino Ameaçado (dublado e em 3d) - às 15h, 18h e 21h Jurassic World: Reino Ameaçado (legendado e em 3d) - às 16h e 22h No Olho do Furacão (dublado) - às 17h45min e 20h30min Oito Mulheres e um Segredo - às 13h45min e 18h45min (dublado), 16h15min e 21h30min (legendado) Ingressos: nas salas tradicionais, segunda a quarta (exceto feriado) a R$ 23,00 e R$ 11,50 (meia); quinta (exceto feriado) a R$ 25,00 e R$ 11,50 (meia); sexta a domingo e feriado a R$ 26,00 e R$ 13,00 (meia). Nas salas 3d, segunda a quarta (exceto feriado) a R$ 29,00 e R$ 14,50 (meia); quinta (exceto feriado) a R$ 29,00 e R$ 15,00 (meia); sexta a domingo e feriado a R$ 32,00 e R$ 16,00 (meia).

Sala de Cinema Ulysses Geremia (Luiz Antunes, 312) Festival Varilux de Cinema Francês Confira programação nas páginas 8 e 9 do Inside Ingressos: R$ 10,00 e R$ 5,00 (estudantes e sênior)

Estreias do fim de semana A comédia romântica “Do Jeito que Elas Querem” e a aventura “Jurassic World: Reino Ameaçado” entram em cartaz nos cinemas


FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

Inside

3

Música

Quinta Sinfônica com convidados especiais Orquestra da UCS vai ser comandada por maestro canadense e terá participação de solista renomado Don Erhardt

Leandro Rodrigues

Solista Leonardo Winter Especialista em repertório brasileiro e internacional para instrumentos de sopro fará apresentação especial

Maestro Jonathan Girard O canadense será o regente da Orquestra do UCS nesta quinta

Programe-se O que: Concerto Quinta Sinfônica Quando: nesta quinta, às 20h30min Onde: UCS Teatro (Cidade Universitária, em Caxias do Sul) Quanto: balcão e plateia baixa, R$ 10,00; mezanino, R$ 20,00; plateia, R$ 30,00; Camarotes, R$ 40,00. Meia-entrada para idosos e estudantes

O

concerto será em alusão ao Dia dos Namorados, que ocorreu na terça, e também ao aniversário de 30 anos do UCS Línguas Estrangeiras. Com a regência do maestro Jonathan Girard e como solista convidado Leonardo Winter, o Quinta Sinfônica terá início às 20h30min. O maestro é diretor de Orquestras da Escola de Música

da Universidade da Columbia Britânica. Girard já regeu diversas orquestras importantes pelo mundo, como a Filarmônica do Norte da República Tcheca, e seu objetivo é sempre atrair o público para performances emocionantes. Já Winter é professor de flauta transversal do Instituto de Artes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Como músico solista, tem atuado junto a diver-

sas orquestras brasileiras, entre elas, a Orquestra de Câmara da Unisinos. Como camerista, especialista em Música de Câmara, já participou de recitais na Suíça, Portugal, Argentina e Uruguai. Os ingressos podem ser obtidos na loja UCStore, na Galeria Universitária, e na Livraria do Maneco, no centro de Caxias do Sul. Os valores podem ser conferidos no box ao lado.


Inside

4

Crônicas da Redação Ramon Cardoso

ramon@jornalinformante.com.br

Sexta, dia 1º de dezembro. Eu e o Daniel Rufatto nos posicionamos em frente à TV para acompanhar o sorteio da Copa do Mundo da Rússia. Há tempo já discutíamos o Caderno Especial do Mundial e já pretendíamos deixar alinhavado a divisão igualitária das Seleções para a produção das matérias. Mas aí o Daniel passou em um concurso e se bandeou para São João Batista, interior catarinense, com a esposa Rocheli Camargo (também minha repórter) e o herdeiro Lucca. Enfim, tudo certo. Já tinha feito os Especiais da Copa de 2010, mais simples, em 28 páginas, e a de 2014, bem mais completo, justamente pelo fato do Mundial ser no Brasil, em 52 páginas, quando circulamos com ele junto à histórica Edição 332, a maior do Tabloide, em 100 páginas. Mas aí os fatos foram se sucedendo, as semanas foram agitadas e optei por produzir todo o conteúdo após a divulgação das listas finais. Em 2014, uma das primeiras Seleções que tinha feito o conteúdo foi a da França, com o Franck Ribéry em destaque, e ele se arrebentou às vésperas da Copa e foi cortado. Desta vez não correria esse risco, mas sim teria dificuldade do atropelo, já que as listas finais, com os cortes dos suplentes, foram divulgadas praticamente no início deste mês. Risco assumido, mas não custa pedir um auxílio, certo? “Juliana (a italiana nata da Redação), olha só, tu podia me dar uma mão nesse Especial da Copa, né. Deixo tu fazer a página da Seleção da Itália. Que tal?”. Tá, pessoal, eu sei que a Itália não tá no Mundial, foi só pra teste mesmo. A resposta da Juli eu estou esperando até hoje. Nem um não eu ouvi. Indiferença total ao meu... tá, descabido pedido. Bom, temos uma repórter nova, a Yasmin, a filha da Súsi. Nova investida. “Oh, Yasmin, me ajuda no Caderno da Copa? Tu podia fazer a página da Itália, certo?”. A resposta já me deixou animado. “A Itália classificou?”. Já é um bom começo saber que a Azzurra não está no Mundial. “Não, tava só te testando. Faz o seguinte, prepara uma matéria aí sobre o Salah. Sabe quem é, né?”. Um breve silêncio. “Ah, Salah, sim é um de cabelo encaracolado?”. Isso mesmo. “Sabe onde ele joga, né, e a Seleção que representa na Copa?”. Um longo silêncio. Brincadeiras à parte, embora tudo que falei acima tenha sido verdade, claro que fiz todo o Caderno Especial sozinho. Não que a Juli e a Yasmin não fariam (tá, acho que a Juli não faria de jeito nenhum), mas assim, foi difícil e complicado para quem vive futebol, imagina pras meninas da Redação que não têm o esporte bretão entre suas prioridades. Seria como se elas me pedissem pra fazer uma matéria sobre maquiagem ou cabelo. Aí era eu que não ia dar a mínima. Mas tudo certo. A dupla quebrou um galhão com as demais pautas e permitiu que a dedicação ao material fosse praticamente integral, assim como todo o resto da equipe. É muito legal fazer as matérias da Espanha, França, Alemanha, Inglaterra, Bélgica... mas vai fazer as do Irã, Coreia do Sul, Islândia e Japão pra ver se é fácil. Enfim, sobrevivi. Curtam o Especial, que ficou um dos melhores da história. Bom Mundial a todos.

Agenda QUINTA

Festa do Direito Zero 54, Caxias do Sul, às 18h30min

SEXTA Cilada Edição Din Din Din Level Cult, Caxias do Sul, às 23h

SÁBADO Pista Certa. Pop, funk e proibidão Muinho Club, às 23h Birthday Pena, show com The Madalena Rock Band República Beer, às 23h Show Vitor Henrique & Gabriel Boteco do Chá, às 23h30min

Divulgação

Agora, enfim, vou curtir esse Mundial

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018


FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

Inside

Cultura

Colégio de Lourdes está preparando grande festa para comemorar a tradição Arquivo Colégio Nossa Senhora de Lourdes

Todos juntos para festejar Colégio resolveu fazer a festa deste ano na sexta à noite para atrair o maior número de pessoas

A

Paulo Roque Gasparetto prgasparetto@terra.com.br

Está aberto o Arraiá

temporada de festas juninas começou e o Colégio Nossa Senhora de Lourdes irá promover o Arraiá do Lourdes. As festas do mês de junho, que são grande atração no Nordeste do País, já eram típicas na Europa e, com a chegada dos portugueses no Brasil, aos poucos as tradições foram se misturando até virar a festa que podemos ver hoje. Terá apresentação dos alunos da escola, brincadeiras de festa junina e comidas típicas, como quentão, pipoca, cachorro quente e pinhão. A realização é da Escola, Pais e Filhos Integrados, todos os alunos e Grêmio Estudantil. As apresentações vão começar com o projeto de música Ticalatum, idealizado pela escola neste ano. A proposta é a criação de uma orquestra de jovens, transitando pelos instrumentos de corda,

5

teclado e percussão. Depois terá uma quadrilha de São João com todos os alunos do Ensino Médio da escola, uma apresentação dos alunos da tarde, do pré ao 5º ano, e a banda da escola fará um show. O encerramento será dado com um show de música do 3º ano do Ensino Médio. A festa, que antes acontecia no sábado, agora será na sexta à noite, para trazer o máximo de pessoas possível para a comemoração. A festança é aberta ao público e a entrada é franca.

Programe-se O que: Arraiá do Lourdes Quando: sexta, às 17h45min Onde: Colégio Nossa Senhora de Lourdes (Thomas Edison, 200, Centro) Quanto: entrada franca

Os Santos Populares Junho não é apenas o mês no qual começa o inverno e termina a primeira metade do ano. Entre o povo brasileiro é o mês que marca os festejos populares muito tradicionais, motivados pela devoção a um grupo de santos chamados populares. Apenas para lembrar alguns: Santo Antônio que, embora nascido em Lisboa, o conhecemos como de Pádua, o santo casamenteiro, dos milagres impossíveis. Em nosso país, centenas de pequenas igrejas e oratórios lembram esse santo. São Luis Gonzaga, que morreu servindo as vítimas da peste que assolava Roma em 1591. São João Batista, o precursor de Jesus, é lembrado pela fogueira, pelos festejos populares e o batismo de tantos meninos com o nome do santo. São Pedro, o pescador que se tornou apóstolo e primeiro Papa, também tem um largo espaço entre nós, especialmente entre os pescadores. Embora a devoção dos santos nem sempre seja entendida como deveria ser, para a Igreja eles são exemplos de fé e virtude, modelos de inspiração para viver de acordo com o Evangelho. Assim, Santo Antônio não é de Pádua. Não é de Lisboa. É do mundo inteiro. Esse convite é realidade hoje: Santo Antônio é um dos santos mais venerados no mundo. Somos testemunhas de sua presença entre nós: paróquias, comunidades, igrejas, capelas, bairros, ruas, estabelecimentos comerciais, empresas, escolas e hospitais levam o nome de Santo Antônio. Isso não é por acaso. Seguramente é consequência da devoção trazida por nossos antepassados, de modo especial, pelos imigrantes vindos da Itália. O imigrante foi o homem ao qual Jesus Cristo confiou a missão de realizar aqui o seu Reino. A devoção ao santo tão querido, modelo e intercessor, foi de extrema importância também para vencer os desafios, sofrimentos, desânimos quanto para permanecer fiéis na fé ao Senhor Jesus. Essa devoção foi conservada, renovada e atualizada ao longo do tempo, através das manifestações religiosas e populares, sobressaindo as festas em sua honra. Normalmente, as graças de Deus chegam até nós através da Igreja que, com os seus sacramentos, foi constituída por Jesus Cristo como mediadora e dispensadora deste olhar amoroso de Deus por todos nós. A ação de Deus em nossa vida, porém, não se limita aos sacramentos. Todos os cristãos batizados formam uma grande família. Estamos, pela mesma fé que professamos, unidos em Cristo. Somos um em Cristo e, por Ele, com o Pai e o Espírito Santo. Esta comunhão que formamos é tão grande, que nem a morte tem o poder de dissolver. Por isso, todo o bem que um cristão realiza faz a Igreja e a humanidade inteira ser melhor. Essa comunhão que une todos os batizados em Jesus Cristo, vivos e já falecidos, chamamos de comunhão dos santos. A Igreja acredita que, ao partirem deste mundo, os santos são acolhidos por Deus para estarem para sempre junto Dele. Eles continuam a amar, como fizeram quando estavam neste mundo. Por isso, podem interceder pelas necessidades dos fiéis que a eles recorrem. Eles nunca tomam o lugar único e insubstituível de Jesus Cristo, o mediador “que está à direita de Deus e intercede por nós” (Rm 8,34). Eles acolhem nossa súplica, nossas preces e as apresentam a Deus. Por isso, é bom pedir a intercessão e a ajuda dos santos e da Virgem Maria. * Pároco da Paróquia Sagrado Coração de Jesus e doutor em Comunicação


Arquivo Pessoal

N

Bate-Papo

este sábado acontece a edição especial do projeto Mesa de Cinema, no Intercity Caxias. O evento inspirado no filme “Comer, Rezar e Amar” poprõe um bate-papo sobre viagens, gatronomia e um jantar temático. A programação conta com a participação da jornalista Fernanda Pandolfi e jantar assinado pelo chef Antonio Bosco com pratos inspirados na Itália, Índia e Indonésia.

Pista

O Sesc Farroupilha promove neste domingo o espetáculo “Paranormal: Os Mistérios da Mente com Kronnus”. O mágico é reconhecido em todo País pelo sucesso de suas apresentações e promete encantar o público com suas técnicas de mentalismo e ilusionismo. O evento tem início às 19h, no Auditório da UCS Farroupilha. A classificação indicativa é 12 anos e os ingressos estão à venda na entidade. Veja mais na capa do Inside.

Renata da Fonseca e Diego Frigo curtem o calorzinho das praias de Maceió em sua viagem de férias

Fabiano Finco/Dinâmica Comunicação

No sábado, dia 16, os secretário de Desenvo Trabalho e Renda,

Novidade

Jurandir Silva está à frente da Barbearia Resenha que muda de local no próximo dia 30. O espaço estará no Centro Comercial Feltrin Giuliato, no Centro da cidade. Além de nova estrutura, a barbearia contará também com um pub no espaço térreo.

B-day

Fique po

Divulgação

O aniversário do C o Pena, linha de fren neste sábado, no pub Band sobe ao palco d lhor do rock’n roll par

Pista

A festa Pista Certa Club, rola mais uma -up estão os DJ’s Rub sol, tocando os ritmo entrada é free até à 0 presença no evento.

Sertanejo

William Willges, participante do Masterchef Profissional e criador do cardápio do Farra Pizza Burger, ao lado de Diego Nunes, gerente administrativo do espaço, no evento de inauguração, realizado no domingo

Camila Facchi Fachin foi a vencedora do Prêmio de Arquitetura e Urbanismo do Centro Universitário da Serra Gaúcha, FSG. A estudante recebeu a premiação com cerimônia especial, na semana passada

Para o sábado a p é o sertanejo com o s rique & Gabriel. A disc do DJ Jonatan Fransa


Adroir Fotógrafo

or Dentro

O sábado foi de grande alegria para Geovana Lazzari e Rodrigo Basso com a celebração do seu casamento na Igreja Matriz, embalada pelas vozes da Famiglia Guerra. A festa ganhou espaço no Restaurante Caminho do Trem. Os convidados receberam bem casados como lembrança. Denise Balbinot Colombo, da D&C Cerimoniais, esteve a cargo da organização e mesa de doces finos.

Divulgação

s parabéns vão para o olvimento Econômico Roque Severgnini

Fran Dal Monte

Charles Nixon Brambilla, nte do República Beer, é b. A The Madalena Rock da casa para trazer o mera os presentes.

a, confirmada do Muinho vez no sábado. No linebia Salvador e Alan Casos Funk, Divas e Pop. A 0h para quem confirmar

edida no Boteco do Chá show da dupla Vitor Hencotecagem fica por conta a no estilo open format. De malas prontas para a Tailândia, Douglas Soares Leite aproveitou a viagem para curtir as paisagens de Portugal. Na foto, visita a cidade de Cascais


Inside

8

Fabrício Oliboni fabrioliboni@gmail.com

Hoje não, tem Copa!

* Agente de intercâmbio e bacharel em Relações Internacionais

Cinema

Festival Varilux de Cinema cartaz no Centro Cultural Apresentando os mais recentes filmes da cinematografia francesa, a atração começou no fim de semana passado e se estende pelos próximos três

A

Sala de Cinema Ulysses Geremia, do Centro Municipal de Cultura Dr. Henrique Ordovás Filho (Luiz Antunes, 312, bairro Panazzolo), em Caxias do Sul, recebe a edição 2018 do Festival Varilux de Cinema Francês. Os filmes começaram a ser exibidos no dia 7 deste mês e seguem até 1º de julho. O Festival, que tem o intuito de destacar produções franceses, no ano passado recebeu o título de Maior Festival de Cinema Francês do Mundo, levando 180 mil pessoas aos cinemas, crescimento de 15% em relação ao ano anterior. Este ano, serão reproduzidos mais de 20 longas-metragens. As sessões ocorrem de quinta a domingo, e os ingressos têm o valor de R$ 10,00 (inteira), e R$ 5,00 (meia entrada para idosos, estudantes, servidores municipais e alunos da Aliança Francesa. Mais informações podem ser obtidas pelo fone (54) 3901-1316. A realização do Festival, em Caxias do Sul, é uma parceria entre a Unidade de Cinema e Vídeo, da Secretaria Municipal da Cultura (SMC), e a Aliança Francesa.

Imagens: Reprodução

Quando você estiver lendo esse texto a Copa do Mundo de 2018 já terá começado. Nesse momento faltam dois dias para o início dos jogos, 48 horas, um número considerável de minutos e a ansiedade... bom, essa tá no limite. É algo que acontece a cada 4 anos. Quatro anos de espera que são aproveitados em pouco mais de 30 dias. São 32 para ser mais exato, no caso desse ano, assim temos um mês e um chorinho. Justo. Não há como ficar indiferente à Copa. Você pode odiar futebol (respeito, mas... na real, não respeito muito não), mas é a Copa, tchê! O maior evento esportivo do mundo (sim, mais que as Olimpíadas). E a Copa é legal mesmo para os que não são tão fanáticos por futebol, porque une a família, os amigos, socializa... todos querem ver os jogos ou ao menos estarem presentes em todo o “ritual”. O futebol aproxima, estamos do mesmo lado em um assunto em comum, ao menos durante os 90 minutos + acréscimos. Esquerda e direita, gremista e colorado, quem coloca feijão por cima do arroz e arroz por cima do feijão, os que falam bolacha e quem fala biscoito, etc. Um mês é pouco tempo, mas suficiente para render excelentes momentos e aguardarmos ansiosamente pela próxima. Há alguns dias vi um vídeo de um casal argentino, na qual a mulher o informa sobre o casamento de um primo dela e casualmente a data bate com um dos dias da Copa. Ele reage de forma inconformada, dizendo logo de início que não irá, pois é um absurdo que alguém seja tão egoísta a ponto de se casar durante a Copa. Ao final da “negociação” mostrada no vídeo, ele aceita ir ao casório, desde que tenha um telão, ou ao menos uma TV para assistir ao jogo no casamento. Detalhe que no horário citado nem haveria uma partida da Seleção Argentina, e sim Coreia do Sul x México. Ou seja, tanto faz o jogo em questão, todos são de “Copa do Mundo!”. Eu concordo com esse cara, devemos valorizar a Copa. São 32 dias apenas, repito. Copa é prioridade. Se trabalha, se estuda, saímos, seguimos com nossa rotina, mas moderadamente. De início temos uma média de 3 jogos por dia. Sendo assim e ainda considerando o tempo de resumos da rodada, discussões entre amigos, melhores momentos e similares, são facilmente umas 8 horas diárias de futebol e Copa do Mundo. Repito isso também: acho justo. Tem também os que reclamam dizendo que a Copa é alienação, que nos esquecemos de tudo, não se acompanha mais política, panos quentes em tudo, etc. Não é isso, e sim aproveitar esse mês para se divertir, estar com as pessoas que gostamos e termos alguns momentos genuínos de alegria, mesmo que seja por uma vitória futebolística. Não é alienação, mas sim um respiro de escapismo por alguns momentos. Ver pessoas do mundo inteiro interagindo bem, que somos tão diferentes e tão parecidos e aprender um pouco com tudo isso e tentarmos implementar no nosso dia a dia. Acabou o jogo e seguimos os nossos dias como antes, mas possivelmente um pouco mais felizes, esperançosos e leves. A Copa do Mundo é demais e já me perdi com o que iria falar e nem sei como acabar esse texto. Ah sim: chegando ao final desse texto faltam 4 anos e alguns dias para a próxima Copa. Enfim, 2022 é logo ali!

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018


Inside

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

Cinema

9

Dolores Maggioni doloresmaggioni@terra.com.br

Francês continua em Henrique Ordovás Filho Programação Quinta Carnívoras (Carnivores), de Jérémie Renier e Yannick Renier, com Leïla Bekhti, Zita Hanrot e Hiam Abbass / Sessão às 19h30min Ano 2018 / Comédia Dramática / 98 minutos

Sexta

A Noite Devorou o Mundo (La Nuit a Dévoré le Monde), de Dominique Rocher, com Anders Danielsen Lie, Golshifteh Farahani e Denis Lavant / Sessão às 19h30min Ano 2018 / Fantasia/Terror / 93 minutos

Sábado

Promessa ao Amanhecer (La Promesse de L’aube), de Eric Barbier, com Pierre Niney, Charlotte Gainsbourg / Sessão às 19h30min Ano 2017 / Comédia Dramática / 130 minutos

Domingo

Custódia (Jusqu’à la Garde), de Xavier Legrand, com Denis Ménochet, Léa Drucker e Mathilde Auneveux / Sessão às 18h Ano 2017 / Drama/Thriller / 93 minutos Nos Vemos no Paraíso (Au Revoir Là-Haut), de Albert Dupontel, com Nahuel Perez Biscayart, Albert Dupontel, Laurent Lafitte, Niels Arestrup e Emilie Dequenne / Sessão às 20h Ano 2017 / Comédia Dramática / 117minutos

Dia 21

O Último Suspiro (Dans la Brume), de Daniel

Roby / Sessão às 19h30min

Dia 22

Marvin (Marvin), de Anne Fontaine / 19h30min

Dia 23

Troca de Rainhas (L’échange des Princesses), de Marc Dugain / Sessão às 19h30min

Dia 24

A Raposa Má (Le Grand Méchant: Renard et Autres Contes), de Benjamim Renner e Patrick Imbert / Sessão às 16h De Carona Para o Amor (Tout Le Monde Debout), de Franck Dubosc / Sessão às 18h O Retorno do Herói (Le Retour du Héros), de Laurent Tirard / Sessão às 20h

Dia 28

A Excêntrica Família Gaspard (Gaspard va au Mariage), de Antony Cordier / Sessão às 19h30min

Dia 29

A Busca do Chef Ducasse (La quête d’Alain Ducasse), de Giles de Maistre / Sessão às 19h30min

Dia 30

A Aparição (L’Apparition), de Xavier Giannoli / Sessão às 19h30min

1º de julho

O Poder de Diane (Diane a Les Épaules), de Fabien Gorgeart / Sessão às 18h Gauguin: Viagem ao Taiti (Gauguin: Voyage du Tahiti), de Edouard Deluc / Sessão às 20h

No arquivo implacável da distância O crepúsculo se constela de noite. No arquivo implacável das lembranças, as ruínas calcificadas dizem de adeuses provisórios. Afogo em melancolia as memórias que envelhecem com a hora. O dia vai dormir. As árvores, tão dóceis, acenam as sedas de seus braços, com lenços de um verde esmaecido. A noite surge. Majestosa. Imponente, com sua indumentária escura, igual a asas de um gigantesco corvo. Noite tão noite! Que escurece até o sonho; que emudece assovios tão ausentes de luz. Só o grilo fere a solidão noturna com a quase hipnose do seu insistente canto, que se adensa, de mistura com o tudo. Contudo, não me ensinaram a matemática da solidão; tampouco aprendi a geometria de esconder o sonho, tão explícito no olhar. O vento também está dormindo. A vida, hoje, brinca de esconder e esta espera que me tem é um pássaro ferido que perdeu seu voo... de repente. Tenho o sonho perturbado e a ventura repartida. Sei. Às vezes criamos em nossa alma a noite e tingimos, com ela, a nossa própria pele. Com que ingênua inconsciência jogamos fora o paraíso! Somos, por vezes, capítulos inconclusos de nós mesmos. Doem em mim estas palavras, com seus ventres engravidados de tristezas. Eu não sei extrair a raiz quadrada das ausências, quando a noite gira redemoinhos de escuro, pondo de luto as estrelas. Não muda a alma, enquanto o tempo vai mudando o corpo. Ronrona a noite de exacerbada friagem, erguendo um mastro de saudades na pele do ar. Começa a chover. Um cântaro de água vai traçando perpendiculares esperas com seus ímpetos de pirata saqueador de sonhos. A chuva é uma renda de vidro, descendo inquieta, pousando na epiderme com seu toque quase humano. Seus riscos líquidos estendem uma manta de melancolia por sobre o cravo, sangrando pétalas de esquecimentos. A noite e eu sonhamos; nos traços verticais da chuva, o tempo se torna longo como as tartarugas ao olhar impaciente do relógio. O coração cavalga a carruagem dos alucinados, procurando o fim do labirinto. Banidas as estrelas, a chuva ocupa o céu. Desando. Nesta noite e neste frio, tão sem nada. Que vazio este silêncio, assim tão cheio de mim! Que espantosa a alma, com suas caricaturas oníricas dormidas nas invisíveis células! Tem rugas os meus sonhos, inscritos no epitáfio das saudades. Há um ensaio de tristeza nas luzes que se apagam. E o sonho, sem fazer qualquer ruído, vai embora. Que saudade eu sinto de mim mesma! * Escritora


Inside

10

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

Sétima Arte

Relação pouco

convencional

“Trama Fantasma”, de Paul Thomas Anderson, revela compulsão pelo trabalho que conduz a vida de renomado estilista, interpretado pelo grande Daniel Day-Lewis em sua despedida, e como todo o resto acaba orbitando seu ofício

V

asculhar os lados mais obscuros da mente humana marcou a trajetória do roteirista e cineasta americano Paul Thomas Anderson, duplamente oscarizado por Roteiro Original com “Boogie Nights” e “Magnólia”. Seu mais novo trabalho novamente mergulha neste universo, ao lado de um tricampeão do Oscar (veja filmografia básica ao lado), com quem reedita a parceria do ótimo “Sangue Negro”, pelo qual também recebeu indicações por Direção e Roteiro Original. Reynolds Woodcock (Daniel Day-Lewis) é um consagrado estilista, especialista em alta costura, e que faz vestidos para grandes personalidades, de milionárias esnobes a princesas, e preza pela excelência. Quem encomenda um vestido da Casa Woodcock não solicita apenas uma peça, mas compra um conceito, um estilo, uma grife que traduz o que há de mais inovador e moderno no mundo da moda. Foi da mãe que Reynolds herdou o talento para a costura e comanda o empreendimento ao lado da irmã Cyril (Lesley Manville). Solteirão convicto, ele acaba cedendo aos encantos da jovem Alma Elson (Vicky Krieps), não propriamente por sua beleza, simpatia ou conduta, mas pelo fato de ver nela uma modelo perfeita para seus trabalhos. Tudo para o estilista remetia a seu ofício. Seu mundo orbitava ao redor do trabalho e sua compulsão e obsessão pela perfeição era algo que beirava a insanidade. Reynolds vê Alma como um objeto e sua relação com ela é perfeita justamente no momento em que dela tira as medidas. Fora disso, há uma tensão crescente.

Alma faz de tudo para merecer a atenção do estilista, muito embora seus esforços quase sempre sejam em vão. Na maior parte do tempo, Reynolds é grosseiro e irascível, como se ele fizesse um esforço grandioso para suportar a presença de Alma em sua vida, como se ela fosse uma distração que comprometesse a qualidade de seu trabalho, um fato que de certa forma acaba por ser corroborado por Cyril, que não apenas tolera como justifica o comportamento agressivo do irmão. O envolvimento, por óbvio, sofre com altos e baixos. É impossível não se compadecer de Alma, sempre disposta a agradar e se curvar aos caprichos de Reynolds em uma submissão comovente. É ela que revisita a relação relatando passagens, como se contasse uma história. Uma jornada que só é completa no desamparo, como se a dor e o desespero fossem um componente mais do que indispensável, mas vital. É nesse instante de a fragilidade que Reynolds o humaniza, mas essa está longe de ser a regra no relacionamento. Ambientado na Londres dos anos 50, “Trama Fantasma” é um longa sofisticado e inspirado na trajetória do renomado estilista espanhol Cristóbal Balenciaga, que era completamente obcecado por seu trabalho e inspirou uma série de grandes nomes da alta costura, de Oscar de la Renta a Hubert de Givenchy. No Oscar deste ano, concorreu a Filme, Direção (Paul Thomas Anderson), Ator (Daniel Day-Lewis), Atriz Coadjuvante (Lesley Manville) e Trilha Sonora Original, tendo vencido em Figurino. No Globo de Ouro concorreu a Ator em Drama (Daniel Day-Lewis) e Trilha Sonora Original.

O adeus

Assim como Paul Thomas Anderson não tem uma vasta filmografia, o mesmo ocorre com Daniel Day-Lewis. Conhecido pela dedicação compulsiva a seus papéis, seu trabalho de despedida foi pra lá de apropriado. A cobrança pessoal e a pressão psicológica do estilista casam com o estilo do ator londrino em suas performances. Day-Lewis tem nada menos que seis indicações ao Oscar (com três estatuetas) e oito ao Globo de Ouro (com duas conquistas). Ao lado, destacamos apenas os trabalhos pelos quais foi indicado e consagrado nas duas premiações.


Inside

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

11

Sétima Arte Divulgação Imagens: Reprodução

Distância Alma (Vicky Krieps) cede aos encantos de Reynolds (Daniel DayLewis) e mergulha em seu mundo particular, mas nem tudo são flores: a frieza pauta uma relação doentia

Título original Phantom Thread Título traduzido Trama Fantasma

de um gigante Filmografia premiada de Daniel Day-Lewis

Obra Meu Pé Esquerdo (1989) Em Nome do Pai (1993) O Lutador (1997) Gangues de Nova Iorque (2002) Sangue Negro (2007) Nine (2009) Lincoln (2012) Trama Fantasma (2017)

Oscar Venceu Indicado x-x-x-x-x Indicado Venceu x-x-x-x-x Venceu Indicado

Globo de Ouro Indicado Indicado Indicado Indicado Venceu Indicado Venceu Indicado

Direção e roteiro Paul Thomas Anderson Gênero Drama Duração 130 minutos País Estados Unidos Inglaterra Ano de produção 2017 Estúdio Focus Features Annapurna Pictures Distribuição Universal Pictures


12

Horóscopo Áries - 21/03 a 20/04

Reflita sobre o que vem acontecendo com pessoas do seu convívio. Está passando por uma nova percepção sobre estudos e ideias nas quais deseja investir. Pode encontrar desafios para expressar uma opinião, mas a experiência vem para o seu crescimento.

Touro - 21/04 a 20/05

Você passa por uma nova fase em sua vida. Tudo está mudando e sendo inovado para um formato mais livre e independente. Reflita sobre como deve dar continuidade às questões financeiras. As ideias tendem a ficar soltas, o que pode prejudicá-lo.

Gêmeos - 21/05 a 20/06

É importante avaliar como deve se posicionar sobre assuntos do seu interesse. Sabe aquela sensação de vazio? Então, isso pode acontecer e é natural. Isso ocorre porque você vem passando por mudanças profundas.

Câncer - 21/06 a 20/07

É imprescindível avaliar criteriosamente os sentimentos mais secretos. Pode sentir medos e uma sensação de prisão. Aproveite este mês para encarar a experiência de frente, alterando ideias e pensamentos que o limitam a seguir em frente.

Leão - 21/07 a 22/08

Semana impactante para avaliar como deve proceder com amigos ou projetos. A experiência envolve qualquer tipo de atividade em equipe. Sente-se desconectado; há uma sensação de vazio para avaliar o seu papel no grupo.

Vírgem - 23/08 a 22/09

É importante avaliar a sua imagem pública e o modo como deseja seguir adiante. A sensação de vazio pode interferir totalmente em sua imagem. O mês exige análise diante dos caminhos que deseja seguir. Avalie as ideias e as informações que chegam.

Libra - 23/09 a 22/10

São ativados estudos, crenças e acesso à cultura. Esta Lua Nova permite que você inicie uma nova fase de estudos e pensamentos. A sensação de vazio pode ser encarada de uma forma natural, porque esta mudança interfere em seus sistemas de crenças.

Escorpião - 23/10 a 21/11

Você passa por transformações profundas no que se refere a pesquisas ou estudos. Uma nova forma de pensar lhe permite atingir uma nova percepção. Pode ser envolvida também uma nova elaboração de ideias para movimentar investimentos.

Sagitário - 22/11 a 21/12

Se for casado, o cônjuge pode se sentir um tanto deslocado para avaliar novas ideias e posturas. A experiência pode ativar também um sócio ou um parceiro. É importante analisar como está encarando a troca com essa pessoa.

Capricórnio - 22/12 a 20/01

Neste mês se torna necessária uma análise da forma que vem produzindo e como está direcionando os hábitos, porque a saúde também é iluminada. Uma informação ou ideias que são expressadas no trabalho o tocam profundamente. Seja flexível!

Aquário - 21/01 a 19/02

São ativados assuntos relacionados a filhos, namoro e autoestima. É importantíssimo avaliar como deve prosseguir, colocando as suas necessidades emocionais em “xeque”. Há uma sensação de vazio, porém é importante entender a experiência.

Peixes - 20/02 a 20/03

São ativados assuntos familiares e domésticos. Questões relacionadas ao imóvel também podem ser tocados. Há uma sensação de vazio em relação à experiência familiar. Sente a necessidade de avaliar as posturas para entender como pode seguir.

Inside

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018


FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

VENDO MESA DE SNOOKER OFICIAL E MÉDIA! (54) 9 92255761 ou (54) 9 8151- 4814. ALUGA-SE APARTAMENTO de 2 e 3 dormitórios em ITAPEMA / MEIA PRAIA, Santa Catarina. 150 metros do mar. A partir de 15/01. Tratar. F. (54) 9 9118 1642. Melhor negócio! 2 TERRENOS PELO PREÇO DE 1! 613m² em rua toda asfaltada no Monte Verde. Apenas R$ 140.000,00! Confira! (54) 9 9925-2068. CHÁCARA em ALTO FELIZ. 2,5 hectares, com casa, água, luz e demais benfeitorias. 21 km de asfalto e 1000 metros de acesso com estrada de chão. Somente R$ 135.000,00. Ligue agora! (54) 9 9925-2068.


2

2

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018


FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

3

VENDO TERRENO de esquina com 1.377m² a uma quadra da rodoviária e do Shopping Centro de compras. F. 9 9118.1642. VENDO TERRENO, localização central em Arroio do Sal a duas quadras do mar F. 9 9118.1642. ALUGUEL: direto com a proprietária de uma SALA COMERCIAL, na Independência, com 168m² no Bairro São Luiz. Fones: 9 9951.3583 / 3268-1062. VENDO 4 terrenos de Cooperativa já com área comprada. F.: 9 9118.1642. VENDO CASA MISTA localizada no Bairro Pio X, ao lado da Igreja. (A mesma já está alugada através de imobiliária pelos valores de R$ 1.000,00 por mês). Tratar: (54) 9 9118 1642.


Copa do Mundo 2018

Parte integrante da Edição 542. Não pode ser vendido separadamente

14 de junho de 2018

Todos os corações do mundo

Em 48 páginas, Caderno Especial produzido pelo Jornal Informante traz tudo sobre Mundial da Rússia, que realiza abertura nesta quinta


2

ÍNDIcE

Índice e Editorial ..........Página 2 Estádios da Copa .........Páginas 4 a 7 Grupo A ................... Páginas 8 a 11

Grupo B ................... Páginas 12 a 15

Grupo c ................... Páginas 16 a 19

Grupo D ................... Páginas 20 a 23

Tabela da Copa .........Páginas 24 e 25 Grupo E ................... Páginas 26 a 29

Grupo F ................... Páginas 30 a 33

Grupo G ................... Páginas 34 a 37

Grupo H ................... Páginas 38 a 41

Os convocados de Tite ........ Página 42 História das Copas ....Páginas 43 a 47

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

Editorial

Trabalho muito especial

N

a boa, hoje em dia a Copa do Mundo não tem mais o envolvimento que tinha em tempos pregressos. As possibilidades, na atualidade, são tantas que o Mundial não capta toda aquela magia de outras épocas. O resultado da última competição e a situação do País pouco contribuem para um clima de festa, mas nós achamos a Copa um grande evento e que merece ser apreciado e curtido em todos os seus grandes momentos. Como ficar indiferente a um clássico ibérico entre Portugal e Espanha, logo de cara, no segundo dia de Mundial? Cristiano Ronaldo tentanto equilibrar forças contra a Fúria, uma das favoritas, é diversão garantida até para quem não gosta de futebol. Como não acordar cedinho, no sábado, para conferir outra favorita, a França, com seu poderoso ataque e, na sequência, não dar aquela secada na limitada Argentina, que depende de seu extraclasse. E, no domingo, não ver se a Seleção de Tite realmente vai confirmar o que dela se espera. Impossível deixar de assistir a Alemanha com seu meio campo fora de série, de conferir uma renovada Inglaterra (que conquistou tudo na base e certamente vem forte nas próximas Copas) e uma Bélgica de jogadores muito talentosos, que tem tudo para incomodar o seleto grupo de potências candidatas ao título. E, claro, torcer para Islândia e Panamá, os debutantes da vez. A verdade é uma só: Copa do Mundo é o único evento que consegue um alcance global. Ninguém fica indiferente a ela. Por conta disso, nos dedicamos nos últimos dias a elaboração deste Caderno Especial, que deve ter consumido, desde o último dia 1º, quando foi iniciado, mais de uma centena de horas de trabalho e envolveu muita pesquisa em várias frentes. Da campanha nas Eliminatórias, passando pelo técnico, resultados em outras competições continentais, performances recentes, comparações com outras convocações em Mundiais, jogadores que devem brilhar... enfim, um estudo detalhado para destacar o principal de cada um dos 32 times que medem forças na Rússia, a partir desta quinta e até o próximo dia 15 de julho, em busca do tão desejado caneco.

:

em

ag

Im

ão

rod

p Re

Zabivaka Simpático lobinho siberiano é o mascote do Mundial e significa “aquele que marca”: que o espírito artilheiro seja incorporado

Havíamos feito um trabalho similar na Copa de 2014 que, além do raio-x dos times, traz informações sobre os estádios, tabela, os convocados do Brasil e um histórico de todas as 20 Copas realizadas, desde 1930, no Uruguai, até a última, em solo brasileiro. Um material para ficar por dentro do Mundial e acompanhá-lo mais de perto. O título “Todos os Corações do Mundo” é uma alusão ao trabalho feito pelo cineasta brasileiro Murilo Salles, que foi contratado pela FIFA para fazer um documentário especial sobre a Copa de 1994, nos Estados Unidos. É muito apropriado, convenhamos. Que outro evento tem o poder de mexer com tantos corações ao redor do globo? Curtam a leitura e tenham um excelente Mundial.


4

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

ESTÁDIOS

Os palcos do grande espetáculo Novos em folha na grande maioria e caríssimos, confira desta página à 7 as reformadas e modernas arenas do Mundial

Olímpico Lujniki

Cidade: São Petersburgo Data de inauguração: 22 de abril de 2017 Capacidade: 68.134 espectadores Custo: R$ 3,8 bilhões Propriedade: Zenit São Petersburgo

Olímpico Fisht Cidade: Sochi Data de inauguração: 22 de abril de 2017 Capacidade: 47.659 espectadores Custo: R$ 2,8 bilhões Propriedade: Estatal

Fotos: Divulgação

Cidade: Moscou Data de inauguração: 31 de julho de 1956 Capacidade: 78.360 espectadores Custo: R$ 1,7 bilhão Propriedade: Estatal

Arena Zenit

Partidas que sedia

X Rússia

X

1ª rodada do A Dia 14/06, às 12h Marrocos

Arábia Saudita

X Alemanha

X

Egito

Brasil

Marrocos

2ª rodada do A Dia 19/06, às 15h

X

2ª rodada do B Dia 20/06, às 9h

X Portugal

Irã

Rússia

Partidas que sedia

1ª rodada do B Dia 15/06, às 12h

X

1ª rodada do F Dia 17/06, às 12h México

Portugal

Partidas que sedia

Espanha

X Bélgica

2ª rodada do E Dia 22/06, às 9h

X

Costa Rica

França

X

3ª rodada do C Dia 26/06, às 11h Dinamarca

Oitavas 5

Argentina

Oitavas 7

Semifinal 2

Semifinal 1

Vencedor da Semifinal 1 x Vencedor da Semifinal 2 Dia 15/07, às 12h

Suécia

X

Nigéria

1º de F x 2º de E | Dia 3/07, às 11h

Final

2ª rodada do F Dia 23/06, às 15h

3ª rodada do D Dia 26/06, às 15h

1º de B x 2º de A | Dia 1º/07, às 11h Vencedor de Quartas 3 x Vencedor de Quartas 4 Dia 11/07, às 15h

1ª rodada de G Dia 18/06, às 12h Panamá

Alemanha

X

1ª rodada do B Dia 15/06, às 15h

Austrália

3ª rodada do C Dia 26/06, às 11h Peru

Oitavas 1

Vencedor de Quartas 1 x Vencedor de Quartas 2 Dia 10/07, às 15h

1º de A x 2º de B | Dia 30/06, às 15h

3º lugar

Quartas 3

Perdedor da Semifinal 1 x Perdedor da Semifinal 2 Dia 14/07, às 11h

Vencedor de Oitavas 5 x Vencedor de Oitavas 6 Dia 7/07, às 15h


5

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

Arena Kazan Cidade: Kazan Data de inauguração: 14 de junho de 2013 Capacidade: 45.105 espectadores Custo: R$ 1,1 bilhão Propriedade: Rubin Kazan

Arena Samara Cidade: Samara Data de inauguração: 28 de abril de 2018 Capacidade: 44.918 espectadores Custo: R$ 1,2 bilhão Propriedade: FC Krylya Sovetov

Nizhny Novgorod Cidade: Nizhny Novgorod Data de inauguração: 15 de abril de 2018 Capacidade: 45.331 espectadores Custo: R$ 1,1 bilhão Propriedade: Estatal Fotos: Divulgação

Partidas que sedia

X

X

1ª rodada do C Dia 16/06, às 7h

França

Austrália

X

Costa Rica

Espanha

X Colômbia

X Coreia do Sul

Senegal

Suíça

Oitavas 3

Oitavas 6

Quartas 2

Quartas 4

Quartas 1

Vencedor de Oitavas 3 x Vencedor de Oitavas 4 Dia 6/07, às 15h

1º de E x 2º de F | Dia 2/07, às 11h Vencedor de Oitavas 7 x Vencedor de Oitavas 8 Dia 7/07, às 11h

2ª rodada do G Dia 24/06, às 9h Panamá

X

3ª rodada do H Dia 28/06, às 11h

Oitavas 2

1º de C x 2º de D | Dia 30/06, às 11h

Croácia

Inglaterra

Colômbia

2ª rodada do D Dia 21/06, às 15h

X

3ª rodada do A Dia 25/06, às 11h

X

3ª rodada do F Dia 27/06, às 11h

X Argentina

Uruguai

1ª rodada do F Dia 18/06, às 9h Coreia do Sul

Suécia

Austrália

Rússia

X

2ª rodada do C Dia 21/06, às 9h

X

2ª rodada do H Dia 24/06, às 15h

Polônia

Sérvia

Dinamarca

Partidas que sedia

1ª rodada do E Dia 17/06, às 9h

X

2ª rodada do B Dia 20/06, às 15h

Irã

Alemanha

Partidas que sedia

3ª rodada do E Dia 27/06, às 15h Costa Rica

1º de D x 2º de C | Dia 1º/07, às 15h Vencedor de Oitavas 1 x Vencedor de Oitavas 2 Dia 6/07, às 11h


6

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

Arena Rostov

Cidade: Moscou Data de inauguração: 5 de setembro de 2014 Capacidade: 44.929 espectadores Custo: R$ 1,1 bilhão Propriedade: Spartak Moscou

Arena Mordovia Cidade: Saransk Data de inauguração: 21 de abril de 2018 Capacidade: 44.442 espectadores Custo: R$ 1 bilhão Propriedade: FC Mordovia Saransk

Fotos: Divulgação

Cidade: Rostov Data de inauguração: 15 de abril de 2018 Capacidade: 45.000 espectadores Custo: R$ 1,3 bilhão Propriedade: FC Rostov

Arena Spartak

Partidas que sedia

Partidas que sedia

Partidas que sedia

X

X

X

1ª rodada do E Dia 17/06, às 15h Suíça

Brasil

X Uruguai

Argentina

X

X Polônia

México

Coreia do Sul

1ª rodada do H Dia 19/06, às 12h Senegal

X

2ª rodada do F Dia 23/06, às 12h

Peru

Islândia

2ª rodada do A Dia 20/06, às 12h Arábia Saudita

1ª rodada do D Dia 16/06, às 10h

Bélgica

Dinamarca

X Colômbia

2ª rodada do G Dia 23/06, às 9h

X

Tunísia

Islândia

Oitavas 4

X

3ª rodada do D Dia 26/06, às 15h Croácia

1º de G x 2º de H | Dia 2/07, às 15h

Brasil

Oitavas 8

1ª rodada do H Dia 19/06, às 9h Japão

Portugal

X

1ª rodada do C Dia 16/06, às 13h

3ª rodada do B Dia 25/06, às 15h Irã

3ª rodada do E Dia 27/06, às 15h

X

Sérvia

1º de H x 2º de G | Dia 3/07, às 15h

Panamá

3ª rodada do G Dia 28/06, às 15h Tunísia


7

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

Arena Ecaterimburgo Cidade: Ecaterimburgo Data de inauguração: 2 de abril de 2018 Capacidade: 42.500 espectadores Custo: R$ 1 bilhão Propriedade: FC Ural

Arena Volgogrado Cidade: Volgogrado Data de inauguração: 27 de setembro de 1962 Capacidade: 45.568 espectadores Custo: R$ 800 milhões Propriedade: FC Rotor Volvogrado

Arena Kaliningrado Cidade: Kaliningrado Data de inauguração: 11 de abril de 2018 Capacidade: 35.212 espectadores Custo: R$ 1,1 bilhão Propriedade: FC Baltika Kaliningrado Fotos: Divulgação

Partidas que sedia

X Egito

X

Senegal

Suécia

Polônia

Nigéria

X Suíça

X Espanha

Egito

3ª rodada do B Dia 25/06, às 15h Marrocos

X

3ª rodada do H Dia 28/06, às 11h Japão

2ª rodada do E Dia 22/06, às 15h

Sérvia

3ª rodada do A Dia 25/06, às 11h

X

3ª rodada do F Dia 27/06, às 11h

1ª rodada do D Dia 16/06, às 16h

Croácia

Islândia

Arábia Saudita

X

2ª rodada do D Dia 22/06, às 12h

X

2ª rodada do H Dia 24/06, às 12h

X

Inglaterra

Nigéria

Partidas que sedia

1ª rodada do G Dia 18/06, às 15h

X

2ª rodada do C Dia 21/06, às 12h

X

México

Tunísia

Peru

Japão

X

1ª rodada do A Dia 15/06, às 9h Uruguai

França

Partidas que sedia

Bélgica

3ª rodada do G Dia 28/06, às 15h Inglaterra


8

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

SELEÇÃO RUSSA

Para não fazer feio

X Rússia

Arábia Saudita

Dia 14/06, às 12h Olímpico Lujniki (Moscou)

X Rússia

Egito

Dia 19/06, às 15h Arena Zenit (São Petersburgo)

X Rússia

Uruguai

Dia 25/06, às 11h Arena Samara (Samara)

Melhor colocação 4º lugar em 1966

Retrospecto em Mundiais

Posição no ranking da FIFA

Fundação: 19/01/1912 Filiação à FIFA: 1912

Partidas da 1ª fase (Grupo A)

Esteve em 10 Mundiais

Partidas: 40 Anfitriã teve tempo de sobra para se preparar, mas resultado decepcionou Vitórias: 17 Empates: 8 Derrotas: 15 Gols marcados: 66 Gols sofridos: 47 Divulgação

União de Futebol da Rússia

Participações em Copas

70ª com 457 pontos

Camiseta titular

A

ssim que a Rússia foi escolhida para sediar a Copa do Mundo de 2018, os cartolas russos apostaram todas fichas em um nome: o italiano Fabio Capello. Em 2012, a União de Futebol da Rússia pagou uma fortuna ao técnico para um projeto a longo prazo, com vistas à Copa de 2018. O resultado mais notório foi percebido no Mundial de 2014, no Brasil, algo que beirou o ridículo, na campanha com direito a empates com Argélia e Coreia do Sul e eliminação precoce na 1ª fase. Em 2015, acabou demitido do cargo. Leonid Slutsky assumiu para a Eurocopa 2016 e o resultado foi ainda pior. Um empate e duas derrotas. Pediu demissão e, em seu lugar, assumiu Stanislav Tchertchesov. Cabe ao ex-goleiro a missão de tentar colocar em campo um time que não dê vexame em casa. A prévia, na Copa das Confederações, mostrou que a tarefa não vai ser fácil, já que a Seleção Russa colecionou outra eliminação. A esperança é que o goleiro Igor Akinfeev feche o gol, em uma defesa que conta com quatro zagueiros, com o ex-gremista Mario Fernandes na direita. No meio, Alexander Samedov (Spartak Moscou), pela direita, e Yuri Zhirkov (Zenit São Petersburgo), pela esquerda, podem dar um toque de qualidade para tentar um avanço às oitavas. Outro problema é a idade. Boa parte dos titulares já passou dos 30, o que pesa em final de temporada.

Akinfeev Experiente goleiro do CSKA Moscou deve ser o capitão e último bastião de resistência de uma equipe limitada

Rússia

Time base Igor Akinfeev Mario Fernandes Sergey Ignashevich Vladimir Granat Fedor Kudryashov Roman Zobnin Alexander Samedov Daler Kuzyaev Alexander Golovin Yuri Zhirkov Fedor Smolov Técnico Stanislav Tchertchesov

Camiseta reserva


9

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

SELEÇÃO URUGUAIA

Tom de despedida? Divulgação

Sempre intenso, Uruguai sabe que o adeus do comandante está próximo

Associação Uruguaia de Futebol

X Uruguai

Egito

Dia 15/06, às 9h Arena Ecaterimburgo (Ecaterimburgo)

X Uruguai

Arábia Saudita

Dia 20/06, às 12h Arena Rostov (Rostov)

X Uruguai

Rússia

Dia 25/06, às 11h Arena Samara (Samara)

Esteve em 12 Mundiais

Melhor colocação

Campeã em 1930 e 1950

Retrospecto em Mundiais Partidas: 51 Vitórias: 20 Empates: 12 Derrotas: 19 Gols marcados: 80 Gols sofridos: 71

Posição no ranking da FIFA

14ª com 1.018 pontos

Fundação: 30/03/1900 Filiação à FIFA: 1916

Partidas da 1ª fase (Grupo A)

Participações em Copas

D

e uma equipe que vivia de memórias de um passado distante a uma Seleção altamente competitiva, que deixa o coração e a alma em campo, resgatando suas tradições, e que chegou a uma improvável semifinal de Copa em 2010, na África do Sul. Óscar Tabárez, técnico que mais comandou uma Seleção (foram 179 jogos em duas passagens) e que há mais tempo dirige um time nesta Copa (está à frente do Uruguai desde 2006) é o nome por trás do sucesso da Celeste. O Maestro, como é chamado, recolocou o Uruguai no mapa do futebol mundial e extraiu o máximo de uma talentosa geração que, aos poucos, vai saindo de cena. Assim como o técnico que, aos 70 anos e com a saúde debilitada, deve deixar a Seleção após a Copa. Com um time de média de idade alta, é provável que muitos atletas também façam da Rússia seu último Mundial. Certo é que Tabárez tem o grupo na mão. E se Muslera, Pereira, Godín, Sánchez, Rodríguez, Cavani e Suárez se aproximam de um adeus, jovens como Giménez, Vecino e Bentancur darão sequência ao legado do professor. Mesmo assim, não dá para descartar uma boa campanha do Uruguai e sua dupla de ataque poderosa, especialmente com Suárez. Em 2010, ele fez o pênalti salvador contra Gana. Em 2014, deu a mordida mais célebre da história contra a Itália. O que irá aprontar agora?

Camiseta titular

Maestro Professor Tabárez é o técnico que mais comandou uma Seleção e que, na Copa, está há mais tempo no cargo

Uruguai

Time base Fernando Muslera Maxi Pereira Diego Godín José Maria Giménez Diego Laxalt Matías Vecino Carlos Sánchez Christian Rodríguez Rodrigo Bentancur Edinson Cavani Luis Suárez Técnico Óscar Tabárez

Camiseta reserva


10

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

SELEÇÃO EGÍPCIA

Faraós regressam

Retrospecto em Mundiais

Camiseta titular

C

om seis títulos da Copa Africana de Nações (maior vencedora da disputa), a Seleção Egípcia quer escrever seu nome também em Mundiais. Egito Uruguai O técnico argentino Héctor Cúper conta com uma geração talentosa, Dia 15/06, às 9h que tem condição de fazer um bom papel Arena Ecaterimburgo e, quem sabe, avançar às oitavas de final da (Ecaterimburgo) competição, que não participava desde 1982. Evidente que a recuperação do rápido e letal Mohamed Salah é fundamental neste processo, mas esta geração do Egito não é dependente exclusiva do talento do atacante do Liverpool, embora jogue para ele. A zaga é muito experiente, com destaque para o goleiro Egito Rússia Essam El-Hadary, de 44 anos, que se tornará Dia 19/06, às 15h o atleta mais velho a disputar uma Copa. Arena Zenit Se a solidez defensiva é importante, o time (São Petersburgo) também conta com um meio campo com capacidade de marcar e armar com a mesma intensidade, com o trio de também experientes volantes formado por Ahmed Elmohamady (Aston Villa), Mohamed Elneny (Arsenal) e Tarek Hamed (Zamalek), um segundo combativo ferrolho de contenção à frente da zaga. Arábia Saudita Egito Tudo para municipar o ataque que, além de Salah, conta com o jovem Mahmoud HasDia 25/06, às 11h san, conhecido como o Trezeguet egípcio, por Arena Volgogrado (Volgogrado) sua semelhança com o ex-atacante francês.

X

13º lugar em 1934

45ª com 649 pontos

Partidas da 1ª fase (Grupo A)

X

Melhor colocação

Posição no ranking da FIFA

Fundação: 3/12/1921 Filiação à FIFA: 1923

X

Esteve em dois Mundiais

Partidas: 4 Vitórias: 0 Dominante no Continente Africano, Egito volta ao Mundial após 36 anos Empates: 2 Derrotas: 2 Gols marcados: 3 Gols sofridos: 6 Divulgação

Federação Egípcia de Futebol

Participações em Copas

Salah Rápido atacante do Liverpool fez temporada estrondosa e é a esperança egípcia de fazer uma boa campanha

Egito

Time base Essam El-Hadary Ahmed Fathi Ali Gabr Ahmed Hegazi Karim Hafiz Ahmed Elmohamady Mohamed Elneny Tarek Hamed Abdallah El-Said Mahmoud Hassan Mohamed Salah Técnico Héctor Cúper

Camiseta reserva


11

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

SELEÇÃO SAUDITA

Além da figuração?

Rússia

Dia 14/06, às 12h Olímpico Lujniki (Moscou)

X Arábia Saudita

Uruguai

Dia 20/06, às 12h Arena Rostov (Rostov)

X Arábia Saudita

Egito

Dia 25/06, às 11h Arena Volgogrado (Volgogrado)

12º lugar em 1994

Retrospecto em Mundiais

67ª com 465 pontos

Camiseta titular

Partidas da 1ª fase (Grupo A)

Arábia Saudita

Melhor colocação

Posição no ranking da FIFA

Fundação: 1956 Filiação à FIFA: 1956

X

Esteve em quatro Mundiais

Partidas: 13 Vitórias: 2 Com base doméstica, Arábia Saudita busca improvável vaga nas oitavas Empates: 2 Derrotas: 9 Gols marcados: 9 Gols sofridos: 32 Divulgação

Federação de Futebol da Arábia Saudita

Participações em Copas

O

grupo não chega a ser dos mais fortes. Mesmo assim, a Seleção Saudita sabe que terá trabalho se quiser avançar até a fase eliminatória na disputa em solo russo. A baderna no comando da Federação contribiu para um cenário de pouca esperança. Surpresa em 1994, nos Estados Unidos, a Seleção disputou quatro Mundias em sequência, até 2006, na Alemanha, mas ficou de fora dos dois últimos. A vaga na Rússia foi obtida pelo grande trabalho do técnico holandês Bert van Marwijk (vice com a Holanda na Copa de 2010), que acabou demitido. Em seu lugar, Edgardo Bauza (ex-São Paulo e Seleção Argentina) foi contratado e também degolado após três meses (cinco jogos). O argentino Juan Antonio Pizzi, que fracassou na tentativa de levar o Chile, bicampeão da Copa América, ao Mundial, foi a opção para o comando dos árabes. A base é praticamente doméstica, formada basicamente por atletas do Al-Hilal e Al-Ahli. Apenas três convocados atuam fora do País e em times pequenos da Espanha, entre eles o meia atacante Yahya Al-Shehri (Leganés), que tem a missão de fazer a bola chegar ao talentoso atacante Mohammad Al-Sahlawi (Al-Nassr), artilheiro das Eliminatórias com 16 gols.

Al-Sahlawi Com seus gols, o perigoso atacante foi o responsável pela vaga saudita: se brilhar, a Arábia pode ter alguma chance

Arábia Saudita

Time base Abdullah Al-Mayouf Yasser Al-Shahrani Osama Hawsawi Omar Hawsawi Mansoor Al-Harbi Abdullah Otayf Salman Al-Faraj Nawaf Al-Abed Taisir Al-Jassim Yahya Al-Shehri Mohammad Al-Sahlawi Técnico Juan Antonio Pizzi

Camiseta reserva


12

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

SELEÇÃO PORTUGUESA

Estrela solitária

Participações em Copas Esteve em seis Mundiais

Melhor colocação 3º lugar em 1966

Retrospecto em Mundiais

Divulgação

Partidas: 26 Vitórias: 13 Campeão da Eurocopa, Portugal quer mostrar mais que um extraclasse Empates: 4 Derrotas: 9 Gols marcados: 43 Gols sofridos: 29

Federação Portuguesa de Futebol

Posição no ranking da FIFA

4ª com 1.274 pontos

Fundação: 31/03/1914 Filiação à FIFA: 1923

Partidas da 1ª fase (Grupo B)

X Portugal

Espanha

Dia 15/06, às 15h Olímpico Fisht (Sochi)

X Portugal

Marrocos

Dia 20/06, às 9h Olímpico Lujniki (Moscou)

X Portugal

Irã

Dia 25/06, às 15h Arena Mordovia (Saransk)

Camiseta titular

M

elhor do mundo na atualidade, Cristiano Ronaldo dispensa apresentações e comentários. A cada temporada, sua determinação e foco parecem maiores. Porém, se talento não lhe falta, claro que estar atuando no Real Madrid, com uma Seleção Mundial, ajuda e muito para evidenciar sua performance. O mesmo não se verifica na Seleção, onde é uma espécie de única estrela com brilho da constelação. Embora Portugal conte com convocados atuando em grandes times nas principais Ligas da Europa, são poucos os atletas em evidência para assessorar Cristiano Ronaldo. Seus jovens companheiros de frente, o meia atacante Bernardo Silva (Manchester City) e o centroavante André Silva (Milan) são os que podem dividir com ele a responsabilidade em conduzir o time de Fernando Santos. O técnico fez a opção pela experiência na defesa, com Rui Patrício (Sporting), Pepe (Besiktas) e José Fonte (Dalian Yifang), e armação, que deve ficar a cargo de João Moutinho (Mônaco). Em compensação, a vitalidade fica por conta da dupla de volantes William Carvalho (Sporting) e Adrien Silva (Leicester) e dos jovens laterais Cédric Soares (Southampton) e Raphaël Guerreiro (Borussia Dortmund). É um time equilibrado e bem entrosado, mas o atual campeão da Eurocopa ainda depende excessivamente de seu craque.

Cristiano Ronaldo Atacante carrega esperança portuguesa por boa Copa do Mundo, mas para isso precisará de coadjuvantes

Portugal

Time base Rui Patrício Cédric Soares Pepe José Fonte Raphaël Guerreiro William Carvalho Adrien Silva João Moutinho Bernardo Silva Cristiano Ronaldo André Silva Técnico Fernando Santos

Camiseta reserva


13

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

SELEÇÃO ESPANHOLA

Fúria em transição

X Espanha

Portugal

Dia 15/06, às 15h Olímpico Fisht (Sochi)

X Espanha

Irã

Dia 20/06, às 15h Arena Kazan (Kazan)

X Espanha

Marrocos

Dia 25/06, às 15h Arena Kaliningrado (Kaliningrado)

Melhor colocação Campeã em 2010

Retrospecto em Mundiais

Posição no ranking da FIFA

Fundação: 29/09/1913 Filiação à FIFA: 1913

Partidas da 1ª fase (Grupo B)

Esteve em 14 Mundiais

Partidas: 59 Vitórias: 29 Espanha vive fase entre eras, mas com potencial de apagar fiasco de 2014 Empates: 12 Derrotas: 18 Gols marcados: 92 Gols sofridos: 66 Divulgação

Real Federação Espanhola de Futebol

Participações em Copas

10ª com 1.126 pontos

Camiseta titular

C

ampeã em 2010, a Espanha apostou na base para a Copa no Brasil e fez um papelão, caindo na 1ª fase. Uma renovação era necessária. Na Eurocopa de 2016, a eliminação nas oitavas para a Itália mostrou que ela ainda não era suficiente. Vicente del Bosque deixou o comando e em seu lugar ingressou Julen Lopetegui, ex-técnico das Seleções de Base da Fúria. Em dois anos de trabalho fez a mescla necessária para recolocar a Espanha entre as favoritas, com direito a um histórico 6 a 1 na Argentina pelo caminho. Mas foi anunciado pelo Real Madrid e demitido pela Federação dois dias antes da estreia. O ex-zagueiro Fernando Hierro assumiu. A Espanha manteve uma espinha dorsal com a dupla de zaga Gerard Piqué e Sergio Ramos, o lateral esquerdo Jordi Alba e Andrés Iniesta. O lendário articulador terá um meio campo que fará o trabalho sujo, com a dupla de volantes do Atlético de Madrid, os incansáveis Saúl Níguez e Koke, e com o multifuncional David Silva (Manchester City), mas há opções no banco para a função, como o brasileiro naturalizado Thiago Alcântara (Bayern de Munique). Fazendo a ponta entre o meio e o ataque, o talentoso Isco (Real Madrid) tem feito uma grande temporada e pode brilhar. Outro naturalizado, Diego Costa (Atlético de Madrid) é certeza de perturbação para as zagas adversárias. Os madridistas Marco Asensio e Lucas Vázquez aumentam o leque de opções.

De Gea Renovação: um dos melhores na posição, goleiro do United tem a missão de substituir o lendário Casillas

Espanha

Time base David De Gea César Azpilicueta Gerard Piqué Sergio Ramos Jordi Alba Saúl Níguez Koke Andrés Iniesta David Silva Isco Diego Costa Técnico Fernando Hierro

Camiseta reserva


14

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

SELEÇÃO IRANIANA

Para fazer história

X Irã

Marrocos

Dia 15/06, às 12h Arena Zenit (São Petersburgo)

X Irã

Espanha

Dia 20/06, às 15h Arena Kazan (Kazan)

X Irã

Portugal

Dia 25/06, às 15h Arena Mordovia (Saransk)

Melhor colocação 20º lugar em 1998

Retrospecto em Mundiais

Posição no ranking da FIFA

37ª com 708 pontos

Fundação: 1920 Filiação à FIFA: 1945

Partidas da 1ª fase (Grupo B)

Esteve em quatro Mundiais

Partidas: 12 Em seu inédito segundo Mundial consecutivo, Irã busca avanço às oiravas Vitórias: 1 Empates: 3 Derrotas: 8 Gols marcados: 7 Gols sofridos: 22 Divulgação

Federação de Futebol da República Islâmica do Irã

Participações em Copas

Camiseta titular

D

esde 2011 no comando do Irã, o português Carlos Queiroz leva a equipe à disputa do segundo Mundial consecutivo. Seu bom trabalho à frente da Seleção Portuguesa após a saída de Felipão o credenciou a ocupar o cargo. No entanto, se a equipe passeia nas Eliminatórias Asiáticas (se classificou para a Rússia em campanha invicta, com 12 vitórias e seis empates), ainda fica devendo em Copas, já que nunca passou da 1ª fase. A tarefa, em um grupo com Portugal e Espanha, convenhamos, não é das mais fáceis. Parte considerável do elenco que veio ao Brasil também estará em solo russo, mas o processo de renovação também se faz presente. Os remanescentes basicamente atuam em posições defensivas, enquanto os estreantes integram as posições do meio para frente. A dupla de volantes conta com essa mescla, com o experiente Masoud Shojaei, 33 anos, do AEK Atenas, e o jovem Saeid Ezatolahi, de 21 anos, que atua no russo Amkar Perm. A maior parte do elenco joga em Ligas Europeias secundárias. A esperança, contudo, reside no jovem Sardar Azmoun. Rápido e de intensa movimentação, o atacante do Rubin Kazan, de 23 anos, é a estrela da Seleção Iraniana e para quem a equipe deve jogar em busca dos gols.

Azmoun No jovem atacante do Rubin Kazan reside a esperança iraniana de conseguir sobreviver em um grupo difícil

Irã

Time base Alireza Beiranvand Ali Gholizadeh Majid Hosseini Morteza Pouraliganji Milad Mohammadi Masoud Shojaei Saeid Ezatolahi Ehsan Hajsafi Mehdi Taremi Alireza Jahanbakhsh Sardar Azmoun Técnico Carlos Queiroz

Camiseta reserva


15

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

SELEÇÃO MARROQUINA

A solidez defensiva

X Marrocos

Irã

Dia 15/06, às 12h Arena Zenit (São Petersburgo)

X Marrocos

Portugal

Dia 20/06, às 9h Olímpico Lujniki (Moscou)

X Marrocos

Espanha

Dia 25/06, às 15h Arena Kaliningrado (Kaliningrado)

Melhor colocação 11º lugar em 1986

Retrospecto em Mundiais

Posição no ranking da FIFA

Fundação: 1955 Filiação à FIFA: 1960

Partidas da 1ª fase (Grupo B)

Esteve em quatro Mundiais

Partidas: 13 Setor, que passou incólume pelas Eliminatórias, terá teste de fogo na Copa Vitórias: 2 Empates: 4 Derrotas: 7 Gols marcados: 12 Gols sofridos: 18 Divulgação

Federação Real Marroquina de Futebol

Participações em Copas

41ª com 686 pontos

Camiseta titular

F

ora da Copa Africana de Nações de 2015, quando seria o País sede, por conta de um surto de Ebola, a Federação Marroquina decidiu que era hora de um projeto que reconduzisse a Seleção à disputa de uma Copa do Mundo. O primeiro passo foi contratar o técnico francês Hervé Renard, campeão continental com a Costa do Marfim em 2015. Ele fez o Marocos avançar à 2ª fase da Copa Africana em 2017, mas o time parou no vice-campeão Egito nas quartas. Estava sedimentado o trabalho que proporcionaria a volta da Seleção Marroquina a um Mundial após 20 anos. Ex-zagueiro, Renard sabia que a chave para o sucesso passava por um sólido sistema defensivo. A equipe passou invicta pelas Elimintórias Africanas (foram três vitórias e três empates) e obteve a vaga em triunfo fora de casa, em Abidjan, contra os marfinenses, ex-comandados de Renard, por 2 a 0. O Marrocos marcou 11 gols e não sofreu nenhum. A sólida defesa, comandada pelo experiente zagueiro Mehdi Benatia, da Juventus, terá pela frente testes fortes: Cristiano Ronaldo e o ataque espanhol. O técnico atua em um esquema 3-5-2. Destaque ainda para o jovem lateral Achraf Hakimi (Real Madrid) e para o meia atacante Hakim Ziyech, um dos destaques do Campeonato Holandês pelo Ajax.

Benatia Titular da Juventus, zagueiro comanda sistema defensivo que não sofreu gol durante campanha das Eliminatórias

Marrocos

Time base Munir Mohamed Nabil Dirar Mehdi Benatia Romain Saïss Achraf Hakimi Karim El Ahmadi Youssef Aït-Bennasser Nordin Amrabat Younès Belhanda Hakim Ziyech Khalid Boutaïb Técnico Hervé Renard

Camiseta reserva


16

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

SELEÇÃO FRANCESA

Pinta de favorita

X França

Austrália

Dia 16/06, às 7h Arena Kazan (Kazan)

X França

Peru

Dia 21/06, às 12h Arena Ecaterimburgo (Ecaterimburgo)

X França

Dinamarca

Dia 26/06, às 11h Olímpico Lujniki (Moscou)

Melhor colocação Campeã em 1998

Retrospecto em Mundiais

Posição no ranking da FIFA

7ª com 1.198 pontos

Fundação: 7/04/1919 Filiação à FIFA: 1919

Partidas da 1ª fase (Grupo C)

Esteve em 14 Mundiais

Partidas: 59 Talentosa geração francesa conta com ataque poderoso na busca pelo bi Vitórias: 28 Empates: 12 Derrotas: 19 Gols marcados: 106 Gols sofridos: 71 Divulgação

Federação Francesa de Futebol

Participações em Copas

Camiseta titular

O

fiasco na Copa de 2010 mostrou que era hora de uma renovação na França. Ela começou com o ex-zagueiro Laurent Blanc, mas a eliminação nas quartas da Eurocopa de 2012, para a campeã Espanha, encurtou sua passagem. A Federação recorreu então a outro campeão de 1998, o ex-volante Didier Deschamps, que acentuou o processo de reformulação do elenco. Uma base veio ao Brasil, na Copa de 2014, mas acabou parando nas quartas para a campeã Alemanha. A nova França pôde ser vista em ação na Eurocopa doméstica, mas a perda do título para uma limitada Seleção Portuguesa, em plena Paris, fez com que Deschamps balançasse no cargo. O trabalho foi mantido e ele chega à Rússia com uma equipe, para muitos, até mais qualificada que a Seleção que integrou em 98, ano do título mundial. Com jogadores atuando nos principais times da Europa, a França conta, especialmente do meio para frente, com um timaço. N’Golo Kanté (Chelsea) e Blaise Matuidi (Juventus) são os cães de guarda do setor, que tem Paul Pogba (Manchester United) responsável por municiar um poderoso trio de ataque, com o exímio finalizador Antonie Griezmann (Atlético de Madrid) e os rápidos Ousmane Dembelé (Barcelona) e Kylian Mbappé (Paris Saint-German), o maior destaque da nova safra. No papel, favoritismo a França tem, resta confirmar em campo.

Mbappé O veloz atacante do PSG simboliza a renovação da atual geração da França: pronta para ser a melhor da história

França

Time base Hugo Lloris Benjamin Pavard Raphaël Varane Samuel Umtiti Presnel Kimpembe N’Golo Kanté Blaise Matuidi Paul Pogba Ousmane Dembelé Kylian Mbappé Antoine Griezmann Técnico Didier Deschamps

Camiseta reserva


17

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

SELEÇÃO PERUANA

Desafiando a lógica

X Peru

Dinamarca

Dia 16/06, às 13h Arena Mordovia (Saransk)

X Peru

França

Dia 21/06, às 12h Arena Ecaterimburgo (Ecaterimburgo)

X Peru

Austrália

Dia 26/06, às 11h Olímpico Fisht (Sochi)

Melhor colocação 7º lugar em 1970

Retrospecto em Mundiais

Posição no ranking da FIFA

11ª com 1.125 pontos

Fundação: 23/08/1922 Filiação à FIFA: 1924

Partidas da 1ª fase (Grupo C)

Esteve em quatro Mundiais

Partidas: 15 Arrancada nas Eliminatórias recolocou Peru no Mundial após 36 anos Vitórias: 4 Empates: 3 Derrotas: 8 Gols marcados: 19 Gols sofridos: 31 Divulgação

Federação Peruana de Futebol

Participações em Copas

Camiseta titular

A

creditar é preciso. Quando o Brasil foi a Lima e venceu o Peru, por 2 a 0, o time de Ricardo Gareca somava 11 pontos em 12 jogos, figurava em 8º na tabela de classificação e a Rússia parecia um sonho distante. Parecia. A partir daí, a Seleção Peruana não perdeu mais: conquistou três vitórias e três empates, um contra a Argentina na Bombonera, e mais os três pontos na derrota sofrida para a Bolívia, em La Paz, por conta de uma escalação irregular de um atleta boliviano. Foi o suficiente para o time figurar em 5º na pontuação e disputar a repescagem contra a Nova Zelândia. Neste meio tempo, contudo, a suspensão de Paolo Guerrero deixou o País aflito. Mas o time empatou sem gols fora e garantiu a classificação em Lima. Começava uma batalha nos tribunais que foi finalizada há poucos dias, com a liberação do centroavante, pela Justiça Suíça, para disputar o Mundial. Além do atacante, ex-Corinthians e em contrato em vigor com o Flamengo, o time conta com muitos atletas que atuam ou atuaram no futebol brasileiro, com destaque para o habilidoso meia Christian Cueva (São Paulo), que faz a ligação no meio campo com André Carrillo (Watford). Fazendo companhia a Guerrero, o experiente Jefferson Farfán (Lokomotiv Moscou). O Peru contrariou uma lógica nas Eliminatórias. Fará o mesmo na Copa?

Guerrero Estrela maior do Peru, atacante conseguiu liberação para disputar o Mundial somente no último dia 31

Peru

Time base Pedro Gallese Luis Advíncula Christian Ramos Alberto Rodríguez Miguel Trauco Renato Tapia Yoshimar Yotún Christian Cueva André Carrillo Jefferson Farfán Paolo Guerrero Técnico Ricardo Gareca

Camiseta reserva


18

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

SELEÇÃO DINAMARQUESA

O resgate do legado

X Dinamarca

Peru

Dia 16/06, às 13h Arena Mordovia (Saransk)

X Austrália

Dinamarca

Dia 21/06, às 9h Arena Samara (Samara)

X Dinamarca

França

Dia 26/06, às 11h Olímpico Lujniki (Moscou)

Melhor colocação 7º lugar em 1998

Retrospecto em Mundiais

Posição no ranking da FIFA

12ª com 1.051 pontos

Fundação: 18/05/1889 Filiação à FIFA: 1904

Partidas da 1ª fase (Grupo C)

Esteve em quatro Mundiais

Partidas: 16 Tradição de bom futebol nos anos 80 e 90, Dinamarca pode repetir dose Vitórias: 8 Empates: 2 Derrotas: 6 Gols marcados: 27 Gols sofridos: 24 Divulgação

Associação Dinamarquesa de Futebol

Participações em Copas

Camiseta titular

A

s eliminações na tentativa de chegar à Copa no Brasil, em 2014, e na Eurocopa, em 2016, fizeram a Associação Dinamarquesa de Futebol apostar todas as fichas no técnico norueguês Age Hareide. Sua meta foi a de colocar a atual geração, para muitos com qualidade similar à de 1986, que rendeu o apelido de Dinamáquina ao time, e de 1998, que avançou até as quartas e parou na Seleção Brasileira, obtendo sua melhor participação, em um Mundial. O caminho não foi fácil. Vice no grupo da Polônia, a Dinamarca precisou da repescagem para carimbar o passaporte à Rússia. Empatou em Copenhague com a Irlanda e, quando tudo parecia perdido, aplicou uma sonora goleada de 5 a 1 em Dublin, com direito a três gols do meia Christian Eriksen (Tottenham), a grande estrela dinamarquesa e esperança de uma campanha que consiga avançar às fases eliminatórias da competição. Os convocados estão espalhados pelas Ligas Europeias, com destaque para os que atuam na Premier League, como o goleiro Kasper Schmeichel (Leicester) e o zagueiro Andreas Christensen (Chelsea). No frente, o ponta Yussuf Poulsen (RB Leipzig) tem liberdade para atuar nos dois flancos e realizar a aproximação com o centroavante Nicolai Jorgensen, destaque do holandês Feyenoord.

Eriksen Meia do Tottenham é peça chave no esquema e uma boa campanha dinamarquesa passa pelos seus pés

Dinamarca

Time base Kasper Schmeichel Henrik Dalsgaard Andreas Christensen Simon Kjaer Jonas Knudsen William Kvist Thomas Delaney Michael Krohn-Dehli Christian Eriksen Yussuf Poulsen Nicolai Jorgensen Técnico Age Hareide

Camiseta reserva


19

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

SELEÇÃO AUSTRALIANA

Além da fase inicial

X

X

16º lugar em 2010

Retrospecto em Mundiais

36ª com 718 pontos

Camiseta titular

Q

uando a FIFA decidiu dar uma vaga no Mundial para a Oceania, a presença da Austrália passou a ser frequente em Copas do Mundo. Mas a disparidade era grande e o time foi remanejado para a Eliminatória Asiática, onde teve trabalho. Ficou em 3º no Grupo 2, Austrália França atrás de Japão e Arábia Saudita, e suou para despachar a Síria na primeira repescagem. Dia 16/06, às 7h Na segunda, derrubou Honduras e assegurou Arena Kazan presença em seu quarto Mundial seguido. (Kazan) O primeiro da sequência, em 2006, é lembrado com carinho. Foi o único em que a equipe conseguiu sobreviver à 1ª fase. Perdeu para a Itália (que viria a ser campeã) nas oitavas em um pênalti polêmico no final de um confronto em que foi superior. O téncico Austrália Dinamarca Ange Postecoglou deixou o time após a vaga para a Copa e em seu lugar a Federação conDia 21/06, às 9h tratou o holandês Bert van Marwjik, demitiArena Samara do depois de classificar a Arábia Saudita ao (Samara) Mundial e vice com a Holanda em 2010. A experiência no meio campo pode fazer a diferença a favor da equipe. Os volantes Mark Milligan (Al-Ahli) e Mile Jedinak (Aston Villa) vão para sua terceira Copa e o meia Tim Cahill (Millwall) para a quarta. Como marcou nas Austrália Peru três edições anteriores, se for às redes nessa se iguala a Pelé e os alemães Uwe Seeler e Dia 26/06, às 11h Miroslav Klose. Se for às redes, a Seleção AusOlímpico Fisht (Sochi) traliana pode ter alguma chance de sucesso.

X

Melhor colocação

Posição no ranking da FIFA

Fundação: 1961 Filiação à FIFA: 1963

Partidas da 1ª fase (Grupo C)

Esteve em quatro Mundiais

Partidas: 13 Essa é a meta da Austrália, que espera repetir 2006 na quarta Copa seguida Vitórias: 2 Empates: 3 Derrotas: 8 Gols marcados: 11 Gols sofridos: 26 Divulgação

Federação Australiana de Futebol

Participações em Copas

Cahill Voluntarioso meia marcou em 2006, 2010 e 2014 e, aos 38 anos, espera fazer história na Copa da Rússia

Austrália

Time base Mathew Ryan Josh Risdon Trent Sainsbury Milos Degenek Aziz Behich Mark Milligan Mile Jedinak Tim Cahill Massimo Luongo Mathew Leckie Andrew Nabbout Técnico Bert van Marwjik

Camiseta reserva


20

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

SELEÇÃO ARGENTINA

Messi e mais quem?

X Argentina

Islândia

Dia 16/06, às 10h Arena Spartak (Moscou)

X Argentina

Croácia

Dia 21/06, às 15h Nizhny Novgorod (Nizhny Novgorod)

X Argentina

Nigéria

Dia 26/06, às 15h Arena Zenit (São Petersburgo)

Melhor colocação

Campeã em 1978 e 1986

Retrospecto em Mundiais

Posição no ranking da FIFA

5ª com 1.241 pontos

Fundação: 21/02/1893 Filiação à FIFA: 1912

Partidas da 1ª fase (Grupo D)

Esteve em 16 Mundiais

Partidas: 77 Vitórias: 42 Astro não repete atuações do Barça na Argentina, mas equipe pouco ajuda Empates: 14 Derrotas: 21 Gols marcados: 131 Gols sofridos: 84 Divulgação

Associação do Futebol Argentino

Participações em Copas

Camiseta titular

Q

uase empre favorita, a atual vice-campeã Argentina chega à Rússia num segundo escalão de candidatos ao título. A favor da equipe, a tradição e Lionel Messi. Contra, uma equipe altamente limitada, envelhecida, com atletas que sequer são destaques em seus times e sem um padrão de jogo definido. A bagunça da Associação do Futebol Argentino (AFA) está se refletindo dentro de campo. A CBF deles conseguiu a proeza de ter três técnicos no comando do time ao longo das Eliminatórias: Gerardo Martino, Edgardo Bauza e, por fim, Jorge Sampaoli. O ex-técnico da Seleção Chilena e Sevilla, contudo, ainda não disse a que veio. Para muitos, ele é o comandante ideal, mas apenas de Seleções menores, onde sua autoridade consegue ser melhor imposta e sua filosofia comprada. Sampaoli fez algo parecido a Tite e priorizou antigos convocados, em detrimento de jovens e novas promessas, como o talentoso atacante Lautaro Martínez, destaque do Racing na Libertadores. O time depende demais de Lionel Messi. O astro do Barcelona carregou a Seleção Argentina nas costas até a final no Mundial de 2014, mas é improvável que consiga repetir a dose na Rússia. Paulo Dybala (Juventus) pode dividir o protagonismo com Messi, mas para isso Sampaoli precisa tirar seus bruxos do time, algo difícil de ocorrer.

Messi Meia atacante é a única estrela de um time limitado

Argentina

Time base Wilfredo Caballero Gabriel Mercado Nicolás Otamendi Marcos Rojo Nicolás Tagliafico Javier Mascherano Éver Banega Maximiliano Meza Lionel Messi Ángel Di María Gonzalo Higuaín Técnico Jorge Sampaoli

Camiseta reserva


21

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

SELEÇÃO CROATA

Hora de incomodar

X Croácia

Nigéria

Dia 16/06, às 16h Arena Kaliningrado (Kaliningrado)

X Argentina

Croácia

Dia 21/06, às 15h Nizhny Novgorod (Nizhny Novgorod)

X Croácia

Islândia

Dia 26/06, às 15h Arena Rostov (Rostov)

Melhor colocação 3º lugar em 1998

Retrospecto em Mundiais

Posição no ranking da FIFA

Fundação: 13/06/1912 Filiação à FIFA: 1992

Partidas da 1ª fase (Grupo D)

Esteve em quatro Mundiais

Partidas: 16 Croácia ficou devendo no Brasil, mas tem equipe para fazer um bom papel Vitórias: 7 Empates: 2 Derrotas: 7 Gols marcados: 21 Gols sofridos: 17 Divulgação

Federação Croata de Futebol

Participações em Copas

20ª com 945 pontos

Camiseta titular

A

Croácia não vinha bem nas Eliminatórias Europeias para a Copa do Mundo da Rússia. Um empate em casa, com a Finlândia, derrubou o técnico Antom Cacic e o time do 1º lugar do Grupo I, com a vaga direta ficando com a Islândia. Para seu lugar foi contratado Zlatko Dalic. Classificou a equipe para a repescagem e ficou com a vaga ao despachar a Grécia. A expectativa é grande para uma boa participação da Seleção Croata em solo russo. No Brasil, a equipe decepcionou e foi mais lembrada pela bagunça em hotéis do que propriamente pelo futebol em campo. Mais madura, tem boas chances de avançar à fase eliminatória da disputa por contar com jogadores experientes e referências em grandes equipes da Europa. O ponto forte da equipe é o meio campo com Ivan Rakitic (Barcelona) e o ótimo Luka Modric (Real Madrid), imprescindível nas conquistas recentes dos madridistas. O goleiro Danijel Subasic (Mônaco) e o zagueiro Dejan Lovren, de grande temporada no Liverpool, vice-campeão da Liga, são os pilares defensivos de um time muito forte fisicamente. O ataque deve incomodar com Ivan Perisic (Internazionale) e Mario Mandzukic (Juventus), o típico camisa 9 que poucas Seleções que estão na Rússia possuem.

Modric Multicampeão e motor do Real Madrid, incansável meia é um dos melhores do mundo na posição

Croácia

Time base Danijel Subasic Sime Vrsaljko Vedran Corluka Dejan Lovren Ivan Strinic Milan Badelj Ivan Rakitic Luka Modric Mateo Kovacic Ivan Perisic Mario Mandzukic Técnico Zlatko Dalic

Camiseta reserva


22

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

SELEÇÃO ISLANDESA

Euro de parâmetro

Participações em Copas Estreante

Posição no ranking da FIFA

22ª com 908 pontos

Divulgação

Debutante em Copas, Islândia quer mostrar porque é a sensação da Europa

Federação Islandesa de Futebol Fundação: 1947 Filiação à FIFA: 1947

Partidas da 1ª fase (Grupo D)

X Argentina

Islândia

Dia 16/06, às 10h Arena Spartak (Moscou)

X Islândia

Nigéria

Dia 22/06, às 12h Arena Volgogrado (Volgogrado)

X Islândia

Croácia

Dia 26/06, às 15h Arena Rostov (Rostov)

Camiseta titular

S

e existe uma Seleção que pode ser considerada uma família, esta sem dúvida é a Islândia. A pequena ilha do norte da Europa, que possui uma população de 335 mil habitantes, já havia surpreendido nas Eliminatórias Europeias para a Copa do Brasil, em 2014, quando caiu apenas na repescagem, para a Croácia. Dois anos mais tarde, obteve a vaga inédita para a Eurocopa da França. Avançou às oitavas, derrubou a Inglaterra e somente parou nos anfitriões, nas quartas de final. Um trabalho sedimentado e que não encontrou dificuldades em obter a vaga direta para a Copa da Rússia, dando o troco na Croácia e empurrando a rival para a repescagem, uma rivalidade que apimenta o Grupo D do Mundial. Desde 2013 no comando, Heimir Hallgrímsson tem o grupo na mão e uma obediência tática de fazer inveja a qualquer técnico. Orgulho do País, a Seleção quer mostrar que sua geração mais gloriosa também tem condição de surpreender em sua Copa de estreia. A maior parte dos atletas atua na Premier League, ainda que em equipes menores. O referencial técnico é o meia Gylfi Sigurdsson (Everton), no setor que também conta com os volantes Birkir Bjarnason (Aston Villa) e Emil Hallfredsson (Udinese). Na frente, o centroavante Björn Sigurdarson, que atua no Rostov, é a esperança de gols da equipe.

Sigurdsson Meia do Everton é o cérebro do time e a principal referência técnica de uma equipe surpreendente

Islândia

Time base Hannes Pór Halldórsson Birkir Már Saevarsson Kári Árnason Ragnar Sigurdsson Ari Freyr Skúlason Emil Hallfredsson Birkir Bjarnason Gylfi Sigurdsson Jóhann Gudmundsson Alfred Finnbogason Björn Sigurdarson Técnico Heimir Hallgrímsson

Camiseta reserva


23

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

SELEÇÃO NIGERIANA

Ah, esses cartolas...

X Nigéria

Croácia

Dia 16/06, às 16h Arena Kaliningrado (Kaliningrado)

X Nigéria

Islândia

Dia 22/06, às 12h Arena Volgogrado (Volgogrado)

X Nigéria

Argentina

Dia 26/06, às 15h Arena Zenit (São Petersburgo)

Melhor colocação 9º lugar em 1994

Retrospecto em Mundiais

Posição no ranking da FIFA

Fundação: 1945 Filiação à FIFA: 1960

Partidas da 1ª fase (Grupo D)

Esteve em cinco Mundiais

Partidas: 18 Vitórias: 5 Após avançar no Mundial do Brasil, trabalho sofreu ruptura na Nigéria Empates: 3 Derrotas: 10 Gols marcados: 20 Gols sofridos: 26 Divulgação

Federação Nigeriana de Futebol

Participações em Copas

48ª com 618 pontos

Camiseta titular

A

Nigéria foi um time que encantou nos anos 90, quando começou a marcar seu nome em Copas. É uma presença relativamente constante em Mundiais, já que de 1994, quando fez sua estreia, para cá, só ficou fora da Copa na Alemanha, em 2006. São seis participações em sete Copas e três avanços às oitavas. Com um histórico desses, era de se esperar que se formasse uma base sólida para sonhar mais alto em Mundiais. No entanto, há um problema sério na Nigéria e que conhecemos muito bem: os cartolas. A Federação Nigeriana de Futebol é conhecida pela interferência no trabalho dos técnicos. Foi por conta disso que Stephen Keshi deixou o comando em 2015. Sunday Oliseh, seu sucessor, ficou no cargo menos de um ano e também saiu por desentendimentos com a Federação. Seu auxiliar, Salisu Yusuf, que ocupava o cargo de interino, acabou efetivado, mas evidente que não teve as melhores condições para uma renovação. O experiente volante John Obi Mikel segue no time e, apesar de atuar no futebol chinês, encara seu terceiro Mundial. O meia Victor Moses (Chelsea) e o atacante Ahmed Musa (CSKA Moscou) vão para sua segunda Copa. As estreias que podem render ficam por conta do volante Onyinye Ndidi (Leicester) e do atacante Alex Iwobi (Arsenal).

Moses Meia atacante na Seleção, lateral do Chelsea é um dos destaques de time que não fez boa transição entre Copas

Nigéria

Time base Francis Uzoho Bryan Idowu William Troost-Ekong Leon Balogun Elderson Echiéjilé Shehu Abdullahi Onyinye Ndidi John Obi Mikel Victor Moses Alex Iwobi Ahmed Musa Técnico Salisu Yusuf

Camiseta reserva


24

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

Tabela da Copa da Rússia (fase classificatória) A

B Rússia

Arábia Saudita

Egito

X

Rússia

Uruguai

C Portugal

Arábia Saudita

Marrocos

Dia 14/06, às 12h | Olímpico Lujniki

X

Egito

Uruguai

X

Portugal

Egito

X

Portugal

Arábia Saudita

X

Irã

Uruguai

X

Portugal

Rússia

X X X

Egito

Espanha

1 2 3 4 5 6 7 8 9

X X

Espanha

X

Peru

Argentina

Austrália

X

Peru

Marrocos

X

Dinamarca

X

França

Dinamarca

X

França

X

Austrália

Austrália

França

Peru Dinamarca Peru

1 2 3 4 5 6 7 8 9

Argentina Islândia

Peru

Nigéria

Costa Rica

X

Sérvia

G Alemanha

Dia 17/06, às 9h | Arena Samara

Brasil

X X

Suíça Costa Rica

X

Suíça

Suécia Coreia do Sul

X

Sérvia

Alemanha

X

Alemanha

Brasil

Costa Rica

1 2 3 4 5 6 7 8 9

X X

Coreia do Sul

X

México

X

Tunísia Bélgica

Alemanha

Inglaterra

Panamá

X X X

Bélgica

X

Panamá

X

Inglaterra

Polônia

Bélgica

Tunísia

Japão Polônia

X

Senegal

X

Senegal

X

Colômbia

Dia 24/06, às 15h | Arena Kazan

Inglaterra

Polônia

X

Japão

Dia 28/06, às 11h | Arena Volgogrado

Tunísia

Senegal

X

Colômbia

Dia 28/06, às 11h | Arena Samara Seleção/Pontos Polônia

Costa Rica

Coreia do Sul

Inglaterra

Colômbia

Sérvia

México Suécia

Panamá

Japão

Tunísia

Senegal

Suíça

Japão

Dia 24/06, às 12h | Arena Ecaterimburgo

Panamá

1 2 3 4 5 6 7 8 9

X

Senegal

Dia 19/06, às 12h | Arena Spartak

Dia 28/06, às 15h | Arena Mordovia Seleção/Pontos

Japão

Dia 19/06, às 9h | Arena Mordovia

Dia 28/06, às 15h | Arena Kaliningrado

Suécia

Colômbia

Colômbia

Dia 24/06, às 9h | Nizhny Novgorod

Coreia do Sul

1 2 3 4 5 6 7 8 9

Polônia

Dia 23/06, às 9h | Arena Spartak

Dia 27/06, às 11h | Arena Ecaterimburgo Seleção/Pontos

X

Tunísia

Dia 18/06, às 15h | Arena Volgogrado

México Suécia

Panamá

Dia 18/06, às 12h | Olímpico Fisht

Dia 27/06, às 11h | Arena Kazan

Dia 27/06, às 15h | Nizhny Novgorod Seleção/Pontos

X

Inglaterra

Bélgica

Dia 23/06, às 15h | Olímpico Fisht

Dia 27/06, às 15h | Arena Spartak

Suíça

México

Dia 23/06, às 12h | Arena Rostov

Dia 22/06, às 15h | Arena Kaliningrado

Brasil

Bélgica

Dia 18/06, às 9h | Nizhny Novgorod

Dia 22/06, às 9h | Arena Zenit

Sérvia

Suécia

Croácia

H

Dia 17/06, às 12h | Olímpico Lujniki

Dia 17/06, às 15h | Arena Rostov

Brasil

X

México

Nigéria

1 2 3 4 5 6 7 8 9

Seleção/Pontos

Marrocos

Coreia do Sul

Islândia

Dia 26/06, às 15h | Arena Rostov

Uruguai

Alemanha

X

Islândia

Croácia

Suíça

Croácia

Dia 26/06, às 15h | Arena Zenit

Dinamarca

Sérvia

X

Argentina

Austrália

Costa Rica

X

Nigéria

Irã

Brasil

Nigéria

Dia 22/06, às 12h | Arena Volgogrado

Espanha

F

Islândia

Dia 21/06, às 15h | Nizhny Novgorod

Arábia Saudita Egito

E

X

Argentina

Dia 26/06, às 11h | Olímpico Fisht Seleção/Pontos

X

Croácia

Dia 26/06, às 11h | Olímpico Lujniki

Marrocos

X

Nigéria

Dia 16/06, às 16h | Arena Kaliningrado

Dia 21/06, às 12h | Arena Ecaterimburgo

Irã

Islândia

Dia 16/06, às 10h | Arena Spartak

Dia 21/06, às 9h | Arena Samara

Espanha

Croácia

Argentina

Dia 16/06, às 13h | Arena Mordovia

1 2 3 4 5 6 7 8 9

Seleção/Pontos

Dinamarca

Dia 16/06, às 7h | Arena Kazan

Dia 25/06, às 15h | Arena Kaliningrado Portugal

Austrália

França

Dia 25/06, às 15h | Arena Mordovia

Dia 25/06, às 11h | Arena Volgogrado Seleção/Pontos

Irã

Dia 20/06, às 15h | Arena Kazan

Dia 25/06, às 11h | Arena Samara

Arábia Saudita

França

Dia 20/06, às 9h | Olímpico Lujniki

Dia 20/06, às 12h | Arena Rostov

Rússia

Marrocos

Dia 15/06, às 15h | Olímpico Fisht

Dia 19/06, às 15h | Arena Zenit

Uruguai

X

Irã

Dia 15/06, às 12h | Arena Zenit

Dia 15/06, às 9h | Arena Ecaterimburgo

Rússia

Espanha

D

1 2 3 4 5 6 7 8 9


FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

Tabela da Copa da Rússia (fase eliminatória)

25


26

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

SELEÇÃO BRASILEIRA

Pelo protagonismo

Participações em Copas Todos os 20 Mundiais

Melhor colocação

Campeã em 1958, 1962, 1970, 1994 e 2002

Retrospecto em Mundiais Partidas: 104

Brasil entra como favorito e para mostrar que traumático 7 a 1 foi superado Vitórias: 70 Divulgação

Empates: 17 Derrotas: 17 Gols marcados: 221 Gols sofridos: 102

Confederação Brasileira de Futebol

Posição no ranking da FIFA

Fundação: 20/08/1914 Filiação à FIFA: 1923

Partidas da 1ª fase (Grupo E)

X Suíça

Brasil

Dia 17/06, às 15h Arena Rostov (Rostov)

X Brasil

Costa Rica

Dia 22/06, às 9h Arena Zenit (São Petersburgo)

X Brasil

Sérvia

Dia 27/06, às 15h Arena Spartak (Moscou)

2ª com 1.431 pontos

Camiseta titular

Q

uase tão danoso quanto o 7 a 1 foi o que veio na sequência: a volta de Dunga ao comando da Seleção Brasileira. O resultado foram duas eliminações bizarras na Copa América, a do Centenário na 1ª fase, e uma campanha patética nas Eliminatórias, onde muitos temiam até mesmo que o Brasil não fosse ao Mundial pela primeira vez em sua história. Aí a CBF acordou e chamou Tite, há anos o técnico com o melhor desempenho no País, para assumir a equipe. O que se viu foi uma transformação da água para o vinho. O time emplacou uma sequência de nove vitórias e foi o primeiro a garantir vaga na Copa da Rússia. Mais que isso, o novo comandante conseguiu aliar competitividade com um futebol bonito, moderno e vistoso e ganhou respaldo. O time base é muito forte, mas dependente de Neymar (PSG). O craque, no entanto, conta com ótimos coadjuvantes. O lateral esquerdo Marcelo e o volante Casemiro, a dupla do Real Madrid, são os melhores do mundo em suas posições e os meias Coutinho (Barcelona) e Willian (Chelsea) têm o poder abrir defesas. No ataque, se Gabriel Jesus (Manchester City) não vive grande fase, Roberto Firmino (Liverpool) fez uma temporada exuberante e, não bastasse isso, Douglas Costa (Juventus) desmonta qualquer ferrolho. Entra como forte favorita e com boas chances de caneco.

Neymar Lesão causou apreensão, mas atacante mostrou que está recuperado e descansado para brilhar no Mundial

Brasil

Time base Alisson Danilo Thiago Silva Miranda Marcelo Casemiro Paulinho Willian Philippe Coutinho Neymar Gabriel Jesus Técnico Tite

Camiseta reserva


27

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

SELEÇÃO SUÍÇA

Uma equipe rodada Fundação: 7/04/1895 Filiação à FIFA: 1904

Partidas da 1ª fase (Grupo E)

X Suíça

Brasil

Dia 17/06, às 15h Arena Rostov (Rostov)

X Suíça

Sérvia

Dia 22/06, às 15h Arena Kaliningrado (Kaliningrado)

X Suíça

Costa Rica

Dia 27/06, às 15h Nizhny Novgorod (Nizhny Novgorod)

Esteve em 10 Mundiais

Melhor colocação 5º lugar em 1954

Retrospecto em Mundiais

Partidas: 33 Vitórias: 11 Suíça tem time experiente para mostrar mais que um ferrolho defensivo Empates: 6 Derrotas: 16 Gols marcados: 45 Gols sofridos: 59 Divulgação

Associação Suíça de Futebol

Participações em Copas

Posição no ranking da FIFA

6ª com 1.199 pontos

R

econhecida por sua solidez defensiva, a Suíça quer mostrar que também tem condições de atacar. A atual geração já mudou um pouco dessa realidade ao avançar às oitavas de final na Copa do Mundo no Brasil, em 2014. A Seleção Suíça levou apenas sete gols em 10 jogos nas Eliminatórias Europeias. O grande problema é que dois foram no duelo decisivo contra Portugal, que a empurrou para a repescagem contra a Irlanda do Norte. Vitória mínima em Belfast e um 0 a 0 na Basileia garantiram a vaga para o quarto Mundial seguido. O técnico Vladimir Petkovic assumiu o time depois da Copa de 2014 e após sua passagem pela Lazio. Parte do DNA defensivo pôde ser visto nos últimos anos e o esquema para a Copa traduz um pouco dessa cultura. A Suíça deve atuar apenas com um jogador à frente: o centroavante Haris Seferovic (Benfica). O diferencial é a experiência no meio campo. O meia atacante Xherdan Shaqiri (Stoke City) e o volante Blerim Dzemaili (Bologna) vão para o terceiro Mundial e o volante Valon Behrami (Udinese) para o quarto. Na defesa, destaques para os laterais, com o rodado Stephan Lichtsteiner (recém contratado pelo Arsenal), que encara seu terceiro Mundial, e Ricardo Rodríguez (Milan), na segunda Copa. O grande destaque da equipe é o volante Granit Xhaka (Arsenal) que, com a bola, tem qualidade técnica para fazer o time andar.

Camiseta titular

Xhaka Referencial técnico de meio campo com muita bagagem, jovem volante do Arsenal pode fazer a diferença na Copa

Suíça

Time base Roman Bürki Stephan Lichtsteiner Fabian Schär Nico Elvedi Ricardo Rodríguez Valon Behrami Granit Xhaka Blerim Dzemaili Xherdan Shaqiri Steven Zuber Haris Seferovic Técnico Vladimir Petkovic

Camiseta reserva


28

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

SELEÇÃO COSTARRIQUENHA

Sonho: repetir 2014

X Costa Rica

Sérvia

Dia 17/06, às 9h Arena Samara (Samara)

X Costa Rica

Brasil

Dia 22/06, às 9h Arena Zenit (São Petersburgo)

X Costa Rica

Suíça

Dia 27/06, às 15h Nizhny Novgorod (Nizhny Novgorod)

Melhor colocação 8º lugar em 2014

Retrospecto em Mundiais

Posição no ranking da FIFA

23ª com 884 pontos

Fundação: 13/06/1921 Filiação à FIFA: 1927

Partidas da 1ª fase (Grupo E)

Esteve em quatro Mundiais

Partidas: 15 Sensação no Brasil, Costa Rica quer mostrar que existe zebra na Rússia Vitórias: 5 Empates: 4 Derrotas: 6 Gols marcados: 17 Gols sofridos: 23 Divulgação

Federação Costarriquenha de Futebol

Participações em Copas

Camiseta titular

O

sorteio da Copa de 2014 colocou no mesmo grupo a tricampeã Itália, o bicampeão Uruguai e a campeã Inglaterra. Menos mal que nele também estava a Costa Rica, o provável saco de pancadas do Grupo D. A história mostrou justamente o contrário do que todos esperavam. A Seleção Costarriquenha venceu Uruguai e Itália e garantiu vaga nas oitavas de maneira antecipada. Tirou a Grécia e só parou na Holanda, nos pênaltis, nas quartas. Foi a grande sensação do Mundial e saiu invicta. Quatro anos depois, mais da metade dos convocados esteve no Brasil. São 12 remanescentes da gloriosa campanha e que esperam repetir o feito, muito embora a equipe não seja mais uma completa desconhecida e certamente terá maior cuidado e respeito dos rivais na competição em solo russo. Em compensação, boa parte dos que brilharam em 2014 conseguiram inserção no mercado internacional, uma experiência que conta a favor do time de Óscar Ramires, no cargo desde 2015. A grande estrela é o goleiro Keylor Navas. Contratado junto ao Levante pelo Real Madrid, após a Copa de 2014, é titular do time merengue e integra uma das gerações mais vitoriosas da história do gigante espanhol. O meia atacante Bryan Ruiz (Sporting) e o atacante Joel Campbell (Betis), que também estiveram no Brasil, são outros destaques do time.

Navas Apesar de contestado, goleiro integra geração vitoriosa do Real Madrid e é a liderança técnica da equipe

Costa Rica

Time base Keylor Navas Johnny Acosta Giancarlo González Kendall Watson Cristian Gamboa Celso Borges David Guzmán Bryan Oviedo Bryan Ruiz Joel Campbell Marcos Ureña Técnico Óscar Ramires

Camiseta reserva


29

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

SELEÇÃO SÉRVIA

A vocação ofensiva

X Costa Rica

Sérvia

Dia 17/06, às 9h Arena Samara (Samara)

X Suíça

Sérvia

Dia 22/06, às 15h Arena Kaliningrado (Kaliningrado)

X Sérvia

Brasil

Dia 27/06, às 15h Arena Spartak (Moscou)

Única colocação

23º lugar em 2010

Retrospecto em Mundiais

Posição no ranking da FIFA

34ª com 751 pontos

Fundação: 2006 Filiação à FIFA: 2006

Partidas da 1ª fase (Grupo E)

Esteve em um Mundial

Partidas: 3 Atacar faz parte da identidade da Sérvia, mas destaques estão na defesa Vitórias: 1 Empates: 0 Derrotas: 2 Gols marcados: 2 Gols sofridos: 3 Divulgação

Associação de Futebol da Sérvia

Participações em Copas

P

ara muitos, a ex-república iugoslava é que tem o futebol mais bonito de se ver. Foi então que surgiram as comparações com o Brasil. Elas não ficaram, infelizmente, somente dentro de campo. Fora dele, também a Sérvia se identifica conosco. O técnico Slavoljub Muslin foi demitido após obter a vaga direta na Rússia porque os cartolas entendiam que seu esquema era muito defensivo. Nas Eliminatórias, marcou 20 gols em 10 jogos. Para seu lugar foi chamado o ex-zagueiro Mladen Krstajic, que defendeu Iugoslávia, Sérvia e Montenegro e Sérvia. Coube a ele fazer com que a Seleção consiga, em seu segundo Mundial como nação independente, uma inédita passagem às oitavas. Para concretizar a meta, ele conta com atletas experientes e que atuam em grandes Ligas da Europa. Os destaques ficam mesmo no setor defensivo. O volante Nemanja Matic (Manchester United) é uma referência não somente em marcação, mas como em qualidade na saída de bola no meio campo e faz sua estreia em Mundiais. Os laterais Branislav Ivanovic (Zenit São Petersburgo), pela direita, e Aleksandar Kolarov (Roma), pela esquerda, e o goleiro Vladimir Stojkovic (Partizan Belgrado), que defenderam a Seleção na Copa de 2010, dão o toque de experiência para um time muito forte fisicamente e com vocação ofensiva.

Camiseta titular

Matic Volante do Manchester United é o dono do meio campo sérvio e ponto de sustentação e equilíbrio da equipe

Sérvia

Time base Vladimir Stojkovic Branislav Ivanovic Nikola Milenkovic Dusko Tosic Aleksandar Kolarov Nemanja Matic Sergei Milinkovic-Savic Dusan Tadic Filip Kostic Adem Ljajic Aleksandar Mitrovic Técnico Mladen Krstajic

Camiseta reserva


30

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

SELEÇÃO ALEMÃ

Em busca do penta

Participações em Copas Esteve em 18 Mundiais

Melhor colocação Campeã em 1954, 1974, 1990 e 2014

Retrospecto em Mundiais Partidas: 106

Alemanha quer o feito de Itália e Brasil, únicos com dois títulos seguidos Vitórias: 66 Divulgação

Empates: 20 Derrotas: 20 Gols marcados: 149 Gols sofridos: 81

Federação Alemã de Futebol

Posição no ranking da FIFA

Fundação: 28/01/1900 Filiação à FIFA: 1904

Partidas da 1ª fase (Grupo F)

X Alemanha

México

Dia 17/06, às 12h Olímpico Lujniki (Moscou)

X Alemanha

Suécia

Dia 23/06, às 15h Olímpico Fisht (Sochi)

X Alemanha Coreia do Sul Dia 27/06, às 11h Arena Kazan (Kazan)

1ª com 1.558 pontos

Camiseta titular

T

endo o Bayern de Munique como base, Joaquim Löw convocou uma Alemanha que manteve um terço dos campeões de 2014 e abriu espaço para jovens que se destacaram na Copa das Confederações e conquistaram o posto no time de cima com a aposentadoria de algumas estrelas que brilharam no Brasil. Na defesa, apenas o lateral esquerdo Jonas Hector (Colônia) não defende o gigante bávaro, com destaque para o agressivo lateral direito Joshua Kimmich, que atua mais como meia e ponta no Bayern do que propriamente como defensor. Ele é um dos que integra essa nova safra, como Julian Draxler (Paris Saint-German), que vai para a segunda Copa, mas a primeira como titular da Seleção Alemã. O meio campo talvez seja o mais qualificado deste Mundial. Tem o poder de marcação de Sami Khedira (Juventus), a precisão nos passes de Toni Kroos (Real Madrid), a armação de Marco Reus (Borussia Dortmund), que foi cortado às vésperas da Copa no Brasil, e a leitura de jogo de Thomas Müller (Bayern de Munique), possivelmente o atleta mais tático da competição, já que pode fazer qualquer função do meio para a frente e em nível de excelência. Müller vai para seu terceiro Mundial e tem impressionantes 10 gols em 13 jogos. Aos 28 anos, tem tudo para se tornar um dos maiores de todos os tempos em Copas.

Müller Meia está na terceira Copa com chance de se aproximar de muitos recordes em participações e gols em Mundiais

Alemanha

Time base Manuel Neuer Joshua Kimmich Jerome Boateng Mats Hummels Jonas Hector Sami Kedhira Toni Kroos Marco Reus Thomas Müller Julian Draxler Timo Werner Técnico Joachim Löw

Camiseta reserva


31

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

SELEÇÃO MEXICANA

Mesmos de sempre

X México

Alemanha

Dia 17/06, às 12h Olímpico Lujniki (Moscou)

X México

Coreia do Sul

Dia 23/06, às 12h Arena Rostov (Rostov)

X México

Suécia

Dia 27/06, às 11h Arena Ecaterimburgo (Ecaterimburgo)

Melhor colocação

6º lugar em 1970 e 1986

Retrospecto em Mundiais

Posição no ranking da FIFA

15ª com 989 pontos

Fundação: 23/08/1927 Filiação à FIFA: 1929

Partidas da 1ª fase (Grupo F)

Esteve em 15 Mundiais

Partidas: 53 México passeia nas Eliminatórias, mas não consegue renovação no elenco Vitórias: 14 Empates: 14 Derrotas: 25 Gols marcados: 57 Gols sofridos: 92 Divulgação

Federação Mexicana de Futebol

Participações em Copas

Camiseta titular

O

processo de renovação do México não se consumou. A equipe chega à Rússia com 2/3 de atletas que estiveram no Brasil. São 16 convocados que remanescem da Copa de 2014, o que eleva demasiadamente a média de idade do time. A Federação Mexicana ficou satisfeita com o trabalho de Miguel Herrera, mas ele acabou demitido após agredir um repórter. A opção foi pelo colombiano Juan Carlos Osório, que deixou o São Paulo pelo sonho de dirigir um time em Mundial. Mas por pouco não foi degolado. Osório é o 12º técnico da Seleção Mexicana desde a Copa de 2006, ou seja, a média de permanência no cargo é inferior a um ano. O vexatório 7 a 0 para o Chile, nas quartas de final da Copa América Centenário, só não o derrubou porque a equipe nadou de braçada nas Eliminatórias da Concacaf. Mas o revés trouxe impactos negativos no processo de busca por novos talentos para a Seleção. Inseguro, Osório apelou para a “velha guarda” para segurar as pontas. Até mesmo o veteraníssimo Rafa Marquéz (Atlas) foi convocado e está em seu quinto Mundial, aos 39 anos. Javier “Chicharito” Hernández (West Ham) vai para sua terceira Copa, mas a força está mesmo na defesa. Gillermo Ochoa (Standard Liège) fez um grande Mundial no Brasil e precisa repetir a dose para o México não ser eliminado precocemente da disputa.

Ochoa Fundamental no Brasil, importância do goleiro cresce à medida que equipe mexicana está bem envelhecida

México

Time base Guillermo Ochoa Carlos Salcedo Hugo Ayala Héctor Moreno Jesús Gallardo Héctor Herrera Andrés Guardado Jonathan dos Santos Giovani dos Santos Jesús Corona Oribe Peralta Técnico Juan Carlos Osório

Camiseta reserva


32

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

SELEÇÃO SUECA

Sem obra do acaso

X Coreia do Sul

Suécia

Dia 18/06, às 9h Nizhny Novgorod (Nizhny Novgorod)

X Alemanha

Suécia

Dia 23/06, às 15h Olímpico Fisht (Sochi)

X Suécia

México

Dia 27/06, às 11h Arena Ecaterimburgo (Ecaterimburgo)

Melhor colocação Vice em 1958

Retrospecto em Mundiais

Posição no ranking da FIFA

Fundação: 18/12/1904 Filiação à FIFA: 1904

Partidas da 1ª fase (Grupo F)

Esteve em 11 Mundiais

Partidas: 46 Suécia, que tirou Itália na repescagem, quer mostrar que chega com méritos Vitórias: 16 Empates: 13 Derrotas: 17 Gols marcados: 74 Gols sofridos: 69 Divulgação

Associação Sueca de Futebol

Participações em Copas

24ª com 880 pontos

Camiseta titular

C

om certa tradição em Mundiais, a Suécia havia ficado de fora das Copas de 2010 e 2014 e caído na 1ª fase das Eurocopas de 2012 e 2016. Sempre com Erik Hamrén no comando técnico. Antes mesmo da última Euro ele disse que deixaria a Seleção. A opção foi por Janne Andersson. Com a França sobrando no Grupo A, restava brigar com a Holanda pela vaga na repescagem, que ficou com a Suécia. Na fase, despachou a Itália, com vitória de 1 a 0 em Estocolmo e um empate sem gols em Milão. Diferente de outras épocas, em que tinha um futebol ofensivo, a Seleção Sueca tem um estilo de jogo mais pragmático. Embora não tenha experiência em Mundiais, o grupo possui atletas com certa rodagem e um futebol que às vezes se impõe pela força. É o caso da dupla de ataque, formada pelos grandalhões Marcus Berg (Al-Ain) e Ola Toivonen (Toulouse), que devem levar dificuldades às defesas rivais na Copa com o clássico chuveirinho, prática habitual do time, que evidencia ainda mais as suas limitações técnicas. Mas a nova geração também está presente. Na defesa com Victor Lindelof (Manchester United) e no meio com Emil Forsberg (RB Leipizig). Altamente técnico, o camisa 10 sueco é a grande esperança do time para que o retorno ao Mundial, após 12 anos de ausência em Copas, vá além da fase inicial.

Forsberg Meia é única referência técnica de um time limitado e que deve tentar se impor pela força no Mundial

Suécia

Time base Robin Olsen Mikael Lustig Victor Lindelof Andreas Granqvist Ludwig Augustinsson Albin Ekdal Sebastian Larsson Viktor Claesson Emil Forsberg Marcus Berg Ola Toivonen Técnico Janne Andersson

Camiseta reserva


33

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

SELEÇÃO SUL-COREANA

Correndo por fora

X Coreia do Sul

Suécia

Dia 18/06, às 9h Nizhny Novgorod (Nizhny Novgorod)

X Coreia do Sul

México

Dia 23/06, às 12h Arena Rostov (Rostov)

X Coreia do Sul

Alemanha

Dia 27/06, às 11h Arena Kazan (Kazan)

Melhor colocação 4º lugar em 2002

Retrospecto em Mundiais

Posição no ranking da FIFA

57ª com 544 pontos

Fundação: 19/09/1928 Filiação à FIFA: 1948

Partidas da 1ª fase (Grupo F)

Esteve em nove Mundiais

Partidas: 31 Prestes a disputar nono Mundial consecutivo, Coreia do Sul tenta oitavas Vitórias: 5 Empates: 9 Derrotas: 17 Gols marcados: 31 Gols sofridos: 67 Divulgação

Associação de Futebol da Coreia

Participações em Copas

Camiseta titular

D

esde a Copa do México, em 1986, que a Coreia do Sul marca presença em Mundiais, com grande destaque para a edição que sediou, em 2002, em conjunto com o Japão, quando finalizou em 4º lugar. Na grande maioria das Copas, contudo, o time não passou da 1ª fase, rotina que deve se repetir no Mundial da Rússia, já que a equipe patinou nas Eliminatórias Asiáticas e quase perdeu a vaga no Grupo 1 para a Síria. A irregular campanha provocou, na reta final da disputa, a demissão do técnico alemão Uli Stielike e a chegada de Shin Tae-Yong, que comandou o time nas Olimpíadas do Rio de Janeiro, ficou em 1º no Grupo C, da vice-campeã Alemanha, e avançou a equipe até as quartas de final da competição. O time tem a habitual disciplina tática asiática, mas esbarra nas limitações técnicas. Quem precisa fazer a diferença atua do meio para a frente. Lee Seung-Woo (Hellas Verona), com passagem pelo Barcelona B, 20 anos, é um meia de intensa movimentação e com futuro promissor. Ele divide as atribuições de municiar o ataque com Son Heung-Min (Tottenham), atleta de maior destaque e que foi inclusive titular em boa parte da temporada pelo time inglês. Pouco para quem pretende chegar às oitavas de final.

Son Destaque absoluto da limitada equipe sul-coreana, meia esquerda atua no Tottenham e teve grande temporada

Coreia do Sul

Time base Kim Seung-Gyu Lee Youg Jang Hyun-Soo Kim Young-Gwon Park Joo-Ho Ki Sung-Yueng Jung Woo-Young Lee Seung-Woo Son Heung-Min Hwang Hee-Chan Kim Shin-Wook Técnico Shin Tae-Yong

Camiseta reserva


34

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

SELEÇÃO BELGA

Por um lugar ao sol

X Bélgica

Panamá

Dia 18/06, às 12h Olímpico Fisht (Sochi)

X Bélgica

Tunísia

Dia 23/06, às 9h Arena Spartak (Moscou)

X Bélgica

Inglaterra

Dia 28/06, às 15h Arena Kaliningrado (Kaliningrado)

Melhor colocação 4º lugar em 1986

Retrospecto em Mundiais

Posição no ranking da FIFA

Fundação: 1895 Filiação à FIFA: 1904

Partidas da 1ª fase (Grupo G)

Esteve em 12 Mundiais

Partidas: 41 Vitórias: 14 Talentosa Bélgica é uma das equipes que pode surpreender os favoritos Empates: 9 Derrotas: 18 Gols marcados: 52 Gols sofridos: 66 Divulgação

Federação Belga de Futebol

Participações em Copas

3ª com 1.298 pontos

Camiseta titular

A

pontada pela grande maioria como uma Seleção que pode incomodar as grandes favoritas, a Bélgica conta com um time talentoso e, especialmente do meio para frente, com destaques absolutos do futebol inglês. A Seleção Belga já era indicada na Copa no Brasil como possível candidata a supreender, mas parou nas quartas de final para a Argentina. Na Euocopa da França, foi eliminada pelo País de Gales, fato que custou o emprego do técnico e ex-jogador Marc Wilmots. Em seu lugar foi contratado o espanhol Roberto Martínez, que estava no Everton. Forte fisicamente do meio para trás e agressiva e técnica do meio para frente, a Bélgica faz uso de um 3-5-2 com variação para um 3-4-3 e conta com uma formação muito ofensiva, com uma linha de dois meias atacantes no setor do meio campo: Dries Mertens (Nápoli) e Yannick Carrasco (Atlético de Madrid), além do talentoso Kevin De Bruyne (Manchester City), o cérebro do time. A maior parte dos atletas atua na disputada Premier League, como a dupla de ataque titular, formada pelo rápido Eden Hazard (Chelsea) e o clássico centroavante Romelu Lukaku (Manchester United). Certeza de perturbação para as defesas adversárias.

De Bruyne Altamente técnico, meia do Manchester City é o maestro de um time que tem tudo para fazer uma grande Copa

Bélgica

Time base Thibaut Courtois Toby Alderweireld Vincent Kompany Jan Vertonghen Thomas Meunier Axel Witsel Kevin De Bruyne Dries Mertens Yannick Carrasco Eden Hazard Romelu Lukaku Técnico Roberto Martínez

Camiseta reserva


35

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

SELEÇÃO INGLESA

De olho no futuro

X Inglaterra

Tunísia

Dia 18/06, às 15h Arena Volgogrado (Volgogrado)

X Inglaterra

Panamá

Dia 24/06, às 9h Nizhny Novgorod (Nizhny Novgorod)

X Inglaterra

Bélgica

Dia 28/06, às 15h Arena Kaliningrado (Kaliningrado)

Melhor colocação Campeã em 1966

Retrospecto em Mundiais

Posição no ranking da FIFA

12ª com 1.051 pontos

Fundação: 26/10/1863 Filiação à FIFA: 1905

Partidas da 1ª fase (Grupo G)

Esteve em 14 Mundiais

Partidas: 62 Vitórias: 26 Após vexame no Brasil, Inglaterra aposenta velharia e foca em nova geração Empates: 20 Derrotas: 16 Gols marcados: 79 Gols sofridos: 56 Divulgação

Federação Inglesa de Futebol

Participações em Copas

Camiseta titular

C

ampeã mundial no Sub-17 e Sub-20, a Inglaterra tem uma geração talentosa para tentar apagar os recentes fracassos em Mundiais e Eurocopas, mas a grande maioria, no entanto, deve estar no time de cima na Copa de 2022. Para esta edição, contudo, uma renovação foi necessária após o papelão feito no Brasil, com apenas um ponto em três jogos e eliminação precoce na 1ª fase do Mundial, e queda nas oitavas da Eurocopa para a Islândia, que custou o emprego do técnico Roy Hodgson. Atenta ao bom trabalho feito na base, a Federação Inglesa de Futebol colocou o comandante do time Sub-21, Gareth Southgate, como interino. Os resultados nas Eliminatórias Europeias foram satisfatórios e ele acabou efetivado no posto, numa tentativa de também aproveitar os novos talentos que pedem espaço no time principal da Inglaterra. Parte da renovação será vista neste Mundial, embora ainda com poucos garotos que triunfaram na base. Da nova safra de jovens, destaques para o meia Dele Ali (Tottenham) e o rápido atacante Marcus Rashford (Manchester United). Um pouco mais experiente, mas não muito, o perigoso e oportunista centroavante Harry Kane (Tottenham), aos 24 anos, é o homem gol do ataque inglês.

Kane O letal atacante tem feito temporadas em altíssimo nível pelo Tottenham e é esperança de gols na Rússia

Inglaterra

Time base Jack Butland Phil Jones John Stones Gary Cahill Trent Alexander-Arnold Jordan Henderson Eric Dier Dele Alli Fabian Delph Marcus Rashford Harry Kane Técnico Gareth Southgate

Camiseta reserva


36

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

SELEÇÃO TUNISIANA

História com oitavas

X Tunísia

Inglaterra

Dia 18/06, às 15h Arena Volgogrado (Volgogrado)

X Tunísia

Bélgica

Dia 23/06, às 9h Arena Spartak (Moscou)

X Tunísia

Panamá

Dia 28/06, às 15h Arena Mordovia (Saransk)

Melhor colocação 9º lugar em 1978

Retrospecto em Mundiais

Posição no ranking da FIFA

Fundação: 1957 Filiação à FIFA: 1960

Partidas da 1ª fase (Grupo G)

Esteve em quatro Mundiais

Partidas: 12 Primeira africana a ganhar em um Mundial tem difícil missão de avançar Vitórias: 1 Empates: 4 Derrotas: 7 Gols marcados: 8 Gols sofridos: 17 Divulgação

Federação Tunisiana de Futebol

Participações em Copas

21ª com 910 pontos

Camiseta titular

E

m seu primeiro Mundial, na Argentina, em 1978, a Tunísia surpreendeu. Na partida de estreia fez 3 a 1 no México, ainda conseguiu um 0 a 0 com a então campeã Alemanha Ocidental e avançou, finalizando a Copa em um honroso 9º lugar. Foi a primeira Seleção Africana a vencer um confronto na competição. Se passar da 1ª fase na Rússia, os tunisianos certamente escreverão um outro capítulo importante de sua história, já que estão em um grupo pesado, com Bélgica e Inglaterra. Após ter aberto mão do comando da Seleção Tunisiana em 2013, Nabil Maâloul foi novamente procurado após a saída do técnico polonês Henryk Kasperczak, que havia largado bem na campanha das Eliminatórias Africanas. Maâloul deu sequência ao trabalho e conseguiu uma classificação tranquila no Grupo A, obtendo a vaga de maneira invicta e com a melhor campanha entre os africanos. A maior parte dos convocados atua no Ligue 1, o Campeonato Francês, e muitos inclusive nasceram na França. Os destaques ficam por conta do volante Elyes Skhiri (Montpellier) e o meia atacante Saîf-Eddine Khaoui (Troyes). A equipe não tem um atacante de referência e joga com rápidos pontas abertos. A estrela do time é o meia Wahbi Khazri, destaque do Rennes, emprestado pelo inglês Sunderland, onde teve uma passagem apagada.

Khazri Meia não foi bem na Premier League, mas reencontrou futebol na França: estrela de time rápido, mas limitado

Tunísia

Time base Aymen Mathlouthi Dylan Bronn Yassine Meriah Syam Ben Youssef Ali Maâloul Ferjani Sassi Elyes Skhiri Wahbi Khazri Saîf-Eddine Khaoui Anice Badri Fakhreddine Ben Youssef Técnico Nabil Maâloul

Camiseta reserva


37

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

SELEÇÃO PANAMENHA

Ah, a primeira vez...

Participações em Copas Estreante

Posição no ranking da FIFA

55ª com 571 pontos

Divulgação

Panamá debuta em Copas com time experiente e satisfeito com o que vier

Federação Panamenha de Futebol

Fundação: 1937 Filiação à FIFA: 1938

Partidas da 1ª fase (Grupo G)

X Panamá

Bélgica

Dia 18/06, às 12h Olímpico Fisht (Sochi)

X Inglaterra

Panamá

Dia 24/06, às 9h Nizhny Novgorod (Nizhny Novgorod)

X Panamá

Tunísia

Dia 28/06, às 15h Arena Mordovia (Saransk)

Camiseta titular

O

revés em nova tentativa de chegar a um Mundial fez a Federação Panamenha de Futebol apostar em um trabalho de médio e longo prazo. Ainda em 2014 contratou o técnico colombiano Hernán Darío Gómez. Com três passagens pela Seleção Colombiana e com trabalhos de destaque em equipes de seu País, coube a ele a missão de levar o Panamá pela primeira vez a uma Copa do Mundo. A campanha não foi das mais brilhantes, mas o suficiente para uma vaga direta à Rússia com o 3º lugar na Concacaf. A Seleção conta com jogadores muito experientes, que passaram por momentos difíceis em fracassadas campanhas panamenhas, como o zagueiro Felipe Baloy (ex-Grêmio), que integra o grupo que está debutando em solo russo. Estar na Copa já foi uma proeza. Tudo que a Seleção Panamenha conquistar é lucro. A maior parte dos atletas atua na Major League Soccer (MLS), e em Ligas menores da América do Sul, como a Chilena, a Colombiana e a Peruana. Os destaques da equipe são o goleiro Jaime Penedo (Dínamo Bucareste), o jovem zagueiro Fidel Escobar (New York Red Bulls), o volante Armando Cooper (Universidad de Chile) e o atacante Blas Pérez, que atua no CSD Municipal, da Guatemala, a esperança ofensiva do Panamá para continuar fazendo história.

Pérez Conhece o caminho das redes: aos 37 anos, veterano atacante joga isolado na frente no esquema panamenho

Panamá

Time base Jaime Penedo Adolfo Machado Román Torres Fidel Escobar Éric Davis Gabriel Gómez Aníbal Godoy Armando Cooper Édgar Bárcenas Alberto Quintero Blas Pérez Técnico Hernán Darío Gómez

Camiseta reserva


38

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

SELEÇÃO POLONESA

Inspiração pregressa

X Polônia

Senegal

Dia 19/06, às 12h Arena Spartak (Moscou)

X Polônia

Colômbia

Dia 24/06, às 15h Arena Kazan (Kazan)

X Polônia

Japão

Dia 28/06, às 11h Arena Volgogrado (Volgogrado)

Melhor colocação

3º lugar em 1974 e 1982

Retrospecto em Mundiais

Posição no ranking da FIFA

Fundação: 20/12/1919 Filiação à FIFA: 1923

Partidas da 1ª fase (Grupo H)

Esteve em sete Mundiais

Partidas: 31 De volta à Copa após 12 anos, Polônia busca resgatar força dos anos 70 e 80 Vitórias: 15 Empates: 5 Derrotas: 11 Gols marcados: 44 Gols sofridos: 40 Divulgação

Associação Polonesa de Futebol

Participações em Copas

8ª com 1.183 pontos

Camiseta titular

S

e o passado serve de motivação, a Polônia deve voltar as atenções para os anos 70 e 80. Na Alemanha, em 1974, e na Espanha, em 1982, a Seleção finalizou a competição em 3º lugar. Porém, desde 1986 não passa da 1ª fase e, de lá para cá, jogou apenas duas Copas (2002 e 2006). A atual geração garantiu uma vaga direta sem grandes problemas. O técnico Adam Nawalka, que defendeu a Seleção na Copa de 78, na Argentina, quando a Polônia foi 5ª colocada, assumiu após o fiasco na Eurocopa de 2012, sediada junto com a Ucrânia, onde os poloneses ficaram sem vitória e na lanterna do grupo. Não obteve classificação para o Brasil, mas foi até as quartas da Eurocopa 2016, quando o trabalho começou a dar frutos. É um futebol reconhecidamente de força, um componente indispensável na Seleção Polonesa, até mesmo de seus times mais gloriosos, bem diferente de seus rivais do Grupo H. Por conta disso, tem boas chances de avançar às oitavas na disputa em solo russo. A maioria dos convocados atua nas principais Ligas da Europa, mas os que não estão em equipes de menor expressão, são reservas dos times principais. Os destaques ficam nos extremos do campo: o goleiro Wojciech Szczesny (Juventus) e o centroavante Robert Lewandowski (Bayern de Munique), que não vem de grande temporada no time alemão.

Lewandowski Legítimo 9, centroavante foi muito criticado no Bayern por ‘sumir’ nos jogos grandes: redenção na Seleção?

Polônia

Time base Wojciech Szczesny Lukasz Piszczek Jan Bednarek Michal Pazdan Maciej Rybus Grzegorz Krychowiak Karol Linetty Jakub Blaszczykowski Piotr Zieliński Kamil Grosicki Robert Lewandowski Técnico Adam Nawalka

Camiseta reserva


39

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

SELEÇÃO COLOMBIANA

Sonhando mais alto

X Colômbia

Japão

Dia 19/06, às 9h Arena Mordovia (Saransk)

X Colômbia

Polônia

Dia 24/06, às 15h Arena Kazan (Kazan)

X Colômbia

Senegal

Dia 28/06, às 11h Arena Samara (Samara)

Melhor colocação 5º lugar em 2014

Retrospecto em Mundiais

Posição no ranking da FIFA

16ª com 986 pontos

Fundação: 12/10/1924 Filiação à FIFA: 1936

Partidas da 1ª fase (Grupo H)

Esteve em cinco Mundiais

Partidas: 18 Colômbia fez bela campanha no Brasil e espera repetir feito em solo russo Vitórias: 7 Empates: 2 Derrotas: 9 Gols marcados: 26 Gols sofridos: 27 Divulgação

Federação Colombiana de Futebol

Participações em Copas

Camiseta titular

A

Colômbia vinha de três fracassos em tentativas de chegar à Copa. Uma derrota em casa, para a Argentina, em 2012, foi a gota d’água. O técnico Leonel Álvarez acabou demitido e José Pékerman assumiu. Ainda havia tempo de recolocar a Seleção Colombiana em um Mundial, fato que não ocorria desde 1998. O comandante argentino, no entanto, foi além. Atropelou rivais na 1ª fase, despachou o Uruguai nas oitavas e parou apenas diante do Brasil, nas quartas, vendendo muito caro a eliminação colombiana. Teve o contrato automaticamente renovado para mais quatro anos. Embora o rendimento tenha caído na reta final, na maior parte das Eliminatórias Sul-Americanas a Colômbia esteve no grupo dos times classificados à Rússia e conseguiu a vaga direta para a disputa do Mundial. Boa parte dos selecionados atuam em grandes times da Europa e a renovação foi grande: apenas um terço dos convocados esteve no Brasil, entre eles o goleiro David Ospina (Arsenal) e os talentosos meias James Rodríguez (Bayern de Munique), artilheiro da Copa com 6 gols, e Juan Cuadrado (Juventus). Entre os estreantes está o centroavante Radamel Falcao García (Mônaco). Em 2014 ele se recuperou de uma complicada cirurgia no joelho às vésperas da Copa, mas Pékerman optou por deixá-lo de fora do Mundial.

James Artilheiro e autor do gol mais bonito do Mundial passado, meia do Bayern é certeza de futebol bonito na Colômbia

Colômbia

Time base David Ospina Santiago Arias Dávinson Sánchez Yerry Mina Johan Mojica Carlos Sánchez Abel Aguilar Mateus Uribe Juan Cuadrado James Rodríguez Radamel Falcao García Técnico José Pékerman

Camiseta reserva


40

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

SELEÇÃO SENEGALESA

Sensação de 2002?

X Senegal

Polônia

Dia 19/06, às 12h Arena Spartak (Moscou)

X Senegal

Japão

Dia 24/06, às 12h Arena Ecaterimburgo (Ecaterimburgo)

X Senegal

Colômbia

Dia 28/06, às 11h Arena Samara (Samara)

Única colocação 6º lugar em 2002

Retrospecto em Mundiais

Posição no ranking da FIFA

27ª com 838 pontos

Fundação: 1960 Filiação à FIFA: 1964

Partidas da 1ª fase (Grupo H)

Esteve em um Mundial

Partidas: 5 Senegal chega à Rússia com referência da histórica campanha no banco Vitórias: 2 Empates: 2 Derrotas: 1 Gols marcados: 7 Gols sofridos: 6 Divulgação

Federação Senegalesa de Futebol

Participações em Copas

E

ra um ano de estreia em Mundial. Na Copa de 2002, o Senegal não se intimidou. De cara, derrotou a campeã França, empatou com Dinamarca e Portugal e avançou. Nas oitavas tirou a Suécia e só foi eliminado nas quartas, para a Turquia, finalizando em 6º. No meio campo do time sensação do Mundial, um cabeludo incansável era o responsável pela marcação: Aliou Cissé. O atual técnico fez um belo trabalho na Seleção Sub-23 e, em 2015, assumiu o time principal, levando Senegal à Copa em campanha invicta e a segunda melhor das Eliminatórias Africanas, ficando atrás da Tunísia por um gol marcado. A maior parte dos convocados atua na Premier League (Campeonato Inglês) e na Ligue 1 (Campeonato Francês), mas há jogadores espalhados por outras competições, como o zagueiro Kalidou Koulibaly (Nápoli), forte na defesa e sempre uma ameaça no ataque. O time atua em um 3-4-3, mas com intensa movimentação e ocupação de espaços. A tradicional disposição e vigor físico são marcas da rápida equipe senegalesa. Sem um jogador de referência na frente, Sadio Mané (Liverpool) assume a função de homem gol. O rápido atacante fez uma temporada grandiosa. Especialmente após a venda de Coutinho para o Barcelona, assumiu o protagonismo ao lado de Salah e Firmino.

Camiseta titular

Mané Atacante fez metade final de temporada impecável e chega como a grande estrela de Senegal no Mundial

Senegal

Time base Abdoulaye Diallo Youssouf Sabaly Kalidou Koulibaly Moussa Wagué Salif Sané Badou Ndiaye Cheikhou Kouyaté Diafra Sakho Moussa Konaté Ismaïla Sarr Sadio Mané Técnico Aliou Cissé

Camiseta reserva


41

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

SELEÇÃO JAPONESA

Investida kamikaze

X Japão

Colômbia

Dia 19/06, às 9h Arena Mordovia (Saransk)

X Senegal

Japão

Dia 24/06, às 12h Arena Ecaterimburgo (Ecaterimburgo)

X Japão

Polônia

Dia 28/06, às 11h Arena Volgogrado (Volgogrado)

Melhor colocação

9º lugar em 2002 e 2010

Retrospecto em Mundiais

Partidas: 17 Japão demite técnico às vésperas do Mundial e participação vira incógnita Vitórias: 4 Empates: 4 Derrotas: 9 Gols marcados: 14 Gols sofridos: 22

Posição no ranking da FIFA

61ª com 521 pontos

Fundação: 10/09/1921 Filiação à FIFA: 1929

Partidas da 1ª fase (Grupo H)

Esteve em cinco Mundiais

Divulgação

Associação de Futebol do Japão

Participações em Copas

Camiseta titular

M

uito embora os resultados não fossem dos mais satisfatórios, a Associação de Futebol do Japão teve uma atitude digna dos mais tradicionais cartolas brasileiros: demitiu o técnico bósnio Vahid Halilhodzić faltando 66 dias para o início da Copa na Rússia. No cargo desde 2015, ele foi substituído por Akira Nishino, que era diretor técnico da Associação. Embora estivesse a par dos problemas que levaram a troca de comando, evidente que assumir o posto com um Mundial logo à frente trouxe implicações na convocação. Nishino fez a opção por um selecionado pragmático, priorizando jogadores com rodagem, em detrimento de jovens promessas, fato que pode atrasar o processo de renovação no time principal. Mas tudo dependerá dos resultados. Mais de metade dos convocados esteve no Brasil e cinco integraram o elenco na África do Sul, na Copa de 2010, entre eles o goleiro Eiji Kawashima (Metz), o lateral esquerdo Yuto Nagatomo (Galatasaray), o volante Makoto Hasebe (Eintracht Frankfurt) e o meia Keisuke Honda (Pachuca), que devem ser titulares. Ainda que não tenha realizado uma boa temporada, como o time, o meia Shinji Kagawa (Borussia Dortmund) ainda é a principal referência técnica do Japão, que deve congestionar o meio campo e deixar o centroavante Yuya Osako (Colônia) isolado na frente.

Kagawa Apesar de temporada irregular no Borussia Dortmund, meia ainda sobra em um time limitado tecnicamente

Japão

Time base Eiji Kawashima Hiroki Sakai Maya Yoshida Tomoaki Makino Yuto Nagatomo Makoto Hasebe Ryota Oshima Hotaru Yamaguchi Keisuke Honda Shinji Kagawa Yuya Osako Técnico Akira Nishino

Camiseta reserva


42

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

BUSCA PELO HEXA

Os comandados de Tite no Mundial Lucas Figueiredo/CBF

Confira ficha dos 23 atletas que, a partir de domingo, lutam pela conquista da sexta estrela na camisa mais vitoriosa do futebol

Tite Adenor Bachi Cargo: técnico Idade: 57 anos Caxias do Sul (RS) Jogos: 22

1) Alisson Posição: goleiro Idade: 26 anos Novo Hamburgo (RS) Clube: Roma Jogos: 24

2) Thiago Silva Posição: zagueiro Idade: 34 anos Rio de Janeiro (RJ) Clube: PSG Jogos: 69 / Gols: 5

3) Miranda Posição: zagueiro Idade: 34 anos Paranavaí (PR) Clube: Internazionale Jogos: 45 / Gols: 2

4) Pedro Geromel Posição: zagueiro Idade: 33 anos São Paulo (SP) Clube: Grêmio Jogos: 2 / Gols: 0

5) Casemiro Posição: volante Idade: 26 anos São José dos Campos (SP) Clube: Real Madrid Jogos: 22 / Gols: 0

6) Filipe Luís Posição: lateral esquerdo Idade: 33 anos Jaraguá do Sul (SC) Clube: Atlético de Madri Jogos: 31 / Gols: 2

7) Douglas Costa Posição: meia atacante Idade: 28 anos Sapucaia do Sul (RS) Clube: Juventus Jogos: 24 / Gols: 3

8) Renato Augusto Posição: meia Idade: 30 anos Rio de Janeiro (RJ) Clube: Beijing Guoan Jogos: 28 / Gols: 5

9) Gabriel Jesus Posição: centroavante Idade: 21 anos São Paulo (SP) Clube: Manchester City Jogos: 15 / Gols: 9

10) Neymar Posição: atacante Idade: 26 anos Mogi das Cruzes (SP) Clube: PSG Jogos: 83 / Gols: 53

11) Philippe Coutinho Posição: meia atacante Idade: 26 anos Rio de Janeiro (RJ) Clube: Barcelona Jogos: 34 / Gols: 9

12) Marcelo Posição: lateral esquerdo Idade: 30 anos Rio de Janeiro (RJ) Clube: Real Madrid Jogos: 53 / Gols: 6

13) Marquinhos Posição: zagueiro Idade: 24 anos São Paulo (SP) Clube: PSG Jogos: 24 / Gols: 0

14) Danilo Posição: lateral direito Idade: 27 anos Bicas (MG) Clube: Manchester City Jogos: 16 / Gols: 0

15) Paulinho Posição: volante Idade: 30 anos São Paulo (SP) Clube: Barcelona Jogos: 48 / Gols: 12

16) Cássio Posição: goleiro Idade: 31 anos Veranópolis (RS) Clube: Corinthians Jogos: 1

17) Fernandinho Posição: volante Idade: 33 anos Londrina (PR) Clube: Manchester City Jogos: 42 / Gols: 2

18) Fred Posição: volante Idade: 25 anos Belo Horizonte (MG) Clube: Manchester United Jogos: 7 / Gols: 0

19) Willian Posição: meia Idade: 30 anos Ribeirão Pires (SP) Clube: Chelsea Jogos: 55 / Gols: 8

20) Roberto Firmino Posição: centroavante Idade: 27 anos Maceió (AL) Clube: Liverpool Jogos: 19 / Gols: 5

21) Taison Posição: atacante Idade: 30 anos Pelotas (RS) Clube: Shakhtar Donetsk Jogos: 6 / Gols: 1

22) Fagner Posição: lateral direito Idade: 29 anos São Paulo (SP) Clube: Corinthians Jogos: 4 / Gols: 0

23) Ederson Posição: goleiro Idade: 25 anos Osasco (SP) Clube: Manchester City Jogos: 1


43

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

DE 1930 A 2014

Seleções campeãs dos 20 Mundiais Da Celeste à pragmática Alemanha, veja as equipes que venceram a Copa do Mundo e registraram seu nome na história

Itália (1934)

Imagens: Reprodução

Fotos: Divulgação

Uruguai (1930)

Celeste Olímpica Uruguai recebeu apelido pelo bi nos Jogos de Paris, em 1924, e Amsterdã, em 1928: base venceu Copa de estreia, em casa

Campeã: Uruguai | Vice: Argentina 3º lugar: Estados Unidos | 4º lugar: Iugoslávia

Squadra Azzurra Assim como o anfitrião do primeiro Mundial, Seleção Italiana fez excelente uso do fator local e iniciava uma tradição de vitórias em Copas do Mundo

Campeã: Itália | Vice: Tchecoslováquia 3º lugar: Alemanha | 4º lugar: Áustria

Seleções participantes: Uruguai, Argentina, Bélgica, Bolívia, Brasil, Chile, Estados Unidos, França, Iugoslávia, México, Paraguai, Peru e Romênia

Seleções participantes: Itália, Alemanha, Argentina, Áustria, Bélgica, Brasil, Egito, Espanha, Estados Unidos, França, Holanda, Hungria, Romênia, Suécia, Suíça e Tchecoslováquia

França (1938)

Brasil (1950)

Hegemonia mantida Itália fez boa defesa do caneco em solo francês: bicampeonato

Campeã: Itália | Vice: Hungria 3º lugar: Brasil | 4º lugar: Suécia Seleções participantes: França, Alemanha, Bélgica, Brasil, Cuba, Holanda, Hungria, Índias Orientais Holandesas, Itália, Noruega, Polônia, Romênia, Suécia, Suíça e Tchecoslováquia

Maracanazo Na volta da Copa depois da II Guerra Mundial, Uruguai aniquila o sonho da primeira conquista do favorito Brasil e silencia mais de 200 mil pessoas no Mário Filho: maior triunfo do futebol uruguaio garante a ele o bicampeonato

Campeã: Uruguai | Vice: Brasil 3º lugar: Suécia | 4º lugar: Espanha Seleções participantes: Brasil, Bolívia, Chile, Espanha, Estados Unidos, Inglaterra, Itália, Iugoslávia, México, Paraguai, Suécia, Suíça e Uruguai


44

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

Adeus ao Complexo de Vira-Latas Expressão criada por Nelson Rodrigues para justificar o revés de 1950 foi suplantada com a geração de Pelé e Garrincha

Suécia (1958)

Imagens: Reprodução

Fotos: Divulgação

Suíça (1954)

Pragmatismo alemão Seleção da Alemanha se impõe pela força e vence supertime húngaro, de Puskás e Kocsis, campeão olímpico nos Jogos de Helsinque, em 1952, e prova porque o futebol é mágico

Campeã: Alemanha Ocidental | Vice: Hungria 3º lugar: Áustria | 4º lugar: Uruguai Seleções participantes: Suíça, Alemanha Ocidental, Áustria, Bélgica, Brasil, Coreia do Sul, Escócia, França, Hungria, Inglaterra, Itália, Iugoslávia, México, Tchecoslováquia, Turquia e Uruguai

Chile (1962)

Exorcizando demônios Brasil: redenção e início da história mais vitoriosa das Copas

Campeã: Brasil | Vice: Suécia 3º lugar: França | 4º lugar: Alemanha Ocidental Seleções participantes: Suécia, Alemanha Ocidental, Argentina, Áustria, Brasil, Escócia, França, Hungria, Inglaterra, Irlanda do Norte, Iugoslávia, México, País de Gales, Paraguai, Tchecoslováquia e União Soviética

Inglaterra (1966)

Um gênio de pernas tortas Na ausência de Pelé, Garrincha assume protagonismo, inferniza defesas e conquista o bicampeonato Mundial para o Brasil

Campeã: Brasil | Vice: Tchecoslováquia 3º lugar: Chile | 4º lugar: Iugoslávia Seleções participantes: Chile, Alemanha Ocidental, Argentina, Brasil, Bulgária, Colômbia, Espanha, Hungria, Inglaterra, Itália, Iugoslávia, México, Suíça, Tchecoslováquia, União Soviética e Uruguai

Soberania caseira Inglaterra não perde chance por atuar em casa e conquista a Copa do Mundo em final polêmica com a Alemanha

Campeã: Inglaterra | Vice: Alemanha Ocidental 3º lugar: Portugal | 4º lugar: União Soviética Seleções participantes: Inglaterra, Alemanha Ocidental, Argentina, Brasil, Bulgária, Chile, Coreia do Norte, Espanha, França, Hungria, Itália, México, Portugal, Suíça, União Soviética e Uruguai


45

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

Três lendários times, só um caneco Brasil encanta e vence em 1970, mas perde em 1982 para uma pragmática e letal Itália, como a Holanda em 1974

Enguiçando o Carrossel Objetiva, Alemanha derruba a encantadora Laranja Mecânica de Cruyff e, como em 1954, contra a Hungria, mostra que favoritismo só vale até o momento do apito inicial

Imagens: Reprodução

A Jules Rimet é nossa Com Seleção repleta de craques, Brasil atropela no México

Campeã: Brasil | Vice: Itália 3º lugar: Alemanha Ocidental | 4º lugar: Uruguai Seleções participantes: México, Alemanha Ocidental, Bélgica, Brasil, Bulgária, El Salvador, Inglaterra, Israel, Itália, Marrocos, Peru, Romênia, Suécia, Tchecoslováquia, União Soviética e Uruguai

Argentina (1978)

Fotos: Divulgação

Alemanha Ocidental (1974)

México (1970)

Campeã: Alemanha Ocidental | Vice: Holanda 3º lugar: Polônia| 4º lugar: Brasil Seleções participantes: Alemanha Ocidental, Alemanha Oriental, Argentina, Austrália, Brasil, Bulgária, Chile, Escócia, Haiti, Holanda, Itália, Iugoslávia, Polônia, Suécia, Uruguai e Zaire

Espanha (1982)

Debutando em casa Argentina vence Mundial suspeito, Brasil sai como campeão moral e único invicto da disputa e o Peru deixa Copa do Mundo com mancha em sua história futebolística

Campeã: Argentina| Vice: Holanda 3º lugar: Brasil | 4º lugar: Itália Seleções participantes: Argentina, Alemanha Ocidental, Áustria, Brasil, Escócia, Espanha, França, Holanda, Hungria, Irã, Itália, México, Peru, Polônia, Suécia e Tunísia

Maledeto Paolo Rossi Centroavante italiano conduz Azzurra ao tricampeonato, reforça conceito de futebol pragmático e fulmina magia do time de Telê

Campeã: Itália | Vice: Alemanha Ocidental 3º lugar: Polônia | 4º lugar: França Seleções participantes: Espanha, Alemanha Ocidental, Argélia, Argentina, Áustria, Bélgica, Brasil, Camarões, Chile, El Salvador, Escócia, França, Honduras, Hungria, Inglaterra, Irlanda do Norte, Itália, Iugoslávia, Kuwait, Nova Zelândia, Peru, Polônia, Tchecoslováquia e União Soviética


46

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

Maradona a Zidane: craques decidem Entre as conquistas dos dois, o tricampeonato de um timaço da Alemanha e o tetracampeonato de um Brasil sem brilho

Itália (1990)

Imagens: Reprodução

Fotos: Divulgação

México (1986)

Mais do que futebol Tricampeonato alemão também serviu para acelerar processo de unificação do País pós queda do Muro de Berlim, no ano anterior

Com mão e tudo mais Maradona capitaneia Argentina que encanta no México: o bicampeonato Mundial e a consagração de uma lenda

Campeã: Argentina| Vice: Alemanha Ocidental 3º lugar: França | 4º lugar: Bélgica

Campeã: Alemanha | Vice: Argentina 3º lugar: Itália | 4º lugar: Inglaterra

Seleções participantes: México, Alemanha Ocidental, Argélia, Argentina, Bélgica, Brasil, Bulgária, Canadá, Coreia do Sul, Dinamarca, Escócia, Espanha, França, Hungria, Inglaterra, Iraque, Irlanda do Norte, Itália, Marrocos, Paraguai, Polônia, Portugal, União Soviética e Uruguai

Seleções participantes: Itália, Alemanha, Argentina, Áustria, Bélgica, Brasil, Camarões, Colômbia, Costa Rica, Coreia do Sul, Egito, Emirados Árabes Unidos, Escócia, Espanha, Estados Unidos, Holanda, Inglaterra, Iugoslávia, República da Irlanda, Romênia, Suécia, Tchecoslováquia, União Soviética e Uruguai

Estados Unidos (1994)

França (1998)

Pelo resultado Sem encanto algum, Brasil vence Copa para acabar com jejum, chega ao tetra e se consolida como maior vencedor

Campeã: Brasil | Vice: Itália 3º lugar: Suécia | 4º lugar: Bulgária Seleções participantes: Estados Unidos, Alemanha, Arábia Saudita, Argentina, Bélgica, Bolívia, Brasil, Bulgária, Camarões, Colômbia, Coreia do Sul, Espanha, Grécia, Holanda, Itália, Marrocos, México, Nigéria, Noruega, República da Irlanda, Romênia, Rússia, Suécia e Suíça

Nome na história Zidane detona Brasil na final e comanda doméstico título francês

Campeã: França | Vice: Brasil 3º lugar: Croácia | 4º lugar: Holanda Seleções participantes: França, África do Sul, Alemanha, Arábia Saudita, Argentina, Áustria, Bélgica, Brasil, Bulgária, Camarões, Chile, Colômbia, Coreia do Sul, Croácia, Dinamarca, Escócia, Espanha, Estados Unidos, Holanda, Inglaterra, Irã, Itália, Iugoslávia, Jamaica, Japão, Marrocos, México, Nigéria, Noruega, Paraguai, Romênia e Tunísia


47

FARROUPILHA, 14 DE JUNHO DE 2018

Um penta, dois tetras e Fúria redentora Japão/Coreia do Sul (2002)

Alemanha (2006)

Dedo de Felipão Técnico inova em um 3-5-2: com três extraclasses no time, repete Seleção de 70 e ganha todas as partidas do Mundial

Campeã: Brasil | Vice: Alemanha 3º lugar: Turquia | 4º lugar: Coreia do Sul Seleções participantes: Japão, Coreia do Sul, África do Sul, Alemanha, Arábia Saudita, Argentina, Bélgica, Brasil, Camarões, China, Costa Rica, Croácia, Dinamarca, Equador, Eslovênia, Espanha, Estados Unidos, França, Inglaterra, Itália, México, Nigéria, Paraguai, Polônia, Portugal, República da Irlanda, Rússia, Senegal, Suécia, Tunísia, Turquia e Uruguai

África do Sul (2010)

Fotos: Divulgação

Imagens: Reprodução

Brasil, Itália e Alemanha reforçam histórico vencedor e Espanha de Vicente del Bosque encanta com posse e toque de bola

Filme repetido Como em 82, Itália pratica futebol objetivo e leva nos pênaltis

Campeã: Itália | Vice: França 3º lugar: Alemanha | 4º lugar: Portugal Seleções participantes: Alemanha, Angola, Arábia Saudita, Argentina, Austrália, Brasil, Coreia do Sul, Costa do Marfim, Costa Rica, Croácia, Equador, Espanha, Estados Unidos, França, Gana, Holanda, Inglaterra, Irã, Itália, Japão, México, Paraguai, Polônia, Portugal, República Tcheca, Sérvia e Montenegro, Suécia, Suíça, Togo, Trinidad e Tobago, Tunísia e Ucrânia

Brasil (2014)

Tiki-Taka Com estilo de jogo que preza muita posse de bola, toques curtos e compactação, Espanha cozinha rivais e vence primeira Copa

Campeã: Espanha| Vice: Holanda 3º lugar: Alemanha | 4º lugar: Uruguai Seleções participantes: África do Sul, Alemanha, Argélia, Argentina, Austrália, Brasil, Camarões, Chile, Coreia do Norte, Coreia do Sul, Costa do Marfim, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estados Unidos, França, Gana, Grécia, Holanda, Honduras, Inglaterra, Itália, Japão, México, Nigéria, Nova Zelândia, Paraguai, Portugal, Sérvia, Suíça e Uruguai

Impiedosa Com direito a um 7 a 1 nos anfitriões, Alemanha chega ao tetra

Campeã: Alemanha | Vice: Argentina 3º lugar: Holanda | 4º lugar: Brasil Seleções participantes: Brasil, Alemanha, Argélia, Argentina, Austrália, Bélgica, Bósnia, Camarões, Chile, Colômbia, Coreia do Sul, Costa do Marfim, Costa Rica, Croácia, Equador, Espanha, Estados Unidos, França, Gana, Grécia, Holanda, Honduras, Inglaterra, Irã, Itália, Japão, Nigéria, México, Portugal, Rússia, Suíça e Uruguai


Edição 542  
Edição 542  
Advertisement