Page 1

FARROUPILHA

|

ANO XI

| EDIÇÃO 537

| 11 DE MAIO DE 2018 |

R$ 3,00

Ramon Cardoso

Entrai que a festa vai começar Outros tempos, outros costumes Festa típica abre com programação nesta sexta e reúne o melhor da gastronimia, música e artesanato da cultura italiana, tudo isso em Nova Milano, terra que recebeu os primeiros imigrantes da etnia no Rio Grande do Sul, há 143 anos Matéria Especial, páginas 2 a 5, e Editoria de Opinião ECONOMIA

Angustiante espera pelo frio Setor malheiro aguarda baixa na temperatura para iniciar vendas Página 10

SAÚDE, BELEZA & ESTÉTICA

ESPORTE

Sábado é Dia D para receber a dose com roteiro que atende o interior Capa

Em ano para esquecer, rubro-verde faz péssimo estadual que ocasiona queda Páginas 18 e 19

Imunização contra a gripe

Brasil é rebaixado à Terceirona


2

FARROUPILHA, 11 DE MAIO DE 2018

Fotos: Ramon Cardoso

18º ENTRAI

Revivendo a memória e as tradições Evento típico abre nesta sexta, em Nova Milano, celebrando a cultura trazida da Itália e que se perpetua ao longo dos anos

O

18º Encontro de Tradições Italianas (Entrai) abre nesta sexta e segue até o dia 20 de maio, durante os finais de semana, em Nova Milano, 4º Distrito de Farroupilha, com entrada franca para as atrações. O evento terá muita música, dança, teatro, gastronomia típica, agroindústrias, exposições de carros antigos, jogos coloniais e feira de artesanato, paralela às apresentações. O Entrai busca reviver e homenagear a origem da terra que é Berço da Imigração Italiana no Estado, lembrando dos desafios e dificuldades enfrenta-

dos pelos imigrantes que vieram para esta terra há mais de 140 anos. O encontro é uma realização da prefeitura, por meio da Secretaria de Turismo e Cultura, com patrocínio da Grendene e Silvestrin Frutas, conta com apoio de Classic Car Club, Escola Santa Cruz, Ecofar e Associação de Moradores de Nova Milano. A produção cultural é da AM9 Produções. Confira nesta e na página ao lado algumas fotos dos preparativos para o evento, feitas na quinta, véspera da abertura, nas páginas 4 e 5 a programação da festa e, na Editoria de Opinião, página 8, artigo de Francis Casali, secretário de Cultura e Turismo.


FARROUPILHA, 11 DE MAIO DE 2018

3

Fotos: Ramon Cardoso


4

FARROUPILHA, 11 DE MAIO DE 2018

TRADIÇÃO

Fotos: Divulgação

Programação do Encontro Sexta

18h: Abertura Oficial do 18º Encontro das Tradições Italianas 18h30min: Apresentação Artística Santa Cruz 19h: Grupo Folclórico Italiano Musicale Giramondo

Sábado

10h: Abertura das Atividades 14h: Apresentação da Escola Pública de Música de Farroupilha 15h: Grupo Folclórico Italiano Nani 15h30min: Apresentação Musical Kremony 16h: Show com Coral Il Romano 16h30min: Show com o cantor italiano Fabiano La Falce 18h: Grupo Folclórico Italiano Ragazzi Dei Monti

Domingo

8h30min: Missa em Comemoração ao Dia das Mães na Igreja de Nova Milano 9h: Início dos Jogos Coloniais 10h: Concerto em Homenagem às Mães com a Banda Municipal Cinquentenário 12h: Almoço Típico no Salão Paroquial (ingressos limitados) 14h: Grupo de Danças Ballo D’Italia 15h30min: Grupo Folclórico Italiano Os Colonos Zo Scarpon 17h: Show com Robson Gervasoni e Banda


5

FARROUPILHA, 11 DE MAIO DE 2018

das Tradições Italianas 18h: Abertura das Atividades 19h: Tributo a Andrea Bocceli com tenor Dirceu Pastori e soprano Caroline Gobbato

Sábado, dia 19

10h: Abertura das Atividades 14h: Música Clássica Italiana Romântica com Ben Hur Ben 15h: Grupo Nei Tempi Del Filó 15h30min: Soprano Liziane Rufatto 17h: Show com Robson Gervasoni e Banda 18h30: Grupo Folclórico Italiano Vocal Allegro

Domingo, dia 20

8h: Início do 3º Encontro de Clássicos e Antigos 10h30min: Missa alusiva ao Entrai na Igreja de Nova Milano 12h: Almoço Típico no Salão Paroquial (ingressos limitados) 14h: Premiação do 3º Encontro de Clássicos e Antigos 15h: Grupo Teatral Miseri Coloni 17h30min: Show de Encerramento com o Coro Infanto-Juvenil Canarinhos de Farroupilha

Fotos: Divulgação

Sexta, dia 18


6

FARROUPILHA, 11 DE MAIO DE 2018

As Lesões de Esforços e a séria questão que com os trabalhadores Alexandre S. Triches *

A

sigla LER significa Lesões por Esforços Repetitivos, sendo também denominada como Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho (DORT), que são doenças caracterizadas pelo desgaste de estruturas do sistema musculoesquelético que atingem várias categorias profissionais. Dentre as categorias atingidas pela enfermidade da LER, ganha relevância aquelas relacionadas às profissões vinculadas à estética humana, tais como cabeleireiros, barbeiros, esteticistas, manicures e pedicures, depiladoras e maquiadores, profissionais que exercem atividades de higiene e embelezamento capilar, estético, facial e corporal dos indivíduos. No Brasil, segundo dados da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS), de 2016, há 10.949 trabalhadores nesse segmento. As mulheres ocupam a maioria das vagas: são 10.512 mulheres e apenas 437 homens. Mesmo sendo minoria, eles ganham, em média, mais do que elas. De acordo com a RAIS, o profissional do sexo masculino recebe, em média, R$ 1.646,29, enquanto a do feminino, R$ 1.513,22. A remuneração média nacional é R$ 1.518,19. A vinculação entre os trabalhadores esteticistas e as doenças de esforço repetitivo se dá considerando que estes profissionais dependem

diretamente da utilização dos membros superiores para a realização de seu trabalho. A atividade profissional envolve esforços repetitivos, suspensão dos braços no ar por longo período de tempo, além de uso de força e motricidade especiais. O reconhecimento dos direitos previdenciários destes trabalhadores sempre foi complicado, uma vez que a informalidade da atividade ainda é uma realidade. Além disso, o desfrute de uma vida estável sempre foi difícil para os esteticistas, pois, historicamente, quem escolhia qualquer uma dessas profissões dos salões de beleza não tinha por lei o direito aos benefícios que qualquer trabalhador com registro em carteira pode desfrutar, já que muitos trabalhavam como autônomos. Ainda, o pouco conhecimento da rotina dos trabalhadores esteticistas, por parte de peritos e avaliadores ocasionaram, muitas vezes, uma equivocada análise da doença com relação ao trabalho, o que é fundamental para se concluir pela incapacidade ou não para a atividade. Atualmente, a realidade é bastante diferente de alguns anos atrás, pois a profissão de esteticista está regulamentada (a lei nº 12.592, de 18 de janeiro de 2012) e o recolhimento previdenciário é mais facilitado, inclusive com o enquadramento como microempreendedor individual. Mudou o reconhecimento desta espécie de trabalho como fator de valorização da atividade. Tempo atrás, a


7

FARROUPILHA, 11 DE MAIO DE 2018

Repetitivos (LER) está relacionada esteticistas Divulgação

ocupação de cabeleireiro não constava sequer na lista de profissões. Assim, em caso de ocorrência de lesões no corpo do esteticista ocasionadas pelo exercício da atividade, é possível a postulação do benefício por incapacidade para afastamento da atividade e tratamento adequado. Estes podem ser auxílio-doença (incapacidade temporária), aposentadoria por invalidez (incapacidade permanente) ou auxílio-acidente (redução da capacidade para o trabalho). Além disso, em algumas hipóteses é possível pedir a reabilitação profissional, a qual visa capacitar o trabalhador em outra profissão que não a que habitualmente exercia, o que pode ser necessário em casos de invalidez total para a atividade da esteticista. Tudo deve ser devidamente avaliado por um profissional

especialista na área. É fundamental estar com as contribuições previdenciárias em dia, independente se tratar de um esteticista empregado, autônomo ou microempreendedor individual. O enquadramento equivocado na previdência pode ser motivo para o indeferimento do benefício. É maravilhoso poder mexer, mudar e transformar o visual das pessoas. Todavia, tão importante quanto esta atividade é a garantia efetiva de proteção previdenciária para estes trabalhadores. Esta não é uma responsabilidade apenas do poder público, mas também do empregador e do próprio profissional que deve conhecer e cuidar de seus direitos previdenciários. * Advogado (OAB/RS nº 65.635), especialista em Direito Previdenciário


8

FARROUPILHA, 11 DE MAIO DE 2018

Tempo bom, mas não para a economia Farroupilha está entre os municípios mais frios do Brasil e possivelmente no topo se for avaliada a amplitude térmica. Não raro, vivemos as quatro estações em um mesmo dia, algo comum para os nativos, mas que nem por isso deixa de desagradar a esmagadora maioria da população. Neste ano, porém, a situação tem sido surreal. Estamos no meio do outono e as temperaturas seguem de primavera/

verão. Não tivemos, nem em um único dia, os termômetros em um dígito, até mesmo nas madrugadas, fato que talvez não encontre paralelo na história. No entanto, essa falta de frio também é prejudicial a um importante setor da economia farroupilhense: o malheiro (veja matéria na Editoria de Economia, página 10). Quando aconteceu a severa crise no setor do calçado, nos anos 80 e início dos 90, foram as malharias

que ocuparam a posição de destaque e, junto com ela, a cidade diversificou sua matriz econômica e hoje apresenta uma indústria tão pujante quanto diversificada. Seria ingênuo acreditar que o problema é restrito aos que trabalham com malhas. Por tabela, toda a economia do município acaba sendo prejudicada. Para alguns setores, claro, o dano é menor, mas nem por isso a falta de frio deixa de gerar transtor-

nos para diversos segmentos. Tal qual acontece com o Setor Primário, a dependência do clima é sempre delicada. Os malheiros ainda anseiam pela queda nas temperaturas, para que não ocorra o mesmo efeito nas vendas. Mas é ponto pacífico entre todos que trabalham na área que há uma certa urgência pela chegada do inverno, para que toda a dedicação, empenho e produção cheguem ao seu público consumidor.

OPINIÃO

Ciao ragazzi !!! Benvenuto a Entrai Francis Casali * A festa mais tradicional do Berço da Imigração Italiana no Rio Grande do Sul, Farroupilha, vai começar e comemora sua maioridade se redescobrindo. Nova Milano, que há 143 anos recebeu as primeiras famílias de imigrantes italianos no Estado, hoje te espera de portas, braços e principalmente coração abertos, pois como em uma legítima casa italiana, carinho e afeto são o que temos a oferecer neste 18º Encontro das Tradições Italianas, além é claro, da mais espetacular gastronomia, com pães, grostolis, polenta, vinho e, é claro, o inesquecível almoço típico. E não para por aí, preparamos uma programação inteirinha com a cara do velho mundo, neste ano vol-

tamos a priorizar e valorizar a tradição italiana. Cada artista, ao subir no palco do Entrai, levará consigo um pouco do seu amor com a Itália e à comunidade um cardápio cheio e variado da cultura ítala. Já na abertura os alunos da escola Santa Cruz vão nos levar em uma viagem no tempo, no primeiro sábado o musico ítalo-brasileiro Fabiano La Falce e o Grupo Ragazzi dei Monti vão nos encantar com as mais belas canções Italianas e no domingo a programação é para as “Mamas” e já começa cedinho com a missa em homenagem às mães, a Banda Municipal Cinquentenário acaricia as donas do dia e o almoço típico é a pedida pra dar um descanso para quem tanto nos ama. O segundo final de semana reserva na sexta à noite um espetáculo,

Índice

Editorial

Matéria Especial....................................... Páginas 2 a 5 Editorial e Opinião.................................. Página 8 Economia ..................................................... Página 10 Cidade .......................................................... Páginas 11 a 13 Política ....................................................... Página 15 Educação..................................................... Página 16 Esporte........................................................ Páginas 17 a 19

Inside

Especial ....................................................... Capa Cinemas ........................................................ Página 2 Tradição ...................................................... Página 3 Gustavo Pimentel ..................................... Página 4 Agenda ......................................................... Página 4 Música .......................................................... Página 5 Guilherme Macalossi .............................. Página 5 Social ........................................................... Páginas 6 e 7 Armando Wartha...................................... Página 8 Moda ............................................................. Página 8 Música .......................................................... Página 9 Lauro Edson Da Cás ................................. Página 9 Sétima Arte................................................. Páginas 10 e 11 Horóscopo ................................................. Contracapa Saúde, Beleza & Estética...................... 4 páginas Dia das Mães ............................................ 8 páginas Classificados .......................................... 12 páginas

o tributo a Andrea Bocelli, nas vozes de Dirceu Pastori e Carol Gobatto, vai tirar lágrimas dos olhos. O sábado será cheio de atrações e conta ainda com um lindo show do Vocal Alegro e, para finalizar, e comemorar o dia 20 de maio, dia da Colonização Italiana, o grupo Miseri Coloni e os Canarinhos trazem a irreverência e a magia com belíssimas apresentações. Mas tudo isto não acontece ao natural, muito planejamento, debate e parcerias são necessárias para que um evento como este aconteça. Em um momento onde os recursos públicos são cada vez mais escassos, é preciso uma certa quantia de criatividade e outro tanto de coragem para realizar uma festa deste porte, ainda mais quando o objetivo é não utilizar recursos livres do município. Para tanto, licitamos

Redação - redacao@jornalinformante.com.br Juliana Inês Casa Barbieri juliana@jornalinformante.com.br Ramon Cardoso ramon@jornalinformante.com.br Yasmin Signori Andrade yasmin@jornalinformante.com.br

Comercial-comercial@jornalinformante.com.br Camila de Lima Alves camila@jornalinformante.com.br Fabiano Luiz Gasperin gasperin@jornalinformante.com.br Maria da Graça Potricos Leite maria@jornalinformante.com.br Sabrina Santiago Rodrigues sabrina@jornalinformante.com.br

Anúncios-anuncios@jornalinformante.com.br Marcelo Bortagaray Mello marcelo@jornalinformante.com.br Tiago Rodrigues da Silva tiago@jornalinformante.com.br

Financeiro-financeiro@jornalinformante.com.br Keli de Almeida Maciel keli@jornalinformante.com.br

uma produtora cultural e aprovamos uma Lei de Incentivo à Cultura, após iniciamos a captação de recursos, venda de espaços comerciais e, com a ajuda de todos, podemos dizer que vamos comemorar o Entrai da forma que o “gringo” mais gosta... sem gastar. O Entrai 2018 ficará para sempre em nossas memórias como a festa que valorizou o colono, o imigrante, o italiano, o brasileiro que sabe reconhecer o legado de seus antepassados e, principalmente, a tradição italiana. Tutti insieme mangiamo, beviamo, preghiamo, cantiamo e amiamo nel 18º Entrai. Ci vediamo in Nova Milano. #PartiuFarroupilha * Secretário de Turismo e Cultura

Assinaturas-assinaturas@jornalinformante.com.br Assinatura Bienal: R$ 240,00 Assinatura Anual: R$ 140,00

Telefones (54) 3401-3200 / (54) 3401-3201 (54) 3401-3202 / (54) 3401-3203

Endereço Rua Dr. Jaime Romeu Rössler, 348, Bairro Planalto

Colunistas Armando Wartha Crônicas da Redação Dolores Maggioni Fabrício Oliboni

Guilherme Macalossi Gustavo Pimentel Lauro Edson Da Cás Paulo Roque Gasparetto

A manifestação dos colunistas é livre e independente e não necessariamente reflete a opinião do Tabloide sobre os temas abordados nas colunas

@PaperInformante www.jornalinformante.com.br

/jornalinformante


10

FARROUPILHA, 11 DE MAIO DE 2018

VERANICO DE ABRIL, MAIO...

E o frio, chega quando? Setor malheiro está apreensivo com os dias de temperaturas elevadas e estoques abarrotados Como será possível honrar os compromissos assumidos?”, questiona Paulo Dalsochio, presidente da Associação dos Centros de Compras da Serra Gaúcha (Acecors). A situação é, de fato, muito rara. Nem uma acentuada queda de temperatura nos termômetros foi registrada até o momento. Dalsochio lembra que o melhor inverno das últimas décadas foi o de 2016, onde ocorreu um período de frio contínuo que se estendeu por meses. Porém, o início das temperaturas baixas, lembra o presidente da Acecors, aconteceu em 30 de abril, o que fornece uma ponta de esperança para este ano. “A expectativa de todos que trabalham e dependem da área é que ainda ocorra um bom inverno e que ele permaneça. Neste momento, até mesmo um frio esporádico, com a volta das tempera-

Fotos: Ramon Cardoso

O

título da matéria é uma pergunta recorrente entre fabricantes, lojistas e guias que trabalham com o setor malheiro, um dos mais importantes e o que mais emprega em Farroupilha. Neste ano, o verão se estendeu além da conta e, até o momento, com a primeira quinzena de maio praticamente encerrada, não fez um único dia de frio, algo muito raro de acontecer e que se reflete de maneira negativa no segmento. “Esse momento está muito abaixo do esperado. Os guias até estão vindo a Farroupilha, mas com menos gente, com ônibus com 50% da capacidade, e o cliente está efetuando compras em ritmo lento, o que é natural e compreensível. Todos estão na expectativa. E se não chegar o inverno?

Verão permanente? Temperaturas elevadas se arrastam outono adentro e preocupam importante setor da economia farroupilhense

turas elevadas, não ajudaria. Necessitamos de um período de frio que seja duradouro”, salientou Dalsochio. Ele comentou que as empresas, até mesmo por conta de um inverno menos rigoroso no ano passado, fizeram apos-

tas altas para 2018. “Há muito produto em estoque e de ótima qualidade, com design inovador, alinhado às tendências da moda. A perspectiva de vendas, por conta disso, é muito boa. Mas ainda está em tempo

do inverno chegar. A expectativa é que ele chegue, dure bastante e que todos possam realizar boas vendas”, anseia o presidente. Para a próxima segunda é esperada a primeira queda do ano nos termômetros.


11

FARROUPILHA, 11 DE MAIO DE 2018

Fotos: Divulgação

FORMAÇÃO

Mais instrutores para o Proerd Soldado Júlia de Oliveira conclui formação para programa

A

gora Farroupilha conta com reforço para as atividades desenvolvidas pelo Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (Proerd). A soldado Júlia Linhati de Oliveira concluiu formação e a partir do próximo semestre atuará como instrutora. A formação e a cerimônia de conclusão foram realizadas em Montenegro no último dia 27 com um grupo de 34 concluintes de diversos municípios. Também os soldados Vera Lúcia Famoso e Leandro de Morais Silveira participaram do encontro numa atualização de suas formações, sendo que

já são instrutores e retornarão para as atividades em salas de aula. Atual ministrante do Proerd, soldado Narciso Trevisol continuará na equipe de trabalho, dedicando-se à Patrulha Escolar, Proerd Pais, Projeto Estudante Cidadão e ministrando palestras em empresas. O Proerd é um projeto onde policiais militares fardados entram em sala de aula para ministrar curso com metodologia específica voltada à prevenção da violência e uso de drogas. Contam com cartilha e lições para estimular as crianças a serem cidadãs de bem, respeitosas, participativas e dedicadas socialmente, colaborando para o desenvolvimento de uma sociedade mais fraterna.

Reforço Grupo de instrutores concluintes da formação Proerd

Conclusão Soldados Júlia, de Farroupilha, e Jenifer Batista, de São Marcos, certificadas pela comandante Cristine Rasbold, do 36º BPM


12

FARROUPILHA, 11 DE MAIO DE 2018

AÇÃO BENEFICIENTE

Rifa para ajudar Hospital Prêmio é casa pré-fabricada e venda das cartelas inicia nos próximos dias

Obituário

Prêmio à mostra Casa que será rifada está sendo montada no Santuário de Caravaggio

do montado na Esplanada do Santuário de Nossa Senhora de Caravaggio, no 1º Distrito, para ficar à mostra da comunidade, aproveitan-

do ainda para alavancar as vendas, já que o local recebe diversos visitantes. Outra ação em prol do Hospital já rifou um carro.

Alguém quer me adotar? Milana é muito dócil e companheira. Aguarda ansiosa por um lar amável e uma família humana. De porte médio, é vacinada e tem castração garantida. Interessados em conhecer esta fofura podem manter contato pelos fones 999.515.440 ou 981.663.349. Importante: a ONG dos Peludos informa que não serão doados cães para ficarem presos em correntes

ONG dos Peludos

6 de maio Celso Neis, 70 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal. 8 de maio Angelina Dotti Bragagnolo, 90 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal de Flores da Cunha; Oscar Santo Bertollo, 67 anos. Sepultamento no cemitério de Linha Ely (3º Distrito); Francisco Rodrigues, 46 anos. Sepultamento no cemitério de Monte Bérico.

Divulgação

A

s Voluntárias da Saúde estão envolvidas numa nova ação para levantar recursos em prol do Hospital Beneficente São Carlos (HBSC). Desta vez uma casa pré-fabricada, doada pelo Grupo Feltrin em parceria com Casas Pagliarin, será rifada. Cada número para concorrer tem o valor de R$ 25,00 e a compra pode ser feita, a partir da próxima semana, com as integrantes do grupo Voluntárias da Saúde. Posteriormente outras instituições serão parceiras para a venda. O sorteio será realizado em 24 de novembro. O kit de casa pré-fabricada que será rifado está sen-


13

FARROUPILHA, 11 DE MAIO DE 2018

RECOLHIMENTO

Descarte correto das embalagens Roteiro coleta, a partir de segunda, os recipientes vazios de agrotóxicos diretamente nas comunidades do interior

I

Confira o roteiro Segunda 8h: Caravaggio (1º Distrito) 9h30min: Capela de Todos os Santos 11h: Linha 30 13h30min: Monte Bérico (2º Distrito) 15h: São José da Linha Palmeiro 16h: Linha Julieta/Serrano Terça 8h: Linha 47 9h30min: São Marcos 11h: Vila Jansen

Divulgação

nicia na segunda a coleta de embalagens vazias de agrotóxicos. Os resíduos serão coletados em diversas localidades, com os pontos de entrega próximo às igrejas das comunidades. A realização é das empresas revendedoras de defensivos agrícolas de Farroupilha e região, com organização da ReversaAgro e parceria da Aracamp, tendo apoio da prefeitura de Farroupilha. O recolhimento garante que o material não seja descartado de maneira inadequada provocando prejuízos à saúde humana e à natureza. Em 2017 foram coletadas 13 toneladas de embalagens vazias de agrotóxicos provenientes de 700 agricultores.

Reciclagem É preciso que cada agricultor faça sua parte e entregue os recipientes vazios

13h30min: Nossa Senhora da Salete 15h: São Roque 15h45min: São Miguel 16h30min: São José (1º Distrito) Quarta 8h: Santo André, Linha Jacinto 10h15min: São José, Linha República 13h30min: Caravaggeto (4º Distrito) 15h: Linha Boemios 16h30min: Nova Milano Quinta 8h: Linha Machadinho

8h30min: São João 9h15min: Linha Ely 10h: Linha Müller 10h30min: Mundo Novo 11h: Nova Sardenha 11h30min: Linha Paese 13h30min: Vila Rica 14h30min: Linha Sertorina 15h30min: Monte Bérico (3º Distrito) 16h30min: Capela Santo Inácio Sexta, dia 18 8h às 11h: Horto Municipal


15

FARROUPILHA, 11 DE MAIO DE 2018

PARCERIA OPORTUNA

Convênio entre prefeitura e DAER repara trecho da 813 Projeto de lei foi aprovado na sessão legislativa de terça e obra, que atinge 1,6 quilômetros da VRS, terá custo de R$ 580 mil plado com o recapeamento asfáltico. O vereador peemedebista Arielson Arsego destacou que a obra terá um custo de R$ 580 mil, sendo que R$ 411 mil serão custeados pelo DAER e o restante está contemplado em uma contrapartida da prefeitura. Como se trata de um ano eleitoral, havia necessidade de aprovação imediata para que as obras tivessem início. Elas começam a partir da data da assinatura do convênio. A partir daí, devem estar concluídas em 30 dias, com possibilidade de prorrogação por igual período.

Gabriel Venzon

E

m precárias condições de trafegabilidade, há muito tempo a VRS813 apresenta sérios riscos aos usuários da rodovia. Inicialmente, o local não havia sido contemplado no pacote de obras do governo do Estado, pelo fato do trecho ter sido municipalizado. Contudo, os vereadores do PMDB se empenharam em conversas com o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (DAER) para que o trecho de 1,6 quilômetros, na saída do município, acabasse contem-

Perigoso Trecho, que tem sido alvo de constantes reclamações dos usuários, será recapeado nos próximos dias


16

FARROUPILHA, 11 DE MAIO DE 2018

FORMAÇÃO COMPLEMENTAR

Acadêmicos em viagem de estudos Estudantes de Direito da Faculdade CNEC estiveram em Brasília visitando diversas instituições para aprofundar conhecimentos na área Tribunal Superior do Trabalho, Tribunal Superior Eleitoral, Procuradoria Geral da República, Defensoria Pública da União, Tribunal de Contas da União, Congresso Nacional, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) Federal, sede da Faculdade CNEC em Brasília e outros pontos brasilienses históricos. De acordo com o professor João Carlos, titular da disciplina de Direito Empresarial, o objetivo da viagem foi proporcionar aos alunos visitas dirigidas e a possibilidade de assistir sessões em Plenário nos Tribunais Superiores, complementando os aprendizados da vida acadêmica. Os participantes são de diversos semestres da graduação de Direito. A organização da viagem foi da coordenação do curso, junto a docentes e aos próprios universitários.

Divulgação

C

om a intenção de complementar a formação oferecida nos bancos acadêmicos e para oportunizar aos alunos acompanharem de perto o funcionamento de diversos orgãos públicos, a Faculdade CNEC Farroupilha organizou uma viagem de estudos. O grupo foi formado por 38 alunos do curso de Direito que tiveram Brasília como destino. Os professores Maurício Sant’Anna dos Reis, Fábio Beltrami, César Grisa e João Carlos Carpes Vieira acompanharam os alunos. Essa foi a primeira viagem à Capital Federal organizada para estudantes da graduação. O roteiro incluiu visita ao Supremo Tribunal Federal, Superior Tribunal de Justiça,

No Supremo Tribunal Federal Estudantes de Direito da Faculdade CNEC Farroupilha conheceram diversos órgãos públicos em Brasília

Aprovação Formação para integrantes dos Grêmios Estudantis

Na próxima terça acontece o 1º Encontro dos Grêmios Estudantis da Rede Municipal de ensino. Será das 8h30min às 11h, no salão nobre da prefeitura. O objetivo é instruir esses jovens com relação ao funcionamento e importância do trabalho que os Grêmios Estudantis têm junto às escolas. Terá ainda a distribuição de uma cartilha com histórico do Grêmio, funcionalidade e diversas sugestões de atividades que podem ser desenvolvidas.


17

FARROUPILHA, 11 DE MAIO DE 2018

Fotos: Divulgação

Quarteto Misto campeão

Atletas farroupilhenses participaram da Black Trunck Race, que aconteceu no último domingo, em Nova Santa Rita. A prova é uma corrida de obstáculos e tem como objetivo dificultar o percurso dos corredores, que sofrem punição caso não consigam superá-los, com a penalização de exercícios físicos como compensação. O quarteto misto de Farroupilha contou com Clediane Lunardi, Josemar Gomes Nunes, Rafael Dall Igna e Sidenei Felipini (fotos ao lado), grupo que conquistou o 1º lugar na classificação geral da disputa.

Luciene em destaque

São Tiago vence Atletismo

No 1º Desafio Cerro Branco, prova de Ultratril, com distâncias de 12, 22 e 50 quilômetros, que foi realizada no município de Cerro Branco, no último sábado, a atleta farroupilhense Luciene Mauri (foto ao lado) percorreu a categoria de maior percurso, que contou ainda com 2,5 quilômetros de altimetria, com subidas, descidas íngremes, passagens por rios e mata fechada, que exigia muita técnica e resistência dos corredores. “Foi uma das provas mais pesadas e duras que já fiz”, destacou Luciene. Ela ficou em 6º lugar no Geral Feminino e figurou em 1º na categoria 40 a 49 Anos.

Os Jogos Estudantis de Farroupilha (JEF) tiveram o início da temporada 2018 na semana passada, com a disputa acontecendo na quinta, dia 3, e na última sexta, no Serviço Social da Indústria (Sesi) de Caxias do Sul. O Colégio São Tiago venceu a etapa, somando 41 pontos e conquistando 19 medalhas. Na cola ficou a escola Nova Sardenha, com 40 pontos e 18 medalhas. A Santa Cruz foi 3ª colocada, com 30 pontos e 15 medalhas. Em 4º, a Antônio Minella, que totalizou 20 pontos e 8 medalhas. Por fim, em 5º ficou o Colégio de Lourdes, com 19 pontos e 9 medalhas conquistadas. A próxima etapa do JEF é a do Handebol, entre os dias 22 e 25 e a confirmação das escolas necessita ser feita até a próxima quarta.

Os ultramaratonistas

Clediane Lunardi e Sidenei Felipini seguem desafiando seus limites. No dia 15 de fevereiro, a dupla fez um treino de Farroupilha a Lajeado, totalizando a distância de 91 quilômetros e, no último dia 22, foram até Porto Alegre (na foto ao lado, na Arena do Grêmio, na chegada à Capital), percorrendo 112 quilômetros em 14 horas e 22 minutos. Os atletas estão em busca de patrocínios e parcerias. Clediane conta com apoio da Academia Far Fit, Authen e da nutricionista Denise Gaio, já Sidenei representa o professor Gustavo Callegari (Cross Fit) e também a nutricionista Denise Gaio. A meta da dupla é continuar evoluindo nas grandes distâncias como o grande ídolo, o carioca Márcio Villar, ultramaratonista reconhecido mundialmente.

Bocha Tiro e Ponto

Nos duelos válidos pela 2ª rodada do returno, o Torneio Roque Líris Ornaghi (em memória) registrou Rancho de Gaudérios 3x1 Veteranos do Rancho e Sócios do Aldeia 0x4 Aldeia Farroupilha. Quem folgou foi o Vinhedos. A 3ª rodada acontece neste sábado, a partir das 13h30min, com os confrontos entre Aldeia Farroupilha x Vinhedos e Veteranos do Rancho x Sócios do Aldeia. O Rancho de Gaudérios folga nesta rodada.

Copinha define Chaves C e D

A conclusão da 2ª rodada aconteceu no último sábado. Pela Chave A, Comando São Paulo 6x0 BGF e Juventus 2x2 Clínica Veterinária Álvaro Abreu/Elisa Cosméticos. Pela B, Nápoli/Benfica 6x3 Abala e 1º de Maio 4x3 Antes do Bar. Neste sábado, a partir das 19h, em Lourdes, acontece a rodada final da fase classificatória das Chaves C e D, pela ordem: Benjamin x AFF (Chave D), Valente Fusal/Máquinas Sazi x União Feminina (C), Olímpia/AABB x Damas de Ferro (D) e Santa Catarina x Bento FC (C).

Torneio de Bochas 48

A 2ª rodada do returno do Torneio Zeno Pessin teve Amigos da Bocha 3x0 Bar do André, Nik’s Bar 3x0 Bar Belvedere e Bar do Alemão 3x0 Bar do Galo, pela Chave A, e Bar do Radinho 0x3 Vetera’s Bar e Nossa Senhora de Fátima 0x3 Bar do Muth, pela Chave B, com folga do Turchetto’s Bar. A 3ª rodada acontece neste sábado, às 16h. Pela A, os duelos são Nik’s Bar x Amigos da Bocha, Bar do André x Bar do Galo e Bar Belvedere x Bar do Alemão. Pela B, Bar do Radinho x Turchetto’s Bar e Bar do Muth x Vetera’s Bar, com folga do Nossa Senhora de Fátima.

Uma tragédia anunciada

O rebaixamento do Brasil à Terceirona é triste, foi se desenhando rodada a rodada e deixa uma mancha na história do rubro-verde, mas não é hora de caça às bruxas, mas sim de deixar baixar a poeira. Evidente que o torcedor está machucado, mas resta esperar o que vai ser feito na próxima temporada. Vale lembrar que em 2019 a Federação Gaúcha de Futebol volta a ter presidente e existe a possibilidade da Terceirona, apropriadamente chamada de Caravana da Miséria, ser extinta, não somente pela queda do Brasil, mas também pela do Santa Cruz no Grupo A, equipe ainda mais tradicional que o time farroupilhense.


18

FARROUPILHA, 11 DE MAIO DE 2018

SEGUNDONA GAÚCHA

Pesadelo que virou realidade: De campanha pífia ao longo de toda a Segundona Gaúcha, equipe ainda chegou em condições de se livrar da degola na rodada decisiva, mas acabou derrotada, como em todas as vezes que atuou longe de Farroupilha

A

Brasil

conta era simples. Se o Glória vencesse o Igrejinha, no Altos da Glória, em Vacaria, bastava ao Brasil conquistar os três pontos para garantir a permanência na Segundona Gaúcha. Mas uma vitória foi algo que o rubro-verde não conseguiu ao longo de toda a competição estadual, improvável que se concretizasse justamente na última rodada. O duelo era contra o União, em Frederico Westphalen, equipe que ainda alimentava uma remota chance de chegar ao mata-mata da disputa. O time farroupilhense teve atuação superior ao rival, mas assim como em outros confrontos em que foi melhor, não conseguiu traduzir essa superioridade em vantagem no marcador. Diego Noronha, em chute de longe, abriu o marcador para o União, aos 28 minutos. O Brasil teve a chance do empate com o lateral esquerdo Paulo Roberto, aos 40 minutos, mas o chute cruzado saiu da meta de William Lago. No intervalo, o resultado de triunfo do Esportivo sobre o já classificado Ypiranga, arrefeceu os

ânimos do União, que fez uma etapa final ainda mais burocrática. Porém, faltava ao Brasil finalizar e chegar à igualdade. Em Vacaria, o Glória abria o placar contra o Igrejinha, resultado que fazia o time farroupilhense se garantir com uma vitória. O gol de empate, no entanto, saiu apenas aos 42 minutos. Em lançamento para a área, o centroavante Hamílton, que entrou na etapa final, dividiu com o zagueiro Sergipano, levou vantagem e finalizou para marcar o 1 a 1. Ainda havia esperança, mas restava pouco tempo para um milagre. A esta altura, o Glória já vencia o Igrejinha por 2 a 0 no Altos da Glória. Ao se jogar para o ataque, a equipe deixou espaços e o União se aproveitou. Diego Noronha entrou na área e foi derrubado aos 45 minutos. Pênalti que foi convertido por Rafael Pilões, dando a vitória para o time de Frederico Westphalen por 2 a 1, insuficiente para sua classificação, mas suficiente para sacramentar o rebaixamento do rubro-verde. O Brasil encerra sua participação sem uma única vitória, com apenas quatro empates, 10 derrotas, sendo destas sete, ou seja, todas como visitante. O time marcou apenas sete gols e sofreu 22. No returno fez apenas um ponto e encerrou com a pior campanha entre os 16 participantes, inferior inclusive à do Santa Cruz, lanterna do Grupo A, que também não venceu nenhuma, somou 6 pontos e caiu. Enfim, não há como classificar como injusta a queda da equipe farroupilhense.


19

FARROUPILHA, 11 DE MAIO DE 2018

Brasil é rebaixado à Terceirona Ed Moreira/O Alto Uruguai

Segundona (resultados da última rodada – Grupo B)

2X1

2X0

Arena do União (Frederico Westphalen)

Altos da Glória (Vacaria)

1X1

2X0

Rubro-Negro (Crissiumal)

Montanha dos Vinhedos (Bento Gonçalves)

Segundona Gaúcha – Classificação final do Grupo B Equipe

P

J

V

E

D

GM GS SG

1)

Ypiranga

25

14 7

4

3

16

6

10

2)

Glória

25

14 7

4

3

16

9

7

3)

Tupi

24

14 7

3

4

16

16 0

4)

Esportivo

24

14 6

6

2

15

7

5)

União

21

14 5

6

3

18

12 6

6)

Passo Fundo

20

14 5

5

4

17

15 2

7)

Igrejinha

7

14 1

4

9

9

27 -18

8)

Brasil

4

14 0

4

10 7

22 -15

Final esperado Brasil teve péssima performance no returno, que aumentou seu risco de queda, confirmada na quarta, na Arena do União

8


Fotos: Divulgação

em pauta

Farroupilha vai receber Clóvis de Barros Filho, renomado conferencista, na terça Capa do Inside

Domingo é o dia delas

Matérias e dicas para quem ainda não comprou o presente para as mamães Caderno Especial

Conhecimento jurídico in loco

Acadêmicos do curso do Direito da Faculdade CNEC Farroupilha realizaram viagem de estudos a Brasília Editoria de Educação, página 16

Imagem: Reprodução

Felicidade


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 11 DE MAIO DE 2018

IMUNIZAÇÃO

Sem gripe: Dia D de vacinação Equipe de profissionais percorrerá Interior neste sábado para aplicação gratuita da dose a grupos prioritários

A

campanha de vacinação contra a gripe está a todo vapor e neste sábado terá roteiro especial para atender as comunidades do Interior do município. Também alguns Postos de Saúde estarão abertos. Podem receber a dose: trabalhadores da área da saúde; crianças de 6 meses a menores de 5 anos; gestantes; puérperas até 45 dias após o parto; idosos com 60 anos ou mais; indígenas; quem tem entre 5 e 59 anos e é portador de doença crônica; população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medida socioeducativa; além de professores das escolas públicas e privadas. A campanha segue até o próximo dia 1º nos Postos de Saúde, mas as equipes nas comunidades será apenas neste sábado. A dose é gratuita. Para crianças é necessário apresentar carteirinha de vacinação, puérperas devem ter certidão de nascimento do bebê ou carteira de gestante. Portadores de doença crônica devem apresentar receita médica com indicação para recebimento da dose e os docentes devem ter em mãos o contracheque ou declaração da escola em que atuam.

Roteiro de vacinação neste sábado 7h às 11h: Feira do Agricultor, no Centro 8h às 17h: Postos de Saúde: Central, São José, 1º de Maio, América, Medianeira e Cinquentenário 8h às 8h20min: Santo André Avelino (Machadinho), no salão da comunidade 8h às 8h40min: Linha República, na escola Eugenio Ziero; e Santo Inácio, no salão da comunidade 8h40min às 9h20min: Linha São João, no salão da comunidade 8h às 10h: Vila Esperança, no Posto de Saúde 8h às 17h: Acamados com impossibilidade de locomoção (quem não é cadastrado no Programa de Atendimento Domiciliar pode agendar pelo fone 3268-1284) 9h às 9h40min: Linha Jacinto (Santo André), no salão da comunidade 9h às 10h40min: Rio Burati, no Posto de Saúde 9h às 11h30min: Santuário de Nossa Senhora de Caravaggio 9h30min às 10h15min: Linha Ely, no salão da comunidade 10h às 10h30min: Linha Jacinto (São Luiz), no salão da comunidade; 10h15min às 10h45min: Capela São José, no salão da comunidade 10h30min às 11h: Linha Müller, no salão da comunidade 11h às 11h40min: Linha 47, no salão da comunida-

de; Monte Bérico (3º Distrito), no salão da comunidade; e Monte Bérico (2º Distrito) no salão da comunidade 11h20min às 11h45min: Mundo Novo, no salão da comunidade 13h às 13h30min: São Miguel, no salão da comunidade 13h às 13h40min: Vila Jansen, na escola Júlio Mangoni; Linha Sertorina, no salão da comunidade; Nova Sardenha, na escola Nova Sardenha; e Linha Caçador, na escola Maria Bez Chiele 14h às 14h30min: São Luiz (3º Distrito), no salão da comunidade 14h às 14h40min: São Marcos, na escola Isabel Venzon; Vila Rica, na escola José Chesini; e Caravagetto, no salão da comunidade 14h às 17h: Recanto das Borboletas e Bela Morada; Santuário Nossa Senhora de Caravaggio 15h às 15h40min: Capela de Todos os Santos, no salão da comunidade; Linha Paese, na escola Carlos Paese; e Nova Milano, na escola Santa Cruz 15h10min às 15h40min: São Roque, no salão da comunidade 16h às 16h40min: Nossa Senhora das Dores, no salão da comunidade; Desvio Blauth, no salão da comunidade; Linha Boêmios, no Salão 1º de Janeiro; e Nossa Senhora da Salete, no salão da comunidade


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 11 DE MAIO DE 2018

Você conhece o V

Adeline Stein *

C

ílios mais longos e mais volumosos é o desejo de toda mulher. Os métodos são muitos, desde máscaras para cílios até cílios postiços e extensões. Mas o queridinho do momento que está fazendo sucesso entre as mulheres é o “Volume Russo”. Conheça um pouco mais sobre está técnica. Essa é uma das últimas novidades no Brasil em extensão de cílios. A técnica consiste na implantação de fans (tufo) personalizados e montados durante o procedimento. Geralmente, são colados de três a seis fios em cada cílio natural. A quantidade de fios a ser aplicado será definida ao analisar os cílios da cliente. O procedimento pode durar quatro horas mais ou menos. O que varia é o volume desejado. A aplicação é indolor e muitas ficam tão relaxadas que chegam a dormir no momento da

colocação. A duração depende crescimento dos cílios e do cu extensões. A média das brasile cílios por olho. Para a aplicação cações de extensões em todos Nossos cílios têm um ciclo d demos cerca da 2 a 5 extensõe as pessoas retornam a cada 3 tensões que caíram, ou seja, inicialmente. Quando cai mais considerado um novo procedim

Todo mundo pode fazer? Não. Quem tem pele extrem ca, doenças metabólicas ou qu como resultado a queda de cab componente da cola não pode f


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 11 DE MAIO DE 2018

e de alguns fatores: o ciclo de uidado que ela tem com suas eiras é de terem cerca de 120 o correta, são necessárias aplios cílios naturais. de vida de até 45 dias. Nós peres de cílios por dia. Em média, semanas para reporem as ex50% das extensões aplicadas que 50% dos cílios aplicados é mento.

mamente oleosa, blefarite crôniualquer outra doença que tenha belos e pelos ou alergia a algum fazer o procedimento.

Divulgação

Volume Russo? Tendência Técnica é bastante procurada na atualidade e garante muitos benefícios

Qual a diferença do fio a fio para o Volume Russo? No fio a fio é utilizado um fio em cada fio natural da cliente. É um fio mais grosso. Já no Volume Russo pode se colocar três a seis fios em cada fio natural da cliente. Os fios são mais finos e mais leves que o fio a fio, por isso podendo colocar mais fios em um fio natural e assim dando mais volume. Quais cuidados tenho que ter com a extensão de cílios? Os cuidados são simples a básicos, fáceis de se adaptar. * Não pode passar máscara para cílios * Não esfregar os cílios * Não passar demaquilante diretamente na extensão * Lavar diariamente os cílios para evitar problemas futuros * Não arrancar em casa * Cuidar com a água quente e vapor pois faz a cola descolar * Cuidar para não deitar em cima * Micropigmentadora e Designer de Cílios


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 11 DE MAIO DE 2018

opinião

Seja positivo e viva num bem-estar !!! A Psicologia pode proporcionar satisfação em qualquer área, seja no aspecto pessoal, profissional e até mesmo no social Marian Martins *

E

xistem pessoas que parecem ter um toque especial e se sobressaem. Ser admirado e querido é o que muita gente almeja. Na prática, a Psicologia auxilia e busca despertar autoconfiança, segurança no indivíduo e trabalha habilidades otimistas, para aumentar os índices de felicidade, bem-estar, de satisfação das pessoas, conquista de objetivos, metas e qualidade de vida. Diminua suas preocupações e foque sempre no que você precisa fazer. Ao dispensar seus pensamentos, suas expressões podem te denunciar e passar uma impressão negativa. Quem nunca ouviu falar do livro: “O Corpo Fala”, de Pierre Weil e Roland Tompakow, que tenta desvendar a comunicação não-verbal do corpo humano, primeiramen-

te analisando os princípios que regem e conduzem o corpo. A partir desses princípios, aparecem as expressões, gestos e atos corporais que, de modos característicos, estilizados ou inovadores, expressam sentimentos, concepções ou posicionamentos internos.

Independente do seu cargo profissional ou classe social, seu bem-estar depende muito mais das suas atitudes. A capacidade de exercer esse domínio consiste na união da linguagem corporal, expressões, voz e a confiança que você transmite. São características que resultam na construção da sua imagem. Prova disso são as pessoas carismáticas, que sabem quais atitudes tomar em cada situação, e lideram sentindo-se bem consigo mesmas. Sabemos que pessoas inteligentes

argumentam com mais propriedade. Além de transmitirem uma mensagem precisa de conteúdo, mostram-se seguros. É essa segurança que faz com que o ser humano sinta-se satisfeito na maior parte de sua vida. Apesar de todos os problemas do cotidiano, as pessoas precisam estar bem para passar uma imagem positiva. Uma forma de conquistar esse comportamento é ter em mente quais são as suas paixões, objetivos e convicções. Procure despertar atitudes e sentimentos positivos para uma boa convivência com os que te cercam para que os momentos de felicidade sejam cada vez mais constantes em sua vida. Você precisa saber que as emoções positivas, como felicidade e prazer, são traços positivos e fazem parte da forma como as pessoas se comportam em determinadas situações de vida, principalmente nas mais adversas. * Psicóloga clínica e perita do Tribunal de Justiça (CRP RS 07/10386 – CRP PR 08/IS 335)


Moda

7ª edição do Brechó da Amafa acontece sábado, no salão comunitário do bairro São José Página 8

Inside

Música

Fábio Chagas e João Pedro Almeida fazem homenagem às mães com música no coreto da Praça da Bandeira Página 9

Palestra

Entendendo um pouco mais sobre felicidade

A

dvogado, jornalista, escritor e professor universitário, Clóvis de Barros Filho nasceu em outubro de 1966, em São Paulo, e hoje é um dos maiores conferencistas em atividade no Brasil. O professor já esteve em Farroupilha para eventos com grandes empresas, porém foram convenções restritas aos colaboradores. Esta será a primeira vez que a cidade receberá o evento aberto ao público. Com o tema “A felicidade como ela é”, a palestra faz parte de um ciclo que começou em 2015, com Celso Gutfreind, e teve sequência em 2016, com Mario Sergio Cortella, e 2017, com Marcos Piangers. Com bom humor e ironia, Clóvis Filho resolveu sair das salas de aula para levar as ideias de pensadores como Sócrates e Friedrich Nietzsche para

o máximo de pessoas possível, além de tratar de assuntos como confiança, motivação, ética e amor. Um de seus livros mais vendidos, escrito junto com o filósofo Arthur Meucci, “A vida que vale a pena ser vivida”, alcançou a marca de 200 mil exemplares vendidos. O professor e jornalista tem mais de 300 mil visualizações no YouTube e é popular em países da América Latina e Europa. A palestra é uma promoção do DNA da Alma, grupo de apoio à adoção. O evento é aberto ao público e tem o valor de R$ 30,00 por pessoa. O ingresso pode ser adquirido no Cartório Kunzler, com Jorge, pelo fone 999.776.864, ou Vanusa, pelo fone 981.081.471. Toda verba arrecadada será revertida para a manutenção da entidade, que tem o propósito de auxiliar e preparar famílias interessadas em adotar crianças e adolescentes vítimas de violência.

reconhecimento O docente se tornou um dos maiores pensadores do País, com uma legião de seguidores nas redes sociais

Programe-se O que: palestra com Clóvis de Barros Filho Quando: terça, às 19h30min Onde: Centro de Eventos Mario Bianchi (Parque Cinquentenário) Quanto: R$ 30,00

Divulgação

Farroupilha irá receber palestra de Clóvis de Barros Filho


Inside

2

FARROUPILHA, 11 DE MAIO DE 2018

Cinemas Imagens: Reprodução

Shopping Iguatemi (RST-453, quilômetro 3,5) Cinemas GNC 1: Paulo, Apóstolo de Cristo - às 13h45min (dublado) e 21h20min (legendado) GNC 1: Verdade ou Desafio - às 16h30min e 19h10min GNC 2: Verdade ou Desafio (dublado) - às 14h20min GNC 2: Desejo de Matar - às 17h e 21h45min (dublado), 19h30min (legendado) GNC 3: Teu Mundo não Cabe nos meus Olhos - às 14h, 16h15min, 19h20min e 21h30min GNC 4: Vingadores: Guerra Infinita - às 13h e 19h (dublado e em 3d), 16h e 22h (legendado e em 3d) GNC 5: Vingadores: Guerra Infinita - às 14h10min e 20h45min (dublado), 17h30min (legendado) GNC 6: A Noite do Jogo - às 14h30min e 18h50min (dublado), 16h45min e 21h10min (legendado) Ingressos: segunda e quinta (exceto feriado e Carnaval) a R$ 22,00 e R$ 28,00 (salas 3d); terça e quartas (exceto feriado e Carnaval) todos pagam meia entrada; sexta a domingo e feriado a R$ 26,00 e R$ 32,00 (salas 3d). Meia entrada todos os dias para menores de 18 anos e maiores de 60 (mediante apresentação de identidade), estudantes (mediante apresentação de Carteira de Identificação Estudantil), pessoas com deficiência (com documento que a comprove) e para o Movie Club Preferencial.

Shopping San Pelegrino (Avenida Rio Branco, 425) * Obs: o novo site do Cinépolis traz os horários dos filmes, mas não informa em qual sala serão exibidos A Abelhinha Maya: O Filme (dublado) - às 12h15min e 14h15min A Noite do Jogo - às 13h30min e 18h30min (dublado), 16h e 20h45min (legendado) Paulo, Apóstolo de Cristo - às 17h15min Verdade ou Desafio - às 19h45min (dublado) e 22h (legendado) Vingadores: Guerra Infinita (dublado e em 3d) - às 12h, 15h15min e 18h45min Vingadores: Guerra Infinita (dublado e em 3d) - às 13h, 16h30min e 21h Vingadores: Guerra Infinita (dublado e em 3d) - às 14h e 17h30min Vingadores: Guerra Infinita (legendado e em 3d) - às 20h e 22h10min Ingressos: nas salas tradicionais, segunda a quarta (exceto feriado) a R$ 23,00 e R$ 11,50 (meia); quinta (exceto feriado) a R$ 25,00 e R$ 11,50 (meia); sexta a domingo e feriado a R$ 26,00 e R$ 13,00 (meia). Nas salas 3d, segunda a quarta (exceto feriado) a R$ 29,00 e R$ 14,50 (meia); quinta (exceto feriado) a R$ 29,00 e R$ 15,00 (meia); sexta a domingo e feriado a R$ 32,00 e R$ 16,00 (meia).

Sala de Cinema Ulysses Geremia (Luiz Antunes, 312) Em Pedaços - sexta a domingo, às 19h30min Ingressos: R$ 10,00 e R$ 5,00 (estudantes e sênior)

No circuito comercial O diretor americano Eli Roth comanda o remake “Desejo de Matar”, com Bruce Willis no antológico papel de Paul Kersey, vivido pelo lendário Charles Bronson. Já “A Noite do Jogo”, traz Jason Bateman e Rachel McAdams em uma mistura de ação com comédia


FARROUPILHA, 11 DE MAIO DE 2018

Tradição

Inside

3

Santa Cruz artística no Entrai Tradicional escola de Nova Milano vai levar a história da imigração italiana ao palco da grande festividade Fotos: Ramon Cardoso

A

convite do secretário de Turismo e Cultura, Francis Casali, pela primeira vez uma escola vai fazer a abertura do Encontro das Tradições Italianas, nesta sexta. A Escola Municipal Santa Cruz localizada em Nova Milano, palco do Entrai, vai se apresentar às 18h30min. Com um enredo baseado no clássico Titanic, a convidada Lourdes Sperafico vai, junto com os alunos, contar como aconteceu a vinda dos italianos para o Brasil. A apresentação também contará com a presença do presidente do CPM da Escola, Clemente Valandro. A organização do evento está por conta de Silvana Trost e todos os alunos, professores e funcionários da Santa Cruz estão envolvidos na apresentação. Os alunos da Educação Infantil à 4ª série vão fazer interpretações de música, dança e também dramatização. Já os alunos do 5º ao 9º ano vão apresentar, com o coral da escola, duas músicas típicas italianas. Haverá também homenagem às mães, em alusão à comemoração dominical. O enredo começa na saída dos italianos de seu País, passa pela viagem, a chegada ao Brasil, até o início das construções na cidade, que é Berço da Imigração no Rio Grande do Sul. Todo o figurino foi confeccionado dentro do ateliê da escola por funcionários e professores. As músicas que embalam o show também são típicas.

Dedicação total Professoras realizam ensaios com alunos diariamente para a bela apresentação


Inside

4

Gustavo Pimentel

gustavospimentel@yahoo.com.br

O Supremo decidiu na última semana pela limitação do foro privilegiado. Pelo que pude acompanhar nas enquetes feitas por alguns sites confiáveis, a opinião pública é maciçamente favorável não somente à restrição, como decidiu o STF, mas também pela extinção do foro privilegiado. Mas afinal, seria o foro privilegiado tão ruim assim? Antes de mais nada devo alertar que não é o foro (local do julgamento) que é privilegiado. Essa nomenclatura, por si só, já distorce o instituto. O foro por prerrogativa de função (nome correto) é uma garantia que a Constituição dá a alguns detentores de cargos públicos para que eles sejam julgados perante Tribunais. A depender do cargo, será em Tribunais Federais ou de Justiça ou mesmo no STJ e no STF. Porém, notem que não é um privilégio para uma pessoa específica. Isso seria inaceitável. É uma garantia para o cargo, para que a pessoa possa exercê-lo sem qualquer receio de retaliações ou pressões externas, até porque quando não estiver mais ocupando aquele cargo a pessoa voltará a ter foro no mesmo local que toda e qualquer outra pessoa. Lembrem-se que todos são iguais perante a lei. A prerrogativa de ser julgado perante um Tribunal é necessária para evitar que um Senador da República, por exemplo, seja afastado do mandato por um juiz de 1º grau da Comarca de São Pedro das Cacimbinhas, no interior do Piauí. Eu nem sei se realmente existe essa Comarca, mas foi um exemplo esdrúxulo que eu encontrei justamente pra explicar situações mais esdrúxulas ainda que poderiam surgir caso o foro por prerrogativa fosse totalmente extinto. Isso não significa que eu seja favorável ao foro indiscriminado, como era anteriormente. Até acho que existem muitas autoridades com foro que não necessitariam dele. Talvez apenas três ou quatro cargos do mais alto escalão da República realmente precisem dessa prerrogativa para serem exercidos de forma livre. Quando se imaginou a prerrogativa de foro, na Constituinte instalada em 1º de fevereiro de 1987, acreditava-se que meia dúzia de Deputados, Senadores, Governadores, Ministros de Estado, etc, responderiam por crimes, o que justificaria o foro indiscriminado para todo e qualquer crime junto aos Tribunais Superiores. Porém, o que se vê nos dias de hoje, com uma criminalidade generalizada que se instalou em todos os níveis da República, é que o foro se transformou em sinônimo de impunidade. Por isso, penso que o Supremo acertou em restringir a prerrogativa de foro apenas aos crimes praticados durante o mandato e relacionados a ele. Não faz sentido que processos estranhos ao mandato ou por crimes comuns praticados durante o mandato (deputado preso por embriaguez ao volante, por exemplo) também sejam julgados pelos Tribunais Superiores, que não foram criados e não possuem estrutura para isso. Diante desse novo contexto, parece-me que andou bem o Supremo ao reinterpretar o dispositivo constitucional que prevê o foro por prerrogativa de função a determinadas autoridades, embora eu acredite que caiba ao Supremo apenas a tarefa interpretativa, deixando a regulamentação da matéria para o Poder Legislativo, pois é a função que lhe incumbe. * Advogado

Agenda SEXTA Indieaholic República Beer, às 23h

We Love Pandas DJs Boteco do Chá, às 23h30min

SÁBADO Beat On Me 3 Anos Muinho Club, às 23h59min The Madalena República Beer, às 23h 2ª Edição África Fashion Diversidade Teatro Pedro Parenti, (Dr. Montaury, 1.333, em Caxias do Sul)

DOMINGO Me Leva, roda de samba com Grupo Sem Razão Boteco Antonielle, às 19h Juliano Conci

Afinal, o foro privilegiado é tão ruim assim?

FARROUPILHA, 11 DE MAIO DE 2018


Inside

FARROUPILHA, 11 DE MAIO DE 2018

5

Guilherme Macalossi

Música

cisperter@hotmail.com

Para curtir a noite com indie rock Banda Indieaholic vai levar ao República Beer o clássico do estilo musical Divulgação

N

esta sexta a pedida certa é bailar muito com o indie rock da Indieaholic. Será uma noite com os maiores clássicos de bandas como Arctic Monkeys, Strokes, Oasis, The Kooks e muito mais. O show será às 23h, no República Beer (República, 445). A banda surgiu em julho de 2015 tocando covers indies, e é formada por Fafa Cappelari no vocal, Gabriel Parisotto no baixo, Giovani Ramos e Jean Ramos na guitarra e Mateus Kurmann na bateria. O estilo musical Indie Rock surgiu no Reino Unido e Estados Unidos na década de 80. Se difundiu mundialmente com raízes do rock alternativo e do punk, e teve início com bandas como The Smiths e New Order. O estilo se baseava em bandas que tocavam rock alternativo e não possuíam contratos com grandes gravadoras, fazendo assim um som independente. Os músicos farroupilhenses vão levar ao República todos os clássicos e também as canções indies mais reconhecidas atualmente.

Mistura de rock e punk Gabriel, Jean, Fafa, Giovani e Mateus estão na banda desde sua fundação

Programe-se O que: Baile Indie com Indieaholic Onde: República Beer Quando: sexta, às 23h Quanto: R$ 15,00

O Movimento dos Sem Teto e a cafetinagem mafiosa da miséria alheia O Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST) não tem uma origem muito diferente do Movimento dos Sem Terra (MST). Ambos se originaram de problemas sociais verdadeiros. Durante muito tempo, houve miséria no campo. Com o agronegócio e a agricultura familiar de larga produção, essa realidade se inverteu. Mesmo assim, em sua gênese, os que reivindicavam terra para arar tinham razão de existir. O mesmo serve para os que precisam de um lar. O Brasil tem um enorme déficit habitacional. Segundo o Sindicato da Indústria da Construção Civil do Estado de São Paulo, 7,7 milhões de pessoas não tem onde viver. A falta de uma resposta objetiva das instâncias governamentais permite a ação de vigaristas, que sequestram e instrumentalizam as causas dos mais necessitados. Assim como os verdadeiros sem terra se tornaram massa de manobra de gente como José Rainha e João Pedro Stédile, os verdadeiros sem teto se tornaram massa de manobra de Guilherme Boulos, um playboy com pendores revolucionários. Dia desses, fantoches do MTST (grupo liderado por Boulos) invadiram o triplex pelo qual a Justiça condenou Lula. Em que isso de fato ajudava a dirimir o problema habitacional do país? O ato em si era apenas o pretexto de mais uma ação política em favor de um criminoso que quer voltar ao poder. Os “movimentos sociais” organizados não passam de agrupamentos ideológicos que vivem da exploração dos pobres que dizem representar. Algumas das pessoas que moravam no prédio que tombou em São Paulo relataram que pagavam “aluguel” para morar no lugar. O valor variava entre de R$ 250,00 e R$ 500,00. Segundo o Corpo de Bombeiros, cerca de 120 famílias estavam alojadas ali. Em um cálculo simples, tomando por base o custo informado pelos próprios residentes, é possível dizer que se arrecadava entre R$ 30.000,00 e R$ 60.000,00 por mês. Para onde ia toda essa montanha de dinheiro? Por certo não era para consertar o elevador, já que o vão destinado ao equipamento era utilizado como depósito de lixo. O que se passava no antigo prédio da Polícia Federal era cafetinagem da miséria. Trogloditas ligados ao movimento arrecadavam o mirrado dinheiro dos moradores à força, ameaçando-os inclusive com o uso da violência. A prática, tipicamente mafiosa, fazia dos pobres que ali habitavam em sequestrados do movimento que mandava no lugar. Ainda que trágico sob qualquer ponto de vista, o desabamento poderá servir para fazer ruir de vez o que resta da credibilidade de grupos como MTST, MSLM e LMD. Todos eles ainda com muitos simpatizantes na academia e nas redações de parte dos grandes veículos de informação. É preciso mostrar para o povo em geral que a desgraça alheia virou fonte de renda e palanque para certas figuras que têm pretensões inclusive eleitorais. * Redator e radialista


Gi Franceschet

O

Felicidade

grupo DNA da Alma realiza na próxima terça a palestra “Felicidade como ela é”, com o professor Clóvis de Barros Filho. O evento ganha espaço no Centro de Eventos Mario Bianchi, a partir das 19h30min. A ação é aberta ao público e os ingressos estão à venda no Cartório Kunzler por R$ 30,00. Veja mais sobre o evento na Capa do Inside.

Rock

A The Madalena Rock Band sobe ao Palco do Repúblia Beer neste sábado. O grupo traz o melhor do rock’n roll com seu repertório que inclui os clássicos Tina Turner, Bon Jovi, Madonna, Roxette, Pearl Jam, entre outros. A entrada estará disponível na hora.

Felipe Spinelli, Rafaela Roth e Lucas Bozzetti Pigozzi estão na linha de frente da Hórus Odontologia, inaugurada na sexta passada

Diego Frigo

Inauguração

No sábado aconteceu a inauguração da loja física da marca Enluaze, no Centro da cidade. A empresa que já atuava com loja online, oferece produtos em couro legítimo, como bolsas, mochilas e carteiras, para o público feminino e masculino. O novo espaço está localizado na rua Júlio de Castilhos.

Julio Dal Monte

Stéfany Machado anos com seus fam dia 28, no Resta

Giulia e Franciele Dal Monte em momento mãe e filha na recente viagem em família pela Córsega, Sicília e Sardenha, na Itália

Mônica Moroni e Cristiano Conte se uniram em matrimônio no sábado na Igreja de São Marcos. Os convidados foram recepcionados no Salão da mesma comunidade para os festejos. A organização e cerimonial teve assinatura de Denise Balbinot Colombo. A noiva vestiu Maison Blanc by Gil Chiossi

Ao centro Gabriela Orlandin e Dougl loja Enluaze, ladeados por seus cola e Lara Kieling, na inauguração do


Multifotos Studio

Arquivo Pessoal

Priscila Arsego

Dona Margarida Concatto recebeu o carinho dos filhos Paulo Concatto e Roseli Maria Concatto Barbosa pela passagem de seus 96 anos, celebrados no Hotel Concatto, no final de semana

Stein comemorou seus 15 miliares e amigos no último aurante Morada do Sabor

Lucas Dal Pizzol

las Galafassi, sócios da aboradores Miguel Polli o espaço, no sábado

Os pais Evandro e Daiane Bono, ao lado do filho Lucas, em sua festa de aniversário, na semana passada, na casa de festas Pilim Pim Pim

Novidade

Fique por Dentro

Nesta quinta a empresária Izadora Piccoli abriu as portas da terceira unidade da loja Loveback, no Iguatemi Caxias. A marca de lingeries e roupas íntimas aposta no conceito de Boutique em um ambiente com proposta neurosensorial, que ativa os sentidos e propõe o resgate do amor.

Funknejo

No sábado a Wood’s Caxias promove a festa Sertanejo Funk. No palco haverá show com Herbert Medeiros e a discotecagem fica por conta dos residentes DJ’s Lilo Lorandi e Junior Tochetto.

Clássica

O Boteco do Chá realiza sábado a clássica festa Gás Total & Nostalgia. Na noite, os DJ’s Bulin, Markão, Franco e Zanco tocam em seu line-up o melhor dos anos 80, 90 e 2000 para agitar o público.


Inside

8

Armando Wartha armandowartha@yahoo.com

A concretização de um ideal platônico

x-x-x-x-x-x Com esse texto eu encero minha participação neste espaço. Agradeço a todos que me leram, e ao Jornal Informante pela oportunidade de tornar pública a minha opinião sobre os diversos assuntos aqui abordados. Abraço! * Escritor e bacharel em Filosofia

Moda

Novo guarda-roupa pela causa autista Associação de Pais e Amigos do Autista vai realizar 7º Brechó neste sábado, no salão do bairro São José

Divulgação

O ideal platônico de como criar e educar filhos, está sendo seguido, mesmo já tendo passado mais de 2,3 milênios. Platão, na República, idealizou que os filhos dos cidadãos deveriam ser afastados dos pais ao nascer, e postos em creches comunitárias, sendo amamentados, criados e educados por profissionais especialmente preparados. Ou seja, nesse ponto específico, para o seu ideal de valorização da razão diante das emoções, Platão pretendia a criação e a educação dos filhos de uma forma puramente racional, pondo-se contrário a todo e qualquer laço emocional entre ambos. Defendia, ainda, a ideia segundo a qual a educação deveria ser de total responsabilidade do Estado, e o ensino, para aqueles que se destacassem, deveria se estender até aos 50 anos, idade em que atingiriam o máximo de conhecimento possível ao ser humano. Nesse estágio, tornar-se-iam filósofos, e, por consequência, aptos a governar a Pólis. Não é possível negar que, se comparado ao modo platônico de criar e educar, o modo pelo qual os criamos e os educamos, hoje, existem algumas diferenças. Por exemplo, é posto hoje que, ao filho, mesmo sendo criado por uma família adotiva, não lhe seja negado conhecer os pais biológicos. Outro ponto não convergente com o platônico é de que hoje não é fixado um teto para a educação. Temos apenas um piso. Isto é, somos obrigados por lei a oferecer estudo a nossos filhos e dependentes apenas no período da etapa Fundamental. Deixando de lado estas e outras possíveis pequenas diferenças, o que é que estamos fazendo, após mais de 2,3 séculos, com a criação e educação dos nossos pequenos? Não os estamos tirando de casa, para serem levados às creches, com não mais que alguns dias ou meses de vida? Estes não estão sendo alimentados pelas mãos de mães (professoras) não biológicas? Embora nossos filhos conheçam e convivam com os pais de sangue e demais familiares, não é verdade que eles vivem mais na Escola, assistidos por professores, do que em casa, embalados pelos aconchegantes colos das mães? Se descontarmos as horas de sono noturno, há como negar que são mais assistidos por professoras e babás do que pelos próprios pais? Sem fazer juízo de valor sobre o modo platônico de criar filhos, muito menos sobre o nosso, não perece ser verdadeira a conclusão de que estamos seguindo, se não na totalidade, pelo menos em grande parte, o ensinamento do antigo filósofo? Pensem nisso!

FARROUPILHA, 11 DE MAIO DE 2018

C

om gesto solidário é possível contribuir com a instituição e ainda garantir peças, móveis e artigos de cama mesa e banho por preços que variam entre R$ 1,00 e R$ 20,00. O 7º Brechó da Associação dos Pais e Amigos do Autista de Farroupilha (Amafa) vai acontecer neste sábado, no salão comunitário do bairro São José. Para quem deseja, ainda é possível fazer doações para contribuir com o evento. São aceitas roupas, calçados, móveis e peças de cama mesa e banho em boas condições. As organizadoras estarão recebendo as doações nesta sexta, diretamente no salão do São José, a partir das 17h30min. Fora deste período, é preciso entrar em contato com a presidenta da Amafa, Elaine Zanella Bartelle, pelo fone 991.068.246, para combinar a entrega. Ano passado o lucro foi de 4.769,25. A próxima ação da instituição ocorrerá apenas em 11 de agosto com o Chá da Família. Estes eventos contribuem para a manutenção da entidade.

Programe-se O que: 7º Brechó da Amafa Quando: sábado, das 7h às 15h Onde: Salão da Comunidade do São José

Compras do bem O brechó é uma das ações que contribuem para a manutenção e auxílio à entidade


FARROUPILHA, 11 DE MAIO DE 2018

Inside

Música

Músicos irão apresentar diversos estilos musicais sábado, na Praça da Bandeira Divulgação

Do clássico ao popular Os músicos Fábio e João irão interpretar canções como Lamentos, Hey Jude e Viva La Vida

A

Lauro Edson Da Cás ldacas@hotmail.com

Homenagem às mães

apresentação musical será realizada pela Secretaria de Turismo e Cultura, através da Casa de Cultura e da Escola Pública de Música (EPM). A homenagem vai acontecer sábado, às 11h, no coreto da Praça da Bandeira. Os músicos Fábio Chagas e João Pedro Almeida tocam do erudito ao popular, como Mozart, Bizet, Bach, Tom Jobim, Vinicius de Moraes, David Guetta e Coldplay. Vão levar à praça diversos estilos para agradar a todas mães, que tem dia

9

especial comemorado no domingo. Fábio, violoncelista, é professor de violoncelo da Orquestra Villa Lobos de Porto Alegre. Músico profissional, atua em várias Orquestras Sinfônicas do Estado, como a da UCS e a de Câmara de Unisc, de Santa Cruz do Sul. Já o contrabaixista João Pedro, é estagiário e aluno de preparação da docência da EPM de Farroupilha e foi admitido como aluno da Orquestra Sinfônica de Porto Alegre. Juntos formam um Duo de Cordas executando dois instrumentos de Orquestra considerados clássicos, formando uma melodia única.

As idosas no Japão O Japão, de fato, nos surpreende a todo instante, seja por novidades expressivas no ritmo do progresso da técnica/tecnologia e da própria ciência, seja por questões de avanços econômicos, sociais, etc. Entretanto, algo recente está chamando a atenção e provocando uma reviravolta social, ou seja, a questão ou a problemática das mulheres idosas que estão vivendo uma verdadeira crise existencial. Um novo fenômeno está em andamento por lá (sociologicamente considerando). O Japão, atualmente, possui 27,3% de sua população na faixa de 65 anos ou mais. E mais, algo tão significativo está mexendo e provocando reflexões, isto é, mulheres idosas estão cometendo pequenos delitos, como por exemplo, furto em lojas comerciais, justamente para serem presas. Friamente, se pode até considerar que as prisões do Japão estão se transformando em lares de idosos. Mas por quê? Sabe-se que a questão de cuidar de idosos é uma responsabilidade familiar e de comunidades. Claro que isso também está passando por mudanças. Como curiosidade, de 1980 a 2015, o número de idosos que moram sozinhos no Japão aumentou mais de seis vezes, que em números representam, aproximadamente, 6 milhões de pessoas. Já em 2017, conforme pesquisa realizada pelo governo japonês, constatou-se que mais da metade dos idosos cometeram furtos; destes, 40% não tem família ou raramente falam com parentes (estão sozinhas e já não sabem a quem recorrer quando precisam de ajuda). Yumi Muranaka, diretora da Prisão Feminina de Iwakuni (48 quilômetros de Hiroshima), confirma que as mulheres se sentem invisíveis, “elas podem até ter uma casa, uma família, mas isso não significa que elas tenham um lugar onde se sintam em casa”. Descreve, em outras palavras, que muitas não são compreendidas e que apenas são reconhecidas como alguém que faz as tarefas domésticas. Por terem idade avançada, se tornam, também, vulneráveis economicamente (quase metade das mulheres idosas que moram sozinhas vive na pobreza em relação à população em geral). Diante disso, vê-se que as idosas preferem cometer tais furtos (e serem presas) para encontrar algum tipo de atendimento e uma comunidade que lhes é negada em outros ambientes. Neste fenômeno, ainda, oficiais que desempenham funções de segurança junto às prisões estão se assemelhando a serem atendentes de uma casa de repouso. Exemplo de Satomi Kezuka (veterana oficial da Prisão Feminina de Tochigi, 100 quilômetros de Tóquio) que considera que seus deveres, agora, incluem lidar com as incontinências dessas pessoas. Bem como novos trabalhadores tiveram que ser contratados para ajudar presos mais velhos com banhos e outras funções durante o dia! Enfim, em plena comemoração ao Dia das Mães, uma singela reflexão para todos. Ampliam-se atendimentos, vendas, comércio com suas ofertas, mas atualmente, economizam-se sentimentos de valorização, de carinho e afeto para com elas. Ou se quer conviver com tal realidade descrita acima, como esta do Japão? Parabéns para todas as Mães que acompanham a grande família do Jornal Informante! * Mestre em Letras, Cultura e Regionalidade


Inside

10

FARROUPILHA, 11 DE MAIO DE 2018

Sétima Arte

Acelerando o processo de “O Lobo” relata história real de agente infiltrado que foi responsável pela queda de boa parte da estrutura da organização terrorista basca, que anunciou, na semana passada, sua dissolução

O

fim da II Guerra Mundial deixou muito mais do que uma Europa devastada. Ao tentar se reerguer das cinzas do pior conflito da história, o Velho Continente foi palco do surgimento de uma série de movimentos de luta armada de extrema esquerda. Foi o caso das Brigadas Vermelhas na Itália, do Baader Meinhof na Alemanha, e também de movimentos independentistas, como o Euzkadi Ta Azkatasuna, o ETA, na Espanha. Nascido em 1959, no auge da ditadura franquista, o Pátria Basca e Liberdade buscava a independência do País Basco, uma região localizada no norte da Espanha e sudoeste da França, com costumes e até mesmo língua própria. Como os movimentos na Itália e Alemanha, o ETA ganhou a simpatia de boa parte da população espanhola, já que era um pilar de resistência ao regime fascista de Francisco Franco. Porém, o apelo popular aos poucos foi deixado de lado a partir do momento que banhos de sangue passaram a pautar a agenda dos grupos. Com o franquismo entrando em colapso, bem como a saúde do general Franco, o ETA se tornava um verdadeiro pesadelo para o regime, já que orquestrava ataques com bombas, especialmente em Madri. Em um deles, assassinou o primeiro ministro espanhol, o almirante Luís Carrero Blanco. Foi justamente nesta época, no início dos anos 70, que a violência do grupo

aumentou de maneira considerável e que o serviço secreto espanhol resolveu infiltrar um agente na alta cúpula da organização. “O Lobo” relata a história de José Maria (Eduardo Noriega), um cidadão comum que foi cooptado a atuar como espião. Morador do País Basco, ele integrava uma rede anônima de apoiadores do ETA e, em uma operação policial, acabou detido. Por intermédio do policial Pantxo (Santiago Ramos), o delegado Ricardo (Jose Coronado) mantém contato com José Maria e pede se ele não estaria interessado em agir dentro da organização terrorista como um informante do serviço secreto. Em dificuldades financeiras e com mulher e filho pequeno para criar, ele não pensa duas vezes e acaba, sob o codinome de Txema, entrando nas fileiras do ETA. Com o suporte financeiro oferecido pelo Estado e junto com a bela Amaya (Mélanie Doutey), Lobo em pouco tempo consegue ascender até o primeiro escalão do grupo, formado pelo trio Asier (Jorge Sanz), Arrieta (Chema Muñoz) e o grande líder Nelson (Patrick Bruel), o comandante que agia nas sombras e era o principal alvo. A cúpula da organização estava concentrada no sul francês, onde tinha mais liberdade para agir do que em território espanhol. Com o repasse de informações por parte do agente infiltrado, aos poucos o serviço secreto começa a desmantelá-lo. No entanto, nem todos se impor-

tavam com Lobo, de forma que em muitos casos ele correu sério risco de ser uma vítima fatal nas investidas da polícia e serviço secreto. À medida que os comandos especiais

eram formados para um grande atentado a Madri, seu papel ganhou uma maior relevância e, com ele, cresceu o risco de ser descoberto pela organização terrorista.


FARROUPILHA, 11 DE MAIO DE 2018

Inside

11

Sétima Arte

desmantelamento do ETA Divulgação Imagem: Reprodução

Nas fileiras do ETA A bela Amaya (Mélanie Doutey) e Txema (Eduardo Noriega) tentam entrar na cúpula da organização basca: ingresso com propósitos diferentes

Baseado em uma história real, O Lobo é um thriller que ajuda e muito a contextualizar o conturbado período vivido pela Espanha. A atuação do agente foi decisiva para o enfraquecimento do ETA, já que 150 integrantes foram capturados a partir de suas informações. O filme de Miguel Courtois não faz nenhuma concessão. Pelo contrário. É um relato o mais próximo possível da realidade. Lançado em 2004, quando o ETA já dava sinais de enfraquecimento de suas bandeiras, a trama mostra como até mesmo no período em que a obra foi retratada, de 1973 a 1975, a possibilidade de abandono da luta armada pela política esteve em pauta e, mais do que isso, como a organização terrorista servia até mesmo para justificar as ações por parte do serviço secreto, como fica evidente e claro quando Lobo tem uma conversa franca e aberta com o delegado. “O País vai mudar nos próximos anos (numa alusão a Franco, que estava com a saúde debilitada). Sem o terrorismo, a esquerda exigirá demais. Precisamos dele para amenizar a transição”, declara Ricardo ao agente infiltrado em dado momento da trama. Evidente que o filme reabriu feridas, mas foi importante como documento histórico e um recorte preciso do momento mais traumático e violento da história espanhola no pós II Guerra. Na semana passada, o ETA, que já havia deposto as armas em 2011, anunciou oficialmente sua extinção e pediu perdão aos familiares das 829 vítimas fatais deixadas ao longo de suas quase seis décadas de atuação. Uma chaga aberta na recente história espanhola.

Título original El Lobo Título traduzido O Lobo Direção Miguel Courtois Roteiro Antonio Onetti Gênero Suspense Duração 119 minutos País Espanha Ano de produção 2004 Estúdio Mundo Ficción Distribuição Paris Filmes


12

Horóscopo Áries - 21/03 a 20/04

Semana em que continua atuante a tendência à introspecção e à reflexão. Poderá se sentir auxiliado a resolver problemas que tem sido bastante delicados. Não é um momento interessante para iniciar algo, mas para resolver pendências.

Touro - 21/04 a 20/05

Semana interessante para relacionamentos, amizades e questões espirituais. Você tende a se sentir compreendido por certos amigos e pessoas próximas. Projetos envolvendo arte, autoconhecimento e espiritualidade estão beneficiados.

Gêmeos - 21/05 a 20/06

Temos uma conjunção de Lua e Netuno no setor de carreira. A semana pode favorecer questões profissionais e vinculadas a relacionamentos. É importante não ter grandes expectativas, mas saber fluir com os acontecimentos.

Câncer - 21/06 a 20/07

A Lua está conjunta a Netuno, indicando uma semana de grande sensibilidade. O momento é favorável ao desenvolvimento espiritual, autoconhecimento e contato com pessoas distantes. A forma como você expressa seus sentimentos está em destaque.

Leão - 21/07 a 22/08

Muita atenção com situações enganosas e dúbias no terreno financeiro e afetivo. O momento é propício para você aprofundar a busca por autoconhecimento e evolução emocional. Pode receber algum presente com grande valor sentimental.

Vírgem - 23/08 a 22/09

Temos uma conjunção de Lua e Netuno no setor de relacionamentos. É importante ser compassivo, altruísta e solidário nas relações. É importante também estabelecer limites claros para não se sentir usurpado em seus direitos.

Libra - 23/09 a 22/10

A conjunção de Lua e Netuno ocorre no setor de saúde e trabalho. O momento é importante para usar mais a inspiração e a criatividade no trabalho. É preciso ter calma em relação à resolução de questões financeiras.

Escorpião - 23/10 a 21/11

Semanacom forte índole criativa e amorosa. Atenção com o excesso de expectativas, que pode se revelar danoso na vida afetiva. Momento importante para rever suas verdades, paradigmas, crenças e conceitos.

Sagitário - 22/11 a 21/12

Familiares podem estar precisando do auxílio dos sagitarianos. É importante ser prestativo e solidário, mas também respeitar sua vulnerabilidade e seus limites. Fase em que o mais importante é o seu desenvolvimento interno, emocional e espiritual.

Capricórnio - 22/12 a 20/01

Importantes questões envolvendo parentes e pessoas próximas. Pode ser instigado a auxiliar pessoas que estejam em uma condição desfavorável. Semana significativa para ouvir mais a intuição e honrar suas sensibilidade.

Aquário - 21/01 a 19/02

Não é um bom momento para negócios, pois talvez não haja clareza. A fase é positiva para perceber o valor emocional e espiritual do que lhe é importante. Investimentos envolvendo autoconhecimento, terapias e questões psicológicas estão favorecidos.

Peixes - 20/02 a 20/03

Temos uma conjunção do seu regente, Netuno, e da Lua em seu signo. A semana é interessante para a intuição dos piscianos. Momento em que você se destaca pela sua criatividade, inventividade e sensibilidade.

Inside

FARROUPILHA, 11 DE MAIO DE 2018


FARROUPILHA, 11 DE MAIO DE 2018

VENDO ou TROCO por apartamento no centro, uma CASA de dois pisos, bem localizada (imediações da Zanella para brisas) no Bairro Santa Catarina. Tratar (54) 9 9979.0637. ALUGA-SE APARTAMENTO de 2 e 3 dormitórios em ITAPEMA / MEIA PRAIA, Santa Catarina. 150 metros do mar. A partir de 15/01. Tratar. F. (54) 9 9118 1642. VEJA, QUE EXCELENTE OPORTUNIDADE! Estamos VENDENDO, nas imediações de NOVA SARDENHA, em lugar plano, uma CHÁCARA com 10.000m² de área, disponível com água e luz. Já está escriturada! Somente R$ 175.000,00. Ligue agora! (54) 9 9925-2068.


2

FARROUPILHA, 11 DE MAIO DE 2018


FARROUPILHA, 11 DE MAIO DE 2018

3


4

IMPERDÍVEL! 2 TERRENOS PELO PREÇO DE 1! 613m² em rua toda asfaltada no Monte Verde. Apenas R$ 140.000,00! Confira! (54) 9 9925-2068. VENDO TERRENO de esquina com 1.377m² a uma quadra da rodoviária e do Shopping Centro de compras. F. 9 9118.1642. VENDO TERRENO, localização central em Arroio do Sal a duas quadras do mar F. 9 9118.1642. ALUGUEL: direto com a proprietária de um APARTAMENTO de dois dormitórios, com 2 sacadas, e vaga de garagem, próximo à Defensoria Pública. Escola nas imediações. E, uma SALA COMERCIAL, na Independência, com 168m² no Bairro São Luiz. Fones: 9 9951.3583 / 3268-1062. VENDO 4 terrenos de Cooperativa já com área comprada. F.: 9 9118.1642. VENDO CASA MISTA localizada no Bairro Pio X, ao lado da Igreja. (A mesma já está alugada através de imobiliária pelos valores de R$ 1.000,00 por mês). Tratar: (54) 9 9118 1642.

FARROUPILHA, 11 DE MAIO DE 2018


FARROUPILHA, 11 DE MAIO DE 2018

7


mães

Especial Dia das

Parte Integrante da edição 537 - Não podendo ser vendido separadamente

Amor sem medida A rotina de quem tem filho recém-nascido em casa é intensa. É trabalho 24 horas por dia, sete dias por semana. Com outras crianças em casa a tarefa fica ainda mais difícil, mas é recompensadora Páginas 6 e 7


2

Farroupilha, 11 de maio de 2018

Dia das Mães

pelo mundo

Flores, presentes, cartões, abraços e muitos mimos fazem parte das comemorações do Dia das Mães em todo o mundo. Porém, apesar da universalidade na forma de celebrar a importância das mães na vida da família, nem todas as culturas comemoram a data no mesmo dia e da mesma forma. O segundo domingo de maio foi escolhido para celebrar o Dia das Mães no Brasil e em vários outros Países como China, Dinamarca, Alemanha, Grécia, Itália, Japão, Canadá, Peru, Suíça, EUA e Venezuela, entre outros. Mas muitos Países têm datas diferentes para reconhecer o valor das mães, como a Argentina, que comemora no segundo domingo de outubro, e o Líbano que esperam o 1° dia da Primavera para agradecer às mães por seu amor e dedicação. Diferentes comemorações Nos dias atuais o Dia das Mães tornou-se uma data bastante comercial, com enfoque na venda de presentes, flores e doces para presentear a rainha do lar. Mas nem todos os Países se renderam ao teor comercial da data.

Apesar de também presentar suas mães neste dia especial, na China a data foi oficializada em 1997, com o objetivo de conscientizar a população a ajudar mães carentes de áreas rurais do País oriental. O Dia das Mães japonês era inicialmente comemorado durante o período histórico Shöwa, com o aniversário da Imperatriz Köjun (mãe do Imperador Akihito). Hoje em dia a data também tornou-se bastante comercial e as pessoas tradicionalmente presenteiam suas mães com flores, como cravos e rosas. No Nepal, o Dia das Mães é chamado Mata Tirtha Aunshi (derivado das palavras “Mata”, que significa “mãe”, e “Tirtha”, que significa peregrinação) e comemorado em abril. O festival cai na época da “lua escura” e é celebrado em homenagem e em respeito às mães ainda vivas e também às falecidas. Ir à peregrinação de Marta Tirtha, situada no lado oriental do Kathmandu Valley, é outra tradição comum no Nepal.

Datas da comemoração em alguns Países

8 de março: Albânia, Rússia, Sérvia, Montenegro, Bulgária, Romênia e Moldavia 21 de março: Egito, Síria, Arábia Saudita e Emirados Árabes Unidos 10 de maio: México, Guatemala, Bahrein, Hong Kong, Índia, Malásia, Qatar e Singapura

1º domingo de maio: Portugal, Lituânia, Hungria, Espanha, Moçambique e Angola 2º domingo de maio: Brasil, África do Sul, Austrália, Bélgica, China, Dinamarca, Alemanha, Itália, Japão, Canadá, Áustria, Peru, Suíça, Formosa, Turquia, Estados Unidos e Venezuela

27 de maio: Bolívia e República Dominicana

Último domingo de maio: França, Suécia e Haiti

15 de agosto: Bélgica e Costa Rica

2º domingo de outubro: Argentina


Farroupilha, 11 de maio de 2018

3

Amor de vó: ser mãe duas vezes “...Ela mora em outra casa. Traz presentes. Faz coisas não programadas. Leva a passear, não ralha nunca. Deixa lambuzar de pirulitos. Não tem a menor pretensão pedagógica. É a confidente das horas de ressentimento, a secreta aliada nas crises de rebeldia...” A descrição da famosa romancista Rachel de Queiroz traduz bem o papel da avó na vida dos netos. Na casa da avó pode tudo. Pode dormir sem lavar as mãos, mexer no armário da louça, fazer trem com as cadeiras da sala, destruir revistas, riscar a parede com o lápis e pode fazer muitas outras faceirices da infância. O amor de avó é um amor sem medida, sem a preocupação de ter que educar e ensinar

Mas, tanto mimo e satisfação de vontades precisam ter limites. Segundo as psicólogas Roberta Seles da Costa e Raiana Bonatti de Souza Botão, associadas da Sociedade Brasileira de Psicologia, a avó tem um papel complementar, porém importante na vida dos netos. Contudo, os principais responsáveis pela educação são os pais.

do os avós interferem nos limites impostos pelos pais e permitem que a criança faça o que deseja sem ressalvas, é provável que ela não aprenda o que é adequado e inadequado em uma situação, o que pode contribuir para diversas dificuldades na vida do neto, incluindo problemas vinculados aos relacionamentos interpessoais, afinal, o neto certamente encontrará pessoas diferentes de si e é preciso respeitar os limites e o espaço do outro”, explicam as profissionais.

“Certamente o papel de avó dispõe de privilégios, mas isso não significa que ‘vale tudo’. O desenvolvimento saudável de uma criança inclui que ela discrimine como se comportar em diferentes contextos. Quan-

Então, para as vovós de plantão, a dica é aproveitar muito os momentos ao lado dos netos, mas nunca esquecer de ser um ponto de apoio para os pais na desafiadora tarefa de educar.

para a vida. O amor é diferente do amor pelos filhos, é um amor sem preocupação de acertar.


4

Farroupilha, 11 de maio de 2018

Tempo com os filhos x dedicação ao trabalho Acompanhar o desenvolvimento e as conquistas dos filhos é o sonho de toda mãe. Estar presente quando o pequeno der os primeiros passos, quando disser “mamãe” pela primeira vez, quando cair e ralar o joelho, quando perder o primeiro dentinho, ou quando aprender a escrever o próprio nome. São muitas as etapas de desenvolvimento de uma criança, e participar de todas elas nem sempre é possível para quem concilia maternidade e carreira. É pensando em estar mais presente e poder participar de cada momento da vida dos filhos que muitas mulheres decidem deixar o mercado de trabalho formal e investem em negócios próprios, concentrando, muitas vezes, mais trabalho, porém, maior flexibilidade de horário. Calcula-se que mais de 10 mil brasileiras tocam seus próprios negócios, e que 15% das novas mamães decidem criar uma nova fonte de renda após o término da licença maternidade. Os dados são da Rede Mulher Empreendedora, uma rede fundada em 2010 com o objetivo de unir e apoiar as mulheres empreendedoras no desenvolvimento de seu negócio.

Empreendedorismo materno O conceito Empreendedorismo Materno é um fenômeno recente no Brasil. Abrange as mudanças no estilo profissional das mães, provocadas pela maternidade ou deflagradas a partir dela. A mãe empreendedora pode exercer uma nova atividade ou voltar ao seu antigo trabalho, mas buscando novas formas e um novo volume de dedicação.

De acordo com Ana Fontes, fundadora da Rede Mulher Empreendedora, inúmeros fatores apoiaram o crescimento das mulheres empreendedoras no País, mas, principalmente, a flexibilidade de ser dona do próprio tempo. “Ter um negócio não significa trabalhar menos, mas pode garantir liberdade de horário, essencial para organizar seu tempo. Além da maternidade, que faz com que a mulher repense a questão da presença familiar”, ressalta. O perfil das mulheres que buscam pela Rede são de profissionais maduras (69% estão acima de 31 anos), com mais anos de estudo (84% tem nível superior ou pós graduação), que estão atrás de flexibilidade de horários e independência financeira (62% estão no ramo de serviço), ou por motivos pessoais, como mais tempo para os filhos. “Elas geralmente optam pelas áreas de negócios em que têm mais conhecimento da parte técnica. Mas a partir do momento em que os negócios começam a se desenvolver, surgem as dificuldades nas áreas administrativa, financeira e comercial e de comunicação”, revela a fundadora da Rede.

Segundo a Maternarum, uma rede fundada por quatro mães e que estimula o empreendedorismo materno, apesar de ainda ser uma realidade o fato de que a sociedade expõe a mulher a grandes jornadas de trabalho, quando a mãe é encorajada a buscar novas formas de empreender, ela tem mais flexibilidade nesses horários, pode dedicar mais tempo ao cuidado dos filhos e se organizar da forma que acha mais adequado.


Farroupilha, 11 de maio de 2018

5

Mãe Empreendedora

Os desafios de trabalhar em casa Se você, assim como muitas mulheres, está pensando em investir em um negócio próprio para trabalhar em casa, mais perto dos filhos e com mais flexibilidade para estar com a família, atenção: é preciso muita disciplina e alguns cuidados para não deixar a rotina do lar influenciar no trabalho e vice-versa. Trabalhar em casa exige organização e colaboração. Os ganhos com flexibilidade de horário, menor estresse com deslocamentos, maior economia e a proximidade familiar, muitas vezes esbarram em questões como as interrupções domésticas, a falta de delimitação do tempo de trabalho, o espaço físico nem sempre adequado e específico para sua atividade e o isolamento profissional. Todo e qualquer negócio exige regras que são necessárias para uma boa produtividade e tais regras, quando negligenciadas, colocam em risco o seu produto ou a sua capacidade de transformar sua ideia em um negócio lucrativo.

Em um artigo publicado no portal Empreendedorismo Rosa, a psicóloga e psicanalista Vânia Vidal de Oliva fala sobre a importância da mãe empreendedora saber limitar, delegar, mandar, barrar e correr riscos para fazer do seu negócio um empreendimento de sucesso. “Para tal, ela precisa estar em equilíbrio consigo mesma e ciente do seu desejo como empreendedora. Sua postura e sua atitude precisam corresponder ao seu desejo de avançar neste campo, mesmo sabendo que terá que sacrificar parte do seu tempo e atenção à sua família”, afirma. A psicóloga também avalia que avança como empreendedora aquela mulher que consegue lidar com sua culpa, minimizar suas angústias, delegar responsabilidades e equilibrar seu tempo. Outras se tornam apenas mães prendadas, acrescenta a especialista.

Dicas para investir em seu próprio negócio Procure um negócio que seja a combinação entre fazer o que gosta, encontrar uma oportunidade de negócio e ter chance de crescimento; Defina qual será o diferencial do seu negócio perante seus concorrentes; Tente vender seu produto/serviço de uma forma bem simples, sem grandes investimentos, para avaliar se ele tem aceitação com os clientes; Esteja pronta para lidar com os desafios financeiros. Um negócio leva em média três a cinco anos para se estabelecer; Não economize na contratação da equipe, pois eles serão a garantia do seu sucesso. Fonte: Rede Mulher Empreendedora


6

Farroupilha, 11 de maio de 2018

Rotina cansativa, mas repleta de amor

Acordar no meio da madrugada, dar de mamar, trocar a fralda, fazer arrotar e esperar o ciclo começar novamente. A rotina de quem tem filho recém-nascido em casa é intensa. É trabalho 24 horas por dia, nos sete dias da semana. E quando há outras crianças na casa então, a tarefa fica ainda mais difícil.

Shirley Hilgert, autora do blog Macetes de Mãe, conhece bem essa dura realidade. Mãe de um lindo menininho de 5 anos de idade, teve seu segundo filho, Caetano, 3 anos, e enfrenta a cansativa rotina de ser mãe de dois.

“O Caê é bonzinho, dorme bastante e bem. Mas mesmo assim, não é fácil. O dia é todo de dedicação ao pequeno e, quando o Leo não está na escola, a ele também. À noite, consigo colocar os dois na cama até 21h, o que é ótimo. Só que depois disso, só tomo um banho, janto e caio eu na cama também, pois logo terei que acordar para amamentar e seguir acordando madrugada adentro”, relata. A exaustão pode ser grande, e a falta de tempo para cuidar de si mesma muitas vezes deixa a nova mamãe aflita e sem direção, mas o amor é sem medidas e compensa cada sacrifício.

“Nessa fase da maternidade, é o amor sem tamanho que nos dá energia, ânimo e não nos faz pirar. Pois a exaustão é grande. Nessa fase, temos que manter em mente que vai passar. Que com o tempo tudo fica mais fácil, temos maiores intervalos e a gente volta a pensar um pouquinho em nós de novo”.

Seja gentil com você Para as psicólogas Roberta Seles da Costa e Raiana Bonatti de Sousa Botão, mestrandas em Análise do Comportamento e associadas da Sociedade Brasileira de Psicologia, o ingrediente central frente a tanta correria é, sobretudo, uma relação repleta de amor. “Ser mãe significa ter oportunidade de ser parte da história do filho ou filha de um modo especialmente significativo. Nesse sentido, é preciso que os passos e as exigências sejam graduais de ambas as partes. Seja gentil com você mesma, afinal, você também está aprendendo a ser mãe. Mesmo que já tenha outros filhos, cada indivíduo é único e certamente haverá necessidades diferentes. Como se não bastasse, ao longo do ciclo da vida as demandas dos filhos também vão se modificando e novamente as mamães vão aprendendo a ser mães de adolescentes, jovens, adultos, idosos. Embora esse pareça o maior desafio, é igualmente o maior presente”, indicam as profissionais.

Embora esse pareça o maior desafio, é igualmente o maior presente.


7

Farroupilha, 11 de maio de 2018

Apoio é fundamental para vencer a fadiga A maternidade está relacionada a mudanças em aspectos bastante amplos na vida da mulher, incluindo desde alterações biológicas e estéticas até a rotina diária. Por isso é importante que ela aproveite esse novo papel, sem anular os demais papéis que já faziam parte de sua vida, como de esposa, amiga, profissional, entre outros. É muito comum novas mamães quererem assumir todas as funções no cuidado da criança e acabarem se sobrecarregando em meio a muitas mudanças trazidas com a maternidade. Para vencer a fadiga da nova rotina, a dica das psicólogas Roberta Seles da Costa e Raiana Bonatti de Sousa Botão é buscar pontos de apoio. “Esta ajuda pode vir de várias partes: do médico especialista que acompanha a gravidez e aquele que acompanhará a criança desde o momento de seu nascimento; de familiares e amigos da mãe, que podem ajudar no processo pós-parto, ou com a parceria para que as descobertas sejam desvendadas em conjunto; e do outro responsável pela criança, mesmo que este não tenha mais um vínculo amoroso com a mãe. Toda a ajuda é bem-vinda para lidar com a maternidade”, recomendam. Cuidar de si mesma É claro que um bebê exige muita atenção e cuidado, e para oferecer todo esse carinho é preciso também cuidar de si mesma e reservar um tempo para si. “A princípio isso pode parecer impossível, porém é essencial para manter o equilíbrio e diminuir a sobrecarga. Não existem fórmulas mágicas, é necessário que cada pessoa encontre as melhores estratégias para conciliar as diferentes demandas da rotina. Uma boa dica é incluir outras pessoas nessa aventura. Os papais, por exemplo, devem ter tantas responsabilidades quanto às mães, cada um ao seu modo pode e deve colaborar”, orientam.

Depressão pós-parto A depressão pós-parto acomete mulheres que acabaram de ser mães e ocorre geralmente entre o segundo e o quinto mês de vida do bebê. Segundo as psicólogas Roberta e Raiana, a depressão pode acontecer na vida de qualquer pessoa e muitos podem ser os precedentes para o desenvolvimento deste transtorno. Neste caso específico, algumas hipóteses podem ser levantadas, como a mudança drástica na rotina da

mulher e da família; a perda de atividades antes consideradas prazerosas; a inserção de estímulos considerados aversivos, tais como o choro da criança; a falta de experiência, o que pode acarretar em uma alta exigência da mulher; ou episódios depressivos em outros momentos da vida da mãe. Além destes, muitos outros podem ser os eventos que antecedem e mantém os comportamentos depressivos, sendo imprescindível o acompanhamento de profissionais da área tanto para o diagnóstico, quanto para o tratamento da doença.


8

Farroupilha, 11 de maio de 2018

Não esqueça do presente, afinal, ela merece Todos os anos pais e filhos se aventuram na mesma missão: encontrar o presente ideal para reconhecer o valor e a importância da esposa e mãe dentro do lar e na vida da família. Mas nem sempre esta é uma tarefa fácil, não é mesmo?

Para ajudar você nesta difícil, porém importante função, separamos algumas dicas de presentes simples, práticos e que vão acertar em cheio o coração das mães no seu dia especial. Escolha a opção que mais combina com o estilo da sua mãe e mãos à obra. Se optar por comprar um presente pronto, não esqueça: nada de coisas para a casa, afinal, o dia é dela!

Presentes Roupas, sapatos e joias são sempre opções certeiras. Mas você pode ir além do tradicional e comprar para ela algo que tenha relação direta com seus gostos. Se ela é uma mulher esportiva, vale dar uma bicicleta; se gosta de cuidar do jardim, um kit jardinagem feminino; se é vaidosa você pode dar um porta joias ou um dia no spa. Surpresa especial Montar um mural de fotos da mãe cuidando da família em uma parede da sala, com formato de coração, é uma linda forma de homenagear sua mãe. Outra ideia que irá surpreendê-la é organizar um pic-nic em um lugar que ela goste muito. Aproveite para fazer um lindo cartão à mão para colocar na cesta e declarar a ela seu amor.

Do tipo faça você mesmo Que tal fazer mini lousas com um recadinho carinhoso para enfeitar a geladeira dela? Reaproveite disquetes velhos para fazer os quadrinhos. A superfície do disquete é bem preta e fosca, como uma lousa e dá para escrever com giz. Basta decorar, colocar um imã na parte de trás e deixar sua mensagem de Feliz Dia das Mães. E o legal é que as mensagens podem ser atualizadas todos os dias! Fonte: http://www.decorviva.com.br/

Edição 537  
Edição 537  
Advertisement