Page 1

FARROUPILHA

|

ANO XI

| EDIÇÃO 536

| 4 DE MAIO DE 2018 |

R$ 3,00

Senac Farroupilha promove 13ª Feira de Oportunidades com programação intensa, de segunda a sexta da semana que vem

Matéria Especial, páginas 2 e 3, e Editorial ECONOMIA

Sicredi também no Social

Cooperativa de Crédito lança Fundo de apoio a projetos de Educação e Cultura Página 8

POLÍTICA

HBSC espera R$ 1 milhão

Dos R$ 2,7 milhões prometidos em emendas, boa parte não foi indicada Página 12

ESPORTE

Brasil e sua última cartada

Rubro-verde necessita de vitória em clássico diante do Esportivo, no sábado Página 15

Yasmin Signori Andrade

Oportunidade de aprendizado


2

FARROUPILHA, 4 DE MAIO DE 2018

capacitação

Sem desculpas para o aprendizado A 13ª Feira de Oportunidades do Senac Farroupilha vai acontecer de segunda a sexta da próxima semana rua da República, 617, Centro, com espaço mais amplo e pronto para atender a todos. O Senac promete capacitar mais de 100 mil pessoas no Estado e 2 mil em Farroupilha. Todos os anos a projeção é essa, porém, no ano passado, foram 2.180 pessoas que saíram mais capacitadas para a vida profissional, juntando palestras ocorridas em escolas e no Senac. Além de Farroupilha, este ano a unidade vai atender as cidades de São Vendelino e Vale Real. “Além do mais, a Feira procura promover a escola, os cursos e também os produtos que o Senac oferece, como o Desenvolvedor de Jogos Eletrônico. Um produto que busca incentivar jovens a desenvolverem suas habilidades da área da criação e tecnologia”, observa Evandra Scotta, diretora do Senac Farroupilha há cinco anos. O Senac Fecomércio RS, prepara jovens e adultos para o mercado profissional, através de cursos e especializações, desde a área de

Yasmin Signori Andrade

U

ma semana de ações voltadas para a qualificação profissional e mercado de trabalho, onde todos podem participar. Farroupilha recebe a Feira desde sua primeira edição e, a cada ano que passa, se torna mais reconhecida e conceituada, sendo hoje um dos mais importantes eventos de incentivo à educação profissional do Estado. A Feira de Oportunidades foi criada em alusão ao Dia do Trabalhador, que é celebrado em 1º de maio. Com o tema “Você e a chance de mudar de vida: vai dar match”, a Feira deste ano procura inovação em relação a influência da tecnologia. A palestra principal foi nomeada “Digital: o seu futuro profissional”, focada na área digital e tecnológica, que é a demanda do mercado de trabalho atual. As palestras abertas ao público em geral vão acontecer na unidade do Senac Farroupilha, que completou um ano em novo endereço, na

De braços abertos A equipe da Senac Farroupilha está se preparando para receber todos na próxima semana

conhecimento científico até áreas da beleza e costura. O objetivo da Feira é levar qualificação profissional gratuita para o maior número de gaúchos. Para participar das palestras basta se inscrever no site (http://www.senacrs.com.

br/farroupilha) ou entrar em contato pelo fone 3268-1611. No dia do evento, é preciso levar uma doação de alimento não perecível ou uma peça de roupa. O Senac também já é um ponto de coleta para a Campanha do Agasalho deste ano.


3

FARROUPILHA, 4 DE MAIO DE 2018

Palestras

Confira programação da 13ª Feira de Oportunidades do Senac Farroupilha

T

o d a s as palestras abertas ao público serão na unidade do Senac Farroupilha (República, 617). Para participar basta se inscrever e levar no dia do evento 1 quilo de alimento não perecível ou agasalho. Além destas, o Senac vai promover diversas palestras em escolas, fechadas aos alunos do Ensino Médio. Na próxima sexta, às 19h30min, na Casa Legislativa Lidovino Antônio Fanton, vai acontecer o encerramento da Feira, com desfile do curso de costura, inspirado na atriz Audrey Hepburn.

Segunda 9h e 14h: palestra Educação Profissional como caminho para o mercado de trabalho Palestrante: Liliana Cainelli Cambruzzi Ferretti 19h30min: palestra Educação Profissional como caminho para o mercado de trabalho Palestrante: Jerônimo Portolan Filho Terça 8h e 13h30min: Palestra Digital, o seu futuro profissional Palestrante: Jerônimo Portolan Filho Quarta 9h e 14h: palestra Educação Profissional como caminho para o mercado de trabalho Palestrante: Diego Frigo Quinta 9h e 14h: palestra Educação Profissional como caminho para o mercado de trabalho Palestra sobre nutrição 19h30min: palestra Educação Profissional como caminho para o mercado de trabalho Palestrante: Egui Baldasso Sexta, dia 11 9h e 14h: palestra Educação Profissional como caminho para o mercado de trabalho Palestrante: Egui Baldasso

egui Autor do livro “Sequência de Rabiscos”, jornalista comanda as três últimas palestras do evento

Divulgação


4

FARROUPILHA, 4 DE MAIO DE 2018

Projeto de Lei 7.448 e os Administração Pública Felipe Faiwichow Estefam *

O

exercício de atividade de controle não pode ser realizado como um fim em si mesmo, tampouco pode se apropriar de pautas de decisões que cabem ao órgão ativo da Administração, como aquelas relacionadas às políticas públicas. É descabido também que o controle da Administração seja voltado exclusivamente à verificação formal do atendimento de dispositivos legais em desconsideração da avaliação do impacto das medidas tomadas. Portanto, é louvável a proposta de que os agentes que decidem e que controlem ajam com base em dispositivos normativos claros, certamente interpretados pelas lentes constitucionais, e que considerem as consequências práticas de suas decisões (art. 20). Pelas mesmas razões, é elogiável também o art. 21 do projeto que exige sejam indicados de modo expresso as consequências jurídicas e administrativas da decisão tomada que decrete a invalidação de ato, contrato, ajuste, processo ou norma administrativa, na esfera administrativa, controladora ou judicial. Ainda sobre a qualidade da decisão, quadra notar que a doutrina do Direito Administrativo Brasileiro, alinhada com as melhores práticas internacionais, avança no sentido de que o administrador e o controlador devam elaborar as suas decisões, encarando a situação concreta de um modo sistemático e transparente, por meio de uma interpretação analítica e empírica. É justamente o que o art. 22 do projeto quer positivar por meio da pres-

crição de que “na interpretação de normas sobre gestão pública, considerem os obstáculos e as dificuldades reais do gestor e as exigências das políticas públicas a seu cargo, sem prejuízo dos direitos dos administrados”. Alinhado a isso tudo, a segurança jurídica é resguardada em face da atualização de posicionamentos por parte dos gestores e controladores. Determina o projeto, a esse respeito, que: (a) a decisão administrativa, controladora ou judicial que estabelecer interpretação ou orientação nova sobre norma de conteúdo indeterminado, impondo novo dever ou novo condicionamento de direito, deverá prever regime de transição quando indispensável para que o novo dever ou condicionamento de direito seja cumprido de modo proporcional, equânime e eficiente e sem prejuízo aos interesses gerais (art. 23) e (b) a revisão, na esfera administrativa, controladora ou judicial, quanto à validade de ato, contrato, ajuste, processo ou norma administrativa cuja produção já se houver completado leve em conta as orientações gerais da época, sendo vedado que, com base em mudança posterior de orientação geral, se declarem inválidas situações plenamente constituídas (art. 24). Ainda, o projeto cria barreiras ao desempenho de controle disperso e desconsertado em relação a atos e contratos administrativos controversos, mas relevantes, os quais podem vir a ser controlados de modo concentrado pelo Judiciário, por meio do ajuizamento ação declaratória de validade de ato administrativo, quando evidenciadas razões de segurança jurídica de interesse geral (art. 25). Por último, o projeto limita a possi-


5

FARROUPILHA, 4 DE MAIO DE 2018

novos paradigmas da (parte final)

I

:R

em

g ma

ão

od

r ep

bilidade de responsabilização pessoal do agente público em casos de dolo ou erro grosseiro, atribuindo ao agente que tiver de se defender por conduta praticada no exercício regular de suas competências, o direito de obter o apoio da entidade, inclusive nas despesas com a defesa (art. 28, caput, § 2º). De fato, a ameaça de responsabilização de autoridades públicas é constante em todas as esferas administrativas, até mesmo quando não há provas de dolo, fraude ou má-fé. A prática mostra que os órgãos de controle manejam um superpoder, muitas vezes aplicado sem os devidos cuidados e seriedade. Por tal razão, andou bem o projeto ao dar segurança jurídica ao tomador de decisão que não pode ficar refém da “cultura da suspeita” e da “corruptofobia”. Ora, apenas aquele que tiver a intenção deliberada de obter o resultado

ilícito ou que agiu com culpa gravíssima pode ser responsabilizado. Assim, se se agiu na conformidade de parecer técnico-jurídico e sem dolo ou culpa grave, não há razão para penalizar o agente, assim como se firmou na jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça. Por certo, o exercício da atividade administrativa e o seu controle devem equalizar-se aos mandamentos de transparência, eficiência e governança pública. A solidificação e implementação de regras claras e seguras tendem a provocar mudanças significativas na gestão pública, respondendo, inclusive, à crise de credibilidade que acomete a Administração Pública e os órgãos de controle. * Advogado, professor de Direito Administrativo e mestre em Direito Público pela PUC/SP


6

FARROUPILHA, 4 DE MAIO DE 2018

Chance para ser aproveitada Na próxima semana, o Serviço Nacional da Aprendizagem Comercial (Senac) de Farroupilha realiza uma nova edição da Feira de Oportunidades, a 13ª, que acontece em todos os municípios do Rio Grande do Sul que contam com unidades da integrante do Sistema S. Como o nome sugere, é um evento voltado a quem busca uma

inserção no sempre concorrido e disputado mercado de trabalho. O Senac Farroupilhense preparou uma série de palestras que estão focadas na educação profissional como um caminho mais curto para se chegar ao mercado (veja mais na Matéria Especial, páginas 2 e 3), no evento que deve reunir mais de 2 mil pessoas

nos cinco dias de realização. Evidente que o evento, por si só, não tem o poder de inserir ninguém no mercado, mas ele tem o objetivo de ser um facilitador, de mostrar caminhos, novas perspectivas aos que buscam oportunidades profissionais. Isso sem falar na proximidade do público com o próprio Senac, que ofere-

ce uma série de cursos voltados as mais diversas áreas de atuação. É uma ótima chance para ser aproveitada, especialmente para o público jovem, que procura o primeiro emprego. Em um cenário turbulento, com quase 14 milhões de desempregados, pequenos detalhes podem fazer uma grande diferença no mercado.

OPINIÃO

A escorchante e injusta carga tributária brasileira Celso Luiz Tracco * O brasileiro trabalha mais de 5 meses por ano (153 dias) apenas para pagar impostos, taxas e contribuições aos governos federal, estadual e municipal. Existem cerca de 90 modalidades diferentes de obrigações tributárias que infernizam o cotidiano da população. Neste cipoal de normas tributárias, deve-se considerar que as regras mudam constantemente, para desespero dos contribuintes e alegria dos advogados tributaristas. Desde 1990, posse de Fernando Collor, primeiro presidente eleito democraticamente depois da ditadura militar, a carga tributária brasileira só cresce. Em 90 ela correspondia a 23% do PIB, em 2017 chegou a 33%.

Como não houveram condições políticas para aumento de impostos desde 2014, em função de escândalos de corrupção, recessão econômica, impeachment da presidente Dilma, as contas públicas apresentaram um déficit em torno de R$ 150 bilhões, financiados por empréstimos bancários. A situação fiscal de Estados como Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul é dramática. Ou seja, a carga tributária brasileira, que é uma das mais altas do mundo, ainda é pequena para fazer frente aos gastos governamentais, muitos deles inúteis. Imposto tem uma essência positiva, como mecanismo de redistribuição de renda, visando uma maior justiça social. Aqueles que possuem mais renda e patrimônio deveriam pagar mais

Índice

Editorial

Matéria Especial....................................... Páginas 2 e 3 Editorial e Opinião.................................. Página 6 Economia ..................................................... Página 8 Cidade .......................................................... Páginas 9 a 11 Política ....................................................... Página 12 Educação..................................................... Página 13 Esporte........................................................ Páginas 14 e 15

Inside

Especial ....................................................... Capa Cinemas ........................................................ Página 2 Música .......................................................... Página 3 Crônicas da Redação............................... Página 4 Agenda ......................................................... Página 4 Literatura................................................... Página 5 Paulo Roque Gasparetto ....................... Página 5 Social ........................................................... Páginas 6 e 7 Fabrício Oliboni ....................................... Página 8 Moda ............................................................. Página 8 Cultura ........................................................ Página 9 Dolores Maggioni .................................... Página 9 Sétima Arte................................................. Páginas 10 e 11 Horóscopo ................................................. Contracapa Saúde, Beleza & Estética...................... 4 páginas Casa & Construção ................................ 12 páginas Classificados .......................................... 12 páginas

em relação aos que têm menos, desse modo subsidiando as necessidades dos mais pobres como: educação, saúde, moradia, segurança, transporte, saneamento básico. Mas aqui não é isso que acontece. No Brasil, além de se pagar muito em geral, o pobre paga proporcionalmente mais do que o rico, outra injustiça social. Isto se deve a que a estrutura fiscal no Brasil taxa mais a produção, o trabalho e o consumo, quando deveria taxar mais a renda e o patrimônio. O pobre paga mais porque praticamente toda a sua renda está comprometida com necessidades essenciais: moradia, alimentação, transporte, vestuário, bens e serviços que embutem imposto indireto, assim, a cada 4 pratos de comida, por

Redação - redacao@jornalinformante.com.br Juliana Inês Casa Barbieri juliana@jornalinformante.com.br Ramon Cardoso ramon@jornalinformante.com.br Yasmin Signori Andrade yasmin@jornalinformante.com.br

Comercial-comercial@jornalinformante.com.br Camila de Lima Alves camila@jornalinformante.com.br Fabiano Luiz Gasperin gasperin@jornalinformante.com.br Maria da Graça Potricos Leite maria@jornalinformante.com.br Sabrina Santiago Rodrigues sabrina@jornalinformante.com.br

Anúncios-anuncios@jornalinformante.com.br Marcelo Bortagaray Mello marcelo@jornalinformante.com.br Tiago Rodrigues da Silva tiago@jornalinformante.com.br

Financeiro-financeiro@jornalinformante.com.br Keli de Almeida Maciel keli@jornalinformante.com.br

mais simples que seja, 1 vai para o governo. Podemos dizer que a classe dos mais necessitados vive em uma condição servil e de semiescravidão e que o sistema fiscal é o responsável. Para atender aos gastos sempre crescentes da máquina pública, Executivo, Legislativo, Judiciário, empresas estatais, os “senhores feudais de plantão”, não importando a ideologia política, só conhecem um caminho: aumentar impostos, infelicitando os brasileiros e impedindo um real crescimento econômico e uma melhor condição de vida. * Economista e autor do livro “Às Margens do Ipiranga: A Esperança em Sobreviver Numa Sociedade Desigual”

Assinaturas-assinaturas@jornalinformante.com.br Assinatura Bienal: R$ 240,00 Assinatura Anual: R$ 140,00

Telefones (54) 3401-3200 / (54) 3401-3201 (54) 3401-3202 / (54) 3401-3203

Endereço Rua Dr. Jaime Romeu Rössler, 348, Bairro Planalto

Colunistas Armando Wartha Crônicas da Redação Dolores Maggioni Fabrício Oliboni

Guilherme Macalossi Gustavo Pimentel Lauro Edson Da Cás Paulo Roque Gasparetto

A manifestação dos colunistas é livre e independente e não necessariamente reflete a opinião do Tabloide sobre os temas abordados nas colunas

@PaperInformante www.jornalinformante.com.br

/jornalinformante


8

FARROUPILHA, 4 DE MAIO DE 2018

ALÉM DAS FINANÇAS

Sicredi Serrana lança Fundo Social Cooperativa de Crédito passa a contar com recursos destinados a apoiar projetos de Educação e Cultura apoiar projetos de Educação e Cultura da Serra. Deliberado em assembleia, ele estará disponível para apoiar projetos de organizações sem fins lucrativos, como escolas, entidades e associações também ligadas à Sicredi Serrana. A inscrição dos projetos pode ser realizada no site da Cooperativa, pelo endereço eletrônico www.sicrediserrana. com.br até o dia 30 de junho. Os projetos passarão pelos critérios de seleção e serão deliberados pelos coordenadores de núcleos. Em agosto acontece a entrega dos incentivos aos projetos selecionados. Para saber mais, os interessados podem conferir o regulamento no site da Sicredi Serrana ou solicitá-lo nas agências Instituição comprometida com o crescimento de seus associados e desenvolvimento das regiões onde atua, o Sicredi está sedimentado em um

Divulgação

O

período Assembleiar, da Sicredi Serrana, encerrou na semana passada com a realização da Assembleia Geral Ordinária, em Carlos Barbosa, na sede da Cooperativa de Crédito. Desde fevereiro, foram realizados 39 eventos, reunindo mais de 12 mil participantes nos 23 municípios de área de atuação da Sicredi, o que representa 10,7% do total do quadro social. As atividades foram coordenadas pelo presidente da Cooperativa, o farroupilhense Marcos André Balbinot. Diversos assuntos estiveram em pauta, da prestação de contas à destinação dos resultados e políticas de sucessão, mas o grande destaque do ano ficou por conta da aprovação, por parte dos associados, do Fundo Social, um recurso que será destinado a

modelo de gestão que valoriza a participação dos 3,7 milhões de associados, que exercem o papel de donos do negócio. Com presença nacional, possui 117 cooperativas em 21

Estados, conta com 1,5 mil agências e gera 22,8 mil empregos diretos, em 1.212 municípios brasileiros. Em 199 deles, o Sicredi é a única instituição financeira presente.

Capítulo final Assembleia Geral Ordinária aprovou Fundo Social como a grande novidade da Sicredi Serrana para este ano


9

FARROUPILHA, 4 DE MAIO DE 2018

ENGENHOSIDADE

Um pouco menos trabalhoso Remi Possa encontrou forma mais fácil, tranquila e prática de preparar suas tradicionais tachadas de marmelada Fotos: Ramon Cardoso

H

erança herdada da mãe desde os tempos de criança, Remi Possa manteve a tradição de preparo das marmeladas que, na cultura italiana, designa todos os doces pastosos à base de fruta, não somente os feitos à base de marmelo. As tachadas, especialmente nesta época, com vasta oferta de frutas da estação, são constantes em sua residência, no bairro São Luiz. A qualidade sequer merece comparação com os produtos cheios de açúcar e conservantes que são encontrados nos supermercados, mas o trabalho é pesado. “Uma amiga me mostrou uma foto de um pessoal de Carlos Barbosa que havia feito uma figada com o tacho disposto sobre um tonel. Não

tive dúvidas. Procurei o Carlos (Schmidt), da Funilaria Alarno, e fiz uma encomenda”, destacou Remi. O aposentado, que trabalhou muito tempo em matrizaria, é muito adepto de inventos e solicitou uma espécie de caldeira em aço inox com uma chaminé para a produção das marmeladas.

O experimento vingou e a produção está a todo vapor. “Era sempre um transtorno o preparo porque volta e meia o vento empurrava a fumaça em nossa direção e tínhamos que a todo instante trocar de lugar para mexer o tacho”, destacou a esposa Rosa, fiel escudeira na produção caseira.

Além do conforto, com a fumaça saindo pela chaminé, o fogo fica mais concentrado e o consumo de lenha é reduzido em cerca de um terço. No sábado pela manhã, a dupla trabalhava no preparo de 30 quilos de goiabada, fruta colhida nos pés de goiabeira nos fundos da residência dos Possa.

A todo vapor Com a novidade, casal Possa incrementa a produção de marmeladas no São Luiz: colheita de goiabas tem destino certo


10

FARROUPILHA, 4 DE MAIO DE 2018

Solidariedade

Por mais autonomia Pablo está cursando Processos Gerenciais e precisa do “óculos inteligente”

P

Obituário 27 de abril * Ieda Lucia Roth Setti, 64 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal de Caxias do Sul. 1º de maio * Dalci Trubian, 79 anos. Sepultamento no Cemitério Público Nova Vicenza; * Maria Gloria Silvestrin Soprana, 75 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal de Farroupilha.

Sofia Maboni

independência Pablo poderá realizar tarefas diárias com mais facilidade com a “Orcam”

que tem a finalidade de fazer a leitura em formato de áudio de tudo que o deficiente visual pegar na mão. A câmera identifica pessoas gravadas, faz contagem de dinheiro, identifica embalagens, placas e faz a leitura de materiais impressos. O óculos especial custa em torno de R$ 18,9 mil. Para con-

seguir este valor, André e seus colegas criaram uma Vakinha virtual. O link da vakinha é https://www.vakinha.com.br/ vaquinha/a-visao-do-pablo-pra-estudar. Lá é possível ver o valor que pretendem arrecadar e o que já foi arrecadado. Pablo também faz palestras e atende na Afadev com trabalho voluntário, auxiliando outros deficientes a enfrentar os desafios. A dedicação diária e participação ativa de Pablo Barretti, em tudo que se propõe a fazer, emociona amigos e pessoas próximas. Com o óculos inteligente, Pablo poderá ter mais autonomia na faculdade e também em toda sua vida. Se o valor pretendido na arrecadação for superado, o excedente será destinado à Afadev.

Alguém quer me adotar? Este querido é o Sequinho. Já vive em abrigo há bastante tempo e está em busca de um lar para chamar de seu. Porte pequeno a médio, se dá bem com outros cães e é muito dócil. É castrado e tem cerca de 2 anos. Quem quiser adotá-lo pode manter contato pelos fones 981.663.349 ou 999.515.440. Importante: A ONG dos Peludos informa que não serão doados cães para ficarem presos em correntes.

ONG dos Peludos

ablo viveu muitos anos com visão, ao contrair uma doença rara, em 1998, causada por alergia à medicação, iniciou um processo de luta contra a síndrome de Stevens Johnson. Em 2011 perdeu a visão completamente. Fundador e presidente da Associação Farroupilhense de Deficientes Visuais (Afadev), Pablo está cursando o primeiro semestre de Processos Gerenciais no Instituto Federal. Apesar de todo esforço que apresenta, são muitas as dificuldades que encontra em seu caminho. Percebendo isto, André Miranda e outros colegas, com todo apoio da faculdade, decidiram procurar uma alternativa para facilitar a vida acadêmica do amigo. A “Orcam” é uma tecnologia


11

FARROUPILHA, 4 DE MAIO DE 2018

POR MAIS RESPEITO

“Nós Somos o Trânsito” reforça a necessidade de conscientização Movimento Maio Amarelo realiza campanha pelo quinto ano consecutivo e conta com o apoio de diversas entidades mara Temática do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). O encontro, que é mensal e via de regra sediado em Brasília, aconteceu de 23 a 27 do mês passado, momento em que foi lançada a campanha do Maio Amarelo, que pretende ser divulgada pelos apoiadores em todo território nacional. A meta é de reforçar que o trânsito é feito de pessoas. Por isso, são elas que seguram as placas de trânsito, seja na condição de pedestres, ciclistas ou condutores (veja na foto ao lado). O amplo material da campanha está disponível no link https://bit.ly/2HwpYdc e o Movimento pode ser acessado no site www. maioamarelo.com. No lançamento, a Anfavea também apresentou os números da violência no trânsito do Departamento de Informática do Sistema Único de Saúde (veja tabela ao lado), que apenas ajudam a demonstrar a relevância da campanha e a luta por um trânsito mais civilizado e humano.

Divulgação

C

riado com o objetivo de buscar maior conscientização da sociedade para reduzir o surreal número de acidentes de trânsito no Brasil, o Movimento Maio Amarelo definiu o tema de campanha para este ano: “Nós Somos o Trânsito”. Entre os apoiadores, a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) e o Observatório Nacional de Segurança Viária. Associação dos Organismos de Inspeção Veicular do Rio Grande do Sul, que é presidida pelo farroupilhense Ênio Ferreira, também apoia a iniciativa. “O foco da campanha neste ano está centrado na questão do respeito, mas não somente nisso. Existem atualmente 38 grupos de trabalho, sobre os mais diversos assuntos, debatendo temas relacionados à segurança no trânsito”, destacou Ênio, que por presidir a RQSul, conta com um assento na Câ-

Dados sobre violência no trânsito no Brasil

* 4 crianças morrem por dia no trânsito * Mais de 6 mil pedestres morrem por ano * A cada minuto uma vítima fica sequelada no trânsito * Mais de 12 mil motociclistas sofrem acidentes todo ano * Por dia, 105 pessoas se tornam vítimas fatais no trânsito * Mais de mil ciclistas morrem todo ano


12

FARROUPILHA, 4 DE MAIO DE 2018

PROMESSA NÃO É DÍVIDA?

Emendas ao HBSC, que totalizam R$ 1 milhão, aguardam indicação Força-tarefa dos vereadores que foram a Brasília, no final do ano passado, conseguiu repasse de R$ 2,750 milhões

U

ma parte considerável das emendas prometidas ao Hospital Beneficente São Carlos (HBSC) ainda espera por indicação de parlamentares. Integrada por sete vereadores farroupilhenses, uma comitiva pluripartidária, composta por todas legendas com representação na Câmara de Vereadores, esteve na Capital Federal, no final do ano passado, e obteve de 11 deputados e da senadora Ana Amélia Lemos (PP) o compromisso de repasse de R$ 2,750 milhões para custeio da instituição hospitalar. No entanto, até o fechamento desta Edição, transcorridos mais de cinco

Trâmite das emendas parlamentares para o Hospital Beneficente São Carlos Parlamentar Afonso Motta (PDT) Carlos Gomes (PRB) Covatti Filho (PP) Giovani Cherini (PDT) Jerônimo Goergen (PP) João Derly (Rede) Renato Molling (PP) José Otávio Germano (PP) Pepe Vargas (PT) Henrique Fontana (PT) Mauro Pereira (MDB) Ana Amélia Lemos (PP) Total meses da visita, R$ 1 milhão ainda espera indicação (veja na tabela acima). Segundo Fabiano André Piccoli (PT), um prazo foi aberto na última sexta e um novo ocorre nesta. Conforme o ve-

Tipo Custeio Custeio Custeio Custeio Custeio Custeio Custeio Custeio Custeio Custeio Custeio Custeio

Valor proposto R$ 250.000,00 R$ 250.000,00 R$ 250.000,00 R$ 100.000,00 R$ 100.000,00 R$ 100.000,00 R$ 300.000,00 R$ 350.000,00 R$ 300.000,00 R$ 250.000,00 R$ 250.000,00 R$ 250.000,00 R$ 2.750.000,00

reador, muitos parlamentares buscam adequar as emendas às promessas feitas. O tipo de emenda também sofreu variação, tanto no que se refere a sua destinação (custeio ou capital/investimento) quanto

Tipo Capital Custeio Custeio x-x-x x-x-x Custeio x-x-x Custeio Custeio Capital Custeio Custeio

Valor indicado R$ 150.000,00 R$ 200.000,00 R$ 300.000,00 x-x-x x-x-x R$ 250.000,00 x-x-x R$ 300.000,00 R$ 500.000,00 R$ 250.000,00 R$ 250.000,00 R$ 200.000,00 R$ 2.400.000,00

no valor de repasse inicialmente previsto. O total baixou de R$ 2,750 milhões para R$ 2,4 milhões. Além dos valores obtidos na viagem a Brasília, outros R$ 700 mil estão previstos em emendas deste

Situação Indicada Indicada No aguardo Sem indicação Sem indicação Indicada Sem indicação Indicada Indicada Indicada Indicada No aguardo

ano, sendo R$ 300 mil para custeio: R$ 200 mil de Luiz Carlos Heinze (PP) e R$ 100 mil de Heitor Schuch (PSB), além de R$ 400 mil do senador Lasier Martins (PSD), que ainda aguarda indicação.


13

FARROUPILHA, 4 DE MAIO DE 2018

Literatura

Explorando a arte Colégio Estadual Farroupilha irá promover VIII Sarau Literário com o tema Mãe, em homenagem à data que se aproxima evento ficou por conta dos professores Gilberto Taschim e Márcia Georg. A decoração do Sarau em volta do tema Mãe, está sendo feita pelo professor Gilberto, pelas professoras Carmem Hoffelder e Márcia Zatti e com a colaboração dos alunos. Além destes, o sarau conta com a ajuda de diversos professores e funcionários do Colégio: Aline Gasparetto, Ana Scopel, Angélica Favero, Araceli Klein, Caroline Borsoi, Chirlei Holvorcen e Silva, Dafiner Pergher, Doraci de Oliveira, Edson Paesi, Elizete Baggio, Marli da Silva, Maria Hennig, Maria de Fátima, Morgana Andriguetti, Patrícia Prati, Rita Travi, Rogério Filho, Salomão de Luz e da diretora Elezita da Silva. O Sarau reúne poesia, dança, canto, dramatização e declamação, e é organiza-

Yasmin Signori Andrade

B

uscando compartilhar experiências culturais, os Saraus têm como objetivo potencializar a expressão artística de cada um. Em torno da comunicação e relações interpessoais, professores e alunos se unem para promover o encontro cultural. O Colégio Estadual Farroupilha propõe desde 2007 esse evento que no ano passado homenageou os 90 anos do educandário, com o tema “90 anos de história do Colégio Estadual Farroupilha”. Neste ano, todas as apresentações serão em torno do tema “Mãe”. O evento pela 3º vez vai acontecer na Câmera Municipal de Vereadores, onde estão sendo feitos os ensaios. A organização geral do

do pela área de linguagens do colégio. Farão parte alunos, professores, ex-alunos e amigos da escola. O evento é uma parceria do Colégio com

a Casa Legislativa Lidovino Antônio Fanton e Casa de Cultura, que convidam todos a assistirem o Sarau e comemorar o Dia das Mães.

amantes da arte Alunos e professores dos turnos da manhã, tarde e noite estão envolvidos no projeto que apresenta diversas manifestações artísticas


14

FARROUPILHA, 4 DE MAIO DE 2018

Ricardo Moura

Rafa convocada

Atleta e professor da Academy of Martial Arts (AMA), unidade Boa Forma de Lutas, Yuri Turchetto (foto abaixo) participou do Campeonato Brasileiro de Sambo, no Transamérica Expo Center, em São Paulo, dentro da programação do Arnold Sports South America. Ele saiu da competição invicto, sagrando-se bicampeão na categoria 82 quilos Sambo Combat e Esportivo e campeão na categoria 90 quilos Sambo Combat e Esportivo. Com isso, permanecerá por mais um ano na Seleção Brasileira. Ele busca agora patrocínio para defender o Brasil na disputa do Pan Americano, que acontecerá em Acapulco, no México, e posteriormente o Mundial, que será realizado na Romênia.

Campeã Sul-Americana com a Seleção Brasileira Sub-17, a farroupilhense Rafaela Levis Marostica (foto ao lado) integra a primeira convocação do técnico Luizão já visando a disputa do Mundial, que acontece de 13 de novembro a 1º de dezembro, no Uruguai. A atacante defende a Chapecoense. “Cada convocação que eu vou agradeço muito a Deus, meus professores e meus familiares. Fico muito feliz por isso, ainda mais agora que é véspera de um Mundial”, declarou a farroupilhense, que se apresenta para o início dos trabalhos na próxima segunda, dia 7, no Oscar Inn Eco Resort, em Águas de Lindoia, no interior paulista. O período de treinos segue até o próximo dia 19.

A 2ª rodada da Copa Farroupilha de Futsal Feminino será concluída neste sábado, a partir das 19h, no Ginásio de Esportes do Colégio Nossa Senhora de Lourdes (CNSL), com as partidas válidas pelas Chaves A e B. Os duelos são os seguintes: Abala x Nápoli/Benfica (B), BGF x Comando São Paulo (A), Juventus x Clínica Álvaro Abreu/Elisa Cosméticos (A) e 1º de Maio x Antes do Bar (B). Nas partidas do último sábado, pela Chave C, Santa Catarina Futsal 2x1 Valente Futsal/Máquinas Sazi e Bento FC 4x3 União Feminina. Pela D, Olímpia/AABB 4x1 AFF e Damas de Ferro 5x3 Benjamin. A competição é organizada pela Liga Farroupilhense de Futsal.

Seletiva do Snakes

No domingo, das 15h às 17h, no campo do Nova Vicenza, em frente ao Complexo Esportivo do Parque Cinquentenário, acontece a seletiva para interessados em integrar o Bento Gonçalves Snakes, time de futebol americano da cidade vizinha. A inscrição é gratuita e pode ser feita na página da equipe no Facebook ou no dia da seletiva, a partir das 14h. Na atividade, os técnicos farão testes físicos e técnicos para avaliar velocidade, força, aceleração, coordenação motora e aptidão para o esporte. É preciso levar somente chuteira e roupas leves. O equipamento para as atividades será fornecido pelo Snakes. A idade mínima é de 15 anos.

Brasil brigando pela permanência na Segundona Gaúcha

Agora não resta muito a ser feito. O rubro-verde necessita da vitória no clássico diante do Esportivo se ainda quiser evitar um catastrófico rebaixamento à Terceirona. É hora do torcedor comparecer às Castanheiras neste sábado à noite e apoiar o time. Uma queda pode comprometer até mesmo a sequência das atividades do clube, o que seria desastroso e uma mancha na história do Brasil. O momento é dos mais delicados e, justamente por isso, lugar dos verdadeiros rubro-verdes é, de fato, nas Castanheiras.

Arquivo Pessoal

Fechando a rodada

Turchetto premiado


15

FARROUPILHA, 4 DE MAIO DE 2018

SEGUNDONA GAÚCHA

Segundona (confrontos da 13ª rodada – Grupo B)

É vencer e secar

X

Brasil necessita dos três pontos diante do Esportivo, no clássico deste sábado à noite, nas Castanheiras

T

Brasil

odas as fichas foram queimadas. O Brasil ingressa em uma das semanas mais decisivas de sua história buscando evitar um catastrófico rebaixamento à Terceirona. Para isso, a conta é simples. Com saldo melhor que o Igrejinha, o rubro-verde necessita empatar com o rival em pontos ao final das duas últimas rodadas da Segundona, neste sábado e na quarta. “Vamos encarar o Esportivo como se fosse o último jogo do ano. Se tivermos o espírito de luta que apresentamos em Passo Fundo, temos condições de vencer. Falei isso para os atletas, eles sabem da importância do confronto e também por ser um clássico. É o melhor jogo para atuar”, ressaltou o técnico Alex Xavier. O Igrejinha, que briga diretamente com o time farroupilhense pela permanência, também atua em casa. Ele recebe o Tupi que, assim como o Esportivo, rival do rubro-verde, batalha por uma vaga na fase de mata-mata da competição estadual. Alex faz um apelo especial para que o torcedor compareça às Castanheiras. “Eu sei que o torcedor está machucado, chateado e decepcionado, muito pelo que deixamos de fazer em campo, mas espero que ele venha nos ajudar. Que nos dê um voto de confiança e

apoie a equipe neste momento difícil. O Brasil, como clube, é maior do que tudo. Mas para sair dessa situação precisamos de todos, e essa troca entre torcida e time é fundamental”, destacou Alex. Envolvido na luta para avançar à 2ª fase, o Esportivo, atualmente fora da zona de classificação, mas com pontuação de classificado, vem a Farroupilha também precisando do resultado, o que deve gerar um duelo mais aberto e franco. O confronto inicia às 18h30min, no Estádio das Castanheiras. O clube faz uma promoção de ingressos para o clássico. A compra de um ingresso dá direito ao torcedor levar um acompanhante, em qualquer modalidade. O masculino custa R$ 20,00, o feminino, idosos e estudantes (mediante comprovação) pagam R$ 10,00. Sócios do rubro-verde têm entrada franca. O Jornal Informante sorteia cinco ingressos. Para participar, basta compartilhar nossa postagem no Facebook. O sorteio será realizado no sábado pela manhã. Eles, no entanto, não dão direito a acompanhante. No encerramento da fase classificatória, o Brasil vai a Frederico Westphalen encarar o União. Caso vença o clássico de sábado, tem chances de sair da indesejada lanterna que o acompanha desde o início da disputa, caso o Igrejinha seja superado pelo Tupi. Um empate do Brasil combinado com triunfo do Igrejinha ou derrota do Brasil com um empate do Igrejinha, rebaixa o time farroupilhense à Terceirona já nesta rodada. Na hipótese dos dois mandantes vencerem, fica tudo para a última rodada e o Brasil só escapa com os três pontos diante do União combinado com derrota do Igrejinha em Vacaria. Única certeza é que não faltará emoção.

1X0 Realizado na quarta Colosso da Lagoa (Erechim)

Sábado, às 18h30min Estádio das Castanheiras (Farroupilha)

X

X

Sábado, às 16h Vermelhão da Serra (Passo Fundo)

Sábado, às 18h30min Antônio Carlos Schwingler (Igrejinha)

Segundona Gaúcha – Classificação do Grupo B Equipe

P

J

V

E

D

GM GS SG

1)

Ypiranga

25

13 7

4

2

16

4

12

2)

Glória

22

13 6

4

3

14

9

5

3)

Tupi

20

12 6

2

4

14

15 -1

4)

União

18

12 4

6

2

16

10 6

4)

Esportivo

18

12 4

6

2

10

7

6)

Passo Fundo

16

12 4

4

4

15

14 1

7)

Igrejinha

7

12 1

4

7

9

24 -15

8)

Brasil

4

12 0

4

8

6

17 -11

3

Segundona (confrontos da última rodada – Grupo B)

X

X

Quarta, às 15h30min Arena do União (Frederico Westphalen)

Quarta, às 15h30min Altos da Glória (Vacaria)

X Quarta, às 15h30min Rubro-Negro (Crissiumal

X Quarta, às 15h30min Montanha dos Vinhedos (Bento Gonçalves)


INSIDE

Imagens: Reprodução

Obras do Museu da Imigração e do Palco Multiuso têm início

Conceitual

Da sustentabilidade à tecnologia: as ótimas opções para deixar sua residência alinhada às tendências mundiais e muito mais confortável Caderno Especial

Ramon Cardoso

Trabalhos devem estar concluídos dentro de um semestre e aumentam opções turísticas e culturais da cidade Capa e página 9

CASA & CONSTRUÇÃO

A goiabada do Remi Ao lado da esposa Rosa, aposentado desenvolveu caldeira para o preparo de marmeladas Editoria de Cidade, página 9


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 4 DE MAIO DE 2018

estudo

Câncer de pele não melanoma é o tipo mais comum no Brasil Ele corresponde a 30% de todos os tumores malignos e deve registrar mais de 165 mil casos neste ano de Mohs, da Aliança Instituto de Oncologia. Ela acrescenta que na maioria das vezes a doença não tem sintomas, mas pode apresentar coceira ou dor. “Surge inicialmente como uma mancha avermelhada encimada com crosta ou escama branco amarelada. O paciente, quando manipula a crosta, ela cai, mas novamente aparece, cresce de maneira progressiva e pode ulcerar. Outras vezes aparece como lesão elevada”, destaca a dermatologista. Segundo Fernanda, o tratamento para o câncer de pele não melanoma é cirúrgico, salvo em casos especiais. “O prognóstico depende do diagnóstico precoce e tratamento adequado. As chances de cura dependem do estágio do tumor no momento do diagnóstico. Hoje, dispomos de técnica avançada, a Cirurgia Micrográfica de Mohs, que permite a retirada do câncer e a análise de todo o material no mesmo tempo cirúrgico. Nesses casos, os índices de cura são maiores e próximos a 100%”, finaliza a especialista. Confira ao lado dicas para prevenir a ocorrência do câncer de pele não melanoma.

Cuidados permanentes Prevenção deve ocorrer durante todo ano e não somente no período de verão, quando a exposição ao sol é mais evidente

Dicas de prevenção

* Evite exposição solar entre 11h e 15h * Faça uso diário de protetor solar com fator de proteção mínima 30 (FPS 30) mesmo em dias nublados * Use roupas com proteção UV, chapéus e bonés * Reaplique o protetor a cada três horas * Em caso de aparecimento de novas lesões ou mudança de pinta ou sinal, procure seu dermatologista

Divulgação

D

ados revelados pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca) mostram que, na atualidade, o câncer de pele não melanoma corresponde a 30% de todos os tumores malignos registrados no País. É o tipo mais frequente e, para 2018, são esperados 165.580 novos casos. Ele é mais comum em pessoas com mais de 40 anos, sendo relativamente raro em crianças e negros. Pessoas de pele clara ou com doenças cutâneas estão mais suscetíveis à doença que, no entanto, apresenta um alto percentual de cura, caso seja detectada em sua fase inicial. “O câncer de pele não melanoma tem como principais fatores de risco a exposição solar intermitente e fototipos baixos (pele clara, cabelo e olhos claros). Esse tipo de câncer aparece principalmente em áreas fotoexpostas: como face, pescoço, calvo, orelhas, colo, membros superiores e geralmente em pacientes de meia idade e idosos”, explica Fernanda Seabra, dermatologista e especialista em cirurgia


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 4 DE MAIO DE 2018

Por que fazer dep Equipe Espaço da Beleza *

A

ara muitas pessoas, a palavra depilação é sinônimo de incômodo e dor. Isso porque, no caso específico da depilação com lâmina, elas se veem na obrigação de se depilarem com grande frequência, já que os pelos crescem rápido e muitas sofrem reações desagradáveis como irritações e coceiras, além do risco de surgirem pelos encravados. Outras fazem a depilação com cera, um procedimento bastante doloroso e que também pode causar alergias e irritação. Mas é possível se livrar desses incômodos aderindo ao laser. Quer conhecer as principais vantagens desse método? Confira neste espaço porque fazer depilação a laser! Retirada de pelos Na depilação a laser, os bulbos capilares são destruídos, dificultando ou impedindo o crescimento dos pelos. Isso ocorre pois, durante o procedimento, o laser é emitido e, por contraste de tonalidade, é absorvido pela melanina concentrada na raiz do pelo. Aqueles pelos que estão junto à raiz e com maior quantidade de cor são superaquecidos, o que ocasiona a morte do bulbo. Como os pelos têm fases de crescimento distintas, nem todos são atingidos na primeira sessão, mas no decorrer das demais sessões ocasionalmente também serão eliminados. Eficácia Além de ser mais rápido e seguro, menos incômodo e doloroso, o procedimento de depilação a laser é o mais eficaz para a remoção dos pelos dentre os métodos disponíveis no mercado. É um tratamento bastante duradouro, para não dizer definitivo, pois pode acontecer em alguns casos o surgimento de novos pelos, dependendo da região depilada e da ação dos hormônios do corpo. Em muitas pessoas, a manutenção do tratamento é

necessária somente depois de a Pele mais lisa A depilação a laser promove u cia após o tratamento. Além diss encravados e irritações na área pele muito mais lisa na região, p Não demanda muitos cuidad O principal cuidado é não retir com métodos que arrancam o f aparelhos depilatórios. O ideal é cremes para depilar. Outro cuidado muito importa posição ao sol. Pelo menos duas laser a área não deve ser expost que se preocupar!


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 4 DE MAIO DE 2018

pilação a laser?

uma sensação de pele lisa e maso, elimina o problema de pelos a depilada, o que garante uma por tempo prolongado. dos rar os pelos que forem nascendo fio pela raiz, como cera, pinça e que sejam utilizadas lâminas ou

ante deve ser com relação à exs semanas antes da depilação a ta. Fora isso, não há nada com o

Imagem: Reprodução

anos.

Requisitada Técnica apresenta muitas vantagens e é cada vez mais procurada

Não tem contraindicação Atualmente, praticamente todos os tipos de pele podem fazer depilação a laser, basta fazer uma avaliação na clínica antes de iniciar o tratamento. Múltiplos benefícios São várias as vantagens e os benefícios desse tipo de procedimento. E então, ainda se perguntando por que fazer depilação a laser? Restou alguma dúvida sobre o assunto? Agende sua avaliação sem custo. * Espaço da Beleza Centro Estético Independência, 555 – Centro de Farroupilha Fone (54) 3268-5511 WhatsApp: 981.195.645 Fan Page: Espaço da Beleza


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 4 DE MAIO DE 2018

opinião

A vivência do luto na infância Ritchele Schaider *

A

morte é parte da vida dos seres vivos, entretanto, ainda é um tema de difícil abordagem em nossa sociedade. Situações de luto e morte são, a todo o momento, evitadas e, quando tem de ser enfrentadas, são compostas por medo. Devido a essa percepção sobre a morte, os adultos, muitas vezes, subestimam a capacidade das crianças para enfrentar e entender o assunto. Assim, impedimos que elas participem desse processo. Embora tenhamos a ideia de protegê-las, acabamos interferindo negativamente, pois, assim como os adultos, as crianças precisam enfrentar a situação para elaborar a perda. Apesar de ser um tema considerado por nós como “pesado”, especialmente quando se trata de alguém muito próximo, a criança precisa saber o que está acontecendo, de forma clara, através de palavras simples, procurando esclarecer possíveis dúvidas que ela tenha, sempre prezando a verdade.

Também, é importante não fantasiar a situação, dizendo a ela, por exemplo, que a pessoa que faleceu “foi para o céu”, uma vez que isso acaba confundindo as crianças, pois elas entendem tudo de forma muito concreta. Também, muito comum, é dizer que a pessoa que faleceu está dormindo. É preciso atentar a isso, pois a criança pode ficar com medo, inclusive, de dormir, fantasiando que se ela ou alguém importante for dormir, ela também morrerá. A vivência do luto na criança vai depender de diversos fatores, como a idade, a religião, a cultura, entre outros. Um dos fatores principais é a forma como os adultos ao seu redor abordam a situação. Os familiares devem usar palavras simples, que a criança possa entender, de acordo com sua idade, mas que explique suas dúvidas. Com relação aos rituais, como o velório, por exemplo, é importante explicar tudo o que vai acontecer no local e deixar que a criança decida se quer ou não despedir-se da pessoa, participando do ritual. Deixar a situação clara para a criança permite que ela não crie fan-

tasias em sua mente, auxiliando-a a reorganizar-se diante da perda de alguém querido. Estar presente em uma situação sem saber o que está acontecendo de fato, pode deixá-la confusa, insegura e assustada. Além disso, estar presente e participar do processo faz com que ela não se sinta sozinha em sua dor. Assim como o adulto, a criança vivenciará muitos sentimentos, especialmente, o medo. É importante que ela tenha alguém como referência, para ficar próximo, que represente proteção e confiança. Isso permitirá que ela vivencie esse momento, tendo alguém como apoio e podendo expressar o que sente com relação a sua perda. Evitar sentimentos desagradáveis não ajuda, apenas faz com que ela sinta-se reprimida, pois não falar sobre a dor não significa que ela não exista. Por isso, deve-se permitir a expressão de seu pesar. Esses sentimentos podem ser expressos pela criança de diferentes formas: choro, recusa a brincar ou de realizar brincadeiras que encenem o tema da morte, comportamentos mais agressivos ou passividade, por

exemplo. Essas manifestações são naturais e precisam ser acolhidas pelas pessoas próximas. Nesse contexto, o psicólogo pode estar presente como orientador aos pais ou familiares mais próximos, como uma forma de prevenção. Os pais precisam saber, também, reconhecer seus limites com relação a isso, buscando a ajuda de um profissional, caso sintam necessidade. Pode-se pensar em um acompanhamento psicológico com a criança e sua família, para que as dificuldades sejam minimizadas e a situação seja encarada de forma mais natural, auxiliando a todos os envolvidos a se reorganizarem interna e externamente a partir de sua perda. A presença de um psicólogo é fundamental neste momento para proporcionar suporte à família, avaliar o momento certo para a criança receber a notícia e, na Psicoterapia, proporcionar uma melhor adaptação à nova estrutura familiar, no caso da pessoa falecida ser do convívio familiar da criança. * Psicóloga (CRP 07/28584)


Inside

Música

República Beer tem fim de semana cheio com dois shows nesta sexta e um no sábado Página 3

Cultura

Obras do Palco Multiuso têm início e estrutura deve estar concluída para a Semana Farroupilha Página 9

Para preservar a cultura italiana

Imagem: Reprodução

Museu DA IMIGRAÇÃO

Obras, no Parque da Imigração, iniciaram no último dia 23 e tem previsão de 180 dias para o término

Projeto Obra irá contar com cantina e espaço de exposições e eventos

lugar para eventos e exposições. Como a de produtos vitivinícolas, ferramentas de produção e outros itens. A obra, que faz parta de revitalização do Parque da Imigração, contará com cantina e banheiros públicos para melhor atender ao público. A ideia é contar com uma agenda permanente de exposições no local, similar ao que acontece na Casa da Cultura. O investimento na obra é de R$ 243.750,00, recursos

provenientes de emenda parlamentar do deputado federal Renato Molling (PP), além de contrapartida de R$ 6.250,00 do município, totalizando R$ 250 mil. A obra terá 150 metros quadrados e o projeto foi desenvolvido pela Secretaria de Planejamento. Dada a partida Obra iniciou mês passado e tem previsão de entrega em um semestre

Tomaz Graciliano

F

arroupilha é o Berço da Imigração Italiana no Rio Grande do Sul, e para resgatar um pouco desta história está sendo construído o Museu da Imigração Italiana e da Uva e Vinho, que ficará localizado dentro do Parque da Imigração Italiana de Nova Milano. O Museu contará a história da imigração através da uva e do vinho. O espaço também terá


Inside

2

FARROUPILHA, 4 DE MAIO DE 2018

Cinemas Imagens: Reprodução

Shopping Iguatemi (RST-453, quilômetro 3,5) Cinemas GNC 1: Nada a Perder: Contra Tudo. Por Todos (com legenda descritiva) - às 14h15min GNC 1: Rampage: Destruição Total (dublado) - às 17h GNC 1: Um Lugar Silencioso (dublado) - às 19h15min GNC 1: Exorcismos e Demônios (dublado) - às 21h20min GNC 2: Verdade ou Desafio - às 14h30min e 19h30min (dublado), 17h15min e 21h40min (legendado) GNC 3: Teu Mundo não Cabe nos meus Olhos - às 15h30min (com legenda descritiva), 17h30min, 19h40min e 21h45min GNC 4: Vingadores: Guerra Infinita - às 13h e 19h (dublado e em 3d), 16h e 22h (legendado e em 3d) GNC 5: Vingadores: Guerra Infinita - às 15h e 21h (dublado), 18h (legendado) GNC 6: Paulo, Apóstolo de Cristo - às 14h e 18h45min (dublado), 16h30min e 21h15min (legendado) Ingressos: segunda e quinta (exceto feriado e Carnaval) a R$ 22,00 e R$ 28,00 (salas 3d); terça e quartas (exceto feriado e Carnaval) todos pagam meia entrada; sexta a domingo e feriado a R$ 26,00 e R$ 32,00 (salas 3d). Meia entrada todos os dias para menores de 18 anos e maiores de 60 (mediante apresentação de identidade), estudantes (mediante apresentação de Carteira de Identificação Estudantil), pessoas com deficiência (com documento que a comprove) e para o Movie Club Preferencial.

Shopping San Pelegrino (Avenida Rio Branco, 425) * Obs: o novo site do Cinépolis traz os horários dos filmes, mas não informa em qual sala serão exibidos Paulo, Apóstolo de Cristo - às 14h40min, 17h15min e 19h40min (dublado), 22h (legendado) Verdade ou Desafio - às 14h15min e 21h30min (legendado), 16h45min e 19h (dublado) Vingadores: Guerra Infinita (dublado e em 3d) - às 16h30min e 20h Vingadores: Guerra Infinita (dublado e em 3d) - às 17h30min e 21h Vingadores: Guerra Infinita (legendado e em 3d) - às 15h15min, 18h45min e 22h10min Vingadores: Guerra Infinita - às 17h (dublado) e 20h30min (legendado) Ingressos: nas salas tradicionais, segunda a quarta (exceto feriado) a R$ 23,00 e R$ 11,50 (meia); quinta (exceto feriado) a R$ 25,00 e R$ 11,50 (meia); sexta a domingo e feriado a R$ 26,00 e R$ 13,00 (meia). Nas salas 3d, segunda a quarta (exceto feriado) a R$ 29,00 e R$ 14,50 (meia); quinta (exceto feriado) a R$ 29,00 e R$ 15,00 (meia); sexta a domingo e feriado a R$ 32,00 e R$ 16,00 (meia).

Sala de Cinema Ulysses Geremia (Luiz Antunes, 312) Em Pedaços - sexta a domingo, às 19h30min Ingressos: R$ 10,00 e R$ 5,00 (estudantes e sênior)

Em cartaz O terror “Verdade ou Desafio”, do diretor americano Jeff Wadlow, conta com elenco jovem e ingressa no circuito comercial, assim como o drama “Em Pedaços”, do cineasta alemão de ascendência turca Faith Akin, que deu o prêmio de Melhor Atriz para Diane Kruger no Festival de Cannes e venceu o Globo de Ouro de Filme Estrangeiro


FARROUPILHA, 4 DE MAIO DE 2018

Inside

3

Música

Final de semana cheio no República

N

Programe-se O que: Madre Panca e HangLosers Quando: nesta sexta, às 23h Onde: Rebública Beer (Rua da República, 445, Centro) Quando: R$ 15,00, ingressos na hora O que: Yellow Plate Quando: neste sábado, às 23h Onde: Rebública Beer (Rua da República, 445, Centro) Quando: R$ 15,00, ingressos na hora

Madre Panca Diego, Ramon e Geovani mantinham o foco apenas em eventos pessoais, mas agora o trio também se apresenta para o público em geral

Jéssica Macedo

esta sexta, duas bandas farão a alegria dos amantes de punk: Madre Panca e HangLosers. A Madre Panca surgiu cerca de dois anos atrás em Farroupilha. Formada por Diego Bocussi na bateria, Geovani Gobbato no baixo e vocais e Ramon Pereira na guitarra e vocais, a banda vai levar ao República o Ska Punk e Pop Punk, indo desde Sublime até Green Day e versões do Gorillaz. A segunda apresentação na noite fica por conta da banda HangLosers, levando músicas como The Middle, First Day e Thunder. A banda foi formada há seis meses e é composta pelos integrantes Mateus de Souza na bateria, Joacir Lemos no baixo e vocal de apoio, Leandro Santos na guitarra e voz de apoio e Cleber Mignoni na guitarra e vocal. Já no sábado, a Yellow Plate vai levar o rock n’ roll ao palco, com um repertório relembrando o melhor do rock nacional e internacional. A banda traz versões potentes de grandes clássicos, para o bar mais rock da cidade. Os ingressos serão comercializados no dia e hora do evento, no valor de R$ 15,00 para ambos os dias.

Marlon Peres

A casa vai receber shows de punk nesta sexta e de rock no sábado

HangLosers A banda formada por Joacir, Lendro, Cleber e Mateus foi formada seis meses atrás, e vai levar ao República sucessos nacionais e internacionais


Inside

4

Crônicas da Redação Ramon Cardoso

ramon@jornalinformante.com.br

Dilma, finalmente, a caminho de Curitiba

Agenda SEXTA

Festa Novamania com DJ Roza Boteco do Chá, às 23h30min

SÁBADO Pista Certa, aniversário de 2 anos Muinho Club, às 23h Brechó Espaço Despertar Espaço Despertar (3 de Outubro, 199), às 9h II Desapega Brechó e Bazar Pão de Ló (Júlio de Castilhos, 897, sala 12), às 10h

DOMINGO Maori Sunset, Vale dos Vinhedos Morro da Antena, em Bento Gonçalves, às 15h

Divulgação

O resumo da ópera é o seguinte. Lula deixava o governo com índices altíssimos de popularidade e já preparava seu retorno à presidência em oito anos. Para testar seu messianismo, indicou como sucessora uma das pessoas mais despreparadas e incultas de todos os tempos, incapacitada para o exercício de qualquer função, quem dirá para ocupar o posto máximo da nação. Assim, Dilma foi eleita e, sabe-se lá como, reeleita. Porém, Lula, na sua sanha de se perpetuar no poder, fez uma autosabotagem. Claro que ele já havia aprontado e muito no governo, o Mensalão foi a cereja do bolo das falcatruas, mas o cargo o impedia de atuar livremente para fazer trampas mil. Saindo do governo ele ficou à vontade para a realização sem barreiras e freios de sua escala criminosa. Dilma foi um mero fantoche, ou como ela deve preferir no caso, uma “fantocha”. Se nas duas gestões de Lula o populismo foi exacerbado a ponto de um percentual mínimo de ações terem sido desencadeadas em favor da população, nas gestões de Dilma nenhuma (e falo sério quando digo isso), nenhuma ação, por menor que seja, teve como foco o benefício da sociedade brasileira. Nenhum ato do governo foi feito que não com o propósito de enriquecer os amigos, disparar lama nos adversários políticos e, sobretudo, saquear de forma vil os cofres públicos. Sempre, claro, com as bênçãos de Lula, o padrinho político, atuando nos bastidores. A conta chegou. Demorou, mas chegou. O ex-presidente está apenas no começo do pagamento dela. Deixou de ser notícia, ninguém dá mais a mínima bola para ele, fato que apenas reforça sua condição atual de Zé Mané, por mais que um instituto de pesquisa indique que ele seja um candidato forte e que vença todos os adversários em um possível 2º turno. Bobagem. Lula não deve ter 15% dos votos. Mas deixemos ele de lado, já que é carta fora do baralho. Quem ainda não acertou as contas com a Justiça foi a mulher sapiens, mas isso deve mudar em breve. Se Antonio Palocci, que assinou delação premiada com a Polícia Federal, de fato, abrir a boca, a condescendência e cumplicidade criminosa será finalmente punida. Dilma não estar atrás das grades é um absurdo somente possível em um País patético e ridículo como o Brasil. Sequer ré a rainha da mandioca virou ainda. Pior que isso, ela está apta a concorrer graças a uma manobra ardilosa do ministro Ricardo Lewandowski, que rasgou a Constituição Federal na cara dura (esse sim foi o verdadeiro golpe), na frente de milhões de brasileiros no Senado Federal, no demorado e tardio processo de impeachment, para o silêncio criminoso da grande maioria dos senadores, parte expressiva envolvida em escândalos de corrupção. Lewandowski, Marco Aurélio Mello, Celso de Mello, Gilmar Mendes e Dias Toffoli integram o chamado grupo de ministros “garantistas”, segundo classificou a grande mídia, que é um termo educado e polido para ministros “defensores de criminosos e vagabundos”. Se Palocci falar tudo que sabe e tiver condições de provar os esquemas sujos que foram realizados nas últimas gestões, Dilma terá como destino Curitiba. Assim, quem sabe, ela fará companhia a Lula, que está muito solitário e deprimido.

FARROUPILHA, 4 DE MAIO DE 2018


FARROUPILHA, 4 DE MAIO DE 2018

Inside

5

Paulo Roque Gasparetto

Literatura

prgasparetto@terra.com.br

Incentivo à leitura na Biblioteca Pública Municipal Olavo Bilac Programação intensa segue nesta sexta para homenagenar Dia Municipal da Leitura

N

este sábado acontece o Dia Municipal da Leitura e a Biblioteca Pública Municipal Olavo Bilac preparou uma semana cheia de atrações. Na quarta aconteceu encontro com o escritor Armando Wartha, projeto “Ações Extraordinárias” da Escola Antonio Minella, rodas de poesia, contação de história em braile e oficinal “Outra Visão”, com a Afadev. Na quinta teve bate papo com Alexandre Broilo e contação de história no espaço “Estação Leitura: Trilhando Histórias”. Nesta sexta vai acontecer, às 8h30min, “O Cotidiano em Palavras” bate-papo com a cronista Cláudia Iembo. Das 9h30min às 11h lançamento do livro “Saúde Mental: Bipolaridade e Limites da Arte”, do escritor Roque Jr., no Espaço do Escritor. E às 14h acontece o encerramento com o músico Caleb Coelho, encontro com o escritor Armando Wartha e roda de poesia “Ponto de Tecer Poesia”, de Sylvia Orthof. Além de toda programação, ocorre paralelemente as atividades: “Você se atreve a ler uma poesia?” onde o público é convidado a ler uma poesia de Olavo Bilac; “Troque Livros, Leia Sempre”, o troca-troca em frente a biblioteca; e também a doação de livros “Prazer em Ler”, contendo livros de diversos gêneros, folder da biblioteca, marcador de páginas e uma poesia. Para usufruir da Olavo Bilac basta realizar o ca-

Marta Santos

Lançamento O escritor farroupilhanse Roque Jr. vai lançar seu novo livro “Saúde Mental: Bipolaridade e Limites da Arte”, no Espaço do Escritor, dentro da Bilioteca

dastro, apresentando documento com foto, comprovante de residência atualizado, cadastro de imagem para o sistema informatizado e doação de um livro de Literatura em bom estado.

Juntos peregrinamos e somos da Paz Maio é um mês rico em comemorações, particularmente para a Diocese de Caxias do Sul. Nos dias 26 e 27 ocorre o principal evento de manifestação popular na Diocese, que é a 139ª Romaria ao Santuário Diocesano Nossa Senhora de Caravaggio, ocasião que atrai centenas de milhares de peregrinos. Assim, em nossa região, o mês de maio nos remete de forma intensa a pensar a Romaria de Caravaggio. Aliás, durante todo o ano, de forma constante e dos mais variados lugares de origem, os romeiros se dirigem ao Santuário. Ela é a Mãe que acompanha na hora da alegria, nos momentos aprazíveis e agradáveis de nossa existência, porque quer partilhar conosco os frutos. Acompanha-nos nas horas das dores, nas dificuldades, no deserto, na cruz, porque quer fortalecer nosso vínculo fraterno e apoiar nossa caminhada cristã. Ela nos acompanha em nossos projetos, nossos sonhos e não podemos realizá-los sem uma mãe que “continue” a nos recordar o mistério da salvação. Assim, podemos dizer que acompanhar significa cuidar de nós com gratuidade, prontidão e muito amor. É por isso que rezamos: “com Maria, peregrinamos, somos irmãos, somos da paz!”. A devoção à Mãe de Caravaggio iniciou com a aparição de Nossa Senhora em Caravaggio, norte da Itália, a uma camponesa de 32 anos de idade, muito maltratada pelo marido. A vidente chamava-se Joaneta. Na tarde de 26 de maio de 1432, às 17h, quando recolhia pasto em um prado próximo, chamado de Mazzolengo, distante 1.800 metros de Caravaggio, entre lágrimas e orações, tomada de um terrível problema, os contínuos maus tratos de seu marido, apareceu-lhe uma senhora semelhante a uma rainha que se mostrou cheia de bondade. Revela-lhe o nome e lhe diz que “tendo conseguido afastar do povo cristão os merecidos e iminentes castigos da Divina Justiça, vinha anunciar a Paz”. A devoção à Nossa Senhora de Caravaggio, em nossa Região, começou em 1879, a partir de um pequeno quadro dela que chegou com os imigrantes. Hoje, decorridos 139 anos, a Romaria ao Santuário, a cada ano, atrai mais fiéis. Atualmente, nas “bodas da vida” falta o vinho do carinho, do colo que sabe acolher e falta o vinho da fé que leva o ser humano a cultuar uma dimensão maior. Hoje as “bodas da vida” correm o risco de terminar: quando o individualismo triunfa sobre a comunidade e o dinheiro sufoca a solidariedade. Assim, sabemos que o Santuário é um lugar simples, mas especial. O Santuário é o sinal da presença divina, o lugar da Palavra. É o lugar privilegiado do encontro sacramental, especialmente da Reconciliação e da Eucaristia, nas quais a Palavra encontra a sua mais densa e eficaz atuação. Em Caravaggio, Maria lembra sua intercessão materna e a misericórdia divina. Anuncia a paz, restabelece a saúde a muitos doentes e pede ao povo cristão penitência e oração. * Pároco da Paróquia Sagrado Coração de Jesus e doutor em Comunicação


Daniela De Rocco

O

Inauguração

s jovens Felipe Spinelli, Lucas Bozzetti Pigozzi e Rafaela Roth recebem seus familiares e amigos nesta sexta para um encontro especial de inauguração da Hórus Odontologia. A clínica abre suas portas para o público na próxima segunda e oferece todo tipo de serviços odontológicos. O espaço está localizado na Mal. Deodoro da Fonseca, 333. Sucesso!

Glamour

Feirão

A pequena Carolina Faé celebrou seu aniversário de 6 anos no dia 26 ao lado dos pais Cíntia e Marcelo Faé e da mana Gabriela, na Ticabum Festas

Arquivo Pessoal

A Tonin realiza mais uma edição de seu feirão nesta sexta, sábado e domingo. A ação é especial para o Dia das Mães e oferece bolsas, malas, carteiras e mochilas. Os interessados podem conferir na sede da empresa, das 8h às 18h.

D o

Rodrigo Onzi

Na próxima sexta, dia 11, ocorre a 1ª Noite Glamour no Restaurante Caminho do Trem, a partir das 19h. O evento terá em sua programação um desfile de alta costura, maquiagem, penteados, cerimoniais e outros serviços oferecidos para festas. Além disso, haverá a coroação de Ana Laura Cousseau como Mini Miss Universe Disney Paris e jantar servido à inglesa.

Milena Gonçalves dos Santos sábado, rodeada de amigos e no Clube do Comércio e a de preto, contou também com p de pessegueiro e móveis rú Lazzari, além de cerimonial

F B-day

A Educadora Físic xima sexta para um c rio do Studio de Zum de atuação, oferecen

Gastronomia

O Boteco Antonie mais fria do ano, pas Fondue. A delícia ser

Andréia Capra, Maurício Piccoli, Gissele Fernanda Capra e Vinícius Riva em recente viagem pela Europa que passou pela França, Alemanha, Bélgica e Itália. Na foto eles visitam a Toscana


Mateus Silva

Roberto Lima

s comemorou seus 15 anos no e familiares. A festa aconteceu ecoração, em tons de rosa e painel de muro inglês, árvores ústicos executada por Josieli de Denise Balbinot Colombo

Junior Brustolin circulou entre os que conferiram a festa sertaneja da Woods Caxias, no sábado Cristiano de Oliveira

Daniela Bartelle em recente evento que reuniu os jovens farroupilhenses no Boteco Antonielle

Fique por Dentro

ca Tamires Bigolin recebe suas alunas na prócoquetel especial em celebração ao aniversámba que lidera. O espaço completa três anos ndo aulas do ritmo latino para mulheres.

a

elle, pensando na chegada da temporada ssa a oferecer no seu cardápio sequência de rá servida às quartas e sábados.

Priscila Soares em noite de festsa no Boteco do Chá


Inside

8

Fabrício Oliboni fabrioliboni@gmail.com

Superman 80 anos

* Agente de intercâmbio e bacharel em Relações Internacionais

Moda

Em busca do consumo consciente e generosidade Brechó Solidário vai acontecer em junho, mas as doações vão até 31 deste mês Divulgação

Em 2018 o Superman completa 80 anos. O maior, certamente mais icônico e eternamente o mais poderoso dos super-heróis chega um pouco mais próximo do seu 1º centenário. Mesmo que você não seja fã de quadrinhos, cinema, dos desenhos animados dele ou qualquer outra mídia na qual Superman está presente, é inegável que ele tem um papel importantíssimo na cultura pop, e provavelmente seguirá assim por muito tempo. Você pode não saber quem é o Goku, o Hulk e até mesmo o Capitão América. Mas o Superman sim, não há como nunca ter ouvido ao menos falar dele. E apenas por isso ele já seria o maior de todos. O alienígena de uniforme azul, capa vermelha, S no peito e cueca por cima das calças (costumes de outros planetas, vamos respeitar) que adotou a Terra como seu novo lar estreou nos quadrinhos no final dos anos 30. Não havia nada similar na época. O personagem foi concebido pensando em figuras místicas, de alguém que viria de fora para “salvar” o nosso planeta, sendo que há claramente um tanto de Jesus nele, algo messiânico. Para equilibrar e dar a ele uma aparência mais humana, encarnou o jornalista tímido e sem muito contato social, Clark Kent, alguém de perfil completamente oposto ao que a figura do Superman impunha. Tomando como gancho a questão do disfarce, vale dizer que há uma importante diferença aqui do Superman para os outros super-heróis: o disfarce dele é Clark Kent. Um se veste de morcego, outro coloca uma armadura, tem quem se vista como uma aranha... mas não o Superman. A sua fantasia é a normalidade de um ser humano qualquer. Tem um pouco de poesia e crítica aí, além de parecer um erro que as pessoas não reconheçam ele, porque é uma roupa diferente, tirar os óculos e uma franjinha marota caindo na testa. Contudo, quem o conhece não vê nada do que vê no Superman, e por mais que pareça inocente, faz sentido. Hoje filmes de super-heróis são algo muito comum nos cinemas. Pois assim como ele inaugurou o que é conhecida como a “Era de Ouro” dos quadrinhos, ele também deu o pontapé inicial no que se refere a um filme de super-herói. E isso foi nos anos 70, mais precisamente em 1978 (no aniversário de 40 anos) com Christopher Reeve no papel de Superman/Clark Kent. Não foi algo que deu início ao boom de filmes inspirados em personagens dos quadrinhos como é hoje, até porque o próximo só veio depois de uma década, com Batman, em 1989. “Superman – O Filme” ainda hoje é considerado grande filme, não especificamente no nicho de super-heróis, mas de forma geral. Marcou época, teve um impacto cultural muito forte e ainda segue sendo o grande responsável por alguém olhar para o céu e dizer que algo voando é o Superman. Superman sempre foi um símbolo de esperança. Pode não ser o preferido de muita gente, mas abriu caminho para que todos esses preferidos surgissem e fossem tão importantes na vida de tanta gente. Quem nunca pensou ou fingiu ser o Superman? E por que isso? Visão de calor, super força, velocidade impressionante, voar? Ok, tem isso também, mas principalmente porque ele representa o quanto poderíamos ser melhores. Que siga eternamente nos inspirando, Superman! Feliz Aniversário!

FARROUPILHA, 4 DE MAIO DE 2018

Apoio a causas importantes O brechó deste ano terá todo o lucro revertido para a Liga de Combate ao Câncer e FazBem

C

ada vez mais falamos de consumo consciente para contribuir com o meio ambiente. A reutilização é um processo muito importante para combater o desperdício e colaborar para a diminuição na produção de lixo. Prolongar a vida útil de um material coopera para toda cadeia de redução do consumo de matéria prima e de energia. Uma boa alternativa para o consumo desenfreado é a compra em brechós. No dia 9 de junho a FazBem irá realizar o 4º Brechó Solidário de Farroupilha. É possível doar diversos utensílios, que estejam em condições para uso e venda, até o dia 31 deste mês. O local de entrega é no Ceac (14 de Julho, 713, Centro), de segunda a sexta, das 8h às 16h, com Marília ou Cleusa. Mais informações podem ser obtidas no fone 981.385.659. Este brechó abraça e fortalece a ideia do Lixo

Zero, reciclando, reutilizando e reduzindo. O evento vai acontecer no Clube do Comércio, das 9h às 16h30min. O valor arrecadado será destinado 50% para a Liga de Combate ao Câncer e 50% para a FazBem investir em projetos sociais.

O que pode ser doado * Eletrodomésticos * Roupas masculinas, femininas e infanto-juvenil * Material de construção * Móveis * Ferramentas * Livros, revistas e jornais * Objetos para decoração * Cama, mesa e banho * Brinquedos * Utensílios de cozinha como copos, talheres, pratos e panelas


FARROUPILHA, 4 DE MAIO DE 2018

Inside

Cultura

Imagem: Reprodução

No Largo Carlos Fetter, será espaço para incentivar as manifestações culturais

O

Dolores Maggioni doloresmaggioni@terra.com.br

Iniciam as obras do Palco Multiuso

Em andamento O Palco conta com estrutura metálica disposta em diversos ângulos, proporcionando leveza e movimento

Palco Multiuso do Largo Carlos Fetter será construído com recursos de emenda parlamentar do deputado federal Carlos Gomes (PRB). A obra busca fortalecer a cultura do município. Será um grande espaço para o entretenimento da comunidade, para suprir a necessidade de apresentação e diversão ao ar livre.

9

A obra iniciou na última sexta e ficará pronta para a Semana Farroupilha, que acontece em setembro. Mais uma forma de levar cultura para o município, o Palco receberá todo tipo de atração cultural ou musical. O formato do palco é trapezoidal, tornando convidativo e acolhedor ao público. O investimento da obra é de R$ 243,750,00 e contrapartida da prefeitura de R$ 6.250,00, totalizando R$ 250.000,00.

A lembrança se agiganta O sol brilha igual a uma lasca de diamante. Passeia o vento. Agita escandalosamente tudo o que encontra no caminho. Entrego-me ao sonho. O sonho é o limite entre a vida e o delírio. Há tanto por lembrar! Tantas madrugadas onde o extravasar em letras tinha um momento guardado para mim. Letras! Elas rompem regras quando se unem em rodeios tresloucados. Transformam-se em perpétuos desafios. É frio agora. O sol invade a janela; penetra meus vazios assim, cheios de ternura. A faísca do segundo é a única a brilhar, como divisa nos valores intrínsecos do mundo. A lembrança se agiganta e as letras, nada lógicas, trafegam pelos versos dos poemas, costuram desvarios, tramam memórias em laborioso afã. Talvez eu não consiga relembrar as coisas que ontem eram. Elas se foram já há algum tempo. Abandonaram-me como um barco sumido na curva do horizonte. Todo barco deixa rastros. E elas desenham rastros de renda nas águas do meu ser... seguem navegando o assombro dos meus olhos fixos nas demoras... entoam um acalanto na inquietude do sorriso. A tarde, vestida toda em sol, vê a vida entrar no diapasão do desencanto. Escrevo. Não sei para que. Não sei para onde. Não sei para quando. Apenas escrevo. Deixo liberar divisas e princípios... driblo conceitos com o sabor dos velhos vinhos. Quantos outonos rolarão comigo nesses silêncios quase desgarrados, que eu pressinto eternos! Maio empilha scripts de manhãs... formigas desfilam carreirinhos ordenados... pinhões ardem em escaldantes úteros de esmalte... outonam verões... carruagens de luz cortam o espaço... rodopiam bailarinas... nostalgias suplicam misereres... convalescem manhãs e a travessias das ausências se fazem... cautelosamente. Eu fico a brincar de vida. A celebrar encantos, vendo a esperança esquecendo de não ser. Talvez eu não devesse relembrar aquilo que está quieto. Talvez eu não devesse perturbar o silêncio dormido nas ausências. Agora, as emoções navegam milhas. A vida é espera. De um momento, de um sonho, de um chegar. Sem nada que desbote o sol da tarde. Viver é isso! No compasso de um tango, ou sem compasso. No infindável efêmero das horas, melancolias navegam os silêncios dos profetas. Há um canteiro de sonhos em semente, num SOS urgente, no espanto espasmódico do riso que a espera amarrota. Escuto o eco ao redor de mim. Lanço o anzol! Nem sempre, na magia da pescaria, surge uma pérola. Distância, exílio, viagem... por onde andará aquela que ontem fui? Em que momento solitário se consumou esta transformação? E por que, nesta tarde ensolarada e fria, as canções nada mais dizem? E os pássaros... por que perderam hoje as suas asas? E teimo. Teimo em escrever canções que nada são, até que alguém as cante... cartas que nada são até que alguém as leia... sementes que nada são até que alguém as plante. Sonhos e versos vivem em mim. São minha posse. Sou posse deles. Declinação amarga este frio dentro do peito... teimando em recolher a essência que rola nos desvãos da alma. Recolho essência e me pergunto: “Por quanto tempo este silêncio que arde fará perguntas para o coração?”. * Escritora


Inside

10

FARROUPILHA, 4 DE MAIO DE 2018

Sétima Arte

Reese chega à crise da meia idade

Papel de Alice Kinney tem muito a ver com própria trajetória da atriz quarentona, mas “De Volta Para Casa” não é apenas um recorte autobiográfico como também a confirmação de que tem um talento especial para obras do gênero

T

ragicomédias românticas não são obras, digamos, de impacto na Sétima Arte. Mas agradam um grande público pela leveza, descompromisso com uma discussão mais profunda e também pelo talento de atores e atrizes que se destacam nos papéis em questão. Reese Witherspoon tem sua carreira marcada por atuações neste segmento (veja filmografia recomendada ao lado), muito por conta de seu carisma e seu rostinho angelical, embora ela já tenha demonstrado versatilidade e talento para atuar em outras frentes. “De Volta Para Casa” é seu mais recente trabalho e que, de certa forma, reforça esse estereótipo. Não que ele seja definitivo, mas é muito fácil de perceber como Reese fica à vontade em cena nos filmes do gênero. A trama em questão não foge à regra, muito pelo contrário, reforça essa marca. Na obra, roteirizada e dirigida pela jovem Hallie Meyers-Shyer, a atriz vive o papel de Alice Kinner, uma jovem mãe de duas meninas, que está em processo de divórcio, sem saber o que quer da vida profissional e, por conta de tudo isso, vivendo uma crise de meia idade ao completar 40 anos.

Reese tem 42 anos, também foi mãe cedo, está em seu segundo casamento... ou seja, há semelhanças no papel com a própria jornada da atriz. Não há dúvida que sua experiência de vida deve ter contribuído para a construção da personagem. No longa, ela é filha de um famoso cineasta, já falecido, e decide retornar para a deslumbrante casa de seu pai, onde viveu sua infância e adolescência, em Los Angeles, após não aguentar mais a relação que mantinha com o marido Austen (Michael Sheen), um requisitado produtor musical, em Nova Iorque. Junto com ela, mudam-se para Los Angeles as duas filhas: Izabel (Lola Flanery) e a caçula Rosie (Eden Grace Redfield), enquanto tenta fazer decolar sua carreira de design. Em uma festa para celebrar seu ingresso nos 40 anos, ela acaba conhecendo o cineasta Harry Dorsey (Pico Alexander), seu irmão, o ator Teddy (Nat Wolff), e o roteirista George Appleton (Jon Rudnitsky), um jovem trio que inscreveu um curta metragem em um festival de cinema, aspira conseguir reconhecimento na Meca da Sétima Arte e que está prestes a ser desalojado da espelunca que alugou. O grande problema, nessa questão, é o excesso de álcool, que faz

com que todos acabem a noite na mansão de Alice. Sua mãe, a veterana atriz Lilian (Candice Bergen) se depara com a situação na manhã seguinte, quando leva as netas de volta para a casa da filha. Sem saber muito como agir com a situação, Alice é surpreendida por conta da calorosa receptividade conferida ao trio por Lilian, que sugere que eles fiquem na residência provisoriamente. Não é algo simples. Na verdade é algo até bem inusitado, mas Alice acaba não criando obstáculos e permite a situação. Claro que o fato irá desencadear al-

guns percalços. A ruptura com Austen não está bem resolvida. Harry sente uma atração natural por Alice que, em alguma medida, retribui. E tudo ganha contornos ainda mais dramáticos à medida que Izabel e Rosie acabam se aproximando do trio de forasteiros, gerando uma relação de amizade e cumplicidade. A presença dos três jovens deixa o ambiente arejado e divertido, mas também tem o poder de embaralhar ainda mais a jornada de Alice, já que seu objetivo ao retornar a Los Angeles era de justamente organizar sua conturbada vida.


Inside

FARROUPILHA, 4 DE MAIO DE 2018

11

Sétima Arte Imagem: Reprodução

Divulgação

Flerte recíproco Harry Dorsey (Pico Alexander) e Alice Kinner (Reese Witherspoon) desenvolvem uma atração mútua, mas com ambições e expectativas diferentes por conta da diferença de idade

De Volta Para Casa é um filme leve, com oscilações entre drama, comédia e romance, que fala muito sobre a protagonista, afinal de contas, Reese acaba monopolizando as atenções não somente pelo papel que ocupa na trama, mas pela sua própria atuação. As angústias, inseguranças, medos, preocupações e receios inerentes à idade da protagonista são muito bem retratadas no longa e de forma bem objetiva e direta, sem uma pretensão demasiada. Talvez nisso resida o grande mérito da obra de Hallie, que fez sua estreia aos 30 anos com um bom cartão de visita.

Filmografia básica Reese Witherspoon Filme Medo Entrega à Domicílio Segundas Intenções Eleição Legalmente Loira Doce Lar Feira das Vaidades Johnny & June Água Para Elefantes Livre

Ano 1996 1998 1999 1999 2001 2002 2004 2005 2010 2015

Personagem Nicole Walker Ivy Miller Annette Hargrove Tracy Flick Elle Woods Melanie Carmichael Becky Sharp June Carter Cash Marlena Rosenbluth Cheryl Strayed

Título original Home Again Título traduzido De Volta Para Casa Direção e roteiro Hallie Meyers-Shyer Gênero Drama Romance Duração 97 minutos País Estados Unidos Ano de produção 2017 Estúdio Insiders Mad River Waverly Films Black Bicycle Entertainment Distribuição Swen Filmes H20 Films


12

Horóscopo Áries - 21/03 a 20/04

Semana em que pode receber notícias interessantes que mudam positivamente a situação em que você se encontra. É um momento inspirador e desbravador de novos horizontes. Mudanças e novidades estão estimuladas, então ouça a sua intuição.

Touro - 21/04 a 20/05

Percepção da prosperidade material e da abundância de possibilidades em que você se encontra. Saiba se sentir merecedor, principalmente se você tem se dedicado aos seus objetivos. As coisas podem mudar rapidamente ao longo da semana.

Gêmeos - 21/05 a 20/06

Excelente semana para relacionamentos, assinatura de contratos e para receber apoios importantes. Amor, amizade, liberdade e companheirismo são questões essenciais. Uma novidade pode chegar a você por meio de um amigo.

Câncer - 21/06 a 20/07

Uma semana muito especial para a carreira e para os projetos dos cancerianos. Há um anseio em fazer as coisas de forma diferente da habitual. O momento é propício para inovar, experimentar e ousar mais.

Leão - 21/07 a 22/08

Semana caracterizada por generosidade, confiança e necessidade de expressar seus sentimentos. Novidades podem surgir, assim como notícias que vêm de longe. É um momento favorável para você acreditar mais na sua capacidade de realizar seus sonhos.

Vírgem - 23/08 a 22/09

Semana positiva para perceber o que pode estar lhe aprisionando. Há um anseio por mais liberdade, autonomia e independência. Você está passando por uma metamorfose emocional.

Libra - 23/09 a 22/10

Excelente semana para estabelecer contatos inovadores com característica pioneira e vanguardista. Novas abordagens nas parcerias, relações, contratos e associações. A amizade é o valor mais importante para você dentro de um relacionamento.

Escorpião - 23/10 a 21/11

Semana de possibilidades interessantes em relação ao trabalho. Tendência a se sentir mais afortunado, o que contribui para as suas realizações. Encare tudo como parte de um grande aprendizado.

Sagitário - 22/11 a 21/12

A Lua se move em seu signo e está em contato com o planeta Urano. O momento é interessante para mudanças no seu comportamento emocional. É hora de parar de repetir velhos padrões, abrindo-se a novas possibilidades.

Capricórnio - 22/12 a 20/01

Importantes ensinamentos que podem ser absorvidos neste momento. Lições de vida, aprendizados espirituais e busca por autoconhecimento. Situações novas no âmbito doméstico e familiar que podem estar mexendo com a sua estabilidade.

Aquário - 21/01 a 19/02

Urano, seu regente, está em contato com a Lua. A semana favorece inovações, mudança de planos e abertura para novidades. O contato com grupos e instituições pode ser muito favorável para as suas realizações.

Peixes - 20/02 a 20/03

Continua atuante a tendência da semana anterior, favorável à carreira. Momento auspicioso para expressar seus talentos de uma nova forma. Redescoberta de sua individualidade e identidade.

Inside

FARROUPILHA, 4 DE MAIO DE 2018


FARROUPILHA, 4 DE MAIO DE 2018

Proprietário oferece GRATIFICAÇÃO para quem devolver chave do seu veículo, com chaveiro da revenda Bino. (54) 9 9194.9192. VENDE-SE CONSÓRCIO CONTEMPLADO DA CAIXA ECONÔMICA FEDERAL. Crédito R$ 280.000,00 – Prestações R$ 2.067,32 – Já pagos R$ 14.500,00, e créditos de R$ 432.000,00 - Prestações R$ 3.122,31 – Já pagos R$ 25.000,00. Estes créditos podem ser usados na COMPRA DE IMÓVEL, CONSTRUÇÃO E REFORMA URBANA E RURAL. Aceitamos carro de entrada. Contate: (51) 9 9569 8765/WhatsApp: (51) 9 8055 5703. De volta ao edifício Alfredo, 2 GATAS ESPERANDO POR VOCÊ! Local discreto, central e climatizado! Ligue e confira! (54) 9 9711-3324.


2

FARROUPILHA, 4 DE MAIO DE 2018


FARROUPILHA, 4 DE MAIO DE 2018

3

VENDO ou TROCO por apartamento no centro, uma CASA de dois pisos, bem localizada (imediações da Zanella para brisas) no Bairro Santa Catarina. Tratar (54) 9 9979.0637. ALUGA-SE APARTAMENTO de 2 e 3 dormitórios em ITAPEMA / MEIA PRAIA, Santa Catarina. 150 metros do mar. A partir de 15/01. Tratar. F. (54) 9 9118 1642. IMPERDÍVEL 2 TERRENOS PELO PREÇO DE 1! 613m² em rua toda asfaltada no Monte Verde. Apenas R$ 140.000,00! Confira Agora! (54) 9 9925-2068. ALUGUEL: direto com a proprietária de um APARTAMENTO de dois dormitórios, com 2 sacadas, e vaga de garagem, próximo à Defensoria Pública. Escola nas imediações. E, uma SALA COMERCIAL, na Independência, com 168m² no Bairro São Luiz. Fones: 9 9951.3583 / 3268-1062.


4

VENDO UMA LINDA CHÁCARA de 4 hectares, na Linha Boemia. Sobre o terreno uma pequena casa, com água e luz, caminho de acesso até o local todo asfaltado. Somente R$ 185.000,00. Ligue: (54) 9 99252068. VENDO TERRENO de esquina com 1.377m² a uma quadra da rodoviária e do Shopping Centro de compras. F. 9 9118.1642. VENDO TERRENO, localização central em Arroio do Sal a duas quadras do mar F. 9 9118.1642. VENDO 4 terrenos de Cooperativa já com área comprada. F.: 9 9118.1642. VENDO CASA MISTA localizada no Bairro Pio X, ao lado da Igreja. (A mesma já está alugada através de imobiliária pelos valores de R$ 1.000,00 por mês). Tratar: (54) 9 9118 1642.

FARROUPILHA, 4 DE MAIO DE 2018


FARROUPILHA, 4 DE MAIO DE 2018

7


CASA

Este Cadernos Especial é parte integrante da edição 536. Não pode ser vendido separadamente. Farroupilha, 4 de maio de 2018

& CONSTRUÇÃO

Sua casa sustentável

Arquitetura sustentável são construções de casas ou edifícios que utilizam materiais e soluções que economizam recursos naturais, reduzem a poluição e respeitam o meio ambiente Páginas 6 e 7

Casas inteligentes, o conceito do futuro

Trabalhar em casa tem lá suas vantagens

Páginas 2 e 4

Página 8


2

Farroupilha, 4 de maio de 2018

Cerca de

300 mil casas já estão automatizadas em todo o Brasil

Casas inteligentes unem conforto e praticidade Já imaginou acordar ouvindo sua música preferida, com as janelas e cortinas abrindo sozinhas e deixando a luz do sol entrar de forma suave pelo ambiente? Ou então programar a banheira para encher com a água na temperatura desejada antes mesmo de chegar em casa? Estas e outras facilidades já fazem parte da realidade de diversas famílias brasileiras. São as chamadas smart homes, ou casas inteligentes, que através de sof-

twares cada vez mais inteligentes e interativos permitem a automação de variados serviços em todos os ambientes da residência. De acordo com a Associação Brasileira de Automação Residencial, Aureside, cerca de 300 mil casas já estão automatizadas em todo o Brasil e a tendência é de que este número cresça de forma cada vez mais acelerada. A necessidade de poupar energia elétrica e o desejo de aumentar o conforto e a praticidade

com o manuseio de tablets e smartphones são os fatores motivadores para que as famílias invistam em casas cada vez mais inteligentes. Josué João Krapp, diretor comercial da Engetel Home Solutions, empresa especializada em automação residencial, explica que há uma infinidade de vantagens em investir nestas tecnologias. “Além do conforto, pois a pessoa pode controlar a casa de onde estiver, a automação também ofe-

rece economia, com sensores de desocupação que reduzem a intensidade da iluminação de acordo com a entrada da luz natural; e proteção, pois o dono da residência pode acessar as câmeras na hora que desejar, receber mensagem dos detectores de presença de fumaça, gás e inundação, e ainda fechar automaticamente cortinas e janelas motorizadas, através de sensores de chuvas ou vento”, aponta o especialista.


4

Farroupilha, 4 de maio de 2018

Na sala é possível

motorizar as cortinas e janelas

Mas o que é possível automatizar? Controlar toda a casa com apenas um toque. Desligar o alarme, fechar as cortinas, apagar e acender a luzes, acessar as câmeras de segurança. Diante de tantas novidades que surgem no mercado, muitos se perguntam: o que eu posso automatizar em minha casa? A resposta, segundo Josué João Krapp, é tudo. Do banheiro à cozinha, da sala ao quarto, da porta ao chuveiro. Todos os cômodos da casa podem receber investimentos tecnológicos que vão facilitar a rotina e dar segurança, praticidade e economia. Na cozinha, por exemplo, é possível automatizar a iluminação, controlar as tomadas, escutar música, e ainda reforçar a segurança com detectores de presença de gás e fumaça. “Já na sala de estar podemos criar cenários diferenciados para cada momento como a hora de jantar, hora de assistir televisão, ler, ouvir música, conseguimos programar a

iluminação adequada para cada um destes momentos”, explica Josué. Ainda na sala é possível motorizar as cortinas, automatizar as janelas, integrar o sistema de áudio e vídeo com todo o sistema da casa e acionar o ar condicionado em um só comando. As mesmas facilidades da sala já chegaram aos quartos, onde também é possível criar iluminação adequada para cada momento e integrar todos os sistemas de controle das cortinas, janelas, ar condicionado, luz e som e um só comando. Do lado de dentro Com os sistemas de automação integrados é possível, por exemplo, transferir a campainha da porta para o telefone. Com este serviço, quando toca a campainha da casa o proprietário pode atender mesmo estando longe, e caso seja algum amigo ou parente, é possível abrir a porta para que o visitante não seja obrigado a esperar do lado de fora.

Como tudo começou Segundo a Associação Brasileira de Automação Residencial, Aureside, as primeiras iniciativas de automação residencial surgiram nos Estados Unidos, no final da década de 70, com os chamados Módulos Inteligentes, cujo comandos eram enviados pela rede elétrica da residência. Os sistemas compreendiam soluções simples como ligar e desligar remotamente um equipamento. Com a expansão da internet e da telefonia móvel foram surgindo cada vez mais novidades no ramo de automação e nos últimos tempos as tecnologias crescem e se aperfeiçoam de forma cada vez mais acelerada, tornando este tipo de serviço cada vez mais acessível para o consumidor.


6

Farroupilha, 4 de maio de 2018

Minha casa

sustentável Sustentabilidade é um termo bastante em alta na sociedade moderna. Depois de explorar e utilizar de forma irresponsável os recursos naturais do planeta, o ser humano agora se volta para a necessidade de preservar para garantir o futuro das novas gerações. Mas, você deve estar se perguntando: o que esse papo de preservação tem a ver com a minha casa? E nós respondemos: tem tudo a ver! O número de residências sustentáveis no Brasil hoje ainda é pequeno em comparação às construções tradicionais, porém, em um futuro não muito distante este tipo de construção se tornará essencial para o bom funcionamento do planeta, e você pode começar a fazer sua parte agora, investindo em uma casa sustentável.

Arquitetura sustentável De acordo com o engenheiro Thiago Maeda, consultor técnico na Inovatech Engenharia, empresa de consultoria para construções sustentáveis, a Arquitetura Sustentável é um conceito associado a projetos concebidos considerando as características positivas e negativas do local, adotando soluções eficientes e adaptadas às necessidades dos usuários. “Estes projetos arquitetônicos são elaborados de forma a

garantir o conforto e saúde dos moradores, minimizar os impactos ambientais e o consumo de recursos durante a construção e ocupação da moradia”, explica. Na prática, são construções de casas ou edifícios que utilizam materiais e soluções que economizam recursos naturais reduzem a poluição e respeitam o meio ambiente. Os cuidados vão desde a escolha do terreno – respeitando áreas de mananciais, por exemplo – até a escolha dos materiais utilizados na obra, incluindo produtos naturais ou ecoprodutos de fabricação industrial.

Você sabia? Que a arquitetura sustentável representa 9% do PIB da construção civil, e movimenta R$ 13 bilhões, crescendo 30% ao ano?

Você sabia? Que de 2009 a 2014 as edificações certificadas com o selo Aqua passaram de sete para 235, contabilizando mais de 5 milhões de m² de áreas construídas certificadas?


Farroupilha, 4 de maio de 2018

Algumas características de

uma casa sustentável respeita o desenho do terreno onde será construída; utiliza artigos de origem artesanal ou industrializada que sejam não poluentes e atóxicos; utiliza sistema de aquecimento solar;

utiliza madeiras de reflorestamento; privilegia a iluminação natural e a circulação e renovação do ar; adota sistemas de captação de água da chuva e planeja como vai tratar o esgoto;

utiliza equipamentos certificados pela Procel; utiliza lâmpadas de led para iluminação; utiliza torneiras e válvulas economizadoras com sensor de presença.

Mas, e se a minha casa já está construída,

o que eu posso fazer?

Se você, assim como a maioria dos brasileiros, já tem uma residência e não planeja construir uma nova moradia tão cedo, saiba que você também pode fazer a sua parte para tornar sua casa sustentável. Com algumas pequenas obras e pequenas mudanças no dia a dia da família é possível fazer com que a rotina se torne sustentável sem esgotar os recursos naturais do planeta. Além de contribuir com a preservação ambiental, a diferença poderá ser sentida no bolso e na qualidade de vida que você vai ganhar. Confira!

Coleta do lixo: crie em sua residência um espaço para fazer a coleta seletiva do lixo, separando orgânicos, plásticos, papéis, vidros e alumínio.

O uso de plantas e flores dentro de casa ajuda a refrescar o ambiente, dispensando tecnologias que consomem energia elétrica, como ventilador e ar condicionado.

Jardim: coloque em volta do jardim um piso que drene bem a água da chuva ou até um gramado. Essa água pode ser reaproveitada para regar o local.

Horta orgânica: cultive os temperos em casa com uma horta orgânica, livre de agrotóxicos e muito mais saudável.

Pintura: ao renovar a pintura invista nas tintas à base de água, pois são ecológicas, não têm cheiro e contribuem para melhor respiração das paredes.

Coloque tijolos de vidros nas paredes para melhor aproveitamento da luz natural.

Invista na captação da água da chuva alterando o projeto das calhas. Essa água pode ser utilizada para lavar pisos e regar plantações, como as hortas caseiras e vasos de flores.

Troque acessórios do dia a dia como lâmpadas comuns por lâmpadas de led; torneira comum por torneiras com sensor de presença; e válvula de descarga comum por válvula com fluxo duplo.

7


8

Farroupilha, 4 de maio de 2018

Quando o trabalho

mora em casa

Trabalhar em casa é o sonho de muita gente. Afinal, poder acordar um pouco mais tarde e não precisar enfrentar os longos congestionamentos deixa a vida muito mais leve, não é mesmo?! Mas para que o sonho não se torne pesadelo é preciso muito esforço, disciplina e dedicação, pois muitas vezes a rotina de trabalho acaba ficando ainda mais pesada e o horário se confunde à rotina da casa, gerando confusão e baixa produtividade. Para evitar erros e prejuízos é preciso tomar alguns cuidados essenciais, como investir em um local reservado para o trabalho, projetar um espaço prático e funcional, definir os horários de trabalho e sempre respeitá-los.

Por onde começar Para montar um home office funcional é preciso definir que tipo de atividades serão desenvolvidas no local e qual será o horário de trabalho. Com estas definições você já pode escolher o espaço mais adequado da casa para compor o ambiente de trabalho. A dica é que seja um espaço reservado, separando a vida corporativa da rotina privada e familiar. A escolha do mobiliário é muito importante. Invista em uma mesa com tamanho suficiente para armazenar computador, telefone, impressora, blocos de nota, porta canetas e porta papeis. Prateleiras e gavetas também são muito importantes e até mesmo indispensáveis para deixar o espaço organizado. • Outro item essencial é uma cadeira confortável. Peças ergonômicas, que valorizam o conforto e o design anatômico, contribuem para a qualidade de vida e protegem a coluna. Invista em uma iluminação adequada. A janela deve ser alta, para a luz não bater no rosto e é importante ter uma luminária eficiente para que você possa trabalhar à noite sem uma luz chapada na cabeça. Claro que a decoração do ambiente também é essencial, afinal, ninguém gosta de trabalhar em um espaço sem vida e sombrio. Para tornar o ambiente agradável invista em quadros coloridos, plantas ou desenhos dos filhos e sobrinhos.

Equipamentos Para um contato eficiente com o escritório ou com os próprios clientes, você vai precisar de equipamentos eletrônicos em bom estado e uma internet rápida de verdade. Telefone, computador e impressora são essenciais para garantir uma rotina equilibrada.


10

Farroupilha, 4 de maio de 2018

Iluminação certa ajuda

a ampliar espaços

Embutir peças, instalar diferentes lâmpadas, utilizar arandelas que iluminam por rebatimento de luz. São muitas as opções disponíveis no mercado de iluminação que ajudam a dar a sensação de amplitude aos espaços pequenos. Conforme a arquiteta Jaqueline Frauches, diretora regional da Associação Brasileira de Design de Interiores, hoje em dia os apartamentos e casas estão cada vez menores, porém, é possível deixar estes ambientes atrativos e aconchegantes utilizando as técnicas corretas de iluminação. “A iluminação adequada, somada ao projeto de rebaixamento, nos permite embutir peças e criar cenas diferentes. Quanto menos recortado for o forro e mais periféricas as peças de iluminação, maior a sensação de amplitude”, explica. Um dos recursos recomendados pela especialista é utilizar peças embutidas sem moldura, onde a lâmpada fica recuada e o teto mais limpo. Segundo Jaqueline, uma luz difusa ao

longo da janela e do ambiente também ajuda a ampliar o espaço. “Uma luz equilibrada nos vários pontos do ambiente dá a sensação de amplitude. Isto não quer dizer que o ambiente tenha que ser extremamente claro, e sim ter uma luz distribuída. Cantos escuros e mal iluminados diminuem o ambiente”, orienta a arquiteta.

De acordo com a necessidade Jaqueline explica que a iluminação ideal está atrelada à necessidade de cada local específico. Por isso, a iluminação em espaços pequenos pode ser composta de diferentes tipos de lâmpadas e efeitos num mesmo ambiente, caso haja demandas diferentes de utilização. “Por exemplo, se a pessoa gosta de ler na cama, só uma luminária de cabeceira com foco regulável será capaz de iluminar o livro, que é o que deve estar iluminado. No entanto, o quarto pode ter uma luz difusa para o dia a dia, e ainda

uma arandela com acendimento independente para um momento intimista. Podemos e devemos usar todos os tipos de iluminação em qualquer ambiente da casa, desde que o resultado seja equilibrado e adequado ao uso”, recomenda.

Fica a dica Os abajures dão aconchego a qualquer ambiente, mas não ajudam na sensação de amplitude. Já as luminárias de pé, que jogam luz para o teto, têm esta capacidade. Se utilizar luz periférica intensa e pontuar ambientes com abajures, além de lindo, o ambiente ficará muito agradável para o social.


Farroupilha, 4 de maio de 2018

Lembranças de um

outro tempo

Não há como olhar para uma parede revestida de azulejos coloridos e decorados e não recordar das sofisticadas decorações que marcaram época nas mais requintadas residências brasileiras das décadas de 50 e 60. O uso de objetos antigos na decoração resgata tendências que fizeram sucesso nas décadas passadas e ainda reaviva a memória de bons tempos que fizeram parte da história da família. Por isso, a decoração

retrô, como é chamada pelos arquitetos e designers, vem conquistando a simpatia e ganha espaço em variados ambientes como cozinha, sala, quarto e até banheiro, com o uso de objetos antigos, como banheiras vitorianas e espelhos barrocos. Repensados e repaginados para atender às necessidades da atualidade, os objetos retrô lançam um novo olhar sobre os ambientes, misturando o antigo a uma decoração moderna e contemporânea.

Características Uma das principais características destes móveis que inspiram boas memórias são as bases de pernas finas, alongadas e em formato de cone, os chamados “pés palitos”. Eles aparecem nas mesas de centro, sofás, cadeiras e armários. Esse estilo surgiu como reflexo da nova era pós II Guerra Mundial, mas sem nenhuma explicação ou inspiração conceitual. Nas cadeiras e estofados também é possível observar muito revestimento em couro sintético. Já nas prateleiras, a principal característica é a separação entre a base estrutural e o corpo da mobília.

11


Edição 536  
Edição 536  
Advertisement