Page 1

FARROUPILHA

|

ANO X

| EDIÇÃO 524

| 9 DE FEVEREIRO DE 2018 |

R$ 3,00

Mais pedestres, menos carros Daniel Rufatto

Obras em andamento na Júlio de Castilhos incentivam comunidade a utilizar via como espaço de convivência Matéria Especial, páginas 2 e 3, e Editorial


2

FARROUPILHA, 9 DE FEVEREIRO DE 2018

MELHORIAS NO CENTRO

Obras avançam no Calçadão Daniel Rufatto

Motoristas e pedestres devem ficar atentos às mudanças no trânsito da via Daniel Rufatto daniel@jornalinformante.com.br

P

rincipal rua da cidade, a Júlio de Castilhos receberá uma série de melhorias ao longo das próximas semanas. A obra, anunciada em dezembro de 2016 pela prefeitura, deve ser concluída até o fim de abril. O custo total das melhorias é estimado em R$ 800 mil, com parte dos recursos próprios da prefeitura e parte proveniente de emendas parlamentares. Uma das primeiras ações que está sendo realizada é a instalação de bancos, grades e floreiras em algumas esquinas, como nos cruzamentos com a Coronel Pena de Moraes e com a Independência. Entre os propósitos da colocação dos equipamentos está o de direcionar os pedestres aos locais

Atenção às obras Bancos, floreiras e grades estão sendo instalados em esquinas da via

adequados para atravessar a rua. O projeto prevê ainda a colocação de pisos táteis para deficientes visuais e de lombofaixas (faixas de segurança elevadas) para atuar na

redução da velocidade dos veículos. Por conta das mudanças, a prefeitura alerta tanto a motoristas como a pedestres para redobrar a atenção ao transitarem pela via.

“Estamos melhorando o Centro, por meio de um projeto que vai dar mais vida para a Júlio de Castilhos. Solicitamos a compreensão de todos para que possamos dar conti-


3

FARROUPILHA, 9 DE FEVEREIRO DE 2018

da rua Júlio de Castilhos Polêmica novidade Dois conjuntos de parklets ocuparão 10 vagas de estacionamento

Dois conjuntos de parklets e asfalto das ruas 13 de Maio a 3 de Outubro Em seguida, serão implementados dois conjuntos de parklets, cada um deles ocupando cinco vagas de estacionamento. Um ficará pouco antes da esquina com a República e, o outro, na quadra seguinte, quase na esquina com a Independência. Os equipamen-

tos já estão em fase de produção pela empresa florense Metalco do Brasil, vencedora de processo licitatório no valor de R$ 258.800,00, que serão custeados, na maior parte, por uma emenda de R$ 237,8 mil do deputado federal Pepe Vargas (PT).

Outra etapa, esta prevista para iniciar em março, é a do alargamento da calçada da Independência até a 13 de Maio e o asfaltamento entre a 13 de Maio e a 3 de Outubro. Conforme explica Argenta, o projeto está em fase final de análise pela Caixa

Econômica Federal e será executado pela Dalfovo Construtora Ltda., de Caxias do Sul. O custo desta etapa, conforme previsto em licitação, será de R$ 296.396,06, viabilizado com emenda destinada pelo deputado federal Ronaldo Nogueira (PTB).

Imagem: Reprodução

nuidade a obra e também pedimos atenção de motoristas e pedestres, principalmente nas travessias e esquinas. Da mesma forma, já solicitamos para comerciantes da região para que ajudem na manutenção das plantas e canteiros, regando os arbustos que plantamos”, destaca o secretário municipal de Planejamento, Deivid Argenta. Conforme ele explica, até o fim deste mês deverá ser realizada a remoção e reassentamento da pavimentação poliédrica, elevando-a à altura do meio fio da calçada no trecho compreendido entre a Coronel Pena de Moraes e a Independência. A estimativa é que esta etapa leve em torno de 10 dias para ser concluída.


4

FARROUPILHA, 9 DE FEVEREIRO DE 2018

Desmistificando do Trabalho Daniela Vasconcellos Gomes *

C

om a reforma havida na legislação trabalhista imposta pela Lei 13.467/2017, passou-se a discutir em diversos meios as características do Direito do Trabalho no Brasil. Dos diversos ramos do Direito, o Direito do Trabalho e o Direito Penal talvez sejam os mais mal falados pela sociedade brasileira, o primeiro injustamente e o segundo com certa razão, diante da premente necessidade de reforma da legislação criminal. O Direito do Trabalho em verdade é pouco conhecido e muito mistificado, em que o pouco conhecimento da legislação abre espaço para suposições e histórias distorcidas. De modo que, embora parte da sociedade brasileira atribua caráter totalmente protecionista à Justiça do Trabalho, em que alguns empresários alegam que os trabalhadores “tentam ganhar na loteria” ao postular seus direitos na Justiça do Trabalho, ou que “não adianta pagar certo pois depois tem que pagar tudo de novo”, esta não é a realidade do cotidiano forense trabalhista. É certo que podem existir pedidos afastados da realidade, o que pode acontecer em qualquer área do Direito, quando os clientes não são sinceros com seus procuradores ao relatar suas situações vividas, mas tal situação sempre foi desencorajada pela legislação por meio da figura de litigância de

má-fé, a qual não é novidade imposta pela Lei 13.467/2017, mas prevista no ordenamento brasileiro ao menos desde o Código de Processo Civil de 1939, com raízes muito mais antigas, ainda no antigo Direito Romano. Ainda que exista uma falsa ideia disseminada em que a Justiça do Trabalho está repleta de aventuras jurídicas, é preciso dizer que tal noção é totalmente distanciada da realidade, pois levantamentos de diversos Tribunais Regionais do Trabalho apontam que a maior parte dos pleitos estão relacionados a direitos básicos dos trabalhadores que não foram pagos por suas empregadoras. No Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região (TRT4), que tem jurisdição no Estado do Rio Grande do Sul, ainda não existem dados estatísticos oficiais, mas juízes e servidores afirmam que as principais causas de ações trabalhistas no Estado envolvem verbas de rescisão de contrato, reconhecimento de vínculo de emprego, não recolhimento do FGTS, adicional por insalubridade e horas extras. Ou seja, não se tratam se pedidos “mirabolantes” como querem acreditar alguns, mas verbas efetivamente devidas e que não foram pagas durante o contrato de trabalho. Outro aspecto muitas vezes distorcido é a forma de solução das demandas, já que muitos defendem que a maioria das demandas é improcedente, o que seria fruto das “aventuras jurídicas” existentes na Justiça do Trabalho, quando esta não


5

FARROUPILHA, 9 DE FEVEREIRO DE 2018

a Justiça Divulgação

é a realidade, pois a maioria das demandas termina com a conciliação entre as partes ou com procedência total ou parcial da ação, sendo improcedência a minoria dos casos. Para ilustrar de forma concreta essa afirmação, é possível analisar dados estatísticos da Vara do Trabalho de Farroupilha, com base nos relatórios da Corregedoria Regional do TRT4 dos últimos dois anos, em que os resultados apontam que as demandas trabalhistas foram solucionadas da seguinte forma no ano de 2016: conciliação: 50%, total procedência: 6%, parcial procedência: 27%, improcedência: 7% e desistência/arquivamento: 10%, e no ano de 2017: conciliação: 46%, total procedência: 6%, parcial procedência: 28%, improcedência: 8% e desistência/arquivamento: 12%. Assim, considerando os dados estatísticos dos dois últimos anos da Vara do Trabalho de Farroupilha, apenas 7 ou 8% das demandas tra-

balhistas ajuizadas foram julgadas totalmente improcedentes, por considerar que o trabalhador não possuía razão em relação aos direitos postulados, percentual muito abaixo de ações julgadas improcedentes na Justiça Estadual, por exemplo. Se as demandas trabalhistas fossem tão infundadas como defendem alguns, esse percentual de 7 ou 8% de demandas improcedentes seria muito maior, o que não ocorre na realidade. Assim como a conciliação ocorrida em cerca de metade dos casos demonstra que os direitos postulados pelos trabalhadores não são “aventura jurídica” ou “loteria jurisdicional”, desmistificando a Justiça do Trabalho, tão mal falada mas tão necessária, especialmente em uma sociedade tão desigual, e que o trabalhador muitas vezes precisa se submeter a condições adversas para não perder sua única fonte de renda. * Advogada (OAB/RS 58.090)


6

FARROUPILHA, 9 DE FEVEREIRO DE 2018

Uma cidade melhor cuidada Nos últimos anos, o que tem sido visto é um cuidado maior com os espaços públicos da cidade. Seja em praças, parques e, agora, mais recentemente, em vias públicas, a prefeitura tem se empenhado de maneira intensa, especialmente por meio da obtenção de recursos via emendas parlamentares, para um embelezamento de diversos locais do município (veja Matéria Especial, nas páginas 2 e 3). Isso, na verdade, vai ao encontro de

um trabalho que objetiva transformar Farroupilha em uma cidade mais turística, criando, na área, uma identidade, se não similar, próxima à da referência industrial, uma grife forte pela qual o município é altamente reconhecido. Evidente que esta não é uma ação que se resolva de maneira pontual, com duas ou três iniciativas, nem tampouco algo que tenha um prazo para acontecer. É uma espécie de construção, que pode

ter o poder público como indutor, mas que também passa pela iniciativa privada e pelos farroupilhenses, não somente no sentido de aproveitar os novos espaços e terem condição de usufruir tudo que a cidade oferece, como também mostrar esses locais aos visitantes. Municípios que hoje são referência no turismo não chegaram a tal condição por mobilizações isoladas, mas por meio de uma união de forças entre público e

privado, mas com a compreensão de que esse envolvimento resultaria em benefício para toda a comunidade no futuro. Farroupilha tem um potencial enorme para ser aproveitado na área e esse maior cuidado com pontos turísticos e embelezamento da cidade é um cartão de visita necessário e indispensável à implementação de uma agenda que faça com que o turismo seja uma nova frente de desenvolvimento econômico.

OPINIÃO

Contrabando bate recorde Luciano Barros * Em 2017 o Brasil conquistou mais um triste recorde: o País se tornou o maior mercado mundial de cigarros ilegais, que hoje respondem por cerca de 48% de todos os cigarros vendidos. Este não é um problema recente nem exclusivo do País, mas há apenas 6 anos o volume total deste mercado girava em torno de 20%. Nenhum outro setor da economia, legal ou ilegal, apresentou crescimento semelhante no mesmo espaço de tempo. Entre os principais motivadores deste crescimento está o exagero na dosagem de medidas que tinham como objetivo reduzir o consumo de cigarros no Brasil, mas que tiveram o efeito perverso de estimular o crescimento do mercado ilegal. O aumento de impostos promovido em anos recentes criou o cenário perfeito para a entrada de organizações criminosas neste mercado, que chega a ser tão ou mais lucrativo do que o tráfico de drogas, mas com riscos infinitamente menores, já que

as penas para quem for flagrado contrabandeando cigarros são muito curtas. O Brasil já viveu momentos semelhantes no passado, e conseguiu solucionar o problema. Quem não se lembra da realidade do setor de informática entre os anos 80 e 90? Para o consumidor comum, e mesmo para muitas empresas, a única forma de adquirir um computador moderno a preços acessíveis era buscar o mercado informal, na forma dos famosos “PCs Frankenstein”, montados por empresas que traziam ilegalmente os componentes do Paraguai. Um estudo do Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras (IDESF), mostra que mudanças na política tributária do setor promoveram a redução no volume de computadores contrabandeados apreendidos ao mesmo tempo em que expandiram a produção e a comercialização de produtos legais no Brasil. Entre 2005 e 2016, as apreensões caíram de cerca de 10 milhões de unidades para cerca de 3 milhões de unidades. No mesmo período, a

Índice

Editorial

Matéria Especial .................................... Páginas 2 e 3 Editorial e Opinião................................ Página 6 Economia .................................................. Página 8 Cidade ........................................................ Página 10 Política ..................................................... Páginas 12 e 13 Educação .................................................. Página 14 Esporte ..................................................... Páginas 15 a 19

Inside

Especial..................................................... Capa Cinemas ..................................................... Páginas 2 e 3 Crônicas da Redação ............................. Página 4 Agenda....................................................... Página 4 Carnaval ................................................... Páginas 5 e 9 Paulo Roque Gasparetto ..................... Página 5 Social ........................................................ Páginas 6 e 7 Fabrício Oliboni ..................................... Página 8 Música ........................................................ Página 8 Dolores Maggioni .................................. Página 9 Sétima Arte .............................................. Páginas 10 e 11 Horóscopo ............................................... Contracapa Saúde, Beleza & Estética...................... 4 páginas Classificados .......................................... 8 páginas Volta às Aulas......................................... 12 páginas

produção nacional de computadores saltou de menos de 3 milhões de unidades para cerca de 13 milhões de unidades. O cigarro passa hoje por um momento semelhante ao dos produtos de informática nas décadas de 80 e 90. Mas com diversos agravantes. Um dos principais é o desmantelamento da exitosa política nacional de redução de consumo, já que cigarros contrabandeados não seguem nenhuma das normas de controle de consumo estabelecidas por lei, como a política de preço mínimo e a obrigatoriedade de que maços tragam informações e imagens sobre prejuízos à saúde. Com impostos que podem chegar a até 80% em alguns Estados, os fabricantes brasileiros têm de conviver com o Paraguai, País que taxa o setor em apenas 16%, uma das menores cargas tributárias sobre o cigarro do planeta. Vendidos livremente nas cidades brasileiras a preços inferiores aos R$ 5,50 estabelecidos em lei, em muitas localidades essas marcas são campeãs de venda. E por mais incrível

REDAÇÃO - REDACAO@JORNALINFORMANTE.COM.BR DANIEL RUFATTO DANIEL@JORNALINFORMANTE.COM.BR JULIANA INÊS CASA BARBIERI JULIANA@JORNALINFORMANTE.COM.BR RAMON CARDOSO RAMON@JORNALINFORMANTE.COM.BR ROCHELI CAMARGO ROCHELI@JORNALINFORMANTE.COM.BR

que pareça hoje a marca líder de mercado no brasil é a Eight, fabricada pela Tabacalera del Este, empresa de propriedade do presidente paraguaio Horacio Cartes. A entrada de cigarros ilegais no Brasil não acontece de forma isolada. É comum lermos matérias na imprensa sobre a apreensão de cargas de cigarros acompanhadas de volumes menores de drogas e armamentos, que vão alimentar o crescimento na violência urbana que tem sido a regra em todo o País nos últimos anos. Precisamos nos livrar do problema do contrabando, não só de cigarros, mas em todas as suas frentes. O Brasil que nós queremos para o futuro não pode mais conviver com esta realidade que prejudica a saúde dos brasileiros, retira recursos financeiros dos governos, contribui para a escalada na violência e estimula o desemprego. É hora de agir! * Presidente do Instituto de Desenvolvimento Econômico e Social de Fronteiras

LOGÍSTICA - LOGISTICA@JORNALINFORMANTE.COM.BR LUIZ CARLOS DE ANDRADE LUIZ@JORNALINFORMANTE.COM.BR

ASSINATURAS - ASSINATURAS@JORNALINFORMANTE.COM.BR ASSINATURA BIENAL: R$ 240,00 ASSINATURA ANUAL: R$ 140,00

COMERCIAL - COMERCIAL@JORNALINFORMANTE.COM.BR FABIANO LUIZ GASPERIN GASPERIN@JORNALINFORMANTE.COM.BR MARIA DA GRAÇA POTRICOS LEITE MARIA@JORNALINFORMANTE.COM.BR VALÉRIA GASPERIN VALERIA@JORNALINFORMANTE.COM.BR

TELEFONES (54) 3401-3200 / (54) 3401-3201 (54) 3401-3202 / (54) 3401-3203

ENDEREÇO RUA DR. JAIME ROMEU RÖSSLER, 348, BAIRRO PLANALTO

ANUNCIOS - ANUNCIOS@JORNALINFORMANTE.COM.BR

COLUNISTAS ARMANDO WARTHA CRÔNICAS DA REDAÇÃO DOLORES MAGGIONI FABRÍCIO OLIBONI

ALEXANDRE FRANCISCO MACHADO ALEXANDRE@JORNALINFORMANTE.COM.BR MARCELO BORTAGARAY MELLO MARCELO@JORNALINFORMANTE.COM.BR TIAGO RODRIGUES DA SILVA TIAGO@JORNALINFORMANTE.COM.BR

FINANCEIRO - FINANCEIRO@JORNALINFORMANTE.COM.BR KELI DE ALMEIDA MACIEL KELI@JORNALINFORMANTE.COM.BR

GUILHERME MACALOSSI GUSTAVO PIMENTEL LAURO EDSON DA CÁS PAULO ROQUE GASPARETTO

A manifestação dos colunistas é livre e independente e não necessariamente reflete a opinião do Tabloide sobre os temas abordados nas colunas

@PaperInformante www.jornalinformante.com.br

/jornalinformante


8

FARROUPILHA, 9 DE FEVEREIRO DE 2018

SHOPPING

Premier abre portas para varejo Opções de compras ganharam novo endereço com frente atacadista que expande negócios atendendo ao público em geral neste mês funciona de segunda a sexta, das 11h30min às 14h, e a partir de março incluirá fins de semana. Há ainda a Blends Hamburgueria e Coffee Shop, que atende de terça a domingo, das 10h às 22h. De acordo com a gerente administrativa, o espaço recebe muitos visitantes da Grande Porto Alegre e região, atraídos pelos bons preços e variedade de produtos. Já os farroupilhenses aproveitam mais o espaço da gastronomia, mas também têm participação no volume de vendas. Outra novidade é que o Premier Varejo promoverá fins de semana com música ao vivo, dança e a partir de março haverá exposições de talentos locais. Artistas interessados em participar podem inclusive manter contato com a administração do Premier pelo fone 2628-0900.

Fabiano Gasperin

C

om tradição de 18 anos em Farroupilha, o Premier Atacado Moda Center passou a ser também varejo. A opção amplia as oportunidades de compras e implementa o ramo de negócios na região. “A iniciativa surgiu pela grande procura de pessoas que não possuem o CNPJ de lojista para fazer compras no shopping”, considera Goreti Severgnini, gerente administrativa. Já são 10 lojas abertas ao público em geral e a intenção é de ampliar esse número nos próximos meses. Oferece moda masculina, feminina e infantil com jeans, acessórios, bolsas, brinquedos, camisaria, moda festa e plus size, além de opções gastronômicas. Possui o Restaurante Divino Tempero, que

Leque ampliado Complexo agora também está aberto ao público e número de lojas deve ser incrementado em breve

“O diferencial é oferecer num único espaço lazer, gastronomia e compras aos farroupilhenses e visitantes, tudo por um preço bem mais aces-

sível que os praticados no comércio”, ressalta Goreti. Localizado na rua Silveira Martins, 686, no bairro Volta Grande, proximidades da Estação Ro-

doviária de Farroupilha, o Premier Varejo atende de terça a domingo, das 10h às 19h, inclusive aos feriados. Há estacionamento próprio e coberto.


10

FARROUPILHA, 9 DE FEVEREIRO DE 2018

RS 122

Jardim na rodovia Tramontina, Golden e Tonin Autoposto desenvolvem projeto de paisagismo Fabiano Gasperin

C

anteiros com flores e vegetação chama atenção de quem passa pela rótula da RS 122, no quilômetro 60. O projeto de paisagismo é uma idealização da Tramontina, Golden Center Shopping Atacadista e Complexo Tonin Autoposto, já que sinaliza o acesso às empresas. As marcas criaram uma escultura que reproduz uma Flor de Lótus para o jardim que recebe iluminação especial e colorida à noite. As pétalas simbolizam a união dos parceiros que buscam reformular o espaço e ocupar a cidade com ambientes envoltos pelo bem estar. Há ainda

Parceria que embeleza Empresas adotam rótula e canteiro da RS 122, revitalizando espaço

um painel digital que marca hora e temperatura. O trabalho está sendo executado pela Byo Paisagismo e deve ser finalizado nos próximos dias. Outra proposta é

Obituário 1º de fevereiro Nina Maria Faria, 67 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal; Edelvina Gaviraghi Tolotti, 87 anos. Sepultamento no cemitério de Nova Milano (4º Distrito). 2 de fevereiro Alcides Fabro, 84 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal; Dirceu De Cesaro, 72 anos. Sepultamento no cemitério de São Marcos (1º Distrito). 6 de fevereiro Maria de Lourdes Klaus Silva, 71 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal. 7 de fevereiro Irene da Rosa Borges Pacini, 61 anos. Memorial Crematório São José, de Caxias do Sul; Rosa Magnaguagno, 78 anos. Sepultamento no cemitério do bairro Nova Vicenza.

reforçar a iluminação noturna, a sinalização e a comunicação dos acessos às empresas. Contemplar a natureza e torná-la mais próxima é o objetivo principal da intervenção.

Alguém quer me adotar? Laila tem 4 anos, é castrada e vacinada. De porte pequeno, a adorável cachorrinha se dá bem com outros animais. Interessados em adotá-la podem manter contato pelo fone 981.663.349. Importante: A ONG dos Peludos informa que não serão doados cães para ficarem presos em correntes.

ONG dos Peludos


12

FARROUPILHA, 9 DE FEVEREIRO DE 2018

FIM DO RECESSO

Legislativo retoma atividades Com Thiago Brunet na presidência, Câmara de Vereadores teve as duas primeiras sessões do ano nesta semana de um grupo de parlamentares em novembro de 2017. Para tentar garanti-las, os vereadores deverão cobrar nesta semana a sinalização da vinda dos recursos pelos deputados federais que se comprometeram com a causa. Outra questão tratada foi a transferência da lombada eletrônica que está sendo instalada próximo às empresas Tramontina e Shopping Outlet, no sentido Caxias do Sul – Bento Gonçalves, para as proximidades do quilômetro 61 da RS-122, próximo à empresa Soprano Utilidades. A sugestão, apresentada por Piccoli, será encaminhada para análise do Departamento de Estradas de Rodagem. Executivo encaminha cinco projetos de lei para análise da Câmara Já na terça, quando as sessões são destinadas à discussão e votação de projetos, as atividades consistiram basicamente na leitura de ofícios e encaminhamentos de proposições para pareceres das Comissões Permanentes. Entre elas, cinco

Gabriel Venzon

A

pós o recesso de fim de ano e janeiro, a Câmara de Vereadores retomou as sessões ordinárias na segunda. Como principal novidade, a condução dos trabalhos pelo vereador Thiago Pintos Brunet (PDT), que assumiu a presidência da Casa no início do ano em substituição a Fabiano André Piccoli (PT). “Eu me sinto lisonjeado em conduzir os serviços e pautas desta Casa até dezembro. Faremos com que todos os atos sejam sempre pautados na democracia e no senso do bem comum e que, também, tenham benefícios para a nossa comunidade, que é para quem a gente está trabalhando”, afirmou Brunet, no início das atividades legislativas. Destinada a manifestações de assuntos diversos, por meio do Grande e Pequeno Expediente, a sessão de segunda teve como um dos principais temas as emendas alinhavadas para o Hospital Beneficente São Carlos (HBSC), resultado da viagem a Brasília

Recursos para o São Carlos Vereadores pressionarão deputados para garantir emendas alinhavadas em Brasília

projetos de lei encaminhados pelo Executivo farroupilhense. Sendo que os principais são os que autorizam a ratificação do protocolo de intenções para constituição de um consórcio público entre os 497 municípios do Rio Grande do Sul, o recebimento de um terreno em doação que que permitirá a construção

de uma quadra esportiva na Escola Estadual de Ensino Médio Julio Mangoni e a implantação do Programa de Formação Técnica em Inovação no Agronegócio. As propostas, no entanto, só serão discutidas a partir do dia 19, já que, por conta do Carnaval, o Legislativo não terá sessões ordinárias na próxima segunda e terça.


13

FARROUPILHA, 9 DE FEVEREIRO DE 2018

CÂMARA DE VEREADORES

Lideranças definidas para 2018 Confira quem os partidos com representatividade no Legislativo municipal indicaram para exercer a função neste ano Fotos: Arquivo Jornal Informante

C

omo parte da retomada dos trabalhos ordinários da Câmara de Vereadores, os partidos com representatividade no Legislativo farroupilhense indicaram suas lideranças para 2018. Aldir Toffanin passa a exercer a função de líder de governo, substituindo a Thiago Brunet, que assumiu a presidência da Casa. Bancada com maior número de parlamentares no Legislativo, o PMDB terá Arielson Arsego como líder neste ano. Já o PP terá Tadeu Salib dos Santos na função. O PSB, por sua vez, indicou Odair Sobierai e o PDT manteve Raul Herpich como líder. Alberto Maioli, Fabiano André Piccoli e Tiago Ilha, representantes solitários de Rede, PT e PRB, respectivamente, também exercerão a função.

Liderança de governo Função passa a ser exercida pelo pedetista Aldir Toffanin

Bancada do PRB Como único representante do partido, Tiago Ilha é o líder da sigla

Bancada da Rede Também com um vereador, legenda tem Beto Maioli na liderança

Bancada do PSB Odair Sobierai será o líder entre os socialistas no exercício de 2018

Bancada do PMDB Arielson Arsego exercerá a liderança entre os peemedebistas

Bancada do PDT Raul Herpich será o líder entre os pedetistas neste exercício

Bancada do PT Único parlamentar do partido, Fabiano Piccoli é também o líder

Bancada do PP Progressistas indicaram Tadeu Salib dos Santos como líder neste ano


14

FARROUPILHA, 9 DE FEVEREIRO DE 2018

CONTRATURNO

Nova cara para Casa da Criança Instituição que funciona como Centro de Atendimento Integral passa por reformas e encerra nesta sexta o prazo para matrículas por melhorias, serão novas divisórias com espaços entre cinco e sete salas de aula, os sanitários e refeitório também estão sendo remodelados. Receberá ainda nova fiação elétrica, pintura e troca de piso. São 800 metros quadrados e o investimento é de R$ 70 mil. No andar superior há sala de informática, música e de atendimento psicológico que serão reformados em breve. Todos os serviços são oferecidos gratuitamente, preferencialmente para estudantes da Rede Municipal de Ensino. Pelo zoneamento a prioridade é para alunos dos bairros São José, Vicentina, Bela Vista, Lindóia, Cinquentenário, Nova Vicenza, São Roque, Cruzeiro, Santa Catarina e Medianeira.

Programe-se O que: Matrículas para Casa da Criança Odete Zanfeliz Quando: encerra nesta sexta, das 8h às 14h Onde: Secretaria Municipal de Educação (Praça da Emancipação, s/nº, Centro) Quanto: inscrições gratuitas. Há lista de espera, respeitando o números de vagas que ainda está indefinido

Juliana Inês Casa Barbieri

E

m funcionamento há 25 anos, a Casa da Criança Odete Zanfeliz, localizada no bairro São Roque, passa por remodelação neste período de férias. A previsão para retorno das atividades é 5 de março e os interessados tem prazo até esta sexta para efetivar a matrícula. “A intenção é melhorar a infraestrutura para gradativamente atender maior número de crianças. De centro de contraturno é o maior espaço que se tem em Farroupilha”, considera Aline Soletti, que assumiu a direção da Casa em janeiro. Toda parte interna está passando

Reestruturação Nova diretora acompanha obras de reforma na Casa, que é Centro de Atendimento Integral

Quem atende e o que oferece

A Casa da Criança atende estudantes de 4 a 14 anos no contraturno escolar. Disponibiliza transporte, café da manhã, almoço e lanche da tarde. Há oficinas, reforço pedagógico, música, educação ambiental, coral, aula de teatro, taekwondo e informática. Serão atendidos cerca de 200 alunos e a coordenação é da Secretaria Municipal de Educação.


15

FARROUPILHA, 9 DE FEVEREIRO DE 2018

NA FINAL EM TORRES

Circuito Verão do Sesc define representantes farroupilhenses Etapa eliminatória do Vôlei de Areia em Duplas aconteceu no último domingo, no Parque dos Pinheiros Fotos: Ramon Cardoso

C

artão postal do município, o Parque dos Pinheiros foi palco da eliminatória farroupilhense do Circuito Verão Sesc de Esportes. Promovido pelo Serviço Social do Comércio (Sesc), o evento reuniu, no ensolarado e quente domingo, 24 duplas na disputa: 12 no Feminino e 12 no Masculino. Elas foram divididas em quatro triangulares. Jogos dentro de cada grupo e avanço à semifinal apenas da campeã da chave. As vencedoras da fase decidiam o título da etapa local. Os trabalhos foram abertos pelas mulheres, que disputaram a categoria do meio da manhã até o início da tarde. Na decisão, a dupla Ketlin Canalle e Bruna Castagna venceu, por 21 a 14, a dupla formada por Patrícia Comiotto e Fabiane Seben. No entanto, como Ketlin já obteve a vaga por São Marcos e Bruna por Caxias do Sul, Patrícia e Fabiane serão as representantes farroupilhenses na grande final, que acontece nos dias 3 e 4 de março, em Torres. As irmãs Suélen e Ana Laura Fontoura ficaram com o 3º lugar. As três duplas receberam troféu e medalhas de Carlos Alberto Fritsch, coordenador dos Esportes do Sesc Farroupilha. Tão logo encerrou o Feminino, iniciou a disputa no Masculino. Os duelos se estenderam até o final da tarde, quando a dupla formada por Chico Bortolin e Carioca Santana triunfou, por 21 a 19, sobre Juliano Jardim e Norton Nascimento, ficando com a vaga farroupilhense na final torrense. Além deles, Carlos Bittencourt e Iuri do Canto finalizaram em 3º. Todos receberam medalhas e troféu.

Feminino Carlos com as meninas que triunfaram na disputa ocorrida no Parque: Patrícia e Fabiane (2º lugar), Ketlin e Bruna (campeãs) e Suélen e Ana Laura (3º lugar)

Masculino O coordenador de Esportes do Sesc repassa troféus e medalhas para os atletas Norton e Juliano (2º lugar), Carioca e Chico (campeões) e Carlos e Iuri (3º lugar)


16

FARROUPILHA, 9 DE FEVEREIRO DE 2018

38º AVN/AM

Quadrangulares Finais estão definidos Caxienses acabaram ficando com as três últimas vagas com o S.R. 1º de Maio no Veterano, Olaria no 1º Quadro e Beltrão de Queiroz no 2º Quadro. Competição para no Carnaval e retorna com a decisão nos dias 17 e 18. Sorteio dos confrontos acontece neste sábado à tarde, durante a 1ª edição do AVN/AM Feminino

2ª rodada

1ª rodada

3X1 3X0

3ª rodada

0X0

Fotos: Ramon Cardoso

Veterano (Quadrangular 4)

2X0 0X1 3X0

S.R. 1º de Maio Equipe caxiense obteve a última vaga no Veterano ao derrotar o Kayser, nos pênaltis, por 5 a 3

1X0

1ª rodada

0X2

2ª rodada

4X1

3ª rodada

1º Quadro (Quadrangular 4)

3X0 0X3 5X0

Olaria Com três vitórias, 11 gols marcados e nenhum sofrido, caxiense fecha com melhor campanha geral

3X0

2ª rodada

1X0

3ª rodada

1X0

1ª rodada

2º Quadro (Quadrangular 4)

1X1 0X2 3X0

Beltrão de Queiroz Time caxiense derrotou o Olaria nos pênaltis, por 3 a 1, e ficou com a última vaga no 2º Quadro


17

FARROUPILHA, 9 DE FEVEREIRO DE 2018

EDIÇÃO DE ESTREIA

Elas também têm vez no AVN/AM Pela primeira vez torneio realiza disputa no Feminino, que ocorre neste sábado à tarde, com participação de quatro equipes Arquivo Jornal Informante

E

ncerrada a fase classificatória do torneio Ângelo Venzon Neto/Antônio Minella (AVN/AM), os campeões da 38ª edição do 1º e 2º Quadro serão conhecidos somente após o recesso de Carnaval, bem como o vencedor da 11ª edição do Veterano (veja últimos classificados na página ao lado e todos no Preliminar, página 18). Porém, a primeira campeã sairá neste sábado. Aproveitando o fim de semana sem partidas nas categorias masculina, a direção da Sociedade Esportiva, Recreativa e Cultural (SERC) Farrapos promove, neste sábado, a 1ª edição do AVN/AM Feminino. Ela será disputada em sistema de quadrangular, a partir das 14h. Além da SERC Brasil, o torneio terá mais três equipes visitantes: o Imigrante, de Caxias do Sul, e o Mulheres Muito Alteradas (MMA), de Garibaldi, que participa com dois times. O sistema é o mesmo dos quadrangulares regulares das categorias tradicionais. Todos contra todos e quem somar mais pontos fica com o caneco inédito. Dependendo da aceitação, a intenção dos organizadores é de acrescentar a disputa no Feminino junto às demais categorias. Veja ao lado a rodada inicial, lembrando que os demais duelos, que são disputados em dois tempos de 15 minutos, serão definidos a partir dos resultados iniciais.

SERC Brasil Feminino Vice-campeã do Citadino Caxiense, meninas rubro-verdes representam a cidade no 1º AVN/AM da categoria

1º AVN/AM Feminino 1ª rodada

X Brasil

X MMA 2

Sábado, às 14h

MMA 1

Imigrante

Sábado, às 14h40min


18

FARROUPILHA, 9 DE FEVEREIRO DE 2018

Na briga pelos três canecos

Estão definidos os Quadrangulares Finais da 38ª edição do Ângelo Venzon Neto/Antônio Minella (AVN/AM) que, no entanto, ocorrem apenas nos dias 17 (Veterano) e 18 (1º e 2º Quadro), já que não haverá partidas neste fim de semana por conta do recesso carnavalesco no Masculino, embora o Feminino (veja mais na página 17) faça sua estreia na tradicional disputa da SERC Farrapos. No Veterano, o farroupilhense Amizade duela contra um trio caxiense: Bahia, Olaria e S.R. 1º de Maio. No 1º Quadro, apenas times de Caxias do Sul: Udinese, Kayser, Cachoeirinha e Olaria. Por fim, no 2º Quadro, vagas divididas entre os farroupilhenses Saletino e Amizade e os caxienses Cachoeirinha e Beltrão de Queiroz. Confira a relação de habilitados à decisão ao lado.

Classificados Veterano

Classificados 1º Quadro

Liga de Bocha mobilizada

Dizem que o ano começa depois do Carnaval. Para a Liga Farroupilhense de Bochas, o ditado está cumprido à risca. No próximo dia 14, às 19h30min, acontece a primeira reunião da temporada. A direção da entidade convida as equipes interessadas em participar das competições do primeiro semestre do ano. O encontro ocorre nas canchas de bocha do salão do Santo Antônio, para tratar especificamente da organização do Torneio de Bochas Tiro e Ponto. No dia seguinte, 15, às 19h30min, no Nik’s Bar, no Centro, será realizada a reunião para tratar da Torneio de Bochas 48. Mais informações podem ser obtidas pelos fones 996.323.443, com o presidente Juca, ou 999.435.619, com Juarez.

Pela estreia internacional

O farroupilhense Fabricio Tiago Guisso Tartarotti se prepara para disputar sua primeira competição internacional. O maratonista encara a tradicional Maratona de Barcelona no próximo dia 11 de março. A corrida é disputada desde 1978 e vai para a sua 38ª edição. A prova na Capital da Catalunha é considerada a quarta maior da Europa, ficando atrás apenas das Maratonas de Paris, Berlim e Londres e já teve vencedores brasileiros. Gaúcho natural de Horizontina, Volmir Herbstrith venceu a competição em 1993, na 16ª edição. Entre as mulheres, a paulista Leone Justino da Silva, natural de Santos, triunfou em 2001, na 24ª edição da prova. Fabricio participou de sua primeira maratona no ano passado, em Florianópolis.

Classificados 2º Quadro

Próximo do ritmo de jogo

Técnico do Brasil, Fernando Agostini encerra sua segunda semana de pré-temporada já projetando uma equipe para o início da participação do rubro-verde na Segundona Gaúcha. O jogo treino deste sábado pela manhã deve apresentar algumas evoluções em relação aos realizados anteriormente, justamente pelo fato da carga física ser, aos poucos, diminuída. A intenção do técnico é definir um time para a reta final de trabalho, que deve atuar nos amistosos preparatórios. O esquema a ser utilizado deve ser um 4-2-3-1, o preferido na atualidade. A atividade é aberta ao público (veja mais na página ao lado). Uma boa oportunidade para conferir o rubro-verde de 2018.


19

FARROUPILHA, 9 DE FEVEREIRO DE 2018

EM EVOLUÇÃO

Carga física aliviada, equipe base projetada Brasil fecha duas semanas de pré-temporada e faz jogo treino neste sábado, já projetando uma ideia de time Ramon Cardoso

C

Brasil

ampeonato em que a força física é ingrediente fundamental para quem quiser atingir os objetivos, os trabalhos da área foram intensos nas primeiras duas semanas de pré-temporada da Sociedade Esportiva, Recreativa e Cultural (SERC) Brasil. A partir deste sábado, em jogo treino contra o São Cristóvão, uma equipe amadora de Butiá, o time deve estar mais solto, a partir da gradativa diminuição das atividades físicas, indispensáveis para uma competição de tiro curto como a Segundona Gaúcha que, por conta de um ano atípico, com Copa do Mundo, prevê jogos aos domingos e quartas em praticamente todas as semanas. “Tenho percebido uma evolução da equipe na parte tática. A perna ainda está pesando um pouco, o que é natural neste início de trabalho. A expectativa é de termos um melhor rendimento no jogo treino deste sábado”, projetou o técnico Fernando Agostini. O duelo ocorre às 10h30min,

Ganhando ritmo Time farroupilhense, comandado pelo técnico Fernando Agostini (de prancheta na mão), aumentou a carga de trabalhos táticos a partir desta semana

nas Castanheiras e é aberto ao público. O ingresso é um quilo de alimento não perecível. Na próxima quarta, a equipe rubro-verde deve realizar um amistoso contra o Juventude. Ainda estão em tratativas dois amistosos contra o Guarani, um em Farroupilha, outro em Venâncio Aires, na reta final do período de pré-temporada. Na terça à tarde, um treino tático aconteceu nas Castanheiras. Um novo trabalho deve ser realizado nesta sexta pela manhã, junto com um de

bola parada, já encaminhando o time que deve ir a campo no jogo treino de sábado. Ainda há indefinição quanto aos atletas que devem sair atuando, mas não em relação ao esquema tático. Preferido entre os técnicos na atualidade, Agostini também destaca que deve encaminhar o rubro-verde na formação 4-2-3-1, com pontas abertos e que eventualmente recompõe quando há avanço dos laterais. “É o esquema mais equilibrado, que concilia bem as funções ofensivas com

as defensivas”, considerou Agostini. Até o momento, ele fez um balanço positivo do período de preparação. “Vejo o grupo com muita disposição, unido, na mesma pegada. Estamos cientes das dificuldades que vamos enfrentar, mas também confiantes de que podemos fazer um bom papel. O clube nos oferece todas as condições para um bom trabalho”, finalizou. A estreia do time farroupilhense na competição estadual acontece no dia 4 de março, contra o União, nas Castanheiras.


Juliana Inês Casa Barbieri

Um resgate da história

CARNAVAL

Aproveitando o melhor da folia em Farroupilha e região As atrações no município e na Serra Gaúcha para a tradicional festividade Inside, páginas 5 e 9, Agenda e Coluna Social ESPORTE

AVN/AM realiza no sábado a 1ª edição do Torneio Feminino Brasil é o representante farroupilhense na inédita disputa, que reúne também o caxiense Imigrante e o garibaldense MMA Página 17 SAÚDE, BELEZA & ESTÉTICA

Teste da Orelhinha passa a ser aplicado no São Carlos Professora Daiane Fagherazzi trabalha na elaboração de livro que contará a jornada de sete tradicionais famílias italianas do município Capa do Inside

Para ser utilizado nos recém-nascidos, aparelho para diagnóstico foi adquirido com recursos do Nota Fiscal Gaúcha Capa

Imagem: Reprodução

Ramon Cardoso

Retornando

A primeira ideia de Brasil É tempo de Volta às Aulas Caderno Especial

Rubro-verde faz jogo treino neste sábado pela manhã, nas Castanheiras, já projetando time ideal para estreia na Segundona Esporte, página 19


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 9 DE FEVEREIRO DE 2018

EXAME

Teste da Orelhinha no São Carlos Hospital recebeu, por meio de recursos do Programa Nota Fiscal Gaúcha, aparelho para triagem auditiva em recém-nascidos Juliana Inês Casa Barbieri

A

partir desta semana toda criança que nascer no Hospital Beneficente São Carlos (HBSC) deixará a maternidade com o Teste da Orelhinha realizado. O aparelho para o diagnóstico foi adquirido com recursos do Programa Nota Fiscal Gaúcha, do governo do Estado. O valor é R$ 12 mil, repassados à Secretaria Municipal da Saúde que adquiriu o equipamento para uso do Hospital. A entrega aconteceu na manhã de quarta. De acordo com a fonoaudióloga Cláudia Farinon, responsável pela realização do teste, o grande diferencial é o diagnóstico precoce que garante encaminhamento à rede competente em caso de defasagem auditiva. “A detecção precoce da surdez facilita todo o tratamento. Há uma alta incidência com relação à perda auditiva e isso vem a contribuir com a prevenção”, considerou a profissional, apontando que as pesquisas mensuram de 1 a 3 bebês para cada mil nascimentos com problemas auditivos e nos que se encontram em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) esse número sobe de 20 a 50 constatações a cada milhar de recém-nascidos. O teste é indolor e feito com a criança dormindo. O fonoaudiólogo

Para qualificar os serviços Secretária da Saúde, superintendente do Hospital e fonoaudióloga junto a suas equipes de trabalho na entrega oficial, na última quarta

coloca o aparelho de Emissões Otoacústicas Evocadas, que produz estímulos sonoros leves e mede o retorno das estruturas do ouvido interno. É emitido um laudo e fixado na carteirinha da criança, como comprovação. “O custo é baixo tendo em vista

os benefícios que oferece e desta forma se qualifica todo o atendimento”, enfatizou Rosane da Rosa, secretária municipal da Saúde. Janete Toigo, superintendente-geral do Hospital, complementa que a unidade também recebeu neste mês o

certificado de Rede Cegonha, do Ministério da Saúde, com o repasse mensal de R$ 8 mil para prestação de serviços Materno-Infantil. O São Carlos é referência ainda para 12 municípios da região e a média é de 60 nascimentos mensais.


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 9 DE FEVEREIRO DE 2018

Benefícios da mass Equipe Espaço da Beleza *

L

ongas horas no trânsito, reuniões, excesso de trabalho, acúmulo de tarefas, responsabilidades domésticas e muitas outras atividades associadas. A rotina diária está cada vez mais estressante tanto para os homens como para as mulheres. No meio desse cotidiano intenso surge a necessidade de alternativas que aliviem tensões e promovam bem-estar. Nesse contexto as massagens representam uma opção bastante interessante. Geralmente as mulheres são mais adeptas às massagens, embora o número de homens tenha aumentado. A massagem mais procurada pelo público feminino em clínicas é a drenagem linfática manual, devido a seus benefícios. Com o aumento de cirurgias estéticas em ambos os sexos, no pré e pós-operatório (lipoaspiração, abdominoplastia, colocação de próteses), a drenagem também é recomendada pelos cirurgiões, pois diminui o edema (inchaço) e evita a formação de aderências da pele. Há diversas técnicas de massagem, mas além de ser feita por profissionais qualificados, antes de qualquer procedimento é preciso fazer uma prévia avaliação para definir junto ao cliente o melhor direcionamento da massagem, de acordo com a necessidade apresentada no momento. Ou seja, se o cliente tiver alguma dor muscular, o massoterapeuta terá de utilizar técnicas diferentes das que usaria em alguém que quer apenas aliviar a tensão. Os benefícios da massagem, além do relaxamento do corpo e da sensação de bem-estar, incluem as vantagens listadas abaixo. 1) Controle do estresse; 2) Diminuição da ansiedade; 3) Alívio da tensão e dores musculares; 4) Melhora da circulação sanguínea, elasticidade da pele e sistema imune;

5) Diminuição da pressão arte de pacientes hipertensos; 6) Alívio das dores de cabeça 7) Diminuição do cansaço; 8) Estimulação e equilíbrio do 9) Eliminação de toxinas e res 10) Diminuição das insônias. Aqueles que conseguem real


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 9 DE FEVEREIRO DE 2018

sagem para saúde

a;

o sistema intestinal; síduos metabólicos;

lizar uma vez por semana pode-

Divulgação

erial no caso

rão sentir os benefícios das massagens, pois promovem saúde, beleza e bem-estar, melhorando assim a qualidade de vida. * Espaço da Beleza Centro Estético Independência, 555 – Centro de Farroupilha Fone (54) 3268-5511 WhatsApp: 981.195.645 Fan Page: Espaço da Beleza


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 9 DE FEVEREIRO DE 2018

DADOS ALARMANTES

Um índice assustador: Inca projeta 1,2 milhão de casos de câncer no biênio Pesquisa do Instituto Nacional do Câncer revela ainda que três em cada 10 ocorrências poderiam ser prevenidas

D

ivulgada na semana passada, pelo Instituto Nacional do Câncer (Inca), uma pesquisa revelou um dado impressionante. O órgão estima que surgirão 1,2 milhão de casos de câncer neste e no próximo ano. Apenas em 2018, a projeção do Inca é de que ocorram 582 mil novos casos, sendo 300 mil em homens. Outro indicador que assusta é que boa parte dos registros, cerca de 30%, estão diretamente relacionados a um inadequado estilo de vida, que incluem consumo exagerado de álco-

ol, tabaco, sedentarismo, péssimos hábitos alimentares e exposição demasiada ao sol. Tipos de tumor que poderiam, em tese, ser evitados. “O mais comum em nosso País continua sendo o câncer de pele, do tipo não melanoma. Dos demais, mama e próstata vêm se destacando bastante. Além destes, outros tipos de câncer com alta incidência, como o de pulmão e de intestino, também estão muito ligados a hábitos alimentares, ao tabagismo e ao uso abusivo de álcool”, salientou Ana Cristina Pinho, diretora geral do Inca. De acordo com os pesquisadores do Instituto, cerca de um terço dos

tipos de câncer poderiam ser evitados, o que mostra que existe um caminho importante a ser percorrido quando se fala em prevenção da doença no Brasil. A pesquisa foi divulgada em um evento do Inca alusivo ao Dia Mundial do Câncer. Entre os tipos que podem ser prevenidos, fundamental é a realização de exames preventivos e de vacina em filhas e filhos. No de maior incidência entre as mulheres, o de mama, a melhor forma de prevenção é ainda o autoexame, além da realização do exame de mamografia a partir dos 50 anos, que é faixa onde há maior incidência da doença.

Cânceres de maior incidência nas mulheres * Mama * Intestino * Colo do útero * Pulmão * Glândula tireoide

Cânceres de maior incidência nos homens * Próstata * Pulmão * Intestino * Estômago * Cavidade oral


Carnaval

Dicas, em Farroupilha e na Serra Gaúcha, para curtir a folia Páginas 4, 5 e 9 e Coluna Social

Inside

Sétima Arte

O mais novo papel de fracassado de Ben Stiller, um personagem que sintetiza a sua carreira Páginas 10 e 11

PESQUISA

Reverência ao passado Juliana Inês Casa Barbieri juliana@jornalinformante.com.br

D

aiane Fagherazzi sonhava desde menina em morar na Itália e parte disso se deve ao legado de seus antepassados. Bisneta de imigrantes italianos, cedo iniciou o estudo do idioma e era atenta às histórias de família. Tornou-se professora de Português e Italiano, linguista e estudiosa da temática. O desafio agora é resgatar a história dos Fagherazzi, Piccin, Trubian, Bartelle, Basei, Minella e Piaia que definem sua origem. Informações sobre a fundação de Farroupilha também integram a pesquisa que será publicada em formato de livro. “Sou cidadã italiana e com a dificuldade em achar documentos fui instigada a pesquisar. Todos meus antepassados são italianos e esse sangue 100% me estimula nessa busca mais aprofundada da história deles e de

como sobreviviam”, ressalta a pesquisadora. “Quero apresentar um livro utilizando uma linguagem mais poética e de reverência. Se estou aqui é porque eles existiram e esse simples fato já é motivo para escrever. É o meu presente para eles, deixando as marcas, a beleza e suas histórias”, considera. Dentro de um ano a pesquisa deve ser encerrada e o material irá para revisão. O livro será escrito em Italiano justamente para instigar os descendentes a aprenderem o idioma. Além de permitir que a própria Itália tome conhecimento deste legado dos imigrantes.

Juliana Inês Casa Barbieri

Farroupilhense radicada na Itália, Daiane Fagherazzi pesquisa história de famílias para escrever livro sobre a fundação da cidade

Estímulo para que outras famílias retornem os olhares ao passado “Que possa estimular mais pessoas a cuidarem de suas raízes. É o momento de resgatar, dar água, nutrir as raízes com oração, cuidado com as fotos antigas, conversas com as pessoas mais velhas, captar essas vozes, ter essa gratidão”, clama Daiane que volta para a Itália na próxima semana fixando residência em Treviso, onde dará segmento às pesquisas. A estudiosa pretende ainda cursar Doutorado na Itália, na parte de Linguística, traçando um panorama das heranças orais deixadas pelos imigrantes.

Reforçando a identidade Daiane pesquisa materiais na Biblioteca Pública e seguirá trabalho na Itália

Compartilhando documentos

Quem possui fotos, documentos, relatos ou outras informações a respeito das famílias Fagherazzi, Piccin, Trubian, Bartelle, Basei, Minella e Piaia ou mesmo sobre a história de Farroupilha e gostaria de contribuir com a pesquisadora, pode manter contato pelo e-mail daifagherazzi@hotmail. com. Informações completas sobre as pesquisas no blog piccinefagherazzi.blogspot.com


Inside

2

FARROUPILHA, 9 DE FEVEREIRO DE 2018

Cinemas Imagens: Reprodução

Shopping Iguatemi (RST-453, quilômetro 3,5) Cinemas GNC 1: O Sacrifício do Cervo Sagrado - às 13h45min, 16h15min, 18h45min e 21h15min GNC 2: A Forma na Água - às 14h30min e 19h30min (dublado), 17h e 22h (legendado) GNC 3: Todo o Dinheiro do Mundo - às 13h30min e 18h40min GNC 3: Maze Runner: A Cura Mortal (dublado) - às 16h GNC 3: The Post: A Guerra Secreta - às 21h50min GNC 4: Cinquenta Tons de Liberdade - às 13h10min (dublado), 15h20min, 17h30min, 19h45min e 22h (legendado) GNC 5: O Touro Ferdinando - às 13h20min (dublado e com legenda descritiva) e 17h40min (dublado e em 3d) GNC 5: Paddington 2 - às 15h30min (dublado e com legenda descritiva) e 19h50min (dublado) GNC 5: Maze Runner: A Cura Mortal (em 3d) - às 21h55min GNC 6: Cinquenta Tons de Liberdade - às 14h (legendado), 16h30min, 18h50min e 21h20min (dublado) Ingressos: segunda e quinta (exceto feriado e Carnaval) a R$ 22,00 e R$ 28,00 (salas 3d); terça e quartas (exceto feriado e Carnaval) todos pagam meia entrada; sexta a domingo e feriado a R$ 26,00 e R$ 32,00 (salas 3d). Meia entrada todos os dias para menores de 18 anos e maiores de 60 (mediante apresentação de identidade), estudantes (mediante apresentação de Carteira de Identificação Estudantil), pessoas com deficiência (com documento que a comprove) e para o Movie Club Preferencial.

Shopping San Pelegrino (Avenida Rio Branco, 425) * Obs: o novo site do Cinépolis traz os horários dos filmes, mas não informa em qual sala serão exibidos Cinquenta Tons de Liberdade - às 12h15min, 14h45min, 17h15min, 19h45min e 22h15min Cinquenta Tons de Liberdade (dublado) - às 17h45min, 18h30min, 20h15min e 21h Jumanji: Bem-Vindo à Selva - às 18h (dublado) e 20h45min (legendado) Maze Runner: A Cura Mortal - às 16h e 19h (dublado e em 3d), 22h (legendado e em 3d) Meu Amigo Vampiro (dublado) - às 12h, 14h15min e 16h15min O Touro Ferdinando (dublado) - às 12h30min, 15h e 15h50min Paddington 2 (dublado) - às 13h e 15h30min The Post: A Guerra Secreta - às 21h30min Todo o Dinheiro do Mundo - às 18h30min Viva: A Vida é uma Festa (dublado) - às 13h20min Ingressos: nas salas tradicionais, segunda a quarta (exceto feriado) a R$ 23,00 e R$ 11,50 (meia); quinta (exceto feriado) a R$ 25,00 e R$ 11,50 (meia); sexta a domingo e feriado a R$ 26,00 e R$ 13,00 (meia). Nas salas 3d, segunda a quarta (exceto feriado) a R$ 29,00 e R$ 14,50 (meia); quinta (exceto feriado) a R$ 29,00 e R$ 15,00 (meia); sexta a domingo e feriado a R$ 32,00 e R$ 16,00 (meia).

Sala de Cinema Ulysses Geremia (Luiz Antunes, 312) Fechada para o Carnaval Ingressos: R$ 10,00 e R$ 5,00 (estudantes e sênior)

No circuito comercial A aclamada fantasia romanceada “A Forma da Água”, do mexicano Guillermo del Toro, e “Cinquenta Tons de Liberdade”, de James Foley, que encerra a trilogia baseada no romance da escritora britânica E. L. James, são as novidades do fim de semana nas salas de cinema


FARROUPILHA, 9 DE FEVEREIRO DE 2018

Inside

3

Cinema Fotos: Adroir Fotógrafo/Prefeitura de Farroupilha

Farroupilha na telona em 2018 Cenas no Santuário de Caravaggio e no Parque da Imigração Italiana integram o documentário “Legado Italiano”

F

arroupilha volta a ser cenário para produções cinematográficas. No início do mês foram captadas imagens em diversos pontos do município para o documentário “Legado Italiano”, que deve estrear nas telonas no final do ano. A obra, que conta com direção da jornalista e cineasta Márcia Monteiro, em parceria com Elton Menezes, e com coprodução da Globo Filmes, tem como objetivo valorizar as heranças culturais deixadas pelos imigrantes italianos no Brasil. Temas como religiosidade, dialeto, vitivinicultura, culinária, música e indústria metalúrgica e moveleira estarão em destaque no documentário. O Santuário de Nossa Senhora de Caravaggio, o Parque do Centenário da Imigração Italiana, a Igreja Matriz Sagrado Coração de Jesus, a Casa De Bona, a Estação Ferroviária Nova Vicenza, a parreira centenária na propriedade da família Slomp e, ainda, o Pórtico da cidade foram os locais escolhidos pela equipe para as gravações. Também estão no roteiro de filmagens pontos turísticos das cidades vizinhas Caxias do Sul,

Garibaldi, Bento Gonçalves, Vila Flores e Monte Belo do Sul. “A gente estava em Caravaggio para gravar imagens aéreas do espaço vazio e depois, no dia 26 de maio, faríamos a mesma imagem com o espaço cheio. E me contaram que iria acontecer a Romaria. Não tinha como não aproveitar. Afinal, a maior referência do Legado Italiano é, justamente, a terra, os frutos que brotaram da luta deles e que hoje resulta na produção vinícola”, sintetiza Márcia, referindo-se à Romaria Votiva que ocorreu na última sexta. No dia 26 de maio a equipe retornará para gravar também a Romaria de Nossa Senhora de Caravaggio. Quando a obra estiver finalizada, serão agendadas exibições de pré-estreia nas cidades do Rio de Janeiro e Bento Gonçalves, além de exibição nacional pela GloboNews. Já nos municípios que serviram de set para a produção e não contam com sala de cinema, a equipe pretende firmar parceria com as prefeituras para que o documentário possa ser exibido em praças, parques e outros espaços públicos.

A postos Equipe de produção aproveitou Romaria Votiva para realizar uma boa parte das filmagens

Tradição Agricultura sempre foi um legado forte dos italianos e evento enaltece essa importância


Inside

4 Ramon Cardoso

ramon@jornalinformante.com.br

Péssimo exemplo que vem dos Poderes constituídos

Semana passada, abrindo as celebrações carnavalescas, a deputada federal Cristiane Brasil (PTB/ RJ) protagonizou um vídeo que pode seguramente ser classificado como um dos mais abjetos, constrangedores e patéticos da história. Ao lado de quatro marmanjos sem camisa, em uma lancha, ela fazia uma defesa ferrenha das ações em que foi condenada na Justiça do Trabalho e, de quebra, reforçava seu lobby para o posto de ministra da pasta. Quem via a foto logicamente imaginava que se tratava de um pornozão nacional de quinta categoria. Antes fosse. Não era nada disso, era a postulante ao cargo de ministra do Trabalho fato que, por si só, desabonaria a reputação de qualquer um e soterraria qualquer possibilidade de ocupar um cargo público. Mas falta vergonha na cara a Cristiane, que bateu o pé e teve a cara de pau de dizer que o vídeo foi publicado fora de contexto. Hein? Falta decência também ao seu pai, o ex-deputado Roberto Jefferson, presidente nacional do PTB, que denunciou o Mensalão, mas que também foi beneficiado por ele. Falta decência ao fraco governo de Michel Temer, que não tem o mínimo de peito para barrar Cristiane e insiste em sua indicação para o cargo de ministra. Depois não sabe porque não terá votos suficientes para aprovar a Reforma da Previdência. Até aí, tudo bem, porque os Poderes Executivo e o Legislativo de Brasília nunca tiveram decência, ética e honestidade presentes em seu vocabulário. Um outro Poder, no entanto, tem roubado a cena e mostrado que não fica devendo muito para os colegas. O Judiciário tem se notabilizado tanto por decisões surreais (Dilma, a Rainha da Mandioca, não estar inelegível é um acinte à Constituição Federal, apenas para ficarmos no exemplo mais gritante), quanto por interferência indevida (a escolha de Cristiane como ministra, por mais absurda que seja, é uma prerrogativa exclusiva do presidente da República) como por privilégios e regalias que afrontam a esmagadora maioria da sociedade brasileira. O juiz federal Marcelo Bretas, que atua na Operação Lava Jato no Rio de Janeiro, recebia auxílio moradia no valor de R$ 4.377,73, bem como sua esposa, também juíza, apesar de terem casa própria. Disse que não há nada de ilegal no caso, já que o benefício está previsto em lei. Ninguém disse que não está, mas nem por isso deixa de ser uma imoralidade diante da maior parte da população, que faz malabarismos para sobreviver com um salário mínimo, que representa menos de um quarto da regalia conferida à magistratura nacional. Sérgio Moro também recebe a vantagem e declarou que ela compensa a falta de reajuste salarial. Ouviu até piadinha de Lula nesta semana. Convenhamos, deve ser complicado ouvir gracinha de um dos maiores criminosos do País e ter que ficar quieto. Por fim, a declaração mais debochada e imbecil sobre o caso foi do presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo, Manoel Calças, que recebe o benefício, tem vários imóveis na Capital e declarou que acha muito pouco o valor pago. Enquanto isso, o senador Romero Jucá (PMDB/ RR), teve um inquérito sobre desvio de verbas públicas federais arquivado no Supremo Tribunal Federal por prescrição, já que o caso ocorreu há 14 anos. Por um Judiciário que julgue com a mesma celeridade que defende o indefensável auxílio moradia.

Agenda SEXTA

Beatles Tribute com Blackbirds Mississippi Delta Blues Bar, em Caxias do Sul, às 22h30min Pista Certa Carnalandra Muinho Club, às 23h

SÁBADO Bloquinho de Carnaval Quiquiprocó MartCenter Shopping, em Caxias do Sul, às 15h Maratona de Carnaval La Birra La Birra Brew Pub, em Caxias do Sul, às 17h Hangover Party: Edição CarnaFunk All Need Master Hall, em Caxias do Sul, às 23h30min

1º Carnachopp do Boteco Boteco do Chá, às 23h30min Carnaval Cultive com os DJ’s Tarik, Olivers e Mauro Ferraz Cultive, em Garibaldi, às 23h30min

DOMINGO Carnaval do Bloco da Velha Na Dom José Barea, 1501, em Caxias do Sul, a partir das 13h Daniela Xu

Crônicas da Redação

FARROUPILHA, 9 DE FEVEREIRO DE 2018


FARROUPILHA, 9 DE FEVEREIRO DE 2018

Inside

Carnaval

Carnaval Teen ocorre nesta sexta, às 23h, no tradicional clube farroupilhense Divulgação

Freiras pop Direto de Floripa: Nuns Mafia promete discotecagem irreverente e muita interação com o público

O

Paulo Roque Gasparetto prgasparetto@terra.com.br

Para a gurizada cair na folia no Santa Rita

final de semana vai ser de muita folia na cidade, com festas de Carnaval para todas as idades. Os adolescentes têm encontro marcado nesta sexta, no Carnaval Teen do Clube Santa Rita (Vêneto, 233). A festa, que tem classificação de 15 anos, inicia às 23h. Ingressos podem ser adquiridos no local por R$ 30,00. Brindes carnavalescos e efeitos especiais prometem garantir a animação da noite. Atrações musicais de Florianópolis farão uma mistura de música eletrônica, sertaneja e funk, com Nuns Mafia, Senhor Romeu e Luan Peterson. A dupla garibaldense do projeto The Kings Funk também participará do

5

agito, com muita interação com o público. Promovido pelas produtoras TKF Entretenimento e R2 Promoções, o evento tem como objetivo reduzir o impacto ambiental causado por copos descartáveis e estará comercializando copo personalizado. Também será permitido levar o copo de casa, desde que o mesmo não seja de vidro.

Programe-se O que: Carnaval Teen Quando: nesta sexta, às 23h Onde: Clube Santa Rita (Vêneto, 233) Quanto: ingressos estarão à venda no local por R$ 30,00

Carnaval: a vida poderia ser diferente O Carnaval está ligado à formação cultural do povo brasileiro. Sabemos que Carnaval é confusão, mas, na verdade, ele é muito mais do que isso. Talvez possamos dizer que Carnaval é o mundo invertido de “ponta cabeça”. Um mundo diferente. Assim, a alegria e a esperança de dias melhores nos ensina a ginga com que devemos enfrentar os desafios da vida. Ou mesmo que a vida poderia ser diferente. Essa é a mensagem do Carnaval. Mas é preciso dizer também que a alegria maior do cristão está no privilégio de servir. A fonte de toda alegria é a gratidão de ser colaborador no projeto de Deus, que busca vida com sentido e plenitude. Esta alegria perpassa as pessoas que pensam nos outros antes de pensar em si mesmas. Em seguida, com as cinzas de uma quarta-feira, Iniciamos o tempo Quaresmal e entramos no deserto com Jesus para tomarmos consciência de quem realmente somos. É hora de reconhecermos nossas fragilidades e de sentirmos o amor de Deus que é eterno. A palavra-chave, na preparação de toda festa religiosa a caminho da Páscoa, é a conversão. A Quaresma nos propõe a conversão de vida pela vivência dos exercícios espirituais da oração, jejum e caridade. A Campanha da Fraternidade nos convida a refletir o tema: Fraternidade e Superação da Violência e com o lema: “Vós Sois Irmãos” (Mt 23,8). A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) propõe que a Campanha da Fraternidade seja aprofundada para levar a uma autêntica conversão religiosa e social. Nessa direção, diante da continuação de inúmeros conflitos em diversas partes do mundo, o Papa Francisco convocou um Dia de Jejum e Oração pela Paz no dia 23 de fevereiro. Diz o papa: “O ofereceremos em particular pelas populações da República Democrática do Congo e do Sudão do Sul”. Segundo ele, cada um de nós deve ouvir este grito, diante de Deus, e perguntar à própria consciência: O que eu posso fazer pela paz? “Certamente podemos rezar; mas não só. Cada um pode dizer concretamente não à violência naquilo que depender dele ou dela. Porque as vitórias obtidas com a violência são falsas vitórias; enquanto trabalhar pela paz faz bem a todos”, lembra Francisco. * Pároco da Paróquia Sagrado Coração de Jesus e doutor em Comunicação


Daniela De Rocco

A

Carnavalesco

Estação Blauth, no Desvio Blauth terá uma programação especial para o sábado de Carnaval. O local estará aberto das 12h às 23h, com almoço, samba de raiz e rodada dupla de chope pilsen, das 12h às 19h. A atração musical fica por conta do grupo Esquenta Aí, a partir das 15h.

União

Daniela Maschio e Francis Casali trocaram alianças no último sábado, com uma bela cerimônia no Santuário Nossa Senhora de Caravaggio. Os festejos aconteceram no Restaurante Parque dos Pinheiros, com cerimonial assinado por Denise Balbinot Colombo. A decoração foi obra de Viviane Aroldi, da Bella Flor, de Garibaldi. Como lembrança os convidados levaram uma caixinha de macarons feitos pelo irmão da noiva, Daian Maschio.

Casamento

Os pais Vivian e Ricardo Verona ladeiam a filha Vitória, durante a celebração de seu aniversário de 5 anos, no sábado passado. Os amigos e familiares foram recepcionados na casa da família, e a festa teve o tema de “A Bela e a Fera”

Letícia Lazzari e L matrimônio no últim amigos e familiar Espaço Nobre

Monique Depelegrin e Matheus Pacini celebraram casamento na Igreja Matriz, com cantos de Franceli Zimmer, festa no Clube do Comércio e decoração e buffet de Dirceu Dalla Riva. A organização, recepção e cerimonial foi da D&C Cerimoniais. Convidados levaram como lembrança canecos e chinelos personalizados. A banda DeClassic e Moove Produções animaram a festa.

Roberto Lima

Formatura

Raquel Biondo

Kennedy Potter Menegat conquistou seu diploma FSG no sábado. O jovem recebeu o carinho dos pais Menegat e de sua irmã Eduarda, em janta intimista *

Lucas Tedesco, filho de Karin Colombo Tedesco graduação em Odontologia pela FSG, no sábado. Um marcou os festejos. A organização e mesa de doces finos

Francis Casali e Daniela Maschio, que confirmaram sua união no final de semana Giane Dolne em noite de agito na Woods Caxias


Diego Frigo

Andreia D. Fotografia

Divulgação

O fofo Arthur festejou seu primeiro aninho com os pais Sandra Beltrame e Tadeu Zanesco e o mano Otávio, na Pilim Pim Pim Festas, no sábado

Leandro Moretti se uniram em mo dia 27, onde recepcionaram res para cerimônia e festa no Eventos, em Caxias do Sul

a no curso de Odontologia pela Adriano Menegat e Silvia Potter a para os familiares.

Fique por Dentro

o e Elton Tedesco, comemorou m jantar íntimo na Taverna Perini os foi de Denise Balbinot Colombo.

Fabiano Gasperin

Simone Buscaino Mergener recebeu familiares e amigos em sua residência em Arroio do Sal para comemorar mais uma troca de idade. A equipe da Buscaíno Imóveis deseja muitas felicidades

Ida e Omar Tonin comemoraram 60 anos de casados no domingo com um almoço para a família no Restaurante Caminho do Trem

Farroupilha

Fique por Dentro

Para quem ficar no município não faltam opções neste Carnaval. Quem abre os trabalhos é o Santa Rita, com o Carnaval Teen, nesta sexta (veja na página 5). No domingo é a vez do Carnafolia: Carnaval de Rua de Farroupilha, promovido pelo Mano’s Conveniência, a partir das 15h, na 14 de Julho (confira na página 9).

Caxias do Sul

O município vizinho também terá um fim de semana carnavalesco intenso. O Carnaval de Rua do Bar do Luizinho realiza a 2ª edição no sábado, a partir das 16h, na rua Jacob Luchesi. Já no domingo acontece o maior Carnaval da Serra Gaúcha, com o Bloco da Velha 2018, na Dom José Barea, entre a Andrade Neves e a 13 de Maio, a partir das 13h.


Inside

8

Fabrício Oliboni fabrioliboni@gmail.com

Fevereiro

* Agente de intercâmbio e bacharel em Relações Internacionais

Música

Além das marchinhas carnavalescas Bloco Eletrônico do Muinho Club é opção neste domingo, a partir das 14h Cassiano Vargas Marlon Peres

Fevereiro é um mês atípico. O mais curto de todos, e mesmo que não fosse, sempre passa a ideia de ser menor, devido ao Carnaval e por muita gente tirar férias nessa época. É totalmente o oposto de agosto, que sempre parece ter uns 49 dias, no mínimo. Arrisco dizer que é o mês menos representativo do ano. Tem o Carnaval e algum resquício de férias, além de representar o início das aulas para quem está no colégio ou universidade, o que é importante destacar para não desmerecer o pobre senhor fevereiro. De mais relevante, diria que fevereiro tem o Carnaval e o início da Libertadores. Só. A “culpa” por fevereiro ter dias a menos é dos romanos. Os caras não chegavam em um consenso sobre o número de meses, a ordem, como ficariam as estações e por aí vai. Quando decidiram que 365 era o ideal, viram que fevereiro não tinha lá muita importância, que entrou para “fechar time”, daí deixaram ele desfalcado de 2/3 dias. Decisão final de Julio César, esse mesmo, só para mostrar que desde aqueles tempos a moral de fevereiro tava baixa. Fevereiro também traz o fim do Horário de Verão, que é uma baixa e tanto. Por mim, seguiria o ano inteiro, e não entendo os detratores do Horário de Verão, que certamente é uma das grandes ideias da humanidade desde sempre. Bom, fica aí a minha crítica e também mais um ponto do porquê fevereiro não é um mês muito legal. Carnaval eu não curto. Nada contra, mas eu particularmente não gosto. Até tentei ser um cara do Carnaval, mas após tentar em Olinda e Recife, com um calor senegalês de uns 40°C, usando abadá, bebendo Skol quente, subindo morro, ouvindo frevo e não conseguindo sequer me mover em meio a uma multidão suada e bloqueando o caminho com guarda-chuvinhas... é, não deu pra mim e só se o teor etílico for bem acima do normal para tentar uma nova investida no Carnaval de rua. O de salão é similar, só que sem sol, então eu passo também. O feriadão do Carnaval é paixão nacional. Mesmo quem não gosta valoriza esses dias que podem ser aproveitados de outras formas. Por esse lado, “valeu aí, Carnaval!”. Agrada a todos, de um jeito ou de outro. Outra particularidade de fevereiro é que em ano bissexto tem um dia a mais, aí pula para 29. Tenho uma tia que nasceu no dia 29 de fevereiro. Se considerar somente os anos que tem essa data, ela deve ter a minha idade. Infelizmente não traz nenhum benefício, pois não vejo muita vantagem ter cara de 30 e se apresentar como tendo, sei lá, 17. Aí ó, mais uma coisa ruim de fevereiro. Fevereiro passa tão rápido que quando me dei por conta já é dia 8, ou seja, quase no final do mês. Melhor finalizar esse texto antes do Carnaval, porque se não é piscar e março tá aí. Malz ae pelas críticas, fevereiro, culpe os romanos.

FARROUPILHA, 9 DE FEVEREIRO DE 2018

Lolô Bortholacci Há uma década na cena eletrônica, DJ é referência na região

Olivers Ander e Fer Oliveira apostam no house para animar público

em só de marchinhas é feito o Carnaval. No Muinho Club (Marechal Floriano, 190), por exemplo, a festa deste domingo será de muita música eletrônica. Trazendo DJ’s que já se tornaram referência no Estado, a casa noturna espera receber um bom número de pessoas para aproveitar a tarde e a noite, ao som de hits contemporâneos e dançantes, com o Bloco Eletrônico Freedom Music. DJ residente do Beehive Club, a passo-fundense Lolô Bortholacci é uma das atrações do evento. De volta ao Muinho, Lolô promete um set com uma proposta diferenciada, aliando seu gosto musical às faixas que mais agitam as pistas. Também estão confirmados no line-up Lee Batista B2B Kosma88, Dinho Rodriguez B2B Elim Silva e Cris d. B2B Butzge, além dos farroupilhenses Fer Oliveira e Ander

Oliveira, com o projeto Olivers. “Vamos procurar tocar bastante house, músicas alegres que combinem com o clima de Carnaval, mas ao mesmo tempo sem fugir das nossas características. Acredito que vai ser uma tarde inesquecível”, antecipa Fer, destacando os DJ’s Joris Voorn, Sasha e Gui Boratto como principais influências do Olivers. Ingressos para a festa, que inicia às 14h, estarão à venda no local pelo valor de R$ 25,00.

N

Programe-se O que: Bloco Eletrônico Freedom Music Quando: neste domingo, a partir das 14h Onde: Muinho Club (Marechal Floriano, 190) Quanto: ingressos estarão à venda no local por R$ 25,00


FARROUPILHA, 9 DE FEVEREIRO DE 2018

Inside

Carnaval

Carnafolia acontece das 15h às 22h de domingo, na 14 de Julho Fabio Alves

Grupo Esquenta Aí William, Cleverson, Leonel e Alan prometem muito samba de raiz para os foliões

O

Dolores Maggioni doloresmaggioni@terra.com.br

Abre alas para o Carnaval de Rua de Farroupilha

s foliões têm encontro marcado neste domingo. A concentração do Carnafolia: Carnaval de Rua de Farroupilha vai ocorrer na 14 de Julho, 673, que estará fechada nos dois sentidos para a segurança do público. Promovida pela Mano’s Conveniência, a festança, que tem início às 15h e segue até às 22h, é destinada para pessoas de todas as idades. Ingressos podem ser adquiridos no local por R$ 10,00. Em caso de chuva o evento será transferido. “A ideia do Carnafolia surgiu da nossa vontade de trazer algo novo para Farroupilha, pois são poucos os eventos na cidade. A nossa expectativa é atrair famílias para que pessoas de todas as idades possam se divertir”, comenta o organizador e proprietário da Mano’s, Reison Machado, informando que quem desejar pode ir de fantasia curtir a folia.

9

Ritmos carnavalescos vão dominar o espaço, com apresentações dos Grupos Esquenta Aí e Razão Diferente e dos DJ’s Dodi e Ricardo Gaviraghi. Food Trucks servindo xis, cachorro-quente, espetinhos de frango e carne estarão à disposição dos foliões. Chopp da Cervejaria Favorita, nos estilos Pilsen, Weiss e Ipa, refrigerante, água e doses de destilados também serão comercializados. Uma das novidades será o Caipiré, bebida com caipirinha e picolé.

Programe-se O que: Carnafolia: Carnaval de Rua de Farroupilha Quando: neste domingo, a partir das 15h Onde: na 14 de Julho, 673 Quanto: ingressos podem ser adquiridos no local por R$ 10,00

Relembrando uma aventura Acabo de voltar de Atlântida; aliás, da mais excitante e perigosa aventura experimentada por mim. Chovia muito... Há dias chove muito... chove tanto! Será que “tanto” é mais do que “muito”? Chuva superlativa... e insistente. Eu nada enxergava pelo caminho; nem os cordões laterais da avenida, nem seus canteiros centrais, nem crateras... nada... apenas água... em abundância. O asfalto cuspia leques de fogos de artifício... não... não eram fogos... eram explosões gigantescas, parecidas com caudas abertas de pavões tecidas de zircônias, talvez cristais, talvez diamantes. Lindo de se ver. Assustadoramente lindo! Sei que meu carro possui um dispositivo que, quando acionado o torna mais aderente, em dias de chuva forte. Procurar o dispositivo, impensável... desviaria minha atenção. Os carros notívagos (iguais a mim), rodavam cautelosamente em fila indiana... apenas alguns mais atrevidos ou mais imprudentes logravam fazer ultrapassagens... então um tsunami cobria o para brisas, ocasionando cegueira absoluta. Eu começava a sentir muito medo. Teria sido muito ou tanto? Tanto é mais do que muito? Acho que foi uma incrível e excitante irresponsabilidade, que me deu a noção da valentia do meu Vectra. Ele literalmente navegou (nem imaginava que eu possuía uma lancha). Adiante, despontava minha rua; aliás eu imaginava ser ela, submergida em sua totalidade. Cheguei. Parei o carro, em meio a um caudaloso e inconveniente rio, nascido rapidamente pela copiosa chuva da noite. Respirei fundo! Abri o portão. Estacionei no pátio. A piscina transbordando. Seria esta a minha casa, ou estaria eu no Rio, em meio às avalanches pontuais de todos os verões? Tudo incrivelmente novo! A criança que ainda vive em mim quis brincar: um banho de chuva! Soltei o cabelo... despi as havaianas... Será que as dores nas costas voltariam após o almejado banho de chuva? Melhor resistir. Resisti, mas a criança Dolores saía pelos poros; queria brincar... Que tal uma brincadeira mais saudável... um barquinho de papel. Onde está o jornal? Eu nem havia comprado. Uma revista; mais colorida e resistente. Mãos à obra: pronto... o barquinho de papel prontinho para navegar. Abro novamente o portão. Cadê as gentes? Todos dormem... a rua, ou melhor, o rio, é todinho meu. Despeço-me do barquinho. Livro-o das minhas mãos molhadas... aliás, molhada a camisola, molhado o caxambu, molhada a vida. Antes de o meu barquinho singrar o improvisado rio, confiei a ele o meu derradeiro pedido. “Barquinho de papel! Leva contigo minha saudade! Caso esta avalanche aquática te conduza até o mar, deixa que se rompa teu frágil casco; desce à profundidade, sempre cuidando de proteger a saudade que carregas. Deposita-a docemente sobre um leito de corais tão lindos como ela, porque se me causa muita dor... mas é também minha saudade que me faz encontrar o encanto, mesmo em uma noite de chuva e também de medo”. Foi-se o meu barquinho! Observei-o até o fim da rua; ou melhor, do rio. Fechei o portão. Entrei totalmente encharcada e embalada pela música vinda do sobrado verde, mais além. Agora estou aqui. Preparo uma dose de whisky. Penso em alguém que eu amo. O whisky tem sabor de saudade... daquele resto de saudade que não coube no barquinho de papel. E é muita. Ou será tanta? Tudo é superlativo nesta superlativa noite. Preciso de um banho quente... um pijama quentinho... e mais que tudo, preciso de um abraço (que não terei). * Escritora


Inside

10

Sétima Arte

FARROUPILHA, 9 DE FEVEREIRO DE 2018

Por uma vida menos “O Estado das Coisas” mostra uma atuação madura e segura de Ben Stiller, no resumo de um papel recorrente em sua trajetória no Cinema, mas trama de Mike White também é um convite à reflexão

N

ão há, na Sétima Arte, alguém mais apropriado para fazer um papel de fracassado do que Ben Stiller. Até mesmo nas comédias, onde ele triunfa no final, passa por maus bocados na maior parte da trama. Por conta disso, a escolha do diretor e roteirista Mike White para “O Estado das Coisas” foi perfeita. Stiller vive Brad Sloan, um americano de classe média, mas que se acha o cara mais desgraçado do mundo, justamente porque seus colegas de faculdade ocupam posições de absoluto destaque em suas áreas de atuação, algo que sempre almejou, embora tenha trilhado um caminho, digamos, pouco recomendado para atingir tal posto. Ele fundou uma Organização Não Governamental que tem muitas dificuldades para se manter. Enquanto isso, seus amigos são figuras importantes no Cinema, na Política e na Economia, que torna ainda mais depressiva sua situação. Na verdade, Brad está passando por uma crise de meia idade, agravada pelo fato de acompanhar o filho Troy (Austin Abrams) na tentativa de ingressar em uma Universidade. Não que ele tenha propriamente uma vida miserável. Brad vive em uma casa confortável na periferia de Sacramento, mas gostaria mesmo é de estar na posição de seus

colegas de faculdade, podres de rico, viajando em jatos particulares, aparecendo a todo instante na TV e morando em mansões de Los Angeles a apartamentos luxuosos de Nova Iorque e Washington. Em resumo, a soma do padrão de exigência de Brad com a inevitável comparação com seus amigos universitários garante a ele um único resultado: a mais absoluta certeza de que fracassou miseravelmente na vida. Essa crise o atormenta a tal ponto que ele começa a imaginar a felicidade plena de seus amigos e cogitar como seria sua jornada se tivesse tomado outras decisões. Sua vida em retrospectiva e em perspectiva são os dilemas que martelam sua cabeça a todo instante. Convenhamos, é um negócio complicado. Brad acaba vivendo mais a vida dos outros do que a própria, o que resulta em um natural afastamento da esposa Melanie (Jenna Fischer) e de Troy. Sua neurose é tamanha que ele acaba estabelecendo até mesmo uma rivalidade com o próprio filho e teme que ele tenha um sucesso maior que o dele, o que vem a demonstrar seu estado de leve desequilíbrio das faculdades mentais. Até mesmo o que poderia ser, de certa forma, um alento, acaba se transformando em um peso maior. Melanie se satisfaz com quase nada, com um simples jantar em família, e parece pouco se importar


FARROUPILHA, 9 DE FEVEREIRO DE 2018

Inside

11

Sétima Arte

Imagem: Reprodução

miserável

Divulgação

em levar uma vida sem luxos, algo que deveria reconfortar Brad, mas que o deixa ainda mais perturbado. Ele queria que a esposa fosse ambiciosa, que não se resignasse com o rumo que suas vidas tomaram. Ao mesmo tempo em que acirra essa rivalidade e projeta ilações que só existem mesmo em sua cabeça, é impossível não se compadecer com a situação de Brad, não se martirizar com a excessiva pressão que joga sobre si mesmo, com a grande frustração que carrega e com a projeção de cenários e vidas ideais de seus amigos, muito embora não tenha informações que levem a crer que é isto mesmo que vivem. Mas a ida com Troy a Boston será um grande aprendizado para Brad. E também é um bom momento para despertar uma série de reflexões no espectador. A fama e o sucesso valem mesmo a pena? A competição maluca que vivemos é um guia indispensável para atingirmos a tão almejada felicidade? Ou o que realmente importa são as pessoas que estão a nossa volta e os valores que carregamos?

Um pouco pilhado Brad (Ben Stiller) coloca suas frustrações acima de tudo, fato que incomoda e acaba por jogar uma pressão inadequada sobre o filho Troy (Austin Abrams)

Título original Brad’s Status Título traduzido O Estado das Coisas Direção e roteiro Mike White Gênero Drama Duração 102 minutos País Estados Unidos Ano de produção 2017 Estúdio Sidney Kimmel Entertainment Plan B Entertainment Distribuição Imagem Filmes


12

Horóscopo Áries - 21/03 a 20/04

Excelente semana para perceber que você está ampliando seus horizontes mentais. O contato com pessoas de outras culturas e a reflexão sobre seus ideais e crenças estão favorecidos. É o momento em que pode resolver questões relacionadas a dívidas.

Touro - 21/04 a 20/05

Benefícios em seus relacionamentos e na percepção do que antes era inconsciente. Um excelente momento para exercer o perdão, seja a si mesmo ou às pessoas com quem se relaciona. É uma fase muito interessante, em que você se sente mais apoiado.

Gêmeos - 21/05 a 20/06

A Lua está transitando o setor de relacionamentos, indicando uma semana importante para parcerias e associações. A capacidade de se recuperar de dificuldades ligadas à saúde está estimulada no momento.

Câncer - 21/06 a 20/07

O posicionamento lunar indica uma semana muito importante para os cuidados com a saúde. É um momento de focar na sua capacidade de colocar as ideias em prática e gerar bons resultados.

Leão - 21/07 a 22/08

A Lua está no setor afetivo dos leoninos, chamando a atenção para suas emoções. Cuidado com exageros e imprudências que podem te custar caro emocionalmente. A fase é muito positiva para você se conhecer mais profundamente.

Vírgem - 23/08 a 22/09

Momento em que você deseja ampliar os seus horizontes emocionais e espirituais. Está questionando as bases de sua vida, assim como o que lhe é essencial. Estudos, contatos e relacionamentos podem favorecer a realização dos seus projetos.

Libra - 23/09 a 22/10

Leituras e participação em cursos e workshops ampliam seus horizontes. A fase é oportuna para perceber o significado emocional de prosperidade ou escassez. O desapego te ajuda a se concentrar no que é realmente valioso.

Escorpião - 23/10 a 21/11

O contato entre Júpiter é extremamente benéfico. É hora de resgatar sua confiança e capacidade de estruturação e realização. O posicionamento lunar indica uma semana focada em seus talentos e habilidades e emcomo eles podem gerar recursos.

Sagitário - 22/11 a 21/12

Temos agora a presença da Lua em seu signo, o que enaltece as emoções. Muita atenção com a tendência a julgamentos precipitados e a se achar o dono da verdade. Capacidade de utilizar potenciais que anteriormente não eram valorizados ou reconhecidos.

Capricórnio - 22/12 a 20/01

Semana que favorece a interiorização e a reflexão sobre sua filosofia de vida, crenças e ideais. Estudos espiritualistas e apoio psicológico podem ser essenciais para a sua evolução. O contato entre Plutão e Júpiter significa a percepção de sua riqueza interna.

Aquário - 21/01 a 19/02

O apoio dos amigos é sempre bem-vindo aos aquarianos. O momento é excelente para você recuperar algo que foi muito importante no passado. A semana favorece iniciativas com grupos, amigos e empresas.

Peixes - 20/02 a 20/03

A Lua se move no setor de carreira e realização dos piscianos. É um momento em que você intui novas possibilidades de desenvolvimento profissional. A fase é positiva para reconhecer talentos que você ainda não tenha reconhecido.

Inside

FARROUPILHA, 9 DE FEVEREIRO DE 2018


FARROUPILHA, 9 DE FEVEREIRO DE 2018

Seu cão precisa ser disciplinado? Oferecemos a PRIMEIRA VISITA GRATUÍTA! ESCOLA DE ADESTAMENTO COUTRY KENNEL. Procedimentos realizados por profissional qualificado com 43 cursos brasileiros,13 internacionais, 4 de psicologia canina. TEMOS O TREINAMENTO IDEAL PARA SEU CÃO, incluindo comportamento, socialização, higiene, obediência básica e avançada! Atendimento pode ser realizado a domicilio, oportunizando ao proprietário a mordomia de não precisar tirar o cão do seu local habitável. Contato fone: 9 9914 2711- 9 990 6844. VENDE-SE CONSÓRCIO CONTEMPLADO DA CAIXA ECONÔMICA FEDERAL. Crédito R$ 280.000,00 – Prestações R$ 2.067,32 – Já pagos R$ 14.500,00, e créditos de R$ 432.000,00 - Prestações R$ 3.122,31 – Já pagos R$ 25.000,00. Estes créditos podem ser usados na COMPRA DE IMÓVEL, CONSTRUÇÃO E REFORMA URBANA E RURAL. Aceitamos carro de entrada. Contate: (51) 9 9569 8765/ WhatsApp:(51) 9 8055 5703.


2

FARROUPILHA, 9 DE FEVEREIRO DE 2018

15/01. Tratar. F. (54) 9 9118 1642. Vendo Vaga (ponto) de caminhão agregado na Trombini. Interessados entrar em contato pelo fone: (54) 9 9604-2261. VENDE-SE, dois TERRENOS DE COOPERATIVA Terra Nossa, um frente à Bigfer indo sentido Bento Gonçalves e outro na Linha Machadinho em direção ao Salto Ventoso. Tratar (54) 9 9650-1353. VENDO TERRENO DE COOPERATIVA com 82 parcelas pagas. Interessados (54) 9 9628-8075 ou 9 9942-3931. R$ 20.000,00. ALUGA-SE APARTAMENTO de 2 e 3 dormitórios em ITAPEMA / MEIA PRAIA, Santa Catarina. 150 metros do mar. A partir de

VENDE-SE: CASA de alvenaria com porão, em terreno de 15,00m² x 25,00m² configurada de 3 quartos, sala, cozinha, 3 banheiros, garagem para 2 carros, com churrasqueira e lavanderia. Bairro Bela Vista, Interessados contatar pelo fone: (54) 9 9129-1167. ALUGO CASA NA PRAIA, Município Arroio do Sal, balneário Atlântico, a uma quadra do mar, toda em alvenaria, com duas suítes mais um banheiro completo. Acomoda 7 pessoas. Pátio grande, fechado e com muita sombra. Perto de super, sorveteria, restaurante, posto de saúde. Direto com proprietário Olavo. (54) 9 9972.6708. VENDO 4 terrenos de Cooperativa já com área comprada. F.: 9 9118.1642.


FARROUPILHA, 9 DE FEVEREIRO DE 2018

3

ALUGO APARTAMENTO no BALNEÁRIO CAMBORIÚ para Carnaval e temporada. Localizado à beira mar, com 2 suítes, tv a cabo, wifi, piscina. Faço pacotes e reservas antecipadas. Fale com Beatriz: whats- (47) 9 9150-6792. EXCELENTE INVESTIMENTO! Compre por apenas R$ 45.000,00 terreno plano de 1000m², com água e luz! Asfalto chegando no local. A 3,5km de Farroupilha. Saída para o Salto Ventoso. Tratar: (54) 9 9925-2068. VENDO por R$ 13.800,00! Terreno de Cooperativa com área de 360m² (115 parcelas pagas), Localizado na saída para Bento Gonçalves. Entrega agendada para 2018! Ligar: (54) 9 9619.3400 whats. VENDO TERRENO de esquina com 1.377m² a uma quadra da rodoviária e do Shopping Centro de compras. F. 9 9118.1642. VENDO TERRENO, localização central em Arroio do Sal a duas quadras do mar F. 9 9118.1642. ALUGUE SALA COMERCIAL DIRETAMENTE COM A PROPRIETÁRIA, bem localizada e ensolarada, na Independência, com 168m² no Bairro São Luiz. Fones: 9 9951.3583 / 3268-1062. VENDO CASA MISTA localizada no Bairro Pio X, ao lado da Igreja. (A mesma já está alugada através de imobiliária pelos valores de R$ 1.000,00 por mês). Tratar: (54) 9 9118 1642.


Parte integrante da Edição 524. Não pode ser vendido separadamente

Farroupilha, 9 de fevereiro de 2018

Volta s a l u A às

2018

Ano letivo que inicia

Dicas para bom começo de jornada, da Educação Infantil ao Ensino Médio Páginas 2, 8, 10 e 11

A compra do material escolar

Recomendações importantes para evitar gastos desnecessários e inserir filhos dentro do contexto Páginas 4 e 5

Opções além da sala de aula

Ofertas de atividades no contraturno são amplas, mas é necessário ver quais as reais aptidões das crianças Páginas 6 e 7


2

Farroupilha, 9 de fevereiro de 2018

O novo ano letivo chegou! Curtir as férias é sempre muito bom, não é mesmo?! Passeios, viagens, dias de descanso, visitas aos amigos e familiares. Tudo é muito divertido e prazeroso, mas chega um momento em que é preciso voltar à rotina, e nem sempre os pequenos encaram com tranquilidade a hora de regressar para a escola. Para que a volta às aulas ocorra sem traumas para a criança é necessário um diálogo sincero e seguro por parte dos pais e também da escola. Quando o pai prepara a criança e faz com que ela compreenda que a escola será divertida e prazerosa, será mais fácil sua adaptação. É sempre importante lembrar que a adaptação ocorre de forma diferente com cada um e o fator idade influencia muito neste processo. Para os pequenos o retorno à escola é normalmente mais difícil do que para as crianças maiores. As crianças maiores geralmente ficam na expectativa do retorno, do reencontro com os colegas de sala e por mais agradável que as férias possam ser, a escola sempre desperta a saudade. Para as crianças menores, a dica dos profissionais é informar que as aulas irão iniciar em breve e adaptar a criança à rotina pelo menos uma semana antes do retorno. Nada de ficar assistindo televisão até tarde ou dormir até depois do horário. Desta forma a criança estará acostumada aos horários quando tiver que ir para a escola.

E para quem é novo no pedaço? Quando o primeiro dia de aula é também a

primeira experiência da criança com o ambiente escolar, o processo exige ainda mais atenção, pois é necessário fazer uma adaptação gradativa. Segundo os profissionais da Educação Infantil, o preparo para a adaptação dos pequenos deve iniciar logo após a matrícula. A dica é que a criança visite a escola com os pais antes de começar as aulas, e tenha contato com a professora ao lado dos pais, que devem apresentar ao pequeno a pessoa que irá ficar com ele quando os pais não estiverem. Já no início das aulas, a recomendação é que os pequenos fiquem na escola, se possível, em horários gradativos. Esse processo permitirá que, aos poucos, a criança vá se ambientando e se sentindo à vontade, afeiçoando-se com os professores e amigos, ou seja, que vá “pegando gosto” pela escola, professores, colegas de turma e atividades desenvolvidas, que em muito influenciará em seu desenvolvimento integral.


4

Farroupilha, 9 de fevereiro de 2018

Acerte na compra do material escolar Lápis, caderno, borracha, apontador, livros, mochila, régua, canetinha, giz de cera, cola, tesoura, papel. A lista de material escolar parece não ter fim e todo ano a rotina é a mesma: sair em busca dos melhores produtos, com os menores preços, e assim economizar e reduzir os gastos do mês. A hora de sair às compras com a lista de material em mãos é temida pela maioria dos pais. Janeiro é um mês de muitas despesas, com IPTU, IPVA e outras contas que sobraram do período de festas, por isso é preciso cautela e organização antes de sair comprando tudo o que os filhos pedem. A dica do educador financeiro Reinaldo Domingos, autor do best-seller Terapia Financeira e presidente da

Algumas dicas importantes

DSOP Educação Financeira, é que a família tenha um planejamento financeiro. Mas, e se não houve planejamento, como os pais devem agir? Segundo Domingos, é importante pesquisar sempre antes de comprar. Então, o primeiro passo seria pegar a lista completa e conferir, em pelo menos três lojas, o preço de cada produto de preferência da família. “Quando pesquisamos, acabamos encontrando o mesmo produto – ou semelhante – com um valor mais baixo ou em melhores condições de pagamento. Recomendo sempre que se pesquise em, pelo menos, três lojas físicas, e não se esqueçam de procurar na internet, que muitas vezes oferece preços mais em conta”, recomenda.

Procure conversar com outros pais e tentar fazer a compra em conjunto, pois, assim, a probabilidade de conseguir preços menores aumenta consideravelmente.

Faça uma lista do que se precisa comprar, para não se perder e acabar rendendo-se aos impulsos consumistas, deixando de economizar.

Junte o material escolar do ano anterior e veja a possibilidade de reutilização. É possível ainda reaproveitar livros didáticos do filho mais velho para o mais novo, se for o caso. Se não der, faça uma boa ação e doe o material para crianças ou jovens de famílias que não possuem condições de comprá-los.

Converse com os filhos antes de sair às compras, explicando a situação em que a família se encontra e quanto poderão gastar com os materiais. Caso contrário, será muito fácil ceder aos desejos deles e, com isso, gastar mais do que o planejado.


Farroupilha, 9 de fevereiro de 2018

Crianças podem, e devem, participar da escolha A participação dos filhos no momento de comprar os materiais escolares gera muita dúvida na maioria dos pais. Afinal, as crianças serão seduzidas pelos olhos e vão querer sempre escolher os produtos com personagens famosos, que são justamente os mais caros? Apesar de ser uma tentação, o educador financeiro Reinaldo Domingos afirma que privar as crianças de ir junto resolve a consequência, e não a causa do problema. “É verdade que, na maioria das vezes, levar os filhos para comprar o material é sinônimo de gastar mais do que se pode. Mas, esse pode ser um ótimo momento para inserir educação financeira na vida dos pequenos. Se eles entenderem o valor do dinheiro, eles podem – e devem – ir junto. Acreditem, as crianças compreendem muito mais do que imaginamos, e até podem ajudar na economia”, garante. Para isso, é importante que os pais conversem com os filhos antes mesmo de sair de casa, e expliquem a situação em que a família se encontra. O ideal é estabelecer quanto poderão gastar com os materiais e deixar isso claro para a criança, lançando inclusive, um desafio de elas ajudarem a encontrar o que querem dentro de um valor que se encaixe no orçamento da família.

Custo x Qualidade

Quando o assunto é custos x benefícios, Reinaldo lembra aos pais que é preciso entender que, quanto pior (de qualidade) for o produto, menos tempo ele durará e, por isso, acabará gastando mais, tendo que comprar outro. “Muitas vezes, a frase ‘o barato sai caro’ é a mais pura verdade. Saiba exatamente o valor que seu orçamento permite gastar com os materiais e faça esse balanceamento entre o melhor custo x benefício”, finaliza o especialista em Educação Financeira.

Confira as dicas do educador financeiro Reinaldo Domingos antes de ir às compras

1º Compras conjuntas sempre são uma boa alternativa para conseguir um preço mais em conta; 2º Reaproveitamento de material do ano anterior pode evitar uma série de gastos desnecessários. Livros didáticos, por exemplo, podem ser utilizados no futuro por outros filhos. Se isso não ocorrer, a doação para famílias carentes sempre é uma boa e viável alternativa; 3º Faça uma lista prévia de tudo que precisa comprar para evitar gastar além da conta; 4º Converse com os filhos antes de sair às compras, explicando a situação em que a família se encontra e quanto po-

derão gastar com os materiais. Caso contrário, será muito fácil ceder aos desejos deles;

5º Quando estiver na loja, seja sincero e explique ao vendedor de forma clara o que você precisa, buscando sempre a melhor opção de pagamento. Sempre pergunte quanto aquele produto custa à vista? Isso proporcionará bons descontos. Se tiver que pagar a prazo, veja se as parcelas caberão no orçamento mensal. Boas compras!

5


6

Farroupilha, 9 de fevereiro de 2018

Para despertar novas habilidades Aula de reforço, aula de idiomas, atividades esportivas, aula de música, ginástica, dança, natação. A lista de atividades para serem praticadas no contraturno escolar cresce a cada novo ano, e integrar a criança nestas atividades tornou-se essencial para o seu desenvolvimento e aprendizagem. A sociedade atual vive em um ambiente multidisciplinar e a criança precisa se adaptar a esse meio para ampliar suas habilidades. Mas, segundo a psicóloga Lygia T. Dorigon, da Associação Brasileira de Psicologia e Medicina Comportamental (ABPMC), os pais devem ter em mente que a escolha pelas atividades a serem praticadas deve sempre levar em consideração os hábitos, aptidões e preferências de cada criança. “Uma criança que apresenta uma timidez excessiva na escola, por exemplo, pode ser incentivada a realizar um esporte coletivo em que sua participação é importante, mas em que ela não é o centro das atenções. Isso pode permitir que ela se desenvolva motoramente, mas principalmente que seja estimulada a conviver de forma positiva com um grupo social”, explica a especialista.

Além disso, os períodos de treino ou estudo não podem ocupar os momentos de brincadeira, lazer e diversão que fazem parte da infância. Ter tempo livre é fundamental para que a criança possa descansar, possa se divertir livremente, possa criar e ocupar o seu tempo da maneira que escolher, mesmo que seja não fazendo nada. Brincar, conviver com colegas, assistir desenhos na TV, divertir-se com a família são todas situações em que a criança está aprendendo e construindo novas relações que contribuem com o seu desenvolvimento. “Sobrecarregar a criança com diversas tarefas ao longo do dia pode apenas fazer com que ela se canse e não tenha disposição para aprender no dia seguinte. O fundamental é que toda e qualquer situação de aprendizagem nesta fase seja sentida pela criança com prazer, alegria e divertimento. Se a criança reclama sistematicamente de realizar determinadas tarefas, sugere-se aos pais que observem e avaliem o que está acontecendo. Obrigar uma criança a se manter em uma tarefa apenas porque se julga que aquela atividade é importante, será bem mais prejudicial do que pensar em outras alternativas para que a criança desenvolva as mesmas habilidades, mas de forma em que esteja mais disposta e feliz”, orienta Lygia.

Aprender música Aulas de Música podem ser uma excelente alternativa para quem quer aproveitar o contraturno escolar e desenvolver novas habilidades. Seja violão, teclado, canto ou qualquer outro instrumento, a música contribui para aumentar a concentração, disciplina e foco.

Atividades esportivas


Farroupilha, 9 de fevereiro de 2018

Como passam muitas horas sentadas na sala de aula, a prática de esportes é a opção número 1 dos pais na hora de escolher uma ocupação para o período do contraturno escolar dos filhos. O esporte oferece diversos benefícios. Contribui com o desenvolvimento motor global, permite que as crianças aprendam a lidar com regras, com os sentimentos associados a vitórias ou derrotas e que a criança aprenda a conviver em grupo. Também ajuda no desenvolvimento da disciplina, da responsabilidade e contribui para o bem estar geral da criança. “É importante que os pais considerem que há muitas modalidades esportivas possíveis para uma criança e que nem sempre ela irá se adaptar aquela que a escola oferece, ou a que os pais acham importante ou a que o coleguinha do prédio faz. As crianças são diferentes, têm necessidades

diferentes e podem encontrar prazer em atividades menos comuns. O importante não é que o menino faça futebol a todo custo, mas sim que possa fazer um esporte que lhe traga prazer e vontade de aprender”, recomenda Lygia. Se a criança não se sente bem frequentando uma escolinha, por exemplo, os pais podem criar condições para que seu filho se exercite de outra forma, mas que seja divertida para ele. Andar de bicicleta no parque, aprender a andar de skate ou patinete, por exemplo. O importante é que a criança aprenda novas habilidades, a ser responsável e a persistir diante das dificuldades, mas isso não deve ser feito por meio da obrigação em manter uma criança em uma atividade que ela claramente não gosta e não demonstra aptidão para realizar.

Uma das atividades extracurriculares preferidas dos pais é o estudo de outro idioma. Pesquisas indicam que aprender uma segunda língua na infância contribui com o desenvolvimento cognitivo da criança. Através da participação em um curso de Inglês ou Espanhol, por exemplo, a criança passa a interagir com outras culturas e pode conhecer melhor o mundo e suas diferenças. Aprender uma nova língua pode ser extremamente divertido para uma criança, especialmente se isso é feito por meio de brincadeiras, atividades lúdicas e em meio a interação com outras crianças. Porém, a aprendizagem deve ocorrer de forma natural, sem que a criança se sinta pressionada para aquilo.

Outros idiomas

“Se os pais observam que a criança encontra dificuldades em aprender uma determinada língua podem rever o método de ensino, podem reconsiderar a aprendizagem daquela língua, buscando uma outra que a criança possa se identificar mais. Não é porque o Inglês é uma língua importante de se aprender que os pais têm que manter os filhos fazendo uma atividade para a qual apresentam dificuldade em aprender ou desconforto em realizar. O fundamental é que a criança seja exposta a novas situações de aprendizagem. Talvez, se ela aprender Espanhol ao invés de Inglês, mais pra frente se sentirá mais disposta a aprender uma nova língua, já que foi bem sucedida na aprendizagem anterior. E quanto mais um indivíduo aprende, mais facilidade terá de aprender”, reforça Lygia.

7


8

Farroupilha, 9 de fevereiro de 2018

E aí, tudo pronto para o primeiro dia de aula 1º Converse com seu filho sobre seu

Não são apenas as crianças e os adolescentes que estão ansiosos pelo reinício das aulas. Muitos papais e mamães estão com a adrenalina a mil, aguardando o primeiro dia letivo dos filhos. Mas calma! Não se desespere. Existem algumas dicas básicas que todos os pais devem saber, para auxiliar seus filhos nessa nova e linda fase, que é a adaptação escolar. Se os primeiros dias na escola forem bons, é muito provável que o ano letivo seja um sucesso. A educadora Simone Cristine Fagundes Pereira separou algumas dicas para deixar pais e filhos preparados para o primeiro dia de aula.

Confira!

início escolar, antes do primeiro dia. Fale para ele sobre a importância de aprender a ler e escrever e diga que a professora é alguém especial que estará o esperando para auxiliar neste necessário processo.

2º Deixe seu filho participar da organização do material. Se possível, permita que escolha algum item, como a capa do caderno, os personagens da mochila, lancheira, etc. Este carinho pelo material estará ajudando a criança a criar uma boa expectativa para frequentar a escola.

3º No primeiro dia, faça contato direto com a professora. Dê um abraço, um aperto de mão. A criança precisa ver e sentir que os pais confiam e aceitam aquela professora para tomar conta do seu filho. 4º Não use frases desmotivadoras do tipo: “Filho, não chore!”; “Eu venho logo te buscar!”; “Vai passar rapidinho”. Ao usar este tipo de argumento, você está colocando na cabeça do seu filho que ele precisa temer, que a professora pode ser rude, que a escola pode ser um campo minado. Diga que ele fará novos amigos, terá uma professora só para ele, brinquedos diferentes para brincar, que ele poderá utilizar os materiais escolares que a família comprou, preparou, enfim... Você verá que o resultado será fantástico! 5º Respire fundo e tenha seu dia de trabalho normal. Não fique ligando para a escola. Deixe seus contatos, caso seja necessário, e passe ao seu filho uma tranquilidade e segurança visível e palpável. Se ele perceber você ansioso ou intranquilo, automaticamente sentirá medo de ficar sozinho e em meio a tanta gente nova.

6º Mas... e se ele chorar?! Existe essa possibilidade. Quem nunca sentiu um frio na barriga ao começar em um emprego novo? O choro pode mesmo vir, mas aconselho que deixem as professoras resolver a situação. Quase 100% das professoras possuem os métodos eficazes para tranquilizar e entreter os pequenos. A psicologia usada pelas educadoras é completamente diferente da sua. Talvez você precise entrar em campo, mas espere ser chamado.

7º Acompanhe com entusiasmo todas as novidades que ele trouxer da escola. Questione, aborde, instigue, se emocione, sorria, compartilhe, enfim... Divirta-se! Esta fase é maravilhosa e acredite: vai passar muito rápido. Estenda para sua casa a proposta pedagógica da escola. Dialogue com ele sobre os ensinamentos que vem recebendo, mostre-se interessado. Crianças que percebem a participação dos pais em sua vida escolar tendem a prestar mais atenção e serem mais participativos em sala de aula.


Farroupilha, 9 de fevereiro de 2018

Mochila: qual o peso ideal? A Academia Americana de Pediatria considera que a mochila deve ter entre 10% e 20% do peso corporal do estudante. Se ultrapassar este peso, pode provocar dores e até problemas na postura da criança. Ao escolher o modelo é importante que, quando estiver vazia, a mochila não pese mais que meio quilo. O ideal é que seja de duas tiras e na hora de colocar nas costas a criança deve posicionar as tiras para que a mochila fique bem junto ao corpo e aproximadamente a cinco centímetros acima da linha da cintura. Aos pais, cabe a tarefa de conferir periodicamente as pastas escolares de seus filhos, a fim de evitar que carreguem objetos desnecessários. Uma dica interessante é comprar um caderno para cada matéria, para que a criança não tenha que carregar um de 10 matérias, por exemplo, todos os dias.

Dicas para acertar na escolha Para ajudar os pais a escolher o modelo mais indicado para cada criança, a Sociedade Brasileira de Ortopedia Pediátrica separou algumas dicas. Veja abaixo. * A mochila deve ter tiras largas e acolchoadas: tiras estreitas causam compressão nos ombros, podendo causar dor e restringir a circulação. * Deve possuir duas tiras para os ombros. Mochilas com tira única para o ombro não distribuem o peso uniformemente, podendo provocar contração da musculatura do lado oposto e a criança pode ter dor muscular. * A mochila deve ter acolchoamento posterior. Um forro acolchoado e resistente protege as costas contra objetos pontiagudos, evitando desconforto. * O material deve ter tira lombar: uma tira na região lombar (da cintura) distribui o peso de uma mochila pesada de maneira mais uniforme.

Mochilas com rodinhas Mochilas com rodinhas podem ser uma alternativa para o excesso de peso. A Sociedade Brasileira de Ortopedia Pediátrica alerta, no entanto, que é preciso ter cuidado com a alça do carrinho que deve estar a uma altura apropriada. As costas devem estar retas ao puxá-la. Esse tipo de mochila, porém, enfrenta resistência entre os adolescentes.

9


10

Farroupilha, 9 de fevereiro de 2018

Para tirar notas altas o ano inteiro Qual é o pai ou a mãe que não deseja ver o filho tirar boas notas, aprender o que o professor ensina e passar de ano sem muitas dificuldades? Tirar notas altas o ano inteiro não é uma tarefa impossível, mas exige empenho dos pais e disciplina por parte das crianças. Segundo a educadora Jociane Bernardo, cada criança aprende ao seu próprio estilo, por isso é complexo dizer qual o melhor método para ajudar os filhos com a lição de casa, porém, a melhor maneira de incentivar as crianças a estudar é demonstrar interesse pelos seus estudos. “Isso faz com que a criança se sinta importante. Uma dica essencial é não sobrecarregar seus filhos com atividades extracurriculares. Quando a rotina é muito atribulada e as crianças são muito cobradas, o rendimento escolar pode cair devido ao cansaço. Crianças saudáveis devem brincar”, recomenda. Criar uma rotina de estudos é o primeiro passo para fazer com que a criança dedique o tempo certo à lição de casa e aprenda o que o professor ensinou em sala de aula. De acor-

Dicas para acertar na hora da lição de casa

1° Encontre um horário que seja bom para todos e atrele o bom desenvolvimento das tarefas a alguma atividade que seu filho goste. Assim, se ele não tiver um desempenho satisfatório na realização das tarefas, perderá o direito de usufruir o benefício; 2° Desligue aparelhos eletrônicos que possam desviar a atenção da criança. É fundamental a concentração durante as tarefas para que os conhecimentos sejam absorvidos; 3° Pergunte se há alguma dúvida sobre o conteúdo em questão e recorra a exemplos

do com Jociane, crianças precisam de rotina, pois com ela adquirem segurança e desenvolvem melhor a autoconfiança e disciplina. “Estabelecer horários para os estudos, limitar a quantidade de tempo que seu filho passa em frente ao computador e à televisão, e ficar atento ao horário que seu filho vai dormir, são algumas formas de criar uma rotina saudável”, explica.

Até onde ajudar

A ajuda dos pais na hora de fazer a lição de casa é importante, porém, os pais devem ajudar e não fazer a atividade pelo filho. “O papel dos pais é auxiliar. Ao fazer a lição do filho, além de não ajudar a criança no entendimento, o pai faz com que a criança não adquira um dos maiores objetivos que é a responsabilidade. A criança que aprende desde cedo a se responsabilizar por seus compromissos, dificilmente terá dificuldade em lidar com as tarefas durante toda a vida escolar”, justifica a educadora.

dados pelo professor nos livros e cadernos. Às vezes, o simples fato de reler uma atividade resolvida faz com que a criança perceba sua estruturação. Se ainda assim ela não conseguir resolver, explique novamente, com calma e pausadamente;

4° Corrija as tarefas, mas não dê ênfase aos erros, faça-o perceber onde está errando e finalize com elogios. A criança que tem uma boa autoestima sempre se sai melhor em todas as atividades escolares; 5° Estimule sempre seu filho a tirar as dúvidas com o professor. Além de se tornarem mais confiantes, se tornarão adultos mais críticos.


Farroupilha, 9 de fevereiro de 2018

Adolescentes também precisam se preparar Assim como os pequenos, que precisam do apoio dos pais para se preparar para a volta às aulas, os adolescentes também precisam de alguns ajustes na rotina antes de iniciar o ano letivo. Depois de algumas semanas de descanso, passeios, diversão e bagunça com os parentes e amigos, é hora de organizar o tempo, e a mochila e materiais, para garantir que o ano seja de muito estudo e aprendizado. Para os crescidinhos, a educadora Simone Cristine Fagundes Pereira também tem algumas dicas que vão ajudar a iniciar as aulas com mais ânimo, empenho e dedicação. Confira!

De olho no horário

Com certeza, nestas férias você meio que andou de bobeira por aí, acertei? Trocou o dia pela noite, a manhã pela tarde, jantou de madrugada e por aí vai. Que tal começar a colocar seu sistema em ordem? Comece a dormir um pouco mais cedo, regularize seus horários de refeição, cronometre um limite de tempo para utilizar a internet, assistir TV e, o mais importante, comece a levantar um pouquinho mais cedo. Se você conseguir fazer isso aos poucos, não sofrerá na primeira semana de aula. Fica a dica!

Economia nos materiais

Você já deu uma olhada no que sobrou do seu material escolar do ano passado? Estojo, mochila, canetas... Tem muita coisa que dá para reaproveitar. E sabe aquele caderno que você comprou no finalzinho do ano e quase não usou? Que tal uma repaginada? Googleando

Novos Amigos

Se você seguir a dica de sorrir bastante neste reinício das aulas, é muito provável que mais pessoas começarão a se aproximar de você. E você, está preparado para fazer novos amigos? Ter boas amizades na fase escolar, é tudo! Quando temos bons (e novos!) amigos, nos sentimos mais motivados para frequentar a sala de aula, certo? Então, crie vínculos. Permita a si mesmo conversar com outras pessoas, fazer trabalhos escolares com grupos diferentes, não julgar as pessoas pelo que elas aparentam. Que tal ousar?

Determinação eterminação para um ano bom!

Defina para si mesmo que este será um ano bom! Capriche nos estudos, leia o que é pra ser lido, copie o que deve ser copiado. Interaja com os professores, pergunte, responda sem medo de errar, peça ajuda, pesquise, aprofunde-se. Dê o seu melhor e dê mais do que os outros esperam. Descubra no que você é bom, divida também suas dificuldades com seus amigos, pais e professores, e trabalhe nesses dois pontos.

por aí, você encontra dicas muito válidas sobre remake de capas de cadernos, agendas, mochilas, etc. O legal é estilizar. Deixar seu material com a sua cara, com a sua personalidade.

Bom humor é tudo!

Quem aí gosta de andar com gente mal humorada e azeda? Sai pra lá! Sorria das piadas bobas dos seus amigos, sorria para os velhos e para os novos colegas de classe! Sorria para os professores que parecem maneiros e para os que parecerem caretas também, por que não? Sorria para todos os funcionários da escola. Você obterá resultados incríveis em seu círculo escolar se iniciar o ano sorrindo mais. Quer apostar?

11


12

Farroupilha, 9 de fevereiro de 2018

Vai prestar vestibular? Fique ligado! O terceiro ano do Ensino Médio é um momento de muita tensão para os adolescentes. Ao mesmo tempo em que comemoram o término dos estudos regulares, eles precisam encarar o desafio do Vestibular para poder ter acesso a um curso superior. Se antes precisavam estudar para passar de ano, agora precisam estudar muito mais, para passar na escola e no Concurso Vestibular. Uma das dicas dos educadores é que o aluno crie um planejamento de metas a curto, médio e longo prazo para conseguir dar conta dos estudos e peça aos pais um auxílio para organizar uma rotina semanal. Tudo isso sem se esquecer que é preciso tirar um tempo para as atividades pessoais, como lazer com amigos e cuidados com a saúde. Alimentação adequada, periodicidade de sono e descanso, organização do local onde estuda e horário em que se estuda são fatores que influenciam no momento do aprendizado e precisam ser observados pelo aluno e pelos pais. Boas notas podem ser alcançadas por todos que desejam melhorar ou otimizar seu desempenho. Por isso, separamos algumas dicas de educadores para ajudar você a enfrentar os desafios do Terceirão e do Vestibular. Confira!

Leia e releia

Absorva a informação O aluno precisa descobrir qual o seu estilo de aprendizado: visual ou auditivo; e elaborar estratégias que favoreçam a reflexão sobre os conteúdos ministrados nas aulas. Por exemplo, um aluno visual pode transformar o conteúdo em esquemas visuais; o auditivo pode gravar a aula para poder ouvi-la em casa.

Estude em pequenos grupos Já foi provado teórica e cientificamente que muitos alunos são beneficiados quando ensinam seus amigos ou quando aprendem com eles.

Ler e reler o livro didático ou as anotações realizadas em sala sempre ajuda, pois a cada leitura o aluno pode ir resignificando o conteúdo aprendido.

Edição 524  
Edição 524  
Advertisement