Page 1

FARROUPILHA

|

ANO X

| EDIÇÃO 522

| 26 DE JANEIRO DE 2018 |

R$ 3,00

Daniel Rufatto

Nova era para o Judiciário Após diversos entraves ao longo da última década, novo Fórum da Comarca de Farroupilha finalmente será inaugurado nesta sexta Matéria Especial, páginas 2 e 3, e Editorial

ECONOMIA Biamar lança novidades com Rússia de cenário Já no clima da Copa, empresa realizou produção com a coleção Outono/Inverno em Moscou e São Petersburgo Página 8

PRIMEIRO PARÁGRAFO A despedida de um contador de histórias Falecido no início deste mês, Carlos Heitor Cony deixou seu nome na Literatura Brasileira com célebre “Quase Memória” Inside, páginas 8 e 9

POLÍTICA Sesi não estipula prazo, mas confirma nova sede Entraves burocráticos têm travado início das obras em terreno cedido pela prefeitura na rua Papa João XXIII Página 11


2

FARROUPILHA, 26 DE JANEIRO DE 2018

DE CASA NOVA

Judiciário inaugura novo Fórum da Comarca de Farroupilha nesta sexta

Daniel Rufatto daniel@jornalinformante.com.br

U

ma nova era inicia-se nesta sexta com a inauguração do novo Fórum da Comarca de Farroupilha. Amplo e moderno, a edificação fica localizada na esquina da da rua 13 de Maio com a Av. Paulo Broilo, a poucos metros do antigo prédio. Com custo de aproximadamente R$ 12 milhões, a construção contempla conceitos como acessibilidade e sustentabilidade, além, é claro, do aumento do espaço físico. “A inauguração do prédio novo representa um avanço para a comarca. Além do prédio atender requisitos de

acessibilidade universal, ele conta com um diferencial, que é o atendimento ao meio ambiente. O prédio possui teto verde, que reaproveita a água da chuva e a reutiliza. Com certeza, representa uma valorização do Tribunal de Justiça em relação ao primeiro grau, especialmente em Farroupilha”, analisa a juíza Maria Cristina Rech, diretora do Fórum. Uma cerimônia, às 11h30min, marcará a inauguração oficial. No entanto, desde semana passada, quando foi realizada a mudança, os servidores estão trabalhando no local, sendo que o atendimento ao público foi retomado na segunda. Com 4.143,35 metros quadrados, o prédio tem seis andares. No térreo, está o setor de Protocolo e a Sala de Tribunal do Júri. O segundo pavimento é destinado à Distribuição e futuras instalações de um posto do Banrisul, enquanto no terceiro está a Vara do Juizado Especial Cível. No quarto está a 2ª Vara Cível do Juizado da Infância da Juventude, que tem Mario Romano Maggioni como juiz. Já no quinto andar, está a 1ª Vara

Daniel Rufatto

Com 4.143,35m², prédio, que contempla conceitos como acessibilidade e sustentabilidade, fica na esquina da 13 de Maio com a Av. Paulo Broilo

Sala do Tribunal do Júri Espaço fica localizado no primeiro dos seis pavimentos da edificação Cível, sob responsabilidade da juíza Claudia Bampi. E, no último pavimento, fica a Vara Criminal, que tem Maria Cristina Rech como juíza. A edificação dispõe ainda de espaço suficiente

para abrigar novos serviços, como a 4ª Vara Cível, que, embora já autorizada por lei, ainda não tem data para implementação diante da redução orçamentária pela qual passa o Poder.


3

FARROUPILHA, 26 DE JANEIRO DE 2018

LONGA NOVELA

Fim a um imbróglio de 4.084 dias

A

construção do novo Fórum da Comarca de Farroupilha foi praticamente uma epopeia. Desde a sanção da Lei Municipal nº 3.209, que autorizou a permuta do terreno entre o Estado e o Município, em 21 de novembro de 2006, até esta sexta, passaram-se 4.084 dias. Suspensão das obras e entraves burocráticos foram os principais fatores que levaram a esta longa espera. A ideia inicial era de que o Estado ficasse com o terreno na esquina da 13 de Maio com a Av. Paulo Broilo para construção do novo Fórum, enquanto seria transmitido ao Município, assim que as obras fossem concluídas, a área e o prédio aonde até a poucos dias estava sediado o Judiciário. O objetivo, na época, era o de futuramente utilizar a estrutura como nova sede da Câmara de Vereadores. Por conta na diferença da avaliação dos imóveis, o Município também arcaria com uma diferença de R$ 432.776,50, que seriam pagas em três parcelas anuais após a efetiva-

ção da permuta. Com a escritura da permuta lavrada, mas sem o registro imobiliário, a Justiça Estadual iniciou as obras em 2010. A construtora responsável era a mineira Cherem, vencedora de processo licitatório no valor de R$ 8.730.595,78. No entanto, menos de um ano depois, a empresa pediu a rescisão do contrato e abandonou os trabalhos. As obras só seriam retomadas no início 2014, já sob responsabilidade da Tecon Tecnologia em Construções Ltda., vencedora de nova licitação no valor de R$ 11.890.980,00. Neste momento, no entanto, já estava instaurado o impasse quanto à permuta, pelas diferentes necessidades em relação a uma década. Imbróglio que só seria solucionado em abril de 2017, quando as obras do novo prédio já estavam praticamente concluídas e uma nova configuração de permuta foi aprovada. Nela, ficou acordado que o município ficará com o prédio e a área onde atualmente está situada a Delegacia de Polícia Civil (na rua Ângelo Bartelle, 91), que, por sua vez, passará em breve a atender no antigo Fórum (13 de Maio A, 71), com o terreno, desta forma, continuando a pertencer ao Estado. Com isso, foi eliminada inclusive a diferença de valores, já que ambos os imóveis foram avaliados em R$ 1,4 milhão.

Fotos: Daniel Rufatto

Viabilizada com permuta em novembro de 2006, construção do novo Fórum levou mais de 11 anos para ser concretizada

Salas de audiência Estrutura possibilitará melhor atendimento no Fórum

Cartórios das Varas Espaço amplo permitirá melhor organização dos arquivos


4

FARROUPILHA, 26 DE JANEIRO DE 2018

Ingredientes de um julgamento histórico Divulgação

Condenação mantida Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre, ratificou decisão de 1º grau e ainda majorou a pena de prisão do ex-presidente

Leonardo Pantaleão *

Q

uarta, em um dia histórico para a República brasileira, em que novamente se avaliou a responsabilidade criminal de um ex-presidente perante um órgão colegiado do Poder Judiciário, relembro-me de uma das célebres frases de Platão, que assim um dia asseverou: “o juiz não é nomeado para fazer favores com a Justiça, mas para julgar segundo as leis”. A par de qualquer questão ideológico-política, o Poder Judiciário demonstrou, com a mantença da condenação do ex-presidente Lula, que a função de julgar deve ser alheia a pressões externas, até mesmo daquelas de natureza intimidatórias, como as antidemocraticamente noticiadas recentemente. Isso, em epítome, é o que se espera de um Poder independente, imparcial e apartidário.

Despiciendo aqui, destacar, também, o intenso combate travado entre acusação e defesa, natural em uma ação penal que envolve a representatividade de entendimentos, sentimentos e interesses avessos entre si. Ambos devem ser merecedores de aplausos efusivos, posto que com brilhantismo desenvolveram seus misteres. Engana-se aqueles que imaginam que a batalha, com o desfecho desse dia, repita-se, histórico, alcançou o seu final. Muitos serão, ainda, os capítulos que se avizinham nesse roteiro protagonizado por alguém que, não se nega, despertou sentimentos antagônicos entre os brasileiros. Nosso sentimento, nesse momento, é único, qual seja, que prevaleça, ao final, a Justiça, como forma de sedimentar a credibilidade do tão sofrido povo brasileiro, nas suas instituições. * Especialista em Direito Penal e professor do Centro Preparatório Jurídico (CPJur)


6

FARROUPILHA, 26 DE JANEIRO DE 2018

Um benefício para toda comunidade As primeiras tratativas tiveram início ainda no final de 2006. Já naquele tempo havia uma necessidade premente de uma nova estrutura no Poder Judiciário farroupilhense, que possibilitasse um melhor atendimento à comunidade, devido à alta demanda de processos tramitando na Comarca, e abrisse espaço para sua ampliação. Entre idas e vindas, permutas que acabaram não se concretizando, novos acordos entre poderes constituí-

dos, enfim o novo Fórum será oficialmente inaugurado no final da manhã desta sexta (veja mais na Matéria Especial, páginas 2 e 3). Evidente que há um certo exagero no Brasil no que se refere à procura pelo Poder Judiciário e isso, de certa forma, justifica, em parte, a demora na apreciação dos processos na Justiça. Porém, também é importante frisar que uma melhor e moderna estrutura, como a que será apresentada à

comunidade nesta sexta, terá o poder de oferecer uma prestação jurisdicional mais célere à população. Todos ganham com isso. O benefício até pode, em uma análise primária e superficial, ser vinculado diretamente aos servidores do Poder, mas a vantagem percebida será de todos, até os que, em um primeiro momento, não estão diretamente envolvidos com demandas na área. A resolução de impasses judiciais

de forma mais rápida é um dos pilares fundamentais de um Estado que almeja ser próspero e o novo Fórum apresenta todas as condições de cumprir com sobras com esse objetivo de celeridade, além de possibilitar a ampliação de Varas no futuro. A inauguração desta sexta é um marco importante na história do Poder Judiciário do município e seus reflexos positivos certamente serão sentidos em toda a comunidade.

OPINIÃO

A condenação de Lula é a liberdade do Brasil Luciano Hang * A decisão unânime do TRF-4 em manter a condenação do ex-presidente Lula devolve ao Brasil a liberdade para ir às urnas com uma nova perspectiva. Sem os vícios do populismo e do fanatismo de esquerda, temos a chance de renovar a política e de escolher governantes comprometidos com o futuro que merecemos. O País precisa de uma liderança aglutinadora. De alguém com força política para fazer as reformas necessárias e visão empreendedora para implementar o único caminho possível ao desenvolvimento, que é o liberalismo econômico. Acima de tudo, está na hora do Brasil ser resgatado da crise moral em que vive e

ter uma representação de credibilidade e confiança, aqui dentro e lá fora. A sentença de quarta traz esperança, ao decretar o início do fim para uma ideologia ultrapassada e totalmente oposta à liberdade que queremos. Tirar de cena Lula e seu projeto de poder é afastar do Brasil o risco de um destino obscuro, a exemplo do que ocorre nos vizinhos latino-americanos, vivendo sob o jugo da ditadura socialista. Mais do que condenar nações inteiras ao retrocesso econômico e social, os modelos castrista, chavista e peronista, com os quais a nossa esquerda simpatiza, deixam uma cicatriz profunda na sociedade ao usurpar a dignidade das pessoas, dividindo as famílias e condenando milhares à fome, à falta

Índice

Editorial

Matéria Especial .................................... Páginas 2 e 3 Editorial e Opinião................................ Página 6 Economia .................................................. Página 8 Cidade ........................................................ Página 10 Política ..................................................... Página 11 Educação .................................................. Página 12 Esporte ..................................................... Páginas 13 a 15

Inside

Especial..................................................... Capa Cinemas ..................................................... Página 2 Carnaval ................................................... Página 3 Crônicas da Redação ............................. Página 4 Agenda....................................................... Página 4 Gastronomia............................................ Página 5 Paulo Roque Gasparetto ..................... Página 5 Social ........................................................ Páginas 6 e 7 Fabrício Oliboni ..................................... Página 8 Primeiro Parágrafo............................... Páginas 8 e 9 Dolores Maggioni .................................. Página 9 Sétima Arte .............................................. Páginas 10 e 11 Horóscopo ............................................... Contracapa Saúde, Beleza & Estética...................... 4 páginas Classificados .......................................... 8 páginas

de direitos básicos e até à morte. Lula teve a sua oportunidade de mudar o Brasil quando assumiu o primeiro mandato, em 2002, com grande popularidade, um Congresso Nacional a seu favor e uma economia forte. Ao invés de fazer as mudanças necessárias ao País, preferiu seguir a velha política das alianças, institucionalizar a corrupção, aumentar os gastos do governo, desestabilizar a economia e promover o assistencialismo eleitoreiro. Tinha tudo para se tornar herói, mas preferiu destruir o sonho dos brasileiros. Treze anos e três mandatos depois, o PT destituído deixou de herança um País destroçado, com mais de 13 milhões de desempregados em consequência de um mercado en-

REDAÇÃO - REDACAO@JORNALINFORMANTE.COM.BR DANIEL RUFATTO DANIEL@JORNALINFORMANTE.COM.BR JULIANA INÊS CASA BARBIERI JULIANA@JORNALINFORMANTE.COM.BR RAMON CARDOSO RAMON@JORNALINFORMANTE.COM.BR ROCHELI CAMARGO ROCHELI@JORNALINFORMANTE.COM.BR

fraquecido. Mas o pior legado que a esquerda lulista deixou foi a cultura do “nós contra eles”, essa ideologia que divide por classe, raça, credo e sexo. O “nós contra eles” implantou até mesmo o preconceito contra a meritocracia, incentivando o desprezo pelo trabalho e estudos. A condenação de Lula está sendo comemorada pela esmagadora maioria dos brasileiros, pessoas de bem, que sonham com um País melhor. Enfim, podemos ver à frente uma nação com futuro, dizendo não à corrupção e à incompetência, clamando por justiça, por trabalho e por dignidade. Viva o Brasil, viva a liberdade dos brasileiros! * Empresário e proprietário da Lojas Havan

LOGÍSTICA - LOGISTICA@JORNALINFORMANTE.COM.BR LUIZ CARLOS DE ANDRADE LUIZ@JORNALINFORMANTE.COM.BR

ASSINATURAS - ASSINATURAS@JORNALINFORMANTE.COM.BR ASSINATURA BIENAL: R$ 240,00 ASSINATURA ANUAL: R$ 140,00

COMERCIAL - COMERCIAL@JORNALINFORMANTE.COM.BR FABIANO LUIZ GASPERIN GASPERIN@JORNALINFORMANTE.COM.BR MARIA DA GRAÇA POTRICOS LEITE MARIA@JORNALINFORMANTE.COM.BR VALÉRIA GASPERIN VALERIA@JORNALINFORMANTE.COM.BR

TELEFONES (54) 3401-3200 / (54) 3401-3201 (54) 3401-3202 / (54) 3401-3203

ENDEREÇO RUA DR. JAIME ROMEU RÖSSLER, 348, BAIRRO PLANALTO

ANUNCIOS - ANUNCIOS@JORNALINFORMANTE.COM.BR

COLUNISTAS ARMANDO WARTHA CRÔNICAS DA REDAÇÃO DOLORES MAGGIONI FABRÍCIO OLIBONI

ALEXANDRE FRANCISCO MACHADO ALEXANDRE@JORNALINFORMANTE.COM.BR MARCELO BORTAGARAY MELLO MARCELO@JORNALINFORMANTE.COM.BR TIAGO RODRIGUES DA SILVA TIAGO@JORNALINFORMANTE.COM.BR

FINANCEIRO - FINANCEIRO@JORNALINFORMANTE.COM.BR KELI DE ALMEIDA MACIEL KELI@JORNALINFORMANTE.COM.BR

GUILHERME MACALOSSI GUSTAVO PIMENTEL LAURO EDSON DA CÁS PAULO ROQUE GASPARETTO

A manifestação dos colunistas é livre e independente e não necessariamente reflete a opinião do Tabloide sobre os temas abordados nas colunas

@PaperInformante www.jornalinformante.com.br

/jornalinformante


8

FARROUPILHA, 26 DE JANEIRO DE 2018

Eduardo Carneiro

MODA

Rússia como inspiração Coleção Biamar Outono/Inverno explora as belezas do País sede da próxima Copa do Mundo e o resultado pode ser conferido nas revistas da grife

M

ais uma vez a Malharia Biamar buscou cenários internacionais para a produção de moda que ambientou os looks da nova coleção. A marca buscou na Rússia as locações perfeitas para o editorial que ilustra as peças publicitárias e revistas, que também funcionam como um catálogo, distribuída a lojistas. Moscou e São Petersburgo foram as cidades fotografadas, explorando o Ballet Bolshoi e o Parque Zaryadye, palácios, estações de metrô, pistas de patinação e outros cenários típicos do cotidiano russo. As imagens foram captadas pelas lentes dos fotógrafos Eduardo Carneiro e Gil

Wilkon e a produção de moda foi de Suélen Biazoli e Duda Martini. O material, que traz moda masculina e feminina, pode ser conferido nas três publicações em revista, sendo que uma já foi lançada e as outras duas chegarão em fevereiro e março. O material engloba ainda reportagens que exploram as locações dos editoriais de moda, com informações sobre a vida, a cultura do povo russo e as peculiaridades do País. A produção contou com equipe de sete profissionais que durante 15 dias explorou as belezas naturais, cenas urbanas e lugares históricos das duas cidades. O material também está disponível nas redes sociais da grife farroupilhense.

Moda Inverno Looks da Biamar brilham nos cenários russos


10

FARROUPILHA, 26 DE JANEIRO DE 2018

RELIGIÃO

Para agradecer pela safra

C

om o lema “Respeitar, cuidar e contemplar a criação”, a 118ª edição da Romaria Votiva ao Santuário Nossa Senhora de Caravaggio acontece na próxima sexta. A peregrinação, que teve origem em 1899, terá como ponto alto a missa festiva das 10h30min, seguida da tradicional procissão e bênção das máquinas agrícolas. Com expectativa de receber milhares de agricultores e fiéis, a programação contará ainda com missas às 8h, 15h e 17h, além de almoço festivo às 12h30min e récitas do terço às 14h30min e 18h. Em preparação à Romaria, também serão realizadas, até a próxima quinta, missas das paróquias Nossa Senhora do Rosário (Pinto Bandeira), Santa Cruz, Jesus Ressuscitado, São Marcos, São Pedro e São Paulo (Nova Roma do Sul), Sagrado Coração de Jesus e Jesus Bom Pastor, sempre às 20h no Santuário.

Obituário

Demonstração de fé Tradicional procissão das máquinas agrícolas ocorrerá logo depois da missa festiva das 10h30min

Programe-se O que: 118ª Romaria Votiva ao Santuário de Nossa Senhora de Caravaggio Quando: próxima sexta, dia 2 de fevereiro Programação: missa às 8h, missa festiva seguida de procissão e bênção das máquinas agrícolas às 10h30min, almoço festivo às 12h30min, récita do terço às 14h30min, missas às 15h e 17h e récita do terço às 18h

Alguém quer me adotar? Abra as portas de sua casa para este lindo filhote que precisa de uma família. Tem quatro meses e será de porte grande. Informações para adoção pelo fone 981.66-3.349. Importante: a ONG dos Peludos informa que não serão doados cães para ficarem presos em correntes.

ONG dos Peludos

19 de janeiro * Danilo José Bez, 81 anos. Sepultamento no cemitério do bairro Nova Vicenza; * Severino Boniatti, 84 anos. Sepultamento no cemitério da comunidade de Menino Deus (4º Distrito). 20 de janeiro * Adelar Vanoni, 54 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal. 22 de janeiro * Samuel Lima de Oliveira, 27 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal. 24 de janeiro * Ernesto Isaias Pizzi, 86 anos. Sepultamento no cemitério do município de Júlio de Castilhos.

Arquivo Jornal Informante

Romaria Votiva deve atrair milhares de agricultores e fiéis ao Santuário de Nossa Senhora de Caravaggio na próxima sexta


11

FARROUPILHA, 26 DE JANEIRO DE 2018

ENTRAVES BUROCRÁTICOS

Apesar do atraso, Sesi confirma que construirá nova sede em Farroupilha Imagem: Reprodução

Instituição, no entanto, não estipula prazo para início das obras em terreno cedido pela prefeitura no bairro Imigrante

A

Amplo e moderno Projeto prevê construção de centro de atividades com área construída de 1.470m² e capacidade para atender diversas demandas

prestados aos trabalhadores do Setor Secundário na cidade. “A indústria está com forte tendência de automação e precisa cada vez mais de trabalhadores capacitados. O Sesi/RS busca esta atualização dos trabalhadores, com uma educação voltada ao mundo do trabalho em todas

as suas modalidades”, destaca Colombo. A ampliação dos serviços de Educação de Jovens e Adultos (EJA) é uma das principais metas a serem atingidas, assim como a disponibilização de um espaço para convivência social. “A nova unidade também possibilitará a ampliação dos atendimentos

em saúde, tanto nos serviços existentes, como a Odontologia, como em novos serviços de Promoção da Saúde, que não tem espaço atualmente”, acrescenta Colombo. Anexa ao Centro Social Urbano, na rua Papa João XXIII, a estrutura contará com uma área construída de 1.470 metros quadrados.

Boca de Urna Nova UBS: Medianeira ou Centenário?

Com previsão inicial de ficar pronta ainda em 2014, a Unidade Básica de Saúde (UBS) que está em construção na rua Ulderico Cesar Lodi parece finalmente estar próxima de ser inaugurada. Conforme a Secretaria Municipal de Saúde, a obra será concluída neste semestre. Fica a dúvida quanto à denominação dela, já que no início das obras a prefeitura a classificava como UBS Medianeira e, recentemente, colocou uma placa como UBS Centenário. E, ainda mais, sobre a destinação do atual prédio que ocupa a estrutura, questão ainda problemática nos bairros Cinquentenário, 1º de Maio e Industrial (que teve seu posto desativado após a inauguração da UBS do América).

Divulgação

ssinado em maio de 2015, o contrato de concessão de uso de uma área de 11,6 mil metros quadrados no bairro Imigrante previa que o Serviço Social da Indústria (Sesi) construísse no local, dentro de dois anos e meio, um amplo e moderno centro de atividades. Passado o período, no entanto, a obra sequer iniciou. Apesar do atraso, a administração municipal confia que em breve os trabalhos comecem e não pretende solicitar a retomada do bem, cedido por 25 anos com possibilidade de prorrogação por mais 25. Conforme ressalta o secretário nunicipal de Gestão e Desenvolvimento Humano, Vandré Fardin, o projeto é de grande interesse para Farroupilha e explica que um dos principais entraves está na matrícula do terreno, que está em processo de desmembramento por abrigar estruturas do município. Por conta disso, um aditivo ao contrato deverá ser firmado estabelecendo novos prazos. “Assim que estas questões forem resolvidas, o Sesi/RS dará sequência ao processo, com a realização da licitação para iniciar a obra”, garante Juliano André Colombo, superintendente da instituição no Rio Grande do Sul. A nova sede tem investimento estimado em torno de R$ 8 milhões e propiciará a ampliação dos serviços

Inauguração próxima Posto fica localizado na divisa entre os dois bairros


12

FARROUPILHA, 26 DE JANEIRO DE 2018

IDIOMA

Itália na ponta da língua

P

ara quem tem um bom domínio do Italiano, mas quer revisar conteúdos ou para quem nunca estudou o idioma, mas fará uma viagem ao País europeu, a boa dica é aproveitar o curso intensivo de Italiano que acontece em fevereiro. A formação será realizada no Círculo Cultural Ítalo-Brasileiro de Farroupilha, num total de oito aulas ministradas a partir do próximo dia 6, sempre às terças, quartas e quintas, seguindo até o dia 22. As aulas serão das 19h às 21h30min.

O conteúdo será ministrado pela professora Ivanete Baldasso Cauduro. A inscrição deverá ser realizada diretamente na secretaria do Círculo Cultural, com atendimento a partir da próxima terça, das 9h30min às 11h30min e das 13h30min às 18h. É necessário apresentar documento de identidade. O valor é R$ 300,00 podendo ser dividido em duas parcelas, sendo o primeiro pagamento no momento da inscrição. Será o primeiro curso neste formato oferecido pela instituição e a proposta é também atender a necessidade de quem viaja para obtenção da Cidadania Italiana.

Programe-se O que: Curso Intensivo de Italiano Quando: próximos dias 6, 7, 8, 14, 15, 20, 21 e 22, das 19h às 21h30min Onde: sede do Círculo Cultural Ítalo-Brasileiro (Cel. Pena de Moraes, 513, Shopping Omar Valentini, sala 909) Quanto: R$ 300,00 (em duas parcelas) Inscrições: a partir de terça, no Círculo Cultural Ítalo-Brasileiro

Divulgação

Curso intensivo promovido pelo Círculo Ítalo-Brasileiro ensina conversação básica para viagens

Preparação Noções de cultura, geografia e idioma para viagem à Itália

Conteúdo do Curso Intensivo

Noções básicas da geografia da Itália; Vocabulário e verbos essenciais para a comunicação em situações diversas de viagem; Apresentação: falar da proveniência, cumprimentar, agradecer, solicitar informações nas mais variadas situações e locais; Entender o menu, fazer pedido e pagamento; Comunicação com autoridades, de modo formal (na Aduana, Polícia, Prefeitura, etc); Comprar bilhetes de ônibus, metrô e trem, entender os horários, mensagens de chegada e partida; Ler e entender placas com informações e horários.


13

FARROUPILHA, 26 DE JANEIRO DE 2018

SERC BRASIL

Preparados para encarar a Segundona Rubro-verde farroupilhense se apresenta para competição estadual e inicia os trabalhos da pré-temporada nas Castanheiras

enúltima equipe a se apresentar para a disputa da Segundona Gaúcha (o Tupi, de Crissiumal, inicia trabalhos na próxima segunda), a Sociedade Esportiva, Recreativa e Cultural (SERC) Brasil já vive a intensidade de uma pré-temporada que promete ser puxada. Não somente por conta do tardio começo, mas também pelo calendário, que ficou espremido em virtude da Copa do Mundo. A maior parte do plantel iniciou os trabalhos da pré-temporada nesta quinta, no Estádio das Castanheiras. Vice-presidente, Marcelo Pessin fez as honras da casa e saudou o grupo em nome do presidente Elenir Bonetto, que está em período de férias. Ele frisou a confiança no elenco e reforçou a importância de um trabalho em sintonia, tanto dentro quanto fora de campo, para que a equipe alcance os objetivos da temporada. Franco, destacou que o primeiro objetivo é a manutenção na Segundona para, em um segundo momento, buscar uma vaga na fase eliminatória da

Agostini encara primeira Segundona como técnico No comando técnico desde a última semana, Fernando Agostini esteve trabalhando diretamente com o técnico Irani Teixeira, que acabou falecendo no último dia 10, e destacou que o elenco é formado por uma mescla entre jogadores jovens e mais experientes e que conhece 90% do plantel. Neste primeiro momento, 24 atletas se apresen-

Fotos: Ramon Cardoso

P

Brasil

competição estadual. Na sequência, Ansélio Brustolin, presidente do Conselho Deliberativo, se dirigiu aos atletas e comissão técnica. “Trabalho há muito tempo com futebol e vejo aqui muitos rostos que já vi em outras ocasiões. De atletas em busca de um espaço em um segmento disputado, em busca de dar um salto na carreira, de conseguir melhores condições financeiras. Aqui vocês têm a oportunidade de buscar isso. Nós (Comitê Gestor, Conselho e Diretoria Executiva) vamos oferecer o melhor, tudo que estiver a nosso alcance para vocês e tenho absoluta certeza que vocês farão o mesmo pelo clube. Temos ambições, sim, mas não faremos aventuras. Nossa meta é chegarmos ao final de 2018 em condições melhores das que temos agora. Boa sorte a todos no trabalho”, desejou Ansélio.

Pessin Desejo de trabalho em sintonia

Ansélio Esforço para oferecer o melhor

Agostini Focado em uma boa arrancada

taram (veja lista abaixo), mas na próxima semana devem chegar mais jogadores do Juventude, em parceria firmada com o clube farroupilhense, e alguns da região para um período de testes. A ideia de Agostini é de trabalhar com um elenco de 28 a 30 atletas. “Estamos no grupo mais forte da disputa, que conta com Passo Fundo e Ypiranga (equipes que caíram no ano passado e, por conta disso, receberam valores da Federação Gaúcha de Futebol), além do Esportivo e Glória, que são clássicos. Vamos ter que trabalhar muito nesta pré-temporada para chegarmos à estreia, contra o União (no dia 4 de março, nas Castanheiras), em condição de buscarmos os três pontos. É um adversário difícil, que

está trabalhando há algum tempo e manteve 80% do elenco do ano passado. Logo depois, tempos o clássico contra o Esportivo fora. Dos quatro primeiros jogos, três são em Farroupilha. Vamos ter que aproveitar isso e, se possível, conseguirmos uma boa arrancada”, destacou. Os trabalhos de avaliação seguem nesta sexta e sábado pela manhã, com a tarde dedicada à parte física. A intenção

é de já na próxima segunda os trabalhos com bola serem iniciados. A comissão técnica é composta ainda pelo auxiliar técnico Raone Gomes, pelo preparador físico Márcio Telles, pelo preparador de goleiros André Souza Guimarães e pelo massoterapeuta Edir Paulo da Silveira. Os mordomos são Adílson Meneses, Pedro Alexandre Gasperin e José Paulo Gasperin. O médico é Felipe Tiago Krindges.

O plantel rubro-verde

Goleiros: Prezzi, Jean e Marcelo Laterais direito: Jéferson e Iago Zagueiros: Benhur, Renan, Róbson e Vinicius Laterais esquerdo: Paulo Roberto e Vitor Volantes: Schumacher, Vanderson, Braian, Diego Borges e Júlio Meias: Jean, Gustavo, Anderson e Juninho Botelho Atacantes: Hamilton, João, Marlon e Tainã


14

FARROUPILHA, 26 DE JANEIRO DE 2018

38º AVN/AM

Metade dos finalistas definido Olaria, no Veterano, e Kayser, no 1º Quadro, ambos de Caxias do Sul, e o Amizade, de Farroupilha, no 2º Quadro, também asseguram vaga no Quadrangular Final do Ângelo Venzon Neto/Antônio Minella

1ª rodada

3X1

2ª rodada

1X3 1X0

2X1

3ª rodada

0X1

Ramon Cardoso

Veterano (Quadrangular 2)

0X0

Olaria Equipe bateu o Independente nos pênaltis por 3 a 1 e avançou à decisão da categoria Veterano

1ª rodada

2X0

0X1

2ª rodada

0X1

0X0

3ª rodada

2X0

1X0

Fotos: Roberto Minella

1º Quadro (Quadrangular 2)

Kayser Com campanha 100% e sem sofrer gol, caxiense assegurou classificação tranquila no 1º Quadro

1X0

1ª rodada

3X0

1X0

2ª rodada

0X0

0X0

3ª rodada

2º Quadro (Quadrangular 2)

1X0

Amizade Equipe farroupilhense começou com derrota, mas venceu duas e ficou com a vaga no 2º Quadro


15

FARROUPILHA, 26 DE JANEIRO DE 2018

38º AVN/AM

Mais uma vaga por categoria Quadrangular 3 do torneio agita a Sociedae Esportiva, Recreativa e Cultural (SERC) Farrapos, começando pelo Veterano, neste sábado à tarde, e seguindo no domingo, com as disputas no 1º e 2º Quadro, no fim de semana que reúne o maior número de farroupilhenses, com o Santos e o Amizade nos veteras e Penharol e Vasco reeditando a parceria nos titulares e suplentes

Veterano (Quadrangular 3)

Amizade

Santos

Bom Pastor

1º e 2º Quadro (Quadrangular 3)

E.C. 1º de Maio

Vasco da Gama / Penharol

Imigrante

1ª rodada

X

Cachoeirinha

União de Zorzi / E.C. 1º de Maio

1ª rodada

X

X

Sábado, às 14h

Domingo, às 9h (2º Quadro)

Domingo, às 9h40min (1º Quadro)

X

X

X

Sábado, às 14h45min

Domingo, às 10h30min (2º Quadro)

Domingo, às 11h10min (1º Quadro)

Preliminar Um velho conhecido

Ramon Cardoso

Raone Gomes está de volta à SERC Brasil. Farroupilhense, o agora ex-lateral esquerdo deixou os gramados no ano passado, em sua quarta passagem pelo rubro-verde. Desta vez, porém, a função é fora das quatro linhas. Raone será o auxiliar do técnico Fernando Agostini, que era auxiliar de Irani Teixeira e acabou efetivado no cargo, na semana passada, após o falecimento do técnico. A comissão ainda é composta pelo preparador físico Márcio Telles e pelo preparador de goleiros André Guimarães.

Rafa briga por vaga

A farroupilhense Rafaela Levis Marostica, que defende a Chapecoense/Adell, está na Granja Comary, em Teresópolis, desde a última segunda. Desde a metade do ano passado, a atacante tem sido repetidamente convocada para a Seleção Brasileira e integra o grupo de 31 jogadores pré-selecionadas pelo técnico Luizão para um período de treinos que se estende até o dia 9 de fevereiro. Os trabalhos visam a participação da equipe Sub-17 do Brasil, que disputará o Sul Americano da categoria na Argentina, que ocorre de 7 a 24 de março.

Estrela na Copa Verão

Como auxiliar Raone retorna ao Brasil, agora em nova função no clube

Em parceria com o caxiense Marcelus Futsal, o farroupilhense Estrela Futsal estreia nesta sexta na 2ª Copa Verão de Futsal, que acontece em Picada Café. O confronto é o intermediário da noite, contra o Marvados/Máquina Jovem, de Ivoti, e inicia às 21h15min. O time farroupilhense está no Grupo B, que conta ainda com o Salão Vogel, de Presidente Lucena, e o Mazzanti’s, de Sapiranga. São 16 equipes que participam da competição, divididos em quatro quadrangulares. Os duelos ocorrem dentro de cada grupo e os três primeiros avançam à 2ª fase.

Marques com triunfo

O corredor farroupilhense Rudinei Marques venceu a prova realizada em benefício do jovem Arthur Morlin, que aconteceu no último domingo, em São Leopoldo. Ele ficou em 1º lugar na categoria de 50 a 54 anos e foi o melhor farroupilhense na disputa. Os valores arrecadados na inscrição foram destinados à compra de um andador para Arthur. Marques agradece o apoio recebido para competir na disputa, da Hermelu Esportes e Planejar Engenharia.

Mais três garantidos

Como na semana passada, mais dois caxienses e um farroupilhense se garantiram nas finais da 38ª edição do Ângelo Venzon Neto/Antônio Minella, e nas mesmas categorias. Até o momento, Bahia e Olaria estão classificados no Veterano, e Udinese e Kayser no 1º Quadro. O 2º Quadro é o único composto exclusivamente por farroupilhenses, com a habilitação do Saturno e do Amizade. Neste fim de semana, os farroupilhenses comparecem em bom número à disputa, com o Amizade e o Santos no Veterano e a reedição da parceria do Penharol com o Vasco, respectivamente, no 1º e 2º Quadros. Confira tudo sobre o torneio acima e na página ao lado.


Gene Toscan

CARNAVAL

Foliões em contagem regressiva Tradicional, Bloco da Velha 2018 apresenta mudanças no formato em sua 8ª edição, que está marcada para o próximo dia 11 Página 3 do Inside

Brasil abre trabalhos da pré-temporada Ramon Cardoso

Maior parte do elenco rubro-verde para a disputa da Segundona se apresentou na quinta, no Estádio das Castanheiras Editoria de Esporte, página 13 e Preliminar


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 26 DE JANEIRO DE 2018

SAÚDE BUCAL

Como evitar sensibilidade nos dentes Condição afeta 29% da população da regiaõ Sul e apesar de ser menor índice do País, ainda é tido como alto pelos especialistas resposta dolorosa, de intensidade variável a um estímulo que seria incapaz de causar esse sintoma em situação de normalidade. É causada principalmente por escovação excessiva ou agressiva, problemas gengivais e ingestão frequente de alimentos e bebidas ácidas. Nos casos mais graves, a dor da hipersensibilidade pode se tornar contínua e acarretar necrose pulpar, que seria a “morte” do dente. Os principais equívocos consistem em usar escova com cerdas duras, escovar os dentes com muita força e utilizar creme dental abrasivo. A gengiva “obedece” às pressões que incidem sobre ela, por isso quem escova com força ou com cerdas muito firmes, terá sua gengiva retraída, além de facilitar o desgaste do esmalte dental. Problemas que causam acidez excessiva na boca, como refluxo e bulimia também levam à sensibilidade dental. Próteses removíveis mal adaptadas, restaurações quebradas e trincas nos dentes facilitam o surgimento do incômodo.

Divulgação

É

sempre um incômodo sentir aquele arrepio nos dentes principalmente na hora de beber ou comer algo gelado. Esta sensibilidade afeta 29% da população da região Sul, de acordo com pesquisa divulgada recentemente pelo Ibope Inteligência. O estudo apontou ainda que as regiões Nordeste, Norte/Centro Oeste também registram o problema e estão estatisticamente empatadas com 34% e 36%, respectivamente, ocupando juntas a primeira posição. Depois aparece a região Sudeste, com índice de 31% da população afetada pelo desconforto. Ainda de acordo com outro levantamento nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Porto Alegre, Belo Horizonte e Recife, a capital gaúcha é a segunda que mais considera sensibilidade nos dentes um sintoma extremamente desconfortável. De acordo com a odontóloga Thais Azevedo, especialista no assunto, esta condição pode ser descrita como uma

Dentes sensíveis Cuidados na escovação e uso de creme dental correto diminuem incômodos com alimentos ou bebidas geladas

Dicas para diminuir a sensibilidade

Escovar os dentes três vezes ao dia, sendo a última escovação a mais importante. Deve ser demorada e não se deve ingerir mais nada após executada, exceto água; Escolher um creme dental pouco abrasivo, que contenha flúor (geralmente encontrado no formato fluoreto de sódio) e ingredientes ativos adicionais dessensibilizantes, como o nitrato de potássio; É importante que se evite escovar os dentes imediatamente após o consumo de alimentos ácidos, como laranja, refrigerante e café. Caso esteja com pressa, basta um bochecho com água para que o pH na boca não esteja tão ácido no momento da escovação.


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 26 DE JANEIRO DE 2018

Microagulhamento a e deixa a pele incrive Equipe Espaço da Beleza *

A

técnica estimula a produção de colágeno e facilita a penetração dos princípios ativos existentes nos cosméticos. É uma técnica versátil, eficaz, segura e muito utilizada atualmente. Seus resultados são perceptíveis desde a primeira sessão. Além disso, através das pequenas perfurações causadas, é possível a redução da pigmentação de manchas, especialmente do melasma. Estudos recentes mostram melhora considerável em manchas de melasma resistentes a outros tratamentos. Como funciona o microagulhamento facial? É um procedimento feito com o auxílio de um “rolinho”, ou melhor dizendo, o DermaRoller, cheio de pequenas agulhas, que perfuram a pele liberando fatores de crescimento. É feito dessa maneira para promover a síntese de neocolágeno durante a cicatrização controlada. Dessa forma também auxilia na absorção de substratos benéficos para a pele. Após o procedimento, há inchaço de leve a moderado, e vermelhidão na pele que varia de acordo com a intensidade da aplicação. A recuperação costuma ser mais rápida em comparação ao laser. Quem pode fazer o microagulhamento no rosto? É indicado para quem quer atingir os objetivos citados abaixo. * Redução do melasma; * Redução de cicatrizes de acne; * Redução de rugas; * Melhora de poros e textura da pele; * Redução de cicatrizes.

Resultados esperados A redução das manchas e a são vistas nos primeiros 15 a de colágeno induzida é em torn a melhora de rugas, cicatrizes. microagulhamento, por até oit ção de colágeno.

Depois do procedimento, as básicas estão citadas abaixo * Não utilizar protetor solar e por pelo menos 24 horas; * Não se expor ao sol durante


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 26 DE JANEIRO DE 2018

ameniza manchas elmente renovada

melhora da qualidade da pele 30 dias. O auge da produção no de 3 meses, quando vemos . Pode-se observar que, após o to meses ainda existe a produ-

orientações o. e maquiagem

e o processo

Divulgação

inflamatório (três a cinco dias após); * Evitar contato com animais e mãos sujas na região tratada, prevenindo assim o risco de contaminação; * Utilizar produtos com autorização do profissional que realizou o tratamento, para melhores resultados. Agende sua avalição e defina o tratamento certo para você. * Espaço da Beleza Centro Estético Independência, 555 – Centro de Farroupilha Fone (54) 3268-5511 WhatsApp: 981.195.645 Fan Page: Espaço da Beleza


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 26 DE JANEIRO DE 2018

OPINIÃO

Quando o ato de comprar vira compulsão

P

ara os indivíduos, consumir significa incorporar à própria realidade. E vamos começar refletindo no porque as pessoas consomem. Eu enxergo cinco principais motivos. 1) Por necessidade; 2) Para satisfazer uma vontade; 3) Para se satisfazer; 4) Para impressionar os outros; 5) Para a projeção do ser através do ter. A forma mais conhecida de consumo é o comprar, mas podemos dizer que estamos consumindo também quando vemos, ouvimos e sentimos quaisquer tipos de informações e produtos que passam a fazer parte da nossa vida. Consumir é bom, é importante e pode ser saudável. Tanto pode, quanto não pode. Ou seja, depende! Muitas vezes o consumo é colocado como o vilão. Determinados comportamentos se tonam compulsivos por ter uma vinculação ao alívio de

ansiedade. Esses comportamentos compulsivos são mal adaptados e atrapalham a vida dos indivíduos. Muitas pessoas denominam esse comportamento como consumismo, mas existem, sim, razões para que esse comportamento tenha se desenvolvido. Algumas características são marcantes dos comportamentos de repetição e automaticidade das ações. Outra característica importante tem relação com a questão da gratificação ou alívio da ansiedade. Os comportamentos compulsivos tendem a proporcionar alívio imediato e momentâneo da angústia. A compra por necessidade faz parte de uma agenda positiva de consumo. Isso faz parte do nosso jogo e geralmente, quando restringimos as nossas compras apenas aquilo que necessitamos, minimizamos seriamente a chance de algum problema. Algumas vezes compramos para satisfazer uma vontade e este é o item da lista em que talvez você se surpreenda com a colocação: satisfazer uma vontade também tem tudo para ser qualificado como positiva quan-

Imagem: Reprodução

Marian Martins *

do existe um desejo, uma satisfação e condições financeiras para o ato. As necessidades dos consumidores e a capacidade de satisfazer suas necessidades mudam de acordo com as influências. As necessidades psicológicas surgem de estados de tensão psicológicos, como neces-

sidades de reconhecimento, valor ou integração. Enfim, para garantir um comportamento adequado é importante analisar todas as condições. * Psicóloga clínica e perita do Tribunal de Justiça (CRP RS 07|10386 – CRR PR 08 IS|335)


Cinemas

Estreia de “The Post: A Guerra Secreta” e os clássicos do projeto Cinema de Verão Página 2

Inside

Sétima Arte

Clássica franquia do terror, a lendária Amityville é revisitada em nova abordagem Páginas 10 e 11

MÚSICA

Para bailar La Bamba no República Baile latino com Los Fabulosos Capellaris é a pedida do fim de semana e promete movimentar o sábado, a partir das 23h Divulgação

U

ma mistura de rock, reggaeton e músicas folclóricas é a pedida do sábado à noite no República Beer (República, 445), com o show de Los Fabulosos Capellaris. Formada por Matheus Capellari (vocal e violão), Fafa Capellari (vocal e guitarra), Pedro Capellari (percussão), Vinni Biazzus (baixo) e Benhur Jorge (bateria), a banda aposta nos ritmos dançantes da música latina para o show que inicia às 23h. Ingressos estarão à venda no local pelo valor de R$ 15,00. “O grupo existe há dois anos e, além do parentesco, somos todos muito amigos. Então, a partir dessa amizade e de algumas idas às praias uruguaias, descobrimos um ritmo e estilo de música que agrada a todos nós e nos juntamos para começar a diversão. Será um show para todo mundo dançar e se divertir porque a música latina, seja qual for o ritmo, tem esse poder”, acredita Matheus, citando as canções consagradas “Macarena” e “La Bamba” e também hits atuais como “Despacito” e “Felices Los 4” como parte do repertório.

Programe-se O que: show com Los Fabulosos Capellaris Quando: neste sábado, às 23h Onde: República Beer (República, 445) Quanto: ingressos estarão à venda no local por R$ 15,00

Festa em ritmo latino Los Fabulosos Capellaris prometem sacudir o público neste sábado à noite


Inside

2

FARROUPILHA, 26 DE JANEIRO DE 2018

Cinemas Imagens: Reprodução

Shopping Iguatemi (RST-453, quilômetro 3,5) Cinemas GNC 1: Fala Sério, Mãe! - às 13h30min (com legenda descritiva), 15h30min, 17h20min, 19h10min e 21h10min GNC 2: Jumanji: Bem-Vindo à Selva (dublado) - às 14h GNC 2: The Post: A Guerra Secreta - às 16h20min e 21h20min (legendado), 18h45min (dublado) GNC 3: Extraordinário - às 13h40min (dublado) e 19h20min (legendado) GNC 3: Jumanji: Bem-Vindo à Selva - às 16h e 21h40min GNC 4: Maze Runner: A Cura Mortal - às 13h (dublado), 16h (legendado), 19h (dublado e em 3d) e 21h50min (em 3d) GNC 5: O Touro Ferdinando - às 13h (dublado e com legenda descritiva), 15h, 17h30min e 19h45min (dublado e em 3d) GNC 5: O Destino de uma Nação - às 21h50min GNC 6: Sobrenatural: A Última Chave - às 13h10min, 17h40min e 22h (dublado), 19h55min (legendado) GNC 6: Extraordinário (dublado) - às 15h20min Ingressos: segunda, quarta e quinta (exceto feriado) a R$ 20,00 e R$ 26,00 (salas 3d); terça (exceto feriado) R$ 14,00 e R$ 18,00 (salas 3d); sexta a domingo e feriado a R$ 25,00 e R$ 32,00 (salas 3d). Meia entrada todos os dias para menores de 18 anos e maiores de 60 (mediante apresentação de identidade), estudantes (mediante apresentação de Carteira de Identificação Estudantil) e para o Movie Club Preferencial.

Shopping San Pelegrino (Avenida Rio Branco, 425) * Obs: o novo site do Cinépolis traz os horários dos filmes, mas não informa em qual sala serão exibidos Correndo Atrás de um Pai (dublado) - às 13h45min Extraordinário (dublado) - às 15h45min e 18h30min Jumanji: Bem-Vindo à Selva - às 16h30min e 19h15min (dublado e em 3d), 21h50min (legendado e em 3d) Maze Runner: A Cura Mortal (dublado e em 3d) - às 13h, 16h, 19h e 22h Maze Runner: A Cura Mortal - às 14h45min e 17h45min (dublado e em 3d), 20h50min (legendado e em 3d) O Destino de uma Nação - às 21h15min O Touro Ferdinando (dublado e em 3d) - às 14h O Touro Ferdinando (dublado) - às 12h40min, 15h e 17h20min Sobrenatural: A Última Chave - às 19h45min (dublado), 22h10min (legendado) The Post: A Guerra Secreta - às 16h15min e 21h30min (legendado), 18h45min (dublado) Viva: A Vida é uma Festa (dublado) - às 13h20min Ingressos: nas salas tradicionais, segunda a R$ 20,00; terça e quarta (exceto feriado) a R$ 14,00; quinta a R$ 24,00; sexta a domingo e feriado a R$ 25,00. Nas salas 3d, segunda a R$ 27,00; terça e quarta (exceto feriado) a R$ 18,00; quinta a R$ 30,00; sexta a domingo e feriado a R$ 31,00.

Trio de astros Dirigido por Steven Spielberg e com Meryl Streep e Tom Hanks no elenco, “The Post: A Guerra Secreta” ingressa em circuito comercial

Sala de Cinema Ulysses Geremia (Luiz Antunes, 312) Cinema de Verão Hair - sexta, às 19h30min O Exorcista - sexta, às 20h O Massacre da Serra Elétrica - sexta, às 22h59min Manhattan - sábado, às 19h30min Apocalypse Now - domingo, às 19h30min Queimando Tudo - segunda, às 19h30min Feios, Sujos e Malvados - terça, às 19h30min Ingressos: R$ 10,00 e R$ 5,00 (estudantes e sênior)

O horror Clássico de guerra de Francis Ford Coppola, “Apocalypse Now” é a boa pedida para fechar o fim de semana do projeto Cinema de Verão


Inside

FARROUPILHA, 26 DE JANEIRO DE 2018

3

Carnaval

Endereço novo, empolgação antiga Exaltando a temática da diversidade, Bloco da Velha 2018 apresenta mudança no formato e ocorrerá na rua Dom José Barea e Marion Martinato elegeram para a folia o tema Diversidade, que rege as cores dos abadás, comercializados na Livraria Do Arco da Velha ao valor de R$ 50,00, com design assinado por Julia Martinato. A aquisição do abadá não é obrigatória, mas colabora com os custos da organização do evento. A 8ª edição do Bloco da Velha tem financiamento da Lei de Incentivo à Cultura (LIC), de Caxias do Sul, com apoio cultural da Racon Consórcios e das empresas parceiras Gollo Fecit, Alfa Laboratório e Orquídea. O Bloco não tem fins lucrativos e, após o acerto operacional do evento, terá o valor excedente revertido inteiramente para as entidades assistenciais APAE, Liga Feminina de Combate ao Câncer de Caxias do Sul e Pastoral de Apoio ao Toxicômano Nova Aurora.

Daniela Xu

O

maior e mais tradicional Carnaval de Rua da Serra Gaúcha se aproxima. A 8ª edição do Bloco da Velha acontece no próximo dia 11, e apresenta algumas novidades em relação aos anos anteriores. Pela primeira vez, os foliões se reunirão em um local único, na rua Dom José Barea, entre a Andrade Neves e a 13 de Maio, próximo à Maesa. O agito começa às 13h e se estende até às 21h, com entrada franca. Nas sete edições anteriores o Bloco percorreu o trajeto que saía da Dr. Montaury, no Centro, até o Largo da Estação Férrea. Se por um lado a mobilidade ficou restrita, por outro uma melhor estrutura está sendo preparada para os foliões com food trucks, bares oficiais, cervejarias artesanais, um maior número de banheiros químicos, dois telões de LED para acompanhar tudo o que acontece no palco além de duas áreas exclusivas. No trio elétrico, a animação ficará por conta da personagem anfitriã do Bloco, Dona Bastiana, interpretada pelo ator Davi de Souza, pelo DJ Mono e pelo bailarino Rodrigo Scherer, com os instrutores de dança do projeto MIXturado, embalados pelo som das tradicionais marchinhas de Carnaval, samba, frevo e axé, interpretadas pela banda Bloco da Velha e orquestrada pelo músico Dan Ferretti. Idealizadores do projeto, Germano Weirich, Guilherme Martinato, Tiago Daltoé, Graziela Chiattone Martins

Uma multidão Milhares de foliões são esperados na 8ª edição do tradicional evento carnavalesco serrano

Programe-se O que: Bloco da Velha 2018 Quando: próximo dia 11 Onde: rua Dom José Barea, entre a Andrade Neves e a 13 de Maio, próximo à Maesa, no bairro Exposição, em Caxias do Sul Horário: a partir das 13h até às 21h (carro de som), 22h (bares) e 23h (food trucks) Quanto: entrada franca Camarote: área exclusiva próxima ao palco, com sombra, banheiro exclusivo, copo, abadá e open bar com cerveja, água, refrigerante, catuaba, vodka e energético, ao custo de R$ 120,00 (1º lote), R$ 150,00 (2º lote) e R$ 180,00 (3º lote) Ala do Abadá: área exclusiva próxima ao palco e acesso gratuito na cervejaria La Birra (Dom José Barea, 1.410), com sombra, banheiro exclusivo, copo, abadá e setor com acessibilidade, ao valor de R$ 50,00 (1º lote), R$ 60,00 (2º lote) e R$ 70,00 (3º lote) Observação: não será permitida a entrada de foliões com bebida e comida Informações: Do Arco da Velha Livraria e Café (Dr. Montaury, 1.570, Centro de Caxias do Sul) ou pelo fone (54) 3028-1744


Inside

4

Crônicas da Redação Ramon Cardoso

ramon@jornalinformante.com.br

Fiquei triste com a condenação do ex-presidente Lula no TRF-4, na quarta. Fiquei triste porque, na verdade, ele deveria estar alijado do convívio social e trancafiado atrás das grades desde 2005, quando a brilhante Renata Lo Prete denunciou o Mensalão na Folha de S.Paulo. Fizesse isso hoje, a Folha enterraria a matéria e demitiria a jornalista na certa. Embora a decisão já enseje a possibilidade de prisão de Lula, acredito, assim como o titular deste espaço na semana anterior, Gustavo Pimentel, que dificilmente ele será preso. E nem me reporto à cretina perspectiva de alteração do entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF), que acena com a absurda chance de mudar seu posicionamento, qual seja, de rever a condição de prisão após condenação em segunda instância, me reporto aos inúmeros recursos que podem ser interpostos, motivo que desacredita nosso Poder Judiciário e beneficia os poderosos criminosos de colarinho branco. A Justiça no Brasil é, infelizmente, tardia. Lula pode ser preso hoje, neste exato momento, mas deveria ter sido há mais de 12 anos. Numa frágil democracia, ele teria sido. E não o foi graças a Fernando Henrique Cardoso que, do alto de sua miopia política, apostou que Lula e o PT “sangrariam” nas urnas em 2006. Além da idiota análise, FHC mostrou sua condescendência criminal, que não condiz com o perfil de estadista, intelectual e republicano que o ex-presidente tentava transmitir. Hoje ele já não engana mais ninguém. FHC foi, em último caso, o avalista do Petrolão. Deu uma carta branca para que o assalto ao Estado continuasse. O resultado está aí: 14 milhões de desempregados, caos na saúde pública, 60 mil homicídios por ano... Pelo jeito, Lula não é o único que deveria estar atrás das grades. A reeleição, aprovada por meios pouco republicanos por FHC, foi igualmente criminosa e gerou quatro governos petistas em sequência, uma tragédia sem precedentes na política nacional. Se olharmos um pouco mais para trás, desde o período de Redemocratização, todos os ex-presidentes e, claro, o atual, comparsa criminal da mulher sapiens (que até agora não entendi porque não está presa ou, na melhor das hipóteses, inelegível), deveriam estar, pelos mais variados motivos, atrás das grades. Suas decisões pouco se preocuparam com o País e muito com interesses particulares, partidários, de empreiteiras, de odiosas alianças políticas. Nem pesquisa do Datafolha, que apontou recentemente que a maioria dos brasileiros quer Lula preso e, ao mesmo tempo, presidente, salvará o ex-presidente. Politicamente, ele está aniquilado. Acho que também estaria se concorresse porque a pesquisa, com as incongruências com que era informada, obviamente não representava minimamente com a realidade. O triste é que não acredito que a condenação será um divisor de águas. Sem uma ampla e profunda Reforma Política, essa pouca vergonha que opera em Brasília e estende seus tentáculos por Estados e Municípios, continuará vigorando. O dano talvez será em escala menor, mas desgraçadamente existirá.

Agenda SEXTA

Show com Claus e Vanessa La Prima Vendemmia, em Nova Roma do Sul, às 21h30min Festa eletrônica Néctar com DJ Milkshake Zero 54, em Caxias do Sul, a partir das 23h

SÁBADO Show com Vitor Henrique & Gabriel Boteco do Chá, às 23h45min

DOMINGO Cachorrada na Cascata com música e food trucks Vila Rica, a partir das 13h Show com Luiz Marenco Rodeio Crioulo Internacional de Vacaria, às 23h

Divulgação

Uma condenação com 12 anos de atraso

FARROUPILHA, 26 DE JANEIRO DE 2018


FARROUPILHA, 26 DE JANEIRO DE 2018

Inside

Gastronomia

Festival de Cervejas promete movimentar área externa do Iguatemi, no fim de semana Divulgação

Mais de 40 rótulos Cervejarias Imaculada, La Birra, Ordeo, Imigração, Traum, Wiatrack, Schatz Bier e Doctor Bier têm participação confirmada no evento

M

Paulo Roque Gasparetto prgasparetto@terra.com.br

Bebidas artesanais em foco

úsica e cerveja artesanal é a combinação do fim de semana no Iguatemi Caxias. Com nove bandas confirmadas para animar o público com diversos ritmos e oito cervejarias participantes, o Festival de Cervejas do Iguatemi promete movimentar o Lifestyle do shopping (área externa próxima aos restaurantes) nesta sexta, sábado e domingo. A entrada no espaço é gratuita, devendo ser pago apenas o que for consumido. A programação musical desta sexta contará com muito rock, reggae, rap e pop das bandas Plano 13, às 18h30min, e Forsea, às 20h. Já no sábado terá rock alternativo, música nativa, pop clássico e MPB nas apresentações de Vic Limberger, às 14h, Não Alimente os Animais, às 16h, Grandfúria, às 17h30min, e 3 Versus, às 19h30min. Para o domingo estão previstos shows de Sopros & Acordes, Miguel Fontana e Amarê, às 13h, 16h e 19h, respectivamente.

5

Mais de 40 rótulos de cervejas artesanais estarão à disposição dos visitantes, com as cervejarias Imaculada, La Birra, Ordeo, Imigração, Traum, Wiatrack, Schatz Bier e Doctor Bier. Será possível degustar variedades como Pilsen, Weiss, Pilsner extra, Summer Cream, American Ipa, Stout, Fruit Beer de Frutas Vermelhas, Oak Skotch, Alquim Ipa, Helles, Blond e Coffee Ale, feita com grãos orgânicos. Além das bebidas, será possível lanchar na Croasonho, Hamburgueria Me Gusta e Dulce Amore Confeitaria Fina.

Programe-se O que: Festival de Cervejas Iguatemi Caxias Quando: nesta sexta, das 18h às 22h; sábado, das 12h às 22h; e domingo, das 12h às 20h Onde: Iguatemi Caxias do Sul (RSC-453) Quanto: a entrada é gratuita, sendo pago apenas o consumo

Superação da violência no dia a dia No período da Quaresma, quando preparamos nosso coração para a Páscoa, somos chamados à conversão e à mudança de vida. A Campanha da Fraternidade nos convida a refletir o tema: Fraternidade e Superação da Violência e com o lema: “Vós Sois Irmãos” (Mt 23,8). A Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) propõe que a Campanha da Fraternidade seja aprofundada para levar a uma autêntica conversão religiosa e social. Neste sentido, são nos pequenos gestos que, quando somados, reforçam a decisão por uma cultura de paz como: buscar a justiça, jamais a vingança; acolher o diferente, permitindo que o outro seja quem é, sem discriminá-lo ou excluí-lo; ser flexível pois quem não verga, quebra; ter paciência, assim cada pessoa tem o seu ritmo de pensar e agir; não corrigir para humilhar sempre pensando no bem do outro; aceitar que o outro também erra; aprender a pedir perdão; dirigir defensivamente; ser capaz de perdoar para não brigar; aceitar o conflito, nunca o confronto; discordar com respeito e caridade; não alimentar a ira; criar um ambiente de paz; não fazer aos outros aquilo que não gostaria que fizessem a você. Nessa direção, o texto-base, disponível para todas as comunidades, lembra que é o coração humano quem precisa ser pacificado. A superação da violência passa necessariamente pela conversão dos nossos atos que pressupõe uma conversão do coração. Dom Leonardo Steiner, secretário geral da CNBB, ao apresentar o texto-base, diz: “Este ano a Campanha da Fraternidade (CF) quer ser um caminho pessoal, comunitário e social que visibilize a salvação paterna de Deus. Vivemos uma realidade que, diariamente, demonstra que o ser humano perdeu a capacidade de viver como irmãos, e essa realidade precisa com urgência ser resgatada”. Assim, à luz da Palavra de Deus, a Igreja quer unir forças com todas as pessoas de boa vontade e buscar meios para superar a violência. Se a violência se caracteriza pela ausência do amor e da fraternidade, cabe a cada um amar e semear o amor, pois somos filhos amados de Deus. Nesta Quaresma, somos convidados a ter atitudes de paz, respeitando, protegendo e defendendo a vida de todos, um dom precioso de Deus. * Pároco da Paróquia Sagrado Coração de Jesus e doutor em Comunicação


Priscila Arsego

B

Alianças

renda dos Santos e Gilmar Klosinski trocaram alianças no sábado, no Seminário Apostólico de Farroupilha. Na capela, a decoração contou com passarela de espelho e flores brancas. A festa para amigos e familiares ocorreu no Salão do Bairro Medianeira, todo decorado nas cores azul e amarelo. A recepção dos convidados e cerimonial teve assinatura da profissional Denise Balbinot Colombo, da D&C Cerimoniais.

Latino

Os guris da banda Los Fabulosos Capellaris voltam para o República Beer, neste sábado, para o Baile Latino. No repertório os músicos trazem os clássicos Maná, Shakira, Enrique Iglesias, Maluma Baby e Macarena, que promete animar a noite. A entrada custa R$ 15,00. Veja mais na Capa do Inside.

Sertanejo

Bia prese

Cristiano de Oliveira

Candida Photoart

No sábado a Woods Caxias promove a festa Divas, onde convidadas especiais recepcionam os presentes na festa. Para animar a noite o músico Kaká Campos sobe ao palco e o DJ Lilo Lorandi comanda a discotecagem.

Os pais Rogério Corteletti e Josiane Hilgert, juntamente com a mana Júlia Corteletti, comemoraram o aniversário da Manuela na Pilim Pim Pim na última quarta, reunindo familiares e amigos

Gustavo Silveira em noite de Boteco do Chá Gabriel Lazzari e Mônica Zucco celebraram matrimônio, no último sábado, com cerimônia no Santuário de Caravaggio e festejos no Clube do Comércio. A recepção e cerimonial foram assinados por Denise Balbinot Colombo

Brenda dos Santos e Gilmar Klosinski confirmaram


Roberto Lima

Divulgação

anca Ziemann marcou ença na Woods, no sábado

Multifotos Studio

Na última sexta Bruna e Leandro Biazus reuniram amigos para o Chá de Bebê da Vitória, na casa de festas Ticabum. A pequena tem previsão de nascimento para março

Nicolas Dalzochio

m sua união no sábado

Luisa Bin completou seus 10 anos e celebrou com seus pais Daniela e Alberto Bin, no sábado passado, na Ticabum

Fique por Dentro

Inauguração

No dia 3 do próximo mês inaugura a Arteria Telhado de Vidro, um espaço dedicado para a fabricação de vidraria artesanal. Na data, a partir das 19h, os convidados serão recepcionados com chopp e música. O local fica na rua Giovani Chies, 177.

E-music

O Muinho reabre seus trabalhos na cena da música eletrônica neste sábado com a participação dos DJ’s locais Caio Busetti, Cris d. e Mau Maioli. O ingresso, agora em novo formato, estará disponível na hora por R$ 20,00 com nome na lista.


Inside

8

Fabrício Oliboni fabrioliboni@gmail.com

Café Há alguns verões escrevi uma coluna sobre café. Nesse verão vai ter texto sobre café também: hoje. O café faz parte da vida de muitas pessoas. Várias, quase todas. Eu chutaria, sem nenhum embasamento estatístico, 93% da população mundial. Os outros 7% são de uma galera muito isolada, tribos com pouco ou nenhum contato com o “homem moderno” ou de regiões de culturas muito distintas aos costumes ocidentais. Pensando bem, acho que só 3% das pessoas no planeta Terra não tem café no seu dia a dia, de uma forma ou outra. O café me ronda por todos os lados. E eu não gosto de café. Nunca gostei e as chances de eu gostar não tem crescido muito nessas minhas quase três décadas de vida. Me enquadro nos 97% acima, porque mesmo não sendo um adepto da bebida, ao menos umas 5x por semana alguém me oferece café. Voltando para a porcentagem, se você me conhece minimamente, sabe que eu não curto café. Mesmo assim, 87% desse pessoal me oferece café em algum momento. Implicância, zoeira, esquecimento ou – a mais provável alternativa – esperança. Sim, esperança de que, em algum momento, eu me renda ao sabor e ao aroma de uma das tantas variações de café. Sendo bem franco, até o cheiro do café não me apetece. Sim, neste exato momento sou odiado por 91% da população mundial pelas minhas fortes declarações contra o café. 91%, sim, porque 6% do dado anterior é da minha turma, dos que não são “usuários de cafeína quente”. Ah, já respondendo a eventuais acusações, já tentei gostar de café algumas vezes. Falhei miseravelmente. Ou melhor, o café falhou em me conquistar. As pessoas, de modo geral, são muito firmes nas suas preferências. Defendem e querem te trazer para o lado delas, e isso em assuntos como política, futebol, música, comida... Algo natural, buscar similares e pessoas que gostem das mesmas coisas que você gosta muito. O caso do café parece um fanatismo fora do comum às vezes. Tem gente que simplesmente não aceita que possa haver um ser humano que não goste de café. Já vi adultos terem muito menos argumentos ao convencer uma criança a torcer para o time deles, em comparação com um defensor ferrenho do café. Sigo resistente, podem continuar tentando. O único café que “tomo” é o da manhã. Uma péssima piada, que me faz figurar ainda com mais destaque na lista de personas non gratas de Farroupilha. Café é uma preferência nacional, e ouso dizer mundial, então seguirei como um incompreendido nessa minha não adesão ao clube do café. Eu iria encerrar esse texto garantindo que seguirei sem tomar café. Mas as coisas não andam bem no Brasil, por isso precisamos de um pouco de esperança, então deixo aqui a mensagem de que talvez 2018 seja o ano que eu vá gostar de café. Pessoas, sigam me oferecendo café, vai que... Esperança, e – talvez – café. #pas * Agente de intercâmbio e bacharel em Relações Internacionais

FARROUPILHA, 26 DE JANEIRO DE 2018

Primeiro Parágrafo

Um passado revisitado em incursão afetiva e emocional Falecido no último dia 5, Carlos Heitor Cony teve, no meio autobiográfico “Quase Memória”, sua obra mais íntima e pessoal, o apogeu de uma rica carreira literária Ramon Cardoso ramon@jornalinformante.com.br

U

m contador de histórias seria uma apropriada definição de Carlos Heitor Cony. O escritor fluminense, que faleceu no início do mês, expôs essa virtude de maneira plena em “Quase Memória”. Publicado em 1995, ele foi vencedor do Prêmio Jabuti da Câmara Brasileira do Livro em 1996, ano em que também foi contemplado com o Prêmio Machado de Assis, conferido pela Academia Brasileira de Letras. Tudo inicia quando Cony recebe, na saída de um restaurante, um embrulho que, por inegáveis indícios, seria endereçado a ele por seu pai. A grande questão é que Ernesto Cony Filho havia falecido há mais de 10 anos. Evidente que o pacote o deixa atordoado. Ele retorna ao escritório, cancela compromissos e inicia uma jornada repleta de nostalgia e saudosismo, que tem seu pai como protagonista. Ela começa por sua infância, relatada no período em que estudou no Seminário, e como, pelos mais variados motivos, seu pai se fazia presente em sua vida, ainda que estivesse longe de casa.

Professor concursado no município, lhe era garantido ter outro emprego e quase nada é falado sobre o magistério de Ernesto, mas sim do período em que transitou pelas Redações dos grandes jornais cariocas. Mas sua profissão de jornalista era invariavelmente deixada de lado por outras ambições, por mais surreais que fossem. “Aliás, fazia parte de seus truques interiores partir de uma realidade estéril para um sonho grandioso”, comenta Cony. E Ernesto sempre parecia movido por grandes metas. Pouco importava sua utilidade ou relevância prática, o importante era ter um objetivo e correr atrás dele. O que o pai do escritor revelava, sobretudo, conforme o relato do filho, era um apetite insaciável por viver. “Até hoje, considero que o pai vivia satisfeito naquele tempo. Sempre vivera satisfeito, era do tipo que recebia um bom dia como uma homenagem, de tudo em que se metia dava um jeito de extrair prazer pessoal, era o sujeito que todo dia, ao dormir, pensava consigo mesmo: ‘Amanhã farei grandes coisas’!”, cita Cony. A forma intensa como viveu o tornava um sujeito especial. Em capítulos curtos, o escritor revela passagens absurdas e cômicas, dramáticas e trágicas, que pautaram a trajetória de Ernesto e que tiveram reflexos em toda família, mas em especial


Inside

FARROUPILHA, 26 DE JANEIRO DE 2018

Primeiro Parágrafo

9

Dolores Maggioni doloresmaggioni@terra.com.br

Imagem: Reprodução

Quase Memória Autor: Carlos Heitor Cony Gênero: Biografia, Romance Literatura Brasileira Ano de publicação: 1995 Editora: Companhia das Letras Nº de páginas: 240 Preço médio: R$ 36,00

em Carlos Heitor, como ele próprio admitia, a plateia predileta do pai, tanto que acabou seguindo os passos do velho, até mesmo assumindo seu trabalho nas Redações quando ele foi obrigado a se aposentar. Cony apresenta histórias que é impossível saber até que ponto são reais e em que ponto são ficcionais, mas isso pouco importa na verdade. “Quase Memória” é uma espécie de homenagem a seu pai, uma ode à paternidade em último caso. O que aumenta a chance da maior parte de seu relato ser real é a alusão a personagens históricos que são lembrados durante a obra. O escritor relata a apreensão com a Revolução de 30 e o Estado Novo, época em que seu pai deixou a profissão de jornalista em virtude de seu veículo ter sido fechado pelo governo Vargas, momento em que se empenhou em campos pro-

fissionais dos quais não tinha a menor aptidão, até seu retorno às Redações, em relatos saborosos de um Jornalismo Romântico que alicerçava a grande imprensa nacional, conferindo a ela um alto grau de erudição e intelectualidade. A verdade é que o convívio com Ernesto foi imprescindível para Carlos Heitor Cony, como se seu pai fosse um guia em vida, como fica claro em histórias eivadas de referências recorrentes, como se fossem interligadas, e levemente temperadas com uma ironia inteligente e polida, uma de suas marcas fortes, e aplicada em doses generosas do Quase Memória. Mas é aquele maldito embrulho o promotor de uma catarse nostálgica. “Tempo que ficou fragmentado em quadros, em cenas que costumam ir e vir de minha lembrança, lembrança que somada a outras nunca forma a memória do que eu fui ou do que outros foram para mim. Uma quase-memória, ou um quase-romance, uma quase-biografia. Um quase-quase que nunca se materializa em coisa real como esse embrulho, que me foi enviado tão estranhamente. E, apesar de tudo, tão inevitavelmente”, relata Cony em passagem de sua obra mais célebre. Além de Quase Memória, Cony também recebeu o Jabuti em 1998, pela obra “A Casa do Poeta Trágico”. O jornalista e escritor era membro da Academia Brasileira de Letras (ABL), onde ocupava a cadeira 3, desde 23 de março de 2000. Ele faleceu no último dia 5, no Rio de Janeiro, aos 91 anos, devido a complicações intestinais que resultaram em falência múltipla dos órgãos. Seu legado, contudo, permanece eterno.

Porque é tarde novamente Descrevo aqui uma tarde respingada pela chuva, transmudando imagens em palavras. A chuva parou. Saio à procura de mim. O Vectra preto parece adivinhar o que eu preciso. Volto a Caravaggio. Há uma praça e um horizonte. Há uma tarde outra vez. Bem aqui, na praça, onde para transpor o vale basta um desejo. Um desejo e um sonho (o mesmo que me habita). O sonho tem asas. Esvoaça a cor azul. O vale guarda um pouso. E o pouso guarda uma ave. Que canta e espanta a solidão. Tem sol plantando raios. E se chover, tem promessa de arco-íris. Cheiro de chão molhado. Tem beija flor também. Que volta sempre. Mesmo numa tarde sem ninguém. Uma formiga atrevida acha caminho por baixo do meu abrigo. Sobe decidida pelo meu braço. Procuro-a e a encontro. Tem cor avermelhada. É linda! Parece envernizada, tal o brilho do seu minúsculo corpo (uma formiga caramelada). Adiante, a mulher magra exibe seu avental de algodão. Não sei para onde vai. Talvez à procura de si mesma (assim como eu). Na torre da igreja, um inevitável sino continua calado, enquanto um pássaro procura o tempo. No canteiro, a erva ainda molhada prepara a mansidão da hora. Há toda uma fisionomia de mulher tranquila e doce nesta tarde sem ninguém. Subitamente menina, sinto no rosto um vento doce de cheirar as flores. Pouco distante, o rebanho lanudo e encaracolado me empresta a sensação de Terra Prometida. Um resto de riacho agoniza rente ao curral e o sol vai abraçando cordato a semente esquecida ao lado do cesto de goiabas. Já não são anônimos os nomes desta tarde. O forno de barro tem seu útero incendiado por gravetos em chamas, onde o trigo, que ontem ondulava a cabeleira ao sol, agora sonha o pão. Há um cósmico silêncio tão falante... há um vazio gigante, tão grávido de memórias, onde teu rosto se faz protagonista. Há restos de dias sem lamento na velha casa com sobrado de madeira, hoje assim rota e desbotada, às margens do infindável. Espreitam-me imagens, nestas molduras sem retratos. Na pinguela, um ancião com sua inocente beleza, vestido de riscado. Depois, chega a carreta com seus milhos e suas lendas gotejando o pedregulho com suas franjas de lembranças. Gigante solidão! Anjos da guarda cuidam de carregar o tempo. Sem exaustão. A tarde faz sua sesta. Cercada de sigilos na hora provinciana entrincheirada de mistérios. Um cavalo doméstico relincha tumultuando o rito movediço do milharal e a preguiça das janelas sem sono ou melancolia. No milharal, a espiga. Com sua mineral risada vai madurando o sonho da farinha. À beira do riacho agonizante os salgueiros cabisbaixos conversam entre si, amparados no vento que transita oboés nos braços consentidos. Laranjeiras carregadas resguardam a impaciência cítrica, igual a fome adolescente do menino que retorna da escola. A tarde segue... inevitável... inexorável... pelos limites sem limites da memória... pelos arados e seus balaios de mil sonhos e cantigas. Porque é tarde novamente. * Escritora


Inside

10

FARROUPILHA, 26 DE JANEIRO DE 2018

Sétima Arte

Quando a ficção é apoiada “Amityville: O Despertar” entrelaça o terror com um tenebroso fato verídico e apresenta sequência adequada à proposta gerada a partir do episódio macabro

A

pacata Amityville entrou para a história em 13 de novembro de 1974, mas de forma nada honrosa. A pequena vila localizada na cidade de Suffolk, em Long Island, foi palco de um dos crimes mais bárbaros da história. Ronald DeFeo, um usuário de heroína e LSD, assassinou com um rifle seus pais e os quatro irmãos na residência localizada na até então tranquila Ocean Avenue. Ronald, então com 23 anos, alegou que acordava sempre às 3h15min por vozes que ordenavam que matasse sua família. Ao pedir ajuda, ele informou que os DeFeo haviam sido mortos pela máfia, mas sua história apresentava profundas contradições. No dia seguinte ao crime, ele confessou os assassinatos e foi sentenciado a seis penas consecutivas de 25 anos em 21 de novembro de 1975. Quarenta anos após o ocorrido, a família Walker muda-se para a residência. A opção pela compra da casa foi da matriarca Joan (Jennifer Jason Leigh) e tinha um apelo providencial: ficar mais próxima a Nova Iorque para proporcionar um melhor tratamento ao filho James (Cameron Monaghan), que vivia em estado vegetativo, por conta de uma tragédia familiar que envolvia sua irmã gêmea, Belle (Bella Thorne). Os Walker ainda tinham a caçula Juliet (McKenna Grace) e a mudança propiciava um contato mais próximo com Candice (Jennifer Morrison), irmã de Joan. Tão logo inicia seu último ano no Ensino Médio, com todas as difi-

culdades que uma nova adaptação pode gerar, Belle passa a ser alvo de comentários gerais na escola por conta do massacre de 1974. Ela desconhecia o episódio e passa a cobrar sua mãe pelo fato de não ter informado sobre o passado da residência. A relação entre as duas nunca foi das melhores e piorou com a tragédia ocorrida com James. Joan, de certa forma, culpa a filha pelo incidente com seu irmão gêmeo. Na verdade, Belle também se sente responsável, mas evita falar sobre o assunto, o que somente aumenta seu tormento. Ela também diverge da mãe sobre manter James vivo, já que é impossível até mesmo uma mínima melhora de seu quadro clínico, o que é penoso demais para a família, para ela e, sobretudo, para o enfermo, um sofrimento em vida que Belle não consegue conceber. Colegas de escola, Terrence (Thomas Mann) e Marissa (Taylor Sprettler) acabam se aproximando da jovem e potencializando ainda mais o peso que a chacina promovida por Ronald provocou. A partir daí, estranhos episódios passam a ocorrer no local, como uma repentina melhora de James, desacreditado pela Medicina, o que acaba reforçando a lenda urbana de que a residência estaria amaldiçoada. Essa mistura de ficção com realidade fornece uma base necessária para “Amityville: O Despertar”. O filme faz uma correta ligação histórica do passado do local com o presente e fornece boa doses de sustos, sem-

pre bem-vindos em filmes do gênero. Evidente que não produz o efeito do original, até mesmo pela proximidade do fato e pela época, mas vale para a perpetuar a franquia.


Inside

FARROUPILHA, 26 DE JANEIRO DE 2018

11

Sétima Arte

Imagem: Reprodução

na realidade Divulgação

Impregnado à cultura popular americana

O massacre em Amityville faz parte do imaginário popular americano e gerou cinco livros e outros nove filmes além do resenhado nesta Edição, sendo o primeiro o mais tradicional, baseado na obra do escritor americano Jay Anson, que gerou um remake em 2005, até então, o último longa da série. Lançado em 1977, o livro de Anson foi um grande sucesso de vendas.

Livros

O Horror de Amityville (1977), de Jay Anson A Maldição de Amityville: Real ou Ficção? (1981), de Hans Holzer A Conspiração do Horror em Amityville (1995), de Stephen Kaplan e Roxanne Salch A Noite em que os DeFeos Morreram (2002), de Osuna Ric Mentalmente Eu Estarei em Amityville (2008), de Will Savive

Título original Amityville: The Awakening Título traduzido Amityville: O Despertar

Filmes

Traumas do passado Crítica situação de James (Cameron Monaghan) é alvo de constantes embates entre Joan (Jennifer Jason Leigh) e Belle (Bella Thorne): série de culpas e ressentimentos que insistem em perturbar

Horror em Amityville (1979), de Stuart Rosenberg Amityville II: A Possessão (1982), de Damiano Damiani Amityville III: O Demônio (1983), de Richard Fleischer Amityville: A Fuga do Mal (1989), de Sandor Stern para a TV A Maldição de Amityville (1990), de Tom Berry Amityville: Uma Questão de Hora (1992), de Tony Randel Amityville: Uma Nova Geração (1993), de John Murlowski Amityville: A Casa Maldita (1996), de John Murlowski Horror em Amityville (2005), de Andrew Douglas

Direção e roteiro Franck Khalfoun Gênero Terror Duração 87 minutos País Estados Unidos Ano de produção 2017 Estúdio Dimension Films BlumHouse Productions Distribuição Paris Filmes


12

Horóscopo Áries - 21/03 a 20/04

Ciclo importante para você redefinir as suas prioridades. A excelência profissional é essencial e indica a necessidade de mais disciplina e foco. É o momento de avaliar se você realmente está engajado com o trabalho que realiza.

Touro - 21/04 a 20/05

Um ciclo muito importante para justiça, espiritualidade, autoconhecimento e viagens. Contatos com locais distantes estão favorecidos e podem auxiliar o seu aprimoramento profissional. É uma fase de preparação para uma colheita posterior.

Gêmeos - 21/05 a 20/06

Resolver dívidas e pendências é necessário. É uma fase em que você se dá conta de seus medos e fragilidades, mas também de sua capacidade de superação. Intimidade, sexualidade, finanças e autoconhecimento estão em pauta.

Câncer - 21/06 a 20/07

Um grande balanço sobre seus relacionamentos e associações ocorre nesta fase. Amor-próprio é essencial para ter relacionamentos plenos. Busca por mais maturidade e consistência em suas relações.

Leão - 21/07 a 22/08

Momento de ajustes, aprimoramento e de percepção sobre que é necessário melhorar. Fase propícia para uma mudança de hábitos no cotidiano. Ações preventivas em relação à saúde estão beneficiadas no momento.

Vírgem - 23/08 a 22/09

Atividades recreativas, expressão da criatividade e vida amorosa são os temas enfatizados atualmente. Fortes lições de maturidade emocional e de amor-próprio. Momento em que você pode se sentir mais sozinho.

Libra - 23/09 a 22/10

Possibilidade de algumas dificuldades envolvendo familiares ou pessoas próximas. Investimentos em relação a imóveis e coisas que lhe dêem base e estabilidade estão favorecidos. Percepção de como quer viver a sua velhice, é preciso tomar atitudes práticas.

Escorpião - 23/10 a 21/11

Ler, falar, ouvir e escrever estão em pauta no atual ciclo. É um momento que favorece contatos profissionais e negociações com cautela e maturidade. Pessoas próximas a você podem estar passando por uma fase de limitações e desafios.

Sagitário - 22/11 a 21/12

Como utilizar de forma eficiente e produtiva os seus talentos? Questionamento sobre suas habilidade, potenciais, valores e recursos. Em investimentos, prefira negócios seguros e que tragam estabilidade ao longo do tempo.

Capricórnio - 22/12 a 20/01

A presença de Saturno em seu signo diz respeito à importância da consciência de seus limites e possibilidades. Você tende a estar mais cauteloso e isso pode ser positivo em relação a projetos de longo prazo.

Aquário - 21/01 a 19/02

A capacidade de regeneração e recuperação está enfatizada. O momento atual pede mais silêncio, contemplação e percepção dos aspectos psicológicos que regem sua vida. É uma fase de términos, ao mesmo tempo preparação para uma nova etapa.

Peixes - 20/02 a 20/03

Momento em que você pode assumir uma responsabilidade em determinado grupo ou instituição. Questionamento do seu papel na sociedade e da melhor forma de trabalhar e realizar seus objetivos. Os contatos profissionais estimulados.

Inside

FARROUPILHA, 26 DE JANEIRO DE 2018


FARROUPILHA, 26 DE JANEIRO DE 2018

Excelente oportunidade! Procuramos DISTRIBUIDOR para ERVA- MATE ESSÊNCIA GAÚCHA, na cidade de Farroupilha e região. Informações (51) 9 9820 8559/ Whats. www.essenciagaucha.com VENDE-SE CONSÓRCIO CONTEMPLADO DA CAIXA ECONÔMICA FEDERAL. Crédito R$ 280.000,00 – Prestações R$ 2.067,32 – Já pagos R$ 14.500,00, e créditos de R$ 432.000,00 - Prestações R$ 3.122,31 – Já pagos R$ 25.000,00. Estes créditos podem ser usados na COMPRA DE IMÓVEL, CONSTRUÇÃO E REFORMA URBANA E RURAL. Aceitamos carro de entrada. Contate: (51) 9 9569 8765/WhatsApp:(51) 9 8055 5703. VENDE-SE FORNO ELÉTRICO de Embutir Fischer Maximus, 56 litros, Inox, 220v. Seminovo. Facilito forma de pagamento. Negociar com Suzi – fone (54) 9 9665-6609. Vendo Vaga (ponto) de caminhão agregado na Trombini. Interessados entrar em contato pelo fone: (54) 9 9604-2261. VENDE-SE um Vectra ano 1998. Ótimo carro com 4 pneus novos. Valor R$ 12.000,00 ou TROCO por terreno de cooperativa Terra Nossa, do grupo 01 ao 06. Interessados ligar para (54) 9 9650-1353.


2

ALUGO CASA NA PRAIA a uma quadra do mar, para temporada após o dia 13 de janeiro, em Arroio do Sal, com 3 banheiros, sendo 2 suítes mais um banheiro completo, casa com laje toda em alvenaria, garagem, pátio grande fechado, churrasqueira, com todas as mobílias, cadeiras de praia, guarda-sóis, com muita sombra, à uma quadra de restaurantes, padaria, sorveteria, supermercado, dunas, posto de saúde. Lugar tranquilo. Tratar com o proprietário, fone: (54) 9 9972-6708, Bento Gonçalves/RS. VENDO TERRENO de esquina com 1.377m² a uma quadra da rodoviária e do Shopping Centro de compras. F. 9 9118.1642.

FARROUPILHA, 26 DE JANEIRO DE 2018

VENDO TERRENO, localização central em Arroio do Sal a duas quadras do mar F. 9 9118.1642. ALUGUE SALA COMERCIAL DIRETAMENTE COM A PROPRIETÁRIA, bem localizada e ensolarada, na Independência, com 168m² no Bairro São Luiz. Fones: 9 9951.3583 / 3268-1062. VENDO 4 terrenos de Cooperativa já com área comprada. F.: 9 9118.1642. VENDO CASA MISTA localizada no Bairro Pio X, ao lado da Igreja. (A mesma já está alugada através de imobiliária pelos valores de R$ 1.000,00 por mês). Tratar: (54) 9 9118 1642.


FARROUPILHA, 26 DE JANEIRO DE 2018

3

VENDO TERRENO DE COOPERATIVA com 82 parcelas pagas. Interessados (54) 9 9628-8075 ou 9 9942-3931. R$ 20.000,00. ALUGO: Residencial Valle Verde, próximo ANTIGA Polícia Rodoviária. Apto com 2 dormitórios, sala, cozinha, área de serviço, tanque, bem arejado, ensolarado. Piso Decorflex, Condomínio com salão de festas, churrasqueira e playground, vaga de garagem na frente do bloco, portaria. Condomínio em torno de R$ 150,00 Aluguel: R$ 400,00. Fone/whats: (51) 9 8492-3944 ou e-mail: nesslopes@gmail.com ALUGA-SE APARTAMENTO de 2 e 3 dormitórios em ITAPEMA / MEIA PRAIA, Santa Catarina. 150 metros do mar. A partir de 15/01. Tratar. F. (54) 9 9118 1642. ALUGO APARTAMENTO no BALNEÁRIO CAMBORIÚ para Ano Novo, Carnaval e temporada. Localizado à beira mar, com 2 suítes, tv a cabo, wifi, piscina. Faço pacotes e reservas antecipadas. Fale com Beatriz: whats- (47) 9 9150-6792. EXCELENTE INVESTIMENTO! Compre por apenas R$ 45.000,00 terreno plano de 1000m², com água e luz! Asfalto chegando no local. A 3,5km de Farroupilha. Saída para o Salto Ventoso. Tratar: (54) 9 9925-2068. VENDO por R$ 13.800,00! Terreno de Cooperativa com área de 360m² (115 parcelas pagas), Localizado na saída para Bento Gonçalves. Entrega agendada para 2018! Ligar: (54) 9 9619.3400 whats.


Edição 522  
Edição 522  
Advertisement