Page 1

FARROUPILHA

|

ANO X

| EDIÇÃO 505

| 2 9 D E S E T E M B RO D E 2 017 |

R$ 3,00

Comandada pelo empresário Benildo Perini, vinícola farroupilhense se destaca na avaliação anual promovida pela Associação Mundial de Escritores e Jornalistas de Vinhos e Destilados Editoria de Economia, página 9, e Editorial

SAÚDE, BELEZA E ESTÉTICA Prevenção, o melhor remédio Outubro Rosa e Novembro Azul convidam comunidade a agir contra cânceres de mama e de próstata Contracapa

GUSTAVO PIMENTEL A carta bomba de Palocci

Para colunista, pedido de desfiliação do ex-ministro ao PT tem uma simbologia maior que o depoimento a Sérgio Moro Página 4 do Inside

CIDADE BM e Civil golpeiam tráfico

Ação conjunta entre as duas polícias desmonta centro de distribuição de drogas localizado no bairro Cruzeiro Página 14

Eduardo Benini

Casa Perini Moscatel é eleito o 5º melhor vinho do mundo


2

FARROUPILHA, 29 DE SETEMBRO DE 2017

DE OLHO EM BONS NEGÓCIOS

Farroupilha marca presença na Mercopar Thermotec, Tecnomaq e Sensortemp participam da feira, que inicia na terça, nos pavilhões da Festa da Uva, em Caxias do Sul Daniel Rufatto daniel@jornalinformante.com.br

E

ntre as mais importantes feiras de subcontratação e inovação industrial da América Latina, a Mercopar 2017 promete alavancar bons negócios de terça até a próxima sexta. A 26ª edição do evento, que acontece nos pavilhões da Festa da Uva, em Caxias do Sul, e contará com três expositoras farroupilhenses, é realizada em parceria entre o Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas no Rio Grande do Sul (Sebrae/RS) e a Hannover Fairs Sulamerica. “A Mercopar é uma feira de encaminhamento de negócios, onde estarão reunidas tendências e inovações em vários setores industriais, com a presença das mais tradicionais em-

Eduardo Rocha/Arquivo/Mercopar

presas do País. São milhares de visitantes técnicos e com poder de decisão, o que amplia significativamente as possibilidades, criando-se um cenário favorável ao setor”, destaca Valério Regente, diretor-geral da Hannover Fairs Sulamérica. Estarão presentes na feira expositores dos seguintes setores: Automação Industrial, Borracha, Eletroeletrônico, Energia e Meio Ambiente, Metalmecânico, Movimentação e Armazenagem, Plástico e Serviços Industriais. O horário de visitação na Mercopar, nos quatro dias, é das 14h às 21h. Programação completa e informações sobre credenciamento podem ser conferidas no site www.mercopar.com.br. Na vitrine: empresas da cidade querem estabelecer novos contatos Uma das representantes farroupilhenses será a Thermotec. Fundada em 1993, a empresa apresentará, em sua 20ª participação na feira, linhas de resistências elétricas e de sensores de temperatura voltadas a diferentes segmentos da Indústria. “A Mercopar é uma grande vitrine, apesar de ter reduzido um pouco nos

Logo ali Pavilhões da Festa da Uva, em Caxias do Sul, recebem 26ª Mercopar a partir de terça

últimos anos por conta do cenário econômico. A expectativa para esta edição é de reafirmar antigas parcerias e estabelecer novos contatos, de olho em vendas futuras”, pontua Alberto Alício Cecconello, fundador da empresa. Outra representante da cidade será a Tecnomaq. A empresa, que recentemente completou 40 anos de fundação, estará presente na Mercopar com a divisão de Laser. A expectativa da direção da empresa é positiva, sobretudo na ampliação do leque de clientes e da área de atuação. Para tanto, a aposta é na alta qua-

lificação do setor, voltado à prestação de serviços. Como diferenciais, a Tecnomaq dispõe de máquinas de primeira linha, alta capacidade produtiva, equipe bem treinada e pontualidade nos prazos de entrega, assim como a certificação ISO 9001:2008. A terceira expositora da cidade será a Sensortemp. Fundada em 2009, a empresa, que produz termopares e resistências elétricas para aplicação da indústria em geral, participa da feira há cinco anos. A expectativa da Sensortemp, para esta edição, também é positiva, com o objetivo de estabelecer novos contatos para parcerias futuras.


3

FARROUPILHA, 29 DE SETEMBRO DE 2017

MERCADO EM MOVIMENTO

A

Mercopar também terá um espaço específico para antecipar as tendências referentes ao futuro da Indústria. No Salão da Inovação, expositores e visitantes terão acesso a uma série de novidades que, aos poucos, vêm modificando as formas de produção e as relações de trabalho. Gestor de Projetos de Inovação do Sebrae/RS, Gustavo Schneck Moreira explica que o tema da Indústria 4.0, trabalhado conceitualmente na feira do ano passado, voltará a ganhar destaque nesta edição sob novos ângulos. Conceitos como manufatura digital e comissionamento virtual estarão em evidência no espaço. “A Indústria 4.0 viabiliza o funcionamento de fábricas mais inteligentes, com dados

que circulam em tempo real online e nas quais as necessidades são ajustadas de acordo com a demanda. As oficinas mostrarão isso em funcionamento, a partir de temas pré-definidos”, pontua Gustavo. A programação do espaço prevê a realização de três workshops. Um sobre Inteligência Artificial, na terça, outro sobre Big Data, na quinta, e, o último, no dia 6, sobre a StartUCS. Com duração de cinco horas cada, com início às 15h, os workshops têm inscrições limitadas, que podem ser efetuadas até segunda, enquanto houver disponibilidade, pelo site www.mercopar.com.br. De olho em novas soluções, Grendene participa de desafio Outra atividade bastante aguardada é o Campeonato de Inovação. Nele, três

gigantes do mercado (Grendene, Intercement e Nissan/ Renault) irão propor desafios tecnológicos para a resolução de problemas práticos por empresas de menor porte. Além de gerar soluções inovadoras para o setor, a ação visa colocar em contato grandes empresas e potenciais novos prestadores de serviço. “Vamos dividir esta tarefa em duas partes. A primeira é o Hackathon, que buscará o desenvolvimento de soluções por pequenas empresas/startups a partir de demandas e oportunidades propostas pelas empresas. E, a segunda, é o Matchmaking, que é uma estrutura de conversa entre empresas de pequeno porte e âncoras, visando prospecção de negócios tecnológicos entre as partes”, explica Gustavo. As inscrições para a disputa também se encerram na segunda.

Eduardo Rocha/Arquivo/Mercopar

Avanços da Indústria 4.0 no Salão da Inovação

Futuro da Indústria Debatida na Mercopar do ano passado, Indústria 4.0 voltará a ser trabalhada na edição deste ano, mas com novos conceitos

Assim como para o Desafio de Robôs Indústria 4.0, desenvolvido em conjunto pelo Polo Marista, PUC/RS e Sebrae/RS. A atividade consiste na criação de uma linha de montagem com estrutura previamente definida, montada em uma mesa automatizada, capaz de integrar as estações de trabalho. As equipes deverão automatizar as tarefas específicas de sua estação, assim como a comunicação com a própria mesa e com as outras estações, utilizando os conceitos da Indústria 4.0.

Em parceria com o Instituto Senai de Inovação, também será disponibilizado um local para demonstração de tecnologias relacionadas à Indústria 4.0, incluindo Manufatura Digital, Robótica Colaborativa, Sensoriamento/ Aquisição de Dados e Tecnologias de Interação. No espaço, haverá equipamentos para o público experimentar estas novidades, além de oficinas práticas de Plant Simulation, que permitirão a simulação e a otimização de sistemas de fabricação.


4

FARROUPILHA, 29 DE SETEMBRO DE 2017

IARGS faz balanço do sexto Congresso Polêmicas no Direito

R

ealizado de maneira conjunta pelo Instituto dos Advogados do Rio Grande do Sul (IARGS) e Academia Brasileira de Direito Tributário (ABDT), a 6ª edição do Congresso sobre Questões Polêmicas no Direito Tributário, nos Tribunais e no Processo Administrativo, que ocorreu no auditório da Associação dos Auditores Fiscais da Receita Municipal de Porto Alegre, teve um balanço altamente positivo. A atividade, coordenado por Alice Grecchi, vice-presidente do IARGS, aconteceu nos dias 14 e 15, reuniu 18 palestrantes, em seis Mesas de Debates, além de cinco debatedores no painel Talk Show. Todas as ações abordando os mais polêmicos e atuais assuntos relacionados ao sempre complexo Direito Tributário. A Mesa de Abertura também contou com Sulamita Santos Cabral, presidente do IARGS, e com Marcelo Campos, presidente da ABDT. Sulamita destacou a importância do Instituto na difusão da cultura jurídica por meio de cursos e eventos em todas as áreas do Direito, destacando particularmente o recém criado Grupo de Estudos do Direito Tributário e revelou a satisfação em homenagear o professor Roque Antônio Carrazza, que palestrou na abertura, tratando do tema “Os princípios constitucionais tributários e o modo como vêm

sendo aplicados nos Tribunais”. Campos, por sua vez, revelou satisfação na continuidade da parceria da ABDT com o IARGS, possibilitando eventos jurídicos tributários com grandes nomes da esfera em questão no Rio Grande do Sul. Fez questão também de divulgar o Ciclo de Palestras de Direito Tributário, promovido pelo IARGS, quinzenalmente, às 12h das quartas, que tem como objetivo promover o estudo da matéria tributária. Coordenadora do evento, Alice enfatizou os resultados positivos alcan-


5

FARROUPILHA, 29 DE SETEMBRO DE 2017

altamente positivo sobre as Questões Tributário Divulgação IARGS

Mesa de respeito Carrazza, Alice, Sulamita, Campos e Rafael Dias Degani, procurador regional da Fazenda Nacional

çados nas edições anteriores, que motivaram tanto ela como a equipe na continuidade do Congresso, e destacou, além da parceria do IARGS com a ABDT, a participação decisiva da Comissão Especial de Estudos de Direito Tributário da Ordem dos Advogados do Brasil no Rio Grande do Sul (OAB/RS), que é presidida pelo advogado Rafael Pandolfo. Alice explicou que buscou organizar, juntamente com os demais co-

ordenadores, uma programação que pudesse harmonizar os temas teóricos e práticos, sendo o jurista o ponto de ligação entre as duas frentes, a teórica e a prática, entre a ciência e a experiência. Para a vice-presidente do IARGS, a tributação está profundamente relacionada à realização dos ideais democráticos e à liberdade dos cidadãos. Ela vê que uma tributação justa é instrumento de realização de um Brasil melhor.


6

FARROUPILHA, 29 DE SETEMBRO DE 2017

Grife para transcender fronteiras O mês, de Festival do Moscatel e Seleção de Vinhos, foi muito especial para o setor vitivinícola farroupilhense. Esta última semana de setembro, especial para duas vinícolas: a Cooperativa São João e a Casa Perini. No último sábado, elas foram contempladas com premiação na 25ª Avaliação Nacional de Vinhos, rea-

lizada na vizinha Bento Gonçalves. O Moscato Giallo, da São João, e o Merlot, da Perini, foram escolhidos entre os 16 mais representativos da safra 2017 (veja mais na Editoria de Economia, na página 10). Na quinta, a Associação Mundial de Escritores e Jornalistas de Vinhos e Destilados classificou o Casa Pe-

rini Moscatel como o 5º melhor vinho do mundo no ranking deste ano, elaborado a partir do conjunto de premiações conquistadas ao redor do planeta. Além da honrosa distinção, o produto figura como o melhor espumante da lista (confira mais na Editoria de Economia, página 9). Evidente que o benefício maior

será das vinícolas citadas mas, por tabela, é Farroupilha quem ganha, já que sedimenta o município como uma referência na elaboração de espumantes e vinhos de excelência. A conquista do selo de Indicação de Procedência (IP) dos vinhos moscatéis, obtido há pouco mais de dois anos, começa a gerar seus positivos efeitos.

OPINIÃO

Educação: uma análise real Juliano Luiz Baumgarten * Talvez um dos assuntos que mais esteja em pauta nas falas de políticos e cidadãos seja a educação. O Brasil vive um período complexo, imerso em uma crise política, que infelizmente não traz benefício nenhum e tem cortes nos investimentos na educação. Mas é importante questionar como a educação é tratada realmente. Toda eleição, em qualquer uma das esferas, revela candidatos que salientam a importância da educação para transformar a sociedade. O que é feito na prática? Quase nada. Vários programas elaborados não têm conhecimento e, acima disso, não consultam os especialistas no assunto e nem mesmo a população. Um exemplo bem claro e contemporâneo é a reforma do Ensino Médio. O governo federal investiu R$ milhões em propagandas, para levar os jovens e a população a acreditarem que as mudanças proporcionarão avanços

no País. Além do mais, é propagado que foi discutido com a maioria da população. Eu sou professor e não fui questionado ou ouvido. No mês de agosto, participei do II Encontro Nacional de Gestores de Juventude que ocorreu em Brasília, uma das atividades era com os ministérios e eu participei do painel do Ministério da Educação. O cidadão que ministrou o bate papo veio com um discurso pronto e muito ensaiado. Não hesitei e questionei muito, mas muito. Os colegas que lá estavam concordaram com a minha fala. O total despreparo aparece quando você quer implantar escola de turno integral e profissionalizar o ensino e não se tem salas suficientes. Um número significativo de escolas encontra-se em situação deplorável. Um problema muito grave no mundo escolar é a indisciplina por parte dos alunos, que infelizmente não respeitam os colegas e professores, fato que dificulta a aprendi-

Índice

Editorial

Matéria Especial .................................... Páginas 2 e 3 Editorial e Opinião................................ Página 6 Economia .................................................. Páginas 8 a 10 Cidade ........................................................ Páginas 12 e 14 Política ..................................................... Página 15 Educação .................................................. Páginas 16 e 17 Esporte ..................................................... Páginas 18 e 19

Inside

Especial..................................................... Capa Cinemas ..................................................... Página 2 Teatro ........................................................ Página 3 Gustavo Pimentel ................................... Página 4 Agenda....................................................... Página 4 Dança ......................................................... Página 5 Guilherme Macalossi ............................ Página 5 Social ........................................................ Páginas 6 e 7 Armando Wartha.................................... Página 8 Primeiro Parágrafo............................... Páginas 8 e 9 Lauro Edson Da Cás ............................... Página 9 Sétima Arte .............................................. Páginas 10 e 11 Horóscopo ............................................... Contracapa Saúde, Beleza & Estética...................... 4 páginas Classificados .......................................... 12 páginas

zagem e atrapalha a dos outros. As atividades e trabalhos propostos nem sempre são executados. Nem sempre a família interage com o jovem para saber como está o seu desempenho e tampouco participa das ações propostas pela escola. O desrespeito ao professor muitas vezes parte da sociedade que, ao acessar a internet, pensa ser especialista na área da educação. O docente tem que ouvir tantas bobagens quando está fazendo o seu melhor, às vezes com tamanha dificuldade, sendo um verdadeiro guerreiro. A mídia trabalha na contramão do progresso educacional, ao invés de apoiar, ela alimenta a ignorância que é propagada pelas redes sociais. O professor é ameaçado, chamado de comunista, doutrinador, e demais adjetivos por pessoas que poucos anos dedicaram à formação acadêmica ou dedicaram-se a outras áreas distantes da educação. Nós gaúchos, bairristas, ufanistas,

REDAÇÃO - REDACAO@JORNALINFORMANTE.COM.BR DANIEL RUFATTO DANIEL@JORNALINFORMANTE.COM.BR JULIANA INÊS CASA BARBIERI JULIANA@JORNALINFORMANTE.COM.BR RAMON CARDOSO RAMON@JORNALINFORMANTE.COM.BR ROCHELI CAMARGO ROCHELI@JORNALINFORMANTE.COM.BR

no quesito educação, através do governo do Estado, estamos propagando algo patético e apocalíptico. Não quero que isso que esteja acontecendo sirva de modelo a toda terra, já que muito me envergonha. Também o que poderíamos esperar de um governo que faz piada com os professores. Vivemos o processo inverso, se saiu da luta pelo piso nacional do magistério para o parcelamento. Por que não se trabalha com transparência e se abre os cofres e mostra a realidade das finanças públicas estaduais? Por que os secretários e o alto escalão do Executivo não recebem parcelado? Enfim, temos que refletir muito sobre esse assunto. A educação, sim, é fundamental para melhorar a nossa sociedade. Mas ela requer investimento e tempo. Índices nem sempre indicam tudo. Mas pense você comigo. Você realmente acha que essa educação vai mudar o País? * Professor de História e Sociologia

LOGÍSTICA - LOGISTICA@JORNALINFORMANTE.COM.BR LUIZ CARLOS DE ANDRADE LUIZ@JORNALINFORMANTE.COM.BR

ASSINATURAS - ASSINATURAS@JORNALINFORMANTE.COM.BR ASSINATURA BIENAL: R$ 220,00 ASSINATURA ANUAL: R$ 120,00

COMERCIAL - COMERCIAL@JORNALINFORMANTE.COM.BR FABIANO LUIZ GASPERIN GASPERIN@JORNALINFORMANTE.COM.BR MARIA DA GRAÇA POTRICOS LEITE MARIA@JORNALINFORMANTE.COM.BR VALÉRIA GASPERIN VALERIA@JORNALINFORMANTE.COM.BR

TELEFONES (54) 3401-3200 / (54) 3401-3201 (54) 3401-3202 / (54) 3401-3203

ENDEREÇO RUA DR. JAIME ROMEU RÖSSLER, 348, BAIRRO PLANALTO

ANUNCIOS - ANUNCIOS@JORNALINFORMANTE.COM.BR

COLUNISTAS ARMANDO WARTHA CRÔNICAS DA REDAÇÃO DOLORES MAGGIONI FABRÍCIO OLIBONI

ALEXANDRE FRANCISCO MACHADO ALEXANDRE@JORNALINFORMANTE.COM.BR MARCELO BORTAGARAY MELLO MARCELO@JORNALINFORMANTE.COM.BR TIAGO RODRIGUES DA SILVA TIAGO@JORNALINFORMANTE.COM.BR

FINANCEIRO - FINANCEIRO@JORNALINFORMANTE.COM.BR KELI DE ALMEIDA MACIEL KELI@JORNALINFORMANTE.COM.BR

GUILHERME MACALOSSI GUSTAVO PIMENTEL LAURO EDSON DA CÁS PAULO ROQUE GASPARETTO

A manifestação dos colunistas é livre e independente e não necessariamente reflete a opinião do Tabloide sobre os temas abordados nas colunas

@PaperInformante www.jornalinformante.com.br

/jornalinformante


8

FARROUPILHA, 29 DE SETEMBRO DE 2017

CONCEITO REPAGINADO

Novo jeito de ser Pecatto Moda Casa Pensando na proximidade com cliente e apresentando suas marcas em espaço remodelado, loja lançou coleção Primavera/Verão plica Andréia, lembrando ainda que a loja passa a trabalhar com duas novas marcas: a Trussardi, que é uma linha clássica de cama, mesa e banho, que aposta na elegância e traz o melhor em matéria-prima e design; e a Muguet Home, que afina produção com toque artesanal, dando a cada peça um estilo único e pensa no conforto para toda a família. Na nova logomarca da loja está a flor dente-de-leão representando a positividade como condução dos trabalhos da equipe. Os produtos estão expostos de maneira diferenciada, para que o cliente possa tocar e conhecer melhor os artigos. Um espaço com poltronas também ganhou vez, lembrando a importância do encontro, da convivência, um convite para aproveitar o novo conceito da Pecatto.

Fabiano Gasperin

U

m trabalho voltado para o cliente, para que ele aproveite um local mais aconchegante e projetado de maneira exclusiva. Esta é a proposta da Pecatto Moda Casa que apresentou, nesta quinta, uma nova identidade visual e uma reorganização em seu espaço. A coleção Primavera/Verão foi aplaudida com coquetel que mostrou as novidades da loja, presente há 11 anos no mercado farroupilhense. Localizada na Júlio de Castilhos, 1.244, a Pecatto, que atua no segmento casa e decoração, é conduzida pela empresária Andréia Mognon. O conceito incluiu nova logomarca, cores e também fachada. “Sempre pensando no cliente, oferecendo conforto e comodidade”, ex-

Revitalizada Pecatto Moda Casa lança coleção e apresenta novas marcas em espaço moderno e funcional


9

FARROUPILHA, 29 DE SETEMBRO DE 2017

RECONHECIMENTO MUNDIAL

Casa Perini Moscatel é eleito o 5º melhor vinho do mundo

Os brasileiros (gaúchos e serranos) da lista

5º) Casa Perini Moscatel, da Vinícola Perini (Farroupilha) 14º) Garibaldi Espumante Chardonnay Brut, da Vinícola Garibaldi (Garibaldi) 32º) Garibaldi Espumante Moscatel, da Vinícola Garibaldi (Garibaldi) 41º) Marcus James Espumante Brut, da Vinícola Aurora (Bento Gonçalves) 43º) Garibaldi Espumante Prosecco Brut, da Vinícola Garibaldi (Garibaldi) 61º) Ponto Nero Brut Rosé de Noir, da Vinícola Domno (Garibaldi) 65º) Ponto Nero Brut, da Vinícola Domno (Garibaldi) 83º) Aurora Espumante Moscatel Branco, da Vinícola Aurora (Bento Gonçalves) 117º) Zanotto Espumante Moscatel, da Vinícola Campestre (Campestre da Serra) 125º) Zanotto Espumante Brut, da Vinícola Campestre (Campestre da Serra) 144º) Privillege Peterlongo Espumante Brut Rosé, da Vinícola Peterlongo (Garibaldi)

em:

Moscatel é um produto muito elegante, com perfil aromático característico da variedade Moscato, com um excelente equilíbrio entre acidez e açúcar”, destacou o empresário Benildo Perini, diretor da Vinícola. O reconhecimento reforça a excelência da Vinícola Perini na elaboração de produtos derivados de uvas moscato. Situada no Vale Trentino e uma das cinco principais Vinícolas do Brasil, a Casa Perini tem capacidade física para produção de 16 milhões de litros e oferece mais de 90 itens de produtos derivados de uva. Entre os produtos, a Vinícola conta com a linha Perini (Linha Premium), Casa Perini (Vinhos Finos e Espumantes), Arbo e Macaw (Vinhos Finos) e Suco de Uva Integral. Dos 150 melhores, figuram 11 vinhos brasileiros, todos da Serra Gaúcha (veja lista abaixo). Além da Perini, Garibaldi, Domno e Peterlongo, de Garibaldi; a Aurora, de Bento Gonçalves; e a Campestre, de Campestre da Serra, também estão na relação.

Imag

D

ivulgada todos os anos pela Associação Mundial de Escritores e Jornalistas de Vinhos e Destilados, a lista de melhores vinhos de 2017 conta com presença farroupilhense. O Espumante Moscatel Casa Perini foi eleito o 5º melhor do mundo nesta edição do prêmio. No geral, o produto foi o melhor espumante da lista, que é elaborada a partir do conjunto de premiações nos melhores concursos do mundo, como por exemplo o International Wine Challenge (IWC) e Decanter World Wine Awards, realizados na Inglaterra; o La Mujer Elige, que ocorre na Argentina; e o Sélections Mondiales des Vins, que acontece no Canadá. “É um orgulho muito grande para a Casa Perini ter este reconhecimento internacional tão importante, frente a um mercado altamente competitivo, e isto traz visibilidade não somente para a Vinícola, mas também para a região de Farroupilha. O Casa Perini

Rep rodu ção

Produto elaborado pela vinícola farroupilhense é o moscatel mais bem colocado na premiação anual promovida pela Associação Mundial de Escritores e Jornalistas de Vinhos e Destilados


10

FARROUPILHA, 29 DE SETEMBRO DE 2017

EXCELÊNCIA VITIVINÍCOLA

Moscato Giallo, da São João, e Merlot, da Perini, entre os 16 melhores da safra 2017 Produtos elaborados nas vinícolas farroupilhenses se destacaram na 25ª Avaliação Nacional de Vinhos

T

radicional e realizada na vizinha Bento Gonçalves, a 25ª Avaliação Nacional de Vinhos divulgou os melhores rótulos do Brasil em 2017. Nesta edição concorreram 327 amostras de 59 vinícolas, que representaram seis Estados: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Paraná, São Paulo, Minas Gerais e Bahia. Foram selecionadas 16 amostras, como as mais representativas da safra e todas elas de vinícolas gaúchas. Duas foram farroupilhenses: o Moscato Giallo, da Cooperativa Vinícola São João, e o Merlot, da Casa Perini, agradaram os 118 enólogos e 850 apreciadores de sete Países (Brasil,

Argentina, Canadá, Chile, Itália, Japão e Uruguai), que fizeram a degustação às cegas dos rótulos inscritos no concurso (veja premiados ao lado). Troféu Vitis Amigo do Vinho e Destaque Enológico da ABE Desde 1993, a Associação Brasileira de Enologia (ABE), promotora do evento, também entrega o Troféu Vitis. Neste ano, na categoria Amigo do Vinho, ele foi para a sommelier internacional e jornalista Andréia Debon, editora da revista Bon Vivant, especializada no mundo do vinho. Na categoria Destaque Enológico, a distinção foi repassada à enóloga Maria Regina Ferreto Flores, diretora técnica da LNF Latino Americana.

Os 16 mais representativos da safra 2017

Categoria Branco Fino Seco Aromático * Moscato Giallo, da Cooperativa Vinícola São João (Farroupilha) * Sauvignon Blanc, da Vinícola Fazenda Santa Rita (Vacaria) Categoria Tinto Fino Seco * Merlot, da Casa Perini (Farroupilha) * Petit Syrah, da Luiz Argentina Vinhos Finos (Flores da Cunha) * Merlot, da Miolo Wine Group (Bento Gonçalves) * Cabernet Franc, da Giacomin Indústria de Bebidas (Flores da Cunha) * Malbec, da Vinícola Almaúnica (Bento Gonçalves) * Cabernet Sauvignon, da Guatambu Estância do Vinho (Dom Pedrito) * Tannat, da Don Guerino Vinhos e Espumantes (Alto Feliz) Categoria Vinho Base Para Espumante * Chardonnay/Riesling Itálico, da Chandon (Garibaldi) * Chardonnay, da Casa Valduga (Bento Gonçalves) * Chardonnay, da Domno do Brasil (Garibaldi) Categoria Branco Fino Seco Não Aromático * Riesling Itálico, da Cooperativa Vinícola Aurora (Bento Gonçalves) * Chardonnay, da Vinícola Almadén (Santana do Livramento) * Chardonnay, da Vinícola Cave de Pedra (Bento Gonçalves) Categoria Tinto Fino Seco Jovem * Cabernet Franc, da Vinícola Salton (Bento Gonçalves)


12

FARROUPILHA, 29 DE SETEMBRO DE 2017

SEMANA DOS IDOSOS

Dias para comemorar a melhor idade Atividades reúnem palestra, baile, missa, almoço, passeio e cinema

P

Programação 26ª Semana do Idoso Segunda 14h: Palestra interativa “Caixa de Ferramentas: Visão do Ontem e do Hoje de uma Forma Divertida e Lúdica”, no Centro de Convivência Idosos São José. Ministrada por Rafael Soares, Mestre em Educação e Especialista em Lazer. Parceria com o Sesc Terça 13h45min às 16h45min: Baile temático “Túnel do Tempo: Anos 70 e 80”, no Centro de Convivência Quarta 10h15min: Missa, no

Centro de Convivência 11h30min: Almoço por adesão no Ronda Charrua (confirmar presença pelo fone 3261-2573) 13h: Tarde Cultural, no Centro de Convivência Quinta 7h30min: passeio turístico para Rota Delícias da Colônia (nas cidades de Imigrante, Estrela e Colinas) Sexta 14h: Sessão de cinema com o filme “Antes de Partir”, no Centro de Convivência (confirmar presença pelo fone 3261-2573)

Alguém quer me adotar? Sissa já tem 7 anos, mas não perde a esperança de ter um lar especial. De comportamento dócil, tem porte médio e é castrada. Interessados em conhecer essa fofura podem manter contato pelos fones 981.663.349 e 999.515.440. Importante: a ONG dos Peludos informa que nãos serão doados cães para ficarem presos em correntes.

ONG dos Peludos

ara festejar o Dia do Idoso, lembrado neste domingo, o Centro de Convivência Idosos São José promove diversas atividades na próxima semana. A programação é gratuita, exceto o almoço que será por adesão e o passeio que é pago, mas já está com vagas esgotadas. De acordo com Ana Maria da Silva, coordenadora do Centro de Convivência, a proposta é valorizar a categoria. “Promovemos o envelhecimento saudável”, reforça a coordenadora. A entidade tem 570 cadastrados e oferece, durante todo o ano, oficina de informática, ginástica, jogos de mesa, baile, coral, jogo de cambio e artesanato. Também é oferecido transporte gratuito até a sede, na RSC-453, fundos do CTG Ronda Charrua. Todas as atividades são exclusivas para quem tem idade igual ou superior a 55 anos e a organização é da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social e Habitação. Quem não integra o Centro de Convivência pode se cadastrar e aproveitar essas ações. É preciso ser morador de Farroupilha e a participação é gratuita.


14

FARROUPILHA, 29 DE SETEMBRO DE 2017

GOLPE NO TRÁFICO

BM e Civil estouram ponto de distribuição de drogas no Cruzeiro Ação conjunta ocorreu no final da tarde de terça e aprendeu grande quantidade de maconha em residência do bairro junta com a Polícia Civil. No local foram apreendidos 3,3 quilos de maconha, 57 gramas de cocaína, três celulares, R$ 120,00 em dinheiro e presas três pessoas: duas mulheres, ambas de 25 anos, e um homem, de 26. O trio foi levado à Delegacia de Polícia para o flagrante. A responsável pela residência foi encaminhada à Penitenciária Industrial de Caxias do Sul (PICS) e responderá por tráfico de drogas. Os demais, supostamente usuários, acabaram liberados.

Ramon Cardoso

P

or meio de denúncias, o 36º Batalhão de Polícia Militar passou, por atuação do Setor de Inteligência, a investigar uma residência no bairro Cruzeiro. Localizada na rua Almiro Antônio Palavro, ela servia como um ponto de distribuição de drogas que abastecia boa parte da cidade. “Cumprimos o mandado de busca e apreensão assim que o obtivemos. A residência era utilizada como um depósito que distribuía droga para toda cidade e a grande quantidade apreendida comprova isso”, destacou o capitão Daniel Tonatto, da Brigada Militar (BM). Ele fez questão de ressaltar que a operação ocorreu de maneira con-

Força-tarefa Trabalho entre as polícias resultou no desmantelamento de local utilizado como centro de repasse de drogas na cidade

Clube Santa Rita em 3º Chopp Fest

Q

uem quiser uma noite animada pode garantir o seu ingresso para o 3º Chopp Fest de Casais que acontece neste sábado, no Clube Santa Rita. Com início às 21h, terá animação da Banda Balanço Total, que agitará a turma até às 3h. Será servido galeto, linguiça, copa, salame, queijo,

cuca, batata frita, amendoim torrado, azeitona e pepino. Haverá chopp Brahma, cerveja Malzbier, cerveja sem álcool e refrigerante. O ingresso é R$ 160,00 para casal sócio e R$ 180,00 para não associado. Ainda restam algumas unidades que podem ser obtidas na secretaria do Clube, nesta sexta e sábado. Reservas podem ser feitas pelos fones 32611376 ou 996.598.548.

Obituário 21 de setembro William Clairton Ceppo, 30 anos. Sepultamento no Cemitério do bairro Nova Vicenza; João Lemos dos Santos, 78 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal (CPM); Michael Douglas Rodrigues Almada, 20 anos. Sepultamento no CPM; Giacomo Basso, 86 anos. Sepultamento no cemitério da comunidade de Nossa Senhora de Caravaggio (1º Distrito) 22 de setembro

Antonio Lorenzet, 85 anos. Sepultamento no cemitério da comunidade de Nova Milano (4º Distrito); Agenor Pereira da Silva, 78 anos. Sepultamento no CPM 25 de setembro Elvio Soprana, 80 anos. Sepultamento no CPM 27 de setembro José Luiz Gervasoni, 77 anos. Sepultamento no cemitério da comunidade de Nova Milano (4º Distrito)


15

FARROUPILHA, 29 DE SETEMBRO DE 2017

CÂMARA DE VEREADORES

Gabriel Venzon

Aprovada criação de dois novos Fundos Municipais

Aprovados por unanimidade Projetos de lei foram discutidos na sessão de terça do Legislativo municipal

Dispositivos contemplam áreas -estar dos animais domésticos de Farroupide Proteção Animal e lha, não abrangendo, por exemplo, animais Desenvolvimento Econômico de grande porte. O respectivo Conselho será

A

sessão de terça da Câmara de Vereadores foi marcada pela aprovação de dois projetos de lei que criam novos Fundos Municipais, ambos por unanimidade. Um na área de Proteção aos Animais e, o outro, na de Desenvolvimento Econômico. A expectativa é que a legislação, que contempla ainda a criação de Conselhos nos respectivos setores, facilite a captação de recursos. O primeiro projeto a ser levado à discussão foi o de nº 65/2017, relativo à Proteção de Animais. O dispositivo, que estará vinculado à Secretaria Municipal de Saúde, será destinado ao financiamento de ações voltadas à saúde, à proteção, à defesa e ao bem-

composto por 10 membros, sendo cinco de livre escolha do prefeito e cinco indicados pela sociedade civil. Já o segundo projeto a ser aprovado, relacionado à área de Desenvolvimento Econômico, foi o de nº 67/2017. O fundo terá como objetivo financiar ações voltadas ao desenvolvimento do setor industrial, tecnológico e de empresas da cadeia de produção do município. O Conselho Gestor deste Fundo também será composto por 10 membros, designados pelo prefeito. As Secretarias Municipais de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Renda, Planejamento, Finanças, Meio Ambiente e Educação terão direito a um assento, assim como a CICS, o Sebrae/RS, o Sescon/RS, a AFEA e os Sindicatos de Trabalhadores com base territorial em Farroupilha.

EMENDA PARLAMENTAR

Considerada estratégica para a logística das empresas sediadas nas proximidades, a rua Caetano Feltrin, no bairro Industrial, será asfaltada. A ordem de início das obras, que serão executadas pela Encopav Engenharia Ltda., vencedora de processo licitatório, foi assinada na última semana. A previsão de conclusão dos trabalhos, que contemplam terraplanagem, drenagem, pavimentação, acessibilidade, passeios e sinalização, é para dezembro. O orçamento da obra é de R$ 391.184,00. Deste total, R$ 245,8 mil são provenientes de uma emenda parlamentar indicada pelo deputado federal Pepe Vargas (PT), por intermédio do presidente do Legislativo munici-

Tomaz Graciliano

Rua Caetano Feltrin, no bairro Industrial, receberá asfaltamento

FMT permanece em pauta

Outra área que em breve deverá ganhar um Fundo Municipal específico é a do Trânsito. Ainda sem pareceres das Comissões Permanentes da Câmara, o projeto de lei nº 66/2017, que institui o Fundo Municipal de Trânsito (FMT), deverá ser votado nas próximas semanas pelos parlamentares. O dispositivo, que será fiscalizado por um Conselho formado por 10 integrantes, terá como objetivo financiar ações voltadas ao desenvolvimento e segurança do trânsito, nas áreas de sinalização, engenharia de tráfego, engenharia de campo, fiscalização, policiamento e educação no trânsito.

Boca de Urna Câmara sedia Seminário de Frencoops

A Organização das Cooperativas do Estado do Rio Grande do Sul (Ocergs) realiza nesta sexta, no plenário da Câmara de Vereadores (Júlio de Castilhos, 420), a etapa da Serra Gaúcha do Seminário das Frentes Parlamentares de Apoio ao Cooperativismo (Frencoops). A programação do evento, que inicia às 9h e tem a abertura programada para as 9h30min, contempla painéis sobre “A Expressão do Cooperativismo Gaúcho”, às 9h45min, “A importância das Frencoops Municipais”, às 10h15min, e “Ações locais a favor do Cooperativismo”, às 10h30min.

Palestra aborda Ideologia de Gênero

Fim da poeira Via receberá cerca de 3 mil m² de asfalto

pal, Fabiano André Piccoli (PT). E, o restante, de recursos próprios do município em contrapartida ao investimento federal.

Presidente da Rede Nacional de Direito e Defesa da Família e diretor do Instituto Sophia Perennis, o professor Felipe Nery ministra, na manhã desta sexta, a palestra “Basta! Não à Ideologia de Gênero”. O evento acontece no Auditório da CICS Farroupilha (República, 425, 6º andar), das 10h às 12h.


16

FARROUPILHA, 29 DE SETEMBRO DE 2017

ESPECIALIZAÇÃO

Aprendendo mais sobre autismo Neuropsicopedagoga esteve na APAE para repassar informações aos pais e professores da instituição aos pais. À tarde, direção, professores, técnicos, responsáveis pela limpeza, alimentação, motoristas e outros colaboradores da APAE acompanharam o encontro. Teve ainda representantes da Secretaria Municipal de Educação e da Associação de Pais e Amigos do Autista de Farroupilha (Amafa). “Precisamos entender esta realidade para melhor lidar com o autista, conhecer o seu mundo, só assim poderemos ajudar”, sentenciou a palestrante, que repassou informações gerais sobre comportamento, como agir em determinadas situações para não reprimir o aluno e contribuir com a sua socialização. De acordo com Izabel Kuhn Moroni, diretora da APAE, a formação foi extremamente válida justamente pelas orientações práticas. Já que a entidade não funciona como uma escola regular, essas informações auxiliam na condução dos trabalhos. Além da

Juliana Inês Casa Barbieri

C

om o intuito de aprimorar os conhecimentos para melhor atender os alunos com Transtorno do Espectro Autista (TEA), a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Farroupilha participou, nesta semana, de uma formação com a profissional Katrien Van Heurck. De origem belga, ela reside na cidade de Campinas, em São Paulo, há seis anos, onde desenvolve trabalhos específicos na área. É ortopedagoga e neuropsicopedagoga, atua em clínica que presta serviços às famílias e instituições, além de atendimentos domiciliares. As palestras aconteceram na última terça, intituladas de “Autismo: para ajudar temos que conhecer”. Pela manhã a especialista acompanhou atividades com os 15 alunos autistas que a APAE possui, teve ainda formação voltada

Conhecimento na prática Para Katrien, entender particularidades do transtorno é fundamental para auxiliar autistas

formação em Farroupilha, nesta semana a especialista esteve também nas APAEs de Feliz, Barão e Garibaldi.

Em agosto ela atuou nos municípios de Flores da Cunha, São Marcos, Antônio Prado e Vacaria.

BAIRRO IMIGRANTE

Escola Oscar Bertholdo comemora 25 anos adquirir ingressos podem obter as unidades diretamente na escola até a próxima quarta. O valor é R$ 45,00 e a intenção dos organizadores é de reunir 500 participantes numa grande confraternização. EMOB em festa Escola do bairro Imigrante completa 25 anos com jantar no próximo dia 6, no Restaurante Caminho do Trem

Arquivo Jornal Informante

P

ara festejar seu aniversário, a Escola Municipal Oscar Bertholdo, do bairro Imigrante, promove jantar festivo no próximo dia 6. Será no Restaurante Caminho do Trem, às 20h. A instituição quer reunir ex-alunos, atuais estudantes e professores, além de docentes que já passaram pelo educandário. Interessados em


17

FARROUPILHA, 29 DE SETEMBRO DE 2017

HEGEMONIA MANTIDA

Escola Júlio Mangoni é bicampeã do Rally Científico da UCS Conquista teve sabor especial pois aconteceu na véspera da celebração de 80 anos da instituição de ensino mais tradicionais da cidade, celebrou 80 anos de fundação. Não bastasse isso, os integrantes da equipe poderão ter direito à bolsa de graduação de 50% para o primeiro semestre de 2018 em um dos cursos oferecidos pela UCS Farroupilha, mediante aprovação no Vestibular de Verão da instituição de ensino superior. A equipe Sol da Meia-Noite venceu com um total de 773,5 pontos. O vice-campeonato ficou com o time “Sem Rótulos”, da barbosense São Roque, que somou 687 pontos. A 3ª posição ficou com outra visitante, o pratense Instituto Tiradentes, que atingiu os 655 pontos. O Rally, que é uma promoção da UCS e organizado pela equipe do projeto Engenheiro do Futuro, conta com apoio da 4ª Coordenadoria Regional de Educação. A abertura dessa edição contou as presenças do prefeito Claiton Gonçalves, da diretora da UCS Farroupilha, professora Fernanda Maria Francischini Schmitz, e do coordenador do Rally Científico, professor José Arthur Martins.

Fotos: Claudia Velho

A

8ª edição do Rally Científico mobilizou 60 estudantes de Ensino Médio de seis escolas da região ao longo do último sábado, na UCS Farroupilha. Foram duas farroupilhenses: Escola Estadual Júlio Mangoni e Colégio Nossa Senhora de Lourdes, além de quatro visitantes: Escolas Estaduais São Roque e Elisa Tramontina, ambas de Carlos Barbosa; Instituto Estadual de Educação Professora Irmã Teofânia, de Garibaldi; e Instituto Estadual de Educação Tiradentes, de Nova Prata. Cada instituição de ensino contou com 10 estudantes de Ensino Médio numa competição voltada a desenvolver a vocação científica, por meio de ações direcionadas ao conhecimento e à tecnologia. Campeã no ano passado, a Júlio Mangoni, da Vila Jansen, defendeu bem sua condição e acabou conquistando o bicampeonato em um sábado especial, já que no domingo, o educandário, um dos

Como em 2016 Equipe Sol da Meia-Noite, da Júlio Mangoni, de Vila Jansen, faturou o bicampeonato do Rally Científico realizado na UCS Farroupilha

Estímulo ao aprendizado Organização celebrou mais uma edição do evento que propõe, por meio de tarefas, desenvolver aptidões científicas dos jovens

Aprovação

Professores Destaques de 2017 escolhidos

A Comissão de Educação da Casa Legislativa Lidovino Antônio Fanton e o Conselho Municipal de Educação avaliaram os currículos dos docentes participantes do Projeto Professor Destaque 2017 e escolheram quatro nomes para receber a distinção. Um de cada esfera educacional: municipal, estadual, particular e federal (veja contemplados com a honraria ao lado). O Decreto Legislativo 086/13, que outorga o docente com o título, leva em conta as atividades educativas desenvolvidas pelo professor em sala de aula. A sessão solene de entrega da distinção está marcada para o próximo dia 16, a partir das 18h30min, na Câmara de Vereadores.

Os contemplados

Esfera Particular Adriana Canei Marchet, da Escola de Educação Infantil Tapete Mágico Esfera Federal Augusto Massashi Horiguti, do IFRS Campus Farroupilha Esfera Municipal Flávio Antônio Manara, da Escola Municipal Cinquentenário Esfera Estadual Kátia Alfonsin Grazziotin Brites, do Colégio Estadual Farroupilha


18

FARROUPILHA, 29 DE SETEMBRO DE 2017

Ramon Cardoso

Copa da Liga e Citadino

As competições iniciaram no último sábado, com quatro jogos no Ginásio de Esportes do Colégio Nossa Senhora de Lourdes. Os três primeiros foram válidos pela Copa da Liga: 1º de Maio 3x2 BGF, Valente Futsal/Máquinas Sazi 3x2 J.A. Flores da Cunha e Bento FC 3x0 Alvorada. Pelo Citadino, o Estrela Futsal fez 5 a 1 no Soberanas/Burati Lanches. Não haverá rodada neste sábado e as disputas serão retomadas no dia 7.

Jogaço Atual campeã do Citadino, a Associação 1º de Maio venceu a BGF, campeã da Copa Farroupilha, na estreia da Copa da Liga

Lyon segue imbatível

A equipe farroupilhense voltou a vencer na Copa Caxias Série B. Desta vez o triunfo foi de goleada, sobre o Real Rizzo, por 5 a 0, com gols de Duda, Minhoca, Paulo Cipó e dois de Kennedy. O time lidera com folga o Grupo 2 com 22 pontos. No domingo, às 13h30min, na Escola da Natureza, o Lyon enfrenta o Goiás na última rodada da classificatória.

Municipal de Voleibol

A disputa, organizada pelo Departamento Municipal de Esporte e Lazer (DMEL), aconteceu no domingo, no Parque Cinquentenário. No Feminino, a Anselmi ficou com o título, com o Vôlei Farroupilha como vice e a Sfinge fechando o pódio. No Masculino, o caneco foi do Farrapos Vôlei, o Serra Vôlei foi vice-campeão e o Farlley A finalizou em 3º.

Copa Clube Juvenil

O domingo será de muito vôlei no bairro Planalto. A Copa Clube Juvenil acontece com a participação de seis equipes. São duas farroupilhenses, Farlley e Athenas; uma barbosense, a Sicredi; e três caxienses, K Vôlei, Imigrante e Fênix. As partidas iniciam às 8h e se estendem ao longo de todo o domingo.

Estrela classificado e AFA/Grendene precisando da vitória

O Estrela Futsal ficou no empate em 2 a 2 com o Continental/AZ Barber, de Morro Reuter, em partida válida pelo Grupo D, e obteve classificação antecipada à fase eliminatória do Aberto do Soberano de Presidente Lucena. Também na disputa, a AFA/Grendene encara a UJR neste sábado e precisa da vitória para avançar.

Muth e Veteras na frente

O Municipal de Bochas 48 abriu o returno no sábado. Jogando em casa, o Bar do Muth venceu o Bar do Alemão, o Veteras triunfou sobre o Nossa Senhora de Fátima e o Nik’s derrotou o Bar do Radinho. O Muth lidera com 6 vitórias, ao lado do Veteras, mas leva vantagem nos pontos. Em 3º está o Nik’s com 5 vitórias, o Alemão está com 4 e, dividindo o 5º lugar, Retcha’s Bar e Radinho, ambos com 2 vitórias. O Fátima segue na lanterna, ainda sem vencer. A 2ª rodada do returno acontece neste sábado, às 16h. No Burati, o Bar do Alemão enfrenta o Retcha’s Bar. No Centro, o Nik’s Bar mede forças com o Nossa Senhora de Fátima. No bairro Alvorada, o Veteras Bar duela com o Bar do Muth. O Bar do Radinho folga.

Vinhedos e Rancho lideram

Já no Municipal de Bochas Tiro e Ponto, a 2ª rodada do returno teve seu complemento no último sábado. O CTG Rancho de Gaudérios venceu o Sócios do Aldeia por 3 a 0 e o Aldeia Farroupilha triunfou, pelo mesmo placar, sobre o Veteranos do Rancho. O Vinhedos lidera com 18 vitórias e saldo melhor que o Rancho, que também conta com o mesmo número de vitórias. Aldeia Farroupilha e Veteranos do Rancho dividem o 3º lugar, com 8 vitórias. Em 5º está o Sócios do Aldeia, com 6 e, na lanterna, o Tavares, com 5 vitórias. Neste sábado, às 13h45min, o Rancho de Gaudérios duela com o Tavares e o Sócios do Aldeia com o Aldeia Farroupilha. No domingo, no mesmo horário, em jogo isolado, o Vinhedos encara o Veteranos do Rancho.


19

FARROUPILHA, 29 DE SETEMBRO DE 2017

HANDEBOL SOLIDÁRIO

Torça e colabore com o HBSC Apahand/UCS/Farroupilha se despede da Liga Nacional atuando no Saturno com ação em prol do Hospital São Carlos

P

artida que encerra a participação da Apahand/UCS/ Farroupilha na Liga Nacional de Handebol Feminino, o confronto contra o Cascavel acontece na próxima quinta, às 20h, no Ginásio da Associação de Desportos Saturno, em Caravaggio. Será a primeira vez que o time farroupilhense/caxiense atuará na cidade em uma partida oficial. Embora não tenha mais chances de obter a classificação na Conferência Sul/Sudeste da disputa, o confronto promete ser marcante também por outros motivos. A Apahand repassou, às Voluntárias da Saúde, mil ingressos para o duelo contra as paranaenses. Cada torcedor que comparecer com um ticket distribuído estará garantindo R$ 7,00 ao Hospital Beneficente São Carlos (HBSC). Ou seja, se todos comparecerem, serão R$ 7 mil que a Apahand repassará às Voluntárias para os trabalhos de melhoria da instituição de saúde. Portanto, se você conta com ingresso, vá ao jogo. Se não puder comparecer, repasse a quem puder.

Ramon Cardoso

A entrada é individual, já que o objetivo é, além da nobre ação solidária, fazer com que muitos torcedores compareçam para prestigiar a equipe na despedida da Liga Nacional e também estreitar os laços da equipe com Farroupilha, por meio da parceria realizada neste ano com a prefeitura e com o patrocínio máster da Grendene. A entrada para o confronto é franca. As Voluntárias, que já distribuíram os mil ingressos, informam que haverá um posto de coleta para quem quiser contribuir com a doação de alimentos não perecíveis para o Hospital. Enfim, em Farroupilha Equipe faz estreia na cidade no duelo de despedida da Liga Nacional de Handebol

Liga Nacional de Handebol Feminino (Conferência Sul/Sudeste)

X

7ª e última rodada da 1ª fase Quando: próxima quinta Horário: 20h Onde: Ginásio do Saturno Quanto: entrada franca, mas quem puder contribuir haverá um posto de coleta de alimentos não perecíveis para o HBSC

Após década, Stock retorna à Argentina

D

epois de 10 anos, a principal categoria do automobilismo nacional volta a ser disputada em solo estrangeiro. A última vez que a Stock Car ocorreu fora do País foi justamente em Buenos Aires, que

sedia a prova dominical no autódromo Oscar Alfredo Gálvez. Se não é a primeira prova da Stock fora do Brasil é a do farroupilhense Márcio Campos. “É minha estreia correndo fora do País e não há a menor dúvida que será uma prova especial, já que a categoria não tinha no exterior desde 2007.

Muito feliz por estar participando desse momento e minha expectativa é a melhor possível, pois a equipe vem de uma melhora na performance e espero evoluir nesta etapa”, declarou o piloto, que está em 27º, com 25 pontos. Os treinos livres na Capital argentina serão abertos nesta sexta, a

partir das 13h20min, e seguem no sábado, às 10h10min. O classificatório está marcado para o sábado à tarde, a partir das 14h. As corridas da 9ª etapa são no domingo, às 14h e 15h10min. O SporTV transmite a tomada de tempo para a formação do grid e as duas provas.


LITERATURA

PRIMEIRO PARÁGRAFO E SÉTIMA ARTE

Dolores Maggioni comanda edição inaugural do Órbita Literária, que trata da vida do padre Oscar Bertholdo, na próxima segunda, no Arco da Velha Livraria & Café, como parte integrante da programação da 33ª Feira do Livro de Caxias do Sul Capa do Inside

Imagens: Reprodução

Rocheli Camargo

A poetisa desvela o poeta Da turbulência à estabilidade

Livro de Fiuza e filme de Bittencourt explicam momento chave da história contemporânea brasileira Inside, páginas 8 a 11

ECONOMIA

Entre os melhores da Avaliação Nacional de Vinhos Moscato Giallo, da Cooperativa Vinícola São João, e Merlot, da Casa Perini, ficam entre os 16 mais representativos da safra 2017, na 25ª edição do tradicional concurso Página 10 e Editorial


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 29 DE SETEMBRO DE 2017

PREVENÇÃO

E o seu coração, como vai? Alerta chama atenção para hábitos que colocam em risco a saúde do órgão central do aparelho circulatório

N

esta sexta é lembrado o Dia Mundial do Coração e por falar nisso, como vai o seu? Uma campanha realizada pela Sociedade Brasileira de Cardiologia propõe ajudar a combater essas doenças, principais causas de morte no Brasil. O movimento lembra que a boa saúde só depende de alguns cuidados e de escolhas conscientes. Reforça que ter hábitos saudáveis, ir ao cardiologista e seguir corretamente suas orientações são condições indispensáveis para manter o coração mais tranquilo e em plenas condições. Mas a questão também é: como sei se estou no grupo de risco? A orientação da Sociedade Brasileira de Cardiologia é que a população mantenha em dia o controle da glicose, colesterol (Total, LDLc, HDLc), triglicérides, pressão arterial e Índice de Massa Corporal (IMC). De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), 80% dos casos de ataques cardíacos e infartos prematuros poderiam ser evitados com ações preventivas. Muitas vezes são doenças silenciosas, não apresentando sintomas, por isso a importância em manter consultas regulares e exames de rotina.

Entre as principais causas de risco para doença cardíaca está o sedentarismo, o que já é considerado o mal do século. A recomendação é combinar uma alimentação equilibrada à prática regular de exercícios. É importante lembrar que caminhadas diárias de 30 minutos são uma boa opção para começar.

o

çã

lga

vu Di

Atenção aos demais comportamentos de risco A hipertensão, colesterol elevado, diabetes, álcool, tabagismo, obesidade e estresse são outros fatores que prejudicam a saúde cardíaca. As doenças do coração vitimam 17,5 milhões de pessoas no mundo por ano, de acordo com a OMS. No Brasil são 300 mil. A obesidade é a grande vilã da saúde cardiovascular, sendo as mulheres as mais prejudicadas. A hipertensão também tem sua parcela de culpa: pressão alta danifica vasos e artérias e é um dos principais fatores de risco. Cerca de 50% dos brasileiros acima de 65 anos sofrem deste mal. Ainda de acordo com o Ministério da Saúde, o colesterol afeta 77 milhões de pessoas e o diabetes é outro fator que congestiona a circulação e causa danos à parede dos vasos.

Ações preventivas Cerca de 80% dos ataques cardíacos e infartos prematuros poderiam ser evitados

Confira dicas para melhorar o seu coração

* Pratique exercícios físicos * Mantenha uma alimentação equilibrada * Controle o colesterol, a pressão arterial e o diabetes * Não fume, modere o álcool e evite o excesso de sal * Use os medicamentos prescritos adequadamente * Vá ao cardiologista regularmente e siga as orientações médicas * Cultive momentos de lazer


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 29 DE SETEMBRO DE 2017

Reconstrução total com Microblading fi Técnica inovadora, que causa menos desconforto e agressão à Adeline Stein *

E

sta técnica pode ser uma ótima alternativa para as pessoas que têm a sua autoestima afetada devido ao problema com as sobrancelhas. A correção pode ser feita tanto em mulheres quanto em homens. Além de corrigir já com a coloração da região onde há as falhas, a agulha usada no processo ainda auxilia para a melhora da circulação sanguínea no local, melhorando também o crescimento dos fios. Nem sempre é possível atingir o traçado ideal de uma sobrancelha somente com um design de pinça, principalmente quando ela apresenta muitas falhas, diferenças no comprimento e problemas de simetria, sendo nestes casos indicado a micropigmentação. A sobrancelha ideal para cada rosto é aquela com a qual naturalmente nascemos. O que se deve fazer é apenas delinear, melhorando o traçado, dando uma harmonia melhor aos olhos e a face. Embora haja padrões de desenho e visagismo, não há necessidade de segui-los. O objetivo é a busca pela harmonia do traçado. É possível fazer melhorias nas diferenças assimétricas que deixam a aparência triste e envelhecida. Em muitos casos acaba-se adiando o uso do botox pelo aspecto jovial obtido com esse simples procedimento. Quando jovens, as sobrancelhas são quase sempre perfeitas e simétricas, mas com o passar dos anos as expressões faciais, os “tiques”, e até as modelagens mal realizadas acabam mudando a simetria natural das sobrancelhas.

Modalidade permite corrigir eventua


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 29 DE SETEMBRO DE 2017

l das sobrancelhas fio a fio pele, está cada vez mais sendo procurada para corrigir as sobrancelhas Fotos: Divulgação

Resultado positivo ais falhas e fazer reconstituição perfeita

Como funciona a micropigmentação fio a fio?

A reconstrução da sobrancelha com a técnica Microblading consiste na adaptação de uma técnica milenar desenvolvida pelos japoneses e chineses na arte de adornar o corpo. Sua aplicação mecânica faz desnecessário o uso de equipamentos elétricos, tirando de cena o barulho sibilante da agulha em contato com a pele. Esta técnica pode durar de 8 meses até 2 anos, pois atinge somente a primeira camada da pele e, conforme a pele vai se renovando, o pigmento vai clareando precisando de retoque em torno de 1 a 2 anos. Sua aplicação é superficial promovendo uma fixação suave dos pigmentos e menos agressão à pele, menos dor, menos desconforto e um resultado muito satisfatório. Com esta técnica podemos reconstruir totalmente as sobrancelhas quando não há pelos, corrigir falhas por falta de pelos ou por cicatrizes, refazer o design adequado ao rosto ou simplesmente corrigir pequenas falhas. O tempo de duração depende da pele e de hábitos de cada pessoa, a forma como se desenha os fios também depende de cada pessoa, por isso é sempre feito uma avaliação antes do procedimento, para fazer simulação e avaliar a pele. No procedimento é feito o design da sobrancelha antes, aplicação de pomada anestésica e, por fim, a técnica fio a fio. * Micropigmentadora e Designer de Cílios


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 29 DE SETEMBRO DE 2017

CAMPANHAS

Outubro do Rosa e Azul Atividades promovidas pela prefeitura e por diversas instituições são voltadas à prevenção do câncer de mama e de próstata

P

ara conscientizar a população sobre a importância de cuidar da saúde agora para evitar doenças futuras, a prefeitura promove campanha alusiva ao Outubro Rosa, que lembra a prevenção ao câncer de mama, e ao Novembro Azul, que alerta sobre o câncer de próstata. As atividades iniciaram na última quinta com capacitação para agentes de saúde e de combate a endemias. A programação ainda inclui as Rodas de Conversa, um projeto do Gabinete da Primeira Dama e Coordenadoria da Mulher, reunindo profissionais de diferentes áreas para levar aos jovens assuntos relacionados ao cotidiano. Estão previstos encontros no Colégio Olga Ramos Bren-

Programação * Segunda 19h: Caminhada Luminosa Outubro Rosa/ Novembro Azul, com saída da Praça da Matriz Dia 7 Das 8h às 12h: Pedágio educativo com distribuição de folders na Praça da Matriz e pelas ruas centrais Dia 9 19h30min: Reunião jantar “Cenário econômico e político: atual momento e perspectivas para o Brasil”, com palestra da senadora Ana Amélia Lemos, no Restaurante Parque dos Pinheiros. Promoção da CICS Farroupilha

tano e com professores da Escola Estadual Vivian Maggioni. As atividades acontecem na próxima terça, nos dias 9, 10, 17 e 24. Serão disponibilizados às comunidades do interior acesso à exame clínico de mamas e coleta de citopatológico, o que também é oferecido nas Unidades Básicas de Saúde. Haverá iluminação especial na Praça da Matriz, prefeitura e na imagem de Nossa Senhora de Caravaggio. Decoração nas praças e em órgãos de serviços públicos. A Liga de Combate ao Câncer, em parceria com prefeitura, promove exposição de fotos “Calendário 2018: Solidariedade um Ato de Amor”, no Centro de Atendimento ao Cidadão (Ceac) e Centro Administrativo. Também haverá palestras em empresas. Dia 18 Das 13h30min às 17h: Reiki no Ceac para funcionários da prefeitura Dia 19 19h: Concerto Outubro Rosa/Azul, com participação do médico cardiologista Jairo Monson e da enfermeira Tatiana Soares com a palestra “Vinho como parte de um estilo de vida saudável”, na Casa de Cultura. Destinada a parceiros e apoiadores da Secretaria da Saúde Dia 20 8h: Bom dia de Negócios, na CICS, com palestra da nutricionista Veridiana Argenta 14h: Palestra “Vigilância do Lar” com nutricionista Sabina Bartz, no salão nobre da prefeitura Dia 25

Campanha Outubro Rosa/Azul Ações lembram a importância de cuidar da saúde

13h30min: Curso de panificação voltado ao Grupo Maturidade Ativa do Sesc e comunidade em geral, no Instituto Mix 19h: Palestra “Mulher e a Saúde Emocional” com a psicóloga e coach Marilisa de Almeida, no Legislativo. Entrada: alimento não perecível repassado à Liga de Combate ao Câncer 9 de novembro 14h: Palestra “Outubro Rosa, Novembro Azul”, no Salão de Linha Paese (3º Distrito) 16 de novembro 14h: Palestra “Outubro Rosa, Novembro Azul”, no Salão de Linha Caçador (3º Distrito) * As atividades são realizadas pela prefeitura e por diversas outras entidades engajadas na causa


Teatro

Grupos farroupilhenses preparados para o Motin, que ocorre ao longo deste sábado, em Pareci Novo Página 3

Inside

Dança

Escola Fêmina é destaque no Sul em Dança e conquista nove prêmios em diversas categorias na 15ª edição Página 5

POESIA

O mundo bucólico de Oscar Bertholdo Dolores Maggioni discorre sobre obra do poeta em Órbita Literária, na Feira do Livro de Caxias do Sul, na próxima segunda

V

ida e obra do poeta farroupilhense Oscar Bertholdo serão retratadas por Dolores Maggioni na 1ª Órbita Literária da 33ª Feira do Livro de Caxias do Sul. O evento, aberto ao público, acontece na Do Arco da Velha Livraria & Café, na próxima segunda, às 20h. A escritora abordará os diversos estágios poéticos do extenso acervo de Bertholdo, como “Vale”, “Infância”, “Perda e Busca”, “Esperança dos Sonhos” e “Mundo Bucólico”. Neste último, Dolores pretende traçar um paralelo entre a poesia anti-urbana de Bertholdo e a poesia urbana de autores como Mário Lago, Caetano Veloso e Vinicius de Moraes. “O Vale foi o termo mais utilizado na poética de Bertholdo e também o termo mais explorado entre todos os poetas bra-

sileiros. Para ele, elementos como as manhãs claras e perfumadas, noites estreladas, campinas, campanário e parreirais eram a imagem perfeita da paz”, ilustra Dolores, acrescentando que, por se tratar de um poeta do interior, Bertholdo não teve toda a valorização que merecia em vida. “Infelizmente nós perdemos a oportunidade de ter um farroupilhense na Academia Brasileira de Letras. Ele morreu de uma maneira perversa com requintes de crueldade”, lamenta a poetisa, recordando o assassinato do padre, em 1991. Durante a Órbita Literária, Dolores declamará alguns poemas, explicando um pouco sobre a singularidade do poeta ao escrever. Conforme ela explica, Bertholdo não se submetia às regras estéticas da poesia tão grande era sua inspiração com as palavras. “A criação poética de Oscar Bertholdo era como uma cascata. As palavras jorravam

Rocheli Camargo

Rocheli Camargo rocheli@jornalinformante.com.br

Órbita Literária Colunista do Jornal Informante, Dolores adentra universo do poeta farroupilhense no Arco da Velha Livraria & Café

sem trégua. Como muitos poetas disseram, ele não escrevia, ele se deixava escrever”, sublinha. Na oportunidade, ela também distribuirá exemplares de “O Fazedor de Lonjuras”, obra póstuma do escritor, publicada em 2011.

Programe-se O que: Órbita Literária com Dolores Maggioni sobre Oscar Bertholdo Quando: na próxima segunda, às 20h Onde: Do Arco da Velha Livraria & Café (Dr. Montaury, 1570), em Caxias do Sul Quanto: entrada franca


Inside

2

FARROUPILHA, 29 DE SETEMBRO DE 2017

Cinemas Shopping Iguatemi (RST-453, quilômetro 3,5) Cinemas GNC 1: Divórcio - às 14h10min, 16h20min (com legenda descritiva), 18h40min e 21h GNC 2: Mãe! - às 14h20min e 19h20min (dublado), 16h50min e 21h40min (legendado) GNC 3: Emoji: O Filme (dublado) - às 13h20min (com legenda descritiva) e 15h20min GNC 3: O Assassino: O Primeiro Alvo - às 17h20min GNC 3: Feito na América - às 19h35min (legendado) e 21h55min (dublado) GNC 4: Kingsman: O Círculo Dourado - às 13h30min (dublado), 16h (legendado), 19h (dublado e em 3d) e 21h45min (em 3d) GNC 5: Lego Ninjago: O Filme (dublado) - às 13h40min, 15h45min e 19h55min (em 3d), 17h50min (com legenda descritiva) GNC 5: Feito na América - às 22h GNC 6: It - às 13h50min e 19h10min (dublado), 16h30min e 21h50min (legendado) Ingressos: segunda, quarta e quinta (exceto feriado) a R$ 20,00 e R$ 26,00 (salas 3d); terça (exceto feriado) R$ 14,00 e R$ 18,00 (salas 3d); sexta a domingo e feriado a R$ 25,00 e R$ 32,00 (salas 3d). Meia entrada todos os dias para menores de 18 anos e maiores de 60 (mediante apresentação de identidade), estudantes (mediante apresentação de Carteira de Identificação Estudantil) e para o Movie Club Preferencial.

Imagem: Reprodução

Shopping San Pelegrino (Avenida Rio Branco, 425) Cinépolis 1: Lego Ninjago: O Filme (dublado e em 3d) - às 14h e 16h15min Cinépolis 1: Kingsman: O Círculo Dourado - às 18h30min (dublado e em 3d) e 21h30min (legendado e em 3d) Cinépolis 2: Lego Ninjago: O Filme (dublado) - às 14h45min, 17h e 19h30min Cinépolis 2: Mãe! - às 22h Cinépolis 3: Divórcio - às 14h15min, 16h45min, 19h15min e 21h45min Cinépolis 4: Emoji: O Filme (dublado) - às 15h Cinépolis 4: Polícia Federal: A Lei é Para Todos - às 17h15min e 19h45min Cinépolis 4: It (dublado) - às 22h10min Cinépolis 5: It - às 15h30min e 18h15min (dublado), 21h (legendado) Cinépolis 6: Kingsman: O Círculo Dourado - às 14h30min e 17h30min (dublado e em 3d), 20h30min (legendado e em 3d) Ingressos: nas salas tradicionais, segunda a R$ 20,00; terça e quarta (exceto feriado) a R$ 14,00; quinta a R$ 24,00; sexta a domingo e feriado a R$ 25,00. Nas salas 3d, segunda a R$ 27,00; terça e quarta (exceto feriado) a R$ 18,00; quinta a R$ 30,00; sexta a domingo e feriado a R$ 31,00.

Sala de Cinema Ulysses Geremia (Luiz Antunes, 312) Afterimage - de sexta a domingo, às 19h30min Matinê às 3: Colcha de Retalhos - quinta, às 15h Ingressos: R$ 10,00 e R$ 5,00 (estudantes e sênior)

Feito na América O policial dirigido pelo cineasta Doug Liman, com Tom Cruise no papel do piloto de avião Barry Seal, ingressa em sua última semana em cartaz


FARROUPILHA, 29 DE SETEMBRO DE 2017

Inside

3

Para se desacomodar Alunos da Fábrica de Sonhos realizam Mostra de Teatro Independente (Motin), neste sábado, em Pareci Novo

Intercâmbio artístico Crianças e jovens se reúnem anualmente para trocar experiências teatrais

D

esacomode-se é a palavra de ordem dos alunos de teatro da Fábrica de Sonhos neste ano. O grupo, da Marca Produções Culturais, conta com uma centena de estudantes de Farroupilha e também dos municípios de Portão e Pareci Novo, cidade que sediará a 8ª edição da Mostra de Teatro Independente (Motin), neste sábado, entre 9h e 22h. “O Motin é um evento temático. A cada ano refletimos sobre um tema importante para a formação dos alunos e, neste ano, a síntese de nossa escola foi a palavra ‘desacomode-se’, tendo em

vista a situação social e política de nosso País. Oportunizamos aos alunos a reflexão sobre estas questões tendo a arte como elemento central na formação de novos transformadores sociais”, frisa o coordenador do projeto, Cássio Azeredo, destacando também a importância do intercâmbio entre os jovens das três cidades. De Farroupilha, participam crianças e jovens do Centro Ocupacional Senador Teotônio Vilela, Casa da Criança Odete Zanfeliz, Escola Antonio Minella, Centro de Educação Complementar (CEC) 1º de Maio e Grupo Farroupilha de Artes Cênicas (GFAC).

A programação compreende oficinas de artes circenses e de esportes, como o slackline, almoço, lanche e festa de confraternização. Apresentações artísticas também vão abrilhantar o Motin, com a peça “Andarilho”, do grupo portoalegrense Clareira de Teatro e, ainda, com a performance de bambolês e a peça “Macbeth e o Reino Sombrio”, do Coletivo Órbita, de Montenegro. A trilha sonora do evento estará a cargo da banda farroupilhense Verso Jovem. O encontro será realizado no Salão Paroquial São José, nas escolas Beato Roque e São Francisco e na Sociedade da Várzea.

William Posser

Teatro


Inside

4

Gustavo Pimentel

gustavospimentel@yahoo.com.br

A Carta de Palocci

* Advogado

Agenda SEXTA

Show com Gervasoni Trio Boteco Antonielle, às 22h

QUARTA

Tangos: Recital de Piano e Clarinete Casa de Cultura, às 19h30min

2º República Palco Aberto República Beer, às 23h Brilha Som no Boteco Boteco do Chá, às 23h30min

SÁBADO Wine & Burguer: Outubro ou Nada Casa Perini, às 12h Chopp Fest de Casais Clube Santa Rita, às 21h Show sertanejo com Marcus & Fabiano Boteco Antonielle, às 22h Tributo aos Beatles com banda The Bentles República Beer, às 23h

Divulgação

Caiu como uma verdadeira bomba a carta de desfiliação do Partido dos Trabalhadores (PT) escrita por Antonio Palocci. Atrevo-me a dizer que esta carta, para mim, teve uma simbologia muito maior do que o depoimento prestado ao juiz Sérgio Moro, no início do mês, em que o ex-ministro da Fazenda do governo Lula demonstrou ter a intenção de colaborar com a justiça. Na carta, Palocci demonstra lucidez e uma incrível capacidade cognitiva que justifica a opinião daqueles que eram mais próximos à cúpula do PT: tratava-se realmente de uma das figuras políticas mais bem preparadas dentro dos quadros do partido. Em um texto claro e direto, Palocci não apenas ratifica a veracidade de todos os fatos que contou em seu depoimento à justiça como vai além, fala do sistema de corrupção e propina que se encrostou no partido ao longo dos últimos governos, das negociações diretas de Lula por propina, do erro do partido em ter escolhido Dilma como sucessora de Lula, entre outras coisas. Palocci deixa bem claro que havia, sim, um projeto de poder e que este foi realmente implantado no País, mas acabou caindo por terra justamente no seu auge, em razão da sucumbência de seus dirigentes e especialmente de Lula à corrupção. De fato, ele tem razão. O segundo governo Lula foi, sem dúvida, o melhor governo já visto na era da redemocratização do País, tanto é que conseguiu fazer como sua sucessora Dilma Rousseff, uma ex-terrorista formada em Economia, cujo único mérito que havia alcançado tinha sido o de falir uma lojinha de R$ 1,99. É bem verdade que Lula não teve que lutar contra a aterrorizante inflação que existia no Brasil na era FHC, mas ainda assim os avanços do governo petista, especialmente nas áreas sociais e econômica, são inquestionáveis. O País viveu uma época de bonança: de juros controlados, pleno emprego e desenvolvimento econômico. Para o ex-ministro, Lula, contaminado com o sucesso, deixou de lado a imagem de menino retirante para se tornar o inescrupuloso chefe de uma das maiores organizações criminosas do Brasil. O fato talvez mais relevante na carta é que Palocci confirma que realizou uma colaboração premiada com o Ministério Público Federal e que os fatos narrados por ele ao juiz Sérgio Moro foram apenas os que tinham pertinência com aquele processo, ou seja, a verdadeira colaboração-bomba ainda está por vir. A carta de Palocci deve ser saudada por todos, não porque ele demonstra humildade (ainda que tardia) ou porque confessa crimes cometidos por ele, por Lula e pelo Partido dos Trabalhadores, mas sim porque revela uma luz no fim do túnel, uma esperança de que é possível, sim, que a justiça vença as organizações criminosas que tomaram de assalto a República e tanto mal causaram ao País. Como disse o ex-ministro, resta agora saber se a militância e a direção do Partido irão deixar de se comportar como uma seita guiada por uma suposta divindade que se intitula a alma mais honesta do País, mas que transfere a responsabilidade de todos os seus crimes para a ex-mulher morta.

FARROUPILHA, 29 DE SETEMBRO DE 2017


FARROUPILHA, 29 DE SETEMBRO DE 2017

Dança

Inside

Claudio Etges

Escola farroupilhense foi muito premiada em Festival que encerrou na terça

A

Guilherme Macalossi cisperter@hotmail.com

Fêmina conquista nove medalhas no Sul em Dança

Vitória Régia Pequenos talentos da Fêmina: 12 bailarinas, com idades entre 5 e 9 anos, foram premiadas com o 2º lugar

Fêmina Escola de Dança representou Farroupilha na 15ª edição do Sul em Dança. As bailarinas trouxeram para casa medalhas de 1º, 2º e 3º lugar em nove das 10 apresentações. O evento aconteceu entre os dias 18 e 26 deste mês, no Teatro do Sesi, em Porto Alegre. “As meninas estavam muito bem preparadas e este ano estava muito forte a concorrência, pois o Sul em Dança é um dos concursos mais importantes do Brasil. Foi representado por todo o Departamento de Cultura do Rio Grande do Sul”, salienta a diretora da Fêmina, Fabiana Corá, que

5

levou 82 bailarinas para o festival. A coreografia “Animais Selvagens”, conquistou o 1º lugar. Já as danças “Seres Místicos”, “Sereias”, “No Fundo do Mar”, “Vitória Régia”, “Coming Home” e “Borboletas” garantiram a 2ª colocação. As apresentações “Piratas” e “Formigas” também foram premiadas, com o 3º lugar. Mais de 5 mil crianças, jovens e adultos participaram do concurso, que contou com apresentações de jazz, balé clássico, balé clássico de repertório, dança contemporânea, danças urbanas, danças folclóricas e estilo livre. Os bailarinos foram avaliados nas categorias Baby Class, Infantil, Infanto-Juvenil, Juvenil e Adulto.

Aécio Neves e a armadilha moralista da esquerda A direita sempre foi refém do moralismo. Não por oportunismo, como a esquerda das últimas décadas, mas por convicção inocente. Não é por acaso que hoje são os setores da direita os mais radicais apoiadores das patuscadas protagonizadas pelo Rodrigo Janot e pelo Ministério Público Federal. É parte da direita que quer “todos na cadeia” e as benditas “Dez Medidas contra a Corrupção”, ainda que boa parte delas sejam autoritárias e inconstitucionais. Mas por que se importar com o ornamento legal presente se a pretensão é a de termos um Brasil “passado a limpo”? A ética virou a utopia de nossos liberais e conservadores. Sabedora disso, a esquerda faz destes setores da direita os seus idiotas úteis. A narrativa de que as práticas de todos os partidos são iguais, criada na época do Mensalão, só ganhou força depois do advento da Operação Lava Jato. A ideia de uma corrupção revolucionária, erigida para manter o poder hegemônico do PT, se perdeu em meio ao denuncismo irresponsável. Lula, Michel Temer, Aécio Neves, José Dirceu, Geddel Vieira Lima, Renan Calheiros, Antônio Palocci e os deputados do baixo clero de siglas nanicas foram nivelados. Em 2014, Aécio Neves foi visto por muitos direitistas como uma mera alternativa aos 14 anos de PT, embora longe de ser o nome dos sonhos. Facilitou o fato de o candidato ter se postado com maior altivez do que seus correligionários em pleitos anteriores. No curso das investigações da Lava Jato, Aécio acabou envolvido em uma série de denúncias por parte do Ministério Público Federal. Entre as acusações, corrupção e obstrução de Justiça. Na medida em que seu nome ia aparecendo no noticiário do escândalo, sua popularidade junto ao então eleitorado de oposição ao PT ia diminuindo. Esta semana, a Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal resolveu afastar Aécio Neves do Senado pela segunda vez. Votaram nesse sentido os ministros Roberto Barroso, Luiz Fux e Rosa Weber. Além disso, determinaram que o senador se recolha em sua casa durante a noite, não deixe e País e não mantenha contato com outros investigados. Inebriada pela sanha punitiva, parte da direita se apressou em condenar Aécio por antecipação, ainda que nem réu ele de fato seja. Alguns, mais exasperados, chegaram a declarar publicamente o arrependimento de ter votado em Aécio. Tudo para poder bater no peito, em direção aos petistas, e dizer: “não tenho bandido de estimação!”. Diferente de Lula, que já foi condenado em 1° instância, o STF ainda não recebeu as denúncias feitas pela Procuradoria Geral da República contra Aécio. É cedo, portanto, para determinar sua culpabilidade. Mesmo assim, o estrago já está feito. Todas as pesquisas de opinião mostram que Aécio derreteu politicamente. É improvável que consiga até mesmo a reeleição em seu Estado natal. Lula, entretanto, permanece firme e forte. Mesmo com a sentença de Sérgio Moro no caso do triplex, mesmo com as revelações de Palocci, mesmo com os documentos sobre o Instituto Lula fornecidos pela Odebrecht. O ex-presidente continua batendo seus adversários nos cenários eleitorais e já está em campanha. A direita continua atirando aqueles que representam algum tipo de oposição ao PT no cadafalso. O Aécio de hoje é o Demóstenes Torres de ontem. Eis aí a armadilha moralista dos esquerdistas. A todo momento o eleitorado conservador é desafiado por eles a reafirmar sua defesa intrínseca da ética. De bom grado, cabeças são entregues, ainda que contra elas possam pesar denúncias frágeis. Ao invés de aplaudir os direitistas pela sua coerência moral, os esquerdistas apenas reforçam seu desafio, exigindo mais cabeças em um círculo vicioso insano. Enquanto isso, reafirmam a narrativa de que “todos são iguais”, e como prova exibem os cadáveres políticos cedidos gentilmente pelos próprios adversários. * Redator e radialista


Neimar De Cesero

F

Comédia

arroupilha recebe o espetáculo inédito “A Vida não tá nem aí pro teu Planejamento”, no próximo dia 7, no Auditório da UCS Farroupilha. O show no estilo stand up comedy é estrelado pelo humorista Nando Viana e está com os ingressos à venda na Loja Multisom e pelo site www.minhaentrada.com.br. A classificação é 14 anos e a realização é da Artistaria Produtora de Humor.

Eco do Meu Grito

O Rancho de Gaudérios ultima os preparativos para o 3º Baile Eco do Meu Grito. O evento, no próximo dia 7, inicia com jantar, às 20h. Na sequência, o grupo do CTG irá apresentar danças gaúchas estilizadas, passando pelo country e chegando ao xaxado do Nordeste. Após, acontece baile com o grupo Canção Nativa, de São Leopoldo. Informações pelo fone 999.575.810.

Noite Solidária

Carlos Eduardo Finimundi e Amanda Cignachi curtiram o Baile promovido pela Associação dos Estudantes Intermunicipais

Cristiano de Oliveira

Ana Laura Sla Maria Juçara da em sua festa Restaurante P

Neimar De Cesero

O Hotel Intercity de Caxias do Sul promove, na próxima sexta, mais uma edição da Noite do Nhoque Solidário. O evento conta com cardápio assinado pelo chef Antonio Bosco e conta com diferentes sabores de nhoques e molhos. O ingresso custa R$ 40,00.

Lançamento

Fique por D

A marca Detalhe Básico, com loja ça sua nova Coleção de Verão, que sorts em meio ao deserto. A linha co midi, blazers, pantacours e maxi cam cebem clientes e amigas para um co

Festa

O Boteco do Chá recebe, em seu nesta sexta. O grupo, já conhecido d a noite na casa, com discotecagem

Oktober

Pedro Marmentini e Joana Ruschel, elegantes no Baile Social realizado pela AFEI, no dia 16

Andressa Florencio e Carlos Alexandre Chiari marcaram presença no Boteco do Chá, na semana passada

O espaço Estação Blauth promo no dia 7 de outubro. O evento tem show das bandas Blue Label e AC/D tam R$ 20,00 o normal e R$ 100,0 pra seja antecipada.


Diego Frigo

Daniela Xu

A empresária caxiense Regina Bellini movimentou as dependências da Villa Basílico, no complexo Fabbrica, por conta da 14ª edição do desfile benemerente que comandou na última quarta

Sertanejo

No dia 14, Caxias do Sul recebe um mega show sertanejo com a Dupla Maiara e Maraisa e a cantora Marília Mendonça. O evento acontece no Parque da Festa da Uva, com abertura dos Portões às 18h. A realização é da GDO Produções, X9, Wood’s Caxias e WorkShow.

aviero Dal Piva, ladeada pela vó Luz e pela mãe Vanessa Slaviero, a de 15 anos, comemorada no Parque dos Pinheiros, no sábado

a no Centro de Compras, lanfoi inspirada no luxo dos reonta com peças como saias misas. Para o lançamento reoquetel no final de semana.

Tondello Fotografia

Dentro

u palco, a banda Brilha Som dos gaúchos, promete agitar m de Cris Pacheco.

ove o evento Rocktoberfest m início às 12h e conta com DC Cover. Os ingressos cus00 o open beer, caso a comA pequena Maria Clara recebeu o carinho dos pais Nadir Pelegrini e Andressa Silveira na celebração do seu primeiro aninho, com festinha realizada na Pilim Pim Pim


Inside

8

Armando Wartha armandowartha@yahoo.com

Brasil em tempos de “não dá nada” A expressão “não dá nada”, caso fosse elevada ao rigor dos termos da linguagem lógica, significaria que, toda e qualquer situação possível haveria de resultar em “alguma coisa”, pois, nessa modalidade de comunicação, as negações não e nada, juntas, resultam em afirmação (não+não=sim). Logo, “não dá nada”, quer dizer que redundará, sim, em alguma coisa. Para melhor entender, funciona de modo análogo à lei da Física: para cada ação haverá uma reação, com proporcional força contrária. Contudo, parece que o atual Brasil desconhece essa linguagem... Para sair do campo teórico e ingressar no terreno prático, que é o que nos interessa, tomemos a nossa conhecida impunidade como exemplo. Quando o bandido (ou a quadrilha) projetava um roubo, um assalto, uma invasão, caso ocorresse no período da Ditadura Militar, por exemplo, este (estes) tomava o máximo cuidado, até nos mínimos detalhes, porque sabia que, se fosse pego, “daria em alguma coisa”. Ou seja, sabia que essa ação fora da lei resultaria em uma reação de proporcional força contrária. Hoje, contudo, como o bandido é sabedor de que “não dá nada”, sequer tem a preocupação de cobrir o rosto, pois, mesmo sendo preso (coisa rara), sabe que sairá da Delegacia antes mesmo do policial que o prendeu, porque este terá de preencher um calhamaço burocrático, tomando mais tempo do que o tempo necessário para o já liberto praticar novo assalto. Ou seja, “não dá nada”. Para seguir nessa linha e reforçar a tese, é preciso sair das lixeiras das ruas e subir às luxuosas coberturas. Ou seja, esquecer do bandido vira lata e adentrar no sofisticado mundo do criminoso de colarinho branco. Antigamente, durante o período já citado, o bandido de alto nível (político), antes de assaltar os cofres públicos, tomava todos os cuidados possíveis, só o praticando de posse da plena certeza de não ser pego com a mão na massa, pois era sabedor de que, caso fosse descoberto, as consequências seriam iguais às da lei da Física: punição de força proporcional à ação. Hoje, nos tempos do “não dá nada”, o bandido de Alto Escalão deixa malas e caixas abarrotadas de dinheiro, fruto da corrupção, num determinado apartamento, e pinta patinhas de coelho na calçada, indicando a porta, para que a polícia encontre. Esse ato, que parece descuido, nada mais é do que disfarce, pois a verdadeira fortuna está depositada em qualquer paraíso fiscal, à espera do dono, para desfrutar, por várias gerações. Livre, inclusive, do Imposto de Renda... Diante dessas facilidades e vivendo em tempos de “não dá nada”, não dá uma coceirinha na mão? Não? Ah, fala sério... Pensem nisso! * Escritor e bacharel em Filosofia

FARROUPILHA, 29 DE SETEMBRO DE 2017

Primeiro Parágrafo

Dando nome e mérito aos bois “3.000 Dias no Bunker”, do jornalista Guilherme Fiuza, explica a história do Plano Real, desde a medida embrionária que lançou as bases para sua consolidação até as pesadas brigas com o mercado em busca da sedimentação da moeda

N

o início dos anos 90, o Fundo Monetário Internacional (FMI) lançava o Plano Brady, que renegociada a dívida externa de diversos Países a partir da compra de títulos emitidos pelo Tesouro Americano. O Brasil não dispunha do valor solicitado em garantia para ingresso na nova operação, cerca de US$ 2,8 bilhões, e o jeito era se curvar ao FMI, como outros já tinham feito. O problema era que o Fundo, vítima de sucessivos calotes, agendas rasgadas e instabilidades comuns na política econômica do País, não estava disposto a pagar para ver. Foi então que Pedro Malan, então presidente do Banco Central, e Gustavo Franco, diretor de Assuntos Internacionais, fizeram uma aposta ousada. Instalaram um operador da JP Morgan em Brasília, que atuaria como uma espécie de laranja, comprando o montante de dólares suficientes para o ingresso do Brasil a tempo de celebrar o acordo com o Fundo. A investida deu certo e o drible verde e amarelo no FMI correu o mundo. Em pouco tempo, o País emitia seus próprios títulos, respaldado na confiança gerada a partir do acesso ao Plano Brady de maneira independente. Porém, a meta de Malan e Franco era muito mais audaciosa. O objetivo do professor e aluno da Faculdade de Economia da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro era mudar a política econômica brasileira, sobretudo com for-

talecimento da moeda e controle da inflação. Os sucessivos planos fracassados arrastavam o País para um cenário cada vez mais aterrador: congelamento de preços, inflação nas alturas, perda do poder de compra, desabastecimento. Uma coisa levava a outra. O objetivo passou a se transformar em realidade a partir da nomeação do senador Fernando Henrique Cardoso, pelo presidente Itamar Franco, como novo ministro da Fazenda. FHC montou um time de respeito junto com Malan, equipe que incluía Franco, André Lara Resende, Persio Arida, Winston Fritsch e Edmar Bacha. Ou seja, os mais capacitados economistas do País. Eles integravam, junto com Clóvis Carvalho, que futuramente seria ministro da Casa Civil, o Conselho Monetário Nacional e logo uma urgente e necessária medida foi tomada para fechar um duto que escoava dinheiro público sem parar. A Lei 7492, de 1986, a chamada Lei do Colarinho Branco, determinava que instituições financeiras não poderiam emprestar recursos ao seu controlador, mas uma exceção era feita aos bancos estaduais, que podiam repassar dinheiro aos governadores. A dívida jamais era paga e apenas rolava. A medida excepcional foi abolida. A grande maioria dos bancos estaduais quebrou, os Estados se endividaram com a União, mas o recado foi claro: a política de farra fiscal que sempre vigorou no Brasil estava com os dias contados. Soma-se a isso um pente fino na balbúrdia que era o Orçamento Geral da União, com fechamento de


FARROUPILHA, 29 DE SETEMBRO DE 2017

Inside

Imagem: Reprodução

Primeiro Parágrafo

todos os ralos orçamentários, a base para o ataque derradeiro contra a hiperinflação estava sedimentada. A inspiração vinha de uma das ações mais notórias da história econômica. Hjalmar Schacht, o economista que presidiu o Banco Central Alemão, foi ministro da Economia do III Reich e tirou o País da crise gerada pela hiperinflação de 1923, reflexo direto da derrota alemã na I Guerra Mundial. A ideia era simples no papel, mas complexa na prática, e se inspirava no rentenmark alemão. O objetivo era o de criar uma outra moeda, que substituiria a atual, mas que não herdasse da presente a inflação do período. Seria uma ruptura, uma espécie de corte entre passado e futuro. Porém, seria difícil impedir que a nova moeda não fosse contaminada pela inflação. Para isso foi criada a Unidade Real de Valor (URV), um indexador que, durante quatro meses, seria o responsável pela conversão do problemático e inflacionado cruzeiro real para o descontaminado e limpo real, à época mais forte que o dólar americano. Cansada de planos fracassados, a população brasileira comprou a ideia. FHC deixou o governo

3.000 Dias no Bunker Autor: Guilherme Fiuza Gênero: Economia/Política Literatura Brasileira Ano de publicação: 2006 Editora: Record Nº de páginas: 331 Preço médio: R$ 44,00 e se lançou como candidato à Presidência, Malan passou a ser o ministro da Fazenda e, mais tarde, Franco, um dos maiores entusiastas do Plano Real, que ainda comandava a Diretoria de Assuntos Internacionais do Banco Central, passou a ser o presidente da instituição. Os momentos posteriores à consolidação do real, no entanto, estiveram longe de ser tranquilos. Das crises no México, passando pela dos Tigres Asiáticos e chegando à da Rússia, os ataques contra a moeda foram recorrentes. As turbulências foram geridas a partir de Malan e Franco. O livro do jornalista Guilherme Fiuza, que agora foi adaptado à telona (veja resenha de “Real: O Plano por Trás da História” nas páginas 10 e 11 do Inside) é fruto de uma centena de horas de entrevistas que foram compiladas de maneira sublime, como um romance que trata de economia sem falar economês. Com texto saboroso, Fiuza coloca o leitor junto à sala de comando, na verdade, ao bunker que garantiu a estabilidade econômica do Brasil, como se ele sentisse a tensão carregada do ambiente e o peso das decisões que impactariam a vida de um País à beira do colapso econômico. Há ótimas histórias paralelas que se entrelaçam e são vistas em retrospectiva, já que o início da obra relata uma entrevista de Franco horas antes de seu depoimento à CPI do extinto Banestado, em uma questão que envolvia evasão de divisas. São relatos familiares, de bastidores, das acaloradas discussões entre os integrantes da equipe econômica, da movimentação da imprensa que traduzia para o grande público, nas Redações, um Brasil em mutação. Nada escapa ao jornalista. Um livro definitivo e obrigatório para quem quer entender um pouco da nossa história contemporânea.

9

Lauro Edson Da Cás ldacas@hotmail.com

Alguém já havia falado sobre respeito Que a internet (entenda-se, redes sociais!) é um mundo novo que merece toda atenção de todas as áreas da ciência, isso é, de fato, sabido. Entretanto, por ser um ‘novo mundo’, talvez então traria presente novos valores e novos ideais que não deste mundo terreno (já que se destaca toda essa conexão virtual e não real)? Mistérios para quem corajosamente viver... De maneira banal, ao dar alguma zanzada pelas redes sociais, se vê a quantidade de comentários que vão surgindo em posts polêmicos, provocativos e/ou até divertidos. É diante disso que se pode encontrar (e perceber) que existem as diferenças. Por sinal, em todo e qualquer post, eis que surgem inúmeros comentários, por exemplo: desabafos catastróficos, calóricos, comentários emocionantes misturando e divagando sobre experiências pessoais e, até de certa forma, íntimas, etc. Existe de tudo e os comentaristas versam sobre tudo, já não importando se o tema em questão no post é sobre um determinado assunto e o seu comentário abre projeções de debates sobre qualquer outra coisa, menos sobre o coitado tema do post inicial. Sem contar as réplicas, tréplicas (já nem sabendo por quantas andam). A obviedade mais comum em nosso tempo é afirmar que as diferenças existem (independentemente de religião, de política, de futebol, de opção sexual, etc). Porém, as diferenças vêm sendo desrespeitadas. E mais, elas são amplamente menosprezadas por meio de ofensas e agressões que são tão explícitas entre meio os comentários das postagens. Que tem muitos que não toleram ser, de maneira alguma, contrariados, isso também é notório. Para tanto, é claramente visível que aquela opinião deve sempre prevalecer sobre as demais (de qualquer jeito!). Se não bastasse toda essa condenação (excludente e explícita) simplesmente por pensarem o oposto, observa-se ainda que parte desse parlatório abusivo, gerado contra opiniões diversas, não possuem, na maioria das vezes, parâmetro argumentativo, ou seja, tais comentários pessoais, na maioria das vezes, são isentos de qualquer embasamento argumentativo e coerente, perpassando para o cúmulo das ofensas. Neste ‘novo mundo’ onde se consegue transferir a liberdade pessoal para o mundo virtual, lotam-se as redes sociais com tipificações preconceituosas, sem igual, favorecendo também, a intolerância e a própria falta de respeito (que algum dia, alguém já havia falado). Desta forma, alimentam post e comentários, comentários após comentários, que soam como aquelas brigas de pré-adolescentes, cujo vocabulário é sofrível e desprezível. E para variar, certamente com isso posto, haverá ou pode haver contrariedades infinitas por parte de quem está fazendo esta leitura. Mesmo assim, que a tolerância e o respeito sejam alicerces ferrenhos, seja no real como no ambiente virtual, pois senão, o ciclo de violência e de agressões gratuitas não terá fim. * Mestre em Letras, Cultura e Regionalidade


Inside

10

FARROUPILHA, 29 DE SETEMBRO DE 2017

Sétima Arte

Salvando o País da ruína “Real: O Plano por Trás da História” relata os bastidores de implantação da nova moeda em um dos períodos mais turbulentos do País

B

rasil, final dos anos 80 e início dos 90. A redemocratização nem bem tinha recomeçado, o País já mergulhava no caos. O governo catastrófico de José Sarney (até então Dilma não tinha aparecido, claro) e seus sucessivos e fracassados planos na política econômica geravam um ambiente de turbulência constante. Salvador da Pátria, Fernando Collor de Mello esteve envolvido em casos de corrupção (certo, fatos que hoje são café pequeno perto do Mensalão e do Petrolão) que acabaram por levar à sua deposição. Surgia então o governo tampão de Itamar Franco, sem a menor capacidade de comandar o País em meio a uma de suas maiores crises. Porém, Itamar teve um grande acerto, que salvou sua pele e o Brasil. Chamou Fernando Henrique Cardoso para assumir o Ministério da Fazenda e ele, por sua vez, convocou a nata da política econômica brasileira para tentar evitar um colapso. Baseado na obra “3.000 Dias no Bunker”, de Guilherme Fiuza (veja resenha na seção Primeiro Parágrafo, páginas 8 e 9 do Inside), “Real: O Plano por Trás da História”, de Rodrigo Bittencourt, revisita um dos momentos mais intensos da história contem-

porânea nacional. Assim como no livro do jornalista, a figura central da obra é o economista Gustavo Franco (Emilio Orciollo Netto). Desiludido com a vida acadêmica, o professor, formado e com mestrado pela PUC do Rio e doutorado em Harvard, recebe um telefonema de Pedro Malan (Tato Gabus Mendes) falando que FHC (Norival Rizzo) tinha interesse em contar com ele para integrar a nova equipe econômica. A partir daí, junto com André Lara Resende (Wladimir Candini), Edmar Bacha (Giulio Lopes), Pérsio Arida (Guilherme Weber) e Winston Fritsch (Fernando Eiras), formaram um grupo de trabalho para mudar a política econômica brasileira. Eles tinham muitas ideias, pouco tempo e, desde aquela época, um Estado ineficiente e burocratizado como principal obstáculo. A história é vista em retrospectiva a partir de uma entrevista de Franco, no dia em que deporia à CPI do Banestado, em 2003, e retrocede à medida que as perguntas são desenvolvidas, algo similar ao que é feito no livro de Fiuza, que inicia com o economista prestes a ser sabatinado em Brasília na Comissão. Embora fosse impossível uma adaptação literal da obra literária, parte significativa dela está no filme.

“Uma coisa você vai aprender: a gente chega em Brasília cheio de ideias, pronto para mudar o mundo e sai daqui com a certeza de que a única coisa que mudou fomos nós”, declara Bacha em uma conversa com Franco momentos antes de Malan sugerir a FHC um trabalho de André e Pérsio, que propunha a criação de uma nova moeda, forte, sem indexação e que seria introduzida aos poucos na economia. Era o embrião do Real, que seria implantado em tempo recorde e que contava, como aliado, até mesmo com a campanha exitosa do Brasil na Copa do Mundo de 1994, nos Estados Unidos, para seu sucesso junto à população, algo que de fato aconteceu e foi bem construído no filme, o que lembra e muito o triunfo da Alemanha na Copa do Mundo de 1990, na Itália, no

Prós e contras

ótimo “Adeus, Lênin!”. Centralizado na figura de Franco, a obra começa com o necessário ajuste fiscal, passa pela adoção da nova moeda, a saída de FHC da Fazenda diretamente para a presidência da República e chega às turbulentas crises econômicas do México, Tigres Asiáticos e Rússia, que derrubavam economias emergentes e colocavam o Brasil sempre como a bola da vez. Franco era um idealista, explosivo, por vezes inconsequente, mas sem a menor dúvida foi o maior defensor do Real, como fica bem claro na política de blindagem à moeda adotada no período em que presidiu o Banco Central. O filme é uma aula de História contemporânea e, somente por isso, merece ser visto, assim como merece ser lido o livro de Fiuza.

A escolha do elenco merece elogios. A semelhança física dos atores com personagens reais é impressionante, mas há muitas falas aceleradas e falta de espontaneidade de muitos, sobretudo de FHC e Itamar (Bemvindo Sequeira). Mas há também a incapacidade de comando e gestão do vice de Collor e a conspiração constante de José Serra (Arthur Kohl), sempre disposto a impor sua agenda e olhando tão somente para interesses políticos/ partidários. Outro ponto de destaque é uma alusão ao juiz Sérgio Moro e aos procuradores de Curitiba, embora descontextualizada.

Comédia inicial

No começo da trama há uma discussão em um restaurante, em 1993, entre Franco e Marcelo Worcsman (Kleber Toledo), seu colega em Harvard. O debate entra no futebol e Marcelo acha que o Brasil tem chance de vencer a Copa de 1994 por causa de Parreira. “O cara é um gênio e todo time precisa de um grande maestro”. Seu comentário é surreal, convenhamos. Adepto de ideias socialistas, critica o governo de Thatcher e, na sequência das baboseiras, diz ainda a Franco que Lula será o melhor presidente do Brasil. Foram três sandices, mas chamar Parreira de gênio foi pior.


Inside

FARROUPILHA, 29 DE SETEMBRO DE 2017

11

Sétima Arte Divulgação

Imagem: Reprodução

Divulgação

Real: O Plano por Trás da História Direção Rodrigo Bittencourt Roteiro Mikael de Albuquerque Gênero Drama Duração 96 minutos País

Brasil Ano de produção 2017 Estúdio Lighthouse Downtown Filmes Maristela Filmes Distribuição Paris Filmes

Homens de terno André Lara Resende (Wladimir Candini), Edmar Bacha (Giulio Lopes), Pedro Malan (Tato Gabus Mendes), Pérsio Arida (Guilherme Weber), Gustavo Franco (Emilio Orciollo Netto), Clóvis Carvalho (Carlos Meceni) e Winston Fritsch (Fernando Eiras) receberam a missão de redefinir a política econômica nacional


12

Horóscopo Áries - 21/03 a 20/04

Semana importantíssima para o trabalho e seus afazeres cotidianos. Você tende a estar mais focado e concentrado no que necessita fazer. A fase é oportuna para refletir sobre as técnicas, métodos e procedimentos que você utiliza no trabalho.

Touro - 21/04 a 20/05

Momento de se sintonizar mais profundamente com os seus ideais e sonhos. É preciso colocar a mão na massa e trabalhar com foco e determinação. A fase é muito importante para a vida afetiva e indica um novo capítulo em sua existência.

Gêmeos - 21/05 a 20/06

Momento importante para a vida em família e questões emocionais e materiais. É preciso agir com responsabilidade em relação aos recursos alheios ou que são compartilhados. Cuidado com o excesso de crítica e cobrança que tende a permear suas atitudes.

Câncer - 21/06 a 20/07

Relacionamentos e contatos, especialmente de trabalho, estão estimulados no momento. Você tende a ser reconhecido por suas habilidades, conhecimento e primor de suas realizações. A fase é oportuna para aprimorar conhecimentos.

Leão - 21/07 a 22/08

Momento oportuno para refletir sobre o que você valoriza e considera prioritário. É necessário agir com coerência e maturidade em relação às finanças. Boa semana para cuidar da saúde, da estética e aprimorar conhecimentos profissionais.

Vírgem - 23/08 a 22/09

Momento muito importante na vida dos virginianos, com fortes reflexos emocionais. É preciso agir com maturidade e responsabilidade nas coisas do coração. Cuidado com a autocrítica exacerbada e que inibe a naturalidade de seus sentimentos.

Libra - 23/09 a 22/10

Esta tem sido uma das fases mais desafiadoras de 2017 aos librianos. É hora de fazer um balanço de suas conquistas e também de situações em que deixou a desejar. É importante que não se cobre em excesso, mas que esteja disposto a se aprimorar.

Escorpião - 23/10 a 21/11

Boa semana para contatos, contratos e parcerias que tenham relação com o trabalho. Você tende a estar em um ritmo mais sereno e focado no que realmente importa. Fase positiva para colher esforços empreendidos no passado.

Sagitário - 22/11 a 21/12

Semana interessantíssima para as finanças, talentos e carreira dos sagitarianos. É preciso se aprimorar e valorizar as suas qualidades pessoais e profissionais. Humildade é essencial para não cometer erros.

Capricórnio - 22/12 a 20/01

A Lua segue em seu signo e faz contato com Vênus e Marte. Semana em que você tende a se sentir mais à vontade emocionalmente. Isso tem reflexos positivos nos relacionamentos e parcerias.

Aquário - 21/01 a 19/02

O momento pede uma postura mais silenciosa, observadora e atenta aos acontecimentos. Perceba os padrões que se repetem e como eles têm dificultado a sua vida. É hora de uma profunda transformação com reflexos em várias áreas de sua vida.

Peixes - 20/02 a 20/03

Momento oportuno para o trabalho em equipe, com cada pessoa conhecendo suas responsabilidades. Contratos e parcerias estão enfatizados nesta fase. As relações de trabalho passam por um processo de aprimoramento.

Inside

FARROUPILHA, 29 DE SETEMBRO DE 2017


FARROUPILHA, 29 DE SETEMBRO DE 2017

VENDE-SE CONSÓRCIO CONTEMPLADO DA CAIXA ECONÔMICA FEDERAL. Crédito R$ 280.000,00 – Prestações R$ 2.067,32 – Já pagos R$ 14.500,00, e créditos de R$ 432.000,00 - Prestações R$ 3.122,31 – Já pagos R$ 25.000,00. Estes créditos podem ser usados na COMPRA DE IMÓVEL, CONSTRUÇÃO E REFORMA URBANA E RURAL. Aceitamos carro de entrada. Contate: (51) 99569 8765/WhatsApp:(51) 98055 5703.


2

FARROUPILHA, 29 DE SETEMBRO DE 2017


FARROUPILHA, 29 DE SETEMBRO DE 2017

3

Alugo casa direto com proprietário. Casa toda cercada, rua Paim Filho, Imigrante. 2 dormitórios, sala, cozinha, banheiro e dispensa. Tratar pelo fone: (54) 3261.5771. Vendo ótimo TERRENO plano, localizado no bairro Santa Catarina em Farroupilha, RS. Medindo 12,00m²x30,00m². CRECI 47706. Tratar: (54) 99625-5755. VENDE-SE apartamento de 2 dormitórios, com vaga de estacionamento. Todo reformado! Localizado no condomínio Bela Itália. F. (54) 9 9947-2120. VENDE-SE terreno! Localização privilegiada no coração do bairro Monte Verde! Rua asfaltada, medindo 12,00 m² x 30,00 m². Valor R$ 105.000,00. Interessados tratar através dos telefones: (54) 3401.3822 | (54) 99925.2068 whats.


ALUGO CASA NA PRAIA A UMA QUADRA DO MAR no município de Arroio do Sal, com 3 banheiros, sendo 2 suítes mais um banheiro completo, casa com laje, toda em alvenaria, garagem, pátio grande fechado, churrasqueira, com muita sombra, a uma quadra do restaurante, sorveteria, supermercado e dunas. Tratar com o proprietário Olavo, fone: (54) 99972-6708, Bento Gonçalves. VENDO TERRENO de esquina com 1.377m² a uma quadra da rodoviária e do Shopping Centro de compras. F. 99118.1642. VENDO TERRENO, localização central em Arroio do Sal a duas quadras do mar F. 99118.1642. DIRETAMENTE com proprietário, ALUGUEL de SALA COMERCIAL! Muito ensolarada e bem localizada! São 168m², na Independência, Bairro São Luiz. Faça já seu agendamento nos fones: 99951.3583 / 3268-1062. VENDO CASA MISTA localizada no Bairro Pio X, ao lado da Igreja. (A mesma já está alugada através de imobiliária pelos valores de R$ 1.000,00 por mês). Tratar: (54) 9 9118 1642.


FARROUPILHA, 29 DE SETEMBRO DE 2017

9


10

IMPERDÍVEL, oportunidade única! VENDE-SE por APENAS R$ 14.000,00! Terreno de Cooperativa, com 360m² (112 parcelas pagas), frente a nova Bigfer, saindo para Bento Gonçalves. Previsão de entrega para o próximo ano! Interessados tratar através dos telefones: (54) 3401.3822 | (54) 99925.2068 whats. VENDE-SE terreno de Cooperativa - Terra Nossa – Grupo 03, localizado na frente da Bigfer, em direção a Bento Gonçalves. Já tem liberação para abrir rua. Tratar: (54)9 9650-1353. ALUGO uma CASA no SÍTIO, local tranquilo e nas proximidades da cidade! Diretamente com proprietário! Tratar pelo fone (54) 9 9155-4276. VENDO 4 terrenos de Cooperativa já com área comprada. F.: 9 9118.1642.

FARROUPILHA, 29 DE SETEMBRO DE 2017


Edição 505