Page 1

FARROUPILHA

|

ANO X

| EDIÇÃO 496

| 2 8 D E J U L H O D E 2 017 |

R$ 3,00

Próximo brinde, aos premiados Ramon Cardoso

Avaliadores das 178 amostras que participam da Seleção de Vinhos de Farroupilha brindam o encerramento dos trabalhos, no Seminário Apostólico Nossa Senhora de Caravaggio, último passo antes da revelação dos premiados da 12ª edição do concurso

Editoria de Economia, página 8


2

FARROUPILHA, 28 DE JULHO DE 2017

SABORES DA DIVERSIDADE

Fenakiwi abre com bom público

Opções de sobra Variedade dos produtos oferecidos pelos expositores é um dos atrativos da 22ª edição da Fenakiwi

Cerca de 20 mil pessoas prestigiaram primeiro final de semana da festa

D

e volta após três anos para aquela que talvez seja a sua edição de despedida, a Fenakiwi recebeu um bom público no primeiro fim de semana. A organização da festa estima que aproximadamente 20 mil pessoas tenham circulado pelo Parque Cinquentenário. “Com o tempo como aliado, a variedade de produtos oferecidos e os shows, tivemos quatro dias de muita festa e alegria em Farroupilha. E já fica o convite tanto para quem ainda não pôde visitar a Fenakiwi, como também para quem já esteve nos pavilhões, para que venham curtir muita diversidade nos próximos finais de semana”, convida

Francis Casali, presidente da Fenakiwi e secretário municipal de Turismo e Cultura. Com o tema “Os Sabores da Diversidade”, a 22ª Fenakiwi vem sendo tratada como um evento de transição, já que a partir do próximo ano deverá ser substituída por uma grande feira anual, que coloque em evidência não somente o kiwi, como as demais potencialidades do município. Por conta disso, a fruta tem participação reduzida em relação às edições anteriores. Por outro lado, com mais de 100 expositores de diversos segmentos, além de opções gastronômicas e culturais bastante variadas, o que não falta são atrativos para os visitantes. Confira programação deste final de semana na página ao lado.

Arte e gastronomia Palco junto à Praça de Alimentação tem recebido grande parte das atrações artísticas do evento


3

FARROUPILHA, 28 DE JULHO DE 2017

SEGUNDO FIM DE SEMANA

Fotos: Divulgação

Guri de Uruguaiana e Gessinger são destaques Talento gaúcho Líder do Engenheiros do Hawaii apresenta projeto solo na noite deste sábado

C

om previsão de que as temperaturas permaneçam amenas e o clima ensolarado, a expectativa é que os pavilhões da Fenakiwi novamente recebam um grande público nos próximos dias. Ainda mais pelas diversas opções que a programação cultural da festa reserva para este fim de semana. Nesta sexta, dia que tem gratuidade de ingressos para pessoas com mais de 60 anos, as principais atrações são o teatro “Só Para Altinhos”, a

Noite Italiana e os shows das bandas Taboo e We Are Revolution. No sábado, acontece uma das apresentações mais aguardadas de toda Fenakiwi: a do multi-instrumentista Humberto Gessinger. Em comemoração aos 30 anos do álbum “A Revolta dos Dândis”, o líder do Engenheiros do Hawaii apresentará o projeto solo “Desde Aquele Dia” (veja matéria completa no Inside). Já o domingo deverá ser marcado pelas apresentações de danças típicas e o stand up do Guri de Uruguaiana. Confira programação completa ao lado.

Confira programação deste fim de semana Sexta (entrada gratuita para pessoas com mais de 60 anos)

14h: Abertura dos Pavilhões 15h: Teatro Adulto “Só Para Altinhos”, com Bastiana (após baile da Terceira Idade com Grupo Os Seresteiros) 19h: Noite Italiana, com Coral Il Romano, Tenor Dirceu Pastori, Nei Tempi Dei Filó e Soprano Liziane Rufatto 20h: Banda Taboo 21h: Banda We Are Revolution

Sábado

10h: Abertura dos Pavilhões 12h: Adão Léo 13h: Duo Nó de Pinho 14h: Banda Municipal Cinquentenário 15h: Gervasoni Trio 17h: Nei Tempi Del Filó 18h: Carla Wask – Escola da Dança 19h: Gerson Muller 20h: Rock Dance 21h: Humberto Gessinger

Domingo

10h: Abertura dos Pavilhões 12h: Escola Pública de Música 13h: Dança Sueca 14h: Dança Polonesa 15h: Dança Alemã 16h: Vitor Henrique e Gabriel 18h30min: Teatro Adulto Guri de Uruguaiana 19h: Banda Taboo 20h30min: Duo Música Viva

Só Para Altinhos Interpretada por Davi de Souza, personagem Bastiana das Dores é garantia de risada nesta sexta

Legenda

Estrutura Geral Palco Gastronomia Espaço Cultural

Atração Itinerante

Bastiana e Nôno Bepin, no sábado e no domingo, das 14h às 16h e das 17h às 19h


4

FARROUPILHA, 28 DE JULHO DE 2017

Reflexos da Trabalhista e pequenas

Daniel Moreira *

A

pesar da Constituição Federal reger princípios para tratamento diferenciado a pequenas e médias empresas no Brasil e, em 2006, ter criado o Estatuto da Microempresa e da Empresa de Pequeno Porte, por meio da Lei Complementar nº 123, nunca, na prática, houve grandes favorecimentos ou estímulos consideráveis a esta categoria de empresas. Neste período, embora muitas empresas deste tipo tenham sido abertas diariamente e sejam consideradas peças cada vez mais importantes na

engrenagem da economia e geração de empregos, muito pouco se evoluiu para a criação de modalidades laborais e ajustes na relação entre empregado e empregador, tendo em vista vários princípios do Direito do Trabalho que protegem o trabalhador. Mesmo os acordos informais e a flexibilidade nos horários e pagamentos feitos entre eles acabam, posteriormente, em processos na justiça por ferir tais princípios. Desta forma, evidencia-se que muito pouco se evoluiu. As pequenas e médias empresas necessitam de estímulos mais expressivos para seu desenvolvimento, contudo, mesmo com várias críticas à Reforma Trabalhista, ela traz, mesmo timidamente, alguns pontos que


5

FARROUPILHA, 28 DE JULHO DE 2017

Reforma para micro empresas Imagem: Reprodução

demonstram claramente a ideia de tratamento diferenciado a micro e pequenas empresas. Cito como exemplos a redução da multa por manter empregados não registrados para R$ 800,00, enquanto que para grandes empresas é de 3.000,00; e a redução do valor do depósito para recurso em processo trabalhista que caiu para a metade quando for pequena empresa. Ainda neste aspecto da Justiça do Trabalho, mudanças importantes trazem um novo prisma mais justo e equilibrado, como, por exemplo: a partir de agora, o trabalhador que não comparecer à audiência perderá o processo e, perdendo a ação trabalhista, arcará com seus custos, inclusive honorários

do advogado da empresa e os peritos judiciais. Além disso, está prevista multa de até 10% do valor da causa para quem agir de má-fé, alterando as verdades dos fatos e, ainda, a rescisão contratual, mesmo com mais de um ano de CTPS assinada, poderá ser feita na empresa e, depois de assinada a rescisão e recebido os valores, não poderá mais questioná-la na justiça. Mesmo que essas reformas na legislação trabalhista não tenham conquistado unanimidade em sua aceitação, tais alterações significam um passo importante para o desenvolvimento e geração de empregos. * Advogado (OAB/RS 4.171)


6

FARROUPILHA, 28 DE JULHO DE 2017

Da aldeia para o mercado mundial Há uma célebre frase (com muitas variações, é verdade), atribuída ao escritor russo Leon Tolstói, mas que em resumo diz mais ou menos o seguinte: “Se queres ser universal, cante a tua aldeia”. São inúmeros os casos que podem ser replicados a partir da sentença. A Seleção de Vinhos de Farroupilha concluiu, na quinta pela manhã, no Seminário Apostólico Nossa Senhora de Caravaggio, a análise sensorial, o processo

avaliativo das 178 amostras que participam da 12ª edição do concurso (veja mais na Editoria de Economia, página 8). O número de inscritos é recorde e iguala a marca registrada em 2015, durante a realização da 10ª edição. Porém, não se trata apenas de um critério restrito à quantidade. A qualidade dos produtos ao longo dos anos melhorou de maneira expressiva, o que, por tabela, elevou o número de concorrentes no concur-

so. Consolidado e tradicional, a conquista de uma distinção no prêmio citadino serve como uma grife extra aos rótulos. Evidente que a evolução do setor vitivinícola não se deve somente à Seleção, mas também à fundação da Associação Farroupilhense dos Produtores de Vinhos, Espumantes, Sucos e Derivados (Afavin) e, mais recentemente, à conquista do selo da Indicação de Procedência (IP) dos vinhos moscatéis. Contudo, é

inegável que o concurso farroupilhense estimulou uma melhora traduzida em busca permanente pela excelência. Prova disso são as recorrentes premiações obtidas por vinícolas farroupilhenses em renomados concursos nacionais e internacionais e as participações dos espumantes, vinhos e sucos em grandes feiras e eventos ao redor do mundo. No caso em questão, a frase de Tolstói faz todo sentido.

OPINIÃO

Deus poderia eliminar todos os males do mundo? Ezequiel Dal Pozzo * É muito comum ouvirmos pessoas afirmando isso. Se Deus quisesse impediria todos os males, porque Ele pode tudo. Essa ideia parte da onipotência de Deus. Deus é onipotente e pode tudo. É verdade. Porém, o pode tudo não significa aquilo que vai contra a lógica. Ou melhor, Deus não pode tudo porque o nosso pensamento assim o sustenta. O pode tudo não pode ser algo absurdo. O nosso pensamento pensa muita coisa que é absurdo. Por exemplo, uma vaca que voa. Na minha imaginação é possível, mas na realidade é impossível. Vaca voadora é uma associação de ideias. Através do pensamento uno a vaca que é algo real, com as asas que também é algo real e crio uma impossibilidade. Uno duas ideias em uma só e crio uma realidade inexistente, absurda, que não existe. O nosso pensamento faz disso. Outro exemplo é um círculo quadrado. Uno a ideia de círculo com a ideia de quadrado que também existe e crio uma ideia

inexistente e impossível. Algo contraditório em si mesmo. É um pensamento absurdo. A mesma coisa acontece quando pensamos que Deus poderia eliminar todos os males do mundo. Eu penso na onipotência de Deus que é verdadeira, e na existência do mal no mundo, que também é verdadeira, e crio uma ideia impossível. Um mundo finito e limitado perfeito e sem males é algo impossível e absurdo. Um mundo sem males seria perfeito. Mas como perfeito é só Deus, então esse mundo pensado como possibilidade não é algo possível. Embora, haja também a ideia do Deus do impossível, creio que ela não quer se colocar nesse campo. Ou seja, não dá para colocar na onipotência de Deus a possibilidade de Deus fazer algo absurdo. O absurdo pode vir de nossa ideia, mas não de Deus. Pensar o mundo que vivemos, nessa terra, de carne e ossos, como algo possível é uma ideia absurda. Um mundo perfeito e ilimitado não seria mais o nosso. Seria outro mundo. Nós dizemos que um dia haverá esse mundo

Índice

Editorial

Matéria Especial .................................... Páginas 2 e 3 Editorial e Opinião................................ Página 6 Economia .................................................. Página 8 Cidade ........................................................ Páginas 9 e 12 Política ..................................................... Páginas 13 a 15 Educação .................................................. Página 16 Esporte ..................................................... Páginas 17 a 19

Inside

Especial..................................................... Capa Cinemas ..................................................... Página 2 Música ....................................................... Página 3 Crônicas da Redação ............................. Página 4 Agenda....................................................... Página 4 Música ....................................................... Página 5 Paulo Roque Gasparetto ..................... Página 5 Social ........................................................ Páginas 6 e 7 Fabrício Oliboni ..................................... Página 8 Primeiro Parágrafo............................... Páginas 8 e 9 Dolores Maggioni .................................. Página 9 Sétima Arte .............................................. Páginas 10 e 11 Horóscopo ............................................... Contracapa Saúde, Beleza & Estética...................... 4 páginas Classificados .......................................... 12 páginas

em Deus. Será o momento da união de tudo com Deus. Mas sabemos que isso não se dá nesse mundo, mas em outro. Falamos de céu para expressar essa ideia. Quando toda a criação e toda a vida será transformada em Deus. Pois, toda criação geme como que em dores de parto aguardando a libertação. Bom, se temos essa ideia de mundo novo só em Deus, como podemos ainda dizer que Deus poderia eliminar todos os males desse mundo se assim o quisesse? Como eliminar todos os males de um mundo finito e limitado e ele continuar mundo finito e limitado? Se colocarmos essa possibilidade teríamos que pensar, ao mesmo tempo, no fim desse mundo. Se Deus eliminar todos os males do mundo seria ao mesmo tempo o fim desse mundo. Existiria outro mundo. Sem carências, sem finitude, sem limites, sem imperfeições e sem liberdade. O nosso mundo já não existiria e passaria a existir outra realidade que não se saberia dizer qual é. Por isso pensar que Deus poderia eliminar todo mal desse mundo é uma

REDAÇÃO - REDACAO@JORNALINFORMANTE.COM.BR ALANA BOF ALANA@JORNALINFORMANTE.COM.BR DANIEL RUFATTO DANIEL@JORNALINFORMANTE.COM.BR JULIANA INÊS CASA BARBIERI JULIANA@JORNALINFORMANTE.COM.BR RAMON CARDOSO RAMON@JORNALINFORMANTE.COM.BR ROCHELI CAMARGO ROCHELI@JORNALINFORMANTE.COM.BR

associação de ideias. É produto de nosso pensamento apenas. Um absurdo que parece sensato. Parece defender a ideia de onipotência de Deus, mas na verdade não defende em nada a onipotência. Ainda, poderíamos dizer que essa ideia não defende em nada Deus. Se fosse possível da parte de Deus eliminar todos os males, e para Deus não custaria nada fazer isso, e ele não fizesse, como poderíamos continuar a defender o amor de Deus? Dito de outra forma, se Deus pode eliminar todo o mal, porque não o faz? Se ele pode e não faz então não é amor. Se quer eliminar e não pode, então não é onipotente. É exatamente aqui que está o problema. Não podemos pensar que Deus pode fazer algo que é um absurdo, é uma contradição, ou simples associação de ideias. A onipotência de Deus não deve ser colocada e testada ao lado de ideias assim. De ideias nossas. Construções do nosso pensamento, mas sem verdade é lógica. * Padre

LOGÍSTICA - LOGISTICA@JORNALINFORMANTE.COM.BR LUIZ CARLOS DE ANDRADE LUIZ@JORNALINFORMANTE.COM.BR

ASSINATURAS - ASSINATURAS@JORNALINFORMANTE.COM.BR ASSINATURA BIENAL: R$ 220,00 ASSINATURA ANUAL: R$ 120,00

TELEFONES

COMERCIAL - COMERCIAL@JORNALINFORMANTE.COM.BR

(54) 3401-3200 / (54) 3401-3201 (54) 3401-3202 / (54) 3401-3203

ENDEREÇO

FABIANO LUIZ GASPERIN GASPERIN@JORNALINFORMANTE.COM.BR MARIA DA GRAÇA POTRICOS LEITE MARIA@JORNALINFORMANTE.COM.BR VALÉRIA GASPERIN VALERIA@JORNALINFORMANTE.COM.BR

RUA DR. JAIME ROMEU RÖSSLER, 348, BAIRRO PLANALTO

COLUNISTAS

ANUNCIOS - ANUNCIOS@JORNALINFORMANTE.COM.BR ALEXANDRE FRANCISCO MACHADO ALEXANDRE@JORNALINFORMANTE.COM.BR MARCELO BORTAGARAY MELLO MARCELO@JORNALINFORMANTE.COM.BR TIAGO RODRIGUES DA SILVA TIAGO@JORNALINFORMANTE.COM.BR

FINANCEIRO - FINANCEIRO@JORNALINFORMANTE.COM.BR

ARMANDO WARTHA CRÔNICAS DA REDAÇÃO DOLORES MAGGIONI FABRÍCIO OLIBONI

GUILHERME MACALOSSI GUSTAVO PIMENTEL LAURO EDSON DA CÁS PAULO ROQUE GASPARETTO

A manifestação dos colunistas é livre e independente e não necessariamente reflete a opinião do Tabloide sobre os temas abordados nas colunas

KELI DE ALMEIDA MACIEL KELI@JORNALINFORMANTE.COM.BR

@PaperInformante www.jornalinformante.com.br

/jornalinformante


8

FARROUPILHA, 28 DE JULHO DE 2017

12ª SELEÇÃO DE VINHOS

Análise das amostras concluída Avaliação dos 178 concorrentes foi realizada de terça a quinta, no Seminário Apostólico Nossa Senhora de Caravaggio indústria vinícola e enófilos. A promoção é da Associação Farroupilhense dos Produtores de Vinhos, Espumantes, Sucos e Derivados (Afavin) e da prefeitura municipal, por meio das Secretarias de Turismo e Cultura e Desenvolvimento Rural. Respectivos titulares das pastas, Francis Casali (que também comanda a Coordenadoria do Comitê de Enoturismo do Ibravin) e Ricardo Bicca Ferrari acompanharam a análise e, ao final da avaliação, agradeceram e enalteceram o trabalho desenvolvido pelo segmento, importante para as respectivas áreas de atuação dos secretários. Vinhos de mesa tintos e brancos, secos e suaves; vinhos finos secos tinto, branco e rosado; vinho branco fino seco moscatel tranquilo; espumantes moscatel e brut;

vinho frisante moscatel e suco de uva integral/natural ou adoçado são as categorias em disputa no concurso. O jantar de revelação dos premiados acontece no dia 15 de setembro, na véspera do encerramento do 7º Festival do Moscatel, no Centro Municipal de Eventos Mário Bianchi. Ingressos devem começar a ser comercializados nos próximos dias. A 12ª Seleção tem patrocínio da Scholle IPN, Agrimar e Sotrima, Amazon Group, BiotecSul, Corticeira Paulista, Ever Intec, Facchin Import&Export, Guaresi, Tramontina, Vêneto Mercantil, Verallia e Cromo Gráfica. São apoiadores institucionais a Associação dos Engenheiros Agrônomos da Encosta Superior do Nordeste, Confraria Feminina do Vinho e do Espumante de Farroupi-

Ramon Cardoso

E

xatamente um mês após seu lançamento, a Seleção de Vinhos de Farroupilha concluiu a análise sensorial dos 178 inscritos na 12ª edição do concurso. O número de amostras cadastradas igualou o recorde da 10ª edição, ocorrida em 2015. Doze vinícolas concorrem com seus produtos entre vinhos, espumantes, sucos de uva e frisantes. Como de costume, a análise sensorial, que avalia os inscritos, aconteceu no Seminário Apostólico Nossa Senhora de Caravaggio, de terça a quinta pela manhã, e foi realizada por um grupo de 40 degustadores convidados, composto por enólogos, representantes de instituições de ensino e pesquisa, profissionais da

Escolhendo os melhores À espera da premiação: processo avaliativo dos espumantes, vinhos, sucos e frisantes foi realizado ao longo desta semana

lha, Embrapa Uva e Vinho, Escritório Municipal da Emater/ RS/Ascar, Instituto Brasileiro do Vinho, Laboratório de Referência Enológica, Secretaria da Agricultura, Pecuária e Irrigação do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, IFRS

Campus Bento Gonçalves, Juntos Para Competir (Farsul/Senar/Sebrae), Seminário Apostólico Nossa Senhora de Caravaggio, Sindicato dos Trabalhadores Agricultores Familiares de Farroupilha e UCS Farroupilha.


9

FARROUPILHA, 28 DE JULHO DE 2017

SEGURANÇA PÚBLICA

BM ganha reforço no efetivo Sete policiais retornam após participar da Operação Avante e 10 soldados recém-formados farão estágio no município do a um requerimento da bancada do PMDB, a comandante, que assumiu o 36º BPM em fevereiro, apresentou um panorama do trabalho que vem sendo realizado tanto em Farroupilha como nos demais seis municípios atendidos pelo batalhão: Antônio Prado, Flores da Cunha, Ipê, Nova Pádua, Nova Roma do Sul e São Marcos.

Daniel Rufatto

A

formatura de 1.018 novos policiais militares no Estado refletirá diretamente em Farroupilha. O 36º Batalhão de Polícia Militar (BPM) recebeu, nesta semana, 10 soldados recém-formados que, ao longo dos próximos dois meses, farão estágio operacional supervisionado na cidade. Comandante do batalhão, a tenente-coronel Cristine Rasbold explica que, após este período, alguns destes policiais deverão permanecer no município. O ingresso dos novos servidores na corporação também fará com que 204 dos 343 PMs do interior, que reforçaram o policiamento ostensivo em Porto Alegre nos últimos meses, retornem aos seus municípios de origem. Sete deles deverão se reapresentar em Farroupilha na próxima semana, conforme antecipou a oficial, durante visita à Câmara de Vereadores na segunda. “Assim como os demais batalhões, o 36º BPM teve de ceder policiais para a Operação Avante. Com o retorno deles, nosso efetivo voltará a um equilíbrio”, explica Cristine. Atenden-

Força-tarefa para tentar acabar com baderna nas noites farroupilhenses Uma das ações destacadas foi a Operação Sossego Público. Desencadeada na última sexta, e com o apoio de uma equipe da Polícia Civil e dos fiscais de Alvarás e Trânsito da prefeitura, a operação resultou no recolhimento de quatro veículos e autuação de outros 39, bem como na notificação de dois bares e o flagrante de uma pessoa portando entorpecentes, que, após confecção de Termo Circunstanciado, deverá comparecer em juízo. No total, foram realizadas duas barreiras de fiscalização de trânsito, onde foram abordadas 150 pessoas e 120 veículos. Ainda durante a sessão, Cristine exibiu um vídeo alusivo aos 11 anos de

Dados operacionais (1º semestre)

Prisões (1º semestre)

Boletins de atendimento: 2.556 Apreensões realizadas: 293 Armas de fogo apreendidas: 12 Pessoas abordadas: 11.200 Estabelecimentos fiscalizados: 5.638 Barreiras policiais realizadas: 286 Veículos fiscalizados: 6.487 Veículos autuados: 340 Infrações de trânsito: 537 Veículos recolhidos: 114

Foram 305 prisões no período, sendo as principais por: Roubo: 21 Furto: 36 Embriaguez ao volante: 6 Foragidos: 48 Porte de arma de fogo: 5 Tráfico de entorpecentes: 2 Posse entorpecentes: 37 Receptação de veículo: 10

Comando feminino Primeira mulher a assumir o 36º BPM, tenente-coronel Cristine Rasbold divulgou balanço das operações do Batalhão no 1º semestre durante a sessão de segunda do Poder Legislativo

atividades do 36º BPM, comemorados na quinta, e divulgou um balanço das operações no primeiro semestre deste ano. Entre os dados, um dos que mais chama atenção é o de prisões efetu-

adas em Farroupilha, que totalizaram 305. Destas, 57 foram por furto ou roubo, 37 por posse de entorpecentes e 48 de foragidos da Justiça. Confira os números no quadro abaixo.

Obituário 22 de julho * Diva Marin, 66 anos. Memorial Crematório São José, em Caxias do Sul. 23 de julho * Clenir Valliatti, 69 anos. Sepultamento no cemitério do bairro Nova Vicenza; * Maike Aguirre Del Pino, 24 anos. Sepultamento no cemitério do bairro Nova Vicenza; * Luis Carlos Vieira da Fonseca, 62 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal. 24 de julho * Maria Fontanella, 85 anos. Sepul-

tamento no cemitério do bairro Nova Vicenza; * Cleudes Piamolini Pacheco da Silva, 69 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal. 25 de julho * Almerinda Candido da Silva Padilha, 95 anos. Sepultamento no cemitério do bairro Nova Vicenza. 26 de julho * Mario Andre Vanni, 87 anos. Sepultamento no Cemitério Público Municipal; * Ines Colombo, 59 anos. Sepultamento no cemitério da comunidade de Linha São José (1º Distrito de Farroupilha).


10

FARROUPILHA, 28 DE JULHO DE 2017

INFORME ESPECIAL

Vereador Tiago Ilha (PRB) é destaq nos primeiros seis meses de 2017 Fotos Divulgação

“Nós trabalhamos, acima de qualquer coisa, para o bem da comunidade. Estamos sempre abertos ao diálogo, à aprendizagem, a melhorias; mas com uma postura firme que vise, sempre, o melhor para Farroupilha”

O

vereador mais jovem da Câmara, com apenas 32 anos de idade, que assumiu o mandato como primeiro suplente, vem apresentando importantes projetos para a cidade.Tiago Ilha (PRB) era chefe de comunicação da prefeitura na gestão 2012/2016 e, nas últimas eleições, deixou o cargo para se candidatar. Ilha é formado em Marketing, mas está se redescobrindo na política.

Com uma atuação intensa e participativa, o vereador Tiago Ilha é hoje, presidente da Frente Parlamentar de apoio ao Hospital Beneficente São Carlos, presidente da comissão de Educação, Desporto e Cultura; conseguiu aprovação do “IPTU Solidário” e do “FINANCIARTE”; pleiteou mais de R$ 450 mil em emendas para a saúde e cultura de Farroupilha; e agora está batalhando na Câmara para aprovação do projeto de lei que cria um fundo de amparo financeiro ao Hospital São Carlos.

PLEITEOU VERBA DE R$ 250 MIL PARA CONSTRUÇÃO DE PALCO MULTIUSO NO LARGO CARLOS FETTER Na área cultural, Ilha conseguiu, junto ao deputado Carlos Gomes, uma emenda no valor de R$ 250 mil reais para construção de um palco coberto que será erguido no Largo Carlos Fetter. O palco poderá sediar shows e apresentações das mais variadas formas de expressão artística e ainda qualificará eventos do município como o “Farroupilha Bem Gaúcha”, que foi coordenada nos últimos anos pelo próprio Ilha, quando exercia o cargo de chefe de comunicação da prefeitura. O PROJETO DO PALCO JÁ FOI APRESENTADO E ESTÁ EM ANDAMENTO NO EXECUTIVO


11

FARROUPILHA, 28 DE JULHO DE 2017

que na Câmara de Farroupilha CRIOU A SUGESTÃO PROJETO DE LEI QUE INSTITUI O FINANCIARTE EM FARROPILHA, APROVADO POR UNANIMIDADE NA CÂMARA Ainda na cultura, Ilha protocolou a sugestão projeto de lei para a implementação do FINANCIARTE Farroupilha. Este projeto, quando executado, proporcionará que artistas locais, entidades e produtores culturais possam ter seus trabalhos patrocinados via Lei de Incentivo à Cultura. Se aprovada, a verba para os projetos virá de porcentagem do ISSQN (Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza) e do IPTU. Segundo o que prevê o projeto, todas as produções terão que ser previamente inscritas via edital público

e passar por uma criteriosa avaliação técnica, artística e contábil. A sugestão de projeto já foi aprovada na Câmara de Vereadores e está em tramitação no Poder Executivo municipal.

AUTOR DO PROJETO DE LEI QUE CONCEDEU TÍTULO DE CIDADÃO HONORÍFICO AO MÚSICO ALEXANDRE BATTISTI A sessão solene que concedeu o título honorífico de Cidadão de Farroupilha ao músico Alexandre Battisti ocorreu no dia 10 de julho. O vereador Tiago Ilha (PRB) contou a história de Battisti em forma de prosa e poesia. Os versos interpretados da tribuna pelo vereador republicano, autor da PL que concedeu o título ao músico, descreveram a trajetória do homenageado e sua família, desde sua vinda para Farroupilha, até os dias atuais. Alexandre, hoje, está com 42 anos de idade e mais de 30 de carreira musical. Num verdadeiro concerto em homenagem ao músico, o primeiro movimento já emocionou o acordeonista,

seus pais Deocir e Zulmira Battisti, sua esposa Roberta, os filhos Artur e Ana Laura e todo público presente. Ao fundo musical, fazendo costado aos versos de Ilha, Alexandre ouvia melodias que também fizeram parte de sua história como: “Guri”, “Dona” e “Radinho de Pilha”, da qual o próprio Battisti destacou um pequeno trecho “A alegria dos outros voltando pra si”.

CONSEGUIU EMENDA DE R$ 209.769,00 PARA CUSTEIO DE SERVIÇOS JUNTO AO HOSPITAL SÃO CARLOS Ilha já anunciou a conquista da emenda nº 30670005, que irá destinar ao município o valor de R$ 209.769,00 (duzentos e nove mil, setecentos e sessenta e nove reais) que poderá custear serviços junto ao HSBC. O recurso, pleiteado junto ao Ministério da Saúde pelo deputado federal Carlos

Gomes (PRB), poderá pagar ao hospital serviços como: cirurgia geral, urologia, cirurgias vasculares, entre outras que poderão servir a comunidade de Farroupilha. O vereador, no seu jeito gaúcho de ser, continua “peleando” para que mais recursos como este possam ser destinados a nossa cidade.

AUTOR DO “IPTU SOLIDÁRIO” A sugestão projeto de lei prevê destinação de até 5% do IPTU para entidades assistenciais, sociais e culturais sem fins lucrativos de Farroupilha. O grande diferencial desta proposta é que o próprio contribuinte

CRIOU A FRENTE PARLAMENTAR DE APOIO AO HOSPITAL SÃO CARLOS

fará a escolha da entidade a ser beneficiada. A sugestão de projeto de lei foi aprovada na sessão do dia 26/06, por unanimidade, através do requerimento 077/2017 e agora segue para o Poder Executivo municipal.

Logo na segunda semana de mandato, o vereador Tiago Ilha apresentou requerimento para criação da Frente Parlamentar de Apoio ao Hospital Beneficente São Carlos, aprovada por unanimidade pelos colegas da Casa Legislativa e da qual Ilha foi eleito como presidente.

Juntos, os vereadores já apresentaram mais de R$ 450 mil em emendas voltadas para a saúde e continuam trabalhando forte com o intuito de mobilizar o Poder Legislativo, Executivo, o meio empresarial e a sociedade para um comum engajamento na causa Hospital São Carlos.

É AUTOR DO PROJETO DE LEI QUE INSTITUI O “FUNDO DE AMPARO AO HOSPITAL SÃO CARLOS” O projeto de lei 047/2017, de autoria do vereador Tiago Ilha (PRB), prevê a criação do “Fundo de Amparo ao Hospital São Carlos” (FAHSC). De acordo com o prescrito no projeto, este fundo poderá estabelecer convênios com a iniciativa privada, receber doações de pessoas físicas e jurídicas, estabelecer contratos de cooperação, receber recursos aprovados em leis e emendas nas esferas municipais, estaduais e federais e até mesmo receber doações de instituições internacionais. Os recursos, segundo o que prevê o projeto de lei, poderão ser utiliza-

dos para amparar financeiramente o HBSC no pagamento de dívidas, em programas e ações administrativas, na manutenção da instituição hospitalar, em projetos de execução e contratação de serviços e outras ações previamente autorizadas pelo fundo. O vereador, que também preside a Frente Parlamentar de Apoio ao Hospital Beneficente São Carlos, diz que o projeto é resultado de um trabalho constante, despolitizado e que busca alternativas para amparar financeiramente e recuperar a casa de saúde que se encontra em um momento delicado.

ILHA É PRESIDENTE DA COMISSÃO DE EDUCAÇÃO QUE ESCOLHEU OS ALUNOS DESTAQUES DE FARROUPILHA DE 2016, HOMENAGEADOS PELO LEGISLATIVO A Comissão Parlamentar de Educação foi responsável pela escolha dos alunos destaques do último ano. Dentre os 9 mil alunos da rede de ensino farroupilhense, 38 foram homenageados pelo Poder Legislativo no dia 19/06. A sessão solene lotou a Casa, não só em número, mas de orgulho e esperança. Os vereadores que ocupa-

ram a tribuna traçaram um linha tênue entre a as histórias dos alunos e pais que ali estavam, e suas próprias vivências, enquanto estudantes e cidadãos. Apesar de ser uma noite aos homenageados, a educação teve seu devido destaque e brilhou no discurso dos parlamentares como forma de transformação e esperança no futuro.


12

FARROUPILHA, 28 DE JULHO DE 2017

SETOR PRIMÁRIO

Marcelo Bicca Ferrari é o Agricultor Destaque de 2017 Empreendedor foi indicado para receber condecoração neste ano Divulgação

V

em da Agroindústria Familiar o Agricultor Destaque de 2017. Trata-se de Marcelo Bicca Ferrari, que, desde 1997, atua na produção de queijos e outros derivados de leite. A indicação partiu do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural, conforme prevê a Lei Municipal nº 2.698. Marcelo é proprietário da Puro Sabor do Interior, uma das principais referências no segmento em Farroupilha. Sediada na Linha São Luiz (3º distrito do município), a empresa se diferencia por realizar todos os processos de produção, desde o plantio da pastagem até o produto final, dentro de sua propriedade.

Puro Sabor do Interior Marcelo conta com o apoio da esposa Odete e da filha Letícia na produção

Normalmente entregue no fim de julho, em alusão ao Dia do Agricultor, a distinção neste ano será outorgada no dia 14 de agosto, às 18h30min, em solenidade no plenário da

Câmara de Vereadores. A mudança foi um pedido do próprio homenageado, por conta da participação da Puro Sabor do Interior na Festiqueijo, em Carlos Barbosa.

Alguém quer me adotar? ONG dos Peludos

A Tamis está à procura de uma família. Castrada e com 2 anos, ela tem porte médio para pequeno e se dá bem com todos. Interessados em adotá-la podem manter contato com a ONG dos Peludos, pelo fone 999.386.360.


13

FARROUPILHA, 28 DE JULHO DE 2017

ASSOCIAÇÕES DE MORADORES

Lideranças comunitárias definidas stão definidos os presidentes das Associações de Moradores dos Bairros Farroupilhenses para o biênio 2017/2019. Capitaneado pela União das Associações de Bairros (UAB), o processo teve a maioria dos líderes comunitários eleitos por aclamação (lista abaixo). Apenas América e Cruzeiro tiveram mais que um candidato, com eleição no último domingo. No primeiro caso, Enio Agazzi con-

quistou a reeleição, vencendo Claudiomiro Monego. Assim como Antônio Brasil no Cruzeiro, que ganhou o pleito contra Derley dos Santos. Conforme explica Celestino Hennicka, presidente da UAB e da comissão eleitoral, Centro, Ipanema, Monte Verde e São Luiz não tiveram chapas inscritas e a entidade agora aguarda para ver se há interesse das comunidades em ter uma comissão representativa. Assim como os bairros Planalto e do Parque, que não têm sequer associações constituídas até o momento.

Confira lista dos presidentes das associações 1º de Maio: Eleonir Pelicioli Alvorada: Claudio Bolico América: Enio Agazzi Bela Vista: Reni Tondo Belvedere: José Mauro Bitencorte Centenário: Antoninho Lorenzatti Cinquentenário: Paulo de Abreu Cruzeiro: Antônio Brasil Imigrante: Anesio Dalzochio Industrial: Leonir Cosvoski

Medianeira: Edú Vicente Faé Monte Pasqual: Arcelino Peruzzo N. S.ª de Fátima: Dilço Rodrigues Nova Vicenza: Joel Zanco Santa Catarina: Volmir Rossetti São Francisco: Adriano Torcato São José: Sandra Almeida São Roque: Ademir Colombo Vicentina: Nelci Bet Vila Nova: Marivete da Silva

Divulgação

E

Confira com quem ficou as presidências dos bairros farroupilhenses para o biênio

Força comunitária Comissão eleitoral e alguns dos presidentes aclamados confraternizaram no Imigrante

Boca de Urna

Consulta Popular: HBSC entre as demandas

Acontece de terça a quinta a votação relativa à Consultar Popular 2017/2018. Na Serra, serão selecionados três de seis projetos para receber um aporte próximo a R$ 1,5 milhão. O Hospital Beneficente São Carlos (HBSC) é um dos que pode ser beneficiado, caso a demanda nº 3 seja uma das mais votadas. Serão disponibilizadas três formas de votação. Uma é pelo site www.vota.rs.gov.br, outra via SMS para o número 29000 (com a palavra RSVOTO#(Nº do título de eleitor)#(Nº do programa, de 1 a 6)) e, a terceira, presencialmente. Confira os pontos de votação em Farroupilha: AFEI, Bigfer (somente funcionários), Câmara de Vereadores, Casa de Cultura, Ceac, Faculdade CNEC, Farmácia Popular, HBSC, OAB Subseção Farroupilha, Praça da Matriz, Prefeitura, Sindilojas, Tramontina (somente funcionários), UCS e Unidades Básicas de Saúde (UBSs).


14

FARROUPILHA, 28 DE JULHO DE 2017

CAIXAS ELETRÔNICOS

Febraban contra vigilância 24h

O

polêmico projeto de lei que prevê a obrigatoriedade de vigilância 24h nos caixas eletrônicos das agências bancárias farroupilhenses foi debatido pela primeira vez na Câmara de Vereadores na sessão da última terça. Atendendo a requerimento do vereador Jonas Tomazini (PMDB), a Federação Brasileira de Bancos (Febraban), por meio do diretor de Negócios e Operações, Carlos Humberto de Campos, expôs seu posicionamento em relação à proposta. “Se resolvesse o problema, a vigilância bancária 24h seria fantástica. Mas é uma falsa sensação de segurança. Na verdade, estaríamos colo-

cando em risco a vida dos vigilantes”, analisou Carlos Humberto. Como principal argumento, o representante da Febraban alega que, no caso de um assalto, o vigilante dificilmente conseguiria fazer frente aos criminosos, cada vez mais bem equipados. Autor do projeto, o presidente do Legislativo municipal, Fabiano Piccoli (PT), destaca que a proposta tem como principal objetivo preservar a integridade física de quem frequenta caixas eletrônicos, especialmente em horários com menos circulação de pessoas. O projeto, protocolado sob o nº 44/2017, continuará a ser debatido nas próximas semanas. O Sindicato dos Vigilantes também deverá ser convidado para se posicionar sobre o assunto.

Gabriel Venzon

Entidade expôs posicionamento relativo a projeto de lei em tramitação na Câmara de Vereadores

Segurança bancária Representante da Febraban explanou sobre projeto de lei na sessão de terça do Legislativo


15

FARROUPILHA, 28 DE JULHO DE 2017

LEGENDA

Rudi assume presidência do PSB Farroupilha Daniel Rufatto

Divulgação

Marcon destina emenda para Farroupilha

Recurso empenhado Petista confirmou indicação dos valores durante ato realizado na UBS do bairro 1º de Maio na tarde de terça

Em visita a Farroupilha na última terça, o deputado federal Dionilso Marcon (PT) anunciou a indicação de uma emenda parlamentar de R$ 160 mil para custeio da saúde básica de Farroupilha, a pedido e intermédio do presidente da sigla na cidade, Flávio Lopes, e do presidente da Associação de Moradores do Bairro Belvedere, José Mauro Carvalho Bitencorte. O ofício confirmando o empenho dos valores foi entregue pelo parlamentar ao prefeito em exercício Pedro Pedrozo durante ato na Unidade Básica de Saúde (UBS) do bairro 1º de Maio. “É um recurso que vai ajudar a atender melhor nossa população, que é o que os municípios mais precisam neste momento. Foi empenhado, mas não sabemos quando vai ser pago. É notório que, no governo federal, as emendas da base são empenhadas e já são pagas, enquanto as nossas vão caindo a conta-gotas”, desabafou o parlamentar, que, em 2014, conquistou 98 votos em Farroupilha. Ele ainda opinou sobre o atual momento vivido em Brasília. “O Palácio do Planalto, que seria um lugar para se discutir política com os brasileiros, foi transformado em um leilão. O presidente da República comprou os deputados na votação da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), gastou R$ 240 milhões. E, agora, aumentou o PIS/Cofins do combustível para ter mais recursos para, no dia 2, quando a denúncia contra ele vai ser votada em plenário, caso ele consiga o quórum de 342 de putados, comprar mais uma camada de deputados. É uma vergonha”, denunciou o petista.

Em congresso realizado sábado, no plenário da Câmara de Vereadores, o Partido Socialista Brasileiro (PSB) definiu sua nova Comissão Executiva em Farroupilha. Vereador reeleito, atualmente ocupando a titularidade da pasta municipal de Meio Ambiente, Rudmar Elbio da Silva, o Rudi, foi aclamado como presidente. Ele substituirá a Aldérico Bonez de Matos, o Dedé, que exerceu a função no último biênio. Confira como ficou a Executiva abaixo. Presidente: Rudmar Elbio da Silva 1º Vice-presidente: Pedro Pedrozo 2º Vice-presidente: Juliano Baumgarten 3º Vice-presidente: Vandré Fardin Secretário-geral: Vinícius Filippini 1º Secretário: Daniel Troes 2º Secretário: Lauro Edson Da Cás 1º Secretário de Finanças: Gilmar Paulus 2º Secretário de Finanças: Antônio Valdeci Lemos Bisutti Secretário de Comun. Social e Propaganda: Silvio Roberto Ferreira de Souza Secretária de Ação Parlamentar: Daniela da Cruz Secretário de Organização: Vinícius Pigozzi Secretário de Cultura e Formação Política: Fernando Silvestrin Secretária de Assistência Jurídica: Neuza Moro Secretário de Política Agrária: Odair José Sobierai Secretário de Meio Ambiente: Simone Gasperin Líder da Bancada na Câmara de Vereadores: Sandro Trevisan Secretário da Juventude: Guilherme Lazzari Secretária das Mulheres: Vanderleia Miranda


16

FARROUPILHA, 28 DE JULHO DE 2017

CRIATIVIDADE

Mascote do programa Atitude Cidadã é batizado Dindinzito, sugestão da estudante Giovana Benvenutti, da Escola Municipal 13 de Maio, foi o nome eleito

O

mascote do programa Atitude Cidadã já tem nome. Após eleger, no mês passado, o desenho que representaria o mascote (veja ao lado), agora ele foi batizado de Dindinzito. Enquanto o desenho foi criado pelo estudante Mateus Weber, da Escola Municipal Novas Sardenha, o nome foi uma ideia da estudante Giovana Regina Benvenutti, da Escola Municipal 13 de Maio, e recebeu 49,2% dos votos. As outras sugestões eram Tesourinho e Moedim, que receberam 10,3% e 40,5% dos votos, respectivamente. O projeto Atitude Cidadã foi criado no ano passado com o objetivo

de promover a formação de cidadãos conscientes, especialmente no que diz respeito à educação fiscal e à economia. Mais de 8 mil alunos das escolas municipais recebem aulas sobre assuntos como os impostos contidos nos produtos, direitos do consumidor e aplicação dos recursos arrecadados pelo município. Os professores foram capacitados e os estudantes receberam material de apoio. Esse ano, as escolas passaram a trabalhar os temas no currículo, de maneira interdisciplinar. O projeto é uma parceria da Prefeitura Municipal com a Cooperativa Sicredi, CDL Jovem, Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Ministério Público Federal, Receita Estadual, Programa Educação Fiscal e Procon Municipal.

Imagem: Reprodução

Aprovação

Inscrições para concurso literário

Dindinzito Nome do mascote recebeu quase metade dos votos

O XV concurso Regional de Contos, Crônicas e Poesias Oscar Bertholdo está com inscrições abertas até o dia 22 de setembro. Os interessados em participar devem entregar seus textos na Secretaria da Educação, pessoalmente ou pelo correio (Praça da Emancipação, s/nº, CEP 95180-000). O tema para desenvolvimento dos textos é livre e as obras devem ser inéditas. Serão premiados com menção honrosa os dois primeiros lugares de cada categoria. Eles também receberão destaque na Feira do Livro desse ano. O regulamento pode ser conferido no site www.farroupilha.rs.gov.br.


17

FARROUPILHA, 28 DE JULHO DE 2017

TIRO E PONTO

Municipal de Bocha abre 15ª edição Campeonato, que começa a ser disputado nesta sexta, terá participação de seis equipes e se estende até novembro

O

fim de semana será de retomada para a Liga Municipal de Bochas Tiro e Ponto. O 15º Campeonato Municipal tem início nesta sexta, com duelo isolado, e complemento da rodada no sábado. Seis equipes estão envolvidas na disputa citadina. Os duelos ocorrem em turno e returno. A fase classificatória se estende até dia 14 de outubro e os quatro melhores avançam à semifinal, que terá cruzamento olímpico (1º x 4º e 2º x 3º). Na segunda quinzena de outubro ocorre a definição dos finalistas, que decidem a competição em novembro. Confira a tabela da 1ª fase. Os duelos às sextas começam sempre às 19h. Os confrontos aos sábados têm início previsto para as 13h45min.

15º Campeonato Municipal de Bochas Tiro e Ponto Turno

Returno

1ª rodada Tavares x Sócios do Aldeia (nesta sexta, às 19h) Rancho de Gaudérios x Veteranos do Rancho (sábado) Aldeia Farroupilha x Vinhedos (sábado) 2ª rodada Vinhedos x Tavares (dia 5/08) Sócios do Aldeia x Rancho de Gaudérios (dia 5/08) Veteranos do Rancho x Aldeia Farroupilha (dia 5/08) 3ª rodada Tavares x Rancho de Gaudérios (dia 11/08) Veteranos do Rancho x Vinhedos (dia 12/08) Aldeia Farroupilha x Sócios do Aldeia (dia 12/08) 4ª rodada Tavares x Veteranos do Rancho (dia 18/08) Sócios do Aldeia x Vinhedos (dia 19/08) Rancho de Gaudérios x Aldeia Farroupilha (dia 19/08) 5ª rodada Vinhedos x Rancho de Gaudérios (dia 26/08) Aldeia Farroupilha x Tavares (dia 26/08) Veteranos do Rancho x Sócios do Aldeia (dia 26/08)

6ª rodada Veteranos do Rancho x Rancho de Gaudérios (dia 2/09) Vinhedos x Aldeia Farroupilha (dia 2/09) Sócios do Aldeia x Tavares (dia 2/09 ) 7ª rodada Tavares x Vinhedos (dia 22/09) Rancho de Gaudérios x Sócios do Aldeia (dia 23/09) Aldeia Farroupilha x Veteranos do Rancho (dia 23/09) 8ª rodada Rancho de Gaudérios x Tavares (dia 30/09) Vinhedos x Veteranos do Rancho (dia 30/09) Sócios do Aldeia x Aldeia Farroupilha (dia 30/09) 9ª rodada Veteranos do Rancho x Tavares (dia 7/10) Vinhedos x Sócios do Aldeia (dia 7/10) Aldeia Farroupilha x Rancho de Gaudérios (dia 7/10) 10ª rodada Tavares x Aldeia Farroupilha (dia 13/10) Rancho de Gaudérios x Vinhedos (dia 14/10) Sócios do Aldeia x Veteranos do Rancho (dia 14/10)


18

FARROUPILHA, 28 DE JULHO DE 2017

Shooters Photofiles

Desempenho bom, resultado nem tanto

O fim de semana que finalizou a primeira metade da temporada da Stock Car, no Circuito dos Cristais, em Curvelo (MG), foi de avanço no desempenho para Márcio Campos (foto ao lado), mas de resultado, tanto para ele como para sua equipe, a Blau Motorsport, não foi dos melhores, já que o time não conseguiu pontuar no autódromo mineiro. O piloto farroupilhense destacou que esteve rápido nos treinos, que percebeu uma evolução (algo que tem sido a tônica prova após prova nesta temporada), mas que na classificação de pneus novos o carro não se comportou bem e classificou em 23º. Na prova, após conseguir avanço em várias posições, Campos teve um problema no motor faltando três voltas para o final e teve de abandonar. O farroupilhense segue em 27º na classificação, com 21 pontos. A próxima etapa ocorre no dia 6, no Velo Città, em Mogi Guaçu, no interior paulista.

Sul Jiu Jitsu no Master do Rio

Bochas 48

Apahand na LNHF

A Academia Sul Jiu Jitsu Farroupilha estará representada por quatro atletas no Campeonato Internacional Master de Jiu Jitsu. Na foto acima, Leslie Gnielka (faixa azul), Cilonei Monteiro (faixa preta), André Schenatto (faixa preta) e Carlos Bach (faixa roxa) participam da disputa, que acontece desta sexta até o domingo, no Tijuca Tênis Clube, no Rio de Janeiro.

O município volta a contar com uma equipe participando de disputa nacional. A Apahand/UCS/Farroupilha estreia na Liga Nacional de Handebol Feminino (veja mais na página ao lado). Duelos iniciais são contra dupla catarinense.

Lyon participa da Copa Caxias B Fotos: Divulgação

Está previsto para o próximo dia 5 a abertura do Campeonato Municipal de Bochas 48, também organizado pela Liga Municipal de Bochas Tiro e Ponto. A competição reúne oito equipes e o carnê está sendo organizado. Neste fim de semana começa o Municipal de Bochas Tiro e Ponto. Veja a tabela da competição na página 17.

Única equipe farroupilhense a participar da Copa Caxias, o Lyon (foto acima) jogará a Série B da competição, que inicia no próximo dia 6, atuando diante do Atlético Carmelo, fora de casa. No Torneio Início da disputa, que encerrou no último domingo, a equipe farroupilhense ficou em 3º e ainda levou o troféu de time mais disciplinado. O Lyon se habilitou à fase final vencendo o pentagonal intermediário, que foi realizado no dia 16.


19

FARROUPILHA, 28 DE JULHO DE 2017

HANDEBOL FEMININO

Apahand/UCS/Farroupilha estreia na Liga Nacional de Handebol Equipe feminina começa busca pelo título inédito com série de duelos disputados em solo catarinense 1º e 4º colocados do Sul/Sudeste, o 2º colocado do Nordeste e Norte e o 1º do Centro Oeste. A B será integrada pelo 2º e 3º colocados do Sul/ Sudeste, 1º do Nordeste e Norte e 2º do Centro Oeste. Os confrontos serão realizados dentro de cada grupo.

Apahand/UCS/Farroupilha

A

21ª edição da Liga Nacional de Handebol Feminino (LNHF) já começou para a Apahand/UCS/Farroupilha. Na quinta à noite, após o fechamento desta edição, a equipe farroupilhense/caxiense encarou a UnC Concórdia, no ginásio da Universidade do Contestado. No domingo, o confronto é contra a Abluhand, de Blumenau (confira a tabela da 1ª fase ao lado). A Apahand está na Conferência Sul/Sudeste, que conta com oito equipes, e é a única gaúcha. Além da dupla catarinense integram a divisão as paranaenses Maringá e Cascavel e o trio paulista formado por Guarulhos, São Bernardo (atual vice-campeã) e Esporte Clube Pinheiros (atual campeã). As partidas ocorrem em turno único e, ao final das sete rodadas, as quatro primeiras garantem passagem à 2ª fase. Ela acontece de 25 a 29 de outubro, ainda em local a ser definido e reunirá 10 equipes, divididas em dois pentagonais. Na Chave A estarão o

Conferência mais forte da disputa, Sul/Sudeste habilita quatro times Os dois melhores avançam à 3ª fase, a semifinal, que terá cruzamento olímpico: 1º de A x 2º de B e 1º de B x 2º de A, em dois jogos, disputados nos dias 17 e 18 de novembro. A decisão do 3º lugar e final é no dia seguinte, 19 de novembro. O palco dos duelos decisivos também não está definido. “Estamos motivados por voltar a jogar na elite do esporte nacional e, neste ano, levar o nome de Farroupilha junto. Nosso objetivo este ano é participar, mas sempre buscando o melhor de cada um de nós. Os resultados dependem muito da continuidade e este é nosso objetivo”, destacou o técnico Gabriel Citton. A última participação da Apahand na LNHF foi em 2015, quando terminou em 6º. As melhores performances foram em 2009 e 2011, com Citton no comando técnico, anos em que a equipe encerrou a competição nacional em 4º lugar. A partida de conclusão da 1ª fase, contra o time de Cascavel, no dia 5 de outubro, acontece no Ginásio do Saturno, em Caravaggio.

Jogos da Conferência Sul/Sudeste (tabela da Apahand na 1ª fase) 1ª rodada

X Quinta, às 19h30min (partida realizada após o fechamento desta Edição) Ginásio da Universidade do Contestado (Concórdia) 2ª rodada

X

4ª rodada

X Dia 19/08, às 15h Poliesportivo da UCS (Caxias do Sul) 5ª rodada

X Dia 11/09, às 20h Poliesportivo da UCS (Caxias do Sul) 6ª rodada

X

Domingo, às 17h Dia 21/09, às 20h30min Centro Esportivo do Sesi (Blumenau) Henrique Vilaboim (São Paulo) 3ª rodada

X

7ª rodada

X

Dia 13/08, às 10h Dia 5/10, às 20h Poliesportivo da UCS (Caxias do Sul) Ginásio do Saturno (Farroupilha)


Nando Peters

INSIDE

Gessinger em um clássico revisitado Cantor, compositor e multi-instrumentista vem a Farroupilha para apresentar, neste sábado, show da turnê “Desde Aquele Dia: 30 Anos A Revolta dos Dândis”, com músicas famosas da fase do Engenheiros do Hawaii Música, capa e página 3

ESPORTE

Todos contra a Apahand

CIDADE

Mais policiais nas ruas da cidade

Na semana que completa 11 anos de fundação, 36º BPM recebe 10 soldados recém-formados, para um estágio de dois meses, e outros sete retornam após participação na Operação Avante Página 9 SAÚDE, BELEZA E ESTÉTICA

Projeto Bituca Zero é inaugurado

Instalação de ‘bituqueiras’ em diversos pontos da cidade pretende evitar descarte incorreto de cigarros, prevenindo a contaminação do solo e até mesmo entupimento de bueiros Capa POLÍTICA

Febraban opina sobre projeto de lei Equipe farroupilhense/caxiense é a única gaúcha da Conferência Sul/Sudeste e inicia participação, na Liga Nacional de Handebol Feminino, encarando dupla catarinense fora de casa Página 19

Entidade se posiciona contra proposta de obrigatoriedade de vigilância 24h nos caixas eletrônicos das agências bancárias farroupilhenses, que tramita no Legislativo Página 14


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 28 DE JULHO DE 2017

Projeto Bituca Zero propõe conscientização Recipientes para depósito de cigarro estão sendo instalados com objetivo de evitar poluição

S

ão Paulo, Rio de Janeiro e Torres são algumas das cidades que já adotaram o programa Bituca Zero. Agora, o projeto chegou a Farroupilha. O objetivo é conscientizar a população e evitar o descarte incorreto das bitucas de cigarro, que pode causar danos ao meio ambiente. Como explica o diretor-presidente da Ecofar, Flávio Lopes, isso acontece principalmente porque os filtros dos cigarros são feitos com material de difícil degradação. “As bitucas possuem uma alta carga de aditivos químicos contaminantes que alteram o PH do solo, contaminam rios e córregos e entopem tubulações e bueiros, sendo um dos fatores que causa as enchentes”, ressalta. As bituqueiras, que estão sendo espalhadas pela cidade, são confeccionadas com cano de PVC, com a parte superior em curva para evitar o acúmulo de água. A parte inferior possui um tampão removível, para a coleta do material (veja na foto acima). “Após serem descartadas corretamente pelo cidadão, as bitucas serão coletadas pelos colaboradores da Ecofar e acondicionadas em recipiente fechado. Posteriormente, serão encaminhadas para empresa de proces-

samento e aproveitadas na geração de energia, na produção de cimento, respeitando o meio ambiente”, explica Flávio. “Mas todo esse trabalho só será válido se a população fizer a sua parte”, complementa. O primeiro lugar a receber duas

bituqueiras foi a Praça da Emancipação. Serão feitas instalações em mais de 25 pontos da cidade. O projeto Bituca Zero é uma parceria entre a Ecofar, poder público, Secretaria Municipal do Meio Ambiente e empresa EWM.

Assessoria de Imprensa/Ecofar

MEIO AMBIENTE


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 28 DE JULHO DE 2017

Dos 20 aos 30, dos 40 a que acontece com a su

A partir dos 25 anos a pele perde em média 1% da produ Equipe Espaço da Beleza *

P

ara entender o processo do envelhecimento da pele é preciso compreender a influência das alterações hormonais, o desgaste do sistema imunológico e a ação dos radicais livres com o passar dos anos. Assim como o corpo possui características específicas em cada fase da vida, a pele – o maior órgão do corpo humano – também apresenta aspectos típicos em cada faixa etária, que requerem cuidados essenciais. Listamos as principais causas do envelhecimento precoce abaixo. * O descaso com a pele é um dos pecados que as mulheres, em geral, ainda cometem. Depois, o esforço para recuperar a integridade da pele e retardar o envelhecimento será redobrado. Assim, quanto mais cedo a mulher começar a utilizar cosméticos e filtro solar, melhor será no futuro. * O habito de limpar, hidratar e proteger-se do sol equivalem, hoje, a passar fio dental e escovar os dentes, ou tomar banho, lavar os cabelos e cortar as unhas. Cuidar de pele é um hábito essencial, que reflete significativamente no bem-estar e na saúde da mulher. Saiba como a pele feminina se comporta a partir dos 20 anos e os cuidados que se dever ter a cada faixa etária Aos 20 anos é uma pele de mista a oleosa, com tendência à acne e de aparência firme. A partir dos 25 anos, entretanto, a pele começa a perder, em média, 1% da produção de colágeno ao ano, substância responsável pela sustentação da derme. Se houver intensa exposição solar, esse processo será acelerado. * Necessidade: limpeza intensa, no mínimo duas vezes ao dia, com produtos que regulem a oleosidade e uso de protetor solar; * Tratamento: limpeza de pele por sucção e tratamento controlador de oleosidade.

Aos 30 anos A herança genética e hábitos de ção, pouca exposição solar, não fu refletir numa pele semelhante a qu a maioria não é tão afortunada é n ras rugas finas ao redor dos olhos, bochechas dos lábios. As manchas ou maiores no rosto, como o melasm têm tendência, principalmente, apó * Tratamento: limpeza de pele p ção com renovação celular suave e Aos 40 e 50 anos Verifica-se uma diminuição do n veis pela produção das fibras colá mente, a pele vai perdendo sua ela Tudo isso na pele se traduz clinicam de, rugas, flacidez, perda de volum sado natural, maior sensibilidade a UV solar, e menor poder de cicatriz processo de perda do colágeno con * Necessidades: a pele precisa tação com renovação celular inten olhos, contorno facial e pescoço. Após os 60 anos Nessa fase a pele já apresenta pele mais fina, papada proeminent nhos à vista e sobra excessiva de p vel o uso de cosméticos que conte na fórmula, como os que contêm á melhora a produção de glicosamin deixa a pele com mais tônus e elas


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 28 DE JULHO DE 2017

aos 50, 60 ou mais: o ua pele e como tratá-la

Divulgação

ução de colágeno ao ano

e vida saudável, como boa alimentaumar e fazer atividade física podem ue se tinha aos 20 anos. Mas, como nessa idade que surgem as primei, na testa e no sulco que divide as acastanhadas em forma de sardas ma, podem começar iniciar nas que ós a gestação. por sucção, proteção solar, hidrataatenção especial à área dos olhos.

número de fibroblastos, responsáágenas e elásticas e, consequenteasticidade, espessura e resistência. mente em ressecamento, opacidame, elasticidade, brilho, viço e roa escoriações, efeitos da radiação zação e eliminação de manchas. O ntinua acelerado. a de limpeza, proteção solar, hidransa e atenção especial à área dos

rugas profundas, flacidez intensa, te, manchas muito aparentes, vasipele nas pálpebras. É imprescindíenham substâncias preenchedoras ácido hialurônico, por exemplo, que noglicanas, substância natural que sticidade.

* Cuidado especial: limpeza, proteção solar, cremes anti-idade, creme para área dos olhos e clareadores. Veja abaixo os procedimentos estéticos que garantem resultados naturais respeitando a harmonia da face. * Os peelings médios e profundos; * A luz intensa pulsada para remover as manchas; * Laser de Erbium ou CO2 para estimular a síntese de colágeno e atenuar rugas; * Radiofrequência e infravermelho para melhorar a flacidez, tanto na face como no pescoço; * Eletrolifting Facial (rosto, pescoço e colo). Dica: respeite sua pele, cuide desde cedo e, lembre-se: os sinais do tempo são inevitáveis. Ame-se em qualquer idade. Estamos à disposição para tirar suas dúvidas e lhe orientar no tratamento ideal para sua pele. * Espaço da Beleza Centro Estético Independência, 555 – Centro de Farroupilha Fone (54) 3268-5511


Compromisso com a Cidade. Compromisso com você.

FARROUPILHA, 28 DE JULHO DE 2017

OPINIÃO

Fisioterapia motora em pediatria: método Neuroevolutivo Bobath Liciê Bassani e Roberta Bernardi *

Q

uando uma criança apresenta quaisquer tipos de comprometimento motor, logo pensamos em intervenção precoce e multiprofissional. Quanto mais cedo for detectado o motivo pelo qual a criança apresenta dificuldade em seu desenvolvimento neuropsicomotor, melhores podem ser os resultados obtidos. Isso se deve a plasticidade neuronal. A criança, principalmente nos dois primeiros anos de vida, possui maior capacidade de o cérebro formar novos caminhos para desempenhar as funções comprometidas. Sendo esta, diretamente dependente da quantidade e

variabilidade de estímulos que a criança recebe. A fisioterapia motora em pediatria é a intervenção que se utiliza de diferentes métodos e técnicas para o tratamento das diversas síndromes, lesões do sistema nervoso, prematuridade, atrasos no desenvolvimento neuropsicomotor, alterações ortopédicas e demais comprometimentos que ocasionam disfunções de movimento. Esta área de atuação exige, do profissional fisioterapeuta, um conhecimento que lhe permite atender as crianças desde suas necessidades mais básicas até as mais específicas. Um dos métodos mais conhecidos e conceituados para o tratamento das disfunções motoras da infância é o método Neuroevolutivo Bobath. Este é um conceito de tratamento que se utiliza de manu-

seios e pontos-chave com o objetivo de modificar os padrões motores anormais e facilitar padrões mais normais como uma preparação para desempenhar uma variedade de habilidades funcionais. Esta é uma formação além da graduação e que permite ao profissional fisioterapeuta um importante conhecimento para auxiliar as crianças e orientar aos pais no processo de reabilitação. É de suma importância que a criança seja bem avaliada e estimulada o mais precocemente possível, para que seja feita a intervenção adequada conforme as necessidades individuais, as habilidades consideradas possíveis de serem realizadas de cada criança e as metas escolhidas por ela e pela família. * Fisioterapeutas da Clínica BB Kids


Inside

Música

Banda de Bento faz tributo aos Beatles neste sábado à noite, no República Beer Página 5

Primeiro Parágrafo Os 40 anos de uma obra que sedimentou a Guerra do Vietnã na Sétima Arte e na cultura popular Páginas 8 e 9

Música

Nova turnê de Humberto Gessinger chega a Farroupilha Músico apresenta show “Desde Aquele Dia – 30 Anos A Revolta dos Dândis” neste sábado, na Fenakiwi

C

om mais de 30 anos de carreira e prestes a completar 54 primaveras o cantor, compositor e vocalista Humberto Gessinger colocou o pé na estrada e está rodando o País com sua nova turnê “Desde Aquele Dia – 30 Anos A Revolta dos Dândis”. E neste sábado, ele vai se apresentar em Farroupilha, na Fenakiwi (Espaço Cultural do Complexo Esportivo do Parque Cinquentenário), a partir das 21h. A história de Gessinger começou na véspera de Natal de 1963, quando ele nasceu nessa “terra de gigantes” para torná-la mais humana e poética com sua música. Apesar de ter ganho seu primeiro violão quando tinha 6 anos, foi somente na adolescência que Gessinger começou a se interessar pelo mundo

da música. E a partir de então não parou mais. Autodidata, ele aprendeu a tocar, além do violão, baixo, guitarra, viola caipira, teclados, bandolim, harmônicas e acordeon. O principal objetivo era dar a melodia ideal para as suas composições. “Acho que a busca de novas sonoridades em vários instrumentos é motivada pela composição. Pra mim, instrumentos são um meio pra chegar na canção, não são um fim em si mesmos”, considera. Em 1984, em Porto Alegre, ele formou com outros três músicos a banda Engenheiros do Hawaii, que no ano seguinte fez seu primeiro show no terraço da Faculdade de Arquitetura da UFRGS. A apresentação despretensiosa rendeu bons frutos e em 1986 eles gravaram o primeiro disco “Longe Demais das Capitais”. Nos 24 anos de duração do grupo foram mais de 15 álbuns e Gessinger foi o único Segue na página 3

Nando Peters

Alana Bof alana@jornalinformante.com.br

Humberto Gessinger Além de cantor e compostior, músico sabe tocar mais de oito instrumentos


Inside

2

FARROUPILHA, 28 DE JULHO DE 2017

Cinemas Shopping Iguatemi (RST-453, quilômetro 3,5) Cinemas

Imagem: Reprodução

GNC 1: DPA: Detetives do Prédio Azul - às 13h45min, 15h40min e 17h50min GNC 1: O Filme da Minha Vida - às 19h45min GNC 1: Como se Tornar um Conquistador (dublado) - às 22h GNC 2: Carros 3 (dublado) - às 13h10min e 15h20min GNC 2: Meu Malvado Favorito 3 (dublado) - às 17h30min GNC 2: Transformers: O Último Cavaleiro (dublado) - às 20h GNC 3: Em Ritmo de Fuga - às 14h15min (dublado), 16h40min e 21h50min (legendado) GNC 3: Como se Tornar um Conquistador - às 19h15min GNC 4: Meu Malvado Favorito 3 (dublado e em 3d) - às 13h30min GNC 4: Transformers: O Último Cavaleiro - às 15h30min (dublado e em 3d), 18h30min e 21h30min (legendado e em 3d) GNC 5: Homem Aranha: De Volta ao Lar - às 13h20min e 21h40min (dublado e em 3d), 18h45min (legendado e em 3d) GNC 5: Meu Malvado Favorito (dublado e em 3d) - às 16h GNC 6: Dunkirk - às 14h e 19h GNC 6: 7 Desejos - às 16h20min (dublado) e 21h15min (legendado) Ingressos: segunda, quarta e quinta (exceto feriado) a R$ 20,00 e R$ 26,00 (salas 3d); terça (exceto feriado) R$ 14,00 e R$ 18,00 (salas 3d); sexta a domingo e feriado a R$ 25,00 e R$ 32,00 (salas 3d). Meia entrada todos os dias para menores de 18 anos e maiores de 60 (mediante apresentação de identidade), estudantes (mediante apresentação de Carteira de Identificação Estudantil) e para o Movie Club Preferencial.

Shopping San Pelegrino (Avenida Rio Branco, 425) Cinépolis 1: Homem Aranha: De Volta ao Lar - às 14h45min e 20h45min (legendado e em 3d), 17h45min (dublado e em 3d) Cinépolis 2: DPA: Detetives do Prédio Azul - às 14h10min e 16h20min Cinépolis 2: Dunkirk (dublado) - às 18h30min e 21h Cinépolis 3: Em Ritmo de Fuga - às 13h e 18h45min (dublado), 15h30min e 21h30min (legendado) Cinépolis 4: Carros 3 (dublado) - às 14h, 16h40min e 19h15min Cinépolis 4: Dunkirk - às 22h Cinépolis 5: Transformers: O Último Cavaleiro - às 12h30min, 15h45min e 19h (dublado e em 3d), 22h (legendado e em 3d) Cinépolis 6: Meu Malvado Favorito 3 (dublado e em 3d) - às 13h30min, 16h, 18h15min e 20h30min Ingressos: nas salas tradicionais, segunda a R$ 20,00; terça e quarta (exceto feriado) a R$ 14,00; quinta a R$ 24,00; sexta a domingo e feriado a R$ 25,00. Nas salas 3d, segunda a R$ 27,00; terça e quarta (exceto feriado) a R$ 18,00; quinta a R$ 30,00; sexta a domingo e feriado a R$ 31,00.

Sala de Cinema Ulysses Geremia (Luiz Antunes, 312) Além das Palavras - de sexta a domingo, às 19h30min Ingressos: R$ 10,00 e R$ 5,00 (estudantes e sênior)

Na Serra Gaúcha Baseado no livro “Um Pai de Cinema”, do escritor chileno Antonio Skármeta, “O Filme da Minha Vida”, dirigido por Selton Mello, estreia em circuito comercial e tem belas locações serranas, inclusive em Farroupilha, com a utilização da histórica Casa De Bona como set de filmagem


FARROUPILHA, 28 DE JULHO DE 2017

Inside

3

Música Pietro Gracia

integrante que permaneceu durante todas as fases. Após a pausa da banda em 2008, por tempo indeterminado, o músico decidiu que o show tinha que continuar. Juntamente com Duca Leindecker deu início ao projeto “Pouca Vogal”, que em uma turnê de quatro anos passou por mais de 150 cidades. Em 2012, Gessinger seguiu carreira solo e no ano seguinte lançou o álbum “inSULar”, que foi indicado ao Grammy Latino de Melhor Álbum de Rock. Quase 10 anos pós Engenheiros, ele afirma que o que prevalece é a música. “Obviamente sou 10 anos mais velho, o que me fez aprender algumas coisas e desaprender outras. Mas o principal segue igual, a mesma paixão pela música, a mesma busca da canção sonhada (...) Não sinto nenhuma diferença entre usar o nome Engenheiros do Hawaii ou Humberto Gessinger. É só um rótulo, a música é o principal”, comenta. Além de toda sua versatilidade musical, Gessinger também é escritor, com cinco livros publicados. “A palavra escrita é anterior à palavra cantada na minha vida, escrevo desde muito cedo. A música acabou sendo a primeira manifestação pública, mas a escrita já estava ali. O primeiro livro, ‘Pra Ser Sincero’, talvez seja o mais farto de informações, mas no mais recente ‘6 Segundos de Atenção’, acho que o domínio formal é um pouco maior”, comenta. Com gosto pela escrita, ele afirma que, entre todas suas atividades dentro da música, compor é a sua preferida, seguida por tocar instrumentos. Outra preferência do cantor é fazer os registros em shows ao vivo ao invés de estúdios porque, segundo ele, “ali é que a música existe de fato, onde se corre riscos e onde a tecnologia não interfere tanto”. O show que será apresentado em Farroupilha neste sábado é uma homenagem aos 30 anos do segundo álbum da carreira de Gessinger, “A Revolta de Dândis”, lançado na fase Engenheiros. Ele será acompanhado por Rafa Bisogno (bateria e percussão) e Felipe Rotta (guitarra e violão). A apresentação tem no repertório todas as 11 faixas do disco, entre elas as clássicas “Terra de Gigantes” e “Infinita Highway”. Também estão no repertório composições do seu mais recente compacto “Desde Aquela Noite”. Nessa turnê, a preferência de Gessinger fica com a música “Guardas

Show de estreia Primeira apresentação da nova turnê foi realizada no dia 17 de março, no Rio de Janeiro

da Fronteira”, que diz, em um de seus trechos: “Antes de atirar minha TV pela janela, eu ouvi o que ela dizia. ‘Quando não houver mais ninguém, será um belo dia’. Estranha coisa pra se dizer, antes de vender mais mercadoria. Mas é assim o mundo que nos cerca. Nos cerca muito bem”. “É uma música que nunca havia entrado no repertório das tours. Foi bom reencontrá-la, sentir que ainda faz sentido”, conclui Gessinger. Os

ingressos de 4º lote para a pista custam R$ 50,00 e R$ 25,00 (meia-entrada). Com a doação de um quilo de alimento não perecível é possível adquirir o ingresso solidário pelo valor de R$ 40,00. Os ingressos para o Front VIP custam R$ 100,00 (inteira), R$ 50,00 (meia) e R$ 75,00 (solidário). Em Farroupilha, eles podem ser adquiridos na Akustica Musical (Independência, 399). Compras online podem ser feitas no site tickermais.com.br.

Programe-se O que: show de Humberto Gessinger: Desde Aquele Dia – 30 Anos A Revolta dos Dândis Quando: sábado, às 21h Onde: Fenakiwi, no Espaço Cultural (Complexo Esportivo do Parque Cinquentenário) Quanto: de R$ 25,00 a R$ 100,00


Inside

4

Crônicas da Redação Ramon Cardoso

ramon@jornalinformante.com.br

Sobre mulheres e comentaristas de arbitragem no futebol

Agenda SEXTA

Teatro “Só Para Altinhos”, com Bastiana Fenakiwi, às 15h Jonatan e Tiago Favorita Beer Store, às 20h

Porto do Som Boteco do Chá, às 23h30min

SÁBADO Marcelo Franar Favorita Beer Store, às 20h

DOMINGO Teatro Guri de Uruguaiana Fenakiwi, às 18h30min

ão

Jorge Flores Boteco Antonielle, às 22h

Pista Certa – Funk, Pop e Hip Hop Muinho, às 23h Atrações: DJ Daniel Bisleri e DJ Mono

gaç

Banda WAR Fenakiwi, às 21h

TNG Duo Boteco Antonielle, às 22h

ul Div

O cenário político está tão nojento que vou deixar ele de lado para, pelo menos nesta semana, não emporcalhar a coluna. Acho essas bandeiras de igualdade de gênero e feminismo um tanto quanto exageradas, admito. Mas na semana passada, Guto Ferreira, técnico do Internacional foi, além de grosseiro, preconceituoso ao extremo. Na coletiva pós jogo contra o Luverdense, a repórter Kelly Costa, da RBSTV, fez, disparado, a melhor pergunta da noite. Para quem não viu o jogo, o Inter empilhou pelo menos umas 10 chances claras de gol. Em resumo, ela questionou o técnico se ele via a situação mais como falta de qualidade no arremate do time ou mais mérito do adversário em impedir o gol. O questionamento foi excelente, porque ele abraçava, por tabela, a questão da pressão dos jogos no Beira-Rio e, além do mais, oferecia alternativas de resposta ao entrevistado. Guto, que cumpre destacar, não tem a mínima capacidade de treinar um time do tamanho do Inter, que é muito grande pra ele, ignorou a pergunta e centrou atenções no sexo de quem estava perguntando. Ele disse que não faria essa pergunta para a repórter (e nem cabia fazer mesmo já que, cumpre destacar, Kelly não era a entrevistada) porque ela certamente não tinha jogado bola e não entendia a pressão que recai sobre o atleta naquele momento. Evidente que há preconceito com mulher no futebol. Eu mesmo fico com um pé atrás quando vejo mulheres envolvidas com o esporte. Mas a pergunta foi muito inteligente e a resposta extremamente estúpida. Basta mudar o foco de análise para perceber isso. Tivesse sido um homem a questionar, Guto certamente responderia na boa. Logo, o preconceito dele é muito maior que o meu. Vamos ao segundo assunto da coluna. Comentarista de arbitragem é uma excrescência, uma inutilidade completa. É uma empreiteira honesta em um País governado pela esquerda. Ou seja, não serve pra absolutamente nada. Aliás, é pior do que uma empreiteira decente. Comentarista de arbitragem serve pra tirar do sério quem entende de futebol e as regras do jogo. Ou seja, todo mundo, menos quem comenta arbitragem, que não entende nada de coisa alguma. É como se partíssemos do imbecil pressuposto que só comentarista de arbitragem entendesse a regra do futebol. Todo mundo entende a regra, caramba. Aliás, quem menos entende é comentarista de arbitragem. Mulher entende mais de regra do impedimento (podem me acusar de machismo, sexismo e todos os ismos que aparecerem, boa parte não entende mesmo) do que ex-árbitro ou alguns jornalistas (poucos, que fizeram curso de arbitragem. Nossa, esses são os piores porque sequer sabem o mínimo sobre futebol) entendem de apito. Não vejo problema algum em ter mais mulheres no futebol, mas por favor, extingam de maneira definitiva e irrevogável todos os comentaristas de arbitragem.

FARROUPILHA, 28 DE JULHO DE 2017


FARROUPILHA, 28 DE JULHO DE 2017

Música

Inside

República Beer recebe apresentação da banda The Bentles, de Bento Gonçalves Aline Bedin

The Bentles Banda formada em 2010 tem cinco integrantes

J

Paulo Roque Gasparetto prgasparetto@terra.com.br

Show cover dos Beatles será sábado

ohn Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Star serão representados por Thiago Dorigon (guitarra e voz), Gustavo Bottega (baixo e voz), Enio Detoni (guitarra), Cassio Balzan (teclado) e Enio Guimarães (bateria e voz) neste sábado, no República Beer (República, 445). Eles fazem parte da banda The Bentles, que foi criada em 2010, em Bento Gonçalves, com o intuito de homenagear os Beatles, com shows covers. “A música dos The Beatles é completa e suas composições, mesmo as mais simples, são marcadas por diversidade de ritmos e melodias, contam com muita criatividade e musicalidade. Todos os integrantes tinham uma forma única de se expressar musicalmente e isso fazia com que em conjunto eles soassem per-

5

feitos”, comenta o músico Enio Guimaraes. Fãs assíduos da banda inglesa, o grupo de Bento tem o álbum Abbey Road (1969), o 12º e penúltimo lançado pelos Beatles, como preferido. Mas no show de sábado, o repertório vai passar por todas as fases, do iêiêiê ao rock, com músicas como I Wanna Hold Your Hand, Something, Let It Be e Hey Jude. A apresentação inicia às 23h e os ingressos custam R$ 15,00.

Programe-se O que: show da banda The Bentles Quando: sábado, às 23h Onde: República Beer (República, 445) Quanto: R$ 15,00

Somos aquilo que escolhemos Sim! Somos aquilo que escolhemos. É por isso que o mês de agosto, nas comunidades, é dedicado às vocações. Vocação, entre outras definições, é o chamado de Deus para fazermos o bem. Todos somos chamados a desenvolver nossa missão. O mês de agosto quer ajudar a comunidade no destaque e valorização das diversas formas de amar pelo testemunho alegre de quem se sente realizado, vivendo, assumindo sua missão, nos mais diversos ambientes e situações. É um chamado generoso, de amor e serviço. Através dele somos convidados a trabalhar para que todos tenham vida e a tenham em abundância. Saber escolher é decisivo na vida. Não existe caminho traçado. O caminho se faz caminhando. A vida é uma escolha permanente. Devemos sempre escolher a vida. Assim, saber escolher a vida é escolher Deus. É acolher tudo aquilo que é de Deus. Nessa direção, a vocação de todo ser humano é tornar-se pessoa. Não existe vocação maior para o ser humano do que a de sua própria dignidade como pessoa, uma vez que sua dignidade se fundamenta em sua criação à imagem e semelhança de Deus. Cada pessoa humana resplandece à imagem de Deus. A dignidade da vocação humana está, portanto, em primeiro lugar, em acolher e fazer frutificar a vida, a graça de ser imagem e semelhança de Deus. Podemos dizer que o mês vocacional nas comunidades quer ser a oportunidade para despertar a consciência vocacional, ressaltando esta dimensão em todo o trabalho de evangelização, dando espaço para a oração e para a compreensão de que a vocação se concretiza num coração que sabe escutar, amar e acolher. Na primeira semana do mês de agosto comemoramos a vocação do padre e na segunda semana somos levados a pensar e rezar por nossas famílias, o Santuário da Vida e o lugar onde nasce e por primeiro são cultivadas as vocações. Na terceira semana rezamos pelos religiosos e religiosas que dão seu sim ao serviço a vida consagrada e na quarta semana todas as lideranças das nossas comunidades que, gratuitamente, atuam em tantas pastorais, movimentos e serviços. Deus é amor. Nele encontramos a fonte e o sentido da vida, da missão e da salvação. Pelo batismo, somos chamados e enviados em missão. A vocação, mais do que chamado, é capacidade de amar. E um dia, no momento final da vida, a nossa última escolha, com certeza, será a somas de todas as escolhas que foram feitas durante a vida. Somos aquilo que escolhemos. * Pároco da Paróquia Sagrado Coração de Jesus e doutor em Comunicação


Eduardo de M

O

Na Pista

Marlon Peres

Muinho Club realiza a festa Pista Certa neste sábado, com entrada free até à 0h confirmando presença no evento pelo Facebook. O agito já é tradicional da casa e conta com os ritmos funk, pop e hip-hop no set list. Os DJ’s Daniel Bisleri e Mono comandam a discotecagem.

Festival do Moscatel

Não há mais ingressos disponíveis para o primeiro sábado do 7º Festival do Moscatel, noite de 2 de setembro. Ainda há entradas disponíveis do 2º lote para o segundo sábado da festividade, dia 9, e ainda do 1º lote para o terceiro sábado, dia 16, bem como para as sextas, dia 1º e 8, e para o domingo, dia 3. Os ingressos podem ser adquiridos junto à Secretaria de Turismo e Cultura, na prefeitura.

B-day

Charles Cenci está na linha de frente da Free Ink Tattoo, que reinaugurou no dia 14, no Centro Comercial Feltrin Giuliato. O espaço conta também com showroom da marca de roupas Helmet SW, comandada pelo empresário

Multifotos Studio

Em comemoração ao aniversário do sócio Gilmar Neumann, o Boteco do Chá promove nesta sexta o evento com show da banda Porto do Som. Os músicos, conhecidos em todo Rio Grande do Sul, prometem agitar a noite dos presentes. Os ingressos antecipados estão à venda na Akustica Musical e no Auto Posto Benvenutti.

Giovanna Castagna e Miguel Mola seu casamento, que aconteceu s no San Carlo Eventos em Caxias sob coordenação de Denise Ba Colombo da D&C Cerimonia

O clã Alburquerque em celebração para o primeiro aninho da pequena Helena Flor. Na foto acompanhada dos pais Maria e Ademir, e dos manos Luis Otávio e João Vitor

André Bondan e Gabriela Crocoli conferiram o Festival Sertanejo realizado pelo Boteco do Chá, no Espaço Cultural da Fenakiwi


Moraes Oliveira

Cristiano de Oliveira

Marcos Matuella e Francineli Delazeri marcaram presença na noite sertaneja, que agitou a Fenakiwi

Conquista

Fique por Dentro

A formanda Ananda Tainá Servelin está acertando os últimos detalhes da sua festa de formatura no Curso de Relações Públicas, da UCS. A jovem recebe o diploma no dia 12 do próximo mês e recebe seus familiares e amigos para comemorar a conquista na mesma data.

ardi em sábado, do Sul, albinot ais

Programação

A Fenakiwi segue em seu segundo final de semana com diversas atrações. O destaque do sábado fica por conta do show nacional do músico Humberto Gessinger, a partir das 21h do sábado. E no domingo o Teatro com o Guri de Uruguaiana, às 18h30min.

Marlon Peres

Novidade

Daniela De Rocco

O Pepsi Club retorna no mesmo espaço, em Caxias do Sul, mas com uma a proposta de Multi Eventos. Neste sábado rola a primeira festa que conta com diversas atrações, entre elas Tati Zaqui e a dupla Lucas & Felipe.

No último dia 20, a pequena Sophie Ribeiro, comemorou seu aniversário de 6 anos junto com os pais Indianara Ribeiro e Leno Serres, na casa de Festas Ticabum


Inside

8

Fabrício Oliboni fabrioliboni@gmail.com

O cara da última página Na semana passada faleceu Paulo Sant’Ana. Estamos falando de um dos expoentes do radialismo e jornalismo no Rio Grande do Sul. Um dos grandes cronistas gaúchos e praticamente um patrimônio histórico e cultural de Porto Alegre. Sant’Ana foi polêmico, inquieto, provocador. Odiado por alguns, amado por muitos mais e uma referência para a grande maioria. Sala de Redação, Zero Hora, Rádio Gaúcha, Jornal do Almoço e Grupo RBS, por onde ele passou, deixou a sua marca. E gremista, claro. Se for elencar todos os predicados de Sant’Ana, ele certamente se vangloriaria mais pelo fato de ser gremista do que qualquer outra coisa. Torcedor símbolo do clube, tanto é que o seu velório foi na Arena do Grêmio, onde ele terá um memorial em sua homenagem. Falando no fato de Sant’Ana ser gremista, foi justamente isso que deu grande projeção a ele, ao ser convidado para integrar a equipe do programa Sala de Redação, da Rádio Gaúcha. As pautas giravam em torno do noticiário geral do dia, e Sant’Ana era convidado em algumas situações para falar de futebol e do seu time. A repercussão era estrondosa a cada incursão dele no programa, e com isso ele acabou assinando contrato como membro fixo do Sala, assim como passou a ter uma coluna no jornal Zero Hora. Para se ter noção, hoje o Sala de Redação é mais conhecido como algo voltado basicamente ao futebol, tamanha a influência da figura de Sant’Ana. Além disso, a presença de Sant’Ana acarretou na contratação de um comentarista que fosse o seu oposto “clubístico”, ou seja, um colorado (Kenny Braga), que rendeu diversos embates, ora divertidos, ora acalorados, entre os dois. A audiência agradecia. De início, as suas colunas na Zero Hora seguiam falando sobre futebol. E o Grêmio, obviamente. Mas com o tempo ele foi se tornando um cronista do cotidiano. Falava sobre basicamente tudo, ora de forma leve ora com críticas pesadas, que não raro tinham alvo certo, sem indiretas, para meramente gerar discussão. Ele falava o que pensava, o que atraía muita atenção a ele, tanto positiva quanto negativa. Fato é que, não havia como ignorar Sant’Ana. Tudo o que ele fazia gerava um grande repercussão, independentemente do objetivo, se é que havia algum, pois era apenas Paulo Sant’Ana sendo ele mesmo. Ele ganhou tal notoriedade que fez as pessoas começarem a ler o jornal de trás pra frente, já que a sua coluna estava no epílogo da Zero Hora, e a última página teve ele como protagonista por mais de 30 anos. Não é pouca coisa. Sant’Ana teve o seu público cativo. Até mesmo quem não gostava dele o acompanhava. Muitos liam ou o ouviam para discordar de suas opiniões. Sant’Ana foi único, e sempre será. Bom descanso, Pablo. * Agente de intercâmbio e bacharel em Relações Internacionais

FARROUPILHA, 28 DE JULHO DE 2017

Primeiro Parágrafo

A guerra da imprensa Nenhum conflito armado teve participação tão intensa da mídia e se sedimentou tanto no imaginário popular quanto o do Vietnã e, neste contexto, Michael Herr teve papel preponderante com “Despachos do Front”, lançado há 40 anos Ramon Cardoso ramon@jornalinformante.com.br

N

o início dos anos 60, a televisão se popularizava em território estadunidense e nada ocupou um espaço maior no período do que a Guerra do Vietnã. Se o noticiário sobre a II Guerra Mundial era basicamente feito pela mídia impressa, assim como a Guerra da Coreia, a primeira pós início da Guerra Fria, o conflito vietnamita levou a barbárie e o horror para dentro da sala de estar das famílias americanas. Evidente que o destaque maior era para as redes de TV, que mandavam seus melhores profissionais para cobrir o conflito, mas as grandes Redações de jornais e revistas também contavam com equipes de competentes jornalistas no País asiático. Foi então que, no final de 1967, Michael Herr, então com 27 anos, convenceu os editores da Esquire, para a qual trabalhava, de enviá-lo para o Vietnã. A revista sequer tinha política externa americana entre suas pautas principais, mas tudo mudou a partir da ida do jornalista ao conflito. Sua produção de conteúdo, como o próprio admitiu, não tinha a urgência e celeridade de uma insana cobertura diária como a realizada pelos correspondentes do New York Times ou do Washington Post, e nem mesmo exigências do porte da gigante revista semanal Time, o que lhe garantia ver a guerra sob outra perspectiva. Claro que os horrores do conflito mudaram para sempre a vida de Herr, que passou um ano e meio no Vietnã, e fez com que registrasse um dos relatos mais pungentes sobre o conflito, para muitos, o melhor. “Despachos do Front” foi escrito, no entanto,

somente em 1977, ou seja, 10 anos após seu embarque para Saigon, tomada pelo exército norte-vietnamita em 1975 e rebatizada como Ho Chi Minh. É óbvio que parte de suas memórias foram obliteradas, como traumas de guerra que não convêm lembrar, mas boa parte da passagem está em seu livro. Herr se consolidou como um dos nomes do “Novo Jornalismo” ou “Jornalismo Literário”, que mescla experiências pessoais de maneira romanceada, e que teve em Truman Capote, em especial com o clássico “A Sangue Frio”, seu maior expoente. O sucesso de Despachos do Front foi tamanho que Herr acabou colaborando como consultor do gigante Francis Ford Coppola no filme “Apocalypse Now”, de 1979, e roteirizou, ao lado de Gustav Hasford, para o grande Stanley Kubrick, “Full Metal Jacket” ou “Nascido Para Matar”, na versão brasileira, obra que foi baseada no livro “The Short-Timers”, de Hasford. Quem assistiu aos clássicos percebe facilmente episódios retratados no livro. Suas histórias começam justamente pelos rostos apavorados de jovens combatentes, um em especial lhe chama a atenção. “Ele tinha um rosto que vi pelo menos mil vezes em centenas de bases e acampamentos, um rosto no qual toda a juventude tinha sido sugada dos olhos, toda cor tinha sido drenada da pele, lábios brancos e frios, você sabia que ele não esperava que nada disso voltasse ao que tinha sido antes. A vida o tinha feito velho e ele seria velho para sempre”, e segue com sua impressão. “Esses eram os rostos de garotos atropelados por suas próprias vidas, eles podiam estar a uns poucos metros de distância, mas olhavam para você através de um abismo que você jamais atravessaria”, cita o autor, logo no capítulo inicial.


FARROUPILHA, 28 DE JULHO DE 2017

Inside

Imagem: Reprodução

Primeiro Parágrafo

9

Dolores Maggioni doloresmaggioni@terra.com.br

Despachos do Front Autor: Michael Herr Tradução: Ana Maria Bahiana Gênero: Guerra Literatura Americana Ano de publicação: 1977 Editora: Objetiva Nº de páginas: 254 Preço médio: R$ 30,00

Aos poucos, Herr se ambienta à guerra. Como um mau hábito que é difícil e até mesmo impossível abandonar. Seu relato fica menos afetado e mais real, até certo ponto displicente, feito à base de ópio, maconha, The Doors, Jimi Hendrix, Rolling Stones, toneladas de napalm, corpos e mais corpos. O cerco a Khe Sanh ocupa boa parte da obra, mas também é relatada a Ofensiva do Tet de 1968, as batalhas na cidade de Hué, os breves períodos de folga em China Beach e os retornos para uma Saigon cada vez mais perigosa. Mas os efeitos sobre os homens é o que mais impacta em sua narrativa. “Alguns simplesmente enlouqueceram, seguiram o fio de luz negra até o abismo e tomaram posse da loucura que estava esperando por eles como herança há 18, 25 ou 50 anos. Cada vez que havia combate tinha-se permissão para enlouquecer, em combate todo mundo pirava pelo menos uma vez e ninguém notava, e mal reparavam se você se es-

quecia de retornar ao normal depois”, revela. Contudo, viver o conflito foi algo marcante. “Alguns casos extremos acham que a experiência que tivemos lá foi gloriosa, mas a maioria acha que foi simplesmente maravilhosa. Acho que o Vietnã foi o que tivemos em vez de uma infância feliz”, comenta Herr no capítulo final, “Colegas”, disparado o melhor da obra, onde fala sobre os jornalistas que cobriram a guerra, fazendo uma ressalva no capítulo anterior. “O Jornalismo convencional não podia revelar essa guerra do mesmo modo que armas convencionais não podiam vencê-la, tudo o que podia fazer era transformar o acontecimento mais profundo da década nos Estados Unidos em um pudim de comunicação, apropriando-se de sua história mais óbvia e inegável e fazendo dela uma história secreta. E os melhores entre os melhores correspondentes sabiam até mais do que isso”, explica. O capítulo “Salvas de Iluminação” foi publicado na Rolling Stone em 1968, mas a maior parte da história consiste em breves passagens de uma guerra que parecia ter uma urgência absurda e quanto mais arrastava, mais injustificada parecia. Herr não precisava estar lá e, por conta disso, muitos dos combatentes o achavam maluco. Mas também o respeitavam demais por isso. Na tradução para o Português da Editora Objetiva, feita por Ana Maria Bahiana, ela bem define o conflito como “uma guerra moralmente dúbia, taticamente inviável e politicamente constrangedora”. Mas não resta a menor dúvida que foi um prato cheio para a imprensa. Herr, que faleceu no ano passado, aos 76 anos, que o diga. Seu relato segue pulsante até a atualidade e muito contribuiu para a presença da Guerra do Vietnã na cultura popular.

A chuva ensaia um desabafo Chove. Copiosamente. Tudo se reduz aos abraços desta chuva. Devorada por ela, transfiguro-me em tempestades eólicas. Seus dedos longos e suas mãos trêmulas apontam para o nada. O espaço, cumulativamente grave, torna-se pequeno para acudir o excesso da fantasia. Há tantos sigilos protegidos sob a eficiente ação das naftalinas desta insistente chuva! Há tanta verdade escondida nos sótãos da ternura, encobertos pelo bolor das imponderabilidades! A chave das gavetas continua na algibeira! Pele da minha pele... pedaço intrínseco de mim. A tarde está escura! Densa, estática. A quietude me atordoa com seu ruído implacável. Calo, e o que calo corresponde a verdades que sequer admito admitir, mas o emudecer representa a falência do mais íntimo segredo. A chuva ensaia um desabafo sem reservas. Ausculto-me porque a imaginação é silenciosa. Silenciosa e diabólica, sem a exigência de parcerias... de ouvintes displicentes. Mergulho no remanso das vozes inaudíveis. Apenas escuto o estampido da gênese universal. E esta chuva, palpitando em sua atraente autonomia! Imperativa... categórica... inabalável... resignando-me à sua inconteste inferência... à sua condição de cúmplice dos sonhos que impulsionam todos os homens. É tão tarde! É tão chuva. É tão silêncio. Minha contemplação segue ao modo de uma prece fervorosa. Sinto-me pássaro nômade, dotado de fúrias migratórias e arroubos de retraimentos. Transito entre desertos e multidões. Andarilha, persigo as tremulações da atmosfera. Contabilizo tantos débitos comigo mesma! O desabafo da chuva recupera o inventário das coisas ontem minhas... particulariza o ponto luzente no epicentro do breu que me rodeia. Não indago os nascedouros... quero hospedar os delírios de uma possível fantasia. Em mim arde a turbulência da labareda! Ando estonteada de subterfúgios... o que ouso dizer é apenas o que se restringe a meras convenções que me submergem em águas indolentes. Chove. Tenho em minha frente uma tela vazia; escrevo sem nada dizer. Sinto-me náufraga das palavras. Preencho a tela em branco com a sensação de esconder-me por entre as frases inconclusas. Sou apenas um oráculo de contidas intuições; dique erguido sem alicerces; muralha prestes a desabar. Repouso no desassossego do imprevisto. Convivo com o pasmo existencial. Nasço a cada momento e morro com igual frequência. Dentro de mim habita uma fornalha em alta voltagem. Sou uma estranha em busca do equilíbrio... um feixe de nervos a cintilar intermitências... uma contínua renovação... jamais um ponto final. * Escritora


Inside

10

FARROUPILHA, 28 DE JULHO DE 2017

Sétima Arte

Dormindo com a “Aliados” traz suspense romântico inspirado na espionagem da II Guerra Mundial, com Brad Pitt e Marion Cotillard dando vigor a história que poderia ser um pouco melhor trabalhada

M

uitos filmes valem a pena mais pelos atores do que propriamente pela história que buscam tratar. É o caso de “Aliados”, de Robert Zemeckis. O americano Brad Pitt e a francesa Marion Cotillard se sobrepõe ao roteiro. Não que ele deixe de ter alguns pontos altos, mas há furos, um em especial, muito grosseiro, que compromete toda a trama. Pitt vive o agente britânico Max Vatan, que é designado para uma operação pela Seção V, responsável pela atuação de espiões em ação durante a II Guerra Mundial. Ele chega a Casablanca, no Marrocos, onde assumirá o papel de marido da agente francesa Marianne Beauséjour, interpretada por Cotillard, depois que seu grupo, que comandava a Resistência Francesa em Paris, foi dizimado após a ocupação nazista na Cidade Luz. O objetivo da dupla é eliminar um alto comando nazista que ganhava cada vez mais força na Capital marroquina, um protetorado francês que ainda podia ser considerado um território livre de dominação, apesar da tensão entre os diversos grupos que agiam no local. Marianne logo se interessa por algo mais sério com Max, que sabe o risco de um envolvimento afetivo e, portanto, é reticente quanto à relação. Após a missão, os dois partem

para Londres e, por fim, sedimentam a união. Max passa a atuar em serviços burocráticos. Porém, conversas interceptadas de espiões alemães levantam a suspeita de que Marianne é uma agente dupla e estaria a serviço dos nazistas conspirando contra os Aliados. A ausência de maiores informações a respeito do desmantelamento de sua unidade quando atuava em Paris reforça a incerteza, até mesmo em Max. Com o impasse, os britânicos utilizam uma estratégia que consiste em repassar uma informação falsa a seu agente como uma forma de induzir Marianne a levar os dados adiante. Caso eles forem confirmados no futuro em novas interceptações, é a prova inequívoca de a esposa de Max realmente conspira a favor dos alemães. Contudo, embora o britânico seja muito mais ativo que Marianne, ela também não está imune a pressões e sua vida agitada levantam dúvidas sobre seu comportamento. A questão central da trama, que é justamente a infiltração de uma agente dupla, ganha apenas a metade final da história e, não resta a menor dúvida, poderia ser melhor trabalhada. A primeira metade é focada na relação entre Max e Marianne, que não sai praticamente do lugar. Mas o problema maior é que o britânico parece, de fato, não confiar na esposa, caso contrário dribla-

ria a ordem oficial da Seção V. As referências a “Casablanca” tampouco contribuem. Estabelecer qualquer parâmetro com um clássico cinematográfico é sempre muito arriscado, embora possa ajudar na venda da obra como produto. Até vale como divertimento e pela atuação segura dos protagonistas, mas é inegável que a trama tinha totais condições de ser aprimorada em diversos aspectos.

Flerte prolongado Marianne Beauséjour (Marion Cotillard) e Max Vatan (Brad Pitt) em Casablanca: foco total na missão, romance para mais tarde


FARROUPILHA, 28 DE JULHO DE 2017

Inside

11

Sétima Arte

Imagem: Reprodução

inimiga?

Divulgação

Título original Allied Título traduzido Aliados

Material de apoio

Nos extras, Zemeckis e equipe falam da trama e também há ícones sobre o elenco e a história de amor entre Max e Marianne. Contudo, o grande destaque fica mesmo por conta dos cenários. A Direção de Arte de Gary Freeman é um capítulo à parte na obra. Ele conseguiu reproduzir, claro, com inegável ajuda da computação gráfica em alguns casos, suntuosos cenários em estúdio, que custariam uma fortuna se fossem em locações reais, isso sem falar da dependência de condições climáticas, por exemplo.

Direção Robert Zemeckis Roteiro Steven Knight Gênero Suspense Duração 124 minutos País Estados Unidos Inglaterra Ano de produção 2016 Estúdio GK Films Huahua Media Distribuição Paramount Pictures


12

Horóscopo Áries - 21/03 a 20/04

Cuidado com atitudes radicais e temperamentais nos relacionamentos e na carreira. É preciso que reveja os princípios que regem as suas relações e associações. Algo precisa ser deixado para trás para que você aja com mais integridade.

Touro - 21/04 a 20/05

Os taurinos têm oportunidades de expansão pessoal e profissional. É preciso que reveja os conceitos que durante muito tempo têm regido as suas atitudes. Transformações na filosofia de vida e na forma como você lida com conhecimentos e trabalho.

Gêmeos - 21/05 a 20/06

Momento em que você percebe as diferenças ideológicas entre você e as pessoas com quem convive. Possibilidade de desavenças que tenham uma origem emocional ou material. Fortes lições de desapego e de humildade aos geminianos.

Câncer - 21/06 a 20/07

Um momento que ressalta a importância de questões familiares. Há uma necessidade de aprofundamento e de transformação nos vínculos emocionais. O verdadeiro crescimento e transformação podem ocorrer em suas relações.

Leão - 21/07 a 22/08

Muito cuidado com o excesso de veemência e com atitudes rígidas, leonino. É preciso que esteja ciente do que é necessário melhorar, transformar e curar em sua vida. Importantes questões ligadas à saúde e ao trabalho regem esse momento.

Vírgem - 23/08 a 22/09

Atenção com a mistura de questões emocionais e financeiras. É preciso que aja com mais discernimento em relação às finanças e parcerias. É um momento que pede desapego emocional aos virginianos.

Libra - 23/09 a 22/10

Júpiter, em movimento pelo seu signo, faz contato desafiador com Plutão. Situações intensas podem estar ocorrendo no âmbito familiar e nos relacionamentos librianos. Você deve ter cuidado com a tendência a se achar o dono da razão, libriano.

Escorpião - 23/10 a 21/11

Plutão, o regente escorpiano, está em contato com o planeta Júpiter. O momento é de conscientização em relação aos padrões repetitivos presentes em sua vida. Cuidado com atitudes controladoras que ressaltam problemas nos relacionamentos.

Sagitário - 22/11 a 21/12

O Momento pode apresentar situações financeiras envolvendo amigos ou pessoas próximas. Esta é uma fase de reestruturação dos seus objetivos e também das parcerias em relações profissionais. Cuidado com atitudes drásticas no âmbito financeiro.

Capricórnio - 22/12 a 20/01

O momento é de grande desafio na esfera pessoal e profissional. Podem haver desavenças com superiores com diferenças de opiniões e pontos de vista. A humildade é uma lição fundamental nesse momento e algo que pode evitar grandes conflitos.

Aquário - 21/01 a 19/02

Um momento tenso para questões jurídicas, éticas e que envolvem estudos e viagens. É uma fase em que você percebe claramente que necessita ampliar a mentalidade e os horizontes. Cuidado com a veemência excessiva com que manifesta as suas opiniões.

Peixes - 20/02 a 20/03

Momento bastante delicado para acordos emocionais e financeiros. Você percebe que há um conflito emocional envolvendo as suas relações. É necessário se conhecer profundamente para superar todas as suas dificuldades.

Inside

FARROUPILHA, 28 DE JULHO DE 2017


FARROUPILHA, 28 DE JULHO DE 2017

VENDE-SE CONSÓRCIO CONTEMPLADO DA CAIXA ECONÔMICA FEDERAL. Crédito R$ 250.000,00 – Prestações R$ 1.630,00 – Já pagos R$ 16.500,00, e, Crédito de R$ 405.000,00 – Prestações R$ 2.850,00 – Já pagos R$ 25.000,00. Estes créditos podem ser usados na COMPRA DE IMÓVEL, CONSTRUÇÃO E REFORMA URBANA E RURAL. Aceito carro na entrada. Contatar: claro e WhatsApp (51) 98055-5703. Vivo (51) 99569-8765. VENDO FOX TRENDLINE 1.0 FLEX 8V. 4 portas, ano 2011 com Alarme, direção hidráulica, trava e vidro elétrico. Valor R$ 26.000,00. Interessados ligar (54) 999815290.


2

FARROUPILHA, 28 DE JULHO DE 2017


FARROUPILHA, 28 DE JULHO DE 2017

3


ALUGO no centro, APARTAMENTO de 3 dormitórios, sendo um suíte. Banheiro social, sala dois ambientes, cozinha e área de serviço com churrasqueira. Amplo terraço de uso do apartamento. Vaga de garagem (condomínio não permite animais de estimação) Tratar: (54) 3261-2525 – (54) 99996.0049 ALUGO apartamento de dois dormitórios com uma vaga de garagem. Configurado de sala com dois ambientes, banheiro, sacada, cozinha e área de serviço com churrasqueira. Localizado no centro de Farroupilha. R$ 800,00 (condomínio não permite animais de estimação). Tratar (54) 3035-1610 – (54) 99170-4326. OPORTUNIDADE ÚNICA! Vende-se uma BELÍSSIMA CHÁCARA, de 10 mil metros m², com riacho, luz e devidamente escriturada! Situada em Nova Sardenha, à 800 metros da VRS-313. Aproveite! Agende já sua visita: (54) 3401.3822 | (54) 99925.2068 whats. VENDE-SE apartamento de 2 dormitórios, com vaga de estacionamento. Todo reformado! Localizado no Condomínio Bela Itália. F. (54) 99947-2120.


FARROUPILHA, 28 DE JULHO DE 2017

9


10

VENDO 4 terrenos de Cooperativa já com área comprada. F.: 99118.1642. VENDE-SE TERRENO de Cooperativa com 106 parcelas pagas. Área de terra comprada. Localizada na saída para o Salto Ventoso. APENAS R$ 9.500,00 Tratar com José, fone (54) 99925.2068. ALUGO SALA COMERCIAL, localizada na Independência, Bairro São Luiz, com 168m².Telefone para contato: 99951.3583 / 3268-1062. VENDO TERRENO de esquina com 1.377m² a uma quadra da rodoviária e do Shopping Centro de compras. F. 99118.1642. VENDO DOIS TERRENOS com duas casas, localização central em Arroio do Sal a uma quadra do mar. F. 99118.1642.

FARROUPILHA, 28 DE JULHO DE 2017


Edição 496  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you