info 03 - 2010 ABR

Page 1

Informativo

IMPRENSA OFICIAL DO ESTADO DE SP DIVULGA BALANÇO DE INVESTIMENTOS Balanço mostra solidez da empresa e números positivos em todas as áreas. O nível de investimentos foi recorde e repasse para a Fazenda alcançou R$ 48 milhões tado de São Paulo e dos sistemas para gerenciamento da produção gráfica e de custeio para gestão de custos. O número de visitas ao portal D.O.online, que coloca gratuitamente na internet o conteúdo do Diário Oficial, bateu novo recorde em 2009: foram 15,9 milhões de acessos (contra 10,5 milhões em 2008), um salto de 51%. GRÁFICA E LIVROS A gráfica realizou trabalhos dignos de registro, como a produção de material didático para professores da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo e kits para o Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual (IAMSPE). Juntos, os três trabalhos renderam R$ 10,9 milhões. Além dos serviços gráficos, da edição, impressão e distribuição do Diário Oficial e da edição de livros, a Im-

Imprensa Oficial

Apesar do cenário global de crise financeira e econômica, a Imprensa Oficial do Estado de São Paulo conquistou avanços significativos em 2009. Sua receita bruta atingiu R$ 275 milhões e o lucro líquido alcançou R$ 72 milhões. Deste total, R$ 48 milhões foram repassados à Secretaria Estadual da Fazenda a título de juros e dividendos, o que representou um crescimento de 33% em relação ao valor transferido no ano anterior. Outro resultado bastante favorável foi o nível de investimentos: R$ 27 milhões. A partir da diretriz estratégica de constante modernização, a I.O. adquiriu novos equipamentos de acabamento e impressoras. Investimentos importantes em infraestrutura e sistemas de informática também foram feitos, com destaque para as implantações do novo sistema eletrônico para recepção de matérias para o Diário Oficial do Es-

Nova impressora: trabalhos gráficos com melhor qualidade

prensa Oficial é conhecida por seus produtos de tecnologia, como a certificação digital - que proporciona segurança, transparência a agilidade nas transações eletrônicas - e os projetos de digitalização e gestão eletrônica de documentos. Pioneira na difusão da certificação digital, a empresa é a Autoridade Certificadora Oficial do Governo do Estado de São Paulo e a primeira Autoridade Certificadora a conquistar o selo ISO 9001:2008 para todos os processos de certificação digital.

EU FAÇO PARTE Indra do Brasil é a mais nova associada da ABRID Durante reunião de diretoria da ABRID, realizada dia 26/03, foi aprovada a associação da empresa Indra do Brasil ao quadro de associadas da ABRID. Indra do Brasil, companhia espanhola com sede em Madri destaca-se como integradora no segmento de identificação civil, provendo serviços de consultoria, desenvolvimento de sistemas, venda de software e hardware.


A Giesecke & Devrient (G&D), um dos maiores líderes globais em smart cards, SIM cards, papel moeda, segurança e telecomunicações, com mais de 150 anos de atividades em mais de 45 países, inclusive no Brasil, onde possui atuação a partir de suas subsidiárias GD Burti e G&D Brasil, lança no Mobile World Congress, em Barcelona, uma nova versão do seu smart card no formato microSD, o Mobile Security Card SE 1.0, que incorpora um controlador de criptografia o qual oferece alta segurança para telefones celulares, smartphones, notebooks, netbooks e qualquer outro tipo de dispositivo móvel sem a necessidade de um leitor de smartcard. O Mobile Security Card SE 1.0 possui 2 GB de memória, o dobro da versão anterior, e utiliza a versão 5.0 do sistema operacional Sm@rtCafé Expert e em conformidade com o padrão Common Criteria (CC) EAL versões 4+ e 5+. A solução de segurança é suportada pelas principais plataformas como Windows Mobile, BlackBerry Device Software, Symbian OS, Android OS e Linux. Também garante a segurança em PCs com Windows e Linux.

Inserido no slot de microSD dos dispositivos, o Mobile Security Card SE 1.0 possibilita as atividades de autenticação do usuário e ações independentes no módulo de criptografia. Baseado em autenticação em dois fatores, o usuário pode autenticar-se no Mobile Security Card e apenas obtém acesso ao aparelho se os dados informados forem autênticos. O cartão microSD pode ser usado em vários cenários de segurança, como por exemplo, atividades em mobilidade de escritório e internet banking. Provedores independentes de software podem desenvolver facilmente suas aplicações de segurança para uso com o Mobile Security Card. Nos smartphones da BlackBerry, por exemplo, o produto pode ser integrado ao BlackBerry Device Software 5.0 e possibilita a criptografia de autenticação de email e do dispositivo de memória. Com a combinação entre segurança e conectividade, o BlackBerry irá fornecer um valor acrescentado significativo no uso corporativo profissional.

Apesar de 2009 ter sido um ano de crise econômica, a Gemalto, líder mundial em segurança digital, conseguiu manter o seu faturamento global estável, registrando € 1,65 bilhões no ano passado. O lucro bruto da companhia aumentou 0,8%, de € 597 milhões (2008) para € 600 milhões (2009), impulsionado, entre outros pontos, pelo crescimento da área de Software & Services, que representou 10% do faturamento global da Gemalto, com € 164 milhões em 2009. Outro ponto importante é que, na reunião de acionistas de 2010, a Gemalto irá propor, pela primeira vez, um dividendo de € 0,25 euros por ação. Estamos muito otimistas para os próximos anos e temos a certeza de que nossa meta (aumentar o lucro operacional de € 183 milhões em 2009 para € 300 milhões em 2013) será alcançada. Confira abaixo mais informações sobre o ano de 2009.

G&D

internacional

GEMALTO TEM FATURAMENTO GLOBAL DE € 1,65 BI EM 2009

G&D LANÇA SMART CARD NO FORMATO MICROSD PARA SEGURANÇA DE SMARTPHONES, CELULARES E NOTEBOOKS

Resultados da Gemalto no ano de 2009 • O faturamento do ano foi de €1.654.000.000. • Melhora na margem operacional, com lucro em todos os segmentos. • Resultado operacional ajustado de € 182 milhões antes da provisão especial de €11 milhões. • Saldo líquido em caixa de €381 milhões, com as atividades em operação gerando um recorde de €200 milhões. • O dividendo de €0,25 por ação será proposto aos acionistas na próxima reunião geral anual.


expressas

ABRID E ITI ASSINAM ACORDO PARA REALIZAÇÃO DO 8º CERTFORUM A ABRID assinou, no último dia 22/03, acordo de cooperação técnica com o Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI) para organização, planejamento, produção e gestão do 8º Fórum de Certificação Digital (CertForum), que acontecerá nas cidades de Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Recife, Brasília e São Paulo. Para o presidente da ABRID, Célio Ribeiro, a realização do 8º CertForum em

Belo Horizonte e Recife mostra que a certificação digital está sendo disseminada. “Muitas cidades solicitaram o evento, porém, em função do curto espaço de tempo, só foi possível organizar nessas duas capitais brasileiras”, disse Ribeiro. O presidente do ITI, Renato Martini, enfatizou a importância de o CertForum acontecer em Belo Horizonte e Recife. “Recife foi a cidade a fazer

as primeiras experimentações com nota fiscal eletrônica, por isso acredito na importância de se dar continuidade ao trabalho de certificação digital”, afirmou Martini. Além disso, segundo informou Célio Ribeiro, planeja-se, no Congresso que acontecerá em Brasília, em junho, demonstrar o funcionamento da nova identidade digital.

ABRID e IT

CertForuns Regionais :: próximas etapas Rio de Janeiro: 06 de Maio Recife: 20 de Maio Brasília: 09 a 11 Junho (II Congresso da Cidadania Digital) São Paulo: 24 de Junho

Ribeiro e Martini: parceria estabelecida

Acesse o site oficial do evento: http://certforum.iti.gov.br/

CERTISIGN REDUZ DE 10 MINUTOS PARA 20 SEGUNDOS O TEMPO DE PRODUÇÃO DE RELATÓRIOS a Certisign. Além disso, a Advanced IT desenvolve excelente relacionamento proporcionando maior tranqüilidade e confiança no seu trabalho. Além de diminuir 30 vezes o tempo de resposta no relatório citado, outros resultados foram percebidos: a construção de um ambiente computacional que atente as necessidades de continuidade de negócios da empresa e disaster recovery para os bancos de dados da companhia. Certisign

A Certisign Certificadora Digital, empresa de tecnologia da informação especializada em certificação digital, contratou a Advanced IT para implantar em novembro de 2009 a solução de contingência no seu ambiente Oracle. Fundada em 1996, a Certisign foi a primeira Autoridade Certificadora a entrar em operação em solo brasileiro e a terceira no exterior. O objetivo principal era a evolução do ambiente computacional, solucionando a fragilidade de contingência de bases de dados críticas. A solução implantada - Oracle Data Guard – garante que o ambiente de produção não sofra interrupções, através do site de contingência. Hoje a Certisign possui dois sites no Brasil, com total sincronismo das transações, assegurando alto nível de confiabilidade para atender casos de queda nos sistemas e também erros causados por ocorrências humanas ou físicas. De acordo com o Gerente de Operações da Certisign, Leonardo Pereira Guimarães, a Advanced IT foi escolhida porque reúne competência, comprometimento e segurança para a realização de um projeto extremamente crítico para

Posto de Atendimento Conceito


INFINEON PROPÕE SOLUÇÃO PARA INDÚSTRIA DE SEGURANÇA Com relação à segurança e à vida

e um acesso chave do microcontrolador

recidas são eGovernment, eDemocracy,

útil para RSA_1024 SHA_1, está sendo

sem contato. Os novos programas de

eVoting e eBusiness.

considerada pelas autoridades uma ten-

cartões nacionais de identidade eletrô-

Oito dos 27 Estados-Membros da

dência a migrar-se de 3 key /AES para

nica na França (2010), Alemanha (2010)

União Européia, até 2009, já haviam co-

3DES. Além disso, os ataques aos chips

e República Checa (2010), requerem

meçado a usar o sistema eletrônico de

de silício para extrair as chaves e os da-

100k bytes ou mais para permitir espaço

cartão de identidade eletrônico. Come-

dos estão se tornando mais sofisticados.

para mais aplicações que talvez venham

çando com a Finlândia, em 2002, Áustria

Como resposta a essa necessidade de

a ser armazenadas.

e Estônia em 2004, Bélgica e Suécia, em 2005 e mais recentemente, em 2006, Infineon

maior segurança, a Infineon desenvolveu uma nova família de cripto-

Espanha e Itália, e Portugal em 2007.

controladores, chamada família SLE

Além destes estados-membros, a Sérvia

78, com uma CPU dual, detecção com-

iniciou um programa de eID, executado

pleta de erros sobre o caminho com-

em 2007. Todos os nove programas são

pleto dos dados e criptografia interna

baseados em dois sistemas de autenti-

completa. Esta inovação tecnológica

cação com senha de segurança (“para

representa uma mudança de paradig-

ter” = fator de identificação) e um PIN

ma para a indústria do silício. A famí-

(“para saber” = autenticação) ou com

lia SLE 78 suporta RSA_2048, ECC_256

Match-on-Card (“para ter” = fator de

e AES, com 16 bits de processador e

autenticação).

cripto co-processador, e é projetado

Desde 2003, um novo padrão

para atender às exigências de alta se-

de aplicativo está em desenvolvimento

gurança de novos e atuais aplicativos

(CEN TS 15480), para identificação, au-

SLE 78

no setor público, além de fornecer uma plataforma segura para produtos de identidade.

tenticação e assinatura (prEN 14890), o UM PANORAMA DOS PROGRAMAS EID NA EUROPA

chamado Cartão do Cidadão Europeu. Paralelamente a este padrão de autenti-

Identificação de novas exigências

Os principais motivos para a cria-

cação, um novo padrão (ISO / IEC 24727)

do mercado sobre o tamanho da memó-

ção de eID e programas eletrônicos de

está em curso para abranger os dados, a

ria, desempenho, interfaces e segurança

governo são, primeiramente o número

segurança, o acesso aos dados sobre o

é a chave. Um exemplo é o tamanho da

de serviços que se pode oferecer atra-

autenticador e o protocolo entre o au-

memória: A primeira geração de passa-

vés desta tecnologia e também a redu-

tenticador e um leitor middleware no

portes biométricos em 2005 precisava

ção de fraudes. Outra coisa que garante

PC do cliente ou no leitor de cartões em

de um EEPROM 32k bytes em um micro-

um resultado efetivo é que os dados

caso de leitor classe 3. Alguns estados-

controlador sem contato para armaze-

só devem ser trocados entre o cidadão

membros da UE, como a França (em

nar dados de base e uma foto do rosto.

e o governo, e não entre os cidadãos.

2009), Alemanha (em 2010) e Polônia

A segunda geração de passaportes bio-

Porém, para que haja essa troca de in-

(em 2011) já anunciaram planos para

métricos requer cerca de 64k bytes de

formação, é necessário que o cidadão

implementar este padrão nos seus pro-

EEPROM para armazenar adicionalmen-

tenha algum tipo de identidade eletrô-

gramas nacionais de cartão de identida-

te duas leituras das impressões digitais

nica (eID). As principais aplicações ofe-

de eletrônica.

Expediente

Presidente: Célio Ribeiro - Jornalista responsável: Andressa de Oliveira (3261/DF ) Tiragem: 5.000 exemplares - Periodicidade mensal - Contato: (61) 3234-6282 Projeto gráfico e diagramação: Infólio Comunicação - www.infoliocom.com - (61) 3326 3414.


Millions discover their favorite reads on issuu every month.

Give your content the digital home it deserves. Get it to any device in seconds.