Page 1

Arquitetura Medieval

Inês Viegas

nº15

10ºD Ano letivo 2013/2014


- Introdução O trabalho realizado foi feito no âmbito da disciplina de historia e fala sobre a arquitetura militar na idade media. É objetivo deste trabalho especificar como eram os castelos e as fortalezas da época medieval. O trabalho está dividido em partes onde vou falar sobre a arquitetura militar medieval no geral, em Portugal e vou falar particularmente do castelo de Óbidos.


A arquitetura militar é

um ramo da arquitetura destinada às

estruturas defensivas como os Castelos e as Fortalezas. Durante a Idade Média (séculos V ao XV) a Europa foi sujeita a milhares de construções de castelos, pois nesta época as guerras eram muito comuns e os senhores feudais, reis e outros nobres preocupavam-se com a proteção da sua residência, bens e familiares. O Castelo, diminutivo de castro, era a residência fortificada do rei ou de um senhor feudal e dos membros de sua corte. Para além de servir de refúgio ao rei e a sua corte, o castelo tinha como função resistir aos ataques e desempenhar outras funções, como prisão, guarda de riquezas, armas de guerra e centros de administração local.

Castelos de madeira Durante os primeiros séculos da Idade Média (até o século XI), os castelos eram feitos de madeira e o seu interior era rústico e não possuía luxo nem conforto.

Castelos de pedra A partir do século XI, a construção de castelos mudou completamente. Os castelos passaram a ser construídos de pedra, tornando-se assim muito mais resistentes. Estes eram erguidos em regiões altas, pois assim ficava mais fácil de visualizar a chegada dos inimigos.


Constituição do castelo Muralhas é uma estrutura essencialmente defensiva numa fortificação. Ameia é a abertura, no parapeito das muralhas de um castelo , por onde os defensores avistavam o inimigo Adarve é caminho no topo das muralhas que percorre todo o castelo, permitindo a movimentação rápida dos guerreiros. Barbacã é um muro anteposto às muralhas, de menor altura, com a função de defesa onde era oferecida a primeira resistência ao agressor. Alambor é um tipo de estrutura defensiva que consiste no espessamento da base de uma muralha. Merlão é a parte saliente do parapeito de uma muralha, entre duas ameias Torres são importantes para o estabelecimento de posições defensivas e também para uma melhor visualização das áreas ao redor, incluindo campos de batalha. Torre de menagem é a estrutura central de um castelo, definida como o seu principal ponto de poder e último reduto de defesa, podendo em alguns casos servir d-------e recinto habitacional do castelo. Torre de vigia é um lugar elevado, de onde se vigia o território circundante. Torre albarrã é uma torre saliente em um castelo, à qual se liga, em geral, por um passadiço Torre de haver era a torre utilizada para a guarda dos valores ou do tesouro real. Cubelo é uma torre circular ou semi-circular, com a função de reforço de uma muralha Porta de entrada com ponte levadiça entrada do castelo com ponte levadiça pois a maioria dos castelos eram cercados por um fosso, que só podia ser atravessada através de uma ponte levadiça


Alcáçova é o

lugar

mais

elevado

e

mais

protegido

dentro

de

um castelo medieval com funções de defesa Fosso é uma escavação profunda, destinada a impedir ou dificultar o acesso do agressor à linha de defesa do castelo. Balestreiro é uma galeria de pedra em balanço em uma muralha de defesa, com aberturas no piso para lançar materiais sobre os atacantes. Couraça é uma parte da muralha que se projeta para o exterior de um castelo Grade é um tipo de porta fortificada que consiste numa grelha feita em madeira, metal ou numa combinação dos dois. Poterna é uma porta secundária nas muralhas permitindo a saida ou entrada sem atrair as atenções nem serem vistos pelos Seteira, é uma abertura na muralha, que permite aos defensores (arqueiros, besteiros),lançar flechas


- Em Portugal A arquitetura

militar foi

determinante

no território

portucalense.

A

construção de torres e castelos régios marcaram pontos de defesa mas também de ocupação e organização do território. Com a construção de castelos e torres foi-se fazendo um povoamento que foi progredindo, para sul, à medida que a Reconquista Cristã ia avançando. Da primitiva dispersão de

fortificações,

defendendo terras e cidades do

Norte, passamos às fortalezas em que o sentido de construção castrense era já um pouco diferente como Soure, Pombal ou Leiria - continuando a significar um ponto de defesa mas passando a constituir tentativas concertadas de estabelecer

marcas

de fronteira,

progressivamente

mais

meridionais,

contribuindo para consolidar novos territórios e, portanto, empurrando o inimigo muçulmano.

Castelo de Montemor-o-Velho,1088

Castelo de Guimarães, 958


- Castelo de Óbidos

D.Sancho I

O Castelo de Óbidos é erguido sobre um pequeno

monte localizado

na

freguesia

de Santa Maria, vila e concelho de Óbidos em Portugal. Foi construído em 1195 por Sancho I, é um castelo de estilo românico, gótico, manuelino e barroco. Fruto

de

diversas

intervenções

arquitetónicas ao longo dos séculos, integra o conjunto da vila, que preserva as suas cateteristas medievais. Classificado

como Monumento

Nacional,

em 7 de Julho de 2007 foi eleito como uma das Sete maravilhas de Portugal.


- Conclusão Neste trabalho abordamos o assunto da arquitetura militar, que fala sobre os castelos e fortalezas da época medieval e concluí que os castelos eram muito importantes naquela época pois eram o refúgio do Rei e da sua corte. Com o trabalho fiquei a conhecer as características próprias de um castelo medieval .

-Webgrafia\ Bibliografia -http://pt.wikipedia.org/wiki/Arquitetura_militar_medieval 20-02-2014 -http://www.historiadomundo.com.br/idade-media/os-castelos.htm 20-02-2014 -http://castelosmedievais.blogspot.pt/2013/11/guimaraes-afabilidade-bondade.html 20-02-2014 -http://pt.wikipedia.org/wiki/Castelo_de_%C3%93bidos 21-02-2014 -http://www.historiadeportugal.info/castelo-de-obidos/21-02-2014 -http://www.obidos.pt/CustomPages/ShowPage.aspx?pageid=d25d6fd7-af72-48e2-ae96-bc275a708809 21-02-2014

-Castelo in Dicionário Historia de Portugal -COUTO, Célia do Pinto e ROSAS, Maria Antónia "Um novo tempo da História" 10º ano 2ª parte

Arquitetura militar mediával  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you