Issuu on Google+

Nº 1 - Ano 1 - Maio de 2012

Mobilidade urbana, fortaleza em crise? Casa Ecológica, uma realidade cada vez mais próxima

Patrimônio Histórico de Sobral está sendo restaurado

Ceará ganha primeira usina comercial de energia solar do Brasil

Entrevista: A aluna Déborah Nogueira e o Professor Rodrigo Porto, do curso de Arquitetura e Urbanismo, opinam sobre a Arquitetura no Brasil


Caos Sobre Rodas

Nos últimos anos, o trânsito da capital cearense tem se tornado cada vez mais caótico. Com o sistema falho de transporte público e a facilidade na aquisição do automóvel, uma grande parte da população escolheu ir ao trabalho no conforto do carro próprio. Porém, bem mais cedo do que se esperava, as ruas começaram a ficar sempre movimentadas e em horários de pico, como no início da manhã e no final da tarde, as principais vias da cidade ficam paralisadas, os carros se movimentando lentamente e população demora horas para chegar aos seus destinos.

O problema se agravou nos últimos cinco anos, a frota de veículos cresce continuamente enquanto a estrutura da cidade ainda é dos anos 90. Segundo o DETRAN(Departamento Estadual de Trânsito), a capital recebe em média 132 novos carros, motos, ônibus ou caminhões e já possui uma frota de quase 800 mil veículos, No final de 2011, havia 781.197 veículos na cidade de Fortaleza. No final de fevereiro deste ano, esse número cresceu para 789.123, um aumento de 7.926.

A Frota de veículos da cidade de Fortaleza é a maior da região do Nordeste e no ranking nacional é a 8ª maior. Estima-se que até 2015, a frota já deverá ultrapassar a casa de um milhão e a população sofrerá ainda mais com o engarrafamento. Segundo especialistas, a cidade não conta com um plano diretor efetivo, sendo um dos principais problemas, Fortaleza não tem a estrutura que se adeque apenas ao automóvel, ela precisa de outros meios de transporte que supra a real necessidade do crescimento populacional. Ainda assim, para melhorar a circulação dos carros, em 2009 foi aprovado um projeto de desenvolvimento de um sistema viário básico, mas ele não foi colocado em prática. A cidade de Fortaleza possui o mesmo problema das demais cidades brasileiras: está atrasada na implantação de medidas de planejamento urbano para receber tanto o crescimento da forta como também o próprio crescimento da população.


10 PASSOS PARA SE LIVRAR DO ESTRESSE NO TRÂNSITO PASSO 1. SE POSSÍVEL, BUSQUE HORÁRIOS ALTERNATIVOS Sair de casa um pouco mais cedo pode fazer toda a diferença. Às vezes, 10 minutos é tempo suficiente para você fugir do horário da tranqueira. Veja se existe a possibilidade de negociar o horário com seu chefe para chegar mais cedo ou mais tarde. Caso você seja o chefe, converse com sua equipe.

PASSO 2. VOLTE PARA CASA MAIS TARDE Caso seu expediente termine na hora do rush, evite o estresse com alguma outra atividade próxima ao local de trabalho: que tal uma academia ou aula de línguas? Ou mesmo aproveite o tempo para fazer as compras necessárias para a casa ou passar no caixa eletrônico.

PASSO 3. ORGANIZE A CARONA Seu colega mora no mesmo bairro? Reúna dois o três colegas e façam rodízio de motorista. Dessa maneira, mesmo que peguem trânsito lento vocês nem vão notar por causa do bom papo e da companhia.

PASSO 4. CAMINHE O destino é pertinho? Faça exercício. Faz bem à saúde e evitar o estresse de achar uma vaga (ou o gasto com estacionamento).

PASSO 5. USE O TRÂNSITO PARA ESTUDAR Grave o assunto da prova da faculdade num mp3 e aperte o play enquanto está preso no trânsito. Ou experimente audiolivros.

PASSO 6. INFORME-SE Ganhe tempo para se informar enquanto fica parado. Se você é o caroneiro, leia o jornal, se é motorista, acompanhe o noticiário pelo rádio.

PASSO 7. OUÇA MÚSICA Escolha uma estação de rádio que toca seu estilo musical ou grave CDs com os hits de sua banda favorita. Aproveite que cantar junto (comdoosCeará vidros fechados) não Gráfico de evolução do trânsito do estado divulgado pelo Diário do é crime nem dá Nordeste,novembro de 2011. multa.

PASSO 8. EVITE BARULHO EXCESSIVO Feche os vidros. Buzinas e barulhos de motor alheio servem apenas para irritar.

PASSO 9. USE CALÇADOS CONFORTÁVEIS Essa dica é especial para mulheres: aquele salto lindo de morrer pode tornar-se uma tortura se você tiver que passar uma hora no trânsito mantendo a rotina primeirasegunda-ponto-morto-primeira. Tenha sapatilhas debaixo do banco e seja feliz.

PASSO 10. MANTENHA A CALMA Buzinar ou xingar o motorista ao lado não vai fazer você andar mais rápido. Ligue para avisar que você está preso no trânsito e vai chegar atrasado. Com certeza, todos compreenderão.


IN

Casa Ecológica

Uma realidade cada vez mais próxima

O projeto foi feito com materiais que não prejudicasse o ambiente, mas que também não perdesse sua resistência, como é o caso do tijolo artesanal, telhado verde entre outros. Em seu projeto usaram tecnologias para poupar água, reaproveitar energia solar, usar a claridade natural dentro da casa, e se possível substituir as lâmpadas normais, por lâmpadas que economizem energia e melhorar a ventilação.

Por ser uma ideia nova, o projeto não é viável para famílias de baixa renda, chega a aumentar até 6% da obra, porém isso pode mudar com o tempo, já que as empresas estão mais voltadas para esse meio sustentável. É sempre preciso que prestem atenção com essas empresas também, pois muitas são de fachada.

Casa sustentável, detalhe para o telhado verde

O telhado verde ou telhado ecológico funciona como um isolante térmico, retardando o aquecimento dos ambientes durante o dia e conservando a temperatura durante a noite. Além de isolar o calor, absorve grande parcela da água da chuva, aumentando a retenção da água da chuva na fonte (local do evento: telhado) reduzindo a vazão de pico e retendo impurezas da água. Portanto, diminui a possibilidade de enchentes nas cidades. Também age como purificador do ar urbano.

01-Tijolo de Solo-cimento 02- Piso Drenate 03- Horta Orogênica 04- Deck de Madeira Certificada 05- Tecidos Ecológicos 06- Tapete Reciclado de PET 07- Revestimento BananaPlac 08- Estante de Tamburato 09- Pastilha Reciclada de Lâmpada 10- Aquecedor Solar 11-Biodigestor 12-Cistema de Água de Chuva 13-Composteira 14-Reuso de Águas Cinzas 15-Tubulação PPR 16-Dispositivos Economizadores de Água 17-Luminárias de LED 18-Parede de Taipa de Pilão

IN

IN

IN

IN ININ IN

IN IN IN IN

N

IN

IN IN IN

IN

IN

IN ININ

N IN IN

IN

IN IN

ININ IN

IN

IN IN

IN

IN

IN

I

IN

O mundo está cada vez mais, se preocupando em ter alternativas sustentáveis para o futuro, na arquitetura não é diferente. Arquitetos já desenvolvem projetos de casa, capazes de abastecer as necessidades pessoais e ajudar o meio ambiente, é claro que os donos também precisam ter hábitos sustentáveis.

Editores: Arlanio Holanda, Eduardo Santos, Francisco Erisson e Nathiara Souza


Arquiteto Fernando Neves Bussoloti CREA: 5062438921

Para os interessados nessa ideia de projeto sustentável, há um livro que aborda esse tema “Manual do Arquiteto Descalço” que aborda ideias simples e sustentáveis, mais viáveis para aqueles que querem fazer parte dessa ideia. Nas figuras ao lado, mostra o projeto e o funcionamento dessa casa com sustentabilidades. Para que a obra seja realizada precisa-se de um planejamento em longo prazo.

UMA DICA QUE VALE A PENA RESSALTAR O vaso sanitário com lavatório integrado projetado para reduzir o uso total de água do banheiro, ele poupa água, permitindo que a mesma água a ser utilizado para duas finalidades. A água limpa é utilizada pela primeira vez para lavar as mãos e depois corre para a cisterna ou reservatório para finalmente ser usada na descarga.

Fonte: Blog Rodrigo Barba

Editores: Arlanio Holanda, Eduardo Santos, Francisco Erisson e Nathiara Souza

4


ENTREVISTA A aluna de Arquitetura e Urbanismo Déborah Nogueira e o professor Rodrigo Porto contam à In-Esquadro suas expectativas e opiniões sobre a Arquitetura no Brasil.

In-Esquadro: Como você se identificou com a arquitetura? Déborah: Através do meu pai, que sempre demonstrou interesse por essa área. Ele me passou muitas dicas desde criança. In-Esquadro: O que você acha sobre a valorização do arquiteto/arquitetura atualmente? Déborah: Acho muito importante, por ser uma arte que desde o começo da humanidade veio sempre presente na formação de todo o espaço. Arquitetura faz parte da história, através dela se obtém um enorme conhecimento de como era as civilizações passadas. Por tudo isso, acho mais que essencial que o arquiteto e a arquitetura demonstre seu valor para o homem, e que ele saiba valoriza-la como merece. In-Esquadro: Em qual área da Arquitetura e Urbanismo você deseja atuar? Déborah: Me interesso muito pela área de contrução, e principalmente iluminação. Interiores é uma área interessante, por ser um bom ramo para começar trabalhar desde cedo, há um grande procura por esses profissionais. In-Esquadro: Qual sua pretensão salarial como um arquiteto graduado? Déborah: Pretendo após me formar, ganhar no mínimo 2.500 reais. In-Esquadro: Existe alguma barreira na profissão? Déborah: É uma profissão que tem um leque muito grande de escolhas, porém, no nosso estado, não é muito valorizada, por ser muito ligada a área de interiores. In-Esquadro: Quais os pré-requisitos que um aluno de arquitetura necessita para começar no mercado de trabalho(estágio)? Déborah: É importante que ela tenha feito no mínimo um curso de AutoCAD, ferramenta básica de todo arquiteto atualmente. In-Esquadro: Você já estagia? Se não, quando pretende começar? Déborah: Sim. Desde o quarto semestre do curso. In-Esquadro: Você acha que a oferta condiz com a demanda do mercado profissional? Déborah: Sim. Desde o inicio do curso você já encontra oferta de estagio e com isso já vai aprendendo muito, o que no próprio curso não se aprende. Isso é muito importante pra o futuro profissional, que já vai adquirindo experiências boas, desde o começo da graduação.

5

por Brena Queiroz


In-E: Quais são suas atribuições no ramo? R: Basicamente projetar, planejar e deixar a vida do meu cliente mais fácil, mais prática. Costumo fazer projetos de arquitetura completos, que incluem desde o projeto da casa, ou condominio, até o projeto de arquitetura de interiores e iluminação. É um casamento perfeito. In-E: Por qual motivo você decidiu também ser professor? R: A princípio, acho que tenho aptidão para passar meus conhecimentos. E posso acrescentar que como professor aprendo tanto quanto os alunos, no momento em que tenho que estar sempre pesquisando, antenado com tudo o que acontece na arquitetura. Isso é muito bom, e só engrandece meus projetos em meu escritorio.

In-E: Para você, o que é arquitetura? R: Arquitetura é a arte de proporcionar bem estar e conforto físico, térmico, lumínico e visual às pessoas. In-E: Como e quando você começou a se interessar pela arquitetura? R: Quando eu tinha 12 anos de idade, ao ver a casa dos meus pais sendo projetada por um arquiteto, que é meu tio. Idas à obra com meus pais e muitas conversas e sonhos, imaginando como ficaria aquela casa quando pronta me fizeram ver que arquitetura seria minha vida. Daí em diante, pedi ao meu pai de presente uma assinatura da revista Arquitetura e Construção, e ficava maravilhado a cada vez que vinha um novo exemplar.

In-E: Os seus trabalhos seguem algum estilo(marcante)? R: O estilo do meu cliente. Quero meu cliente soltando fogos de alegria quando ver tudo terminado. Mas um detalhe marcante para a minha arquitetura são os traços retos, sem muitas sinuosidades. In-E: Como a tecnologia auxilia o seu trabalho? R: Em todos os sentidos. No IPAd quando estou numa obra e preciso apenas consultar um detalhe de projeto; no iphone, quando estou no aeroporto e preciso mandar um e-mail urgente, no laptop em sala de aula, nos softwares que são melhores e mais precisos a cada dia que passa. Posso dizer que hoje, sem tecnologia, não poderia pegar metade dos projetos que pego em meu escritorio, pela otimização do tempo que a tecnologia promove.

In-E: Como foi a sua trajetória entre o período como estudante de arquitetura até a formação do escritório? R: Foi árdua, com muitos percalços, mas muito gratificante. Estudei bastante, li muito, viajei pra fora do país algumas vezes, até morei quando fui fazer minha especialização em iluminação. Até que decidi fazer um mestrado, para ingressar na vida acadêmica em paralelo ao meu escritório. Posso dizer que é uma trajetória que ainda está sendo traçada, uma vez que só tenho 28 anos de idade e ainda tenho muito o que viver e aprender.

In-E: Você acredita na importância da criação de um projeto que seja a cara de quem vai utilizá-lo? Quanto isso representa na hora de gerar um projeto? Qual o seu último projeto? R: Sim, o projeto tem que ser a cara do cliente. É claro que isso demanda em pesquisas, horas com a cabeça funcionando para fazer daquele projeto ÚNICO. Atualmente, estou com alguns projetos de ambientação. Mas o projeto em que estou dedicando maior parte do meu tempo e de meus estagiários é o de um hotel na Via Costeira, em Natal-RN, de um grupo português. Estou sonhando com o dia em que ficar pronto.

In-E: O que mais chama a sua atenção nessa profissão? R: O instinto natural em resolver problemas. Acredito que um arquiteto só é arquiteto de verdade se tiver este instinto...essa visão crítica das coisas. In-E: Qual é a análise que você faz da atual situação da arquitetura brasileira? R: Existem profissionais admiráveis, que tento acompanhar sempre suas obras. Porém existem, infelizmente, poucas pessoas que se atentaram para a necessidade de ter um arquiteto quando se pensa em reformar, construir, ambientar, urbanizar, locar. As pessoas se sentem auto-suficientes. Nos USA, onde morei, posso dizer que a situação é bem diferente. Cada macaco no seu galho. Arquiteto é profissional muito valorizado, e as pessoas se sacrificam até, para pagar um e ter a casa dos sonhos. No Brasil, acho que o caminho ainda é cheio de obstáculos...e tem a economia também, que não ajuda.

In-E: Em sua opinião, o que caracteriza um bom projeto? R: O projeto ideal contempla beleza e funcionalidade para aquilo que se propõe. Se todos estão em harmonia naquele espaço, sem calor ou sem frio, em condições luminicas boas, e com espaços generosos, alem, é claro de estarem contemplando um edificio belo, diferente. Isso é um bom projeto.

In-E: Dentro do ramo da arquitetura e urbanismo, qual a sua especialidade? R: Projetos de Arquitetura, Projetos de Ambientação, Projetos de Iluminação. 6

In-E: Qual o conselho que você tem a dar para as pessoas que desejam seguir nesse ramo? R: Que sejam firmes, pois mexer com anseios e vontades das pessoas não é fácil. Devemos assumir uma postura ética, criativa (sempre), e principalmente firme nas nossas decisões e sugestões. Digo também que um arquiteto jamais deve parar de ler, viajar e conhecer coisas novas. Um bom projeto é sempre original, com algo diferente do usual. Vamos criar mais e copiar menos! por Mikaelle Dantas e Karla Melo


Meio Ambiente Aquecimento Global

O aquecimento global é uma consequência das alterações climáticas do planeta. Uma parte da comunidade científica acredita que essas alterações se dão por um processo natural de aumento da temperatura terrestre tal qual aconteceu na era glacial, uma outra parte da comunidade científica afirma que o aquecimento global se dá através de ações humanas, que intensificam o efeito estufa através da queima de combustíveis fósseis como o carvão mine ral, o gás natural e o petróleo e também por causa de desmatamentos. Uma das consequências do aquecimento global é o aumento da temperatura média da terra, de acordo com os cientistas do Painel Intergovernamental em Mudança de Clima (IPCC), da Organizações das Nações Unidas (ONU), o século XX foi o mais quente dos últimos cinco, com aumento de temperatura média entre 0,3°C e 0,6°C. Outra consequência é o degelo segundo especialistas, a região do oceano Ártico é a mais afetada, nos últimos anos a camada de gelo desse oceano tornou-se 40% mais fina e sua área sofreu redução de aproximadamente 15%. As principais cordilheiras do mundo também estão perdendo massa de gelo e neve. As geleiras dos Alpes recuam cerca de 40%, e, conforme artigo da revista britânica Science, a capa de neve que cobre o monte Kilimanjaro, na Tanzânia, pode desaparecer nas próximas décadas. Segundo The New York Times, em fevereiro de 2012, a secretária de estado Hillary Clinton anunciou um novo esforço internacional voltado para a redução da emissão de poluentes que contribuem para a rápida mudança climática e para problemas de saúde generalizados. Os Estados Unidos vão contribuir com US$ 12 milhões e o Canadá com US$ 3 milhões por dois anos para garantir o programa que será executado pelo Programa das Nações Unidas, as autoridades esperam que com essa ação rápida consigam resultados mais rápidos do que através das negociações políticas realizadas na Convenção das Nações Unidas sobre Mudança do Clima.

Bárbara Ribeiro

7


Taipei EcoARK O pavilhão de exposições EcoART é aclamado como um novo marco para edifícios verdes, encontra-se na cidade de Taipei em Taiwan e foi construído pelo Far Eastern Group, sendo o primeiro edifício verde feito quase totalmente de garrafas pet recicladas. Foi construído para receber a 2010 Taipei International Flora Exposition, exposição autorizada pela Associação Internacional de Produtores de Hortícolas (AIPH), esta exposição foi aberta em novembro de 2010 com mais de 7.000 apresentações culturais até abril de 2011.

Bárbara Ribeiro

Ceará ganha primeira usina comercial de energia solar do Brasil Cidade no Ceará foi escolhida pela forte incidência solar ao longo do ano. A primeira usina solar comercial do Brasil em Tauá, fica a 344 km de Fortaleza, no Ceará. Ela tem capacidade inicial de gerar 1 megawatt, suficiente para abastecer 1,5 mil famílias. O município, no sertão do Inhamuns, foi escolhido por causa da forte incidência solar ao longo do ano. A cidade também forneceu metade dos operários que fizeram a montagem da usina. Atualmente a MPX Tauá tem uma área de 12 mil metros quadrados e 4.60 painéis fotovoltaicos, fabricados pela empresa japonesa Kyocera. Os painéis absorvem a luz do sol e a transformam em energia elétrica. A usina solar é ligada ao Sistema Interligado Nacional por meio de uma subestação da empresa distribuidora de energia do Ceará, a Coelce. O investimen-to custou r $ 10 milhões e contou com aporte de US$ 700 mil do Banco Internacional de Desenvolvimento (BID). O Governo do Estado do Ceará incentivou o empreendimento com a criação do Fundo de Incentivo à Energia Solar (Fies). O Fies garante a compensação tarifária entre a energia elétrica solar e a energia convencional.

Lara Marinho

8


Meio Ambiente Pequenas ideias, grandes mudanças Com o passar do tempo as empresas começaram a modificar seus produtos para conviver melhor com o meio ambiente, como a empresa automobilística que vem diminuindo o consumo de combustíveis ou usando fontes alternativas renováveis e/ou não poluentes. Com o ramo de cortador de gramas não foi diferente. A ideia simples, poupa esforços e tempo dos usuários; a inovação foi um corte menor (mais superficial) na grama, a parte cortada se decompõe rapidamente e acaba servindo como fertilizantes para o gramado. Assim o dono não tem que se preocupar com a limpeza e economiza dinheiro com fertilizantes. Hildalyce Nara

Energia Solar - painéis Os Constantes problemas ambientais causados pela utilização de energias não renováveis, aliados ao esgotamento dessas fontes, têm despertado o interesse pela utilização de fontes alternativas de energia. A energia solar é uma delas, que com formas diretas e indiretas podem transmitir energia, entre outras coisas. A forma indireta, engloba muitos tipos de fontes diferentes, como hidráulica, biomassa, eólica, combustíveis fosseis e energia dos oceanos. Já a forma direta se dá através de células fotovoltaicas. A luz solar, ao atingir as células, é diretamente convertida em eletricidade. No entanto, essas células fotovoltaicas apresentam preços elevados. O efeito fotovoltaico ocorre quando fótons (energia que o Sol carrega) incidem sobre os átomos, proporcionando a emissão de elétrons, que gera corrente elétrica. O importante é focar em áreas afastadas, onde normalmente são ensolaradas o ano todo, e não possum energia. A energia solar é importante na preservação do meio ambiente, mais ainda, exige um alto investimento para o seu funcionamento.

Lara Marinho


Pearl River Tower O Pearl River Tower é considerado o arranha céu mais eficiente energeticamente em todo o mundo. Esse prédio é interessante nos dias de hoje, porque ele usa de diversas maneiras inovadoras, modos de uma coletividade sustentável. O edifício foi projetado com a conservação de energia em mente, incluindo turbinas eólicas e coletores sola-res, células fotovoltaicas, piso elevado, ventilação e aquecimento radiante e tetos de resfriamento. Será sem dúvida um dos edifícios mais ecológicos do mundo. Uma novidade interessante do prédio é que as turbinas eólicas existentes se localizam nas aberturas da fachada, e são suportadas em lajes existentes nas zonas de abertura, e essas aberturas foram projetadas para que o vento quando bate no prédio, desvie e passe exatamente por lá, fazendo gerar energia. Lara Marinho

Moda e Reciclagem A onda verde conquistou o mundo da moda e se fez repensar o jeito de fazer roupa. O diferencial além de tecidos ecológicos é a otimização de recursos naturais. Materiais reaproveitados, como os tecidos feitos de garrafas pet, são um novo jeito de fazer moda. Além de limpar a natureza, o processo de fabricação que transforma as garrafas pet em tecido não gera resíduos, pois aproveita as cores naturais do plástico. Além disso tudo, o poliéster da garrafa pet propicia diversas melhorias nas peças de roupa, como estabilidade dimensional - que impede que ele encolha ou entorte, maio resistência e durabilidade. Algumas grifes conhecidas já aderiram a esse estilo, como a loja Osklen, que foi pioneira no país nesse estilo de moda. E várias outras já aderiram, como Brookfield, Hering, entre outras.

Lara Marinho

10


PATRIMÔNIO HISTÓRICO DE SOBRAL PASSA POR RESTAURAÇÃO A Catedral “Matriz de Nossa Senhora da Conceição”, popularmente conhecida como Igreja da Sé, em Sobral, está sendo restaurada e conservará seu aspecto arquitetônico do século XVIII. Também será executada uma reforma paisagística do seu entorno (Praça da Sé). A Igreja data de 30 de agosto de 1757 sendo que, em 1762 o então Pe. João Ribeiro Pessoa resolveu destruir a capela-mor para reedificá-la com uma maior resistência. No dia 1º de fevereiro de 1781 foi benta a nova capela-mor da Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, da então Vila Sobral. Vale destacar que a recuperação que está ocorrendo é do que foi construído em 1941. O frontispício é um dos mais bonitos do Ceará. Notável pórtico com arco de pedraria lavrada em liós, importada de Portugal. A restauração da Igreja assegura a permanência do acervo arquitetônico, de acordo com o Instituto do Patrimônio Histórico e Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição Artístico Nacional (Iphan). E conta com a parceria entre a Prefeitura Municipal de Sobral e o Ministério das Cidades. O projeto será realizado pela Construtora LA Empreendimentos e Serviços de Engenharia Ltda. O projeto de restauração é do arquiteto sobralense Luciano Guimarães. http://diariodonordeste.globo.com Taís Rios

IGREJA NOSSA SENHORA DE FÁTIMA EM RECIFE, VIRA SANTUÁRIO ARQUIDIOCESANO A partir do dia 13 deste mês, a Igreja Nossa Senhora de Fátima da cidade de Recife, localizada no bairro Boa Vista, terá o titulo alterado pelo arcebispo de Recife e Olinda. A manifestação conta com uma missa e uma procissão pelas ruas do centro, neste último dia 12 às 19h. O santuário teve inicio em sua construção em 1933, e sua inauguração aconteceu em 1935,no antigo Colégio Nóbrega. A obra foi projetada pelo arquiteto Francês Georges Mounier e foi planejada para ser em forma de cruz. Igreja Nossa Senhora de Fátima- Recife Na igreja ainda há uma imagem da Virgem do Rosário,que mede 3 metros. A Igreja foi tombada pela Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico do Estado de Pernambuco em 2010. Fonte: http://g1.globo.com/pernambuco Ranieri Monte

11


CENTRO HISTÓRICO DE BELÉM É TOMBADO PELO MINISTÉRIO DA CULTURA

Centro Histórico de Belém

O processo de tombamento foi aprovado eelaborado pelo Ministério da Cultura e pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), abrange mais especificamente três mil edificações dos bairros de Cidade Velha e Campina. A área protegida forma o núcleo de povoamente inicial da cidade, capital do Pará. Para o tombamento, levou-se em conta, que o conjunto formado pela trama da cidade consolidada entre os séculos 17 e 18 – com igrejas e suas torres, lagos e praças, coretos, mercados e feiras – em interação com a Baía de Guajará, é suficientemente expressivo para retratar a história urbana de Belém. Além da ocupação da região remontar à nconquista da foz do Rio Amazonas, no início do século XVII, no apogeu do ciclo da borracha, entre 1890 e 1920, Belém foi uma das cidades mais prósperas do mundo, o centro histórico também é um cenário que relembra o ano de 1616, quando os portugueses expulsaram, definitivamente, os franceses do território brasileiro e a cidade de Belém tornou-se o elemento de ligação entre o Rio Amazonas e o mar, possibilitando a posse de toda a A m a z ô n i a .

Paris´N América - 1870 Fonte: www.pernambuco.com Isadora Evangelista

12


Notícias Novidades para cozinha e banheiro marcadas por alta tecnologia e sustentabilidade. Desenhos arrojados imprimem traços de sofisticação que agregam alta tecnologia e sustentabilidade, que aconteceu no período de 20 a 23 em março, em São Paulo.

Dentre os novos produtos apresentados, destacaram-se a nova linha de churrasqueiras da Char-Broil incorpora a tecnologia do calor infravermelho; a Insinkerator lança a linha de trituradores de resíduos alimentares, facilitam sustentável para eliminação de lixo orgânico. Para os banheiros as grandes novidades são, os lançamentos da Pretty Jet que apresenta um novo sistema capaz de manter a água pura e cristalina por até 30 dias. Já Linha da Top Tolilet, da Heaven Spas, que possui um sistema de limpeza pessoal com diversas opções de temperatura, intensidade e secador higiênico. http://estadodeminas.lugarcerto.com.br/app/noticia/decoracao/2012/03/30/interna_decoracao,45967/novidades-para-cozinha-e-banheiro-sao-marcadaspor-alta-tecnologia-e-sustentabilidade.shtm 30/03/2012 09:23

Versace lança poltrona revestida em ouro A versace lançou a poltrona vanitas com belíssimos 24 quilates de folhas de ouro, foi fabricado na Itália para levar a decoração de luxo a novos níveis do estilo de vida. O designe luxuoso dessa poltrona foi criado originalmente em 1994 pelo icônico estilista Gianni Versace, apresentando uma impressionante combinação de ultra-sofistificação do design com o charme feminino, em veludo branco com impressionante s detalhes em ouro, moldurando elegantemente a poltrona com acabamento fosco. Com um custo de aproximadamente US $ 6,289.00, cerca de R$ 9.600 http://www.webluxo.com.br/menu/decoracao/11/versace-poltrona-ouro.htm 23/07/2011


Calçadas padronizadas pelo Transfor estão entre as 10 melhores do país. As calçadas das avenidas Bezerras de Menezes e Domingos Olímpio, padronizadas pelo Programa de Transporte Urbano de Fortaleza (Transfor),se destacaram com nota acima de 9, dentre outras 12 cidades brasileiras; de acordo com o Levantamento Calçadas do Brasil, feito pelo portal Mobilize Brasil. Os critérios utilizados foram os irregularidades, degraus, largura, rampas, obstáculos, iluminação, paisagismo e sinalização. http://www.fortaleza.ce.gov.br/index.php?option=com_content&task=view&id=18265&Itemid=78 Data do acesso:26/04/2012

Projeto Vila do Mar O Projeto Vila do Mar, da Prefeitura Municipal de Fortaleza, esta urbanizando e requalificando 5,5 km da orla da Capital, abrangendo os bairros do Pirambu, Cristo Redentor e Barra do Ceará, e beneficiando diretamente 35 mil pessoas. O projeto contempla uma avenida litorânea, ciclovia, calçadões, iluminação pública, praças de convivência, quadras poliesportivas, centro de artes e ofícios, anfiteatro e memorial, mirante, novas barracas de praia, banheiros públicos, saneamento ambiental, proteção de encostas, engorda de praias, construção e reforma de espigão e erradicação de seis áreas de risco.E o primeiro trecho da obra, com 3 km, está em fase avançada de conclusão. http://www.fortaleza.ce.gov.br/index.php?option=com_content&task=view&id=18289&Itemid=78 Data do acesso:28/04/2012

Seminário discute proteção do patrimônio cultural A Prefeitura de Fortaleza, através da Secretaria de Cultura de Fortaleza (Secultfor) e da Coordenação de Patrimônio Histórico-Cultural (CPHC) realizou nos dias 24 a 26 de abril, Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura, na Praia de Iracema, o Seminário Perspectivas para a Proteção do Patrimônio Cultural, que integrou a programação da comemoração dos 286 da cidade de Fortaleza. A mesa “Perspectivas para proteção do patrimônio cultural”, com o professor da Unifor e membro da OAB-CE, Humberto Cunha e o professor da PUC-PR e procurador do MPE do Paraná, Carlos Frederico Marés de Souza Filho, abriram o evento. http://www.fortaleza.ce.gov.br/cultura/index.php?option=com_content&task=view&id=10703&I temid=52 Data do acesso:20/04/2012

Data do acesso:

20/04/2012

Ana Cláudia Holanda, Marina Papadakis, José Salmito.


O R D U Q S E I

N 0 2

2 1

Al

u

s no

r

o nif

A

U


IN ESQUADRO