Issuu on Google+

Escola Secundária D. Inês de Castro - Alcobaça EDUCAÇÃO E FORMAÇÃO DE ADULTOS - NS 2011/12

REFLEXÃO CRÍTICA Identificação: Inês Filipa Branco Plácido Área de Competência: Cidadania e Profissionalidade

Unidade de Formação: 1

Apreciação da unidade de formação Motivos de interesse da unidade de formação

O motivo de interesse desta unidade de formação foi principalmente aquela em que tive de fazer uma pesquisa detalhada com o Código do Trabalhador e a Constituição da Republica Portuguesa, de facto não fazia ideia que era bastante complexo, até demais!

Trabalhos realizados durante a formação

• Proposta de Trabalho nº1 (Conceitos-chave: identidade; liberdade; igualdade; participação; cidadania; Estado; democracia; sociedade civil; organização política dos estados democráticos); • Proposta de Trabalho nº2 (Reflexão sobre a temática abordada no filme “ Portugal, Lisboa. Revolução do 25 de Abril de 1974”); • Atividade 6 e 7 e folheto (Compromisso do cidadão/estado e folheto de uma Associação (APAV)); • Proposta de Trabalho nº3 (Direitos do trabalhador); • Proposta de Trabalho nº4 (Democracia Representativa); • Proposta de Trabalho nº5 (Democracia Participada); • Proposta de Trabalho nº6 (Produzir um texto sobre os contributos do cidadão na promoção, construção e defesa dos princípios democráticos de participação, e representatividade: a responsabilidade e capacidade de fazer escolhas.); • Proposta de Trabalho nº7 (Regiões Autónomas); • Proposta de Trabalho nº8 (Folheto informativo sobre a construção da União


Europeia e cartaz sobre Direitos Fundamentais do Homem).

Principais conhecimentos/aprendizagens adquiridos

Identificar direitos e deveres pessoais, colectivos e globais e compreender da sua emergência e aplicação como expressões ora de tensão ora de convergência. Aprendi também a “procurar” os direitos dos cidadãos e dos trabalhadores recorrendo à Constituição da República Portuguesa e ao Código do Trabalho.

Dificuldades sentidas

Tive alguma dificuldade em diversas perguntas, pois nem sempre encontrava na internet aquilo que pretendia. O mesmo aconteceu quando fiz o trabalho sobre os direitos dos cidadãos; tive de ir à Constituição da República Portuguesa e ao Código do Trabalho para encontrar as respostas e os artigos respectivamente. Para concluir, nem sempre foi fácil.

Como melhorar o meu desempenho

Acho que no fundo não preciso de melhorar o meu desempenho. Penso que tive um bom desempenho praticamente em todos os trabalhos. O que poderá ser um aspecto a melhor é a organização e a procura do assunto do trabalho na internet, com a finalidade que não me “perca” com toda a informação destacada. Embora o comportamento poderá também ser controlado. 

Apreciação global do trabalho realizado nesta unidade de formação

Os trabalhos nesta unidade de formação, no geral, correram bem. Consegui


realizar todos os trabalhos propostos (com dificuldade em algumas questões, embora tenha concluído todas). O formador/a esteve sempre presente para resolver qualquer questão que me travasse em qualquer área, o que me ajudou bastante nos diversos trabalhos.

Data: 15/ 12/2011

Assinatura: Inês Filipa Branco Plácido


Grelha de reflexao