Page 1


Curriculum vitae Nome Data de nascimento Morada Nacionalidade Estado civil Telemóvel Correio electrónico Carta de condução Viatura própria Formação Académica 2004 – 2009 Classificação obtida 2007

Inês Filipa Pinheiro Peste 09-05-1986 R. Dr. Virgílio Arruda nº 5 5ºD Portuguesa Solteira 919817789 pesteines@hotmail.com Sim Sim

Mestrado Integrado em Arquitectura Universidade da Beira Interior – Covilhã 14 Participação nas II Conferências de Arquitectura da Universidade da Beira Interior Participação nas III Conferências de Arquitectura da Universidade da Beira Interior Participação nas jornadas “Arquitectura na Beira Interior – II jornadas”, realizadas no Fundão Participação em concurso para remodelação de uma discoteca na Covilhã, recebendo o 3º lugar

2008 Desenho de arquitectura e modelação 3D Urbitraço – Arquitectura e Engenharia Lda., Covilhã Experiência Profissional Março de 2009


Curriculum vitae Outubro de 2009 a Julho de 2010

Competências Competências informáticas

Línguas Português Inglês Espanhol

Estágio curricular Câmara Municipal de Santarém

Microsoft office – word, excel, powerpoint; Autocad, sketchup, photoshop, corelDraw, StudioMax Língua nativa Bom Regular


Requalificação do edifício “Núcleo interpretativo do queijo da serra, em Peraboa, Freguesia da Covilhã

Projecto para um conjunto residencial – Covilhã Projecto de Apartamentos turísticos apoiados por área social nas Penhas da Saúde – Concurso promovido pela Câmara Municipal da Covilhã


Requalificação do edifício “Núcleo interpretativo do queijo da serra, em Peraboa, Freguesia da Covilhã A ideia que nos guiou foi a preocupação do aglomerado envolvente, inserção no meio, a função, e a imagem que o edifício irá transmitir. Requalificar não é fácil, mas é cativante. A presente proposta é serena, preocupada com custos finais de obra. A sua transição de funções no tempo é feita de uma forma serena e reutilizando muito dos materiais utilizados á altura da construção deste edifício.

Trata-se de um edifício de construção tradicional que se desenvolve em dois pisos (r/chão -andar), acima da cota do terreno respectivamente. Estes pisos eram basicamente destinados a habitação. A definição arquitectónica interior e exterior do imóvel foram ditadas pelo programa e pretensões previamente estabelecidas, ajustandose desta forma às necessidades do agora pretendido.


Projecto para um conjunto residencial – Covilhã.

Este projecto tinha como objectivo projectar um conjunto habitacional para estudantes e famílias com várias áreas de apoio, como comércio, mediateca, estacionamento e jardim. Num terreno bastante acentuado, optou-se por distribuir o conjunto com diversos edifícios individuais por vários patamares de terreno, apoiados por acessos verticais vencendo os vários desníveis do mesmo. Cada edifício tem assim diferentes tipologias de habitação com garagens particulares e coberturas ajardinadas podendo estas serem acessíveis ou não.


Apartamentos turísticos apoiados por área social nas Penhas da Saúde – Serra da Estrela.

Foi um projecto promovido pela Câmara Municipal da Covilhã em parceria com o proprietário do terreno para a construção de apartamentos turísticos nas Penhas da saúde. Num terreno acentuado, optou-se por uma estrutura em madeira, apoiada por uns tirantes de aço que a suportam. Assim temos o estacionamento no piso 0, apartamentos no piso 1 e por fim uma área social no último piso.


The Freemantle edifice

The Covilhã edifice – “Escola de dança” Levantamento e recuperação da “rua Formosa” na cidade da Covilhã

Concurso “Redesenhar a Discoteca Espaço Covilhã” – atribuição de 3º lugar


The freemantle edifice

Este projecto foi concebido para a cidade de Freemantle, situada na Polónia. É um projecto constituído por habitação, comércio, um centro cultural, espaço lúdico e estacionamento. Há uma relação muito particular do interior com o exterior e uma preocupação com os espaços verdes, existindo assim três fachadas envolvidas por inúmeros vãos e uma fachada verde – “Green Wall”. Este projecto é o resultado de um intenso estudo à cidade envolvente e ás suas características.


The covilha edifice – “Escola de dança”

Este projecto tinha como intuito a reabilitação de um edifício abandonado, na cidade da Covilhã, dando-lhe assim um novo uso adaptado á cidade. O edifício escolhido foi uma antiga fábrica de têxteis á muito abandonada. Depois de um estudo intensivo do edifício e da sua envolvente, optou-se por uma escola de dança com actividades lúdicas, visto a cidade da Covilhã ter uma vida académica muito acentuada. O novo edifício composto por três pisos, é composto por salas de dança, cafetaria, restaurante, auditório, vestiários, escritórios entre outros compartimentos, tendo sido mantida uma das fachadas existentes e introduzida uma nova toda em vidro com uma particular caixilharia, onde se pode ver o auditório, encaixado dentro de um cubo que atravessa todos os pisos do edifício.


Levantamento e recuperação da “Rua Formosa” na cidade da Covilhã “Antes de qualquer intervenção, as condições existentes da área devem ser minuciosamente documentadas.” Com este trabalho pretendeu-se a identificação de uma rua, com vista à posterior recuperação urbana. A rua em estudo é a Rua Formosa, situada na zona histórica da cidade da Covilhã, zona intra muralhas. Assim analisou-se e identificou-se as condições estruturais ao nível de toda a rua.

Foi elaborado com pormenorização um levantamento fotográfico e registo no local, para incluir elementos em falta no registo, bem como elementos importantes para o processo em estudo – existência de anomalias nas fachadas, estado de conservação.

Para isso elaboraram-se fichas de registo para cada edifício, que pudessem conter a informação necessária e objectiva para a caracterização de cada fachada, de modo a constituírem uma referência eficaz na identificação das mesmas.


Rua Existente Ao nível do pavimento a solução é boa, apenas alterar as betonilhas por elementos de granito para uma relação mais contínua entre rua e acessos. Os elementos dissonantes como os fios eléctricos seriam retirados das fachadas e a sua distribuição feita a nível subterrâneo, os tubos de queda dispostos pelo interior das fachadas e a eliminação das caixas de estore exteriores, substituindo estas por alternativas como portadas interiores o caixas de estore também elas interiores. Consideramos ainda uma alteração das portas e portões muito descaracterizados e uma alteração cromática das fachadas, bem como a mudança de revestimento das fachadas que apresentam necessidade de reparação.

Rua Proposta A proposta, para além da correcção das patologias existentes, centra-se numa nova escolha de cores para a generalidade dos edifícios e reintegração dos elementos dissonantes.


Concurso “Redesenhar a Discoteca Espaço Covilhã” – atribuição de 3º lugar

O concurso, organizado pela Discoteca “Espaço Covilhã”, tinha como intuito a remodelação da área da discoteca, situada na cave do edifício, sendo o rés-do-chão a área de restaurante/bar.


Caracterização urbanística de Castelo Branco expectativas urbanísticas da área de intervenção

e

Projecto de habitação para 5000 habitantes Dissertação/projecto conducente à obtenção do grau de Mestre em Arquitectura: “Reabilitação do Antigo Matadouro Municipal de Santarém”


Caracterização urbanística de Castelo Branco e expectativas urbanísticas da área de intervenção

Castelo Branco encontra-se em média na cota dos 400 metros de altitude, com uma orientação Sudoeste e com terreno com fortes declives em situações, com zona do castelo, mas maioritariamente pouco acentuados. O terreno proposto, é um lote com 3 ha situado no concelho de Castelo Branco. Um terço da área do terreno situa-se numa zona de espaços agrícolas ou agro-pastorís e os restantes dois terços em áreas urbanas.


Com base na sobreposição das plantas do DM, de condicionantes e do PGU concluiu-se que a área com aptidão á construção é pouco mais de metade do lote, localizada principalmente no lado poente. A área desta parcela é de 17609 m². Na totalidade da zona de expansão urbana (ZUEw) são permitidos 1570 fogos pelo que o número de fogos no terreno, uma vez que este se encontra inserido nesta zona, terá de ser concertado com as restantes construções no resto da zona.


Projecto de habitação para 5000 habitantes Este projecto teve como intenção levar um pouco de vida da cidade para fora do núcleo urbano da mesma, permitindo assim á população viver fora do centro urbano mas não se sentir excluída ou desenquadrada, tendo quase o mesmo nível de vida. Assim sendo foi elaborado um estudo sobre os principais acessos, para veículos motorizados e peões, infraestruturas necessárias ao local e estacionamentos, chegando assim a um protótipo de habitação colectiva adaptado a todos os lotes de terreno.


Dissertação/projecto conducente à obtenção do grau de Mestre em Arquitectura “Reabilitação do Antigo Matadouro Municipal de Santarém” O objectivo desta dissertação/projecto consistiu em reabilitar um edifício de valor patrimonial, na cidade de Santarém, aplicando os métodos e princípios da reabilitação e da sustentabilidade, conseguindo assim encontrar uma relação entre estas duas temáticas e desenvolvê-las. •Minimização do consumo de recursos; •Maximização da reutilização de recursos; •Utilização de recursos renováveis e recicláveis; •Protecção do ambiente natural; •Criação de um ambiente saudável e não tóxico; •Procura de qualidade na criação do ambiente construído; •Ocupação racional do solo pois a reabilitação não implica a ocupação do solo livre; •Eficiência e autonomia energética; •Modulação e flexibilidade, tornando assim o edifício mais durável; •Seleccionar ecologicamente os materiais de modo a serem compatíveis com o edifício; •Não alterar a estrutura do edifício mas sim dar-lhe uma nova função ou utilização.


Estágio – Câmara Municipal de Santarém: Reabilitação do Presídio Militar de Santarém: “Grand Hotel”


Estágio – Câmara Municipal de Santarém “Reabilitação do Presídio Militar de Santarém para um Hotel de Luxo”

A construção da penitenciária distrital de Santarém decorre entre os anos de 1870 e 1890. A penitenciária de Santarém divide-se em dois grandes corpos, o edifício da administração e o do estabelecimento prisional propriamente dito, sendo todo o complexo percorrido por um muro elevado guarnecido de guaritas. A gramática arquitectónica aqui utilizada corresponde a uma linguagem revivalista, de inspiração neo-gótica, com algum carácter erudito. Nesta nova intervenção optou-se por linhas simples enquadradas na corrente do edifício de modo a não interferir com a identidade deste. Foram criados espaços de serviços, de lazer, de conferências, de desporto e um grande parque de estacionamento. O estudo do zonamento destes obedeceu a uma análise criteriosa do que é a ideia de um hotel e de tudo o que o integra. Uma nova intervenção no edifício, serena, sem grandes inovações mas extremamente actual.


Portfolio de Arquitetura  

Portfólio curricular e profissional.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you