Page 1

polícia

CADERNO C1 Quinta-feira, 24 de abril de 2014

E-mail: jornalimpactoms@hotmail.com

‘mulas’ Fotos Polícia Federal

MS-060

Caminhão com placas de São Jorge (RS) foi parado no km 409 da na MS-060, próximo a Sidrolândia, para vistoria

PRF apreende 3 toneladas de maconha em fundo falso de caminhão

PC/Jornal Impacto MS

As armas apreendidas pela Federal são de grande poder de destruição

Federal prende mulheres com armas e munições Na tarde de terça-feira (22), no Posto Fiscal Pacury, três mulheres foram presas, por policiais federais de Ponta Porã, transportando sete pistolas semiautomáticas de calibre restrito, diversos carregadores e farta munição, em um ônibus que fazia o trajeto Ponta Porã a São Paulo/SP.Durante fiscalização de rotina no Posto Fiscal Pacury, em Ponta Porã, os policiais federais, ao vistoriarem passageiros do ônibus prenderam três mulheres que transportavam sete pistolas, duas Bull Cherokee, de fabricação israelense e cinco Canik´s Shark, de fabricação turca, catorze carregadores para as pistolas, 500 munições 9 mm, 50 de calibre 380 e 50 de calibre 38. Durante a entrevista individual com as mulheres, os policiais federais perceberam o nervosismo das três e, ao pedirem que duas se levantassem, observaram o volume na cintura e constataram que C. de F.R., 29 anos e A.C.P. de A., 38 anos, transportavam, junto ao corpo, as armas e munições embrulhadas em embalagens vazias de batatas fritas.

A terceira mulher, R.C.T.R., 33 anos, não transportava nenhuma arma, porém estava em seu poder as passagens de todas, além de um fardo de pacotes de batatas fritas do mesmo tipo que cobria as armas. C. e A. são de Seropédica/RJ e R. é de Angra dos Reis/RJ. Todas estão desempregadas e confessaram que pegaram as armas no Paraguai. Durante as pesquisas na Delegacia da Polícia Federal em Ponta Porã, os policiais federais verificaram que R.C.T.R. já tinha sido presa em Japuíba, Angra dos Reis, em novembro de 2012, por tráfico. Na época, R. foi apontada como proprietária da droga (maconha) e da residência onde era comercializado o entorpecente e conduzida para a 166ª Delegacia de Polícia. Todas foram enquadradas no crime de tráfico internacional de armas e já se encontram no presídio feminino em Ponta Porã, conforme apurou o site ConesulNews. Elas transportavam as armas e munições embrulhadas em embalagens vazias de batatas fritas

Elas transportavam as armas e munições embrulhadas em embalagens vazias de batatas fritas

Mais uma vez a ação da PRF foi decisiva para tirar de circulação três toneladas de maconha

A

Polícia Rodoviária Federal (PRF), durante fiscalização de rotina apreendeu na terça-feira (22), cerca de três toneladas de maconha no fundo falso de um caminhão. Foi mais um duro golpe no tráfico de droga proveniente do Paraguai, país considerado um dos maiores plantadores de cannabis sativa. O caminhão com placas de São Jorge (RS) foi parado no km 409 da na MS-060, próximo a Sidrolândia, para vistoria. Ao verificarem a carroceria os policiais rodoviários federais perceberam que o assoalho estava muito novo para as condições do veiculo, ao retirarem parte do assoalho encontraram a droga enroladas em plástico filme e graxa para disfarçar o cheiro. O motorista de 26 anos (que também é proprietário do veiculo e com documentos em dia) informou à polícia que o caminhão foi preparado no Paraguai e que o entorpecente seria entregue em São Paulo. Ele não informou o valor que receberia pelo transporte. O motorista, cujo nome não foi informado pela PRF, foi encaminhado para a delegacia onde respon-

derá pelo crime de tráfico de drogas. Eficiência contra o tráfico O fato de fazer fronteira com dois países produtores de maconha, cocaína, crack e haxixe (Paraguai e Bolívia) coloca o Estado de Mato Grosso do Sul na rota obrigatória do tráfico. É aqui que as maiores apreensões de drogas alucinógenas acontecem. Em visita recente a Campo Grande, a secretária Nacional de Segurança Pública, Regina Miki, afirmou que os números do Ministério da Justiça mostram que o MS é o Estado brasileiro com maior apreensão de drogas, tirando de circulação 80% do total de entorpecentes apreendidos no país. Os números da Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública) mostram que em 2012 foram apreendidos 87.608 quilos de drogas em todo o Estado; já em 2013 esse número subiu para 136.197 quilos. No ano passado foram tirados de circulação no Estado 1.194 quilos de cocaína, 134.831 quilos de maconha e mais de 200 quilos de outras drogas, como as sintéticas. Com base nos dados divulgados pela Estratégia Nacional de Segurança Pública

A droga apreendida estava sendo transportada no fundo falso do caminhão

comprovando a eficiência sul-mato-grossense no combate ao tráfico de drogas, se houvesse mais investimento financeiro por parte do Minis-

tério da Justiça na segurança estadual, especialmente na região fronteiriça, os números seriam ainda mais alentadores.

9__  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you