Page 1

polícia

CADERNO C1 Terça-feira, 22 de abril de 2014

E-mail: jornalimpactoms@hotmail.com

BRUTALIDADE Rádio Portal News

ASSASSINATO

Disparo teria sido efetuado por um homem que pilotava uma motocicleta de 150 cilindradas, de cor vermelha

Acusado de estupro é morto a tiro em Coxim PC de Souza

A

Corpo de Luana foi encontrado com as mãos amarradas; ex-namorado é principal suspeito

Jovem que estava desaparecida é encontrada morta com as mãos amarradas Uma jovem de 18 anos, identificada como Luana Ferreira Gonçalves, foi encontrada morta pelo Corpo de Bombeiros de Bataguassu na tarde de domingo (20), às margens do Rio Paraná. A vítima estava a cerca de nove quilômetros da ponte que liga estado de Mato Grosso do Sul ao estado de São Paulo, próximo à cidade de Brasilândia (MS). A garota, que morava em Paulicéia (SP), foi encontrada com as mãos amarradas e com uma corda no pescoço. Devido a dificuldades de acesso, os bombeiros efetuaram o resgate pelo município de Panorama

(SP). Segundo familiares, que reconheceram o corpo, a jovem estava desaparecida desde a última quinta-feira (17). A principal suspeita da policia local é que a jovem tenha sido assassinada pelo ex-namorado, que ainda não teve seu nome divulgado. O corpo de Luana foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Três Lagoas (MS). O Núcleo de Perícias de Três Lagoas (MS), a Polícia Civil de Brasilândia (MS) e o Corpo de Bombeiros de Bataguassu (MS) atenderam a ocorrência. Com informações do site Rádio Portal News.Legenda:

CAPOTAMENTO Cido Costa

Dos três ocupantes do veículo José Ricardo não resistiu e morreu no local do acidente

Homem morre ao perder o controle da direção na MS-157 Uma pessoa morreu e duas ficaram levemente feridas em um acidente de trânsito ocorrido no início da manhã de sábado, na rodovia MS-157, entre os municípios de Itaporã e Maracaju. Segundo a polícia, José Ricardo Cristaldo Coelho, de 32 anos, conduzia um Fiat Pálio com placas de Dourados, quando por motivos que estão sendo investigados, perdeu o

controle da direção próximo à ponte sobre o rio São Domingos. O veículo saiu da pista e capotou por diversas vezes. Ricardo não resistiu e morreu na hora. O filho dele e um amigo tiveram apenas escoriações, foram socorridos por uma ambulância e levados a um hospital em Itaporã, conforme apurou o site Dourados Agora.

deir Estevam Nascimento, acusado de estupro na Vara da Infância e da Juventude em Coxim – a 220 quilômetros de Campo Grande, foi assassinado a tiro, conforme registro policial. O crime aconteceu nesse domingo, dia 20, de acordo com o site Edição de Notícias. Adeir foi executado com um tiro quando se encontrava na Rua Sete na Vila Mariana, no assentamento Vale do Taquari. Ele foi atingido por um tiro, possivelmente de calibre 22, na região torácica. O disparo teria sido efetuado por um homem que pilotava uma motocicleta de 150 cilindradas, de cor vermelha. Em seguida, o autor empreendeu fuga tomando rumo ignorado. O Corpo de Bombeiros foi acionado, mas quando

Adeir caiu mortalmente ferido ao ser atingido por um disparo de arma de fogo

chegou ao local à vítima já estava morta. Por enquanto não é pos-

sível saber se o assassinato tem relação com o estupro supostamente cometido pela

vítima. O processo é movido contra Nascimento pelo Ministério Público Estadual.

CRIME EM FAMÍLIA

Filhos embriagados matam o próprio pai a golpes de facão Na Sexta-Feira Santa (18), véspera da data em que se comemora o “Dia do Índio”, mais um crime violento provocado por consumo de bebida alcoólica marcou uma comunidade indígena de Amambaí, cidade a 342 quilômetros de Campo Grande. O crime aconteceu na Aldeia Limão Verde, situada na Rodovia MS-156, trecho que liga Amambaí a Tacuru. Segundo levantamentos realizados pela Polícia Civil de Amambaí, que investiga o caso, após consumir bebida alcoólica em companhia de dois filhos, entre eles um adolescente de 17 anos, Arlindo Gonçalves, de 55 anos, foi assassinado com golpes de facão, que atingiram a região da nuca da vítima. De acordo com a polícia, após o crime, o adolescente

de 17 anos acabou detido pela “polícia indígena” da aldeia onde ocorreu o fato e teria acabado confessando o crime. Já o outro filho que também bebia junto com a vítima antes de sua morte, não foi encontrado. Segundo o delegado titular de Polícia Civil em Amambaí, Mikaill Alessandro Gouveia Faria, ao ser ouvido na Delegacia o jovem guarani-kaiowá teria confessado o assassinato do próprio pai e inclusive confirmado que seu irmão também havia participado da ação criminosa. O indígena, que teve o auto de apreensão em flagrante lavrado pela autoridade policial pelo crime de homicídio doloso, não deu mais explicações de o porquê de ter matado o próprio pai. Segundo Mikaill Faria,

O

Reprodução

indígena morreu segurando um pedaço de madeira

tentando reagir à ação do filho ou dos filhos

as investigações do caso vão continuar e se comprovada a participação efetiva do outro filho, ele irá representar pela prisão preventiva o indígena. Crime violento como esse, quase sempre provocado por

ingestão de bebida alcoólica, vem aumentando nas aldeias indígenas de Amambaí e região e tem gerado grande preocupação nas autoridades e nas próprias lideranças das reservas indígenas.

9__  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you