Issuu on Google+

polícia

CADERNO C1 Sexta-feira, 9 de maio de 2014

E-mail: jornalimpactoms@hotmail.com

O carro ficou totalmente destruído e o corpo da vítima ficou preso às ferragens

COLISÃO

ESTUPRO DE VULNERÁVEL

Motorista de Uno morre em acidente frontal com caminhão na BR-262

A

fatalidade foi registrada na manhã dessa quinta-feira (8) na região do Distrito de Arapuá, a aproximadamente 50 km de Três Lagoas e deixou uma pessoa morta. O acidente aconteceu na BR-262. Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o motorista identificado como Flavio Alves de Oliveira de 44 anos, estava em um Fiat Uno com placas de Água Clara (MS) e trafegava no sentido capital/interior e ao tentar uma ultrapassagem em uma carreta, não teve êxito e bateu frontalmente contra outro caminhão que vinha no sentido contrário. O carro ficou totalmente destruído e o corpo da vítima ficou preso às ferragens. O motorista do caminhão não teve ferimentos. O trânsito não ficou interditado na região e o fluxo de veículos ocorreu normalmente.

Celso Daniel/Rádio Caçula

Preso suspeito de estuprar enteada de 2 anos e cunhado de seis anos Preso em Jardim o suspeito de estuprar a enteada de dois anos e o cunhado de seis anos. O rapaz de 23 anos fugiu depois de detido em Campo Grande. Ele foi denunciado pela mulher. De acordo com o site Dourados Agora, ela notou marcas pelo corpo da menina, há cerca de dez dias, e levou ao posto de saúde, onde a médica suspeitou do abuso e orientou a mãe a procurar a delegacia. Laudo do Instituto Médico Legal (IML) confirmou que a bebê sofreu abusos sexuais. Em conversa com a avó

das crianças, a família também descobriu que o menino havia sofrido abusos. Os crimes foram denunciados à polícia e o suspeito foi preso em Campo Grande, mas fugiu para Jardim. A polícia descobriu que o homem havia tentado subornar uma prima, a fim de que ela dissesse que as marcas nos corpo do bebê tinham ocorrido durante o banho. O rapaz nega as acusações. Ele deve responder por estupro de vulnerável, cuja pena pode chegara 15 anos de prisão em regime fechado.

CRIME A ESCLARECER

Discussão termina em crime de assassinato no Jardim das Hortências

O carro ficou totalmente destruído e o corpo da vítima ficou preso às ferragens

DROGA

PRE apreende carreta com 1 tonelada de maconha A Polícia Militar Rodoviária Estadual (PRE) aprendeu na quartafeira (7), em Amambai, uma carreta basculante transportando uma tonelada de maconha. A abordagem ao veículo de carga aconteceu durante barreira montada na rodovia MS-156, trecho que liga Amambai a Caarapó. A droga em tabletes, alguns deles com uma espécie de “selo de qualidade” como os dizeres, “Droga Verde/Índio” com a caricatura de um indígena, era transportada em um fundo falso na parte dianteira da caçamba. De acordo com o site Dourados Agora, o motorista, Juliano, de 31 anos, que diz residir na cidade de Ituverava estado de São Paulo, ele

teria pegado o caminhão, um Volvo cor branca, placas AAD 7481 de Ponta Grossa-PR, que tracionava o semirreboque placa BTT 9922 de São Paulo-SP, em um posto de combustível na cidade de Amambai, carregaria com milho em uma cooperativa em Dourados e seguiria com a carga até seu estado de origem. O motorista foi autuado em flagrante pelo crime de tráfico de drogas, que em caso de condenação acarreta em uma pena que varia de 5 a 15 anos de prisão. Juliano foi conduzido ao Estabelecimento Penal de Amambai (EPAM), onde permanece preso à disposição da Justiça.

A. Frota

O crime ocorreu na quarta-feira (7) à tarde, no Jardim das Hortências, em Campo Grande, e teve como vítima fatal um homem identificado apenas como Felipe, aparentando ter entre 30 e 35 anos. Consta que a vítima teria se envolvido numa briga com um grupo de quinze pessoas. Em desvantagem, foi esfaqueado e morto pelos agressores. Testemunhas relataram à polícia que o homem esfaqueado, andou cerca de 50 metros e caiu na Rua Seriguela. Segundo informações do registro policial, ele estava caído na rua quando os policiais chegaram. Felipe foi atingido por cinco golpes de faca, sendo um no braço,

outro na orelha, dois nas costas e um no pescoço. Pessoas que acompanharam de longe a cena, disseram à polícia que antes de envolver na confusão houve um disparo para o alto. Em seguida a vítima apareceu com os ferimentos na rua pedindo socorro. Por não portar documentos, a identificação do rapaz depende de reconhecimento de parentes ou exames feitos no Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal). O caso foi registrado como homicídio doloso na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) do bairro Piratininga e será investigado. Até o momento ninguém foi preso pelo crime.


9__