Page 1

esportes ESPANHOL AFP

FÓRMULA 1

CADERNO A8 Segunda-feira, 17 de março de 2014

E-mail: jornalimpactoms@hotmail.com

Começo foi ruim para Massa, que se envolveu na batida com Kobayashi e foi jogado para fora da pista

Rosberg domina e vence GP da Austrália; Massa abandona A Messi tem agora 371 gols pelo Barcelona

Messi marca três e vira maior artilheiro do Barcelona Com os três marcados na goleada do Barcelona contra o Osasuna por 7 a 0, pelo Campeonato Espanhol, neste domingo, o atacante argentino Lionel Messi chegou a um total de 371 pela equipe catalã e ultrapassou Paulino Alcántara como maior artilheiro da história do clube.

O filipino Alcántara marcou 369 gols - 142 em partidas oficiais e outros 227 em amistosos - em 357 jogos, e conquistou cinco vezes a Copa do Rei e dez o Campeonato da Catalunha, entre 1912 e 1927. Messi, de 26 anos, ultrapassou este número em 453 partidas, entre oficiais e amistosas.

PAULISTA

Na estreia do quarteto ofensivo ideal, Verdão vira sobre Ponte Contrariando completamente a sua própria previsão de poupar os principais jogadores, Gilson Kleina mandou a campo neste sábado, pela primeira vez, Valdivia, Bruno César, Leandro e Alan Kardec juntos. A Ponte Preta deu trabalho, abriu o placar e até buscou o empate, mas perdeu de virada por 3 a 2 no Pacaembu, sofrendo gol de Mendieta aos 42 minutos do segundo tempo. Brigando por vaga nas quartas de final, os campineiros fizeram o primeiro gol com Rossi, aos dois minutos. A Macaca retrancou e dificultou, mas, no segundo tempo, a dupla Valdivia e Bruno César deu certo. Aos 15, o chileno cavou falta que o meia cobrou e Eguren aproveitou rebote para empatar. Depois, Valdivia roubou a bola e iniciou jogada que culminou em pênalti sobre Bruno César. Aos 17, Alan Kardec converteu.

Aos 24, a Ponte voltou a atacar e contou com pênalti de Wendel sobre Silvinho para o próprio atacante bater e empatar. Para vencer, Kleina renovou seu ataque e colocou Mendieta, Patrick Vieira e Vieira. Só manteve Valdivia e Alan Kardec do quarteto inicial, e foi em jogada dos dois que Mendieta garantiu a vitória, no fim. Agora, o Verdão, já garantido nas quartas de final como líder do grupo D, chegou a 35 pontos e torce para o Santos, que tem três pontos a menos, não vencer na visita ao Rio Claro, às 18h30 (de Brasília) deste domingo, e chegar à Vila Belmiro podendo empatar no domingo, na última rodada, às 16 horas do dia 23. Já a Macaca, estacionado nos 24 pontos, tenta garantir sua vaga em casa, diante do Mogi Mirim, também às 16 horas do dia 23.

primeira etapa da temporada 2014 da Fórmula 1 teve um vencedor alemão. Entretanto, o tetracampeão Sebastian Vettel não foi o germânico no pódio: Nico Rosberg, da Mercedes, assumiu a ponta logo na largada no domingo e manteve a primeira colocação até a bandeirada final para vencer o Grande Prêmio da Austrália. Na pista, o segundo lugar ficou com um piloto da casa, Daniel Ricciardo. Mas o excesso de consumo de combustível na Red Bull provocou punição ao australiano, desclassificado da prova. Assim, o pódio virtual - já que Ricciardo fez a festa com a torcida pela colocação na pista - teve dois pilotos da McLaren: o dinamarquês Kevin Magnussen, segundo, e Jenson Button em terceiro. Fernando Alonso herdou o quatro lugar. Veja a classificação do Mundial de Pilotos e Construtores. A prova foi marcada por problemas mecânicos e por acidente logo na primeira curva, quando o japonês Kamui Kobayashi acertou sua Caterham na Williams de Felipe Massa e tirou ambos da prova. O brasileiro, que fazia sua estreia na escuderia, se irritou e pediu punição ao colega asiático. A FIA, no entanto, aceitou a explicação de problemas nos freios apontada por Kobayashi. A corrida teve um início problemático, já que os pi-

Reuters

Nico Rosberg lidera o Grande Prêmio da Austrália

lotos precisaram fazer uma segunda volta de apresentação. Quando enfim houve a largada, Rosberg se saiu bem e passou da terceira posição à primeira. O começo foi ruim para Massa, que se envolveu na batida com Kobayashi e foi jogado para fora da pista. Além do brasileiro e do japonês, outros dois pilotos abandonaram logo na primeira volta. Tetracampeão da Fórmula 1, Sebastian Vettel sentiu problemas em sua Red Bull ainda na volta da apresentação e teve que deixar a disputa.

O britânico Lewis Hamilton também teve problemas mecânicos e deu adeus ao GP. Enquanto Rosberg liderava, Valtteri Bottas, que largou em 15º, pisou forte e levou sua Williams a disputar melhores posições. O finlandês, entretanto, cometeu erro quando tentava se aproximar do quinto colocado Fernando Alonso e estourou seu pneu junto ao muro. O escandinavo precisou parar para repor a peça e conseguiu retornar à prova.​ O pelotão da frente conseguia se manter estável. Atrás

de Rosberg, Daniel Ricciardo e Kevin Magnussen estavam distantes do alemão, mas buscando a presença no pódio. Isto porque o ferrarista Alonso buscava reduzir a diferença, enquanto lidava também com a presença Jenson Button. Nada, porém, preocupava Rosberg, que fazia sua prova tranquilo na liderança. O alemão conseguiu abrir mais de vinte segundos de vantagem na ponta e caminhou tranquilo para sua quarta vitória de Fórmula 1 em sua carreira.

UFC 171

Hendricks bate Lawler e leva cinturão do UFC Johny Hendricks é o novo campeão dos meio-médios do UFC. Neste sábado, em Dallas, no UFC 171, o americano Oklahoma superou o conterrâneo Robbie Lawler em difícil luta que terminou em decisão unânime dos jurados (48/47, 48/47 e 48/47). O título estava vago desde que o canadense Georges St. Pierre anunciou que se afastaria dos octógonos por tempo indeterminado. St. Pierre foi dono do cinturão dos meio-médios por mais de cinco anos, mas o período final de seu reinado foi marcado por muitas lesões. Sua última luta foi a polêmica vitória sobre Hendricks, um triunfo decidido de forma divi-

dida pelos jurados, resultado que contrariou torcedores e especialistas. "Robbie é um cara duro. Eu me sinto abençoado. Foram rounds muito difíceis, no quinto eu tinha que vencer. Obrigado, gente!", agradeceu Hendricks. "Acho que vamos nos encontrar novamente, e quero ir bem de novo", completou o novo campeão. Lawler começou melhor a luta e conectou golpes no rosto de Hendricks. O primeiro round viu muita trocação: o número 1 do ranking do peso meio-médio tentava controlar o centro do octógono, mas deixava o adversário acertar muitos socos. Confiante e à vontade, Lawler

sorria diante do rival. Hendricks voltou mais ativo no segundo assalto e passou a encarar melhor a trocação com o adversário. O duelo tornou-se uma luta de boxe, mas os melhores golpes ocorreram no final da parcial, quando os americanos fugiram dos socos e arriscaram chutes e joelhadas perigosas. O lutador barbudo tentou repetir a estratégia no terceiro round, mas Lawler passou a certar mais golpes. Os socos do americano ficaram cada vez mais pesados sobre o rosto do conterrâneo, que pareceu ficar desorientado e enfrentou dificuldades para escapar do adversário. Além de sofrer com os

golpes do rival, Hendricks passou a conviver com um sangramento no olho direito a partir do quarto round. Enquanto o fluído escorria por seu rosto, o lutador tentava recuperar o controle do duelo e ainda levou a disputa para o chão, mas não houve tempo para buscar uma finalização. Precisando pontuar, Hendricks voltou a ser mais ativo no último round. O lutador foi melhor na trocação e conseguiu uma queda no minuto final, tempo em que aproveitou para golpear duramente. Lawler não teve reação no assalto final, o que foi decisivo para sua derrota. Resultado final: vitória e cinturão para Hendricks.

8__  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you