Page 1

GERAL SANEAMENTO

RANKING

Alunos de Arquitetura e Urbanismo da UFMS visitam Águas Guariroba Alunos do curso de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul puderam conhecer na prática como funcionam os serviços de saneamento básico de Campo Grande. Uma turma formada por cerca de cinquenta estudantes participou na semana passada de uma visita técnica à sede da Águas Guariroba e à estação de tratamento de água do Guariroba, a principal da Capital. Após assistirem a um vídeo e a uma breve palestra sobre o cenário atual e os investimentos realizados em saneamento básico, os estudantes conheceram o Centro de Controle Operacional (CCO), de onde técnicos da Águas Guariroba controlam remotamente o sistema de água e de esgoto da cidade. Depois, na estação de tratamento do Guariroba, eles acompanharam de perto todos os processos realizados até que a água se torne potável e possa ser distribuída à população. Os futuros arquitetos também conheceram o laboratório de Monitoramento de Qualidade da Água e o La-

CADERNO A6 Segunda-feira, 31 de março de 2014

E-mail: jornalimpactoms@hotmail.com

A avaliação leva em conta a redução do tempo médio que o cliente pode ficar sem energia durante um ano todo

Energia do MS entre as melhores do País

boratório de Hidrômetros. A visita técnica a Águas Guariroba foi uma atividade promovida como parte da disciplina de Infraestrutura Urbana. “A captação, tratamento da água e o esgotamento sanitário são elementos que fazem parte da infraestrutura da cidade”, afirma a professora Maria Lúcia Torrecilha, que coordenou a visita dos estudantes. “Nesta visita, a gente pôde ver toda a tecnologia empregada pela Águas Guariroba. É uma forma também de conscientizar os alunos”, completa. A aluna do quarto ano de arquitetura, Adriane Menezes, considerou uma experiência importante conhecer melhor os sistemas de água e de esgoto da cidade. “É muito interessante para a gente, como futuro profissional, porque são atividades que estão extremamente relacionadas com a nossa área de serviço. É impossível ser um bom arquiteto sem entender sobre o saneamento básico”, aponta. “A infraestrutura aqui é muito boa, todo mudo deveria saber como funciona”, destaca.

CIDADANIA Internet

O

ranking está publicado no portal de notícias da Agencia Nacional de Energia Elétrica e mostra que o cliente na área de concessão da Enersul, que reúne 74 dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul, está com um índice de qualidade no atendimento superior aos níveis de estados como São Paulo, Minas Gerais e até Rio Grande do Sul, que tem as unidades de consumo em áreas mais concentradas e próximas, inclusive, a centros de geração de energia e que ainda são detentores do maior poderio econômico do País. O levantamento da Aneel revela que, enquanto em 2013 o brasileiro ficou, em média, quase 20 horas sem energia elétrica, por aqui, a soma de todas as interrupções durante o ano passado chegou a, apenas, 11,8 horas; um índice 18% melhor que o estabelecido pela Agência Reguladora. Ao lado desse indicador, que leva o nome de DECduração equivalente por cliente, a Aneel estabelece o FEC- frequência equivalente por cliente, ou seja, quantas vezes, em média, o cliente pode ter o fornecimento interrompido durante um ano inteiro. Nessa apuração o desempenho da Enersul também

Divulgação

A Enersul agora está entre as seis melhores empresas brasileiras

apresentou melhoria expressiva. Para uma meta de 11,3 interrupções, em média ao ano, em 2013 o cliente Enersul foi impactado apenas por 7,5 vezes. Com esses níveis dos indicadores, agora, a Enersul evolui do grupo das nove para o das seis melhores do País. Um fato que torna esse resultado ainda mais notável é que, no ano passado, a rede de distribuição de energia, por conta de novos clientes, foi ampliada em quase 1,5 mil quilômetros, uma extensão equivalente a 4 vezes a distancia entre São Paulo e o Rio de Janeiro. O novo patamar de classificação reflete a forma

de planejamento e gestão dos investimentos que a Empresa tem feito para garantir a continuidade no fornecimento de energia. Uma das ações que são decisivas para este resultado em benefício do conforto do cliente, é a manutenção em linha viva, uma tecnologia que permite a realização de serviços sem que o cliente perceba porque a energia não é desligada nas redes e subestações. A utilização dessa nova tecnologia, a exemplo de outros avanços que criam condições para eliminar etapas e aperfeiçoar procedimentos, só é possível com grandes investimentos, tanto em material como em mão de obra

especializada. Em 2013 os programas de investimentos da Concessionária somaram a expressiva cifra de R$ 116,8 milhões, um montante 33% maior que o do ano anterior. Essa é uma prioridade que a Enersul atende para dar sequencia aos processos de melhoria contínua necessária ao mercado de energia em Mato Grosso do Sul que está com uma notável taxa de crescimento chegando até 8%. São esses investimentos que fazem com que os clientes da Enersul recebam energia elétrica com os indicadores de continuidade classificados entre o “top dez” do Setor Elétrico Nacional.

ÁGUA E ESGOTO

Sanesul e Governo do Estado atingem meta histórica investindo R$ 1 bilhão em saneamento

A Câmara oficializará o processo de adoção do Ministro Guilherme Augusto Caputo Bastos

Ministro do TST profere palestra e recebe honraria em Dourados A convite do advogado José Carlos Manhabusco, do prefeito Murilo Zauith (PSB) e do presidente da Câmara Municipal, Idenor Machado (DEM), está confirmada a vinda do Ministro do Tribunal Superior do Trabalho Guilherme Augusto Caputo Bastos, a Dourados. O Ministro, explicou o advogado, além de proferir palestra no dia 2 de abril (quarta-feira), às 19h20, no anfiteatro da UNIGRAN (Universidade da Grande Dourados), será agraciado com o Título de Cidadão Douradense; NOVA CIDADANIA A concessão do título de cidadão douradense ao ministro

do TST Guilherme Augusto Caputo Bastos foi aprovada na sessão ordinária da Câmara de Dourados realizada terça-feira (25) à noite. A iniciativa partiu do vereador Sergio Nogueira (PSB) e recebeu respaldo de todos os demais vereadores. A entrega da honraria ao ministro acontecerá durante sessão solene do legislativo municipal, marcada para o dia 2 de abril. Guilherme Augusto Caputo Bastos já atuou como juiz presidente da 2ª Junta de Conciliação e Julgamento de Dourados, em 1991 e juiz do Tribunal Regional do Trabalho da 23ª Região (MT) em 1992.

Investir a meta histórica de R$ 1 bilhão no saneamento dos municípios e distritos de Mato Grosso do Sul já não é mais sonho. Agora é realidade. Nesta segunda-feira, 31 de março, o presidente da Sanesul (Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul), José Carlos Barbosa, e o governador André Puccinelli anunciam o alcance desse montante de recursos durante evento a ser realizado no auditório da Governadoria. De janeiro de 2007 até hoje, a Sanesul está investindo exatos R$ 1.058.984.564,01, mais do que a meta almejada e prometida para dezembro de 2014 e antecipada em oito meses. O valor se refere a obras

já entregues, em execução e programadas para melhoria e ampliação dos sistemas de abastecimento de água e de esgotamento sanitário dos 68 municípios e 57 distritos operados pela empresa em Mato Grosso do Sul. Também estão incluídos os veículos, maquinários e equipamentos entregues, bem como obras de melhoria, ampliação e construção de prédios da empresa. Para celebrar a marca histórica, durante o evento na Governadoria, José Carlos Barbosa e André Puccinelli, juntamente com prefeitos e autoridades, entregam equipamentos e obras, e assinam ordens de serviço e autorizações

de licitação para 18 municípios, totalizando R$ 178,5 milhões. Desse total, mais de R$ 174 milhões são recursos próprios e o restante, R$ 4,48 mi, do governo federal. Os municípios que participam do evento são Ponta Porã, Três Lagoas, Chapadão do Sul, Paranaíba, Bodoquena, Anastácio, Aparecida do Taboado, Bataguassu, Bonito, Deodápolis, Douradina, Fátima do Sul, Guia Lopes da Laguna, Inocência, Ivinhema, Jardim, Nova Andradina e Selvíria. No início do segundo mandato do atual governo, o presidente da Sanesul, José Carlos Barbosa, abraçou, junto com o governador André Puccinelli, o

desafio de atingir valor tão expressivo para o saneamento de Mato Grosso do Sul. “A Sanesul chega à marca de R$ 1 bilhão investido nesta administração. Isso é fruto de um trabalho em conjunto, da Sanesul, do governador André Puccinelli, dos prefeitos e vereadores, e de toda a bancada federal. As ações e os números da Sanesul confirmam cada vez mais seu papel como principal agente do saneamento básico em nosso estado”, afirmou José Carlos Barbosa. O evento será realizado às 9h45 no Auditório da Governadoria, localizado na Avenida do Poeta, Bloco 8, Parque dos Poderes, em Campo Grande.

6__  
Advertisement