Issuu on Google+

esportes UFC 172

Atleta americano controla adversário, vence por decisão unânime dos juízes e chega a sua sétima defesa de título consecutiva no Ultimate

Glover mostra raça, mas Jon Jones supera brasileiro e mantém cinturão Divulgação/UFC

J

on Jones não deu chances para Glover Teixeira e defendeu o cinturão meio-pesado do Ultimate neste sábado, pela luta principal do UFC 172, que aconteceu em Baltimore, nos Estados Unidos. Após uma batalha de cinco rounds, o americano saiu vencedor na decisão unânime dos juízes. Com 2,15m de envergadura, Jones aproveitou do seu alcance para bater Glover no UFC 172. Ciente do poder de nocaute do brasileiro, o americano usou bem seus longos braços para afastar o desafiante e manter a distância no combate. Com dificuldades para chegar perto de seu oponente, Glover só conseguiu levar perigo quando o americano se aproximava para tentar acertar cotoveladas. Após um primeiro round bastante movimentado, Jones foi crescendo no combate e passou a dominar mais o centro do octógono. No restante do duelo, o americano alternou entre chutes rodados e cotoveldas para minar o brasileiro. O campeão ainda investiu bastante na luta agarrada e conseguiu encurralar Glover na grade do octógono durante praticamente todo o confronto. Logo após o duelo, em entrevista ainda no octógono, Jones falou sobre sua estratégia para o embate com Glover. Apesar de ressaltar seu plano de luta, o americano também admitiu que

CADERNO A4 Segunda-feira, 28 de abril de 2014

E-mail: jornalimpactoms@hotmail.com

FUTEBOL

Ao som de “segunda divisão”, Flu vence econômico Verdão O Fluminense só disputa a Série A neste ano graças à decisão do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e, em seu primeiro jogo como visitante no torneio, não escapou dos gritos de “segunda divisão”. Mas do outro lado estava o Palmeiras, campeão da Série B com uma política de contenção que pode tirar o artilheiro do clube. A economia acabou atingindo o futebol do time, derrotado por 1 a 0 no Pacaembu no sábado.Perto de acertar com o São Paulo, Alan Kardec alegou gastrite e não ficou nem no banco.

Com o elenco que a economia do presidente Paulo Nobre permitiu, Gilson Kleina mandou a campo um time cheio de volantes, só com Leandro no ataque, e teve, novamente, Fernando Prass como o melhor em campo executando milagres. O Tricolor carioca, por sua vez, tem um patrocinador que não o permite conter gastos. Foi da cara linha ofensiva que saiu o gol que mantém os 100% de aproveitamento do time, com Conca tocando para Fred e Rafael Sobis aproveitando para colocar a bola no fundo das redes, aos 44 minutos do primeiro tempo.

Santos joga mal e empata com o Coritiba fora de casa

Glover não conseguiu levar muito perigo a Jones no UFC 172

muitas de suas ações dentro do octógono foram improvisadas. O campeão ainda fez questão de elogiar Glover e mostrar respeito ao Brasil. - Acho que o jogo era evitar um pouco as derrubadas e manter a distância, mas muito foi improvisado. Tive de usar um pouco de cada coisa. Percebei que ele não poderia me socar se eu tivesse em cima dele e isso acabou dando certo. Foi tudo improvisado. Glover foi um grande desafio. Respeito muito o Brasil e

os lutadores brasileiros afirmou o americano. Também em entrevista após a luta, Glover revelou que se machucou duante o combate. Além de um corte profundo que sofreu no supercílio, o brasileiro relatou que também sentiu a costela. - Acho que me machuquei no primeiro round e talvez tenha quebrado a costela. Mas ele é bom demais e fez um ótimo tarbalho. Ele resistiu aos meus melhores golpes e foram uns três ou

quatro. Fiz minha estratégia, mas ele me bateu e é o melhor. Parabéns a ele - comentou o brasileiro. Com o resultado, Jon Jones chega a sua sétima defesa de cinturão no UFC e se isola ainda mais como maior campeão da história dos meiopesados. O americano agora possui um cartel de 20 vitórias e uma derrota. Já Glover Teixeira, que vinha de 20 vitórias consecutivas, amargou seu primeiro revés dentro do Ultimate.

Coritiba e Santos continuam sem desencantar no Campeonato Brasileiro 2014 e não passaram de um empate sem gols no Couto Pereira. Em um jogo tecnicamente fraco, as emoções ficaram guardadas para alguns lances isolados já no final do segundo tempo. A partida começou confusa, com jogadores dos dois

times se lesionando logo nas primeiras movimentações. Com isso, Jajá entrou no lugar de Júlio César pelo lado coxa-branca. Com a bola rolando, aos nove minutos, Zé Love recebeu uma bola açucarada, mas se empolgou no lance e chutou torto e fraco, sem perigo algum. Na reposta, Gabriel tentou encobrir Vanderlei, sem sucesso.


4__