Page 1

MUNICÍPIOS RIO NEGRO

Durante o ato, Rio Negro ficou encarregado dos esclarecimentos e condução da mobilização as integrantes da equipe técnica do Cidema/Assomasul

CADERNO C2 Segunda-feira, 28 de abril de 2014

E-mail: jornalimpactoms@hotmail.com

CONGRESSO DE TRÊS LAGOAS PC/Jornal Impacto MS

Mobilização Social discute Saneamento Básico e Resíduos Sólidos Fotos Eduardo Lopes

Prefeito Gilson Romano planeja Rio Negro cada vez melhor

N

a tarde da última quinta-feira (24), aconteceu nas dependências da Escola Municipal São Francisco Polo, a Mobilização Social para discutir a implantação do Plano Municipal de Saneamento Básico e de Resíduos Sólidos, realizada com apoio da equipe técnica do Consórcio Intermunicipal

para o Desenvolvimento das Bacias dos Rios Miranda e Apa (CIDEMA) e representantes de classe de vários seguimentos do município, onde é preparado um diagnóstico das principais reivindicações e necessidades de cada um. Depois de implantado, a cada 4 anos é feita uma revisão analisando e verificando

A Escola Municipal São Francisco abrigou a reunião sobre saneamento

zefotograforochedo@gmail.com

as melhorias e adequações a serem realizadas. O processo de realização iniciou-se no ano passado em um trabalho conjunto do CIDEMA e da ASSOMASUL (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), através de seus respectivos presidentes Heitor Miranda (prefeito de Porto Murtinho) e Douglas Figueiredo (prefeito de Anastácio).

Rio Negro foi inserido graças ao empenho e busca incansável do prefeito Gilson Romano (PMDB), que por inúmeras vezes participou de reuniões, palestras e discussões sobre o assunto. A obstinação do administrador permitiu que a cidade pantaneira fosse inserida no mapa do desenvolvimento. Participam do Projeto as cidades de Rio Negro, Corumbá, Ladário, Aquidauana, Anastácio, Guia Lopes da Laguna, Porto Murtinho, Caracol, Antônio João, Sidrolândia, Jaraguari, Corguinho, Maracaju e Camapuã. São 14 municípios. Durante o ato, Rio Negro ficou encarregado dos esclarecimentos e condução da mobilização as integrantes da equipe técnica do Cidema/Assomasul, a engenheira sanitarista e ambiental Regina Duarte e a engenheira agrônoma Jaqueline Basso, interagiram com os representantes de classe, esclareceram dúvidas e fizeram um prévio levantamento das principais reivindicações locais. O prefeito Gilson ressaltou que o comprometimento da população é fundamental, uma vez que a cidade passa por transformações importantes e que não medirá esforços para que Rio Negro esteja a cada dia melhor para se viver e se orgulhar.

Dúvidas foram dirimidas por equipe técnica do Cidema/Assomasul

Presidente da Câmara de Camapuã avalia Seminário de Vereadores Para o presidente da Câmara Municipal de Camapuã, Humberto Bogarin, o seminário promovido pela União das Câmaras de Vereadores de Mato Grosso do Sul em Três Lagoas “representa o fortalecimento das instituições legislativas, apesar do comparecimento de 180 parlamentares representando 23 municípios”. Na ótica do representante camapuense, “todo e qualquer evento direcionado para o aprimoramento da função de vereador é digno da participação unânime da categoria”. Bogarin gostaria que “os vereadores fossem unidos como são os prefeitos” citando como exemplo o sucesso dos encontros, reuniões, congressos e seminários promovidos pela Assomasul – Associação dos Municípios de Mato grosso do Sul. Apesar das dificuldades, dos obstáculos, dos entraves, Bogarin reconheceu na pessoa do presidente da União das Câmaras de Vereadores de Mato Grosso do Sul, vereador Jeovani Vieira (PSD) um grande batalhador, um político que trabalho em prol do fortalecimento da classe. “O Jeovani está de parabéns, ele é um grande batalhador que vem lutando pelos vereadores, portanto é merecedor do nosso irrestrito apoio”, registrou. De acordo com o presidente

da Câmara de Camapuã, se a UCVMS dispusesse de mais recursos, Humberto Bogarin acredita a entidade teria caixa para bancar o deslocamento dos vereadores. “Nós estamos aumentando de R$ 540 para R$ 800 o repasse para a UCV”, informou, esperando que todos os presidentes sigam o exemplo como sentido único de fortalecer a instituição que abriga todas as Câmaras de MS. A importância - A orientação do Tribunal de Contas do Estado, do Ministério Público, de acordo com o presidente da Câmara de Camapuã, tem sido de fundamental importância para o bom exercício da função parlamentar. “Este é mais um bom motivo para o fortalecimento da UCVMS”, acentuou. “Na verdade muita gente tem medo do Tribunal de Contas, o Tribunal de Contas não é um ‘bicho papão’, ele é órgão que foi criado para auxiliar os vereadores de um modo geral”, destacou. Parceria produtiva - Sobre o trabalho envolvendo os dois poderes municipais, Câmara e Prefeitura, o presidente foi categórico afirmando que “a relação entre o executivo e o legislativo é muito boa”, acrescentando que a união de esforços beneficia diretamente o conjunto da sociedade camapuense.

10_