Page 1

ATER – Assistência Técnica e Extensão Rural

1


Cartilha de Orientação às Famílias - 2ª Edição - 2014 DISTRIBUIÇÃO GRATUÍTA

Equipe de Elaboração: Equipe de ATER – Contrato 8000/2012 Asseguradores do INCRA (SR 10) – Contrato 8000/2012

COOPERATIVA DE TRABALHO E EXTENSÃO RURAL TERRA VIVA – COOPTRASC CNPJ: 02.145.432/0001-16 Rua: Montevidéu, 2135 E – Sala 01 – Bairro: Passo dos Fortes – Chapecó/SC CEP: 89.805-750 – Fone: (049) 3322 2365 ATER – Assistência Técnica e Extensão Rural

2


APRESENTAÇÃO Durante o ano de 2013 a Cooperativa de Trabalho e Extensão Rural Terra Viva desenvolveu ações coletivas e individuais nas Unidades de Produção Familiar dos Projetos de Assentamento do Estado de Santa Catarina em acordo com objeto de o contrato N 8000/2012 firmado com o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária – INCRA. O contrato objetiva a execução de serviços de Assistência Técnica e Extensão Rural para as famílias beneficiárias da Reforma Agrária na região oeste do estado. As ações desenvolvidas pelos profissionais da COOPTRASC contribuíram para o avanço produtivo, econômico e social das famílias atendidas pela ATER. Um trabalho que merece ser divulgado para que um número maior de famílias possa ter acesso a informações sobre as experiências desenvolvidas pelas equipes de ATER distribuídas nos Núcleos Operacionais que compõem o LOTE II. Destacamos nesta edição algumas das ações desenvolvidas quantificando-as e ilustrando com fotos das atividades realizadas nos PA´s da região:  Renegociação de dívidas do PRONAF (309 – Lote II);  Elaboração de projetos do PRONAF (84 – Lote II)  Protocolos de Projeto de PAA e PNAE (02 PNAEs – Lote II);  Estabelecimento de circuitos curtos de comercialização, como feiras e entrega de cestas orgânicas (4 feiras livres e a comercialização de cestas orgânicas no centro urbano de Fraiburgo – Lote II);  Retomada dos grupos de organização de base nos Assentamentos, embelezamento e revitalização de espaços coletivos;  Melhoria no abastecimento de água para consumo humano e para processos produtivos (65 carneiros hidráulicos – Lote II);  Auxílio no PNHR nos Assentamentos (336 beneficiários aptos a acessar o programa; na iminência de envio à Caixa Econômica Federal– Lote I);  Implantação de hortas visando segurança alimentar nos Assentamentos, com a diversificação da dieta das famílias através da introdução de cultivares de batata doce e inglesa em 56 PA´s do Lote II através de parceria com a Embrapa de Canoinhas;  Educação ambiental em todos os Projetos de Assentamento do Lote II com estabelecimento de parcerias com o IBAMA, FATMA, Polícia Ambiental, dentre outros;  Conclusão do Plano de Desenvolvimento do Assentamento - PDA Neri Fabris;  Auxílio ao INCRA na revisão da Relação de Beneficiários;

 Elaboração de projetos do Fomento do Plano Brasil Sem Miséria (72 projetos) ATER – Assistência Técnica e Extensão Rural

3


VISITAS TÉCNICAS ÀS UPF´S Foram realizadas 8.020 visitas às unidades de produção rural das famílias regularmente assentadas nos projetos de assentamento das regiões planalto central, planalto norte, planalto serrano, norte litoral e Alto Vale do Itajaí. A realização destas possibilitou o acompanhamento produtivo e social das famílias que tiveram avanços significativos no decorrer do processo, conforme demonstram as atividades de avaliação realizadas ao final do contrato.

(CAMPOS NOVOS)

(FRAIBURGO)

(CAMPOS NOVOS)

(FRAIBURGO)

(CAMPOS NOVOS)

(CAMPOS NOVOS)

ATER – Assistência Técnica e Extensão Rural

4


(RIO NEGRINHO)

(SANTA TEREZINHA)

(FRAIBURGO)

(SANTA TEREZINHA)

RIO NEGRINHO

RIO NEGRINHO

(SANTA TEREZINHA)

(SANTA TEREZINHA)

ATER – Assistência Técnica e Extensão Rural

5


(IRINEÓPOLIS)

(TIMBÓ GRANDE)

VISITAS COLETIVAS – GARUVA

(PONTE ALTA)

(CAMPOS NOVOS)

INTERCÂMBIOS Foram realizados 16 intercâmbios com objetivo de proporcionar a socialização e troca de conhecimentos relativos às experiências e práticas produtivas, ambientais, organizacionais e comerciais, bem como à prática extencionista, da Reforma Agrária e desenvolvimento rural, desenvolvidas em condições semelhantes às vivenciadas pelos (as) agricultores (as) familiares. ATER – Assistência Técnica e Extensão Rural

6


A realização dos intercâmbios proporcionou aos participantes conhecer experiências que são referências nas áreas de interesse das famílias assentadas atendidas pelas equipes de ATER distribuídas pelo estado. As atividades tiveram como foco a produção de leiteira, PRV, Produção e comercialização de hortifrúti e piscicultura, recuperação do solo e produção de diversidade de alimentos.

INTERCÂMBIO SOBRE PISCICULTURA – VITOR MEIRELES

INTERCÂMBIO EM SÃO BENTO DO SUL - PRODUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE TOMATE, BATATA SALSA, BATATA INGLESA E MORANGO

ATER – Assistência Técnica e Extensão Rural

7


RECUPERAÇÃO DO SOLO E PRODUÇÃO DE DIVERSIDADE DE CULTURAS - IRINEÓPOLIS

PRODUÇÃO DE LEITE A BASE DE PASTO – SANTA TEREZINHA

VISITA À INDÚSTRIA DE QUEIJOS – C. NOVOS

PRODUÇÃO DE FARINHA DE MILHO

PRODUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DA UVA E DERIVADOS - JABORÁ

ATER – Assistência Técnica e Extensão Rural

8


INTERCÂMBIO SOBRE PRODUÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE HORTIFRUTI – GARUVA

OFICINAS DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL As 73 oficinas de educação ambiental aconteceram em todos os projetos de assentamento PA´s do estado, tendo como meta a discussão/informação sobre a gestão coletiva dos recursos naturais como as Reservas Legais (RL) e Áreas de Preservação Permanente (APP), as áreas protegidas pelo Decreto Nº 750, a conservação dos solos e da água (de acordo com a legislação ambiental vigente); bem como apresentação e discussão de soluções de saneamento básico, destinação final de resíduos sólidos, destinação de embalagens de agrotóxicos. Para realização de algumas oficinas foram estabelecidas parcerias com o IBAMA, FATMA e Policia Ambiental, entre outros, garantindo assim a qualidade das ações desenvolvidas.

OFICINA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL - TIMBÓ GRANDE

VITOR MEIRELES

CALMON

ATER – Assistência Técnica e Extensão Rural

9


UNIDADES DEMONSTRATIVAS Foram implantadas 71 Unidades Demonstrativas nos PA´s durante o ano de 2013 como forma de proporcionar às famílias de cada assentamento a oportunidade de observar e refletir coletivamente sobre as questões tecnológicas, econômicas, sociais e ambientais que envolvem o manejo de recursos naturais e a gestão de unidades produtivas. A execução destas atividades proporcionou a interação entre as famílias e os técnicos de ATER que conduziram as ações realizadas nas linhas produtivas definidas durante as reuniões de planejamento realizadas nos PA´s.

CAMPOS NOVOS

FRAIBURGO

TIMBÓ GRANDE

PONTE ALTA

DIAS DE CAMPO Foram realizados 132 Dias de Campo que buscaram atender as demandas levantadas pelas famílias beneficiárias durante a realização do planejamento das ações a serem executadas em cada PA. A execução destas atividades proporcionou as famílias práticas como: produção de caldas, biofertilizantes, fertilizantes e outros produtos naturais de controle e manejo da produção, implantação de variedades de pastagens, descorna e mochamento de animais, instalação de carneiros hidráulicos, entre outras atividades que contribuirão muito no dia a dia das famílias do campo. ATER – Assistência Técnica e Extensão Rural

10


INSTALAÇÃO DE CARNEIRO HIDRAULICO - CAMPOS NOVOS

PRODUÇÃO DE CALDA - IRINEÓPOLIS

CAMPOS NOVOS

FRAIBURGO

ITAIÓPOLIS

CURSOS Os 119 cursos realizados visaram à aquisição, ampliação, aprofundamento e desenvolvimento de conhecimentos teóricos e práticos relativos à organização produtiva, social, econômica, ambiental, extensão rural, reforma agrária, desenvolvimento rural, políticas públicas, associativismo e cooperativismo. Dentre as atividades desenvolvidas pela ATER, os cursos tiveram destaque, pois, segundo avaliação das famílias, os temas trabalhados foram de grande importância e a metodologia adotada para sua realização foi com certeza muito

ATER – Assistência Técnica e Extensão Rural

11


produtiva, conseguindo fazer a relação e aproximação dos temas com a realidade vivenciada nos assentamentos.

SANTA TEREZINHA

TAIÓ

SANTA TEREZINHA

SANTA TEREZINHA

CURITIBANOS

CALMON

REUNIÕES PAA E PNAE Durante a execução do contrato foram realizadas 126 Reuniões para discutir/apresentar junto as famílias os Programas de Aquisição de Alimentos (PAA), Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e outros programas das cooperativas regionais que apresentam-se como ferramenta de fortalecimento da organização produtiva das famílias.

ATER – Assistência Técnica e Extensão Rural

12


REUNIÃO DE ORIENTAÇÃO PARA INCLUSSÃO NO PAA E PNAE

REUNIÃO SOCIAL Durante a execução do contrato foram realizadas 269 Reuniões Sociais com objetivo de propiciar a troca de informações e conhecimentos, divulgação, sensibilização, articulação interinstitucional e encaminhamentos relacionados às ações de organização social e produtiva, associativismo, cooperativismo, direitos sociais e políticas públicas, notadamente as de promoção social e da cidadania. As reuniões sociais tiveram expressivo interesse das famílias por tratarem de assuntos de interesse da coletividade como acesso Programa Crédito Instalação do INCRA, PRONERA, Programas de Atendimento à Saúde da Família e da Mulher, Direitos Trabalhistas e Previdenciários, Bolsa Família, Acesso à justiça, inclusão no Programa de Erradicação da Pobreza Extrema, organização e acompanhamento a grupos de produção, Artesanato como fonte de geração de renda extra para a mulher do campo, entre outros trabalhados pelas equipes de ATER

SANTA TEREZINHA

FRAIBURGO

ATER – Assistência Técnica e Extensão Rural

13


MUTIRÃO DE RECUPERAÇÃO DA ÁREA COMUNITÁRIA (TIMBÓ GRANDE)

INCENTIVO A PRODUÇÃO DE SEMENTES CRIOULAS

REUNIÃO SOCIAL TAIÓ

REUNIÃO SOCIAL VARGEM

OFICINAS DE DISCUSSÃO DE PDA E PRA Em 2013 foram realizadas 61 oficinas de discussão e revisão dos Planos de Desenvolvimento dos Assentamentos – PDA e dos Planos de Recuperação dos Assentamentos – PRA´s. Durante as oficinas foram revisados os planos e juntamente com as famílias realizadas as alterações necessárias para a melhoria e adequações dos PA´s de acordo com as demandas atuais apresentadas em cada local.

ATER – Assistência Técnica e Extensão Rural

14


PONTE ALTA

ITAIÓPOLIS

IRINEÓPOLIS

GARUVA

REUNIÕES DE PLANEJAMENTO INICIAL E AVALIAÇÃO FINAL Durante a execução do contrato foram realizadas 73 oficinas, sendo uma no início dos trabalhos para planejar as ações a serem desenvolvidas em cada assentamento pela equipe de ATER e outra no final onde as famílias beneficiárias puderam avaliar o período de atividades e apontar as fragilidades e fazer sugestões para avanços nos trabalhos a serem desenvolvidos.

SANTA TEREZINHA

RIO NEGRINHO

ATER – Assistência Técnica e Extensão Rural

15


FRAIBURGO

TAIÓ

ATIVIDADES COMPLEMENTARES Durante a execução do contrato foram realizadas 203 atividades complementares dentre elas podemos citar: Elaboração de Projetos de PAA e PNAE (05), Elaboração de Projetos de acesso ao Programa Nacional de Agricultura Familiar – PRONAF (103), Elaboração de Plano de Negócio (03), Elaboração de Projetos de Fomento do Brasil Sem Miséria (92).

ELABORAÇÃO PROJETO BRASIL SEM MISÉRIA

FEIRA LIVRE DE COMERCIALIZAÇÃO DA PRODUÇÃO DOS ASSENTAMENTOS (TIMBÓ GRANDE)

ATER – Assistência Técnica e Extensão Rural

16


DESCRIÇÃO DAS METAS/ATIVIDADES A SEREM DESENVOLVIDAS COM AS FAMILIAS BENEFICIARIAS DO LOTE II DOS ASSENTAMENTOS E DAS FAMÍLIAS: Ao todo estão sendo atendidas 2.342 famílias em 74 Projetos de Assentamentos, distribuídos em 30 municípios. COMPOSIÇÃO DA EQUIPE TÉCNICA: A equipe é composta por 30 profissionais, 12 nível de superior e 18 de nível médio nas mais diversas áreas: Engenheiros Agrônomos, Engenheiros Ambiental, Zootecnista, Médicos Veterinários, Assistentes Socais, Pedagogo, Técnicos em Agropecuária e Técnico Agrícola.

META 01. VISITAS TÉCNICAS INDIVIDUAIS Em observância as visitas técnicas as UPFS realizadas durante o ano de 2013, considerou-se a necessidade de alteração dos quantitativos de visita buscando atender com maior eficiência aquelas famílias que apresentam uma demanda maior de atendimentos individuais, contribuindo para a melhoria dos serviços prestados as famílias beneficiárias. Sendo assim, para este as visitas sofreram alterações, dividindo a meta em subitens:

Meta 1.1 Durante o ano de 2014 as famílias regularmente assentadas pelo INCRA no estado de Santa Catarina receberão 03 visitas técnicas anuais obrigatórias que devem ser realizadas pelos profissionais que compõe a equipe de ATER. Meta 1.2 As propriedades que Desenvolvem a atividade leiteira, ou que apresentem outra demanda produtiva a ser atendida com maior ênfase durante o ano, poderão ter acréscimo de mais 04 visitas chegando ao limite de 07 visitas anuais. Meta 1.3 Reserva Técnica: Visitas técnicas para atender a situações deficitárias nos âmbitos social e/ou ambiental das famílias (20% da Relação de beneficiários - RB). * Durante uma das visitas realizadas às famílias deverão ser atualizados os dados do diagnóstico aplicado no início do contrato em 2013. IMPORTANTE: As visitas técnicas podem ter variação em sua quantidade semestral quando tratar-se de assentamentos novos ou ainda em caso de remanejamento (previamente aprovado pelo INCRA) quando a família cadastrada não for localizada ou optar por não utilizar os serviços de assistência técnica.

ATER – Assistência Técnica e Extensão Rural

17


META 02. OFICINAS DE AVALIAÇÃO DOS CONTRATOS -

Será realizada 01 oficina de avaliação por PA nos dois ultimo meses de contrato; Nos PAs Morro do Taió II e Edson Soibert (PAs novos) serão realizadas duas oficinas a primeira oficina para apresentação do Contrato e da equipe técnica e a segunda para avaliação final dos trabalhos.

META 03. PLANEJAMENTO TRIMESTRAL NO NÚCLEO OPERACIONAL - Reunião Interna de planejamento das ações do NO realizadas a cada 03 meses

META 04. CURSOS -

Será oferecido 1 curso por PA, com uma turma ideal prevista de 16 assentados inscritos na RB, não aceitando cursos com menos de 10 assentados. Haverá exceção nos assentamentos com maior número de famílias e assentamentos novos

Reserva Técnica: Acionada por demanda respeitando os limites estabelecidos pelo INCRA.

META 05. ATENDIMENTO TÉCNICO SOCIAL EM ESCRITÓRIO Atividade de caráter individual, compreendendo o atendimento do beneficiário na sede do Núcleo Operacional. Será dada a prioridade para a resolução de problemas que envolvam acesso a internet e às instituições localizadas nos centros administrativos das cidades, a exemplo de bancos, INSS, Prefeituras, entre outros.

META 06. DIAS DE CAMPO -

Realização de 01 dia de campo por assentamento; A atividade passa a ter duração de 6 horas, executada por 2 técnicos e deverá ser garantida a alimentação aos assentados participantes.

Reserva Técnica: Acionada por demanda respeitando os limites estabelecidos pelo INCRA.

META 07. IMPLANTAÇÃO DE UNIDADE DEMONSTRATIVA (UD) -

Realização de 01 Unidade Demonstrativa por assentamento; A atividade a ser executada por 2 técnicos e deverá ser garantida a alimentação aos assentados participantes.

Reserva Técnica: Acionada por demanda respeitando os limites estabelecidos pelo INCRA.

ATER – Assistência Técnica e Extensão Rural

18


META 08. OFICINA DE DISCUSSÃO DOS PDAS/PRAS -

Esta meta prevê a Sistematização dos dados do Diagnóstico aplicado e atualizado junto às famílias beneficiárias; A sistematização será feita pelos técnicos através do Sistema Integrado de Gerenciamento da Reforma Agrária - SIGRA no escritório de ATER.

META 09. OFICINA DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL -

Serão realizadas 04 Oficinas (02 Morro do Taió e 02 Edson Soibert) de 06 horas cada uma, contabilizando 12 horas, onde serão ministrados os 4 módulos de Educação Ambiental fornecido pelo serviço de meio ambiente do INCRA.

META 10. REUNIÃO DE INTERESSE DA COLETIVIDADE -

Realização de 01 reunião por assentamento; Haverá exceção nos assentamentos com maior número de famílias e assentamentos novos; A atividade passa a ter duração de 4 horas, sem alimentação aos assentados participantes;

Reserva Técnica: Acionada por demanda respeitando os limites estabelecidos pelo INCRA.

META 11. ELABORAÇÃO DE MATERIAL INFORMATIVO -

Elaboração de Cartilha a ser entregue para cada família com informativo dos resultados do primeiro ano de contrato e as principais mudanças para 2014;

META 12. INTERCÂMBIO -

Realização de 02 Intercâmbios por Núcleo Operacional; Participação mínima de 35 Pessoas;

Reserva Técnica: Acionada por demanda respeitando os limites estabelecidos pelo INCRA.

META 13. ACOMPANHAMENTO DE PLANO DE NEGÓCIO 10 DRS – Dinâmica de reunião por município Municípios do DRS Olericultura: Caçador, Matos Costa, Calmon, Timbó Grande/Santa Cecília.

META 14. ELABORAÇÃO DE PDA -

Elaboração de PDA para Projetos de Assentamento novos: Miguel Fortes (Rio Negrinho) e Morro do Taió II (Santa Teresinha) Readequação do PDA do PA Pátria Livre; ATER – Assistência Técnica e Extensão Rural

19


META 15. ELABORAÇÃO DE PROJETOS 15.1 ELABORAÇÃO DE PROJETOS PARA ACESSO AO PROGRAMA DE AQUISIÇÃO DE ALIMENTOS (PAA) E PROGRAMA DE NACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR (PNAE) Para o ano de 2014 a elaboração de PAA e PNAE engloba não só o levantamento da demanda e a elaboração do projeto em si, mas também a articulação na coparticipação de outros atores (prefeitura, escolas, hospitais, creches, etc) bem como dar suporte técnico na gestão do projeto até a primeira entrega do produto, o que aumenta o tempo de planejamento, sistematização e deslocamento para elaboração dos projetos. 15.2 ELABORAÇÃO DE PRONAF E/OU PROJETOS DE FINANCIAMENTOS PARA PRODUÇÃO Tendo em vista a recente publicação dos Decretos n° 8.177, 8.178 e 8.179, de 27 de dezembro de 2013, que dispõe sobre a renegociação de dívidas do Pronaf o que aumentará o público apto a receber crédito demandando uma maior elaboração de projetos pelos técnicos os quantitativos ficam assim estabelecidos pelo INCRA: Lote II= 413 PRONAFs. 15.3 ELABORAÇÃO DE PROJETOS TERRA SOL Para o Lote II essa meta poderá ser acionada por demanda mediante remanejamento de outras metas. 15.4 ELABORAÇÃO DE NOVOS PLANOS DE NEGÓCIO E/OU PLANOS DE ESTRATÉGIAS DE COMERCIALIZAÇÃO Será garantido uma possibilidade de realização de feiras e outros Planos de Negócios para comercialização de produtos para cada Núcleo Operacional.

ATER – Assistência Técnica e Extensão Rural

20


RECEITAS ÚTEIS NO DIA-A-DIA DA PROPRIEDADE* (*) Fonte: Centro de Apoio ao Pequeno Agricultor. Agenda do agricultor 2014. Verê/PR. 10ª Edição.

Para concluir este material informativo visando proporcionar ainda mais qualidade à ATER apresentamos na sequência algumas receitas que podem ser desenvolvidas e utilizadas nas propriedades visando a redução de custos e principalmente a contenção de problemas sem agressão ao meio em que vivemos.

1. ADUBO LÍQUIDO – URÉIA NATURAL Ingredientes - 40kg de esterco bovino fresco - 3 a 4 litros de leite fresco ou colostro - 10 a 15 litros de caldo de cana ou melado - 200 litros de água - 4kg de fosfato natural Modo de fazer Colocar os ingredientes num galão ou caixa de água, misturar bem, deixar fermentar durante 25 dias mexendo uma vez ao dia. Depois de pronto a cada 1 litro misturar 3 litros de água, o que resultará em 800 litros de adubo líquido. 2. COMBATE NATURAL DE RATOS Modo de fazer - Pegue 01 Xícara de qualquer feijão cru (sem lavar mesmo) - Colocar no multiprocessador ou liquidificador (SEM ÁGUA) - Triturar até virar uma farofinha bem fininha, sem virar totalmente pó. ATER – Assistência Técnica e Extensão Rural

21


Como usar - Coloque em montinhos (medida de colher de chá) nos cantos, no chão: perto das portas, janelas, atrás da geladeira, atrás do fogão, à beira de esgotos, de córregos e valas, em ruas, galpão, estábulo, etc. A população de ratos se extingue em três dias no entorno da área em que o farelo do feijão cru foi colocado.

3. DESSECANTE ORGÂNICO Ingredientes - 2 kg de repolho picado - 20 litros de água - 1 litro de álcool - 1,5 kg de sal na hora de fazer a aplicação Modo de fazer - Deixar fermentar por 20 dias; - Mexer bem a cada 4 dias; - Usar puro sem diluir em água, apenas acrescentar o sal. 4. ISCA FORMICIDA Modo de fazer - 500 gramas de ácido bórico - 500 gramas de açúcar branco cristal - Misturar os dois ingredientes e colocar nos olheiros

 É importante lembrar as propriedades vizinhas para também efetuarem o monitoramento para um melhor controle das formigas.

ATER – Assistência Técnica e Extensão Rural

22


5. CALDA BORDALESA A calda bordalesa é utilizada em hortaliças e nas parreiras (uva). Seu uso nas hortaliças serve como repelente, nutrição em cobre e principalmente no combate a doenças causadas por fungos e bactérias. Por isso é muito utilizada no cultivo de tomate para controle das manchas na folha, para as doenças (mela) do repolho e alface, também para controlar manchas na cultura do pepino, melão, abóbora, melancia. Em plantas jovens e mudas a calda deverá ser menos concentrada (usar 100 gramas de Sulfato de Cobre e 100 gramas de Cal Virgem para 20 litros de água). Ingredientes - 200 gramas de Sulfato de cobre - 200 gramas de Cal virgem - 20 litros de água Modo de fazer Diluir 200gr de sulfato de cobre em 10 litros de água. Sempre usar balde plástico e colocar o sulfato em um saquinho de pano e deixar na superfície da água (se jogar solto na água fica no fundo e não dissolve). Em outro balde plástico com 10 litros de água diluir 200gr de cal virgem (não precisa queimar). Quando o sulfato estiver dissolvido podemos misturar as duas soluções tomando cuidado de sempre jogar a solução com o sulfato sobre a solução com cal e não o contrário. Depois de misturadas a calda (os 20 litros) está pronta para ser usada, não precisa misturar mais água.

 A calda deve ser usada imediatamente, por isso só misture as duas soluções (cal e sulfato) na hora da aplicação.

ATER – Assistência Técnica e Extensão Rural

23


ATER – Assistência Técnica e Extensão Rural

24

Cartilha de orientação às famílias assentadas atendidas pela Assistência Técnica e Extensão Rural  

Material informativo produzido pela Cooperativa de Trabalho e Extensão Rural Terra Viva (COOPTRASC), prestadora de Assistência Técnica e Ext...