Page 1

A"vidade(4

Vacinas

S達o$Paulo,$2013

Projeto

Imunologia nas Escolas


$ $ $ $ $ $ $ $ $ $ $ $ São$Paulo,$junho$de$2013.
 Responsável(pela(revisão(deste(material
 Fernanda$Bruni 
 Diagramação
 Patricia$Santos

Sumário • Roteiro-do-Professor..........................................3 • Introdução-7-Histórico-da-vacina-no-mundo-e-noBrasil..................................................................6 • Fichas-de-discussão-..........................................9 • ACvidade-para-Casa.........................................24

2


Roteiro$do$professor 1.

Sugestões*para*discussão*das*fichas*com*os*alunos:

Ficha*1:! Iniciar!a!discussão!com!alunos!perguntando!o!que!eles!sabem!sobre!vacina!e!o! que! eles! entendem! sobre! o! tema.! Ques8ona9lós! sobre! a! figura! de! Jenner! imunizando! a! criança!(que!fará!um!link!para!a!ficha!2). Ficha*5:!Qual!a!composição!de!uma!vacina?!Definição!de!anHgenos!e!quais!podem!estar!! presentes!nas!vacinas.!No!desenho!esquemá8co!da!produção!de!proteína!recombinante:! 1)!extração!do!material!gené8co!do!vírus/vermelho!2)!Inserção!do!material!no!plasmídeo! bacteriano/roxo! 3)! inserção! do! plasmídeo! hibrido! em! célula! de! levedura! 4)! a! levedura! produz!proteínas!virais!5)!vacina!contendo!as!proteínas!virais!recombinantes. Ficha*6:*As!vacinas!são,!geralmente,!produzidas!a!par8r!de!agentes!patogênicos!(vírus!ou! bactérias),!ou!ainda!de!toxinas,!previamente!enfraquecidos.!Ao!inserir!no!organismo!esse! 8po!de!substâncias,!fazemos!com!que!o!corpo!combata!o!agente,!es8mulando!a!produção! de! an8corpos,! que! protegem! o! nosso! organismo,! além! de! desenvolver! a! chamada! memória! imunológica,! tornando! mais! fácil! o! reconhecimento! do! agente! patogênico! em! futuras!infecções!e!aumentando!a!eficiência!do!sistema!imune!em!combatê9lo.!Quando!o! corpo!é!atacado!por!algum!agente!patogênico!não!chega!a!desenvolver!a!doença!porque! o!organismo!encontra9se!protegido. É!muito!importante!observar!que!quando!a!doença!real!infecta!uma!pessoa,!os!vírus!e!as! bactérias! se! mul8plicam! centenas! e! centenas! de! vezes! até! que! a! infecção! aconteça.! A! vacina! fornece! anHgenos! suficientes! para! o! corpo,! mais! adiante,! reconhecê9los! como! parte! dos! vírus! e! bactérias! que! causam! a! doença! e! completar! o! processo! da! resposta! imunológica,!protegendo!assim!o!corpo!da!doença!no!futuro.! Ficha* 7:* Vacina! e! a! resposta! de! an8corpos.! Discu8r! nessa! ficha! a! necessidade! de! doses! reforço!para!algumas!vacinas.

Ficha*11:! Qual!a!consequência!para!a!população!quando!os!pais!optam!por!não!vacinar! seus!filhos?!Após!explicação!sobre!“imunidade!de!rebanho”!iniciar!uma!discussão!sobre!a! relação!da!vacinação!e!polí8cas!públicas,!iniciando!com!a!Revolta!da!Vacina!e!finalizando! com!as!campanhas!de!vacinação!no!Brasil. Alguns!pontos!que!podem!ser!levantados!pelos!alunos: Por!que!ainda!fazemos!campanhas!de!vacinação!contra!a!poliomielite!se!a!doença!já!não! existe!no!Brasil?! O!úl8mo!caso!de!poliomielite,!no!Brasil,!foi!registrado!em!Souza,!na!Paraíba,!em!1989.!O! Brasil! obteve! o! cer8ficado! internacional! de! erradicação! da! transmissão! autóctone! do! poliovírus!selvagem!em!1994.! No!entanto,!ainda!há!poliomielite!no!mundo.!Só!em!2009,!foram!registrados!1.600!casos! de!poliomielite!no!mundo.!Em!diversos!países!na!África!e!Ásia,!como!Nigéria,!Paquistão,! Índia! e! Afeganistão,! a! doença! ainda! é! endêmica.! Por! isso,! existe! um! risco! grande! de! o! vírus! voltar! a! circular! no! Brasil,! trazido! por! pessoas! que! es8veram! em! países! onde! há! o! vírus!circulando.! Por!isso,!é!importante!manter!a!vacinação,!mesmo!em!países!onde!o!vírus!não!está!mais! circulando.!Principalmente!nos!tempos!de!um!mundo!globalizado.! Sobre!a!vacina!da!hepa8te!(consta!no!calendário!de!vacinação!dos!adolescentes): São!três!doses;!valem!para!a!vida!toda.!A!segunda!e!a!terceira!são!dadas!respec8vamente! um! mês! e! seis! meses! depois! da! dose! inicial.! Se! por! algum! mo8vo! a! vacinação! ficou! incompleta,! é! só! retomar! o! processo! do! ponto! em! que! foi! interrompido,! porque! o! intervalo!máximo!entre!uma!aplicação!e!outra!é!ilimitado.

3


Imunidade* de* rebanho:! foi! em! 1998! que! o! médico! inglês,! Andrew! Wakefield,! afirmou! numa!das!mais!importantes!revistas!de!medicina!do!mundo!–!The$Lancet!–!que!as!vacinas! causavam! au8smo.! Apesar! de! a! men8ra! ter! sido! desfeita,! o! estrago! ainda! prevalece:! Europa! e! Estados! Unidos! contam! até! hoje! com! o! maior! número! de! pais! contrários! à! vacinação.!Resultado:!epidemias!de!doenças!controladas!voltaram!a!ocorrer. "Elas! se! protegem! quando! há! a! garan8a! de! que! as! outras! crianças! não! vão! transmi8r! a! doença! para! ela.! Vacinar! o! filho! é! mais! do! que! uma! ação! individual"! 9! Renato! Kfouri,! presidente!da!Sociedade!Brasileira!de!Imunizações!(Sbim).

2.

Representação*da*resposta*imune*(10*min)

A!sala!deverá!estar!dividida!em!quatro!pequenos!grupos,!cada!um!terá!um!professor!do! Projeto.! Com! o! auxílio! de! um! kit! de! células! impressas! em! tamanho! grande,! tentar,! juntamente! com! os! alunos,! recons8tuir! os! principais! passos! da! resposta! imune.! Neste! processo,! ressaltar! os! principais! conceitos! e! nomes! envolvidos:! anHgeno,! células! envolvidas!(macrófagos,!linfócitos!T!e!B,!an8corpos,!citocinas),!comunicação!intercelular.!

5.

AIvidade*para*casa*(5*min)

Poderá! ser! feita! individualmente! ou! em! duplas! e! entregue! em! 15! dias! à! coordenadora! pedagógica!da!escola. Respostas*da*questão*1:* (a)!o!sistema!imunológico;!(b)!anHgeno;!(c)!an8corpos;!(d)!plasmócitos. Comentários*sobre*a*questão*2:*An8corpos!são!proteínas!solúveis!presentes!no!plasma,! saliva,! secreções! do! trato! diges8vo,! respiratório,! urogenital,! que! são! produzidos! pelos! linfócitos! B.! Nos! seres! humanos! existem! cinco! 8pos! diferentes! de! an8corpos,! cada! qual! com!uma!caracterís8ca!diferente:!! •!IgG:!an8corpo!mais!abundante!do!plasma,!o!único!capaz!de!atravessar!a!placenta.! •! IgA:! presente! na! lágrima,! na! saliva,! nas! secreções! do! trato! diges8vo,! respiratório! e! urogenital,!assim!como!no!leite!materno.! •!IgM:!é!o!primeiro!an8corpo!a!ser!produzido. •!IgE:!é!produzido!em!resposta!a!parasitas!e!está!envolvido!nas!alergias.!

3.

Filme*(10*min)

Organizar! a! sala,! iniciar! o! vídeo! e! fazer! comentários! sobre! o! filme! “A! revolta! da! vacina”!!(duração!vídeo:!3!min).

•!IgD:!an8corpo!menos!abundante!do!plasma,!tem!suas!funções!pouco!conhecidas. IdeiasMchave*nos*textos*da*questão*4:* Texto!1:!vírus!H7N9!mostrou!alterações!gené8cas!que!indicam!que!ele!se!adaptou!para! ser!mais!contagioso!do!que!os!já!conhecidos.

4.

Avaliação*da*aIvidade*(5*min)

Cada!professor!deve!conversar!com!seu!grupo!sobre!como!foi!a!a8vidade.! Deve!explicar! que!eles!estão!avaliando!o!nosso!trabalho!para!podermos!aprimorá9lo.!Em!seguida,!deve! deixar!5!minutos!para!que!respondam!a!avaliação.!Os!alunos!não!precisam!se!iden8ficar,! mas!podem!fazê9lo,!se!quiserem.

Texto2:!Vários!estudos!demonstram!que!Htulos!de!an8corpos!pós9vacinais!declinam!no! curso!de!um!ano!após!a!vacinação.!

4


Introdução

Histórico-da-vacina-no-mundo-e-no-Brasil Edward$Jenner,$médico$inglês,$ descobriu$que$era$possível$ induzir$a$imunidade$contra$a$ varíola$humana$usando$material$ extraído$de$vacas$(cowpox&virus).$ Em$1796,$ele$administrou$o$ material$em$um$menino$de$8$ anos$de$idade$que$ficou$ protegido$contra$a$doença.$Esta$ foi$a$primeira$vacina$de$que$se$ tem$noTcia.$O$termo$vacina$vem$ da$palavra$vaccinus,$que$em$laVm$ significa$vaca.$ Em$1885,$chegava$ao$laboratório$ Edward-Jenner.-Imagem:-NCI/EUA de$Louis$Pasteur$um$menino$de$ 9$anos,$que$havia$sido$mordido$por$um$cão$raivoso.$Pasteur,$que$ vinha$desenvolvendo$pesquisas$na$atenuação$do$vírus$da$raiva,$ injetou$na$criança$o$material$proveniente$da$medula$óssea$de$um$ coelho$infectado.$ Ao$todo,$foram$13$inoculações,$cada$uma$com$material$mais$ virulento.$A$criança$não$chegou$a$contrair$a$doença.$Neste$mesmo$ ano,$Pasteur$comunicou$à$Academia$de$Ciências$a$descoberta$do$ imunizante$contra$a$raiva,$que$chamou$de$vacina$em$homenagem$a$ Jenner.$Fundador$da$moderna$microbiologia$e$da$medicina$

experimental,$Pasteur$revolucionou$a$ciência$ao$desenvolver$um$ imunizante$produzido$à$vontade$por$um$método$que$podia$ser$ generalizado. Até$os$dias$atuais$a$vacinação$é$a$maneira$mais$eficaz$de$prevenir$ doenças$infecciosas.$

A-vacinação-no-BrasilNa$passagem$do$século$XIX$para$o$século$XX,$o$Rio$de$Janeiro$era$ ainda$uma$cidade$de$ruas$estreitas$e$sujas,$saneamento$precário$e$ foco$de$doenças$como$febre$amarela,$varíola,$tuberculose$e$peste.$ Os$navios$estrangeiros$faziam$questão$de$anunciar$que$não$ parariam$no$porto$carioca$e$os$imigrantes$recémachegados$da$ Europa$morriam$às$dezenas,$em$decorrência$de$doenças$ infecciosas.$ Autoritariamente,$foi$insVtuída$a$lei$de$vacinação$obrigatória.$A$ população,$humilhada$pelo$poder$público$autoritário$e$violento,$ não$acreditava$na$eficácia$da$vacina$e$não$concordava$com$uma$ intervenção$imposiVva$no$corpo.$ A$vacinação$obrigatória$foi$o$estopim$para$que$o$povo$se$ revoltasse,$pois$já$estava$profundamente$$insaVsfeito$com$o$“botaa abaixo”$e$era$insuflado$pela$imprensa.$Durante$uma$semana,$o$ povo$enfrentou$as$forças$da$polícia$e$do$exército$até$ser$reprimido$ com$violência.$ 5


O$episódio$transformou,$no$período$de$10$a$16$de$novembro$de$ 1904,$a$recém$reconstruída$cidade$do$Rio$de$Janeiro$numa$praça$ de$guerra,$onde$foram$erguidas$barricadas$e$ocorreram$confrontos$ generalizados.$O$Brasil$tem$evoluído$nos$úlVmos$anos$nessa$área,$ especialmente$com$a$criação$do$Programa$Nacional$de$ Imunizações$(PNI),$em$1973,$que$facilitou$o$acesso$da$população$à$ vacinação.$ O$calendário$de$vacinação$corresponde$ao$conjunto$de$vacinas$$ prioritárias$para$o$País.$Todas$elas$estão$disponíveis$gratuitamente$ nos$postos$da$rede$pública.$A$invenção$da$vacina$mudou$de$forma$ marcante$a$história$das$doenças$infecciosas$no$mundo$sendo,$ provavelmente,$a$intervenção$médica$de$maior$impacto$na$saúde$ humana.$ Com$a$introdução$da$vacina$nas$políVcas$de$saúde$pública,$foi$ possível$eliminar$doenças$que$mataram$milhares$de$pessoas$no$ mundo,$como$a$varíola.$PermiVu$também$controlar,$de$forma$ significaVva,$diversas$outras$doenças,$como$sarampo,$catapora$e$ outras.$ Hoje,$no$Brasil,$temos$uma$cobertura$vacinal$da$população$para$ diversas$doenças$infecciosas$que$são$importantes$problemas$de$ saúde$pública.$Ao$mesmo$tempo,$conVnuamos$a$vacinar$a$ população$contra$doenças$que$foram$um$problema$no$passado,$ com$o$objeVvo$de$prevenir$um$potencial$novo$surto$dessas$ doenças.$ Se$uma$grande$parte$da$população$(em$geral$mais$de$80%)$está$ imunizada$com$uma$vacina$de$boa$eficácia,$todos$ficam$protegidos,$ pois$impede$a$circulação$do$patógeno$na$população.$Este$ fenômeno$é$chamado$de$imunidade$de$rebanho$–$a$população$está$ protegida$mesmo$que$nem$todos$os$indivíduos$tenham$imunidade$

contra$aquele$patógeno.$ Acreditaase$ser$importante$manter$a$imunidade$de$rebanho,$uma$ vez$que,$em$países$onde$não$há$esta$políVca,$começam$a$aparecer$ surtos$de$doenças,$como$sarampo,$que$praVcamente$não$exisVam$ na$população.$O$desafio$atual$é$desenvolver$vacinas,$a$baixo$$custo,$ contra$doenças$que$permanecem$como$um$grande$problema$de$ saúde$pública,$como$Aids,$malária,$dengue$e$leptospirose,$além$de$ enfrentar$as$novas$doenças.

Cartaz$do$Programa$Nacional$de$Imunizaçã/Pernambuco

6


O$que$vocês$sabem$sobre$a$vacina?

Como$tudo$isso$ começou...

Edward-Jenner-vacina-uma-criança-contra-varíola.-Imagem:-Orthopoxviridae/Wikimedia

7


A$varíola:$o$problema ✓Acredita7se-que-a-varíola-tenha-surgido-há-mais-de-3-mil-anos-provavelmente-na-Índia-ou-noEgito.✓-Em-algumas-culturas-anCgas,-a-letalidade*da*varíola-era-tamanha-entre-as-crianças-que-estassó-recebiam-nomes-se-sobrevivessem-à-doença.-No-decorrer-do-século-XVIII,-a-varíola-matava* um*recémMnascido-em-cada-10-na-Suécia-e-na-França,-e-um*em*cada*sete-na-Rússia. ✓-Calcula7se-que-no-século-XVIII-houve,-somente-na-Europa,-60-milhões-de-víCmas-da-varíola. ✓Até-o-final-do-século-XVIII-a-varíola-consCtuía-verdadeiro-flagelo-humano,-ceifava*vidas-oudesfigurava-os-sobreviventes-com-cicatrizes-indeléveis-e-perda-de-visão.-

Imagens:-2.-Bernardino-de-Sahagún-(149971590)-2.-NCIEUA;-3.-OCs-Historical-Archives/NaConal-Museum-of-Health-&8


Construção$do$conhecimento:$a$invenção$da$vacina

OBSERVAÇÃO Vacas%&nham%feridas%nas% tetas%parecidas%com%as% feridas%provocadas%pela% varíola%em%humanos.% Ordenhadoras%de%vacas% dificilmente%contraíam% varíola.%

HIPÓTESE O%contato%com%as%feridas% das%vacas%protege%as% ordenhadoras%contra%a% varíola.

N

EXPERIMENTAÇÃO Inoculou%um%garoto%com% feridas%de%vaca%e%depois%%o% desafiou%com%%feridas%de% humanos%com%varíola.%O% garoto%não%ficou%doente.

O V O

N O C

E M I C HE

O T N

CONCLUSÃO Algo%nas%feridas%das%vacas% es&mula%o%organismo%da% pessoa%e%protege%contra%a% varíola%humana! 9


Conhecimento$construído$e$difundido$para$a$sociedade$ Edward%Jenner%foi%o%inventor%da%primeira%vacina%e%é%considerado%por%muitos%como%o%“pai%da% imunologia”.%Sua%descoberta%poupou%milhões%de%vidas%pelo%mundo%todo. O%termo%vacina%é%derivado%do%la&m%vaccinus,%e%significa%vaca. Pesquisas%na%produção%de%vacinas%cada%vez%mais%eficientes%foram%ampliadas%e%campanhas%de% vacinação%contra%varíola%foram%criadas%pelo%mundo%todo. Em%1980,%a%Organização%Mundial%da%Saúde%declarou%a%erradicação%da%varíola.

10


Qual$a$composição$de$uma$vacina? ANTÍGENO:$toda$a$substância,$seja$de$origem$animal,$vegetal$ ou$química,$capaz$de$desencadear$uma$resposta$imunológica. ANTÍGENOS$presentes$nas$vacinas

Vírus Proteínas$recombinantes Vacinas$na$era$do$DNA

$Imagens:$1.$DreamsVme/Stock$Free$Images;$3.$ScienVfic$American,$1999 11


COMO AS VACINAS ATIVAM O SISTEMA IMUNOLÓGICO? Como$as$vacinas$aVvam$o$sistema$imunológico?

A"vacina"é" administrada" O"sistema"imunológico" iden1fica"os"an3genos" estranhos"(ex."vírus" atenuado)"presentes" nas"vacinas""

Plasmócitos" produzem"os" an1corpos" " O"corpo"armazena" células"B"!"células" de"memória"

Os"an1corpos" neutralizam"o"an3geno" que"causou"sua" produção,"impedindo"que" ele"cause"infecções!"

Diante"de"uma"nova" exposição"ao"vírus,"a" doença"é"controlada" de"forma"mais"eficaz" 12


A$vacina$e$a$resposta$de$anVcorpos

13


Se%eu%tomar%uma%vacina% ficarei%protegido%contra% diferentes%doenças?

Os-anCcorposproduzidos-depois-daimunização-sãoespecíficos-para-oanpgeno-presente-navacina!

14


QUAL A DIFERENÇA ENTRE SORO E VACINA? Qual$a$diferença$entre$soro$e$vacina? A9vam'

Imunidade) Inata)

Vacinas:)capazes'de'a9var' resposta'imune'adquirida' para'proteger'o' organismo'frente'a'uma' contaminação'por'um' patógeno'

Imunidade) Adquirida)

Rápida'e' menos' específica'

Lenta'e' específica'

Não'aumenta' com' exposições' repe9das'

Aumenta'com' exposições' repe9das'

U9lizam'

Soros:)já'contêm'an9corpos' necessários'para'neutralizar' uma'intoxicação'

Poliomelite Tétano BCG

Antiofídicos

Soro)é)CURATIVO,)enquanto)a) vacina)é)PREVENTIVA.) 15


Efeitos$colaterais$das$vacinas

Febre

substâncias$usadas$ no$preparo$das$vacinas

Infecção$no$local

Hipersensibilidade$ de$moderada$à$grave

A(reação(alérgica(pode(estar(associada(a: • Reação%ao%ovo;% %%%%%%%%%%%%% %%%%%%%%%%%%%%% • Reação%à%gela&na;% • Reação%a%alguns%an&bió&cos; • Reação%a%alguns%componentes%do%próprio%imunógeno.

Doença(vacinal:(induzida%pela%vacina%com%microrganismos%atenuados.%Geralmente%mais%leve%que%a%doença% natural,%sendo%mais%comum%em%indivíduos%imunodeprimidos.

1.-Timothy-F.-Sosavia/WikimediaCommons;-2.-Alfredozeballos.com;-3.-Stockphoto.com/Karen-Mower

16


Qual%a%consequência%para%a%população%quando%os%pais%optam% por%não%vacinar%seus%filhos? Em%1998%o%médico%inglês,%Andrew%Wakefield,%afirmou%que% as%vacinas%causavam%au&smo.%Apesar%de%a%men&ra%ter%sido% desfeita,%o%estrago%ainda%prevalece:%Europa%e%Estados% Unidos%contam%até%hoje%com%o%maior%número%de%pais% contrários%à%vacinação.%O%resultado%é%que%epidemias%de% doenças%que%estavam%controladas%voltaram%a%ocorrer. Imunidade(cole"va:(dentro%dos%programas%de%vacinação,%há% o%que%se%costuma%chamar%de%imunidade%de%rebanho.%A%ideia% é%que%quando,%no%mínimo,%95%%das%crianças%de%uma% comunidade%são%vacinadas,%todas%ficam%protegidas.

O(perigo(de(não(vacinar(as(crianças.(É$ fato$cien@fico$que$as$vacinas$trazem$mui: to$mais$beneDcios$do$que$os$possíveis$efei: tos$adversos.$Mas$um$grupo$de$pessoas$ vem$optando$por$não$imunizar$os$filhos$ para$doenças$que$deixaram$de$ser$co: muns,$como$o$sarampo$e$a$diIeria.%

Crianças(não(vacinadas(por(opção(dos(pais( aumentam(casos(de(sarampo(em(São(Paulo.$ Um$grupo$de$pais$contrários$à$imunização$co: loca$em$risco$a$saúde$de$toda$a$população. Revista%Crescer,%09/06/2011%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%%

Revista%Veja,%11/03/2012 17


História$da$vacina$no$Brasil:$a$revolta$da$vacina Na!passagem!do!século!XIX!para! o!século!XX,!o!Rio!de!Janeiro!era! ainda!uma!cidade!de!ruas! estreitas!e!sujas,!saneamento! precário!e!foco!de!doenças!como! febre!amarela,!varíola,! tuberculose!e!peste.!! Autoritariamente,!foi!ins8tuída!a!lei!de!vacinação! obrigatória.!A!população,!humilhada!pelo!poder! público!autoritário!e!violento,!não!acreditava!na! eficácia!da!vacina.!Os!pais!de!família!rejeitavam!a! exposição!das!partes!do!corpo!a!agentes!sanitários!do! governo. A!obrigatoriedade!foi!o!estopim!para!que!o!povo,! insuflado!pela!imprensa,!se!revoltasse.!!O!episódio! transformou,!no!período!de!10!a!16!de!novembro!de! 1904,!a!recém!reconstruída!cidade!do!Rio!de!Janeiro! numa!praça!de!guerra. 18


✓O-Brasil-tem-evoluído-nos-úlCmos-anos-nessaárea,-especialmente-com-a-criação-do-ProgramaNacional-de-Imunizações-(PNI),-em-1973,-quefacilitou-o-acesso-da-população-às-vacinas.-Ocalendário-de-vacinação-corresponde-aoconjunto-de-vacinas-prioritárias-para-o-País.Todas-elas-estão-disponíveis-gratuitamente-nospostos-de-saúde-da-rede-pública.✓-Os-avanços-tecnológicos-na-produção-e-aintrodução-de-novas-vacinas-no-calendário-decampanhas-de-imunização-fazem-do-trabalho-depesquisa-uma-das-prioridades-do-Estadobrasileiro.-Estudos-avançados-contribuem-para-odesenvolvimento-de-novos-produtos,-já-que-oBrasil-tem-o-domínio-tecnológico-das-maismodernas-gerações-de-vacina.-

Cartazes$da$campanhas$do$Ministério$da$Saúde

Vacinação$no$Brasil

19


Calendário$básico$de$vacinação$no$Brasil CALENDÁRIO BÁSICO DE VACINAÇÃO INFANTIL IDADE% Ao%nascer% 1%mês% %% %% %% 2%meses%

VACINA% BCG$ Hepa:te$B$(recombinante)$ Hepa:te$B$(recombinante)$ Tetravalente$(DTPa/DTP$+Hib)*$

Vacina$oral$poliomielite$ Vacina$oral$Rotavírus$Humano$ Vacina$pneumocócica$10$$

DOSE% Dose$única$ 1ª$dose$ 2ª$dose$ $$ $$ $$ 1ª$dose$

3%meses%

Vacina$Meningocócica$C$$

1ª$dose$

%% %% 4%meses%

Tetravalente$(DTP+Hib)*$ Vacina$oral$poliomielite$ Vacina$oral$Rotavírus$Humano$ Vacina$pneumocócica$10$ Meningocócica$C$ Hepa:te$B$ Vacina$oral$poliomielite$ Tetravalente$(DTP_Hib)$ Vacina$pneumocócica$10$ Febre$amarela$ Tríplice$viral$(SCR)$ Triplice$bacteriana$(DTP)$ Vacina$oral$poliomielite$ Meningocócica$C$ Triplice$bacteriana$(DTP)$ Tríplice$viral$(SCR)$ Febre$amarela$

$$ $$ 2ª$dose$

5%meses% %% 6%meses%

9%meses% 12%meses% %% 15%meses% 4%anos% 10%anos%

2ª$dose$ $$ 3ª$dose$

Dose$inicial$ 1ª$dose$ 1º$reforço$ Reforço$ 2º$reforço$ 2ª$dose$ $$

DOENÇAS%EVITADAS% Formas$graves$de$Tuberculose$ Hepa:te$B$ Hepa:te$B$ DiEeria,$tétano,$coqueluche$e$ infecções$por$Haemophilus$ influenzae$:po$b.$ Poliomielite$ou$paralisia$infan:l$ Diarréia$por$rotavírus$ Pneumonia,$o:te,$meningite$e$ doenças$causadas$pelo$Pneumococo$ Doença$invasiva$causada$por$ Neisseria$meningi:dis$do$sorogrupo$ C$ =$ Poliomielite$ou$paralisia$infan:l$ Diarréia$por$rotavírus$ =$ =$ Hepa:te$B$ =$ =$ =$ Febre$amarela$ Sarampo,$caxumba$e$rubéola$$ DiEeria,$tétano,$coqueluche$ $$ $$ $$ $$ $$

20


Vacinas$na$adolescência$$ A(vacina(da(hepa"te(B%é%importanhssima%para% adolescentes%que%ainda%não%foram%vacinados% contra%a%doença.%Como%é%um%vírus%de%fácil% transmissão%por%via%sexual%j%mais%fácil%do%que%o% HIV%j,%o%adolescente%passa%a%fazer%parte%da% população%de%risco%ao%iniciar%a%vida%sexual.%O% vírus%da%hepa&te%B%também%é%transmi&do%pela% via%sanguínea. É%uma%recomendação%específica%para%as% meninas%a%vacinação(contra(a(rubéola.%A% doença%pode%ocasionar%problemas%graves%para% o%feto%se%a%mulher%contrair%a%enfermidade% durante%a%gravidez. Vacina(dos(15(anos:(dT(vacina(dupla((proteção(contra(diCeria(e(tétano)( A%dineria,%assim%como%o%tétano,%é%uma%doença%grave%que%pode%ocorrer%em%pessoas%de%qualquer%idade.%Ela%pode%ser%facilj mente%evitada%com%a%vacinação.%A%cada%dez%anos%deve%ser%feito%um%reforço%com%dT%(vacina%contra%tétano%e%dineria)%para% assegurar%proteção%adequada. Com-informações-da-Sociedade-Brasileira-de-Imunizações-e-do-portal-Drauzio-Varella.-Imagem:-Blitzkrieg7DreamsCme-Stock-Photos-&-Stock-Free-Images 21


Curiosidade:$por$que$as$vacinas$são$doloridas? Em%algumas%vacinas,%o%anhgeno% precisa%ser%dissolvido%em%gordura,% uma%substância%mais%complicada%de% ser%processada%pelo%organismo.%

Outras%vezes,%o%anhgeno%pode%recej ber%um%adjuvante,%substância%usada% para%aumentar%a%resposta%imunológij ca%ao%anhgeno%e%para%dar%mais% estabilidade.%

A%escolha%do%local%em%que%a%injeção% será%aplicada%é%determina%pela% quan&dade%de%medicamento%que% será%ministrado%e%o%&po%de%injeção.

Tipos!de!injeções

Camada! SUPERFICIAL

Intradérmicas! Exemplo:!BCG!

Subcutâneas! Exemplo:!febre! amarela!

Intramuscular! Exemplo:!DTPs!(vacinas! tríplice!bacteriana)

Camada! PROFUNDA

USP(desenvolve(vacina(por(via(nasal(que(dispensa(u"lização(de(agulhas A%vacina%via%nasal%contra%a%hepa&te%B%foi%desenvolvida%“para%ter%uma%maior%adesão%nas%campanhas%de%vacinação%porque% a%injeção%assusta%muita%gente”,%ressalta%Marco%Antonio%Stephano,%autor%do%estudo,(professor%da%FCFjUSP%(Faculdade%de% Ciências%Farmacêu&cas%da%Universidade%de%São%Paulo.%Maio/2013. Com-informações-dos-portais-Drauzio-Varella-e-eBiotecnologia22


A&vidade%4:%Vacinas A&vidade%para%Casa Aluno:__________________________________%Turma:____%Data:%__/__/___ Você$poderá$fazer$esta$aVvidade$individualmente$ou$em$dupla.$A$ tarefa$deverá$ser$entregue$à$coordenadora$pedagógica$da$escola.$ Ela$será$corrigida$pela$equipe$do$Projeto&Imunologia&nas&Escolas$e$ depois$você$terá$um$retorno.$ 1.$Assista$a$esses$2$vídeos$bem$interessantes$relacionados$com$a$ aVvidade$de$hoje:$ a.$Como$se$faz$uma$vacina: www.youtube.com/watch?v=tapIyJmN7eI&featurearelated b.$Produção$de$soros: www.youtube.com/watch?v=8VBwU1sdwvE&feature=related

2.$Complete$o$texto$nos$espaços$indicados: A$____________$é$um$meio$de$se$adquirir$imunidade$aVva$não$cona traindo$uma$doença$infecciosa.$A$imunização$aVva$ocorre$quando$ o$sistema$_______________do$indivíduo,$ao$entrar$em$contato$ com$uma$substância$estranha$ao$organismo,$o$____________,$resa ponde$produzindo$anVcorpos$e$aVvando$células$do$sistema$imunoa lógico.$$Quando$o$indivíduo$é$vacinado$(ou$“imunizado”),$seu$orgaa nismo$tem$a$oportunidade$de$prevenir$a$doença$sem$os$riscos$da$ própria$infecção.$O$organismo$desenvolve$proteínas$denominadas$ _____________$ou$“imunoglobulinas”$que$impedem$a$disseminaa ção$do$microaorganismo$juntamente$com$outras$moléculas$e$célua las$do$organismo.$O$sistema$imunológico$pode$induzir$“células$de$ memória”chamadas$_______________que$circulam$no$organismo$ e$guardam$na$memória$como$produzir$esses$anVcorpos$durante$ muito$tempo,$muitas$vezes$a$vida$toda.$Desta$forma,$se$o$indivíduo$ for$exposto$novamente$à$doença,$as$células$do$sistema$imune$proa duzirão$os$anVcorpos$e$serão$capazes$de$inibir$os$microaorganismos$ antes$de$desenvolverem$a$doença.

24 23


Campanha(Nacional(de(Vacinação(Contra(a(Influenza(L(2013 3.$Pesquise$nos$livros$na$biblioteca$ou$na$internet: a) O$que$são$anVcorpos?$Quais$os$Vpos$de$anVcorpos$dos$seres$ humanos? b) Onde$são$encontrados$e$qual$a$função$dos$anVcorpos? 4. Com$base$nos$dois$textos$a$seguir$e$no$seu$conhecimento$a$para Vr$da$aVvidade$de$hoje,$quais$moVvos$você$consegue$listar$sobre$ o$porquê$da$obrigatoriedade$da$vacinação$anual$para$alguns$Va pos$de$vírus? Gripe(aviária:(vírus(H7N9(é(mais(contagioso(para(seres(humanos Em$comparação$com$outros$vírus$originários$das$aves,$o$H7N9$infeca tou$mais$em$menos$tempo,$segundo$a$OMS$[Organização$Mundial$ da$Saúde],$além$de$mostrar$alterações$genéVcas.$O$vírus$H7N9$da$ gripe$aviária$tem$um$maior$potencial$para$a$transmissão$entre$sea res$humanos$do$que$qualquer$outro$vírus$conhecido$da$gripe$das$ aves,$segundo$um$relatório$conjunto$da$China$e$da$OMS,$informou$ a$agência$de$noTcias$chinesa$Xinhua$neste$sábado$(18).$O$vírus$ H7N9,$em$comparação$com$outros$vírus$originários$das$aves,$infeca tou$mais$em$menos$tempo,$segundo$o$relatório,$e$alguns$vírus$ H7N9$mostraram$alterações$genéVcas$que$indicam$que$ele$se$adapa tou$para$ser$mais$contagioso$do$que$os$já$conhecidos.$O$relatório$ admiVu$ainda$que$existem$incertezas$que$cercam$esse$novo$vírus,$ afirmando$que$a$exposição$a$aves$vivas$é$um$importante$fator$de$ risco.

$A$influenza$é$uma$doença$respiratória$infecciosa$de$origem$viral,$ de$interesse$para$a$saúde$pública$no$Brasil.$Apresenta$potencial$ para$levar$a$complicações$graves$e$ao$óbito,$especialmente$nos$grua pos$de$alto$risco$(crianças$menores$de$dois$anos$de$idade,$gestana tes,$adultos$com$60$anos$ou$mais,$portadores$de$doenças$crônicas$ não$transmissiveis$e$outras$condições$clínicas$especiais).$A$vacinaa ção$tem$como$objeVvo$reduzir$a$ocorrência$de$casos$graves$e$óbia tos,$sendo$por$isso$indicada$prioritariamente$para$as$pessoas$de$ maior$risco,$que$consVtuem$os$grupos$alvos$definidos$pelo$Ministéa rio$da$Saúde,$mesmo$que$já$tenham$recebido$a$vacina$na$temporaa da$anterior.$Vários$estudos$demonstram$que$Ttulos$de$anVcorpos$ pósavacinais$declinam$no$curso$de$um$ano$após$a$vacinação.$As$cea pas$contempladas$na$composição$atual$da$vacina$estão$em$concora dância$com$as$mais$prevalentes$idenVficadas$no$Brasil. Fonte:$Informe$Técnico$da$Campanha$Nacional$de$Vacinação$Cona tra$a$Influenza.$Ministério$da$Saúde,$2013.

Fonte:$Agência$Estado,$18/05/2013 24


Equipe(do(Projeto(Imunologia(nas(Escolas

Sede:!Ins8tuto!do!Coração/Hospital!das!Clíni9 cas/Faculdade!de!Medicina,!Universidade!de! São!Paulo!(InCor/HC/FMUSP)!!|!Av.!Dr.!Enéas! de!Carvalho!Aguiar,!44,!9o!andar,!bloco!2!–!Cer9 queira!César!|!São!Paulo,!SP!9!Cep:!050439000.! Tel:!1192661!5907 www.iii.org.br

projetoimunologianasescolas.blogspot.com
 facebook.com/imunologianasescolas
 @imunonasescolas educação@iii.org.br

Coordenação

Visitas*ao*Laboratório*iiiMINCT

Verônica!Coelho

Andrea!Kuramoto

Paulo!Cunha

Carlo!Mar8ns

Sandra!Moraes!

Maria!Lucia!Aparecida!C.!Marin

Silvia!Sampaio

Karen!Kohler

Daniel!Manzoni

Karine!De!Amicis

Patricia!Santos

Simone!Regina!Santos

Equipe*do*Projeto*na*

Parceiros*na*Escola*Estadual*

Escola*Estadual*Romeu*de*Moraes

Romeu*de*Moraes

Ana!Paula!Freitas

Neusa!Maria!J.!Oliveira!9!Diretora

Carla!Crude

Maria!Tereza!Bergamin!9!Coord.!Pedagógica

Carlo!Mar8ns!

Filipe!de!Freitas!Silva!–!Prof.!Filosofia

Chris8ane!Nogueira Fernanda!Bruni

Parceiros*da*Faculdade*de*Educação*da

Fernando!Roberto!Real

Universidade*de*São*Paulo*(USP)

Jacqueline!F.!Jacynyn

Nélio!Bizzo!

Layra!Albuquerque!da!Costa

Paulo!Sérgio!Garcia!

Luciana!P.!Medina

Paulo!Henrique!Monteiro

Luciana!C.!Miro! Narciso!Junior!Vieira Vinícius!Santana !

xxv


Avaliação%da%A&vidade%4:%Vacinas

Suas$respostas$ajudarão$a$tornar$nossas$ aVvidades$cada$vez$melhores.$Responda$ sozinho,$com$atenção$e$seja$sincero!

%Turma:____%%Data:%__/__/___

1*M*O*que*você*achou*das*discussões*em*grupo?*Faça*um*X*em*uma*das*opções:* a.!muito!legais

b.!legais

c.!normais

d.!chatas

**7*M*Destaque*algo*que*você*gostou*na*aIvidade*de*hoje:

e.!muito!chatas

2*M*E*quanto*à*duração*das*discussões*em*grupo?*Faça*um*X*em*uma*das*opções: a.!curta

b.!longa

c.!adequada

3*M*O*que*você*achou*do*vídeo?*Faça*um*X*em*uma*das*opções:* a.!muito!legal

b.!legal

c.!normal

d.!chato

**8*M*Sobre*a*quanIdade*de*conteúdo*apresentado*hoje.*Você*preferiria: e.!muito!chato

4*M*E*quanto*à*duração*do*vídeo?*Faça*um*X*em*uma*das*opções: a.!curto

b.!longo

c.!adequado

Vídeo

Discussão

Textos

a.!Menos b.!Está!bom

a.!Menos b.!Está!bom

a.!Menos b.!Está!bom

c.!Mais$

c.!Mais$

c.!Mais

Outras!sugestões

9*M*Destaque*algo*que*você*achou*diacil*ou*não*entendeu: 5*M*O*que*você*achou*da*dinâmica*que*representa*a*resposta*imunológica?*Faça*um*X: a.!muito!legal

b.!legal

c.!normal

d.!chata

e.!muito!chata

6*M*E*quanto*à*duração*da*dinâmica?*Faça*um*X*em*uma*das*opções: a.!curta

b.!longa

c.!adequada

26

Vacinas - Material Didático 2013  
Vacinas - Material Didático 2013  

Material didático 2013 / Projeto Imunologia nas Escolas. Atividade 4 - Vacinas

Advertisement