Issuu on Google+


Descrição do Projeto

Nome

Arauco I

País

ARGENTINA

Cliente

Parque Eólico Arauco SAPEM

Escopo

Fornecimento Chave na Mão Operação e Manutenção

Capacidade Nominal Instalada 50,4 MW Produção Anual Média

176.600 MWh

Energia Equivalente

246.660 BEP ano

Até o momento em que se decidiu levar a frente este projeto, a Província de La Rioja não contava com fontes de energia, dependendo totalmente do combustível produzido em outras regiões e da eletricidade fornecida pelo Sistema Argentino de Interconexão. O desafio apresentado por Arauco foi conseguir um desenvolvimento energético que maximizasse os benefícios econômicos e sociais, sem produzir passivos de ordem ecológica. Em maio de 2008, a IMPSA foi contratada para o fornecimento de um Aerogerador de 2,1 MW. Posteriormente, em dezembro do mesmo ano mediante uma licitação pública, lhe foi entregue a segunda etapa. Em 2010, também sob este mesmo esquema, foi-lhe outorgada a última etapa que integra o projeto Arauco I. O fornecimento total é de 24 equipamentos de idênticas características sob o esquema chave na mão. Desta forma três sonhos se tornaram realidade: transformar a Província em geradora de eletricidade, contar com o parque eólico de maior capacidade na Argentina e ser uma verdadeira fonte de energia limpa e sustentável. O escopo do projeto consiste no fornecimento “chave na mão” de todos os equipamentos, obras complementares e a operação e manutenção do Parque Eólico de Arauco. A sua localização é privilegiada; possui ventos de excelente qualidade cujas velocidades não ultrapassam 30 m/seg e apresenta um fator de planta de aproximadamente 40%, bons acessos e junto ao traçado de uma linha de transmissão de 132 KV. As dimensões destes modernos moinhos de vento são muito significativas, o rotor do gerador tem um diâmetro de 83 metros, suas pás medem 38,9 metros de comprimento e as torres de aço alcançam uma altura de 85 metros, o equivalente a um prédio de mais de 30 andares. A IWP-83 é a turbina eólica de maior capacidade que já foi instalada na Argentina até o momento.


Financiamento O financiamento do projeto foi conseguido através da Sociedade Parque Eólico Arauco S.A.P.E.M. (S.A. com Participação Estadual Majoritária), constituída por 75% do Governo de La Rioja e o restante 25% da ENARSA.

Chave na Mão A IMPSA Wind realiza o fornecimento EPC (Engineering, Procurement & Construction) e provisão do equipamento associado em condições chave na mão. Isto compreende engenharia, estudos de ventos, fornecimento de vinte e quatro aerogeradores IWP-83 de 2,1MW, sistema SCADA para monitoramento à distância, subestação transformadora, obras civis, transporte, montagem e start-up. IMPSA Wind é o único fabricante de turbinas eólicas de alta potência com tecnologia própria na América Latina. Da mesma forma, a IMPSA é um dos dois únicos fornecedores de soluções totais para a geração de energia eólica e hidrelétrica a nível mundial.

Operação e Manutenção (O&M) A IMPSA WIND é responsável pela O&M por um período de 5 anos. Para isso conta não só com o pessoal qualificado como também com uma política de monitoramento que permite acompanhar o funcionamento das máquinas e efetuar uma manutenção preventiva que maximiza a energia gerada pelo parque. A tecnologia da IMPSA torna possível a transmissão dos dados de funcionamento e estado das unidades geradoras a qualquer parte do mundo, podendo realizar o monitoramento de suas máquinas do seu Centro de Investigação Tecnológica (CIT). A experiência destes projetos na América Latina indica que um dos maiores problemas para conseguir o tempo de utilização previsto, é a não disponibilidade dos aerogeradores. Esta se vê degradada por não contar com a assistência técnica e os sobressalentes necessários no prazo e forma estabelecidos. A IMPSA Wind, com suas plantas de produção no Brasil, Argentina e Malásia resolve este problema colocando à disposição os serviços que o Cliente desejar em um tempo compatível com a importância de manter a oferta de energia do parque nos níveis esperados.


Aspectos Sociais e Econômicos Arauco I não é só um marco de independência energética para La Rioja, mas também para o país, já que é o de maior capacidade. Significa uma mudança de paradigma no desenvolvimento da Província, representa a confiança na indústria local e a convicção de se encaminhar para um desenvolvimento sustentável. A consciência ambiental e a necessidade de diminuir a dependência dos combustíveis fósseis no balanço energético têm levado a um crescimento explosivo do aproveitamento da energia do vento. Devido a sua competitividade, evolução técnica e respeito ao meio ambiente. A geração através de uma fonte limpa e inesgotável como o vento, contribui para diminuir os efeitos do aquecimento global e o efeito estufa. Um gerador de 2,1 MW gera energia suficiente para abastecer 2.800 casas por ano. É o equivalente anual necessário para irrigar 2.900 hectares de oliveiras. Isso significa a não emissão de 3.700 toneladas de CO2 (dióxido de carbono) por ano. Permite também uma importante economia no gasto de combustível e independência da volatilidade do preço do petróleo. Em termos sócio-econômicos, a iniciativa é considerada de máximo interesse para a região, e em particular para os municípios e localidades que serão atendidos, contribuindo ainda para o crescimento da demanda de mão-de-obra local e fortalecimento do Produto Bruto Geográfico (PBG). Destacam-se os seguintes benefícios:

criação de uma fonte de geração de energia limpa; crescimento da infraestrutura; criação de novos empregos (400); atração de atividades econômicas e turísticas; elevação do nível de renda regional; especialização da mão de obra regional através da capacitação; melhoramento das condições de vida através dos benefícios sociais oferecidos.

Este projeto é mais um exemplo do compromisso da IMPSA em oferecer soluções integradas para a geração de energia elétrica a partir de recursos renováveis.



ARAUCO - Port