Issuu on Google+

33a Edição Outubro 2011

Notícias da Semana Órgão de divulgação do mandato do deputado estadual Valdeci Oliveira (PT)

SAÚDE

parlamento

Hospital de Santa Cruz quer atender cardiologia pelo SUS

AL recebe Semana da Alimentação

A instituição pretende se tornar referência em atendimentos de alta complexidade cardiovascular

Valdeci conheceu a instituição e conversou com médicos e responsáveis pelo hospital

A

direção do Hospital Santa Cruz (HSC) entregou ao deputado estadual Valdeci Oliveira (PT) o projeto que propõe a ampliação da UTI adulto e o credenciamento de atendimentos de alta complexidade pelo Sistema Único de Saúde (SUS), na segunda-feira (9). O petista visitou as dependências do hospital e conversou com médicos e responsáveis pela instituição. Segundo o diretor geral, Dr. Léo Kraether Neto, o HSC quer se credenciar como unidade de assis-

tência em alta complexidade cardiovascular. “Santa Cruz do Sul, Cachoeira do Sul e Rio Pardo são os municípios que mais internam pacientes com doenças coronarianas no Estado”, justificou. Valdeci destacou a importância da iniciativa e colocou seu mandato a inteira disposição do Hospital. “Este projeto se enquadra na proposta de descentralização das especialidades proposta pelo governo Tarso Gento para desafogar os atendimentos na capital. Faremos o possível para ajudar na execução”.

O valor do preço dos alimentos e a mudança no padrão de consumo foram os principais temas da abertura da Semana da Alimentação 2011, que ocorreu na manhã de terça-feira (11), no Plenarinho da Assembleia Legislativa. O deputado estadual Valdeci Oliveira (PT) representou o Parlamento gaúcho na solenidade. Valdeci parabenizou a iniciativa das entidades promotoras da Semana da Alimentação. “O debate amplia a nossa responsabilidade sobre a questão que é fundamental para o desenvolvimento do nosso país”, declarou. Para a nutricionista do Conselho Estadual de Segurança Alimentar, Regina da Silva Miranda, vivenciamos uma crise no modo de consumo dos alimentos e nos valores da sociedade. “O mundo ainda não conseguiu vencer a fome e agora precisa também lidar com a obesidade. Esse é o reflexo do modelo social que induz ao consumo excessivo”, destacou.

A Semana da Alimentação ocorre de 16 a 22 de outubro


INFRAESTRUTURA

Valdeci intermedeia reunião sobre PAC II do Saneamento na região Central do RS

N

a tarde de terça-feira (11) o deputado estadual Valdeci Oliveira (PT) intermediou uma reunião entre o coordenador regional da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Gustavo Mello e os prefeitos dos municípios de Agudo, Ari Alves da Anunciação; Dona Francisca, Saul Antonio Dal Forno Reck; Nova Palma, Eder José Grendene; e Pinhal Grande, Nilvo Antonio Lago. A pauta do encontro foi o PAC II do Saneamento. Os prefeitos inscreveram projetos para os seus municípios e vieram a Porto Alegre buscar um retorno da Fundação sobre o andamento do processo. O coordenador regional da Funasa reabriu as atas dos processos e constatou que Dona Francisca e Pinhal Grande receberam recomendação com restrição, no projeto apresentado para as obras de esgoto. Já os projetos de Agudo e Nova Palma não foram recomendados. Segundo Valdeci, os esclarecimentos da Funasa foram importantes. “É fundamental essa aproximação entre o órgão federal e as prefeituras. Agora vamos trabalhar para que os municípios que não foram recomen-

Valdeci com o coordenador regional da Funasa e prefeitos da quarta colônia do RS dados consigam fazer as adequações necessárias”, destacou. Gustavo Mello agradeceu a visita e ressaltou o interesse dos prefeitos. “Eu fico muito feliz com o empenho de você porque esse tem que ser o papel de todos os prefeitos. Os investimentos nessa área não vão parar. As atas que abrimos hoje devem servir para análise e as exigências corrigidas. As prefeituras precisam ter um banco de projetos em condições para

as oportunidades que, sem dúvidas, vão surgir”, concluiu. O PAC II do Saneamento é um programa do Governo Federal que, através da Funasa, apoiará financeiramente a implantação de ações de saneamento voltadas para a promoção da saúde e para o controle e prevenção de doenças, beneficiando municípios com população inferior a 50.000 habitantes, áreas rurais, populações indígenas e quilombolas.

VISITA HISTÓRICA

Parlamento gaúcho recebe Dilma Rousseff Com o Teatro Dante Barone da Assembleia Legislativa lotado por convidados e representações políticas, a cerimônia de lançamento do Plano Sul – Brasil Sem Miséria aconteceu na manhã de sexta-feira (14), com a presença da presidenta da República, Dilma Rousseff. Um momento histórico para o parlamento gaúcho, pois foi a primeira visita de um chefe de Estado, eleito democraticamente no Brasil, à Assembleia. Entre as autoridades estavam os ministros do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Tereza Campello; e da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Mendes Ribeiro; os governadores do Rio Grande do Sul, Tarso Genro; de Santa Catarina, Raimundo Colombo; e do Paraná, Beto Richa; o presidente da Câmara dos Deputados, deputado Marco Maia; o presidente dos Parlamento gaúcho, deputado Adão Villaverde; e o prefeito de Porto Alegre, José Fortunatti. O objetivo do plano é elevar a renda e as condições de bem-estar da população, incluindo a camada mais pobre nas oportunidades geradas pelo crescimento econômico brasileiro. Com a assinatura do termo de pactuação do “Brasil Sem Miséria” serão anunciadas ações de inclusão produtiva rural e urbana, parcerias com supermercados e inclusão digital. Fonte: Ag/AL


REGISTROS DA SEMANA Agendas do deputado na capital e no interior do Estado

11/10 - Com prefeitos dos municípios de Nova Palma, Agudo, Pinhal Grande e Dona Francisca

11/10 - Com o vereador de São Martinho da Serra, Élio Martins Guterres

8/10 - Reunião Diretório do PT em Ivorá, com Olívio Dutra

8/10 - Abertura oficial do Plantio de Arroz safra 2011/2012, em Restinga Seca

8/10 - Jantar Regional do PT em Sobradinho

7/10 - No Congresso Estadual de Escolas de Surdos e Mudos


ARTIGO Artigo do deputado estadual Valdeci Oliveira publicado no jornal A Razão de sexta-feira (14/10)

Dilma chega de “metrô” A

presidenta Dilma Rousseff desembarca na sexta no Rio Grande para fazer um anúncio histórico para a capital do Estado e para o Rio Grande como um todo: o projeto do Metrô de Porto Alegre vai ser confirmado para integrar o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) do Governo Federal, ou seja, será contemplado com uma larga quantia de recursos federais, cerca de R$ 1 bilhão do Orçamento Geral da União, para ser viabilizado. Quando a presidenta anunciar esta ação em solo gaúcho um grande sonho começa a virar realidade. A chegada do metrô a nossa capital, com um total de 13 estações e uma frota de 25 veículos, representa modernidade, agilidade, mais mobilidade urbana, menos agressão ao meio ambiente e um sistema viário menos engarrafado. Pelos 15 quilômetros da linha do metrô se irá da zona Norte da capital ao centro em 30 minutos, ou seja, metade do tempo atual. Com o novo transporte, cuja obra levará cerca de cinco anos para ficar pronta totalmente, Porto Alegre e o Rio

Grande passam também a ser mais competitivos na atração de investimentos e de projetos. Mas mais do que estes importantes benefícios, a confirmação da obra é uma demonstração concreta do respeito e do compromisso político do governo federal conduzido pela presidenta Dilma com os gaúchos. No período eleitoral passado, sempre fiz questão de ressaltar que era momento de se dar uma oportunidade para o Brasil e o Rio Grande terem, depois de muito tempo, o mesmo projeto político. O metrô de Porto Alegre já é um grande marco dessa relação qualificada e respeitosa que hoje desenvolvem Brasil e Rio Grande do Sul. Não que o Rio Grande tenha sido privilegiado com este projeto. De forma alguma. Ele nasce fruto de um qualificado trabalho técnico desenvolvido por técnicos da Prefeitura de Porto Alegre e da Trensurb, com apoio do Governo do Estado. Mas sem dúvida a articulação política realizada, que contou também com o apoio de praticamente todas as forças partidárias gaúchas, somada ao bom entendimento entre os go-

vernos ajudou e muito. Que o metrô abra caminho para muitos outros projetos de infra-estrutura que o Rio Grande necessita e que só serão implementados se o mesmo entendimento for registrado. Nesta lista, estão a nova ponte do Guaíba em Porto Alegre, a Rodovia do Parque, que desafogará o acesso à capital e a conclusão da duplicação da BR-101. Para nossa região central, é preciso se articular e trabalhar para garantir prioridades como a duplicação da RS-509 (Faixa Velha de Camobi) e a duplicação do perímetro urbano das BRs 158 e 287, bem como a duplicação da BR-392, entre Santa Maria e São Sepé. Não faz muito a região Central foi contemplada com muitas obras e ações federais simbólicas - como o PAC, o PAR, a conclusão da Faixa de Rosário, após 40 anos de entraves burocráticos, entre outras iniciativas. A região gostou, merece e quer mais. Com muito trabalho e mobilização iremos conseguir, pois a atenção e o respeito dos governos, tanto estadual quanto federal, não nos falta.■

Gabinete do Deputado Estadual Valdeci Oliveira PT/RS - Fone: (51) 3210-1880 imprensavaldecioliveira@gmail.com │www.twitter.com/valdeci13 │www.valdeci13.com.br Jornalista responsável: Rita Barchet - MTB 15415 │Projeto gráfico e diagramação: Sarah Souza Fotos: Rita Barchet e Sarah Souza


111014 33