Page 1


Comunidade Vigiai A sua revista on-line diária! Devocional Diária Quanto ao que for semeado entre os espinhos, este é aquele que ouve a palavra, mas a preocupação desta vida e o engano das riquezas a sufocam, tornando-a infrutífera. -- Mateus 13:22 LEIA MAIS CLIQUE AQUI

Vigiai entrevistou a Missionária Cristiane Niemeyer Conte-nos a experiência da plantação da Igreja Batista Santo Antônio da Patrulha (RS): Resposta: A Igreja Batista de Santo Antônio da Patrulha iniciou oficialmente em 2008 com o casal Ademilde e Sergio Grion. LEIA MAIS CLIQUE AQUI

O Tribunal Superior do Trabalho (TST), neste início de ano, numa decisão inédita reconheceu vínculo trabalhista de um pastor com uma Igreja, em função do comprovado desvio de finalidade eclesiástica… LEIA MAIS CLIQUE AQUI

Vida Total da Igreja não é mais um programa de crescimento de igreja. É, antes, uma estratégia que ajudará a igreja a alcançar a sua comunidade através de um Evangelismo Contextualizado. LEIA MAIS CLIQUE AQUI

Este último domingo foi maravilhoso. Deus operou milagres na vida de nossa Igreja aqui no Parque do Carmo e também lá em Unamar com a Pra Ângela e o Missionário Christian… LEIA MAIS CLIQUE AQUI

A Convenção Batista Mineira, por meio do Comitê de Crescimento Cristão, realizou em parceria com a OPBB/MG e a Faculdade Batista de Minas Gerais mais um curso de capacitação do ministério pastoral… LEIA MAIS CLIQUE AQUI

Os pastoreáveis são aqueles que descobriram o valor de estar no rebanho de Deus. Os pastoreáveis são aqueles que descobriram que o Altíssimo pode agir em suas vidas…

Domingo, 13 de setembro, 2015 A formatura da primeira turma de LPGCMs - Lideres de Pequenos Grupos de Casais Multiplicadores…

LEIA MAIS CLIQUE AQUI

LEIA MAIS AQUI

A segurança pública está entre as principais preocupações da população. Todos os institutos de pesquisa atestam, de forma inequívoca, que o cidadão brasileiro se sente inseguro, até mesmo em sua casa… LEIA MAIS CLIQUE AQUI

Olá, hoje é sábado, último dia dessa semana. Como você viveu até aqui? Por onde você andou? Que decisões você tomou? Teve vitórias? Teve derrotas? Foi tentado? Prejudicado? LEIA MAIS CLIQUE AQUI

Todos enfrentamos adversidades nesta vida. Uns reagem com maturidade, outros, não. Alguns dão grande testemunho no meio do temporal, outros, não… LEIA MAIS CLIQUE AQUI

Mais um culto abençoado e edificante na Batista Vila Formosa, onde demos inicio ao Mês da Família, com participação Especial do Coral Vila Kids, Ministração da Ceia do Senhor… LEIA MAIS CLIQUE AQUI

PRIMEIRA IGREJA BATISTA DE MANAUS

CLIQUE

A PIB de Manaus tem como Pastor titular, o Pr. NORTON RIKER LAGES, responsável pela direção geral da igreja, contando com vários Pastores dirigentes de congregações… LEIA MAIS CLIQUE AQUI

19º CONJUPIB - Aos Jovens: Parabéns pelo trabalho realizado no ultimo fim de semana, vocês são instrumentos nas mãos de Deus. A Igreja: Obrigado a todos os irmãos que oraram, apoiaram e trabalharam em nosso congresso. LEIA MAIS CLIQUE AQUI


4 - Vigiai *Outubro de 2015


COMUNICADO Prezado irmão, prezada irmã, é triste ter de abrir a Vigiai com um boleto. No entanto, essa é a nossa realidade. A Vigiai apoia vários projetos evangélicos. Mas estamos trabalhando no prejuízo e não queremos cancelar esse projeto. E por isto, estamos apelando ao seu coração e ao coração da sua igreja. O boleto é para a adoção do Ministério Vigiai. Pode ser em parcela única ou em quantas desejar. O boleto é de R$60,00 para parceria de uma quota da revista Vigiai on-line diária, mas pode ser usado como doação de R$30,00, basta aplicar o desconto no campo apropriado. Basta destacar e pagar em qualquer banco ou casa lotérica ou ainda pela internet. Não esqueça de enviar cópia ao Ministério Vigiai através do e-mail: vital.sousa@gmail.com Mas também pode ser em forma de parceria com o nosso novo projeto: “Comunidade Vigiai”. O que garantirá a Vigiai impressa. Na próxima página você verá como partipar desta nova parceria. Caso não queira utilizar o boleto, faça uma transferência conforme dados da página seguinte. Participe! Não deixe a Vigiai acabar. Em Cristo, e agora Vigiando também em comunidade. Vital Sousa, editor


PROJETO COMUNIDADE VIGIAI Faça já a sua parceria! Estamos precisando de parceiros para viabilizar o projeto Vigiai. Um projeto de informações diárias, uma Newsletter de divulgação de artigos e matérias dos participantes na internet está sendo criada para garantir a Vigiai por longos anos. Veja as condições abaixo: Condições básicas: 1) Ter um sítio na web – blog, site, facebook, etc – de onde serão captadas as informações para divulgação; 2) A divulgação se dará através de e-mails, fanpage e sites do grupo Vigiai; 3) Só serão divulgadas matérias de interesse evangélico, a critério do editor; 4) Poderão participar líderes batistas, igrejas e organizações batistas; 5) O preço básico de uma cota será de R$60,00, o que dará direito a uma inserção semanal no projeto, totalizando quatro inserções mensais; 6) As demais opções estão ao lado; 7) Os participantes gozarão de um desconto de 20% na contratação de publicações na Revista Vigiai; 8) Os pagamentos serão efetuados via boleto bancário ou por transferência; 9) O modelo básico da Revista on-line diária encontra-se na página 2 desta revista; 10) O participante poderá cancelar a sua participação quando desejar; 11) Os participantes com 7 cotas – R$420,00 mensais – receberão de brinde uma página na Revista Vigiai impressa bimestral; 12) Inserções avulsas – R$50,00. 13) Você pode usar o boleto da primeira página ou solicitar outro, nominal, pelo e-mail abaixo, definindo a sua participação como “doação” ou “parceria”; 14) Caso utilize o boleto da primeira página, depois de pago deverá ser remetido cópia ao e-mail abaixo, pois o boleto é genérico, e mesmo com o pagamento, será impossível identificar o pagador; 15) Dúvidas? Favor entrar em contato pelo e-mail abaixo. Agora o seu evento e a sua marca serão amplamente conhecidos e reconhecidos! Entre em contato já! E-mail: vital.sousa@gmail.com

www.vigiai.net

Não deixe o projeto Vigiai acabar! Participe da “Comunidade Vigiai” 1 cota – 1 inserção semanal (4 mensais) no projeto Comunidade Vigiai – R$60,00 mensais 2 cotas – 2 inserções semanais (8 mensais) no projeto Comunidade Vigiai – R$120,00 mensais 3 cotas – 3 inserções semanais (12 mensais) no projeto Comunidade Vigiai – R$180,00 mensais 4 cotas – 4 inserções semanais (16 mensais) no projeto Comunidade Vigiai – R$240,00 mensais 5 cotas – 5 inserções semanais (20 mensais) no projeto Comunidade Vigiai – R$300,00 mensais 6 cotas – 6 inserções semanais (24 mensais) no projeto Comunidade Vigiai – R$360,00 mensais 7 cotas – 7 inserções semanais (28 mensais) no projeto Comunidade Vigiai – R$420,00 mensais Imperdível! Mais detalhes? Escreva para o e-mail: vital.sousa@gmail.com CONTAS BANCÁRIAS PARA TRANSFERÊNCIAS

Não esqueça de enviar cópia do recibo por e-mail. Bradesco ………………………..…….. Ag. 3154-2 Conta 101357-1 Caixa Economica Federal …... Ag. 4106 Conta 013-00002031-0 Santander ……………..…………….. Ag. 0783 Conta 1300343-0

www.vigiainet.com


Ajude-nos a ajudar!

Vigiai já entregou mais de 20.000 peças de roupas à Cristolândia-SP “O que eu faço, é uma gota no meio de um oceano. Mas sem ela, o oceano será menor.”

Madre Teresa de Calcutá

A Cristolândia resgata pessoas diariamente na Cracolândia em São Paulo. Um banho é fundamental, e roupas limpas são essenciais. A Vigiai ajuda na angariação de gêneros alimentícios, sobretudo de roupas. E começará uma nova campanha, já que o Projeto Novos Sonhos – braço da Cristolândia-SP – quer alugar uma grande casa para abrigar 500 crianças. Será um projeto de prevenção com as crianças da redondeza da Cracolândia e da Favela do Moinho. A Vigiai vai abraçar esse novo desafio!

Ajude a Vigiai ajudar!

Missionário Lodemir – Cristolândia-SP em 06.09.2015

“A revista Vigiai conta a história da Cristolândia, sistematicamente em suas edições, relatando o que Deus está fazendo, um trabalho excelente e que mostra ao Brasil e mundo o que Deus está fazendo aqui. Seja um parceiro você ou a sua igreja também”

Pr.Humberto Machado – Coordenador e idealizador do Programa Cristolândia em 06.09.2015:

“Queridos irmãos e leitores, desse grande projeto, dessa grande revista. A Vigiai pra gente tem um papel fundamental aqui na Cristolândia e a Junta de Missões Nacionais agradece à Vigiai; a comunicação do projeto Cristolândia é que vem segurando as cordas, também; para que eu e o Brasil inteiro possa invadir o inferno e povoar o céu de Cristo. Temos que investir pesado na comunicação, só assim, só desse jeito, Deus fará grandes coisas. E por isto eu agradeço à Vigiai o que o Senhor tem feito através dela. Deus abençõe vocês!

Missionária Soraya Machado – Coordenadora e idealizador do Programa Cristolândia em 06.09.2015:

“Nós queremos dizer que a Revista Vigiai tem sido uma grande parceira para conosco, tem ajudado com roupas, alimentos, estado conosco, orado, divulgando o projeto, elecando parceiros; contribua, nós podemos fazer mais para alcançar vidas e mudarmos histórias para glória de Deus”.


Expediente Criação (homenagem póstuma) Jornalista e Designer Fabiano Sousa Mtb-SP 66.300 www.fabianosousa.com

Sumário Sumário Matéria de Capa 12 a 16 – ALEGRIA

Deus nos dá amigos cuja amizade vence o desafio dos anos e das vicissitudes; e é uma grande ALEGRIA quando podemos reencontrá-los. Neste fim de semana, na Comunidade Batista Brasileira de Orlando, recebi dois desses amigos: Pastores Éber Silva (Segunda Igreja Batista de Campos dos Goytacazes-RJ) e José Maria de Souza (Primeira Igreja Batista da Barra da Tijuca, Rio de Janeiro-RJ). Tempo alegre demais! Pr. Lécio Dornas, 29.09.2015

Ano IV – Número 17 Outubro de 2015 Editor-chefe Jornalista Vital Sousa Mtb-SP 63.588 vital.sousa@gmail.com vital.sousa.3 Produção Ministério Vigiai Net CNPJ 17.442.129/0001-52 Portal: www.vigiai.net E-mail: vigiai.net@gmail.com

Destaques

/ministeriovigiainet

09 – Vital Sousa

Diagramação Jornalista Bruna S. M. Abifadel imprensabruna@uol.com.br

Articulista

Revisão: Analista Alessandro Vital aavvital@gmail.com Impressão Resolução Gráfica www.resolucaografica.com.br Tiragem 5.000 exemplares

02 a 07 – Campanha de apoio à Vigiai Projeto já entregou mais de 20 mil roupas à Cristolândia-SP

Contatos Telefones: (12) 3621-2579 (Fixo) (12) 9-8858-0804 (Oi) 9-9109-0490 (Claro) Caixa Postal 207 Taubaté-SP CEP 12010-970

Os artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos seus autores, e não representam necessariamente a opinião do Informativo. É proibida a reprodução total ou parcial de reportagens, entrevistas, artigos, ilustrações e fotos, sem a prévia anuência dos titulares dos direitos autorais.

8 - Vigiai *Outubro de 2015

Editorial

18 - Dr. Gilberto Garcia-RJ 19 - Dr. Cacau de Brito-RJ 20 - Pr. Moizes de Oliveira-RJ 22 - Pr. Ozeas Dias Gomes-RJ

Igreja em Destaque Igreja em Destaque 23 - PIB em Vila Mar – Pedra de Guaratiba-RJ 24 - PIB Santos-SP 25 - IB Reformada-SP 26 - IB Parque do Carmo-SP 27 - IB Braga – Cabo Frio-RJ 34 - Comunidade Batista Bueno-Goiânia-GO

17 - Família e Mulheres Cristãs em Ação de MG

Homenagem à irmã Ruth Penido Bertho

Especial Especial 30 - Missão Boa Vista-PR 31 - Convenção Batista Carioca-RJ 32 - Seminário Batista-SC 33 - Lar Batista de Crianças-SP

37 a 41 - Entrevista com o Pr. André Bahia Por um novo Haiti


Editorial Vital Sousa, editor

“Oremos pelos pulmões dos batistas brasileiros

Joel 2:18-27”

“Combati o bom combate… guardei a fé”

II Timóteo 4:7

Escrever ao povo da minha terra é indescritível. quadrados do Grande-Rio são os pulmões dos batistas brasiTantas saudades do velho trem, hoje Super… leiros que envolvem o coração – Cidade Maravilhosa - com o De Deodoro à Central… De Santa Cruz a Deodoro. De Paracamseu meridiano. bi a Deodoro. A Vigiai, mesmo em meio à crise financeira que assola o país, Deodoro, de toda a minha infância, sempre distribuindo, com os cumpre o seu dever de chegar em todas as igrejas batistas do seus vagões cheios e seus grandes quartéis, vazios. Estado do Rio de Janeiro, são mais de duas mil. E nesta ediDe Belford Roxo à Central, no mês de agosto/2015 vi o trem pasção singular onde todos os articulistas são do Rio de Janeiro. sando no centro de São João de Meriti, sorri encantado. Visitei a E por cristocidência trás em sua matéria de capa o Pastor PIB Pavuna e a PIB São João do Meriti, ícones na evangelização Lécio Dornas que tem a sua história de vida marcada no Rio da região. de Janeiro, e que antes de seguir para os Estados Unidos esDa longínqua Vila Inhomirim (Raiz da Serra) e da Guapamirim tava pastoreando a bela Igreja Batista do Fonseca em Niterói. à Central, da delícia e simplicidade rural à grande metrópole, farA revista através dos seus colaboradores e assinantes será ta de idiossincrasias. distribuída em dezenas de cidades do Brasil, e notadamente Pensar em Paracambi, em Raiz da Serra, em Guapamirim e na tem como pilar os estados do Rio de Janeiro e de São Paulo, Central, são realidades tão distantes no hiato de um trem… que é com grande abrangência também em Minas Gerais, mas o o mesmo trem da partida e da chegada. editorial desta edição é destinado ao povo batista do querido Da Avenida Brasil com os seus 58,5 kms, cortando 26 bairros… Rio de Janeiro. De Sepetiba e sua grande baía invadindo a orla… das GuaratiSempre é hora de gratidão. bas, da Restinga de Marambaia. Agradecer pela vida de Do Recreio à Glória, o mar viCacau de Brito, Gilberto A Vigiai, mesmo em meio à crise zinho, Barra, Leblon, Ipanema, Garcia, Moizés de Oliveifinanceira que assola o país, cumpre Copacabana, Urca, Botafogo e ra, Ozéas Gomes e Lécio Flamengo. Dornas e de tantos meso seu dever de chegar em todas as E o Corcovado, a Lagoa, o Atertres que nos têm ensinaigrejas batistas do Estado do Rio ro, o Pão de Açúcar, a Ponte, o do no dia a dia em nossas Maracanã… são belezas mil. O igrejas e organizações. de Janeiro, são mais de duas mil. centro com o seu Castelo, a sua Agradecer por cada Mauá, a sua Praça XV, a sua uma de mais de 600 Lapa, a sua Cinelândia, a sua Tiradentes, a sua Central… igrejas na Convenção Batista Carioca e pelo seu Diretor GeDa serra do Grajaú descendo na grande Jacarepaguá… saindo ral, Pr. Nilton Souza. para a capital de Madureira, Madureira chorou. Agradecer por cada uma de mais de 1.400 igrejas na ConE da bela Tijuca – eixo para o Centro, para o mar, para a maior venção Batista Fluminense e pelo seu Diretor Geral, Pr. Amilfloresta urbana do mundo em uma cidade com a sua Pedra Branton Vargas. ca… mais conhecida como Floresta da Tijuca. Agradecer por cerca de 500 mil membros arrolados nas De Mangaratiba à Avenida Brasil, passando por Itaguaí… quanigrejas do Estado. Obrigado Senhor! tas lembranças: Coroa Grande, Itacuruça… Gratidão por este povo ter sido sal e luz por mais de 100 De Seropédica à grande avenida, com o Rio Guandú nas suas anos no Estado do Rio de Janeiro, com raios no Brasil e munentranhas e a Universidade Rural como sua pele, o maior órgão do. A vanguarda e o esteio dos batistas brasileiros, gratidão. humano… Joel 2:18-27 E do outro lado da baía da Guanabara, Niterói e São Gonçalo, Nesta edição: absolutas… Matéria sobre o Haiti. O Haiti precisa muito dos batistas Até lembrei-me da barca para Paquetá… e agora teremos uma brasileiros. Imperdível a entrevista com o Pr. André Bahia, direta do Rio para Ilha Grande, que delícia! o senhor Haiti para os batistas brasileiros. Saiba do grande Os 13 milhões de habitantes… Meu Grande Rio, quantas sautrabalho naquele país. dades de você: Belford Roxo, Cachoeiras de Macacu, Duque de As igrejas em destaque continuam sendo referência em nosCaxias, Guapimirim, Itaboraí, Itaguaí, Japeri, Magé, Maricá, sa revista. Mesquita, Nilópolis, Niterói, Nova Iguaçu, Paracambi, QueimaE uma publicidade direcionada, contundente, de valor e de dos, Rio Bonito, Rio de Janeiro, São Gonçalo, São João de Meriti, amor aos nossos leitores. Seropédica e Tanguá. Vigiai, uma leitura imprescindível! Como na música popular a quatrocentona Rio de Janeiro é o Obrigado, em Cristo. coração do Brasil, e certamente o perímetro de 100 quilômetros


PEDIDOS: Edições e publicações Mover E-mail: celestinoribeiro@hotmail.com Tel. (21) 3381-5018

Temos percebido que existe um número grandioso de pessoas que tem deixado de ser tratado por Deus por vários motivos: indiferença diante da Palavra de Deus, falta de oração, ausência de compromisso com a igreja local, assimilação de valores deste tempo pós-moderno, preguiça, vícios, agenda confusa etc. Obviamente que tudo isso pode prejudicar aqueles que estão na estrada da fé. Este programa tem como objetivo resgatar alguns hábitos espirituais esquecidos na dinâmica da fé, como também propor uma caminhada frutífera na presença de Deus. Vamos aproveitar estes estudos que serão abordados individualmente e em grupo para uma avaliação sincera de nossa caminha de fé pedindo a Deus que fale ao nosso coração e traga o verdadeiro avivamento espiritual.

Evaldo Rocha

Autor e organizador deste programa para Pequenos Grupos E-mail: evaldonrocha@uol.com.br

Tive o privilégio através da autorização do autor para utilizar o texto como produzido na forma original para estudos em Pequenos Grupos. O testemunho unânime foi que os textos eram práticos, relevantes e abordados de uma forma bíblica. Todos gostaram muito do estilo literário e dos temas. Agora que o material está produzido neste formato, será ainda melhor o seu uso. Recomendo a aquisição e uso do material em sua igreja tanto para leitura e estudo pessoal como em grupo de estudos seja Células, Pequenos Grupos ou outro nome que você queira utilizar.

José Maria de Souza 10- Vigiai *Outubro de 2015

Pastor da PIB da Barra da Tijuca – RJ


O valor do livro é de R$ 27,00 já com despesas de Correios incluídas. Pagamento pelo

LIVRO OSSO DOS MEUS OSSOS/ CARNE DA MINHA CARNE Já está disponível a 3a. edição do livro do livro

O livro aborda 4 temas: Como Melhorar a Comunicação no Casamento Como Solucionar Conflitos no Lar Como Vencer a Crise Financeira Como Melhorar a Vida Sexual. Livro de leitura fácil e rápida com aplicação imediata dos princípios nele contido. Creio que será uma ótima oportunidade de Crescimento. Outubro de 2015 * Vigiai -

11


Especial

Por: Prs. Aloízio e Gilberto Penido

Um tributo a uma mulher de Deus

Durante os trabalhos da Convenção Batista Mineira na Primeira Igreja Batista de Juiz de Fora, MG foi realizada a Assembléia da UFMB-MG. Na oportunidade foi homenageada a irmã Ruth Penido Bertho, mãe e ovelha do Pastor da Igreja, Aloizio Penido e de outros cinco filhos: Reinaldo, Reginaldo, Gilberto, Léa e Roberto, dentre os quais, Aloizio, Reginaldo e Gilberto são pastores e Léa (Iberista). Em toda família, incluindo irmãos, filhos, netos, sobrinhos, com exceção de um, todos são muito integrados no trabalho do senhor. Nesse período, ocupou por várias vezes a presidência do trabalho feminino da Igreja e atuou como líder de grupo, coordenadora de associações femininas com atuação nos campos de Paracambi e Nova Iguaçu no RJ; Varginha e Barbacena no estado de Minas Gerais. Na presidência da

UFMB do sul de em Minas. Naquele tempo, por ocasião das comemorações dos 75 anos da UFMBB, realizou um dos maiores eventos evangelísticos com o tema de Orar, Confiar e Buscar. Ruth sempre foi dedicada ao trabalho do Senhor e integrada no trabalho de mulheres por onde passou. Nascida em Mar de Espanha na localidade denominada Belém, filha de José Nogueira Penido e Guilhermina Kaiser Penido, teve uma infância difícil, mas como ela mesma costuma dizer, abençoada ao lado dos seus pais e sete irmãos: João, Milton, Nelson, Osmar, Nair, Levi e Neide destes, quatro foram consagrados ao Ministério da Palavra: Levy, Milton, Nelson, Osmar. Ainda na juventude sua grande alegria era ir à igreja dominicalmente caminhando cerca de 12 km ida e volta duas vezes na companhia dos irmãos e demais familiares. Ruth sempre teve espirito missionário e desde cedo, como Professora, ensinou a Bíblia Sagrada aos irmãos mais novos e atuou na alfabetização de todos eles. Casada com Arnaldo dos Santos Bertho, mudou-se para a cidade de Paracambil, RJ onde criou os seis fi-

União Feminina Missionária Batista do Brasil (UFMBB)-MG homenagea irmã Ruth Penido Bertho no templo da Primeira Igreja Batista de Juiz de Fora

lhos e tornou-se membro atuante da Primeira Igreja Batista, ocupando várias funções de liderança com criança, Escola Bíblica e em especial como líder da antiga Sociedade Feminina, mas cuidou da Igreja por 13 anos como zeladora. Perto de completar 90 anos de idade, Ruth ainda demonstra o mesmo entusiasmo frequentando com assiduidade os trabalhos da Igreja, as reuniões da terceira idade, os encontros e visitas da MCA da PIBJF. Engajada no ministério de visitação e intercessão, Ruth não se cansa de dizer que quer continuar sua missão como missionária e intercessora até o fim da sua carreira. Como é lindo ver a dedicação, a energia e a alegria desta mulher de Deus que estuda a Bíblia diariamente e ainda encontra forças para o evangelismo pessoal, encorajamento e aconselhamento de outras pessoas mais jovens para o serviço do Senhor. Parabéns D. Ruth, você merece, mas tudo que fizerem para você será muito pouco ante o que você representa para todos que tem o prazer de desfrutara da sua companhia e ver de perto como você é inspiradora. A Deus toda honra e toda glória para sempre, Amém.

Filhos da irmã Ruth Penido Bertho prestam homenagem à mãe

Outubro de 2015 * Vigiai -

17


Dr.

Gilberto Garcia

Os Ministros Religiosos, o Charlatanismo e Curandeirismo

Foi divulgado pela mídia nacional a existência de uma carta onde supostamente uma Igreja Evangélica teria solicitado a seus fiéis que se passassem por enfermos curados, simulando milagres, o que foi negado pela liderança, entretanto, se comprovada, tal atitude poderia ser criminalizada como uma fraude dos religiosos e fiéis, o que alguns estudiosos tem denominado de “estelionato espiritual”. No Estado Democrático de Direito são assegurados ao cidadão no que tange a acusações, seja em Organizações Privadas ou Órgãos Públicos: a presunção de inocência, (quem acusa alguém de alguma coisa tem a obrigação de provar o que está alegando), ampla defesa (o direito do acusado de utilizar todos os recursos previstos na lei), o direito ao contraditório (a possiblidade do acusado provar inocência com contraprovas), o direito ao devido processo legal (a metodologia e os prazos da acusação e da defesa), o direito ao duplo grau de recurso (ser julgado, fora as exceções constitucionais, por duas instâncias); e, para os Cristãos, que estão adstritos a Preceitos Bíblicos, à luz do Livro de Deuteronômio 19:15, que regra o princípio da acusação baseada em duas ou três testemunhas, e, no Evangelho de Mateus 18:15-17, onde Jesus Cristo estabelece a metodologia do julgamento na Igreja. O Código Penal, artigo 283, tipifica o charlatanismo como: “Inculcar ou anunciar cura por meio secreto ou

infalível.” e o curandeirismo é definido como um delito comumente como crime contra a saúde pública, estabelecido no Código Penal, artigo: 284, através das seguintes ações exercidas: “(...) prescrevendo, ministrando ou aplicando, habitualmente, qualquer substância; usando gestos, palavras ou qualquer ou meio; fazendo diagnósticos. (...)”, sendo que o senso comum, o define como prática pseudocientífica, visando ludibriar ou enganar as pessoas, com o intuito de obtenção de benefício, inclusive financeiro. Assim, o charlatão e o curandeiro são espécies de “fraudadores”, que tem alto poder de persuasão, especialmente diante de pessoas em estado de vulnerabilidade física e/ou emocional, podendo ser alguém que pretensamente exerce uma atividade profissional na área de saúde e assegura cura para pacientes sem efetivamente poder garanti-la de forma cientifica; se aplicando, também, entre outros, aos ministros de confissão religiosa, seja o babalorixá candomblecista, monge budista, padre católico, pastor evangélico, rabino judeu, sacerdotisa umbandista, sheik mulçumano etc, se eventualmente, também, anunciarem a cura, que de igual modo não pode ser cientificamente comprovada, inclusive através de pericia médica. O Sistema Judicial Pátrio possui algumas premissas fundamentais inseridos na Constituição Federal que garante ao cidadão que é suspeito de algum delito, daí a importância das investigações dos policiais, detetives etc, podendo ser indiciado se estas investigações tiverem fundamentos e provas, para então tornar-se acusado, quando o Ministério Público recebe do Delegado de Polícia Civil a investigação procedida, e, quando é o caso, apresenta contra o cidadão uma denúncia perante o Juiz, que o convoca a apresentar sua defesa, para aí, ao cotejar as versões, julgar o

caso trazido a juízo, e somente quando não couber mais qualquer recurso da condenação ser considerado legalmente culpado pelo ordenamento legal. Por isso, uma pessoa se enganada, através do grande poder de convencimento, sobretudo em razão de sua fragilidade psicológica, no anúncio (fazendo-a acreditar) de uma cura, seja por profissional de saúde, ministro de confissão religiosa, ou outra pessoa, é da competência do ofendido, ou seu representante legal, apresentar queixa na Delegacia de Polícia, acompanhada de provas robustas da alegada fraude do charlatão, tendo o cuidado de se resguardar com provas, sob pena, de responder criminalmente, como também previsto no Código Penal, por denunciação caluniosa, ou seja, acusar alguém sem provas, estando sujeito a sofrer por parte do levianamente acusado uma Ação Judicial de Indenização por Danos Morais. A Legislação Nacional assegura o “segredo de ofício”, artigo 154, Código Penal, garantido especialmente aos advogados, psicólogos e ministros de confissão religiosa, o direito legal de preservar-se, inclusive judicialmente, bem como, a proibição do compartilhamento de questões conhecidas em razão do exercício do ofício; bem como, a Constituição Federal estabelece que o Brasil é um Estado Laico, artigo 19, I, CF/88, (Não Existe Religião Oficial no País), e ainda, dispõe que é inviolável a crença e consciência do cidadão, artigo 5º, inciso: VI, CF/88, assegurando aos religiosos e fieis de todas as confissões espirituais, o exercício de sua crença, com base em seus Livros Sagrados, respeitadas as normas de ordem públicas, não podendo o Estado, intervir em questões espirituais, religiosas ou de fé, direito fundamental do cidadão brasileiro.

*Gilberto Garcia é Mestre em Direito, Professor Universitário e Membro do Instituto dos Advogados Brasileiros. Autor dos Livros: “O Novo Código Civil e as Igrejas” e “O Direito Nosso de Cada Dia”, Editora Vida, e ainda, “Novo Direito Associativo”, e, Coautor nas Obras Coletivas: 18“Questões - Vigiai Controvertidas * Outubro de 2015 - Parte Geral do Código Civil”, Editora Método/Grupo GEN, e, “Direito e Cristianismo”, Editora Betel, bem como, do DVD - “Implicações Tributárias das Igrejas”, Editora CPAD. Editor da Revista Eletrônica de Direito Religioso: www.direitonosso.com.br


Dr.

C acau de Brito Evangélicos e intolerância religiosa

O pastor pregava para cerca de quarenta pessoas num domingo ensolarado, na única igreja evangélica da pequena cidade de Cunha no interior de São Paulo. Adultos, adolescentes e crianças, em sua maioria, novos convertidos, adoravam a Deus. De repente ouviram um grupo de católicos se aproximar em passeata, gritar palavras ofensivas e exigir que deixassem a cidade. Em seguida, as primeiras pedras atingiram as janelas e depois o telhado do pequeno templo. Um diácono foi fechar a porta e ainda pode identificar o sacerdote católico à frente desse ato de intolerância. Imediatamente um grupo se ajoelhou em oração enquanto outros socorriam os feridos. Aqueles eram os difíceis anos de 1940, quando a igreja evangélica ainda era vista como uma pequena seita que tirava os católicos do bom caminho. O tempo passou, a igreja evangélica cresceu numericamente e conquistou espaço na sociedade. Os crentes chegaram aos meios de comunicação, criaram suas empresas, conquistaram cargos públicos, se tornaram professores, cientistas, desportistas, enfim, foram, reconhecidos e hoje desfrutam de total liberdade para praticar sua fé, livres da violência e da intolerância. Então, com a autoestima lá nas alturas, muitos evangélicos se tornaram... intolerantes! Convictos de que sua interpretação das Sagradas Escrituras é a única que possui o “carimbo” de validade do próprio Criador, muitos líderes fundamentalistas têm pregado a “guerra” ao diabo e a seus “seguidores”. Assim, se multiplicam os casos de violência, preconceito e intolerância, bem como o número de processos na Justiça contra esses raivosos “cruzados” modernos. O Brasil é um país conhecido pela multiplicidade de crenças e culturas, entretanto, a questão religiosa ainda é tabu para boa parte das pessoas. As liberdades de expressão e de culto são asseguradas pela Declaração Universal dos Direitos Humanos e pela Constituição Federal, porém, em pleno século XXI ainda existe muita intolerância religiosa por aqui.

Mas, o que é intolerância religiosa? Trata-se de um conjunto de ideologias e atitudes ofensivas a diferentes crenças e religiões, podendo chegar à perseguição. Também pode ser definida como um crime de ódio que fere a liberdade e a dignidade humana. Muitas vezes essa intolerância não é explícita, mas, simbólica e causa graves danos psicológicos como depressão, isolamento social, baixo desempenho na escola, vergonha, humilhações. Outras vezes se traduz em violência física como socos ou apedrejamento, como ocorreu recentemente aqui no Rio de Janeiro, quando uma adolescente foi alvejada ao sair de um culto religioso de matriz africana. Muitos sofrem calados, por medo ou descrédito naqueles que poderiam impedir tal violência e não o fazem. A religião deveria constituir um apelo às relações humanas fraternais e não criar barreiras à convivência. Bom seria se todos fossem respeitados e tratados de maneira igual perante a lei, independente da orientação religiosa e da cor de sua pele! Nas escolas, onde o jovem consolida sua formação educacional e também social, a intolerância religiosa é grave, porém, ainda invisível para as autoridades e a sociedade em geral. Existe despreparo dos profissionais para lidar com a questão e hoje, as principais vítimas do preconceito são os fiéis do candomblé e da umbanda. A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR), através dos dados do Disque 100, registrou 149 denúncias de discriminação por motivos religiosos no ano passado; a maioria do Rio de Janeiro (26,17%) e de São Paulo (19,46%). Em 2013, foram 228 denúncias. O que chama a atenção é que 35,39% das vítimas de discriminação por motivação religiosa eram negros ou pardos, enquanto 21,35% eram brancos e, 0,56%, indígenas. A partir desses dados se pode concluir que existe uma forte relação entre intolerância religiosa e preconceito racial no Brasil, lembrando que muitos outros casos simplesmente não são registrados pelas vítimas. Um dos motivos para números tão expressivos é a não aplicação da Lei nº. 10.639/2003, que tornou obrigatório o ensino da história e da cultura africana e afro-brasileira em toda a educação básica. Este diploma legal acrescentou à Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDB) dois artigos: 26-A e 79-B. O primeiro estabelece o ensino sobre cultura e história afro-brasileiras e especifica que o ensino deve privilegiar o estudo da história da África e dos africanos, a luta dos negros no Bra-

* Cacau de Brito é advogado - cacaubri@terra.com.br

sil, a cultura negra brasileira e o negro na formação da sociedade nacional. O mesmo artigo ainda determina que tais conteúdos devem ser ministrados dentro do currículo escolar, em especial nas áreas de educação artística, literatura e história brasileiras. Já o artigo 79-B inclui no calendário escolar o Dia Nacional da Consciência Negra, comemorado em 20 de novembro. Entretanto, a implementação da lei em todos os estabelecimentos de ensino fundamental e médio só será possível a partir da formação de professores e da oferta de material didático específico. Assim, depois de doze anos de vigência, pouco se avançou no cumprimento desta importante lei, seja por parte do MEC ou das secretarias estaduais e municipais de educação e um dos principais obstáculos para a sua aplicação é o racismo. O ambiente escolar é um dos responsáveis pela manutenção das desigualdades e da discriminação. Enquanto a educação praticada nas escolas continuar eurocentrista e inferiorizar racialmente os negros, fica difícil dar um novo significado para a África, para a cultura africana e sua relevante influência na história do Brasil e na formação da sociedade contemporânea. O resultado dessa educação preconceituosa tem sido a disseminação do racismo e da intolerância religiosa. Precisamos, ao contrário, garantir que haja respeito às diferenças, na medida em que nossa educação seja plural e os currículos contemplem o conhecimento de todos os povos, sem qualquer tipo de prática discriminatória. Não se pode confundir, entretanto, crítica religiosa com intolerância religiosa. Os direitos de criticar dogmas e práticas de uma determinada religião são assegurados pelas liberdades de opinião e expressão e são essenciais ao debate democrático. Entretanto, isso deve ser feito de forma que não haja desrespeito e ódio ao grupo religioso. O Brasil é um país multirreligioso e os brasileiros, incluindo aqueles evangélicos que hoje estão praticando um cristianismo de contornos bélicos, precisam reconhecer isso e aprender a conviver com opiniões e práticas religiosas diferentes. Professores, pastores, jornalistas e tantos outros formadores de opinião podem ajudar muito combatendo a carga negativa e os preconceitos que ainda se manifestam em relação à origem étnica, crenças religiosas e práticas culturais diversificadas presentes em nosso país. Outubro de 2015 * Vigiai -

19


Moizés de Oliveira

O “milagre” da maquiagem (2)

Encarando a realidade – quando cai a mascara

“Os lábios mentirosos são abomináveis ao Senhor, mas os que agem fielmente são o seu prazer” Prov. 12.22 No último número quando estivemos juntos, compartilhei sobre o tema “QUANDO O FEIO VIRA BONITO”. Lógico que para uma coisa feia “virar” bonita, só mesmo um milagre, e quando isso acontece deve-se esse milagre à maquiagem. Continuando minhas observações, verifiquei que a corrida para fazer o feio parecer bonito está adoecendo muita gente. Tornou-se uma corrida desenfreada, logo, provocando muitas colisões, quedas e deixando muita gente machucada. Os produtos “milagrosos” não param de ser lançados. Cada dia surge um novo produto, uma nova técnica que “dessa vez acabará definitivamente com seu problema, eliminará aquilo que tanto te incomoda, seja uma gordurinha a mais, seja uma ruguinha (natural com o passar do tempo, e às vezes até mesmo dando um charme a mais no seu visual), linhas de expressão, enfim, no seu próprio eu. A técnica do disfarce da realidade deu tão certo, se tornou tão convincente, que fez o feio parecer bonito e merecer aplauso, e até mesmo ser objeto de admiração e desejo de “ser igual”, pelos outros. Assim, pessoas e relatórios devidamente maquiados, recebem aplausos dos expectadores, com direito a “votos de louvor” e até mesmo citações como referência, como exemplo a ser seguido por outros, pois graças ao “poder” da maquiagem – O FEIO VIRA BONITO. Olhar-se no espelho, enxergar-se como se é, tornou-se para muitos uma tortura, afinal, os “padrões de beleza que devo seguir tem que ser como mostrado na TV, 20- Vigiai *nas Outubro de 2015 nos filmes, revistas, etc”.

Muitos esqueceram que somos criados por um Pai que nos ama, que não fez nada feio, que a verdadeira beleza está no interior de cada um, que o que se mostra é o que está no interior de cada um de nós. Quem está insatisfeito com a aparência física é porque tem alguma coisa dentro de si que não está legal, e a maquiagem pode disfarçar esse “mal-estar”, a “feiura” interior, mesmo que passageira. Tal qual a aparência física, no mundo corporativo, nas igrejas, associações, convenções e governos, os gestores tem se preocupado em mostrar o que agrada as pessoas, daí ser muito verdadeiro o dito “A PROPAGANDA É A ALMA DO NEGÓCIO”. Os verdadeiros valores foram completamente invertidos. A Alma do negócio deixou de ser a sua verdade, suas entranhas, sua realidade e passou a ser o que o publico externo deseja ver, o que agrada o povo. Infelizmente essa é a realidade que vivemos, e que muitos aplaudem. A maquiagem criada pela propaganda tornou-se danosa pois ao invés de mostrar a verdade, expressar a realidade das instituições e das pessoas para que todos vejam, ela mostra aquilo que o povo aplaude, que provoca tapinhas nas costas, que leva o publico a propor votos de “louvor” (passaram a louvar homens, quando o único digno de todo louvor, honra, gloria e adoração é o nosso Deus). Além de mentirosa, pois não mostra a verdade das pessoas, fatos e instituições como realmente são, a maquiagem da propaganda impõe gastos altíssimos, manter uma mentira custa caro. Como as mentiras não duram muito e “tem pernas curtas”, logo, não vai muito longe, é necessário estar sempre municiando as pessoas com novas informações de maneira que a informação anterior seja logo esquecida, afinal, uma informação mentirosa que tenha sido alvo de elogios por parte do “grande publico”. Quem não se lembra das propagandas dos governos, onde tudo parece sempre muito bonito. A educação, a saúde, a segurança, as obras, a aplicação dos recursos públicos são sempre perfeitos. Atende a todos das necessidades mais simples as mais complexas. Também, estão sempre mudando o foco da propaganda, afinal, como a mentira tem pernas curtas, pode ser que algum repórter de plantão ou até

mesmo um homem comum venha denunciar que o que aparece na propaganda é uma grande mentira. Quem não se lembra das lindas propagandas, maquetes e serviços prometidos durante as campanhas eleitorais. Dá gosto de ver o “futuro que nos espera” depois que àquele governante assumir, pois, pela propaganda, será o governante que todos esperam, que olhará pelo povo, que sabe da real necessidade do povo, daí seu programa de governo mostrado na propaganda “ser exatamente aquilo que preciso” por isso vou votar e dar todo apoio para que esse governante entre (se não estiver no governo) ou seja mantido (no caso de já estar governando). A maquiagem da propaganda tem um poder tamanho, atinge tão profundamente a mente e coração humano, que mesmo sendo uma propaganda enganosa, que nada tenha a ver com a realidade, o homem é capaz de aplaudir como se ele estivesse vivendo àquela falsa realidade. Como se o serviço estivesse sendo prestado, a obra estivesse sendo construída ou até mesmo concluída. ENCARANDO A REALIDADE Como o homem é alimentado, na maioria das vezes, pelos olhos e se encanta pela aparência exterior, pense comigo nos exemplos abaixo: - Um Prato de Comida – A grande maioria das pessoas não se importa com a origem dos produtos que foram usados no seu preparo, se está bonito e cheiroso deve estar gostoso. Com isso, quantas e quantas pessoas têm contraído doenças graves e crônicas oriundas da alimentação. Como se tem “colocado pra dentro” comidas que são verdadeiros venenos. As consequências não são imediatas, no momento de provar, de comer é muito bom, mas com o passar do tempo os danos causados no organismo adoecem a pessoa ora causando um mal estar passageiro, ora provocando sequelas para o resto da vida ou até mesmo matando (alguns nem precisam de tempo, pois os efeitos são imediatos). É comum ouvirmos: “estava tão gostoso”,” na hora não senti nada”, “puxa! aquele prato estava tão bonito”, etc; - Uma Pessoa – Além da boa aparência física mantida, muitas vezes, à custa de altos investimentos no vestuário, no corte de cabelo, etc (não que não devamos ter boa aparência, ao contrário, como


templos do Espirito Santo devemos zelar também por nosso corpo), pessoas tem maquiado seus currículos registrando atividades, formação e feitos incompatíveis com sua realidade. Maquia-se até mesmo formação e realização. O “EU FIZ ISSO, FIZ AQUILO, TENHO TAIS E TAIS EXPERIENCIAS”, fui o “benfeitor” de instituições (nesse caso nem mesmo citam as instituições, nem poderiam faze-lo pois a maioria não passa de maquiagem curricular), sou um gestor por excelência pois “consertei” os mal feitos deixados pelos gestores que me antecederam, enfim “SOU A SOLUÇÃO PARA TODOS OS PROBLEMAS”, assim como na gestão publica, em nossas instituições temos encontrados esse tipo de pessoa, completamente maquiada pela propagando enganosa (auto-propaganda, já que somente a própria pessoa é quem conhece os “feitos mirabolantes, que nenhum gestor teve coragem ou foi capaz de realizar); - Uma Roupa – quem nunca comprou uma roupa por ter achado “tão bonita, caído tão bem” na vitrine, na propaganda da televisão, nos folders e encartes, e quando chega em casa, quando veste, vem a decepção de não “ficar tão bonita no corpo”. Algumas não resistem a primeira lavada, e para passar então que sacrifício, quanto arrependimento, mas, com aquela propaganda . . . “qualquer um compraria” . . - Um Carro – Os recalls (quando as fabricas, através da televisão, jornais, etc, chamam quem comprou determinada marca e modelo de carro para trocar ou ajustar alguns itens ou peças por apresentarem defeitos, podendo provocar acidentes) estão aí para comprovar os efeitos de uma propagando sobre a pessoa na hora que ela vai comprar um carro. As informações trazidas nos folders fazem parecer aquele carro perfeito, sem problemas, zerado, porem, a propaganda não mostra a “alma”, o interior de cada peça, que pelos defeitos, podem até mesmo provocar a morte de quem estiver no veículo. A propaganda de uma carro bem maquiada, faz o consumidor enxergar àquele carro como perfeito, porem, depois de adquirido, quanta dor de cabeça, quanto prejuízo . . . - Relatório de Atividades – O poder publico está sempre a nos impor uma propaganda enganosa de seus feitos, completamente maquiada, porem, tão bem maquiada que aplaudida e defendida com vigor por muita gente, por pessoas que se alimentam e se satisfazem com o que lhe é

mostrado, não o que vê “com os próprios olhos”. Pela maquiada propaganda que nos impõe, temos à nossa disposição tudo o que um cidadão precisa para viver, e viver bem, afinal com tantas escolas, e boas escolas, hospitais, e bons hospitais, médicos, e quantos médicos, com a segurança, e que segurança, com o transporte que nos é colocado a disposição, e que transporte rápido e seguro, enfim, quem bom governo, que excelentes gestores, “quanta coisa boa realizada, quantos bons projetos construídos, que resultado maravilhoso para o povo” . . Os relatórios de varias de nossas instituições não tem sido diferentes daquilo que nos é imposto pelo poder público. Ao invés da dura realidade, da verdade dos problemas a ser enfrentados, “tudo está sempre às mil maravilhas, tudo está funcionando perfeitamente, tudo e todos estão em harmonia, não existem nem mesmo divergências internas, afinal nossos gestores são “homens de deus” (alguns até mesmo deuses, de tão endeusados por seus feitos), não falham, foram preparados e enviados para levar avante a obra, a instituição” . . . . ainda fica a exclamação “como pode realizar tanto em tão pouco tempo, com tão poucos recursos, da forma como recebeu tal instituição!!!” (esses “deuses” são imprevisíveis quando se trata de realizações. . .). A maquiagem da propaganda é tão bem feita que tudo parece perfeito e, se está perfeito, não precisa conferir, não precisa nem mesmo ir ver a realidade de pertinho, com os próprios olhos, já que “tudo” que se precisa saber já está ali exposto, bonito, aplaudido, merecedor do “oscar” da eficiência. - Relatórios Financeiros – Assim como os relatórios de atividades, os relatórios financeiros sempre divulgam a capacidade de nossos gestores, transformando-os em milagreiros, afinal, assumiram uma instituição “falida”, com dividas, sem recursos e conseguem transformar num exemplo de gestão eficiente, onde com pouco, ou quase nada, se faz muito, se faz tanto que só mesmo um milagre para apresentar os resultados financeiros que são apresentados. Tal qual os relatórios de atividades, os relatórios financeiros são recebidos, aprovados e merecem aplausos e recomendações de que outros gestores imitem o tal gestor. Já que as finanças foram “tão bem administradas”, não merecendo nenhum reparo, não há necessidade de conferir os

dados apresentados no relatório, “temos que confiar”. QUANDO CAI A MASCARA O poder da maquiagem é tamanho, a propaganda enganosa, maquiada, exerce tão forte poder sobre as pessoas que quando, numa rara ação em nosso meio, por um ato que dificilmente aprovamos, tira-se a maquiagem, cai a mascara, as pessoas não querem acreditar no que estão vendo. Sem a maquiagem os relatórios, as pessoas, as coisas, antes mostradas bonitas, são tão feias que não se quer encarar, olhar fixamente e aceitar a realidade das coisas, pessoas e relatórios como verdadeiramente são. O uso da maquiagem para falsear a aparência torna-se um vicio tão dominante que a pessoa maquiada e que usa de maquiagem em seus relatórios não consegue mais encarar a realidade como é. Travestido da falsa aparência e dos falsos resultados, luta com todas as forças para convencer as pessoas que “aquilo” que está maquiado é a verdade. Aqueles que sempre compraram a ideia de que o maquiado era real, também não admitem a sua propria ignorância, não se perdoam e, por não admitir que foram enganadas, também passam a defender aquilo que está maquiado como a verdade a ser mostrada. Triste realidade, triste ignorância. CONCLUINDO Há muito tempo os homens fizeram opção por esconder a real aparência, seja do próprio homem, de coisas e de relatórios. Optou-se por mostrar aquilo que é bonito, aceitável socialmente, mesmo que coberto de camadas e mais camadas de maquiagem. O homem prefere aceitar a falsidade de uma aparência maquiada, enganosa, que a própria realidade. Dá menos trabalho, não dói aos olhos e dá prazer e ver e comentar. No livro de provérbios encontramos a seguinte afirmativa: “Os lábios mentirosos são abomináveis ao Senhor, mas os que agem fielmente são o seu prazer”. Apresentar-se maquiado e usar maquiagem nos relatórios também é mentir. Não se mente apenas com palavras verbalizadas, mas também como atitudes. Que nos mostremos de cara limpa, como o Senhor nos vê, pois Ele tem prazer no que agem fielmente. Sejamos fiéis apresentando-nos como somos, como é e está àquilo que a pessoas, nossa denominação e o Senhor nos confiou. Não usemos maquiagem, sejamos bonitos como o Senhor nos criou.

* MOIZÉS DE OLIVEIRA - Consultoria e assessoria técnica empresarial – OAB-RJ 2407-A CRC-RJ 38906-1 Outubro de 2015 * Vigiai Telefones (21) 9-8861-7974 / 3757-9906 – E-mail: moizes.oliveira@gmail.com

21


Pr.

Ozéas Dias Gomes

Líderes aprendem Aprendendo com Jesus

Liderar como Jesus significa: fazer de coração a tarefa confiada, ter paixão. Fazer com entendimento, ou seja, ter discernimento para executar a liderança que se espera. A prática precisa traduzir habilidades e capacidade do líder, “saber usar as mãos”. Ter o hábito de buscar mais conhecimento para promover o crescimento da sua equipe, é ser perseverante. Jesus mostrou sua paixão pela missão que desempenhou “Buscar e Salvar os perdidos”. Jesus entendia muito bem todos os caminhos da sua liderança e agiu com discernimento. Jesus fazia com muita habilidade a tarefa da sua liderança, ensinou buscando estar conectado com as necessidades das pessoas. Jesus buscava orientação no “PAI” e repassava para os seus liderados “Discípulos” para promover o crescimento e fortalecimento da sua equipe. Jesus

perseverou até consumar a missão que lhe foi confiada “Morrer na Cruz para salvação de todo aquele que nele crer”. Para encorajar as pessoas que estavam na Escola de Jesus, aqueles que seriam os futuros líderes da Igreja de Jesus. Ele deixou alguns ensinos que precisam ser considerados. “Se Deus é por nós, quem será contra nós”. Romanos 8:31 “As coisas impossíveis aos homens são possíveis a Deus” Lucas 18:27. “Eu sou a videira verdadeira e vós os ramos. Aquele que permanece em mim e eu nele produz muitos frutos; porque sem mim nada podeis fazer” João 15:5. O próprio Apostolo Paulo creu nas promessas do Líder Jesus, afirmou: “Tudo posso naquele que me fortalece” Filipenses 4:13. Quais são os benefícios para liderar como Jesus? Jesus ensinou e deu exemplo de liderar como servidor. Os líderes servidores buscam o reino primeiro. “Buscai o Reino de Deus em primeiro lugar, e as demais coisas vos serão acrescentadas” “Se você não procurar em primeiro lugar o Reino de Deus, você não procurará nunca” Soren Kirkegaard Jesus liderou respeitando e cumprindo os mandamentos do Pai. A liderança do servidor respeita Deus e

seus mandamentos. “Quais são as formas como você manifesta concretamente seu compromisso de procurar liderar como Jesus?” Jesus demonstrou o seu amor pelas pessoas e dedicou-se inteiramente em atendê-las. A liderança do servidor coloca em ação o amor de Jesus. “Meus filhos, amai-vos uns aos outros” Jesus liderou promovendo o crescimento dos seus discípulos. A liderança do servidor pode significar uma liderança melhor. “As pessoas e as organizações se tornem eficazes quando princípios muito claros são estabelecidos” Jesus liderou dando sentido à vida dos seus seguidores. A liderança do servidor diminui o espaço entre sucesso e sentido de vida. “Os líderes que procuram conduzir seus liderados como Jesus expressam seus valores na maneira como tratam as pessoas da sua equipe e criam ambientes onde todos liderados encontram um sentido naquilo que fazem e na visão a que servem”

Leia mais no meu site: www.escoladoslideres.com.br

Vamos criar uma turma de Formação de Liderança Cristã EaD em sua Igreja? ESCOLA DOS LÍDERES:

Site: www.escoladoslideres.com.br Curso de Formação de Líderes Cristãos EaD Faça contato conosco para formar uma turma em sua igreja.

Contatos: Email: ozeasdiasgomes25@gmail.com / WhatsApp: (21) 99199-7265 / Facebook: www.facebook.com/ozeasdiasgomes

*Pr. Ozéas Dias Gomes é Pastor, Diretor de Escola dos Líderes. Formado em Pedagogia. Pós Graduado em Educação: Gestão da Qualidade Pedagógica e Institucional. Especialista em Liderança e Gestão Ministerial. Professor em curso de Teologia das disciplinas: Pedagogia; Educação Cristã; Teologia e Ética. Exerceu Tutoria

22 - Vigiai * Outubro de 2015 no Curso de Gestão Educativa (EAD/SENAC) e SME do Rio de Janeiro. Presidente e Diretor Geral. Associação Brasileira de Capacitadores de Pastores (Topic Brasil).


Igreja em Destaque


Igreja em Destaque

Instituto de Artes da Primeira Igreja Batista de Santos Com 112 anos de organização, a PIB de Santos amplia seus horizontes e abraça um novo projeto - o Instituto de Artes. Este, tendo como objetivos: pregar o evangelho, investir em pessoas e transformar vidas, atende em grande parte a população do Centro de Santos. O projeto iniciou através de um sonho pessoal do músico Jonatas Mendes, em novembro de 2014. Como profissional da área artística, por muitos anos tinha em seu coração o desejo de desenvolver um trabalho onde a arte, de modo geral, pudesse ser utilizada como instrumento de aproximação e transformação social. E hoje, com o apoio e incentivo do pastor titular, Kielce Vidal Silva, tornou-se realidade. Atualmente com dois profissionais - Jonatas Mendes e Rafael Silvestre, o Instituto de Artes atende mais de noventa alunos, dispostos em doze cursos: Violino, Viola, Cello, Flauta Transversal, Clarinete, Saxofone, Piano, Teclado, Percussão, Técnica Vocal, Musicalização Infantil e Oficina de Corte e Costura. E agora, ampliará com Dança, Artes Cênicas e Prática Coral, alcançando a meta de dobrar o número de alunos até novembro de 2015, quando o projeto completará um ano. A princípio, a música foi escolhida

como ferramenta principal porque ela tem como potencial o despertar do processo cognitivo de linguagem, onde cada indivíduo expressa suas ações, sonhos e reações. Assim, a potencialidade de todos é valorizada, e o aluno incentivado a colocar em seu coração valores que o acompanharão por toda vida, independentemente da idade. Investir em vidas tem sido o propósito central da Igreja, e a arte o instrumento do Instituto para que pessoas conheçam a Cristo e vivenciem um relacionamento profundo com Ele. A motivação vem da riqueza da Palavra de Deus, do fruto do Espírito (Gálatas 5:22-23), para que se possa refletir a luz de Cristo onde quer que ela esteja. Desta forma, com os braços abertos e os olhos fitos no Senhor, a PIB de Santos trabalha para levar o amor de Cristo também através da arte. “São grandes os desafios, por isso, entregamos tudo nas mãos do Senhor para que Ele conduza o projeto em vitória. Somente assim: com o coração no lugar certo, com a graça e o amor de Deus manifestos em nós, poderemos alçar voos mais altos. Com esta certeza em nossas vidas, declaramos que “Tudo vem dEle, tudo é para Ele, tudo por Ele...”. Assim, rogamos a Deus que sustente a obra e mande trabalhadores para a seara (Lucas 10:2).”

Instituto de Artes, pregando o evangelho, investindo em pessoas, transformando vidas.

PIB de Santos recepcionando o Instituto de Artes

24

- Vigiai * Outubro de 2015

Jonatas Ribeiro Mendes Silva Coordenador do Instituto de Artes

Musicalizacao Infantil

Apresentacao - alunos de Tecnica Vocal

Kielce Vidal Silva Pastor Titular da PIB de Santos

Orquestra Experimental Instituto de Artes


Igreja em destaque

A reforma protestante e o dia das bruxas No próximo dia 31 de outubro será comemorado os 498 anos da Reforma Protestante, mesmo dia em que é comemorado o dia das bruxas, o halloween. A comemoração do halloween tem suas origens em “festas dos mortos”, antiga comemoração celta, que se misturou com festas e costumes “cristãos”, principalmente nos países de língua inglesa. A igreja católica incentivou a comemoração dessa festa, para combater justamente as comemorações do Dia de Martinho Lutero, o principal líder da Reforma Protestante. A Reforma Protestante foi o grande movimento de reavivamento da igreja, que teve seu ápice no início do século XVI, e teve como principais bandeiras, aquilo que é conhecido como os “5 Solas”, Sola Scriptura, Sola Gratia; Sola Fide; Solus Christus e Soli

Deo Gloria, significando: 1- As Sagradas Escrituras são nossa única fonte de fé, combatendo a heresia católica que afirmava que a tradição também era fonte fidedigna de fé; 2- Somos salvos apenas por causa da graça de Deus, e não por méritos próprios, como afirmava a igreja romana; 3- Nossa salvação se opera apenas pela fé e não aliada ao exercício do livre arbítrio; 4- Cristo é o único que nos salva, e não em conjunto com Maria e a igreja; 5- A glória é somente a Deus, e não deve ser dividida com Maria, os “santos” e a igreja.

Parece que passados os 498 anos da Reforma Protestante, a estratégia da igreja romana de tirar o foco da comemoração do Dia da Reforma Protestante, dando ênfase a comemoração do dia das bruxas, obteve êxito, pois encontraremos mais evangélicos paramentando seus filhos como bruxinhos e bruxinhas, para as comemorações do halloween, do que comemorando a Reforma Protestante, e relembrando todos os valores ali defendidos. Será que esse menosprezo pela Reforma, da qual somos devedores, e que é praticamente esquecida pela maioria dos que se dizem evangélicos neste país, não revela que na verdade somos de uma religião diferente da dos reformadores? Pr. Valter Reggiani facebook.com/reggiani.valter

Outubro de 2015 * Vigiai -

25


Igreja em destaque

facebook.com/ibpcarmo

Seguimos fiéis aos propósitos de Deus e também à visão de propósitos que foi iniciada por Saddleback Church ou Rick Warren. Embora alguns discordem do conceito, afirmamos se tratar de um excelente Modelo Eclesiástico de Gestão de Igrejas que nos ajuda a receber os dons espirituais, a regozijar e a repartir com os outros. O importante é que estamos felizes com as bênçãos do Senhor e com nossos parceiros, que não medem esforços para nos ajudar e a nos encorajar constantemente.

Nossos 14 ministérios adotaram a vida simples de Jesus para a família IBPC e para a Comunidade do Parque do Carmo. Seguimos vivendo em adoração ao Senhor, em comunhão com ele e com nossos irmãos, servindo a Ele com alegria e uns aos outros no discipulado e evangelização de vidas. O povo acreditou, o povo profetizou e a vitória tem vindo em nome de Jesus. Além da oração, valorizamos o treinamento de líderes, o discipulado, o voluntariado e os relacionamentos puros e sinceros. Deus tem nos forta-

lecido muito nestas áreas. Temos vários desafios até o final deste ano de 2015 nas áreas de documentação, mapeamento (vamos fazer um novo censo da região), missões, nova sede, novos parceiros e novos PG´s. Deus tem enviado novos colaboradores em resposta às orações e à dependência total dEle pela fé. Grandes coisas fez o Senhor por nós e é por isso que estamos alegres dando graças. Não deixem de orar por nós. Deus te abençoe.

Semanalmente estudamos em nossos PG´s sobre santidade, família e liderança. Temos recebido pessoas interessadas em aprender e serem edificadas

SOMOS IBPC COM VOCÊ! 26- Vigiai * Outubro de 2015


Igreja em destaque

Por: Vital Sousa

Obrigado Senhor pelos 33 anos da Igreja Batista do Braga ALEGREI-ME quando me disseram: Vamos à casa do SENHOR. Por causa dos meus irmãos e amigos, direi: Paz esteja em ti. Por causa da casa do SENHOR nosso Deus, buscarei o teu bem.

O dia 18 de setembro de 2015 ficará marcado na vida da Igreja Batista do Braga, pois a comemoração do aniversário foi um momento muito especial, gratificante e revigorante. O homem de Deus, Pr. João Melo, pastor titular da Primeira Igreja Batista da Penha no Rio de Janeiro, trouxe a mensagem do Senhor. O Ministério de Louvor liderou os cânticos demonstrando toda a exaltação tributada ao Senhor vinda do âmago, do fundo d’alma. O grupo “Doce voz” é autêntico até no nome, são doces vozes de adoração genuína. O grupo “Louvart”, louva mesmo com arte, com maestria, com encanto, com ternura, com poesia. Nosso grande Coro, “Coro da Igreja Batista do Braga” nos eleva em adoração através da música, nos faz pensar como será o céu, lugar maravilhoso. E o “Coro dos Adolescentes”, essa turma jovem que cresce como nunca em tamanho, em adoração, em paz com os irmãos, em paz com Deus. Como é bom saber do futuro com esses adolescentes de nossa igreja. São jóias preciosas. Obrigado Senhor por mais um ano! Obrigado Senhor pela Igreja Batista do Braga. Que tem seguido os seus propósitos. Que tem sido sal e luz em Cabo Frio. Que tem feito missões, aqui e nos confins da terra, com ardor, com comprometimento e autenticidade.

Que tem investido no conhecimento da Sua Palavra. Que tem testemunhado, vivido, pregado, compartilhado a mensagem salvadora da cruz. Que tem sido abençoadora no trabalho social. Obrigado Senhor por nos ter dado a Igreja Batista do Braga para te adorar. Deus é bom demais. Fotos de momentos marcantes do banquete espiritual de 18.09.2015 – Fonte: Pr Neemias Lima – pastor titular da Igreja Batista do Braga.

Salmos 122:1; 8 e 9.

Outubro de 2015 * Vigiai -

27


56a. Assembleia

da Associação das Igrejas Batistas do Sudeste Fluminense Local: PIB em Parque Pera Flôr - Rua Maria, nº 21

Parque Pera Flôr - Nova Iguaçu – Rio de Janeiro – RJ Data: Dias 12,13 e 14 novembro de 2015 Tema: Crescimento Integral da Igreja

Programação: Dia 12 (quinta-feira) mensagem de abertura: Pr. Guy Key. Dia 13 (sexta-feira) pastor Eduardo Arata. Dia 14 (sábado) 9h às 16h - Seminário com o pastor Evaldo Rocha, trataando do tema: Desenvolvendo um Estilo de Liderança Relevante. Dia 14 (sábado) 19h 30min - Celebração Missionária Coro da Cristolândia.


Especial

Missão Boa Vista Boa Vista Mission Misión Boa Vista

Amplia o lugar da tua tenda, e as cortinas das tuas habitações se estedam; não o impeças; alonga as tuas cordas, e firma bem as tuas estacas.

(Is 54.2)

Voz de Deus às Nações, tema de Missões Mundiais Batista no ano que seguimos e MBV, Visão de Águia às Nações, tem apresentado-se para seara, como Voz diante de Deus às Nações. A MBV, em julho de 2015, retornou a Maracaibo – Venezuela, e em sua primeira viagem adentrou a Colômbia, até a Comunidade Indígena Wayuu. Louvado seja o Senhor que nos conduziu em triunfo e vitória. A MBV, com seus voluntários e parceiros, teve um alcance com a verdade que liberta, com aproximadamente 500 crianças e adolescentes em escolas, em orfanatos, em duas comunidades indígenas, uma na Venezuela( Curaryry) e uma na Colômbia (Wayuu), e na Fundação Crescendo para Viver. A MBV trabalhou com oficinas de balões, teatro e fantoches, para que depois fossem usados em sua própria cultura pelos jovens latinos. O evangelismo de casa em casa é o carro chefe de todos os projetos realizados. Em todas as noites os voluntários(Missioecológicos), participaram de reuniões nos lares, fortalecendo a igreja do Senhor por meio do compartilhamento da Palavra de Deus. A MBV realizou excelentes contatos com líderes chaves na Colômbia, para deixar agendado um novo evento em julho de 2016.

30

- Vigiai * Outubro de 2015

A MBV - Missão Boa Vista, convida você para fazer parte do Projeto Janeiro 2016. A Missão estará priorizando o Nordeste. Em Fortaleza no período de 17 a 31 de janeiro, dirigindo-se aos carentes e esquecidos sob a coordenação de seu fundador, o Pr. Gilson Cruz. No Maranhão, entre os dias 05 e 20 de janeiro, dirigindo-se aos Quilombolas, Sertanejos e Indígenas, sob a Coordenação da Missioecológica Naza Frade. Venha nos ajudar!

C

M

Contatos: prgilson7@gmail.com (Diretor e Fundador da MBV) nazafrade51@gmail.com (Coordenadora de Projetos)

Y

CM

MY

CY

CMY

K


Nosso foco está

Além das

medalhas Estamos formando uma equipe para evangelizar durante as Olimpíadas e você já está convocado! Para mais informações, escreva para evangelismoemissoes@batistacarioca.com.br, ou acompanhe as novidades sobre esta ação nos sites www.batistacarioca.com.br e www.missoesrio.com.br


Jonas De Oliveira Diretor Geral Do Seminario Teologico Batista Catarinense – São José-SC

Especial

Novos tempos

na Educação Ministerial Batista

Vivemos hoje um novo tempo, século XXI, pós-modernidade, muitas transformações, evoluções e riqueza de opções para sobrevivermos como cristãos e educadores. Mas temos enfrentado alguns desafios nesta nova era, onde tudo, aparentemente, ficou mais fácil, com a mídia, a informática e a internet, onde podemos ver as informações chegando em nossas mãos com uma velocidade astronômica. A educação ministerial da mesma forma passa por uma grande revolução que não sonhávamos há décadas. Muita coisa mudou para melhor, tais como a Educação à Distância, os novos seminários e os novos cursos de teologia, com novas visões a respeito da linha educacional e ministerial. Atualmente, precisamos nos manter conectados com o avanço da educação global. Temos vários novos modelos na praça, e alguns são interessantes para nossos seminários, tais como o modelo reconstrutivista, onde a ênfase está na reconstrução do ensino e do método educacional em sala de aula. Temos também a andragogia, uma proposta na educação de adultos, a visão de ensino holístico ou integral, defendido por Roberto Crema, Fabio Oscar Lima, Madalena Molochenco, Stélio Rega, entre outros grandes contribuintes da construção de uma nova visão de modelo metodológico de ensino ministerial. Mas existe uma angústia em cada direção de seminários batistas atualmente. Onde estão os vocacionados? Muitos ou quase todos responderão a uma só

32

- Vigiai * Outubro de 2015

boca, em nossas Igrejas, no mundo é que eles não estão. Pura verdade. Todavia, estariam eles em oculto, abscônditos, escondendo-se da chamada divina? Cremos que Deus tem seus vocacionados em todos os tempos, e a certeza de que tem também para este momento crítico pelo qual atravessa a Igreja de Cristo. Poucos querem compromissos com Deus, e quiçá com a Sua igreja. Segundo estatísticas atualizadas, existem no Brasil, uma média de quatro milhões de desigrejados, pessoas que dizem ser cristãs, mas não aderem e nem frequentam nenhuma Igreja Cristã ou Batista. Quem sabe no meio desses quatro milhões que não têm Igreja, haveriam pelo menos dez a cem mil vocacionados? Mas, em meio a tanta crise e angustia, resta-nos muito refrigério. Biblicamente, estão os que no passado nos inspiraram a atender ao chamado divino para atuar nessa geração pluralista e hipermoderna. Vemos de Moisés a Daniel, passando por Samuel, homens de Deus que foram levantados emblematicamente, para servi-Lo no meio de uma geração pecadora, corrompida pela idolatria e pela maldade nos corações, mas que não temeram a ninguém, nem ao Faraó, nem aos filisteus, nem aos amalequitas, nem aos midianitas, e nem aos babilônios, nem a Nabucodonosor e nem a tantos outros inimigos do povo de Deus. Nossos vocacionados estão talvez perto de nós, precisamos nos esforçar em tentar ir buscá-los nas Igrejas. Hoje, infelizmente, são raríssimos pastores que

pregam sobre despertamento vocacional em suas Igrejas, e daí a grande dificuldade de se descobrirem essas pessoas dentro de nossas Igrejas. Defendo essa ideia desde São Paulo, quando cursei a convalidação do Bacharel e fiz parte do CBA - Conselho Batista de Administração da Faculdade Teológica Batista de São Paulo. E agora coloco em prática, na medida do possível, quando sou convidado para lançar as redes em nossas Igrejas Batistas Catarinenses, para ver se fisgamos alguns vocacionados para a obra do ministério (Efésios 4:11-16). Queira Deus que levante hoje, um novo Moisés, um Samuel e um Daniel, posto que eles foram homens que estiveram a frente de suas gerações. Ou um Isaias, um Ezequiel, um Habacuque, usados por Deus para despertar o julgamento e a esperança no povo de Israel. Hoje temos novos desafios, mas que se parecem muito com o deles, violência, criminalidade, aborto, drogas, prostituição, corrupção, inimizades, porfias, pelejas, hostilidades para com o povo de Deus. Vamos aguardar que Deus levante novamente outros Pedros, Joãos, Paulos e Tiagos para darem respostas a essa sociedade decadente e deprimente, que criam novas ideias alternativas, mas na maioria das vezes para gerar mais crises e angústias nos corações dos familiares, das Igrejas, e até mesmo, infelizmente, de nossos educandários teológicos batistas. Uma nova caminhada, uma nova jornada de desafios, está posta diante de nossos seminários, vamos contar com as orações das Igrejas, dos próprios seminários, e de mensagens de grande despertamento de vocacionados em todos os rincões brasileiros, para que nesses finais de tempo, abarrotem os mesmos com muitos alunos, para servirem melhor ao Senhor Jesus Cristo, no ministério para o qual foram designados (João 15:15-16).


Especial

Lar Batista realiza

1º Encontro de Integração e Visão Estratégica O Lar Batista é consciente do seu papel histórico de instituição cristã da qual se exigem os melhores exemplos de qualidade, coerência e observância dos valores éticos. Assim, visando também a boa qualidade que deve ser buscada no desenvolvimento de suas ações, o Lar entende que

está implícita a preparação de todos os seus colaboradores tanto para entender a visão e missão do lar como para que se sintam perfeitamente integrados ao processo de crescimento numérico do Lar e à atenção e formação das crianças e adolescentes sob seus cuidados.

INTEGRAÇÃO COMO FATOR DE FACILITAÇÃO E MELHORIA DO TRABALHO

Considerando um quadro de duzentos e dezoito funcionários realizamos nosso primeiro encontro no qual todos tiveram oportunidade de um contato mais próximo, independente das preocupações do dia-a-dia.

VISÃO PRINCIPAL NA CRIANÇA E ADOLESCENTE Sem a criança nosso trabalho não teria razão de ser. Elas serão sempre o alvo do nosso trabalho buscado amparar educar e preparar para a vida social e para a compreensão dos valores do reino.

A criança será sempre o foco do nosso trabalho

No encontro crianças e adolescentes dos abrigos de Campo Limpo e Pirajussara. O louvor faz parte do processo de cuidar Outubro de 2015 * Vigiai -

33


Igreja em Destaque

Por: Pr. Carlos A M Fernandes

Investir na Família Ele deve governar bem sua própria família, tendo os filhos sujeitos a ele, com toda a dignidade. I Timoteo 3:4

Quanto você investe na sua família? Alguns respondem essa pergunta dizendo que investem seus recursos financeiros, que todo o seu trabalho é para sustentar a família. Mas a grande verdade é que investir na família é oferecer o seu melhor para ela. Na realidade algumas pessoas oferecem as suas relações familiares o seu pior, como, o mal-humor, a falta de qualidade de tempo, seus problemas emocionais e nada de valores espirituais. Esses ingredientes levam a destruição familiar ou ainda

a destruição da fé dos filhos. O Instituto Barna nos Estados Unidos realizou uma pesquisa com jovens que abandonaram a fé de seus pais, quando eles entraram nas universidades. Constatou-se que o principal motivo desta decisão era a incoerência da vida religiosa, com a vida familiar. O grande desafio da Igreja nesses dias é fortalecer as famílias com os valores da palavra de Deus, afim de que a futura geração seja cada vez mais consagrada a Deus e os lares sejam cada vez mais saudáveis e abençoados. Mas este desafio depende do engajamento de cada irmão e irmã que assumem o com-

promisso de serem verdadeiros discípulos de Cristo. Ser discípulo de Cristo significa viver como Cristo viveu, fazendo a vontade de Deus. E o propósito de nosso Deus é que ninguém se perca, que as famílias sejam abençoadas e que todos sejam ricos em amor e em boas ações para os que precisam. Queremos proporcionar o melhor ambiente para as famílias, porque acreditamos no projeto de Deus para homem que é uma família saudável, que forme os filhos no caminho do Evangelho de Cristo. Por isso faço o convite para todos que desejam viver dias mais felizes com suas famílias, ore por sua família todos os dias, faça o Culto Doméstico na sua casa, freqüente a sua Igreja com engajamento, ajude os necessitados ao seu redor e seja um verdadeiro discípulo de Cristo, discipulando seus filhos e as pessoas que estão ao redor. Um família forte e saudável, faz uma Igreja forte e saudável. Invista na sua família.

www.comunidadego.com.br

Rua S-1 N 439, Setor Bela Vista, Goiania - Goiás

Fone 062 3095-3680 34

- Vigiai * Outubro de 2015


Missões

Nós acreditamos no projeto dos batistas brasileiros no Haiti. E por isto apoiamos a matéria a seguir de cinco páginas:

“Por um novo Haiti”

Adote o Pará. A Amazônia precisa de você!

Presidente da COBAPA Pr. José Francinel dos Santos Silva

Missões Estaduais é o nosso grande desafio. O Pará é um Estado de dimensões continentais e o desafio é enorme, mas nosso Deus é muito maior. Se vivermos submissos a Cristo, Ele nos conduzirá. Como filho da terra, conheço a realidade de muitos Municípios Paraenses, como líder em diversas funções denominacionais, visitei e estive presente em mais de cem igrejas do nosso Estado, assim, pude observar que há um enorme desejo de desenvolvimento por parte de muitas igrejas. Pois como nossa divisa de Missões nos diz “Libertados do pecado, transformados em Servos de Deus, tendes o vosso fruto para santificação e, por fim, a vida eterna”. (Romanos 6.22) Mas, muitas igrejas estão fragilizadas e carentes de Pastores e Missionários. Agora como Presidente, juntamente com toda a equipe da COBAPA, estamos nos mobilizando e de fato estamos agindo para transformar os anseios das igrejas que querem desenvolver-se, não deixando de fora o desafio de alcançar os municípios sem presença Batista. Temos convênios missionários com as igrejas, IBC’S (Instituto Bíblico Cobapa), Coordenadorias regionais atuantes, Radical COBAPA, projeto Mão Amiga, Pepe COBAPA.

Leia mais em nosso portal: www.cobapa.org.br

Missões em MG: investimento no Reino

Mais do que vestir a camisa, toda a equipe da Convenção tem se envolvido intensamente no planejamento, produção dos materiais e divulgação da Campanha de Missões no estado de Minas Gerais. O chamado é para todos e fazer missões deve ser o propósito de cada crente em Jesus. Por isso, essa equipe está empenhada em ajudar as igrejas no que for possível para que os alvos sejam alcançados, vidas sejam salvas e Minas, em toda sua extensão, conheça a Cristo. Leia mais em nosso portal: www.batistas-mg.org.br

Diretor-Executivo da COBAPA Pr. Ruy Gonçalves

O povo batista tem maturidade e sabe que toda ação relacionada a missões deve ser fruto de obediência a Deus e compaixão aos perdidos. No entanto, as carências humanas gritantes à vista de todos, se tornam, cada vez mais, uma oportuna motivação. A consciência de cada um pode confirmar a verdade nua e crua de que nem se precisa visitar outro estado ou viajar para outro país, para se encontrar bolsões de pobrezas, gente doente em estado de abandono, exaustão física e mental, como ovelhas sem pastor. Basta se visitar algumas das cidades deste estado, inclusive a Ilha de Marajó, ou a periferia da capital. Por essas razões o foco de missões da COBAPA é o nosso Pará. A verdade é que o Pará é o grande desafio missionário dos batistas paraenses. A grande parte da população está totalmente perdida, sem salvação, sem esperança, sem sentido na vida e, aflita clama, por ajuda em um dos 144 municípios. Leia mais em nosso portal: www.cobapa.org.br

Os batistas fluminenses vão avançar em missões! Avance com a gente!

Outubro de 2015 * Vigiai -

35


Missões

Nós acreditamos no projeto dos batistas brasileiros no Haiti. E por isto apoiamos a matéria a seguir de cinco páginas:

“Por um novo Haiti” Primeira Igreja Batista de Manaus

Apresentando Jesus para salvar vidas! Igreja organizada por Eurico Alfredo Nelson em 05/10/1900

Av. Joaquim Nabuco, 2015 – Centro Fone (fax) (92) 3198-5150 E-mail: contato@pibmanaus.org.br / Site: www.pibmanaus.org.br Pastor Titular: Norton Riker Lages

36

- Vigiai * Outubro de 2015


Por: Vital Sousa Foto: Facebook

Entrevista

Por um novo Haiti

Pr. André Bahia, sua esposa Verônica e suas filhas Sara e Jéssica Fotos da Missão

A Vigiai entrevista o Pr. André Bahia, que é considerado o “senhor Haiti” no meio batista. Tivemos o privilégio de conhecê-lo em janeiro de 2009 por ocasião da Assembleia da Convenção Batista Brasileira em Brasíla-DF. Um jovem e dinâmico pastor na capital federal. Um ano depois, um sismo assolou o Haiti com gravíssimas consequências. O triste episódio tocou Pastor, quando o irmão chegou ao Haiti com sua família? Em 24 de abril de 2012. O que é o Programa "Um novo Haiti"? O Programa Por Um Novo Haiti é um instrumento de Sinalização do Reino

no coração do jovem pastor que se apresentou à Junta de Missões Mundiais (JMM) da Convenção Batista Brasileira (CBB) com o propósito de se preparar e ir falar do amor de Deus aos haitianos, ajudando em todos os encaminhamentos necessários do dia a dia. E Deus preparou e enviou. Eis a entrevista com o pastor que abraçou e vive o Haiti.

de Deus diretamente às comunidades mais vulneráveis e através das Igrejas locais. Destaco abaixo os objetivos do programa: I - OBJETIVOS GERAIS 1.Sinalizar o Reino de Deus através do apoio direto ao desenvolvimento inte-

gral de Comunidades Vulneráveis. 2.Apoiar Igrejas Locais para o desenvolvimento integral de suas comunidades. II - OBJETIVOS ESPECÍFICOS a)Apoio ao desenvolvimento integral (DI) de Comunidades. Outubro de 2015 * Vigiai -

37


1.Promover o Protagonismo Comunitário através da seleção, entrada, sensibilização, diagnose e fomento de Projetos de iniciativa popular (Fase 1). 2.Promover a Parceria Estratégica através da implantação do Centro de Desenvolvimento Integral – CDI (Fase 2). 3.Fomentar a Autonomia incentivando, equipando, discipulando e empreendendo lideranças e atores comunitários (Fase 3). 4.Fomentar a Sustentabilidade investindo, fortalecendo e consolidando ações comunitárias duráveis através de agentes permanentes de desenvolvimento integral (Fase 4). b)Apoio às Igrejas Locais para o desenvolvimento integral (DI) de suas comunidades. c)Sensibilizar e Mobilizar lideranças locais e estratégicas sobre a integralidade da Missão e o papel da Igreja local como Agência do Reino em sua comunidade. d)Capacitar, Equipar e Aperfeiçoar lideranças locais e estratégicas através do Centro de Formação em Desenvolvimento Integral centrado no tripé: formar formadores, discipular discipuladores e empreender empreendedores. Acompanhei a chegada dos haitianos que vieram estudar na Faculdade Batista de Teologia de Belo Horizonte-MG. Agora que já estão de volta ao Haiti, eles atuarão como autócnes e em parceria com a JMM? Em qual área? Verdade. Daniel e Reginaldo já retornaram após a conclusão dos seus estudos no Brasil. Chegaram no mês passado. O Pr. Daniel Registre está seguindo para Lekay, no Sul do Haiti, onde irá coordenar as ações missionárias em parceria com a PIBARA. E o Pr. Reginaldo Phyrus está apoiando o casal Pr. Eliel e Haydée, na coordenação do Orfanato "Família Mangueira", na zona metropolitana de Porto Príncipe. Se o Exército Brasileiro como força de paz da ONU deixar o Haiti muda alguma coisa nos planos missionários da JMM? Estivemos reunidos no 1º semestre deste ano junto com representantes do Comando dos Fuzileiros Navais no 38

- Vigiai * Outubro de 2015

Haiti e outros 25 missionários brasileiros a fim de recebermos orientações estratégicas quanto à nossa segurança, enquanto residentes no Haiti, pós saída da MINUSTAH (Missão das Nações Unidas para Estabilização do Haiti), que já foi oficializada para 2016. Embora nenhum especialista militar possa prever como se desenvolverá o quadro político das eleições gerais deste ano e nem como o futuro governo irá manter a governança até aqui adquirida, é sabido que haverá um primeiro momento de aumento da instabilidade (natural em todos os casos onde um país vivia sob a intervenção militar estrangeira). Para esse momento, todos fomos orientados a criarmos um plano de contingência que contemple, inclusive, uma saída estratégica do país por algumas semanas, a fim de mantermos nossa integridade física e um possível monitoramento da situação do país. Espera-se um retorno progressivo à normalidade através das ações da Polícia Nacional que já está equipada com mais de 15 mil agentes de segurança pública em diferentes setores da sociedade: trânsito, turismo, escolas, policiamento ostensivo, batalhão de choque, polícia de inteligência e judiciária. A expectativa de todos nós, missionários e militares, é que o País irá conseguir manter a estabilidade até aqui conquistada através dos seus próprios equipamentos de Estado, os quais já estão em plena operação hoje. Mas, como nos disseram nossos irmãos da Caserna, é impossível, humanamente falando, prever como será, de fato, o pós saída da Força de Paz da ONU, e assim, dizermos agora, se irá mudar ou não alguma coisa nos planos missionários da JMM. Nossa oração é Àquele que continua sentado no Trono e tudo governa para que a obra que Ele mesmo começou, seja plenamente realizada Por Um Novo Haiti! Existe um plano da JMM com três frentes: a) Desenvolvimento Integral; b) Casa Lar; c) Educação. Como o irmão vislumbra na prática tal plano? "Os campos estão brancos, prontos para a ceifa, porém, poucos são os ceifeiros" - já dizia o Senhor da Missão. É nessa perspectiva que visualizo as ações missionárias da nossa Junta no Haiti. As demandas são enormes, va-

riadas e complexas! Trata-se de atuar em um dos campos mais desafiadores da atualidade e um dos mais caros! A transformação de uma Nação é plenamente possível, como disse Paulo em Romanos 1.16: "o evangelho é o poder de Deus para a salvação (transformação) de todo aquele que crer", e 50% da população haitiana diz crer em Jesus como seu Senhor e Salvador. Mas, não é um projeto de resultados imediatos. Daí, essas frentes terem em comum ações transformadoras de base, na cosmovisão e na próxima geração. Um novo Haiti é possível porque o Evangelho cria e realiza essa possibilidade. Ambas as frentes atuais de ação missionária dos batistas brasileiros no Haiti vislumbram cooperar com Deus para a formação de uma nova cosmovisão bíblica, capaz de produzir os frutos do Reino à médio e longo prazos - frutos que irão permanecer, como Jesus mesmo afirmou em João 15.16. A PIB Sul da Flórida (EUA), a TIB Brasília e a PIB Aracruz-ES abraçaram o trabalho batista no Haiti. Como foram e como estão tais parcerias? A PIB no Sul da Flórida e a TIB Brasília estão firmes na estruturação e melhoria das instalações do Lar "Família Mangueira", onde a Junta apoia com o casal Pr. Eliel e Haydée Gonçalves. Depois de um longo período de negociação para compra e legalização do Orfanato em Bon Repos, a PIBBSF tem investido tempo e recursos na educação, melhoria da qualidade de vida e saúde, e infraestrutura das instalações. Praticamente todo mês, uma equipe de voluntários da PIB Flórida viaja ao Haiti para atender as crianças em saúde e realizar melhorias nas instalações. A PIB Aracruz elegeu o sul do Haiti para suas iniciativas de apoio aos pastores vinculados à Associação Sul da CMBH, e, principalmente, projetos de cuidado às crianças e famílias menos favorecidas. No ano passado, em parceria com a TIB Brasília, a PIBARA concluiu o construção de um prédio na zona rural da cidade de Lekay (165 km da Capital), onde irá desenvolver projetos de desenvolvimento comunitário na região. Esse ano, em parceria com a Junta, a PIBARA consagrou o recém ordenado Pr. Daniel Registre, jovem haitiano


formado pelo Seminário Teológico Mineiro, para assumir seus projetos em Lekay, sul do Haiti. PEPE - É o projeto que mexe com o coração de todos. O que os batistas brasileiros estão fazendo na educação pré-escolar no Haiti? São três as unidades do PEPE Haiti: uma na zona metropolitana da Capital, em Croix-des-Bouquets; outra em Petit-Goâve, último Município do Departamento Oeste, chegando ao Sul do país; e ainda outra em Romeo, distrito de Fort-Liberté, no Nordeste Haitiano. Ao todo, são seis classes atendendo anualmente cerca de 120 crianças de quatro e cinco anos, as quais, sem o PEPE, certamente não teriam a oportunidade de irem à escola e tão pouco aprender a ler e a escrever. Após os primeiros meses de aculturação e instalação, a missionária Rosimeire Francisco iniciou uma série de encontros e reuniões com líderes de duas Convenções Batistas Haitianas (CEBAHMI e CMBH) a fim de apresentar o projeto e seus objetivos, e criar oportunidades para a expansão do PEPE no Haiti através das Igrejas dessas denominações. Onde e como atuam os missionários batistas brasileiros no Haiti? O que fazem o casal Pr. Eliel e Haydee Gonçalves, e a Missionária Rosimeri Francisco, ex-radical África no Níger? Hoje somos sete missionários efetivos Hoje somos sete missionários efetivos e quatro radicais dos batistas brasileiros no Haiti. O Pr. Eliel e sua esposa, Haydée, são especialistas em projetos de cuidado a crianças vulneráveis. Antes de virem para o Haiti, em setembro do ano passado, coordenavam o Lar Batista David Gomes, em Barreiras, da JMN. Desde janeiro deste ano estão coordenando o Orfanato "Mango Three", ou, como rebatizado carinhosamente a pouco, a "Familia Mangueira" - orfanato pertencente à PIB Brasileira da Flórida, em parceria com a TIB de Brasília e a JMM, localizado no bairro Bon Repos, da cidade de Croix-des-Bouquets, uma das sete cidades da Zona Metropolitana da Capital Porto Príncipe. O objetivo do casal missionário é organizar e treinar a nova equipe de missionários

da terra que irão, em curto prazo, adquirir autonomia na gestão e operacionalização do cuidado integral das 47 crianças atendidas.A Missionária Rosimere Francisco, também chegada em setembro passado, é pedagoga, pós-graduada em neuropedagogia, e veio com o objetivo de desenvolver projetos na área de Educação. Atualmente ela é a Coordenadora Nacional do PEPE Haiti, que conta com três unidades através da CEBAHMI (Conexão das Igrejas Batistas do Haiti para a Missão Integral - uma das cinco Convenções Batistas do país), e está em planejamento junto à CMBH (Confraternização Missionária Batista do Haiti - filiada da Convenção Batista da Flórida) para ampliação do PEPE no Haiti. As Missionárias da 2ª Turma do Radical Haiti chegaram ao Campo em abril deste ano. Após o primeiro trimestre onde se dedicaram à aculturação e aprendizado do Creole (idioma oficial ao lado do Francês, falado por 100% da população - é a língua do coração do povo), e apoio a diferentes projetos missionários na Capital, as quatro jovens radicais estão formando e discipulando líderes da Comunidade de Kat-Kalen, à 60km da Capital, onde o Por Um Novo Haiti desenvolve um programa experimental de Desenvolvimento Integral de Comunidades Vulneráveis. Além dos projetos da JMM - Radicais e Tour of Hope - existem outros projetos de evangelização de impacto e apoio social de urgência de cristãos brasileiros no Haiti? Nos últimos dois anos também recebemos, via Setor de Voluntários da Junta, mais duas Caravanas anuais: a "Caravana Première", que acontece em Janeiro; e, a "Caravana de Verão", em julho. Também recebemos quatro "Voluntários Sem Fronteiras" : uma pedagoga do MS, uma dentista do TO, uma advogada do DF, e um Médico da BA - gente que ajusta suas agendas para se envolver na agenda de Deus Por Um Novo Haiti através das suas vocações, dons, talentos e habilidades. Além dos missionários e voluntários batistas brasileiros, a Igreja Evangélica Brasileira tem investido pesado por um novo Haiti. Hoje, somos 35 missionários evan-

“Há coisas que só missionários e milionários experimentam... Essa aqui é uma dessas! Em pleno interior do Haiti, fui recebido por um Rubro-Negro de manto e coração!!! Quem me conhece pode mensurar a satisfação desse missionário.” Mensagem do Pr. André Bahia de 30.05.2015

Fotos da Missão

Outubro de 2015 * Vigiai -

39


gélicos brasileiros atuando no país, de nove agências missionárias diferentes. A maioria reside na Zona Metropolitana da Capital, mas, há uma solteira no Centro do país, outra no Norte, e um casal no Nordeste. São projetos diversos, a maioria recebendo Caravanas Missionárias de igrejas diversas no Brasil e outros países: orfanatos e creches para crianças em vulnerabilidade, apoio ao fortalecimento das Igrejas Locais e formação de líderes, e inclusive, plantação de igrejas. Mensalmente nos reunimos em nossos lares, em sistema de rodízio, para oração, comunhão, apoio mútuo, compartilhar ministerial e uma comidinha à brasileira! São 26 obreiros sendo apoiados pela JMM no Haiti, onde e como eles atuam? 04 coordenam a CEBAHMI que possui pouco mais de 100 igrejas em oito dos dez Estados do país. Os demais são pastores de igrejas locais as quais não tem quaisquer condições de sustentarem seus pastores. Estão espalhados nos oito Estados onde a CEBAHMI está presente, alguns em regiões de difícil acesso. Vocês não temem pela vida de vocês? Terremoto, violência, vodu com cristianismo e espiritismo, etc como vocês convivem com isso? "Olho para os montes: de onde me virá o socorro? O meu socorro vem do Senhor que criou os céus e a terra". Deus quando confirmou nosso chamado para o Haiti usou suas palavras registradas no Salmo 121 para nos lembrar que Ele seria o nosso socorro bem presente no tempo da angústia! De fato, a Palavra nos ensina: "Não temam aos homens que podem lhes matar o corpo. Antes, temam a Deus que não apenas pode matar o corpo como enviar suas almas para o inferno!" - e essas palavras do Mestre são fortes, e atuais! Como poderíamos temer por nossas vidas, se elas não são mais nossas? Então, em primeiro lugar, lembramos que somos do Senhor, e Ele é o nosso Deus, sempre presente, todos os dias até à consumação dos séculos. Sabemos também que a mesma boca que nos ensinou aonde deveria estar 40

- Vigiai * Outubro de 2015

nosso temor, também nos ensinou sermos "simples como pombas, e prudentes como serpentes", e essa palavra também se aplica a nós, discípulos em terras estrangeiras e em tempos de crise. A prudência e a sabedoria nos levam a estarmos sensíveis tanto ao que Deus está falando e fazendo por um novo Haiti, como também ao tempo e lugar onde Ele quer que estejamos e cooperemos com Ele em Sua Missão. Nossas raízes estão no alto, e isso nos permite estarmos aqui a 100%, vivendo intensamente cada dia, mas ao mesmo tempo, prontos para toda e qualquer mudança que Ele assim decidir operar por um novo Haiti, ainda que isso implique em nossa mudança de Campo. O tempo e o lugar estão nas Mãos do "Dono da Fazenda". Nós somos apenas Seus servos, e nos esforçamos para sermos fiéis e sinceros à Ele e à Sua Missão até o fim. Mas, não esquecemos uma verdade que é um princípio inegociável para todos os que se engajam na Missão: Deus está em Missão e nos chamou para cooperarmos com Ele. A Missão é d'Ele: "reconciliar consigo todas as coisas; que estão nos céus e na terra" - Col. 2.20-21, o que inclui o Haiti. Olhamos para o Haiti, diariamente, como o lugar onde Deus está atuando, e isso faz ele, Haiti, ser o melhor lugar do mundo para mim e minha família, pois é aqui que Ele quer que estejamos cooperando com Ele por um novo Haiti. Se a Bíblia tivesse começado em Gênesis 3, talvez até poderíamos olhar o Campo (que é o Mundo!) somente sob a perspectiva da queda. Mas, graças a Deus, a História começou em Gênesis 1 e 2, e viu Deus que tudo era bom! Há pecado, sim, e como suas consequencias a corrupção e a miséria. Mas, "onde o pecado abundou, a Graça de Deus superabundou". E essa verdade é verdade também aqui! Porque existe Gênesis 1 e 2 identificamos os sinais do Reino na Nação. Deus está em Missão reconciliando consigo todas as coisas. Assim, no exercício pleno da nossa vocação, proclamamos e vivemos a principal mensagem dos profetas, do Mestre e dos seus discípulos: "é chegado o Reino de Deus" nesta Nação! Quando olhamos para João Batista


iniciando seu ministério (Mateus 3.12) o vemos proclamando essa mensagem. O próprio Jesus, após o batismo no Jordão e a tentação no deserto (Mateus 4.17), assim inaugura seu ministério terreno. E ao instruir os discípulos sobre a Missão dos Doze (Mateus 10.4) lhes determina que essa deveria ser sua mensagem. E aonde o Reino chega ele transforma: Sicar que o diga (João 4). É assim que lidamos com a realidade do Campo onde estamos: sinalizando o Reino de Deus, "que não é comida, e nem bebida, mas, a justiça, a paz e a alegria no Espírito Santo" (Romanos 14.17), na certeza que servindo a Cristo dessa maneiro, somos agradáveis a Deus e aceitos pelos homens, nos esforçando, todos os dias para promover a paz e o desenvolvimento comunitário (Romanos 14.18-19). Como os batistas brasileiros podem melhorar a sua participação no Haiti? A autocrítica e a edificação mútua são princípios histórico e bíblico entre os batistas. Assim, melhorar é uma busca constante e desafiadora. Compaixão com Sabedoria: movidos pelas informações da mídia geral, tanto brasileira quanto internacional, somos levados a olhar para o Haiti como uma terra árida, amaldiçoada, destruída e de coitadinhos, e acabamos agindo em favor deles movidos por compaixão, mas, muitas vezes com pouca sabedoria. Mas, o Haiti foi criado por Deus: há sinais do Reino nesse lugar. Cito alguns exemplos: a igreja evangélica no Haiti está presente em todos os lugares dessa Nação: mesmo nos interiores e no alto das montanhas - os evangélicos representam 50% da população!; a terra do Haiti é uma terra que, em plantando, tudo dá! A prova disso é que o Haiti já foi o rei da banana, do cacau, do açúcar e do café - a colônia francesa mais próspera dos séculos XV e XVI; 70% do litoral haitiano é banhado pelo mar

do Caribe; tem mais, mas, isso já é suficiente para nos mostrar o que a mídia não mostra porque não dá ibope, mas, que para nós que somos do Reino nos desafia a formar formadores, discipular discipuladores, e empreender empreendedores do Reino nesta Nação. Ao ler o artigo "Quando a ajuda não ajuda" me fez entender que é preciso ir além da "comida e bebida", como Paulo afirma em Romanos 14.17, investindo em ações que promovam justiça, paz, alegria no Espírito e desenvolvimento comunitário (na linguagem paulina: edificação mútua). Sinalizar o Reino de Deus implica o Evangelho todo, para o Homem todo, para todos os homens, em todos os lugares. A História e realidade da Igreja no Haiti (assim como no Brasil) nos ensina que a obra da evangelização (levar o Evangelho aos não-alcançados) é fundamental na obra missionária, mas, não única. Há uma segunda e tão fundamental tarefa: o discipulado, onde o Evangelho é enraizado e faz produzir os frutos do Reino: justiça, paz, alegria no Espírito e desenvolvimento comunitário. Quando lemos Apocalipse 3.20, que Jesus está à porta da Igreja em Laodicéia e bate, indicando que está do lado de fora da sua igreja, percebemos quão séria e atual é a palavra de Deus registrada em 2ª Crônicas 7.14: a transformação

de uma Nação (Um novo Haiti) passa obrigatoriamente pelo povo escolhido de Deus para ser bênção à sua Nação e à todas as Nações. Investirmos em líderes e em uma Igreja que tem o Evangelho como estilo de vida certamente é investir em uma nova Nação! Dê as suas considerações finais. Quando a Igreja permanece de joelhos, os missionários nos campos permanecem de pé! As palavras do Teólogo A.W.Tozer é uma verdade missionária atualíssima: "muita oração, muito poder; pouca oração, pouco poder; nenhuma oração, nenhum poder!", e sinalizar o Reino de Deus às Nações é uma obra feita no poder que é o Evangelho, com ações de poder em maravilhas e sinais. Que a Igreja Brasileira continue com seus joelhos dobrados Por Um Novo Haiti! O saudoso Pr. Waldemiro Thymchak afirmava que a obra missionária é feita "com os pés dos que vão, os joelhos dos que ficam, e as mãos dos que contribuem". Que o povo que se chama pelo nome de Deus no Brasil continue vindo ao Haiti cooperando com suas vocações, dons e talentos na formação, discipulado e empreendedorismo nesta Nação, intercedendo e investindo para que o Por Um Novo Haiti se realize ainda em nossa geração http://missoesmundiais.com.br

APOIE ESTE PROJETO! ORE E CONTRIBUIA! pam@jmm.org.br Central do Adotante: 0800 709 1900 Rua José Higino, 416, Casa 21 - Tijuca Rio de Janeiro (RJ) - CEP 20510-412

DOE PARA ESTE PROJETO

Estamos alinhados com os objetivos do milênio propostos pela ONU. Nossas ações valorizam o ser humano de forma integral, a exemplo de Cristo. Outubro de 2015 * Vigiai -

41


Vigiai 17ª edição  

Vigiai 17ª edição - Outubro 2015

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you