Page 1

ano II - nº 54 - ABC, 16-04-2011

Inaugurada Central de Gerenciamento de Emergências O prefeito de São Caetano do Sul, José Auricchio Júnior, entregou um novo equipamento público que, por meio de tecnologia de ponta, trará mais segurança à população. Trata-se da Central de Gerenciamento de Emergências, localizada no prédio do Serviço de Atendimento ao Munícipe em Emergência (Same-199), esquina da Avenida Goiás com a Rua Aurélia, no Bairro Santa Paula. No espaço serão monitoradas as 60 novas e modernas câmeras espalhadas pela cidade. Página 6 Equipamento faz parte do Programa Federal destinado à prevenção e repressão da criminalidade no município

Chácara Silvestre em SBC ganha revitalização Página 2

Jardim São Festival de Programa Caetano Paranapiacaba Minha Casa ganha praça recebe a exclui mais e aparelhos Rota do pobres em de ginástica Cambuci São Paulo Página 4

Página 6

Página 3

Hospital da Mulher atinge seu menor índice de infecção hospitalar A Comissão de Controle de Infecção Hospitalar do Hospital da Mulher de Santo André completou em março último dois anos de implantação atingindo marca histórica: o equipamento de saúde municipal registrou apenas 1% de taxa de infecção hospitalar, o menor patamar até agora. A recomendação da Organização Mundial da Saúde em geral é de taxas abaixo de 3%. Página 2 CME: esterilização cuidadosa e rastreamento de todos os materiais do hospital.

FUABC incentiva desarmamento junto a crianças de escolas de Santo André Mantenedora da Faculdade de Medicina do ABC, a Fundação do ABC deu início sexta-feira (15) a ação de desarmamento junto a quase 1.000 crianças da Educação Infantil dos colégios Unidade Jardim e Colégio Stoquinho, os dois em Santo André através do Projeto Sorrir é Viver. Página 4


16-04-2011 - página 2

Chácara Silvestre em SBC ganha revitalização A Prefeitura de São Bernardo do Campo iniciou as intervenções de revitalização na Chácara Silvestre, no Bairro Nova Petrópolis. As obras, que começam na parte externa do complexo, têm o objetivo de preparar o espaço para voltar a receber visitantes. Alguns dos serviços realizados no local serão movimentação de terra, plantio de vegetação, implantação de pista de caminhada, reforma e implantação de estruturas civis, entre outras. A previsão é que a área externa seja concluída em agosto, mês de aniversário da cidade. O projeto paisagístico, orçado em R$ 3,3 milhões, contempla a implantação de um parque com atividades culturais e de recreação em meio a um ambiente de vasta vegetação. Esse projeto prevê quatro ambientes em uma área de aproximadamente 85 mil m². Já o casarão da Chácara Silvestre é objeto de outro projeto visando sua restauração, que faz parte do plano de governo e está a cargo da Secretaria de Cultura. Segundo o secretário adjunto de Cultura e presidente do Conselho Municipal do Patrimônio Histórico e Cultural a empresa contratada está fazendo o diagnóstico do casarão e depois realizará o projeto básico. “A proposta é que em agosto seja assinada a ordem de serviço para a restauração do casarão. Será uma grande conquista entregar à comunidade o primeiro bem público restaurado em São Bernardo do Campo”, disse.

Espaço - No parque, o público terá um espaço para área de convívio com bancos e mesas de concreto, playground com brinquedos lúdicos para crianças até 5 anos, áreas de alongamento e equipamentos voltados à terceira idade. Haverá também palco com estrutura para atividades cultu-

A Comissão de Controle de Infecção Hospitalar do Hospital da Mulher de Santo André completou em março último dois anos de implantação atingindo marca histórica: o equipamento de saúde municipal registrou apenas 1% de taxa de infecção hospitalar, o menor patamar até agora. A recomendação da Organização Mundial da Saúde em geral é de taxas abaixo de 3%. Limpeza dos ambientes e higienização de materiais e equipamentos são pontos altos do Hospital da Mulher Maria José dos Santos Stein, mas o infectologista Carlos Augusto de Aguiar Quadros, coordenador da CCIH, enfatiza a conscientização entre os profissionais como fator preponderante. “Médicos e enfermeiros são os principais agentes nesse processo, porque lidam diretamente com o paciente. O grande veículo de transmissão de microorganismos são as mãos” - explica, ao citar que cuidados básicos como lavar as mãos, cuidar bem de feridas e fazer a desinfecção correta de instrumentais

cirúrgicos superam em importância qualquer tecnologia mais sofisticada. Desde que foi implantada, em março de 2009, a CCIH do Hospital da Mulher reúne mensalmente o grupo multidisciplinar de 10 membros para repassar tarefas e discutir idéias. Fazem parte, entre outros, desde o superintendente e o diretor clínico até representantes da farmácia, nutrição e limpeza. Um outro diferencial é a Central de Material e Esterilização, que implantou códigos para rastrear todas as etapas que um material percorre dentro do hospital, facilitando a detecção de eventual problema “A queda na taxa de infecção é apenas consequência. O importante é que os profissionais respeitem o conceito de infecção e sigam as regras que evitem riscos, agindo rapidamente quando surge um problema” - define o infectologista do Hospital da Mulher. Perfis diferentes: A rigor, não há uma referência fixa na literatura mundial que defina o índice ideal para não se contrair doenças dentro de hospitais. Isso porque cada unidade mé-

Creche Herbert de Souza é revitalizada e entregue à população Secretaria de Educação vai entregar outras 12 unidades ainda no primeiro semestre.

Chácara Silvestre será totalmente reformada e revitalizada para receber a população rais, sanitários, portaria e, futuramente, lanchonete. Em outro local, a população terá acesso a pistas de caminhada em gramado e pedrisco, pontes de acesso e diversos ambientes de estar dentro do parque, sempre preservando a vegetação natural.

Uma área pública de 5,6 mil m² anexa ao parque será incorporada ao endereço e abrigará uma grande área de playground para todas as idades, escorregadores, áreas de convívios com bancos e mesas, pergolado e circuito de bicicleta para crianças. O local ainda terá sanitários e portaria.

Hospital da Mulher atinge seu menor índice de infecção hospitalar

OPINIÃO

“Lições do massacre do Realengo”

“O massacre ocorrido em escola de realengo, no rio de janeiro, aindaestá bem vivo na memória dos brasileiros. Porque ele aconteceu? A primeira reação, a mais popular, consiste em achar que foi coisa do mal, não necessariamente do diabo, mas de algo mau que haja no mundo. Ainda se supõe que o motivo que levou o jovem Wellington Menezes de oliveira a assassinar friamente 12 Alunos e ferir outros 12 antes de ser parado por policiais seja o fato de ter sofrido Bullying na escola, como ficou demonstrado em uma gravação apresentada pelo jornal nacional da globo. Ato de violência sem precedentes, que chocou o Brasil e o mundo, foi noticiado á exaustão pelos programas televisivos. Impossível não se comover nem solidarizar com as famílias, mas me pergunto até que ponto essa exploração feita pelos veículos de comunicação é saudável para a sociedade. A violência gratuita está espalhada pelas ruas do Brasil e os casos se multiplicam diariamente. As agressões a homossexuais que vem se sucedendo na região da avenida paulista e o caso do morador de rua que esfaqueou duas pessoas que estavam no ponto de ônibus em frente ao museu de arte de são Paulo (MASP) São apenas dois exemplos de que a insegurança no país como um todo anda á solta. Entretanto, os casos de agressão invadindo escolas e universidades mostram que a situação está no limite. Na última semana uma universitária do interior de são Paulo foi espancada por outras alunas porque denunciou que sofria de bullying e, na terça-feira ultima, um jovem de 14 anos foi preso porque portava arma dentro da escola. A explicação do garoto na delegacia foi de que a arma era para se defender, pois sofria ameaças constantes de colegas. Agora vejamos, se a escola que é a base para formação de um cidadão, torna-se palco da violência, está mas que na hora das autoridades e da sociedade repensarem a instituição. Um pouco de autocrítica, também cairia bem neste momento. Alguns protestos já começaram a respingar no país, que as autoridades revejam suas atitudes e projetos visando a educação” TURÍBIO LIBERATTO

dica tem perfil e peculiaridades próprias, o que pode levar a desvios de estatísticas. “Não posso comparar um hospital de alta complexidade com outro que é mais forte na área ambulatorial. Se uma unidade faz apenas um parto por mês e o bebê tem uma infecção, nesse mês o índice foi de 100%. Além disso, a qualquer momento pode haver um surto, como foi o caso do H1N1 no ano passado” exemplifica dr. Carlos Aguiar, para explicar a taxa média de 3%, no geral, estabelecida pela OMS. O que a literatura mundial apregoa como meta é

a diminuição de um-terço das infecções no hospital, já que os outros dois-terços são produzidos pelo próprio paciente, que é hospedeiro de microorganismos. Além de conhecer as principais infecções hospitalares e definir se a ocorrência está dentro de parâmetros aceitáveis, os membros da CCIH elaboram normas de padronização para que os procedimentos sigam uma técnica asséptica, orientam e treinam os profissionais da instituição, fazem o controle da higienização ambiental e da prescrição de antibióticos.

Na última quinta-feira (14), a Secretaria de Educação entregou para a população da região do Jardim Marajoara a Creche Herbert de Souza, totalmente revitalizada. A solenidade abre um cronograma de apresentações à comunidade de nove escolas reformadas e quatro novos espaços, que receberam da Pasta investimentos da ordem de R$ 20 milhões. Na Creche Herbert de Souza houve um investimento de R$ 1.123.350 em intervenções que possibilitaram a ampliação do atendimento em período integral para os alunos da educação infantil e mais conforto para os 36 bebês matriculados. A instalação de uma ala exclusiva para o berçário foi o principal alvo da reforma, pois anteriormente era necessário transportar os alunos para algumas atividades. A sala do berçário e solário foram ampliados, e o banheiro, trocador e lactário, instalados próximos uns dos outros. A unidade recebeu ainda pintura externa e interna, cobertura de policarbonato na entrada e acesso à escola, bem como nos fundos das salas, novos brinquedos e piso emborrachado no parquinho, além da troca das telhas na área externa. Alunos que estavam em salas de aulas adaptadas também ganharam espaços maiores e melhores acomodações. A creche atende hoje 241 crianças de 3 meses a 5 anos, sendo que 87 permanecem na escola em período integral. São 40 crianças a mais do que no ano passado ficando o dia todo na escola. Novas unidades A próxima unidade a ser entregue é a Emeief Antonio Virgínio Zaniboni, no Jardim do Estádio. A solenidade de entrega está prevista para o dia 19 de abril. Novas unidades como a creche Professora Yonne Cintra de Souza, na Vila Pires, a Emeief Augusto Boal, no Parque Capuava, a Creche Elisabete Lilian Piccinin, no Jardim Capuava, e a Creche Francisca Zuk, no Jardim Santo André, também fazem parte do cronograma.

Vereador Gilberto Costa indica a construção de um CISE no Bairro Santa Maria Indicação para a construção de Centro Integrado de Saúde e Educação da Terceira Idade é para ser nas dependências do Parque Santa Maria A indicação feita pelo vereador Gilberto Costa (PP), ao Prefeito Municipal visa facilitar o acesso dos moradores do Bairro Santa Maria, já que muitos idosos dependem do transporte co-letivo, que algumas vezes demora ou optam por irem a pé, mas enfrentam caminhadas longas e cansativas. “O Bairro que solicito a construção do Centro é bem populoso e importante para a cidade, merecendo a instalação neste local para que a população da terceira idade possa se reunir, conversar, dançar, ler, praticar atividades e viver com qualidade de vida”, afirma o vereador Gilberto Costa. O Parque Santa Maria, localizado na Rua General Humberto de Alencar Castelo Branco, onde foi feito a indicação para o CISE ser construído, além do papel muito

importante de reurbanização do Bairro, é composto por pista de Cooper, lago, anfiteatro, fontes de água, quadras, telefones públicos, sanitários com duchas, enfermaria e sala para médicos, distribuídos em 9.765 metros quadrados, o que agilizaria o começo das atividades. “Além de contemplarmos o Bairro com a construção de um Centro Integrado de Saúde e Educação para a Terceira Idade, o mesmo também trará ainda mais segurança e conforto para os moradores do local que não vão precisar se deslocar para outros Centros da cidade”, comenta Gilberto Costa. Junto com a segurança, com a construção de um CISE no Bairro Santa Maria, o número de empregos aumentará, já que para o bom funcionamento do local é necessário uma demanda maior de trabalhadores.

Vereador Gilberto Costa


16-04-2011 - página 3

Semasa garante recursos atrasados do PAC Repercussão na mídia e engajamento dos técnicos da autarquia e Caixa Econômica Federal ajudaram a regularizar repasses O Semasa recebeu, até abril de 2011, R$ 12 milhões de recursos atrasados provenientes de obras do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento). O volume é 35% maior do que a soma dos valores de todos os anos anteriores (2008, 2009 e 2010). Em reunião realizada na Capital - na sede da Caixa Econômica Federal, com a presença do Semasa, do Departamento de Água e Esgoto do Ministério das Cidades e da própria Caixa Econômica Federal foram esclarecidas e corrigidas questões pontuais de cada contrato. “Fica claro que o diálogo entre as partes envolvidas trouxe grande ganho no encaminhamento das adequações de projetos dentro dos parâmetros exigidos. O Semasa tem feito esforço continuo no sentido de usar as verbas em prol de se ter o saneamento como ferramenta de saúde pública”, explica Dr. Angelo Pavin, superintendente da autarquia. A expectativa é receber todo o valor atrasado nos próximos meses, além de manter o volume de novos repasses dentro do programado no cronograma de obras. “Toda a repercussão das contas do Semasa acabou tendo um efeito positivo. Estamos recebendo cada vez mais rápido os recursos atrasados”, explica o supe-rintendente adjunto, Dovílio Ferrari Filho, também presente à reunião. O Semasa também aguarda o repasse de R$ 15 milhões do Departamento de Águas e Energia Elétrica (DAEE), proveniente das obras de reparo dos pontos danificados nas margens do Rio Tamanduateí, em trecho de aproximadamente 1,5 km que corta Santo André. Em reunião entre o Governador do Estado de São Paulo Geraldo Alckmin, o Prefeito de Santo André, Dr. Aidan Ravin, e o secretário de Gabinete e Saúde, Nilson Bonome, ficou definido que o Estado reembolsará a autarquia pelos investimentos realizados.

Minha Casa exclui mais pobres em São Paulo O programa do governo federal Minha Casa, Minha Vida completou dois anos sem entregar nenhum imóvel às famílias da cidade de São Paulo que recebem até três salários mínimos (R$ 1.395). A Caixa Econômica Federal informou, em nota, que “o principal entrave é o custo dos terrenos em São Paulo, que é maior do que nas demais cidades do país”. O alto custo de produção, como preço do terreno e infraestrutura de água e esgoto, não cabe, segundo a iniciativa privada, no teto de R$ 52 mil definido pelo governo para os imóveis destinados à baixa renda. Isso inviabilizou o sucesso do programa na cidade, diz José Carlos Martins, vice-presidente da Câmara

Brasileira da Indústria da Construção Civil. “Você há de convir que alguma coisa em São Paulo de R$ 52 mil é obra de ficção”, afirma. Sérgio Watanabe, presidente do Sinduscon-SP (Sindicato da Indústria da Construção Civil em São Paulo), diz que existiam 400 mil unidades a serem distribuídas no Brasil para a faixa de até três salários. A cidade de São Paulo teria 70 mil. “Tinha o potencial, mas só foram viabilizadas 3.000 habitações. Assim mesmo, só com subsídio e doação de terreno pelo município”, diz. Estão previstos para a capital 23 empreendimentos, com 3.596 habitações, orçados em R$ 186,1 milhões. As obras de 21 deles estão em andamento, com entrega prevista para a

partir do segundo semestre de 2011, informa a Caixa. Watanabe e Martins concordam que a viabilidade econômica do programa passa pelo aumento do valorlimite de R$ 52 mil para cada imóvel, aliado a incentivos públicos, como doação de terreno e infraestrutura. FRUSTAÇÃO A espera tornou-se frustração para a dona de casa Madalena Yakabe, 41, que mora com o marido, cinco filhos e uma sobrinha em um imóvel do sogro, em Sacomã, zona sul de São Paulo. Há oito anos ela tenta conquistar o próprio lar, e a esperança tinha sido renovada com o lançamento do Minha

Casa. “A Caixa está fazendo prédios, mas não é para a baixa renda. É para quem tem condição melhor.” A Caixa informa que o Minha Casa, Minha Vida já entregou 16.693 imóveis na capital, dos quais 7.764 imóveis para a faixa que compreende entre 3 e 6 salários, e 8.929 para a de 6 a 10 salários. A Cohab-SP (Companhia de Habitação de São Paulo), responsável pela seleção dos beneficiários dos empreendimentos, diz que já assinou 16 contratos entre prefeitura e Caixa para a construção de habitações em terrenos doados pelo município. O Minha Casa, Minha Vida já financiou 1.005.128 habitações em todo o país, somando investimento de R$ 53,1 bilhões, segundo a Caixa.

Vanessa Damo participa de audiência pública para reorganização da Região Metropolitana de São Paulo A Assembleia Legislativa de São Paulo foi palco terça-feira (12) da primeira Audiência Pública para debater o projeto de lei que trata da reorganização da Região Metropolitana da Grande São Paulo (RMGSP). A proposta, que está na Casa desde 2005, ganha impulso e deve ser votada em plenário em breve, visto que existe unanimidade no Legislativo e Executivo quanto a importância da aprovação. A Região Metropolitana de São Paulo contempla 39 municípios (em torno da Capital estadual) e possui uma população estimada de 30 milhões de pessoas, segundo a Secretaria Estadual de Desenvolvimento Metropolitano. Além disso, o agrupamento de cidades responde por 80% do PIB (Produto Interno Bruto) estadual e 27% do nacional. Presente na audiência, o secretário da Pasta, Edson Aparecido, destacou a importância da proposta já que tanto o Orçamento Estadual e o Plano Plurianual passarão a ser configurados de acordo com as políticas de desenvolvimento regional. A ideia se resume em discutir os problemas comuns entre os municípios, visto que não mais existem limites entre as cidades e os problemas transbordam as divisas. Questões como enchentes, destino de resíduos sólidos (lixo), trânsito, saúde, segurança pública, meio ambiente, desenvolvimento econômico, entre outros, já não são possíveis de ser

resolvidas de forma individual, e a região metropolitana seria o local para integrar as políticas públicas. “A ideia é que a região metropolitana supra o vazio institucional do Estatuto das Cidades”, disse Aparecido, lembrando também da necessidade da aprovação do Estatuto das Metrópoles, que está em tramitação no Congresso. Na audiência, o deputado estadual Donisete Braga criticou o fato de Mauá receber lixo de todo o ABC e outras cidades, como da Baixada Santista. Em concordância, o secretário Edson Aparecido disse “não ser mais possível que toneladas de lixo de Santos subam (a Serra do Mar) para serem depositadas na cidade de Mauá”, e que o projeto pode resolver isso. Experiências Edson Aparecido afirmou que as experiências regionais já existentes, como o Consórcio do ABC, são fundamentais para o sucesso da Região Metropolitana, e o projeto em tramitação não anula essas entidades. “Os consórcios não são concorrentes (da região metropolitana). Isso porque o projeto prevê as sub-regiões. A experiência que tivemos no ABC é super importante”, disse o secretário durante a audiência. O prefeito de Diadema e presidente do Consórcio do ABC, Mario Reali, também esteve presente na Assembleia e destacou a necessidade de avançar com a ex-

Vanessa Damo e Edson Aparecido periência já obtida no ABC. O prefeito de Rio Grande da Serra, Adler Teixeira, também se fez presente. O secretário estadual também elogiou a atuação da deputada Vanessa Damo (PMDB) no Grande ABC, pela luta por demandas regionais, atuação esta que serviu de base para a produção do projeto que cria a Aglomeração Urbana da Região de Jundiaí. “Hoje os problemas são

comuns e extrapolam os limites dos municípios. Não é possível tratar as demandas de cada cidade isoladamente. A reorganização da Região Metropolitana, ao lado do Consórcio do ABC, é fundamental para unir os esforços e resolver os problemas de uma vez por todas, trazendo mais recursos dos governos Federal e Estadual para a região”, disse Vanessa Damo.

Bottura pede intervenção para vazão das águas pluviais no bairro São José Através de indicação à Prefeitura de São Caetano do Sul e ao Departamento de Água e Esgoto (DAE), o vereador e líder do governo, Paulo Bottura, apontou à necessidade de mais uma medida para combater o problema das enchentes na cidade. O local em questão é a Rua Engenheiro Armando de Arruda Pereira, no bairro São José. Comerciantes entregaram abaixo assinado para o vereador requerendo

intervenções para minimizar o excesso do volume das águas das chuvas. “Na altura do número, 1397 – trecho entre a Rua Humberto de Campo e Estrada das Lágrimas há apenas um bueiro pequeno para escoar a água das chuvas em todo o quarteirão, inclusive da enxurrada que desce da Rua Humberto de Campos”, explicou o comerciante Angelo. Bottura também teve acesso a fotos de celular retratando os transtornos nos dias de chuva naquele local. “De fato é preciso estudos visando reavaliação e melhorias no sistema de captação e escoamento de águas pluviais”, pois estes comerciantes em dias de fortes chuvas acabam tendo grandes prejuízos, além dos transtornos que lhes são impostos”, fundamenta Bottura. Bottura apontou ainda que nos comércios da rua, ocorre invasão em função da quantidade das águas pluviais que descem da Rua Humberto de Campos, e não encontram vazão, assim como, moradores da região que se utilizam do transporte público, também enfrentam transtornos, pois o ponto de ônibus fica totalmente alagado. Segundos os comerciantes além das inundações em seus comércios o odor de esgoto, e o aparecimento de ratos e baratas preocupam, vez que, são vetores de doenças.

Bueiros entupidos e alagamentos constantes causam transtornos


16-04-2011 - página 4

Jardim São Caetano ganha praça com aparelhos de ginástica para 3ª Idade Os moradores do Jardim São Caetano, especialmente os da melhor idade, ganharam um belo presente da Prefeitura de São Caetano do Sul na manhã de sábado (9): a inauguração da Praça Adauto Moreira, na Av. Pa0pa João XXIII. O destaque da obra que criou uma área de convivência para os moradores do bairro é o Playground da Longevidade, com uma série de aparelhos de ginástica adaptados para atividades de baixo impacto, ideais para o uso por idosos. Além disso, a quadra que existia no espaço foi reformada e deixada em ótimas condições para a prática de diversos esportes. O prefeito de São Caetano, José Auricchio Júnior, ressaltou que a praça pode ser usada por pessoas de todas as idades. “A Praça Adauto Moreira ganhou em qualidade, com a quadra comunitária revitalizada e os aparelhos para exercícios com baixo impacto, que são especiais para a terceira idade mas podem ser usados por todos. A recuperação deste espaço era um desejo antigo dos moradores do Jd. São Caetano, que apesar de ser um bairro muitos especial também tem suas demandas”, explicou. Auricchio elogiou o empenho da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos para a revitalização da praça, que também ganhou bancos para o descanso dos frequentadores e novo paisagismo, com áreas verdes remodeladas. “O trabalho realizado pela Sesurb conseguiu fazer com que a Praça Adauto Moreira se transformasse em um espaço agradável para os moradores do Jd. São Caetano.” A avaliação do prefeito foi corroborada por Suely Clemente, de 69 anos, moradora do Jardim São Caetano há três anos. Ela aproveitou a bela manhã de sol no sábado e conheceu a praça acompanhada pelo marido, Marcus Clemente, 75 anos, e o neto Eric, 4 anos. Homenagem - Alexandre Moreira, um dos filhos do homenageado, falou em nome da família na inauguração da praça. “Toda a família ficou comovida e orgulhosa ao saber que a praça ganharia o nome de Adauto Moreira, meu pai, um homem íntegro e dedicado”, afirmou. O prefeito José Auricchio Júnior destacou que a homenagem foi justa.

Praça recebeu aparelhos para ginástica com baixo impacto e quadra esportiva reformada

Prefeito Auricchio, primeira-dama Denise e família do homenageado descerram a placa de inauguração

Auricchio explicou que revitalização da praça era demanda do bairro

Praça Adauto Moreira foi entregue a população no último sábado

FUABC incentiva desarmamento junto a crianças de escolas de Santo André Vestidos de palhaços, alunos da Medicina ABC trocarão armas de brinquedo por ovos de Páscoa e livros na Unidade Jardim e no Stoquinho Mantenedora da Faculdade de Medicina do ABC, a Fundação do ABC deu início sexta-feira (15) a ação de desarmamento junto a quase 1.000 crianças da Educação Infantil dos colégios Unidade Jardim e Colégio Stoquinho, os dois em Santo André. Antes do início das aulas da manhã, por volta de 7h30, estudantes de Medicina membros do Projeto Sorrir é Viver estarão nas escolas vestidos de palhaços para distribuição de folhetos explicativos, bate-papo com os pequenos e divulgação da campanha. A ação será repetida por volta das 12h30, na entrada dos alunos da tarde. Nos dois períodos serão cerca de 30 minutos de atividades com alunos entre 2 e 6 anos de idade. A iniciativa terá continuidade na segunda-feira (18), quando o Sorrir é Viver retorna aos colégios pela manhã e à tarde para recolher as armas de brinquedo, que serão trocadas por ovos de Páscoa e livros para colorir. Para a Diretora da Educação Infantil da Unidade Jardim, Stella Maris Guerra Poças, desde pequenas as crianças devem adquirir conhecimento de que arma não é brinquedo: “Brincadeiras com armas incentivam a agressividade e podem trazer prejuízos ao crescimento e desenvolvimento infantil. Por isso não permitimos esses objetos na escola”. Coordenadora Pedagógica do Stoquinho, Maria de Fátima Vanderlei Gongora considera fundamental esse tipo de ação de consci-

entização, principalmente por utilizar a arte lúdica do palhaço para chegar mais próximo das crianças: “É nessa idade que começamos a construir o caráter das pessoas, para formar adultos melhores, que busquem um mundo melhor. No dia do brinquedo, por exemplo, não permitimos espadas ou armas de qualquer tipo, mesmo aquelas que espirram água. Esse tipo de postura é hábito na escola. Os pais entendem e colaboram muito conosco. A campanha da Fundação do ABC vem para reforçar esse princípio. E com estudantes de medicina caracterizados de palhaço, será bem mais fácil a aproximação e o contato com nossos alunos”. A parceria Fundação do ABCSorrir é Viver com os colégios Unidade Jardim e Stoquinho para a campanha de desarmamento é inspirada no trabalho do Instituto Sou da Paz ONG referência no país para o desenvolvimento de trabalhos nessa área. Sorrir é Viver: O Projeto Sorrir é Viver é iniciativa pioneira de humanização desenvolvida por alunos de Medicina da Faculdade de Medicina da Fundação do ABC. O grupo tem por objetivo melhorar o ambiente hospitalar/ambulatorial por meio da humanização da saúde, utilizando para isso a arte lúdica do palhaço. As bases teóricas, metodológicas e de pesquisa sobre os efeitos benéficos da humanização hospitalar foram projetadas em 2002, inspiradas no sucesso do programa Doutores da Alegria e no filme Patch Adams. A formação efetiva do grupo ocorreu em março de 2005.

A campanha de desarmamento conta com o apoio do Grupo Sorrir é Viver da Faculdade de Medicina do

ABC, e acontecerá até o dia 18 de abril às 7h30 e às 12h30, nos colégios Unidade Jardim (rua Silveiras, 70 -

Vila Guiomar) e Stoquinho (rua Otávio Marques, 117 - Vila Assunção).


16-04-2011 - página 5

Santos domina Cerro e muda panorama na Libertadores Eduardo e Luiz confiam em substitutos por vaga as finais do Paulistão Ídolo do São Caetano, o qual defende há nove anos, o goleiro Luiz (na foto) atuou as 18 rodadas do Campeonato Paulista até agora. Eduardo, que nos últimos dois jogos marcou sete gols, é o artilheiro do time com oito. Embalada, a dupla não poderá enfrentar o Linense domingo no jogo mais importante do ano. A vitória no Anacleto Campanella, às 16h, vale uma vaga na fase final. Luiz e Eduardo levaram o terceiro cartão amarelo na vitória sobre o Corinthians (2 a 1) , no Pacaembu. A importante vitória colocou o Azulão pela primeira vez no G8 – o time chegou a ficar na zona de rebaixamento nas primeiras rodadas. “Ninguém quer ficar de fora, mas precisávamos muito dos pontos contra o Corinthians. Não pensei no cartão. Queria, assim como os demais companheiros, manter o São Caetano com chances. Conseguimos. Vamos estar na torcida e confiamos no time que o Ademir (Fonseca, técnico) escalar”, afirmou Eduardo, que fez cinco sobre o São Bernardo e dois no Timão - o outro foi sobre o Mogi Mirim. Luiz, que será substituído por Leandro, tem sido um dos destaques do campeonato. Sua liderança perante o grupo tem sido fundamental, principalmente com os jogadores que chegaram este ano.

Para ele, Leandro tem totais condições de ajudar o time. “Vida de goleiro é assim. Quando aparece a chance, tem que estar pronto. E o Leandro já provou que tem qualidade. Somos amigos, conversamos muito e ele tem experiência. Jogou na Portuguesa, subiu com o Monte Azul em 2009 e tem, principalmente, a confiança de todos. E, para um goleiro, isso é fundamental.” O substituto de Eduardo será definido por Ademir até domingo. Como não possui um centroavante como opção, já que Vandinho foi para a Rússia, o técnico tem à disposição Leozinho, Henrique Dias, Renatinho e Túlio para formar dupla com o titular Antônio Flávio.

São Caetano e colégio Fênix Santa Paula fecham parcerias para o futsal e basquete de base

O Santos entrou em campo na última quinta-feira, no Paraguai, em situação crítica na Libertadores, e saiu dele bem próximo da vaga às oitavasde-final. Isso porque a equipe controlou o jogo diante do Cerro Porteño, venceu por 2 a 1, e precisa de um novo triunfo diante do já eliminado Deportivo Táchira na última rodada do grupo cinco para selar a classificação. O duelo diante do Táchira ocorre na próxima quarta-feira, no Pacaembu. O Santos também pode se classificar com um empate no jogo, desde que haja um vencedor no confronto entre Colo-Colo e Cerro Porteño, em Santiago, no Chile. Diante do Cerro, Danilo e Maikon Leite garantiram o triunfo do Santos com um gol em cada tempo. A equipe não demonstrou sentir o peso das ausências de Elano, Neymar e Zé Eduardo, e passeou em campo sob o comando de Paulo Henrique Ganso. Pedro Benitez diminuiu para o Cerro no minuto final. Essa foi a primeira partida de Muricy Ramalho comandando o Santos na Libertadores. O alvinegro fecha a quinta rodada do grupo na terceira colocação, com oito pontos. O Cerro tem a mesma pontuação, porém, com um saldo de gols maior (4 contra 1). O líder é o Colo-Colo, com nove. O Táchira tem apenas dois. Muricy optou por levar a campo os três jogadores recém liberados pe-

xemplo, já disputam o Campeonato Metropolitano da modalidade, organizado pela Federação Paulista de Futsal. Na competição da Série Prata, os meninos do município disputam partidas contra adversários nas categorias sub-9, sub-11, sub13 e sub-15. Os do basquete, entre 13 e 17 anos, competem nos torneios da Federação Paulista da modalidade.

lo departamento médico. Jonathan, Arouca e Diogo iniciaram o jogo como titulares mesmo sem entrosamento com o restante da equipe. A falta de treinamentos coletivos sob o comando de Muricy foi compensada com uma aplicação tática

incrível. Keirrison auxiliava a mar-cação seguindo os alas, Arouca era utilizado como meia pela direita quando o time estava com a bola, e Ganso ditava o ritimo com a tradicional calma.

Carlos que somou nova idade demonstrando sua vitalidade no futebol society, artilheiro maior, José Barbosa, Babá, e o glorioso Zelão, ainda ao fundo o Luiz A. Mioli também alcunhado Picapau. A eles que fazem a grandiosidade de uma alegria incontida nos corações. PS: O futebol continua sendo o elo maior de amizade em São Caetano do Sul. Registrado com carinho meus

nobres! Em breve estaremos completando 25 anos de muita amizade. Pintando novos atletas dos clubes que completarão 500 partidas. Helio da Silva Salgado, a caminho acelerado ruma à sua partida de nº 1000, será que vai para o livro dos recordes? Se o Cantinho do Zezé e o Jornal Imprensa do ABC não noticiarem, ninguém sabe o que aconteceu.

Carlão confirma sua boa fase na equipe do União Inter Amigos Sábado último no distrital do Bairro Fundação, mais uma performance espetacular da equipe azul escuro do União Inter Amigos que goleou sua rival bordô-vermelho por 6x4. Antonio Carlos Batista da Oliveira “Carlão” ex-azulão confirmando suas atuações lidera os artilheiros da temporada 2011 com 11 gols, Zé Edu com 8 e Dinho com 7 estão na cola do grande goleador. Eis os dados técnicos da partida Sr. Maya foi o árbitro da porfia. Vencedores: Rui, Pulga, Fernando, Zelão (Nero), Babá (Gallo), Joaquim, Almir, Dinho, Carlão, Pulguinha, Zé Edu. Vencidos: Tamayose, Helinho (Elcio Rocha), Pedrão, Joãozinho, Adriano, Marcão (Augusto), Luis Carlos, Tchotcha, Nena, Barbosa (Jorginho), J. Gomes. Os gols da partida de nº940 no futebol de campo foram marcados por Carlão 2, Pulga 2, Zé Edu, Zelão, Nena, Fernando, Elcio Rocha e Jorginho. Ao final grande confraternização dos aniversariantes. Barbosa lesionado é problema para a partida de logo mais. (Depto. Médico trabalha arduamente para colocá-lo em campo). Campeonato Municipal de Juniores e Principais pintam com sucesso

A Secretaria de Esportes e Turismo de São Caetano do Sul e o colégio Fênix Santa Paula fe-charam acordo para que as equipes da unidade estudantil representem a cidade em competições nas modalidades futsal e basquete masculino de base. O convênio, assinado recentemente, tem validade de dois anos. Os garotos do futsal, por e-

Danilo comemora primeiro gol do Santos

A 2ª rpdada dp Campeonato Municipal promovido pela Liga Sancaetanense de Futebol pelos principais distritais de São Caetano do SUl é grande pedida do esporte em São Cartano do Sul para gaudio de todos esportistas. O presidente Lázaro de Assis Negreiros Filho e seus comandados estarão espalhados dando um toque de classe com seus brilhantes desempenhos em pról do futebol. Vale a pena conferir esportistas amigos, Cantinho do Zezé 57 anos na vibração do futebol feito com muito amor, nas asas da emoção todos ligadinhos nas partidas deste domingo 17 de Abril de 2011. Esportistas e atletas do União Inter Amigos ilustram a matéria No principal ponto de encontro dos esportistas do Bairro São José sito a Rua Engenheiro Armando de Arruda Pereira nº 1267, o painel do Cantinho do Zezé mostra os grandes momentos do futebol noma cortesia do Foto Jorginho, desfilam os principais clubes do futebol brasileiro para serem curtidos com muita amizade. Hoje - O Jornal Imprensa do ABC rende tributo aos esportistas: Edmilson Pedro Cavalcante, Marino, Cidão, Alvarinho, Simar, Alberto, Zé Edu (o maior artilheiro do futebol show), Luquinhas, o Professos Luis


16-04-2011 - página 6

Central de Gerenciamento de Emergências é inaugurada

As 60 câmeras são monitoradas 24 horas por dia

Fátima Araujo, uma mulher que ama São Bernardo Fátima Araújo é um exemplo de uma grande mulher, pois através de sua atuação nos movimentos populares, se destacou na política em São Bernardo do Campo. Desde a década de 70, sua participação junto à comunidade, sempre buscando promover a cidadania e cobrando dos órgãos públicos garantir melhorias para o bairro Jardim Silvina e região. Quando assumiu Vereadora, fortaleceu as possibilidades de resgatar as lutas para as melhorias como: a luta pela canalização do Rio Crhisler, a construção de moradias para contemplar moradores que vivem em alojamentos e áreas de riscos, a construção do CEU, onde beneficiará 1200 crianças de 0 a 10 anos, a abertura de um novo acesso para o Parque Fátima Araújo e o prefeito Luiz Marinho

Selecta, como também ao bairro Goldem Park e a revitalização da Praça dos trabalhadores e recapeamento de várias ruas da cidade, em destaque as Rua General Barretos de Menezes e Giaginto Tognato e outras. Mas hoje, com a administração do Prefeito Luiz Marinho, todas estas demandas estão em andamento. Fátima Araújo também se destaca nos movimentos em defesa dos direitos da mulher, atuando intensamente nas políticas publicas em defesa da mulher e relata que “A mulher deve sim, ocupar o seu espaços profissionais, sociais e políticos. Devido a sua grande atuação, Fátima Araújo foi homenageada neste ano no mês de Março pela Rede Melícia Imaculada com a placa “Uma nota que elas notam” e também pela Projeto Município em ação com o titulo “Mulheres de atitude” entre outras autoridades.

Festival de Paranapiacaba recebe a Rota do Cambuci Nos próximos dois fins de semana, representantes da Rota Gastronômica do Cambuci participam da feira de produtos no mercado. No próximo fim de semana (dias 16 e 17) a programação do 8º Festival do Cambuci de Paranapiacaba recebe o reforço da 3ª Rota Gastronômica do Cambuci. Assim, a feira de produtos, que acontece no Antigo Mercado, passará a contar com barracas de produtos de representantes de Rio Grande da Serra, Paraibuna, Salesópolis e Mogi das Cruzes, cidades que integram a Rota e desenvolvem alguma atividade econômica relacionada ao cambuci, fruto típico da Mata Atlântica. Os visitantes estarão em Paranapiacaba também no feriado prolongado (de 21 a 24 de abril). Na feira o público pode conferir produtos como doces, bolos, sucos, e outros itens preparados com o cambuci, além de mudas da árvore, artesanatos e livros sobre a história da Vila. O visitante pode conferir ainda pratos salgados, doces, bebidas e outras iguarias com receitas elaboradas com o fruto em um dos 26

empreendimentos que participam do Festival Gastronômico. Também há quatro barracas no Largo dos Padeiros, Parte Baixa da Vila, que comercializarão sucos, sorvetes e vitaminas, além da tradicional pinga de cambuci. No coreto do Clube União LyraSerrano (Rua Antonio Olyntho, s/n, na Parte Baixa), a atração musical desta semana é a dupla sertaneja Márcio Henrique e Matheus, que se apresenta no dia 17 às 15h. No próximo domingo (24) é a vez da cantora Thais Helena, que interpreta canções da Música Popular Brasileira, se apresentar no festival. No encerramento do evento, dia 30 de abril, o cantor Hyldon faz show no palco ao lado do Antigo Mercado, logo após a divulgação dos vencedores do Concurso Gastronômico do Cambuci. O 8º Festival do Cambuci de Paranapiacaba prossegue nos fins de

Visitantes podem apreciar diversas receitas feitas com a frura Cambuci semana até o dia 30 de abril, das 10 às 18 horas. O evento é organizado pelo Departamento de Turismo de Santo André, com o apoio da Secretaria de Gestão de Recursos Naturais de Paranapiacaba e Parque Andreense, e integra a programação de aniversário de 458 anos da cidade. Mais informações sobre a programação podem ser obtidas pelo telefone 11 4433-0752, ou no site da Prefeitura www.santoandre.sp.gov.br.

O prefeito de São Caetano do Sul, José Auricchio Júnior, entregou um novo equipamento público que, por meio de tecnologia de ponta, trará mais segurança à população. Tratase da Central de Gerenciamento de Emergências, localizada no prédio do Serviço de Atendimento ao Munícipe em Emergência (Same-199), esquina da Avenida Goiás com a Rua Aurélia, no Bairro Santa Paula. No espaço serão monitoradas as 60 novas e modernas câmeras espalhadas pela cidade. “Com essas novas ferramentas de olho no que acontece na cidade 24 horas por dia, nossa expectativa é levar ao cidadão a sensação de estar seguro, sabendo do investimento que estamos fazendo nesta área”, explicou o prefeito Auricchio durante a inauguração da Central, que também abrigará o Gabinete de Gestão Integrada Municipal, criado pelo chefe do Executivo há algumas semanas. “Os equipamentos que estamos entregando, e a criação do Gabinete de Gestão Integrada, são mais alguns passos para que São Caetano ingresse no Programa Nacional de Segurança Pública com Cidadania, o Pronasci, do Ministério da Justiça”, destacou o prefeito. “Essa Gabinete integrado conta com representantes das Polícias Civil e Militar, da Guarda Civil Municipal, de secretarias municipais de São Caetano, Bombeiros e demais órgãos da área.” O Pronasci é um programa do Governo Federal destinado à prevenção e repressão da criminalidade com articulação de ações de segurança pública e de políticas sociais, executado numa parceria da União com os municípios.

Para Moacyr Rodrigues, secretário de Segurança sancaetanense, a nova Central de Gerenciamento de Emergências é um marco para a região. “Poucas cidades têm condições de criar um aparelho público assim com seus próprios recursos. E não haveria melhor lugar para alojarmos o Gabinete de Gestão Integrada do que neste prédio, onde várias forças públicas que buscam a prevenção da criminalidade e atos ilícitos estão localizadas.” Câmeras - Com giro de 360 graus e zoom de 25 vezes, as 60 novas câmeras chegam para substituir os equipamentos anteriores, que eram 19. Mais avançadas, contém em seu software certo nível de inteligência artificial, que pode detectar tumultos e avisar ao operador automaticamente. As imagens ficam armazenadas por, no mínimo, 90 dias. Além disso, todas as viaturas da Guarda Civil Municipal (GCM) e da Saúde contam com acompanhamento via GPS, também monitorados na nova Central. Todo esse sistema implantado em São Caetano pode ser considerado o mais moderno na região do Grande ABC. O investimento total foi de R$ 1,2 milhão. Same 199 - A partir de agora, os serviços do Same-199 passam a ser de responsabilidade da Secretaria de Segurança. “É a evolução do Same, um trabalho que começou há vários anos e só vem crescendo dentro da cidade”, afirmou a assessora especial da Coordenação da Ação Social de São Caetano, Regina Maura Zetone. “Passamos o Same para a Seseg para que ele tenha uma abrangência mais ampla aos munícipes em situação de emer-gência.”

Teatro

“Aladdin, O Musical” aterrissa no Teatro Municipal de Sto. André

Com efeitos especiais e estrutura cenográfica surpreendentes, clássico da literatura árabe terá apresentações hoje e amanhã A criançada - e seus pais e acompanhantes, naturalmente não podem perder a atração deste final de semana no Teatro Municipal de Santo André. Os personagens Aladdin, Jasmine, o Gênio, Sherazade e companhia aterrissam na cidade em Aladdin, O Musical neste sábado e domingo, em curta temporada, sempre às 16h. O espetáculo narra a romântica e divertida história do jovem órfão Aladdin por meio da visão de Sherazade, grande contadora de histórias do clássico As Mil e Uma Noites. O musical conta com um elenco de 20 atores, cantores e bailarinos, além de uma equipe de quase 80 profissionais. Entre as atrações do show pode-se esperar por efeitos especiais surpreendentes, telões que se modificam constantemente com imagens de alta Tapete Mágico voa de verdade definição, grandiosos cenários e durante espetáculo adereços. Serão mais de 300 peças de figurinos, 20 trocas de cenários, coreografias extasiantes e canções montada. Por isso o Teatro Municicriadas especialmente para esta pal de Santo André foi escolhido. inédita versão. O ápice é, com cer- “Das cidades do ABC, Santo André teza, o tapete que voa de verdade. é a única que possui um teatro com estrutura suficiente para comportar Estrutura a montagem cenográfica e a tecnologia que a peça utiliza”, A grandiosa estrutura para explica Sônia Vanuzza, produtora Aladdin, O Musical demanda tam- da Diversão e Arte Produções, bém um local à altura para ser responsável pelo espetáculo.


Jornal Imprensa do ABC - Edição 54  

54 - Inaugurada Central de Gerenciamento de Emergências

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you